• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 41
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 43
  • 43
  • 32
  • 30
  • 18
  • 17
  • 11
  • 11
  • 10
  • 9
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Competência intercultural no ensino integrado em contexto escolar bilingue

Liberto, Heloisa Madeira 28 March 2017 (has links)
Submitted by Josimara Dias Brumatti (bcgdigital@ndc.uff.br) on 2017-03-28T17:48:34Z No. of bitstreams: 1 TESE _Copiao_June 26_final Edited 2014 (1).pdf: 4477437 bytes, checksum: 9b9050e5392fdb4cc1ddd54076246b93 (MD5) / Approved for entry into archive by Josimara Dias Brumatti (bcgdigital@ndc.uff.br) on 2017-03-28T18:01:26Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TESE _Copiao_June 26_final Edited 2014 (1).pdf: 4477437 bytes, checksum: 9b9050e5392fdb4cc1ddd54076246b93 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-28T18:01:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TESE _Copiao_June 26_final Edited 2014 (1).pdf: 4477437 bytes, checksum: 9b9050e5392fdb4cc1ddd54076246b93 (MD5) / O mundo das relações sociais e culturais de hoje exige novas políticas no domínio do ensino de línguas. A importância dos aspectos interculturais no ensino de uma língua estrangeira cresceu nos últimos anos e tornou-se o principal tema, em estudos que se relacionam com o processo de ensino e aprendizagem como uma prática social. Além de uma perspectiva multicultural, há a perspectiva de educação intercultural. O ensino integrado de língua alemã é visto, neste contexto, como um campo fértil para desenvolver a aprendizagem intercultural, baseada na integração de conteúdos e aspectos linguísticos. Aqui são empregadas considerações para a integração de conteúdo e aprendizagem de línguas (Content and Language Integrated Learning - CLIL), na sua forma e nos seus desafios e suas influências no processo de aprendizagem intercultural de uma língua estrangeira. Este trabalho propõe uma reflexão sobre o estado atual das pesquisas na área de CLIL, no domínio da aprendizagem intercultural e de suas abordagens teóricas. O estudo foi realizado com base na avaliação de programa, aplicado em uma turma de aprendizagem integrada, do 7o ano de uma escola bilíngue, português-alemão, no Rio de Janeiro. O objetivo foi identificar evidências de êxito do programa no desenvolvimento de competência intercultural (CI). Para examinar o nível de CI dos alunos e professor do programa, foi aplicada uma ferramenta de pesquisa padronizada (IDI) aos alunos e seu professor e os resultados foram comparados aos de uma classe do 7o ano do Ensino Fundamental II (EFII), na mesma escola. O ensino de línguas é considerado sob os aspectos da competência intercultural e sua integração na prática. Os resultados desta pesquisa contribuem para a efetiva integração de conteúdos, fatores culturais e linguísticos e o desenvolvimento e adaptação de modalidades de ensino nas escolas com proposta bilíngue. / The world of social and cultural relations today requires new policies in the field of language teaching. The importance of intercultural aspects in the teaching of a foreign language has grown in recent years and has become the main theme in studies that relate to teaching as social practice and the current context in which the learning process takes place. Apart from a multicultural perspective, there is the perspective of intercultural education. The integrated teaching of the German language in the school context is seen as a fertile ground for developing intercultural learning based on the integration of content and linguistic aspects. Considerations for integrating content and language learning (CLIL) , its design and challenges as well as influences on intercultural learning process of a foreign language in the Brazilian scenario are employed here . This study aims at reflecting on the current research in the area of CLIL in the field of intercultural learning and its theoretical approaches. To this end a program evaluation of a 7th grade class studying German as a foreign language was conducted to identify evidence of intentional teaching aiming at the development of intercultural competence (IC). To examine the IC of students and their teacher in the program, a standardized survey examining IC was administered and compared to another class of 7th graders studying German as L2 in the same school. The teaching of foreign languages in schools will be considered under the aspects of IC and its integration in bilingual teaching practices. This study is based on a socio-cultural perspective of language and focuses on the relationship between language and social structure. The results of this study will contribute to the effective integration of content, cultural and linguistic factors and the development and adaptation of teaching methods in schools . This research also provides an overview of the teaching of the German language in Brazil and follows the concepts and dimensions of bilingualism or teaching German as a foreign and second language and deals with the aspect of intercultural learning in a school in Rio de Janeiro.
12

