• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 288
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 6
  • 5
  • Tagged with
  • 297
  • 155
  • 76
  • 62
  • 60
  • 55
  • 55
  • 50
  • 42
  • 40
  • 35
  • 34
  • 33
  • 32
  • 31
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Da leitura no impresso à leitura na tela : novas veredas para a formação do leitor na escola /

Ghaziri, Samir Mustapha. January 2008 (has links)
Orientador: Dagoberto Buim Arena / Banca: Juvenal Zanchetta Júnior / Banca: Francisco Assis de Quiroz / Resumo: Este trabalho estuda as novas práticas e modos de leitura emergentes no contexto do ciberespaço, procurando refletir sobre as implicações dessas novas práticas para a formação do leitor na escola. Desse modo, o objetivo mais amplo da pesquisa foi o de mapear a leitura na tela do computador - conectado à Internet - entre seis sujeitos do ensino fundamental de uma escola pública do município de Assis - SP. Os sujeitos foram observados em situação de leitura no impresso e na tela, para que , entre outros pudessem ser observados comportamentos transferidos de um suporte para o outro, tanto do impresso para a tela, como da tela para o impresso. A metodologia que guiou a execução do trabalho foi o estudo etnográfico e grupo focal uma vez que era de nosso interesse a elaboração de conhecimento calcado na observação in loco de comportamento humano. Foram analisados os modos de operar o pensamento emergentes da prática de leitura no ambiente virtual, bem como sua possível relação com outras mídias Os dados coletados foram categorizados com base na análise de conteúdo e refletidos à luz de bibliografia especializada, em que se destacam como autores centrais: Chartier (1999; 2001; 2002; 2005), Eisenstein (1998), Nielsen (1997; 2006), Bakhtin (2000; 2004) e Mcluhan (1969; 1972). Foi possível verificar que a leitura na tela é rápida, como um escaneio do texto, em que o leitor parece mobilizar estratégias de antecipação e previsão de seu trajeto de navegação. Além disso, a atribuição de sentido na leitura se dá por meio de um processo de união de fragmentos de informação; a experiência hipertextual faz do leitor co-autor dos textos que lê. Por fim, é preciso dizer que alguns leitores se encaminhavam para a leitura na tela com as estratégias do impresso, o que em alguns casos comprometia o encontro das informações buscadas. / Abstract: This work is characterized as a study concerning the new practical and the emergent ways of reading in the context of cyberspace, looking for to reflect on the new implications of these practical for the formation of the reader in the school. In this way, the objective amplest of the research was to characterize the reading in the screen of the computer - connected to the Internet - enter six students of the basic education of a public school of the city of Assis - SP. The students had been observed in situation of reading in the printed matter and the screen, searching, among others facts, to observe behaviors led of a support to the other (in such a way of the printed matter for the screen as of the screen for the printed matter). The methodology that guided the execution of the work was the study ethnographic of case, a time that was of our interest the elaboration of knowledge based in the comment in leases of human behavior. The collected data had been categorized on the basis of the reflected analysis of content and to the specialized bibliography light, where if they detach as authors central offices: Chartier (1999, 2001, 2002 e 2005), Eisenstein (1998), Nielsen (1997 e 2006), Bakhtin (2000 e 2004) and Mcluhan (1969 e 1972). As results, it was verified, from the actions of the showed students, that the reading in the screen is fast, an scanning of the text, where the reader must mobilize strategies of anticipation and forecast, the text and its passage of navigation. Moreover, the felt attribution of in the reading if gives by means of a process of union of fragments of information. The hipertextual experience makes of the reading co-author of the texts who reads. Finally, the ways had been analyzed emergent to operate the thought of the practical one of reading in the virtual environment, as well as its possible relation with other Medias. / Mestre
2

Corporificação do imaterial

Cabral, Arthur Grimm January 2010 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2010 / Made available in DSpace on 2012-10-25T07:40:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 286362.pdf: 2030519 bytes, checksum: f7f31772560147e0575eee62871f40cc (MD5) / Partindo das reflexões de Gilles Deleuze sobre a predominância das sociedades de controle na contemporaneidade, a presente dissertação esboça uma cartografia dos perfis do Orkut. Focando não especificamente no que o(a)s usuário(a)s escrevem sobre si, mas na interface criada pela equipe da Google, busca compreender que modos de subjetivação são incitados pelo website. O desaparecimento do anonimato, a onipresença de rostos ao longo de todo o site, uma tecnologia de visualização que independe de diálogos para ver ou ser visto e a visibilidade de laços de amizade entre o(a)s usuária(o)s são algumas das questões aqui discutidas. A partir disso, a naturalização da internet como um espaço "revolucionário" é questionada, entendendo que seu espaço é múltiplo, diverso, e compreende diferentes dinâmicas de poder.
3

