• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 36
  • 1
  • Tagged with
  • 37
  • 37
  • 27
  • 24
  • 22
  • 20
  • 15
  • 14
  • 9
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Por que os homens nunca ouvem e as mulheres não sabem estacionar? : analisando a rede de discursos das neurosciências quanto às questões de gênero em alguns artefatos culturais

Magalhães, Joanalira Corpes January 2008 (has links)
Esta dissertação tem como objetivo investigar alguns artefatos culturais - revistas de divulgação científica e programas de TV - que abordam as temáticas relacionadas às neurociências, analisando na rede de discursos, presentes em suas pedagogias, a constituição das identidades de gênero. Este estudo fundamenta-se a partir dos campos teóricos dos Estudos Culturais e de Gênero, pelo viés de suas vertentes pós-estruturalistas. Por esse viés, entendemos os corpos e os gêneros como construções sócio-históricas e culturais engendradas em relações de poder-saber, sendo as feminilidades e as masculinidades não somente constituídas pelas características biológicas, mas, sim, por tudo que se diz ou se representa a respeito destas características. Neste sentido, as diferentes instituições, os discursos, os códigos, as práticas educativas, as leis e as políticas de uma sociedade são espaços constituídos e atravessados pelas representações de gênero e, ao mesmo tempo, também produzem, expressam e/ou (re)significam tais representações. A análise da rede de discursos científicos presentes nas pedagogias culturais investigadas nesta dissertação - artigos publicados nas revistas de divulgação científica Viver, Mente e Cérebro e Scientific American Brasil, e os programas de TV Globo Repórter e Fantástico (série Sexo Oposto) - me possibilitou perceber o quanto estas apontam, justificam e naturalizam comportamentos, posicionamentos sociais, padrões cognitivos, habilidades, condutas, entre outros aspectos relacionados aos gêneros, focando no cérebro a origem das distinções/diferenciações entres eles. Possibilitou, também, perceber o quanto esses discursos nos interpelam e nos ensinam modos de ser homem e mulher, de viver nossas masculinidades e feminilidades. Nesta investigação, ficou evidenciado que esses discursos construídos pela linguagem da Ciência, reforçados e (re)produzidos pela mídia impressa e televisiva, são tomados como "verdades", imprimindo nos corpos femininos e masculinos as diferenças que justificam as relações desiguais entre os gêneros na sociedade. Ao falar do cérebro de meninos e meninas, adolescentes, homens e mulheres, estes discursos regulam, normatizam, instauram saberes e instituem verdades. / This dissertation aims at investigating a few cultural artefacts - science-related magazines and TV programmes - which refer to themes that are related to neurosciences, analysing how gender identity is constituted in the discourse which is present in their pedagogies. This study is based on the theoretical fields of Gender and Cultural Studies, in their post-structuralism branches, where body and gender are understood as socio-historical and cultural constructions, born from power-knowledge relationships, and where femininity and masculinity are not only constituted by biological characteristics but also by all that is said or represented about these characteristics. In this sense, the several different institutions, discourses, codes, education practices, laws and policies with a certain society are spaces that are constituted and crossed by gender representations. The analysis of the net of scientific discourses that are present in the cultural pedagogies that were investigated in this dissertation - articles published in the popular science magazines Viver, Mente e Cérebro and Scientific American Brasil and in the TV programmes Globo Repórter and Fantástico (Sexo Oposto series) allowed the realization of how they point to, justify and naturalise behaviours, social positioning, cognitive standards, skills and actions, among other gender-related aspects, focusing on the brain as the origin of distinctions among them. He study allowed also the realization of how such discourses call on and teach us the ways of being a man or a woman, of living our masculinity and femininity. In this investigation, there is evidence that these discourses that are built through the language of Science, reinforced and (re)produced by the press and TV media, are taken as the "truth", printing on male and female bodies the differences that justify the unequal relationships between genders in our society. When such discourses speak about the brains of girls and boys, teenagers, adult males and females, they regulate and create knowledge and institute the truth.
2

