• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 108
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 1
  • Tagged with
  • 110
  • 110
  • 48
  • 31
  • 27
  • 24
  • 23
  • 22
  • 19
  • 18
  • 17
  • 15
  • 14
  • 14
  • 14
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Estudo da resistência à fratura de restaurações à amálgama realizadas em cavidades de classe II tipo mo para molares decíduos

Glavam, Paulo Renato Correa January 1975 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pos-Graduação em Odontologia / Made available in DSpace on 2012-10-15T19:30:12Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T13:05:36Z : No. of bitstreams: 1 186935.pdf: 5151210 bytes, checksum: 19ca952ac0a6ba4e35530bd987de1255 (MD5)
22

Influência de diferentes estratégias adesivas e do tipo do isolamento do campo operatório (absoluto versus relativo) no desempenho clínico de restaurações com resina composta em lesões cervicais não cariosas

Cunha, Eduardo Marinho Daudt da 25 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Florianópolis, 2010 / Made available in DSpace on 2012-10-25T07:40:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 284314.pdf: 7573505 bytes, checksum: da95b211835f64a112ad52deec6a3efd (MD5) / Este estudo teve como objetivo avaliar o desempenho clínico de lesões cervicais não cariosas (LCNC) restauradas com diferentes estratégias adesivas: condicionamento ácido e autocondicionante, e comparar se o tipo do isolamento do campo operatório: absoluto ou relativo pode influenciar na durabilidade das restaurações por um período de 180 dias. Cento e quarenta lesões foram selecionadas em 38 pacientes de acordo com os critérios de inclusão/exclusão previamente estabelecidos, e distribuídas em quatro grupos (n=35) : G1 e G2: condicionamento ácido total e Adper Single Bond 2. G3 e G4: autocondicionante Adper SE Plus. O isolamento absoluto foi utilizado alternadamente em todo os grupos. Todos os procedimento restauradores foram realizados com a resina composta Z 350 por meio da técnica incremental, por um único operador. As 140 restaurações foram avaliadas pelo método direto USPHS modificado, por dois examinadores previamente calibrados, em 4 períodos distintos: imediato (até 24hs após a conclusão do procedimento restaurador) 7, 30, 180 dias. Os dados foram submetidos ao teste estatístico de McNemar para verificar possíveis alterações no índice Alfa dentro dos grupos em cada momento de avaliação. Para analisar a associação entre os grupos, foi utilizado o teste do Qui-quadrado, com nível de significância de 5%. Os resultados revelam que as duas estratégias adesivas promoveram uma queda efetiva na sensibilidade durante todo o período avaliador. Não houve diferença estatística para as estratégias adesivas ou as técnicas de isolamento, salvo o critério de descoloração marginal, onde 4 restaurações do G4 apresentaram escores bravo.
23

