• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 13
  • Tagged with
  • 13
  • 13
  • 5
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Avaliação da ultraestrutura do miocárdio humano após as paradas cardíacas anóxica, hipotérmica (30oC) e cardioplégica

Carvalho, Roberto Gomes de January 1980 (has links)
Dissertação (mestrado)-Universidade Federal do Parana / Resumo: Para avaliar a influencia da solução cardioplégica na proteção do miocárdio, d u r ante a parada cardíaca anóxica, foram estudados nove pacientes, assim distribuídos: Grupo A - constituído de quatro pacientes submetidos a parada cardíaca anóxica hipotérmica (3 0 9 C) . Grupo B - constituído de cinco pacientes submetidos a parada cardíaca cardioplégica , sendo que a solução era hiperpotássica , hiperosmolar e hipotermica ( 4 9 C) . Em ambos os grupos , o material foi colhido da face anterior do ventrículo esquerdo , antes e apos 60 minutos da circulação extracorpórea . A analise dos resultados possibilitou as seguintes conclusões : 1) Os mitocôndrios se alteraram mais nos pacientes do grupo A. Clareamento da matriz , rotura das cristas e perda da integridade dos mitocôndrios foram as alterações observadas . Enquanto que clareamento da matriz foi observado em dois pacientes do grupo B. 2) Alterações nucleares só foram observadas nos pacientes do grupo A. 3) Suporte inotrópico foi necessário em 75% dos pacientes do grupo A e em 20% dos pacientes do grupo B. 4) Dano miocárdico foi considerado grave nos pacientes do grupo A e leve nos pacientes do grupo B. 5) A microscopia eletrônica foi útil na avaliação das alterações ultra estruturais . 6 ) A solução hiperpotássica , hiperosmolar e hipotérmica preservou o miocárdio humano sob aspecto morfológico e clinico .
2

Eficacia da vasopressina isolada e combinada com a adrenalina e noradrenalina na ressuscitação cardorrespiratoria : estudo experimental na fibrilação ventricular

Carieli, Maria do Carmo Monteiro 03 August 2018 (has links)
Orientador: Sebastião Araujo / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-08-03T15:46:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Carieli_MariadoCarmoMonteiro_M.pdf: 20553600 bytes, checksum: cbe1c1836b2ef84af729ede82e252745 (MD5) Previous issue date: 2002 / Mestrado
3

Efeitos da angiotensina-II na parada cardiaca induzida por fibrilação ventricular : estudo experimental

Araujo, Izilda Esmenia Muglia, 1955- 09 December 1992 (has links)
Orientador : Renato G.G. Terzi / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-07-17T10:31:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Araujo_IzildaEsmeniaMuglia_M.pdf: 1211797 bytes, checksum: 7d4284e99293b1b46cfa9b7086815797 (MD5) Previous issue date: 1992 / Resumo: O aumento do tônus vascular periférico com drogas alfa-adrenérgicas é vital para a restauração da circulação espontânea (RCE*) durante a ressuscitação cardiopulmonar (RCP). Nós estudamos os efeitos da Angiotensina 11 (A-II), um potente vasoconstrictor não-adrenérgico sobre a pressão coronariana (PPcor) e a restauração da circulação espontânea em um modelo canino de parada fibrilatória eletricamente induzida. Dezoito cães mestiços de ambos os sexos, pesando 11,9 +/- 3,7kg, anestesiados com tiopental s6dio, foram intubados e ventilados com ar (V.e.: 20 ml/kg e FR: 15mov/min.). As pressões de aorta e de átrio direito assim como o ECG (DII) foram registrados continuamente. As manobras de RCP a tórax fechado (1 ventilação/5 compressões toráxicas manuais), foram iniciadas dez minutos após o início da fibrilação ventricular. Os animais foram divididos aleatoriamente em 2 grupos. Dois minutos após o início da RCP, o grupo A recebeu por via venosa central 10ml de cloreto de sódio 0,9% e o grupo B, Angiotensina II (0,1mg/kg diluído em 10ml de cloreto de sódio 0,9%). O choque desfibrilatório foi iniciado dois minutos após a administração da droga até a obtenção de um ritmo viável ou até atingir o máximo de 6 choques. Os resultados obtidos na PPcor e RCE em ambos os grupos nos tempos: controle (pré-parada), 2 minutos de RCP (pré-droga) e 4 minutos de RCP (2 minutos pós-droga), foram os seguintes (em mmHg): grupo A: 119,3 +/- 11,2; 8,0 +/- 10,3 e 12,0 +/- 14,8, respectivamente, sendo que em apenas um dos nove cães deste grupo foi obtida a RCE (11 %); grupo B: 111,1 +/-14,1; 6,2 +/- 3,1 e 37,5 +/- 9,5, respectivamente, com oito dos nove cães apresentando a RCE (89%). Angiotensina-II aumentou significativamente a PPcor e a RCE, quando comparada com o grupo-controle, neste modelo de parada por fibrilação ventricular. Estas observações indicam a necessidade de maiores investigações da sua possível utilidade na ressuscitação humana / Abstract: Augmentation of peripheral vascular tone with alpha-adrenergic drugs is vital for restoration of spontaneous circulation (ROSC) during cardiopulmonary resuscitation. We studied the effects of Angiotensin-II (A-II), a potent nonadrenergic vasoconstrictor drug on coronary perfusion pressure (CorPP) and ROSC in a dog model of Fibrillatory Arrest (FA). Eighteen mongrel dogs, both sexes, weighing 11.9 +/- 3.7 kg, anaesthetized with thiopental, were intubated and ventilated with air (TV: 20 ml/kg, RR: 15/min). Ao pressure, RA pressure and EKG were continuously monitored. FA was induced electrically and manual closed-chest CPR (1 air ventilation/5 chest compressions) was started 10 min after the onset of ventricular fibrillation. The animals were then divided into 2 equal groups and after 2 min of CPR they received via a central IV line: Saline, 10ml (group A) or A-II, 0.1 mg/kg (group B). Defibrillation was attempted 2 min after drug injection until either a maximum of 6 DC shocks or a viable rhythm was achieved. Ventricular fibrillation induced a rapid fali in Ao pressure and an increase in RA pressure and, at the end of the 10th min of VF, the mean Ao pressure was very low and CorPP was virtualIy inexistent. During the basic closed chest cardiopulmonary resuscitation (CC - CPR) period (2 min CPR), CorPP remained very low. Two min after drug injection (4 min CPR), CorPP increased significanthy in group B (from 6.2 +/- 3.1 to 37.5 +/- 9.5mmHg p < 0.001), but not in group A (from 8.0 +/-10.3 to 12.0 +/-14.8mmHg, p = NS). A viable, non-fibrillatory rhythm was achieved in alI animaIs after defibrillation attempts, and 1 out of 9 dogs in group A (SAL) and 8 out of 9 in grup B (A-II) had their spontaneous circulation restored (p < 0.01). A-II, a potent non-adrenergic vasoconstrictor drug, was greatly effective for augmentation of CorPP and ROSC in this FA model and deserves further investigation in resuscitation / Mestrado / Mestre em Farmacologia
4

