• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 26
  • Tagged with
  • 26
  • 12
  • 12
  • 9
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Santo Antonio por Vieira

Maria Lucia Peccioli Galli 2003 (has links)
Resumo: O presente trabalho tem por objetivo investigar como o jesuíta português Antônio Vieira (1608-1697) apresenta a figura de Santo Antônio nos sermões que lhe dedicou, buscando perceber por que lhe atribui determinados significados naquele momento histórico. Para tanto, partindo de uma descrição analítica dos nove Sermões de Santo Antônio de Vieira, estabelecemos comparações entre estas prédicas e narrativas hagiográficas antonianas medievais e modernas, a fim de demonstrar que, ao apropriar-se destas, o jesuíta ressignifica a figura do taumaturgo lisboeta. Abstract: The present dissertation investigates how the portuguese jesuit Antônio Vieira (1608-1697) represents Saint Anthony in the sermons that were dedicated to him. The objective is to understand why Vi eira attributed certain meanings to Saint Anthony in that historical period. Therefore, this work analyses how Vieira, in the nine Saint Anthony's Sermons, gives other meanings to the Saint' s figure, by appropriating Saint Anthony' s medieval and modern hagiographic narratives
2

Iconografia de esposas míticas na pintura portuguesa : análise casos

Bastos, Isabel da Conceição Ribeiro Soares 2011 (has links)
Este trabalho incide sobre a Iconografia de Esposas Místicas na pintura Portuguesa através da análise de casos específicos. Foram estudadas cinco Santas e Esposas de Cristo nas pinturas de Josefa de Óbidos, Bento Coelho e um pintor desconhecido: Santa Úrsula, Santa Catarina de Alexandria, Santa Catarina de Siena, Santa Teresa de Avila e Santa Rosa de Lima. Depois de esclarecido o complexo tema do Casamento Místico, e tendo em conta as fontes primárias hagiográficas, este trabalho revela aspectos particulares da iconografia de todas as pinturas em análise, eliminando erros efectuados em análises pictóricas anteriores. Utilizando também o método que chamamos de «Hagiografia comparada», realçamos as semelhanças hagiográficas existentes entre Santos e Santas, que em certos casos extravasaram para a pintura, criando uma modelo pictórico, repetido ao longo dos tempos e de pintores. Esperamos assim contribuir para a melhor compreensão e difusão do tema do Casamento Místico.
3

Hagiografia : releituras do gênero por Eça de Queirós e Teixeira de Pascoaes

Giro, Bruna. 2011 (has links)
Orientador: Márcia Valéria Zamboni Gobbi Banca: Aparecida de Fátima Bueno Banca: Maria Lúcia Outeiro Fernandes Resumo: Este trabalho pretende explorar o caso das hagiografias modernas na literatura portuguesa. O corpus escolhido é composto pelas narrativas "São Cristóvão", de Eça de Queirós (1900), e São Jerônimo e a trovoada(1934), de Teixeira de Pascoaes. A análise consistirá em investigar como os escritores portugueses decidiram retomar o gênero hagiográfico, cujo ápice da produção literária se deu na Idade Média. Também serão explorados, através de um estudo comparativo entre as hagiografias modernas e as medievais, as diferenças e pontos comuns entre essas obras. Além disso, será importante discutir como as obras se adequam ao projeto cultural e literário de cada autor. Por fim, o trabalho será direcionado para um estudo das imagens do imaginário míticoreligioso presente nas duas narrativas analisadas Abstract: This paper explores the case of modern literature hagiographies portuguese. The corpus chosen is composed of narratives "São Cristóvão" in Eça de Queirós (1900), and São Jerónimo e a trovoada (1934), Teixeira de Pascoaes. The study is to investigate how those writers Portuguese decided to return to the hagiographic genre, which peaked in production literature occurred in the Middle Ages. It will also be explored through a study comparison between the modern and medieval hagiography, and the differences commonality between these works. Moreover, it is important to discuss how works fit the cultural and literary design of each author. Finally, the work will be directed to a study of images of mythic-religious imagery present in both narratives analyzed Mestre
4

Discurso religioso : um espaço simbolico entre o ceu e a terra

Eliana de Almeida 2000 (has links)
No description available.
5

O exemplo, o milagre, a vida: a hagiografia e o culto de um santo minorita como reguladores sociais em uma comuna medieval italiana (Orvieto, séculos XII-XIV)