Condições para a produção de cibernarrativas a partir do conceito de imersão

Falci, Carlos Henrique Rezende January 2007 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Literatura / Made available in DSpace on 2012-10-23T08:48:38Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2013-07-16T20:08:15Z : No. of bitstreams: 1 247967.pdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Essa tese tem como objetivo investigar de que forma a imersão pode ser considerada condição para a produção de cibernarrativas. Nesse sentido, utilizam-se aqui, como conceitos-chave para discutir a imersão, aqueles trabalhados por Iser na teoria do efeito estético; as relações estabelecidas por Paul Ricoeur entre tempo e narrativa; as discussões sobre imersão na arte virtual; a relação entre imersão e interatividade, conforme Marie-Laure Ryan e o conceito de cibertexto, em Espen Aarseth. A fenomenologia do ato de leitura permite discutir o texto como acontecimento e essa questão é interligada à visão de Ricoeur para pensar a narrativa, uma vez que o autor francês compreende que toda narrativa é relação entre três mimeses e que não encontra um término em si mesma, mas um termo com a participação do leitor. A partir desses referenciais, propõe-se discutir a imersão, primeiramente vista como a entrada em um ambiente já definido, para depois ampliar essa definição e apresentar a imersão como condição para a própria criação do ambiente imersivo. É a partir dessa última visada sobre o conceito de imersão que a tese propõe uma tipologia para os processos cibernarrativos, compreendendo como fundamentais, nesses processos: o acesso ao tempo pré-figurado da narrativa; a possibilidade de interferência física no código de programação e nas regras das cibernarrativas, por parte dos receptores-participantes e, por fim, a possibilidade de acessar e modificar as "leituras" feitas por outros receptores-participantes, quando se acessa uma cibernarrativa. This thesis has as aim investigate how immersion can be considered a condition to produce cybernarratives. In this sense, this work uses as key concepts to discuss immersion: concepts used by Wolfgang Iser in the aesthetics effect theory; relationships established by Paul Ricoeur between time and narrative; discussions about immersion on virtual art, relationship between immersion and interactivity, as used by Marie-Laure Ryan, and the concept of cybertext, by Espen Aarseth. The phenomenology of reading act lets discuss text as event and this question is interconnected to Ricoeur's vision of narrative, since the french author understands that all narrative is a relationship between three mimesis, and it doesn't encounter an end by itself, but a term with reader's participation. From these benchmarks, we propose discuss immersion, first, as an entry into an environment already constructed, and enlarge this definition presenting immersion as a condition for the creation of immersive environment itself. From this last perspective about immersion this thesis proposes a tipology for cybernarratives processes, understanding as fundamental concepts about these processes: access to a pre-narrated time; possibility to modify fisically programmation code and cybernarratives rules, by participant-readers and, at last, possibility to access and modify "readings" done by others participant-readers, when accessing a cybernarrative.
4

O preconceito linguístico no ciberespaço: a discriminação, os agentes e as especificidades