Desenvolvimento do Sentido de Propriedade: dois contextos escolares / Development of a sense of property: two school contexts

Gabriela Fernandes Castanheira 19 March 2013 (has links)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Partindo da perspectiva evolucionista da psicologia, que oferece uma compreensão filogenética dos comportamentos de cooperação e compartilhamento como decisivos para o processo adaptativo da espécie humana, e de um olhar ontogenético sobre o desenvolvimento moral, que aporta a dimensão cultural na qual esses comportamentos sociais são ainda hoje necessários para a vida harmoniosa em sociedade, o sentido de propriedade se destaca como um tema pouco estudado, porém de grande relevância, uma vez que a inserção da criança na cultura adulta de negociação e de trocas sociais dependerá do desenvolvimento do sentido de propriedade. A depender do ambiente e da intervenção de adultos com quem a criança convive, o desenvolvimento da noção de posse tenderá mais ou menos a comportamentos coletivistas. Com o objetivo de observar o impacto da escola sobre o desenvolvimento do sentido de propriedade em crianças entre cinco e oito anos de idade, foi desenvolvido um estudo correlacional que demonstrou haver diferenças estatisticamente significativas entre o desenvolvimento da noção de posse em crianças que frequentam uma escola de metodologia tradicional e crianças que assitem a uma escola de metodologia alternativa. Foram abordadas 78 crianças divididas em dois grupos. Um grupo de 38 crianças de uma escola tradicional e outro grupo de 40 crianças de uma escola alternativa. O procedimento consistiu na contação de quatro histórias, na quais os personagens se relacionam de diferentes maneiras e acabam por disputar um mesmo objeto. As crianças opinaram de quem elas achavam que era o objeto, quem elas achavam que merecia ficar com o objeto, e, então, entregaram elas mesmas o objeto ao personagem escolhido. Existindo as opções de dar para ninguém ou para ambos. De modo geral, o grupo de crianças da escola alternativa recorreu ao compartilhamento do objeto entre ambos os personagens em um maior número de situações, quando comparadas às crianças da escola tradicional. O que revela ser o contexto da escola alternativa mais propício aos comportamentos sociais de cooperação e compartilhamento, uma vez que eles fazem parte do cotidiano das crianças neste contexto escolar. Os resultados aqui desvendados corroboraram a hipótese inicial do estudo e encontraram respaldo na literatura. Espera-se, com isso, fortalecer o debate sobre os processos de escolarização com argumentação a favor dos contextos escolares inovadores e enriquecer os conhecimentos empíricos acerca do desenvolvimento do sentido de propriedade. / From the evolutionary perspective of psychology, which offers a phylogenetic understanding of the behaviors of cooperation and sharing as critical to the adaptive process of the human species, and from the ontogenetic look about moral development, which brings the cultural dimension in which these social behaviors are still now necessary for harmonious life in society, the sense of property stands out as a little studied topic, but very relevant, since it is from the development of the concept of property that children will be introduced in the culture of negotiation and social exchanges. Depending on the environment and the intervention of adults with whom the child is surrounded by, the development of a sense of property will tend more or less to collectivist behaviors. With the goal to observe the school impact over the sense of property development in children from five to eight years old, it was developed a correlational study wich has shown that there are significant statistic differences between the development of the concept of property in children attending schools with traditional methodology and of those attending schools with alternative methodologies. Seventy eight children were approached and divided into two groups. A group of 38 children were from a traditional school and another group of 40 children were from an alternative school. The procedure consisted of four stories that were told to the children, in which the characters related in different ways and eventually competed over the same object. Children judged who they thought the object belonged to, and whom they thought deserved to be with it, and afterwards the children themselves gave the object to the chosen character, with the possibility of giving the object to nobody or to both of the characters. Overall, the children group from the alternative school turned to object sharing between both characters in a larger number of situations in comparison to children from traditional school. This result reveals that the context of the alternative school is more prone to social behaviors of cooperation and sharing since they are part of the children daily routine in this school context. The results confirmed the initial study hypothesis and support in literature were also found. Therefore, it is expected that this study will strengthen the debate on schooling processes with arguments in favor of innovative school contexts and enrich the empirical knowledge about the development of the sense of property.
13

Resiliência em docentes : sentido e significado na prática profissional no contexto da educação básica

