• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 500
  • 7
  • 3
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 517
  • 234
  • 122
  • 112
  • 100
  • 91
  • 82
  • 60
  • 60
  • 59
  • 56
  • 53
  • 42
  • 41
  • 39
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Caracterização do ciclo estral de éguas da raça pantaneiro e campeiro no planalto central / Characteristics of oestrus cycle in the Pantaneiro and Campeiro mares on Central Plateou

Nascimento, Jessica Neri 28 November 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia, e Medicina Veterinária, 2014. / Submitted by Ana Cristina Barbosa da Silva (annabds@hotmail.com) on 2015-05-25T14:51:55Z No. of bitstreams: 1 2014_JessicaNeriNascimento.pdf: 3305044 bytes, checksum: f9d67b876b7f22150a420a1ee798ca3c (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2015-05-25T15:38:02Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_JessicaNeriNascimento.pdf: 3305044 bytes, checksum: f9d67b876b7f22150a420a1ee798ca3c (MD5) / Made available in DSpace on 2015-05-25T15:38:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_JessicaNeriNascimento.pdf: 3305044 bytes, checksum: f9d67b876b7f22150a420a1ee798ca3c (MD5) / O cavalo Campeiro e Pantaneiro são raças localmente adaptadas que possuem importantes características adaptativas como rusticidade, resistência a longas caminhadas e capacidade de tração. Com o intuito de conservação deste recurso genético e visando a seleção e o melhoramento genético destas raças diversos estudos estão sendo realizados com estes animais. Neste sentido, objetivou-se com este Experimento avaliar as principais características do ciclo estral das éguas da raça Campeiro e Pantaneiro nas diferentes estações do ano. Foram utilizadas seis éguas de cada raça (n=6). Um ciclo estral de cada égua foi acompanhado por palpação retal e ultrassonografia em cada uma das diferentes estações do ano. As raças foram separadas em capítulos. O capítulo 2 mostra que para as éguas da raça Pantaneiro, houve diferença na duração do ciclo estral. Os meses de Outono e Inverno apresentaram o ciclo estral mais prolongado quando comparados aos meses de Primavera e Verão. Sobre dia de divergência e tamanho folicular, dia de dominância e tamanho folicular, tamanho do folículo pré ovulatório e tamanho da estrutura lútea nas éguas Pantaneiras não houve diferença entre as estações do ano. A maioria das éguas Pantaneiras se mantiveram cíclicas durante as estações do ano no Outono (06/06), Inverno (04/06), Primavera (05/06) e Verão (06/06). O capítulo 3 avalia a raça Campeiro, a duração do ciclo estral das éguas foi menor nos meses de Outono e Verão quando comparado com os meses de Inverno e Primavera (P ≤ 0,05). O dia da divergência folicular para raça Campeiro foi mais tardio no Inverno e Primavera do que no Outono e Verão (P ≤ 0,05). E o dia da dominância foi mais tardio no Outono e Primavera que no Inverno e Verão (P ≤ 0,05). Para os demais parâmetros avaliados não houve diferença (P > 0,05). A maior quantidade de éguas Campeiras cíclicas foi no Outono (06/06), seguido pela Primavera e Verão (05/06) e o Inverno mostrou a menor quantidade de éguas em atividade reprodutiva (04/06). As éguas da raça Pantaneiro e Campeiro apresentam características do ciclo estral similares a de éguas de outros raças. Possuem ondas foliculares maiores e primárias e mostraram pouca influência sazonal já que a maioria dos animais, de ambas as raças, se mantiveram cíclicos em todas as estações do ano. ____________________________________________________________________________ ABSTRACT / The Campeiro and Pantaneiro horse are locally adapted breeds that have important adaptive traits such as rusticity, long walks resistance and traction capacity. With the conservation purpose of this genetic resource and in order to select and the genetic improvement of these breeds several studies are being conducted with these animals. In this sense, the objective was to evaluate with this experiment the main features of the estrous cycle of mares and Campeiro Pantaneiro race in different seasons. Six were selected mares of each race (n = 6). A estrous cycle of each mare was accompanied by rectal palpation and ultrasonography in each of the different seasons. The races were separated into chapters. Chapter 2 shows that for mares Pantaneiro breed was no difference in the estrous cycle. The months of autumn and winter have submitted the most protracted estrous cycle when compared to the months of spring and summer. About the day of divergence and follicular size, day of dominance and follicular size, pre ovulatory follicle size and size of luteal structure in mares not was no difference between the seasons. Most Pantaneiro mares remained cyclical during the seasons in autumn (06/06), winter (04/06), Spring (05/06) and summer (06/06). Chapter 3 evaluates the Campeiro breed, the length of the estrous cycle of the mares was lower in the months of autumn and summer compared to the winter months and spring (P ≤ 0.05). The day of follicle deviation for Campeiro was slower in winter and spring than in autumn and summer (P ≤ 0.05). And the day of dominance was later in the autumn and spring than in winter and summer (P ≤ 0.05). For other parameters there was no difference (P > 0.05). The largest amount of cyclic mares was foraging in autumn (06/06), followed by the spring and summer (05/06) and Winter showed the least amount of reproductive activity in mares (04/06). The mares of the Pantanal and Campeiro race have similar estrous cycle characteristics of the other breeds mares. Have larger and primary follicular waves and showed little seasonal influence since the majority of the animals of both breeds, remained cyclical in all seasons.
2

