• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 48
  • 3
  • Tagged with
  • 52
  • 19
  • 12
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Da Nau dos Loucos ao Trem de Doido

2001 (has links)
Submitted by Estágio Bicen (repositorio@ufs.br) on 2013-09-10T00:46:35Z No. of bitstreams: 1 NauLoucosSanatorio.pdf: 986374 bytes, checksum: c7b990770ead65284ed9ac78d663cfd6 (MD5) Made available in DSpace on 2013-09-10T00:46:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 NauLoucosSanatorio.pdf: 986374 bytes, checksum: c7b990770ead65284ed9ac78d663cfd6 (MD5) Previous issue date: 2001 A presente proposta de estudo está inserida na problemática da constituição das instituições de administração da loucura e do louco na fase da Primeira República e às formas com que o poder público desenvolveu políticas de atenção ao louco, analisando especificamente o caso de uma unidade da Federação brasileira – o estado do Espírito Santo. O estudo tem como objetivo mostrar a complexidade da articulação entre loucura, sociedade, medicina e Estado. A preocupação recai, especialmente, sobre a discussão do processo que transformou a medicina em saber e prática hegemônica de justificação e validação da tutela do louco pelo poder público. Como o objetivo do trabalho era tentar delimitar as formas encontradas pelo poder público para solucionar o problema de administração da loucura, a pesquisa de fontes primárias se concentrou na análise de documentos oficiais do Espírito Santo e das instituições que foram utilizadas por este Estado para auxiliá-lo nesta tarefa. Recorreu-se principalmente aos acervos do Arquivo Público Estadual e da Biblioteca Nacional na busca por relatórios de Presidentes do Estado do período republicano, além de documentos dos secretários de governo, chefes de policia, procuradores de justiça, juizes, inspetores de higiene, provedores da Santa Casa de Misericórdia de Vitória, entre outros. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT: This study proposal covers the problem of the establishment of institutions for administering insanity and madness during the country’s First Republic and the manner with which the government developed its policies of treating the insane, specifically analyzing the case of a unit of Brazil’s Federation – the State of Es pírito Santo. The study intends to show the complexity of articulation among madness, the society, medicine and the State. Concern occurs mainly regarding the discussion of the process that transformed medicine into knowledge and the hegemonic practice of justifying and legalizing the fact that the insane be under the tutelage of th e government. Since the study’s objective was to try and delimitate the ways found by the government to solve the problem of controlling madness, the primary sources of research were concentrated on the analysis of official documents of the State of Espírito Santo and of the institutions which were used by the State to assist it in this task. Research was made mainly in the State Public Records and the National Library, in a search for State Presidents’ reports from the republican period, as well as documents issued by secretaries of state, chiefs of police, attorney generals, judges, public health inspectors and superintendents of the Santa Casa de Misericórdia Hospital in Vitória, amongst others.
2

Literatura e loucura : o escritor no hospicio em tres romances dos anos 70

2004 (has links)
Orientador: Maria Eugenia da Gama Boaventura Alves Dias Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem Made available in DSpace on 2017-03-28T06:11:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Reis, Eloesio Paulo dos_D.pdf: 1392216 bytes, checksum: a851cc2e9329360f6ec6646dcaa2015c (MD5) Previous issue date: 2004 Made available in DSpace on 2017-07-04T14:47:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Reis_EloesioPaulodos_D.pdf: 1392216 bytes, checksum: a851cc2e9329360f6ec6646dcaa2015c (MD5) Previous issue date: 2004 Resumo: Este trabalho tem a intenção de contribuir para uma compreensão do papel do escritor como personagem na literatura brasileira contemporânea, tal como concebido pelos autores de três romances publicados nos anos 70 do século XX: Quatro-Olhos (Renato Pompeu), Armadilha para Lamartine (Carlos Sussekind) e Confissões de Ralfo (Sérgio Sant'Anna).. Neles, a literatura é vista como o oposto das relações sociais reificadas, como opção de vida para quem não se enquadra no mundo administrado e não se conforma com a redução de tudo à falsa objetividade do valor monetário. A consideração trágica da loucura resulta numa recusa do hospício (concretização do positivismo psiquiátrico) e ao mesmo tempo numa escolha desse espaço como lugar privilegiado para observar as engrenagens da sociedade brasileira contemporânea em seu trabalho de triturar a individualidade, cerne do fenômeno humano. A tragédia se torna metalinguagem na medida em que os três romances têm como protagonistas escritores, heróis (ou anti-heróis) cujo desempenho se liga justamente à opção pela criação literária num mundo em tudo a ela adverso, a não ser que o escritor se coloque a serviço dos interesses da Razão instrumentalizada pelo capital e coadjuvada pelo aparato policialesco da instituição psiquiátrica Abstract: This study intends to give a contribution to the comprehension of the writer¿s role as a literary character in the contemporary Brazilian fiction, as it was conceived by the authors of three novels published in the middle of the seventies on the XX century : Quatro-Olhos (by Renato Pompeu), Armadilha para Lamartine (Carlos Sussekind) and Confissões de Ralfo (Sérgio Sant¿Ánna). In these books, the literature is seen as an antagonist of a kind of alienated social relationship, like a choice of life for those who doesn¿t fit in a managed world and doesn¿t agree or adhere that everything can be simply reduced to its monetary value. Considering madness tragic, it brings a refuse of the mental hospital (psychiatric positivism concretization) at the same time it chooses this place as somewhere special in order to take a careful look on the Brazilian contemporary society couple on its job to crush the individuality, human phenomenon core. The tragedy becomes metalanguage as soon as the novels have as their protagonists, writers, heroes, (or antiheroes) whose ¿political¿ performance inside mental hospital just connects to the literary creation choice in a world that is the opposite of all of this, unless the writer puts himself straight for Racional interests by the capital and helped by the wakened psychiatric institutional apparatus Doutorado Doutor em Letras
3

