• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1291
  • 43
  • 26
  • 25
  • 17
  • 16
  • 13
  • 10
  • 6
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • Tagged with
  • 1378
  • 731
  • 171
  • 141
  • 133
  • 129
  • 109
  • 77
  • 74
  • 64
  • 63
  • 63
  • 63
  • 62
  • 55
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Percursos e processos d evolução urbana: o caso da Avenida Epitácio Pessoa na cidade de João Pessoa

SILVEIRA, José Augusto Ribeiro da January 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T16:27:40Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo5440_1.pdf: 4308012 bytes, checksum: c839d5c01bd5e1667d3429fbae5eb361 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2004 / O presente trabalho analisa o processo de evolução do tecido urbano, colocando como questão central o efeito de segregação produzido pelos percursos sobre os diferentes assentamentos da cidade, assim como na formação de fronteiras e barreiras urbanas, consideradas sob os pontos de vista físico e social. Para tanto, investiga os estágios evolutivos da expansão urbana, a morfologia, a ocupação e os usos do solo, que definem setores onde concentra-se determinado grupamento social, no âmbito da estruturação do espaço da cidade.O objeto do trabalho é a análise da lógica evolutiva do tecido urbano, através do estudo que articula percursos e processo de evolução urbana. Tal articulação se dá sob a influência de propriedades territoriais e de leis sócio-espaciais, em uma direção da expansão da cidade. O eixo norteador introduz o percurso da avenida Epitácio Pessoa como o objeto empírico de estudo. O percurso é visto como um instrumento de análise, representativo de um importante vetor da expansão urbana e dos espaços consolidados sob a sua influência direta, na cidade de João Pessoa, capital do Estado da Paraíba. O conceito de percurso, visto não somente como rota usada nos deslocamentos, mas também como mecanismo indicativo da expansão urbana, relaciona-se com a constituição da estrutura urbana, social, econômica e política e com a sua lógica evolutiva, possuindo uma base física formada pelos sistemas urbanos, dentre os quais destaca-se o sistema de acessos aos pontos principais da cidade.Os resultados alcançados mostram que existem forças organizadoras que determinam o surgimento dos percursos, articulando-os com a evolução urbana e evidenciando relações entre a dinâmica sócio-espacial e a forma urbana. Dessa maneira, os percursos modelam a morfologia urbana. O arranjo de variáveis, desta tese, estabeleceu uma relação entre os aspectos dos percursos, da ocupação, dos usos do solo, da morfologia e das práticas dos grupamentos sociais, demonstrando que os percursos influem na segregação e no distanciamento sócio-espacial da cidade, assim como na formação de barreiras e fronteiras urbanas
12

