• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 66
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 69
  • 69
  • 32
  • 30
  • 30
  • 15
  • 12
  • 10
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Estudo dos parâmetros acústicos relacionados à produção das plosivas do português brasileiro na fala adulta

Alves, Mariane Antero January 2015 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Lingüistica, Florianópolis, 2015 / Made available in DSpace on 2016-04-19T04:16:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 338144.pdf: 17334914 bytes, checksum: 4d218e581f095b2a4ada7b9a69670559 (MD5) Previous issue date: 2015 / Esta pesquisa tem como objetivo investigar a produção de plosivas vozeadas e não-vozeadas de uma variedade do português brasileiro, com o intuito de verificar os principais parâmetros acústico-articulatórios envolvidos na produção desses segmentos, estejam eles relacionados ao próprio segmento ou a contextos adjacentes. Os dados foram coletados em seções de leitura de frases com cinco informantes do sexo feminino, com idades entre 21-29 anos, oriundas da região de Criciúma, no sul de estado de Santa Catarina. Os parâmetros analisados, a partir de experimentos de produção, são: (i) duração da oclusão; (ii) duração do segmento; (iii) VOT; (iv) duração das vogais adjacentes; (v) características espectrais de burst; (vi) transição formântica; (vii) qualidade vocálica; (viii) tonicidade e (ix) posição na palavra e (x) especificidades acústicas. A duração da oclusão e da consoante se mostraram maiores para as plosivas não-vozeadas. O VOT das plosivas não-vozeadas inseriu-se na categoria de retardo curto e a plosiva velar [k] apresentou valores acima de 35 ms, que apontam para uma leve aspiração. O VOT das plosivas vozeadas enquadrou-se na categoria de pré-sonorização. Os parâmetros relacionados à frequência, burst e transição vocálica, apesar de apresentarem características já apontadas por outros estudos, não apresentaram resultados sistemáticos entre si. A transição de F1 não foi estatisticamente distinta entre plosivas com diferente vozeamento, apesar de as curvas apresentarem direção ascendente em todos os casos. Para F2, os valores de frequência de onset foram significativamente menores para as bilabiais [p] e [b] quando seguidas pela vogal [?]. As demais plosivas não-vozeadas não apresentaram diferença entre si e, dentre as vozeadas, a velar [?] foi a única que apresentou menor valor significativo quando seguida por [?]. Todas as curvas de transição de F2 se mostraram descendentes. A vogal [?] atenuou significativamente o valor de frequência de onset de F2 para [k] e [?]. Encontramos resultados que apontam para o locus consonantal de F2 para as bilabiais em 1400 Hz e de 1800 Hz para as alveolares. Quanto à influência das plosivas na duração das vogais adjacentes, observamos que as vogais sempre apresentaram valores de duração maiores quando eram seguidas ou antecedidas por plosivas vozeadas. A duração da consoante e do VOT se mostraram maiores quando a consoante era seguida pela vogal alta [?] em comparação à vogal baixa [?], especialmente para [p], [k], [d] e [?]. O contexto tônico propiciou o aumento da duração da consoante de todas as plosivas analisadas. A posição inicial favoreceu o aumento da duração da consoante e do VOT das plosivas vozeadas. Encontramos especificidades acústicas em uma parte considerável dos dados (24%), fato que denota a gradiência da fala e que esta apresenta nuanças que nem sempre estão de acordo com o esperado pela teoria. Os resultados aqui obtidos mostram que alguns parâmetros, especialmente aqueles relacionados a aspectos duracionais, dão conta de caracterizar as plosivas do português brasileiro no que tange a sua produção e podem ser indícios de que serão também relevantes para a percepção desses segmentos. <br> / Abstract : The present research is aimed at investigating the production of voiced and voiceless stops in a variety of Brazilian Portuguese, in order to verify the main articulatory and acoustic parameters involved in the production of such segments, being related to the segment itself or to adjacent contexts. Data was collected in sentence-reading sections with five female participants, with ages varying from 21-29 years of age, all of them from Criciúma, a city in the south region of Santa Catarina state in Brazil. The parameters that were analyzed in this investigation were: (i) duration of the segment; (ii) duration of closure interval; (iii) VOT; (iv) duration of adjacent vowels; (v) spectral characteristics of burst; (vi) formant transition; (vii) vowel quality; (viii) lexical tone; (ix) position within the word and (x) acoustic specificity. Both consonant and closure duration were longer for the voiceless stops. VOT of all voiceless stops were considered short lag but [k] presented values higher than 35 ms, which signalizes slight aspiration. VOT of voiced stops were considered as voicing lead. The parameters related to frequency, i.e., burst and transition, were non-systematic to indicate differences among stops, although they have shown some characteristics already stated by other studies. F1 transition was not statistically different between stops with different kinds of voicing, although the transition curves were all in an ascending direction. In relation to F2, the onset values were significantly lower for [p] and [b] when followed by [?]. The other voiceless stops did not show significant differences between them, and, among the voiced ones, [g?] was the only one that showed lower significant values. All the F2 transition curves were descending. The vowel [?] significantly lowered the onset F2 values for [k] and [?]. The results point to the F2 consonant locus of bilabial stops at 1400 Hz and of alveolar stops at 1800 Hz. Regarding the influence of stops on vowel duration, we observed longer values when vowels were preceding or following voiced stops. The consonant duration and the VOT were longer when followed by the high vowel [?] rather than the low vowel [?], especially in the case of [p], [k], [d], [?]. Also, the consonant duration were enhanced when the stop was inserted in a stressed position. We found acoustic specificities among a considerable part of our data (24%), which shows that speech is a continuum and presents nuances that not always comply with what is stated by the literature. The results obtained by this research point out that some parameters are able to characterize the stops in Brazilian Portuguese, especially those related to durational aspects. This fact can raise evidence that these parameters might be relevant to the perception of these stops.
2

