• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 80
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 85
  • 27
  • 12
  • 11
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Atividade proteolítica e degradação da matriz da dentina bovina e humana /

Inagati, Cristiane Mayumi. January 2017 (has links)
Orientador: Josimeri Hebling / Resumo: Dentes bovinos têm sido utilizados como substitutos aos dentes humanos, especialmente em pesquisas sobre adesão. Entretanto, ainda não foi demonstrada se a degradação do colágeno de ambos os substratos ocorre na mesma intensidade/velocidade. Portanto, esse estudo comparou a atividade de metaloproteinases da matriz (MMPs) e a degradação da matriz dentinária de dentes bovinos versus humanos. A coroa de dentes humanos e bovinos foram seccionadas para a obtenção de espécimes de dentina (0,5x1,0x4,0 mm). Todos os espécimes (n=30/tipo de dente) foram completamente desmineralizados em ácido fosfórico. Quinze espécimes foram aleatoriamente selecionados para a análise da atividade total de MMPs por método colorimétrico, e os restantes foram utilizados para a análise de perda de massa seca em balança microanalítica. Concluídas as análises iniciais, os espécimes foram armazenados em saliva e as análises, perda de massa seca e MMPs, foram repetidas após 7, 14 e 21 dias. Em cada período, a saliva foi coletada para a análise da liberação de hidroxiprolina por meio de teste colorimétrico. Os dados foram submetidos aos testes de Friedman, Wilcoxon para medidas repetidas e Mann-Whitney (p<0,05). A atividade inicial de MMPs foi similar dentre os dois substratos, com redução significante em função do tempo, especialmente após 7 dias de armazenamento. Aos 7, 14 e 21 dias de análise, a atividade de MMPs foi mais intensa para a dentina bovina. Aos 7 dias houve elevada liberação de hidroxiprolina p... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Bovine teeth have been often used as a substitute for human teeth in studies about enamel and dentin adhesion. However, it has not yet been shown if the degradation of collagen of both substrates occurs at the same intensity and rate. Therefore, this study compared the total activity of matrix metalloproteinases (MMPs) and the degradation rate of dentin matrix from bovine versus human teeth. The crowns of human and bovine teeth were sectioned to obtain specimens of dentin (0.5x1.0x4.0mm). All specimens (n=30/tooth type) were completely demineralized in phosphoric acid. Fifteen specimens were randomly selected for the total MMPs activity analysis by a colorimetric method, while the remaining specimens were used to determine the loss of dry mass in a microanalytical balance. Once the initial analyses were concluded, the specimens were stored in saliva-like solution, and both analyzes, dry mass and MMPs activity, were repeated after 7, 14 and 21 days. In each period, the saliva was collected to determine the amount of hydroxyproline released by means of a colorimetric assay. The data were submitted to Friedman, repeated-measures Wilcoxon and Mann-Whitney tests (p<0.05). Similar initial MMP activity was seen between the two substrates, with a significant reduction over time, especially after 7 days. At 7, 14 and 21 days, bovine dentin had a higher proteolytic activity. After 7 days, there was a high hydroxyproline release for both substrates, with significantly higher amounts see... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
2

Reposição hormonal na prostata ventral de ratos castrados : recuperação glandular, reorganização estremal e atividade de metaloproteinases de matriz

