• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 768
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 773
  • 281
  • 266
  • 197
  • 119
  • 79
  • 75
  • 75
  • 72
  • 65
  • 62
  • 58
  • 58
  • 56
  • 55
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Avaliação da infecção por Leishmania spp. em pequenos mamíferos de áreas endêmicas de Minas Gerais, Brasil |

Pereira, Agnes Antônia Sampaio January 2015 (has links)
Submitted by Nuzia Santos (nuzia@cpqrr.fiocruz.br) on 2015-06-18T19:01:01Z No. of bitstreams: 1 Dissertacao_DIP_AgnesAntoniaSampaioPereira (2).pdf: 3979166 bytes, checksum: 17d10f25aaa6a7bb5ceb08f07a44820c (MD5) / Approved for entry into archive by Nuzia Santos (nuzia@cpqrr.fiocruz.br) on 2015-06-18T19:01:13Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertacao_DIP_AgnesAntoniaSampaioPereira (2).pdf: 3979166 bytes, checksum: 17d10f25aaa6a7bb5ceb08f07a44820c (MD5) / Approved for entry into archive by Nuzia Santos (nuzia@cpqrr.fiocruz.br) on 2015-06-18T19:01:22Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertacao_DIP_AgnesAntoniaSampaioPereira (2).pdf: 3979166 bytes, checksum: 17d10f25aaa6a7bb5ceb08f07a44820c (MD5) / Made available in DSpace on 2015-06-18T19:01:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertacao_DIP_AgnesAntoniaSampaioPereira (2).pdf: 3979166 bytes, checksum: 17d10f25aaa6a7bb5ceb08f07a44820c (MD5) Previous issue date: 2015 / Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa René Rachou / O conhecimento dos reservatórios de Leishmania spp. é crucial para o estabelecimento de medidas eficientes de controle das leishmanioses. A detecção, identificação da espécie de Leishmania bem como a quantificação da carga parasitária em diferentes amostras de animais podem ser ferramentas úteis na indicação da participação de um determinado hospedeiro como fonte de infecção para os vetores. Neste trabalho foi realizado um estudo sobre a infecção por Leishmania spp. em roedores e marsupiais em áreas endêmicas para as leishmanioses de Minas Gerais. As amostras utilizadas foram provenientes de pequenos mamíferos capturados em cinco localidades: Regional Nordeste de Belo Horizonte, Município de Divinópolis, Terra Indígena Xakriabá no Município de São João das Missões, Barra do Guaicuí em Várzea da Palma e Casa Branca, localidade pertencente ao Município de Brumadinho. A detecção e quantificação do DNA de Leishmania foram realizadas através da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) e PCR em tempo real (qPCR) direcionadas ao alvo kDNA e a identificação da espécie através da PCR-RFLP direcionada ao hsp70. Foram capturados animais pertencentes a 14 diferentes espécies, das ordens Rodentia e Didelphimorfia. Os resultados mostraram que, em geral, a maioria dos animais foi capturada em áreas não urbanizadas e a maioria dos espécimes pertencem a ordem Rodentia. Dos 346 animais examinados, 78 (22%) foram positivos em pelo menos um tecido. A maior positividade foi observada na Terra Indígena Xakriabá (35%), seguido pela Regional Nordeste de Belo Horizonte (27%), Casa Branca (24%), Divinópolis (9%) e Barra do Guaicuí (8%). Quanto às espécies de animais, Thrichomys apereoides e Didelphis albiventris tiveram um número expressivo de exemplares capturados (76 e 113 respectivamente) e uma positividade considerada alta (28% e 19%). Com relação aos tecidos, o fígado apresentou maior positividade (14%), seguido por medula (9%), baço (6%), pele de orelha (5%) e pele de cauda (4%). Nas amostras dos animais foram identificadas as espécies L. (V.) braziliensis, L. (L). infantum e L. (V.) guyanensis, sendo que a primeira foi encontrada infectando um maior número e uma maior diversidade de espécies de animais. Os animais capturados na Terra Indígena Xakriabá apresentaram a carga parasitária mais elevada, e, com relação às espécies dos hospedeiros, T. apereoides foi o que apresentou a maior carga parasitária. Quanto aos tecidos, houve uma alta positividade em amostras de fígado enquanto as amostras de baço apresentaram uma alta carga parasitária, o que aponta para a importância desses órgãos na infecção dos pequenos mamíferos por Leishmania spp.. A pele de orelha se mostrou eficiente na detecção das três espécies de Leishmania encontradas. Os resultados obtidos, aliados ao conhecimento epidemiológico da área, mostraram a importância da participação deste animais no ciclo de transmissão de Leishmania nas áreas endêmicas estudadas. Esses dados ressaltam a necessidade de mais estudos a respeito destas diferentes espécies de mamíferos, possíveis reservatórios de Leishmania spp., visando a implementação de novas estratégias de vigilância epidemiológica e aplicação de medidas de controle específicas, tanto para leishmaniose tegumentar como para leishmaniose visceral. / The knowledge about the reservoir of Leishmania spp. is crucial to establish the efficient leishmaniasis control measures. The detection, identification of the Leishmania species and the parasite burden quantification in different clinical animal samples can be useful tools to indicate the participation of a certain host as a source of infection to the vectors. In this work it was done a study about the infection by Leishmania spp. in rodents and marsupials in leishmaniasis endemic areas in Minas Gerais. The used samples were from small mammals captured in five localities: the Northeast Region of Belo Horizonte, the municipality of Divinópolis, the Xakriabá Indian Reservation in the municipality of São João das Missões, Barra do Guaicuí in the municipality of Várzea da Palma and Casa Branca, placed in the municipality of Brumadinho. The detection and quantification of the Leishmania DNA was done through the Polimerase Chain Reaction (PCR) targeted to the kDNA and the identification of the species through the PCR-RFLP targeted to the hsp70. Animals from 14 different species of the orders Rodentia and Didelphimorfia were captured. The results showed that, in general, most of the animals were captured in non urbanized areas and most of the specimens belong to the Rodentia order. From the 346 tested animals, 78 (22%) were positive in at least one tissue. The higher positivity was observed in the Xakriabá Indian Reservation (35%), followed by the Northeast Region of Belo Horizonte (27%), Casa Branca (24%), Divinópolis (9%) and Barra do Guaicuí (8%). Related to the animal species, Thrichomys apereoides and Didelphis albiventris had an expressive number of captured specimens (76 and 113 respectively) and a high positivity (28% and 19%). About the tissues, the liver had the higher positivity (14%), followed by bone marrow (9%), spleen (6%), ear skin (5%) and tail skin (4%). In the animals samples were identified the species L. (V.) braziliensis, L. (L). infantum and L.(V.) guyanensis, wherein the first was found infecting a higher number and a higher diversity of animals species. The captured animals in the Xakriabá Indian Reservation showed a more elevated parasite burden and, related to the host species, T. apereoides showed the higher parasite burden. About the tissues, there was a high positivity in liver samples as the spleen samples showed a high parasite burden, which points to the importance of these organs for the infection of small mammals by Leishmania spp. The ear skin was efficient in the detection of the three Leishmania species found. The obtained results, allied to the area epidemiologic knownledge, showed important participation of these animals in the Leishmania cicle transmission in the studied endemic areas. These data show the need of more researches about these different mammals species, possible Leishmania reservoirs, seeking the implementation of new epidemiological surveillance srtatetegies and the aplliance of specific control measures to the cutaneous leishmaniasis as well to the visceral leishmaniasis.
22