Identificação de vogais : aspectos acusticos, articulatorios e perceptuais

Figueiredo, Ricardo Molina de, 1952- 05 February 1990 (has links)
Orientador: Eleonora Cavalcante Albano / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-07-14T01:24:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Figueiredo, Ricardo Molina de.pdf: 4127987 bytes, checksum: 3efe18a3236a14630197a0559f9924ba (MD5) Previous issue date: 1990 / Resumo: Discussão de questões relacionadas à percepção de sons lingüísticos, com ênfase na identificação de vogais em diversas situações experimentais. Vários níveis de representação são examinados, desde as transformações iniciais realizadas pelo sistema auditivo periférico até a participação dos centros cognitivos, destacando-se o aspecto interativo do processamento. A eficiência de pistas acústicas específicas para a identificação de vogais é discutida e recentes "- sugestões de novos parãmetros caracterizadores são avaliadas, examinando-se, eventualmente, a possibilidade de utilização de algumas dessas pistas em sistemas automáticos de reconhecimento de fala / Abstract: Not informed. / Mestrado / Mestre em Linguística
3

Atos de fala não-declarativos de comando na expressão do imperativo

Reis, Marileia Silva dos January 2003 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Lingüística. / Made available in DSpace on 2012-10-21T08:18:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 222203.pdf: 1132923 bytes, checksum: f4ac752ab2858693fca544c59ce5965b (MD5) / Esta tese trata de atos de fala de comando na expressão variável do imperativo mediante formas verbais indicativa e subjuntiva, sob duas perspectivas teórico-metodológicas: a da dimensão estilística, com base na Teoria da Variação e Mudança Lingüística (linha laboviana), e a dos graus de força manipulativa, com base no Funcionalismo Lingüístico (linha givoniana). Essas duas perspectivas se aproximam em vários pontos e se mostram complementares em tantos outros, o que permitiu uma abordagem associada. Em termos gerais, hipóteses de caráter funcional e de caráter socioestilístico receberam tratamento metodológico nos moldes da sociolingüística laboviana. As etapas metodológicas foram as seguintes: (i) quantificação dos dados mediante a aplicação do programa estatístico VARBRUL (Pintzuk, 1988) sobre as variáveis independentes controladas, (ii) soma dessas variáveis simples para a composição de uma variável complexa denominada Graus de força manipulativa e (iii) configuração da variedade intra-individual de cada manipulador nas diversas redes sociais. Tomamos como amostra dos dados a tradução Sul-regionalista para o português de Vinhas da Ira, de John Steinbeck. Os resultados permitiram a corroboração das principais hipóteses da pesquisa, evidenciando: (i) a existência de uma correlação escalar entre os dispositivos enfraquecedores/fortalecedores da força manipulativa constituinte dos atos de fala de comando e o uso das variantes indicativa e subjuntiva, e (ii) a relevância da variável independente simetria/ assimetria das relações sociopessoas entre manipuladores e manipulados, na abordagem estilística da variação. Consideramos como contribuição maior desta tese a proposta de operacionalização de procedimentos teórico-metodológicos para tratamento conjunto da dimensão estilística da variação e da noção gradiente de força manipulativa constituinte dos atos de comando, tratados como regra variável. In this thesis, it is analyzed the use of indicative and subjunctive variants in the expression of the imperative form, in the second person singular, in the Portuguese language, as an act of manipulative speech, with the objective of emphasizing the idea that the expression of these variants cannot be related to their morph syntactic manifestations, only, being fundamental to consider the influence of the pragmatic-situational context in which they are inserted. It is started from two theoretical-methodological perspectives: the one of the stilistics dimension of the variation based on the Theory of Variation and linguistic Change (Labovian Theory) and the one of the degrees of the manipulative force, based on the Linguistic Functionalism (Giovanian Theory). These two perspectives approach one another in various aspects and appear complementary in many others, which allowed an associated approach. In general terms, hypotheses of functional and socio-stilistics characters received methodological treatment in the Labovian sociolinguistic features. The methodological steps were the following: (i) data quantification according to the application of the VARBRUL statistical program (Pintzuk, 