• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 33
  • Tagged with
  • 33
  • 33
  • 33
  • 22
  • 21
  • 16
  • 15
  • 15
  • 14
  • 14
  • 13
  • 9
  • 8
  • 8
  • 8
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Direitos humanos dos pacientes idosos

Paranhos, Denise Gonçalves de Araújo Mello e 13 April 2018 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Bioética, 2018. / As violações de direitos humanos dos pacientes são um tema ainda pouco discutido no Brasil. Os pacientes idosos, por sua vulnerabilidade acrescida, estão particularmente sujeitos a violações de direitos no contexto dos cuidados. Culturalmente, existe uma discriminação por idade que subestima a capacidade dos pacientes idosos de tomarem decisões sobre sua saúde e sua vida. A fragilidade cultural e a ausência de uma legislação adequada comprometem a legitimidade para o exercício de direitos, tornando os pacientes idosos mais suscetíveis a abusos e prejudicando os resultados da terapêutica. O envelhecimento populacional acelerado requer atenção à estrutura normativa que deve pautar as relações entre profissionais da saúde e pacientes idosos, capaz de orientar as políticas públicas de cuidados. O objetivo geral deste trabalho é analisar o tratamento normativo dos cuidados em saúde dos pacientes idosos no Brasil à luz dos Direitos Humanos dos Pacientes (DHP). Os DHP referem-se à aplicação de princípios de direitos humanos no contexto dos cuidados, e surgiram como resposta ao discurso crescente sobre a necessidade de proteção dos direitos dos pacientes, amplamente violados. Os DHP estão contidos de forma esparsa em diversos instrumentos internacionais, compondo o ramo do Direito Internacional dos Direitos Humanos que trata dos direitos aplicáveis aos cuidados em saúde. Dentre tais direitos, destacam-se o direito à vida; de não ser submetido à tortura, nem a penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes; à liberdade e segurança pessoal; ao respeito à vida privada; à informação; de não ser discriminado; direito à saúde. A proteção dos pacientes idosos deve ser reconhecida não só nos ordenamentos jurídicos internacionais, mas também nacionais. A inserção do referencial dos DHP no cenário brasileiro possibilita um diagnóstico das violações perpetradas contra os pacientes idosos, propiciando mudanças legislativas e culturais. Ainda que leis importantes, como o Estatuto do Idoso, tenham dado visibilidade a esse grupo etário, não existe lei federal sobre relações de cuidados em saúde desses pacientes. Por não serem reconhecidos como titulares de direitos, as ofensas sofridas por pacientes idosos são comumente menosprezadas, não são relatadas ou coibidas. Esta tese, com base na utilização dos DHP como referencial de uma Bioética comprometida com a proteção dos pacientes idosos, apresenta como contribuição elementos para se discutir mudanças legislativas e, consequentemente, alterações culturais em relação ao modelo vigente de cuidados em saúde da população idosa. A partir de reflexões sobre discriminação por idade, vulnerabilidade, a importância de se repensar a autonomia sob o aspecto relacional, de se transformar o modelo de cuidados vigentes (paternalista e assimétrico) em um modelo centrado no paciente, foi proposta, ao final, uma lei sobre cuidados em saúde dos pacientes idosos. Pretende-se aqui, portanto, disseminar um tema novo, que são os DHP, com foco nos pacientes idosos, mediante a familiarização dos pacientes e dos profissionais da saúde e do direito sobre o assunto, contribuindo-se, assim, para que parlamentares e gestores atuem no sentido de buscar a edição de leis e a instituição de políticas públicas adequadas às relações de cuidados em saúde, na forma da cultura de direitos humanos. / Human rights violations of patients are still little discussed in Brazil. Elderly patients, because of their special vulnerability, are particularly subject to rights violations in the context of care. Culturally, due to age discrimination, the ability of older patients to make decisions about their health and their lives is underestimated. Cultural fragility and the absence of an adequate legislation compromise the legitimacy of the exercise of rights, making older patients more susceptible to abuse and impairing the results of the therapy. Accelerated population aging requires attention to the normative framework that should guide the relationships between health professionals and elderly patients, and that also guides care policies. The general objective of this study is to analyze the normative treatment of health care of elderly patients in Brazil in the light of Human Rights of Patients (HRP). HRP refer to the application of human rights principles in the context of care, and have emerged as a response to the growing discourse on the need to protect the rights of