Justulin Junior, Luis Antonio 03 November 2005 (has links)
Orientador: Sergio Luis Felisbino / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-04T04:10:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 JustulinJunior_LuisAntonio_M.pdf: 10236686 bytes, checksum: 4ad6350b1b5ac9de674a75c18e876eef (MD5) Previous issue date: 2005 / Resumo: A próstata (Pvl e a vesícu1a seminal (VS) são glândulas andrógeno-dependentes que sofrem atrofia e recuperação após privação e reposição androgênica, respectivamente. Em ambos eventos são observadas alterações tanto no compartimento epitelial quanto no estromal. Os aspectos relacionados às alterações epitelias provocadas pela reposição hormonal na próstata de ratos castrados estão bem descritos na literatura. Entretanto as alterações estromais e a atividade de metaloproteinases de matriz (MMPs) não estão descritas, tão pouco um estudo comparativo da resposta proliferativa entre a PV e a VS. Desta forma, este trabalho teve por objetivos: a) comparar a resposta da PV e da VS de ratos castrados submetidos ao processo de recuperação glandular por reposição hormonal; b) caracterizar o processo de reorganização estromal da próstata ventral de ratos castrados submetidos à reposição hormonal; c) avaliar a atividade das MMPs-2 e 9 durante a castração e reposição hormonal. Para tanto, ratos Wistar adultos machos (3 meses de idade) foram divididos em 3 grupos experimentais: controle, castrado (remoção dos testículos), e castrado tratado com testosterona. Os animais do grupo castrado foram sacrificados após 3, 5, 7, 21, 24, 26, 28, e 31 dias após a castração, enquanto os do grupo castrado tratado receberam, após 21 dias de castração, doses diárias de propionato de testosterona (4mg/kg/dia) e foram sacrificados após 3, 5, 7 e 10 dias de reposição. Finalmente, os animais do grupo controle foram sacrificados ao 3°., 7°., 21°. e 31° dias após o início do experimento. Os animais foram pesados e mortos. As próstatas ventrais (PV) e as vesículas seminais (VS) foram pesadas e processadas para análises histoquímicas, imunohistoquímicas, morfométricas, estereológicas, ultra-estruturais e análises bioquímicas por zimografia. Os resultados foram avaliados estatisticamente. Com a castração tanto a PV quanto a VS sotteram o característico processo de involução, com perda de peso, redução de área epitelial e luminal, e aumento da área estromal. Esses eventos foram revertidos progressivamente com a reposição hormonal. Entretanto, ao final do tratamento, a VS respondeu mais intensamente à reposição com testosterona do que a PV, superando significativamente o peso das glândulas dos grupos controle, enquanto o peso da PV não atingiu o peso das glândulas dos grupos controle. Esta diferença entre as duas glândulas também foi observada no índice de proliferação (IP) celular obtido pela marcação imunohistoquímica para PCNA. As células epitelias da VS apresentaram um IP aproximadamente três vezes superior às da VP. Embora a castração promova um aparente aumento da área estromal, nossos resultados de peso absoluto do estroma revelaram que ocorre na verdade uma diminuição no conteúdo estromal, com uma possível degradação da matriz extracelular. Embora, as fibras colágenas, reticulares e elásticas, condensadas durante a castração, tenham sido progressivamente distendidas e dispersadas ao redor dos duetos durante a reposição hormonal, ocorreu um aumento progressivo no volume absoluto do estroma, sugerindo a síntese destes componentes durante o tratamento. Este resultado confirma as observações ultra-estruturais de fibroblastos e células musculares lisas com citoplasmas repletos de organelas envolvidas na síntese protéica (Cisternas dilatadas de reticulo endoplasmático rugoso e Complexo de Golgi). Na degradação dos componentes da matriz extracelular do estroma durante a castração certamente ocorre com a participação das metaloproteinases de matriz (MMPs) 2 e 9, as quais exibiram aumento de atividade gelatinolítica de suas forma latentes e principalmente de suas formas ativas. A MMP-9 apresentou maior atividade durante a fase fmal da involução glandular, enquanto a MMP-2 apresentou aumento de atividade tanto na involução, quanto na recuperação glandular. Esses resultados demonstram que hormônios androgênicos modulam a fisiologia da próstata, influenciando o conteúdo e a organização da matriz extracelular do estroma através das células musculares lisas e, principalmente, dos fibroblastos / Abstract:The ventral prostate (VP) and the seminal vesic1e (SV) are both androgen dependents, in which undergoe atrophy and regrowth processes afier androgen deprivation and reposition. In both events, it was observed alterations in the epithelium as well as in the stromal compartiments. The aspects related to the prostate epithelium induced by testosterone replacement in castrated rats are very well discribed, however the estromal modifications and matrix metalloproteinases (MMPs) activity are not, even not a comparative study of proliferative responsiveness between VP and SV to testosterone replacement. In this sense, the aim of this work was: a) to compare the responsiveness to androgen reposition of the VP and SV involuted; b) to describe the process of stromal reorganization of castrated ventral prostate submited to testosterone replacemnt; c) to analyse the gelatinolitic activity of MMP-2 and MMP-9 in the ventral prostate during castration and androngen reposition; For this, male adult Wistar rats (3 months-old) were divided into 3 experimental groups: control, castrated (testis excision), and castrated plus testosterone replacement. The animals from castrated group were sacrificed at 3,5, 7, 21, 24, 26, 28 and 31 days after castration, while those from testosterone replacement, afier 21 days of castration, started to receive daily doses of testosterone propionate (4mg/kg/day) and were sacrificed at 3, 5, 7 and 10 days afier testosterone replacement. Finally, the animals from control group were sacrificed at 3, 7, 21 and 31 days afier beginning the experimento The animals were killed and weighted. The VPs and SVs were weighted and processed for histochemistry, immunohistochemistry, morphometric-stereological, ultra-structural and zymography analyses. The results were analysed statistically. Castration induced the characteristic process of involution. This process was progressively reverted by the testosterone replacement. However, at the end of the treatment, the more responsiveness of SV was demonstrated. The SV from TESTO group overcome the control value, while the VP did not reach the control value. This difference between two glands was also observed in the proliferation index (PI) obtained by the immunoreaction for PCNA. The epithelial cells from involuted SV presented a PI value about 3 times higher than that from VP. In despite castration promote an increase in the stromal area, our results from stromal absolute volume showed a reduction in the estromal compartiment, with a probably degradation of extracellular matrix. Moreover, the condensed colagen, reticular and elastic fibers have been distended and dispersed during testosterone replacement. In fact occured a progressive increase in the stromal absolute volume, suggesting synthesis of this components. These results confnm the ultrastructural observations of fibroblasts and smooth musc1e cell with enlarged rough endoplamatic reticulum cistems and Golgi complex evident. In the degradation of extracellular matrix components from stroma during castration, certainly the participation of MMPs is present. MMP-2 and -9 exhibited increased gelatinolytic activity of latent and mainly of active forms. The MMP-9 presented higher activity during the late phase of glandular involution, while the MMP-2 presented increased activity in both castration and testosterone replacement processes. These results shown that androgen modulate the prostate physiology and influence the composition and organization of stromal extracellular matrix through smooth muscle cells and mainly fibroblasts / Mestrado / Biologia Celular / Mestre em Biologia Celular e Estrutural
3