Modulação química do crescimento na tilápia-do-Nilo /

Martins, Lígia Ferreira. January 2010 (has links)
Orientador: Gilson Luiz Volpato / Banca: Percília Cardoso Giaquinto / Banca: Eleonora Trajano / Resumo: Crescimento heterogêneo em peixes ocorre como resultado do crescimento reduzido da maioria dos peixes em agrupamento. Neste estudo, avaliamos a via química nesse fenômeno em juvenis de tilápia do Nilo, Oreochromis niloticus (Linnaeus, 1758), testando se os pelxes dominantes liberam fatores químicos que reduzem o crescimento dos coespecíficos. Portanto, estudamos o crescimento de tilápias isoladas (peixes foco) nos seguintes tratamentos: IS = isolado sem contato com coespecíficos; COESP = isolado recebendo água de coespecíficos também isolados; QD = isolados recebendo água de dominantes; e QS = isolados recebendo água de submissos. Para montar os tratamentos QD e QS, peixes de mesmo tamanho foram pareados apenas com comunicação visual entre eles (um vidro transparente os separava). Esses peixes foram removidos e pareados num aquário neutro por 15 min a cada 3 dias para interação fisica para reforçara a hiearquia (a qual era mantida nos outros dias apenas por interação visual). Medidas dos confrontos validaram essas relações hierárquicas (índice de dominância = 0,77 ± 0,05). O tratamento QS afetou o peixe foco reduzindo o crescimento, aumentando a ingestão de alimento e reduzindo a conversão alimentar. O tratamento QD aumentou a ingestão no peixe focal. Concluímos que os peixes submissos liberam fatores químicos que estressam os coespecíficos de forma que o crescimento desses submissos seja prejudicado e a ingestão alimentar aumentada (uma vez que não havia competição alimentar) para sustentar a demanda energética para estresse (assim, prejudicando a conversão alimentar em crescimento). Os fatores químicos dos dominantes podem estressar os coespecíficos, os quais reduzem a alimentação, mas não em nível que prejudique o crescimento. Esses dados demonstram que fatores químicos são importantes na causa do crescimento heterogêneo em peixes / Abstract: Heterogeneous growth in fish occurs as a result of reduced growth in most of the groupedfísh. In this study, we evaluated the chemical avenue in this phenomenon in Nile tilapia,Oreochromis niloticus (Linnaeus, 1758) juveniles, by testing whether dominant fish releasechemicals that reduce growth of the conspecific fish. Therefore, growth of isolated Nile tilapia (focus fish) was studied in the following treatments: IS = isolated fish with no contact with conspecific fish; COESP = isolated fish receiving water conditioned by isolatedconspecific fish; DC = isolated fish receiving water conditioned by a dorninant conspecifíc; and SC = isolated fish receiving water conditioned by a subordinate conspecific.To settle DC and SC treatments, size-matched fish were paired allowing only visualcommunication between them (a transparent glass separated these fish). These físh wereremoved and paired in a neutral aquarium for 15 min every 3 days to allow physical interactionfor hierarchical reinforcement (which was maintained in the next days by visual interaction only). Confrontation measures validated these hierarchical relationships (dominanceindex = 0.77 ± 0.05). SC treatment affected the focal físh by reducing growth, increasingfeeding and reducing food conversion rate. DC treatment increased feeding in the focal físh. We conclude that subordinate fish release chemical factors that stress conspecifícfish so that growth is impaired and feeding increased (as no feed competition exists)to support energy demand for stress (thus, feed conversion is impaired). Chemicals fromthe dominant fish might stress the conspecific fish, which reduce feeding, but not to a leveIthat impairs growth. These data demonstrate that chemical cues are important causal factorsin the heterogeneous growth in fish / Mestre
13

Evolução cromossômica na Ordem Xenarthra

Pereira Júnior, Hélio Rubens Jacintho [UNESP] 01 March 2007 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:32:14Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-03-01Bitstream added on 2014-06-13T21:03:47Z : No. of bitstreams: 1 pereirajunior_hrj_dr_botib.pdf: 1684166 bytes, checksum: 2f23cdb28a2397afd8b1cdb49d47d88e (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A Ordem Xenarthra é uma ordem de mamíferos placentários composta por três formas viventes: tamanduás, tatus e preguiças arborícolas. É originária da América Sul e tem como distribuição geográfica o centro sul da América do Norte até o extremo sul da América do Sul. A Ordem possui trinta espécies viventes divididas em quatro famílias: Dasypodidae formada pelos tatus, com vinte e uma espécies, Myrmecophagidae (tamanduás) com quatro espécies, Bradypodidae (preguiças de três dedos) com quatro espécies e Megalonychidae (preguiças de dois dedos) com duas espécies. As espécies Priodontes maximus (tatu-canastra), Tolypeutes tricinctus (tatu-bola da caatinga), Bradypus torquatus (preguiça de coleira) e Myrmecophaga tridactyla (tamanduá-bandeira) estão classificadas como vulneráveis pela IUCN (International Union of Conservation), sendo a preguiça de coleira e o tatubola da caatinga endêmicos do Brasil. A maioria dos xenartros possui uma constituição cariotípica que varia de 48 até 65 cromossomos, exceto a espécie Tolypeutes matacus com 2n=38 cromossomos. Das trinta espécies conhecidas atualmente, apenas dezenove tiveram seu cariótipo descrito ou relatado. Os xenartros apresentam uma ampla gama de eventos cromossômicos, como fusão / fissão entre as espécies do gênero Cabassous, Choloepus e Bradypus e na família Myrmecophagidae, eventos de rearranjos cromossômico no gênero Dasypus e a combinação de ambos no gênero Chaetophractus. A presente tese está dividida em quatro capítulos: 1 revisão bibliográfica sobre os dados cromossômicos na Ordem Xenarthra; 2 descrição do cariótipo da espécie Cabassous unicinctus; 3 descrição uma nova espécie do gênero Tamandua; 4 análise da evolução cromossômica da Ordem Xenarthra, utilizando abordagem filogenética. / Not available.
14