Avaliação de diferentes extratos enzimáticos fúngicos sobre ovos de Ancylostoma spp / Evaluation of different fungal enzyme extract of eggs of ANCYLOSTOMA spp

Hofstatter, Bianca Delgado Menezes 28 February 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2014-08-20T14:31:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 dissertacao_bianca_delgado_menezes_hofstatter.pdf: 621009 bytes, checksum: d3e850b42136cff101d9f300aaadacaf (MD5) Previous issue date: 2013-02-28 / The role of companion animals or pets as zoonotic disease reservoirs has been recognized as a significant public health hazard throughout the world. Ancylostoma caninum and A. braziliense are zoonotic parasites which are transmitted to man through contact with soil contaminated with both eggs and larvae of these ancylostomids. The considerable prevalence of environmental contamination by Ancylostoma spp eggs, together with the difficulties of applying control measures and soil disinfection, as well as the development of resistance to anthelmintic therapy, highlights the need for alternative methods to help control these helminths. Taking into account that these nematodes spend part of their life cycle in the soil and that nematophagous fungi usually found in this ecosystem establish parasitic or predatory relationships with these parasites, thus playing an important role as natural enemies, the use of these agents in the effective control of nematodes is viable and desirable. Thus, nematophageous fungi can be used when the environment is already contaminated. This study aimed to determine helminth prevalence in dog feces collected on streets and parks in Pelotas County, Rio Grande do Sul State, Brazil, as well as to evaluate the in vitro ovicidal activity of different crude enzymatic extract preparations of CG193 and MICLAB 009 Paecilomyces lilacinus, MICLAB 008 Trichoderma virens and CG502 Trichoderma harzianum fungal isolates on Ancylostoma spp. eggs. Fifteen random feces samples were collected from 14 different places in town between January and March 2012, totaling 210 samples, which were submitted to coproparasitological tests. The fungal isolates evaluated were grown in minimum liquid medium under agitation at 28ºC for five days. Fungal preparations consisted of supernatant liquid medium without filtration (crude extract), filtered (filtered extract), macerated mycelium (crude macerate), and macerated mycelium submitted to filtration (filtered macerate). Ancylostoma spp. eggs were obtained from the feces of naturally parasitized dogs. In vitro assays consisted of four treatments and one control group. 4mL of each fungal extract was poured into Petri dishes added with a 1 mL suspension containing approximately 103 Ancylostoma spp. eggs. The control group consisted of 1mL suspension containing 1000 Ancylostoma spp. eggs added with 4mL sterile distilled water. All dishes were incubated at 25º C for 24 hours. Each assay had five replicates. Following, the total number of larvae present in each treatment and in the control group was counted. The results obtained showed that the overall prevalence of environmental contamination on public streets and parks was 57,6%, including both mono (67,8%) and multi (32,2%) infections. Ancylostoma spp. was the most frequent occurrence (88,4%), followed by Trichuris vulpis. (38,8%). When evaluating the in vitro ovicidal activity, the different fungal formulations tested for each fungus were found to differ (p<0,05) from the control group, showing a relevant ovicidal effect. When the egg hatching reduction percentage was calculated, the highest reduction occurred when the crude macerate preparation was used, showing 68,43% and 47,05% MICLAB 009 and CG193 P. lilacinus and 56,43% T. harzianum reduction percentages, respectively. The crude macerate reduction percentage for the T. virens isolate (52,25%) was slightly lower than that for the filtered macerate (53,64%). The finding that 88,4% of the feces were positive for Ancylostoma spp. eggs not only reveals the high environmental contamination rates in the municipality of Pelotas, but also warns of the urgent need to implement health education and responsible dog ownership programs, as well as the need to adopt additional control measures. The evaluation of the ovicidal activity showed that, regardless of the fungal extract tested, the fungus species evaluated were effective in reducing Ancylostoma spp. egg hatchability, and thus are potential candidates for the biological control of this nematodeThe role of companion animals as reservoirs of zoonotic diseases