• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1448
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 1450
  • 1450
  • 1450
  • 896
  • 271
  • 260
  • 259
  • 259
  • 173
  • 124
  • 106
  • 100
  • 94
  • 90
  • 89
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Ciências sociais e secularização : um estudo sobre a trajetoria de vida religiosa de profissionais formados em ciências sociais na Paraíba.

Alves, Edvaldo Carvalho 27 February 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T19:24:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TeseECA.pdf: 893731 bytes, checksum: ad0dfbc57d8fbb8c3b22382576f4ebdd (MD5) Previous issue date: 2007-02-27 / This paper is an approach to the debate on the possible existence of an elective affinity between the study of Social Sciences and the macro-process of secularization. Secularization here is understood as the gradual, non-linear, historically and geographically determined loss of the comprehensiveness of religious discourse, which is expressed, among other factors, by the separation and autonomization of the social spheres and the consequent privatization of religion. To achieve such a goal, a group of Social Scientists from the state of Paraíba, graduated between 1980 and 2005, were chosen as the empirical space of analysis. By means of in-depth interviews their life histories were recovered with a focus on their religious views and practices before, during and after their studies as social scientists, while an attempt was conducted to apprehend by which means this process was able to change their views and practices towards secularization. By analyzing the content of the interviews, it was possible to conclude that there is an elective affinity relationship between the study of Social Sciences and secularization. This occurs because the study of the discipline, even tough it does not contribute directly to the construction of an atheist or agnostic view, it does offer the tools required for the constitution of a secular consciousness, where religion is perceived as a discourse that responds to individual needs and interests, a matter of personal choice, that means, religion is viewed and experienced by the Social Scientists analyzed, as a discourse, in modern times, that has its meaning given by the soteriological function it performs. / Este trabalho busca discutir a existência de possíveis afinidades eletivas entre a formação em Ciências Sociais e o macro-processo de secularização. Entende-se por secularização a perda gradual, não linear, histórica e geograficamente determinada, da abrangência do discurso religioso, que se expressa, entre outros fatores, pela separação e autonomização das esferas sociais e a conseqüente privatização da religião. Para tanto, recortou-se como espaço empírico de análise um conjunto de profissionais formados em Ciências Sociais, no estado da Paraíba, no período de 1980 a 2005. Por meio de entrevistas, em profundidade, recuperou-se a trajetória de vida, com ênfase na visão e prática religiosa destes profissionais antes, durante e após suas formações, buscando apreender em que medida e de que forma esta formação foi capaz de operar mudanças nestas visões e práticas no sentido da secularização. A partir da análise do conteúdo das entrevistas, chegou-se a conclusão de que existiria uma relação de afinidade eletiva entre a formação em Ciências Sociais e secularização, pois a formação nesta área do conhecimento, mesmo que não contribua diretamente para a construção de uma visão e postura atéia ou agnóstica, é capaz de fornecer os instrumentais necessários para a constituição de uma consciência secular, onde a religião é percebida eminentemente como um discurso que responde a necessidades e interesses individuais, uma questão de escolha individual, ou seja, a religião é encarada e experienciada pelos Cientistas Sociais, aqui analisados, como um discurso que, na modernidade, tem seu sentido dado pela função soteriológica que desempenha.
22

A especificação da ação afirmativa no Brasil: a experiência do centro nacional de cidadania negra em Uberaba - MG.

Aguiar, Márcio Mucedula 11 April 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T19:24:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TeseMMA.pdf: 421637 bytes, checksum: 577afd86bd0f1efb7a39ff8b8bf7a1e1 (MD5) Previous issue date: 2005-04-11 / Financiadora de Estudos e Projetos / This term paper aims to analyse the policies against discrimination and racism of the Black Citizenship National Centre, in Uberaba, State of Minas Gerais. We firmly believe that the incorporation of the myth of racial democracy and its logical ambiguity is directly related to the strategic action against racial inequality developed by this Institute. Such ambiguity can be seen from its conception of Affirmative Actions which combines specific measures for the Black and global measures for everybody, no matter their financial situation or their ethnic-racial identity. This study found out that The Black Citizenship National Centre was born and developed under the strong influence of Black´s movements and claims held at the beginning of the last century as well as their present demands. Besides that, its ambiguous perception of the racial inequalities enables the emergence of allied people from different races and financial situation who could be vital for the construction of an effective racial democracy in Brazil. / Este trabalho tem como objetivo analisar os pressupostos das políticas de combate à discriminação e ao racismo do Centro Nacional de Cidadania Negra no município de Uberaba, em Minas Gerais. Parto do principio de que a percepção da instituição sobre nossas desigualdades raciais bem como sua estratégia no combate destas está intimamente ligada à incorporação do chamado ideal da democracia racial em sua lógica de atuação. Isso se expressa na sua concepção de Ação Afirmativa que conjuga medidas específicas voltadas para a população afro-descendente e medidas universalizantes para todas as pessoas, independente de sua situação econômica ou identidade étnicoracial. A pesquisa constatou que o Centro Nacional de Cidadania Negra na sua origem e desenvolvimento tem um forte paralelo com as reivindicações dos grupos do Movimento Negro do início do século passado, como também de suas demandas mais atuais. Além disso, seu hibridismo na percepção das desigualdades raciais possibilita a criação de aliados, que independente de suas cores e posição econômica, poderão ser imprescindíveis na construção de uma verdadeira democracia racial no Brasil.
23

