• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 2326
  • 20
  • 18
  • 18
  • 18
  • 15
  • 12
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • Tagged with
  • 2432
  • 2432
  • 1447
  • 1154
  • 598
  • 488
  • 445
  • 419
  • 391
  • 345
  • 326
  • 316
  • 314
  • 307
  • 305
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Organização dos Serviços Sanitários em Portugal

Bicho, Francisco Laranja de Castro January 1926 (has links)
No description available.
12

Lean nos serviços de saúde

Araújo, Miguel Montenegro Aguiar de January 2009 (has links)
Estágio realizado na CLT - Comunidade Lean Thinking e orientado pelo Prof. Doutor João Paulo Pinto / Tese de mestrado integrado. Engenharia Industrial e Gestão. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2009
13

Diretriz de integração do SAMU com os componentes APS e UPA na rede de urgência e emergência : pesquisa-ação

Nagai, Daniela Kuromoto January 2017 (has links)
Orientadora: Profª Drª Aida Maris Peres / Coorientadora: Profª Drª Priscila M. C. Sade / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Enfermagem. Defesa: Curitiba, 28/06/2017 / Inclui referências : f.75-84 / Resumo: O sistema de saúde brasileiro oferece assistência à saúde por meio de um modelo de redes de atenção à saúde. Nesse contexto foram criadas redes prioritárias de atendimento, na qual destaca-se a Rede de Urgência e Emergência (RUE), com seus componentes: Atenção Primária à Saúde (APS) (unidades básicas de saúde, unidades de saúde da família), ambulatórios especializados, serviços de diagnósticos e terapia, unidades de pronto atendimento (UPA) e o serviço de atendimento móvel de urgência (SAMU). Este estudo parte do pressuposto que os profissionais da APS, da UPA e do SAMU têm dificuldades para trabalhar como equipe integrada, e consequentemente, identifica-se um trabalho fragmentado. O objetivo geral é construir uma diretriz que incorpore estratégias viáveis para fortalecer a integração do SAMU com componentes APS e UPA na RUE. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa delineada pelo método pesquisa-ação e que seguiu as seguintes fases: exploratória, com realização de entrevistas com semi-estruturado, gravadas e transcritas, realizadas no período de junho a julho de 2016; principal, por meio de dois seminários de discussão e planejamento, realizados em setembro e outubro de 2016; ação, com validação da diretriz pelos participantes da pesquisa durante o último seminário. A pesquisa foi realizada em um Distrito Sanitário do Município de Curitiba, Sul do Brasil, e o participantes das entrevistas foram 10 gestores, 23 enfermeiros e 11 médicos. Os dados das entrevistas foram analisados com o auxílio do software IRAMUTEQ e seu método classificação hierárquica descendente, que forneceu um dendograma composto por oito classes, reagrupadas, analisadas e nomeadas como: Critérios utilizados para acionar o SAMU (percepção e atribuição de cada ponto da RUE); Percepção da integração (fortalezas e desafios); e, Desafios para melhorar a integração na RUE (organização do serviços, fluxos e comunicação). A diretriz proposta nos seminários foi elaborada com base em uma matriz adaptada de Vieira (2015) para a integração da RUE junto com os participantes da pesquisa. Conclui-se que a diretriz pode contribuir para a integração entre os componentes da RUE e sua aplicação deve acontecer no sentido de proporcionar o atendimento bem sucedido ao usuário pelo profissional de saúde, conforme proposto pelo Programa Nacional de Humanização do SUS. Uma das expectativas sobre o SAMU é a integração que esse serviço pode proporcionar à RUE, garantindo acesso a todos os níveis de complexidade, no momento mais oportuno para o atendimento do usuário. Palavras-chave: Serviços de saúde. Sistemas de Assistência à Saúde Integralidade em saúde. Administração de serviços de saúde. / Abstract: The National Health System provides health care through a network system. In this context, priority care networks were created, including the Emergency Network, it is composed of the following components: Primary Health Care, specialized outpatient clinics, diagnostic and therapy services, emergency care units (walk-in) and pre-hospital emergency care. This study is based on the assumption that primary health care, emergency care units and pré-hospital emergency care, professionals have difficulty working as an integrated team; as a consequence, a fragmented work is identified, with professionals who have different concepts and ideas. The overall objective is to build a guideline that incorporates feasible strategies to strengthen the integration of primary health care with pre-hospital care and emergency care units. This is a qualitative research delineated by the research-action method obtained through the following phases: Exploratory: application of semi-structured research questionnaire, recorded and transcribed, carried out from June to July 2016; Main: through the discussion and planning seminars, held in September and October 2016; Action: application of the guideline by the research participants. The research was carried out in a Sanitary District of the Municipality of Curitiba and the participants were 10 managers all of the category nurses and 23 nurses and 11 doctors. The answers were analyze with the IRAMUTEQ software. The method was the descending hierarchical classification, provided a dendogram composed of eight classes. These classes were analyzed and named: method used to trigger the pre-hospital emergency care (perception and attribution of each point of the network); Perception of integration (strengths and challenges) and Challenges to better (organization of services, flows and communication). The guideline proposed was drawn upbased on the adapted matrix of integration and with the research participant's opinion. With this research, it concluded that the integration between the services must happen in order to provide the successful care between the health professional and the user, as proposed by the national system humanization program. One of the expectations about pre-hospital emergency care is the integration of the services that can provide in the network, guaranteeing access to all levels of complexity in a timely manner, so it is imperative that for better network operation these services must be integrated. Key Words: Health service. Emergency medial service. Integrality in health. Health service administration.
14