Microinfiltração marginal em restaurações adesivas

Heiderscheidt, Elizabeth da Cunha January 2011 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologia / Made available in DSpace on 2012-10-25T21:48:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 301892.pdf: 9913931 bytes, checksum: 6d5afa7aa0392841874f0fbfacfc66e7 (MD5) / Apesar da evolução nas características físico-mecânicas das resinas compostas, a contração gerada pela reação de polimerização continua sendo uma desvantagem, podendo levar a infiltração marginal e respostas pulpares adversas. Nesta pesquisa foi avaliado o efeito do uso de resinas compostas com baixa contração no índice de microinfiltração marginal em esmalte e dentina de restaurações Classe II. Para isso, em 60 pré-molares hígidos extraídos foram preparadas cavidades Classe II MOD padronizadas, com limites gengivais em dentina e esmalte. Os dentes preparados foram divididos em 6 grupos e restaurados com uma resina controle (G1- Filtek® Z350) ou uma de cinco resinas de baixa contração (G2- Filtek® Z350 XT; G3- Charisma® Opal; G4- IPS Empress® Direct; G5 - Tetric® N-Ceram e G6- Filtek® P90 à base de silorano). Todas foram utilizadas seguindo as recomendações de cada fabricante. Após 7 dias de armazenamento em água destilada, os espécimes foram submetidos a 500 ciclos térmicos (5°C a 55°C). Todas as superfícies foram impermeabilizadas com esmalte cosmético, deixando 1mm livre nas margens da restauração, e os protocolos para imersão em solução de nitrato de prata amoniacal foram seguidos. As amostras foram então seccionadas em sentido mésio-distal, fotografadas, e a porcentagem de microinfiltração marginal foi definida por meio de software específico. Os valores foram analisados estatisticamente pelos testes ANOVA e KrusKal-Wallis (p<0,05). Os resultados mostraram que em todos os grupos houve microinfiltração em esmalte e/ou dentina, com maiores índices em dentina. Em esmalte não houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos, já em dentina os menores índices de microinfiltração foram obtidos por Filtek® P90. / Despite the progress in physical and mechanical properties of composites, the contraction generated by the polymerization reaction remains a disadvantage and can lead to leakage and adverse pulpal reactions. This study assessed the effect of the use of low shrinkage composite resins in the rate of marginal microleakage in enamel and dentin of Class II restorations. Thus, in 60 caries-free extracted premolars standardized Class II MOD cavities were prepared, with gingival floors on dentin and enamel. The prepared teeth were divided into 6 groups and restored with a control microhybrid resin (G1- Filtek® Z350) or one of five low shrinkage resins (G2- Filtek® Z350 XT; G3- Charisma® Opal; G4-IPS Empress® Direct; G5 - Tetric® N-Ceram and G6- Filtek® P90 silorane based). All were used following each manufacturer recommendations. After 7 days of storage in distilled water, the specimens were subjected to 500 thermal cycles (5°C to 55°C). All tooth surfaces were sealed with nail varnish to within 1mm from the restoration margins and protocols for immersion in ammoniacal silver nitrate were followed. The samples were then sectioned mesiodistally, photographed, and the percentage of microleakage was defined by means of specific software. Data were statistically analyzed with ANOVA and Kruskal-Wallis tests (p <0.05). Results revealed that all groups showed microleakage in enamel and/or dentin, with the highest rates in dentin. Evaluating the enamel margins there was no statistically significant difference between the groups, however the lowest microleakage rates in dentin were obtained by G6.
24

Avaliação da adaptação marginal de dois sistemas cerâmicos, IPS Empress e Cerec inLAB, em restaurações MOD

Delbons, Flávia Barros January 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologia / Made available in DSpace on 2012-10-22T23:39:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 239121.pdf: 2514154 bytes, checksum: ff184df500667299038e586fa05a2f70 (MD5) / Este estudo teve como objetivo avaliar, in vitro, a adaptação marginal de dois sistemas cerâmicos, IPS Empress e Cerec inLab, em restaurações indiretas do tipo MOD. Para isso, foram realizados 10 preparos convencionais para inlays cerâmicos MOD, em molares hígidos. Para cada dente preparado, foram confeccionadas duas peças cerâmicas, uma de cada sistema. A análise da adaptação marginal de cada dente com a sua respectiva peça cerâmica antes e após o ajuste, quando esse se fez necessário e de cada peça no seu respectivo modelo de gesso, foi realizada em um microscópio óptico com um aumento de 70 vezes. De acordo com os resultados obtidos, pôde-se concluir que, em preparos MOD para incrustações cerâmicas, o sistema IPS Empress, além de oferecer maior adaptação marginal, requer menos ajustes da peça, quando comparado com o sistema Cerec
25