Campeonato brasileiro de futebol e a esportificação do futebol profissional (1971-1979).

Francischini, Sandro Luis Montanheiro 17 March 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T19:25:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DissSLMF.pdf: 1382680 bytes, checksum: 444ef0e2f71815cb74a19c1b98452c1d (MD5) Previous issue date: 2005-03-17 / Universidade Federal de Minas Gerais / Esta dissertação intitulada Campeonato Brasileiro de Futebol e a esportificação do futebol profissional (1971-1979) tem como propósito abordar o Campeonato Brasileiro de Futebol, cujo marco inaugural é 1971, e suas implicações sócio-históricas. Pelo modelo de organização dos campeonatos organizados pela CBD observamos que a notória paixão do brasileiro pelo futebol não pode ser vista como algo da essência da cultura brasileira, mas também como uma deliberada construção social que mobilizou vários agentes e, no período aqui delimitado (1971-1979), destaca-se o empenho do projeto militar de nação, mas sobretudo da elite política em instrumentalizar o futebol na obtenção de dividendos eleitorais. Mas é claro que esse dirigismo estava assentado em estruturas simbólicas mais amplas e o projeto de nação então em voga era maximizar o exemplo do futebol brasileiro, um esporte vitorioso. Lembrar que o futebol brasileiro conquistara definitivamente a taça Julies Rimet ao vencer pela terceira vez a Copa do Mundo em 1970, no México. Se existia uma unidade simbólica em torno do selecionado, reconhecida no plano internacional, internamente o futebol estava fracionado em competições estaduais e interestaduais, em consonância ao universo da política jogado no plano de seus localismos. Foi preciso promover essa unidade, que outros nos outorgavam de fora , para dentro do país e consolidar no plano futebolístico a idéia da nação forte. Sendo assim, o Campeonato Nacional veio como uma necessidade que transbordava os limites de um mero simbolismo esportivo, mobilizando as várias esferas da vida pública, primeiro governadores, deputados, depois prefeitos, vereadores, num escalonamento que se seguiu até o esgotamento do modelo de aliciamento dos clubes na busca da completa integração , num jogo assentado no personalismo de dirigentes e na lógica do favorecimento dinamizado pelo bipartidarismo então vigente. Este trabalho foi dividido em três capítulos: no primeiro fizemos um breve mapeamento das instituições que organizam e comandam o futebol brasileiro e mundial. Ainda neste capítulo enfocamos as primeiras competições até o surgimento do primeiro Campeonato Brasileiro destacando os fatos que precederam o mesmo como, por exemplo, a briga por uma vaga na primeira edição do Nacional. No segundo capítulo mostramos o avanço das ingerências políticas, sendo mais ativa nesse momento a participação de governadores de estados, deputados federais entre outras autoridades objetivando integrar seu estado na competição Nacional. Outro ponto deste capítulo foi a maneira como o presidente máxima do futebol brasileiro administra as pressões vindas de diversos setores. Primeiro exigiu-se que os interessados possuíssem estádios de grande capacidade e em seguida observamos que a força política valia mais em detrimento dos critérios técnicos. Devido ao carisma do presidente da CBD João Havelange que neste período estava em campanha para conseguir a presidência da FIFA relatamos um perfil da trajetória de Havelange até sua chegada a líder da entidade máxima do futebol mundial. No terceiro e último capítulo destacamos a completa integração com mudança de esferas que passam a disputar uma brecha no certame nacional. Tais disputas são feitas no âmbito regional com participação de prefeitos, vereadores e liderança locais. Enfatizamos ainda a queda deste modelo que provocou sérios problemas financeiros aos clubes sejam eles grandes, médios ou pequenos com o sucateamento da entidade culminando com o surgimento da Confederação Brasileira de Futebol.
24

