• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 13
  • Tagged with
  • 13
  • 13
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Sobre as origens e os destinos da bissexualidade psíquica na constituição do sujeito

Carneiro, Cláudia Aparecida 11 August 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2017. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2017-09-27T13:14:20Z No. of bitstreams: 1 2017_CláudiaAparecidaCarneiro.pdf: 866935 bytes, checksum: 105068ed88c4fcbb895c4e106f35eb75 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-10-09T12:55:57Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_CláudiaAparecidaCarneiro.pdf: 866935 bytes, checksum: 105068ed88c4fcbb895c4e106f35eb75 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-10-09T12:55:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_CláudiaAparecidaCarneiro.pdf: 866935 bytes, checksum: 105068ed88c4fcbb895c4e106f35eb75 (MD5) Previous issue date: 2017-10-09 / Este trabalho explora a noção de bissexualidade psíquica na constituição do sujeito, com o objetivo de investigar como esse fenômeno se inscreve nas origens da vida psíquica, na relação com os objetos primordiais, e modela o destino da pessoa na dinâmica das identificações, das fantasias e das escolhas objetais. Parte-se da construção freudiana da noção de bissexualidade psíquica, em sua complexidade e ambiguidades teóricas, até os estudos recentes sobre as manifestações primárias da bissexualidade e suas formas de resistência ao reconhecimento da diferença dos sexos. A hipótese é a de que as disposições bissexuais, cada qual a seu tempo, inscrevem-se no psiquismo originário pela ação imprescindível do objeto. Utilizou-se a metodologia qualitativa, por meio de pesquisa bibliográfico-analítica, tendo como referencial teórico a obra de Freud e contribuições de Winnicott, Bion e Green, além de trabalhos teórico-clínicos de autores contemporâneos. Considerando o trabalho de análise, enfatiza-se a relevância da bissexualidade nos processos transferenciais e contratransferenciais e propõe-se uma articulação desta noção com a de um feminino originário. Por fim, é apresentado um exemplo de escuta analítica da bissexualidade baseada no modelo continente-conteúdo de Bion. / This work explores the notion of psychic bisexuality in the constitution of the subject, with the objective of investigating how this phenomenon is inscribed in the origins of psychic life, in the relationship to the primordial objects, and how it shapes the person 's destiny in the dynamics of identifications, fantasies and object choices. We start from the Freudian construction of psychic bisexuality, in its complexity and theoretical ambiguities, until the most recent studies about the primary manifestations of bisexuality and its forms of resistance to sexual difference. The hypothesis is that the bisexual dispositions, each one in its own time, are inscribed in the primal psyche by the essential action of the object. We used qualitative methodology, through bibliographical-analytical research, having as theoretical reference Freud’s work and contributions of Winnicott, Bion and Green, as well as theoretical-clinical works of contemporary authors. Considering the analytic work, we emphasize the relevance of bisexuality in the transferential and countertransferential processes and propose an articulation of it with the notion of the original feminine. Finally, we present an example of psychoanalytic listening of bisexuality based on Bion's continent-content model.
2

Desenvolvimento humano como processo de (re)construção do sujeito no contexto de um curso de formação de professores

