• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 14
  • 1
  • Tagged with
  • 15
  • 7
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Iconografia de esposas míticas na pintura portuguesa : análise casos

Bastos, Isabel da Conceição Ribeiro Soares 2011 (has links)
Este trabalho incide sobre a Iconografia de Esposas Místicas na pintura Portuguesa através da análise de casos específicos. Foram estudadas cinco Santas e Esposas de Cristo nas pinturas de Josefa de Óbidos, Bento Coelho e um pintor desconhecido: Santa Úrsula, Santa Catarina de Alexandria, Santa Catarina de Siena, Santa Teresa de Avila e Santa Rosa de Lima. Depois de esclarecido o complexo tema do Casamento Místico, e tendo em conta as fontes primárias hagiográficas, este trabalho revela aspectos particulares da iconografia de todas as pinturas em análise, eliminando erros efectuados em análises pictóricas anteriores. Utilizando também o método que chamamos de «Hagiografia comparada», realçamos as semelhanças hagiográficas existentes entre Santos e Santas, que em certos casos extravasaram para a pintura, criando uma modelo pictórico, repetido ao longo dos tempos e de pintores. Esperamos assim contribuir para a melhor compreensão e difusão do tema do Casamento Místico.
2

Hagiografia : releituras do gênero por Eça de Queirós e Teixeira de Pascoaes

Giro, Bruna. 2011 (has links)
Orientador: Márcia Valéria Zamboni Gobbi Banca: Aparecida de Fátima Bueno Banca: Maria Lúcia Outeiro Fernandes Resumo: Este trabalho pretende explorar o caso das hagiografias modernas na literatura portuguesa. O corpus escolhido é composto pelas narrativas "São Cristóvão", de Eça de Queirós (1900), e São Jerônimo e a trovoada(1934), de Teixeira de Pascoaes. A análise consistirá em investigar como os escritores portugueses decidiram retomar o gênero hagiográfico, cujo ápice da produção literária se deu na Idade Média. Também serão explorados, através de um estudo comparativo entre as hagiografias modernas e as medievais, as diferenças e pontos comuns entre essas obras. Além disso, será importante discutir como as obras se adequam ao projeto cultural e literário de cada autor. Por fim, o trabalho será direcionado para um estudo das imagens do imaginário míticoreligioso presente nas duas narrativas analisadas Abstract: This paper explores the case of modern literature hagiographies portuguese. The corpus chosen is composed of narratives "São Cristóvão" in Eça de Queirós (1900), and São Jerónimo e a trovoada (1934), Teixeira de Pascoaes. The study is to investigate how those writers Portuguese decided to return to the hagiographic genre, which peaked in production literature occurred in the Middle Ages. It will also be explored through a study comparison between the modern and medieval hagiography, and the differences commonality between these works. Moreover, it is important to discuss how works fit the cultural and literary design of each author. Finally, the work will be directed to a study of images of mythic-religious imagery present in both narratives analyzed Mestre
3

Retábulo de Santa Joana Carolina, de Osman Lins: um discurso de sagração do humano