Da pedagogia às pedagogias : formas, ênfases e transformações

Camozzato, Viviane Castro January 2012 (has links)
A partir da noção de que o conceito de pedagogia é histórico e mutável, produzido e reproduzido nas contingências de cada tempo-espaço, nesta tese problematizo as novas formas e ênfases que a pedagogia vem adquirindo. O objetivo central é investigar as transformações no conceito de pedagogia, especificando suas articulações com as transformações culturais, vendo e procurando mostrar, por outro lado, o quanto essas tem sido elementos importantes nas flexões, formas e ênfases da pedagogia, fazendo com que seja pluralizada em sua denominação e em seus espaços de atuação. Devido a isso, a tese trabalha sobre a tensão da pedagogia às pedagogias, procurando mostrar, a partir dos Estudos Culturais pós-estruturalistas e da fecunda discussão sobre as pedagogias culturais, que há múltiplas pedagogias em funcionamento na sociedade contemporânea. Pedagogias tão díspares quanto forem as intencionalidades que as movimentem. Há a preocupação em circundar o conceito de pedagogia principalmente a partir das produtivas transformações no estado da cultura e nas relações com os saberes que tem sido perceptíveis a partir de meados da metade do século XX – abordando um espectro temporal que engloba discussões do que tem sido chamado de pós-moderno. O suporte teórico foi buscado em autores e autoras que problematizam questões referentes à condição pós-moderna, à pedagogia, às pedagogias culturais e à produção de sujeitos, especialmente, como Arendt, Bauman, Foucault, Lyotard, Ramos do Ó, Larrosa, Wortmann, Silva, Costa, dentre outros. O corpus de análise consiste em um conjunto de documentos, tais como excertos de livros da literatura pedagógica, de livros tipo best seller, uma matéria em revista e uma dissertação que analisa uma pedagogia cultural. Os achados da pesquisa mostram que é sobre a vida das pessoas como um todo que a pedagogia procura atuar. Para isso, tem se tornado uma necessidade e uma exigência que a pedagogia se prolifere, tornando possível que haja pedagogias em funcionamento na sociedade, atravessando os espaços e artefatos direcionados à condução das pessoas. De uma vontade de legislar tem havido um progressivo deslocamento para englobar, principalmente, as formas de interpretar, com as pedagogias, uma pluralidade que não cessa de se transmutar. Outro achado se deu em relação ao fato de ter identificado, a partir do conjunto de transformações que circundam a pedagogia, o funcionamento de uma vontade de pedagogia que torna possível as pedagogias – sobretudo frente as dificuldades de educar em um mundo cambiante. Em meio às condições analisadas, as pedagogias parecem atuar sobre as condições do presente para forjar, justamente, os sujeitos do presente. Um outro achado refere-se ao fato de que no cerne da pedagogia e das pedagogias está a pretensão de dar forma aos sujeitos ao atuar sobre eles, proporcionando um deslocamento, no contemporâneo, de uma pedagogia que operava com um mestre dando forma a um “outro” para, muito mais, um processo em que cada um passou a atuar sobre si mesmo, elaborando e reelaborando a si através de técnicas e práticas aprendidas com as pedagogias. / From the notion that the meaning of pedagogy is historical and changeable, produced and reproduced under contingencies of every piece of time-space, in this thesis I problematise new forms and emphases that pedagogy has owned. The main aim is to investigate changes in pedagogy meaning, showing its articulations with cultural changes, on the other hand, seeing and trying to show to what degree these have been important elements for changes, forms and emphases, so that its name and sites of action are pluralised. Therefore, from poststructuralist Cultural Studies and the fertile discussion about cultural pedagogies, this thesis works with the tension between pedagogy and pedagogies, seeking to show there are multiple pedagogies working in contemporary society: pedagogies that are as different as intentions moving them. I seek to come around the pedagogy meaning, particularly from useful changes in the culture state and relationships with pieces of knowledge noted found in the mid-20th century ― addressing a temporal space encompassing discussions about what has been called as the postmodern. The theoretical notion is based on male and female writers problematising issues about the postmodern condition, pedagogy, cultural pedagogies, and subject production, especially Arendt, Bauman, Foucault, Lyotard, Ramos do Ó, Larrosa, Wortmann, Silva, and Costa. The analysis corpus consists of a set of documents, such as pedagogical literature excerpts, best-selling books, an issue in a magazine and a dissertation analysing a cultural pedagogy. Research findings showed that the pedagogy seeks to act upon the people as a whole. For this, it is necessary and urgent pedagogy to spread out so that there are several pedagogies operating in society, cutting across spaces and artefacts meant to guide people. From a will to legislate, there has been a progressive change to encompass chiefly the ways of interpreting the plurality that does not stop transmuting. From the set of changes surrounding the pedagogy, another finding is about the fact of having identified the working of a pedagogical will enabling pedagogies, especially in the face of difficulties to educate in an interchangeable world. Under these conditions, pedagogies seem to act upon present conditions to forge exactly present subjects. Still another finding refers to the fact that in the core of pedagogy and pedagogies is the intention to shape subjects when acting upon them, providing displacement of a piece of pedagogy that was working with one teacher and forming „another one‟, towards a process in which everyone starts to act upon oneself, constructing and reconstructing oneself by techniques and practices pedagogies teach.
3

A pedagogia da empregabilidade no site da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH)

Abbud, Claudia Talavigna January 2017 (has links)
A tese analisa como a discursividade empresarial brasileira direcionada aos Recursos Humanos mobiliza sua comunidade a aprender sobre as competências que credenciam o gestor de pessoas (líder) a alcançar uma empregabilidade bem-sucedida quando acionados certos domínios de ação sobre si. Sustentada por um quadro teórico inscrito na linha de pesquisa dos Estudos Culturais em Educação, na vertente pós-estruturalista, buscou-se apoio teórico em Larrosa (2011), Marín-Díaz (2012), Sennett (2006, 2008), Miller e Rose (2012), Camozzato (2012, 2014) e Saraiva (2009, 2013, 2015), além de em produções acadêmicas voltadas à discussão de como se configura o trabalho contemporâneo e suas interconexões com a educação. Os procedimentos metodológicos envolvem um rigoroso escrutínio de artigos publicados no site da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) no período de 2011 a 2015. Nesse recorte temporal, foi possível compreender que há uma intrincada e complexa produção de textos que se interpenetram em um jogo de possibilidades na produção do sujeito. As particularidades, descontinuidades e rupturas percebidas conduziram à construção do corpus de análise. A direção das discussões buscou acompanhar algumas das distintas maneiras de acionar competências que transcendam o "eu" profissional. Considerou-se que a produção cultural examinada aciona uma pedagogia da empregabilidade ao promover e ensinar práticas que dão destaque a aspectos tais como a busca do autoconhecimento, a resiliência e a inteligência emocional e social, para que associados e leitores do site se alinhem aos moldes dos procedimentos que as postulações neoliberais sobre o mercado indicam ser pertinentes para o alcance de uma bem-sucedida carreira profissional. / This thesis analyzes the way that the Brazilian entrepreneurial discursivity directed to Human Resources has mobilized its community to learn about competences that qualify people managers (leaders) for successful employability when certain actions are taken. Supported by a theoretical framework inscribed in the research line of Cultural Studies in Education in its post-structuralist approach, I have searched for theoretical support in Larrosa (2011), Marín-Díaz (2012), Sennett (2006, 2008), Miller & Rose (2012), Camozzato (2012, 2014) and Saraiva (2009, 2013, 2015), besides academic productions discussing how contemporary work is arranged. The methodological procedures have involved a strict examination of articles published on the website of the Brazilian Association of Human Resources (ABRH) from 2011 to 2015. In this time span, it has been possible to understand that an intricate and complex production of texts intertwines in a game of possibilities and acts in the production of subjects. Particularities, discontinuities and disruptions have guided the construction of the corpus. The discussions have been focused on different ways of triggering competences that transcend the professional "self". It has been considered that the cultural production under examination puts into action a kind of employability pedagogy by both fostering and teaching practices that highlight some aspects, such as self-knowledge, resilience, as well as emotional and social intelligence, so that the website members and readers can be in line with the standards that neoliberal assumptions about the market have pointed out as pertinent to the achievement of a successful professional career.
4