has been recognized as significant public health problem worldwide. / O papel dos animais de companhia como reservatórios de doenças zoonóticas tem sido reconhecido como significativo problema de saúde pública em todo o mundo. Ancylostoma caninum e A. braziliense são parasitos zoonóticos transmitidos ao homem pelo contato com solos contaminados com ovos e larvas destes ancilostomídeos. As consideráveis prevalências de contaminação ambiental por ovos de Ancylostoma spp., aliada as dificuldades de medidas de controle e desinfecção do solo, assim como o surgimento de resistência a terapia anti-helmíntica, evidenciam a necessidade de métodos alternativos que auxiliem no controle destes helmintos. Considerando-se o fato que os nematoides que infectam animais gastam parte do seu ciclo de vida no solo e que os fungos nematófagos, comumente encontrados nesse ecossistema, desenvolvem relações parasíticas ou predatórias com esses parasitos, desempenhando importante papel como inimigos naturais, torna-se viável e desejável o emprego destes agentes no controle eficaz de nematoides. Desta forma, os fungos nematófagos podem ser utilizados em situações em que o ambiente já está contaminado. Os objetivos do presente estudo foram verificar a prevalência de helmintos em fezes de cães coletadas em vias públicas do município de Pelotas, RS, Brasil, e avaliar a atividade ovicida in vitro de diferentes preparações de extratos brutos enzimáticos dos isolados fúngicos Paecilomyces lilacinus CG193, P. lilacinus MICLAB 009, Trichoderma virens MICLAB 008 e Trichoderma harzianum CG502 sobre ovos de Ancylostoma spp. No período de janeiro a março de 2012 foram coletadas aleatoriamente 15 amostras de fezes em 14 pontos do município, totalizando 210 amostras, as quais foram submetidas a exames coproparasitológicos. Os isolados fúngicos avaliados foram cultivados em meio mínimo líquido, em agitação, durante cinco dias a 28ºC. As preparações fúngicas consistiram do meio líquido sobrenadante sem filtração (extrato bruto) e filtrado (extrato filtrado), do micélio macerado (macerado bruto) e micélio macerado submetido a filtração (macerado filtrado). Os ovos de Ancylostoma spp. foram obtidos a partir de fezes de cães naturalmente parasitados. Os ensaios in vitro consistiram em quatro tratamentos e um grupo controle. Em placas de Petri foram vertidos 4mL de cada extrato fúngico e a esse volume foi acrescido 1mL de uma suspensão contendo aproximadamente 103 ovos de Ancylostoma spp. O grupo controle consistiu de 1mL de suspensão contendo 1000 ovos de Ancylostoma spp. acrescido de 4mL de água destilada estéril. Todas as placas foram incubadas a 25ºC, durante 24 horas. Cada ensaio foi constituído de cinco repetições. Após esse período, o número total de larvas presente em cada tratamento e no grupo controle foi contato. Os resultados obtidos demonstram que a prevalência geral de contaminação ambiental em vias públicas foi de 57,6% tanto em mono (67,8%) como em multi-infecções (32,2%). Ancylostoma spp. ocorreu em maior frequência (88,4%), seguido de Trichuris vulpis. (38,8%). Na avaliação da atividade ovicida in vitro foi observado que as diferentes formulações fúngicas testadas em cada fungo diferiram (p<0,05) do grupo controle, evidenciando relevante efeito ovicida. Quando calculado o percentual de redução de eclosão dos ovos, evidenciou-se que o maior valor de redução ocorreu quando utilizada a preparação macerado bruto, com percentuais de redução de 68,43% e 47,05% em P. lilacinus MICLAB009 e CG193, respectivamente, e 56,43% em T. harzianum. Apenas no isolado T. virens o percentual de redução do macerado bruto (52,25%) foi levemente inferior ao macerado filtrado (53,64%). O encontro de 88,4% de fezes positivas para ovos de Ancylostoma spp., além de evidenciar as altas taxas de contaminação ambiental no município de Pelotas, alertam para urgente implementação de programas de educação sanitária e de posse responsável dos cães, assim como para a necessidade da adoção de medidas complementares de controle. A avaliação da atividade ovicida mostrou que independente do extrato fúngico testado, as espécies de fungos avaliadas foram eficazes em reduzir a eclodibilidade de ovos de Ancylostoma spp. e, portanto, constituem-se em potenciais candidatos para o emprego no controle biológico deste nematoide.
23

Utilização de preparações antigênicas de cisticercos de Taenia crassiceps para pesquisa de anticorpos na neurocisticercose (Taenia solium) / The use of antigenic preparation of Taenia crassiceps cysticercus detect antibodies in neurocysticercosis (Taenia solium)