Restauração de dentes tratados endodonticamente

Melo, Tiago Spezia de January 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologia / Made available in DSpace on 2012-10-23T04:23:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 241995.pdf: 5149493 bytes, checksum: 241e01a69ea2e9e686a74e63bf6fbc9b (MD5) / O objetivo deste estudo in vitro foi comparar o desempenho mecânico de três abordagens indicadas para restauração de dentes posteriores desvitalizados, por meio da avaliação da resistência e do padrão de fratura. Para isso, quarenta terceiros-molares hígidos foram selecionados e divididos em quatro grupos (n=10): endocrown cerâmica (G1); núcleo de preenchimento / coroa cerâmica (G2); pino fibro-resinoso / núcleo de preenchimento / coroa cerâmica (G3). Para facilitar a comparação dos resultados, também foi incluído um grupo controle, formado por dentes hígidos (G4). Nos grupos G1, G2 e G3, os dentes foram tratados endodonticamente e preparados para restaurações cerâmicas, que foram usinadas a partir de blocos CEREC ProCAD e cimentadas adesivamente a cada um dos preparos. Após a termociclagem, os corpos-de-prova foram montados em uma máquina universal de ensaios, na qual foram submetidos a uma carga de compressão até a ocorrência de fratura. A avaliação estatística identificou diferenças significantes entre os grupos, tanto em relação à resistência quanto ao padrão de fratura. A maior média de resistência foi detectada no G4 (2951,49 N), porém esse valor não foi estatisticamente diferente da média do G2 (2057,02 N). Os menores valores foram observados no G1 (1670,74 N), ao passo que o G3 (1989,59 N) ocupou posição intermediária ao G1 e G2. Em relação ao padrão de fratura, foi observado um aumento progressivo de complexidade do G4 para o G2 e G3, e destes para o G1 (G4 < G2 e G3 < G1). Esses resultados indicam que o desempenho mecânico de restaurações mistas, que associam cerâmica e compósito, é superior ao desempenho de restaurações exclusivamente cerâmicas. The aim of this in vitro study was to compare the fracture strength and fracture pattern of three restorative approaches recommended for restoring non-vital posterior teeth. Forty extracted third molars were selected and randomly assigned to four groups (n=10), according to the following outline: ceramic endocrowns (G1); composite core / ceramic crown (G2); fiber post / composite core / ceramic crown (G3); non-restored teeth (G4). Groups G1, G2 and G3 were endodontically treated and prepared for ceramic restorations, which were milled from CEREC ProCAD blocks and bonded to each prepared tooth. After thermocycling, the specimens were loaded to fracture in a universal testing machine. Statistical analysis showed significant differences between the groups, for both the fracture strength and fracture pattern. The highest resistance to fracture was detected on G4 (2951.49 N), even though this value was statistically similar to G2 (2057.02 N). The lowest average strength was detected in G1 (1670.74 N), with G3 (1989.59 N) showing values intermediate to G1 and G2. Regarding the fracture pattern, a progression of the complexity was observed from G4 to G2 and G3, and from these to G1 (G4 < G2 and G3 < G1). These results indicate that the mechanical performance of restorations that combine composite and ceramic is superior to the mechanical performance of purely ceramic restorations.
26

Avaliação da resistência ao desgaste abrasivo de resinas compostas universais

Ferreira, Kazuza Bueno January 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Odontologia / Made available in DSpace on 2012-10-23T04:36:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 240718.pdf: 16827340 bytes, checksum: e14907b15a3d3f3305fd3177beba3780 (MD5) / O objetivo desse estudo, in vitro, foi avaliar a resistência ao desgaste abrasivo das resinas compostas universais Charisma/CH (Heraeus Kulzer), Esthet-X/EX (Dentsply Caulk), Fill Magic/FM (Vigodent), Filtek Supreme/SU (3M ESPE), Filtek Z100/ Z1 (3M ESPE), Filtek Z250/Z2 (3M ESPE), Herculite XRV/HE (Kerr Dental), Opallis/OP (FGM), Te-econom/TN (Ivoclar Vivadent) e Tetric Ceram/TC (Ivoclar Vivadent). Foram confeccionados 8 corpos-de-prova, na cor A2, com formatos cilíndricos (8,0 mm de diâmetro X 2,0 mm de espessura) de cada material. A resistência ao desgaste abrasivo foi avaliada através de análises das alterações na massa e na rugosidade superficial das amostras submetidas à escovação simulada. As mensurações iniciais (pré-escovação simulada) e finais (pós-escovação simulada) de massa foram obtidas através de balança eletrônica com precisão de 0,0001g. As aferições iniciais e finais da rugosidade superficial foram feitas com uma sonda mecânica de 5µm acoplada ao rugosímetro Perthometer S8P (Mahr), com velocidade constante de 0,15mm/s e força de 0,8mN, utilizando o parâmetro de medição Ra expresso em µm, com cut-off de 0,25mm e comprimento de avaliação de 1,25mm. O teste abrasivo foi realizado em uma máquina de escovação simulada, utilizando escovas dentais de cerdas macias e pontas arredondadas, sob 200g de carga, com velocidade de 374 ciclos/min e solução de dentifrício e água deionizada na proporção de 1:2. As amostras foram submetidas a 50.000 ciclos de escovação. As escovas foram substituídas a cada 25.000 ciclos e a solução foi constantemente reposta durante o teste. Para a avaliação das alterações decorrentes do teste abrasivo foram calculadas as diferenças entre as médias finais e iniciais de massa e de rugosidade superficial e os valores obtidos foram convertidos em porcentagem. Os dados foram analisados estatisticamente através dos testes t pareado, ANOVA, Scheffé e correlação de Pearson (p<0,05). Os resultados demonstraram que todos os materiais apresentaram redução estatisticamente significante da massa e aumento estatisticamente significante da rugosidade superficial após a escovação simulada (p < 0,0001). Considerando as alterações na massa, a ordem crescente de resistência à abrasão dos materiais avaliados foi (OP=Z2) > Z1 > TC > (HE=CH) > FM > TN > SU > EX. Com relação às alterações na rugosidade superficial, a ordem crescente de resistência à abrasão dos materiais avaliados foi EX > (HE = SU = TC = CH = FM) > (TC = CH = FM = OP) > (OP = Z2 = TN = Z1). Os métodos de avaliação de resistência ao desgaste não possuem correlação. Com base nos resultados concluiu-se que dentre as resinas compostas universais avaliadas existem diferenças na resistência à abrasão, entretanto, todas desgastam e ficam mais rugosas em conseqüência de forças abrasivas por escovação simulada. As alterações de massa e de rugosidade superficial das resinas compostas não estão correlacionadas.
27