Rosana Salles Raymundo 28 November 2015 (has links)
A escola pública brasileira de educação básica apresenta-se como uma realidade desafiadora aos docentes na atualidade, haja vista as adversidades que esses profissionais enfrentam no cotidiano da escola. Superar os obstáculos do trabalho pedagógico e perseverar na profissão docente requer habilidades pessoais e profissionais que favoreçam ações positivas diante dos problemas encontrados no ambiente educativo; habilidades que sugerem o desenvolvimento de aspectos que caracterizam a resiliência humana. Para compreender esse fenômeno, este estudo buscou, a partir de narrativas da trajetória profissional, investigar como se constitui o processo de resiliência em docentes de escolas públicas e quais seus efeitos na prática docente. Propôs-se a identificar os fatores de risco e de proteção na docência; analisar as formas de superação dos problemas enfrentados pelos docentes no percurso profissional. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que envolveu a participação de treze docentes de uma Escola Pública Municipal da periferia de um Município do Vale do Paraíba Paulista. Utilizou-se o método fenomenológico proposto por Amedeo Giorgi para a análise das narrativas autobiográficas dos docentes, discutidas à luz da teoria bioecológica de Urie Bronfenbrenner, de teóricos da área educacional e estudiosos da resiliência. Os resultados demonstraram um perfil docente essencialmente feminino (100%), com idade entre 31 e 40 anos (54%) e com filhos (77%). A sistematização de análise das narrativas demonstrou que o conjunto de fatores protetivos, suporte da família e dos colegas de trabalho, os laços afetivos no ambiente escolar e fora dele, possibilitaram a adaptação positiva no contexto da docência, revelando a importância da resiliência na prática profissional docente, visto que as análises evidenciaram que o contexto escolar tornou-se mais saudável quando os aspectos resilientes se manifestaram. Considera-se a importância da resiliência na área educacional para potencializar a qualidade de vida e bem estar profissional. / The elementary education in Brazil shows itself as a challenging reality for teachers nowadays, since they have to face several adversities every day in the schools. Overcome obstacles of the pedagogical work and persevere in the professor career requires personal and professional competences which favor positive actions against problems found on the educational environment; competences that suggest the developoment of aspects which characterize the human resilience. Aiming the comprehension of this phenomenon, this study tried, via narratives of professional career, to investigate how the resilience process is composed in public school teachers and which are its effects for human development in the school context. It was purposed to identify the risk and protection factors in teaching; analyze the overcoming of problems faced by teachers trough the professional course. It is a qualitative research that involved the participation of 13 (thirteen) teachers from a Municipal Public School located in the suburbs of a city in Vale do Paraíba, in the state of São Paulo. The phenomenological method proposed by Amedeo Giorgi was used to analyze the teachers autobiographic narratives, these were discussed in light of Urie Bronfenbrenners bioecological theory, educational academics and resilience scholars as well. The results demonstrated a profile essentially feminine (100%), between the ages of 31 and 40 years (54%) and with children (77%). Systematic analysis of the narratives demonstrated that a set of protective factors, support from family and coworkers, emotional ties inside and out of the school environment, enabled a great adaptation in teaching context showing the importance of resilience during professional teaching practice, since the analysis showed that school context became healthier when resilient aspects were manifested. This study regards the importance of resilience in the educational area to potentialize life quality and professional welfare.
14

FormaÃÃo docente, professor coordenador pedagÃgico e contexto escolar: diÃlogos possÃveis / Teacher training, Teacher pedagogical coordinator and School: possible dialogues