MATOS, D. A. F. 27 March 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T15:08:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_8655_Dissertaçãofinal (2)20151015-83742.pdf: 2180985 bytes, checksum: 27b894e5a630e9f2b7a0419fcbd9f321 (MD5) Previous issue date: 2015-03-27 / Imergir no ciberespaço é defrontar-se com a síntese do humano. A complexidade das relações que se estabelecem no espaço virtual abriga problemáticas que dificilmente podem ser identificadas sem um olhar minucioso. Objetivando investigar o preconceito linguístico e trabalhá-lo amplamente, foi esse o espaço que escolhemos para ser locus de busca de ocorrências do referido fenômeno. Este trabalho se inscreve na Sociolinguística e trata-se da análise dos perfis dos agentes da discriminação linguística no espaço virtual divididos entre três redes sociais, Twitter, Orkut e Facebook e das manifestações discriminatórias por eles produzidas. Aferindo a complexidade e a multiplicidade de processos que constituem o preconceito linguístico e seus sujeitos, percebemos a dimensão que assume a postura discriminatória quando suas manifestações são reproduzidas no ciberespaço. Adentrando um território ainda inexplorado, haja vista que não há nenhuma pesquisa precedente semelhante a esta, descobrimos um preconceito plural que surge e ganha anuência em um espaço que, pensado para a democracia, revela-se reduto também de processos segregacionistas, que vitimam sujeitos que, devido ao uso considerado errado que fazem da língua portuguesa, são subjugados e repudiados, formando uma nova massa de indivíduos, que denominamos, neste trabalho, de excluídos sócio-digitais. Amparados em teorias da comunicação como as de McLuhan (1969) e Lévy (1996-1999) e em trabalhos linguísticos e sociolinguísticos como os de Gnerre (1991), Bortoni-Ricardo (2004), Pagotto (2004), Scherre (2005) e Mollica (2007), caracterizamos o ciberespaço e explanamos o preconceito linguístico nele encontrado, ressaltando as implicaturas do locus na produção da mensagem que nosso elenco de agentes do preconceito linguístico produz e veicula. Os resultados logrados indicam, dentre outros, que os agentes do preconceito linguístico são majoritariamente sujeitos do sexo feminino, concentrados nos níveis mais altos de escolaridade e pertencentes às faixas etárias que compreendem os indivíduos jovens e adultos jovens.
5

O ciberespaço e o agir docente

Santos, Ana Oliveira Castro dos January 2001 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação. / Made available in DSpace on 2012-10-18T09:24:02Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-25T21:28:22Z : No. of bitstreams: 1 186966.pdf: 4777509 bytes, checksum: 2feb682eb2e8afcbd0955475e1757dad (MD5) / Averigua-se a relação que se estabelece entre o aparecimento das novas tecnologias intelectuais e as modificações dos processos de produzir saber, de aprender e ensinar no ciberespaço, bem como as demandas para a formação do homem e para o agir docente. Discute-se as bases epistemológicas que permeiam as práticas pedagógicas atuais e o habitus de professor em cada uma delas, tencionando apontar os fundamentos de uma ação pedagógica que se construa de acordo com os princípios da implicação.
6

