• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 10
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 11
  • 11
  • 11
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Entre nos, os pobres, eles, os negros

Kofes, Suely, 1949- 14 July 2018 (has links)
Orientador : Verena Martinez-Alier / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas / Made available in DSpace on 2018-07-14T02:58:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Kofes_Suely_M.pdf: 7446774 bytes, checksum: e5d618c2e6c22e2399ae6534c8404228 (MD5) Previous issue date: 1976 / Resumo: Não informado / Abstract: Not informed / Mestrado / Mestre em Antropologia Social
2

Discriminação racial indireta e ação afirmativa no emprego sob a perspectiva dos direitos coletivos

Varella, Santiago Falluh January 2009 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Departamento de Sociologia, 2009. / Submitted by samara castro (sammy_roberta7@hotmail.com) on 2011-01-12T11:09:31Z No. of bitstreams: 1 2009-Santiago Falluh Varella.pdf: 1847887 bytes, checksum: c8044438b3a039a59bc209b4cbf00907 (MD5) / Approved for entry into archive by Gomes Neide(nagomes2005@gmail.com) on 2011-01-12T16:43:21Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009-Santiago Falluh Varella.pdf: 1847887 bytes, checksum: c8044438b3a039a59bc209b4cbf00907 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-01-12T16:43:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009-Santiago Falluh Varella.pdf: 1847887 bytes, checksum: c8044438b3a039a59bc209b4cbf00907 (MD5) Previous issue date: 2009 / A pesquisa versa sobre a primeira tentativa de reconhecimento jurídico da discriminação racial indireta no Brasil. Para tanto, analisa os documentos de cinco ações civis públicas iniciadas pelo Ministério Público do Trabalho, contra as filiais do Distrito Federal (DF) dos maiores bancos privados brasileiros. Tais ações propuseram que o Judiciário reconhecesse a discriminação indireta e referendasse ações afirmativas para reparar prejuízos causados aos interesses da coletividade dos negros do DF. A pesquisa se concentra nas resistências tanto em identificar a discriminação quanto em adotar políticas em seu combate. Para explicar as oposições do primeiro tipo são analisadas ideologias sobre o Brasil como um país de igualdade racial, idealizações que reduzem o racismo às suas manifestações individuais ou que o atribuem a outras causas. Para explicar as do segundo tipo, são analisados argumentos receosos das consequências sociais negativas das políticas afirmativas, quer para a harmonia racial, quer para a ordem econômica capitalista, quer para as tradições do próprio Poder Judiciário. Antes de testar em que medida cada um desses fatores determinou as posturas opostas às ações afirmativas, analisa-se a consistência do argumento central alegado para não referendar ações afirmativas: faltam provas da discriminação racial. Além das inconsistências desses argumentos, demonstra-se que as dificuldades de identificação da discriminação relacionaramse com estratégias de isenção das responsabilidades pela sua reparação. As visões sobre as causas da discriminação racial levaram a conclusões pela impossibilidade de repará-la, pois o status social subalterno dos negros relacionar-se-ia apenas à sua própria incapacidade individual, fruto da herança histórica, ou seria resultado da incapacidade do Estado em prover soluções universais. Não só as suas causas são tidas como complexas demais para que ações afirmativas sejam adotadas, quanto os efeitos dessas políticas seriam negativos. Isso porque aumentariam o estigma negativo sobre os negros e acirrariam os conflitos inter-raciais. Seria negativo para a sociedade, que passaria a funcionar pela lógica do privilégio, e não mais do mérito individual. E seria negativo para o Judiciário, que não poderia se pautar por lógicas de preferência no caso dos negros, porque não existem leis que referendam tal postura. Conclui-se que ideologias e interesses articularam-se tanto para isentar a elite econômica por ônus incidentes sobre ela em maior monta, quanto como estratégia da elite jurídica de manter tradições republicanas de matriz liberal, evitando aplicar as regras típicas do processo coletivo. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / This dissertation is about the first attempt of legal recognition of indirect racial discrimination in Brazil. The analyses were done over the documents of five lawsuits initiated by the public labour attorneys against the Distrito Federal’s branches of the largest Brazilian private banks. In such lawsuits, it was proposed the recognition of the existence of indirect discrimination and the support of the adoption of affirmative action policies to compensate the local black population for the consequences of past discrimination. The research focused on the resistance both to acknowledge discrimination and to support policies to counteract the latter. To explain the first type of resistance, ideologies that depict Brazil as a country without racial inequality or that reduce racism to its individual manifestations, or that attributes inequality to causes other than discrimination, are screened. Arguments revolving around the prospect of negative social consequences of the adoption affirmative policies, whether upon the purported racial harmony, or upon the economic order of capitalism, or upon the traditions of the Judiciary, are also considered, in order to explain the second type of resistance. The main argument of those who oppose affirmative action is that there are no evidences of racial discrimination. In light of that, the research starts with an assessment of the consistency of this argument, as well as of some that frequently are advanced together with it. It is shown that such arguments are not consistent and that the challenges of identifying discrimination are related to strategies to exempt the Banks from being liable to compensate black employees. The perceptions of the causes of racial discrimination led to conclude for the impossibility of compensating it, on the grounds that the inferior social status of black Brazilians would derive only from their own individual lack of ability, of the historical legacy, and the failure of the State in providing universal solutions. Not only the causes of racial inequality are deemed as too complex to be solved by affirmative actions, but, also, the effects of such policies would be negative. This is because they would increase the negative stigma of black people and foster inter-racial conflicts. For society, the negative consequence would be to switch to operate under privilege logic, rather than that of individual merit. For the Judiciary, it would not be possible to rule preferences for black employees, because there are no laws to supports such position. It is concluded that ideologies and interests got articulated to relieve the economic elite of eventual burdens that would have more incidence upon them, and also a strategy of the Judiciary elites to keep Republican traditions, avoiding dealing with collective rights
3

