• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 64
  • 8
  • 8
  • 8
  • 6
  • 6
  • 6
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 64
  • 64
  • 21
  • 14
  • 13
  • 11
  • 10
  • 9
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Multidão como classe social depois do humanismo em Antonio Negri

Pirola, Émerson dos Santos January 2018 (has links)
Made available in DSpace on 2018-06-13T12:03:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000489662-Texto+Completo-0.pdf: 1174846 bytes, checksum: 1752816cc94e9c18225940fa7a52e082 (MD5) Previous issue date: 2018 / The present work focuses on problematizing the concept of multitude, developed by the philosophers Antonio Negri and Michael Hardt, focusing the investigation in its constitution as a concept of social class in a Marxist sense. For this, since a class thought has to deal with the problematic of the "subject", we take as a starting point the criticisms made, especially by Althusser, to the modern notion of the Subject and to the humanism thought, seeking an endeavor that consists in thinking what would be an anti and post-humanist social class. Negri claims that his work uses the Marxian method, although he is more influenced by Foucault and Deleuze & Guattari than by the Marxist orthodoxy as such, which already indicates his precautions against the subject and humanism, which doesn’t prevents him, however, from insisting on a Marxism that prays for the space of subjectivity. In this way he proposes an update of class discourse using what he claims to be the Marxian method for criticizing the capitalist mode of production and, in the face of the characteristics of a transformed capitalism, rescues or creates new concepts for it – such as multitude, Empire, immaterial labor, common, biopolitics and real subsumption. The present research, therefore, tries to analyze Negri’s work in order to verify how the concepts are articulated in a movement of thought that differs from the object of criticism of the anti and the post-humanist thought, although Negri declares himself as a humanist – a humanism of a different kind, naturally. / O presente trabalho se concentra em problematizar o conceito de multidão, dos filósofos Antonio Negri e Michael Hardt, focando a investigação na sua constituição enquanto conceito de classe social em um sentido marxista. Para tanto, visto que um pensamento de classe tem de se haver com a problemática do “sujeito”, tomamos como ponto de partida as críticas efetuadas, sobretudo por Althusser, ao Sujeito moderno e ao humanismo para uma empreitada que consiste em pensar o que seria uma classe social anti e pós-humanista. Negri afirma que sua obra utiliza o método marxiano, ainda que ele se coloque mais influenciado por Foucault e Deleuze & Guattari do que pela ortodoxia marxista enquanto tal, o que já nos indica suas precauções em relação ao Sujeito e ao humanismo, o que não o impede, entretanto, de insistir em um marxismo que preze pelo espaço da subjetividade. Dessa forma, ele propõe uma atualização do discurso de classe utilizando o que alega ser o método marxiano para a crítica do modo de produção capitalista e, diante das características de um capitalismo transformado, resgata ou cria novos conceitos para a mesma – como os de multidão, Império, trabalho imaterial, comum, biopolítica e subsunção real. A presente pesquisa, portanto, intenta analisar a obra de Negri a fim de verificar como os conceitos se articulam em um movimento de pensamento que difere do objeto de crítica do anti e do pós-humanismo, ainda que Negri ele mesmo se declare um humanista – um humanismo de outro tipo, por suposto.
2

Um ensaio psicanalítico sobre as toxicomanias e sua relação com o sujeito do inconsciente

