• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 782
  • 33
  • 7
  • 2
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 849
  • 409
  • 154
  • 145
  • 136
  • 135
  • 134
  • 119
  • 115
  • 111
  • 106
  • 86
  • 83
  • 80
  • 75
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Com a permissão de Deus : o papel do diabo em narrativas de milagres (Península Ibérica séculos xiii e xiv)

Aguiar, Clarice Machado 5 June 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, Programa de Pós-graduação em História, 2017. Submitted by Raiane Silva (raianesilva@bce.unb.br) on 2017-08-02T20:37:15Z No. of bitstreams: 1 2017_ClariceMachadoAguiar.pdf: 10244172 bytes, checksum: 24db66f1edd5687b958a809cf6474bb8 (MD5) Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-09-06T22:30:32Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_ClariceMachadoAguiar.pdf: 10244172 bytes, checksum: 24db66f1edd5687b958a809cf6474bb8 (MD5) Made available in DSpace on 2017-09-06T22:30:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_ClariceMachadoAguiar.pdf: 10244172 bytes, checksum: 24db66f1edd5687b958a809cf6474bb8 (MD5) Previous issue date: 2017-09-06 Esta dissertação propõe o estudo do papel do diabo em três importantes narrativas de milagres, produzidas na Península Ibérica, nos séculos XIII e XIV, numa perspectiva política. Pretende-se, sobretudo, analisar de que forma essas narrativas, com características aparentemente sobrenaturais, se integram – ou não – às lógicas da sociedade terrena que lhes deram forma. A extensa historiografia sobre o diabo na Idade Média acentua, sobretudo, dois perfis diabólicos: um bonachão/grotesco e o outro instrumento da dominação e do terror. Entretanto, com base nas Cantigas de Santa María, compiladas a mando de Alfonso X de Castela, em Los Milagros de Nuestra Señora, de Gonzalo de Berceo, e em um importante manuscrito que narra vidas e milagres de santos, custodiado na Biblioteca da Universidade de Brasília, de autoria desconhecida, é possível problematizar esses perfis, de forma a historicizá-los e a deixá-los menos caricatos e/ou exóticos. A análise dos diversos papeis assumidos pelo diabo nessas narrativas permite enquadrar sua existência dentro das lógicas da pluralidade jurídica e política da sociedade feudovassálica e compreender as dinâmicas derivadas do profundo entrelaçamento entre a religião e a política. This thesis proposes the study of the role of the devil in three important narratives of miracles, produced in the Iberian Peninsula in the thirteenth and fourteenth centuries, from a political perspective. Above all, it is intended to analyze how these narratives, with supernatural characteristics, integrates - or not - the logics of the wordly society that made it real. The extensive historiography on the devil in the Middle Ages emphasizes above all two diabolical profiles: one as farcical/grotesque and another as an instrument of domination and terror. However, based on the Cantigas de Santa María, compiled by Alfonso X of Castile´s orders, on the Los Milagros de Nuestra Señora, by Gonzalo de Berceo, and on an important manuscript that chronicles lives and miracles of saints, guarded in the Library of the Universidade de Brasilia, of unknown authorship, it is possible to problematize these profiles, in order to historicize them and to make them less caricatural and/or exotic. The analysis of the various roles assumed by the devil in these narratives allows to frame their existence within the logics of the juridical and political plurality of feudal society and to understand the dynamics derived from the deep interweaving between religion and politics.
2

