• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1076
  • 541
  • 58
  • 11
  • 8
  • 8
  • 6
  • 5
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • Tagged with
  • 1699
  • 341
  • 295
  • 236
  • 231
  • 207
  • 204
  • 198
  • 198
  • 198
  • 198
  • 198
  • 155
  • 147
  • 121
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

A evolução do crédito bancário às pessoas físicas no Brasil

Oliveira, Thiago Gonçalves de January 2012 (has links)
OLIVEIRA, Thiago Gonçalves de. A evolução do crédito bancário às pessoas físicas no Brasil. 2012. 49f. Dissertação (mestrado)- Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Fortaleza,Ce, 2012. / Submitted by Mônica Correia Aquino (monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2016-01-19T18:21:53Z No. of bitstreams: 1 2012_disert_tgoliveira.pdf: 682405 bytes, checksum: 394213c4605010080fb050652aca761b (MD5) / Approved for entry into archive by Mônica Correia Aquino(monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2016-01-19T18:22:52Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_disert_tgoliveira.pdf: 682405 bytes, checksum: 394213c4605010080fb050652aca761b (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-19T18:22:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_disert_tgoliveira.pdf: 682405 bytes, checksum: 394213c4605010080fb050652aca761b (MD5) Previous issue date: 2012 / The total volume of loans in Brazil increased from 24.3% of GDP in January 2004 to 49% of GDP in December 2011. The greater availability of credit to individuals generate effects on the demand in the short term, and for legal entities expand the supply conditions in the long run. The aim of this paper is to analyze recent developments in the operations of payroll, housing loans and car loans in Brazil and its impact on economic activity in the period: 2004 - 2011. The emphasis on individual segment is justified by its unprecedented expansion as well as its importance for the heating of theinternal market, despite the international financial crisis. The study uses logaritimizadas variables for the six time series under analysis: the three-credit, index of economic activity, interest rate Selic rate and exchange rate. The econometric model used for these endogenous variables was the VAR - VEC, according to the Schwarz criterion and stationarity tests, Granger causality and cointegration Johansen. The survey results confirm the expansion and sustainability of credit to the individual segment and identifies variations in economic activity due to impulses in credit lines under study. The interpretations of these results are applicable in the choice of economic policies, considering the productive sectors under analysis, the expected expansion and the macroeconomic variables of the model. / O volume total das operações de crédito no Brasil passou de 24,3% do PIB, em janeiro de 2004, para 49% do PIB em dezembro de 2011. A maior disponibilidade de crédito para as pessoas físicas geram efeitos sobre a demanda, no curto prazo, e para as pessoas jurídicas ampliam as condições de oferta no longo prazo. O objetivo geral deste trabalho é analisar a evolução recente das operações de crédito consignado, crédito habitacional e crédito veicular no Brasil e o seu impacto na atividade econômica no período: 2004 -2011. A ênfase no segmento pessoa física justifica-se pela sua inédita expansão, bem como pela sua importância para o aquecimento do mercado interno, a despeito da crise financeira internacional. O estudo utiliza variáveis logaritimizadas para as seis séries temporais em análise: os três créditos,índice de atividade econômica, taxa de juros selic e índice de taxa de câmbio. O modelo econométrico aplicado para essas variáveis endógenas foi o VAR - VEC, de acordo com o critério de Schwarz e os testes de estacionariedade, causalidade de Granger e co-integração de Johansen. Os resultados da pesquisa ratificam a expansão e sustentabilidade do crédito ao segmento pessoa física e identifica variações na atividade econômica em função de impulsos nas linhas de crédito em estudo. As interpretações desses resultados são aplicáveis na escolha de políticas econômicas, considerando-se os setores produtivos em análise, a expansão esperada e as variáveis macroeconômicas do modelo.
2