Sobre normas somáticas e hierarquias "raciais" na publicidade: complexas narrativas de cor entre Belo Horizonte e Salvador

Barcelos, Nilmar January 2010 (has links)
137f. / Submitted by Suelen Reis (suelen_suzane@hotmail.com) on 2013-02-20T17:14:53Z No. of bitstreams: 1 BARCELOS.pdf: 1063085 bytes, checksum: 85707b582a082379b39080ba82e7e135 (MD5) / Approved for entry into archive by Fatima Cleômenis Botelho Maria (botelho@ufba.br) on 2013-02-21T13:04:37Z (GMT) No. of bitstreams: 1 BARCELOS.pdf: 1063085 bytes, checksum: 85707b582a082379b39080ba82e7e135 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-02-21T13:04:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 BARCELOS.pdf: 1063085 bytes, checksum: 85707b582a082379b39080ba82e7e135 (MD5) Previous issue date: 2010 / A publicidade, em seu sentido estrito, é um exemplo ímpar do reflexo dos preconceitos de uma sociedade urbana. Para além do consumo de um produto ou serviço, devoramos de forma massiva o seu anúncio midiático (ecoado de forma cada vez mais “glocal”). Reproduzida em diversos meios (rádio, TV, outdoor, entre outros), nos vemos em um campo no qual as diversas formas de sociabilidade são representadas na busca de identificação com os nichos mercadológicos alvo. Na presente dissertação, procuro compreender como se dão as formas de norma somática e hierarquia "racial" nas produções audiovisuais finalistas da premiação publicitária Profissionais do ano, da rede Globo, tendo como ponto de partida os discursos identitários de modelos, estudantes e profissionais publicitários fenotipicamente pretos entrevistados nas cidades de Belo Horizonte e Salvador. / Salvador
3

A questão do quesito raça/cor nos prontuários do Programa Sentinela

Barbosa, Raquel January 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-graduação em Educação / Made available in DSpace on 2012-10-23T12:46:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 242129.pdf: 323626 bytes, checksum: 4e8ed054daf0d4b7893349a816ee2fae (MD5)
4