Narrativas de personas que han perdido la vista: El impacto en el sujeto

Rug Foster, Elena 2013 (has links)
Magister en Psicología Clínica Adultos Esta investigación busca conocer cuáles son las narrativas de personas que han perdido su vista y que actualmente se consideran a sí mismas como no videntes. Se trabaja con el concepto de narrativa debido a que como lo plantean White y Epston (1993) las narrativas son constitutivas ya que las personas a través de los relatos organizan y le dan sentido a sus experiencias. Bruner (2003) plantea que “el modo en que contamos nuestra historia influye en el modo de vivirla”. (p. 30) Por lo tanto la narración de un evento la dota de significado. (White, 1992) Se buscó conocer estas narrativas por medio de una entrevista narrativa abierta y luego utilizando la técnica de análisis de relatos de Labov, la cual permite abordar elementos tanto de la estructura del relato como de su contenido. Al hablar de ceguera paulatina se habla de un proceso de transformación y aceptación de uno mismo en su nuevo cuerpo y al mismo tiempo en su nuevo lugar dentro de la sociedad ya que repentinamente se ha pasado de ser visto como un ciudadano más a ser una persona “discapacitada”. Este proceso se dificulta debido a los estereotipos que existen en la sociedad con respecto a la ceguera y la discriminación de estas personas debido a su nueva condición
3

Que objetividade para a Ciência da História? : o índio brasileiro e a revolução francesa à luz da teoria da história, de Rüsen a Hayden White

Pereira, Ana Carolina Barbosa 2007 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de História, 2007. Submitted by Luis Felipe Souza (luis_felas@globo.com) on 2008-11-11T19:13:45Z No. of bitstreams: 1 Dissertacao_2007_AnaCarolinaBarbosa.pdf: 894732 bytes, checksum: 370f3a1d5319acfe127212e89f91a95a (MD5) Approved for entry into archive by Georgia Fernandes(georgia@bce.unb.br) on 2008-12-08T18:09:19Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertacao_2007_AnaCarolinaBarbosa.pdf: 894732 bytes, checksum: 370f3a1d5319acfe127212e89f91a95a (MD5) Made available in DSpace on 2008-12-08T18:09:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertacao_2007_AnaCarolinaBarbosa.pdf: 894732 bytes, checksum: 370f3a1d5319acfe127212e89f91a95a (MD5) Este trabalho discute a viabilidade de um novo conceito de “objetividade” para a ciência da história, a partir da teoria da história de Jörn Rüsen. Para apresentar o conteúdo deste conceito partiu-se de uma contraposição de Rüsen a H. White, entendidos como dois dos maiores representantes do paradigma narrativista e, ao mesmo tempo, como detentores de duas teses mutuamente excludentes. Primeiramente (cap. 1) é apresentada a “origem” do debate narrativista na história. Em seguida (caps. 2 e 3) são, respectivamente, apresentadas e contrapostas uma à outra as teorias de Jörn Rüsen e Hayden White. Por fim (cap. 4), ilustra-se a viabilidade da matriz disciplinar da ciência histórica proposta por Jörn Rüsen, mobilizando-a para a interpretação de um texto historiográfico, O Índio Brasileiro e a Revolução Francesa, escrito por Afonso Arinos de Melo Franco. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT This work discusses the viability of a new “objectivity” concept for the science of the history, starting from the theory of Jörn Rüsen’s history. To introduce the content of this concept it arises from an opposition of Rüsen to H. White, understanding them as two of the largest representatives of the narrative's paradigm and, at the same time, as detainers of two theses mutually excluding. In the first chapter the “origin” of the narrative’s debate is presented in the history. Soon after, in the chapters 2 and 3 they are, respectively, presented and opposed each other Jörn Rüsen’s and Hayden White’s theories. Finally, in the last chapter, the viability of the mold’s discipline of the historical science proposed by Jörn Rüsen is analyzed, applying her for the interpretation of a historical text, The Brazilian Indian and the French Revolution, written by Afonso Arinos de Melo Franco.
4

"Falando em sedentarismo..." : um estudo a partir das narrativas de praticantes de caminhadas orientadas em Porto Alegre