Avaliação qualitativa da atenção à saúde na perspectiva das pessoas com estoma intestinal

Poletto, Débora January 2011 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem / Made available in DSpace on 2012-10-26T06:43:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 299980.pdf: 1476277 bytes, checksum: b2fc2cbcaf189dd122bf185e179385eb (MD5) / INTRODUÇÃO: A pessoa com estoma intestinal vive uma condição crônica que pode alterar a representação do corpo e ter repercussões em distintos âmbitos do viver. A atenção em saúde a essas pessoas necessita de um olhar para além do estoma, garantindo atenção integral. Nesta perspectiva, a concepção da Clínica Ampliada e Compartilhada, como diretriz da Política Nacional de Humanização do Sistema Único de Saúde brasileiro, traz um novo olhar para o atendimento da saúde, com: valorização da dimensão subjetiva; valorização das decisões da população em ações de saúde; fortalecimento do trabalho interdisciplinar em saúde; respeito pela pessoa que é protagonista das decisões pessoais; democracia nas relações e a ambiência. A implementação dessa política ainda não é inteiramente conhecida. Nesta perspectiva, acreditamos na importância de efetuar um estudo avaliativo, focalizando a atenção à pessoa com estoma, visando conhecer a realidade dos programas, instituições, a capacitação profissional e como a prática da Clínica Ampliada e Compartilhada tem se constituído como referência na atenção a saúde destas pessoas. OBJETIVO: Avaliar como a Clínica Ampliada e Compartilhada se expressa na atenção à saúde, na perspectiva da pessoa com estoma intestinal, nos primeiros meses após a realização da cirurgia em uma região Metropolitana do Sul do Brasil. MÉTODO: Pesquisa avaliativa qualitativa de serviços de saúde. Participantes: 10 pessoas que realizaram estomia intestinal e seus familiares, residentes nesta região metropolitana. Local do estudo: três hospitais públicos e residência das pessoas com estoma. Coleta de dados: Entrevistas semiestruturadas, realizadas na residência das pessoas com estoma, em duas etapas, sendo a primeira 30 dias após a alta hospitalar e a segunda após 90 dias, no período de janeiro a julho de 2011. Feita análise comparativa de conteúdo seguindo o processo apreensão, síntese, teorização e recontextualização. Obedecida a Resolução 196/96 CNS/MS, aprovado pelos Comitês de Ética e Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de Santa Catarina, nº 1106/dez 2010; do Hospital Regional de São José, nº72/2010 e do Hospital Governador Celso Ramos, nº0062/2010. RESULTADOS: Os resultados estão apresentados na forma de dois manuscritos: o primeiro intitulado: "Avaliação da atenção em saúde da pessoa com estoma intestinal na perspectiva da clínica ampliada" que teve como objetivo avaliar como ocorre a educação em saúde para as pessoas com estoma intestinal de uma região metropolitana do Sul do Brasil, na perspectiva da Clínica Ampliada e Compartilhada. O segundo denominado: "Viver com estoma intestinal: a construção da autonomia para o cuidado" teve como objetivo avaliar a atenção desenvolvida nos serviços de saúde às pessoas com estoma intestinal na perspectiva da articulação das ações propostas pela Clínica Ampliada e Compartilhada visando à promoção da autonomia. Verificamos que as pessoas com estoma e seus familiares receberam assistência e orientações técnicas focalizadas na prática do cuidado específico com seu estoma, especialmente com a limpeza da bolsa coletora e adaptação, facilitando o desenvolvimento do autocuidado. Receberam encaminhamento para outros serviços conforme a necessidade, os quais ampliaram os cuidados e as orientações. Ainda assim, observamos lacunas da atenção clínica referentes às orientações relacionadas aos cuidados com alimentação, prática de atividades e esforço físico, como também alterações no vestuário, retorno laboral e reinserção social. Na perspectiva de uma atenção com base na Clínica Ampliada e Compartilhada, verificamos que poucos profissionais de saúde seguem as ações propostas por essa diretriz, já que o tempo e a disponibilidade dos profissionais de saúde foram escassos para práticas como o acolhimento, a escuta, o diálogo, informações compreensíveis e de acordo com a necessidade individual, oportunizando vínculo entre os atores com atendimento integral e humanizado, ações essas que podem contribuir significativamente na adaptação dessas pessoas à nova condição, apoiando a reinserção social e o desenvolvimento da autonomia. CONCLUSÕES: O cuidado clínico e as orientações técnicas realizadas para essas pessoas ainda não estão de acordo com o recomendado pelas literaturas de referência e a legislação específica, sendo que a atenção ainda está muito focalizada apenas na