Pardini, Alessandra Xavier 02 August 2000 (has links)
O complexo teníase-cisticercose humana representa importante problema sócio-econômico e de Saúde Pública em países em desenvolvimento, incluindo nosso país. A forma mais grave da doença decorre da localização de cisticercos no Sistema Nervoso Central, a neurocisticercose. Devido à dificuldade de obtenção de parasitas a partir de suínos naturalmente infectados estudamos como fonte alternativa, preparações antigênicas de cisticercos de Taenia crassiceps (antígeno heterólogo), para pesquisa de anticorpos anti-cisticercos em líquido cefalorraquiano (LCR) de pacientes com neurocisticercose. Foram estudados os extratos antigênicos de líquido vesicular de cisticercos de Taenia crassiceps (LV-Tcra) e as frações purificadas por Concanavalina A (ConA-Tcra) obtida por coluna de afinidade com lectina e glicoprotéico fracionado (GP-Tcra) obtida a partir do antígeno LV-Tcra em eletroforese preparativa. Os antígenos LV-Tcra, ConA-Tcra e GP-Tcra para a detecção de anticorpos IgG anti-T. solium, foram ensaiados por ELISA em amostras de LCR e por imunoblot em amostras de LCR e soro. Foi utilizado também, kit comercial ELISA com antígeno de T. solium. A sensibilidade e a especificidade obtidas para os antígenos LV-Tcra, ConA-Tcra e GP-Tcra no teste ELISA foram de 100%, com boa reprodutibilidade. Os peptídeos em ordem de freqüência de reatividade para o antígeno LV-Tcra foram: 14-11kD (100%), 62kD (100%), 68kD (100%), 91kD (76%), 25kD (70%), 46KD (64%), 18kD (58%), 43kD (23%), 9-8kD (17%), 56kD (11%) e 32kD (11%). Para o antígeno ConA-Tcra foram identificados os peptídeos, por ordem de freqüência, 14kD (100%), 28kD (66%), 18kD (55%), 46kD (44%), 43kD (22%), 94kD (22%), 103kD (22%). Para o antígeno GP-Tcra, foram identificados somente os peptídeos de 14 - 18kD. Amostras de LCR de pacientes com esquistossomose não apresentaram reatividade com os extratos antigênicos e uma amostra de LCR de paciente com neurossífilis, apresentou forte reatividade eom os peptfdeos de baixo peso molecular&#8804;20kD, para os três antígenos, inclusive no teste ELISA comercial com antígeno de T. solium. Os resultados confirmam que os antígenos de T. crassiceps são importantes fontes alternativas de extratos antigênieos. As frações glicoprotéicas mostraram-se eficientes na detecção de anticorpos anti-T. solium em amostras de LCR e soro de pacientes com neurocisticercose. / The human taeniasis-cysticercosis complex represents an important socioeconomic and Public Health problem in developing countries, including Brazil. The most severe form of the disease is due to the localization of cysticerci in the Central Nervous System, i.e. neurocysticercosis. Due to the difficulty in obtaining parasites from naturally infected swine, we studied an alternative source consisting of Taenia crassiceps cysticerci (heterologous antigen) for the search of anti-cysticercus antibodies in cerebrospinal fluid (CSF) from patients with neurocysticercosis. We studied the antigenic extracts of vesicular fluid of Taenia crassiceps cysticerci (VF-Tcra) and the purified fractions Concanavalin A (ConA-Tcra) obtained from an affinity column with lectin and fractionated glycoprotein (GP-Tcra) obtained from the VF-Tcra antigen by preparative electrophoresis. The VF-Tcra, ConA-Tcra and GP-Tcra antigens for the detection of IgG antibodies were assayed by ELISA in CSF samples and by immunoblot in CSF and serum samples. A commercial ELISA kit with T. solium antigen was also used. The sensitivity and specificity obtained for the VF-Tcra, ConA-Tcra and GP-Tcra were 100% in the ELISA test, with good reproducibility. The peptides in order of frequency of reactivity with the VF-Tcra antigen were: 14-11kD (100%), 62kD (100%), 68kD (100%), 91kD (76%), 25kD (70%), 46KD (64%), 18kD (58%), 43kD (23%), 9-8kD (17%), 56kD (11%), and 32kD (11%). The following peptides, in order of frequency were identified for the ConA-Tcra antigen: 14kD (100%), 28kD (66%), 18kD (55%), 46kD (44%), 43kD (22%), 94kD (22%), and 103kD (22%). Only peptides of 14-18kD were identified for the GP-Tcra antigen. CSF samples from patients with schistosomiasis did not show reactivity with the antigenic extracts and a CSF sample from a patient with neurosyphilis presented strong reactivity with low molecular weight (&#8804;20kD) peptides for the three antigens also in the commercial ELISA with the T. solium antigen. The results confirm that T. crassicepsantigens are important alternative sources of antigenic extracts. The glycoprotein fractions proved to be efficient in detecting anti-T solium antibodies in CSF and serum samples trom patients with neurocysticercosis.
24

Caracterização morfológica e molecular de Strongyloides ophidiae (nematoda, strongyloididae) parasitas de serpentes /