Eficiência e competição bancária no Brasil

Wichmann, Bruno Moreira January 2006 (has links)
WICHMANN, Bruno Moreira. Eficiência e competição bancária no Brasil. 2006. 159f. Universidade Federal do Ceará, programa de Pós graduação em Economia, CAEN, Fortaleza, 2006. / Submitted by Mônica Correia Aquino (monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-07-03T20:13:12Z No. of bitstreams: 1 2006_dissert_bmwichmann.pdf: 914560 bytes, checksum: 7456da632279393f8a48b2837c1ade79 (MD5) / Approved for entry into archive by Mônica Correia Aquino(monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-07-03T20:13:29Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_dissert_bmwichmann.pdf: 914560 bytes, checksum: 7456da632279393f8a48b2837c1ade79 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-07-03T20:13:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_dissert_bmwichmann.pdf: 914560 bytes, checksum: 7456da632279393f8a48b2837c1ade79 (MD5) Previous issue date: 2006 / Evidence is scarce regarding the impact of competition on efficiency in banking, even if it represents a very relevant issue to assess the benefits of a heightened banking competition. This work investigates the relationship between competition and efficiency in banking on a sample of 60 Brazilian’s banks during the period 2000 2004. Competition is measured by the Rosse-Panzar H-Statistic. Efficiency is estimated with 4 different nonparametric approaches: data envelopment analysis; free disposal hull; the model proposed by Simar and Wilson (2000); and the order-m estimator of Cazal et al (2002). This work provides support to a negative relationship between competition and efficiency in banking, which does not then corroborate the intuitive positive influence of competition on efficiency. / No que se trata de competição, a opinião mais comum concerne os benefícios de seu aumento sobre a eficiência das firmas de determinada indústria. Poucas são, porém, as evidências empíricas no que diz respeito ao impacto da competição sobre a eficiência no setor bancário. O trabalho investiga o relacionamento entre competição e eficiência no setor bancário brasileiro, utilizando uma amostra de 60 bancos durante o período que compreende o primeiro semestre de 2000 até o primeiro semestre de 2004. Competição é medida pela estatística-H de Rosse-Panzar. Eficiência é medida pelo modelo DEA (data envelopment analysis), pelo modelo FDH (free disposal hull), pelo modelo de Simar e Wilson (2000) e pelo estimador “order-m” de Cazals et al (2002). Diferentemente da ótica mais intuitiva, conclui-se em favor de um relacionamento negativo entre as duas variáveis.
3

Como os bancos brasileiros ajustam suas razões de capital: uma análise do período de 2005 a 2010

Brasil, Carolina Machado January 2012 (has links)
BRASIL, Carolina Machado; JORGE NETO, Paulo de Melo. Como os bancos brasileiros ajustam suas razões de capital: uma análise do período de 2005 a 2010. 2012. 57f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, 2012. / Submitted by Mônica Correia Aquino (monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-07-16T20:54:46Z No. of bitstreams: 1 2012_dissert_cmbrasil.pdf: 860928 bytes, checksum: e8e737d5440f1aa9085e6fbe9429431d (MD5) / Approved for entry into archive by Mônica Correia Aquino(monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-07-16T20:55:03Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_dissert_cmbrasil.pdf: 860928 bytes, checksum: e8e737d5440f1aa9085e6fbe9429431d (MD5) / Made available in DSpace on 2013-07-16T20:55:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_dissert_cmbrasil.pdf: 860928 bytes, checksum: e8e737d5440f1aa9085e6fbe9429431d (MD5) Previous issue date: 2012 / Implementation of Basel, whose goal is to strengthen the soundness and stability of the financial system is essentially based on the stipulation of a minimum capital ratio. Although a higher ratio of capital increase costs for institutions, it is common to note that many of these institutions maintain a capital ratio above the regulatory minimum. Thus, this work is meant to examine how Brazilian banks adjust their capital ratios. Secondarily aims to assess the determinants of the speed of adjustment, emphasizing the importance of the variables of rating. For this purpose, we use the methodology employed by Berger et al. (2008) using a model in three stages. We used quarterly data from 2005 to 2010 refer to 57 banks. As a result it was found that if the bank has traded lower its rate of capital, the larger the size the greater the bank’s capital held, which is contrary to results obtained in the literature, and the proxies to measure the rating institutions were non-significant. / A implementação do Acordo de Basiléia, cujo objetivo é o de reforçar a solidez e a estabilidade do sistema financeiro, baseia-se essencialmente na estipulação de uma razão mínima de capital. Muito embora uma maior razão de capital aumente os custos para as instituições, é comum verificar-se que muitas dessas instituições mantêm uma razão acima do mínimo regulatório. Neste sentido, este trabalho tem como principal objetivo analisar como os bancos brasileiros ajustam suas razões de capital. De modo secundário, pretende-se avaliar os determinantes da velocidade de ajuste, ressaltando-se a importância das variáveis de rating. Para tanto, utiliza se a metodologia empregada por Berger et al. (2008) que utiliza um modelo em três estágios. Foram utilizados dados trimestrais de 2005 a 2010 referentes a 57 bancos. Como resultado obteve-se que, se o banco possui capital aberto menor será a sua razão de capital, quanto maior o tamanho do banco maior será o capital mantido, sendo este contrário a resultados obtidos na literatura, e as proxys para mensurar o rating das instituições mostraram-se não significante.
4

