• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 91
  • 16
  • Tagged with
  • 111
  • 37
  • 30
  • 26
  • 24
  • 12
  • 11
  • 10
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 7
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Helmintos, protozoarios e algumas ideias: novas perspectivas na paleoparasitologia

Goncalves, Marcelo Luiz Carvalho. January 2002 (has links) (PDF)
Doutor -- Escola Nacional de Saude Publica, Rio de Janeiro, 2002.
32

Helmintos de populações simpátricas de algumas espécies de anfíbios anuros da família Leptodac tylidae

Fabio, Sueli Pontes de January 1979 (has links)
Submitted by Alberto Vieira (martins_vieira@ibest.com.br) on 2017-09-13T23:50:45Z No. of bitstreams: 1 200889.pdf: 14703478 bytes, checksum: cd468db4c14539127985f536575adc8b (MD5) / Made available in DSpace on 2017-09-13T23:50:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 200889.pdf: 14703478 bytes, checksum: cd468db4c14539127985f536575adc8b (MD5) Previous issue date: 1979 / Levantamento dos helmintos parasitas obtidos de populações de 8 diferentes espécies de leptodactilídeos que convivem em área florestada no antigo Horto Florestal de Santa Cruz, atual Estação Florestal de Experimentação Engenheiro Agrônomo Mario Xavier, no Município de Itaguaí, Estado do Rio de Janeiro, visando-se comparar o parasitismo entre populações simpátricas de anuros filogeneticamente relacionados. Foram necropsiados 170 exemplares, representando as seguintes espécies de anuros: Leptodactylus ocellatus (Linnaeus, 1758), L. sibilatrix (Wied, 1824), L. mystaceus (Spix, 1824) L. mystacinus (Burmeister, 1861), L. caliginosus Girard, 1853, L. marmoratus (Steindachner, 1867), Phyalaemus signiferus (Girard, 1853) e P. soaresi Izecksohn, 1965. Obtiveram-se 1.098 exemplares de helmintos representado as seguintes espécies: Mesococliun monas (Rudolphi, 1819) Oxyascaris oxyascaris Travassos, 1920, Pteroxyascaris caudacutus Freitas, 1958, Spironoura mascula (Rudolphi, 1819), Aplectana membranosa (Schneider, 1866), A. lopesi Silva, 1954, Neyraplectana sp., Cosmocerca parva Travassos, 1925, Rhabdias sp. Physaloptera sp. e Centrorhynchus sp. Foram feitas redescrições das espécies de helmintos, bem como análise de alguns aspectos sistemáticos. Foram discutidos aspectos como suas diferenças entre as espécies de hospedeiros, a concorrência entre e dentro de espécies de helmintos, os Índices do parasitismo, os sítios preferenciais, a frequência estacional e fatores com influência sobre a infecção. Estabeleceu-se a sinonímia entre Oxyascaris oxyascaris Travassos, 1920 e necopinus Freitas, 1958 e entre Cosmocerca parva Travassos, 1925, e C. freitasi Silva, 1954. As associações observadas entre anuros e helmintos foram as seguintes: L. ocellatus (O. oxyascaris, S. Mascula, C. parva, Rhabdias sp.), L. sibilatrix (M. monas, Pt. caudacutus, C. parva), L. mystaceus (M. monas, O. oxyascaris, Pt. caudacutus, C. parva, Physaloptera sp., Centrorhynchus sp.), L. mystacinus (M. monas, A. membranosa, Centrorhynchus sp.), L. caliginosus (S. macula, C. parva, Physaloptera sp., Centrorhynchus sp.), L. marmoratus (Neyraplectana sp., C. parva, Physaloptera sp., Centrorhynchus sp.) P. signiferus (O. oxyascaris, A. lopesi, Neyraplectana sp., C. parva, Physaloptera sp., Centrorhynchus sp.) e P. soaresi (O. oxyascaris, C. parva, Physaloptera sp., Centrorhynchus sp.). O parasitismo por nematódeos mostrou-se mais acentuado que o por acantocéfalos e o por trematódeos. O parasitismo no verão e na primavera foi mais intenso que nas outras estações. Diferenças de comportamento entre os hospedeiros, por seus significados nos mecanismos de infecção, foram consideradas como fatores influentes sobre as diferenças de parasitismo registradas. / A survey was made of the helminth parasites found in populations of 8 different species of leptodactylid frogs living in a forested area of the original "Horto Florestal de Santa Cruz", at present the "Estação Florestal de Experimentação Engenheiro Agrônomo Maria Xavier", Municipality of Itaguaí, Rio de Janeiro State, with a view to comparing parasitism in sympatric populations of anurans related phylogenetically. Necropsies were carried out on 170 specimens, representing the following species of anurans: Leptodactylus ocellatus (Linnaeus, 1758), L. sibilatrix (Wied, 1824), L. mystaceus (Spix, 1824) L. mystacinus (Burmeister, 1861), L. caliginosus Girard, 1853, L. marmoratus (Steindachner, 1867), Phyalaemus signiferus (Girard, 1853) and P. soaresi Izecksohn, 1965. A total of 1,098 helminths were obtained, representing the following species: Mesococliun monas (Rudolphi, 1819) Oxyascaris oxyascaris Travassos, 1920, Pteroxyascaris caudacutus Freitas, 1958, Spironoura mascula (Rudolphi, 1819), Aplectana membranosa (Schneider, 1866), A. lopesi Silva, 1954, Neyraplectana sp., Cosmocerca parva Travassos, 1925, Rhabdias sp. Physaloptera sp. and Centrorhynchus sp. Redescriptions were made of the helminths, as well as an analysis of some aspects of their systematics. Certain features of the parasitism found are discussed, such as differences between the host species, competition between and within the species of helminths, indices of parasitism, preferential sites, seasonal frequency and factors influencing the infection. Synonymity was established between Oxyascaris oxyascaris Travassos, 1920 and necopinus Freitas, 1958 and between Cosmocerca parva Travassos, 1925, and C. freitasi Silva, 1954. Associations were noted between anurans and helminths as follows: L. ocellatus (O. oxyascaris, S. Mascula, C. parva, Rhabdias sp.), L. sibilatrix (M. monas, Pt. caudacutus, C. parva), L. mystaceus (M. monas, O. oxyascaris, Pt. Caudacutus, C. parva, Physaloptera sp., Centrorhynchus sp.), L. mystacinus (M. monas, A. membranosa, Centrorhynchus sp.), L. caliginosus (S. macula, C. parva, Physaloptera sp., Centrorhynchus sp.), L. marmoratus (Neyraplectana sp., C. parva, Physaloptera sp., Centrorhynchus sp.) P. signiferus (O. oxyascaris, A. lopesi, Neyraplectana sp., C. parva, Physaloptera sp., Centrorhynchus sp.) and P. soaresi (O. oxyascaris, C. parva, Physaloptera sp., Centrorhynchus sp.). Parasitism by nematodes was more frequent than by acanthocephalans or trematodes, and the level of infection was highest in summer and spring. Differences in behaviour between the hosts were considered as factors influencing differences in the nature and degree of parasitism recorded.
33