Evolução cromossômica na Ordem Xenarthra /

Pereira Júnior, Hélio Rubens Jacintho. January 2007 (has links)
Resumo: A Ordem Xenarthra é uma ordem de mamíferos placentários composta por três formas viventes: tamanduás, tatus e preguiças arborícolas. É originária da América Sul e tem como distribuição geográfica o centro sul da América do Norte até o extremo sul da América do Sul. A Ordem possui trinta espécies viventes divididas em quatro famílias: Dasypodidae formada pelos tatus, com vinte e uma espécies, Myrmecophagidae (tamanduás) com quatro espécies, Bradypodidae (preguiças de três dedos) com quatro espécies e Megalonychidae (preguiças de dois dedos) com duas espécies. As espécies Priodontes maximus (tatu-canastra), Tolypeutes tricinctus (tatu-bola da caatinga), Bradypus torquatus (preguiça de coleira) e Myrmecophaga tridactyla (tamanduá-bandeira) estão classificadas como vulneráveis pela IUCN (International Union of Conservation), sendo a preguiça de coleira e o tatubola da caatinga endêmicos do Brasil. A maioria dos xenartros possui uma constituição cariotípica que varia de 48 até 65 cromossomos, exceto a espécie Tolypeutes matacus com 2n=38 cromossomos. Das trinta espécies conhecidas atualmente, apenas dezenove tiveram seu cariótipo descrito ou relatado. Os xenartros apresentam uma ampla gama de eventos cromossômicos, como fusão / fissão entre as espécies do gênero Cabassous, Choloepus e Bradypus e na família Myrmecophagidae, eventos de rearranjos cromossômico no gênero Dasypus e a combinação de ambos no gênero Chaetophractus. A presente tese está dividida em quatro capítulos: 1 revisão bibliográfica sobre os dados cromossômicos na Ordem Xenarthra; 2 descrição do cariótipo da espécie Cabassous unicinctus; 3 descrição uma nova espécie do gênero Tamandua; 4 análise da evolução cromossômica da Ordem Xenarthra, utilizando abordagem filogenética. / Abstract: Not available. / Orientador: Wilham Jorge / Coorientador: Eduardo Bagagli / Doutor
15

Análise das relações filogenéticas e padrões de diversificação de Trichomycteridae (Teleostei, Siluriformes) utilizando sequências de DNA

Orrego, Luz Eneida Ochoa. January 2018 (has links)
Orientador: Claudio de Oliveira / Resumo: Trichomycteridae é uma das famílias mais diversa da superfamília Loricarioidea com aproximadamente 300 espécies válidas, incluídas em 41 gêneros e oito subfamílias, e amplamente distribuídas pelas drenagens da América do Sul e Central. Trichomycteridae é caracterizada morfologicamente pela presença de um sistema opercular altamente modificado, envolvendo os ossos operculares e pré-operculares, assim como pela variação no tamanho do corpo e padrões de coloração. Também apresentam uma ampla diversidade trófica incluindo espécies onívoras, insetívoras, lepidófagas e hematófagas. A monofilia da família e suas subfamílias são bem suportadas por caracteres morfológicos, exceto Trichomycterinae, a qual inclui Trichomycterus, um grupo não-monofilético, taxonomicamente complexo, com elevado número de espécies e desconhecida diversidade. Embora múltiplos estudos tenham focado nas relações supragenéricas com reduzida representatividade de espécies, ainda não existem estudos utilizando caracteres moleculares com ampla amostragem de Trichomycteridae. Neste contexto, o presente trabalho tem como objetivo principal estudar as relações filogenéticas de Trichomycteridae através da análise de sequências de DNA, usando duas aproximações: a análise multilocus, incluindo três genes mitocondriais e dois nucleares, e a implementação de análises filogenômicas usando 851 elementos ultraconservados do genoma (ultraconserved elements, UCEs). Com base na filogenia obtida, analisamos padrões de origem e ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Trichomycteridae is one of the most specious families in the superfamily Loricarioidea with approximately 300 valid species including 41 genera and eight subfamilies, widely distributed through the rivers in South and Central America. Trichomycteridae is characterized morphologically by the presence of a highly modified opercular system, involving the opercular and pre-opercular bones, as well as by variation in body size and coloration patterns. Trichomycterids also present a wide trophic diversity including omnivorous, insectivorous, lepidophagous and hematophagous species. The monophyly of the family and its subfamilies are well supported by morphological characters except Trichomycterinae, which includes Trichomycterus, a taxonomically complex non-monophyletic group with a high number of species and unknown diversity. Although, multiple studies have focused on suprageneric relationships with reduced species representativity, there are no studies using molecular characters with a large sample of Trichomycteridae. In this context, the main objective of this research is to study the phylogenetic relationships of Trichomycteridae through the analysis of DNA sequences using two approaches: multilocus analysis, including three mitochondrial and two nuclear genes, and the implementation of phylogenetic analyzes using 851 ultraconserved elements of the genome (ultraconserved elements, UCEs). Based on the phylogeny obtained, we analyzed patterns of origin and diversification, as w... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
16