O ciberespaço como categoria geográfica

Silva, Guilherme Carvalho da 24 July 2013 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Geografia, 2013. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2013-09-13T13:38:29Z No. of bitstreams: 1 2013_GuilhermeCarvalhoSilva.pdf: 882436 bytes, checksum: 5c1bfbd852f13b991544b86d9af3e0c3 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2013-09-27T12:28:34Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_GuilhermeCarvalhoSilva.pdf: 882436 bytes, checksum: 5c1bfbd852f13b991544b86d9af3e0c3 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-09-27T12:28:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_GuilhermeCarvalhoSilva.pdf: 882436 bytes, checksum: 5c1bfbd852f13b991544b86d9af3e0c3 (MD5) / O desenvolvimento de tecnologias de informação e comunicação que proporcionam a comunicação massiva e a troca de informações de modo rápido e com potencial global, tem levado à criação de novos horizontes de realidade no mundo contemporâneo. A convergência dessas tecnologias por meio da internet possibilita a interconexão entre porções descontínuas do espaço terrestre, instituindo uma nova categoria de análise dentro dos estudos geográficos denominada de ciberespaço. Nesse sentido, o presente trabalho analisou o ciberespaço enquanto objeto e categoria de estudos para a geografia, inicialmente abordando uma definição do mesmo a partir do trajetória histórica das tecnologias de informação e comunicação que permitiram o desenvolvimento material do ciberespaço. Foi realizada uma análise de trabalhos referenciais sobre o ciberespaço dentro de estudos geográficos, bem como uma avaliação de como as questões suscitadas por uma filosofia da técnica contribuem para os estudos deste objeto. Ponderações sobre o tamanho do ciberespaço e das plataformas e suportes de acesso ao mesmo foram efetivadas com o objetivo de construir um referencial acerca da problemática das dimensões do ciberespaço. Na sequência, a pesquisa se deteve na condução de aproximações entre o espaço geográfico e o ciberespaço, ao abordá-lo enquanto um espaço virtual e ao mesmo tempo atual, onde o desenvolvimento técnico ganha primazia na remodelação de formas de se viver e perceber o espaço contemporâneo. Os pressupostos territoriais do ciberespaço foram revelados ao se analisar a perspectiva da inclusão digital e sua associação aos domínios do mercado, a cibercultura e a questão urbana, bem como o desenvolvimento dos artefatos tecnológicos hodiernos e a problemática da propriedade e da privacidade no ambiente do ciberespaço. Além disso, questões atuais foram trabalhadas de modo a se construir um referencial empírico acerca das problemáticas territoriais instauradas pelo advento do ciberespaço. Uma tipologia territorial foi definida, bem como as práticas territoriais existentes no ciberespaço. Exemplos de ações territoriais foram levantadas e avaliadas como o monitoramento e controle de cidadãos por parte de governos e corporações e as repercussões de movimentos políticos como os da “Primavera Árabe” e de grupos como o Wikileaks. Ao final, diferenças entre uma internet amplamente indexada – surface web – e não indexada – deep web – foram discutidas com foco na abordagem do anonimato e da criptografia como estratégias políticas de ação territorial no ciberespaço, além de uma análise do uso de moedas eletrônicas como alternativa aos sistemas monetários atuais tendo o ciberespaço como espaço de ação. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The development and massive deployment of information and communications technology provided an unprecedented exchange of ideas in a global scale at a rapid pace and has led to the creation of new reality horizons in the contemporary world. The convergence of these technologies through the internet promotes the possibility of interconnection between discontinuous portions of terrestrial space, establishing a new category of analysis within the geographical studies called cyberspace. In this sense, this dissertation analyzes the cyberspace as a geographic object and study category, initially approaching a definition of it from the historical trajectory of information technologies and communication equipment that allowed the cyberspace development. A study of reference works on cyberspace within geographical studies was performed, and an assessment of how the issues raised by a philosophy of technology contributes to the study of this object. Reflections about the cyberspace, the size of mediatic access platforms were effected, aiming to build a reference about the cyberspace problematic dimensions. Further, the research flowed in conducting approaches between geographic space and cyberspace, to approach it as a virtual space and at the same time actual space, where technical development gains primacy in the remodeling of ways to live and perceive the contemporary space. The cyberspace territorial presuppositions were revealed when analyzing the digital inclusion perspective and their association to market domains, the cyberculture and urban issues, as well as the contemporary technological artifacts development and the problematics of property and privacy in cyberspace environment. In addition, current issues have been made so as to build an empirical referential of territorial problems brought about by the advent of cyberspace. A territorial typology was defined, as well as some territorial practices existing in cyberspace. Examples of territorial actions were raised and evaluated like governments and corporations monitoring and controlling citizens and the repercussions of political movements such as the "Arab Spring" and groups like Wikileaks. Finally, the differences between the indexed and broadly non-indexed internet – surface and deep web, respectively – were discussed with focus on anonymity and encryption as political strategies of territorial action in cyberspace, and an analysis of electronic currencies usage as a current monetary systems alternative with cyberspace as an action space.
7

“Eu e meu mouse serviremos ao senhor” : um olhar antropológico sobre a blogosfera evangélica