Avaliação clínica de uma resina composta em restaurações de dentes posteriores

Bernardon, Jussara Karina January 2008 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologia / Made available in DSpace on 2012-10-24T05:51:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 256497.pdf: 82199470 bytes, checksum: d6f88dee6421d4318c084258b208b2bf (MD5) / O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho clínico de uma resina composta micro-híbrida (Opallis, FGM, Joinville, Brasil) em dentes posteriores, no período de 18 meses. Foram avaliadas 39 restaurações classe II com extensão oclusal, istmo não superior a dois terços da distância intercuspídea e término da parede gengival da caixa proximal em esmalte. As cavidades foram preparadas e restauradas sob isolamento absoluto. O sistema adesivo foi aplicado seguindo as recomendações do fabricante (Single Bond 3M ESPE, Saint Paul, EUA) e a resina composta foi aplicada de forma incremental. Cada incremento foi fotoativado por 30 segundos com aparelho de luz halógena (600mW/cm2). Por meio de inspeção visual, dois examinadores calibrados avaliaram as restaurações nos períodos baseline, 6 meses e 18 meses, de acordo com os critérios USPHS modificados (ADA, 1996). Fotografias digitais intra-orais e radiografias interproximais, realizadas em cada período de avaliação, foram utilizadas como meio auxiliar na avaliação. Em 18 meses, todas as restaurações apresentaram escores satisfatórios, ALFA e BRAVO, para todos os critérios clínicos avaliados: 39A/0B para estabilidade de cor, fratura do material restaurador, sensibilidade pós-operatória, saúde periodontal e recidiva de cárie; 37A/2B para desgaste oclusal; 36A/3B para contato interproximal; 35A/4B para descoloração e adaptação marginal e 34A/5B para brilho da superfície. Ao longo de 18 meses, o teste estatístico de Wald não revelou diferença significativa (p<0,05) quando se observou alterações no percentual de ALFA, que se manteve superior a 85%. Em 18 meses, a resina composta Opallis apresentou comportamento clínico satisfatório quando utilizada em restaurações classe II. The aim of this study was to evaluate the clinical performance of a one microhybrid composite resin (Opallis, FGM, Joinville, Brazil) in posterior teeth over a 18-month period. Thirty-nine Class II restorations presenting occlusal isthmus width not superior than two thirds of the intercuspal distance and cervical wall of the proximal box surrounded by enamel were evaluated. The cavities were prepared and restored under rubber dam isolation. The adhesive system was used according to the manufacturer's instructions (Single Bond, 3M ESPE, Saint Paul, USA) and the composite resin was applied using an incremental technique. Each increment was light-cured for 30 seconds with quartz-tungsten halogen light curing unit (600 mW/cm2). Two calibrated examiners evaluated the restorations through visual inspection at baseline, at 6 months and at 18 months, according to the USPHS-modified criteria (ADA, 1996). Digital intra-oral photographs and bite-wing radiographs were obtained throughout the evaluation period to assist the evaluation. The 18-month, all restorations presented satisfactory ratings, ALPHA and BRAVO, for all analyzed criteria: 39A/0B for color stability, restoration fracture, post-operative sensitivity, periodontal health and recurrent caries; 37A/2B for occlusal wear; 36A/3B for proximal contact, and 34A/05B for surface luster, marginal discoloration and marginal adaptation. The 18-month period evaluation did not present statistically significant difference by Wald test (p<0,05) for ALFA ratings, which remained higher than 85%. After 18 months, Opallis composite resin restorations presented satisfactory clinical performance when used in Class II restorations.
28