Um ensaio sobre identificação racial e de gênero na Escolas Públicas Brasileiras

Salvador, Pedro Ivo Camacho Alves January 2010 (has links)
SALVADOR, Pedro Ivo Camacho. Um ensaio sobre identificação racial e de gênero nas escolas públicas brasileiras. 2010. 47f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010. / Submitted by Mônica Correia Aquino (monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-07-11T19:31:05Z No. of bitstreams: 1 2010_dissert_picasalvador.pdf: 623885 bytes, checksum: 83ce951c5f0badf91f2121575f9e6a31 (MD5) / Approved for entry into archive by Mônica Correia Aquino(monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-07-11T19:31:20Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2010_dissert_picasalvador.pdf: 623885 bytes, checksum: 83ce951c5f0badf91f2121575f9e6a31 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-07-11T19:31:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2010_dissert_picasalvador.pdf: 623885 bytes, checksum: 83ce951c5f0badf91f2121575f9e6a31 (MD5) Previous issue date: 2010 / Using data from Brazil Test, 2007, we analyze the gain of note when the student has the same race and / or gender of the teacher, attributing this phenomenon the name of racial identification and / or gender. Using a multivariate linear model, combining as control variables in the profile of students, teachers, schools, and parents of students, given the limitations of the model used, the results indicate that there is an improvement in the identification statement. In a second step, we analyzed for each Brazilian state, I understand that everyone has their own circumstances in this matter, and found a relationship between quality education and the proportion of racial minorities as students against the coefficients of racial identification. Given such evidence, we conclude that gender identification showed significant, though low in magnitude, while the racial identification has a relatively high magnitude, and that goes toward reducing the gap between the scores of ethnic groups. / A partir de dados da Prova Brasil de 2007, analisamos o ganho de nota quando o aluno possui a mesma raça e/ou gênero do professor, atribuindo este fenômeno o nome de identificação racial e/ou gênero. Utilizando um modelo linear multivariado, combinando como controle variáveis do perfil dos alunos, professores, escolas, e pais dos alunos, dada as limitações do modelo empregado, os resultados indicam que há uma melhora na nota pela identificação. Em um segundo momento, fizemos uma análise para cada estado brasileiro, entendo que cada um possui sua idiossincrasia na presente matéria, e encontramos uma relação entre qualidade de ensino e a proporção das minorias raciais como alunos contra o os coeficientes da identificação racial. Em virtude desses indícios, concluímos que a identificação de gênero apresentou significância, porém em magnitude baixa, enquanto que a identificação racial apresenta uma magnitude relativamente alta, e que vai em direção à reduzir o hiato entre as notas dos grupos étnicos.
5

Variação dos perfis metabólico, hematológico e lácteo em ovinos leiteiros na serra gaúcha

Brito, Marcelo Arnt January 2004 (has links)
A ovinocultura no Rio Grande do Sul (RS), tem mostrado mudanças no tipo de exploração nos últimos 20 anos. A produção de lã, que por muito tempo movimentou a economia do setor primário, cedeu lugar para a produção de cordeiros. Recentemente, a ovinocultura leiteira começa a dar seus primeiros passos dentro do sistema de produção ovina. Esta dissertação tem por objetivo apresentar a variação dos perfis metabólico, hematológico e lácteo em ovinos leiteiros na Serra Gaúcha e discutir seus resultados. O trabalho foi realizado em ovelhas da raça Lacaune, criadas em regime de confinamento no município de Bento Gonçalves (RS). As observações se estenderam pelo período de dois anos consecutivos. Para determinação do perfil bioquímico foram coletadas amostras de sangue por venipunção jugular sem anticoagulante. O mesmo procedimento foi empregado na coleta de amostras para o hemograma, utilizando-se, nesse caso, tubos contendo EDTA, como anticoagulante. As amostras foram coletadas de sete animais ao acaso nos seguintes períodos fisiológico: (a) ovelhas vazias; (b) início, (c) meio e (d) final da gestação e (e) aos 7, (f) 30, (g) 60 e (h) 140 dias de lactação. Durante os mesmos períodos da lactação foram coletadas amostras para a determinação dos componentes físico-químicos do leite. Os valores dos parâmetros físico-químicos do leite estudados discordam com os resultados citados pela literatura em outros países. A acidez em °Dornic (°D) foi maior que a relatada em outros estudos. Os valores de proteína e gordura foram inferiores aos citados na literatura. Os parâmetros com variação estatística (P<0,05) no período da lactação foram: pH, acidez em °D, densidade, proteína, lactose, gordura, ESTe ESD. O perfil metabólico apresentou as maiores variações com relação à média no final da gestação e início da lactação. Não foi observada diferença significativa nos parâmetros analisados entre o grupo de ovelhas vazias e prenhes, com exceção do cálcio que foi maior nas ovelhas vazias (P<0,05). Dentre os parâmetros do metabolismo nitrogenado, apenas a uréia mostrou variação durante a gestação e a lactação (P<0,05). Os valores de glicose e fructosamina diminuíram e os de BHB aumentaram significativamente (P<0,05) no final da gestação. Durante a lactação a glicose diminuiu e o colesterol aumentou significativamente (P<0,05) com o avanço do período. O nível de magnésio aumentou no final da lactação e o fósforo apresentou um diminuição nos valores aos 30 dias após o parto (P<0,05). Os parâmetros hematológicos mostraram não haver diferença significativa nos diferentes períodos fisiológicos estudados, com exceção dos neutrófilos segmentados que aumentaram com o avanço da gestação. Os dados encontrados servem como referência para estudos sobre nutrição, metabolismo e qualidade do leite em ovelhas leiteiras.
6