Escola e questão racial: a avaliação dos estudantes

Silva, Rutinéia Cristina Martins [UNESP] 18 October 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-05-14T16:53:24Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-10-18Bitstream added on 2015-05-14T16:58:51Z : No. of bitstreams: 1 000820365.pdf: 2128460 bytes, checksum: 827204f5a1c6b7cbf35f06b2ea12a8f0 (MD5) / O tema desta pesquisa, que resultou em elaboração de tese de Doutorado, é o preconceito racial e as questões que o envolvem no ambiente escolar. Nesse sentido, o objetivo norteador da elaboração deste trabalho é a investigação de como os estudantes matriculados na 5ª série/6º ano do Ensino Fundamental avaliam o trabalho da escola a respeito da questão racial. Considera-se questão racial a relação existente entre os diversos grupos étnicos e raciais, tendo como foco o prejuízo social sofrido pelos descendentes de povos africanos que tem a aparência negra e não apenas características culturais desse grupo étnico, como a maioria do povo brasileiro. Na escola, são colocados dois focos: o ensino da história, cultura africana e afrobrasileira e a resolução de conflitos decorrentes das diferenças e do preconceito racial. Dessa forma, originam-se as perguntas utilizadas nas entrevistas com alunos, professores de História e gestores escolares a partir desses dois focos. Para a realização da pesquisa, foi construído um referencial teórico que permitiu conhecer aspectos da história das relações raciais no Brasil, no período posterior à abolição da escravatura, em 13 de maio de 1888. Esse estudo inclui o conhecimento de como a legislação concebeu a pessoa negra, como o movimento social negro se organizou em defesa dos direitos de seu povo, o que redundou em políticas como as ações afirmativas e a Lei 10.639/2003. Esse referencial teórico foi construído sob um prisma materialista histórico, o que leva em consideração as condições históricas vivenciadas pelos indivíduos e a influência das condições materiais na sociedade em que estão inseridos. Para o alcance dos resultados foi realizada uma pesquisa de campo, embasada em documentos institucionais e propostas governamentais de ensino, o que se completou com a análise feita a partir das respostas fornecidas nas entrevistas. Tais respostas foram... / The theme of this research, which resulted in the preparation of doctoral dissertation is racial prejudice and the issues that surround the school environment. In this sense, the goal of guiding the preparation of this work is to investigate how students enrolled in grade 5/6 th grade elementary school work evaluated regarding the race issue. In this work, it is racial question the relationship between the various racial and ethnic groups, focusing on the social damage suffered by the descendants of African peoples which looks black and not just cultural characteristics of this ethnic group as the majority of the Brazilian people. At school, are placed two foci: the teaching of history and African and Afro-Brazilian culture and conflict resolution arising from differences and racial prejudice, so that these two foci arise the questions used in the interviews with students, teachers and managers of History school. To conduct the study, we built a theoretical framework that allowed us to know aspects of the history of race relations in Brazil in the period after the abolition of slavery on May 13, 1888, which includes the knowledge of how legislation conceived the black person as the black social movement organized itself in defense of the rights of black people, which resulted in policies such as affirmative action and the Law 10.639/2003. This theoretical framework was constructed under a historical materialist perspective, which takes into account the historical conditions experienced by individuals and the influence of the material conditions of the society in which they live. To achieve the results we conducted a field survey, based on institutional documents and proposed government education, which was completed the analysis from the answers given in the interviews. Such responses were analyzed with reference to the method of content analysis. After analyzing the results, it was possible to draw a picture of how is the training of... / El tema de esta investigación, que resultó en elaboración de tesis de Doctorado es el prejuicio racial y las cuestiones que lo envuelven en el ambiente escolar. En este sentido, el objetivo que orienta la elaboración de este trabajo es la investigación de como los estudiantes apuntados en la 5ª serie/6º año de la Enseñanza Fundamental evalúan el trabajo de la escuela a respecto de la cuestión racial. En este trabajo, se considera cuestión racial la relación existente entre los diversos grupos étnicos y raciales, teniendo como foco el prejuicio social sufrido por los descendentes de pueblos africanos que tienen la apariencia negra y no solo características culturales de este grupo étnico como la mayoría del pueblo brasileño. En la escuela, son presentados dos focos: la enseñanza de la historia y cultura africana y afrobrasileña y la resolución de conflictos oriundos de las diferencias y del prejuicio racial, de modo que de estos dos focos se originan las preguntas utilizadas en las entrevistas con alumnos, profesores de Historia y gestores escolares. Para la realización de la investigación, fue construido un referencial teórico que permitió conocer aspectos de la historia de las relaciones raciales en Brasil en el período posterior a la abolición de la esclavitud, el 13 de mayo de 1888, lo que incluí el conocimiento de cómo la legislación concibió la persona negra, como el movimiento social negro se organizó en defensa de los derechos del pueblo negro, lo que resultó en políticas como las acciones afirmativas y la Ley 10.639/2003. Este referencial teórico fue construido bajo un prisma materialista histórico, lo que lleva en consideración las condiciones históricas vividas por los individuos y la influencia de las condiciones materiales en la sociedad en la que están inseridos. Para el alcance de los...
4