As máscaras da razão : memórias da loucura no Recife durante o período do Estado Novo (1937-1945).

2007 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:32:03Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3365_1.pdf: 1976266 bytes, checksum: e619c2820091832cb8b629c0a3e1853c (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2007 Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico O período do Estado Novo (1937-1945) caracterizou-se por um momento de organização social, baseado na moralidade e religiosidade expressadas através da família. Neste contexto, a psiquiatria encontrou espaço para seu desenvolvimento, atuando juntamente ao governo, de forma que a ordem fosse preservada a partir não mais de um simples processo de exclusão, mas da prevenção e reintegração da loucura. Este processo foi trabalhado de acordo com a teoria genealógica de Michel Foucault, que vê a loucura como algo que não possuí natureza ou essência própria, mas um sentido que lhe é conferido por determinados grupos sociais em cada período. Neste sentido, procurou-se estudar as formas pelas quais os diversos grupos sócio-culturais representantes da população do Recife viram-se alvos da perseguição policial e médica. A partir do estudos de artigos da época, elaborados pela própria psiquiatria (tanto com fins científicos como instrutivos), além dos próprios prontuários psiquiátricos (que podem fornecer informações preciosas até mesmo a partir de sua estrutura de dados), a loucura foi sendo traçada como a desobediência dos padrões estabelecidos, no que se referia a aspectos físicos (aparência), pensamentos e comportamentos. Foi possível perceber como os papéis sociais dos membros da família foram sendo traçados a partir da questão da infância; como a atuação de mulheres rebeldes mediante uma ideologia de vida que lhes era imposta foram tomadas como as principais causas de seus internamentos, além das formas que a sociedade utilizou para lidar com elas (o próprio internamento e os tratamentos corretivos que lhes eram aplicados); e como os moradores dos mangues foram sendo associados às mais diversas formas de psicopatias, que variavam do fato de viverem na marginalidade à crença em cultos de origem africana e o uso do álcool. É dentro desta perspectiva de estudo, que estes aspectos considerados inadequados e intoleráveis acabaram por se mostrar como a real vivencia da loucura (e não apenas seus aspectos orgânicos), durante o Estado Novo
4

Prevenção ao uso e abuso de drogas : um recorte na historia intelectual da enfermagem