Teixeira, Ivana dos Santos 2009 (has links)
Esta dissertação trata de analisar o que um grupo de praticantes de caminhadas diz a respeito do sedentarismo e de que modo o que esse grupo diz se articula (corresponde ou destoa) com o discurso contemporâneo da vida ativa. Ancorada na perspectiva teórica dos estudos de cunho pós-estruturalistas (FRAGA, 2006; SILVEIRA, 2002; 2005; ARFUCH, 1995; 2002; CASTIEL, 2003; 2007; LOVISOLO, 2000; SILVA, 2001; LUPTON, 2000), procurei analisar e refletir sobre esta temática me valendo da análise de narrativas como principal ferramenta metodológica. A investigação foi delineada a partir de observações das atividades promovidas pelo programa Lazer e Saúde no Parque Humaitá, em Porto Alegre, das investigações anteriores desenvolvidas pelo Núcleo UFRGS da Rede Cedes, no mesmo local, das entrevistas com os sujeitos caminhantes ligados ao programa e da revisão de literatura sobre o tema sedentarismo. O texto está estruturado basicamente em cinco capítulos. As condições que me levaram ao tema e à escolha do lócus investigativo da pesquisa, assim como os consequentes ajustes de foco da dissertação, são descritos no capítulo chamado Percursos Investigativos. No capítulo seguinte, apresento as entrevistas e narrativas das pessoas que praticam caminhadas orientadas no Parque, as quais foram obtidas a partir de entrevistas gravadas e, posteriormente, transcritas. No Marco Teórico Conceitual, a fim de conhecer o que “se diz” sobre o sedentarismo em artigos científicos, apresento uma pesquisa sistemática de literatura na base de dados eletrônica BIREME, que foram entrecruzados com as falas dos entrevistados no processo de análise. Por meio das narrativas foi possível analisar que um sentimento de insegurança e responsabilização individual permeia a relação dos sujeitos entrevistados com o sedentarismo, bem como se percebe uma sensação de estar em “falta com o discurso da vida ativa” (FRAGA, 2006) quando deixam de praticar exercícios. A partir das análises realizadas é possível dizer que a forma como estes sujeitos caminhantes narram o sedentarismo em grande parte corresponde ao que vem sendo disseminado pelo discurso da vida ativa. Um estilo de vida sedentário é tido como um encurtamento da vida (associado à preguiça, à ignorância, ao desinteresse por uma vida mais saudável) e, por contraste, um estilo de vida ativo representa a garantia de boa saúde, longevidade e prevenção a diversas doenças.
5

Cidades-sensuais: práticas sexuais desviantes x renovação do espaço urbano

Rocha Lima, Eduardo 25 September 2013 (has links)
Submitted by Francisco Costa (xcosta@ufba.br) on 2013-09-24T23:46:44Z No. of bitstreams: 1 Tese Eduardo Rocha.pdf: 155425956 bytes, checksum: d922915bfce15ebba1db3e6c5d4bbb06 (MD5) Approved for entry into archive by Edilene Costa(ec@ufba.br) on 2013-09-25T22:12:03Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Tese Eduardo Rocha.pdf: 155425956 bytes, checksum: d922915bfce15ebba1db3e6c5d4bbb06 (MD5) Made available in DSpace on 2013-09-25T22:12:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tese Eduardo Rocha.pdf: 155425956 bytes, checksum: d922915bfce15ebba1db3e6c5d4bbb06 (MD5) CNPQ Este estudo tem a experiência de um caminhante por entre três cidades – Fortaleza, Rio de Janeiro e Paris – como base para a apreensão de conhecimento sobre o espaço vivido que se pretende crítico à espetacularização urbana contemporânea, vinculada à produção do espaço pelo turismo. No percurso traçado pelo caminhante, um conflito urbano é perseguido nas três cidades caminhadas: a apropriação de espaços investidos para o fluxo turístico por corpos que “furam”, pelo exercício de suas sexualidades desviantes, as barreiras sociais e espaciais impostas pela norma sexual dominante – heterossexual, monogâmica, reprodutora e burguesa – e pela reprodução capitalista do espaço, atrelada às estratégias da economia globalizada. As cidades lidas no/pelo corpo são aqui narradas com foco sobre a espacialidade produzida no momento presente da ação físico-sensorial – entendido como o instante da prática política e estética de sujeitos ordinários urbanos – dos corpos excluídos por uma certa razão urbanística que, vinculada ao capital privado, intenta reproduzir pelo mundo uma “idéia de cidade” socialmente seletiva, pois favorecedora da apropriação da cidade por interesses empresariais globalizados. Esta pesquisa apreende as ações astuciosas de corpos que a partir dos seus sexos “fora da Ordem” expõem materializada, enquanto sombra nos espaços intensamente iluminados por tal razão urbanística, a falência e a insustentabilidade da produção do espaço que, priorizando-o enquanto “mercadoria” à venda no mercado competitivo das cidades ditas “globais”, desvaloriza a história social – e, portanto, a história espacial – dos sujeitos que articulam a cotidianidade do espaço, elaborando nele o exercício de suas vidas. Salvador
6