Modulação química do crescimento na tilápia-do-Nilo

Martins, Lígia Ferreira [UNESP] 25 February 2010 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:30:12Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-02-25Bitstream added on 2014-06-13T20:00:05Z : No. of bitstreams: 1 martins_lf_me_botib_parcial.pdf: 30318 bytes, checksum: 020b529997201ed642228feffa4b3102 (MD5) Bitstreams deleted on 2015-04-01T12:51:14Z: martins_lf_me_botib_parcial.pdf,Bitstream added on 2015-04-01T12:51:48Z : No. of bitstreams: 1 000608193.pdf: 99471 bytes, checksum: 7883a358dde8e00a3d9b75fe8119448a (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Crescimento heterogêneo em peixes ocorre como resultado do crescimento reduzido da maioria dos peixes em agrupamento. Neste estudo, avaliamos a via química nesse fenômeno em juvenis de tilápia do Nilo, Oreochromis niloticus (Linnaeus, 1758), testando se os pelxes dominantes liberam fatores químicos que reduzem o crescimento dos coespecíficos. Portanto, estudamos o crescimento de tilápias isoladas (peixes foco) nos seguintes tratamentos: IS = isolado sem contato com coespecíficos; COESP = isolado recebendo água de coespecíficos também isolados; QD = isolados recebendo água de dominantes; e QS = isolados recebendo água de submissos. Para montar os tratamentos QD e QS, peixes de mesmo tamanho foram pareados apenas com comunicação visual entre eles (um vidro transparente os separava). Esses peixes foram removidos e pareados num aquário neutro por 15 min a cada 3 dias para interação fisica para reforçara a hiearquia (a qual era mantida nos outros dias apenas por interação visual). Medidas dos confrontos validaram essas relações hierárquicas (índice de dominância = 0,77 ± 0,05). O tratamento QS afetou o peixe foco reduzindo o crescimento, aumentando a ingestão de alimento e reduzindo a conversão alimentar. O tratamento QD aumentou a ingestão no peixe focal. Concluímos que os peixes submissos liberam fatores químicos que estressam os coespecíficos de forma que o crescimento desses submissos seja prejudicado e a ingestão alimentar aumentada (uma vez que não havia competição alimentar) para sustentar a demanda energética para estresse (assim, prejudicando a conversão alimentar em crescimento). Os fatores químicos dos dominantes podem estressar os coespecíficos, os quais reduzem a alimentação, mas não em nível que prejudique o crescimento. Esses dados demonstram que fatores químicos são importantes na causa do crescimento heterogêneo em peixes / Heterogeneous growth in fish occurs as a result of reduced growth in most of the groupedfísh. In this study, we evaluated the chemical avenue in this phenomenon in Nile tilapia,Oreochromis niloticus (Linnaeus, 1758) juveniles, by testing whether dominant fish releasechemicals that reduce growth of the conspecific fish. Therefore, growth of isolated Nile tilapia (focus fish) was studied in the following treatments: IS = isolated fish with no contact with conspecific fish; COESP = isolated fish receiving water conditioned by isolatedconspecific fish; DC = isolated fish receiving water conditioned by a dorninant conspecifíc; and SC = isolated fish receiving water conditioned by a subordinate conspecific.To settle DC and SC treatments, size-matched fish were paired allowing only visualcommunication between them (a transparent glass separated these fish). These físh wereremoved and paired in a neutral aquarium for 15 min every 3 days to allow physical interactionfor hierarchical reinforcement (which was maintained in the next days by visual interaction only). Confrontation measures validated these hierarchical relationships (dominanceindex = 0.77 ± 0.05). SC treatment affected the focal físh by reducing growth, increasingfeeding and reducing food conversion rate. DC treatment increased feeding in the focal físh. We conclude that subordinate fish release chemical factors that stress conspecifícfish so that growth is impaired and feeding increased (as no feed competition exists)to support energy demand for stress (thus, feed conversion is impaired). Chemicals fromthe dominant fish might stress the conspecific fish, which reduce feeding, but not to a leveIthat impairs growth. These data demonstrate that chemical cues are important causal factorsin the heterogeneous growth in fish
17