Felipe Augusto Ribeiro 21 January 2015 (has links)
Este texto trata das relações entre o culto santoral e as comunidades urbanas durante o século XIII italiano. Ele se centra especialmente no Dialogus sanctorum fratrum minorum, compilação hagiográfica produzia em 1245, por autor anônimo, e no caso de Ambrósio de Massa (1240), frade minorita morto em fama de santidade e relatado por diversas compilações do gênero. Para investigar o problema do grande número de frades catalogados por essas compilações, embora não canonizados, o trabalho encadeia contextualmente essas várias compilações e cerca o Dialogus com outras narrativas da época, analisando-as como um caso de religião cívica. Parte-se das hipóteses de que as comunidades citadinas demandavam novos santos para beneficiarem-se de sua sacralidade e dos seus decorrentes efeitos de pacificação e congregação política, enquanto a Ordem Minorita respondia a essa demanda produzindo novos santos que, conquanto recusados pelo papado, são abraçados pelas municipalidades e propalados como santos legítimos e eficazes; da convergência entre essa demanda e essa oferta, então, a própria Ordem se beneficiaria, afirmando seu poder e seu lugar de interventora e reguladora social. Ademais, os governos citadinos também ganhariam com o combate que esses santos travariam contra os hereges. Os objetivos desse percurso de pesquisa pretendem explicitar e demarcar quais os lugares e papéis dos governos citadinos, dos frades e do papado na produção, na circulação e no consumo dessas santidades. O resultado do trabalho procura evidenciar que a santidade em questão era importante para seus produtores, patrocinadores e consumidores porque normatizava a vida social urbana ao propor uma santidade que expressava uma vida exemplar e oferecia um poder taumatúrgico ao qual só se podia acessar mediante a emulação da vida proposta. A normatização efetuada tinha como principal implicância a regulação moral dos comportamentos e a consequente conformação social dos citadinos, o que resultava na paz e na união, valores muito desejados por comunidades tão conflituosas e instáveis como aquelas sobre as quais versamos. This text deals with the relations between the worship of saints and the urban communities during the Italian thirteenth century. It focuses especially on the Dialogus sanctorum fratrum minorum, an hagiographic compilation produced in 1245 by an anonymous author, and in the case of Ambrose of Mass (1240), a friar dead in fame of holiness and reported by various other compilations. To investigate the problem of the great number of friars catalogued by these compilations, although not canonized, this work contextually chains these various compilations and approaches the Dialogus with other contemporary sources, analysing them within the theoretical field of Civic Religion concept. It starts from the hypotheses that these communities demanded new saints to benefit themselves from their sacredness and and its results of peace making and political congregation, while the Order of Friars Minor tried to respond to this demand producing new saints that, although rejected by the papacy, were embraced by municipalities and publicized as legitimate and effective saints. The convergence between that demand and this offer had benefited the Order itself as it claimed its powers of intervention and social regulation. In addition, these city governments would gain with the combat that these saints could do against heretics. The aim of this work is to describe and demarcate the places and roles of city governments, the friars and the papacy in the production, circulation and consumption of these sanctities. Its result shows that the holiness in question was important to its producers, sponsors and consumers because it standardized the social urban life proposing a holiness that expressed an exemplary life and offered a miraculous power affordable only by emulating this model of life. This standardization had, as effect, the regulation of moral behaviours and the consequent social conformation of townspeople resulting in in peace and social union, values much desired by communities as conflictual and unstable as those that this work deals with.
6

Hagiografia e vida monástica: o eremítismo como ideal monástico na Vita Sancti Fructuosi

Amaral, Ronaldo [UNESP] 3 October 2006 (has links)
A Vita Sancti Fructuosi, hagiografia visigótica escrita nos últimos decênios do VII século, devera, em detrimento de seu valor essencialmente biográfico, constituir-se sobretudo em um texto cuja razão e função proeminentes estaria em propagandear e exaltar um estilo de vida religiosa tido por ideal: a vida monástica sob seu gênero anacorético. Este gênero monástico seria identificado ainda com aquele próprio do Oriente, pois frente a uma época em que a Igreja visigoda reprimia as manifestações religiosas surgidas e praticadas a sua margem, extinguindo-as ou submetendo-as, e aqui encontraríamos claramente a vida anacorética, poderia esta, na medida em que seria apresentada como uma experiência “atualizada” da vida ascética e solitária daquele reconhecido e louvável modelo oriental, constituir-se em uma justificação lícita para sua aceitação e propagandeamento na Hispânia visigoda... The Vita Sancti Fructuosi, although the visighotic hagiography written in the late decades of the VII century, in detriment of its biographic value, it is a text that was written to advertise and to emphasize a religious lifestyle which was considered the ideal: the ascetic monastic life. This kind of monastic life would be identified with that of the orient, because in a time when the visighotic church used to stop any religious demonstration that was different from their doctrines, extinguishing or undergoing them to their beliefs , and here we would find clearly the ascetic life, it would be able to survive as it was presented as an up-to-date of an ascetic and solitary life that was recognized as legal, therefore it would be accepted and used as propaganda in the Visighotic Hispania... (Complete abstract, click electronic access below)
7