Detecção e caracterização parcial de colagenases obtidas de dermatófitos esticados na coleção de culturas Micoteca URM

de Lima Ferreira Junior, Djair January 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:54:23Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo6479_1.pdf: 326813 bytes, checksum: 6a19f07bcd3d7b7fc5a6b89d4f86cc73 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2006 / O grupo de fungos dermatófitos, em seus principais gêneros, tem sido citado na literatura como produtor de várias enzimas proteolíticas, dentre elas a colagenase tem sido isolada desde 1967. Neste trabalho, trinta amostras de dermatófitos foram testadas quanto à capacidade de degradar gelatina em meio sólido. Para esta seleção em meio sólido foram testadas espécies de Trichophyton tonsurans, Trichophyton mentagrophytes, Trichophyton rubrum, Epidermophyton floccosum, Microsporum canis e Microsporum gypseum, das quais foram escolhidas aquelas que apresentaram maiores diâmetros de colônia, para realizar-se a produção enzimática em cultivo liquido submerso, onde foram determinados a biomassa, pH, atividade proteásica, colagenolítica e conteúdo protéico. A maior atividade proteásica e colagenolítica foi obtida no quinto dia de cultivo na fase exponencial de crescimento, onde o pH do meio de cultura atingiu a faixa alcalina.O extrato bruto da enzima do maior produtor tanto de protease como de colagenase, o Microsporum gypseum, foi caracterizado quanto ao efeito do pH e da temperatura na atividade e estabilidade na enzima, bem como avaliado o efeito de inibidores. O pH ótimo da enzima deste microrganismo foi pH igual a 9,0 e a temperatura ótima foi a 70º C. A enzima apresentou-se estável à temperatura de até 80º C, retendo cerca de 32% de sua atividade durante 90 minutos de incubação. Quanto à estabilidade da colagenase ao pH, esta apresentou uma atividade residual de 116% no pH 9,0 durante o período do ensaio (90 min). A enzima sofreu inibição pelo ácido etilenodiaminotetracético (EDTA), confirmando a inclusão desta enzima no grupo das metaloproteases
4

Influência das células mioepiteliais neoplásicas benignas de adenoma pleomórfico na produção de MMPs -1, -2, - 8, -9 e -13 por células epiteliais malignas e sua possível relação com o índice de invasão

Rodrigues, Neliana Salomão [UNESP] 03 August 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2016-02-05T18:30:09Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-08-03. Added 1 bitstream(s) on 2016-02-05T18:34:19Z : No. of bitstreams: 1 000857811.pdf: 501182 bytes, checksum: 97ed0b747ae3422a975a5f03adaa1428 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / A célula mioepitelial é um componente de diversos órgãos glandulares, incluindo glândulas salivares e mamárias, que auxilia na excreção do conteúdo glandular, atuando também na sua embriogênese e morfogênese. Além de suas funções normais, ação supressora tumoral tem sido atribuída a esta célula. Utilizando como modelo o Carcinoma Ex-Adenoma Pleomórfico, neoplasia maligna proveniente da malignização das células do Adenoma Pleomórfico (AP), foi estudada a influência das células mioepiteliais neoplásicas no comportamento invasivo de células epiteliais malignas, em um estudo in vitro. Para isso, células de carcinoma epidermoide bucal (CAL 27, ATCC) e de carcinoma ductal (HS578T, ATCC) foram cultivadas em câmaras de invasão, sobre matrigel, com meios condicionados de células mioepiteliais de AP por 96 h. Foi calculado o índice de invasão, quantificada a secreção de MMPs-1,-2,-8,-9 e -13 e de TIMP-1 e -2, por meio de ELISA, e a atividade proteolítica por Zimografia. Os resultados foram submetidos à análise estatística e demonstraram que os meios condicionados de células mioepiteliais provocaram aumento do potencial invasivo de ambas as células malignas. Os meios condicionados exibiram, em geral, maiores quantidades e atividades proteolíticas de MMPs-1 e -2 e quantidades de TIMPs-1 e -2 do que as células malignas. A MMP-8 apresentou baixos níveis em todas as amostras e as MMPs-9 e -13 não foram detectadas. Nestas condições experimentais, as células mioepiteliais promoveram aumento do comportamento invasivo das células epiteliais malignas e as MMPs-1 e - 2 produzidas por elas podem estar envolvidas no processo / The myoepithelial cell is a component of various glandular organs, including salivary and mammary glands, which aids in the excretion of glandular content, also acting in embryogenesis and morphogenesis of the gland. In addition to their normal functions, tumor suppressive action has been attributed to this cell. Using as a model the carcinoma ex pleomorphic adenoma, malignant neoplasm from the malignancy of pleomorphic adenoma cells (PA), the influence of neoplastic myoepithelial cells in the invasive behavior of malignant epithelial cells in an in vitro study was studied. Therefore, cells of oral squamous cell carcinoma (CAL 27, ATCC) and ductal carcinoma (HS578T, ATCC) were cultured in invasion chambers on matrigel with conditioned media of myoepithelial cells of PA for 96 hours. We calculated the invasion índex, quantified the secretion of MMP-1, -2, -8, -9 and -13 and TIMP-1 and -2 by ELISA and the proteolytic activity by zymography. The results were statistically analyzed and showed that the conditioned media of myoepithelial cells caused increased invasive potential of both malignant cells. The conditioned media showed, in general, larger amounts and proteolytic activities of MMP-1 and -2 and amounts of TIMP-1 and -2 than the malignant cells. MMP-8 was decreased in all samples and MMP-9 and -13 were not detected. Under these experimental conditions, myoepithelial cells caused an increase in invasive behavior of malignant epithelial cells and MMP-1 and -2 produced by them may be involved in the process / FAPESP: 13/03818-4
5