Revisão sistemática e taxonômica dos Notosuchia (Metasuchia, Crocodylomorpha)

Andrade, Marco Brandalise de [UNESP] 29 April 2005 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:26:14Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2005-04-29Bitstream added on 2014-06-13T20:14:58Z : No. of bitstreams: 1 andrade_mb_me_rcla.pdf: 9268224 bytes, checksum: 14fcd02a34db50a440c7c3ddc8a92802 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / O presente trabalho aborda a Sistemática da Infra-Ordem Notosuchia, sob o ponto de vista filogenético, buscando alternativas que possam contribuir para a Taxonomia do grupo. Uma revisão de materiais reúne infomações paleontológicas, geológicas e biocronológicas para espécies e formas caracterizadas como parte do clado. Materiais inéditos são descritos para Mariliasuchus amarali e Notosuchus terrestris, permitindo uma melhor compreensão de aspectos morfo-anatômicos, evolutivos e paleoecológicos destas espécies. O Gênero Uruguaysuchus é reavaliado com relação a validade de materiais e sua composição. Restos referentes a uma nova espécie de crocodilomorfo notossuquiano são descritos e posicionados filogeneticamente. Análise filogenética foi conduzida para 24 taxons, com o uso de 179 caracteres, resultando em 14 árvores igualmente parcimoniosas, com Parcimônia de Fitch, bem como 4 árvores mais parcimoniosas para a aplicação de Parcimônia de Wagner à 26 séries de ordenação. Os resultados permitiram, entre outros aspectos: (a) a identificação de nova espécie de crocodilomorfo notossuquiano como grupo-irmão de Sphagesaurus huenei; (b) a confirmação da posição filogenética de Mariliasuchus e seu status como Notosuchidae; (c) a caracterização de Notosuchia como grado; (d) a sugestão de descrição em uma nova superfamília e uma nova infraordem no âmbito dos Metasuchia. Análise filogenética adicional, a partir de adaptação da metodologia formal, permitiu a reavaliação da posição filogenética de Chimaerasuchus paradoxus em relação a outros Crocodylomorpha e o estabelecimento de previsões de caráter evolutivo, anatômico e biocronológico. / The present study approaches the systematic of the Infra-Order Notosuchia, under the scope of phylogenetics, searching for taxonomic propositions. A revision of the material gathers informations on Paleontology, Geology and Biocronology related to Notosuchia. Unpublished specimens from both Mariliasuchus amarali and Notosuchus terrestris are described, allowing a better comprehension of morpho-anatomic, evolutionary and paleoecological aspects concerning these species. The Genus Uruguaysuchus is revised on the validity of some materials and its composition. Unpublished data on a new notosuchian crocodylomorph species are described and its phylogenetic position is discussed. Phylogenetic analysis was conducted for 24 taxa, with the use of 179 characters, resulting in 14 equally parsimonious trees with the use of Fitchþs Parsimony, just like four equally parsimonious trees with the use of Wagnerþs Parsimony for 26 characters. The results allowed, among other aspects: (a) assigning the new notosuchian crocodylomorph species as the sister-group of Sphagesaurus huenei; (b) to corroborate Mariliasuchus as a Notosuchidae; (c) to understand Notosuchia as a grade; (d) the suggestion of a new superfamily and a new infraorder among metasuchian crocodylomorphs. Aditional phylogenetial analysis, with modifications to the original methodology, allowed a reevaluation of the phylogenetic position of Chimaerasuchus paradoxus within other groups of Crocodylomorpha and the construction of evolutive, anatomical and biocronologic previsions.
18