Assunção, Roberta 26 February 2018 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2018. / Submitted by Fabiana Santos (fabianacamargo@bce.unb.br) on 2018-09-13T19:01:25Z No. of bitstreams: 1 2018_RobertaAssunção.pdf: 1076549 bytes, checksum: db7e197ba0c9c43f8a62d5e5d6f7e059 (MD5) / Approved for entry into archive by Fabiana Santos (fabianacamargo@bce.unb.br) on 2018-09-25T17:23:40Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2018_RobertaAssunção.pdf: 1076549 bytes, checksum: db7e197ba0c9c43f8a62d5e5d6f7e059 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-09-25T17:23:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2018_RobertaAssunção.pdf: 1076549 bytes, checksum: db7e197ba0c9c43f8a62d5e5d6f7e059 (MD5) Previous issue date: 2018-09-13 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ). / Trata-se de uma pesquisa com base teórica na Psicologia Histórico-Cultural e metodologicamente possui caráter construtivo interpretativo, baseado na Epistemologia Qualitativa de González Rey. A pesquisa foi realizada por meio de análise das Cartas de Intenção (Memorial) e postagens de apresentação dos cursistas no Fórum do Módulo Introdutório, relatos compartilhados nos Fóruns dos Módulos V e VI (Moodle) do curso e de uma Dinâmica Conversacional cujo propósito foi promover o resgate da memória do participante por meio de materiais produzidos ao longo do curso. Além disso, foi utilizado o instrumento de Complemento de Frases adaptado daquele desenvolvido por González Rey, com o intuito de identificar elementos da subjetividade individual dos professores. A abordagem das dimensões de tempo (tempo prospectivo, tempo vivido, tempo presente e tempo histórico), trabalhada por Rosseti-Ferreira, também contribuiu para atingir o objetivo geral da pesquisa: analisar o desenvolvimento humano como processo de (re)construção do sujeito no contexto da formação continuada. A análise possibilitou, portanto, compreender que o desenvolvimento humano e a (re)construção do sujeito acontece em diferentes contextos, por meio de diversos elementos mobilizadores que se entrelaçam. A pesquisa propiciou um melhor entendimento de como os processos de desenvolvimento foram mobilizados no contexto de um curso de formação de professores. Ao investigar os quatro os casos apresentados nesta pesquisa foi possível, também, perceber elementos que, de alguma forma, contribuíram para a mobilização de processos de desenvolvimento e a (re)construção do sujeito que aprende no contexto de um curso de formação continuada de professores. Contudo, tais elementos por si só não são suficientes para provocar as transformações no sujeito, mas requer entrelaçamentos entre si de forma complexa, que em cada momento um desses elementos ganha destaque em relação aos demais. / It is a research based on historical-cultural Psychology and methodologically has constructive interpretive character, based on the Qualitative Epistemology of González Rey. The research was carried out by means of analysis of Letters of Intent (Memorial) and postings of the students' presentation in the Forum of the Introductory Module, shared reports in the Forums of Modules V and VI (Moodle) of the course and of a Conversational Dynamics whose purpose was to promote the recovery of participant memory through materials produced throughout the course. In addition, we used the Complement Phrase instrument adapted from that developed by González Rey, in order to identify elements of individual subjectivity of teachers. The approach of the time dimensions (prospective time, lived time, present tense and historical time), worked by Rosseti-Ferreira, also contributed to reach the general objective of the research: to analyze the human development as a process of (re) construction of the subject in the training. The analysis made it possible to understand that the human development and the (re) construction of the subject happens in different contexts, through several interlocking mobilizing elements. The research provided a better understanding of how development processes were mobilized in the context of a teacher training course. When investigating the four cases presented in this research, it was also possible to perceive elements that, in some way, contributed to the mobilization of development processes and the (re) construction of the subject that learns in the context of a continuing teacher training course. However, such elements alone are not sufficient to provoke the transformations in the subject, but it requires interlacings between them in a complex way, that in each moment one of these elements gains prominence in relation to the others.
3

A tela de Caronte : travessia do sujeito de linguagem na narrativa cinematográfica