Parada cardíaca e mortalidade perioperatória por trauma: estudo no período de 14 anos em hospital universitario de atendimento terciário

Carlucci, Marcelo Tabary de Oliveira [UNESP] 05 November 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:29:05Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-11-05Bitstream added on 2014-06-13T19:37:58Z : No. of bitstreams: 1 carlucci_mto_me_botfm.pdf: 471461 bytes, checksum: 2342e00f902cacf2ae4e5157bb962c6d (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Não há estudos publicados sobre parada cardíaca (PC) e mortalidade no perioperatório nos pacientes com trauma. O objetivo dessa pesquisa foi avaliar a incidência, causas e desfechos das PCs que ocorreram no perioperatório nos pacientes com trauma em hospital terciário de ensino de janeiro de 1996 a dezembro de 2009. Após aprovação do Comitê de Ética e Pesquisa da Faculdade de Medicina de Botucatu, UNESP, iniciou-se a pesquisa sobre a incidência de PC durante a anestesia em pacientes com ou sem trauma, prospectivamente identificada a partir de um banco de dados. Houve 90.909 anestesias durante o período estudado. Os dados coletados incluíram características demográficas dos pacientes, procedimento cirúrgico (eletivo, urgência ou emergência), classificação do estado físico segundo a ASA (American Society of Anesthesiologists), informações sobre o procedimento anestésico, o tipo de cirurgia, a clínica cirúrgica e o desfecho. Todas as PCs no trauma foram revisadas e agrupadas segundo o fator causal em quatro categorias: totalmente relacionadas à anestesia, parcialmente relacionadas à anestesia, totalmente relacionadas à cirurgia e totalmente relacionadas à doença e/ou condição do paciente. Ocorreram nos pacientes com trauma 58 PCs (6,4 por 10.000 anestesias) e 47 óbitos (5,2 por 10.000 anestesias). O maior risco de PC nos pacientes com trauma ocorreu na faixa etária de 18 a 35 anos (p=0,04), no sexo masculino (p<0,0001), no estado físico ASA III ou pior (p=0,04), nas cirurgias de emergência (p=0,04), nas clínicas cirúrgicas multiclínicas e torácica e nos pacientes gravemente enfermos que receberam cuidados de monitorização e suporte hemodinâmico. O choque hemorrágico e o trauma cranioencefálico foram as causas mais importantes de PC e mortalidade. A maioria das PCs e óbitos no perioperatório... / No studies of perioperative cardiac arrest and mortality in trauma patients have been published. This survey evaluated the incidence, causes, and outcomes of perioperative cardiac arrests in trauma patients in a Brazilian tertiary general teaching hospital between 1996 and 2009. After institutional review board approval (UNESP, School of Medicine, Botucatu, Brazil), the incidence of cardiac arrest during anesthesia in patients with and without trauma was prospectively identified from an anesthesia database. There were 90,909 anesthetics during the study period. The data collected included patient demographics, surgical procedures (elective, urgent or emergency), ASA (American Society of Anesthesiologists) physical status classification, anesthesia provider information, type of surgery, surgical areas, and outcome. All of the cardiac arrests in trauma patients were reviewed and grouped by cause of cardiac arrest into one of four groups: totally anesthesia-related, partially anesthesia-related, totally surgery-related and totally trauma patient condition-related. Fifty–eight cardiac arrests (6.4 per 10,000 anesthetics) and 47 deaths (5.2 per 10,000) had occurred in the trauma patients. The major risk factors for cardiac arrest in the trauma patients were age (18 to 35 yr, p=0.04), male sex (p<0.0001) with ASA physical status III or poorer (p=0.04), emergency surgery (p=0.04) in multiclinical or thoracic surgery and monitored anesthesia care in very injured patients (p=0.04). Uncontrolled hemorrhage and head injury were the most significant causes of cardiac arrest and mortality. The majority of the intraoperative cardiac arrests and deaths in the trauma were patients condition-related. One cardiac arrest was totally anesthesia-related, and one cardiac arrest and death was surgery-related. Motor vehicle... (Complete abstract click electronic access below)
5