Teixeira, André Magalhães 17 July 2006 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2006. / Submitted by Kathryn Cardim Araujo (kathryn.cardim@gmail.com) on 2009-10-31T13:53:14Z No. of bitstreams: 1 2006_André Magalhães teixeira.pdf: 387861 bytes, checksum: 678d843aca0dc5139bef2dacbf4fbb2b (MD5) / Approved for entry into archive by Gomes Neide(nagomes2005@gmail.com) on 2010-10-20T13:19:46Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_André Magalhães teixeira.pdf: 387861 bytes, checksum: 678d843aca0dc5139bef2dacbf4fbb2b (MD5) / Made available in DSpace on 2010-10-20T13:19:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_André Magalhães teixeira.pdf: 387861 bytes, checksum: 678d843aca0dc5139bef2dacbf4fbb2b (MD5) Previous issue date: 2006-07-17 / Este trabalho dedica-se ao estudo psicanalítico das toxicomanias. Toma como base as elaborações de Freud e Lacan sobre o sujeito do inconsciente e suas interações com as substâncias intoxicantes. Como estes dois autores não consagraram nenhum texto psicanalítico exclusivamente às toxicomanias, recolhem-se ao longo dos primeiros capítulos as referências necessárias para a constituição do sujeito, de sua divisão, para por fim, desenvolver o que estaria envolvido na relação do toxicômano com sua droga: uma recusa radical do falo, da castração e das formações do inconsciente. Esta operação retoma a indicação freudiana de que a droga seria uma saída para o mal-estar na civilização. Saída esta que constitui uma ética distinta da ética do desejo, necessariamente vinculada à falta e a castração. Uma ética do celibatário, cínica por definição, na medida que não passa pelo Outro. Neste ponto é introduzida a principal referência lacaniana de que a droga é uma ruptura com o falo. Assim, localiza-se a toxicomania como uma nova forma do sintoma, distinta das formações clássicas descritas por Freud. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT / This essay is dedicated to a psychoanalysis study of drug addictions. It takes as base the elaborations of Freud and Lacan on the subject of unconscious and the interactions with substances intoxicants. As these authors haven’t made any essay specifically about drug addictions, the first chapters contains the necessary references for the constitution of the subject and its division. Then, the focus is aimed at what is evolved in the relation of the addicted and his drug: an radical refusal of the speech, castration and the formations of the unconscious. This operation retakes the Freud´s indication which states that the drug would be an exit for the malaise in the civilization. This exit constitutes distinct ethics of the ethics of the desire, necessarily tied with the lack and the castration. Ethics of the bachelor, cynical for definition, as it doesn’t pass for the Other. In this point the main Lacan´s reference is introduced stating that the drug is a rupture with the phallus. Thus, this study situate the drug addiction as a new form of the symptom, distinct of classic formations described by Freud.
3

A questão do sujeiro nos antecedentes lacanianos

Kaszubowski, Erikson 25 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2010 / Made available in DSpace on 2012-10-25T05:02:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 278380.pdf: 1149562 bytes, checksum: 631c3db22d60e62634b9c2ed75a78cba (MD5) / O sujeito não está presente na obra freudiana, ao menos não como um conceito formalizado. É Lacan quem o introduz e o formaliza na psicanálise, reconhecendo, contudo, que todos os desenvolvimentos freudianos acerca do recalque e do retorno do recalcado não tinham outro objetivo senão formalizar um campo peculiar, o do inconsciente, no qual Lacan irá erigir o seu conceito de sujeito. Porém, o que leva Lacan a tomar um conceito fortemente arraigado na metafísica ocidental - poder-se-ia dizer, existente desde o nascimento da filosofia - para conformar aquilo que em sua doutrina é o mais fundamental? E mais: como ele formaliza este conceito num período em que seu ensino se encontra fortemente influenciado pelo estruturalismo, corrente teórica na qual o sujeito é duramente criticado? Para que essas perguntas possam ser respondidas, é necessário examinar o movimento do pensamento de Lacan a partir do momento em que ele começa a tomar consistência, em seus escritos ditos antecedentes, sobre a teoria do imaginário e o estádio do espelho, até o momento em que, influenciado pelas leituras de Lévi-Strauss e outros autores considerados estruturalistas, declara a primazia do simbólico e, juntamente com ela, formaliza a função do sujeito. Contudo, uma leitura linear não basta - é necessário, depois de percorrer os textos na ordem cronológica, voltar aos seus inícios para ali encontrar, a posteriori, nachträglich, o conceito de sujeito em seu estado nascente, e, com isso, desembaraçar os fios discursivos que impelem Lacan em direção a esse termo e a sua formalização como conceito fundamental. Tal movimento retrospectivo permite verificar o quanto dois dos principais predicados do sujeito - o fato de ele ser causado no campo do Outro, ou seja, ser determinado pela lógica do significante; e manter, em seu seio, um índice de indeterminação impossível de ser objetivado, uma falta em ser que constitui o desejo - estão presentes nos questionamentos de Lacan pelo menos desde sua tese de doutorado. Se a vertente da determinação do sujeito é primeiramente elaborada em sua captura por imagens num eu, posteriormente o estruturalismo permite abordar mais especificamente como o sujeito é causado por uma ordem Outra. Ainda assim, permanece patente, já nos antecedentes lacanianos, a impossibilidade de se objetivar o sujeito, seja em termos de imagens ou em termos de significantes, restando um ponto de impossibilidade em torno do qual Lacan erige sua conceituação singular, na esteira da tradição metafísica, mas admitindo essa impossibilidade como um ponto paradoxal.
4