Osmar HÃlio Alves AraÃjo 09 November 2015 (has links)
Conselho Nacional de Desenvolvimento CientÃfico e TecnolÃgico / A presente dissertaÃÃo investiga sobre o professor coordenador pedagÃgico e a formaÃÃo contÃnua do docente no contexto escolar. Perfilou como objeto de investigaÃÃo a formaÃÃo contÃnua do docente mediada pelo professor coordenador pedagÃgico na arena escolar e aduziu como objetivo compreender a formaÃÃo contÃnua do professor com enfoque nas aÃÃes formativas docentes mediadas pelo professor coordenador pedagÃgico no contexto escolar. A pesquisa empÃrica, com Ãncora na abordagem qualitativa, envolveu 03 professores coordenadores pedagÃgicos, integrantes do nÃcleo gestor de 02 instituiÃÃes pÃblicas de ensino mÃdio do municÃpio de Ipu/CE. Para a coleta de dados aplicou-se questionÃrio e entrevista semiestruturada, assim como foram utilizadas fontes documentais, em nÃvel escolar, o Projeto PolÃtico PedagÃgico e o regimento escolar, em nÃvel nacional, Plano Nacional de EducaÃÃo-PNE e a Lei de Diretrizes e Base da EducaÃÃo. Os subsÃdios teÃricos para tal discussÃo foram auferidos pelas informaÃÃes trazidas por pesquisadores da Ãrea que contribuÃram na confecÃÃo desta pesquisa, sÃo eles: Domingues (2009, 2014), Clementi (2005), Franco (2008a, 2008b, 2012), Pinto (2006, 2012, 2013), Silvestre e Placco (2012), Freire (1996, 2000, 2005), Lima (2001, 2012), LibÃneo (2002a, 2002b, 2008, 2011, 2015), LibÃneo e Pimenta (2011 e 2015), SacristÃn (1999), NÃvoa (1999a, 1999b, 2009), Pimenta e Lima (2004), Almeida e Pimenta (2012), Pimenta (2005, 2012), Tardif (2000), Tardif e Raymond (2000). Os dados obtidos deixam patente a insuficiÃncia no que toca a momentos especÃficos atinentes à formaÃÃo contÃnua do professor, ou seja, foi possÃvel verificar aÃÃes pedagÃgicas pontuais coadunadas à promoÃÃo da formaÃÃo contÃnua do docente. E, ainda, como resultado, foi possÃvel perceber a necessidade de uma formaÃÃo contÃnua para os professores tendo como solo embrionÃrio o prÃprio fazer docente, bem como formaÃÃo em uma perspectiva de continuidade, sistemÃtica, reflexiva. Em vista disso, foi possÃvel sugerir os pilares que podem contribuir na sistematizaÃÃo da formaÃÃo contÃnua do docente, quais sejam: a prÃtica pedagÃgica, os saberes e as experiÃncias dos professores. / This dissertation investigates the teacher pedagogical coordinator and the training of teachers in school. It had as a research object the training of teachers mediated pedagogical coordinator teacher at the school and introduced aimed at understanding the teacher training with a focus on teachers training activities mediated by the teacher pedagogical coordinator. The empirical research, qualitative approach, involved 03 coordinators teachers, core members manager of 02 high school public institutions in the city of Ipu / EC. To collect data was applied questionnaire and semi-structured interviews, and documentary sources, at the school level, the Pedagogical Political Project and the school regulations at the national level, National Education Plan-NAP and the Law of Guidelines and Base Education. The theoretical basis for such a discussion were obtained by the information brought by researchers in the field who have contributed in the making of this research, they are: Domingues (2009, 2014), Clementi (2005), Franco (2008a, 2008b, 2012), Pinto (2006, 2012, 2013), Silvestre and Placco (2012), Freire (1996, 2000, 2005), Lima (2001, 2012), LibÃneo (2002a, 2002b, 2008, 2011, 2015), LibÃneo and Pimenta (2011 and 2015), SacristÃn (1999), NÃvoa (1999a, 1999b, 2009), Pimenta and Lima (2004), Almeida and Pimenta (2012), Pimenta (2005, 2012), Tardif (2000), Tardif and Raymond (2000) .The data let reveal the inadequacy when it comes to specific times of continuous training of teachers, that is, we found specific pedagogical actions combined with the promotion of training of docente.E also as a result, it was revealed the need for continuous training for teachers to break own practice as well as training in a perspective of continuity, systematic, reflective. Thus, it was possible to suggest the pillars that can contribute to the systematization of continuous training of teachers, namely: pedagogical practice, knowledge and experiences of teachers.
15

As representaçãoes sociais do aluno do Ensino médio: o contexto escolar sob o olhar do aluno