Inovação democrática no interior paulista : um estudo sobre o desenvolvimento dos casos de orçamento participativo em Araraquara e São Carlos, gestão 2001-2004

Morais, Danilo de Souza 19 April 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T19:25:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2173.pdf: 1002946 bytes, checksum: 89bcd92eccde395f7d8f6ab4f1155c07 (MD5) Previous issue date: 2007-04-19 / Financiadora de Estudos e Projetos / O presente estudo refere-se a uma análise das experiências de Orçamento Participativo (OP) nas cidades de São Carlos e Araraquara, ambas no interior do estado de São Paulo. Tem como preocupação verificar o desenvolvimento destes Orçamentos Participativos, enquanto espaços públicos de co-gestão institucionalizados, para a deliberação sobre o orçamento municipal destinado para investimentos. Para tanto se faz a descrição da implementação destes Orçamentos Participativos no período da gestão 2001-2004. Primeiramente situando o OP dentro de uma perspectiva sobre os atuais desenvolvimentos da teoria democrática, se discute os conceitos e noções que balizam uma abordagem ampliada do campo da política para o entendimento de um sentido e uma prática democrática emergentes. Apresenta-se osteriormente um caminho para a interpretação das potencialidades e resultados empíricos das experiências de Orçamento Participativo, para chegar à apresentação do desenvolvimento dos dois casos em foco, São Carlos e Araraquara, além de sua comparação inicial, principalmente a partir da análise de seus desenhos institucionais, da participação em ambos e a efetivação, pelo poder executivo municipal, das demandas saídas do processo participativo. Por fim buscam-se indicativos do possível efeito de redistribuição econômica e de reconhecimento das diferenças nos dois Orçamentos Participativos. Como resultado da investigação destes OPs aponta-se que ambos contribuem para uma visível maior democratização político-institucional local, pois apesar de suas limitações e efetividade ainda inicial, apresentam-se como espaços públicos políticoinstitucionais e co-gestão. Nas duas experiências não se verificam os indicativos de um efeito redistributivo, a partir do processo de deliberação destes espaços públicos. Diferenciam-se, entretanto, quanto a maior aproximação de uma perspectiva de democracia participativa, como no caso de Araraquara, e de democracia direta, como pretende a experiência de São Carlos. Sobre a dimensão do reconhecimento, esta se apresenta mais diretamente apenas no OP de Araraquara.
25

Democracia e processo político na Bolívia (1952-2005)

Torres, Rafael Montan 21 January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T19:25:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2463.pdf: 897999 bytes, checksum: ccf17f3826dc976e2f5f15e7be3b1bc9 (MD5) Previous issue date: 2009-01-21 / (sem resumo)
26

Poder judiciário paulista: imagem e competição por poder simbólico retratadas na mídia.

Castro, Cristina Maria de 27 February 2002 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T19:25:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DissCMC.pdf: 841523 bytes, checksum: 9e624da0ca0f67c3e63fe6aa9c7d6033 (MD5) Previous issue date: 2002-02-27 / Financiadora de Estudos e Projetos / A luta da magistratura paulista por poder simbólico na mídia constituiu o foco desta pesquisa. Foram analisados os jornais Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo no período compreendido entre os anos de 1988 a 1999, sendo a data de início marcada pela implementação da nova Carta e de um novo contexto caracterizado por maiores atribuições dadas ao Ministério Público e por um aumento das críticas à autonomia do Poder Judiciário. A partir do suporte bibliográfico da Sociologia das Profissões, a disputa da magistratura paulista por poder simbólico foi analisada em seus três níveis fundamentais: no primeiro, com relação ao Ministério Público, aos jornalistas e aos advogados; no segundo, dentro da própria profissão; e, por fim, dentro da esfera dos Três Poderes de Estado. Duas hipóteses nortearam esta pesquisa, sendo a primeira, a idéia de que a magistratura estaria conseguindo levar eficazmente à opinião pública, seu argumento de defesa da autonomia da instituição. E a segunda, a de que alguns (não todos, obviamente) conflitos entre o Legislativo e o Judiciário têm início em ações provenientes do campo dos profissionais do Direito, devido às competições internas a este universo, visando a manutenção ou ampliação do poder profissional e simbólico.
27

Movimento negro no cenário brasileiro: embates e contribuições à política educacional nas décadas de 1980-1990.