Rodrigues, Maysa Puccinelli Victor 10 August 2017 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, Université Nice Sophia Antipolis, 2017. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-10-19T20:40:49Z No. of bitstreams: 1 2017_MaysaPuccinelliVictorRodrigues.pdf: 3307854 bytes, checksum: dcd661fba33ba1c5db444d9bf19f762d (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-10-31T15:20:48Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_MaysaPuccinelliVictorRodrigues.pdf: 3307854 bytes, checksum: dcd661fba33ba1c5db444d9bf19f762d (MD5) / Made available in DSpace on 2017-10-31T15:20:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_MaysaPuccinelliVictorRodrigues.pdf: 3307854 bytes, checksum: dcd661fba33ba1c5db444d9bf19f762d (MD5) Previous issue date: 2017-10-31 / A partir das contribuições de S. Freud e Lacan, propomos uma investigação psicanalítica acerca dos estilos narrativos moderno e clássico, pensados, sobretudo, no âmbito da produção cinematográfica. Escolhemos como nascedouro de nossa travessia uma paragem composta pelas principais narrativas inventadas pelo ser falante, situadas nos confins míticos da ciência e religião. Encontramos no cerne de ambas uma ressonância viabilizada pelo caráter pulsional escópico e invocante, demarcando, para além da imagem e da linguagem, o empuxo do homem à equivocação. Assim, buscamos averiguar as injunções da fantasia como construção que não elimina, mas antes sim, equivoca a angústia de castração. Em função disso, encontramos as coordenadas de algo situado além do princípio do prazer, que nos servirá de base para a construção de um operador teórico formado partir da aglutinação significante das palavras francesas jeu e jouissance. Nossa palavra-valise – “la jeuïssance” – nos permitirá articular o gozo do sujeito de linguagem à produção narrativa. Serão evocadas as categorias de gozo engendradas triskel lacaniano, quais sejam: gozo do Outro, gozo do sentido e gozo fálico; articulado sob a lógica borromeana com as produções narrativas: moderna, clássico-artística e clássico-industrial. Com a montagem de nosso triskel, identificamos na figura do trompe-l’oeil a função de objeto pequeno a no campo narrativo. Finalmente, nos dedicaremos à aplicação deste operador tripartido em dois filmes inscritos nos arautos do moderno – Persona, I. Bergman; e do clássico-artístico – La vie d’Adèle. Por nossa travessia dos ínferos psicanalíticos, acreditamos ter encontrado na figura da jeuïssance um dispositivo para análise narrativa, composto estritamente de material psicanalítico. Assim, em qualquer produção narrativa do sujeito de linguagem, estejam elas enterradas na suposta terra-firme da ciência ou religião, bem como por sobre a areia movediça das artes, este tripé psicanalítico nos fará alcançar um campo para além do princípio do prazer. / This extended summary originates from the thesis "The screen of Charon: the crossing of the subject of language in the cinematographic narrative" carried out under collaboration between the universities of Brasília, Brazil, and Nice Sophia Antipolis, Fance. It is a synthesis of psychoanalytic investigation concerning two narrative styles: modern and classical. First and foremost, they are concerned with film production. In this report we discuss the issue of pleasure from the amalgam formed by the French words “jeu” (game, play) and “jouissance” (the act of experiencing pleasure). Thus, our “mot-valise” "jeuïssance" (“playsure”) will allow us to articulate the experience of pleasure undergone by the subject of language with the narrative production. The categories created in the Lacanian Triskel will be evoked, namely: the pleasure of the Other, the pleasure of meaning and the pleasure of the Phallic. They are articulated on a borromean logic with modern, classical and classical-industrial narrative productions. By creating our triskel, we identify, in the figure of the trompe-l'oeil, the function of the small object as the narrative field. By crossing the Lacanian inferos, we believe to have found in the figure of “playsure” a device for analyzing narration, composed exclusively of psychoanalytic material. Thus, in any narrative production of a subject of language, narratives are either buried in the supposed firm land of science or religion or in the moving sands of the arts. This psychoanalytic journey will take us far beyond the principle of pleasure. / Ce résumé étendu prend son origine a par tir dela thèse “L'écran de Charon: la traversée du sujet du language dans la narration cinématographique” réalisée en régime de cotutelle entre les universités de Brasília, Brésil, et Nice Sophia Antipolis, Fance. Il s'agit d'une synthèse de l'investigation psychanalytique concernant deux styles narratifs: moderne et classique. Ils sont pensés, avant tout, par raport la production cinématographique. Dans le présent rapport, nous discutons de la question de la jouissance à partir de l'amalgamme signifiant des mots français jeu et jouissance. Ainsi, notre mot-valise - “la jeuïssance” - nous permettra d'articuler la jouissance du sujet du language à la production narrative. Il sera évoqué les catégories engendrées dans le Triskel lacanien, à savoir: la jouissance de l'Autre, la jouissance du sens et la jouissance Phallique. Elles sont articulées sur la logique borroméenne avec les productions narratives moderne, classique et classique-industrielle. Avec un montage de notre triskel, nous identifions dans la figure du trompe-l'oeil la fonction de l'objet petit a du champs narratif. Pour notre traversée des inferos lacaniens, nous pensons avoir trouvé dans la figure de jeuïssance un dispositif pour analyser la narration, composé exclusivement de matériel psychanalytique. Ainsi, dans n'importe quelle production narrative du sujet de language, les narrations sont enterrées dans la supposée terre-ferme de la science ou de la religion, ou bien dans les sables mouvants des arts. Ce voyage psychanalytique nous fera atteindre un champs bien delà du principe du plaisir.
4

Produção de subjetividade na reflexão da prática docente através de grupo operativo sob a ótica sistêmica complexa