Limites e possibilidades da categoria sujeito do direito no século XXI

Vandresen, Thais January 2002 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direito. / Made available in DSpace on 2012-10-20T08:43:02Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-26T02:50:08Z : No. of bitstreams: 1 189681.pdf: 3890315 bytes, checksum: c555f07072b27e285f64824514d8d558 (MD5)
5

O consentimento livre e esclarecido para o sujeito de pesquisa

Bittar, Maria Fernanda Ribeiro 23 July 2004 (has links)
Orientador: Iscia Lopes Cendes / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-08-03T23:22:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Bittar_MariaFernandaRibeiro_M.pdf: 4623576 bytes, checksum: f950389834ef93d497914e88997a5ed1 (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: A obtenção do Consentimento Livre e Esclarecido (CLE) tem como objetivo principal proteger e promover a autonomia do indivíduo, oferecendo conhecimento e orientação ao sujeito de pesquisa. Deve ser um processo que envolva troca de informação, compreensão, relacionamento e confiança entre sujeito de pesquisa e pesquisador. Apesar de observarmos um aumento significativo na utilização do termo de CLE em pesquisas envolvendo seres humanos, existe a necessidade de investigação e aprimoramento em sua utilização. Este trabalho trata de uma pesquisa clínico-qualitativa, com o objetivo de conhecer melhor o sujeito de pesquisa e o processo de obtenção do CLE em nosso meio, conhecer qual a percepção do sujeito de pesquisa sobre o termo CLE e buscar identificar e compreender as dificuldades e os obstáculos na sua aplicabilidade. o principal instrumento de coleta de dados foi um questionário por nós elaborado, composto por 48 questões que buscam informações demo gráficas sobre o sujeito de pesquisa, assim como investigam a opinião e a percepção do entrevistado em relação à pesquisa para o qual foi recrutado, ao processo de obtenção do CLE e ao próprio termo de CLE utilizado. Instrumentos auxiliares que geraram dados de comparação foram o Teste de ROSS, o Inventário de Palavras e o Índice de Legibilidade. Foram avaliados quatro termos de CLE e seus respectivos sujeitos de pesquisa, num total de 160 entrevistas, com mediana de escolaridade de oito anos e faixa salarial de 2,5 salários mínimos. A única característica demo gráfica que evidenciou alguma influência no nível de participação livre e esclarecida na pesquisa foi a escolaridade. Variáveis como reconhecimento de sua inclusão em pesquisa, compreensão dos objetivos da pesquisa, leitura do termo de CLE e a satisfação com as informações foram observadas e são descritas. Mais da metade dos participantes que realizaram a leitura do termo de CLE o consideraram um documento de difícil compreensão e extenso; esses foram os aspectos mais referidos como os responsáveis pela dificuldade de compreensão da leitura. Foram também os aspectos sugeridos como passíveis de melhora do termo de CLE. Os índices de legibilidade corroboram esses achados, pois todos os termos de CLE avaliados foram considerados de leitura difícil ou muito difícil.O estresse emocional, como fator limitante da compreensão da leitura, foi a variável inesperada encontrada. A importância das orientações da pesquisadora e equipe foi mencionada como recurso facilitador para a compreensão do termo de CLE, para participação esc1arecida e ainda para o estabelecimento de uma relação positiva entre pesquisador e o pesquisado. Nos quatro grupos de pesquisa considerados observam-se falhas e barreiras no processo de consentimento livre e esclarecido, desde a