Viabilidade do parasitismo por Haemonchus placei em caprinos (Capra hircus) experimentalmente infectados / Viability of Haemonchus placei parasitism in experimentally infected goats (Capra hircus)

Santos, Isabella Barbosa dos 22 February 2018 (has links)
Submitted by ISABELLA BARBOSA DOS SANTOS null (isabellabs853@hotmail.com) on 2018-04-04T23:51:02Z No. of bitstreams: 1 dissertação_Isabella_Barbosa_dos_Santos.pdf: 1903091 bytes, checksum: 01a14a6ac4969df8c86c454e56e542c4 (MD5) / Approved for entry into archive by Alexandra Maria Donadon Lusser Segali null (alexmar@fcav.unesp.br) on 2018-04-05T13:49:47Z (GMT) No. of bitstreams: 1 santos_ib_me_jabo.pdf: 1903091 bytes, checksum: 01a14a6ac4969df8c86c454e56e542c4 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-04-05T13:49:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 santos_ib_me_jabo.pdf: 1903091 bytes, checksum: 01a14a6ac4969df8c86c454e56e542c4 (MD5) Previous issue date: 2018-02-22 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A caprinocultura é considerada um segmento de grande importância em agronegócios no país, gerando importante fonte de carne e leite, principalmente na região Nordeste. Entretanto, este criatório sofre grandes perdas econômicas devido às parasitoses que acometem o trato digestório. Dentre estas, destaca-se, o gênero Haemonchus, cujas espécies H. contortus e H. placei parasitam abomaso de caprinos e bovinos, respectivamente, havendo possibilidade de infecção cruzada dessas duas espécies helmínticas. O objetivo do presente estudo foi avaliar a viabilidade do parasitismo por H. placei em caprinos e compará-la à patogenicidade por H. contortus. Foram utilizados 14 caprinos, recém-nascidos, mantidos em gaiolas metálicas de piso suspenso, assim distribuídos: GI - quatro cabritos inoculados com 5000 larvas infectantes (L3) de H. placei, GII – quatro infectados com 5000 larvas infectantes (L3) de H. contortus, GIII – quatro animais inoculados com 2500 larvas L3 de H. contortus + 2500 H. placei e GIV – dois cabritos que receberam apenas água (controle). Exames de contagem de ovos de estrongilídeos por grama de fezes (OPG) foram realizados diariamente, após o 7º dia da inoculação. Os períodos pré-patentes foram de 24 dias para H contortus e de 31 dias para H. placei. O grupo inoculado apenas com H. placei apresentou médias de OPG inferiores quando comparado aos demais grupos. Decorridos 42 dias pós-infecção, os 14 caprinos foram eutanasiados e necropsiados, sendo coletados “in totum” os exemplares de Haemonchus. O grupo I apresentou média de 25,5 espécimes H. placei, o grupo II média de 619,5 de exemplares de H. contortus, o grupo III média de 120 exemplares de H. placei e 604,75 de H. contortus e no grupo IV nenhum helminto foi diagnosticado. Não foram constatadas quaisquer outras espécies e nem formas imaturas de Haemonchus no trato gastrintestinais dos caprinos. Fragmentos do abomaso foram coletados e armazenados em formol tamponado para análise histopatológica. Foram observados no grupo I lesões microscópicas leves apenas com poucos focos inflamatórios. Nos grupos II e III foram diagnosticadas lesões extensas, como edemas, focos inflamatórios difusos, infiltrado de eosinófilos, diminuição das células parietais. No grupo IV nenhuma alteração histopatológica foi diagnosticada. Nas condições desse estudo, a espécie caprina foi razoavelmente susceptível ao parasitismo por Haemonchus placei, sendo esse parasitismo mais proeminente nos animais que receberam infecção mista (H. placei + H. contortus). / Goat breeding is considered a very important segment in Brazilian agribusiness, generating a significant source of meat and milk. However, this industry suffers great economic losses due to parasitic diseases that affect the digestive tract, compromising their development. Among these, the Haemonchus genus stands out, with H. contortus