Jotz, Claudia Beatriz January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:09:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000438350-Texto+Parcial-0.pdf: 293171 bytes, checksum: de54223f839bed75fe2501613256b4ce (MD5) Previous issue date: 2012 / The theme of the current thesis is the production of subjectivity in group, which is discussed, considering the complex systemic perspective as well as the operative group strategic. We believe that the comprehension of the subjective production, taking into consideration Morin’s ideas, who associates physical, biological, social, spiritual aspects, and intersubjectivity, that presupposes group thinking, we observed, in the groups, formed by teachers, that a production of health reflects on their praxis. The study is presented in sections, and the first is a thematic essay, followed by two empirical sections. In the thematic essay, we proposed the development of the notion of the subject and subjectivity, from Modernity perspective, highlighting the historical and social movements that have influenced the transformation of these concepts, as well as we presented a systematic revision that spotlights the way the topic is treated in the academy and we used it, in order to confront to our point of view, that is based on the Complex Systemic Approach.The aim of the first empirical section is to understand, through the complex systemic view, how the reflection, in groups, of the teaching practice can be a strategy to the production of subjectivity. The research was carried out, through the intervention in an observed field, organized as an extension course, taught by the researcher, so this fact allowed that an operative group of teachers of a primary state school could be assembled during eight months, in order to reflect upon their professional practice. We highlighted the production of subjectivity, related to the nature of the teachers’ task and how the group processes it, as well as we presented three cases of participants and their modification during the process. Eventually, the second empirical section is part of the case study, presented on the first section, and its main objective is to suggest organizers, considering the complex systemic theory, and to apply it in the analysis and the comprehension of the process of the studied group. The thesis aims to provide a general overview of the subject that includes the physical, biological and social factors in a complex way, so that, thereafter, be studied from the viewpoint complex systemic production of subjectivity through the collective thinking in the operative group. / O tema da presente tese é a produção de subjetividade em grupo, posta em discussão a partir da ótica sistêmica complexa e da estratégia de grupo operativo. Defendemos que através do pensar coletivo propiciado pela reflexão em grupo sobre o seu fazer, o docente produz saúde. Para chegar a este entendimento trabalhamos com a produção de subjetividade a partir da noção de sujeito complexo de Morin, que entrelaça o físico, o biológico, o social, o espiritual e a intersubjetividade. O trabalho é apresentado na forma de seções, sendo que a primeira é um ensaio temático, seguido de duas seções empíricas. No ensaio temático, propomos o desenvolvimento da noção de sujeito e subjetividade, a partir da modernidade, procurando destacar os movimentos históricos e sociais que influenciaram as mudanças destes conceitos, bem como apresentamos uma revisão sistemática, na qual é assinalado o estado da questão na academia, e o utilizamos como contraponto de nossa proposta de entendimento, a partir do paradigma sistêmico complexo. O objetivo da primeira seção empírica é compreender, sob a ótica sistêmica complexa, como a reflexão em grupo da prática docente pode se constituir em uma estratégia para a produção de subjetividade. O estudo foi realizado por meio da intervenção no campo observado, organizado como um curso de extensão, ministrado pela pesquisadora, o qual possibilitou que um grupo operativo de professores de ensino fundamental de uma escola estadual se reunisse durante oito meses, para refletir sobre a sua prática profissional.Foi assinalada a produção de subjetividade em relação à natureza da tarefa docente e ao processamento grupal, assim como foram apresentados três casos de participantes e as suas mudanças ao longo do processo. Por fim, a segunda seção empírica é um recorte do estudo de caso da primeira seção e tem por objetivo propor organizadores, a partir da teoria sistêmica complexa, e aplicá-la na análise e na compreensão do trabalho processual do grupo estudado. A tese tem como objetivo geral oferecer uma visão de sujeito que contempla o físico, o biológico e o social de forma complexa, para que, a partir daí, se estude sob a ótica sistêmica complexa a produção de subjetividade através do pensar coletivo em grupo operativo.
5

Sobre o Eu em Psicanálise : a tecedura de uma ficção

Benigno, Luciana de Faria 15 August 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2016. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2016-08-29T14:19:22Z No. of bitstreams: 1 2016_LucianadeFariaBenigno.pdf: 3461308 bytes, checksum: e3ddc4b5b44a71915e3d581f59b21a20 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-11-01T12:48:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_LucianadeFariaBenigno.pdf: 3461308 bytes, checksum: e3ddc4b5b44a71915e3d581f59b21a20 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-11-01T12:48:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_LucianadeFariaBenigno.pdf: 3461308 bytes, checksum: e3ddc4b5b44a71915e3d581f59b21a20 (MD5) / Questionamentos existenciais constantemente interrogam o sujeito ao longo de sua vida, tais como, saber quem é, de onde veio, para onde vai, ou ainda, qual o sentido de sua vida. Do ponto de vista psicanalítico, do qual parte este trabalho, essas questões parecem ganhar uma maior complexidade, visto que se fala sob a égide do inconsciente. O presente trabalho explora a questão “Quem sou?”, com o objetivo de compreender de que forma pode-se conferir uma mínima estabilidade e coerência ao Eu, que permita responder à tal questão, ao completar a frase “Eu sou...”. Para tanto, foram utilizadas obras de Freud e de Lacan, juntamente a outros autores pós-freudianos, bem como autores oriundos de outras áreas de saber, como a sociologia, antropologia e história. A hipótese que permeou e guiou esta dissertação é de que o sujeito constrói uma ficção, isto é, produz algo da ordem de uma invenção, para buscar dar conta da mutabilidade e instabilidade características do Eu. Aborda-se a importância da rememoração; a falta de sentido da história do sujeito, que poderá tecê-lo em uma ficção; a questão da verdade nessa ficção; o que se pode chamar “reedições da ficção do Eu” e ainda, aquilo que se repete nessas versões. Chegamos à proposta de que a construção de uma ficção convoca o sujeito a brincar com a palavra, reinventar a si mesmo, encontrar uma repetição que demanda o novo. _________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Existential questions constantly afflict individuals during their life, such as, knowing who they are, where they come from, what is their destiny, or what is the meaning of their life. From a psychoanalytical perspective, which supports this work, these questions gain more complexity, once they are under the aegis of the unconscious. This work explores the question “Who am I?”, aiming to understand how it is possible to provide a minimum stability and coherence to the Ego, so that the individual is capable of completing the sentence “I am...”. For this purpose, this study scrutinizes theories developed by Freud and Lacan, alongside with other post-freudians authors, and authors from different fields of knowledge, such as sociology, anthropology and history. The hypothesis that permeated and guided this dissertation is that the subject builds a fiction, that is, something related to an invention, which seeks to cope with the Ego’s typical mutability and instability. The present paper explores the importance of narrative and remembrance; the lack of meaning of the subject’s history; its truth; what can be named “re-editions of the Ego’s fiction”; as well as what is repeated in those different versions. Finally, it proposes that the construction of a fiction invites the subject to play with the words, to reinvent themselves, to seek a repetition that demands something new.
6