2012 (has links)
Submitted by Amanda Silva (amanda.osilva2@ufpe.br) on 2015-03-10T13:54:49Z No. of bitstreams: 2 RETÁBULO DE SANTA JOANA CAROLINA, DE OSMAN LINS - um discurso.pdf: 768411 bytes, checksum: 86bf51535de9cc90caaadb3fac70e894 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Made available in DSpace on 2015-03-10T13:54:49Z (GMT). No. of bitstreams: 2 RETÁBULO DE SANTA JOANA CAROLINA, DE OSMAN LINS - um discurso.pdf: 768411 bytes, checksum: 86bf51535de9cc90caaadb3fac70e894 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012 Esta pesquisa tem como objetivo investigar a maneira como o escritor pernambucano Osman Lins se utiliza de um discurso alegórico para refletir sobre a dessacralização da vida humana operada pela sociedade atual. Isto no que diz respeito, sobretudo, à quebra do vínculo religioso que existia entre o Humano e a Natureza na narrativa Retábulo de Santa Joana Carolina, do livro Nove, Novena. Este estudo tem início com a análise da atualização do gênero escolhido pelo autor para a construção do Retábulo – a Hagiografia –, modelo textual comumente utilizado para narrar a vida dos santos católicos, com interesse na causa da Canonização. Entretanto, a Hagiografia não é o único elemento extraído do Cristianismo focado nesta pesquisa. Analisamos também, no imaginário religioso utilizado pelo autor, tanto a figuração presente no título da obra que abarca a narrativa (Nove, ‘Novena’ = conjunto de orações destinadas a alcançar uma graça por intermédio de um santo de devoção de quem reza), quanto a da própria narrativa: ‘Retábulo’ de Santa Joana Carolina, que aparece com a plasticidade das construções em madeira responsáveis por ornamentar os altares das Igrejas Católicas. O processo de sagração iniciado por Osman, no entanto, não se dá em uma perspectiva religiosa tradicional, uma vez que seu movimento de comunhão é telúrico, pois a santa Joana é sacralizada com um ritual de “retorno” à Terra-Mãe, não faz um deslocamento ascensional, como o dos cristãos. Tal enlace, que resgata aspectos dos rituais religiosos panteístas, move esta investigação para um modo que confere destaque à Natureza antes da Cultura, e para um discurso que propõe com sua figuração uma espécie de pacto pós-cristão. É como se o autor louvasse a dimensão sagrada e misteriosa do mundo, perdida com a sociedade pósindustrial, mas dentro de uma visão liberta da ingenuidade determinista de outrora.
4

Discurso religioso : um espaço simbolico entre o ceu e a terra

2000 (has links)
Orientador: Eni Puccinelli Orlandi Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem Made available in DSpace on 2017-03-22T07:42:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Almeida, Eliana de.pdf: 21836232 bytes, checksum: e342eac9a05c125c2622efd5cae5051f (MD5) Previous issue date: 2000 Made available in DSpace on 2017-07-04T14:54:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Almeida_Elianade_M.pdf: 21836232 bytes, checksum: e342eac9a05c125c2622efd5cae5051f (MD5) Previous issue date: 2000 Resumo: Como se dão os processos de construção dos sentidos de santidade? e Como vão se constituindo os sentidos da mística religiosa? Buscamos, neste trabalho, responder a essas questões do lugar teórico da Analise do Discurso, linha francesa, tomando, como material empírico de análise, a oração Ave Maria e a obra Um santo para cada dia. Constituímos corpus de nossa análise: 1. as narrativas marianas, incluindo a oração, em relação com a narrativa de Santa Luzia; 2. a obra, enquanto calendário de comemorações religiosas; e 3. o fato de as narrativas e o calendário circularem no interior de uma instituição, a Igreja. Por sustentar-se na relação entre os planos espiritual e temporal, Orlandi (1987:246), o discurso religioso constitui-se num espaço simbólico, no qual são instauradas as instâncias discursivas - territorialidade, temporalidade e arquitetura ¿ cujos sentidos são presididos e administrados pela Igreja. A cruz, o artesanato, e as aparições - linguagem não-verbal - atestam a relação entre esses planos, textualizando-a para o sujeito-fiel. Assim, constituem-se em marcos do plano espiritual e senha de entrada ao espaço simbólico da mística religiosa. Buscando compreender o funcionamento discursivo das narrativas e do calendário, consideramos, em nossa análise, que as narrativas instituem uma posição sujeito-leitor intercambiável com a posição sujeito-fiel: ser leitor das narrativas é estar ideologicamente inscrito na discursividade religiosa, submetendo-se, explicitamente, à crença e aos seus rituais. O calendário de comemorações religiosas configura uma temporalidade discursiva, instaurando o efeito de companhia efetiva dos santos junto ao fiel e organizando o seu tempo. A Igreja constitui-se, assim, num espaço de interpretação, visto que atribui aos fatos uma relação de causa de conseqüência. Os fatos reclamam sentidos, e a Igreja os dá Abstract: How are the processes of construction of sanctity meanings given? And how are the meanings of the religious mysticism constituted? We try, in this work, to answer to answer these questions from the theoretical place the Discourse Analysis of the Speech, French line, taking, as empiricist material of analysis, the prayer Holly Mother and the work Um santo para cada dia We constitute the corpus of our analysis: 1. the marianas narratives, including the prayer, in relation to the narrative of Saint Luzia; 2. the work, while calendar of religious commemorations; and 3. the fact that the narratives and the calendar circulate inside an institution, the Church. Owing to the fact ofbeing supported by the relation between the spiritual and temporal plans, Orlandi (1987:246), the religious speech consists in a symbolic space, in which the discursives instances are established - territoriality, temporality and architecture - which meanings are presided over and managed by the Church. The cross, the handicraft, and the apparitions - non-verbal language - certify the relation between these plans, textualizing it for the believer. Thus, they consist in spiritual landmarks and an entering password for the symbolic space of the religious mysticism. Trying to understand the discursive functioning of the narratives and the calendar, we consider, in our analysis, that the narratives institute an interchangeable discursive position between the reader's and the believer's ones: being a reader of the narratives is to be ideologically enrolled in the religious discursivity, submitting, explicitly, to the belief and its rituaIs. The calendar of religious commemorations configures a discursive temporality, establishing the effect of effective company of the Saints and the believer together and organizing its time. The Church consists, thus, in a space of interpretation, since it attributes to the facts a relation of cause and consequence. The facts ask for meanings, and the Church gives them Mestrado Mestre em Linguistica
5