utilização de um termo de consentimento inadequado à ausência de informações e de disponibilidade de profissional orientado para esclarecimentos. A relevância do estresse emocional como fator limitante precisa também ser melhor considerada e elaborada. Nota-se, portanto, a necessidade de modificação, não somente da própria estrutura e do vocabulário utilizado no termo, mas também da natureza da interação entre o pesquisador e o sujeito de pesquisa / Abstract: The Informed Consent (IC) has the objective to protect and to promote the individual autonomy, offering knowledge and orientation to the research subject. Therefore, it is much more than sim pIe document signature; it must be a process that involves information exchange, understanding, relationship and confidence between research subject and researcher. Although it has been observed, in the last decades, a significant increase in the use of the Consent Form (CF) in research involving human beings, there is the necessity of inquiry and improvement in the use of this instrument. This present qualitative research project aimed to know the subject of research and the IC process in our institution. In addition we would like to know which is the subject perception of the IC, and also to identify and understand the difficulties and the possible obstac1es in its application. The main instrument of data collection was a questionnaire elaborated by us, in order to get demographic information of the research subject, as well as investigating the opinion and perception of the interviewed about the research and the IC process. Additional instruments which generated data for comparison were the ROSS Test, the List of Words and Readability score. Four CF were evaluated, and their respective subjects were interviewed in a total of 160 subjects. They had a median of eight years of education, and salary of 2,5 minimum wages. The on1y demographic characteristic with some influence on comprehension of the CF was the study grade. Other variables like recognition of research inclusion, understanding its objectives; comprehension of the CF, and satisfaction with the information have been observed and described. More than half of the participants who had read the CF considered it a extensive and difficult documents. Therefore these were the most frequently referral barriers in understanding of CF, and the most frequently suggested aspects for improvement. Readability score corroborate these findings, since all the evaluated CF were considered as having difficult reading or very difficult reading. The emotional stress was observed as limitation of the understanding of the reading information. The relevance of the additional orientation given by researcher and his group was mentioned as a facilitator for understanding the IC, and also for the establishment of a positive relationship between researcher and research subject. In the four considered groups of research, barriers in the process of free and informed assent were observed, such as the use of an inadequate CF, the absence of information and of a professional to give orientation. The process of emotional stress during the CI process was an important and limiting factor and must be considered and worked out property. Therefore, we conc1ude that modifications are necessity, not on1y in the structure and the vocabulary used in the CF, but also in the nature of the interaction between the researcher and the research subject in our institution in order to establish an adequate CI process / Mestrado / Ciencias Biomedicas / Mestre em Ciências Médicas
6