Hagiografia e vida monástica : o eremítismo como ideal monástico na Vita Sancti Fructuosi

Amaral, Ronaldo. 2006 (has links)
Orientador: Ruy de Oliveira Andrade Filho Banca: Hilário Franco Júnior Banca: Ivan Esperança Rocha Banca: Leila Rodrigues da Silva Banca: Mario Jorge da Motta Bastos Resumo: A Vita Sancti Fructuosi, hagiografia visigótica escrita nos últimos decênios do VII século, devera, em detrimento de seu valor essencialmente biográfico, constituir-se sobretudo em um texto cuja razão e função proeminentes estaria em propagandear e exaltar um estilo de vida religiosa tido por ideal: a vida monástica sob seu gênero anacorético. Este gênero monástico seria identificado ainda com aquele próprio do Oriente, pois frente a uma época em que a Igreja visigoda reprimia as manifestações religiosas surgidas e praticadas a sua margem, extinguindo-as ou submetendo-as, e aqui encontraríamos claramente a vida anacorética, poderia esta, na medida em que seria apresentada como uma experiência "atualizada" da vida ascética e solitária daquele reconhecido e louvável modelo oriental, constituir-se em uma justificação lícita para sua aceitação e propagandeamento na Hispânia visigoda... (Resumo completo, clicar em acesso eletrônico) Abstract: The Vita Sancti Fructuosi, although the visighotic hagiography written in the late decades of the VII century, in detriment of its biographic value, it is a text that was written to advertise and to emphasize a religious lifestyle which was considered the ideal: the ascetic monastic life. This kind of monastic life would be identified with that of the orient, because in a time when the visighotic church used to stop any religious demonstration that was different from their doctrines, extinguishing or undergoing them to their beliefs , and here we would find clearly the ascetic life, it would be able to survive as it was presented as an up-to-date of an ascetic and solitary life that was recognized as legal, therefore it would be accepted and used as propaganda in the Visighotic Hispania... (Complete abstract, click electronic access below) Doutor
8

Entre santos e demônios: a percepção do mal na teologia e hagiografias do Reino Visigodo de Toledo (séculos VI-VII)

Esteves, Germano Miguel Favaro [UNESP] 27 July 2015 (has links) (PDF)
This thesis about the Visigoth kingdom makes use of a genre of sources, the hagiography, as a starting point for the proposed approach. These sources show us an testimony of the imaginary in their imbrications with the sacred, that is, with Christianity, and the limits of the Catholic Christianization; religious syncretism between Christian faith and called beliefs pagan by the Church itself; and, within that scope, the representations of evil and ethics related to such perceptions as elements of medieval religiosity - present in the visigothic culture - which, despite extensive studies conducted until the present moment, require new approaches. Generally speaking, we propose to analyze the perception of evil and its representations in the long duration, the role and intentions of theologians and hagiographers, paying special attention to religiosity and its implications in the imaginary. As the main sources of our research, which are part of the Visigoth hagiographic corpus, are: Saint Emilian Life (Vita Sancti Aemiliani) of Braulio of Zaragoza; The Lives of the Saint Fathers of Merida (Vitas Sanctorum Patrum Emeretensium) and The Life of Saint Frutuoso (Vita Fructuosi) of unknown authors; The Life of St. Desiderius (Vita Desiderii), written by Sisebuto, and the autobiography of Valerius of Bierzo A tese que aqui se apresenta a respeito do reino visigodo utiliza-se de um gênero de fontes, a hagiografia, como ponto de partida para abordagem proposta. Vemos nessas fontes um testemunho do imaginário em sua imbricação com o sagrado, ou seja, com o Cristianismo, e os limites da cristianização católica; o sincretismo religioso entre a fé cristã e as crenças ditas pagãs pela própria Igreja; e, dentro desse escopo, as representações do Mal, bem como a ética decorrente de tal percepção como elementos da religiosidade medieval - presentes na cultura visigoda -, os quais, não obstante extensos estudos realizados até o presente momento, exigem novas abordagens. Em linhas gerais, propomos analisar a percepção do Mal e suas representações na longa duração, o papel e intenções dos teólogos e hagiógrafos, dando atenção especial à religiosidade e suas implicações no imaginário. Como fontes principais de nossa pesquisa, que fazem parte do corpus hagiográfico visigodo, estão: A Vida de Santo Emiliano (Vita Sancti Aemiliani), de Bráulio de Saragoça; As Vidas dos Santos Padres de Mérida (Vitas Sanctorum Patrum Emeretensium) e A Vida de São Frutuoso (Vita Fructuosi), de autores desconhecidos; A Vida de São Desidério (Vita Desiderii), escrita por Sisebuto, e a autobiografia de Valério do Bierzo
9