and H. placei parasitizing goats and cattle, respectively, with the possiblity of cross infection between these helminth species in abomasu of hosts. The objective of the present study was to estimate the viability of H. placei parasitism in goats, and compare it with H. contortus pathogenicity. Fourteen newborn goats were used, distributed in the following way: GI - four goats inoculated with infective larvae (L3) of H. placei; GII – four animals infected with infective larvae (L3) of H. contortus; GIII - four caprines inoculated with larvae L3 of H. contortus + H. placei; and GIV - two goats that received only water (control). Each animal received 5000 L3 of Haemonchus species, in a single dose, orally. Egg per Gram of Feces (EPG) exams were performed daily after the 7th day of inoculation, establishing that the pre-patent period of H. contortus was 24 days and H. placei was 31 days. The group inoculated only with H. placei presented lower EPG means when compared to the other groups. After 42 days post-infection, all 14 goats were euthanized and necropsied, and Haemonchus specimens were collected “in totum". Group I presented an average of 25.5 specimens, while the mean of group II was 619.5, group III obtained an average of 120 specimens of H. placei and 604.75 of H. contortus and group IV did not present any specimens. No other species and no immature forms of Haemonchus were found in gastrintestinal tracts of experimental animals. Fragments of abomasum were collected and stored in buffered formalin for histopathological analysis, in which GI group showed mild microscopic lesions with only a few inflammatory foci, while groups II and III had extensive lesions, such as edema, diffuse inflammatory foci, eosinophilic infiltrate and hyperplasia of parietal cells. Group IV showed no changes. Under conditions of this study, the caprine species did not present itself as susceptible to parasitism by Haemonchus placei, with such parasitism being more prominent when in consortium with Haemonchus contortus.
34

Suplementação alimentar em cordeiros influência sobre a imunidade do hospedeiro, biologia e patogenia de Haemonchus contortus e Trichostrongylus colubriformis /

Carvalho, Nadino. January 2017 (has links)
Orientador: Alessandro Francisco Talamini do Amarante / Resumo: Na produção animal o planejamento nutricional inadequado desencadeia grandes prejuízos ao sistema produtivo, trazendo consequências adversas aos animais e menores lucros ao criador. Este trabalho teve por objetivo avaliar a influência da suplementação alimentar sobre a imunidade dos cordeiros, biologia e patogenia de Haemonchus contortus e Trichostrongylus colubriformis. Quarenta e quatro cordeiros machos da raça Dorper com aproximadamente quatro meses e 31,5±3,24 kg de peso corporal foram alocados aleatoriamente em quatro dietas à base de feno triturado, Cynodon dactylon (cv. Tyfton), acrescido de 0%, 25%, 50% ou 75% de concentrado. Em cada dieta sete animais foram infectados com 1.000 larvas infectantes (L3) de H. contortus e 1.000 L3 de T. colubriformis a cada três dias ao longo de 12 semanas. Em cada dieta, quatro animais permaneceram como grupo controle, Não-Infectados. Os grupos experimentais foram: 0%-Infectado, 0%-Não-Infectado, 25%-Infectado, 25%-Não-Infectado, 50%-Infectado, 50%-Não-Infectado, 75%-Infectado e 75%-Não-Infectado. Quanto maior a suplementação, menor a contagem de ovos por grama de fezes (OPG) de H. contortus (P < 0,0001), porém sem influência sobre contagem de OPG de T. colubriformis. O número de fêmeas de H. contortus foi maior no grupo 0% infectado que nas demais dietas (P = 0,0052). Em nenhuma fase parasitária de T. colubriformis houve efeito da Dieta (P > 0,05). Animais da dieta 0%-Infectado tiveram menor volume globular (VG) que seu grupo controle... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Doutor
35