Entre o desejo e a abjeção : a moda como meio de comunicação de identidades

Rodrigues, Thaís Moysés Nogueira 10 October 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-Graduação em Design, 2015. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2016-01-27T12:33:23Z No. of bitstreams: 1 2015_ThaisMoysesNogueiraRodrigues.pdf: 3377920 bytes, checksum: 7b312dea57eed93891845c19078a3936 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-02-01T20:24:43Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_ThaisMoysesNogueiraRodrigues.pdf: 3377920 bytes, checksum: 7b312dea57eed93891845c19078a3936 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-02-01T20:24:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_ThaisMoysesNogueiraRodrigues.pdf: 3377920 bytes, checksum: 7b312dea57eed93891845c19078a3936 (MD5) / Na presente dissertação, é discutido o poder da moda na formação de identidade do sujeito, principalmente no que tange à sua capacidade de transformar sujeitos em corpos abjetos. Através de pesquisa documental extensa, são debatidos conceitos como identidade, sujeito, cultura, sistema, corpo, abjeção, gênero, moda, bem como sua importância para a formação do indivíduo pós-moderno, além de ser feito um breve histórico da moda e do design ao longo do século XX. A moda, seus atores e seu funcionamento são analisados para compreensão de sua função social, localizados na pós-modernidade e no Ocidente. Com base no conceito de abjeção de Julia Kristeva, são analisadas as relações estabelecidas entre sujeitos baseadas na construção do “eu” a partir da identificação do “outro”. O intrincado sistema de relações sociais é visto através das lentes da moda e das possibilidades de pertencimento e exclusão que ela proporciona. Dividida em cinco capítulos, a dissertação é apresentada partindo da construção de conceitos para depois relacioná-los dentro do sistema social, revelando as relações de poder estabelecidas, usando a moda como ferramenta. / This dissertation discusses the power of fashion in the shaping of the identity of the subject, especially regarding its ability to transform subjects in abject bodies. Through extensive documentary research, concepts are discussed such as identity, subject, culture, system, body, abjection, gender and fashion as well as its importance for the formation of the postmodern individual, in addition to making a timeline of fashion and design throughout the Twentieth Century. Fashion, its operators and its functioning are analyzed for the understanding of its social function, within post-modernity and the West. Based on the concept of abjection by Julia Kristeva, analyses are made through the relations between subjects, based on the construction of the Self from the identification of the "other". The intricate system of social relations is seen through the eyes of fashion and the identification and exclusion possibilities it provides. Divided into five chapters, this dissertation is presented starting with the construction of concepts to later relate them within the social system, revealing the established power relations, using fashion as a tool.
7

Falas do falo

Braga, Sandro January 2007 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Linguística. / Made available in DSpace on 2012-10-23T15:27:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 245241.pdf: 1889593 bytes, checksum: 7d892dca00e5a2d48e65f17c6c153e54 (MD5) / Esta tese propõe uma discussão sobre o sujeito travesti, concebendo-o como metáfora da modernidade. O objetivo é mostrar analiticamente o travesti como espelho refratário que absorve um pouco de todo homem contemporâneo. Ou seja, a sociedade ao olhar e ver algo estranho nessa outra forma sujeito enxerga a sua própria crise, constitutiva de um outro momento histórico
8

Implicações da subjetividade social da escola na institucionalização de Políticas Públicas no Ensino Fundamental