Aterosclerose experimental da aorta do coelho por baixa hipercolesterolemia : papel do espessamento espontaneo da camada intima e do colapso ortostatico

Faria, Lacordaire Lopes de, 1941- 14 July 2018 (has links)
Orientador : Jose Lopes de Faria / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-14T13:45:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Faria_LacordaireLopesde_D.pdf: 4035996 bytes, checksum: 62ac94e8a6327d4ae050adb656439a19 (MD5) Previous issue date: 1976 / Resumo: Neste trabalho foram empregados 29 coelhos da raça "Norfolk cross", divididos em 3 grupos: I. controles, 7 animais; II. com dieta de colesterol, 7 animais e III. com dieta de colesterol e colapso ortostático, 15 animais. A duração da experiência foi entre 4 e 11 semanas. Todos os animais receberam uma ração estandardizada, própria para coelhos. O colesterol foi administrado por sonda gástrica em dias alternados e em quantidade em torno de 1g, durante todo o período de experimentação. Semanalmente retirava-se sangue para a dosagem de colesterol total no soro e procurava-se manter o nível de colesterol em torno de 3 a 4 vezes o valor normal. O colapso ortostático foi produzido uma semana após o início da dieta de colesterol. Os animais foram sacrificados com uma pancada na nuca, seguida de secção dos vasos do pescoço. A necropsia foi imediata, tendo sido retirada toda a aorta e fixada durante 24 horas. A seguir ela foi corada pelo sudão IV para o exame macroscópico. De cada segmento da aorta foram retirados fragmentos transversos para cortes em congelação a fim de serem corados pelo sudão IV-propileno glicol; também do fígado foi feito um corte em congelação e corado pela mesma técnica. Toda a sobra dos fragmentos da aorta e as porções dela restantes foram incluídas em parafina, cortadas e feitas as várias colorações. Para o estudo histoquímico enzimático,utilizaram-se 8 coelhos, sendo 3 do grupo I, 2 do grupo II e 3 do grupo III. Para tanto, toda a aorta ascendente e o arco eram cortados e congelados imediatamente após a retirada da aorta em nitrogênio líquido e, a seguir, procederam-se os diversos métodos para as enzimas. Não houve depósito lipídico na íntima da aorta de todos os coelhos normais, sem dieta de colesterol, em contraposição a todos os coelhos que receberam colesterol. Nestes, houve depósito em todos, de freqüência decrescente na aorta em sentido distal. Os coelhos dos grupos I e II mostraram lacunas na camada média de mesma constituição e freqüência. Entretanto, nos coelhos do grupo III, por causa do colapso, houve, além de áreas mais extensas de necrose, maior freqüência destas lacunas na aorta descendente. Em todos os grupos as lacunas da média diminuíram de freqüência em sentido distal. Na íntima da aorta, nos 3 grupos de animais, ocorreram espessamentos de intensidade variada, geralmente freqüentes, diminuindo, porém, irregularmente, no sentido distal da aorta. Estes espessamentos são de constituição histológica semelhante, hiperplásicos, diferindo apenas os espessamentos pelo depósito de lípides. O estudo histoquímico enzimático pela fosfatase ácida, lipase-esterase, ATPase e DPN diaforase permitiu a caracterização dos tipos celulares dos espessamentos da íntima / Abstract: Not informed / Doutorado / Doutor em Anatomia Patologica
6