Influência das células mioepiteliais neoplásicas benignas de adenoma pleomórfico na produção de MMPs -1, -2, - 8, -9 e -13 por células epiteliais malignas e sua possível relação com o índice de invasão /

Rodrigues, Neliana Salomão. January 2015 (has links)
Orientadora: Cristiane Furuse / Banca: Ana Paula Dias Demasi / Banca: Ana Maria Pires Soubhia / Resumo: A célula mioepitelial é um componente de diversos órgãos glandulares, incluindo glândulas salivares e mamárias, que auxilia na excreção do conteúdo glandular, atuando também na sua embriogênese e morfogênese. Além de suas funções normais, ação supressora tumoral tem sido atribuída a esta célula. Utilizando como modelo o Carcinoma Ex-Adenoma Pleomórfico, neoplasia maligna proveniente da malignização das células do Adenoma Pleomórfico (AP), foi estudada a influência das células mioepiteliais neoplásicas no comportamento invasivo de células epiteliais malignas, em um estudo in vitro. Para isso, células de carcinoma epidermoide bucal (CAL 27, ATCC) e de carcinoma ductal (HS578T, ATCC) foram cultivadas em câmaras de invasão, sobre matrigel, com meios condicionados de células mioepiteliais de AP por 96 h. Foi calculado o índice de invasão, quantificada a secreção de MMPs-1,-2,-8,-9 e -13 e de TIMP-1 e -2, por meio de ELISA, e a atividade proteolítica por Zimografia. Os resultados foram submetidos à análise estatística e demonstraram que os meios condicionados de células mioepiteliais provocaram aumento do potencial invasivo de ambas as células malignas. Os meios condicionados exibiram, em geral, maiores quantidades e atividades proteolíticas de MMPs-1 e -2 e quantidades de TIMPs-1 e -2 do que as células malignas. A MMP-8 apresentou baixos níveis em todas as amostras e as MMPs-9 e -13 não foram detectadas. Nestas condições experimentais, as células mioepiteliais promoveram aumento do comportamento invasivo das células epiteliais malignas e as MMPs-1 e - 2 produzidas por elas podem estar envolvidas no processo / Abstract: The myoepithelial cell is a component of various glandular organs, including salivary and mammary glands, which aids in the excretion of glandular content, also acting in embryogenesis and morphogenesis of the gland. In addition to their normal functions, tumor suppressive action has been attributed to this cell. Using as a model the carcinoma ex pleomorphic adenoma, malignant neoplasm from the malignancy of pleomorphic adenoma cells (PA), the influence of neoplastic myoepithelial cells in the invasive behavior of malignant epithelial cells in an in vitro study was studied. Therefore, cells of oral squamous cell carcinoma (CAL 27, ATCC) and ductal carcinoma (HS578T, ATCC) were cultured in invasion chambers on matrigel with conditioned media of myoepithelial cells of PA for 96 hours. We calculated the invasion índex, quantified the secretion of MMP-1, -2, -8, -9 and -13 and TIMP-1 and -2 by ELISA and the proteolytic activity by zymography. The results were statistically analyzed and showed that the conditioned media of myoepithelial cells caused increased invasive potential of both malignant cells. The conditioned media showed, in general, larger amounts and proteolytic activities of MMP-1 and -2 and amounts of TIMP-1 and -2 than the malignant cells. MMP-8 was decreased in all samples and MMP-9 and -13 were not detected. Under these experimental conditions, myoepithelial cells caused an increase in invasive behavior of malignant epithelial cells and MMP-1 and -2 produced by them may be involved in the process / Mestre
6

Efeitos do corticosteroide injetado no tendão calcâneo de coelhos : análise histológica, biomecânica e das expressões de metaloproteinases e interleucinas /