Passos em volta do Seminário A identificação: a lógica da constituição do sujeito e a abertura ao campo do (im)possível / Stepping around the seminar the identification : the logic of the constitution of the subject and the opening the field of the (im)possible

Santos, Michele Candiani 30 June 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2016. / Submitted by Camila Duarte (camiladias@bce.unb.br) on 2016-09-01T18:42:55Z No. of bitstreams: 1 2016_MicheleCandianiSantos.pdf: 9230391 bytes, checksum: 902405c3b0c594ebdc1c30b0538466fd (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-11-01T15:04:04Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_MicheleCandianiSantos.pdf: 9230391 bytes, checksum: 902405c3b0c594ebdc1c30b0538466fd (MD5) / Made available in DSpace on 2016-11-01T15:04:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_MicheleCandianiSantos.pdf: 9230391 bytes, checksum: 902405c3b0c594ebdc1c30b0538466fd (MD5) / Esta pesquisa tem por objetivo apreender como Jacques Lacan concebeu a abertura do campo do possível ao sujeito, e sua relação ao impossível, a partir do Seminário IX: A Identificação (1961-2), apresentando uma lógica da constituição do sujeito do significante em três tempos — referidos às formas da negação ou falta de objeto (privação, frustração e castração) — e suportada por uma unidade diferencial, que é o conceito de traço unário (privação). A negação e a unidade diferencial, na teoria lacaniana, esclarecem a diferença, discutida por Freud em 1934, entre a identificação do sujeito e a escolha de objeto; a identificação será a condição para que o sujeito possa estabelecer relações de identidade na realidade. Juntos, negação e traço marcam o que Freud chama por objeto perdido (das Ding, a Coisa materna), e abrem a perspectiva de uma erótica. Esta perspectiva é montada para que o sujeito possa compreender o que se encontra à sua frente: como não há acesso imediato ao real, o homem necessita do artifício simbólico para fazer do real uma realidade, tramada, então, pelo discurso, abrindo o campo do possível a ele, sob a forma da repetição da demanda (frustração). Lacan aproximará a falta de objeto (-1), essencial e constitutiva do sujeito na neurose, à falha no universo do discurso que a formalização da lógica-matemática conseguiu demonstrar, através da formação de paradoxos lógicos, os quais estabelecem um limite à função simbólica. A constituição do campo do possível só poderá ser concluída quando o sujeito reencontra, dentro dele, o impossível, momento onde o Outro é barrado (castração). O sujeito, localizando o ponto limite da função significante (desejo do Outro), separa-se deste campo, e encontra o campo de seu desejo, tornando-se desejante: portador de uma questão que o introduz no real. A localização é feita através do falo (φ), como significante da falta e pivô entre os campos. No instante de separação, o sujeito será suportado pelo objeto (a). Há um tempo variável de apreensão, singular a cada sujeito, para sua constituição como desejo. Será na ausência (-1) da resposta do Outro (1) à demanda que o sujeito articulará a diferença entre mensagem (enunciado) e questão (enunciação), formalizada por Lacan em seu grafo do desejo, resultando na matriz simbólica da fantasia e sua lógica. Apenas no momento da castração a perspectiva de uma erótica desvela-se, a partir de uma imagem da identificação, como pura forma, (im)possível, do desejo. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This research aims to aprehend how Jacques Lacan conceived the opening of the field of the possible to the subject, and its relationship with the impossible, based on the Seminar IX: The Identification (1961-1962) and, in doing so, to present a logic of the constitution of the subject in three times — related to the forms of negation or lack of object (privation, frustration and castration) — and underpined by a differential unit, which is the concept of the unary trait (privation). The negation and the differential unit, according to lacanian theory, clarify the difference, discussed by Freud in 1934, between the identification of the subject and the choice of the object; the identification will be the condition on the grounds of which the subject can establish identity relations in reality. Together, negation and trait mark what Freud calls the lost object (das Ding, the maternal thing), and open the perspective of an erotic. This perspective is set up so that the subject can understand what is front of him: since there is no direct access to the real, a human person requires the artifice of the symbolic to turn the real into a reality, woven, then, by the discourse, opening the field of the possible to him, in the form of the repetion of the demand (frustration). Lacan will aproximate the lack of the object (-1), essencial and constitutive of the subject in the neurosis, to the failure in the universe of discourse that the formalization of mathematical logic was able to demonstrate, through the setting of logic paradoxes which impose a limit to the symbolic function. The constitution of the field of the possible can only be completed when the subject finds, within himself, the impossible, moment where the Other is barred (castration). The subject, finding the limit point of the function of the signifier (desire of the Other), separates himself from this field, and finds the field of his desire, thus becoming desiring: carrying a question that introduces himself in the real. The location is made through the phallus (φ) as a signifier of the lack and a pivot between the fields. In the moment of separation, the subject will be supported by the object (a). There is a variable time of apprehension, unique to each subject, to his constitution as desire. It will be in the absence (-1) of the response of the Other (1) to the demand that the subject will articulate the difference between message (enunciating) and question (enunciation), as formalized by Lacan in his graph of the desire, thus resulting in the symbolic matrix of fantasy and its logic. Only at the moment of the castration the perspective of an erotic will reveal itself, stemming from an image of identification, as pure form, (im)possible, of desire.
7