Capacitação do enfermeiro para o atendimento da parada cardiorrespiratoria

Bellan, Margarete Consorti, 1967- 24 February 2006 (has links)
Orientador: Izilda Esmenia Muglia Araujo / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-06T20:04:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Bellan_MargareteConsorti_M.pdf: 1469477 bytes, checksum: 6b246d40e4df19b1a0571c088ab4f183 (MD5) Previous issue date: 2006 / Resumo: A equipe de enfermagem freqüentemente é quem testemunha a parada cardiorrespiratória (PCR). Portanto, deve possuir conhecimentos suficientes para realizar os primeiros atendimentos. O sucesso da reanimação cardiorrespiratória (RCR) depende do tempo entre a ocorrência e o início do tratamento, da harmonia e sincronismo da equipe e da capacitação dos profissionais. Foram objetivos do estudo: elaborar um programa de capacitação para enfermeiros na RCR, capacitar o enfermeiro para o atendimento da PCR, avaliar o conhecimento dos enfermeiros antes e após sua participação no programa e comparar a atuação dos enfermeiros submetidos ao programa com os do grupo controle. O estudo foi desenvolvido em um hospital universitário e contemplou três etapas: etapa-I, capacitação teóricoprática; etapa-II, avaliação recente do conhecimento teórico-prático; e etapa-III, avaliação tardia. A amostra foi composta por 21 enfermeiros no grupo-A (controle ¿ não participou do programa de capacitação) e 38 no grupo-B (experimental ¿ participou do programa). Os instrumentos teórico e prático foram submetidos à validação de conteúdo e pré-teste. Na avaliação dos juízes não houve discordância significativa quanto à organização (p=0,368), objetividade (p=1,000), exceto quanto à clareza (p=0,042) para o instrumento-I (teórico). Em relação ao instrumento-II (prático), não houve discordância em nenhum dos itens (p=0,05). Na análise de desempenho dos enfermeiros verificou-se que a média das notas da avaliação teórica no grupo-A variou de forma progressiva nas três etapas: 6,45, 6,66 e 7,10; e no grupo-B de forma oscilante: 6,48, 8,36 e 8,0, respectivamente, com diferença estatisticamente significativa entre os grupos nas etapas II e III (p<0,001). Em relação às atividades práticas do suporte básico de vida (SBV) e suporte avançado (SAV), no grupo-A as médias de notas foram 3,90 e 3,49 na etapa-II e 4,32 e 3,72 na etapa-III, respectivamente, enquanto no grupo-B obtiveram as médias de notas 6,92 e 5,66 na etapa-II e 7,08 e 4,99 na etapa-III, espectivamente. As diferenças entre os grupos nas duas etapas das duas atividades foram significativas (p<0,001). Conclui-se que os conteúdos abordados e os instrumentos utilizados subsidiaram de forma favorável a execução e avaliação do programa de capacitação elaborado e implementado para os enfermeiros no atendimento da PCR. Observou-se melhora no desempenho tanto nas atividades teóricas quanto nas práticas. O grupo-B foi superior em ambos os desempenhos em relação ao grupo-A. No entanto, o desempenho na atividade teórica do grupo-B após uma semana foi superior ao de três meses; já na atividade prática do SBV, o desempenho na etapa-III foi superior à etapa-II, enquanto no SAV o desempenho da etapa-III foi inferior ao da etapa-II. O comportamento do desempenho dos sujeitos do grupo-A diferiu tanto nas atividades teórica como na prática em relação ao grupo-B. Na avaliação teórica observou-se uma melhora progressiva nas três etapas, assim como nas duas etapas das atividades práticas de SBV e SAV. Diante destes resultados, acreditase que o programa de capacitação elaborado poderá ser amplamente utilizado na instituição estudada e também adaptado para utilização em outras / Abstract: Nursing team members are frequently cardiac arrest witness, and therefore must acquire knowledge to perform basic (BLS) and advanced cardiac life support (ACLS). Successful cardiopulmonary resuscitation (CPR) depends on the treatment starting time, team¿s harmony/synchrony and involved professionals¿ capability. The study¿s main objectives were: to elaborate a nursing capacitation program in CPR; to train nurses in performing CPR; to evaluate nurses¿ CPR-knowledge before and after their participation in the program; and to analyse, comparatively, the CPR-performance of nurses that took part or not in the program. The study was developed in an university-hospital and faced three stages: stage-I, theorical-practical capacitation; stage-II, recent evaluation of theorical-practical knowledge; and stage-III, delayed evaluation of theorical-practical knowledge. The time interval between stages I and II was one week and between II and III, three months. Nurses were divided into two groups [A ¿ control (n=21), did not participate; and B ¿ experimental (n=38), did participate on the capacitation program]. Theorical and practical instruments were submitted to content validation and to a pre-test. There were no disagreements amongst judges concerning organization (p=0,368) and objectivity (p=1,000), except for clearness (p=0,042) of the instrument-I (theorical). In relation to instrument-II (practical), there were no disagreement in any items (p=0,05). On the analysis of nurses¿ performance, it was verified that group-A average punctuation in theorical evaluation varied in a progressive way on the three stages (6.45, 6.66 and 7.10, respectively), and in group-B in a non-steady way (6.48, 8.36 and 8.0, respectively) [group-B better than group-A on stages II and III (p<0,001; Tukey-test)]. In relation to practical activities on BLS and ACLS in group-A, the average punctuations were 3.90 and 3.49 on stage-II, and 4.32 and 3.72 on stage-III, respectively, while group-B has got average punctuations of 6.92 and 5.66 on stage-II, and 7.08 and 4.99 on stage-III, respectively [group-B better than group-A on the two stages of two activities (p<0,001; Tukey-test)]. Based on these results, it can be concluded that the approached contents and the used instruments helped in a most favorable way the execution and evaluation of the capacitation program elaborated and implemented to improve nurses¿ CPR-performance. It was observed an improvement not only on theorical activities but also in practical ones. Group-B has shown superior performances than group-A. However, it could be verified that theorical activity performance of group-B, within a week (stage-II), was superior in relation to stage-III (after three months); on the BLS practical activity, subjects¿ performance on stage-III was superior to stage-II, while on the SAV, performance of stage-III was inferior to stage-II. Group-A performance behavior differed not only on theorical activity but also on practical one in relation to group-B. On the theorical evaluation, it was observed a progressive improvement in all three stages, and also on both stages of BLS and ACLS practical activities. Facing these results, it is believed that this elaborated capacitation program can be largely utilized in our own institution and possibly could be adapted and extended to other ones / Mestrado / Enfermagem e Trabalho / Mestre em Enfermagem
7