2002 (has links)
Orientador : Marcos de Souza Queiroz Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas Made available in DSpace on 2017-03-27T20:19:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Oliveira, Telma Eliane Garcia Clajus.pdf: 29402978 bytes, checksum: f78d29eb0fca7fbed398ffc5dcf5b557 (MD5) Previous issue date: 2002 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:42:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Oliveira_TelmaElianeGarciaClajus_M.pdf: 29402978 bytes, checksum: f78d29eb0fca7fbed398ffc5dcf5b557 (MD5) Previous issue date: 2002 Resumo: A disseminação do uso de substâncias psicoativas emerge no momento atual como uma problemática complexa e crescente. Diante das diversas questões que envolvem as causas da drogadição, os métodos usuais da ciência médica e epidemiológica têm se mostrado insuficientes, principalmente pelo fato de se tratar de uma população marginalizada. Trazendo uma revisão teórica das transformações ocorridas no pensamento científico, a partir de uma contextualização histórica dentro dos modelos arqueológicos de Foucault, sinaliza-se a influência e a contribuição da racionalidade na exclusão do indivíduo dependente químico, e nas contradições das abordagens preventivas sobre a drogadição. Considerando que as conotações socioculturais exercem marcante influência nas motivações para o uso destas substâncias, o que requer uma inserção mais direta no campo de pesquisa, deu-se destaque aos modernos métodos antropológicos que priorizam as questões culturais e a subjetividade do indivíduo dependente químico. Uma vez determinados os referenciais de análise neste contexto, esta pesquisa objetivou conhecer a colaboração científica contemporânea da Enfermagem na temática da prevenção ao uso e abuso de drogas, e se esta categoria profissional em seus trabalhos científicos tem se utilizado de métodos que permitam a escuta do Outro, o principal objeto da assistência. Através de um recorte na história intelectual da Enfermagem, utilizando o referencial teórico da História das Mentalidades, expomos o perfil das idéias dos profissionais de Enfermagem referidos nos resumos de trabalhos acadêmicos e científicos publicados nos catálogos do Cepen (Centro de Estudos e Pesquisa em Enfermagem), e nos livros de resumos de eventos específicos: CBEn (Congresso Brasileiro de Enfermagem) eno VI Encontro de Pesquisadores em Saúde Mental. A análise revela que a Enfermagem se insere nesta temática de maneira evolutiva, e sua produção científica acompanha as revoluções da ciência, demonstrando por meio de suas idéias estar aberta à introdução de um novo paradigma que surge em sintoma com fatores socioculturais, nos quais o exercício da cidadania plena pode ser praticado numa ética de interlocução e interdisciplinaridade Abstract: The dissemination of the use of psychoactive substances emerges at this time as a complex and rising problem. Facing the many questions that involve the causes of drug addiction, the usual clínical scientific and epidemiological methods have shown to be insufficient, especially because it deals with a marginalized population. Revising the transformation's theory of the scientific way of thinking, based on a historical contextualization within the Foucault archeological models, point out the influence and contribution of the rationality in the exclusion of the chemical dependant person, and also in the contradictions of the preventative approaches regarding drug-addiction. Considering that the socio-cultural connotations have a marked influence on the motivation for the use ofthese substances, and that it requires a deeper insertion in the field ofresearch, this paper emphasizes the modero anthropological methods, which prioritize the cultural questions and the subjectivity ofthe chemical dependant individual. Once the analysis referential is determined in this context, this research targeted to find out the contemporary scientific collaboration ofthe Nursing profession on the topic ofprevention ofthe use of drugs, and if this professional category in its scientific work has utilized methods that allows the "patient hearing", the principal object of assistance. Through a cut on the intellectual history of the Nursing profession, utilizing the methodology of analysis ofthe contents and the technique of the thematic analysis, the profile of the ideas of the Nursing professionals is exposed and are referred to in the summaries ofthe academic and scientific works published in the index ofthe Cepen (Centro de Estudos e Pesquisa em Enfermagem), and in the summary books of specific scientific events like: CBEn (Congresso Brasileiro de Enfermagem), in the VI Encontro de Pesquisadores em Saúde Mental. The analysis reveals that the Nursing inserts itself in this thematic in an evolutionary way and its scientific production accompanies science's revolution, showing through its ideas that it is open to the introduction of a new paradigm that rises in tune with socio-cultural factors, where the full citizenship can be practiced within an ethical dialogue and in an interdisciplinary way Mestrado Mestre em Enfermagem
5

O tempo vivido dos moradores da casa D'Francisco : um estudo qualitativo em residência terapêutica TIME LIVED THE RESIDENTS OF THE HOUSE D'FRANCISCO: A QUALITATIVE STUDY IN THERAPEUTIC RESIDENCE (Inglês)