Martins, Luiz Roberto Rodrigues 01 April 2015 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2015. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2015-05-25T14:40:39Z No. of bitstreams: 1 2015_LuizRobertoRodriguesMartins.pdf: 1423279 bytes, checksum: 87ce75ace8ef472b7017b4c99539292c (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2015-05-26T12:34:25Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_LuizRobertoRodriguesMartins.pdf: 1423279 bytes, checksum: 87ce75ace8ef472b7017b4c99539292c (MD5) / Made available in DSpace on 2015-05-26T12:34:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_LuizRobertoRodriguesMartins.pdf: 1423279 bytes, checksum: 87ce75ace8ef472b7017b4c99539292c (MD5) / Esta pesquisa, realizada no Programa de Pós-Graduação da Universidade de Brasília, teve como objeto de estudo a subjetividade social da escola na perspectiva histórico-cultural. Seu objetivo foi compreender como a subjetividade social da escola, produzida dinamicamente nas tramas relacionais entre professores, funcionários, estudantes e suas famílias, se desdobra nos processos de institucionalização das políticas públicas no âmbito do ensino fundamental. Orientada pela Teoria da Subjetividade e pela Epistemologia Qualitativa (GONZÁLEZ REY 1976-2014), constituiu-se como um estudo de caso. Foram utilizados como meios de produção das informações a observação das rotinas e dinâmicas da escola, entrevistas, grupos focais, complemento de frases. A pesquisa foi realizada durante dois anos em uma escola de Ensino Fundamental (anos iniciais), localizada na periferia de Brasília. No processo da pesquisa, foram analisadas três políticas que se destacaram na constituição da subjetividade social da escola: a Política de Gestão Democrática, a Política de Ciclos (Bloco Inicial de Alfabetização) e a Política de Inclusão Escolar de Crianças com Deficiência. Conclui-se que a política pública, muito mais que ser acolhida, debatida e refletida pelos profissionais da educação, estudantes e suas famílias, precisa ser individual e socialmente subjetivada para possibilitar a produção de novos sentidos subjetivos que levem a reconfigurações da comunidade escolar com consequências para a inclusão e aprendizagem de todos, contribuindo, em contrapartida, de forma significativa para novos processos de elaboração, implantação e avaliação das políticas públicas. Destaca-se também que o não reconhecimento do sujeito na perspectiva histórico-cultural, tanto na formulação das políticas como nos espaços da escola, desafia os processos de institucionalização da política pública, provocando tensões e desequilíbrios que impedem as mudanças institucionais prescritas nas diretrizes das políticas. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This research, conducted at the Graduate Program at the University of Brasilia, had its object of study focused in the social subjectivity of an elementary school from a cultural-historical perspective. It aimed to understand how the social subjectivity of the school, dynamically produced in relational plots among teachers, staff members, students and their families, unfolds in the processes of institutionalization of public policies in the elementary level. Guided by the Theory of Subjectivity and the Qualitative Epistemology (GONZÁLEZ REY 1976-2014), the research was planned as a case study. Observation of routines and school dynamics, interviews, focus groups, phrases complement were used as a means of generating the information of investigation conducted during two years in a Primary School (early years), located on the outskirts of Brasilia. In the process of the research, three policies were analyzed that stood out in the constitution of school social subjectivity: the Policy of Democratic Management, the Policy of Cycles (Initial Stages of Literacy) and the Policy of Inclusion of Children with Disabilities. It follows that public policy, much more than being accepted, discussed and reflected by the teachers, students and their families, needs to be individually and socially subjectivized to enable the production of new subjective senses that lead to reconfiguration of the school community with consequences for inclusion and learning for all, contributing, in turn, significantly to new processes of elaboration, implementation and evaluation of public policies. Also noteworthy is that the non-recognition of the subject in a cultural-historical perspective, both in policy and in school spaces, challenges the processes of institutionalization of public policy, causing tensions and imbalances that prevent the institutional changes prescribed in the guidelines of policies. ____________________________________________________________________________________ RÉSUMÉ / Cette recherche, menée au programme d'études supérieures à l'Université de Brasilia, avait pour objet d'étude l'école de la subjectivité sociale dans une perspective historique-culturel. Leur but était de comprendre comment la subjectivité sociale de l'école, produite dynamiquement dans des cadres relationnels entre professeurs, le personnel, les étudiants et leurs familles, se déroule dans les processus d'institutionnalisation des politiques publiques dans l'école primaire. Guidé par la théorie de la subjectivité et de l'épistémologie qualitative (REY GONZÁLEZ 1976-2014), a été établi comme une étude de cas. Ont été utilisés comme un moyen de générer les informations de l'observation des routines et de la dynamique de l'école, des entrevues, des groupes de discussion, des phrases se complètent. L'enquête a été menée pendant deux ans dans une école primaire de l'école (début des années), situé à la périphérie de Brasilia. Dans le processus de recherche, trois politiques ont été analysés qui se trouvait dans la constitution de la subjectivité sociale de l'école: la politique de gestion démocratique, le le politique de cycle (des étapes initiales de l'alphabétisation) et les politiques d'inclusion scolaire des enfants handicapés. Il se ensuit que la politique publique, beaucoup plus pour être accepté, discuté et réfléchi par les enseignants, les élèves et leurs familles, doit être individuellement et socialement subjectivisée pour permettre la production de nouveaux sens subjectifs qui conduisent à la reconfiguration de la communauté de l'école avec des conséquences pour l'inclusion et l'apprentissage pour tous, qui contribue, à son tour, de manière significative à de nouveaux processus d'élaboration, de mise en oeuvre et l'évaluation des politiques publiques. Il faut également noter que la non-reconnaissance du sujet en perspective historico-culturel, à la fois dans la politique et dans les espaces scolaires, remet en question les processus d'institutionnalisation de la politique publique, ce qui provoque des tensions et des déséquilibres qui empêchent les changements institutionnels prévus dans les orientations des politiques.
9