Desnacionalização bancaria no Brasil (1997-2000)

Rocha, Fernando Alberto Gurjão Sampaio de Cavalcante 25 February 2002 (has links)
Orientador: Fernando Nogueira da Costa / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia / Made available in DSpace on 2018-08-01T06:44:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Rocha_FernandoAlbertoGurjaoSampaiodeCavalcante_M.pdf: 38551125 bytes, checksum: 2379caca0e4959fe8e626b10b38e0559 (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: Esta dissertação analisa os determinantes e os impactos da desnacionalização bancária no Brasil, causada pelos ingressos de bancos estrangeiros no mercado de varejo bancário, a partir de 1997. Inicialmente discute-se a participação do capital externo no setor entre o final do século XIX e às vésperas da implantação do Plano Real, em 1994, período anterior à desnacionalização recente. A análise sobre os determinantes desse processo complexo está dividida em fatores de repulsão (externos) e de atração (internos). Dentre os fatores de repulsão - os responsáveis pela decisão da firma bancária expandir-se internacionalmente - destaca-se o processo de mundialização financeira e o de integração econômica e monetária da Europa, origem dos bancos estrangeiros que realizaram aquisições no mercado brasileiro. A apresentação desses fatores completa-se com a crítica às explicações convencionais sobre a internacionalização. Quanto aos fatores de atração - que explicam a escolha desses bancos pelo Brasil., discute-se o papel da estabilização inflacionária, da ameaça de crise bancária sistêmica de 1995-96 e da reestruturação que se seguiu, além da importância das modificações na legislação doméstica como pré-requisito aos ingressos. A dissertação apresenta ainda a descrição detalhada das operações mais relevantes que implicaram desnacionalização bancária e quantifica a participação estrangeira nesse mercado. Por fim, são comparados os impactos potenciais, ex-ante, da desnacionalização com as evidências empíricas observadas no setor bancário brasileiro / Abstract: This dissertation investigates the determinants and the impacts of banking denationalization in Brazil, caused by foreign bank entry in the retail banking market, beggining in 1997. First of all, I discuss foreign capital participation in the sector between the end of the XIX century and the eve of Real Plan implementation, in 1994, the period before recent denationalization. The analysis of the determinants of this complex process is split in repulsion factors (external) and attraction ones (internal). Among the repulsion factors - those responsible for banking firm decision to expand abroad - I point out the financial globalization process and the economic and monetary integration in Europe, the origin of foreign banks that made acquisitions in brazilian banking market. The presentation of these factors is complemented with the criticism of the internationalization's conventional explanations. As to the attraction factors - which explain the foreign banks' choice for Brazil -, I discuss the role of inflationary stabilization, the threat of a systemic banking crisis in 1995-96 and the restructuring that follows, besides the importance of domestic legislation changes as a requirement to entry. The dissertation presents toa a detailed description of the most relevant operations that led to banking denationalization and quantifies foreign participation in this market. Finally, the potential, ex-ante impacts of denationalization are compared with empirical evidence observed in the brazilian banking sector / Mestrado / Mestre em Ciências Econômicas
5