A midiatização das (neuro)ciencias : discurso, ideologia, sujeito / The midiatization of (neuro)sciences : discourse, ideology, subjet

Alves, Wedencley 02 December 2007 (has links)
Orientador: Eni de Lourdes Pulcinelli Orlandi / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-08-08T18:19:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Alves_Wedencley_D.pdf: 1595727 bytes, checksum: 6e33120f2fa36a700c63b0c4dd060f42 (MD5) Previous issue date: 2007 / Resumo: Esta pesquisa investiga o processo de midiatização das neurociências. Por midiatização, entende-se tanto a imagem pública deste campo de pesquisa produzida pela mídia, quanto o surgimento de uma mídia procedural, que aos poucos vai sendo incorporada aos processos de produção científica. Tendo como norte teórico a Análise do Discurso, a investigação parte de uma preocupação com a constituição, formulação e circulação dos sentidos produzidos por e neste fenômeno. Esse processo resulta no que denominamos neurodiscursos, alimentados pelo imaginário de um todo-saber tornado possível pelas neurociências, imaginário este que funciona como mecanismo ideológico de apagamento das condições de produção daquele campo científico. Os discursos midiáticos conferem às pesquisas neurocientíficas maior legitimação social, na medida em que funcionam tanto como difusor quanto como operador no processo de produção de conhecimento. Os neurodiscursos, todavia, não estão associados somente à midiatização, mas também às condições de produção, características da era da alta pesquisa médica, que está articulada ao complexo industrial-financeiro e de serviços, a formações discursivas de fundo positivista, e às demandas sociais contemporâneas pela tradução/transformação dos resultados científicos em dados informacionais, isto é, formulação em textualidades informáticas. Uma questão em particular atravessa toda a pesquisa: a do sujeito, visto que o que está em jogo é a luta epistêmica pela definição do seu estatuto ¿ a subjetividade como resultante de processos orgânicos e mentais contra a subjetividade como produto da história e do simbólico, concepção dominante nas ciências humanas / Abstract: This research investigates the process of mediatization of neurosciences. Mediatization means not only the public image of this research field produced by media but also the emergence of a procedural media, which little by little becomes part of the processes of scientific production. The Discourse Analysis is its main theoretical principle; the investigation comes from a concern with constitution, formularization and circulation of the meanings produced by and in this phenomenon. This process results in what we call neurodiscourses, fed by the imaginary of a complete knowledge it was made possible by neurosciences, such imaginary works as an ideological mechanism which makes implicit the conditions of production of that scientific field. The discourses of media give a bigger social legitimation to the neuroscientific researches as they function not only like a diffuser but also like an operator in the process of knowledge production. However, the neurodiscourses are not associated only to the mediatization; they are also associated to the conditions of production, characteristics of the age of high medical research, which it is articulated to the industrial-financial and services complex, to the discursive formations with a positive background, to the social and contemporaneous demands by translation/transformation of results into informational data; that is, formularization in informatical textualities. A particular question is present in all study: The subject¿s question, since the discussion point is the epistemic struggle for definition of its statute ¿ the subjectivity as resultant of organic and mental processes against the subjectivity as product of history and of symbolic, dominant conception in human sciences / Doutorado / Doutor em Linguística
8

A (des)constituição de uma professora a partir da reflexão do proprio trabalho pedagogico, ou, da provisoriedade das certezas pedagogicas...