Silva, Janaína Cezar de Souza e 25 September 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2015-02-04T21:22:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Janaina Silva.pdf: 790655 bytes, checksum: 1c36ca0dc89903590ad19d2911835cb6 (MD5) Previous issue date: 2008-09-25 / Por considerar importante conhecer o que o aluno espera da escola e qual é o seu olhar sobre o contexto escolar é que esse estudo se realiza. Neste sentido, as representações sociais do aluno do Ensino Médio de uma Escola Pública Estadual são o objeto deste trabalho. Seus objetivos são: a) conhecer as representações sociais dos alunos sobre o contexto escolar; e b) compreender as necessidades e expectativas dos alunos do Ensino Médio. A abordagem metodológica é qualitativa e utiliza como procedimentos: a) questionário aplicado a 172 alunos, contando de três partes: 1ª perfil do aluno; 2ª associação de palavras; e 3ª perguntas dissertativas acerca do contexto escolar e sobre o projeto de vida desses alunos, no âmbito da escola, da família e do trabalho; b) grupo focal desenvolvido com nove alunas, selecionadas a partir do instrumento anterior. Foram tratados três temas distintos, um em cada encontro, tais como: contexto escolar, necessidades e expectativas e o aluno do ensino médio. Para a análise dos dados coletados, Moscovici (1978, 2003) e Sá (1996, 1998) contribuem para a compreensão das representações sociais do aluno do ensino médio sobre o contexto escolar; Rodrigues e Esteves (1993) fundamentam o conceito de necessidades; Charlot (2000, 2001, 2005) alicerça a discussão sobre a relação dos jovens com o saber; e Canário (1996) e Abdalla (2006) auxiliam no estudo sobre a escola e o contexto escolar. Esse trabalho apresenta dados sobre o perfil do alunado, as suas representações sociais e suas necessidades e expectativas em relação ao contexto escolar. Ao deixar os alunos livres para falar sobre o contexto escolar, a categoria de análise que surgiu pelo olhar dos próprios alunos foi o contexto escolar, sob o enfoque das unidades de sentido: escola, estudo e trabalho docente.
16

Condições de trabalho e de saúde em contexto escolar

Moreira, Vanessa Maria Ribeiro January 2012 (has links)
Tese de mestrado. Engenharia de Segurança e Higiene Ocupacionais. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2012
17

[en] TEACHER, IS THERE FIREWOMEN?: GIRLS AND BOYS CO-CONSTRUING GENDER IDENTITIES AT SCHOOL / [pt] TIA, EXISTE MULHER BOMBEIRA? MENINAS E MENINOS CO-CONSTRUINDO IDENTIDADES DE GÊNERO NO CONTEXTO ESCOLAR

JONE CARLA BAIAO 01 March 2007 (has links)
[pt] A tese Tia, existe mulher bombeira? Meninas e meninos co- construindo identidades de gênero no contexto escolar trata da construção de identidade de gêneros de crianças, entre 6 e 7 anos de idade, numa classe de alfabetização de uma escola pública na cidade do Rio de Janeiro, a partir da análise da fala em interação em grupos mistos, durante a realização de atividades de jogo controladas pelas próprias crianças, e em atividades de roda e de apresentação de brinquedos, com a participação da professora. A pesquisa, de natureza qualitativa e etnográfica, tem seu suporte teórico na Sociolingüística Interacional, na Análise da Conversação e na Etnografia da Comunicação. Os conceitos mais importantes são os de enquadre e alinhamento, tópico e estruturas de participação. O trabalho dialoga com as teorias sobre gênero, dos anos 80 e 90, e com os estudos sobre gênero e infância, com foco especial em estudos sobre o contexto (cultural, escolar, tipo de atividade). A análise dos dados aponta para a construção de diferentes identidades de gêneros femininos e masculinos, no âmbito individual e do grupo. Discuto assim diferentes modos de ser menina e menino que as crianças da turma co-construíram, fazendo reflexões sobre as teorias de gênero da dominância, da diferença/ duas culturas, construcionistas e performáticas. Avalio se os resultados obtidos relacionam-se aos modelos hegemônicos de identidades de gênero ou a outras formas/múltiplas de serem hoje meninas e meninos, em função do contexto e de diferentes atividades de que as crianças participam. / [en] The dissertation Teacher, is there firewomen? Girls and boys coconstruing gender identities at school investigates the construction of gender identities among 6 and 7 years old children, first graders of a public school at Rio de Janeiro city, through the analysis of talk in interaction in mixed groups, during game activities controled by the children, and in sharing activities, with teacher participation. This ethnographic research articulates Interactional Sociolinguistics and Conversation Analysis (discursive topics, participation structures, frames, and footings analyses), through a dialogue among 80´s and 90´s gender theories, as well as gender and childhood studies, focusing context studies (cultural, school, types of activities). The data analysis points to the construction of different female and male gender identities, giving rise to macro issues related to the theory of difference, and to different male and female identities according to types of school activities. There is also a difference concerning individual and group identity constructions. Thus, I discuss the ways of being a girl or a boy that those children co-construed, reflecting on gender theories of dominance, of difference, constructivist, and performative. I evaluate if the results reproduce hegemonic models of pre-established identities, or if they reformulate/reconstrue other forms of being girls and boys, considering the context and the different types of activities that those children engage in.
18