A representação do espaço urbano na hagiografia medieval franciscana (Compilato Assisiensis e Memoriale in desideiro animae): perspectivas de uma política social mendicante The hagiographers of the Franciscanism´s concept of urban space in the Middle Ages (Compilatio Assisiensis e Memoriale in desiderio animae): perspective of a política social mendicante\"

André Luis Pereira 19 January 2007 (has links)
O objetivo desse trabalho é explorar as múltiplas formas com que os hagiógrafos do franciscanismo conceberam o espaço urbano e quais mecanismos utilizaram para formular tal concepção. Pretendemos também investigar se a noção de espaço urbano estabelecida por eles está ou não concorde com um possível discurso mendicante voltado para as práticas citadinas; por fim, queremos avaliar em que medida esses elementos se conjugaram na práxis pastoral dos franciscanos nas cidades onde atuaram. Para tanto, estudaremos duas compilações hagiográficas acerca da vida de s. Francisco de Assis, produzidas no século XIII: Compilatio Assisiensis e Memoriale in desiderio animae. Ambos os textos foram compostos em território peninsular e ambos procuraram acentuar o esforço missionário do santo de Assis para evangelizar, moralizar e \"converter\" as cidades centro-setentrionais da Itália. Partimos do pressuposto de que a hagiografia, de forma geral, constituiu um recurso retoricamente elaborado e utilizado em larga escala pela instituição eclesiástica para transmitir seus ensinamentos e atuar sobre as condutas dos fiéis. Nesse sentido, esperamos encontrar não a cidade real ou o esboço dela, mas a projeção de uma cidade que se queria implementar mediante a transmissão de certos valores tidos como os mais aptos para a transformação do corpo social. O feito de s. Francisco ter trabalhado na evangelização das cidades e de ter fundado uma ordem religiosa de escopo urbano já é indicativo de que a hagiografia franciscana tem algo a contribuir para o amplo estudo da noção de espaço urbano na baixa Idade Média The objective of this work is explore the multiple forms which the hagiographers of the Franciscanism conceived the urban space and what mechanisms they utilized to formularize this concept. We pretend to investigate if the notion of the urban space established by them is or not concordant with a possible mendicant discourse turned to the citizen practices. Ultimately we endeavor to evaluate in what proportions this elements conjugated themselves in the pastoral praxis of the Franciscans on the cities where they acted. For so much we have studied two hagiographic compilations about the Saint Francis of Assisi\'s life that was written on XIII century: Compilatio Assisiensis and Memoriale in desiderio animae. Both the texts were composed in peninsular territory and tried to emphasize the missionary work of the Saint of Assisi to evangelize, moralize and \"convert\" the center north of Italy. We begin from the supposal that the hagiography, in general, constituted a rhetoric elaborated recourse that was utilized in large scale by ecclesiastic institution to transmit her teaching and to act on the conduct of the faithful. In this sense we expect not find the real city or her sketch but the projection of a city that had wanted implement itself by the transmission of certain values which were considered as the most apt for the transformation of the social body. The done of Saint Francis, who worked on the evangelization of the cities and founded a religious order of the urban scope, is indicative of that the Franciscan hagiography has something to contribute for the large study of the urban space notion on the late Middle- Ages
10

De santas e festas : Ana, Luzia e apresentação

Savalli, Elaine Cristina A. da Costa 16 December 2010 (has links)
A festa é capaz de intermediar diferenças sociais e culturais proporcionando novas linguagens entre os seus participantes. A festa religiosa também tem esta função. Os atos festivos destinados aos santos podem ser incentivadores das novas interações sociais ocasionadas pelo evento. Partindo daí, este trabalho pesquisa três festas religiosas que têm como homenageadas, as santas: Nossa Senhora da Apresentação, representando a Mãe de Jesus, em Natal, e a história da fundação da Cidade, em 1599; Santa Luzia, uma mártir da Itália, faz parte da devoção popular na cidade de Mossoró, região oeste do Rio Grande do Norte; e Sant Ana, mãe de Maria, ilustra com fervor a cultura caicoense, no Seridó do Rio Grande do Norte. Os objetivos desse estudo foram os seguintes: observar e comparar as festas em questão; estudar as festas no Brasil-colônia; pesquisar as festas do Rio Grande do Norte, relatadas anteriormente, entre os anos de 2007 a 2009; apreender a hagiografia das padroeiras dessas cidades e, por fim, enfatizar os pontos em comuns, assim como as diferenças existentes entre elas. A inspiração metodológica foi trabalhada a partir de Peter Burke

Page generated in 0.0728 seconds