Discurso religioso : um espaço simbolico entre o ceu e a terra

Almeida, Eliana de 30 August 2000 (has links)
Orientador: Eni Puccinelli Orlandi / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-07-26T15:08:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Almeida_Elianade_M.pdf: 21836232 bytes, checksum: e342eac9a05c125c2622efd5cae5051f (MD5) Previous issue date: 2000 / Resumo: Como se dão os processos de construção dos sentidos de santidade? e Como vão se constituindo os sentidos da mística religiosa? Buscamos, neste trabalho, responder a essas questões do lugar teórico da Analise do Discurso, linha francesa, tomando, como material empírico de análise, a oração Ave Maria e a obra Um santo para cada dia. Constituímos corpus de nossa análise: 1. as narrativas marianas, incluindo a oração, em relação com a narrativa de Santa Luzia; 2. a obra, enquanto calendário de comemorações religiosas; e 3. o fato de as narrativas e o calendário circularem no interior de uma instituição, a Igreja. Por sustentar-se na relação entre os planos espiritual e temporal, Orlandi (1987:246), o discurso religioso constitui-se num espaço simbólico, no qual são instauradas as instâncias discursivas - territorialidade, temporalidade e arquitetura ¿ cujos sentidos são presididos e administrados pela Igreja. A cruz, o artesanato, e as aparições - linguagem não-verbal - atestam a relação entre esses planos, textualizando-a para o sujeito-fiel. Assim, constituem-se em marcos do plano espiritual e senha de entrada ao espaço simbólico da mística religiosa. Buscando compreender o funcionamento discursivo das narrativas e do calendário, consideramos, em nossa análise, que as narrativas instituem uma posição sujeito-leitor intercambiável com a posição sujeito-fiel: ser leitor das narrativas é estar ideologicamente inscrito na discursividade religiosa, submetendo-se, explicitamente, à crença e aos seus rituais. O calendário de comemorações religiosas configura uma temporalidade discursiva, instaurando o efeito de companhia efetiva dos santos junto ao fiel e organizando o seu tempo. A Igreja constitui-se, assim, num espaço de interpretação, visto que atribui aos fatos uma relação de causa de conseqüência. Os fatos reclamam sentidos, e a Igreja os dá / Abstract: How are the processes of construction of sanctity meanings given? And how are the meanings of the religious mysticism constituted? We try, in this work, to answer to answer these questions from the theoretical place the Discourse Analysis of the Speech, French line, taking, as empiricist material of analysis, the prayer Holly Mother and the work Um santo para cada dia We constitute the corpus of our analysis: 1. the marianas narratives, including the prayer, in relation to the narrative of Saint Luzia; 2. the work, while calendar of religious commemorations; and 3. the fact that the narratives and the calendar circulate inside an institution, the Church. Owing to the fact ofbeing supported by the relation between the spiritual and temporal plans, Orlandi (1987:246), the religious speech consists in a symbolic space, in which the discursives instances are established - territoriality, temporality and architecture - which meanings are presided over and managed by the Church. The cross, the handicraft, and the apparitions - non-verbal language - certify the relation between these plans, textualizing it for the believer. Thus, they consist in spiritual landmarks and an entering password for the symbolic space of the religious mysticism. Trying to understand the discursive functioning of the narratives and the calendar, we consider, in our analysis, that the narratives institute an interchangeable discursive position between the reader's and the believer's ones: being a reader of the narratives is to be ideologically enrolled in the religious discursivity, submitting, explicitly, to the belief and its rituaIs. The calendar of religious commemorations configures a discursive temporality, establishing the effect of effective company of the Saints and the believer together and organizing its time. The Church consists, thus, in a space of interpretation, since it attributes to the facts a relation of cause and consequence. The facts ask for meanings, and the Church gives them / Mestrado / Mestre em Linguística
10