Dual exceptionalities: Exploratory analysis of experiences and self-image in Chilean students / Doble excepcionalidad: análisis exploratorio de experiencias y autoimagen en estudiantes chilenos / Dupla excepcionalidade: análise exploratória das experiências e autoimagem em estudantes chilenos

Gómez Arizaga, María Paz, Conejeros-Solar, Maria Leonor, Sandoval Rodríguez, Katia, Armijo Solís, Solange 25 September 2017 (has links)
This research explores the manifestation of dual exceptionality, regarding self-image and the experiences students have had with classmates and teachers. The sample was comprised of four students ages 8 to 15 that exhibited ADHD with giftedness and ASD with giftedness. In-depth interviews were conducted with the students. Results showed that students who had a notion of their discrepancies were motivated towards learning, but became bored when tasks were not challenging. They also had good relationships with their teachers and peers. However, meaningful social interactions had a negative connotation for the gifted/ASD group. Implications for research and practice are discussed further. / El presente estudio explora la construcción de autoimagen y el tipo de experiencias ocurridas con compañeros y profesores en la condición de doble excepcionalidad. Se analizan cuatro casos de estudiantes de 8 a 15 años que presentaban trastorno de déficit de la atención (TDAH) con alta capacidad y trastorno del espectro autista (TEA). Los resultados indican que los estudiantes presentaban una noción de la discrepancia de su condición a pesar de desconocerla; estaban motivados al aprendizaje, pero se aburrían con tareas poco desafiantes o repetitivas; presentaban buena relación con profesores y compañeros, sin embargo, para el grupo de estudiantes con alta capacidad y TEA existía una connotación negativa. Se discuten implicancias para la investigación y práctica educativa. / Esta pesquisa explora a manifestação da dupla excepcionalidade referente à construção da autoimagem e o tipo de experiências com colegas e professores. Os casos de quatro (4) estudantes de 8 a 15 anos que apresentavam transtorno do déficit de atenção (TDAH) com alta capacidade e transtornos do espectro autista (TEA) com alta capacidade, foram anali- sados. Os resultados indicam que os estudantes tinham uma noção da discrepância de sua condição, apesar de ignorá-la. Eles estavam motivados a aprender, mas ficavam entediados com tarefas pouco desafiantes ou repetitivas. Além disso, apresentavam boas relações com colegas e professores, no entanto, para o grupo de alunos com TEA e alta capacidade, esta relação tinha uma conotação negativa. As implicações para a pesquisa e a prática educativa, são discutidas.
19

O bullying a partir de representações sociais de estudantes e da análise de produções científicas