patients, widely violated. HRP are sparsely contained in several international instruments, forming the branch of International Human Rights Law that deals with the rights applicable to health care. Among these rights, the following are highlighted: the right to life; not to be subjected to torture, cruel, inhuman or degrading treatment; freedom and personal security; respect for privacy; information; not be discriminated against; right to health. The protection of elderly patients should be recognized not only in international laws but also in national legal systems. The insertion of the HRP referential in the Brazilian scenario makes the diagnosis of the violations perpetrated against the elderly patients possible, propitiating legislative and cultural changes. Although important laws, such as the Elderly Statute, have given visibility to this age group, there is no federal law on health care relationships addressed to these patients. Since they are not recognized as rights holders, offenses suffered by elderly patients are commonly overlooked, unreported and not punished. This thesis, based on the use of HRP as a reference for a Bioethics committed to the protection of elderly patients, presents, as contributions, elements to discuss legislative changes and, consequently, cultural modifications in the current health care model. Based on reflections on age discrimination, vulnerability, the importance of rethinking autonomy through its relational aspects, the need to transform the current care model (paternalistic and asymmetric) into a patient-centered model, a law on health care of elderly patients was proposed. This thesis intends, therefore, to disseminate a new theme, which is the HRP, focusing on elderly patients, through the familiarization of patients, health and law professionals on the subject, thus encouraging parliamentarians and managers to work towards the enactment of laws and the institution of public policies adequate to health care relations and consistent with a human rights culture.
2

Políticas públicas para idosos no Brasil : análise à luz da influência da normativas internacionais

Mendonça, Jurilza Maria Barros de 04 March 2015 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de Serviço Social, Programa de Pós-Graduação em Ciência Política, 2015. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2015-11-20T14:43:59Z No. of bitstreams: 1 2015_JurilzaMariaBarrosMendonca.pdf: 1290955 bytes, checksum: 2035959dd8c96ff294d89ab20b43c05b (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2015-11-29T19:11:40Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_JurilzaMariaBarrosMendonca.pdf: 1290955 bytes, checksum: 2035959dd8c96ff294d89ab20b43c05b (MD5) / Made available in DSpace on 2015-11-29T19:11:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_JurilzaMariaBarrosMendonca.pdf: 1290955 bytes, checksum: 2035959dd8c96ff294d89ab20b43c05b (MD5) / Trata a presente tese das políticas sociais públicas para os idosos no Brasil à luz das normativas internacionais. Dentre estas, destacam-se às associadas aos cuidados de longa duração, como demanda premente e arena na qual se confrontam interesses diferenciados: os do Estado, os do mercado e os dos idosos em particular. O envelhecimento populacional é um processo que vem se impondo como uma realidade incontestável, sem, porém, constituir prioridade na agenda política de vários países. Nesse contexto, caracterizado por crises do capital e pela hegemonia do ideário neoliberal, a garantia de direitos da pessoa idosa vem sendo negligenciada não apenas no Brasil. É fato empírico que, tanto no chamado Terceiro Mundo, quanto no Primeiro Mundo, há – embora de forma diferenciada – crescente esvaziamento dessa garantia. E isso ocorre na contramão da seguinte tendência: com o aumento da expectativa de vida, vem aumentando significativamente o número de pessoas com 80 anos e mais de idade, sendo essa faixa etária a que apresenta maior incidência de dependência de cuidados. Tal dependência já vem sendo considerada como um "risco social”, nos países desenvolvidos, que extrapola da esfera familiar para o Estado. Desde 1982, a Organização das Nações Unidas vem discutindo o envelhecimento populacional e seus impactos econômicos e sociais. Dentre as normativas internacionais, destacam-se o Plano de Madri, de 2002, e a Declaração de Brasília, de 2007, que recomendam a criação de um documento de âmbito internacional juridicamente vinculante. As discussões na Organização das Nações Unidas e na Organização dos Estados Americanos, das quais o Brasil tem feito parte, vêm avançando sobre a importância de uma Convenção dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa. A pesquisa realizada revela a ausência de mecanismos que exijam o cumprimento de legislações que assegurem os direitos das pessoas idosas; a falta de