• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 192
  • 5
  • 1
  • Tagged with
  • 203
  • 75
  • 42
  • 38
  • 38
  • 37
  • 27
  • 20
  • 20
  • 20
  • 19
  • 19
  • 19
  • 18
  • 18
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Ser ou não ser, louco é a questão

Melo, Marcos Costa 2004 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História. Made available in DSpace on 2012-10-22T06:03:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 203000.pdf: 1048668 bytes, checksum: d9110c2d00bde32280315a46a6253ea8 (MD5) A presente dissertação analisa a criação do Manicômio Judiciário de Santa Catarina a partir de suas relações com o Estado, assim como o posterior funcionamento da instituição e a história de alguns de seus internos, analisando aspectos como a separação da Colônia Santana e o Manicômio Judiciário, as mudanças na psiquiatria catarinense, a questão das drogas e as internações e o manicômio como prisão, entre outros.
2

Entre a pobreza e a loucura: O discurso psiquiÃtrico, o asilo de alienados e as cartas sobre a loucura (1874 a 1886) Entre a Pobreza e a loucura: O discurso psiquiÃtrico, o Asilo de Alienados e as Cartas sobre a loucura.(1874 a 1886)

Roberta Kelly Bezerra de Freitas 27 August 2012 (has links)
CoordenaÃÃo de AperfeiÃoamento de Pessoal de NÃvel Superior Dans ce travaille on a essayà reconstituer le contexte sociopolitique quâa donnà les conditions pour la constitution dâun discurs psychiatrique relatif aux pauvres et aux fous à la capital de la province du Cearà à la fin du XIXe siÃcle.Ce texte câest divisà en trois chapitres et dix points. Dâabord, on analise le contexte sociopolitique quâa incitÃ, pour la premiere fois, à la ville de Fortaleza, une discussion à propos dâun espace dâasile pour les pauvres et les fous; le lieu en questions sâagissait de lâAsile dâaliÃnÃs SÃo Vicente de Paula à Arronches. Cet asile a Ãtà construit entre les ans de 1874 et 1886 qui sâagit du pÃriode dâestude de cet travaille. Ensuite, on Ãtude les questions ÃpistÃmologique des premiers dÃbats à propos de lâaliÃnisme en France et la constitution dâun âsavoir medicalâ dans les facultÃs de medicine du BrÃsil à la fin du XIXe siÃcle. à la fin, on analise la premiÃre publication à Fortaleza quâa dÃveloppà les dÃbats à propÃs de la folie, la psychiatrie et les monomanies, crÃÃe par le medicin et dÃputà du CearÃ, le Docteur Francisco Ribeiro Delfino Montezuma en 1882 au journal Gazeta do Norte. à partir de ces dÃbats on a pu analysà le contexte social dans lequel sâest developpà un discours quâa mis em relief les fous au Brasil. Neste trabalho buscou-se reconstruir o contexto social e polÃtico que levou a constituiÃÃo de um discurso psiquiÃtrico na capital da provÃncia do Cearà em relaÃÃo aos pobres e aos loucos no final do sÃculo XIX. Para tanto este texto divide-se em trÃs capÃtulos e dez subitens. Primeiramente analisamos contexto polÃtico e social na cidade de Fortaleza que gerou pela primeira vez uma discussÃo sobre um espaÃo asilar para os pobres e os loucos, o local em questÃo era o Asilo de Alienados SÃo Vicente de Paula no Arronches que levou doze anos para ficar pronto entre os anos de 1874 a 1886 espaÃo temporal este que justifica o perÃodo dessa pesquisa. Depois estudamos as questÃes epistemolÃgicas dos primeiros debates em torno do alienismo na FranÃa e a constituiÃÃo desse saber mÃdico nas faculdades de medicina do Brasil no final do sÃculo XIX. Finalmente analisamos a primeira publicaÃÃo em Fortaleza sobre a loucura, a psiquiatria e as monomanias de autoria do mÃdico e deputado cearense Dr. Francisco Ribeiro Delfino Montezuma no ano de 1882 no jornal Gazeta do Norte. A partir dessa discussÃo pudemos analisar em que contexto social gerou-se um discurso que deu visibilidades aos loucos no Brasil.
3

O saber-poder psiquiátrico no interior da instituição judiciária e as tecnologias de normalização que produzem identidades e atestam anormalidades