Modelo predictivo de quiebra bancaria : el caso Ecuador

Quintanilla Mateff, Claudia, Tschorne Zamorano, Andrea 12 1900 (has links)
Seminario para optar al grado de Ingeniero Comercial / En todo sistema económico, la quiebra de una firma indica una mala asignación de los recursos productivos. La predicción de las quiebras o las dificultades financieras, sin importar el motivo que las provoca, puede ayudar a reducir el período de tiempo durante el cual, las firmas sufren las consecuencias negativas de su futura quiebra y también la pérdida de recursos materiales que siempre está asociada con ellas. El significado de las expresiones “riesgo de quiebra” (default) o “dificultades financieras” (financial distress) no es fácil de precisar, aunque en general se concuerda en que una firma experimenta dificultades financieras o tiene riesgo de quebrar cuando se observa alguno de los hechos que caracterizan a un “estado de cesación de pagos”, como incumplimiento en los servicios de obligaciones o bonos emitidos, no desembolso de los dividendos a las acciones preferidas o interrupción en el pago a los proveedores. Sin embargo, este trabajo no intenta discutir esos términos sino estimar la probabilidad que tienen las empresas de un sector determinado, en este caso Entidades Financieras, de acercarse o llegar a una situación de quiebra en función de la información que proporcionan algunos indicadores financieros importantes sobre su comportamiento. Durante los últimos siete años el Sistema Bancario de Ecuador sufrió la peor crisis del siglo, 17 Bancos quebraron cerrando sus puertas para siempre. Las causas son diversas; desconfianza, especulación, fuga de capitales, crisis internacional y la creciente incertidumbre, entre otros. El presente trabajo desarrolla un modelo econométrico capaz de predecir con anticipación en qué momento una Entidad Bancaria puede presentar dificultades financieras que la lleven a la quiebra, reduciendo así los altos costos, directos e indirectos, que genera este proceso. Se utilizó un modelo Probit, (modelo de regresión con variable dependiente binaria) el cual calcula la probabilidad que tienen las empresas de quebrar en función de diversas variables explicativas, que en este caso corresponden a coeficientes o ratios financieros que resumen la situación económico – financiera de los Bancos a considerar, entre ellos se utilizaron indicadores relacionados al área de Manejo, Activos, Capital, Riesgo y Resultados Operativos. Los criterios para escoger el modelo fueron esencialmente el obtener un Pseudo R2 y un Indice de Eficiencia lo más alto posible. El modelo utilizado fue: Yi = + M3*1 + C2* 2 + R2* 3 + O2* 4 + i, donde Yi es una variable dummy que toma el valor 1 si la empresa quebró y cero de lo contrario. Las variables explicativas son Activos Productivos/Pasivos con costo (M3), Cartera vencida/Capital mas reservas (C2), Intereses Pagados/Pasivo con costo (R2), Margen bruto financiero más ingresos ordinarios/Activos productivos promedio (O2), con las que se obtuvo un Pseudo R2 de 89.14% y un Indice de Eficiencia de 96.7%.
6

¿Por qué se regula la actividad bancaria?

Ruiloba Morante, Augusto 11 May 2015 (has links)
Los bancos(1) son un sector de la economía que se encuentra regulado y supervisado en casi todos los países del mundo. Los distintos ordenamientos jurídicos dedican extensas disposiciones a fin de garantizar que estas empresas sean seguras y sólidas. Asimismo, en todos los países existen agencias gubernamentales destinadas a supervisar el cumplimiento de estas disposiciones. Sin embargo, ¿por qué es ello así? ¿Qué hace diferente a los bancos de las otras empresas que operan en el mercado que lleva a que los estados los regulen y supervisen? En el presente artículo se expondrán las respuestas a esta pregunta tanto desde una perspectiva jurídica (específicamente para el caso peruano) como económica (de aplicación general). Así, en la sección 2.1. se expondrán las razones jurídicas que fundamentan la regulación de los bancos. En la sección 2.2. se expondrán las razones económicas para ello. Finalmente, en la sección 2.3 se exponen brevemente algunos de los argumentos que se formulan en contra de la necesidad de regular el sistema financiero.
7