Pedagogia, cultura e mídia : articulações em educação científica

Silva, Cristiane Oliveira da January 2013 (has links)
Em uma sociedade regida pelo discurso da ciência, percebe-se a marcante presença dos conhecimentos científicos nos diferentes meios de comunicação e nos diversos espaços de divulgação, como revistas, jornais, televisão, internet, exposições e museus. Nesse contexto, propostas relacionadas ao educar cientificamente os cidadãos têm ultrapassado as fronteiras escolares, sendo percebidas também no contexto dos espaços educacionais não formais. Essa tendência à popularização científica nos faz questionar sobre o quanto a ciência está sendo imposta na sociedade como uma verdade única e incontestável, sobretudo através dos discursos midiáticos. Dessa perspectiva, esse estudo teve por objetivo investigar e analisar os modos de divulgação e ensino-aprendizagem dos conhecimentos científicos na articulação entre pedagogia, cultura e mídia, pensando os modos de ensinar/aprender ciência a partir da escola, dos recursos midiáticos e do contexto sociocultural em que a sociedade atual se insere. Para tanto, foi desenvolvida uma pesquisa qualitativa, caracterizada como um estudo de caso de cunho etnográfico voltado à educação, cuja realização se deu através de observações participantes em aulas de Ciências e de projetos de investigação, em duas turmas de 7ª série do Ensino Fundamental de uma escola pública federal. Em um primeiro momento, apresentamos um olhar histórico sobre a construção do pensamento científico e a divulgação da ciência, abordando algumas relações entre ciência, sociedade e educação. Na sequência, exploramos algumas argumentações teóricas acerca de estratégias e efeitos de educar cientificamente os cidadãos mediante práticas discursivas processadas em diferentes instâncias, como a escola e a mídia. Posteriormente, abordamos a existência de variadas pedagogias culturais no processo de divulgação e ensino-aprendizagem dos conhecimentos científicos. Percebemos que alunos e professores incorporavam em suas falas e comportamentos diversas marcas do discurso da divulgação científica – principalmente da mídia televisiva –, como a espetacularização da ciência, a publicização da vida privada e a preocupação com fatores de risco. Além disso, observamos a legitimação do discurso da ciência e o mito da “verdade” científica. Em um último momento, discutimos os efeitos da inserção de laptops educacionais no cotidiano da escola investigada. Percebemos a importância da interatividade e da colaboração entre professor e aluno durante as atividades propostas, de modo que os princípios pedagógicos não permanecessem em uma lógica unidirecional de transmissão do conhecimento. Os estudos e análises que compõem essa dissertação nos apontam para a necessidade de se olhar criticamente para outras configurações que estão em funcionamento nas escolas, as quais são atravessadas e se articulam a novas formas de cultura e de relações sociais que estão sendo interpeladas, sobretudo, pelos discursos científicos e midiáticos. / In a society ruled by the discourse of science, it is noticed the remarkable presence of scientific knowledge in different means of communication and in several spaces used for its divulgation, as magazines, newspapers, television, internet, exhibitions and museums. In this context, proposals for the act of scientifically educate citizens have surpassed the school boundaries, also emerging in spaces of informal education. This trend to scientific popularization leads us to interrogate how much science is being socially imposed as the only and incontestable truth, especially through media discourses. From this perspective, the present work aimed to investigate and analyze the modes of divulgation, education and learning of scientific knowledge in the articulation of pedagogy, culture and media, reflecting upon the ways of teaching and learning science present in school and in media artifacts – which exist in the midst of the sociocultural context of society. For that, a qualitative research was undertaken, characterized as an ethnographic case study in Education. It was developed by performing participant observation in Science classes and investigation projects in two classes of 7th year students of primary education at a Brazilian public school. In the first step, it was presented a historical perspective of the construction of scientific knowledge and science divulgation underlining the relations among science, society and education. In what followed, some theoretical arguments were explored about the strategies and effects of the act of scientifically educate citizens through discursive practices in different spaces, such as school and media. The next step was approaching different cultural pedagogies in the process of divulgation, education and learning of scientific knowledge. It was noticed that both students and teachers adopted in their speech and in their behavior several marks of the discourse of scientific divulgation – especially that one employed by televised media –, such as spectacularization of science, publicization of private life and risk concerns. Moreover, it was observed the legitimation of science discourse and the myth of scientific “truth”. In the last step, the adoption of educational laptops in the routine of school was discussed. It was noticed the relevance of interactivity and collaboration between student and teacher during the activities offered to them, in order to challenge the unidirectional logic of knowledge construction. The set of analyses that constitutes this study points out to the necessity of casting a critically look to other configurations which are now present in school, being part of and articulated to new forms of culture and social relations called into being, most of all, by scientific and media discourses.
5