Fusinato, Sócrates 2005 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direito. Made available in DSpace on 2013-07-16T01:55:44Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Trata-se de estudo que investiga algumas relações, possíveis de serem traçadas, entre racionalização e poder. Intenta-se analisar estas relações em um domínio específico que se enraíza em uma experiência fundamental: a loucura. Não para constatar se a loucura se conforma ou não aos princípios da racionalidade, mas para esquadrinhar a que tipo de racionalidade a sociedade, por intermédio da Psiquiatria e do Direito, recorre para lidar com tal experiência. Enquanto elemento anormal, mas contudo normalizável, a loucura é peça-chave da presente trama. E já não pode ser entendida em separado, não pode ser discernida como elemento que opera do lado de fora do corpo social. Isso porque a loucura figura como dispositivo que atua em prol da manutenção das relações de poder que operam a partir de saberes impregnados de um senso de normalidade. A loucura positivada é produtora de individualidades. A loucura produz e é produzida. Eis o efeito positivo das relações de saber-poder que tornam-na produto de um julgamento moral, socialmente convencionado, psiquiatricamente compreensível e juridicamente legitimado
4

Um olhar foucaultiano sobre a loucura e a família

Severo, Cristine Görski 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Linguística. Made available in DSpace on 2012-10-20T13:05:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 205615.pdf: 258194 bytes, checksum: 48584aefa735e075d29ff31b105ed2f4 (MD5) Neste trabalho, discuto a maneira pela qual 'loucura' e 'família' são produzidas arqueológica e genealogicamente pelo discurso anti-manicomial. Tal discurso é constituído por quatro práticas discursivas, que são consideradas no decorrer da dissertação: a psicanálise, a teoria da hereditariedade, a neurociência e a terapia sistêmica. A partir de um olhar foucaultiano, analiso essas práticas no que diz respeito à maneira pela qual elas recortam/produzem # politicamente # a loucura e a família como objetos de saber. Para a realização da análise utilizo as seguintes ferramentas, oferecidas por Foucault: noção de poder; noção de procedimentos para configuração de saber; e também um pequeno histórico acerca do nascimento do asilo e do discurso anti-manicomial para contextualizar esse discurso e os saberes que o constituem. Por fim, realço a discussão política e arqueológica que atravessou a realização desse trabalho.
5

As máscaras da razão : memórias da loucura no Recife durante o período do Estado Novo (1937-1945).

Concepta Padovan, Maria 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:32:03Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3365_1.pdf: 1976266 bytes, checksum: e619c2820091832cb8b629c0a3e1853c (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2007 Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico O período do Estado Novo (1937-1945) caracterizou-se por um momento de organização social, baseado na moralidade e religiosidade expressadas através da família. Neste contexto, a psiquiatria encontrou espaço para seu desenvolvimento, atuando juntamente ao governo, de forma que a ordem fosse preservada a partir não mais de um simples processo de exclusão, mas da prevenção e reintegração da loucura. Este processo foi trabalhado de acordo com a teoria genealógica de Michel Foucault, que vê a loucura como algo que não possuí natureza ou essência própria, mas um sentido que lhe é conferido por determinados grupos sociais em cada período. Neste sentido, procurou-se estudar as formas pelas quais os diversos grupos sócio-culturais representantes da população do Recife viram-se alvos da perseguição policial e médica. A partir do estudos de artigos da época, elaborados pela própria psiquiatria (tanto com fins científicos como instrutivos), além dos próprios prontuários psiquiátricos (que podem fornecer informações preciosas até mesmo a partir de sua estrutura de dados), a loucura foi sendo traçada como a desobediência dos padrões estabelecidos, no que se referia a aspectos físicos (aparência), pensamentos e comportamentos. Foi possível perceber como os papéis sociais dos membros da família foram sendo traçados a partir da questão da infância; como a atuação de mulheres rebeldes mediante uma ideologia de vida que lhes era imposta foram tomadas como as principais causas de seus internamentos, além das formas que a sociedade utilizou para lidar com elas (o próprio internamento e os tratamentos corretivos que lhes eram aplicados); e como os moradores dos mangues foram sendo associados às mais diversas formas de psicopatias, que variavam do fato de viverem na marginalidade à crença em cultos de origem africana e o uso do álcool. É dentro desta perspectiva de estudo, que estes aspectos considerados inadequados e intoleráveis acabaram por se mostrar como a real vivencia da loucura (e não apenas seus aspectos orgânicos), durante o Estado Novo
6