Sedução e abandono de mulheres em Salvador (1890-1920)

Oliveira, Eneocy Maria Correia Soares de January 2010 (has links)
113 f. / Submitted by Suelen Reis (suelen_suzane@hotmail.com) on 2013-02-22T14:51:09Z No. of bitstreams: 1 Oliveira.pdf: 975690 bytes, checksum: 84a8a76bddedb028902663bfdfba8348 (MD5) / Approved for entry into archive by Fatima Cleômenis Botelho Maria (botelho@ufba.br) on 2013-02-28T17:25:35Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Oliveira.pdf: 975690 bytes, checksum: 84a8a76bddedb028902663bfdfba8348 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-02-28T17:25:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Oliveira.pdf: 975690 bytes, checksum: 84a8a76bddedb028902663bfdfba8348 (MD5) Previous issue date: 2010 / O objetivo central deste trabalho é analisar as formas utilizadas pela Medicina, Poder Judiciário e Igreja Católica, ao atuarem na disseminação de crenças, valores e com isso, contribuírem para a submissão das mulheres não-brancas, na medida em que, reforçavam hierarquias e privilégios, provenientes de critérios baseados na raça e no sexo, entre os anos de 1890 até 1920, em Salvador, através de uma investigação realizada em processos-crime de defloramento e nos periódicos ligados a Igreja Católica e medicina. / Salvador
7

Casais inter-raciais e suas representações acerca de raça

Barros, Zelinda dos Santos January 2003 (has links)
Submitted by Edileide Reis (leyde-landy@hotmail.com) on 2014-01-31T13:51:15Z No. of bitstreams: 1 Zelinda Barros.pdf: 1166004 bytes, checksum: ed0c5f082f296b3f7da0062904828c72 (MD5) / Approved for entry into archive by Rodrigo Meirelles (rodrigomei@ufba.br) on 2014-02-03T20:01:50Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Zelinda Barros.pdf: 1166004 bytes, checksum: ed0c5f082f296b3f7da0062904828c72 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-02-03T20:01:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Zelinda Barros.pdf: 1166004 bytes, checksum: ed0c5f082f296b3f7da0062904828c72 (MD5) / Estima-se que o casamento inter-racial, utilizado por alguns como reforço ao argumento de igualdade existente entre negros e brancos no Brasil, representa apenas 20% do total de casamentos, o que denuncia a existência de uma idealização das relações raciais nesta sociedade. A investigação das representações acerca de raça nos permite perceber de que forma se manifestam as tensões envolvidas na construção de representações e, simultaneamente, compreender as contradições de uma sociedade que elegeu a mestiçagem como marca identitária e que tem na raça um dos mais importantes elementos de clivagem. Ao identificar as representações de casais inter-raciais (branco/negro) percebemos como estes operam com o conceito de “raça”, ao mesmo tempo em que podemos notar a influência de classe e gênero nestas representações. Esta dissertação propõe-se a investigar casais racialmente heterogêneos de classe média, residentes em Salvador (Bahia/Brasil), cujos cônjuges são brancos e negros, de modo a: 1) identificar suas representações raciais; 2) compreender como gênero e classe se articulam nesse processo e, a partir disso, 3) perceber como tais representações ensejam a afirmação de identidades raciais. Mais especificamente, pretende: (a) compreender como o racismo é considerado por casais inter-raciais de classe média; (b) entender até que ponto o racismo se configura como um problema para este tipo casal; (c) identificar se existem e quais são as estratégias de enfrentamento ao racismo adotadas pelo casal (socialização dos filhos, relacionamento com a família etc.) assim como (d) perceber de que forma os conflitos decorrentes da identificação racial dos cônjuges (em família, com os amigos, parentes) se apresentam.
8

Parresia e hermenêutica de profundidade nas trilhas de Hermes : raça e gênero em formas simbólicas sobre o jornalismo como profissão no Brasil