Escola e questão racial : a avaliação dos estudantes /

Silva, Rutinéia Cristina Martins. January 2013 (has links)
Orientador: Djanira Soares de Oliveira e Almeida / Banca: Cirlene Aparecida Hilário da Silva Oliveira / Banca: Lucimary Bernabé Pedrosa de Andrade / Banca: Douglas Verrangia Corrêa da Silva / Banca: Maria Madalena Gracioli / Resumo: O tema desta pesquisa, que resultou em elaboração de tese de Doutorado, é o preconceito racial e as questões que o envolvem no ambiente escolar. Nesse sentido, o objetivo norteador da elaboração deste trabalho é a investigação de como os estudantes matriculados na 5ª série/6º ano do Ensino Fundamental avaliam o trabalho da escola a respeito da questão racial. Considera-se questão racial a relação existente entre os diversos grupos étnicos e raciais, tendo como foco o prejuízo social sofrido pelos descendentes de povos africanos que tem a aparência negra e não apenas características culturais desse grupo étnico, como a maioria do povo brasileiro. Na escola, são colocados dois focos: o ensino da história, cultura africana e afrobrasileira e a resolução de conflitos decorrentes das diferenças e do preconceito racial. Dessa forma, originam-se as perguntas utilizadas nas entrevistas com alunos, professores de História e gestores escolares a partir desses dois focos. Para a realização da pesquisa, foi construído um referencial teórico que permitiu conhecer aspectos da história das relações raciais no Brasil, no período posterior à abolição da escravatura, em 13 de maio de 1888. Esse estudo inclui o conhecimento de como a legislação concebeu a pessoa negra, como o movimento social negro se organizou em defesa dos direitos de seu povo, o que redundou em políticas como as ações afirmativas e a Lei 10.639/2003. Esse referencial teórico foi construído sob um prisma materialista histórico, o que leva em consideração as condições históricas vivenciadas pelos indivíduos e a influência das condições materiais na sociedade em que estão inseridos. Para o alcance dos resultados foi realizada uma pesquisa de campo, embasada em documentos institucionais e propostas governamentais de ensino, o que se completou com a análise feita a partir das respostas fornecidas nas entrevistas. Tais respostas foram... / Abstract: The theme of this research, which resulted in the preparation of doctoral dissertation is racial prejudice and the issues that surround the school environment. In this sense, the goal of guiding the preparation of this work is to investigate how students enrolled in grade 5/6 th grade elementary school work evaluated regarding the race issue. In this work, it is racial question the relationship between the various racial and ethnic groups, focusing on the social damage suffered by the descendants of African peoples which looks black and not just cultural characteristics of this ethnic group as the majority of the Brazilian people. At school, are placed two foci: the teaching of history and African and Afro-Brazilian culture and conflict resolution arising from differences and racial prejudice, so that these two foci arise the questions used in the interviews with students, teachers and managers of History school. To conduct the study, we built a theoretical framework that allowed us to know aspects of the history of race relations in Brazil in the period after the abolition of slavery on May 13, 1888, which includes the knowledge of how legislation conceived the black person as the black social movement organized itself in defense of the rights of black people, which resulted in policies such as affirmative action and the Law 10.639/2003. This theoretical framework was constructed under a historical materialist perspective, which takes into account the historical conditions experienced by individuals and the influence of the material conditions of the society in which they live. To achieve the results we conducted a field survey, based on institutional documents and proposed government education, which was completed the analysis from the answers given in the interviews. Such responses were analyzed with reference to the method of content analysis. After analyzing the results, it was possible to draw a picture of how is the training of... / Resumen: El tema de esta investigación, que resultó en elaboración de tesis de Doctorado es el prejuicio racial y las cuestiones que lo envuelven en el ambiente escolar. En este sentido, el objetivo que orienta la elaboración de este trabajo es la investigación de como los estudiantes apuntados en la 5ª serie/6º año de la Enseñanza Fundamental evalúan el trabajo de la escuela a respecto de la cuestión racial. En este trabajo, se considera cuestión racial la relación existente entre los diversos grupos étnicos y raciales, teniendo como foco el prejuicio social sufrido por los descendentes de pueblos africanos que tienen la apariencia negra y no solo características culturales de este grupo étnico como la mayoría del pueblo brasileño. En la escuela, son presentados dos focos: la enseñanza de la historia y cultura africana y afrobrasileña y la resolución de conflictos oriundos de las diferencias y del prejuicio racial, de modo que de estos dos focos se originan las preguntas utilizadas en las entrevistas con alumnos, profesores de Historia y gestores escolares. Para la realización de la investigación, fue construido un referencial teórico que permitió conocer aspectos de la historia de las relaciones raciales en Brasil en el período posterior a la abolición de la esclavitud, el 13 de mayo de 1888, lo que incluí el conocimiento de cómo la legislación concibió la persona negra, como el movimiento social negro se organizó en defensa de los derechos del pueblo negro, lo que resultó en políticas como las acciones afirmativas y la Ley 10.639/2003. Este referencial teórico fue construido bajo un prisma materialista histórico, lo que lleva en consideración las condiciones históricas vividas por los individuos y la influencia de las condiciones materiales en la sociedad en la que están inseridos. Para el alcance de los... / Doutor
5