30 May 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2018-02-02T23:33:29Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-05-30 This investigation has an understanding of how subjects living in Therapeutic Residences experience social time established by the institution. Qualitative research, exploratory and descriptive, performed by a field work, following an ethnographic approach, based on participant observation. Field observations were complemented with semi-structured interviews with the subjects of the study within the inclusion criteria and considering the saturation sample. With the completion of this research, we determined that the subjects surveyed have existential possibilities not only within the limit of a nosographic classification, but are able to experience them according to their subjective possibilities, going beyond a mere diagnosis. Social time established by the institution is experienced by them in accordance with these existential possibilities. Keywords: Madness. Institutionalization. Social Time. Esta investigação apresenta uma compreensão sobre como os sujeitos moradores de Residência Terapêutica vivenciam o tempo social elaborado pela Instituição. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, exploratória e descritiva, realizada mediante trabalho de campo seguindo um enfoque etnográfico, com base na observação participante. As observações de campo foram complementadas com a realização de entrevistas semi-estruturadas com os sujeitos colaboradores do estudo dentro do critério de inclusão adotados e considerando a saturação amostral. Com a realização dessa pesquisa foi possível constatar que os sujeitos pesquisados possuem possibilidades existenciais que não os limitam somente dentro de uma classificação nosográfica, mas que são capazes de vivenciá-las de acordo com as sua possibilidades subjetivas, indo para além de um mero diagnóstico. O tempo social elaborado pela Instituição é vivenciado por eles de acordo com essas possibilidades existenciais. Palavras-chave: Loucura. Institucionalização. Tempo Social.
6

De médicos e médiuns: medicina, espiritismo e loucura no Brasil na primeira metade do século XX

2008 (has links)
Submitted by Estágio Bicen (repositorio@ufs.br) on 2013-09-10T00:25:23Z No. of bitstreams: 1 MedicosMediunsEspiritismo.pdf: 16979002 bytes, checksum: 15e5b61ae9cc3211007fc39827aaddbf (MD5) Made available in DSpace on 2013-09-10T00:25:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 MedicosMediunsEspiritismo.pdf: 16979002 bytes, checksum: 15e5b61ae9cc3211007fc39827aaddbf (MD5) Previous issue date: 2008 Este estudo tem como objetivo investigar como foi construída, no Brasil, uma forma de terapêutica e de saber de orientação kardecista sobre a loucura, tomando também como aspecto a ser investigado a percepção e o posicionamento da classe médico-psiquiátrica diante desse saber, que era, e ainda é, embora de forma menos contundente, seu concorrente pela hegemonia do tratamento da loucura e do louco. Destaco, neste estudo, os pontos de aproximação e de afastamento que podem existir entre as estratégias de atuação dessas duas propostas de intervenção sobre este mesmo objeto. Nesse sentido, este trabalho se propõe a investigar o modelo espírita de definição e tratamento da loucura e os efeitos que esta produção conceitual produziu no interior da própria classe médica. Também pretendo analisar como se deu o estabelecimento de instituições destinadas à internação de alienados, dirigidas por associações de doutrina espírita e possuidoras de um modelo próprio de tratamento. Ao propor a investigação do problema social gerado pela loucura e pelo louco, pretendo enfatizar o seu aspecto multidimensional, isto é, enquanto fato social capaz de criar diferentes análises e soluções conceituais po r grupos heterogêneos de atores sociais que irão inscrevê-la dentro de seus sistemas próprios de significação e de entendimento. Mesmo possuindo modelos explicativos diferenciados, estes grupos apresentam uma mesma capacidade de produzir intervenções, desenvolver políticas, administrar instituições de internamento e tratamento, mobilizar vários setores da sociedade e estabelecer alianças com o poder público. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT: This academic work has the objective to investigate how a therapeutic form and Kardecist knowledge regarding madness was built in Brazil, also investigating the perception and approach of the medical and psychiatric class with regards to this knowledge, that was and still is, even though in a less incisive manner, it s competitor for the leadership in the treatment of madness and the insane. In this study I have emphasized the approach and exclusion that might exist between the strategies of these two intervention proposals regarding the same subject. In such a manner, this paper proposes to investigate the spiritualist model of defining and treating madness and the effects that this conceptual production caused within the medical class in itsel f. I also intend to analyze how the installation of the institutions destined for the internment of the insane was made and managed by associations with spiritualist doctrine which had their own forms of treatment. When proposing the investigation about the social problem generated by madness and by the insane, I intend to emphasize its multidimensional aspect, i.e. as a social factor with the possibility of creating different analysis and conceptual solutions by heterogeneous groups of social actors that will include it in their own systems of significance and understanding. Even having different explanatory models, these groups present the same capacity of internment, policy development, management of internment and treatment institutions, mobilization of various sectors of the society and establishment of alliances with the public power.
7