SILVA, Juliana Cintia Lima e 16 August 2013 (has links)
Submitted by Felipe Lapenda (felipe.lapenda@ufpe.br) on 2015-03-11T14:39:51Z No. of bitstreams: 2 Dissertação Juliana Cíntia Lima e Silva versao_definitiva.pdf: 2555548 bytes, checksum: 10b7f5c871ee0601d444470b2b9f10eb (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-11T14:39:51Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação Juliana Cíntia Lima e Silva versao_definitiva.pdf: 2555548 bytes, checksum: 10b7f5c871ee0601d444470b2b9f10eb (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2013-08-16 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Em escala global encontramos diversos trabalhos que se debruçam sobre as questões relacionadas com o uso de tecnologias e recursos midiáticos por parte dos mais diversos segmentos religiosos. O que testemunhamos atualmente é uma intensa virtualização da vida cotidiana, principalmente no mundo ocidental, tal fenômeno também influencia a religião que, por sua vez, não tem sido indiferente ao uso destas novas tecnologias. A motivação inicial para desenvolver este estudo foi um interesse em compreender as práticas cotidianas, a produção das pessoas comuns, o substrato das interações dos indivíduos com as ferramentas comunicativas. Tal motivação me levou a investigar tudo aquilo que reverbera na audiência e produz um modo de agir, de pensar ou de interpretar que acaba por delinear modos diferenciados de utilizar as ferramentas tecnológicas e que produz novas formas de pensar e interagir com o conteúdo religioso. Tendo como foco o indivíduo, que é um bricoleur, é possível acessar aspectos da realidade que compõem as novas formas de religiosidade e entender como os crentes tem construído sua identidade através deste processo de composição que une uma adesão ainda tradicional a um conjunto de crenças cada vez mais heterogêneo e fragmentário, por um lado, e a inserção em uma sociedade cada vez mais informatizada, tecnológica e globalizada por outro. Para dar conta de tais objetivos priorizei o estudo das atividades de alguns fieis internautas que possuem páginas pessoais de cunho religioso que compreendem diferentes perfis da comunicação virtual. Estes fiéis internautas tem desenvolvido suas atividades através do blog, uma ferramenta que vem se tornando bastante popular em função da facilidade de uso, caráter pessoal e da visibilidade que seus mantenedores têm alcançado nos meios de comunicação tradicionais, tais como jornais, revistas e emissoras de televisão. Dentro das inúmeras possibilidades desta ferramenta comunicacional esta obra trata daquelas ligadas à atividade religiosa e de como o ciberespaço é um recurso importante para a expressão e composição da visão religiosa na contemporaneidade. O que pretendo nas páginas que se seguem é dar um primeiro passo na compreensão deste contexto trazendo um panorama acerca das atividades de blogagem evangélica no Brasil e também levantar algumas linhas de discussão que possam contribuir para futuras pesquisas antropológicas a fim de estimular o desenvolvimento dos estudos do ciberespaço dentro desta disciplina não só em religião, mas de uma forma mais ampla.
8

Poder punitivo e a violação sistemática de direitos fundamentais: criminalidade e terrorismo na "era da informação"