Rodrigues, Tatiane Cosentino 12 April 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T19:25:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 594.pdf: 652351 bytes, checksum: 3df9a32d8a07f455aa5085ddf8a05a6a (MD5) Previous issue date: 2005-04-12 / Universidade Federal de Sao Carlos / O objetivo deste trabalho foi analisar o tratamento dado às reivindicações e propostas do movimento negro na definição de um novo projeto político-educacional para o Brasil. Esse debate foi particularmente acompanhado no processo de elaboração da Constituição Federal de 1988 e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (lei no. 9.394/1996), em que o movimento negro e seus interlocutores políticos organizaram-se para influir no conteúdo das duas principais legislações que fundamentam e orientam as políticas educacionais, na tentativa de inserir a discussão da temática racial nesse processo a fim de que as políticas públicas em educação reconhecessem e valorizassem as características multiculturais da sociedade brasileira, em especial às referentes aos afrodescendentes. As críticas produzidas colocaram em questionamento um dos principais fundamentos da matriz educacional, sua orientação eurocêntrica e homogeneizadora, viabilizada por um discurso de democracia racial, que velou a persistência da desigualdade racial, oferecendo nova roupagem às teorias racistas. Constituíramse em fontes primárias desta pesquisa documentos oficiais, versões preliminares das duas legislações, os documentos produzidos pelo movimento negro e algumas entrevistas. Procurou-se cotejar o espaço de proposição dado ao movimento negro e à questão racial durante a elaboração desses dois documentos, atentando-se à forma e conteúdo dos projetos preliminares, tentando explicitar as alterações que lhes foram impressas e de que forma a questão racial foi abordada nesse processo.
28

A construção social da imagem da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na mídia e a consolidação do papel da dupla vocação: profissional e institucional.

Martins, Rennê 10 March 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T19:25:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DissRM.pdf: 648436 bytes, checksum: d6cf0582c11f8264a4b42f94a3385abf (MD5) Previous issue date: 2004-03-10 / O objetivo desta pesquisa é estudar os advogados na imprensa escrita, em específico nos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo . A notícia não é reflexo de tudo o que acontece na sociedade, ao contrário ela é socialmente construída. A construção social da imagem do advogado ocorre, em parte, nos meios de comunicação. A visibilidade das ações, opiniões, preocupações ou reivindicações do grupo profissional são importantes para a consolidação de sua imagem. Nesse espaço ocorrem também os embates com outros atores sociais. Essas dinâmicas são analisadas através do referencial teórico da Sociologia das Profissões. Observa-se como o grupo profissional reafirma suas fronteiras e identidade. A pesquisa busca responder como os advogados conseguem dar visibilidade pública às questões que dizem respeito ao seu caráter profissional, assim como ao caráter institucional de porta voz da sociedade. Enfim, buscou-se identificar como é construída a imagem do advogado na imprensa.
29

(Re) descobrindo outros mundos rurais por detrás dos canaviais : Um estudo do município de Piracicaba, SP e do bairro de Anhumas