Revisão sistemática e taxonômica dos Notosuchia (Metasuchia, Crocodylomorpha) /

Andrade, Marco Brandalise de. January 2005 (has links)
Orientador: Reinaldo José Bertini / Banca: Alexander Wilhelm Armin Kellner / Banca: Antonio Roberto Saad / Resumo: O presente trabalho aborda a Sistemática da Infra-Ordem Notosuchia, sob o ponto de vista filogenético, buscando alternativas que possam contribuir para a Taxonomia do grupo. Uma revisão de materiais reúne infomações paleontológicas, geológicas e biocronológicas para espécies e formas caracterizadas como parte do clado. Materiais inéditos são descritos para Mariliasuchus amarali e Notosuchus terrestris, permitindo uma melhor compreensão de aspectos morfo-anatômicos, evolutivos e paleoecológicos destas espécies. O Gênero Uruguaysuchus é reavaliado com relação a validade de materiais e sua composição. Restos referentes a uma nova espécie de crocodilomorfo notossuquiano são descritos e posicionados filogeneticamente. Análise filogenética foi conduzida para 24 taxons, com o uso de 179 caracteres, resultando em 14 árvores igualmente parcimoniosas, com Parcimônia de Fitch, bem como 4 árvores mais parcimoniosas para a aplicação de Parcimônia de Wagner à 26 séries de ordenação. Os resultados permitiram, entre outros aspectos: (a) a identificação de nova espécie de crocodilomorfo notossuquiano como grupo-irmão de Sphagesaurus huenei; (b) a confirmação da posição filogenética de Mariliasuchus e seu "status" como Notosuchidae; (c) a caracterização de Notosuchia como grado; (d) a sugestão de descrição em uma nova superfamília e uma nova infraordem no âmbito dos Metasuchia. Análise filogenética adicional, a partir de adaptação da metodologia formal, permitiu a reavaliação da posição filogenética de Chimaerasuchus paradoxus em relação a outros Crocodylomorpha e o estabelecimento de previsões de caráter evolutivo, anatômico e biocronológico. / Abstract: The present study approaches the systematic of the Infra-Order Notosuchia, under the scope of phylogenetics, searching for taxonomic propositions. A revision of the material gathers informations on Paleontology, Geology and Biocronology related to Notosuchia. Unpublished specimens from both Mariliasuchus amarali and Notosuchus terrestris are described, allowing a better comprehension of morpho-anatomic, evolutionary and paleoecological aspects concerning these species. The Genus Uruguaysuchus is revised on the validity of some materials and its composition. Unpublished data on a new notosuchian crocodylomorph species are described and its phylogenetic position is discussed. Phylogenetic analysis was conducted for 24 taxa, with the use of 179 characters, resulting in 14 equally parsimonious trees with the use of Fitchþs Parsimony, just like four equally parsimonious trees with the use of Wagnerþs Parsimony for 26 characters. The results allowed, among other aspects: (a) assigning the new notosuchian crocodylomorph species as the sister-group of Sphagesaurus huenei; (b) to corroborate Mariliasuchus as a Notosuchidae; (c) to understand Notosuchia as a grade; (d) the suggestion of a new superfamily and a new infraorder among metasuchian crocodylomorphs. Aditional phylogenetial analysis, with modifications to the original methodology, allowed a reevaluation of the phylogenetic position of Chimaerasuchus paradoxus within other groups of Crocodylomorpha and the construction of evolutive, anatomical and biocronologic previsions. / Mestre
19

Desmistificando tabus: a criação como condição de existência da dança

Veloso, Ludmila Aguiar 19 May 2015 (has links)
Submitted by Diana Alves (ppgdancaufba.adm@gmail.com) on 2016-06-09T12:07:10Z No. of bitstreams: 1 Dissertação Ludmila Aguiar Veloso.pdf: 551417 bytes, checksum: 5e948219afe8d7272712006c7c747ab1 (MD5) / Approved for entry into archive by Alda Lima da Silva (sivalda@ufba.br) on 2016-06-13T17:35:52Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação Ludmila Aguiar Veloso.pdf: 551417 bytes, checksum: 5e948219afe8d7272712006c7c747ab1 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-13T17:35:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação Ludmila Aguiar Veloso.pdf: 551417 bytes, checksum: 5e948219afe8d7272712006c7c747ab1 (MD5) / Esta pesquisa apresenta como discussão algumas problematizações sobre o entendimento de criação. Para tal, propõe como pressuposto fundamental a compreensão de que a criação é condição de existência de todos os fenômenos da Natureza, a exemplo da dança. Partindo do pressuposto de que criar é condição evolutiva e, portanto, é mecanismo que movimenta a continuidade das existências, vemse, nesta pesquisa, desmistificar a ideia de que há danças que independem da criação para que suas ocorrências se efetivem. Sob a perspectiva de que a criação é basilar para todos os corpos, é que se percebe que a mesma é a própria condição de existência da dança; esta que, como ação corporal, enuncia uma organização como síntese dos acordos coevolutivos entre corpo e ambiente. No entendimento de que cada dançar revela uma diferença, fruto da criação, propõe-se compreender que a criação em dança é solução adaptativa encontrada pelo corpo, pois incide em articular o fluxo de informações que configuram sua própria existência. A dança sob a perspectiva evolutiva e, assim, em sua natureza dinâmica, processual, visa tensionar as noções ainda arraigadas sobre a capacidade de dançar como uma espécie de “dádiva”, vinculada a uma ação “sobrenatural”, que assim se afasta do entendimento de que cada dançar é movimento de criação, se faz criando.
20