1988) about the controlled independent variables (of extralinguistics nature); (ii) sum of these simple variables for the composition of a complex variable called degree of manipulative force; and (iii) configuration of the intra-individual variety of each manipulator in various social nets. It was taken the manipulative speech acts in the expression of the imperative form in John Steinbeck's the grapes of wrath, in its southern regionalist version for the Portuguese language. The results allowed confirming the main hypotheses of the research, emphasizing: (i) the existence of a scalar correlation among the weakeners/strengtheners of the constituent manipulative force of the speech act of command and the use of indicative and subjunctive variants, and (ii) the relevance of independent variable simetry/assimetry of sociopeople relations between manipulators and manipulated, in the stilistic approach of variation, confirming the initial hypothesis, in which the use of imperative variants would be related to a conditioning of strictly situational nature, in a detic referentiation: Eu/Tu (commander and commanded), aqui (physical space), and agora (moment of enunciation). It is considered as the major contribution of this thesis the proposal of operationalization of theoretical-methodological procedures for the conjunct treatment of the stilistic dimension of variation and the gradient notion of the constituent manipulative force of the command acts, treated as variable rules.
4

Um estudo variacionista de aí, daí, então e e como conectores sequenciadores retroativo-propulsores na fala de Florianópolis /

Tavares, Maria Alice January 1999 (has links)
Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. / Made available in DSpace on 2012-10-19T00:56:54Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-09T03:42:06Z : No. of bitstreams: 1 138974.pdf: 5001394 bytes, checksum: 7e6bfc3ca4c0120ffd0373e08d094e88 (MD5)
5

Autoria docente como artefato pra os currículos com inovações pedagógicas: um zoom nos ciclos de formação humana

Marques, Fernanda Rodrigues, Cavalcante, Vera Lúcia Marques 22 February 2016 (has links)
Submitted by Fernanda Marques (fernandamarques0101@yahoo.com.br) on 2016-02-01T23:50:20Z No. of bitstreams: 1 Autoria_docente_como_artefato.pdf: 1644062 bytes, checksum: 11eb0d13977e4ee7e18e805b86bcae01 (MD5) / Approved for entry into archive by Uillis de Assis Santos (uillis.assis@ufba.br) on 2016-02-22T17:00:27Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Autoria_docente_como_artefato.pdf: 1644062 bytes, checksum: 11eb0d13977e4ee7e18e805b86bcae01 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-02-22T17:00:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Autoria_docente_como_artefato.pdf: 1644062 bytes, checksum: 11eb0d13977e4ee7e18e805b86bcae01 (MD5) / Esse Projeto de Intervenção é fruto da pesquisa para conclusão do Mestrado Profissional em Educação/ UFBA. Trata da autoria docente como artefato para os currículos com inovações pedagógicas. O espaço da pesquisa se deu na Rede Municipal de Educação de Irecê, numa perspectiva fenomenológica que nos possibilitou tratar os fenômenos e apreender as experiências humanas, que refletem as vivências do trabalho realizado, associado às afetividades e dissabores da lida cotidiana no contexto da rede estudada. Para compor a tessitura desse texto, dialogamos com diversos teóricos que deram sustentação ao nosso entendimento da autoria docente como artefato, a saber: Bakhtin, Austin, Mainardes, Arroyo, dentre outros. A fala como artefato é um construto da inteligência humana e está articulada ao processo histórico e cultural dos sujeitos, o que se evidencia nos escritos e Bakhtin (2003). A linguagem muito além de apenas ser um meio de transmissão entre quem emite e quem recebe a informação, se constitui como um aspecto da interação entre os sujeitos do contexto escolar que por meio da fala praticam ações, ou seja, ao proferir um enunciado o professor está simultaneamente realizando uma ação, pois conforme Austin (1990) preconiza, todo dizer é fazer. Nesse sentido a formação em exercício de professores é um importante momento para o fomento à autoria docente pelos atos da fala. Dessa forma, essa pesquisa propõe como intervenção a ampliação dos espaços/tempo no calendário escolar que possibilite ao professor buscar soluções para as questões emergentes do cotidiano escolar através da autoria como artefato. Portanto, propomos a reestruturação das reuniões pedagógicas bimestrais com espaço/tempo para o fomento aos atos da fala e sistematização dos pronunciamentos performativos escritos em planos e documentos.
6