Relações parasito-hospedeiro de endo e ectoparasitas em pequenos mamíferos em um cerrado do Brasil Central

Grossmann, Nárjara Veras 31 March 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Zoologia, Programa de Pós-Graduação em Zoologia, 2015. / Submitted by Guimaraes Jacqueline (jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2015-12-01T15:01:45Z No. of bitstreams: 1 2015_NarjaraVerasGrossmann.pdf: 3686222 bytes, checksum: a062b2b8ab3fa9f032d9ac515aee0636 (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2015-12-11T13:10:46Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_NarjaraVerasGrossmann.pdf: 3686222 bytes, checksum: a062b2b8ab3fa9f032d9ac515aee0636 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-12-11T13:10:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_NarjaraVerasGrossmann.pdf: 3686222 bytes, checksum: a062b2b8ab3fa9f032d9ac515aee0636 (MD5) / A importância dos parasitas nos sistemas ecológicos vem sendo estudada nos últimos anos. No entanto, classificar a diversidade existente ainda é necessário para que estas pesquisas avancem. O presente trabalho teve como objetivo identificar os parasitos que acometem roedores de uma área aberta do Cerrado, além dos seus padrões epidemiológicos e ecológicos antes e após um incêndio. Ao longo de um ano, roedores foram capturados em dois grids e duas linhas de coleta na Estação Ecológica de Águas Emendadas. Os dados obtidos nos grids foram utilizados nas análises populacionais dos hospedeiros e os dados das linhas acessórias foram utilizados para identificar e mensurar os parasitos. Dentre os endoparasitas as seguintes espécies foram encontradas: Stilestrongylus freitasi, S. stilesi, Hassalstrongylus sp., Syphacia alata, Syphacia criceti, S. evaginata, S. obvelata,S. venteli, Protospirura n. criceticola,Hymenolepis sp. e Taenia sp,Pterygodermatites (P) zygodontomys e uma espécie de nova de Pterygodermatites.Siphonaptera (Polygenis sp.), Phthiraptera (Hoplopleura sp.) e Acari (Ixodes sp., e as famílias Dermanyssidae; Laelapidae; Macrochelidae e Macronyssidae) compõem as amostras de ectoparasitas. Para algumas espécies esses são os primeiros registros para o DF e para os hospedeiros. Padrões de distribuição de ectoparasitas revelaram uma distinção na ocupação do corpo do hospedeiro entre ácaros e piolhos. Dentre os hemoparasitos foram identificados Trypanosoma, Mycoplasma hemotrófico e uma espécie não identificada. De forma geral Necromys lasiurus apresentou maior prevalência, riqueza e diversidade de parasitos comparados com Calomys tener e C. expulsus. Após o incêndio os parasitos de Calomys foram mais freqüentes e mais diversos comparados com o período antes do fogo, ao passo que em Necromys, houve perda tanto em diversidade quanto prevalência. As variações observadas nos padrões de diversidade e prevalência parasitária não podem ser diretamente atribuídas ao fogo, portanto a coleta adicional de dados poderá esclarecer este fato. / The importance of parasites in ecological systems is still object of studies and the recognition of species is the first step in this research. The present study aimed at identifying the parasite species in rodents captured in an open cerrado area, as well as their epidemiological and ecological patterns before and after a local fire. During one year two grids and accessory transects were used to capture wild rodents at the Estação Ecológica de Águas Emendadas. Data from the grid were used to access host populational information and the data from the transects were used to identify and quantify the parasites. The following endoparasites were identified: Stilestrongylus freitasi, S. stilesi, Hassalstrongylus sp., Syphacia alata, S. criceti, S. evaginata, S. obvelata, S. venteli, Protospirura n. criceticola, Hymenolepis sp., Taenia sp, Pterygodermatites (P) zygodontomys and a new species of Pterygodermatites. The identified ectoparasites were: Siphonaptera (Polygenis sp.), Phthiraptera (Hoplopleura sp.) and Acari (Ixodes sp., and the following families: Dermanyssidae; Laelapidae; Macrochelidae e Macronyssidae). We present some first records in Federal District for both host and parasite species. The distributional pattern of ectoparasites on the host´s body showed clear distinct patterns between mites and lice. Amongst the hemoparasites Trypanosoma, hemotrofic Mycoplasma and an unidentified species were observed. Overall Necromys lasiurus had higher prevalence, richness and diversity rates compared to Calomys tener and C. expulsus. After the fire event, parasites in Calomys were more frequent and diverse compared to the period before. A loss in diversity and prevalence was detected for the parasites of Necromys. The variations before and after the fire cannot be attributed to this event, therefore additional data is necessary to better understand the situation.
36