A comunidade terapeutica Clinica de Repouso Santa Fe : uma experiencia que permanece

1997 (has links)
Orientador: Lidia Straus Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-03-21T19:01:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Mello, Thais Maria Sartori Burner Pessoa.pdf: 11732262 bytes, checksum: 21f224125fed1128d58b329030425ee9 (MD5) Previous issue date: 1997 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:33:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Mello_ThaisMariaSartoreBurnierPessoade_D.pdf: 11732262 bytes, checksum: 21f224125fed1128d58b329030425ee9 (MD5) Previous issue date: 1997 Resumo: o presente trabalho teve como propósito descrever uma alternativa de tratamento do doente mental, incentivando a sua sociabilização e sua participação no processo de tratamento, como um acréscimo ao seu processo terapêutico. Sua realização se deu a partir de uma abordagem qualitativa de pesquisa, utilizando-se dos seguintes instrumentos: No que concerne à Clínica de Repouso Santa Fé: levantamento do prontuário da Clínica, coleta de informes históricos, levantamento bibliográfico sobre os temas em estudo e acompanhamento de todas as atividades da Clínica, tais como: À nível dos pacientes, entrevistas informais com os internados na Clínica e com seus familiares, participação direta de todas as atividades que ocorrem no cotidiano da Clínica, desde os atendimentos individuais, atividades das oficinas de terapia ocupacional, grupos operativos, grupos psicoterápicos, atividades recreativas e esportivas, comemorações e eventos anuais da Clínica, ~em como os grupos de convivência, grupos de monitores, grupos com familiares, com alcoólicos, drogadictos e psicóticos. A equipe técnica também foi objeto deste estudo, uma vez que se requer toda uma preparação técnica e pessoal para tal tipo de trabalho: grupos de reflexão, grupos de estudo~, reuniões da equipe técnica e reuniões comunitárias (estas com a participação dos monitores). O referencial de análise se baseou em autores que apresentam a proposta comunitária de acompanhamento do doente mental e que trabalham em psicoterapias grupais. Conceitos psicanalíticos, de psicoterapia analítica de grupo e de temas sociais, tais como conceito de comunidade, instituições ditas tradicionais e instituições que apresentam propostas comunitárias, também foram objetos de nosso trabalho. Este estudo possibilitou o acompanhamento de vários tipos de psicopatologias e a participação efetiva dos pacientes, centradas no acompanhamento da evolução do processo terapêutico e na socialização dos mesmos. Considerando que o doente mental acarreta problemas de relacionamento familiar e social e que esta é uma das dificuldades que leva o doente mental ao isolamento, desacreditando de si mesmo, a importância de um acompanhamento psicoterápico, além do processo maciço de sociabilização, se faz importante na tentativa de reintegrá-lo a seu meio social e de trabalho Abstract: The main purpose of this work is to deseribe an altemative treatment of the mental patient stimulating him or her to beeome soeiable and partieipate in the proeess of treatment as an addition to the therapeutieal processo It was undertaken by means of a qualitative researeh approaeh employing the following instruments: . As what eoncems the Clínica de Repouso Santa Fé: a survey ofthe patients' files, an assessment of historieal informations, a bibliographieal review of the issues under study and a elose following of all the Clínica' s aetivities. . As regards the patients themselves, informal interviews with the inrnates and their relatives, direet participation of ali daily aetivities at the Clínica right from individual attention, aetivities in the oeeupational therapy workshops, operative groups, psyehotherapie groups, reereation and sport aetivities, commemorations and annual events at the Clínica to the living together groups, monitor groups, groups with relatives, as well as aIeoholie, drugaddieted and psyehotie groups. . The teehnieal staff was aIso objeet of tlÍis study as proper teehnieal and personal training is absolutely neeessary for sueh type of work: reflexion groups, study groups, teehnieal staff meetings and eommunity meetings (the latter with the monitors taking part). . Referenee for analysis was based on authors that present the eommunity proposal of the mental patients' aeeompaniment and that work with group psyehotherapies. Psyehoanalytie, group analytie psehotherapy and social issues eoneepts sueh as eoneept of eommunity, of so ealled traditional institutions and institutions that offer eommunity proposals, were also objeet of our study. Based on the follow-up of the therapeutical process and on the patients' progressive sociability, this study enabled the researchers to accompany several forms of psychopathologies as well as allowed their effective participation. Taking into account that the mental patient brings about serious problems of family and social relationship which is one of the difficulties that cause isolation of the mental patient, not believing in himselt: psychotherapic accompaniment along with intense process of developing sociability is of utmost importance in order to wholly reintegrate the patient socially and at work Doutorado Doutor em Saude Mental
8