Autoria Docente como Artefato para os Currículos com Inovaçõs Pedagógicas: um zoom nos Ciclos de Formação Humana

Rodrigues, Fernanda Marques, Cavalcante, Vera Lúcia Marques 23 February 2016 (has links)
Projeto de Intervenção referente ao Mestrado Profissional do projeto UFBA/Irecê. / Submitted by Vera Cavalcante (verairece@hotmail.com) on 2016-02-11T18:21:09Z No. of bitstreams: 1 TCC FINAL (1).pdf: 1644062 bytes, checksum: 11eb0d13977e4ee7e18e805b86bcae01 (MD5) / Approved for entry into archive by Uillis de Assis Santos (uillis.assis@ufba.br) on 2016-02-23T15:56:57Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TCC FINAL (1).pdf: 1644062 bytes, checksum: 11eb0d13977e4ee7e18e805b86bcae01 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-02-23T15:56:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TCC FINAL (1).pdf: 1644062 bytes, checksum: 11eb0d13977e4ee7e18e805b86bcae01 (MD5) / Esse Projeto de Intervenção é fruto da pesquisa para conclusão do Mestrado Profissional em Educação/ UFBA. Trata da autoria docente como artefato para os currículos com inovações pedagógicas. O espaço da pesquisa se deu na Rede Municipal de Educação de Irecê, numa perspectiva fenomenológica que nos possibilitou tratar os fenômenos e apreender as experiências humanas, que refletem as vivências do trabalho realizado, associado às afetividades e dissabores da lida cotidiana no contexto da rede estudada. Para compor a tessitura desse texto, dialogamos com diversos teóricos que deram sustentação ao nosso entendimento da autoria docente como artefato, a saber: Bakhtin, Austin, Mainardes, Arroyo, dentre outros. A fala como artefato é um construto da inteligência humana e está articulada ao processo histórico e cultural dos sujeitos, o que se evidencia nos escritos e Bakhtin (2003). A linguagem muito além de apenas ser um meio de transmissão entre quem emite e quem recebe a informação, se constitui como um aspecto da interação entre os sujeitos do contexto escolar que por meio da fala praticam ações, ou seja, ao proferir um enunciado o professor está simultaneamente realizando uma ação, pois conforme Austin (1990) preconiza, todo dizer é fazer. Nesse sentido a formação em exercício de professores é um importante momento para o fomento à autoria docente pelos atos da fala. Dessa forma, essa pesquisa propõe como intervenção a ampliação dos espaços/tempo no calendário escolar que possibilite ao professor buscar soluções para as questões emergentes do cotidiano escolar através da autoria como artefato. Portanto, propomos a reestruturação das reuniões pedagógicas bimestrais com espaço/tempo para o fomento aos atos da fala e sistematização dos pronunciamentos performativos escritos em planos e documentos.
7

O diagnóstico da linguagem e a linguagem do diagnóstico : uma perspectiva pragmática