Rosa, Isabel Cristina Clavelin da 14 October 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2016. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-06-26T16:03:33Z No. of bitstreams: 1 2016_IsabelCristinaClavelindaRosa.pdf: 3978024 bytes, checksum: 47d4d81c093eb34145de8b9a7a51445f (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva (patricia@bce.unb.br) on 2017-07-09T13:03:44Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_IsabelCristinaClavelindaRosa.pdf: 3978024 bytes, checksum: 47d4d81c093eb34145de8b9a7a51445f (MD5) / Made available in DSpace on 2017-07-09T13:03:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_IsabelCristinaClavelindaRosa.pdf: 3978024 bytes, checksum: 47d4d81c093eb34145de8b9a7a51445f (MD5) / Estudo sobre as dimensões de raça e de gênero no jornalismo como profissão no Brasil a partir de formas simbólicas de 21 jornalistas, mulheres e homens, negros e brancos, disciplinado pela análise dos discursos e com referencial teórico-metodológico da hermenêutica de profundidade do pensamento feminista negro. A parresia – a fala franca, a coragem de dizer – corresponde às condições elementares para a produção de formas simbólicas sobre racismo, relações raciais, sexismo e relações de gênero, essas sob o recorte de mulheres e homens no exercício da profissão de jornalista. Tais formas simbólicas estão em vias de organização e, ao tornarem-se formações discursivas, entram na arena discursiva sobre a incidência do racismo e do sexismo no jornalismo como profissão, revelando novos contornos para a identidade profissional, desafios para a comunidade discursiva jornalística e novas questões para os estudos sobre jornalismo no Brasil. Por meio da hermenêutica de profundidade, os sujeitosenunciadores e sujeitos-discursivos evidenciam, em decorrência da hermenêutica do sujeito, ontologias em contraposição ao mito da democracia racial e ao patriarcado. / Study on the dimensions of race and gender in journalism as a profession in Brazil from symbolic forms of 21 journalists, women and men, black and white, based on Discourses Analysis and on black feminist thought. The parresia – frank speech, the courage to say - corresponds to the basic conditions for the production of symbolic forms of racism, racial relations, sexism and gender relations, these under the focus of women and men in the practice of journalism. Such symbolic forms are being organized and as soon as they become discursive formations, they enter the discursive arena on the incidence of racism and sexism in journalism as a profession, revealing new dimensions for the professional identity, challenges for the journalistic discourse community and new issues for studies about journalism in Brazil. Through the depth of hermeneutics, the subject of enunciation and subject-discursive the discursive subject show identity ontologies in contraposition to the myth of racial democracy and the patriarchy.
9

Variação dos perfis metabólico, hematológico e lácteo em ovinos leiteiros na serra gaúcha

Brito, Marcelo Arnt January 2004 (has links)
A ovinocultura no Rio Grande do Sul (RS), tem mostrado mudanças no tipo de exploração nos últimos 20 anos. A produção de lã, que por muito tempo movimentou a economia do setor primário, cedeu lugar para a produção de cordeiros. Recentemente, a ovinocultura leiteira começa a dar seus primeiros passos dentro do sistema de produção ovina. Esta dissertação tem por objetivo apresentar a variação dos perfis metabólico, hematológico e lácteo em ovinos leiteiros na Serra Gaúcha e discutir seus resultados. O trabalho foi realizado em ovelhas da raça Lacaune, criadas em regime de confinamento no município de Bento Gonçalves (RS). As observações se estenderam pelo período de dois anos consecutivos. Para determinação do perfil bioquímico foram coletadas amostras de sangue por venipunção jugular sem anticoagulante. O mesmo procedimento foi empregado na coleta de amostras para o hemograma, utilizando-se, nesse caso, tubos contendo EDTA, como anticoagulante. As amostras foram coletadas de sete animais ao acaso nos seguintes períodos fisiológico: (a) ovelhas vazias; (b) início, (c) meio e (d) final da gestação e (e) aos 7, (f) 30, (g) 60 e (h) 140 dias de lactação. Durante os mesmos períodos da lactação foram coletadas amostras para a determinação dos componentes físico-químicos do leite. Os valores dos parâmetros físico-químicos do leite estudados discordam com os resultados citados pela literatura em outros países. A acidez em °Dornic (°D) foi maior que a relatada em outros estudos. Os valores de proteína e gordura foram inferiores aos citados na literatura. Os parâmetros com variação estatística (P<0,05) no período da lactação foram: pH, acidez em °D, densidade, proteína, lactose, gordura, ESTe ESD. O perfil metabólico apresentou as maiores variações com relação à média no final da gestação e início da lactação. Não foi observada diferença significativa nos parâmetros analisados entre o grupo de ovelhas vazias e prenhes, com exceção do cálcio que foi maior nas ovelhas vazias (P<0,05). Dentre os parâmetros do metabolismo nitrogenado, apenas a uréia mostrou variação durante a gestação e a lactação (P<0,05). Os valores de glicose e fructosamina diminuíram e os de BHB aumentaram significativamente (P<0,05) no final da gestação. Durante a lactação a glicose diminuiu e o colesterol aumentou significativamente (P<0,05) com o avanço do período. O nível de magnésio aumentou no final da lactação e o fósforo apresentou um diminuição nos valores aos 30 dias após o parto (P<0,05). Os parâmetros hematológicos mostraram não haver diferença significativa nos diferentes períodos fisiológicos estudados, com exceção dos neutrófilos segmentados que aumentaram com o avanço da gestação. Os dados encontrados servem como referência para estudos sobre nutrição, metabolismo e qualidade do leite em ovelhas leiteiras.
10