Unidades não hospitalares de atendimento a urgencia e emergencia da região metropolitana de Campinas : aspectos organizacionais e conhecimento teorico dos enfermeiros sobre parada cardiorrespiratoria e ressuscitação cardiopulmonar

Almeida, Angelica Olivetto de 07 November 2008 (has links)
Orientador: Izilda Esmenia Muglia Araujo / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-12T18:13:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Almeida_AngelicaOlivettode_M.pdf: 622575 bytes, checksum: 951208f5ece75c14658a513160fe4a78 (MD5) Previous issue date: 2008 / Resumo: A partir de 2002, o Ministério da Saúde estabeleceu a Política Nacional de Atendimento às Urgências e Emergências devido ao aumento da demanda, da violência e do número de acidentes, além da insuficiência de serviços, superlotação dos pronto-socorros e queda da qualidade na assistência. A rede assistencial foi então modificada, surgindo as Unidades não-hospitalares de Atendimento a Urgência e Emergência (UNHAU/E), com a finalidade de atender pacientes com quadros agudos ou crônicos agudizados e ordenar os fluxos de urgência. Os objetivos deste estudo foram analisar a organização das UNHAU/E em relação à estrutura física, recursos materiais e humanos e o conhecimento teórico dos enfermeiros sobre parada cardiorrespiratória (PCR) e ressuscitação cardiopulmonar (RCP), dessas unidades. Estudo descritivo e exploratório utilizando um questionário pré-elaborado e validado por juízes que foi aplicado a 73 enfermeiros das UNHAU/E da Região Metropolitana de Campinas (RMC), compreendendo sete municípios e 16 UNHAU/E. Três enfermeiros de cada UNHAU/E, de diferentes turnos, foram aleatoriamente selecionados e entrevistados sobre o dimensionamento de recursos humanos e materiais e a organização assistencial da Unidade. O questionário sobre conhecimento teórico de PCR/RCP foi aplicado a todos os enfermeiros. Em relação à área física constatou-se que além da falta das divisões em blocos, muitas foram improvisadas com adaptações para se tornarem UNHAU/E. Quanto aos recursos materiais observou-se a ausência daqueles preconizados para uso em urgência e emergência (respirador adulto e infantil, bomba de infusão, material para cricotiroidostomia, caixa de pequena cirurgia, gerador de energia elétrica). Constatouse a ausência do profissional enfermeiro no período noturno. Os municípios que possuem maiores déficits em estrutura organizacional das UNHAU/E foram os municípios D, E e F. Resumidamente, destacam-se: mais de 60% dos respondentes não sabem detectar corretamente a PCR; cerca de 70% não sabem as condutas imediatas após a sua detecção; mais de 80% não sabem quais são os padrões de ritmos presente na PCR; acima de 60% não sabem a seqüência do suporte básico de vida (SBV); apenas 20% sabem a postura corporal correta para a realização da compressão torácica externa (CTE); mais de 60% não sabem a relação ventilação/compressão; acima de 70% sabem posicionar as pás dodesfibrilador, porém quase 70% desconhecem o valor da carga elétrica a ser utilizada; menos de 10% sabem em que consiste o SAV; menos de 7% sabem quais as vias possíveis para administração de fármacos; 100% sabem parcialmente quais os fármacos utilizados na RCP e 50% conhecem parcialmente para que servem e, apenas 20% sabem o que deve conter o registro do atendimento da PCR. Os enfermeiros do município C foram os que apresentaram pior desempenho na nota final. Conclui-se que as UNHAU/E apresentam grandes déficits em relação à área física, recursos materiais e humanos. Em relação aos conceitos teóricos em PCR/RCP os enfermeiros das UNHAU/E da RMC obtiveram uma nota média de 5,18 (±1,42), indicando uma deficência de conhecimentos em relação ao exigido para profissionais que atendem um quadro tão complexo, apesar das inúmeras diretrizes sobre o assunto disponíveis na literatura / Abstract: Since 2002 the Ministry of Health established the National Policy on care for Urgencies and Emergencies due to increased demand and high rates of urban violence and accidents. The services were insufficient, with subsequent overcrowding of emergency rooms and a low quality of care. The system was then modified and stemmed the Non-Hospital Emergency Care Units (N-HECU) aiming to dealing with patients in chronic or acute situations and to coordinate the flow of medical urgencies. The study's main objectives were: to analyze the organization of N-HECU in relation to the physical structure, material and human resources and to examine the theoretical knowledge of their nurses on cardiac arrest and cardiopulmonary resuscitation (CPR). A descriptive and exploratory survey was done by applying a questionnaire pre-endorsed by judges to 73 nurses from N-HECU of the Metropolitan Region of Campinas (MRC) comprising seven cities and 16 N-HECU. Three nurses from each N-HECU and from different shifts, randomly selected, were inquired about the material and human resources, and organization of the Unit. The questionnaire with theoretical knowlegde about cardiac arrest and CPR was applied to all nurses. The results regarding the physical area have shown that besides the lack of rooms in blocks, many were improvised with adjustments to become N-HECU. In relation to material resources it was found a lack of those routinely needed for use in emergency situations (adult and child respirator, infusion pump, material for traqueal intubation, small surgery box, electrical generators). There is a lack of registered nurses in the night shift. It was found that cities with the greatest deficits in organizational structure of N-HECU were cities D, E and F. Briefly stands out: over 60% of respondents don't know how to properly detect a cardiac arrest; almost 70% don't know the procedues after its immediate detection; above 80% don't know what are the rhythms' patterns of cardiac arrest; above 60% don't know the BLS sequence; only 20% know the correct body position to carry out the chest compressions; above 60% don't know the compression-ventilation ratio; above 70% know the position of the defibrillator paddles, but almost 70% don't know the value of electric charge to be used; less than 10% know what is the ACLS; less than 7% know what are the possible ways for drug administration; 100% know partly which drugs are used in CPR and 50% know partly what are their finality; and only 20% know what there must contain the record of CPR attendance. The nurses of the city C were those who had the worst performance in the final grade. It was concluded that N-HECU have large deficits in relation to physical area material and human resources. Regarding theoretical concepts on cardiac arrest and CPR it was found that N-HECU nurses obtained an average grade of 5,18 (± 1,42), indicating a knowledge level lesser than that required for an adequate management of this complex situation, despite the great number of guidelines available in the literature / Mestrado / Enfermagem e Trabalho / Mestre em Enfermagem
8