Analise de rentabilidade de serviços bancarios : (uma metodologia para a coleta e o processamento de dados)

Hastings, David F. January 1980 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia e Administração. Departamento de Administração / Made available in DSpace on 2013-07-15T20:25:17Z (GMT). No. of bitstreams: 0
8

Estrutura financeira dos bancos de desenvolvimento e seus reflexos nas operaçõesativas

Lorenzi, Jose Roberto January 1984 (has links)
Dissertação (mestrado)-Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia e Administração / Made available in DSpace on 2013-07-15T20:41:02Z (GMT). No. of bitstreams: 0
9

Contemporaneidade contratual e legitimidade dos contratos bancarios

Domingues, Jane Aparecida Stefanes January 1994 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias Juridicas / Made available in DSpace on 2013-12-05T20:20:47Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1994Bitstream added on 2016-01-08T18:59:50Z : No. of bitstreams: 1 96056.pdf: 1668385 bytes, checksum: 28a6ef6fc96f0b7130f38d3438f24896 (MD5) / Os contratos são um dos históricos instrumentos jurídicos de todos os tempos, em contínua transformação. Pela importância que os contratos ocuparam no meio jurídico, pelas suas adequações ao tempo e espaço, este trabalho pesquisa-os desde a gênese contratual até a contemporaneidade. Busca na eqüidade o parâmetro de Justiça contratual, os anseios sociais de equilíbrio e igualdade; transportados para a esfera do princípio da eqüidade, que pela sua flexibilidade, dinamiza o direito, não o deixando estagnar-se numa fórmula rígida e definitiva. A discussão e a pesquisa de várias situações sócio-econômicas abordadas nesta dissertação, a partir da evolução da sociedade e de seus novos paradigmas, tenta avaliar o desvirtuamento contratual, face à face do Direito, imposto implicitamente pelo desenvolvimento do capitalismo selvagem. Em razão disso, postula-se que as novas estratégias e padrões legais vigentes, se amoldem realmente à necessidade social, sem a mascaração de institutos jurídicos, voltados para a ordem social, porém manipulados pelo grupos políticos e econômicos. O conceito de contratar, analisa as novas propostas sociais, as mais condizentes com a justiça e voltadas para adequação do Direito à realidade sócio-econômica, pois os padrões estabelecidos pela intervenção estatal não correspondem aos altos desígnos da sociedade. Suscitando neste trabalho muitas técnicas de aperfeiçoamento contratual, aspirando sempre a justiça, na sociedade contemporânea, que reside, diante do descompasso entre os oligopólios e a sociedade dependente. Embora a intervenção estatal ocorra no sentido da Ordem Social, não encontra esteio nem eficácia para suas fórmulas mágicas nos meios sociais. Este descrédito nas instituições administrativas pelo Estado leva as massas a se organizarem em busca de reformas baseadas na correta realidade, com diretrizes eminentemente sociais. Conseqüentemente, a busca da integração da eqüidade ao Direito, surge de diferentes modos, desde as normas, pois quando estas não respaldam a integração, partem para outros meios, que na maioria das vezes desembocam no Judiciário, em busca do reequacionamento da norma imposta para a realidade social, ou mesmo através de outros instrumentos de cognição real da atualidade. A hipótese básica do presente trabalho é a proposição de uma reestruturação do Direito, tendo em vista não meras reformas baseadas em instituições unilaterais, mas numa adequação dos instrumentos jurídicos já utilizados pelo meio social e Judiciário, com base na contemporaneidade dos problemas invocados pela massa manipulada pelo poder econômico, que predomina neste país.
10