intervenção cirúrgica e nos cuidados com a bolsa coletora. Quando o cuidado ampliado ocorre, as pessoas com estoma e familiares sentem-se mais seguros, pois contam com uma equipe que se mostra presente e integrada para realizarem seu atendimento, independente de qual for a necessidade emergente, facilitando seu processo de reintegração social e autonomia. / INTRODUCTION: The person with an intestinal stoma lives a chronic condition that can change the representation of the body and can have an impact in different areas of living. The health care to these people need a look beyond the stoma, providing comprehensive care. In this perspective, the concept of Extended and Shared Clinic, as a guideline of the National Humanization of Brazilian Unified Health System, brings a new look at health care, with: assessment of the subjective dimension, valuing the decisions of the population in health care actions; strengthening of interdisciplinary work in health; respect for the person who is the protagonist of personal decisions; democracy in relations and ambience. The implementation of this policy is not yet fully known. In this perspective, we believe in the importance of making an evaluation study, focusing attention to the person with stoma, in order to know the reality of programs, institutions, the professional training and how the practice of Extended and Shared Clinic has been established as a reference in the health care these people. OBJECTIVE: Evaluate the Extended and Shared Clinic expresses itself in health care from the perspective of people with intestinal stoma, in the first months after surgery in a metropolitan area of southern Brazil. METHOD: A qualitative evaluation research of health services. Participants: 10 persons who underwent intestinal ostomy and their families, living in this metropolitan area. Place of study: three public hospitals and the residence of people with stoma. Data collection: Semi-structured interviews, conducted at the residence of people with stoma, in two phases, the first 30 days after hospital discharge and the second after 90 days, in the period from January to July 2011. Made comparative analysis of content following the seizure process, synthesis, theorizing and recontextualization. Obeyed Resolution 196/96 CNS / MS, approved by the Ethics and Human Research of the Federal University of Santa Catarina, 1106/dez No. 2010, Regional Hospital of São José, No. 72/2010 and the Governador Celso Ramos Hospital, No. 0062/2010. RESULTS: The results are presented in the form of two manuscripts: the first entitled: "Evaluation of the health care of people with intestinal stoma in view of the extended clinic" that aimed to assess how health education occurs to people with intestinal stoma in a metropolitan area of southern Brazil, in view of Extended and Shared Clinic. The second called "Living with intestinal stoma: the construction of autonomy for care" aims to evaluate the care given in health services to people with intestinal stoma in view of the articulation of the actions proposed by the Clinic Expanded and Shared aimed at promoting autonomy. We found that people with stoma and their families received assistance and technical guidance focused on the practice of care specific to the stoma, especially with cleaning the collection bag and adaptation, facilitating the development of self-care. They received referrals to other services as needed, which expanded the care and guidance. Still, we found gaps in clinical care on the guidelines related to the care of food, activities and practice of physical effort, as well as changes in clothing, returning to work and social reintegration. In view of attention based on Extended and Shared Clinic we found that few health professionals follow the actions proposed by this guideline, as time and availability of health professionals were limited to practices such as hospitality, listening, dialogue, giving understandable information and according to individual needs, providing exchanges between the actors with comprehensive and humane care, actions that may contribute significantly to the adaptation of people to the new condition, supporting the social reintegration and empowerment. CONCLUSIONS: The clinical care guidelines and techniques used for these people still do not agree with the recommended reference literature and by specific legislation, and much attention is still focused only on the surgery and care to the collection bag. When care is extended, people with stoma and family feel more secure, because they have a team that is aware and integrated to perform their service, regardless of what the need is emerging, facilitating the process of social reintegration and autonomy.
15