Parasitos encontrados em hospedeiros extintos / Parasites found in extinct hosts

Nunes, Victor Hugo Borba January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-04T12:31:24Z (GMT). No. of bitstreams: 2 125.pdf: 3528812 bytes, checksum: 1ed3dd48fc984e0873f03c398abf2774 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2015 / Os estudos paleoparasitológicos se caracterizam pela busca de parasitos em material arqueológico e paleontológico. Em geral, a maioria das pesquisas gira em torno de material de épocas mais recentes, principalmente relacionados a grupos humanos, que não chegam a datações de um milhão de anos. A busca por explicações mais antigas em relação ao surgimento das parasitoses nos leva aos animais extintos, que revelam nos vestígios deixados por eles, os parasitos que circulavam antes do surgimento dos seres humanos. Esse trabalho objetivou identificar parasitos que por ventura fossem encontrados em vestígios de animais extintos de diferentes idades geológicas. Então, 32coprólitos de 6 hospedeiros diferentes (caprino, hiena, duas espécies de peixes, cinodonte e dicinodonte), foram analisados nessa pesquisa, com datações que compreendem do Quaternário ao Triássico (10 mil a 240 milhões de anos antes do presente). Várias técnicas de recuperação de material mineralizado e dessecado foram utilizadas, de acordo com que cada coprólito foi preservado. Se mineralizado, técnicas com ácido e aparelho de ultrassom possibilitaram a análise, já para os coprólitos dessecados, foi feita apenas a reidratação com fosfato trissódico. Amostras de 4 hospedeiros foram positivas para parasitos. Cisto de protozoário em caprino, dois ovos de helmintos em coprólitos de hiena, um nematoda em dicinodonte, foram encontrados. Além de um ascarídeo e um oxyurídeo em coprólito de cinodonte, um réptil mamaliforme pertencente a um clado que originou os mamíferos, que apresentaram dois parasitos comumente achados em mamíferos modernos. Portanto, esses achados permitem que respostas sejam respondidas para compreender melhor a relação parasito hospedeiro-ambiente em diferentes épocas da história da vida. / Paleoparasitological studies are characterized by the search for parasites in archaeological and paleontological material. In general, most research centers around more recent material, mainly related to human groups, which doesn‟t reach the dating ofa million years. The search for older explanations in relation to the emergence of parasites leads us to extinct animals, which reveal on the traces left by them, the parasites that circulates before the appearance of humans. This study aimed to identifyparasites that were found in traces of extinct animals of different geological ages.Thereby, 32 coprolites 6 different hosts (goat, hyena, two species of fish, cynodont anddicynodonte) were analyzed in this study, with dating comprising from Quaternary toTriassic (10 thousands to 240 million years before present). Several techniques forrecovery of mineralized and dried material were used in accordance with the way eachcoprolite was preserved. If mineralized, techniques with acid and ultrasound deviceenabled the analysis, and for the disiccated coprolites, it was only made rehydrationwith trisodium phosphate. Samples of 4 hosts were positive for parasites. Protozoan cystin goats, two eggs of helminths in coprolites of hyena and nematode in dicynodonte, were found. In addition, an ascarid and an oxyurid egg in a coprolites of cynodont, amamaliforme reptile that belongs to a monophiletic clade that originated mammals,which showed two parasites commonly found in modern mammals. Therefore, thesefindings allow to fill gaps to understand the host-parasite-environment relationship better at different times in the history of life. (AU)^ien
37

Estudo da resposta imune humoral (IgG específica) para antígenos de larvas infectantes (L3) de Wuchereria bancrofti, entre portadores e não portadores de filariose bancroftiana no Município de Olinda-PE / Study of the immune humoral response (IgG specific) for antigens of larvae infectantes (L3) of Wuchereria bancrofti, between bearers and not bearers of elephantiasis filarial in the city of Olinda-PE