Santos, Karina Rodrigues dos. January 2008 (has links)
Orientador: Reinaldo José da Silva / Banca: Lucia Helena O'Dwyer / Banca: Raimundo Souza Lopes / Banca: Mônica Regina Vendramei Amarante / Banca: Mere Erika Saito / Resumo: No Brasil, o gênero Strongyloides inclui duas espécies parasitas de répteis: Strongyloide ophidiae e Strongyloides cruzi. A primeira foi descrita em serpente Mastigodryas bifossatus e a segunda em lagartixa Hemidactylus mabouya. Na descrição de S. ophidiae apenas a fêmea partenogenética foi caracterizada em 1929 e, desde então, nenhum outro relato sobre esta espécie foi publicado. Estudos moleculares foram realizados com o objetivo de contribuir para a caracterização de Strongyloides spp. foram realizados, porém estes não incluíram S. ophidae. No presente estudo foi realizada a caracterização morfológica e molecular de S. ophidiae coletados em serpentes da região de Botucatu, Estado de São Paulo, Brasil. De um total de 125 animais, apenas quatro encontraram-se parasitados por S. ophidiae, porém fêmeas partenogenéticas foram recuperadas de apenas um animal. Coproculturas foram realizadas para obtenção das larvas L1, L2 e L3, bem como machos e fêmeas de vida livre, os quais foram morfologicamente analisados. Os produtos da PCR apresentaram 350 pb e as seqüências de nucleotídeos (número de acesso Genbank EU287935) isoladas deste nematódeo de Oxyrhopus guibei apresentaram 98% de identidade com Strongyloides procyonis (número de acesso AB272234.1 e AB205054.1) e 97% de identidade com Strongyloides cebus, Strongyloides stercoralis, Strongyloides sp. "ex snake" e Strongyloides fuelleborni (Genbank AB277236.1, AF279916.2, AJ417031.1 e AJ407030.1, respectivamente). A análise filogenética das espécies da família Strongyloididae e Rhabdiasidae demonstrou que, embora apresente 97% de similaridade com outras espécies, S. ophidiae encontra-se isolado em um ramo da árvore filogenética, caracterizando uma identidade diferente em relação a outras espécies analisadas. O presente estudo caracterizou morfológica e molecularmente S. ophidiae, parasita de serpentes da região de Botucatu, São Paulo, Brasil. / Abstract: In Brazil the genus Strongyloides includes two reptile parasite: S. ophidiae and S. cruzi. The former was described in Mastigodryas bifossatus snake and the other in Hemidactylus mabouya gecko. In the description of S. ophidiae just the partenogenetic females was characterized in 1929 and, ever since, no other report about this species was published. Molecular studies for the characterization of Strongyloides spp. were reported, however these did not include S. ophidae. In the present study the morphological and molecular characterization of S. ophidiae obtained from snakes in Botucatu region, São Paulo State, Brazil was accomplished. Among the 125 studied animals only four snakes were found infected by S. ophidiae, however partenogenetic females were recovered in only one animal. Fecal exams had been performed for obtaining L1, L2 and L3 larvae, as well as free-living males and females, which were morphologically analyzed. PCR products amplified from S. ophidiae partenogenetic female samples presented about 350 bp. Nucleotide sequences (Genbank accession numbers EU287935) isolates from these nematodes from Oxyrhopus guibei presented 98% identity with Strongyloides procyonis (Genbank acession number AB272234.1 and AB205054.1) and 97% identity with Strongyloides cebus, Strongyloides stercoralis, Strongyloides sp. ex snake and Strongyloides fuelleborni (Genbank AB277236.1, AF279916.2, AJ417031.1 and AJ407030.1, respectively). The analysis of the phylogenetic relationship among the species of Strongyloididae and Rhabdiasidae demonstrated that, although there are similarity above 97% with the other species, S. ophidiae was allocated in an isolated branch of the phylogenetic tree, characterizing a different identity in relation to other species analyzed. The present study contributed for the morphological and molecular characterization of S. ophidae from the Botucatu region, São Paulo State, Brazil. / Doutor
25

Aspectos epidemiológicos de enteroparasitos no município de Campo do Tenente, Paraná, Brasil

Oishi, Camila Yumi January 2017 (has links)
Orientadora : Profª. Drª Débora do Rocio Klisiowicz / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ciencias Biológicas (Microbiologia, Parasitologia e Patologia Básica). Defesa: Curitiba, 31/05/2017 / Inclui referências : f. 77-93 / Resumo: As enteroparasitoses são um problema de saúde pública em países em desenvolvimento e sua prevalência é maior em regiões socioeconomicamente desfavorecidas. Nos países onde há o crescimento acelerado e desordenado dos centros urbanos e pouco investimento nas áreas rurais (geralmente desprovidas de infraestrutura sanitária mínima), a população torna-se facilmente exposta às infecções por helmintos e protozoários. A presente dissertação teve por objetivo principal o estudo da epidemiologia das parasitoses intestinais em moradores do município de Campo do Tenente, Paraná, Brasil. Campo do Tenente é um município localizado a 95,7 km da capital paranaense, de caráter predominantemente rural e possui aproximadamente sete mil habitantes. Participaram do estudo um total de 548 habitantes de três regiões do município: Centro, Bairro Divino e Área Rural. Pela primeira vez no estado do Paraná em um mesmo estudo diagnosticaram-se 15 diferentes espécies de parasitos intestinais (11 de protozoários e quatro de helmintos), com uma prevalência total de 25,9% (22,4% para protozoários e 3,3% para helmintos). Blastocystis spp. foi o parasito mais prevalente (8,9%), seguido por Entamoeba coli (7,3%). As demais espécies não ultrapassaram 6% de prevalência. As espécies Chilomastix mesnili, Entamoeba hartmanni, Enteromonas hominis, Retortamonas intestinalis foram pela primeira vez descritas no estado do Paraná. O poliparasitismo foi presente em 31,2% dos casos, com predomínio do parasitismo por duas espécies (63,6%). Os resultados também foram analisados em função do gênero, grupos de idade e por regiões, obtendo-se diferenças estatisticamente significativas em alguns desses fatores. O presente estudo conclui que o diagnostico das enteroparasitoses é particularmente importante, ressaltando a importância do diagnóstico no que tange às enteroparasitoses. Ademais, estes resultados permitirão as autoridades locais a implantação de estratégias para redução das parasitoses intestinais. Palavras-chave: enteroparasitos, prevalência, Campo do Tenente. / Abstract: Enteroparasitosis are a public health problem and is highly prevalent throughout the developing countries. In countries where there is accelerated and disordered growth of urban centers and lack of investment in rural areas (generally devoid of minimal sanitary infrastructure), the population is easily exposed to helminth and protozoa infections. The aim of the present study was to study the epidemiology of intestinal parasitosis in residents of Campo do Tenente, Parana, Brazil. Campo do Tenente is a municipality located 95.7 km from the capital of Parana, predominantly rural and has approximately 7 000 inhabitants. A total of 548 inhabitants derived from three regions of the city: downtown, Divino District and rural Area, participated in the present study. For the first time in the state of Paraná, 14 different intestinal parasite species (10 protozoa and four helminths) were diagnosed, the prevalence was 25.9% (22.4% protozoa and 3.3% helminths). Blastocystis spp. was the most prevalent parasite (8.9%), followed by Entamoeba coli (7.3%). The other species did not exceed 6% of prevalence. The species Chilomastix mesnili, Entamoeba hartmanni, Enteromonas hominis, Retortamonas intestinalis first diagnosed in the state of Parana. Polyparsitism was present in 31.2% cases, with a predominance of parasitism by two species (63.6%). The results also analyzed according to gender, age groups and regions, obtaining statistically significant differences in some of these factors. The present study concludes that diagnosis of enteroparasitosis is particularly important. In addition, these results will allow the local authorities to implement strategies to reduce intestinal parasitosis. Key-words: enteroparasitosis, prevalence, Campo do Tenente
26