Pereira, Ivanda Alexandre 18 August 2003 (has links)
Orientador: Guilherme do Val Toledo Prado / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação / Made available in DSpace on 2018-08-03T18:48:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Pereira_IvandaAlexandre_M.pdf: 1715510 bytes, checksum: 3b66aa2eb11c4e0195547a6d19d86a1c (MD5) Previous issue date: 2003 / Resumo: Este trabalho tem por objeto o meu próprio trabalho nos anos de 1999 e 2000. Meu universo de pesquisa é a sala de aula, lugar em que sou a professora e sou a pesquisadora. Impõe-se para mim narrar e compreender o meu esforço em ser professora diante das precárias condições de trabalho do/no cotidiano de escolas públicas no município de Campinas. Impõe-se a mim, portanto, compreender o meu desenvolvimento a partir do contato com as crianças e a partir da reflexão que fui fazendo na condição de pesquisadora. As reflexões que possibilitaram compreender meu desenvolvimento, se configuraram com outras vozes que se ancoraram nos pressupostos teóricos da perspectiva histórico-cultural do desenvolvimento humano e suas implicações metodológicas de pesquisa. Em interlocução com Vigotsky, Bakhtin e outros pesquisadores, discuto uma concepção de homem/mulher e de ser professora como ser que significa e se constitui em condições sociais específicas de produção / Abstract: This text has for aim the reflection about my teacher's activities during 1999 and 2000. The focus of my research is the classroom where I am the teacher and, at the same time, the researcher. The analysis that I carried out took me to describe and to understand my effort of being a teacher in the precarious conditions of daily work in public schools in the city of Campinas. Therefore, I try to understand my professional development from the contact with the pupils and the reflections that I was producting in that researcher condition. The reflections that made possible to understand my development was configured along other voices and it was based in the cultural historical perspective and its methodological implications for research. Interlocuting with Vigotsky, Bakhtin and other researchers I point out a conception of man/woman and a conception of being teacher that signifies and constitutes himself in a specific social conditions of production / Mestrado / Ensino, Avaliação e Formação de Professores / Mestre em Educação
9

A intersubjetividade nas relações entre terapeutas

Rodrigues, Ricardo Eggers January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:09:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000390050-Texto+Completo-0.pdf: 955695 bytes, checksum: bb5e2567031fa0c757ed1d30ddf57af4 (MD5) Previous issue date: 2007 / This dissertation aproaches the psychoanalitical field and the intersubjectivity among therapists of a multiprofessional team from a Center of Psychosocial Attention (Centro de Atenção Psicossocial - CAPS), in a district of Porto Alegre - RS. The objective is : to discuss how the production of the intersubjective field among technitians organize their relationships with the users of a CAPS including the perception of the researcher into the therapist’s team. The theoretical approach to the qualitative research, of exploratory design, was based in Freud and contemporary authors. The data was collected in three case discussion meetings, with nine professionals, through systematic observation and the production of a field diary. The qualitative textual analysis pointed out the contradiction, the coutertransferecial aspects of the team and the production of the field and intersubjectivity among technitians as indicators on how characteristics are constituited and how the work field is organized between technicians and their patients. The production of intersubjective experiences, in the meetings, is of great relevance to the comprehension of the therapeutic practices, what amplifies the concept of analytic third, which is manifested in the therapeutic setting . / Esta dissertação aborda o campo psicanalítico e a intersubjetividade entre terapeutas de uma equipe multiprofissional de um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), da grande Porto Alegre, Rio Grande do Sul. O objetivo é discutir como a produção do campo intersubjetivo entre técnicos organiza as suas relações com os usuários de um CAPS, incluindo as percepções do pesquisador ao material coletado da equipe. O aporte teórico para a pesquisa qualitativa, de cunho exploratório, foi a Psicanálise, a partir de Freud e autores contemporâneos. O material foi coletado em três reuniões com nove profissionais no espaço destinado à discussão de casos. Realizou-se uma observação sistemática e produção de diário de campo. A Análise Textual Qualitativa apontou a contradição, os aspectos contratransferenciais da equipe e a produção do campo e da intersubjetividade entre técnicos, como indicadores de como se constitui e como se organiza o campo de trabalho entre os técnicos e seus pacientes. A pesquisa sugere que a compreensão das experiências intersubjetivas contribui para o conhecimento das práticas terapêuticas e para a ampliação do conceito de terceiro analítico, que, segundo a concepção atual da teoria da técnica psicanalítica, se manifesta exclusivamente no setting terapêutico.
10