As pedagogias online do complexo kids : crianças, mães e pais em conexão

Fontana, Luciana Sauer January 2015 (has links)
Nesta tese, são focalizados o site do canal televisivo infantil por assinatura Discovery Kids e, mais especificamente, os artigos postados na seção My Kids - Conectados com seus filhos. O estudo objetivou indicar “pedagogias” colocadas em operação nesses artigos voltadas ao gerenciamento das atitudes das crianças a cujas mães e pais está endereçada a seção My Kids. A tese foi desenvolvida sob inspiração dos Estudos Culturais em Educação em sua vertente pós-estruturalista. Os procedimentos metodológicos para a organização do estudo envolveram o mapeamento de temas e dos propósitos abordados nos mais de 200 artigos coletados na seção My Kids, durante os anos de 2012, 2013 e 2014. Constatou-se que esses artigos focalizam uma grande diversidade de temáticas, bem como de representações de crianças, algumas das quais foram abordadas neste estudo a partir de quatro categorias principais: Formando crianças potentes, inteligentes e Geniais; Atentando para o desenvolvimento de crianças felizes e bem-sucedidas; Bebês turbinados: musicais, leitores e com pendores para a matemática; e, por fim, Ensinando crianças manhosas, sem limites e malcriadas. Essas representações de crianças são (re)criadas nas pedagogias acionadas nos artigos da My Kids (e nas outras seções do site) em um mix de lições que descrevem, exemplificam, explicam, delimitam e projetam condutas desejáveis paras as crianças que vivem nos dias atuais. As considerações feitas nos artigos examinados projetam a “felicidade” das crianças para o futuro Geralmente, as informações/prescrições contidas nos artigos explicitavam a necessidade de enquadrarem-se as crianças em modelos que permitam o desenvolvimento de suas “múltiplas potencialidades” desde os primeiros meses de vida. Por isso, pais e mães devem exercer uma constante vigilância sobre seus filhos para que possam identificar potencialidades e capacitálos a ter um futuro promissor. Além do site estudado, há uma gama de ações processadas sob a marca Discovery Kids: o canal televisivo, as redes sociais na Internet e uma quantidade de produtos licenciados pela mascote Doki, além das programações itinerantes realizadas em shoppings, no litoral e em outros locais públicos. Todos esses empreendimentos aglutinados integram o Complexo Kids, que envolve crianças e seus familiares em torno de um diversificado conjunto de eventos/propostas que “harmonizam” entretenimento, informação e incentivo ao consumo. Enfim, neste estudo, o Complexo Kids foi caracterizado como uma pedagogia cultural acionada por uma grande corporação midiática para mobilizar crianças, mães e pais, por meio da My Kids, em direção a determinadas práticas e compreensões em uma ampla gama de questões particulares, afeitas ao mundo contemporâneo (infantil), tão marcado pela disseminação de variados dispositivos digitais e pelo consumo. No caso do site estudado, tal pedagogia efetuou-se em um recorte temporal relativamente efêmero, mas, como o site se atrela a um complexo midiático, tal efeito permanece potente, propaga-se e retroalimenta-se, mesmo que de outros modos, em função da cultura da convergência (JENKINS, 2009). / This thesis focuses on the website of the cable television channel Discovery Kids and, more specifically, on the articles posted in the section called My Kids - Connected with your children. The study aims to point out “pedagogies” operating in those articles and intended to manage the behavior of children whose parents the section is addressed to. The thesis has relied on the Cultural Studies from their post-structuralist perspective. The methodological procedures guiding the study have involved the mapping of themes and purposes approached in more than 200 articles in the My Kids section along the years of 2012, 2013 and 2014. The articles addressed a wide range of topics and representations of children, some of which have been divided into four main categories in this study: a) Powerful, intelligent, bright children; b) Happy, successful children; c) “Upgraded” babies: keen on music, reading and mathematics; d) Peevish, badly-behaved, naughty children. Such representations of children were (re)created in pedagogies triggered in My Kids articles (and in other sections as well) in a combination of lessons that describe, exemplify, explain, delimit and project desirable conducts for today’s children. The examined articles projected children’s happiness for the future. In general, information/advice found in the articles highlighted the need of having children to fit into models that would enable them to develop their “multiple potentialities” since the first months of their lives This thesis focuses on the website of the cable television channel Discovery Kids and, more specifically, on the articles posted in the section called My Kids - Connected with your children. The study aims to point out “pedagogies” operating in those articles and intended to manage the behavior of children whose parents the section is addressed to. The thesis has relied on the Cultural Studies from their post-structuralist perspective. The methodological procedures guiding the study have involved the mapping of themes and purposes approached in more than 200 articles in the My Kids section along the years of 2012, 2013 and 2014. The articles addressed a wide range of topics and representations of children, some of which have been divided into four main categories in this study: a) Powerful, intelligent, bright children; b) Happy, successful children; c) “Upgraded” babies: keen on music, reading and mathematics; d) Peevish, badly-behaved, naughty children. Such representations of children were (re)created in pedagogies triggered in My Kids articles (and in other sections as well) in a combination of lessons that describe, exemplify, explain, delimit and project desirable conducts for today’s children. The examined articles projected children’s happiness for the future. In general, information/advice found in the articles highlighted the need of having children to fit into models that would enable them to develop their “multiple potentialities” since the first months of their lives.
6