compromisso político por parte dos gestores em implementar as legislações existentes; e a precariedade do controle democrático eficiente em fazer com que as legislações sejam cumpridas. / This thesis analyzes public social policies for the elderly in Brazil, considering the international agreements. There are the policies associated with long-term care as an urgent demand and arena in which to confront state interests, the market and in particular the elderly. Population aging is a process which has been growing as an undeniable reality, without, however, the proper inclusion on the political agenda of many countries. In this context, characterized by crises of capital and hegemony of neoliberal ideas, the elder guarantee of rights has been overlooked. It is an empirical fact that the there has been an increasing emptying of the rights of the elderly in the First and Third World. And this is counter to the following trend: with increasing life expectancy, has been significantly increasing the number of people aged 80 and older, which is the group that has the highest incidence of dependency care. This dependency is already considered as a "social risk" in developed countries, which goes beyond the family sphere to the state. Since 1982, the United Nations has discussed the aging population and its economic and social impacts. Among the international agreements, we highlight the Madrid Plan of 2002 and the Brasilia Declaration of 2007, which recommended the creation of an international framework document that is legally binding. The discussions at the United Nations and the Organization of American States, of which Brazil has been part, is advancing on the importance of a Convention on Human Rights of the elderly. At the end, this survey reveals: the absence of mechanisms that require compliance with laws that ensure the rights of older people, lack of political commitment from government to implement the existing legislation and the precariousness of effective democratic control in making the laws effective. / La presente tesis trata de la políticas sociales públicas para las personas mayores en Brasil considerando las normativas internacionales. Entre esas se destacan las asociadas a los cuidados de larga duración como demanda urgente y la zona en la cual se confrontan intereses diferenciados: del Estado, del mercado y de los mayores en particular. El envejcimiento poblacional es un proceso que se impone como una realidad incontestable, sin, todavía, componer prioridad en la agenda política de vários países. En ese contexto, caracterizado por la crisis del capital y la hegemonía del neoliberalismo, la garantía de los derechos de la persona mayor está descuidado no solamente en Brasil. Es un hecho empírico que tanto en el llamado Tercer Mundo cuanto en el Primero, hay un creciente agotamiento de esa garantía, aunque de forma diferenciada. Eso ocurre en dirección contraria a la siguiente tendencia: con el aumento de la expectativa de vida, hay un aumento significativo en el número de personas con 80 años o más de edad, y ese grupo de edad que presenta mayor incidencia de dependencia de cuidados. Tal dependenca ya es considerada un "riesgo social" en los países desarrollados, que extrapola la esfera familiar para el Estado. Desde 1982 las Naciones Unidas discute el envejecimiento poblacional y sus impactos económicos y sociales. Entre las normativas internacionales, se destacan el Plan de Madrid de 2002 y la Declaración de Brasília de 2007, que recomiendan la creación de un documento de ámbito internacional que sea juridicamente obligatorio. Las discusiones en las Naciones Unidas y en la Organización de los Estados Americanos, las cuales Brasil es participante, se avanza la importancia de una Convención de los Derechos Humanos de la persona mayor. Esa investigación revela: la ausencia de mecanismos que exijam el cumplimiento de las legislaciones que aseguren los derechos de las personas mayores; la falta de compromiso político por parte de los gestores en implementar las legislaciones existentes; y la precariedad del control democrático eficiente en hacer con que las legislaciones sean cumplidas. / La thèse aborde les politiques sociales publiques pour les personnes âgées au Brésil, à la lumière des normes internationales. Parmi celles-ci, on peut mettre en évidence les normes associées aux soins de longue durée qui constituent une demande pressante où s’affrontent des intérêts distincts, de l’État, du marché et des personnes âgées au niveau particulier. Le vieillissement de la population est un processus qui s’impose comme une réalité incontestable, même s’il ne constitue pas une priorité dans l’agenda politique de nombreux pays. Dans un contexte caractérisé par des crises du capital et une hégémonie des idées néolibérales, les garanties des droits des personnes