O cinema da periferia: Narrativas do cotidiano, visibilidade e reconhecimento social

Zanetti, Daniela 11 January 2012 (has links)
Submitted by Pós-Com Pós-Com (pos-com@ufba.br) on 2012-01-11T13:55:12Z No. of bitstreams: 1 Daniela-Zanetti.pdf: 5457867 bytes, checksum: a474359c46faef9ab2f5db8920490d3d (MD5) Made available in DSpace on 2012-01-11T13:55:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Daniela-Zanetti.pdf: 5457867 bytes, checksum: a474359c46faef9ab2f5db8920490d3d (MD5) Este trabalho examina o cinema da periferia enquanto fenômeno resultante do crescente uso de práticas audiovisuais por parte de moradores e representantes das favelas e periferias das grandes cidades brasileiras. Essa produção tem se ampliado nos últimos anos em função do surgimento de inúmeras oficinas de inclusão audiovisual voltadas para jovens de comunidades de periferia, e ganhado certa projeção através da ampliação do circuito exibidor, que inclui, além da Internet, vários festivais de cinema e vídeo dedicados a esse tipo de produção específica. Para tanto, o propósito de analisar as narrativas de algumas produções deste cinema de periferia (a maioria curtas-metragens) foi conhecer as diferentes estratégias adotadas por seus realizadores para contarem histórias (reais ou ficcionais) que falassem de seus próprios espaços e vivências do cotidiano, e o modo como, nesse processo, tornam visível esses espaços e acionam e/ou (re)elaboram representações sociais já recorrentes, seja na televisão ou no cinema. Além disso, considerando que este cinema da periferia é fortemente alicerçado por um discurso calcado na idéia de auto-representação – o que fica evidente nos textos institucionais dos festivais e dos projetos de inclusão audiovisual –, a análise das obras foi articulada com uma reflexão acerca do reconhecimento social, evidenciando o modo como esses produtos constituem importante instrumento de luta por reconhecimento. Os produtos audiovisuais exibidos nesses festivais compõem um conjunto heterogêneo de trabalhos, tanto no aspecto temático, quanto estético. Ainda assim, é possível notar certa padronização das representações acionadas e dos modos como as narrativas são construídas.
7

Giuseppe Garibaldi, Personaje histórico, mítico y sentimental em la miniserie "A Casa das Sete Mulheres"