Acesso e utilização dos serviços de saúde entre crianças de 5 a 9 anos da zona urbana de Sobral - CE e fatores associados / Access and use of health services for children between 5 to 9 years of the city of Sobral - CE and associated factors

Santiago, Adriana Xavier de January 2011 (has links)
SANTIAGO, Adriana Xavier de. Acesso e utilização dos serviços de saúde entre crianças de 5 a 9 anos da zona urbana de Sobral-Ce e fatores associados. Fortaleza, 2011. 164 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2011. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2013-11-07T12:05:03Z No. of bitstreams: 1 2011_dis_axsantiago.pdf: 863432 bytes, checksum: e1a5de203d90648923425106ef6b53f0 (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2013-11-07T12:05:44Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_dis_axsantiago.pdf: 863432 bytes, checksum: e1a5de203d90648923425106ef6b53f0 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-11-07T12:05:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_dis_axsantiago.pdf: 863432 bytes, checksum: e1a5de203d90648923425106ef6b53f0 (MD5) Previous issue date: 2011 / Evidence shows that individuals with worse health conditions are poorer, less educated and poorer living conditions. The Health Services Use (HSU), a social determinant intermediary, can interfere with the health of individuals. However, the pursuit of health services depends on personal characteristics, available resources and the perceived need for health according to the Behavioral Model of HSU proposed by Andersen. The objective was to identify factors associated with HSU among children 5 to 9 years in the urban area of Sobral, CE. The present study was part of a research population-based "Study of the health, education and quality of life for children 5-9 years of the urban area of Sobral-CE". Home interviews were conducted with 3,274 children in 1999/2000. The dependent variables were the HSU in family health units (PSF), in hospitals and private clinics and insured health plans in the last 30 days and regularly. Only 558 (17.0%) children used health services in the last 30 days. When asked what type of service commonly used, the PSF was the most frequently mentioned (79.1%), followed by hospital (13.5%) and services by private agreement or (3.4%). Around 116 children, 3.5% of the sample were taken to other services such as pharmacies, mourners, godmothers, grandmothers, and others. Factors associated with HSU in the last month were: the occurrence of health problems (OR = 3.9), regular use of the PSF (OR = 1.8), garbage collection, direct and indirect (OR = 1.3 and 1.9) and location of residence in the town (OR = 1.5). Factors associated with regular use of the PSF were maternal education and lower economic conditions, living in the headquarters district and close to the PSF, conduct consultation always or sometimes the same day seeking to be registered with the PSF and not have health insurance. Associated with the hospital were: maternal education and higher economic conditions, living in the town and away from the PSF, better outlet for waste, carry out consultation on the same day of demand, not registered in the PSF and do not have health insurance. Associated with private offices / insured were maternal education and higher economic conditions, the PSF is not registered and has health plan coverage. The results showed that the HSU in Sobral-CE showed almost no inequality in access between the age group studied. Is attributed to the implementation of the Family Health Strategy which reached the most vulnerable populations and historically excluded from health care. / Evidências mostram que indivíduos com piores condições de saúde são os mais pobres, com menos escolaridade e piores condições de vida. A Utilização dos Serviços de Saúde (USS), determinante social intermediário, pode interferir na saúde dos indivíduos. No entanto, a busca dos serviços de saúde depende das características pessoais, dos recursos disponíveis e da percepção da necessidade de saúde segundo o Modelo Comportamental de USS proposto por Andersen. O objetivo do trabalho foi identificar os fatores associados à USS entre crianças de 5 a 9 anos na zona urbana do município de Sobral-CE. O estudo foi um recorte da pesquisa de base populacional “Estudo das condições de saúde, educação e qualidade de vida das crianças de 5 a 9 anos da zona urbana do município de Sobral-CE”. Foram realizadas entrevistas domiciliares com 3.274 crianças, em 1999/2000. As variáveis dependentes foram a USS nas unidades de saúde da família (PSF), nos hospitais e nos consultórios particulares e conveniados aos planos de saúde, nos últimos 30 dias e de forma regular. Apenas 558 (17,0%) das crianças utilizaram os serviços de saúde nos últimos 30 dias. Quando perguntado o tipo de serviço utilizado habitualmente, o PSF foi o mais referido (79,1%), seguido do hospital (13,5%) e dos serviços por convênio ou particulares (3,4%). Em torno de 116 crianças, 3,5% da amostra, eram levadas a outros serviços como farmácias, rezadeiras, madrinhas, avós, entre outros. Os fatores associados à USS no último mês foram: a ocorrência de problemas de saúde (OR=3,9); a utilização regular do PSF (OR=1,8); a coleta do lixo, direta e indireta (OR=1,3 e 1,9) e a localização da residência na sede do município (OR=1,5). Os fatores associados à utilização regular do PSF foram: escolaridade materna e condições econômicas menores, morar na sede dos distritos e próximo ao PSF, realizar consulta sempre ou às vezes no mesmo dia da procura, ser cadastrado no PSF e não ter plano de saúde. Associados ao hospital foram: escolaridade materna e condições econômicas maiores, morar na sede do município e distante do PSF, melhores condições de escoadouro de dejetos, realizar consulta sempre no mesmo dia da procura, não ser cadastrado no PSF e não possuir plano de saúde. Associados aos consultórios particulares/conveniados foram: escolaridade materna e condições econômicas maiores, não ser cadastrado no PSF e possuir cobertura de plano de saúde. Os resultados mostraram que a USS no município de Sobral-Ce praticamente não mostrou desigualdade no acesso entre a faixa etária estudadas. Atribui-se a implantação da Estratégia Saúde da Família que alcançou os grupos populacionais mais vulneráveis e historicamente excluídos da atenção à saúde.
16