Race and collective self-esteem: an experimental approach to the puzzle of political representation in Brazil

Rocha, Giovani 29 November 2016 (has links)
Submitted by Giovani Rocha (giovani.rbs@gmail.com) on 2016-12-14T13:42:26Z No. of bitstreams: 1 Dissertation_Outline_2510-2.pdf: 2310283 bytes, checksum: 714827a68fdfda2afc54c7b8339f65af (MD5) / Approved for entry into archive by ÁUREA CORRÊA DA FONSECA CORRÊA DA FONSECA (aurea.fonseca@fgv.br) on 2016-12-15T14:16:24Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertation_Outline_2510-2.pdf: 2310283 bytes, checksum: 714827a68fdfda2afc54c7b8339f65af (MD5) / Made available in DSpace on 2016-12-22T16:35:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertation_Outline_2510-2.pdf: 2310283 bytes, checksum: 714827a68fdfda2afc54c7b8339f65af (MD5) Previous issue date: 2016-11-29 / Despite the existence of a set of institutional features that are markedly related as conducive of a solid reflection of social and ideological cleavages of the population amongst representatives in local, state and national legislature (i.e. open-list proportional representation, high-magnitude legislative districts, candidate-centered campaigns, low cost for candidate entry and highly fragmented party system), Brazil’s recent democratic history has been strongly characterized by the underrepresentation of a considerable ethnic majority. In particular, as of the latest election for federal deputies in 2014, while 50.9% of the population declared themselves as pretos (blacks) or pardos (browns), only 20.3% of the Federal Parliament corresponded to that group. Therefore, this study aims to analyze the causes for the discrepancy in terms of racial political representation in Brazil by focusing specifically on the perspective of the voter. Particularly, this experiment also disentangles how a candidate’s race, their support for race-targeted policies (i.e. university quotas) and a voter’s level of Collective Self-Esteem (CSE) are intertwined and ultimately impact the electoral choice and the trade-off between descriptive (based on physical features of a candidate) and substantive (based on a candidate’s policy support) representation. In order to do so, I explore the voter’s electoral choice in a survey experimental setting by implementing a Choice-based Conjoint Analysis that allows for the interconnected evaluation of both characteristics of the voter and the candidate. / Apesar da existência de um conjunto de características institucionais que são marcadamente relacionados como favoráveis a uma reflexão sólida de clivagens sociais e ideológicas da população entre os representantes nos níveis legislativos locais, estaduais e federais (tais como representação proporcional, lista aberta, distritos legislativos de alta magnitude, campanhas centradas no candidato, baixo custo para a entrada de candidatos e sistema partidário altamente fragmentado), a história democrática recente do Brasil tem sido fortemente caracterizada por a sub-representação de uma maioria étnica considerável. Com base na última eleição para deputados federais em 2014, enquanto 50,9% da população se declararam pretos ou pardos, apenas 20,3% do Parlamento Federal correspondeu a esse grupo. Portanto, este estudo tem por objetivo analisar as causas para a discrepância em termos de representação política racial no Brasil, concentrando-se especificamente sobre a perspectiva do eleitor. Particularmente, este experimento busca também entender como a raça do candidato, o seu apoio às políticas de ação afirmativa (ou seja, cotas universitárias) e nível de autoestima coletiva (collective self-esteem) do eleitor estão interligados e, finalmente, afetam a escolha eleitoral e o trade-off entre representatividade descritiva (com base em características físicas de um candidato) e substantiva (baseado na agenda política de um candidato). A fim de fazer isso, eu exploro escolha eleitoral do eleitor em um ambiente experimental através da implementação de um Choice-based Conjoint Analysis que permite a avaliação interligada das características do eleitor e do candidato.
6

Discriminação racial publicitária: apontamentos dos julgados do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR)