Praça das Armas, Namur, Bélgica. Contribuição de um estudo paleoparasitológico / Square of the Weapons, Namur, Belgium. Contribution of a study paleoparasitology

Rocha, Gino Chaves da January 2003 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:24:02Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 192.pdf: 8430192 bytes, checksum: 4c059834f96d7e75f95169104929c4f8 (MD5) Previous issue date: 2003 / As análises e interpretações sobre o encontro de helmintos parasitos no sítio da Praça das Armas, Namur, Bélgica, foram realizadas a partir das escavações de salvamento arqueológico ocorridas em 1996 e 1997. Sete períodos históricos de ocupação estão registrados: galo-romano, carolíngio, séculos XI, XII XIII, XIV XV A.D., Renascença até os Tempos Modernos. Foram analisadas 34 amostras de sedimentos arqueológicos, colhidas de estruturas como latrinas, fossas, poços e depósitos similares considerando as descrições arqueológicas e o contexto histórico. O material foi processado pela mesma técnica de reidratação e de sedimentação espontânea para coprólitos, além do ultrassom para a desagregação dos ovos e partículas de sedimento. Ovos de Ascaris lumbricoides, Ascaris sp., ascarídeos; Trichuris trichiura, Trichuris sp., Taenia sp.; Capillaria sp., Fasciola hepatica, Diphyllobothrium sp. e Oxyuris equi foram identificados. Os resultados bioestatísticos revelaram diferenças significativas entre o tamanho dos ovos de Trichuris sp. das amostras em relação à média de referência (Confalonieri, 1983). A maioria das amostras selecionadas não pertencia à população de T. trichiura. Ovos de Taenia sp. identificados de latrinas medievais, indicam o consumo de carne suína ou bovina contaminadas por cisticercos. A presença de ovos de Fasciola hepatica sugere o consumo de vegetais inquinados por metacercárias e ovos de Diphyllobothrium sp. o consumo de carne de peixe contaminada por esparganos. Ovos de Ascaris sp. e Trichuris sp. atestam a contaminação oral por excrementos de origem animal e/ou humana estando presentes em todos os contextos históricos estudados. A maioria das formas parasitárias apresentavam boas condições de preservação. Foi observado que ovos identificados como ascarídeos são Ascaris sp. que perderam o envoltório externo de proteína. O fato de outros ovos de helmintos não terem sido encontrados no sítio não indica, todavia, que outros parasitos não faziam parte do espectro parasitário local.
27

Parasitismo por Echinostoma SP (Trematoda: Digenea: Echinostomatidae) em populações pré-colombianas: um estudo de caso / Parasitism by Echinostoma SP (Trematoda: Digenea: Echinostomatidae) in pre-Colombian populations: a study of case

Martins, Luciana de Fátima Sianto January 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:11:16Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 716.pdf: 8713655 bytes, checksum: 5028b7239e2adb512cbc75555e0e904f (MD5) Previous issue date: 2004 / Os estudos de paleoparasitologia, somados a outros de diversas áreas, podem ajudar no conhecimento sobre origem e evolução de doenças e das relações evolutivas entre parasitos e hospedeiros. Graças a esses estudos sabemos que as zoonoses conhecidas hoje já eram freqüentes em tempos remotos. Neste trabalho foram analisados coprólitos retirados de um corpo naturalmente mumificado encontrado na Lapa do Boquete, Minas Gerais, Brasil, datado entre 600-1200 anos A.P. Encontraram-se ovos de duas espécies de helmintos. O primeiro foi identificado como Necator americanus ou Ancylostoma duodenale.Tal achado soma elementos ao debate sobre a distribuição de infecções por Ancylostomidae na América pré-colombiana. A segunda espécie de ovo foi identificada como Echinostoma sp. Este é provavelmente o primeiro registro de equinostomíase no Brasil. Falso parasitismo foi descartado pela quantificação dos ovos. Esta zoonose, endêmica na região asiática, é vinculada pelos hábitos alimentares. Assim, o encontro de Echinostoma sp. em habitante pré-colombiano no Brasil levanta dúvidas sobre sua presença não só em grupos humanos nativos atuais, que mantiveram maioria de seus hábitos alimentares, como em habitantes das grandes cidades que têm experimentado mudanças de hábitos alimentares e, portanto, adquirido novas infecções parasitárias.
28

Estudo da Helmintofauna de Galictis cuja (Molina, 1872) (Carnivora, Mustelidae) atropelados na rodovia BR-040, no trecho entre Rio de Janeiro, RJ e Juiz de Fora, MG