Miranda, Janaina Campos de January 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:24:08Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 276.pdf: 1326782 bytes, checksum: bae32ec1487817e0d1342725c58ded5e (MD5) Previous issue date: 2006 / A filariose linfática bancroftiana é uma doença parasitária humana de grande complexidade em sua dinâmica de infecção, necessitando ainda de maiores esclarecimentos, principalmente, em aspectos relacionados à tolerância e imunopatologia. A existência da imunidade protetora em comunidades endêmicas de filariose permanece como objeto de intenso debate e o grupo denominado endêmicos normais , tem sido alvo de interesse para elucidar muitas questões referentes à imunologia da doença. O presente trabalho tem como objetivo verificar através de um estudo do tipo caso-controle, as diferenças entre portadores e não portadores de filariose linfática bancroftiana pelo reconhecimento humoral de bandas protéicas de extrato secretório-excretório de larvas infectantes de Wuchereria bancrofti. Os quatro setores censitários de Olinda-PE, com maior prevalência de filariose, foram escolhidos como área de estudo. Consideramos grupo controle portadores da filariose bancroftiana e grupo de casos os de endêmicos normais. (...) A identificação desse grupo de proteínas respondedoras em endêmicos normais deve nortear novas pesquisas para o estudo bioquímico desses compostos e sua relação com a imunidade protetora em filariose linfática bancroftiana.
38

Utilização de reatores híbridos para a remoção de carbono e nitrogênio em efluentes domésticos

Pimenta Cavalcanti, Maurício 31 January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:39:27Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo7689_1.pdf: 9577764 bytes, checksum: 30effa1242c4e59d1ffaf9cf2d234fec (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 / Financiadora de Estudos e Projetos / Neste trabalho se avaliou a aplicação de reatores híbridos na remoção simultânea de carbono e nitrogênio de esgotos domésticos. Foram utilizados dois conjuntos de reatores formados por reator anaeróbio (UASB + Filtro anaeróbio) e reator aeróbio (Lodos ativados + Biofiltro aerado submerso). O tempo de detenção hidráulico (TDH) dos reatores anaeróbios foi fixado em 8 horas enquanto um reator aeróbio operou com TDH de 8 horas (conjunto 1) e outro com TDH de 4 horas (conjunto 2). O experimento foi divido em quatro fases, com as seguintes taxas de recirculação 0.0 (fase 1), 0.5 (fase 2), 1 (fase 3) e 2 (fase 4). Com relação à eficiência de remoção de DQO bruta, na fase 1, sem recirculação, os valores obtidos foram de 90% e 85%, para o conjunto 1 e conjunto 2, respectivamente. Na fase 2 as eficiências dos conjuntos 1 e 2 caíram para 84% e 80%, respectivamente. Na fase 3 a eficiência do conjunto 1 caiu para 78% e a do conjunto 2 para 72%. Na fase 4 houve uma melhora na eficiência do conjunto 1 com aumento da eficiência para 84% enquanto que o conjunto 2 continuou na redução da eficiência, que caiu para 62%. Com relação ao nitrogênio, na fase 1 ocorreu o processo de nitrificação (valores médios) e em muitas ocasiões houve a nitrificação total da amônia em AE1 e AE2. Nas fases 2 e 3, com a recirculação de 0.5 e 1.0, respectivamente, foi observada desnitrificação nos reatores anaeróbios sem que houvesse necessidade de aplicação de fonte externa de carbono e, por conseqüência, houve remoção de amônia do efluente. Entretanto, na fase 4 do experimento, recirculação de 2.0, o processo de nitrificação não ocorreu o que inviabilizou a remoção da amônia em ambos os conjuntos, provavelmente pela alta velocidade ascensional nos reatores. Também foi avaliada a remoção de ovos de helmintos nos reatores e, para esse parâmetro, as fases 1 e 2, apresentaram efluentes com de 1 ovo por litro em ambos os conjuntos. Para as fases subseqüentes houve um aumento considerável, mais que 1 viável ovo por litro, em ambos os conjuntos, ficando fora dos padrões adotados pela WHO para o reúso de efluentes. Assim, para remoção de nitrogênio as fases 2 e 3 do conjunto 1 e a fase 2 do conjunto 2 mostram-se como uma alternativa que poderia ser aplicada quando a destinação final do efluente fosse um corpo hídrico. Se o destino final do efluente for o reuso na agricultura, a fase 1 se é uma excelente alternativa, pois a baixa concentração de ovos de helmintos aliado com nitrito e nitrato, que são melhores assimilados pelas plantas do que a amônia, favorecem a utilização do efluente em diversas culturas, milho como exemplo. Para as demais fases (fase 4 de ambos os conjuntos e fase 3 do conjunto 2) são necessários mais estudos para melhorar a qualidade do efluente
39