Pedagogias culturais : uma cartografia das (re)invenções do conceito

Andrade, Paula Deporte de January 2016 (has links)
A tese apresenta, analisa e discute as condições vinculadas a emergência, disseminação e usos do conceito de pedagogias culturais no campo dos Estudos Culturais em Educação, especialmente no Brasil. Tendo como objetivo a construção de uma cartografia que permita pensar sobre as condições de possibilidade do conceito como ferramenta teórica, a pesquisa movimenta-se no referencial pósestruturalista dos estudos culturais, de modo a mapear algumas linhas que traçaram os contornos que este construto teórico apresenta atualmente. Seguindo e articulando estas linhas, objetiva-se explorar as histórias do conceito, bem como evidenciar os processos que permitiram sua (re)invenção no contexto acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEDU) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Para explorar os cruzamentos aí identificados, lançase mão do conceito de invenção, no sentido atribuído por Durval Muniz de Albuquerque Junior, e adota-se o roteiro de investigação proposto por Edward Said. Para compreender as pedagogias culturais são referências os estudos de autores que consideram as histórias da pedagogia, como Viviane Camozzato, Franco Cambi e Carlos Noguera-Ramirez, e da cultura, como Raymond Williams e Zygmunt Bauman. A pesquisa desenvolveu-se em três movimentos distintos. Em um, analisam-se as contribuições de David Trend, Henry Giroux, Shirley Steinberg, Joe Kinchloe e Elizabeth Ellsworth, pesquisadores associados às histórias sobre a emergência e sobre vários desdobramentos do conceito. Em outro movimento, para identificar e compreender as condições de importação do campo de ideias e de (re)invenção dos conceitos associados a ele, foram realizadas entrevistas com quatro professores que vivenciaram a implantação da Linha de Pesquisa Estudos Culturais em Educação no PPGEDU/UFRGS. Foram também rastreados os primeiros textos traduzidos que abordam o caráter pedagógico dos artefatos culturais e introduzem o conceito de pedagogias culturais. Em um terceiro movimento, examinam-se pesquisas de Mestrado e Doutorado, indicadas pelos professores entrevistados, para esmiuçar os usos e a produtividade desse construto teórico como ferramenta de análise. Os movimentos de investigação desenvolvidos e articulados mostraram os fios que permitem vislumbrar as tramas desse processo de (re)invenção, que teve como condições de emergência: a possibilidade de novas perspectivas de pesquisa em Educação que os Estudos Culturais trouxeram; a hibridização entre Estudos Culturais e Estudos Foucaultianos; a articulação entre Estudos Culturais e Educação. Tal cartografia evidencia como o conceito de pedagogias culturais vem ajudando tanto a problematizar, matizar e diversificar o entendimento sobre pedagogia, quanto a explorar as qualidades pedagógicas da vida social, constituindo-se em potente ferramenta teórica para os trabalhos produzidos na articulação entre Estudos Culturais e Educação. / This research paper presents, analyzes and discusses the conditions connected to the emergence, dissemination and uses of cultural pedagogies in the field of Cultural Studies in Education, particularly in Brazil. Aiming at building up a map that allows us to think about the conditions that enable the possibility of using this concept as a theoretical tools, this research is executed within the post-structuralism referential universe of cultural studies, in order to map out some of the lines that make up the contours that this theoretical construct presents currently. By following and articulating these lines, the purpose is to explore the backgrounds of this concept, as well as to make evident the processes that allowed for its (re)invention within the academic context of the Graduate Program in Education (PPGEDU) at the Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS). In order to explore the intersections identified, we make use of the concept of innovation, in the sense devised by Durval Muniz de Albuquerque Junior, and adopting an investigation step-by-step procedure as proposed by Edward Said, In order to understand cultural pedagogies, this paper uses as references the studies carried out by authors that address both the history of pedagogy, such as Viviane Camozzato, Franco Cambi and Carlos Noguera-Ramirez, and the history of culture, such as Raymond Williams and Zygmunt Bauman. This research was developed in three distinct stages. In the first one, there was the analysis of the contributions made by David Trend, Henry Giroux, Shirley Steinberg, Joe Kinchloe and Elizabeth Ellsworth, researchers associated to historical accounts regarding the emergence and the various ramifications of the concept. In the second stage, in order to identify and understand the importing conditions linked to the field of ideas and the (re)invention of the concept related to it, interviews were executed with four teaching professionals who experienced the implementation of the Line of Research in Cultural Studies in Education at PPGEDU/UFRGS. We also tracked down the first texts translated on the topic that approach the pedagogical nature of cultural artifacts and introduce the concept of cultural pedagogies. In the third stage, we analyzed Master's degree and PhD studies indicated by the teaching professionals interviewed, in order to detail the use and productiveness of this theoretical construct as a tool of analysis. The investigation works that have been carried out and articulated show the threads that allow us to see the weft that make up this (re)invention process, that have as emergence conditions: the possibility of new perspectives for research in education that brought Cultural Studies; hybridisation between Cultural Studies and Foucault's theory; the relationship between Cultural Studies and Education. Such mapping activity makes evident how the concept of cultural pedagogies is assisting in the questioning, nuancing and diversification regarding the understanding of pedagogy, as well as in the exploration of the pedagogical qualities present in social life, thus becoming a powerful theoretical tool to be used in the works addressing the articulation between Cultural Studies and Education.
7

A pedagogia da empregabilidade no site da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH)