Registro do atendimento da parada cardiorrespiratoria no ambiente intra-hospitalar : validade e aplicabilidade de um instrumento

Boaventura, Ana Paula, 1975- 12 June 2004 (has links)
Orientador: Izilda Esmenia Muglia Araujo / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-08-04T11:53:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Boaventura_AnaPaula_M.pdf: 414108 bytes, checksum: faae3158a2586452ce01d7978f40b00b (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: A situação encontrada na prática dos atendimentos da parada cardiorrespiratória é a de que os registros não são feitos adequadamente, ou são incompletos, relatando apenas o horário da PCR e o óbito, quando deveriam conter maior número de informações, como fármacos utilizados durante o atendimento, os ritmos cardíacos, o número de choques realizados, entre outros. Se forem analisados os prontuários médicos de pacientes hospitalizados que apresentaram parada cardiorrespiratória, possivelmente haverá dificuldades na realização de estudos retrospectivos de ressuscitação cardiorrespiratória, pela impossibilidade de coletar dados que poderiam colaborar no aprimoramento e na avaliação da atuação da equipe, como também, de estudos de sobrevida e prognóstico em ressuscitação cardiorrespiratória diante da escassez de dados que são registrados.O presente estudo teve por objetivo validar e aplicar um instrumento para o registro do atendimento da PCR/RCR no ambiente intra-hospitalar de uma instituição de ensino. A validação de um instrumento é etapa de fundamental importância antes da sua utilização pois verifica a qualidade dos dados. Sua aplicação em uma determinada população também permite perceber como se comporta o instrumento no ambiente em que se pretende implementá-lo, para isso, o instrumento adapatado foi submetido a validação de conteúdo e verificada também sua aplicabilidade. O instrumento foi validado por juízes, quanto ao seu conteúdo. Após, os instrumentos foram utilizados pelos enfermeiros das unidades: PS, UTI, EC/CT, Cardiologia e Moléstias Infecciosas para avaliação da aplicabilidade do instrumento. Na análise dos dados da avaliação dos juízes não houve discordância significativa quanto à clareza (p= 0,353), objetividade (p=0,333) e organização (p=0,107) (Teste de Cochran). Foram coletados 54 registros de atendimento da RCR e após o preenchimento os enfermeiros avaliaram o instrumento quanto a sua utilidade, praticidade e objetividade, obtendo-se mais que 90% de respostas positivas. Na análise dos preenchimentos constatou-se que a média de preenchimento dos dados de identificação do paciente foi de 92,7%; da PCR 72,18%; RCR 81,75%; pós-RCR 89,58%; equipe de atendimento 27,41% e anotações apenas 7,41%. Conclui-se que o instrumento adaptado para o registro dos atendimentos da PCR/RCR, no ambiente intra-hospitalar, foi validado e atende às necessidades da realidade desses atendimentos no hospital estudado. Dessa forma a utilização deste instrumento que apresenta menor complexidade poderia estimular a prática de registros do atendimento da PCR / RCR, orientar novos treinamentos, bem como, direcionar investimentos em recursos físicos e materiais adequados para as unidades destinadas ao cuidado de pacientes críticos e contribuir para a melhoria dos atendimentos / Abstract: Usually, during in-hospital cardiopulmonary resuscitation (CPR), there is a lack of comprehensive records about the whole procedure, or, more often, they are incomplete, reporting only the times of cardiac arrest (CA) and of death. OBJECTIVES: The objectives of the present study were to validate and to apply an instrument that was elaborated to record in-hospital CPR maneuvers in a teaching institution. The validation is the fundamental importance before utilization of an instrument, verifies your quality and the application of an instrument in a determined population also is going to perceive as behaves the instrument in environment that him implemented, for that, the instrument was submitted the validation of content and verified also its aplicability. METHODS: The instrument was previously validated by experts judges regarding its subject matter, and thereafter it was applied by registered nurses at the emergency room, adult intensive care unit, clinical and surgical emergency wards, during cardiac arrest events in order to evaluate its pratical applicability. RESULTS: Data analysis has shown that there was no disagreement among judges regarding the instrument¿s intelligibility (p=0,353), objectivity (p=0,333) and organization (p=0,107). (Cochran¿s test). Fifty- four records of in-hospital CPR have been done, and the nurses were argued to evaluate the instrument¿s utility, praticity and objectivity, within more than 90% of positive answers. Informations concerning patient¿s identification (92,7%), CA characterization (72,18%), CPR maneuvers (81,75%), post-CPR procedures (89,58%), team of attendance (27,41%) and general annotations (7,41%), were possible to be retrieved form the applied instrument. CONCLUSIONS: It was concluded that an adapted instrument for recording in-hospital CPR procedures could be validated and easily applied by nurses in a teaching hospital. The utilization of this instrument would be able to stimulate to practical of records, news training, direct investments and adequate in-hospital CPR maneuvers in the units destined to take care of critical patients and contribute for the improvement during in-hospital cardiopulmonary resuscitation / Mestrado / Enfermagem e Trabalho / Mestre em Enfermagem
9