Paulo, Mônica Bispo 29 October 2012 (has links)
Submitted by Mônica Bispo de Paulo (mobipa@yahoo.com.br) on 2013-01-15T01:19:44Z No. of bitstreams: 1 Dissertacao.monica.bispo.versao.final.pdf: 2689597 bytes, checksum: cb41afc0f7385b81d415396f83c72afb (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Soares da Silva (eliene.silva@fgv.br) on 2013-01-15T13:59:28Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertacao.monica.bispo.versao.final.pdf: 2689597 bytes, checksum: cb41afc0f7385b81d415396f83c72afb (MD5) / Made available in DSpace on 2013-01-15T14:24:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertacao.monica.bispo.versao.final.pdf: 2689597 bytes, checksum: cb41afc0f7385b81d415396f83c72afb (MD5) Previous issue date: 2012-10-29 / This empirical and qualitative research sought to examine the processes of ethical CONAR in which were discussed the practice of racial discrimination in advertisements. This study aimed to understand how CONAR identified the occurrence of it. For its rulings, the self-regulation court provides a mixed legal system, ie, the judgment of infringement was based on advertising ethics code Brazilian Advertising Self-Regulation - CBARP in the Federal Constitution and other national laws. Thus we present a brief survey of legislative norms that guided federal racial discrimination in the media: Article 20 of Law Cao (Law No. 7.716/1989) and Articles 44 and 45 of the Racial Equality Statute (Law 12.288/2010). Subsequently, we selected the cases judged by CONAR who was asked about the practice of racial discrimination from 1980 to 2011, having been selected 24 ethical processes. We have identified the characteristics of those cases considered by the ads CONAR, under considered by the ads CONAR, under which arguments and under what circumstances this selfregulation agency had filed the procedure or imputed accountability measures. Moreover, the survey noted cases that have addressed the issue of mandatory representation of black racial people in commercials as a foreknowledge of the Racial Equality Statute. As a perspective, we used the categories of Antonio Sérgio Alfredo Guimarães and theory of media Muniz Sodré. CONAR found racial discrimination in 5 cases, and 19 were filed where the agency did not recognized any ethical breach. From these decisions there were 4 cases that had any appeal, but only in in one among them thare was a change of decision by CONAR: the change of restraining penalty for filing. Yet the 3 cases that had been maintained resource decisions: 1 filing, 1 penalty alteration and 1 restraining penalty. / Essa pesquisa empírica e qualitativa buscou examinar os processos éticos do CONAR nos quais foram discutidos a prática de discriminação racial em anúncios publicitários. Objetivou-se compreender como o CONAR identificou a ocorrência disso. Para fundamentar suas decisões, esse órgão autorregulamentador prevê um sistema jurídico misto, ou seja, o julgamento da infração ética publicitária foi baseado no Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária – CBARP, na Constituição Federal e nas demais leis nacionais. Assim trazemos uma breve pesquisa dos processos legislativos das normas federais que nortearam a discriminação racial nos meios de comunicação social: o art. 20 da Lei CAÓ (Lei n° 7.716/1989) e os arts. 44 e 45 do Estatuto da Igualdade Racial (Lei n° 12.288/2010). Posteriormente, selecionamos os casos julgados pelo CONAR que foram questionados sobre a prática de discriminação racial de 1980 a 2011, tendo sido selecionados 24 processos éticos. Desses casos identificamos as características dos anúncios considerados pelo CONAR, sob quais argumentos e em que circunstâncias o órgão autorregulamentador arquivou um procedimento ou imputou medidas de responsabilização. Por outro lado, a pesquisa observou casos que trataram a questão da obrigatoriedade de representatividade dos negros nos anúncios publicitários, conforme previsão do Estatuto da Igualdade Racial. Como perspectiva, utilizamos as categorias de Antônio Sérgio Alfredo Guimarães e a teoria midiática de Muniz Sodré. Em 5 casos o CONAR verificou a discriminação racial e, em 19 o órgão arquivou por não visualizar essa infração ética. Dessas decisões houve 4 casos que tiveram recurso, mas somente em um ocorreu a mudança da decisão pelo CONAR: conversão da pena de sustação para o arquivamento. Já os 3 casos que tiveram recurso foram mantidas as decisões: 1 de arquivamento, 1 a pena de alteração e 1 a pena de sustação.
7

O movimento negro e a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial: um estudo sobre a luta por sentidos sobre a igualdade racial no Brasil

Gomes, Marcus Vinícius Peinado 04 March 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2010-04-20T20:17:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 62070100809.pdf: 1048246 bytes, checksum: 853ea74cf4efbc7f1b95f2d2f32ecb54 (MD5) Previous issue date: 2009-03-04T00:00:00Z / We want to discuss the relationship between the Black Movement and the Brazilian State over the struggle for the meaning of racial inequality. This research aims at understanding this during the creation of the Special Secretariat of Policies to Promote Racial Equality (SEPPIR). Is the establishment of a Secretariat, with status of Department of State, capable of promoting changes in the vision of racial inequality institutionalized in Brazil? Our study aims at understanding how the conflict over the meaning of racial inequality is embodied on the Public Policy. We use the analytical category Social Movement for understanding the Black Movement, identifying some frames that guide its action. We show that these frames are related in the constitution of the place (understood as a series of links, in which the meanings of social relationships are built, where there are disputes of power on these meanings) of SEPPIR. The Black Movement‘s action put the meaning institutionalized in conflict; the State response is to use the cooptation to demobilize the movement. When discussing the relationship between Movement and the State, we identify some frames related to the naturalization of racial inequality. This institutionalized version defines our past of slavery as the main cause of inequality, not pointing to the role of racism in the maintenance of inequality. We suggest therefore that the notion of justice, repositioned by the recognition and the discussion of human rights, may be a way not only to combat this naturalization, but also to go beyond the cooptation. / Esta dissertação tem como objetivo compreender o relacionamento do Movimento Negro e Estado brasileiro no processo de criação da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR). Pretendemos jogar luz sobre a relação entre Movimento Negro e Estado na constante luta pelo sentido e significado da desigualdade racial. Será que a constituição de uma Secretaria, com status de Ministério de Estado, é capaz de promover mudanças na visão de desigualdade racial institucionalizada pelo Estado brasileiro? Nosso estudo busca entender como o conflito sobre o sentido da desigualdade racial é incorporado às Políticas Públicas. Utilizamos a categoria analítica Movimento Social para compreender o Movimento Negro, identificando alguns frames que orientam a sua ação. Evidenciamos que estes frames se relacionam na constituição do lugar (entendido como uma série de ligações, nas quais os sentidos das relações sociais são construídos, onde há disputas de poder sobre esses sentidos) da SEPPIR. A ação do Movimento Negro coloca em conflito os sentidos institucionalizados pelo Estado, que se utiliza da cooptação para desmobilizar o Movimento. Ao discutirmos a relação entre Movimento e Estado, relacionamos os frames identificados com a naturalização da desigualdade racial. Essa versão institucionalizada atribui principalmente ao nosso passado escravocrata a causa dessa desigualdade, não apontando para a compreensão do papel do racismo na manutenção dessa desigualdade. Sugerimos, assim, que a noção de justiça, reposicionada pelo reconhecimento, e a discussão de direitos humanos podem ser um caminho, não apenas para lutar contra esta naturalização, mas também para irmos além da cooptação.
8