Hagiografia e vida monástica : o eremítismo como ideal monástico na Vita Sancti Fructuosi

Amaral, Ronaldo. 2006 (has links)
Orientador: Ruy de Oliveira Andrade Filho Banca: Hilário Franco Júnior Banca: Ivan Esperança Rocha Banca: Leila Rodrigues da Silva Banca: Mario Jorge da Motta Bastos Resumo: A Vita Sancti Fructuosi, hagiografia visigótica escrita nos últimos decênios do VII século, devera, em detrimento de seu valor essencialmente biográfico, constituir-se sobretudo em um texto cuja razão e função proeminentes estaria em propagandear e exaltar um estilo de vida religiosa tido por ideal: a vida monástica sob seu gênero anacorético. Este gênero monástico seria identificado ainda com aquele próprio do Oriente, pois frente a uma época em que a Igreja visigoda reprimia as manifestações religiosas surgidas e praticadas a sua margem, extinguindo-as ou submetendo-as, e aqui encontraríamos claramente a vida anacorética, poderia esta, na medida em que seria apresentada como uma experiência "atualizada" da vida ascética e solitária daquele reconhecido e louvável modelo oriental, constituir-se em uma justificação lícita para sua aceitação e propagandeamento na Hispânia visigoda... (Resumo completo, clicar em acesso eletrônico) Abstract: The Vita Sancti Fructuosi, although the visighotic hagiography written in the late decades of the VII century, in detriment of its biographic value, it is a text that was written to advertise and to emphasize a religious lifestyle which was considered the ideal: the ascetic monastic life. This kind of monastic life would be identified with that of the orient, because in a time when the visighotic church used to stop any religious demonstration that was different from their doctrines, extinguishing or undergoing them to their beliefs , and here we would find clearly the ascetic life, it would be able to survive as it was presented as an up-to-date of an ascetic and solitary life that was recognized as legal, therefore it would be accepted and used as propaganda in the Visighotic Hispania... (Complete abstract, click electronic access below) Doutor
6

Entre santos e demônios : a percepção do mal na teologia e hagiografias do Reino Visigodo de Toledo (séculos VI-VII)