Da Nau dos Loucos ao Trem de Doido

Jabert, Alexander 2001 (has links)
A presente proposta de estudo está inserida na problemática da constituição das instituições de administração da loucura e do louco na fase da Primeira República e às formas com que o poder público desenvolveu políticas de atenção ao louco, analisando especificamente o caso de uma unidade da Federação brasileira – o estado do Espírito Santo. O estudo tem como objetivo mostrar a complexidade da articulação entre loucura, sociedade, medicina e Estado. A preocupação recai, especialmente, sobre a discussão do processo que transformou a medicina em saber e prática hegemônica de justificação e validação da tutela do louco pelo poder público. Como o objetivo do trabalho era tentar delimitar as formas encontradas pelo poder público para solucionar o problema de administração da loucura, a pesquisa de fontes primárias se concentrou na análise de documentos oficiais do Espírito Santo e das instituições que foram utilizadas por este Estado para auxiliá-lo nesta tarefa. Recorreu-se principalmente aos acervos do Arquivo Público Estadual e da Biblioteca Nacional na busca por relatórios de Presidentes do Estado do período republicano, além de documentos dos secretários de governo, chefes de policia, procuradores de justiça, juizes, inspetores de higiene, provedores da Santa Casa de Misericórdia de Vitória, entre outros. _____________________________________________________________________________________________ ABSTRACT: This study proposal covers the problem of the establishment of institutions for administering insanity and madness during the country’s First Republic and the manner with which the government developed its policies of treating the insane, specifically analyzing the case of a unit of Brazil’s Federation – the State of Es pírito Santo. The study intends to show the complexity of articulation among madness, the society, medicine and the State. Concern occurs mainly regarding the discussion of the process that transformed medicine into knowledge and the hegemonic practice of justifying and legalizing the fact that the insane be under the tutelage of th e government. Since the study’s objective was to try and delimitate the ways found by the government to solve the problem of controlling madness, the primary sources of research were concentrated on the analysis of official documents of the State of Espírito Santo and of the institutions which were used by the State to assist it in this task. Research was made mainly in the State Public Records and the National Library, in a search for State Presidents’ reports from the republican period, as well as documents issued by secretaries of state, chiefs of police, attorney generals, judges, public health inspectors and superintendents of the Santa Casa de Misericórdia Hospital in Vitória, amongst others.
7

Programa para uma leitura poética Dos tempos da loucura : do mundo partiu filho extrangerado

Farina, Juliane Tagliari 2014 (has links)
Esta tese, propõe a passagem por verbos que operam um movimento virtual do tempo e alcançam uma dimensão espiritual através da escrita poética. Assim, chega-se a zonas de indefinição e cruzamento entre ver, ler, ouvir, escrever e falar. As produções poéticas dos participantes de um Ateliê de Escrita que acontece em ambiente manicomial são os intercessores estético-políticos de um pensamento atento às possibilidades de liberação dos aprisionamentos da existência sejam eles físicos, discursivos ou subjetivos. Para tanto, o próprio texto da tese se coloca como campo experiencial dos instrumentos minorados colocados em cena, uma visão menor, uma leitura menor, uma audição menor, uma escrita menor, um lugar menor, um tempo menor, para combater a infâmia e o esquecimento a que grandes discursos remetem estados singulares da existência. Assim, propõe-se um movimento que se descola do presente mundano, afeta o espírito e bascula para a loucura, que, ao mesmo tempo em que se conecta com a mais profunda dor, aparece como um motor capaz de transformar um mundo limitado e indiferente num ambiente de criação e expressão ilimitado.
8

O tempo vivido dos moradores da casa D'Francisco : um estudo qualitativo em residência terapêutica TIME LIVED THE RESIDENTS OF THE HOUSE D'FRANCISCO: A QUALITATIVE STUDY IN THERAPEUTIC RESIDENCE (Inglês)