Moreira Júnior, Ronaldo Félix 01 March 2016 (has links)
Submitted by Leticia Alvarenga (leticiaalvarenga@fdv.br) on 2018-08-30T18:29:29Z No. of bitstreams: 1 RONALDO FÉLIX MOREIRA JÚNIOR.pdf: 767217 bytes, checksum: ee3ae198a82fc691561d20d82232b242 (MD5) / Approved for entry into archive by Ana Paula Galdino (repositorio@fdv.br) on 2018-08-31T18:32:42Z (GMT) No. of bitstreams: 1 RONALDO FÉLIX MOREIRA JÚNIOR.pdf: 767217 bytes, checksum: ee3ae198a82fc691561d20d82232b242 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-08-31T18:32:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 RONALDO FÉLIX MOREIRA JÚNIOR.pdf: 767217 bytes, checksum: ee3ae198a82fc691561d20d82232b242 (MD5) Previous issue date: 2016-03-01 / O trabalho em questão lida com o complexo tema da ascensão do controle criminal contemporâneo e sua repercussão dentro da seara digital ao empenhar-se a trabalhar com as hipóteses a respeito da (des)necessidade do aumento do caráter punitivo no ciberespaço. O objetivo do trabalho é a desconstrução do paradigma da insegurança conferido ao ambiente virtual, como se este fosse um cenário de atuação de perigosos criminosos e terroristas. O método científico adotado pelo estudo é o dialético materialista em conjunto com a técnica de pesquisa bibliográfica nos campos da sociologia e da criminologia crítica. O referencial teórico na criminologia crítica tem como base em autores como Eugenio Raul Zaffaroni, Juarez Cirino dos Santos, Maurício Stegemann Dieter e Thiago Fabres de Carvalho; enquanto na sociologia os autores utilizados foram principalmente: Ulrich Beck, Anthony Giddens, Zygmunt Bauman e Teresa Caldeira. O trabalho parte de uma explicação do poder punitivo como um fenômeno ligado intimamente com a criação de figuras a serem estigmatizadas para que este possa exercer sua autoafirmação. Dessa forma, a primeira parte foca em realizar uma análise da modernidade e da modernidade tardia, segundo os autores sociológicos, apontando o surgimento dos riscos e da confiança em sistemas peritos. A segunda parte trata das principais críticas direcionadas à criminologia tradicional no que tange à administração da criminalidade no cenário contemporâneo, apontando essa gestão criminal não como um meio eficiente de redução de índices criminais, mas sim como um meio de administração e eliminação de grupos excluídos. Além disso, é tecida uma importante crítica à atual tentativa de se reduzir o fenômeno complexo do terrorismo a uma questão meramente criminal. Por fim, o trabalho focaliza sua análise ao ciberespaço como um palco para sistemáticas violações de direitos fundamentais por meio da vigilância e também ao exercício do poder punitivo nesse ambiente, que rotulou novas formas de terrorismo e criminalidade virtuais como forma de perpetrar seus interesses. / The work hereby presented deals with the complex issue of the rise of contemporary crime control and its impact within the digital scenario by working with assumptions about the (un)necessity to increase the punitive control in cyberspace. The aim of the work is the deconstruction of insecurity paradigm given to the virtual environment, as if it were a stage of action of dangerous criminals and terrorists. The scientific method adopted by the study is the materialist dialectic together with the bibliographic research technique in the fields of sociology and critical criminology. The theoretical framework in critical criminology is based on authors such as Eugenio Raul Zaffaroni, Juarez Cirino dos Santos, Mauricio Dieter Stegemann and Thiago Fabres de Carvalho; whereas in sociology the authors used were mainly: Ulrich Beck, Anthony Giddens, Zygmunt Bauman and Teresa Caldeira. The study starts with an explanation about the punitive power as a phenomenon intimately connected with the creation of figures to be stigmatized so that it can exercise its self-assertion. Thus, the first part focuses on performing an analysis of modernity and late modernity, according to sociological authors, pointing to the emergence of risks and trust in expert systems. The second part deals with the main criticisms directed at traditional criminology regarding the administration of crime in the contemporary scene, pointing out the criminal management not as an effective mean of reducing crime rates, but as a mean of administration and disposal of excluded groups. Moreover, it is woven an important critique of current attempt to reduce the complex phenomenon of terrorism to a purely criminal matter. Finally, the paper focuses its analysis to the cyberspace as a stage for systematic violations of fundamental rights through surveillance and also the exercise of punitive power in this environment, which has labeled new forms of virtual terrorism and crime as means to perpetrate their interests.
9

Sociedade em rede : faces virtuais da ideologia capitalista do século XXI /

Bresciani, Alex Antonio. January 2007 (has links)
Orientador: Fátima Aparecida Cabral / Banca: Giovanni Antonio Pinto Alves / Banca: Simone Wolff / Resumo: Nas últimas décadas do século passado, uma série de inovações tecnológicas, sobretudo na área de informática (protocolos de comunicação, expansão das telecomunicações, a criação e estruturação da rede, entre outras), passaram a fazer cada vez mais parte de nossa vida cotidiana. Essa implantação veio acompanhada por um discurso que mostra essas inovações como característica de um mundo novo e cheio de possibilidades, um mundo em que as formas de relação conhecidas, sobretudo aquelas referentes à sociabilidade, desapareceriam e dariam lugar à novas formas. Nosso trabalho se focou em analisar em que medida as novas tecnologias, sobretudo a do ciberespaço, estão fazendo parte da vida das pessoas e, em que medida, esse processo de substituição realmente está ocorrendo. Para isso, além de vários estudos e debates sobre o tema, lançamos mão junto aos usuários de jogos em rede de um questionário visando a obtenção de dados sobre a forma como o entrevistado faz uso desses serviços e até que ponto podemos perceber se e quais tipos de alterações / substituições operam na sociabilidade virtual recentemente. Estudamos ainda nessa pesquisa, algumas formas de sociabilidade online, os jogos multiplayer em rede, bem como as formas de interação que este proporciona no ciberespaço e fora dele. / Abstract: In the last decades of last century, a series of technological innovations, above all in the computer science area (communication protocols, expansion of the telecommunications, the creation and structuring of the net, among other), they started to do part of our daily life more and more. That implantation came accompanied by a speech that shows those innovations as characteristic of a new world and full of possibilities, a world in that the known relationship forms, above all those regarding the sociability, would disappear and they would give place to new forms. Our work if it focused in analyzing in that measured the new technologies, above all the one of the cyberspace, they are being part of the people's life and, in that measured, that substitution process is really happening. For that, besides several studies and debates on the theme, we threw hand close to the users of games in net of a questionnaire seeking the obtaining of data on the form as the interviewee makes use of those services and to what extent we can be noticed and which types of alterations / substitutions operate in the virtual sociability recently. We still studied in that research, some forms of sociability online, the games multiplayer in net, as well as the interaction forms that this provides in the cyberspace and out of him. / Mestre
10