Silva, Pilar Corrêa da January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-05-02T13:05:55Z (GMT). No. of bitstreams: 2 pilar_silva_ioc_mest_2015.pdf: 4229065 bytes, checksum: 572e5b0cb4227362106952ac96eb39ff (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2015 / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Neste estudo foram utilizados 18 espécimes de Galictis cuja, coletados na rodovia BR-040, entre Rio de Janeiro, RJ e Juiz de Fora, MG, entre 2009 e 2014. Os espécimes foram necropsiados no Laboratório de Ecologia da Universidade Veiga de Almeida (UVA), taxidermizados e depositados na Coleção de Mastozoologia do Museu Nacional do Rio de Janeiro (UFRJ/RJ). Seus órgãos foram examinados à procura de helmintos. Os helmintos coletados foram acondicionados em AFA durante 48 horas, posteriormente em álcool 70°GL e identificados no Laboratório de Helmintos Parasitos de Vertebrados (IOC/FIOCRUZ). Os espécimes representativos foram depositados na Coleção Helmintológica do Instituto Oswaldo Cruz (CHIOC). A prevalência total do parasitismo nos G. cuja analisados foi de 94,4%, com 17 infectados dos 18 hospedeiros analisados. Foram encontradas seis espécies de helmintos nos espécimes de G. cuja estudados, dos quais quatro são espécies de nematóides, uma de digenético e outra de acantocéfalo. Foram identificados os nematóides Molineus elegans, Physaloptera sp., Strongyloides sp. e Dioctophyma renale; o acantocéfalo Pachysentis gethi e o digenético Platynosomum illiciens. Destes, três são novos registros de helmintos em Galictis cuja: Molineus elegans, Physaloptera sp. e Platynosomum illiciens Molineus elegans apresentou maior prevalência de infecção (61%), seguido por Platynosomum illiciens (27,8%), Pachysentis gethi (27,7%), Dioctophyma renale (22,2%), Strongyloides sp. (16,7%) e Physaloptera sp. (5,5%). A partir da MEV foi possível observar os três pares de papilas cefálicas da espécie M. elegans e um par de anfídeos, que não foram observados na microscopia de luz. Em Physaloptera sp. não foi possível observar as papilas caudais e o número de úteros da fêmea. Strongyloides sp. necessita de mais estudos, como o estudo das larvas de vida livre e estudos genéticos. P. gethi já havia sido relatado em G. cuja através de material depositado por Machado Filho em 1950 e em um período de 65 anos não havia sido relatado novamente. Molineus elegans e Strongyloides sp. apresentaram ciclo monoxeno dentre as espécies analisadas. Este trabalho teve como objetivos a identificação das espécies de helmintos dos hospedeiros G. cuja coletados e a elaboração de uma checklist de helmintos identificados neste hospedeiro no Brasil / This study used 18 specimens of Galictis cuja collected in the BR-040 highway, between Rio de Janeiro, RJ and Juiz de Fora, MG, between 2009 and 2014. The specimens were necropsied on The Ecology Laboratory at Veiga de Almeida University (UVA), stuffed and deposited in the Mammalogy Collection of the National Museum of Rio de Janeiro (UFRJ/RJ). Their organs were examined for helminths. Helminths collected were stored in AFA for 48 hours, later in alcohol 70° GL and identified in Laboratório de Helmintos Parasitos de Vertebrados (IOC/FIOCRUZ). Voucher specimens were deposited in the Helminthological Collection of the Instituto Oswaldo Cruz (CHIOC). The overall prevalence of parasitism in which G. cuja was analyzed was 94.4%, with 17 of the 18 infected hosts analyzed. Six species of helminths were found in G. cuja, four of which are species of nematodes, one of them a digenetic and other an acanthocephalan. The nematodes identified was Molineus elegans, Physaloptera sp., Strongyloides sp. and Dioctophyma renale; the acanthocephalan was Pachysentis gethi and the digenetic was Platynosomum illiciens. Of these, three are new records: Molineus elegans, Physaloptera sp. and Platynosomum illiciens. Molineus elegans showed the highest prevalence of infection (61%), followed by Platynosomum illiciens (27.8%), Pachysentis gethi (27.7%), Dioctophyma renale (22.2%), Strongyloides sp. (16.7%) and Physaloptera sp. (5.5%). From the SEM was possible to observe three pairs of cephalic papillae of the species M. elegans and a pair of amphids, which were not observed in light microscopy earlier. In Physaloptera sp. it was not possible to observe the caudal papillae and the number of female uterus. Strongyloides sp. needs further study, as the study of free-living larvae and genetic studies. P. gethi had been reported in G. cuja along with material deposited by Machado Filho in 1950 and over a period of 65 years had not been reported again. Molineus elegans and Strongyloides sp. showed monoxen cycle among the species analyzed. This study aimed to identify the species of helminths of G. cuja hosts collected and provide a checklist of helminths identified in this host in Brazil / 2016-10-06
29

Avaliação imunopatológica do tecido muscular cardíaco canino, submetido ao efeito da Azatioprina e infecção por diferentes formas da cepa Be-78 do Trypanosoma cruzi, durante a fase aguda.