Influência da reconstrução do ângulo áxio-pulpar na resistência à fratura de molares restaurados com inlays cerâmica

Morelli, Elaine Auxiliadora Vilela Maia January 2005 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Odontologia / Made available in DSpace on 2013-07-16T01:49:11Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / O presente estudo avaliou a influência da configuração cavitária (reconstruindo ou não o ângulo áxio-pulpar) na resistência à fratura de molares restaurados com inlays cerâmicas. Os resultados demonstraram que não houve diferença estatística na resistência à fratura entre os dentes com preparo MOD convencional (grupo 1 - 1,42kN) e dentes íntegros (grupo 6 - 1,68kN). Os grupos 2 (1,20kN), 3 (1,08kN), 4 (1,01kN) e 5 (1,21kN) apresentaram menor resistência à fratura. Contudo, não apresentaram diferenças estatisticamente significantes entre si. Os resultados sugeriram que o fator mais importante na resistência à fratura foi o volume de estrutura dental remanescente. Ao final do ensaio mecânico, as fraturas mais freqüentes para os grupos 1, 2, 3 e 4 eram os tipos III e IV, ao passo que, no grupo 5, as fraturas severas (tipo V) foram mais predominantes
29

Avaliação da resistência à fratura de pré-molares com preparos cavitários médios e extensos restaurados com sistemas restauradores diretos

Pottmaier, Larissa Fernanda January 2014 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Florianópolis, 2014. / Made available in DSpace on 2014-08-06T17:54:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 326591.pdf: 8403901 bytes, checksum: f597519976d32e4f5908ad1fef41acfe (MD5) Previous issue date: 2014 / O objetivo deste estudo foi avaliar a resistência à fratura de pré-molares superiores, com preparos médios e extensos, restaurados. Setenta dentes pré-molares superiores, hígidos, foram aleatoriamente divididos em 7 grupos: G1 (grupo controle) - Dente hígido; G2, G2 e G3 receberam preparo classe II MOD com largura da caixa oclusal de 1/3 da distância intercuspídea, e foram restaurados com a resina Filtek Z350 XT, IPS Empress Direct e Charisma Diamond respectivamente; G5, G6 e G7 receberam preparo classe II MOD com largura da caixa oclusal de 2/3 da distância intercuspídea, e foram restaurados com a resina Filtek Z350 XT, IPS Empress Direct e Charisma Diamond respectivamente. Após o armazenamento em água a 37º C, os corpos de prova foram submetidos ao teste de fratura sob compressão em uma máquina de ensaio universal, onde as cargas foram aplicadas verticalmente com uma velocidade de 0,5mm/min. A análise estatística demonstrou que o G1 (dente hígido) apresentou uma resistência à fratura significativamente maior (p=0,005) que qualquer outro grupo experimental. Dentre os grupos experimentais, apenas o G5 (2/3 da distância intercuspídea, resina Filtek Z350 XT) apresentou resistência à fratura significativamente menor (p=0,019) em relação aos demais. Para as outras resinas, IPS Empress Direct e Charisma Diamond, o aumento da distância intercuspídea de 1/3 para 2/3 não reduziu significativamente (p>0,05) a resistência à fratura do conjunto dente-restauração. O preparo cavitário enfraquece a estrutura dental remanescente, entretanto sua resistência pode ser restaurada parcialmente por restaurações adesivas diretas.
30