Dinhane, Kandir Genésio Innocenti. January 2015 (has links)
Orientador: Winston Bonetti Yoshida / Coorientador: Alexandre Leme Godoy dos Santos / Banca: Trajano Sardenberg / Banca: Sérgio Swain Muller / Banca: Adriana Lucia Mendes / Banca: Beatriz Funayama Alvarenga Freire / Resumo: Introdução: A injeção de corticosteroide (CE) para tratamento de tendinopatias é recurso terapêutico muito utilizado na prática ortopédica; contudo há controvérsias clínicas e experimentais a respeito dos benefícios e complicações desse procedimento. Objetivo: Avaliar os efeitos histológico, biomecânico, a expressão das metaloproteinases (MMP-1 e MMP-2) e das interleucinas (IL-1 e IL-6) nos tendões calcâneos de coelhos submetidos a injeção de CE. Métodos: Setenta e três coelhos New Zealand foram randomizados e divididos em dois Grupos: Grupo Teste composto por trinta e sete animais submetidos a injeção intratendinosa de CE (0,2 ml de solução com 1,4 mg de betametasona) no tendão calcâneo do membro pélvico direito, e Grupo Controle composto por trinta e seis animais, no qual o mesmo animal possibilitou dois espécimes de tendão calcâneo (direito e esquerdo); o tendão do membro pélvico direito foi submetido a injeção de soro fisiológico (0,2 ml de solução de cloreto de sódio a 0,9 %) e recebeu denominação de Controle Placebo (CP); o tendão calcâneo do membro pélvico esquerdo, sem nenhum procedimento, foi utilizado como Controle Normal (CN). Quarenta e oito horas após o procedimento foi realizada eutanásia e os tendões foram dissecados e retirados em uma extensão de quatro centímetros de suas inserções nos ossos calcâneos. As análises histológicas, de resistência mecânica e as expressões das metaloproteinases e interleucinas foram realizadas por avaliador sem conhecimento dos grupos. Resultados: O Grupo Teste apresentou menor expressão da MMP-2 em relação aos espécimes do Grupo Controle (p= 0,027). No grupo Controle, os espécimes de tendão calcâneo dos membros pélvicos direitos (CP) mostraram maior quantidade de fibras colágenas grossas em relação aos de tendão calcâneo dos membros pélvicos esquerdos (CN) (p= 0,041). Nas comparações entre os grupos nas demais variáveis não... / Abstract: Introduction: The injection of corticosteroids (CE) for the treatment of tendinopathies is a therapeutic resource often used in orthopedic practice; however, there are clinical and experimental controversies regarding the benefits and complications of such practice. Objective: Is to evaluate the histological, biomechanical effects, and also the expression of metalloproteinases (MMP-1 and MMP-2) and interleukins (IL-1 and IL-6) on Achilles tendons of rabbits treated with CE injections. Methods: Seventy three New Zealand rabbits were randomly divided into two groups: The Test Group was comprised of thirty seven animals which underwent intratendineous injections of CE (0.2 ml of solution with 1.4 mg of betamethasone) in the Achilles tendon of the right pelvic limb, and the Control Group was comprised of thirty six animals, which provided two specimens of Achilles tendon (right and left); the Achilles tendon of the right pelvic limb underwent injections of saline solution (0.2 ml of 0.9% sodium chloride solution) and was called Placebo Control (CP); the Achilles tendon of the left pelvic limb received no medical procedure and was used as Normal Control (CN). Forty eight hours after the procedure, the animals were euthanized and the tendons were dissected and extracted at an extension of four centimeters (1.6 in) of its insertions in the calcaneus bones. The expressions of metalloproteinases and interleukins, mechanical resistance and histological analysis were all performed by an observer unaware of the groups Results: The Test Group has shown a smaller MMP-2 expression compared to those in Control Group (p= 0.027). In the Control Group, the Achilles tendon of the right pelvic limb (CP) has shown a greater amount of thick collagen fibers in comparison to those in left pelvic limb (CN) (p= 0.041). There were no other significant statistical difference between the groups when comparing other variables. Conclusions: Forty eight hours after the ... / Mestre
7

Efeito de um primer experimental contendo carbodiimida na atividade de metaloproteinases, degradação do colágeno e da união resina-dentina /