Incidência de parada cardíaca e mortalidade pediátrica durante a anestesia em hospital universitário de atendimento terciário no período de 2005 a 2010

Gonzalez, Leopoldo Palheta [UNESP] 25 February 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:35:05Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-02-25Bitstream added on 2014-06-13T18:46:10Z : No. of bitstreams: 1 000738127.pdf: 2515853 bytes, checksum: b14e7ea0ddd1cbbc1ade96ae04a05861 (MD5) / A população pediátrica apresenta incidência mais elevada de parada cardíaca e de óbito perioperatório em relação à adulta. O objetivo do presente estudo foi avaliar a incidência, os fatores desencadeantes e as causas de parada cardíaca e de óbito em pacientes pediátricos durante a anestesia em hospital universitário de atendimento terciário no período de 2005 a 2010. Por meio de um Banco de Dados, o estudo prospectivo identificou a incidência de parada cardíaca e de óbito em 10.649 anestesias pediátricas. As incidências foram calculadas em relação aos atributos: faixa etária, sexo, estado físico segundo a ASA, tipo de atendimento, especialidade cirúrgica, técnica anestésica empregada e fatores desencadeantes (doença/condição do paciente, cirurgia e anestesia como fator principal ou fator contributivo). Foram identificadas 22 paradas cardíacas na sala de operações em crianças sendo que 11 evoluíram ao óbito. Maiores incidências de parada cardíaca ocorreram em pacientes neonatais e lactentes com estado físico ASA IV e V, em cirurgia de emergência durante anestesia geral ou em cuidados de monitorização e suporte e durante cirurgias cardíaca e vascular. A doença/condição do paciente foi o principal fator de parada cardíaca e de óbito. O índice de letalidade foi maior em crianças de 31 dias a um ano de idade, com estado físico ASA V, em cirurgia de emergência e em pacientes ASA V sob cuidados de monitorização e suporte e relacionado ao fator doença/condição do paciente. Ocorreram três paradas cardíacas por fator anestésico contributivo (2,81:10.000) todas em razão de causas respiratórias. Não houve óbito por fator anestésico. Em hospital de ensino de atendimento terciário, a incidência de parada cardíaca (20,65:10.000 anestesias) e de óbito (10,32:10.000 anestesias) em pacientes pediátricos durante a anestesia foi elevada. A incidência de parada cardíaca... / Perioperative cardiac arrest and mortality incidences in children are higher than in adults. This study aimed to evaluate the incidence, causes, and outcomes of cardiac arrest and death in a pediatric surgical population during anesthesia in a tertiary care university hospital from 2005 to 2010. Cardiac arrest and death incidences during anesthesia in 10,649 anesthetics performed in children were identified from an anesthesia database. Cardiac arrest and death rates were calculated in relation to age, gender, ASA physical status classification, anesthesia provider information, surgical speciality, type of procedure and triggering factors (totally anesthesia-related; partially anesthesia-related; totally surgery-related; or totally child disease/condition-related). There were 22 cardiac arrests and 11 deaths in children during anesthesia. Major cardiac arrest and death incidences were observed in children under one year age; emergency surgery; ASA physical status IV or V; monitoring care and support in ASA V patients; and in cardiac and vascular procedures. Child disease/condition was the major cause of cardiac arrest or death. Lethality calculated rates were higher in 31 days - 1 year age children; emergency surgery; ASA V physical status; monitoring care and support in ASA V patients; and child disease/condition related. There were three cardiac arrests partially anesthesia-related (2,81:10.000). There were no anesthesia-related deaths. Respiratory classified events were the most common causes of anesthesia-related cardiac arrest. Cardiac arrest (20.65 per 10,000 anesthetics) and mortality (10.32 per 10,000 anesthetics) incidences were increased over a 6-year period in a tertiary teaching hospital. Anesthesia-related cardiac arrest incidence was 2.81 per 10,000 anesthetics. There were no anesthesia-related deaths. Major cardiac arrest and death incidences were in children under 1 year age; ASA IV or V ...
10