Adaptação marginal em restaurações classe II de resina bulk fill

Schünemann, Fernanda Haverroth January 2017 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Florianópolis, 2017. / Made available in DSpace on 2017-06-27T04:20:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 346673.pdf: 2220949 bytes, checksum: 28a4132d48728ad0159dc9723910cbf0 (MD5) Previous issue date: 2017 / O objetivo deste estudo foi avaliar a adaptação marginal em margens de esmalte e dentina de restaurações classe II com resina composta convencional (Gc), resina bulk fill (Gb) e resina bulk fill flow (Gf), após envelhecimento por ciclagem térmica e mecânica. Foram confeccionadas cavidades mésio-ocluso-distal (MOD) em 21 molares humanos (n=7) com 4 mm de profundidade na caixa oclusal, 3 mm de largura em toda a cavidade, margem em esmalte posicionado 1 mm aquém da junção amelo-cementária (JAC) margem em dentina 1 mm além da JAC. O mesmo sistema adesivo foi utilizado em todos os grupos e os incrementos foram fotopolimerizados de acordo com as recomendações do fabricante. As amostras foram envelhecidas em ciclagem térmica (500 ciclos) e em ciclagem mecânica (força oclusal de 200 N por 250.000 ciclos). Após envelhecimento, a margem da restauração foi avaliada segundo critérios para avaliação de fendas da Federação Dentária Internacional (FDI). Posteriormente, as amostras foram recobertas com esmalte para unhas, um milímetro aquém da margem da restauração e imersos em nitrato de prata por 24h, posteriormente em solução reveladora por 8h. Foram realizados dois cortes no sentido mésio-distal e selecionado a fatia com maior infiltração de prata. A fatia foi fotografada para análise da microinfiltração. Após realizadas as fotografias, as fatias foram desidratadas e recobertas com carbono para análise da nanoinfiltração (teste EDS). Os dados foram analisados pelo teste Kolmogorov-Smirnov, Kruskal-Wallis e Mann-Whitney (p<0,05). Quanto ao comportamento do substrato, para todos os testes as margens em esmalte apresentaram menores valores do que as margens em dentina (estatisticamente significante). Quanto ao comportamento do material, para o teste de avaliação de fendas não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos. Para o teste de nanoinfiltração, houve diferença estatisticamente significante entre os três grupos em dentina, sendo que Gc apresentou menores valores de microinfiltração e Gf maiores valores. Para o teste EDS também houve diferença estatisticamente significante em dentina, no qual Gc apresentou os menores valores e Gb os maiores valores. Conclui-se que as resinas bulk fill e bulk fill flow apresentaram comportamento similar à resina composta convencional quanto ao esmalte. Já em dentina, o comportamento das resinas bulk fill e bulk fill flow foi inferior ao das resinas convencionais.<br> / Abstract : The objective of this study was to evaluate the marginal adaptation in enamel and dentin margins in Class II restorations with conventional composite resin (Gc), bulk fill resin (Gb) and bulk fill flow resin (Gf), after aging by thermal and mechanical cycling. Mesial-occlusal-distal cavities (MOD) were made in 21 human molars (n = 7), with 4 mm of depth in the occlusal box, 3 mm of width in the whole cavity, margin in enamel positioned 1 mm below the cementoenamel junction (JAC) margin in dentin 1 mm beyond JAC. The same adhesive system was used in all the groups and the increments were photopolymerized according to the manufacturer's recommendations. The samples were aged in thermal cycling (500 cycles) and in mechanical cycling (occlusal strength of 200 N per 250,000 cycles). After aging, the margin of the restoration was evaluated according to the criteria for the International Dental Federation (IDF) slit evaluation. Subsequently, the samples were covered with nail polish, one millimeter short of the restoration?s margin and immersed in silver nitrate for 24 hours, then in revealing solution for 8 hours. Two cuts were made in the mesio-distal direction and the slice with greater silver infiltration was selected. The slice was photographed for microleakage analysis. After the photographs were taken, the slices were dehydrated and covered with carbon for nanoinfiltration analysis (EDS test). Data were analyzed by the Kolmogorov-Smirnov, Kruskal-Wallis and Mann-Whitney test (a = 0.05). Regarding the behavior of the substrate, for all the resins, the enamel presented lower values in the FDI, microleakage and nanoinfiltration (statistically significant) than the dentin margins. As for the behavior of the material, Gc presented lower values in FDI, microleakage and nanoinfiltration (statistically significant) than Gb and Gf. When comparing the behavior of Gb and Gf, in all tests the first one obtained smaller values for enamel margins, while the second one obtained lower values for dentin margins only in the nanoinfiltration test (Gb dentine: 17.43% Gf dentin: 14.61%). It is concluded that Gc presents better behavior in relation to the marginal adaptation to margins in enamel and dentin. Gb presents better enamel behavior when compared to Gf, however, Gf presents better behavior in dentin.

Page generated in 0.102 seconds