A designação camelos em caceres : os sentidos nas relações comerciais na fronteira Brasil/Bolivia

Arruda, Belia Fantina Bonini Pinto de 08 October 2000 (has links)
Orientador: Eduardo Roberto Junqueira Guimarães / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-07-27T00:39:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Arruda_BeliaFantinaBoniniPintode_M.pdf: 13973542 bytes, checksum: e1f70cb51901088e5c92c068c846538b (MD5) Previous issue date: 2000 / Resumo: Este trabalho tem como objetivo estudar a designação camelôs brasileiros e camelôs bolivianos na cidade de Cáceres. Primeiramente gostaria de chamar a atenção para a atividade da economia informal na cidade de Cáceres, mais especificamente a ligada aos comerciantes chamados camelôs. Observamos nesta cidade um fato curioso e muito interessante, pois além dos camelôs brasileiros também existem camelôs bolivianos comercializando lado a lado, aparentemente, sem nenhum conflito. Digo aparentemente já que por meio de entrevistas feitas com comerciantes formais, camelôs brasileiros e camelôs bolivianos, (que constituíram o corpus da pesquisa), encontrei elementos que me proporcionaram delimitar os recortes para as análises semântico-enunciativas. Estes recortes me permitiram discutir a questão da designação de camelôs brasileiros e camelôs bolivianos Na perspectiva da Semântica Histórica da Enunciação, Guimarães (1995), encontrei os conceitos teóricos e descritivos que me permitiram mostrar nas análises como estes conflitos se dão no acontecimento enunciativo. Pelas análises também aparece como a designação camelô funciona na enunciação a partir das diferentes relações, sejam elas sociais, econômicas ou jurídicas. E a partir deste estudo poder explicar a posição e o lugar social do camelô brasileiro e do camelô boliviano que trabalham numa economia informal, e que em alguns momentos são enunciados de uma posição de legalidade e em outros da posição de ilegalidade / Abstract: This dissertation aims to study the designation Brazilian pedd/ers (camelôs brasileiros) and Bolivian peddlers (camelôs bolivianos) in the city of Cáceres. Firstly I would like to call the attention for the activity of infonnal economy in Cáceres, more specifically on to the traders called peddlers. We observe a curious and very interesting fact for besides the Brazilian peddlers, we also find Bolivian peddlers commercializing side by side, apparently, without any conflict. I say apparently since by means of interviews made with fonnal traders, Brazilian peddlers and Bolivian peddlers, (they constituted the corpora of this research), I found elements that provided me to delimit clippings for the semantic-enunciative analyses. These clippings allowed me to argue the matter of designation of Brazilian and Bolivian peddlers. In the perspective of Semântica Histórica da Enunciação (Historical Semantics) Guimarães (1995), I found theoretical and descriptive concepts that allowed me to show in the analyses how these conflicts appear when given in the discursive event. These analyses also show how the designation pedd/er functions in the discourse from the different relations, may they be: social, economic or legal. And from this study to be able to explain the position and the social place of the Brazilian peddler and the Bolivian peddler that work in an infonnal economy and that at some moments they are enunciated from a position of legality and in others from the position of illegality / Mestrado / Mestre em Linguística

Page generated in 0.0575 seconds