Carrasco, Fernando 11 January 2012 (has links)
Submitted by Pós-Com Pós-Com (pos-com@ufba.br) on 2012-01-11T14:13:38Z No. of bitstreams: 1 Fernando-Carrasco.pdf: 28295168 bytes, checksum: 36eb7ea8f0af0e2dee17aca307d41bea (MD5) Made available in DSpace on 2012-01-11T14:13:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Fernando-Carrasco.pdf: 28295168 bytes, checksum: 36eb7ea8f0af0e2dee17aca307d41bea (MD5) Giuseppe Garibaldi fue un personaje histórico que participó en diferentes acontecimientos del pasado tanto en América, como en el continente europeo y fue representado en la miniserie “A Casa das Sete Mulheres” (Rede Globo, 2003) en el contexto de la Revolución Farroupilha. Su protagonismo fue enmarcado desde una narrativa histórica a través de la cual participó activamente en diferentes labores de la revolución y al mismo tiempo, estableció algunos vínculos amorosos a través de los cuales sus autores, “Maria Adelaide Amaral”, “Walter Negrão” y “Jayme Monjardim”, desarrollaron una narrativa sentimental. Este cruce de líneas narrativas fue abordado desde un corpus teórico que relacionaba el ámbito de la historia, diferentes mitos que trataban sobre héroes guerreros y concepciones sobre el amor de pareja y de la familia que, interaccionaron con el método de Análisis del Programa de Efectos cuyos presupuestos implicarían encontrar un conjunto de recursos estratégicamente ubicados en la miniserie y en el personaje en estudio, que provocarían efectos sensoriales, emocionales o cognitivos en los apreciadores. A través del estudio realizado se pudo constatar que el personaje histórico, mítico y sentimental Giuseppe Garibaldi fue presentado en la miniserie citada respetando veracidad y orden cronológico en relación a los diferentes acontecimientos históricos en los cuales participó, pero esta situación se tensaba permanente con los permisos tomados por sus autores para agregar o sacar personajes como nuevos episodios a la ficción televisiva de modo que, se potenciaran estilos particulares de vivir los afectos.
8

"Falando em sedentarismo..." : um estudo a partir das narrativas de praticantes de caminhadas orientadas em Porto Alegre

Teixeira, Ivana dos Santos 2009 (has links)
Esta dissertação trata de analisar o que um grupo de praticantes de caminhadas diz a respeito do sedentarismo e de que modo o que esse grupo diz se articula (corresponde ou destoa) com o discurso contemporâneo da vida ativa. Ancorada na perspectiva teórica dos estudos de cunho pós-estruturalistas (FRAGA, 2006; SILVEIRA, 2002; 2005; ARFUCH, 1995; 2002; CASTIEL, 2003; 2007; LOVISOLO, 2000; SILVA, 2001; LUPTON, 2000), procurei analisar e refletir sobre esta temática me valendo da análise de narrativas como principal ferramenta metodológica. A investigação foi delineada a partir de observações das atividades promovidas pelo programa Lazer e Saúde no Parque Humaitá, em Porto Alegre, das investigações anteriores desenvolvidas pelo Núcleo UFRGS da Rede Cedes, no mesmo local, das entrevistas com os sujeitos caminhantes ligados ao programa e da revisão de literatura sobre o tema sedentarismo. O texto está estruturado basicamente em cinco capítulos. As condições que me levaram ao tema e à escolha do lócus investigativo da pesquisa, assim como os consequentes ajustes de foco da dissertação, são descritos no capítulo chamado Percursos Investigativos. No capítulo seguinte, apresento as entrevistas e narrativas das pessoas que praticam caminhadas orientadas no Parque, as quais foram obtidas a partir de entrevistas gravadas e, posteriormente, transcritas. No Marco Teórico Conceitual, a fim de conhecer o que “se diz” sobre o sedentarismo em artigos científicos, apresento uma pesquisa sistemática de literatura na base de dados eletrônica BIREME, que foram entrecruzados com as falas dos entrevistados no processo de análise. Por meio das narrativas foi possível analisar que um sentimento de insegurança e responsabilização individual permeia a relação dos sujeitos entrevistados com o sedentarismo, bem como se percebe uma sensação de estar em “falta com o discurso da vida ativa” (FRAGA, 2006) quando deixam de praticar exercícios. A partir das análises realizadas é possível dizer que a forma como estes sujeitos caminhantes narram o sedentarismo em grande parte corresponde ao que vem sendo disseminado pelo discurso da vida ativa. Um estilo de vida sedentário é tido como um encurtamento da vida (associado à preguiça, à ignorância, ao desinteresse por uma vida mais saudável) e, por contraste, um estilo de vida ativo representa a garantia de boa saúde, longevidade e prevenção a diversas doenças.
9