Desvelando as compreensões dos usuários dos CAPS de Fortaleza sobre a atenção em saúde mental / Unveiling the comprehension of CAPS users of Fortaleza on mental health care

Oliveira, Raimunda Félix de January 2011 (has links)
OLIVEIRA, Raimunda Félix de. Desvelando as compreensões dos usuários dos CAPS de Fortaleza sobre a atenção em saúde mental. 2011. 99 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2011. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2014-06-05T13:34:30Z No. of bitstreams: 1 2011_dis_rfoliveira.pdf: 724187 bytes, checksum: 4b8ec07c570f57f26760d72689550747 (MD5) / Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2014-06-05T13:34:48Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_dis_rfoliveira.pdf: 724187 bytes, checksum: 4b8ec07c570f57f26760d72689550747 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-06-05T13:34:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_dis_rfoliveira.pdf: 724187 bytes, checksum: 4b8ec07c570f57f26760d72689550747 (MD5) Previous issue date: 2011 / This dissertation analyzes the understandings of psychosocial care centers (CAPS) users on mental health care, in Fortaleza Ceará, Municipality Health System, between 2005 and 2010. It outlines the understandings of psychosocial care centers users on mental health care, their trajectories in the Municipality Health System of Fortaleza, as well as the relationship among several points of the system and networks of community support. This study is based on the qualitative approach, in which the analytical framework, are the points of view of Paul Ricoeur´s Hermeneutics, grounded by the four essays evidenced in the Theory of Interpretation: the language as a discourse, the speech and the writing, metaphor and symbol, the explanation and understanding. It is grounded also on the mental health field theorists especially those implicated on mental health reform movement. The contents after the interviews, in the form of narrative texts. Were applied as well the Dialectical Hermeneutic Circle technique from the pluralistic constructivist method or the fourth generation; Guba e Lincoln (1989) with 12 respondents who participated in that intertwined as the circularity of the procedure takes place. The thematic categories used were: pathways to the theme of mental health care; the broken times, conflicts offerings and subjective needs of receiving, approximations and distances, between the tutelage and autonomy, absence and belonging – Opened and community closed CAPS; between stigma and care humanization. The main findings: CAPS are seen as living space able to establish emotional and social networks; stigma, prejudice and tutelage are still present in the services the families and the community; asylum based practices persist in the substitutives services; humanization of care increases access and connection to services; the trajectory of users in the SUS is due to their social and health needs; There is a distance between the understanding of users on mental health care and mental health policy proposed by the city of Fortaleza. / A presente dissertação analisa as compreensões dos usuários dos centros de atenção psicossocial – CAPS sobre atenção em saúde mental, no Sistema Municipal de Saúde de Fortaleza, Ceará, no período de 2005 a 2010. Delineia as compreensões dos usuários dos centros de atenção psicossocial sobre a atenção em saúde mental, as trajetórias no Sistema Municipal de Saúde de Fortaleza, assim como a articulação entre os vários pontos dos sistemas e das redes de apoio comunitária. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa, que tem como referencial de análise os pontos de vista da Hermenêutica, de Paul Ricoeur, balizada por meio dos quatro ensaios evidenciados pela Teoria de Interpretação: a linguagem como discurso, a fala e a escrita, a metáfora e o símbolo, a explicação e a compreensão; os teóricos do campo da saúde mental, especialmente os implicados com o movimento da Reforma Psiquiátrica. Os conteúdos para constituição das unidades temáticas foram escolhidos após as entrevistas, em forma de textos narrativos. Aplicou-se, também, a técnica do Círculo Hermenêutico Dialético (CHD), do método pluralista construtivista ou de quarta geração, de Guba e Lincoln (1989), do que participaram 12 entrevistados que se entrelaçam à medida que transcorre a circularidade do procedimento. As categorias temáticas trabalhadas foram: percursos para temática da atenção em saúde mental; os tempos quebrados: conflitos entre as ofertas e as necessidades subjetivas de receber; aproximações e distanciamentos, entre a tutela e a autonomia; ausência e pertença – CAPS aberto e não comunitário; entre o estigma e a humanização do cuidado. Os principais achados: os CAPS são vistos como espaço de convivência capaz de estabelecer redes afetivas e sociais; estigmas, preconceitos e tutela estão presentes nos serviços, nas famílias e na comunidade; as práticas manicomiais persistem nos serviços substitutivos; a humanização do cuidado amplia o acesso e o vínculo com os serviços; a trajetória dos usuários no SUS ocorre devido às suas necessidades sociais e de saúde; ocorre um distanciamento entre a compreensão dos usuários sobre a atenção em saúde mental e política de saúde mental proposta pelo o município de Fortaleza.
17