Delgado, Cláudia Cristina. January 2015 (has links)
Orientador: Josimeri Hebling / Co-orientador: Débora Lopes Scheffel / Banca: Elisa Maria Aparecida Giro / Banca: Mariane Emi Sanabe / Resumo: Objetivo: Avaliar o efeito da aplicação de um primer experimental contendo carbodiimida (EDC) na atividade total de metaloproteinases (MMPs), na degradação do colágeno dentinário e na estabilidade longitudinal da união resina-dentina. Métodos: Foram desenvolvidos dois estudos para responder aos objetivos do trabalho. Estudo 1:Cem espécimes de dentina (1x1x6mm) foram obtidos de molares permanentes humanos hígidos. Cinquenta espécimes foram condicionados com ácido fosfórico 37% e tratados por 60s com (n=10): água deionizada (controle), EDC 0,5 mol/L, primer experimental (PE), primer experimental com EDC (PE+EDC) ou primer do sistema Scotchbond MP (SBMP). Após lavagem, os espécimes foram submetidos a um teste colorimétrico (SenSolyte) para a análise da atividade total de MMP. Outros 20 espécimes foram submetidos a um protocolo de indução de cárie. Esses e os demais 20 espécimes mantidos hígidos foram completamente desmineralizados em ácido fosfórico 10% por 18h e tratados como descrito acima. Os espécimes foram armazenados em solução semelhante à saliva por 15 dias a 37ºC, quando a saliva foi coletada para a quantificação de hidroxiprolina (HYP). Os dados foram submetidos aos testes ANOVA e Tukey (p<0,05). Estudo 2: Superfícies planas de dentina foram produzidas em 32 molares permanentes hígidos. Os dentes foram condicionados por 15s e tratados (n=8) como descrito no estudo 1, com exceção da água deionizada.Após o tratamento, o adesivo do sistema SBMP foi aplicado sobre todos os dentes seguido da construção de um bloco em resina composta. Os dentes foram seccionados em espécimes com área de secção transversal de 0,81 mm2, os quais foram armazenados em solução semelhante à saliva por 24h ou 6 meses previamente ao ensaio de microtração. Os dados em MPa foram submetidos aos testes de ANOVA a dois critérios fixos...(Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Objective: To evaluate the effect of an experimental primer containing EDC on the total matrix metalloproteinases (MMPs) activity, collagen degradation and resin-dentin bond stability. Methods: Two studies were developed to answer to the objectives of this dissertation. Study 1: One hundred dentin beams (1x1x6 mm) were obtained from sound human permanent molars. Fifty specimens were acid-etched with 37% phosphoric acid and treated for 60s with (n=10): deionized water (control), 0.5 mol/L EDC, experimental primer (EP), experimental primer with 0.5 mol/L EDC (EP+EDC) or Scotchbond MP primer (SBMP). After rinsing, the total MMP activity was assessed by a colorimetric assay (SenSolyte). Additionally, 20 specimens were subjected to a caries-inducing protocol. These and the remaining 20 sound specimens were completely demineralized in 10% phosphoric acid for 18h. The specimens were treated as mentioned above and stored in saliva-like solution for 15 days at 37°C. After this period, the saliva was collected for the quantification of hydroxyproline (HYP) release. MMP activity and HYP release were submitted to ANOVA and Tukey tests (p<0.05). Study 2: Flat dentin surfaces were obtained from 32 sound third molars. The dentin was acid-etched for 15s and treated (n=8) as described in the study 1, except for deionized water. After treatment, the bond of SBMP was applied to all teeth and resin blocks were constructed. After 24h, the teeth were cut into specimens with 0.81 mm2 of cross-sectional area, which were stored in saliva-like solution for 24h or 6 mo prior to microtensile testing. The bond strength values (MPa) were submitted to two-way ANOVA, Tukey and chi-square (χ2) tests (p<0.05). Types of fractures were descriptively analyzed. Results: All treatments reduced the activity of MMPs, however, 0.5 mol/L EDC (92%) and the EP+EDC (78%) were the most effective...(Complete abstract electronic access below) / Mestre
8

Efeitos do corticosteroide injetado no tendão calcâneo de coelhos: análise histológica, biomecânica e das expressões de metaloproteinases e interleucinas

Dinhane, Kandir Genésio Innocenti [UNESP] 20 November 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2016-06-07T17:12:28Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-11-20. Added 1 bitstream(s) on 2016-06-07T17:17:06Z : No. of bitstreams: 1 000864446.pdf: 1580524 bytes, checksum: e9eff3bfec1e019d8794dd60771f7642 (MD5) / Introdução: A injeção de corticosteroide (CE) para tratamento de tendinopatias é recurso terapêutico muito utilizado na prática ortopédica; contudo há controvérsias clínicas e experimentais a respeito dos benefícios e complicações desse procedimento. Objetivo: Avaliar os efeitos histológico, biomecânico, a expressão das metaloproteinases (MMP-1 e MMP-2) e das interleucinas (IL-1 e IL-6) nos tendões calcâneos de coelhos submetidos a injeção de CE. Métodos: Setenta e três coelhos New Zealand foram randomizados e divididos em dois Grupos: Grupo Teste composto por trinta e sete animais submetidos a injeção intratendinosa de CE (0,2 ml de solução com 1,4 mg de betametasona) no tendão calcâneo do membro pélvico direito, e Grupo Controle composto por trinta e seis animais, no qual o mesmo animal possibilitou dois espécimes de tendão calcâneo (direito e esquerdo); o tendão do membro pélvico direito foi submetido a injeção de soro fisiológico (0,2 ml de solução de cloreto de sódio a 0,9 %) e recebeu denominação de Controle Placebo (CP); o tendão calcâneo do membro pélvico esquerdo, sem nenhum procedimento, foi utilizado como Controle Normal (CN). Quarenta e oito horas após o procedimento foi realizada eutanásia e os tendões foram dissecados e retirados em uma extensão de quatro centímetros de suas inserções nos ossos calcâneos. As análises histológicas, de resistência mecânica e as expressões das metaloproteinases e interleucinas foram realizadas por avaliador sem conhecimento dos grupos. Resultados: O Grupo Teste apresentou menor expressão da MMP-2 em relação aos espécimes do Grupo Controle (p= 0,027). No grupo Controle, os espécimes de tendão calcâneo dos membros pélvicos direitos (CP) mostraram maior quantidade de fibras colágenas grossas em relação aos de tendão calcâneo dos membros pélvicos esquerdos (CN) (p= 0,041). Nas comparações entre os grupos nas demais variáveis não... / Introduction: The injection of corticosteroids (CE) for the treatment of tendinopathies is a therapeutic resource often used in orthopedic practice; however, there are clinical and experimental controversies regarding the benefits and complications of such practice. Objective: Is to evaluate the histological, biomechanical effects, and also the expression of metalloproteinases (MMP-1 and MMP-2) and interleukins (IL-1 and IL-6) on Achilles tendons of rabbits treated with CE injections. Methods: Seventy three New Zealand rabbits were randomly divided into two groups: The Test Group was comprised of thirty seven animals which underwent intratendineous injections of CE (0.2 ml of solution with 1.4 mg of betamethasone) in the Achilles tendon of the right pelvic limb, and the Control Group was comprised of thirty six animals, which provided two specimens of Achilles tendon (right and left); the Achilles tendon of the right pelvic limb underwent injections of saline solution (0.2 ml of 0.9% sodium chloride solution) and was called Placebo Control (CP); the Achilles tendon of the left pelvic limb received no medical procedure and was used as Normal Control (CN). Forty eight hours after the procedure, the animals were euthanized and the tendons were dissected and extracted at an extension of four centimeters (1.6 in) of its insertions in the calcaneus bones. The expressions of metalloproteinases and interleukins, mechanical resistance and histological analysis were all performed by an observer unaware of the groups Results: The Test Group has shown a smaller MMP-2 expression compared to those in Control Group (p= 0.027). In the Control Group, the Achilles tendon of the right pelvic limb (CP) has shown a greater amount of thick collagen fibers in comparison to those in left pelvic limb (CN) (p= 0.041). There were no other significant statistical difference between the groups when comparing other variables. Conclusions: Forty eight hours after the ...
9