Esteves, Germano Miguel Favaro. 2015 (has links)
Orientador: Ruy de Oliveira Andrade Filho Banca: Sergio Alberto Feldman Banca: Ana Paula Tavares Magalhães Banca: Ronaldo Amaral Banca: Milton Carlos Costa Resumo: A tese que aqui se apresenta a respeito do reino visigodo utiliza-se de um gênero de fontes, a hagiografia, como ponto de partida para abordagem proposta. Vemos nessas fontes um testemunho do imaginário em sua imbricação com o sagrado, ou seja, com o Cristianismo, e os limites da cristianização católica; o sincretismo religioso entre a fé cristã e as crenças ditas "pagãs" pela própria Igreja; e, dentro desse escopo, as representações do Mal, bem como a ética decorrente de tal percepção como elementos da religiosidade medieval - presentes na cultura visigoda -, os quais, não obstante extensos estudos realizados até o presente momento, exigem novas abordagens. Em linhas gerais, propomos analisar a percepção do Mal e suas representações na longa duração, o papel e intenções dos teólogos e hagiógrafos, dando atenção especial à religiosidade e suas implicações no imaginário. Como fontes principais de nossa pesquisa, que fazem parte do corpus hagiográfico visigodo, estão: A Vida de Santo Emiliano (Vita Sancti Aemiliani), de Bráulio de Saragoça; As Vidas dos Santos Padres de Mérida (Vitas Sanctorum Patrum Emeretensium) e A Vida de São Frutuoso (Vita Fructuosi), de autores desconhecidos; A Vida de São Desidério (Vita Desiderii), escrita por Sisebuto, e a autobiografia de Valério do Bierzo Abstract: This thesis about the Visigoth kingdom makes use of a genre of sources, the hagiography, as a starting point for the proposed approach. These sources show us an testimony of the imaginary in their imbrications with the sacred, that is, with Christianity, and the limits of the Catholic Christianization; religious syncretism between Christian faith and called beliefs "pagan" by the Church itself; and, within that scope, the representations of evil and ethics related to such perceptions as elements of medieval religiosity - present in the visigothic culture - which, despite extensive studies conducted until the present moment, require new approaches. Generally speaking, we propose to analyze the perception of evil and its representations in the long duration, the role and intentions of theologians and hagiographers, paying special attention to religiosity and its implications in the imaginary. As the main sources of our research, which are part of the Visigoth hagiographic corpus, are: Saint Emilian Life (Vita Sancti Aemiliani) of Braulio of Zaragoza; The Lives of the Saint Fathers of Merida (Vitas Sanctorum Patrum Emeretensium) and The Life of Saint Frutuoso (Vita Fructuosi) of unknown authors; The Life of St. Desiderius (Vita Desiderii), written by Sisebuto, and the autobiography of Valerius of Bierzo Doutor
7

De santas e festas : Ana, Luzia e apresentação

16 December 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2014-12-17T14:20:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 ElaineCACS_TESE.pdf: 4641002 bytes, checksum: b7a8b78217c5fd4c266003f224406e77 (MD5) Previous issue date: 2010-12-16 Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico A festa é capaz de intermediar diferenças sociais e culturais proporcionando novas linguagens entre os seus participantes. A festa religiosa também tem esta função. Os atos festivos destinados aos santos podem ser incentivadores das novas interações sociais ocasionadas pelo evento. Partindo daí, este trabalho pesquisa três festas religiosas que têm como homenageadas, as santas: Nossa Senhora da Apresentação, representando a Mãe de Jesus, em Natal, e a história da fundação da Cidade, em 1599; Santa Luzia, uma mártir da Itália, faz parte da devoção popular na cidade de Mossoró, região oeste do Rio Grande do Norte; e Sant Ana, mãe de Maria, ilustra com fervor a cultura caicoense, no Seridó do Rio Grande do Norte. Os objetivos desse estudo foram os seguintes: observar e comparar as festas em questão; estudar as festas no Brasil-colônia; pesquisar as festas do Rio Grande do Norte, relatadas anteriormente, entre os anos de 2007 a 2009; apreender a hagiografia das padroeiras dessas cidades e, por fim, enfatizar os pontos em comuns, assim como as diferenças existentes entre elas. A inspiração metodológica foi trabalhada a partir de Peter Burke
8