O técnico de higiene bucal: trajetória e tendências de profissionalização com vista ao maior acesso aos serviços de saúde bucal / Dental hygiene technician: history and trends of professionalism with a view to increasing access to oral health services

Oliveira, José Antônio Abreu de January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:11:05Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 1189.pdf: 844563 bytes, checksum: c4018110e9a74262cf53f952be7e04eb (MD5) Previous issue date: 2008 / Este trabalho buscou identificar, ao longo do tempo, os tipos de auxiliares em odontologia que influenciaram a construção de perfis para a regulamentação da profissão do Técnico em Higiene Dental no Brasil. Para tanto, embasou-se em levantamento de biblioia nacional e estrangeira; em análise dos textos fundamentais da década de 60 e 70, para captura do espírito de cada época e das influências da mesma sobre o monopólio do exercício da odontologia, e ementrevistas com especialistas que vivenciaram o período em recorte. A partir da compreensão histórica dos tipos básicos e da observação de alterações ou inovações apontadas na divisão social do trabalho em odontologia, objetivou-se examinar os quatro perfis do THD desenhadosno Brasil e propostos pelos Plano de Reorganização da Atenção Básica; Consolidação das Normas do Conselho Federal de Odontologia; Classificação Brasileira das Ocupações e Projetode Lei 00003/2007, este último em trâmite no Senado para sua definitiva aprovação. Os perfis foram observados sob a luz das potenciais possibilidades de contribuição do THD na assistência restauradora, na prevenção às doenças e na promoção de saúde bucal, que, deacordo com experimentos clássicos sobre aumento de produtividade, justificariam ou não sua utilização no âmbito da assistência, em especial, na estratégia de Saúde da Família respondendo as necessidades sociais.Concluiu-se que todos os perfis exigem reparos, e que o desenho do perfil apresentado pelo PL 00003/2007 não se adequa ao objetivo de conferir a este profissional atribuições potencializadoras de ganhos econômicos para o sistema assistencial, além de limitar o profissional em suas funções assistenciais e preventivas.
18

Avaliação inicial do uso de uma ferramenta webased para o planejamento, gestão e monitoramento dos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) em Pernambuco, 2014