Avaliação histoquímica do colágeno e expressão imunoistoquímica de metaloproteinases e alfa-actina de músculo liso no sarcoide equino / Histochemical evaluation of collagen and immunohistochemical expression of metalloproteinases and alpha-smooth muscle actin in equine sarcoid

Scarelli, Sarah Paschoal [UNESP] 27 October 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2016-07-01T13:10:33Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-10-27. Added 1 bitstream(s) on 2016-07-01T13:14:16Z : No. of bitstreams: 1 000866499.pdf: 5832754 bytes, checksum: 88ad83a6f6d6d0a52fd9b7ed2380f8f6 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / O sarcoide equino é a neoplasia de pele mais prevalente na espécie equina, possuindo seis tipos clínicos descritos: verrucoso, misto, maligno, nodular, oculto, fibroblástico e o misto. Evidências demonstram uma importante influência do estroma no desenvolvimento e progressão dos tumores malignos. O arranjo e a quantidade de colágeno, a presença de miofibroblastos no estroma ou como componentes da neoplasia, assim como a expressão de metaloproteinases (MMPs) pelas células tumorais, tem sido apontados como elementos que podem indicar o comportamento da neoplasia. Os objetivos do presente trabalho foram associar aos diferentes tipos clínicos de sarcoide equino as expressões de MMP-1, MMP-2 e MMP-9, identificar a presença ou não de miofibroblastos pela expressão de α-SMA e as características e distribuição do colágeno presentes, afim de determinar possíveis marcadores do comportamento biológico da neoplasia. As características morfológicas microscópicas típicas dos sarcoides equinos estavam presentes nas amostra avaliadas, mas estas por si só não podem caracterizar um tipo clínico específico. O estroma tumoral nos tipos clínicos fibroblástico e verrucoso, nos cortes corados pelo método de picrosirius red e examinados sob luz polarizada, era constituído por fibras colágenas frouxas e delicadas, compatível com fibras imaturas comuns em lesões menos estáveis. Os miofibroblastos foram identificados no sarcoide equino e a variação observada na sua distribuição e intensidade de expressão de alfa-SMA foi observada mesmo dentro do mesmo tipo clínico. Os fibroblastos neoplásicos dos sarcoides equinos demonstram expressão MMP-1, MMP-2 e MMP-9. Os tipos clínicos verrucoso e misto apresentam maior expressão de MMP-2 do que tipo clínico nodular, sendo este achado compatível com o potencial de agressividade maior. Pode-se verificar que existem diferenças entre os tipos clínicos de sarcoide equino / The equine sarcoid is the most prevalent skin cancer in equine, having six clinical types described: warty, mixed, malignant, nodular, hidden, fibroblast and mixed. Evidence has shown an important influence on stromal development and progression of malignant tumors. The arrangement and quantity of collagen, the presence of myofibroblasts in the stroma or as a tumor component as well as the expression of matrix metalloproteinases (MMPs) by tumor cells, have been identified as factors that may indicate the behavior of the tumor. The objectives of this study were associate the different clinical types of equine sarcoid to expressions of MMP-1, MMP-2 and MMP-9, to the presence or absence of myofibroblasts by α-SMA expression and the characteristics and distribution of collagen, in order to determine possible markers of the biological behavior of the tumor. Typical microscopic morphological characteristics of equine sarcoid were present in the samples evaluated, but these alone can't characterize a especific clinical type. In sections stained with picrosirius red method and examined under polarized light the tumor stroma in fibroblastic and verrucous clinical types, was composed of loose and delicate collagen fibers, compatible with immature fibers in less stable lesions. Myofibroblasts were identified in equine sarcoid and the variation in distribution and intensity of alpha-SMA expression was observed even within the same clinical type. The neoplastic fibroblasts in equine sarcoid demonstrate expression MMP-1, MMP-2 and MMP-9. The verrucous and mixed types have higher MMP-2 expression than nodular clinical type, and this finding is consistent with the more aggressive potential. So there are differences between the clinical types of equine sarcoid that can be seen by the use of histochemical and immunohistochemical techniques
10