Diversidade genética, ancestralidade individual e miscigenação nas raças bovinas no Brasil com base em Microssatélites e Haplótipos de DNA Mitocandrial : subsídios para a conservação

Egito, Andréa Alves do January 2007 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Celular, 2007. / Submitted by Luis Felipe Souza (luis_felas@globo.com) on 2008-11-17T18:06:56Z No. of bitstreams: 1 Tese_2007_AndreaEgito.pdf: 2899678 bytes, checksum: 3a2b9458ef028deb691deb9c80ae4a9c (MD5) / Approved for entry into archive by Georgia Fernandes(georgia@bce.unb.br) on 2009-01-28T13:00:14Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Tese_2007_AndreaEgito.pdf: 2899678 bytes, checksum: 3a2b9458ef028deb691deb9c80ae4a9c (MD5) / Made available in DSpace on 2009-01-28T13:00:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tese_2007_AndreaEgito.pdf: 2899678 bytes, checksum: 3a2b9458ef028deb691deb9c80ae4a9c (MD5) / O Brasil possui o maior rebanho bovino comercial do mundo e as raças criadas no País podem ser classificadas, de acordo com sua origem, em comerciais e exóticas. As raças exóticas, importadas nos últimos 100 anos, taurinas e zebuínas, compõem atualmente o conjunto populacional de maior influência e manejo intensivo. As raças localmente adaptadas, originadas do gado introduzido pelos colonizadores europeus derivam-se da seleção e dos eventos naturais ocorridos na formação de uma raça. Embora exista um conhecimento histórico a respeito das raças crioulas brasileiras muito pouco se sabe de sua composição genética. Como o progresso da pecuária está relacionado com a variabilidade genética, sua perda poderá restringir as opções, não previstas, para os trabalhos de melhoramento animal. Estudos sobre a diversidade e variabilidade genética da espécie bovina poderão auxiliar decisões a respeito de quais populações devem ser conservadas, quando os recursos são escassos, evitando a duplicação de esforços na manutenção de amostras. Podem ainda assegurar a manutenção da variabilidade genética, evitando que populações de uma mesma raça, que possuam características particulares, sejam descartadas durante o processo de conservação. O objetivo deste estudo foi de avaliar, através de marcadores microssatélites e DNA mitocondrial, os níveis da diversidade genética, a relação filogenética e os padrões de miscigenação existentes entre raças bovinas criadas no Brasil. Todos os microssatélites utilizados foram altamente polimórficos nas 10 raças analisadas. Existe uma redução significativa da heterozigosidade devido à endogamia dentro das populações e à diferenciação genética das subespécies taurina e zebuína. O número de locos que contribui para a diferenciação racial variou entre as duas subespécies, sendo observado um número muito maior para a subespécie taurina quando comparada com a zebuína. Foi observado um número de alelos similares em ambas as subespécies gerando um poder de exclusão para paternidade próximo e consistente. Quatro raças crioulas apresentaram uma maior diversidade genética seguida pelas raças zebuínas, duas raças taurinas especializadas e a raça naturalizada Caracu. A diferenciação genética aos pares foi altamente significativa indicando que todas as raças analisadas podem ser consideradas como entidades genéticas distintas. Um diagrama baseado na análise realizada pelo programa STRUCTURE demonstrou uma introgressão cruzada entre as raças taurinas e zebuínas, i.e. genes indianos nas raças locais e vice-versa. Neste estudo foi possível obter um panorama detalhado a respeito da estrutura genética e diversidade de raças bovinas do Brasil, elucidando várias questões relacionadas com a origem e estrutura das raças criadas no Brasil. Existe uma quantidade significativa de variabilidade genética nas populações analisadas. Dado o custo para manter populações de grandes animais domésticos e o armazenamento de germoplasma criopreservado, este estudo foi além das análises populacionais para investigar a possibilidade de classificar indivíduos dentro de populações visando à conservação da máxima diversidade em números limitados de indivíduos, no sentido de auxiliar na manutenção e manejo nos Núcleos de Conservação, bem como na escolha de animais alvo para a criopreservação de germoplasma. Levando em conta este conceito, foi proposta uma metodologia de priorização de indivíduos dentro de raças, baseada em testes de alocação racial e índices de diversidade genética. Pela análise do DNA mitocondrial, verificou-se uma alta diversidade nucleotídica em 16 raças bovinas brasileiras confirmando os dados históricos de miscigenação e múltiplas introduções. Verificou-se uma alta influência de raças africanas no genoma local e a base