Abbud, Claudia Talavigna January 2017 (has links)
A tese analisa como a discursividade empresarial brasileira direcionada aos Recursos Humanos mobiliza sua comunidade a aprender sobre as competências que credenciam o gestor de pessoas (líder) a alcançar uma empregabilidade bem-sucedida quando acionados certos domínios de ação sobre si. Sustentada por um quadro teórico inscrito na linha de pesquisa dos Estudos Culturais em Educação, na vertente pós-estruturalista, buscou-se apoio teórico em Larrosa (2011), Marín-Díaz (2012), Sennett (2006, 2008), Miller e Rose (2012), Camozzato (2012, 2014) e Saraiva (2009, 2013, 2015), além de em produções acadêmicas voltadas à discussão de como se configura o trabalho contemporâneo e suas interconexões com a educação. Os procedimentos metodológicos envolvem um rigoroso escrutínio de artigos publicados no site da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) no período de 2011 a 2015. Nesse recorte temporal, foi possível compreender que há uma intrincada e complexa produção de textos que se interpenetram em um jogo de possibilidades na produção do sujeito. As particularidades, descontinuidades e rupturas percebidas conduziram à construção do corpus de análise. A direção das discussões buscou acompanhar algumas das distintas maneiras de acionar competências que transcendam o "eu" profissional. Considerou-se que a produção cultural examinada aciona uma pedagogia da empregabilidade ao promover e ensinar práticas que dão destaque a aspectos tais como a busca do autoconhecimento, a resiliência e a inteligência emocional e social, para que associados e leitores do site se alinhem aos moldes dos procedimentos que as postulações neoliberais sobre o mercado indicam ser pertinentes para o alcance de uma bem-sucedida carreira profissional. / This thesis analyzes the way that the Brazilian entrepreneurial discursivity directed to Human Resources has mobilized its community to learn about competences that qualify people managers (leaders) for successful employability when certain actions are taken. Supported by a theoretical framework inscribed in the research line of Cultural Studies in Education in its post-structuralist approach, I have searched for theoretical support in Larrosa (2011), Marín-Díaz (2012), Sennett (2006, 2008), Miller & Rose (2012), Camozzato (2012, 2014) and Saraiva (2009, 2013, 2015), besides academic productions discussing how contemporary work is arranged. The methodological procedures have involved a strict examination of articles published on the website of the Brazilian Association of Human Resources (ABRH) from 2011 to 2015. In this time span, it has been possible to understand that an intricate and complex production of texts intertwines in a game of possibilities and acts in the production of subjects. Particularities, discontinuities and disruptions have guided the construction of the corpus. The discussions have been focused on different ways of triggering competences that transcend the professional "self". It has been considered that the cultural production under examination puts into action a kind of employability pedagogy by both fostering and teaching practices that highlight some aspects, such as self-knowledge, resilience, as well as emotional and social intelligence, so that the website members and readers can be in line with the standards that neoliberal assumptions about the market have pointed out as pertinent to the achievement of a successful professional career.
8

Pedagogia, cultura e mídia : articulações em educação científica

Silva, Cristiane Oliveira da January 2013 (has links)
Em uma sociedade regida pelo discurso da ciência, percebe-se a marcante presença dos conhecimentos científicos nos diferentes meios de comunicação e nos diversos espaços de divulgação, como revistas, jornais, televisão, internet, exposições e museus. Nesse contexto, propostas relacionadas ao educar cientificamente os cidadãos têm ultrapassado as fronteiras escolares, sendo percebidas também no contexto dos espaços educacionais não formais. Essa tendência à popularização científica nos faz questionar sobre o quanto a ciência está sendo imposta na sociedade como uma verdade única e incontestável, sobretudo através dos discursos midiáticos. Dessa perspectiva, esse estudo teve por objetivo investigar e analisar os modos de divulgação e ensino-aprendizagem dos conhecimentos científicos na articulação entre pedagogia, cultura e mídia, pensando os modos de ensinar/aprender ciência a partir da escola, dos recursos midiáticos e do contexto sociocultural em que a sociedade atual se insere. Para tanto, foi desenvolvida uma pesquisa qualitativa, caracterizada como um estudo de caso de cunho etnográfico voltado à educação, cuja realização se deu através de observações participantes em aulas de Ciências e de projetos de investigação, em duas turmas de 7ª série do Ensino Fundamental de uma escola pública federal. Em um primeiro momento, apresentamos um olhar histórico sobre a construção do pensamento científico e a divulgação da ciência, abordando algumas relações entre ciência, sociedade e educação. Na sequência, exploramos algumas argumentações teóricas acerca de estratégias e efeitos de educar cientificamente os cidadãos mediante práticas discursivas processadas em diferentes instâncias, como a escola e a mídia. Posteriormente, abordamos a existência de variadas pedagogias culturais no processo de divulgação e ensino-aprendizagem dos conhecimentos científicos. Percebemos que alunos e professores incorporavam em suas falas e comportamentos diversas marcas do discurso da divulgação científica – principalmente da mídia televisiva –, como a espetacularização da ciência, a publicização da vida privada e a preocupação com fatores de risco. Além disso, observamos a legitimação do discurso da ciência e o mito da “verdade” científica. Em um último momento, discutimos os efeitos da inserção de laptops educacionais no cotidiano da escola investigada. Percebemos a importância da interatividade e da colaboração entre professor e aluno durante as atividades propostas, de modo que os princípios pedagógicos não permanecessem em uma lógica unidirecional de transmissão do conhecimento. Os estudos e análises que compõem essa dissertação nos apontam para a necessidade de se olhar criticamente para outras configurações que estão em funcionamento nas escolas, as quais são atravessadas e se articulam a novas formas de cultura e de relações sociais que estão sendo interpeladas, sobretudo, pelos discursos científicos e midiáticos. / In a society ruled by the discourse of science, it is noticed the remarkable presence of scientific knowledge in different means of communication and in several spaces used for its divulgation, as magazines, newspapers, television, internet, exhibitions and museums. In this context, proposals for the act of scientifically educate citizens have surpassed the school boundaries, also emerging in spaces of informal education. This trend to scientific popularization leads us to interrogate how much science is being socially imposed as the only and incontestable truth, especially through media discourses. From this perspective, the present work aimed to investigate and analyze the modes of divulgation, education and learning of scientific knowledge in the articulation of pedagogy, culture and media, reflecting upon the ways of teaching and learning science present in school and in media artifacts – which exist in the midst of the sociocultural context of society. For that, a qualitative research was undertaken, characterized as an ethnographic case study in Education. It was developed by performing participant observation in Science classes and investigation projects in two classes of 7th year students of primary education at a Brazilian public school. In the first step, it was presented a historical perspective of the construction of scientific knowledge and science divulgation underlining the relations among science, society and education. In what followed, some theoretical arguments were explored about the strategies and effects of the act of scientifically educate citizens through discursive practices in different spaces, such as school and media. The next step was approaching different cultural pedagogies in the process of divulgation, education and learning of scientific knowledge. It was noticed that both students and teachers adopted in their speech and in their behavior several marks of the discourse of scientific divulgation – especially that one employed by televised media –, such as spectacularization of science, publicization of private life and risk concerns. Moreover, it was observed the legitimation of science discourse and the myth of scientific “truth”. In the last step, the adoption of educational laptops in the routine of school was discussed. It was noticed the relevance of interactivity and collaboration between student and teacher during the activities offered to them, in order to challenge the unidirectional logic of knowledge construction. The set of analyses that constitutes this study points out to the necessity of casting a critically look to other configurations which are now present in school, being part of and articulated to new forms of culture and social relations called into being, most of all, by scientific and media discourses.
9