O estatuto do Outro no pensamento de Jacques Lacan

Silva, Lívia Campos e 04 August 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2017. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-11-08T19:19:24Z No. of bitstreams: 1 2017_LíviaCamposeSilva.pdf: 1255800 bytes, checksum: c9d3aa8a4900a95ba3c10d603428a45a (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-11-21T20:00:50Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_LíviaCamposeSilva.pdf: 1255800 bytes, checksum: c9d3aa8a4900a95ba3c10d603428a45a (MD5) / Made available in DSpace on 2017-11-21T20:00:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_LíviaCamposeSilva.pdf: 1255800 bytes, checksum: c9d3aa8a4900a95ba3c10d603428a45a (MD5) Previous issue date: 2017-11-21 / Este trabalho faz uma investigação sobre o estatuto do conceito de Outro no pensamento de Jacques Lacan. Partimos da ideia de que a influência estruturalista no ensino lacaniano, a partir da década de 50, – da qual resulta uma leitura específica a respeito da linguagem enquanto a ordem de determinação do mundo humano – unida à necessidade de levar à frente uma teoria da constituição do sujeito é o que motiva o surgimento da categoria de Outro. Em 1955, Lacan introduz o conceito, definindo-o como um lugar, precisamente como um lugar simbólico. Esta maneira de se referir ao Outro adquire constância, sobretudo, no final dos anos 50, após a subversão da linguística. Nos marcos do contexto que demarca a articulação entre sujeito e Outro, destacamos duas teses que delimitam o problema central da pesquisa: (i) o sujeito está em dependência em relação ao Outro, e (ii) o Outro é incompleto ou, ainda, inconsistente. O Outro é apresentado sob um duplo aspecto: se, por um lado, é uma estrutura absolutamente necessária para a constituição do sujeito, por outro, sua importância é devedora da característica de ser uma estrutura faltosa. Nessa dissertação, nos concentraremos na tarefa examinar o que pode querer dizer esta duplicidade. Especificamente, trataremos de dar um encaminhamento à questão de saber sobre o significado e implicações da tese geral de que o sujeito é determinado pelo Outro de maneira não absoluta. Dividimos o trabalho em três capítulos: o primeiro persegue o movimento de formação do conceito de Outro, bem como o contexto de sua introdução, à luz da influência do pensamento estrutural; o segundo delimita o modo específico pelo qual Lacan se refere ao Outro após a subversão da linguística, para explicitar o caminho que nos conduz à tese da incompletude do Outro. O terceiro capítulo examina o Outro desde a articulação estabelecida entre a teoria do significante e a lógicamatemática, de modo a abordar a tese da inconsistência do Outro. Para Lacan, a subversão do sujeito se revela a partir de sua articulação decisiva com a dimensão significante. Mostraremos como a importância dessa subversão, tanto do ponto de vista teórico, quanto clínico, se destaca, na medida em que explicitamos sua articulação com as considerações lacaniana a respeito do estatuto incompleto e inconsistente do Outro. / This study conducts an investigation into the statute of the concept of Other in the thought of Jacques Lacan. We start by discussing the idea that what motivates the emergence of the category of Other is the structuralism’s influence in lacanian teaching from the 1950s onwards - which results in a specific understanding of language as the order of determination of the human world - alongside with the need to carry forward a theory of the constitution of the subject. In 1955, Lacan presented the concept, defining it as a place, precisely as a symbolic place. This way of referring to the Other acquires constancy, especially in the late 1950s, after the subversion of linguistics. Within the context that demarcates the articulation between subject and Other, we highlight two theses that delimit the central problem of this research: (i) the subject depends on the Other, and (ii) the Other is incomplete or, yet, inconsistent. The Other is presented under a double aspect: if, on the one hand, a structure is absolutely necessary for the constitution of the subject, on the other hand, its importance is indebted to the characteristic of being a faulty structure. In this dissertation, we will focus on the task of examining what this duplicity might mean. Specifically, we shall address the matter of understanding the general thesis’ meaning and implications that the subject is determined by the Other in a non-absolute way. This paper has been divided into three chapters: the first one follows up the movement of formation of the concept of Other, as well as the context of its introduction, in light of the influence of structural thinking. The second one delimits the specific way in which Lacan refers to the Other after the subversion of linguistics, in such a way to elucidate the path that leads us to the thesis of incompleteness of the Other. The third chapter examines the Other from the articulation established between the theory of the signifier and the mathematical logic, in order to approach the thesis of the inconsistency of the Other. For Lacan, the subversion of the subject reveals itself from its decisive articulation with the significant dimension. We will show how the importance of this subversion, both from a theoretical and clinical point of view, stands out, insofar as we explain its articulation with Lacanian considerations regarding the incomplete and inconsistent statute of the Other.

Page generated in 0.0742 seconds