DISCURSOS POTENCIALIZADORES DE VIOLÊNCIAS CONTRA MULHERES NA INTERNET

Costa, Neila Priscila dos Santos 12 May 2017 (has links)
Submitted by Neila Priscila dos Santos Costa (neila_priscila@yahoo.com.br) on 2017-10-31T17:48:33Z No. of bitstreams: 3 Pré-textuais da Dissertação de Neila Santos Costa.pdf: 172782 bytes, checksum: 9221edc3bb3aa84486da0d07826b11ce (MD5) Folha de aprovação da Dissertação de Neila Santos Costa.pdf: 4563 bytes, checksum: d1dd1a8aebf0f2a3a6e581d345f29fb9 (MD5) Discursos Potencializadores de Violências contra Mulheres na Internet.pdf: 8139148 bytes, checksum: 248e450b1b4f09f9e172da76243fc983 (MD5) / Approved for entry into archive by Setor de Periódicos (per_macedocosta@ufba.br) on 2017-10-31T18:45:05Z (GMT) No. of bitstreams: 3 Pré-textuais da Dissertação de Neila Santos Costa.pdf: 172782 bytes, checksum: 9221edc3bb3aa84486da0d07826b11ce (MD5) Folha de aprovação da Dissertação de Neila Santos Costa.pdf: 4563 bytes, checksum: d1dd1a8aebf0f2a3a6e581d345f29fb9 (MD5) Discursos Potencializadores de Violências contra Mulheres na Internet.pdf: 8139148 bytes, checksum: 248e450b1b4f09f9e172da76243fc983 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-10-31T18:45:05Z (GMT). No. of bitstreams: 3 Pré-textuais da Dissertação de Neila Santos Costa.pdf: 172782 bytes, checksum: 9221edc3bb3aa84486da0d07826b11ce (MD5) Folha de aprovação da Dissertação de Neila Santos Costa.pdf: 4563 bytes, checksum: d1dd1a8aebf0f2a3a6e581d345f29fb9 (MD5) Discursos Potencializadores de Violências contra Mulheres na Internet.pdf: 8139148 bytes, checksum: 248e450b1b4f09f9e172da76243fc983 (MD5) / FAPESB - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. / O presente trabalho buscou investigar de que modo práticas discursivas potencializam e (re)produzem violências contra mulheres no ciberespaço a partir dos discursos veiculados em imagens, textos, comentários, vídeos, bem como a configuração e os mecanismos das plataformas Facebook e do buscador Google. A análise dos materiais foi embasada com teorias das áreas de Linguística Aplicada Crítica, Análise de Discurso Crítica, Estudos Culturais, Estudos de Gênero, bem como outros campos do conhecimento relevantes para este estudo como a Sociologia e Filosofia. O resultado das análises aponta para o reforço de sistemas classificatórios binários e essencialistas que regem as relações de gênero, tornando as corporeidades e os sujeitos atravessados por discursos deterministas. Este reforço é também garantido a partir dos mecanismos que configuram a rede social Facebook e o buscador Google, sua função mercadológica, opções de curtir, compartilhar, reagir, dentre outros; observamos também que os dados denunciam a precarização dos serviços públicos de saúde e segurança no enfrentamento das violências contra mulheres; a existência de comunidades virtuais, ações e materiais que contribuem para a desconstrução de paradigmas e mentalidades que reforçam a violência às mulheres é fortemente presente, configurando formas de ciberativismo; o hipertexto é um formato que contribui para a quebra de silenciamentos pois que funciona como aglomerado de mídias que amplifica o alcance das informações e dos debates; a representação dos atores sociais como a exemplo de ‘doentes mentais’ contribui para a potencialização das violências contra mulheres pois tenta amenizar ou justificar atos criminosos e violências diversas.

Page generated in 0.0301 seconds