Efeito de um primer experimental contendo carbodiimida na atividade de metaloproteinases, degradação do colágeno e da união resina-dentina

Delgado, Cláudia Cristina [UNESP] 14 September 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2016-12-09T13:52:19Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-09-14. Added 1 bitstream(s) on 2016-12-09T13:55:23Z : No. of bitstreams: 1 000867016_20170914.pdf: 536998 bytes, checksum: 0606d3388abd5fb14a618e42dbb31b2d (MD5) Bitstreams deleted on 2017-09-15T13:13:30Z: 000867016_20170914.pdf,. Added 1 bitstream(s) on 2017-09-15T13:14:17Z : No. of bitstreams: 1 000867016.pdf: 971975 bytes, checksum: 1eb5675eaa1fbd94d09a21501d6368f8 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Objetivo: Avaliar o efeito da aplicação de um primer experimental contendo carbodiimida (EDC) na atividade total de metaloproteinases (MMPs), na degradação do colágeno dentinário e na estabilidade longitudinal da união resina-dentina. Métodos: Foram desenvolvidos dois estudos para responder aos objetivos do trabalho. Estudo 1:Cem espécimes de dentina (1x1x6mm) foram obtidos de molares permanentes humanos hígidos. Cinquenta espécimes foram condicionados com ácido fosfórico 37% e tratados por 60s com (n=10): água deionizada (controle), EDC 0,5 mol/L, primer experimental (PE), primer experimental com EDC (PE+EDC) ou primer do sistema Scotchbond MP (SBMP). Após lavagem, os espécimes foram submetidos a um teste colorimétrico (SenSolyte) para a análise da atividade total de MMP. Outros 20 espécimes foram submetidos a um protocolo de indução de cárie. Esses e os demais 20 espécimes mantidos hígidos foram completamente desmineralizados em ácido fosfórico 10% por 18h e tratados como descrito acima. Os espécimes foram armazenados em solução semelhante à saliva por 15 dias a 37ºC, quando a saliva foi coletada para a quantificação de hidroxiprolina (HYP). Os dados foram submetidos aos testes ANOVA e Tukey (p<0,05). Estudo 2: Superfícies planas de dentina foram produzidas em 32 molares permanentes hígidos. Os dentes foram condicionados por 15s e tratados (n=8) como descrito no estudo 1, com exceção da água deionizada.Após o tratamento, o adesivo do sistema SBMP foi aplicado sobre todos os dentes seguido da construção de um bloco em resina composta. Os dentes foram seccionados em espécimes com área de secção transversal de 0,81 mm2, os quais foram armazenados em solução semelhante à saliva por 24h ou 6 meses previamente ao ensaio de microtração. Os dados em MPa foram submetidos aos testes de ANOVA a dois critérios fixos...(Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Objective: To evaluate the effect of an experimental primer containing EDC on the total matrix metalloproteinases (MMPs) activity, collagen degradation and resin-dentin bond stability. Methods: Two studies were developed to answer to the objectives of this dissertation. Study 1: One hundred dentin beams (1x1x6 mm) were obtained from sound human permanent molars. Fifty specimens were acid-etched with 37% phosphoric acid and treated for 60s with (n=10): deionized water (control), 0.5 mol/L EDC, experimental primer (EP), experimental primer with 0.5 mol/L EDC (EP+EDC) or Scotchbond MP primer (SBMP). After rinsing, the total MMP activity was assessed by a colorimetric assay (SenSolyte). Additionally, 20 specimens were subjected to a caries-inducing protocol. These and the remaining 20 sound specimens were completely demineralized in 10% phosphoric acid for 18h. The specimens were treated as mentioned above and stored in saliva-like solution for 15 days at 37°C. After this period, the saliva was collected for the quantification of hydroxyproline (HYP) release. MMP activity and HYP release were submitted to ANOVA and Tukey tests (p<0.05). Study 2: Flat dentin surfaces were obtained from 32 sound third molars. The dentin was acid-etched for 15s and treated (n=8) as described in the study 1, except for deionized water. After treatment, the bond of SBMP was applied to all teeth and resin blocks were constructed. After 24h, the teeth were cut into specimens with 0.81 mm2 of cross-sectional area, which were stored in saliva-like solution for 24h or 6 mo prior to microtensile testing. The bond strength values (MPa) were submitted to two-way ANOVA, Tukey and chi-square (χ2) tests (p<0.05). Types of fractures were descriptively analyzed. Results: All treatments reduced the activity of MMPs, however, 0.5 mol/L EDC (92%) and the EP+EDC (78%) were the most effective...(Complete abstract electronic access below) / FAPESP: 2012/088866-4

Page generated in 0.0754 seconds