Máquinas literárias, máquinas carcerárias

Campos, Daniel Correa Felix de 2006 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Literatura Made available in DSpace on 2012-10-22T14:55:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 232071.pdf: 1106718 bytes, checksum: d425027a5befa2a4a8a07daa5b4e887e (MD5) Esta tese, cujo eixo central gira em torno do estudo de narrativas prisionais de Graciliano Ramos, Reinaldo Arenas e Jean Genet, constroem-se em dois blocos principais. O primeiro trata das narrativas como escritos-testemunhos com base na filosofia de Giorgio Agamben. Somam-se ao debate desse conceito outras noções como literatura menor, máquina literária-máquina de guerra, máquina carcerária, fluxos desejantes e a dobra memória-esquecimento, desenvolvida pelo pensamento filosófico de Gilles Deleuze e Felix Guattari, cujo aporte teórico tece trama e sustém a tese. Incorpora-se também à discussão a dobra literatura-confinamento, direcionando o ângulo da análise ao imperativo de escrever no cárcere e a angústia ante a impossibilidade de não poder satisfazê-lo, tema em que se faz uma aproximação com a psicanálise. O segundo bloco detém-se no aparato-aparelho carcerário, com atenção às engrenagens que movem a máquina carcerária no exercício do controle e da vigilância e cujo poder é confrontado e enfrentado pelo poder paralelo e pelas engrenagens desejantes da máquina literária. No entrecruzamento desses dois poderes procura-se apreender as estratégias #beligerantes# de cada lado, os estratagemas que se traduzem em linhas de fuga, camuflagens, processos de territorialização, desterritorialização e reterritorialização comandados pelo desejo/trabalho de construção clandestina de passagens desejantes-desejadas por parte dos corpos aprisionados. No que se refere ao poder carcerário destaca-se o Panóptico, solução arquitetônica para qual tudo converge. A proposta para o entendimento desses agenciamentos diversos concretizou-se, na tese, com a elaboração de uma cartografia das passagens, nesse mapeamento, pela apreensão/compreensão dos territórios das bordas, das margens e dos fluxos centrífugos e centrípetos, foi possível perceber que o que atravessa essas narrativas, isto é, o tema que as percorre, o problema central é o teorema do desejo; o desejo como força motriz produtora e provocadora de fendas, fissuras, derivas e devires que conduzem à liberdade, ainda que enjaulados os corpos em celas escuras e subterrâneas. Por fim, e como conseqüência, observa-se o incessante movimento-fluxo-fruição-gozo de escrever e a impossibilidade de não escrever. The thesis has as heading: Literary machines, jail machines: the writings of Graciliano Ramos, Reinaldo Arenas and Jean Genet. It is constructed in two main blocks: the first one on the prisoner narratives while writetestimonies searching the understanding of this concept on the basis of the philosophy of Giorgio Agamben. Other notions are added to this debate of the writing-testimonies such as; machine literary-war machine, desiring-flows and the fold memory/forgetening. For the insertion of such notion, it is concentrated on the theoretical philosophy of Deleuze and Guattari, philosophical thought that weaves, tram and support the thesis. Another subject is also incorporated to the discussion, the writing act in the confinement or the impossibility not-to write and the anguish, subject that comes close to the trails of the psychoanalysis. The second block withholds it in the jail apparatus-device, in order to deal with the existing desiring gears of this complex. It looks for apprehending the territo ries and the meetings and, more particularly, the passages desiring-desired provoked and carried through by agencies, desiring devices and becomings of the imprisoned bodies. The crossing proposed for the understanding of the passages goes trough the comprehension of the Panoptic, architectural solution of control, monitoring, discipline and torture to the desire/work of the clandestine construction of the desiring passages. This crossing described is shown by a cartography of passages. Besides that, it is important to mention that, in the composition of the blocks of the thesis occurred the insertion of other prisoner narratives, those written in the two last decades here in Brazil. This more recent constellation of narratives is weaved by the writings of: Anderson, Francisco Horácio, Luiz Alberto, Hosmany, Andres du Rap and Jocenir. Finally, there is the conclusion, which presents itself in deterritorializing flow. It is composed of three eminently rizomatic edges: the edge of conclusion-flow one, the edge of conclusion-flow two and to the edge, this one points to a third (and not last) edge. Maps, passages, desire-deserts and constellations are observed and transits in the domains of the cartography and astronomy.
10