Etnicidade, genero e educação : a trajetoria de vida de D. Laudelina de Campos Mello (1904-1991)

Pinto, Elisabete Aparecida 10 December 1992 (has links)
Orientadores: Olga Rodrigues de Moraes von Simson, Zelia de Brito Fabri Demartini / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação / Made available in DSpace on 2018-07-20T09:00:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Pinto_ElisabeteAparecida_M.pdf: 72374596 bytes, checksum: 855691e28dfb07179a99761ad7fecfd7 (MD5) Previous issue date: 1993 / Resumo: A presente dissertação verifica a possibilidade de aquisição e formação de identidade étnica e de gênero em diferente contextos sociais, revelados na história de vida de Dra. Laudelina de Campos Mello (1904 - 1991). A globalidade do seu trabalho e da sua visão de mundo foram recolhidos a partir de quatro fontes diferentes de dados: 1 - Relatos orais da Dra. Laudelina; 2 - Depoimentos de pessoas quer conviveram com ela em algum momento de sua vida; 3 - Fotos antigas que estavam em seu poder; 4 - Documentos diversos. As categorias Etnicidade, Gênero e o Processo Educacional, foram verificadas através das analise dos espaços em que essa luta se efetivou. Em decorrência desta propostam analisou-se as arelações de Dra. Laudelina com a Associação das Empregadas Domésticas, com a Organização e Movimentos Negros e o espaço familiar. Os demais espaços e atividades, nos quais a Dra. Laudelina teve uma efetiva inserção, contribuíram tambérm para aprofundar a ánalise, fornecendo o contexto mais amplo de sua atuação. Embora as partes nas quais se dividem este trabalho sejam aparentemente autonomas, reservam uma interdependencia entre si, se inscrevendo dentro de uma problemática fundamental, desvendar o processo de identidade étnica, de genero e o processo educacional de Laudelina de Campos Mello / Abstract: This summary, verify the possibility of aquisition and ethinical identies formation and gender in different social context, showed in lifes history of Mrs. Laudelina de Campos Mello (1904 ¿ 1991). The overallity of her labour and her world¿s view was collect satting from four different source of information: 1 ¿ Orals accounts about Mrs. Laudelina; 2 ¿ Evidences of persons who speak to her, in some moment of her life; 3 ¿ Antiques photos in her hands; 4 ¿ Various documents. The categories Ethinicity, Gender and Education Process, was checked though analysis concerning period this light started out. Resulting from this proposal the relatioinship between Mrs. Laudelina and Maid Association was analysed wisth Nigger¿s Organization and Moviment as well as family relationship. The rest spaces and activies in which Mrs. Laudelina, had effective insertion, also contribute to make deeper the analusis; providing more ample about her act. Although the parties in which this work is divided has been apparently autonomous, reserve interdependence amongst themselves enrolling inside a basic problematic: to disclose the ethinic identy process, gender anda education process of Mrs. Laudelina de Campos Mello / Mestrado / Ciencias Sociais Aplicadas à Educação / Mestre em Educação
9

Programa de Promoção da Igualdade de Oportunidade para Todos: experiências de ação afirmativa do Ministério Público do Trabalho (2003-2012)