A construção de categorias e de lugares para a loucura: Uma análise dos discursos de usuários de CAPS I

27 February 2013 (has links)
Submitted by Felipe Lapenda (felipe.lapenda@ufpe.br) on 2015-03-03T12:54:45Z No. of bitstreams: 2 Dissertação Alessandra Figueiredo.pdf: 2177399 bytes, checksum: 28c4930254c9734cbc6c08df7bcbbe44 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Made available in DSpace on 2015-03-03T12:54:45Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Dissertação Alessandra Figueiredo.pdf: 2177399 bytes, checksum: 28c4930254c9734cbc6c08df7bcbbe44 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2013-02-27 Este estudo foi desenvolvido com o intuito de ouvir as pessoas em sofrimento psíquico, partindo do pressuposto que as diversas categorizações existentes favorecem, ou não, a circulação dessas em determinados lugares. Para tanto, teve como objetivo geral analisar os discursos dos usuários de um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS I) da cidade de Itaporanga-PB sobre as pessoas em sofrimento psíquico e como objetivos específicos: identificar as classificações dadas a essas pessoas; identificar os lugares definidos para as mesmas; analisar se os locais de reclusão, como hospitais psiquiátricos, permanecem sendo caracterizados como lugares para pessoas em sofrimento mental. A pesquisa se assentou numa abordagem qualitativa, tendo como aporte teórico-metodológico a Psicologia Social Discursiva. Foram realizadas observações participantes e quatro rodas de conversa, compostas por sete usuários de procedimento intensivo. As rodas foram áudio-gravadas e transcritas na íntegra, para as observações, foram elaborados diários de campos, os quais foram analisados à luz da Psicologia Discursiva. Considerou-se que os usuários tentaram se afastar das categorias louco, doido, maluco, fazendo uso do discurso da psiquiatria, da psicologia, da psicanálise, da reforma psiquiátrica e do discurso religioso. Além disso, eles sustentaram o argumento de que o louco é o outro, numa tentativa de se distanciarem de classificações e de lugares que levariam à exclusão, como o hospital psiquiátrico, aproximando-se do CAPS I, ou de outros espaços sociais, como a sorveteria, as igrejas, as festas, os quais não trariam consigo o estigma da loucura.
9

Loucos nas ruas : um estudo sobre o atendimento à população de rua adulta em sofrimento psíquico na cidade do Recife