Agentes infecciosos enteroparasitários associados a indivíduos estomizados / Infectious agents of enteric parasites associated with individuals ostomates

Santos, Cibele Velleda dos 31 March 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-08-20T14:31:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 dissertacao_cibele_velleda_dos_santos.pdf: 1881403 bytes, checksum: 9dda1568c045e6dba2f90387205d8397 (MD5) Previous issue date: 2011-03-31 / The intestinal parasitoses or enteroparasitoses are a serious public health problem particularly in developing countries. Meantime, there are several studies that wrap the prevalence and the incidence of parasitoses in several populations, lacking parasitological investigations involving individuals with a intestinal ostomy. This study aimed to investigate the presence of infectious nature of parasitic diseases in individuals with ostomy enrolled in an Ostomy Program of the Department of Health and Management of the SUS in the city of Pelotas, RS. A questionnaire was given to patients for epidemiological evaluation of demographic, social, and cultural issues that would limit the subjects' knowledge about the parasites. Totaled to 71 individuals also submitted to parasitological tests using the methods of Faust and Ritchie modified Baermann-Moraes. Were collected and analyzed 03 samples per individual. The prevalence of carriers was 5.6%, all by monoparasitism. Among pacients positives were detected in the same proportion (25%), larvae of Enterobius vermicularis eggs of Taenia sp. eggs Enterobius vermicularis and larvae of Strongyloides stercoralis. Among participants, 49.3% were being female and 50.7% male. 76.1% had colostomy and 23.9% had ileostomy. Of the operations for stoma intestinal was necessary 37.1% due to the rectum cancer, 24,3 % for cancer of colon and 15.7% resulting from other intestinal diseases. As to knowledge about parasitic diseases, 69 % of the interviewed ones revealed to know the subject, 56.3% of the individuals showed up the importance of the hygiene of the hands, nails, sets of cutlery and foods, including his appropriate cooking.Meantime, 33.8% of the interviewed ones did not know how will be careful to prevent the intestinal parasitoses, and, even so, 50.7% of the individuals not feel to miss bigger of explanation regarding the approach in question. / As parasitoses intestinais ou enteroparasitoses representam um grave problema de saúde pública particularmente nos países subdesenvolvidos. Entretanto, existem vários estudos que envolvem a prevalência e a incidência de parasitoses em diversas populações, inexistindo investigações parasitológicas que envolvam indivíduos com estomia intestinal. Este estudo objetivou investigar a presença de agentes infecciosos de natureza enteroparasitária em indivíduos estomizados cadastrados em um Programa de Ostomizados da Secretaria de Saúde e Gestão do SUS da cidade de Pelotas/RS. Foi aplicado um questionário epidemiológico aos pacientes para avaliação das variáveis demográficas, sociais e culturais, além de questões que balizavam o conhecimento dos sujeitos sobre as parasitoses. Totalizaram-se 71 indivíduos, também, submetidos a exames coproparasitológicos segundo os métodos de Faust, Ritchie e Baermann-Moraes modificado. Foram recolhidas e analisadas 03 amostras por sujeito. A prevalência de parasitados foi 5,6%, sendo todos por monoparasitismo. Dentre os positivos detectou-se, na mesma proporção (25%), larvas de Enterobius vermiculares, ovos de Taenia sp., ovos de Enterobius vermiculares e larvas de Strongyloides stercoralis. Dentre os participantes, 49,3% eram pertencentes ao sexo feminino e 50,7% ao masculino. 76,1% possuíam colostomias e 23,9% ileostomias. Das intervenções cirúrgicas para estomização intestinal 37,1% foram necessárias devido ao câncer de reto, 24,3% por câncer de cólon e 15,7% decorrentes de outras doenças intestinais. Quanto aos conhecimentos sobre parasitoses, 69% dos entrevistados revelaram conhecer o assunto, 56,3% dos indivíduos evidenciaram a importância da higiene das mãos, unhas, talheres e alimentos, incluindo seu cozimento adequado. Entretanto, 33,8% dos entrevistados não sabiam como tomar os cuidados necessários para prevenir as parasitoses intestinais, e, ainda assim, 50,7% dos indivíduos consideram não sentirem falta de maiores explicações quanto a abordagem em questão.
40

Efeito imunomodulador de diferentes extratos de Angiostrongylus cantonensis no desenvolvimento de resposta pulmonar al?rgica em um modelo murino