Conceição, Eliane Barbosa da 13 April 2013 (has links)
Submitted by Eliane Barbosa da Conceição (elianebarbosa.c@gmail.com) on 2013-04-12T19:01:47Z No. of bitstreams: 1 Tese_ElianeBarbosa-vf.pdf: 3002974 bytes, checksum: 791d5012a68232cbe8992c19c9dc9117 (MD5) / Approved for entry into archive by Vera Lúcia Mourão (vera.mourao@fgv.br) on 2013-04-12T19:19:27Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Tese_ElianeBarbosa-vf.pdf: 3002974 bytes, checksum: 791d5012a68232cbe8992c19c9dc9117 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-04-12T19:53:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tese_ElianeBarbosa-vf.pdf: 3002974 bytes, checksum: 791d5012a68232cbe8992c19c9dc9117 (MD5) Previous issue date: 2013-04-13 / In recent years Brazil has advanced in terms of tackling racial inequalities. In 1995, then President Fernando Henrique Cardoso officially and publicly acknowledged not only the existence of racial discrimination and color prejudice in the country, but also the need to adopt public and private measures to tackle the problem. That same year created the Interministerial Working Group, which had the mandate to propose integrated actions to combat racial discrimination and recommend policies for the consolidation of citizenship of the black population. To forward the actions related to the labor market, in 1996 was created, under the Ministry of Labour, the Working Group on the Elimination of Discrimination in Employment and Occupation, whose mission was to define action programs that aimed to combat discrimination in employment and occupation. From there on, we have witnessed an increased permeability of the state to the demands and proposals of black social movements. Mark of this trend were the creation of SEPPIR - Secretariat for Policies to Promote Racial Equality in 2003, the approval of the Statute of Racial Equality in 2010 and the unanimous approval of quotas system for blacks in Brazilian higher education, by the Superior Court, in 2011. These, among others, are unquestionable achievements and showing that the country is experiencing a period of inflection in finding solutions to the racial problems that plague it. But if on the one hand these achievements represent major victories, especially when analyzed from a retrospective perspective, for since the abolition of slavery no state action had been directed to the solution of racial inequalities, on the other, we still have much to progress. A prospective outlook reveals that the gap created throughout these centuries could not be overcome in just 20 years. Much racial inequality remains. And much remains to be done. By 'mobilizing knowledge to solve relevant social problems' (FARAH, 2012) this dissertation seeks to contribute to the advancement of policies to promote racial equality in the country, particularly those focused on the labor market. It constitutes a case study of the Program for the Promotion of Equal Opportunities for All, an initiative of the Ministry of Labor, which aimed to bring private organizations to adopt affirmative action to confront inequalities of gender and race in labor relations. For the conduct of the single case study, we undertook a qualitative study that used various research techniques such as participant observation, conversations, semi-structured interviews and analysis of documents and other stuff, and had social post-constructionism as its epistemological perspective (SPINK , 2005). We analyze the Program for the Promotion of Equal Opportunities for All from the following variables: design, implementation, and first results. This analysis led us to undertake a review of national and international literature on diversity management, and the literature on durable inequality. The results of this study suggest that, in spite of the resistance faced for its implementation, the program has produced positive effects, but not only that, the results also indicate the limits of the program and necessary adjustments for future policies aimed at reducing racial inequality in labor market. / Nos últimos anos o Brasil tem avançado no sentido de enfrentar as desigualdades raciais. Em 1995, o então Presidente da República Fernando Henrique Cardoso reconheceu oficial e publicamente não apenas a existência da discriminação racial e do preconceito de cor no País, mas também a necessidade de se adotar medidas públicas e privadas para fazer face ao problema. Naquele mesmo ano foi criado o Grupo de Trabalho Interministerial, que teve por incumbência propor ações integradas de combate à discriminação racial e recomendar políticas para a consolidação da cidadania da população negra. Para encaminhar as ações relacionadas ao mercado de trabalho, foi criado em 1996, no âmbito do Ministério do Trabalho, o Grupo de Trabalho para a Eliminação da Discriminação no Emprego e na Ocupação, cuja missão foi definir programas de ações que visassem ao combate da discriminação no emprego e na ocupação. Desde então, temos presenciado uma maior permeabilidade do Estado às demandas e proposições dos movimentos sociais negros. Marcos nesta trajetória foram a criação da SEPPIR – Secretaria de Promoção da Igualdade racial, em 2003, a aprovação do Estatuto da Igualdade Racial, em 2010, e a aprovação, por unanimidade, do sistema de cotas para negros no ensino superior brasileiro, pelo Superior Tribunal Federal, em 2011. Essas, dentre outras, são conquistas inquestionáveis e que revelam que o País vive um período de inflexão no encaminhamento de soluções para os problemas raciais que o assolam. Mas, se por um lado essas conquistas representam grandes vitórias, especialmente quando analisadas sob uma perspectiva retroativa, visto que desde a abolição da escravatura nenhuma ação estatal havia sido direcionada à solução de desigualdades raciais, por outro, muito ainda temos que avançar. Um olhar prospectivo revelará que o fosso criado ao longo desses séculos não poderia ser superado em apenas 20 anos. Muita desigualdade racial ainda resta. E muito ainda resta a ser feito para o seu enfrentamento. Ao “mobilizar conhecimento para a resolução de problemas sociais relevantes” (FARAH, 2012) esta tese busca contribuir para o avanço das políticas de igualdade racial no País, particularmente daquelas voltadas para o mercado de trabalho. Ela se constitui em um estudo de caso do Programa de Promoção da Igualdade de Oportunidade para Todos, uma iniciativa do Ministério Público do Trabalho, que teve por objetivo levar as organizações privadas a adotar ações afirmativas para o enfrentamento das desigualdades de gênero e raça nas relações de trabalho. Para a condução do estudo de caso único, empreendemos uma pesquisa qualitativa, adotando diversas técnicas de pesquisa, como a observação participante, conversas, entrevistas semiestruturadas e análise de documentos e outras materialidades, tendo o pós-construcionismo como sua perspectiva epistemológica (SPINK, 2005). Analisamos o Programa da Promoção da Igualdade de Oportunidade para Todos a partir das seguintes variáveis: sua concepção, implantação e primeiros resultados. Essa análise conduziu-nos a uma revisão da literatura nacional e estrangeira sobre a gestão da diversidade, e da literatura sobre desigualdade categórica durável. Os resultados deste estudo sugerem que, em que pesem as resistências enfrentadas para a sua implantação, o Programa já produziu efeitos positivos, embora também apontem seus limites e ajustes necessários para futuras políticas que visem à redução de desigualdade racial no mercado de trabalho no País.
10