Clarissimo speculo bonitatis Dei : o mundo de Tomás de Celano e a sua leitura de mundus

15 August 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-12-17T15:25:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 FlavioADC_DISSERT.pdf: 1116353 bytes, checksum: 035b6cc625333bf5dd86e4b6e0dbc2d9 (MD5) Previous issue date: 2011-08-15 The aim of this study is to understand the version of St. Francis of Assisi created by Friar Thomas of Celano in his hagiographic works. That study also it examines how the Order of Friars Minor and the Papacy have understood the relationship between Christians and the world and turned thisunderstanding in a version of the Saint. Factors such as the replacement of Neoplatonism byAristotelianism as philosophical paradigm and economic and social changes have contributed to change the interpretation of the biblical mandate to not love the world , no longer interpreted as materiality, but as an order for Christians to flee sin. The rejection of the world was replaced by a greater appreciation of nature and society. Moreover, increasingly, the body went from enemy to friend, becoming the brotherbody. Such analysis is important to review the idea, so common in the historiography of what MaxWeber called Worldly Asceticism, the Christian life lived in society, only emerged in Protestantism in opposition to monasticism. The mendicant orders, especially the minority tried during the thirteenth century, the period of analysis of this work, experience the loving nature of Christianity and acting,through preaching and charity in the cities.To make this work, were analyzed the hagiographic discourse (on San Francisco) made by Thomas of Celano, Vita beati Francisci (called Vita Prima) and Memorial in desideiro anime (named Vita Secunda) and, from this, understand the Celano´s interpretation on how it should be the Christian's relationship with the world. The world ceased to be adistorted reflection of a perfect reality, becoming the perfect reflection of God's goodness. O objetivo desse trabalho é entender a versão de São Francisco de Assis criada por Frei Tomás de Celano em suas obras hagiográficas, para, a partir disso, analisar como a Ordem dos Frades Menores e o Papado compreenderam a relação do cristão com o mundo e transformaram essa compreensão em uma versão do Santo. Fatores como a substituição do Neoplatonismo pelo Aristotelismo como paradigma filosófico e alterações econômicas e sociais contribuíram para alterar a interpretação das ordens bíblicas para não amar o mundo , não mais interpretadas como materialidade, e sim como uma ordem para o cristão fugir do pecado. O desprezo pelo mundo foi substituído por um maior apreço pela natureza e pela sociedade. Além disso, cada vez mais, o corpo passou de inimigo a amigo, tornado-se o irmão corpo. Tal análise é importante para rever a idéia, tão comum na historiografia, de que o que Max Weber chamou de Ascese Intramundana, a vida cristã vivida em sociedade, só surgiu no Protestantismo, em oposição ao Monasticismo. As Ordens Mendicantes, sobretudo o Minoritismo, tentaram, durante o século XIII, período de análise desse trabalho, vivenciar o Cristianismo amando a natureza e agindo, por meio da pregação e da caridade, nas cidades. Para fazer esse trabalho, foram analisados os discursos hagiográficos (sobre São Francisco) feitos por Tomás de Celano, Vita beati Francisci (chamada de Vita Prima) e Memoriale in desiderio anime (chamada de Vita Secunda) para, a partir disso, entender a interpretação de Celano de como deve ser a relação do cristão com o mundo. O mundo deixou de ser um reflexo distorcido de uma realidade perfeita, passando a ser reflexo perfeito da bondade de Deus.
9