Levantamento de questões sobre a estruturação das narrativas infantis e o papel desempenhado pelo outro

OLIVEIRA, Juliana Galindo de 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:02:31Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo8873_1.pdf: 3081000 bytes, checksum: e287ffe8a15047bbdd98881e449487d4 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2004 Tomando como base a proposta Sócio-interacionista Estrutural de De Lemos, este estudo teve como objetivo levantar questões sobre a estruturação de narrativas infantis, considerando o papel desempenhado pelo outro , enquanto participante desse processo. Participaram deste estudo 7 crianças, com idade variando entre 2 anos e 10 meses a 3 anos e 7 meses, que freqüentam uma creche pública, a própria investigadora e uma monitora que convive com as crianças. A fim de atender ao objetivo proposto, cada criança foi convidada a participar de atividades de contar histórias, ora com a investigadora, ora com a monitora, sendo o estudo, portanto, dividido em duas etapas. Essa atividade de contar histórias era dividida em dois momentos. No primeiro momento, o adulto fazia a leitura de dois livros infantis com histórias tradicionais. Após terminar as leituras, era permitido que a criança escolhesse uma das duas, ou mesmo as duas histórias a fim de contar para o adulto, sendo esse, portanto, o segundo momento da atividade. Com relação aos dados, a sua análise foi dividida em três passos. O primeiro passo consistiu numa análise acerca da postura assumida por cada um dos adultos diante da estruturação de narrativas pelas crianças, considerando os tipos de intervenções dominantes de cada um desses adultos. No segundo passo da análise, foram selecionados os momentos de reconto de cada história por cada uma das crianças, visando a analisar como ocorre esse processo de estruturação de narrativas, nessa situação específica. Portanto, cada reconto foi comparado com a história original, para que fossem localizados os pontos de ruptura com a história contada anteriormente pelo adulto. Após a localização destas rupturas, foi possível indicar como a criança rompe com o discurso do outro e sugerir em que consistem essas rupturas. Vale destacar que essa ruptura da fala da criança em relação à fala do adulto não foi aqui considerada como um não saber , mas como correspondente a uma forma particular de convocar e arrumar significantes durante a estruturação de narrativas, levando em conta que a fala da criança estaria subordinada ao próprio funcionamento da língua, ou seja, aos processos metafóricos e metonímicos. O terceiro passo da análise consistiu numa tentativa de articulação entre os dois primeiros, visto que se buscou identificar a existência de uma possível relação entre a postura do adulto e a forma como as crianças estruturam suas narrativas, considerando os limites da situação específica do presente trabalho. Para isso, foi feita uma seleção de alguns momentos de reconto de cada história, mais especificamente dos momentos em que a criança rompe com a história narrada pelo adulto, considerando a interpretação deste diante das rupturas. Nesse sentido, foi possível supor que quando a fala da criança, marcada por rupturas com o texto da história original, era anulada ou mesmo interditada pelo outro , havia uma mudança no movimento de estruturação de narrativas. Portanto, o estudo aponta para a suposição de que a postura do outro diante da fala da criança poderia, num certo sentido, permitir ou não que fluísse a singularidade nesta fala

Page generated in 0.0586 seconds