Brito, Alexandre Vieira 28 August 2013 (has links)
Submitted by Maykon Nascimento (maykon.albani@hotmail.com) on 2014-09-12T20:17:47Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Dissertacao. Alexandre.texto.pdf: 1018001 bytes, checksum: 1a8ba924665d5f3cc83b575d5f008cc5 (MD5) / Approved for entry into archive by Elizabete Silva (elizabete.silva@ufes.br) on 2014-11-20T18:39:13Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Dissertacao. Alexandre.texto.pdf: 1018001 bytes, checksum: 1a8ba924665d5f3cc83b575d5f008cc5 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-11-20T18:39:13Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Dissertacao. Alexandre.texto.pdf: 1018001 bytes, checksum: 1a8ba924665d5f3cc83b575d5f008cc5 (MD5) Previous issue date: 2014 / A teoria dos atos de fala, de John Austin, apresenta a linguagem a partir de uma perspectiva pragmática, ou seja, quando os signos têm um compromisso com a produção de realidades, de mundo e de sujeitos. A linguagem possui – nessa perspectiva – força de criação. Em sintonia com os estudos da pragmática da linguagem, defenderemos a ideia que uma classificação não é mera descrição neutra acerca dos fatos, e Ian Hacking será a ponte entre a linguagem (enquanto fonte de produção de mundo) e as classificações (como produtoras de sujeitos). Para esse autor, as classificações tanto transformam quanto são transformadas. Elas, de diversas formas, interagem entre si, com os sujeitos, com as instituições, com os saberes, enfim, com tudo aquilo a que faz referência. A partir de uma revisão, análise e composição bibliográfica, o trabalho se dedicará a produzir um elo entre a problemática da linguagem-ato, tal como postulada por John Austin, e o caráter produtor de realidade das classificações. Dentre as classificações, daremos importância particular ao diagnóstico (enquanto uma espécie de estudo de caso na teoria dos enunciados) e seus efeitos pragmáticos, a partir dos elementos que lhe dão força de eficácia e existência em nosso mundo contemporâneo, tendo em vista o aumento do número e da proliferação de categorias nosológicas no corpo social. Trataremos, em particular, as classificações da medicina psiquiátrica. Abordaremos, por um lado, as condições que contribuem na emergência e na potência de um diagnóstico e, por outro, seus efeitos. Dentre os efeitos que daremos importância, encontramos a formação de novos sujeitos e modos de vida. Sendo assim, tanto as condições de eficácia de um enunciado quanto seus efeitos são estendidos à noção de diagnóstico enquanto uma classificação numa condição sociohistórica particular. / Speech acts, as theorized by John Austin, present language from a pragmatic perspective, utilizing words to put forth action through performative utterances. From this theoretical perspective, language takes on a creative force. Being in accordance with more comprehensive research regarding the pragmatics of language, we will thereby entertain the idea that a classification may not be a neutral description about facts. For that, Ian Hacking is the link between language and classification. According to him, classifications transform and are transformed simultaneously when they interact in several ways – among themselves, with subjects, with institutions, and with knowledge, everything to which they refer. Using a review as a starting point, and building upon it with an analysis and a bibliographic composition, language can be connected, which parallels Austin’s postulation. Classifications can then produce reality. Among the various types of classifications, we must pay particular attention to the diagnosis (as a case study in the theory of enunciation) and its pragmatic effects, keeping in mind the elements which guarantee its efficiency and existence in our contemporary world due to the increasing number of nosological categories in society. We will deal classifications of psychiatric medicine in particular. We will discuss both the conditions which contribute to the emergency and the potency of a diagnosis as well as its effects. Formation of new subjects and ways of life are examples of the effects on which we will focus. Therefore, both the conditions and effects in which enunciation are utilized affect the notion of a diagnosis as a classification in a particular socio-historical condition.
8