Incidência de parada cardíaca e mortalidade em pacientes geriátricos durante a anestesia em hospital universitário de atendimento terciário no período de 15 anos

Nunes, Juscimar Carneiro [UNESP] 07 February 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:35:05Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-02-07Bitstream added on 2014-06-13T20:25:55Z : No. of bitstreams: 1 000739093.pdf: 1166071 bytes, checksum: c15bc34da1245088fa60264d5ac2ee3f (MD5) / Existem poucas informações a respeito dos fatores que influenciam a incidência de paradas cardíacas e óbitos perioperatórios em pacientes geriátricos. Este estudo avaliou a incidência, as causas e os desfechos de paradas cardíacas no intraoperatório em pacientes geriátricos em hospital universitário de atendimento terciário no período de janeiro de 1996 a dezembro de 2010. A incidência de parada cardíaca nas salas de operação e de recuperação pós-anestésica foi identificada prospectivamente a partir de um banco de dados. Foram realizadas 18.367 anestesias em pacientes geriátricos durante o período do estudo. Foram coletados os dados demográficos dos pacientes, local de ocorrência, classificação do estado físico segundo a American Society of Anesthesiologists (ASA), tipo de atendimento, procedimento anestésico, clínica cirúrgica, fatores desencadeantes e desfechos. Todas as paradas cardíacas e óbitos foram agrupados segundo o fator desencadeante: totalmente relacionada à condição/doença do paciente, totalmente relacionada à cirurgia, totalmente relacionada à anestesia e parcialmente relacionada à anestesia. Ocorreram 100 paradas cardíacas (54,44:10.000) e 68 óbitos (37,02:10.000). A incidência de parada cardíaca foi maior em pacientes com estado físico ASA III ou pior (p=0,02), em cirurgias de emergência (p=0,03) e nas anestesias gerais (p=0,04). O principal fator desencadeante de parada cardíaca e óbito intraoperatório foi a condição/doença do paciente (p=0,03). Ocorreram seis paradas cardíacas relacionadas à anestesia, uma como fator principal e, em cinco, a anestesia foi fator contributivo. Houve três óbitos parcialmente relacionados à anestesia. As principais causas de parada cardíaca relacionadas à anestesia foram decorrentes de problemas no manuseio de vias aéreas e de fármacos administrados. Ocorreram 54,44 paradas cardíacas e 37,02 óbitos por... / Little information is known factors that influence intraoperative cardiac arrest and death in elderly patients. This study evaluated the incidence, causes and outcome of intraoperative cardiac arrest in elderly patients in a Brazilian teaching hospital between 1996 and 2010. The incidence of cardiac arrest in the operating room and Post-anesthesia Care Unit was prospectively identified from an anesthesia database. There were 18,367 anesthetics to elderly patients during the study period. Data collected included patient demographics, surgical procedures, American Society of Anesthesiologists (ASA) physical status classification, anesthesia provider information, type of surgery, surgical areas and outcome. All cardiac arrests were categorized by cause of cardiac arrest and death into one of four groups: disease-/condition-related, surgery-related, totally anesthesia-related and partially anesthesia-related. There were 100 cardiac arrests (54.44:10,000 anesthetics) and 68 deaths (37.02:10,000 anesthetics). Major incidence of cardiac arrest occurred in patients with ASA physical status of III or poorer (P=0.02) in emergency surgery (P=0.03) and under general anesthesia (P=0.04). The majority of the intraoperative cardiac arrests and deaths were patient disease-/condition-related (P=0.03). There were six anesthesia-related cardiac arrests- one totally and five partially anesthesia-related, and three deaths partially anesthesia-related. The main causes of anesthesia-related cardiac arrest were medication-/airway-related. There were 54.44 cardiac arrests and 37.02 deaths per 10,000 anesthetics in elderly people. The incidence of anesthesia-related cardiac arrest and deaths were 3.26 and 1.63 per 10,000 anesthetics, respectively. Cardiac arrest incidence were higher in patients with severe underlying disease and in emergency surgery. All anesthesia-related cardiac arrests were medication-related or airway-related

Page generated in 0.0775 seconds