Medina, Ivanda Séfora de Magalhães 30 May 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2018-10-05T23:33:11Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-05-30 This investigation has an understanding of how subjects living in Therapeutic Residences experience social time established by the institution. Qualitative research, exploratory and descriptive, performed by a field work, following an ethnographic approach, based on participant observation. Field observations were complemented with semi-structured interviews with the subjects of the study within the inclusion criteria and considering the saturation sample. With the completion of this research, we determined that the subjects surveyed have existential possibilities not only within the limit of a nosographic classification, but are able to experience them according to their subjective possibilities, going beyond a mere diagnosis. Social time established by the institution is experienced by them in accordance with these existential possibilities. Keywords: Madness. Institutionalization. Social Time. Esta investigação apresenta uma compreensão sobre como os sujeitos moradores de Residência Terapêutica vivenciam o tempo social elaborado pela Instituição. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, exploratória e descritiva, realizada mediante trabalho de campo seguindo um enfoque etnográfico, com base na observação participante. As observações de campo foram complementadas com a realização de entrevistas semi-estruturadas com os sujeitos colaboradores do estudo dentro do critério de inclusão adotados e considerando a saturação amostral. Com a realização dessa pesquisa foi possível constatar que os sujeitos pesquisados possuem possibilidades existenciais que não os limitam somente dentro de uma classificação nosográfica, mas que são capazes de vivenciá-las de acordo com as sua possibilidades subjetivas, indo para além de um mero diagnóstico. O tempo social elaborado pela Instituição é vivenciado por eles de acordo com essas possibilidades existenciais. Palavras-chave: Loucura. Institucionalização. Tempo Social.
9

Prevenção ao uso e abuso de drogas : um recorte na historia intelectual da enfermagem

Oliveira, Telma Eliane Garcia Clajus 2002 (has links)
Orientador : Marcos de Souza Queiroz Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas Made available in DSpace on 2018-08-02T21:45:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Oliveira_TelmaElianeGarciaClajus_M.pdf: 29402978 bytes, checksum: f78d29eb0fca7fbed398ffc5dcf5b557 (MD5) Previous issue date: 2002 Resumo: A disseminação do uso de substâncias psicoativas emerge no momento atual como uma problemática complexa e crescente. Diante das diversas questões que envolvem as causas da drogadição, os métodos usuais da ciência médica e epidemiológica têm se mostrado insuficientes, principalmente pelo fato de se tratar de uma população marginalizada. Trazendo uma revisão teórica das transformações ocorridas no pensamento científico, a partir de uma contextualização histórica dentro dos modelos arqueológicos de Foucault, sinaliza-se a influência e a contribuição da racionalidade na exclusão do indivíduo dependente químico, e nas contradições das abordagens preventivas sobre a drogadição. Considerando que as conotações socioculturais exercem marcante influência nas motivações para o uso destas substâncias, o que requer uma inserção mais direta no campo de pesquisa, deu-se destaque aos modernos métodos antropológicos que priorizam as questões culturais e a subjetividade do indivíduo dependente químico. Uma vez determinados os referenciais de análise neste contexto, esta pesquisa objetivou conhecer a colaboração científica contemporânea da Enfermagem na temática da prevenção ao uso e abuso de drogas, e se esta categoria profissional em seus trabalhos científicos tem se utilizado de métodos que permitam a escuta do Outro, o principal objeto da assistência. Através de um recorte na história intelectual da Enfermagem, utilizando o referencial teórico da História das Mentalidades, expomos o perfil das idéias dos profissionais de Enfermagem referidos nos resumos de trabalhos acadêmicos e científicos publicados nos catálogos do Cepen (Centro de Estudos e Pesquisa em Enfermagem), e nos livros de resumos de eventos específicos: CBEn (Congresso Brasileiro de Enfermagem) eno VI Encontro de Pesquisadores em Saúde Mental. A análise revela que a Enfermagem se insere nesta temática de maneira evolutiva, e sua produção científica acompanha as revoluções da ciência, demonstrando por meio de suas idéias estar aberta à introdução de um novo paradigma que surge em sintoma com fatores socioculturais, nos quais o exercício da cidadania plena pode ser praticado numa ética de interlocução e interdisciplinaridade Abstract: The dissemination of the use of psychoactive substances emerges at this time as a complex and rising problem. Facing the many questions that involve the causes of drug addiction, the usual clínical scientific and epidemiological methods have shown to be insufficient, especially because it deals with a marginalized population. Revising the transformation's theory of the scientific way of thinking, based on a historical contextualization within the Foucault archeological models, point out the influence and contribution of the rationality in the exclusion of the chemical dependant person, and also in the contradictions of the preventative approaches regarding drug-addiction. Considering that the socio-cultural connotations have a marked influence on the motivation for the use ofthese substances, and that it requires a deeper insertion in the field ofresearch, this paper emphasizes the modero anthropological methods, which prioritize the cultural questions and the subjectivity ofthe chemical dependant individual. Once the analysis referential is determined in this context, this research targeted to find out the contemporary scientific collaboration ofthe Nursing profession on the topic ofprevention ofthe use of drugs, and if this professional category in its scientific work has utilized methods that allows the "patient hearing", the principal object of assistance. Through a cut on the intellectual history of the Nursing profession, utilizing the methodology of analysis ofthe contents and the technique of the thematic analysis, the profile of the ideas of the Nursing professionals is exposed and are referred to in the summaries ofthe academic and scientific works published in the index ofthe Cepen (Centro de Estudos e Pesquisa em Enfermagem), and in the summary books of specific scientific events like: CBEn (Congresso Brasileiro de Enfermagem), in the VI Encontro de Pesquisadores em Saúde Mental. The analysis reveals that the Nursing inserts itself in this thematic in an evolutionary way and its scientific production accompanies science's revolution, showing through its ideas that it is open to the introduction of a new paradigm that rises in tune with socio-cultural factors, where the full citizenship can be practiced within an ethical dialogue and in an interdisciplinary way Mestrado Mestre em Enfermagem
10