O ato de fala de oficial de justiça: implicações do uso linguístico

SANTOS, Angela Maria Torres 31 January 2014 (has links)
Submitted by Amanda Silva (amanda.osilva2@ufpe.br) on 2015-04-17T13:20:53Z No. of bitstreams: 2 TESE Angela Maria Torres Santos.pdf: 1217565 bytes, checksum: 72239a54b43a1836eb64cd0d60ec0ff0 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-04-17T13:20:53Z (GMT). No. of bitstreams: 2 TESE Angela Maria Torres Santos.pdf: 1217565 bytes, checksum: 72239a54b43a1836eb64cd0d60ec0ff0 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2014 / Este trabalho identifica a importância de Wittgenstein para a virada filosófica da linguagem e a instituição da Linguística como ciência da linguagem. Com base em Löwy, discutiu-se o processo científico das ciências sociais e humanas, adotando-se a metáfora do mirante como sinalizadora da proximidade da observadora com o objeto de análise. Como foco de pesquisa, esta tese discute o ato de fala dos Oficiais de Justiça (OJ), analisando as implicações que o uso linguístico desses servidores traz para o cumprimento das ordens judiciais, considerando que a linguagem é o recurso imediato de que podem valer-se para conseguir executar a diligência de forma suasória. A análise da interação entre o Oficial de Justiça e a parte demandada possibilitou identificar formas de abordagem linguística, a partir da noção de atividade social. Para desenvolver uma análise da linguagem em uso, embasaram-se as pesquisas sob a perspectiva da sociopragmática linguística, vendo o papel das relações interpessoais e a importância do contexto na elaboração das inferências e na construção do sentido, segundo Austin (1962). Para discutir as implicaturas, recorreu-se a teóricos como Grice (1982) e Levinson (1983, 2007). Outro autor que ajudou na elaboração do aporte teórico foi Dascal (1982, 2010), ampliando os saberes recolhidos sobre a pragmática. Recorreu-se a jus-teóricos como Ferraz Júnior, cujos estudos contribuíram para o entendimento dos aspectos pragmático-jurídicos, associando essas contribuições às leis, para estabelecer a configuração doutrinária do Oficial de Justiça e dos atos processuais analisados. Demonstrou-se, neste trabalho, a utilização da linguagem natural do OJ, no momento interativo e, assim, buscou-se apontar possibilidades de descrever e analisar as abordagens linguísticas que melhor resultado apresentaram no desenrolar das atividades dos Oficias de Justiça.
9

Estudo fonetico em crianças fissuradas de 0 a 3 anos

Chiquetti, Sandra R. O 18 December 1986 (has links)
Orientador : Luiz Carlos Cagliari / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-07-15T02:21:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Chiquetti_SandraR.O_D.pdf: 4049185 bytes, checksum: 26c5c8b4513e52304d0f64ba068f01a3 (MD5) Previous issue date: 1986 / Resumo: O objetivo deste estudo é observar e analisar o desempenho lingüístico de crianças fissuradas de 0 a 3 anos, submetidas a uma Nova Proposta de Tratamento, e comparar com o desempenho lingüístico de crianças da mesma faixa etária submetidas a tratamento convencional de reabilitação da fala. A aplicação da Proposta e a levantamento dos resultados lingüísticos, ilustram a validade e o êxito ela Nova Proposta que ora se expõe. A abordagem terapêutica as condutas adotadas no berçário e no ambulatório, assim como os aspectos de fala ela criança fissurada de 0 a 3 anos, através das emissões consonantais e vocálicas, os quadros fonéticos, as construções silábicas, as folhas lexicais de cada elemento, além do quadro comparativo de emissões e estruturas silábicas de um dos elementos ela amostra com urna criança normal da mesma idade, são apresentadas, analisadas e discutidas. Esta Nova Proposta não se limita apenas a esta dissertação, ela continua sendo aplicada com êxito, o que reforça a experiência, agora tida como prática constante. A continuidade do trabalho descarta a possibilidade de os resultados da pesquisa apresentada neste trabalho serem simples acaso de uma pequena amostragem aqui analisada. Além disso, os resultados pós-cirúrgicos também já se encontram compilados e analisados e serão apresentados em trabalho posterior. Espera-se que os dados e as questões aqui levantadas sirvam como um ponto de apoio para nortear outras pesquisas de interesse diversas áreas envolvidas no tratamento dessa patologia, assim como, para mostrar que a própria lingüística precisa se dar conta da importância de sua atuação e participação em uma equipe multidisciplinar para o tratamento da criança fissurada / Doutorado / Doutor em Linguística
10

Popunkare :, ou, nos mesmos : uma investigação sobre o ritmo numa sociedade de tradição oral

Valle, Claudia Netto do 19 December 1986 (has links)
Orientador: Maria Bernadete Marques Abaurre / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-07-17T12:22:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Valle_ClaudiaNettodo_M.pdf: 3039454 bytes, checksum: 5944d4d16a38f5f31d3d7b66536eeaa4 (MD5) Previous issue date: 1986 / Resumo: Este trabalho tem como objetivo estudar as manifestações do ritmo na cultura Apurinã com enfase no canto vocal e na narrativa oral. As similitudes encontradas apontam para o carater genesico do aspecto ritmico, presente no canto e na fala. A lingua que encontramos nos leva ao passado, nos remete a origem e nos mostra o presente de uma sociedade de tradição oral em processo de mudança. / Abstract: Not informed. / Mestrado / Mestre em Linguística

Page generated in 0.0896 seconds