Por que os homens nunca ouvem e as mulheres não sabem estacionar? : analisando a rede de discursos das neurosciências quanto às questões de gênero em alguns artefatos culturais

Magalhães, Joanalira Corpes January 2008 (has links)
Esta dissertação tem como objetivo investigar alguns artefatos culturais - revistas de divulgação científica e programas de TV - que abordam as temáticas relacionadas às neurociências, analisando na rede de discursos, presentes em suas pedagogias, a constituição das identidades de gênero. Este estudo fundamenta-se a partir dos campos teóricos dos Estudos Culturais e de Gênero, pelo viés de suas vertentes pós-estruturalistas. Por esse viés, entendemos os corpos e os gêneros como construções sócio-históricas e culturais engendradas em relações de poder-saber, sendo as feminilidades e as masculinidades não somente constituídas pelas características biológicas, mas, sim, por tudo que se diz ou se representa a respeito destas características. Neste sentido, as diferentes instituições, os discursos, os códigos, as práticas educativas, as leis e as políticas de uma sociedade são espaços constituídos e atravessados pelas representações de gênero e, ao mesmo tempo, também produzem, expressam e/ou (re)significam tais representações. A análise da rede de discursos científicos presentes nas pedagogias culturais investigadas nesta dissertação - artigos publicados nas revistas de divulgação científica Viver, Mente e Cérebro e Scientific American Brasil, e os programas de TV Globo Repórter e Fantástico (série Sexo Oposto) - me possibilitou perceber o quanto estas apontam, justificam e naturalizam comportamentos, posicionamentos sociais, padrões cognitivos, habilidades, condutas, entre outros aspectos relacionados aos gêneros, focando no cérebro a origem das distinções/diferenciações entres eles. Possibilitou, também, perceber o quanto esses discursos nos interpelam e nos ensinam modos de ser homem e mulher, de viver nossas masculinidades e feminilidades. Nesta investigação, ficou evidenciado que esses discursos construídos pela linguagem da Ciência, reforçados e (re)produzidos pela mídia impressa e televisiva, são tomados como "verdades", imprimindo nos corpos femininos e masculinos as diferenças que justificam as relações desiguais entre os gêneros na sociedade. Ao falar do cérebro de meninos e meninas, adolescentes, homens e mulheres, estes discursos regulam, normatizam, instauram saberes e instituem verdades. / This dissertation aims at investigating a few cultural artefacts - science-related magazines and TV programmes - which refer to themes that are related to neurosciences, analysing how gender identity is constituted in the discourse which is present in their pedagogies. This study is based on the theoretical fields of Gender and Cultural Studies, in their post-structuralism branches, where body and gender are understood as socio-historical and cultural constructions, born from power-knowledge relationships, and where femininity and masculinity are not only constituted by biological characteristics but also by all that is said or represented about these characteristics. In this sense, the several different institutions, discourses, codes, education practices, laws and policies with a certain society are spaces that are constituted and crossed by gender representations. The analysis of the net of scientific discourses that are present in the cultural pedagogies that were investigated in this dissertation - articles published in the popular science magazines Viver, Mente e Cérebro and Scientific American Brasil and in the TV programmes Globo Repórter and Fantástico (Sexo Oposto series) allowed the realization of how they point to, justify and naturalise behaviours, social positioning, cognitive standards, skills and actions, among other gender-related aspects, focusing on the brain as the origin of distinctions among them. He study allowed also the realization of how such discourses call on and teach us the ways of being a man or a woman, of living our masculinity and femininity. In this investigation, there is evidence that these discourses that are built through the language of Science, reinforced and (re)produced by the press and TV media, are taken as the "truth", printing on male and female bodies the differences that justify the unequal relationships between genders in our society. When such discourses speak about the brains of girls and boys, teenagers, adult males and females, they regulate and create knowledge and institute the truth.
10