Literatura e loucura : o escritor no hospicio em tres romances dos anos 70

Reis, Eloesio Paulo dos 2004 (has links)
Orientador: Maria Eugenia da Gama Boaventura Alves Dias Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem Made available in DSpace on 2018-08-03T20:47:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Reis_EloesioPaulodos_D.pdf: 1392216 bytes, checksum: a851cc2e9329360f6ec6646dcaa2015c (MD5) Previous issue date: 2004 Resumo: Este trabalho tem a intenção de contribuir para uma compreensão do papel do escritor como personagem na literatura brasileira contemporânea, tal como concebido pelos autores de três romances publicados nos anos 70 do século XX: Quatro-Olhos (Renato Pompeu), Armadilha para Lamartine (Carlos Sussekind) e Confissões de Ralfo (Sérgio Sant'Anna).. Neles, a literatura é vista como o oposto das relações sociais reificadas, como opção de vida para quem não se enquadra no mundo administrado e não se conforma com a redução de tudo à falsa objetividade do valor monetário. A consideração trágica da loucura resulta numa recusa do hospício (concretização do positivismo psiquiátrico) e ao mesmo tempo numa escolha desse espaço como lugar privilegiado para observar as engrenagens da sociedade brasileira contemporânea em seu trabalho de triturar a individualidade, cerne do fenômeno humano. A tragédia se torna metalinguagem na medida em que os três romances têm como protagonistas escritores, heróis (ou anti-heróis) cujo desempenho se liga justamente à opção pela criação literária num mundo em tudo a ela adverso, a não ser que o escritor se coloque a serviço dos interesses da Razão instrumentalizada pelo capital e coadjuvada pelo aparato policialesco da instituição psiquiátrica Abstract: This study intends to give a contribution to the comprehension of the writer¿s role as a literary character in the contemporary Brazilian fiction, as it was conceived by the authors of three novels published in the middle of the seventies on the XX century : Quatro-Olhos (by Renato Pompeu), Armadilha para Lamartine (Carlos Sussekind) and Confissões de Ralfo (Sérgio Sant¿Ánna). In these books, the literature is seen as an antagonist of a kind of alienated social relationship, like a choice of life for those who doesn¿t fit in a managed world and doesn¿t agree or adhere that everything can be simply reduced to its monetary value. Considering madness tragic, it brings a refuse of the mental hospital (psychiatric positivism concretization) at the same time it chooses this place as somewhere special in order to take a careful look on the Brazilian contemporary society couple on its job to crush the individuality, human phenomenon core. The tragedy becomes metalanguage as soon as the novels have as their protagonists, writers, heroes, (or antiheroes) whose ¿political¿ performance inside mental hospital just connects to the literary creation choice in a world that is the opposite of all of this, unless the writer puts himself straight for Racional interests by the capital and helped by the wakened psychiatric institutional apparatus Doutorado Doutor em Letras

Page generated in 0.0356 seconds