2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T22:58:52Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3605_1.pdf: 3138654 bytes, checksum: 8ea92e9217d51155123dc1786de12ef2 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 A concretização deste trabalho só foi possível devido à existência de tantas histórias de vida marcadas pelo estigma da loucura e pela condição de vivenciá-la nas ruas da cidade do Recife. É pela preocupação e cuidado com essas histórias que este trabalho se justifica e ganha sentido, propondo-se a refletir sobre a temática do direito e acesso à saúde da população de rua em sofrimento mental. Mais especificamente, buscando compreender como os serviços de assistência social e saúde mental estão acolhendo a demanda de sofrimento psíquico que acomete pessoas adultas que moram nas ruas da nossa cidade. Ao trabalhar com População de Rua colocamos em cheque muitos dos conceitos imprescindíveis para o funcionamento normal e correto dos serviços, pois historicamente as contingências e realidades desta população não vêm sendo levadas em consideração. Para alcançar tais objetivos, foram escutadas diversas vozes e versões sobre três histórias de vida de pessoas em sofrimento psíquico que vivem nas ruas da cidade do Recife. Narrativas apresentadas por familiares, profissionais, exvizinhos foram ouvidas e refletidas, na tentativa de entender o percurso desde o início do sofrimento, a ida para as ruas e as alternativas construídas para a resolução de cada caso. Procurei compreender os diversos posicionamentos e as diferentes versões das pessoas envolvidas em cada caso escolhido, buscando entendê-los nos endereçamentos do diálogo. Na narrativa dos familiares, procurei as explicações e sinais para o início do sofrimento psíquico de cada usuário, bem como os motivos que os levaram a sair de casa e se distanciarem de suas famílias; com os profissionais do SESR, as entrevistas tiveram como foco a situação encontrada no primeiro atendimento na rua e os caminhos percorridos junto a cada usuário no seu processo de atendimento; com os profissionais dos Caps e das Casas de Acolhida do Iasc, quis saber como cada usuário chegou e foi acolhido naquele serviço, qual a avaliação feita de cada história de vida e que encaminhamentos foram construídos para solucionar cada caso. Dessa forma, foram escutadas diversas versões e opiniões sobre as referidas histórias, o que permitiu a construção de uma outra versão para análise, que será aqui apresentada. Essa, trouxe um leque de possibilidades e questionamentos sobre o cuidado em saúde mental oferecido à população em situação de rua na nossa cidade. Algumas questões saltaram aos olhos, que foram: a transferência da responsabilidade pelo cuidado do Estado para a família; a exigência de ter que sair das ruas, possuir referência familiar e domiciliar para iniciar o tratamento em saúde mental; e, por fim, a (im)possibilidade de compartilhamento da responsabilidade pelos moradores de rua pelas políticas de Saúde e Assistência Social da nossa cidade. Para que o atendimento oferecido à população de rua em sofrimento mental em Recife consiga ser efetivado de forma tal que respeite as especificidades dessas pessoas, parece necessário que ocorra o estranhamento dos profissionais e serviços frente às condições dessas pessoas que vivem nas ruas, ocasionando a desnaturalização de conceitos e pré-requisitos já estabelecidos, pois só assim será possível a invenção de novas e diferentes formas de atenção e cuidado para com a População de Rua. Por fim, defendo que o respeito às diferenças e a garantia universal e integral de proteção social, tão presentes nos discursos e nas leis vigentes em nosso país, precisam ser ampliados para qualquer grupo social, mesmo que ele desorganize e se contraponha às nossas certezas e convicções sobre a melhor forma de estar no mundo
10

Saude mental e arquitetura : um estudo sobre o espaço e o ambiente e sua inserção no processo terapeutico

2001 (has links)
Orientador : Mario Eduardo Costa Pereira Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas Made available in DSpace on 2017-03-27T16:16:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Nogueira, Maribel Azevedo Mendes.pdf: 27066716 bytes, checksum: 75976262697fa03186c3eb9e3047b8d9 (MD5) Previous issue date: 2001 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:42:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Nogueira_MaribelAzevedoMendes_M.pdf: 27066716 bytes, checksum: 75976262697fa03186c3eb9e3047b8d9 (MD5) Previous issue date: 2001 Resumo: o presente estudo busca demonstrar que, entre as disciplinas Saúde Mental e Arquitetura existe uma profunda ligação e que, do estudo de suas inter-relações, decorrem conseqüências decisivas para a prática clínica. Trilhando o caminho metodológico da pesquisa do tipo exploratória, é realizada uma revisão histórica dos espaços destinados à loucura e são apresentados dois episódios que permitem melhor visualizar os problemas que se colocam na interface das duas disciplinas. O referencial teórico escolhido para a análise das questões espaço e ambiente que emergiram da revisão histórica e dos episódios foram o enfoque psicanalítico em suas vertentes fteudiana e winnicottiana. O tema Saúde Mental e arquitetura relacionada ao processo terapêutico acabam por conduzir a uma reflexão sobre a importância do abrigo na existência humana, envolvendo o ser na dimensão do pathas, palavra grega que designa ao mesmo tempo sommento, paixão, passividade. Neste sentido, este estudo vem demonstrar que espaço e ambiente constituem-se em uma linguagem específica que permite a própria narrativa dessepathas Abstract: This study aims to show the deep connection between Mental Health and Architecture subjects, and that there are important consequences for the clinical practice hom the study of all their inter connections. Through the methodologycal and exploratory research process, a historical review of all spaces for insanity is done, and two episodes alloding a better vieu of the problems when both issues are interfacedis presented. The theorical reference chosen was the psychiatric focus on Freudian and Winnicottian view, for the study of space and atmosphere ftom the historical review and of the two episodes presend. This Mental Health and Architecture connection related to thetherapeutic process leads to a reflexion about the importance of shelter for human beings, insoling the human in the dimension of pathos. A greek word that means suffering, passion and passivity at the some time. This way this study shows that space and atmosphere constituse in a specificlanguage that allous the oun narrative ofthe pathos Mestrado Saude Mental Mestre em Ciencias Medicas

Page generated in 0.07 seconds