Santo Antonio por Vieira

2003 (has links)
Orientador: Leandro Karnal Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas Made available in DSpace on 2017-03-28T01:33:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Galli, Maria Lucia Peccioli .pdf: 7373524 bytes, checksum: b1f95d208b88758c9eac4568485e2021 (MD5) Previous issue date: 2003 Made available in DSpace on 2017-07-14T20:10:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Galli_MariaLuciaPeccioli_M.pdf: 7373524 bytes, checksum: b1f95d208b88758c9eac4568485e2021 (MD5) Previous issue date: 2003 Resumo: O presente trabalho tem por objetivo investigar como o jesuíta português Antônio Vieira (1608-1697) apresenta a figura de Santo Antônio nos sermões que lhe dedicou, buscando perceber por que lhe atribui determinados significados naquele momento histórico. Para tanto, partindo de uma descrição analítica dos nove Sermões de Santo Antônio de Vieira, estabelecemos comparações entre estas prédicas e narrativas hagiográficas antonianas medievais e modernas, a fim de demonstrar que, ao apropriar-se destas, o jesuíta ressignifica a figura do taumaturgo lisboeta Abstract: The present dissertation investigates how the portuguese jesuit Antônio Vieira (1608-1697) represents Saint Anthony in the sermons that were dedicated to him. The objective is to understand why Vi eira attributed certain meanings to Saint Anthony in that historical period. Therefore, this work analyses how Vieira, in the nine Saint Anthony's Sermons, gives other meanings to the Saint' s figure, by appropriating Saint Anthony' s medieval and modern hagiographic narratives Mestrado Mestre em Historia
10

As hagiografias como instrumentos de difusão do cristianismo católico nos meios rurais da Espanha visigótica

Marques, Luís Henrique. 2009 (has links)
Orientador: Ruy de Oliveira Andrade Filho Banca: Sérgio Alberto Feldman Banca: Terezinha Oliveira Banca: Ana Paula Tavares Magalhães Taconi Banca: Andrea Lúcia Dorini de Oliveira Carvalho Resumo: Este estudo tem como objetivo central apresentar de que forma as seis hagiografias hispano-visigodas escritas e até hoje preservadas, foram utilizadas no processo de difusão/comunicação do cristianismo na Espanha visigoda (séculos V a VIII) e, em especial, nos seus meios rurais, cujo contexto cultural religioso era caracterizado, entre outros fatores, pela aculturação entre a recém-assimilada fé cristã e as crenças préromanas e romanas. Foram analisadas as seguintes hagiografias: Vida de Santo Emiliano, de Bráulio de Saragoça; Vida de São Frutuoso, de autor anônimo; Vida de São Desidério, de Sisebuto; Vida dos Santos Padres de Mérida, também de autor desconhecido e as versões de Isidoro de Sevilha e Idelfonso de Toledo para a obra De viris illustribus. Realizada à luz da Análise do Discurso Crítica e contextualizada a partir da historiografia sobre o tema, a análise privilegiou A Vida de São Milão por seu âmbito rural, com a qual as demais hagiografias foram cotejadas, tendo demonstrado a fragilidade do processo de cristianização da Igreja visigoda e sua tendência a atuar em prol das relações de dominação em nível social, político, econômico, cultural e, portanto, religioso. Abstract: This study has as main objective to present how the six written and preserved until today Visigothic hagiographies, were used in the process of diffusion/communication of the Christianity in Spain Visigothic (centuries V to VIII) and, especially, in the rural zone, whose religious cultural context was characterized, among other factors, for the acculturation betweeen the recently-assimilated Christian faith and the pre-Roman and Roman faiths. The following hagiographies were analyzed: Life of Saint Aemilian, written by Bráulio of Saragoça; Life of Saint Fructuosus, from anonymous author; Life of Saint Desiderius, written by Sisebuto; Life of the Fathers of Mérida, also from unknown author and the versions of Isidoro of Seville and Idelfonso of Toledo for the work De viris illustribus. Accomplished by using Critic's Analysis of Speech and considering the context from the historiography about the theme, the analysis privileged The Life of Saint Milan Life because her rural ambit, with the one which the others hagiographies were compared, having demonstrated the fragility of the process of Christianization of the Visigothic Church and its tendency to act on behalf of the dominance relationships in social, political, economical, cultural and, therefore, religious level. Doutor

Page generated in 0.0737 seconds