taurina da população zebuína criada no Brasil, cuja linhagem materna tem origem nas raças taurinas criadas no País anteriores à sua introdução. Os dados genéticos demonstram que as raças bovinas crioulas constituem um reservatório vasto e importante de diversidade genética para a produção e conservação da espécie bovina. Todas as raças brasileiras naturalizadas estudadas são importantes e viáveis possuindo características únicas tanto fenotípicas, genotípicas, culturais e históricas que merecem que esforços sejam realizados para a sua conservação. __________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Brazil holds the largest commercial cattle population worldwide. Local cattle breeds can be classified according to their origin, as exotic or creole. Exotic breeds, imported in the last 100 years, both B.taurus and B.indicus, currently make up the bulk of the intensively managed populations. Locally adapted creole breeds, originated from cattle introduced by the European conquerors derive from natural selection and events of breed mixture. While historical knowledge exists on the Brazilian creole breeds, very little is known on their genetic composition. Animal livestock progress is related with the genetic variability, and its loss can restrict unforeseen options for animal improvement. Studies about the diversity and genetic variability of the bovine species can aid in the decisions regarding which populations should be conserved, when financial resources are scarce, avoiding the duplication of efforts in the maintenance of samples. It can still assure the maintenance of genetic variability, avoiding the possibility of populations of the same breed, which possess specific traits, be discarded during the conservation process. The objective of this study was to assess, using microsatellite markers and mitocondrial DNA, the levels of genetic diversity, phylogenetic relationships and patterns of B. taurus/B. indicus admixture among cattle breeds raised in Brazil. Significant reduction of heterozygosity exists due to withinpopulation inbreeding and to breed differentiation in both subspecies (taurine and zebuine). For the B. taurus breeds, the number of markers that contribute to breed differentiation is larger than for B. indicus. A consistently similar number of alleles were seen in both subspecies for all microsatellites, resulting in close estimates of power of paternity exclusion. Four creole breeds were the most genetically diverse followed by the B. indicus breeds, the two specialized B. taurus breeds and the creole Caracu. Pairwise genetic differentiation were all significant, indicating that all breeds can be considered as genetically independent entities. A STRUCTURE based diagram showed introgression in both directions, i.e. of B. indicus genes in the local creole breeds and vice-versa. In this study was possible to get a comprehensive overview of the genetic structure and diversity of cattle breeds in Brazil, elucidating several questions related with their origin and population structure. A significant amount of genetic variation is maintained in the local cattle populations. Given the costs for long term maintenance of large collections of live animals or cryopreserved samples, this study goes beyond the population level analysis for conservation priority to investigate the composition of Brazilian cattle breeds at the individual level to support the assembly of core collections. Taking into consideration this concept, a practical decision method to prioritize individual animals for conservation has been proposed. This method is based on a combination of the assignment probability to the rightful breed and on two measures of the genetic diversity. Using DNA mitochondrial analysis it was possible to verify that high nucleotide diversity exist in 16 Brazilian bovine breeds validating, in these ways too, the historical data of miscegenation and multiple introductions. A high influence of African breeds was verified in the local genome and the B. taurus base of the Brazilian zebu cattle population, whose maternal lineage has origin in the B. taurus breeds that existed in Brazil previous to its introduction. The genetic data show that Brazilian creole breeds constitute an important and diverse reservoir of genetic diversity for bovine breeding and conservation. The genetic data was able to shed light on a number of issues related to the local breeds origin and structure. The Brazilian creole breeds are all important and viable targets for conservation for they display peculiar traits both phenotypic and of cultural and historical nature that deserve conservation efforts.

Page generated in 0.049 seconds