As pedagogias online do complexo kids : crianças, mães e pais em conexão

Fontana, Luciana Sauer January 2015 (has links)
Nesta tese, são focalizados o site do canal televisivo infantil por assinatura Discovery Kids e, mais especificamente, os artigos postados na seção My Kids - Conectados com seus filhos. O estudo objetivou indicar “pedagogias” colocadas em operação nesses artigos voltadas ao gerenciamento das atitudes das crianças a cujas mães e pais está endereçada a seção My Kids. A tese foi desenvolvida sob inspiração dos Estudos Culturais em Educação em sua vertente pós-estruturalista. Os procedimentos metodológicos para a organização do estudo envolveram o mapeamento de temas e dos propósitos abordados nos mais de 200 artigos coletados na seção My Kids, durante os anos de 2012, 2013 e 2014. Constatou-se que esses artigos focalizam uma grande diversidade de temáticas, bem como de representações de crianças, algumas das quais foram abordadas neste estudo a partir de quatro categorias principais: Formando crianças potentes, inteligentes e Geniais; Atentando para o desenvolvimento de crianças felizes e bem-sucedidas; Bebês turbinados: musicais, leitores e com pendores para a matemática; e, por fim, Ensinando crianças manhosas, sem limites e malcriadas. Essas representações de crianças são (re)criadas nas pedagogias acionadas nos artigos da My Kids (e nas outras seções do site) em um mix de lições que descrevem, exemplificam, explicam, delimitam e projetam condutas desejáveis paras as crianças que vivem nos dias atuais. As considerações feitas nos artigos examinados projetam a “felicidade” das crianças para o futuro Geralmente, as informações/prescrições contidas nos artigos explicitavam a necessidade de enquadrarem-se as crianças em modelos que permitam o desenvolvimento de suas “múltiplas potencialidades” desde os primeiros meses de vida. Por isso, pais e mães devem exercer uma constante vigilância sobre seus filhos para que possam identificar potencialidades e capacitálos a ter um futuro promissor. Além do site estudado, há uma gama de ações processadas sob a marca Discovery Kids: o canal televisivo, as redes sociais na Internet e uma quantidade de produtos licenciados pela mascote Doki, além das programações itinerantes realizadas em shoppings, no litoral e em outros locais públicos. Todos esses empreendimentos aglutinados integram o Complexo Kids, que envolve crianças e seus familiares em torno de um diversificado conjunto de eventos/propostas que “harmonizam” entretenimento, informação e incentivo ao consumo. Enfim, neste estudo, o Complexo Kids foi caracterizado como uma pedagogia cultural acionada por uma grande corporação midiática para mobilizar crianças, mães e pais, por meio da My Kids, em direção a determinadas práticas e compreensões em uma ampla gama de questões particulares, afeitas ao mundo contemporâneo (infantil), tão marcado pela disseminação de variados dispositivos digitais e pelo consumo. No caso do site estudado, tal pedagogia efetuou-se em um recorte temporal relativamente efêmero, mas, como o site se atrela a um complexo midiático, tal efeito permanece potente, propaga-se e retroalimenta-se, mesmo que de outros modos, em função da cultura da convergência (JENKINS, 2009). / This thesis focuses on the website of the cable television channel Discovery Kids and, more specifically, on the articles posted in the section called My Kids - Connected with your children. The study aims to point out “pedagogies” operating in those articles and intended to manage the behavior of children whose parents the section is addressed to. The thesis has relied on the Cultural Studies from their post-structuralist perspective. The methodological procedures guiding the study have involved the mapping of themes and purposes approached in more than 200 articles in the My Kids section along the years of 2012, 2013 and 2014. The articles addressed a wide range of topics and representations of children, some of which have been divided into four main categories in this study: a) Powerful, intelligent, bright children; b) Happy, successful children; c) “Upgraded” babies: keen on music, reading and mathematics; d) Peevish, badly-behaved, naughty children. Such representations of children were (re)created in pedagogies triggered in My Kids articles (and in other sections as well) in a combination of lessons that describe, exemplify, explain, delimit and project desirable conducts for today’s children. The examined articles projected children’s happiness for the future. In general, information/advice found in the articles highlighted the need of having children to fit into models that would enable them to develop their “multiple potentialities” since the first months of their lives This thesis focuses on the website of the cable television channel Discovery Kids and, more specifically, on the articles posted in the section called My Kids - Connected with your children. The study aims to point out “pedagogies” operating in those articles and intended to manage the behavior of children whose parents the section is addressed to. The thesis has relied on the Cultural Studies from their post-structuralist perspective. The methodological procedures guiding the study have involved the mapping of themes and purposes approached in more than 200 articles in the My Kids section along the years of 2012, 2013 and 2014. The articles addressed a wide range of topics and representations of children, some of which have been divided into four main categories in this study: a) Powerful, intelligent, bright children; b) Happy, successful children; c) “Upgraded” babies: keen on music, reading and mathematics; d) Peevish, badly-behaved, naughty children. Such representations of children were (re)created in pedagogies triggered in My Kids articles (and in other sections as well) in a combination of lessons that describe, exemplify, explain, delimit and project desirable conducts for today’s children. The examined articles projected children’s happiness for the future. In general, information/advice found in the articles highlighted the need of having children to fit into models that would enable them to develop their “multiple potentialities” since the first months of their lives.

Page generated in 0.112 seconds