Miranda, Rosane de Sousa 17 February 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2015-05-14T13:16:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 arquivototal.pdf: 1758247 bytes, checksum: 7b73bcd215ec46ba923832e733b1ebcb (MD5) Previous issue date: 2011-02-17 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / The general aim of this dissertation was to apprehend the social representations of students about bullying in the school context and the contents which emerges in the scientific literature on bullying. We adopted a psychosocial approach, through the theoretical framework of social psychology, conducted by the Social Representations Theory of Serge Moscovici. The study involved two techniques: field and documentary research. The locus of the field research was a public school located in the city of Joao Pessoa, Paraiba. For documentary research, scientific papers were collected from a web search in two large virtual libraries: SciELO and the Virtual Health Library. The keyword used was "bullying". In field research, two hundred sixty-seven students, mean age was 16 years old, completed a questionnaire containing bio-sociodemographic items and school experiences and the Scale of Aggression and Peer Victimization. Then a subsample was composed, where we seek at least two participants for each level of the variables: age, sex, skin color, body satisfaction the type of involvement whit bullying. Participated in this stage thirty students who responded to a semi structured interview. The contents of the interview was treated by Lexical Analysis of Alceste software through the standard procedure. This computer program was also used for processing the 14 articles collected from the virtual libraries investigated. Data collected through the questionnaire and the scale were analyzed by descriptive and inferential statistics (chi-square). The interview results showed that students represented socially bullying through the anchoring of prejudice targeted to minorities expressed by gays; blame the victim and the normalization of violence, expressed by "jokes" and "laugh" and even in the absence of school and family support, expressed by "lack of good manners" and "taking action". The papers showed a predominance of empirical investigations based mainly on a standard classification of bullying and highlighted the lack of interventions in Brazil. Taken together, the social representations of adolescents and scientific articles's content, was observed that they approach when they refer to the lack of measures and interventions. On the other hand, speeches took distance, as in the case of students, when their lines denoting prejudice associated with bullying (intergroup perspective), while the scientific content signaled for analysis related to correlations with sociodemographic variables (interindividual perspective). These results were discussed within the literature. We also sought to raise the potential limitations of the study, pointing out its applicability and to suggest the unfolding of future research and interventions. / O objetivo geral da presente dissertação foi apreender as representações sociais dos estudantes acerca do bullying no contexto escolar e os conteúdos que emergem na produção científica sobre o bullying. Adotou-se um enfoque psicossociológico, por meio do arcabouço teórico da Psicologia Social, conduzido pela Teoria das Representações Sociais, de Serge Moscovici. O estudo compreendeu duas técnicas de pesquisa, uma de campo e outra documental. O lócus da pesquisa de campo foi uma escola pública localizada no município de João Pessoa, na Paraíba. Para a pesquisa documental, foram coletados artigos científicos, a partir de busca na internet, em duas grandes bibliotecas virtuais: o Scielo e a Biblioteca Virtual de Saúde. A palavra-chave utilizada foi: bullying . Na pesquisa de campo, duzentos e sessenta e sete estudantes, com idade média de 16 anos, responderam a uma Escala de Agressão e Vitimização entre Pares e um questionário contendo itens bio-sociodemográficos e de vivências escolares. Em seguida foi composta uma subamostra onde se buscou pelo menos dois participantes para cada nível das variáveis: faixa etária, sexo, cor da pele, satisfação com o corpo e tipo de envolvimento. Participaram desta fase trinta estudantes que responderam a uma entrevista semiestruturada. Os conteúdos da entrevista foram tratados pela Análise Lexical do software Alceste, por meio do procedimento padrão. Este programa computacional também foi utilizado para o processamento dos catorze artigos recolhidos a partir das bibliotecas virtuais investigadas. Os dados coletados com o questionário e a Escala foram analisados por estatísticas descritivas e inferencial (qui-quadrado). Os resultados da entrevista demonstraram que os estudantes representaram socialmente o bullying ancorando-o no preconceito, objetivado em minorias como os gays ; na culpabilização da vítima e banalização da violência, objetivada nos signos brincadeira e rir ; foi ancorado ainda na ausência de suporte escolar e familiar, objetivado em falta de educação e de providências . Os artigos científicos tiveram predomínio de investigações empíricas pautadas principalmente numa classificação padrão de bullying e destacaram a carência de intervenções no Brasil. Quando analisados em conjunto, as representações sociais dos adolescentes e os temas ressaltados nos artigos científicos observou-se aproximação acerca da carência de providências e intervenções. Por outro lado, os discursos se distanciaram à medida que, no caso dos estudantes, as falas denotavam o bullying associado ao preconceito (perspectiva intergrupal), enquanto que os artigos científicos sinalizaram para análises ligadas às correlações com variáveis sociodemográficas (perspectiva interindividual). Estes resultados foram discutidos à luz da literatura especializada. Procurou-se ainda levantar as limitações potenciais do estudo, apontar a sua aplicabilidade e sugerir os desdobramentos de futuras pesquisas e intervenções.
20