SANTOS, Lia Ximenes 26 August 2015 (has links)
Submitted by Pedro Barros (pedro.silvabarros@ufpe.br) on 2018-09-14T22:08:56Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Lia Ximenes Santos.pdf: 2262033 bytes, checksum: 198488d7b9b9de65d3e018b8a9050aff (MD5) / Approved for entry into archive by Alice Araujo (alice.caraujo@ufpe.br) on 2018-09-14T23:18:30Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Lia Ximenes Santos.pdf: 2262033 bytes, checksum: 198488d7b9b9de65d3e018b8a9050aff (MD5) / Made available in DSpace on 2018-09-14T23:18:30Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) DISSERTAÇÃO Lia Ximenes Santos.pdf: 2262033 bytes, checksum: 198488d7b9b9de65d3e018b8a9050aff (MD5) Previous issue date: 2015-08-26 / A partir da Política Nacional de Saúde Bucal, surgiram os Centros de Especialidades Odontológicas como uma estratégia para melhorar os problemas de saúde bucal da população no tocante a atenção especializada. Após a sua implantação, inicia-se uma preocupação em garantir um atendimento de qualidade e em avaliar estes serviços. A avaliação, mesmo pouco utilizada na saúde bucal, mostra-se capaz de garantir uma melhor qualidade ao serviço e de colaborar no processo de decisão embasado cientificamente. Esta pesquisa se propôs a avaliar a usabilidade de uma ferramenta webased no planejamento, gestão e monitoramento dos CEO em Pernambuco, denominada Portal CEO, no período inicial de implantação. Este é um estudo transversal, de caráter analítico e exploratório, cuja amostra consistiu de 38 CEO dentre o total de 53 existentes em Pernambuco, tendo como base analítica e operacional as macrorregiões de saúde. Participaram da pesquisa coordenadores de saúde bucal, gerentes e profissionais de CEO. A metodologia do estudo foi dividida em 3 (três) fases: 1) Avaliação inicial do desempenho dos CEO/PE; 2) Implantação do Portal CEO; 3) Teste do desempenho em função da classificação da qualidade dos CEO. Os dados coletados foram analisados a partir de uma análise estatística descritiva e analítica inferencial. Os resultados da avaliação do desempenho mostraram que 32,1% dos CEO tiveram desempenho ruim, sendo que a maioria dos CEO tipo I foram considerados ótimos, mostrando que o desempenho não estava relacionado às características estruturais ou à densidade tecnológica. O melhor desempenho esteve em municípios da região Agreste, implantados a menos de 6 anos, com menor porte populacional, menor IDH e com cobertura de ESB superior a 50%. Em relação à investigação da expectativa dos participantes quanto ao uso do Portal CEO, foi possível verificar: os participantes conheciam e utilizavam a avaliação, mas não se reuniam para discutir sobre o assunto; não estavam familiarizados com o uso de ferramentas eletrônicas no ambiente de trabalho e possuíam uma boa expectativa em relação ao uso do Portal CEO. Quanto às avaliações via Portal CEO, a nota média em Pernambuco foi de 7,0 (olhar do gerente). Os resultados apontaram para uma boa avaliação dos componentes Gestão e gerência, Estrutura e Avaliação e monitoramento, porém indicou problemas relacionados à Gestão de pessoas, Critérios organizacionais e no Controle social e financiamento. Os profissionais avaliaram os CEO mais positivamente, com nota média geral 7,833, indicando boa estrutura e condições de trabalho e resultado insatisfatório para o componente Processo. A análise entre o desempenho e a classificação no Portal CEO mostrou que o desempenho não exercia influência na classificação geral e por componente de qualidade, mas comprovou que o nó crítico dos serviços estava nos componentes Gestão de pessoas, Critérios organizacionais e Controle social e financiamento, independente do desempenho apresentado. Todas as análises indicam que os maiores obstáculos enfrentados pelos serviços referem-se a questões de processo de trabalho e problemas de financiamento. O Portal CEO apresenta-se como uma ferramenta que pode auxiliar estes serviços, induzindo a mudanças em nível local e na melhoria dos componentes de qualidade. / From the National Oral Health Policy, came the specialized dental clinics as a strategy to improve the oral health problems of the population in regard to specialized care. After implantation, begins a concern to ensure a quality service and to evaluate these services. The Assessment also little used in oral health, shows itself capable of ensuring a better quality service and to collaborate in the process scientifically grounded decision. This research aimed to evaluate the usability of a webased tool in planning, management and monitoring of CEO in Pernambuco, called Portal CEO, the initial deployment period. This cross-sectional study, analytical and exploratory, whose sample consisted of 38 CEO from among the total of 53 existing in Pernambuco, with the analytical and operational base the health macro-regions. Attended the oral health research coordinators, managers and CEO professionals. The methodology of the study was divided into three (3) phases: 1) Initial assessment of the performance of CEO / PE; 2) Portal CEO Deployment; 3) Performance test as a function of the quality of classification CEO. Data were analyzed from a descriptive and analytic inferential statistical analysis. The performance evaluation results showed that 32.1% of CEO had poor performance, being that most CEO type I were deemed excellent, showing that performance was not related to structural features or technological density. The best performance was in municipalities in the Agreste region, deployed less than six years, with smaller population size, lower HDI and higher ESB coverage to 50%. Regarding the investigation of the expectations of the participants regarding the use of CEO Portal, we found: participants knew and used the evaluation, but did not meet to discuss the matter; They were not familiar with the use of electronic tools in the workplace and had a good expectation for the use of the Portal CEO. As the evaluations by Portal CEO, the average score in Pernambuco was 7.0 (manager look). The results showed a good evaluation of components Management and management structure and evaluation and monitoring, but indicated problems related to people management, organizational criteria and the social control and financing. Professionals evaluated the CEO more positively, with overall average grade 7.833, indicating good structure and working conditions and unsatisfactory result for the process component. The analysis of the performance and ranking in Portal CEO showed that performance did not exercise influence on the general classification and quality component, but found that the critical node of services were the components people management, organizational criteria and social control and financing, separate the performance shown. All analyzes indicate that the greatest obstacles faced by services are for work process issues and funding problems. The Portal CEO presents itself as a tool that can support such services, leading to changes at the local level and improving quality components.
19