Pascoal, Vanessa Fey 31 March 2017 (has links)
Submitted by Caroline Xavier (caroline.xavier@pucrs.br) on 2017-06-30T18:01:01Z No. of bitstreams: 1 DIS_VANESSA_FEY_PASCOAL_PARCIAL.pdf: 876481 bytes, checksum: 0b2728fa712aaf8f7a7a02a0d8066035 (MD5) / Approved for entry into archive by Caroline Xavier (caroline.xavier@pucrs.br) on 2017-06-30T18:01:09Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DIS_VANESSA_FEY_PASCOAL_PARCIAL.pdf: 876481 bytes, checksum: 0b2728fa712aaf8f7a7a02a0d8066035 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-30T18:01:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DIS_VANESSA_FEY_PASCOAL_PARCIAL.pdf: 876481 bytes, checksum: 0b2728fa712aaf8f7a7a02a0d8066035 (MD5) Previous issue date: 2017-03-31 / Asthma is a chronic inflammatory disease of the airways, associated with genetic and environmental factors. Exposure to helminths appears to exert a protective effect on some chronic diseases, such as asthma. The objective of this study was to evaluate the immunomodulatory effect of different extracts of Angiostrongylus cantonensis (A. cantonensis) on the development of allergic pulmonary response by ovalbumin (OVA) in mice. The animals were divided into 6 groups: negative control (PBS), positive control (OVA), animals with asthma immunized with total soluble extract of A. cantonensis (Ac/OVA), animals with proteins from the digestive tract (AcD/OVA), animals with proteins from the reproductive tract (AcR /OVA), and animals with proteins from the cuticle (AcC / OVA). At the end of the OVA protocol, the animals were euthanized for blood collection, bronchoalveolar lavage and lung tissue. OVA-specific IgE was analyzed in blood, and cell counts, IL-4, IL-5, IL-10, INF- ? and eotaxin in bronchoalveolar lavage. Histological analysis of the lung was also performed. A significant reduction in the total cell count was observed in the groups that were immunized with the total soluble extract (TE) and with the soluble extract of the systems (SE) of A. cantonensis, compared to the OVA group (p <0.001). We found a significant reduction of eosinophils, macrophages and lymphocytes in the group immunized with TE, as in the SE groups, in relation to the OVA group. However, intraperitoneal immunization with TE and SE did not alter the levels of OVA-specific IgE and cytokines, except for an increase in IL-10 and IFN-? (p <0.01) in the group immunized with TE. In conclusion, the different worm extracts from A. cantonensis, especially TE, when administered early intraperitoneally, result in a modulation of the OVA-induced allergic lung response in mice, with a distinct response of IL-10 and e INF-? in the TE group. / A asma ? uma doen?a inflamat?ria cr?nica das vias a?reas, associada ? fatores gen?ticos e ambientais. A exposi??o a helmintos parece exercer um efeito protetor sobre algumas doen?as cr?nicas, como a asma. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito imunomodulador de diferentes extratos de Angiostrongylus cantonensis (A. cantonensis) no desenvolvimento da resposta pulmonar al?rgica por ovalbumina (OVA) em camundongos. Os animais foram divididos em 6 grupos: controle negativo (PBS), controle positivo (OVA), animais com asma imunizados com extrato total sol?vel de A. cantonensis (Ac/OVA), com prote?nas do aparelho digestivo (AcD/OVA), com prote?nas do aparelho reprodutor (AcR/OVA), e de prote?nas da cut?cula (AcC/OVA). No final do protocolo de OVA, os animais foram eutanasiados para coleta de sangue, lavado broncoalveolar e tecido pulmonar. Foram dosados IgE espec?fica para OVA no sangue, e contagem de c?lulas, IL-4, IL-5, IL-10, INF- ? e eotaxina (no lavado broncoalveolar) e realizada an?lise histol?gica do pulm?o. Foi observada significativa redu??o na contagem total de c?lulas nos grupos que foram imunizados com o extrato total sol?vel (ET) e com o extrato sol?vel dos sistemas (ES) de A. cantonensis, em rela??o ao grupo OVA (p<0,001). Verificamos uma redu??o significativa de eosin?filos, macr?fagos e linf?citos no grupo imunizado com ET, bem como nos grupos com ES, em rela??o ao grupo OVA. No entanto, a imuniza??o por via intraperitoneal com ET e ES n?o promoveu altera??o significativa nos n?veis de IgE espec?fica para OVA e citocinas avaliadas, exceto aumento de IL-10 e IFN- ? (p<0,01) no grupo imunizado com o ET. Concluindo, os diferentes extratos de vermes de A. cantonensis, em especial o ET, quando administrado precocemente por via intraperitoneal, resulta em uma modula??o na resposta pulmonar al?rgica induzida por OVA em camundongos, com uma resposta distinta de IL-10 e INF- ? no grupo ET.

Page generated in 0.0304 seconds