Discriminação salarial por cor e gênero revisitada: uma abordagem de decomposição contrafactual utilizando regressões quantílicas

Bartalotti, Otavio Augusto Camargo 07 August 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2010-04-20T20:58:07Z (GMT). No. of bitstreams: 3 OtavioAugustoCBartalotti07082007.pdf.jpg: 18079 bytes, checksum: 29ae66c63c2ce4e61278d9ae81b02c92 (MD5) OtavioAugustoCBartalotti07082007.pdf.txt: 144395 bytes, checksum: 29a13c3d1fdd59789b6dbe7ce536bf53 (MD5) OtavioAugustoCBartalotti07082007.pdf: 852021 bytes, checksum: 8ed79f22265c6418c8bb1d1be389ec3c (MD5) Previous issue date: 2007-08-07T00:00:00Z / The wage inequality, specially the one resulting from discrimination against blacks and women in the labor market, is an important component of the high income concentration of the Brazilian economy. Instead of the majority of studies developed in this area, this work doesn’t adopt the hypoyhesis that the effects of atributes determining wages are constants and identical across the wage distribution. Wage structures for each percentile of income distribution are estimated to white men, black men, white women and black women using Koenker and Bassett (1978) and Machado and Mata (2004)’s quantile regression counterfactual decomposition technique. This provides a more detailed comprehension of the factors that determine wages to different levels of income and a more complete measure of the discrimination against black and women across wage distribution. The discrimination is positively related to the wage distribution quantile to the three groups, pointing out the women and black difficulty to reach better paid jobs. The black women are the most affected by discrimination, followed by white women and black men. To black men the discrimination is lower among the poor and increases in upper levels of income. White women are discriminated across all the distribution, with greater effects among the richest 15%. The black women wages are reduced by gender and color discrimination summed up, therefore they are in the worst situation among the three groups. The education’s return increases to higher quantiles to all groups, increasing the intra-group wage inequality. In addition to this, there is an undervaluation of black’s education in the wage determination and women perceives discrimination on education’s payment only on higher wage levels. The increase in wages obtained with the equalization of education and level of formal work between the discriminated groups and white men indicate that, concerning education, black men and women would have income gains across all the distribution, especially in the higher deciles. To formal work, the population on the lower quantiles would receive the greatest increases in wages. / A desigualdade salarial, especialmente a resultante da discriminação contra negros e mulheres no mercado de trabalho, é um componente importante da elevada concentração de renda da economia brasileira. Ao contrário da grande maioria dos trabalhos já desenvolvidos nesta área, este trabalho não adota a hipótese de que os efeitos de atributos determinantes do salário são constantes e idênticos para os indivíduos ao longo da distribuição de renda. São estimadas as estruturas salariais para cada percentil da distribuição salarial para homens brancos, homens negros, mulheres brancas e mulheres negras utilizando a técnica de decomposição contrafactual por regressões quantílicas, proposta por Koenker e Bassett (1978) e desenvolvida por Machado e Mata (2004). Isto proporciona uma compreensão mais detalhada e abrangente dos fatores que determinam a remuneração do trabalho para diferentes níveis de renda e fornece uma medida mais completa do grau de discriminação contra os negros e mulheres no mercado de trabalho ao longo da distribuição salarial. Para os três grupos, a discriminação é crescente em relação à posição na distribuição salarial, indicando a dificuldade de se atingir posições melhor remuneradas no mercado de trabalho por parte de mulheres e negros. A discriminação afeta principalmente as mulheres negras, seguidas das mulheres brancas e dos homens negros. Para os homens negros, a discriminação é baixa entre os mais pobres e cresce nos níveis mais altos da distribuição. As mulheres brancas sofrem ao longo de toda a distribuição com maior efeito entre os 15% mais ricos. As mulheres negras sofrem com a discriminação por cor e gênero, estando assim na pior situação entre os grupos. A remuneração da educação estimada para os quatro grupos indica ganhos crescentes conforme a posição na distribuição salarial ampliando a desigualdade salarial intra-grupo, adicionalmente, observa-se uma desvalorização da educação dos negros de ambos os sexos na determinação salarial e que as mulheres sofrem algum tipo de discriminação no que diz respeito à educação apenas nos níveis salariais mais elevados. Os ganhos salariais obtidos com a equalização da escolaridade e formalização entre os grupos discriminados e os homens brancos indicam que, no caso da educação, homens e mulheres negros teriam ganhos ao longo de toda a distribuição, com ênfase entre os mais ricos. Para a formalização, a população nos decis inferiores da distribuição salarial seria a principal beneficiada.

Page generated in 0.0924 seconds