Souza, Sheler Martins de January 2014 (has links)
Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto. / Submitted by Oliveira Flávia (flavia@sisbin.ufop.br) on 2015-02-26T17:21:15Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 22190 bytes, checksum: 19e8a2b57ef43c09f4d7071d2153c97d (MD5) TESE_AvaliaçãoiImunopatológicaTecido.pdf: 2317446 bytes, checksum: f62f2d34e8d10255b4c402c58c290344 (MD5) / Approved for entry into archive by Gracilene Carvalho (gracilene@sisbin.ufop.br) on 2015-02-27T18:24:27Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 22190 bytes, checksum: 19e8a2b57ef43c09f4d7071d2153c97d (MD5) TESE_AvaliaçãoiImunopatológicaTecido.pdf: 2317446 bytes, checksum: f62f2d34e8d10255b4c402c58c290344 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-02-27T18:24:27Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 22190 bytes, checksum: 19e8a2b57ef43c09f4d7071d2153c97d (MD5) TESE_AvaliaçãoiImunopatológicaTecido.pdf: 2317446 bytes, checksum: f62f2d34e8d10255b4c402c58c290344 (MD5) Previous issue date: 2014 / As duas formas de infecção pelo Trypanosoma cruzi, tripomastigota metacíclica (TM) e sanguínea (TS) são distintas em relação ao processo de interação com as células do hospedeiro, devido às moléculas presentes em sua superfície. Esta diferença pode desencadear diferente resposta imunológica. Resposta esta, que também pode ser alterada com o tratamento pelo fármaco Azatioprina. Com base nestes aspectos, o objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta imune no coração de cães tratados com a Azatioprina ou não, durante a fase aguda da infecção por formas TM ou TS da cepa Berenice-78 do T. cruzi. Ao avaliar o parasitismo e a resposta imune no tecido muscular cardíaco de cães infectados por formas TM, verifica-se que estes apresentaram um aspecto histopatológico mais preservado, com baixo parasitismo, um balanço favorável, evidenciado pela razão, da expressão da IL-12p40 e uma maior expressão dos receptores TLR2 e TLR4. Em contrapartida, os cães infectados por formas TS apresentaram destruição tecidual, alto parasitismo, intenso processo inflamatório e elevada expressão das citocinas, quimiocinas, CCR5 e TLR9. Nos animais submetidos à infecção por diferentes formas do T. cruzi e tratados com a Azatioprina, ocorreu um aumento do parasitismo em ambos os grupos (TMA e TSA) e do processo inflamatório no grupo TMA, sendo estes fatores determinantes na gênese das lesões da fibra muscular cardíaca. Além disso, pode-se constatar aumento das citocinas TNF-α, IFN-γ, IL-4, IL-10 e TGF-β1, da quimiocina CCL3/MIP-1α e TLR9 no grupo TMA. Em suma, a ação da Azatioprina parece conduzir à resposta imune distinta. Esta evidência foi observada em ambas as formas de infecção, culminando em uma piora dos aspectos histopatológicos, principalmente naqueles do grupo TMA. Este fato pode estar ligado a mecanismos co-estimulatórios, via CD28. Sabe-se que a Azatioprina pode levar ao bloqueio desta via que é de grande importância para desencadear uma resposta imune Th1. Neste sentido, o bloqueio ou mesmo o desequilíbrio desta via e, consequentemente, da resposta imune de cunho protetora, favorece a replicação parasitária. Sugere-se a possível importância da via CD28 nos mecanismos de defesa contra o T. cruzi e chama-se a atenção para a função dos receptores TLR2 e TLR4 na infecção chagásica, pois estes podem desempenhar função protetora. _____________________________________________________________________________________________________ / ABSTRACT: The two infective forms of Trypanosoma cruzi, metacyclic trypomastigote (MT) and blood trypomastigote (BT), are distinct with respect to the host cell interaction process due to molecules present on the surface of the parasite, which could trigger different immune responses. Therefore, this study clarifies some aspects inherent of the two major infective forms of T. Thus, investigating the two forms of infection, this work highlights the aspects related to a possible imbalance in the immune response by treating the dogs with Azathioprine drug. Based on these aspects, it was evaluated the immune response in the hearts of dogs treated with Azathioprine or not, during the acute phase of infection by MT or BT forms of Berenice -78 strain of T. cruzi. Analysis of the parasitism and immune response in cardiac muscle tissue of dogs infected MT forms demonstrated that this group had a more preserved histopathology, lower tissue parasitism, a favorable cytokine balance, evidenced by the ratio of the expression of IL-12p40 and increased expression of TLR2 and TLR4 receptors. In contrast, infected dogs with BT forms have tissue destruction, higher tissue parasitism, an intense inflammation and increased expression of cytokines, chemokines, CCR5 and TLR9 receptor. In infected by different forms of T. cruzi and treated with Azathioprine, it appears that there was an increase of cardiac parasitism in both groups (MTA and BTA) and inflammation (MTA group), which are determining factors in the genesis of the cardiac muscle fiber lesions. Moreover, it was not notice differences in other parameters, such as an increased on mRNA cytokine expression for instance TNF-α, IFN-γ, IL-4, IL-10 and TGF-β1, chemokine CCL3/MIP-1α and TLR9 in MTA Group. In summary, the action of Azathioprine leads to a distinct immune response, in both forms of infection, resulting in a worsening of histopathological aspects, especially those of the MTA group. This may be associated to co-stimulatory mechanisms, via CD28. It is known that Azathioprine can block this pathway, which is of great importance to elicit a Th1 immune response. In this sense, the block or even the imbalance of this pathway and of the protective immune response favors the parasite replication. Finally, this study presents a more severe form of Chagas infection with BT forms, which could have implications in non-endemic areas, such as USA and Europe. Moreover, it suggests a possible role and significance of CD28 pathway in defense mechanisms against T. cruzi and draws attention to the role of TLR2 and TLR4 receptors in infection, as these can play a protective role.
30

Preferência de monogenéticos por microhabitat branquial em jundiá Rhamdia quelen sob condições de laboratório

Debortoli, Jully Anne January 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Aquicultura, Florianópolis, 2013. / Made available in DSpace on 2013-12-05T23:49:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 321480.pdf: 474485 bytes, checksum: 740a5ce5064047e1a848613752299430 (MD5) Previous issue date: 2013

Page generated in 0.0692 seconds