As representações sociais dos estudantes acerca do bullying no contexto escolar

Araújo, Luciene da Costa 25 February 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2015-05-14T13:16:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 arquivototal.pdf: 2150723 bytes, checksum: affe1af4eb13795b156f611e6a5de7af (MD5) Previous issue date: 2011-02-25 / Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq / The violence has been taking increasingly frightening proportions in our society, thus occupying a large space in current discussions. On the premise that violence is a social construction that takes place among a set of relationships and interactions among individuals, highlights the importance of the meanings attributed to the bullying by the social actors that are part of the school routine. Thus, this study aimed to understand the social representations of students about bullying, from the following types of involvement: aggressor, victim, victim-aggressor and uninvolved. This is a field research, qualitative and quantitative, developed in public elementary schools in the city of João Pessoa - PB. This study was conducted in two stages: At first, we used a sample of 346 female students and male, with ages ranging between 10 and 17 years old (M = 13.5, SD = 1.65) and the sample type of non-probability accidental. During data collection we used the free-association test, a sociodemographic questionnaire and school experiences, and the Scale of Aggression and Peer Victimization - EVAP; the second step, were the application of SCAN-Bullying with a subsample of 32 students. In the analysis of the demographics data and the Scale of Aggression and Peer Victimization (EVAP) were used descriptive and inferential statistics (chi-square). By analyzing the EVAP found that 39% of students were not involved in bullying, 27% were identified as aggressors, 23% behaved as aggressors and victims, 11% were identified as victims. The data obtained through the free-association test were processed by software Tri-Deux-Mots, revealing that bullying was represented in a manner similar to its theoretical definition, classified as direct attacks (punches and kicks), indirect (through threats) and as verbal aggression (insults, nicknames), also associated with racism and prejudice. To effect the analysis of SCAN-Bullying was used the ALCESTE software. By this analysis, showed that students identified as victims accounted bullying from their victimization experiences, highlighting how the support was perceived on these situations. The aggressor have attributed positive feelings to the role of aggressor, associate the idea of power and popularity, justifying victimization to the victim's personal characteristics or in terms of socio-cultural stereotypes. Victims-aggressors accounted bullying as direct and indirect physical aggression, manifesting behaviors of hitting back the aggression. Students who were not involved in bullying revealed a concern with coping strategies. These results were discussed within the literature, indicating convergence with some findings. We also sought to raise the potential limitations of the study. / A violência vem tomando proporções assustadoras em nossa sociedade, ocupando um grande espaço nas discussões atuais. Partindo da premissa de que a violência é uma construção social que se dá em meio a um conjunto de relações e interações entre os indivíduos, destaca-se a importância dos significados atribuídos ao bullying pelos atores sociais que fazem parte do cotidiano da escola. Deste modo, objetivou-se neste estudo apreender as representações sociais dos estudantes acerca do bullying, a partir dos seguintes tipos de envolvimento: agressor, vítima, vítima-agressora e não envolvido. Trata-se de uma pesquisa de campo, de cunho qualitativo e quantitativo, desenvolvida em instituições escolares do ensino fundamental da rede pública, na cidade de João Pessoa-PB. Este estudo foi realizado em dois momentos: No primeiro, foi utilizada uma amostra constituída por 346 estudantes do sexo feminino e masculino, com faixa etária variando entre 10 e 17anos (M= 13,5; dp= 1,65), sendo a amostra do tipo não probabilística, acidental. Na coleta de dados utilizou-se a técnica de associação livre de palavras; um questionário de dados sociodemográficos e Experiências escolares; e a Escala de Agressão e Vitimizacão entre Pares EVAP; No segundo momento, foi realizada a aplicação do SCAN-Bullying com uma subamostra de 32 estudantes. Na análise dos dados sociodemográficos e da Escala de Agressão e Vitimizacão entre Pares (EVAP) foram utilizadas estatísticas descritivas e inferenciais (qui-quadrado). Mediante a análise da EVAP constatou-se que 39% dos estudantes não estavam envolvidos com o bullying, 27% foram identificados como agressores, 23% comportavam-se como vítimas-agressoras e 11% foram identificados como vítimas. Os dados obtidos através do teste de Associação Livre de Palavras foram processados pelo software Tri-Deux-Mots, revelando que o bullying foi representado de forma semelhante à sua definição teórica, categorizado como agressões diretas (socos e chutes), indiretas (através de ameaças) e como agressões verbais (xingamentos, apelidos), sendo também associado ao racismo e ao preconceito. Para a efetuação da análise do SCAN-Bullying foi utilizado o software ALCESTE, onde se observou que os estudantes identificados como vítimas representaram o bullying a partir de suas experiências de vitimização, destacando como o apoio era percebido diante destas situações. Os agressores atribuíram sentimentos positivos ao papel de agressor, associados à idéia de poder e popularidade, justificando a vitimização a partir das características pessoais da vítima ou em função dos estereótipos sócio-culturais. As vítimas-agressoras representaram o bullying como agressões físicas diretas e indiretas, manifestando comportamentos de revidar a agressão sofrida. Os estudantes que não estavam envolvidos com bullying revelaram uma preocupação com as estratégias de enfrentamento. Estes resultados foram discutidos à luz da literatura especializada, indicando convergência com alguns achados. Buscou-se ainda levantar as limitações potenciais do estudo.

Page generated in 0.0756 seconds