Custo e spread da intermediação bancária no Brasil

Viana, Cícero Adalberto de Paula January 2004 (has links)
VIANA, Cícero Adalberto de Paula. Custo e spread da intermediação bancária no Brasil. Fortaleza, 2004. Dissertação (mestrado profissional) - Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2004. / Submitted by Mônica Correia Aquino (monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-07-24T01:53:54Z No. of bitstreams: 1 2004_dissert_capviana.pdf: 648607 bytes, checksum: 077fe16cbc7545397cfc4b6e6aaf6d0a (MD5) / Approved for entry into archive by Mônica Correia Aquino(monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-07-24T01:54:10Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2004_dissert_capviana.pdf: 648607 bytes, checksum: 077fe16cbc7545397cfc4b6e6aaf6d0a (MD5) / Made available in DSpace on 2013-07-24T01:54:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2004_dissert_capviana.pdf: 648607 bytes, checksum: 077fe16cbc7545397cfc4b6e6aaf6d0a (MD5) Previous issue date: 2004 / The Macroeconomic instability lived deeply by Brazil, during decades, motivated practical of the high taxes of interests, provoking significant distortions in the intertemporal allocation of resources in the economy. Passed ten years of the edition of the Real Plan, the success of the monetary politics and the reduction of the level of uncertainties in relation to the country have made possible the fall of the taxes of interests, much even so still are considered between the most raised of the world. The influence of these taxes in the life of the people if negative reflects in the reduction of the capacity of saving and investment, repercurtindo in the sum of credit granted for the financial institutions. The existence of high taxes of interests also finds support in the government, that contributes with a confused and excessive tax burden on the operations of application and captation of resources, as well as the raised level of liability in relation the taxes of reserves of the banks. The necessary administrative costs to the maintenance of the operational activities, the level of present insolvency in the concession of credit and the edge of profit gained for the banks also if configure as determinative factors for the magnitude of these taxes. All these 0 variable significantly affect the process of transmission of resources in the economy, what it provokes the rise of the cost of the money of spread bank clerk and the level of risk of the operations of credit. Inside of this context, this dissertação has as objective to define a methodology of calculation of the cost of the money for the credit borrower, of spread gained by the banks and its composoção, as well as applying a model of evaluation of the level of present proper risk in the practised taxes of application in the process of banking intermediação in Brazil. / A instabilidade Macroeconômica vivenciada pelo Brasil, durante décadas, motivou a prática de elevadas taxas de juros, provocando distorções significativas na alocação intertemporal de recursos na economia. Passados dez anos da edição do Plano Real, o sucesso da política monetária e a redução do nível de incertezas em relação ao país têm possibilitado a queda das taxas de juros, muito embora ainda sejam consideradas entre as mais elevadas do mundo. A influência dessas taxas na vida das pessoas se reflete na redução da capacidade de poupança e investimento, repercurtindo negativamente no montante de crédito concedido pelas instituições financeiras. A existência de taxas de juros elevadas também encontra amparo no governo, que contribui com uma confusa e exorbitante carga tributária sobre as operações de aplicação e captação de recursos, bem como o elevado nível de exigibilidade em relação as taxas de reservas dos bancos. Os custos administrativos necessários à manutenção das atividades operacionais, o nível de inadimplência presente na concessão de crédito e a margem de lucro auferida pelos bancos também se configuram como fatores determinantes para a magnitude dessas taxas. Todas essas variaveis afetam significativamente o processo de transmissão de recursos na economia, o que provoca a elevação do custo do dinheiro do spread bancário e do nível de risco das operações de crédito. Dentro desse contexto, esta dissertação tem como objetivo definir uma metodologia de cálculo do custo do dinheiro para o tomador de crédito, do spread auferido pelos bancos e sua composoção, bem como aplicar um modelo de avaliação do nível de risco próprio presente nas taxas de aplicação praticadas no processo de intermediação bancária no Brasil.

Page generated in 0.0528 seconds