Satisfação dos usuários assistidos nos centros de especialidades odontológicas do município do Recife

LIMA, Ana Carolina Silva de 31 January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T22:58:47Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo4061_1.pdf: 1591555 bytes, checksum: 202f09d75787f1db9effae0a56d8196f (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2009 / O presente estudo objetivou avaliar a satisfação dos usuários assistidos nos quatro Centros de Especialidades Odontológicas do município do Recife, Pernambuco, Brasil. Realizou-se uma entrevista pessoal padronizada com 272 pacientes utilizando o Questionário de Avaliação da Qualidade dos Serviços de Saúde Bucal. Os resultados no grupo total indicaram uma avaliação positiva em relação à maioria das dimensões da qualidade, sendo a acessibilidade um ponto crítico destacado. Evidenciou-se diferença significante na satisfação dos usuários entre as unidades de serviço para as dimensões: relações humanas/cirurgião-dentista (p=0,001); relações humanas/auxiliar (p=0,007); eficácia (p=0,014); acessibilidade/tempo de espera (p=0,018); ambiente físico/limpeza da recepção (p=0,004); aceitabilidade (p=0,029); efetividade/aparência dos dentes (p=0,029) e efetividade/capacidade de mastigação (p<0,001). Concluiu-se que a maioria dos usuários está satisfeita com a assistência prestada nos Centros de Especialidades Odontológicas do município do Recife e que o nível de satisfação difere segundo os Centros
20

Do Domicilio ao Parto: avaliação do acesso às maternidades de alto risco da cidade do Recife – PE

PINHEIRO, Herika Dantas Modesto 15 April 2014 (has links)
Submitted by Etelvina Domingos (etelvina.domingos@ufpe.br) on 2015-04-10T17:56:29Z No. of bitstreams: 2 DISSERTAÇÃO Hérika Dantas Modesto Pinheiro.pdf: 1082437 bytes, checksum: 0565c806ce6fdac95d34d7cadc5544ce (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-04-10T17:56:29Z (GMT). No. of bitstreams: 2 DISSERTAÇÃO Hérika Dantas Modesto Pinheiro.pdf: 1082437 bytes, checksum: 0565c806ce6fdac95d34d7cadc5544ce (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2014-04-15 / A gravidez é um fenômeno fisiológico que evolui em sua maioria sem intercorrências. As gestações de alto risco correspondem a 15% dos casos, onde a mulher necessita ser referenciada para uma unidade de maior complexidade. O acesso ao parto precisa ocorrer em tempo e local oportunos para atender às demandas das parturientes. O presente trabalho buscou avaliar o acesso das parturientes às maternidades de alto risco da cidade do Recife-PE. Trata-se de um estudo descritivo, quantitativo de corte transversal, realizado nas maternidades de referência estadual, por meio de entrevista estruturada. A amostra foi composta por 618 puérperas. Os dados foram digitados e analisados através do software Epiinfo versão 3.5.3 e a razão de chances (OR) como medida de associação. Os resultados evidenciaram que a maioria das puérperas era jovem, parda, baixa escolaridade, sem trabalho remunerado. Aquelas que residiam na I Região de Saúde tiveram cinco vezes mais chances de obter assistência em uma única maternidade procurada (p<0, 0001). Houve predomínio de primíparas, sem doenças e complicações obstétricas anteriores, que realizaram o pré-natal. As síndromes hipertensivas foram as principais complicações obstétricas atuais (66%). A maioria não teve o parto realizado na maternidade de referência (80,2%), onde 62% tiveram que procurar por mais de um serviço de saúde durante o parto. Conclui-se que há uma oferta desigual de leitos de alto risco em Pernambuco, falta de integração e articulação entre os níveis de complexidade, com baixa resolutividade da atenção primária. É necessário um maior compromisso por parte dos gestores de saúde na garantia do atendimento à gestante com o objetivo de promover o acesso ao parto oportuno, regionalizado e de forma humanizada, garantindo assim o cumprimento dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres pernambucanas.

Page generated in 0.0849 seconds