Evolução geomorfológica do relevo cárstico do município de Martins-Rio Grande do Norte / Geomorphological evolution of the karst relief of the town of Martins-Rio Grande do Norte

Moura, Pedro Edson Face January 2017 (has links)
MOURA, Pedro Edson Face. Evolução geomorfológica do relevo cárstico do município de Martins-Rio Grande do Norte. 2017. 161f. Dissertação (Mestrado em Geografia)-Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017. / Submitted by Erandi Araujo (erandiaraujo@gmail.com) on 2017-10-26T17:52:35Z No. of bitstreams: 1 2017_dis_pefmoura.pdf: 20283827 bytes, checksum: 27820e504a11e36044cb11d853a4fe75 (MD5) / Approved for entry into archive by Jairo Viana (jairo@ufc.br) on 2017-10-30T17:08:55Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_dis_pefmoura.pdf: 20283827 bytes, checksum: 27820e504a11e36044cb11d853a4fe75 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-10-30T17:08:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_dis_pefmoura.pdf: 20283827 bytes, checksum: 27820e504a11e36044cb11d853a4fe75 (MD5) Previous issue date: 2017 / The brazilian northeast presents a great geomorphological variety with unique landscapes related to genesis, shapes and features. In this regard, the research was developed in the eastern slope of the massive mountain of Martins, in the state of Rio Grande do Norte, that belongs to the lithological units: Suítes Intrusivas Poços da Cruz; Unidades do Grupo Seridó: Formação Jucurutu and Suíte Intrusiva Umarizal and Formação Serra do Martins. The main objective is to delineate an evolutionary chart of the Martins’ karst landscape with emphasis on the relief of the Casa de Pedra cave. The research technical-operational procedures are bibliographical and cartographic inventory of the area; fieldwork with a cave lift and aero photogrammetric survey of the karst inselbar through an unmanned aerial vehicle (UAV); and cabinet activities. Firstly, that is a discussion about the systemic patterns of karst relief with the main models of genesis and evolution and the geomorphological classifications from the processes that generates the morphometric and structural characteristics. As a result, we have surveyed exokerstic form, endokerstic form and Speleothems, maps and diagrams that demonstrates the genesis, morphic structural characteristics, structural control, current structure and the process of geomorphological evolution of the Martins karst landscape and the Casa de Pedra cave. / O Nordeste brasileiro apresenta grande variedade geomorfológica com paisagens únicas em relação à gênese, formas e feições. Nesse contexto, a pesquisa desenvolve-se na vertente oriental do maciço de Martins, no estado do Rio Grande do Norte, pertencente às unidades litológicas: Suítes Intrusivas Poços da Cruz; Unidades do Grupo Seridó: Formação Jucurutu e Suíte Intrusiva Umarizal e Formação Serra do Martins. O objetivo principal é esboçar um quadro evolutivo da paisagem cárstica de Martins, com ênfase no relevo da caverna Casa de Pedra. Como procedimentos técnico-operacionais da pesquisa têm-se: inventário bibliográfico e cartográfico da área; trabalhos de campo com o levantamento espeleométrico do interior da caverna e aerofotogramétrico do inselbergue cárstico através de um veículo aéreo não tripulável (VANT); e atividades de gabinete. Realiza-se incialmente uma discussão a respeito dos padrões sistêmicos do relevo cárstico, com os principais modelos de gênese e evolução e as classificações geomorfológicas a partir dos processos geradores das características morfométrica e estruturais. Como resultado tem-se o levantamento das feições exocársticas, endocársticas e espeleotemas, mapas e blocos-diagramas que demonstram a gênese, características morfo estruturais, controle estrutural, atual estruturação e o processo de evolução geomorfológica da paisagem cárstica de Martins e da caverna Casa de Pedra.

Page generated in 0.0713 seconds