Peres, Alice Miguel de Paula 08 April 2015 (has links)
Submitted by Izabel Franco (izabel-franco@ufscar.br) on 2016-09-27T13:31:52Z No. of bitstreams: 1 TeseAMPP.pdf: 3467888 bytes, checksum: 1f11bdc1d53880ce0eb34f5bebd00314 (MD5) / Approved for entry into archive by Ronildo Prado (ronisp@ufscar.br) on 2016-10-03T18:33:21Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TeseAMPP.pdf: 3467888 bytes, checksum: 1f11bdc1d53880ce0eb34f5bebd00314 (MD5) / Approved for entry into archive by Ronildo Prado (ronisp@ufscar.br) on 2016-10-03T18:33:32Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TeseAMPP.pdf: 3467888 bytes, checksum: 1f11bdc1d53880ce0eb34f5bebd00314 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-10-03T18:40:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TeseAMPP.pdf: 3467888 bytes, checksum: 1f11bdc1d53880ce0eb34f5bebd00314 (MD5) Previous issue date: 2015-04-08 / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Com intuito de compreender os espaços rurais levando em conta a categoria modo de vida, estudamos o município de Piracicaba, SP, destacando lá um antigo bairro rural, o bairro de Anhumas. Ao mesmo tempo em que havíamos proposto compreender o modo de vida rural, o bairro de Anhumas vinha sendo designado pelo IBGE (Instituto de Geografia e Estatística) como uma área urbana isolada, o que corroborava os resultados da pesquisa do RURBANO, sinalizando para outras relações e dinâmicas sociais. E então nos perguntamos: o modo de vida rural havia desaparecido? O rural havia se metamorfoseado? Para responder ao problema formulado utilizamos como instrumento metodológico a História Oral e entrevistamos os moradores do bairro de Anhumas, enriquecendo a análise com uma revisão da literatura sobre a formação de Piracicaba, SP e sobre o meio rural privilegiando a teoria de inspiração marxista. Acrescentamos às análises realizadas alguns dados quantitativos publicados pelo IBGE e por outros pesquisadores. A tese está estruturada em três capítulos. No primeiro mostramos a origem da formação do mundo rural no município de Piracicaba, SP, deixando evidente o problema da propriedade da terra e das relações sociais no processo histórico. Ao fim, apresentamos dados que sugeriam o desaparecimento do rural. No segundo e terceiro capítulos tomamos as memórias dos moradores de Anhumas como eixo para descobrir as formas de sociabilidades pretéritas vinculadas àquele espaço social. O resultado foi frutífero, pois lá encontramos: as relações de parentesco e poder, de classe e de comunidade. Quanto às transformações, descobrimos a coexistência de processos que originaram os primeiros loteamentos. Descortinamos então a aparência do fenômeno e encontramos a vida real e concreta dos moradores nessas imbricações. Nesse percurso, nos deparamos com a jornada de uma classe social situada na fronteira entre campesinato e processo de expropriação e proletarização. Procurando tratar também da interioridade e identidade dos moradores do bairro, alcançamos os elos que ligam passado e presente, e lá estavam: a melancolia, o habitus de classe, as festas religiosas, revelando, na contradição do espaço social transfigurado, as histórias de vida e a presença de um sentimento de ruralidade ainda vivo.
30

Comunidade ? mesa: a comensalidade no romance O pai Goriot

Dantas, Rebekka Fernandes 16 February 2016 (has links)
Submitted by Automa??o e Estat?stica (sst@bczm.ufrn.br) on 2016-08-16T20:58:57Z No. of bitstreams: 1 RebekkaFernandesDantas_DISSERT.pdf: 15713856 bytes, checksum: 45db453ee2aeb73a575f117ba1f50ac0 (MD5) / Approved for entry into archive by Arlan Eloi Leite Silva (eloihistoriador@yahoo.com.br) on 2016-08-19T21:55:59Z (GMT) No. of bitstreams: 1 RebekkaFernandesDantas_DISSERT.pdf: 15713856 bytes, checksum: 45db453ee2aeb73a575f117ba1f50ac0 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-08-19T21:55:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 RebekkaFernandesDantas_DISSERT.pdf: 15713856 bytes, checksum: 45db453ee2aeb73a575f117ba1f50ac0 (MD5) Previous issue date: 2016-02-16 / Coordena??o de Aperfei?oamento de Pessoal de N?vel Superior (CAPES) / A comensalidade ? definida simplesmente como o ato de comer e beber juntos e tem provocado interesse tanto nos estudos em Nutri??o quanto nas Ci?ncias Sociais, devido em parte ?s mudan?as ocorridas no mundo contempor?neo, que afetam os h?bitos alimentares. Nosso objetivo ? compreender a comensalidade a partir da obra O pai Goriot, de Honor? de Balzac. Esse romance constituiu o corpus do trabalho. A hist?ria se passa em uma pens?o de um bairro decadente de Paris, chamada Casa Vauquer. Nesse ambiente, a mesa aparece como palco de pr?ticas alimentares, bem como de desentendimentos e desarmonias na vida em grupo ou em comunidade. Que comunidade ? essa? Para pens?-la utilizaremos as no??es de comunidade inconfess?vel e inoperante de Maurice Blanchot e Jean-Luc Nancy, respectivamente. Essas n?o acontecem na coes?o nem na comunh?o, mas sim no estranhamento e na desarmonia. A obra foi analisada em tr?s dimens?es: 1) caracteriza??o dos espa?os da obra; 2) descri??o dos personagens; 3) an?lise tem?tica das cenas que fazem refer?ncia ? comensalidade. A partir disto pudemos pensar na mesa da pens?o Vauquer como um espa?o de hostilidade e hospitalidade, que apresenta marcas do individual e do coletivo e onde prevalece a desordem. Refletindo sobre a comensalidade ? luz das Ci?ncias Sociais e da Literatura, acreditamos contribuir para o conhecimento de uma Nutri??o que considera o ato de alimentar-se como um fen?meno complexo que vai muito al?m das calorias e dos nutrientes contidos nos alimentos.

Page generated in 0.0386 seconds