âgées sont laissées au second plan, et pas seulement au Brésil. Aussi bien dans le tiers-monde que dans les pays développés, il est possible de constater de manière empirique un recul croissant de ces garanties, encore que de manières différentes. Avec l’allongement de l’espérance de vie, cette tendance va à contresens de l’augmentation significative du nombre de personnes de 80 ans et plus, à un âge où elles dépendent le plus de soins. Cette dépendance est d’ores et déjà considérée un «risque social» dans les pays développés, qui dépasse les limites de la sphère familiale pour devenir la responsabilité de l’État. Depuis 1982, les Nations Unies organisent des débats au sujet du vieillissement de la population et de ses impacts économiques et sociaux. Parmi les normes internationales, on peut mentionner le Plan de Madrid de 2002 et la Déclaration de Brasília de 2007, qui recommandent l’établissement d’un document de portée internationale juridiquement contraignant. Aux Nations Unies et à l’Organisation des États Américains, dont le Brésil fait partie, les discussions progressent quant à l’importance d’une Convention des droits humains des personnes âgées. La recherche menée révèle l’absence de mécanismes obligeant l’application de législations qui garantissent les droits des personnes âgées; le manque d’engagement politique de la part des responsables pour la mise en oeuvre des lois existantes; et la précarité d’un contrôle démocratique efficace pour l’application de ces lois.
3

Os sentidos produzidos na interação entre os profissionais de saúde da Atenção Básica e as pessoas idosas, no tocante ao uso adequado de medicamentos

França, Sandra Araújo de 28 February 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias em Saúde, 2014. / Submitted by Ana Cristina Barbosa da Silva (annabds@hotmail.com) on 2014-10-14T19:06:02Z No. of bitstreams: 1 2014_SandraAraujodeFrança.pdf: 1498941 bytes, checksum: 7baa78c53915e2a70d6e37344b06e778 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-10-15T12:24:13Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_SandraAraujodeFrança.pdf: 1498941 bytes, checksum: 7baa78c53915e2a70d6e37344b06e778 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-10-15T12:24:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_SandraAraujodeFrança.pdf: 1498941 bytes, checksum: 7baa78c53915e2a70d6e37344b06e778 (MD5) / Introdução: O envelhecimento humano é um processo gradativo e inevitável e se caracteriza por várias alterações fisiológicas e psíquicas. Nessa fase observa-se o início de limitações corporais e declínio dos processos cognitivos de forma lenta e progressiva, o que implica uma atenção diferenciada em termos de atos, procedimentos, abordagens, conteúdos e métodos, na medida que a atenção à saúde é por natureza um processo de trabalho que se materializa mediado pela interação entre população idosa, equipe de saúde, gestores, comunidade e outros atores. O Objeto de estudo desta Dissertação é a educação em saúde como um atributo de toda e qualquer prática de saúde e a prescrição e ingestão de medicamentos entre os idosos são fatos selecionados que dão materialidade à realidade em estudo. Objetivo foi descrever o processo de interação entre o profissional de saúde e a pessoa idosa no tocante ao uso de medicamentos em um Centro de Saúde do Distrito Federal. A Metodologia de estudo utilizada foi descritiva, de caráter exploratório e de natureza qualitativa e a coleta de dados foi realizada mediante as técnicas do Grupo Focal, Entrevistas semiestruturadas, Observação participante, Pesquisa bibliográfica e Pesquisa documental. Considerações finais: Os problemas da prescrição e ingestão medicamentosa pelo idoso (a) são aspectos parciais da interação que está na base das práticas de atenção à saúde no Centro de Saúde em Estudo. Remete para o modelo tecnoassistencial que materializa as práticas de saúde na Unidade em termos de estrutura, organização processo de trabalho e emprego tecnológico. Nesses termos traz para o centro da discussão a educação em saúde como tradução desse processo interativo entre equipe de saúde, idosos, comunidade, e familiares e evidencia que a interlocução entre esses sujeitos está limitada a uma ação de natureza predominantemente informativa, o que aponta para a necessidade de expansão das práticas de atenção como um todo e de forma específica daquelas voltadas para a população idosa em termos de abordagens que contemplem novos espaços, sujeitos, objetivos, conteúdos e metodologias. Nesse sentido, desvenda possibilidades de reorientação das práticas de atenção ao idoso com base no vasto acervo teórico e normativo que recomendam ações baseadas no estreitamento dos vínculos, na humanização do acesso aos cuidados; no acolhimento: na amorosidade na relação e no protagonismo orientado para a autonomia do idoso. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Introduction: Human aging is a gradual and inevitable process and is characterized by multiple physiological and psychological changes. In this phase there is the beginning of bodily limitations and decline of cognitive processes slow and progressive manner, which implies a special attention in terms of acts, procedures, approaches, contents and methods, to the extent that health care is by nature a work process that materializes mediated interaction among the elderly, health staff, administrators, community and other stakeholders. . The object of study of this dissertation is the health education as an attribute of any health practice and the prescription and intake of medication in the elderly are selected facts that give materiality to the reality under study. Objective was to describe the interaction between the health professional and the elderly regarding the use of medicines in a health center of the Federal District. Methodology The study was descriptive, exploratory and qualitative in nature and data collection was performed using the techniques of Focus Group Interviews Semi-structured, participant observation, literature search and document search. Final Thoughts: The problems and prescription drug intake by the elderly (a) are partial aspects of interaction that underpins the practice of health care at the Health Center in Study. Refers to the technical care model that embodies health practices in the Unit in terms of structure, work organization and technological employment process. In these terms brings the center of discussion on health education as a translation of this interactive process between the health team, seniors, community, and family and shows that the communication channels between these subjects is limited to an action predominately informative in nature, pointing to the need to expand care practices as a whole and specifically those geared to the elderly population in terms of approaches that include new spaces, subjects, objectives, contents and methodologies way. In this sense, reveals possibilities for reorienting the practice of elderly care based on broad theoretical and normative acquis which recommend actions based on closer ties, humanization of access to care, the host: the loveliness on the relationship and role oriented independence of older people.
4

A conduta do tratamento medicamentoso por cuidadores de idosos com deficiência / The medication therapy management by caregivers of elderlies with dementia

Barros, Débora Santos Lula 07 February 2014 (has links)
Dissertação (mestrado em Ciências Farmacêuticas)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Brasília, 2014. / Submitted by Ana Luiza Custódio de Araújo (dearaujo.analuiza@gmail.com) on 2014-05-09T14:40:21Z No. of bitstreams: 1 2014_DeboraSantosLulaBarros.pdf: 1008776 bytes, checksum: 944da18877cdb1df123bb8f48a569412 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-05-09T15:16:28Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_DeboraSantosLulaBarros.pdf: 1008776 bytes, checksum: 944da18877cdb1df123bb8f48a569412 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-05-09T15:16:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_DeboraSantosLulaBarros.pdf: 1008776 bytes, checksum: 944da18877cdb1df123bb8f48a569412 (MD5) / Diante do envelhecimento populacional está ampliando a prevalência de doenças crônico-degenerativas como as síndromes demenciais, contribuindo para que o número de cuidadores de idosos no Brasil seja crescente. A farmacoterapia compreende um sistema complexo de atividades e a sua condução está presente no rol de tarefas desempenhadas pelos cuidadores de idosos com demência. Para fornecer dados que contribuam para a estruturação de subsídios teóricos aos programas e serviços na área de assistência farmacêutica e farmácia clínica em gerontologia, esse estudo adotou a técnica observação participante da pesquisa qualitativa para analisar a dinâmica e o contexto da conduta do tratamento medicamentoso por cuidadores de idoso com demência. Foi encontrado que a conduta do tratamento pode estar sujeita a diversos problemas na sua execução, sendo esses fatores de natureza medicamentosa e social, com destaque para: as dificuldades de administração dos medicamentos, a automedicação não responsável, a insuficiência no acesso aos medicamentos, os obstáculos para a realização da observação clínica do tratamento, o armazenamento inadequado desses produtos, a suspensão abrupta ou emprego do medicamento de forma abusiva e insegura, assim como os múltiplos aspectos intervenientes na adesão e uso correto da farmacoterapia. Desse modo, os cuidadores encontram-se perplexos e carecem informações e apoio sobre como conduzir de forma satisfatória o tratamento medicamentoso dos idosos com demência. Ademais, os cuidadores desenvolvem estratégias de enfrentamento que constituem ferramentas hábeis que devem ser estudadas pelos pesquisadores e serviços de saúde para que sejam melhoradas e divulgadas aos demais participantes desse grupo. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT / Front of the aging population is broadening the prevalence of chronic degenerative diseases such as dementia, helping the number of elderly caregivers in Brazil is growing. Pharmacotherapy includes a complex system of activities and their conduct is present in the list of tasks performed by caregivers of elderly with dementia. To provide data that contribute to the structuring of theoretical subsidies, programs and services in the field of pharmaceutical assistance and clinical pharmacy in gerontology, this study adopted participant observation of qualitative research to analyze the dynamics and context of the conduct of ding treatment for caregivers of elderly with dementia. It was found that the medication therapy management may be subject to many problems in their implementation, being these factors characterized as medical and social, with emphasis on: the difficulties of administration of dings, irresponsible self-medication, insufficient access to drugs, obstacles to the achievement of clinical observation of treatment, improper storage of these products, or abrupt withdrawal from abusive use of medication and unsafe manner, as well as the multiple aspects involved in the adherence and the correct and use of pharmacotherapy . Thus, caregivers are perplexed and need information and support on how to conduct satisfactorily the medical treatment of the elderly with dementia. Moreover, caregivers develop coping strategies that are skillful tools that should be studied by researchers and health services to be improved and disseminated to others in this group.
5

Instituições de longa permanência e o cuidado de pessoas idosas em situação de dependência funcional

Burille, Stephanie Natalie 22 June 2018 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2018. / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). / O aumento da expectativa de vida dos brasileiros e as mudanças sociais ocorridas nos arranjos familiares nas últimas décadas têm influenciado diretamente nos usos do tempo destinado ao cuidado dos idosos. Por essa razão, as Instituições de Longa Permanência (ILPIs) têm sido a alternativa que muitas famílias encontram para inserirem seus idosos. Contudo, o investimento do poder público nestas instituições ainda é pouco expressivo. O objetivo do presente estudo é compreender de que forma as políticas de cuidado atendem as demandas de pessoas idosas em situação de dependência funcional no contexto das Instituições de Longa Permanência do Distrito Federal. A partir de uma prévia pesquisa bibliográfica e o levantamento das políticas públicas voltadas para as ILPIs, foram construídos os questionamentos propostos para a investigação. Realizou-se pesquisa de campo em uma ILPI de natureza filantrópica, entre os meses de setembro a novembro de 2017. Foram aplicadas 13 entrevistas semiestruturadas com diferentes sujeitos envolvidos com a política de cuidado, tanto no âmbito da gestão quanto do seu usufruto. Documentos e registros institucionais também contribuíram para a sistematização dos resultados. A proposta de análise foi organizada em dois eixos. No primeiro momento, foram identificados os trâmites de acesso à política, suas etapas e fluxos até o aporte nas instituições. Posteriormente, avaliou-se a concretude das políticas na dinâmica institucional, no trabalho dos cuidadores e nas interações entre os sujeitos protagonistas do cuidado. Esta análise perpassa a questão de gênero vinculada à divisão sexual do trabalho, à reprodução social, e ao processo de envelhecimento. O resultado do estudo revelou que a política de cuidado não tem sido suficiente no provimento de recursos repassados às ILPIs, dificultando, sobretudo, o acesso de pessoas com graus mais elevados de dependência. A dinâmica institucional, pautada no controle e vigilância dos corpos dependentes, é marcada por uma organização do trabalho do cuidado que reproduz uma visão homogênea do processo de envelhecimento dos idosos dependentes. / The increase in the life expectancy of Brazilians and the social changes that occurred in family arrangements in the last decades have directly influenced the use of time spent caring for the elderly. For this reason, Long-Term Care Institutions (LTCIs) have been the alternative that many families find to insert their elders. However, the investment of the public power in these institutions is still not very expressive. The objective of the present study is to understand how care policies meet the demands of elderly people in situations of functional dependence in the context of the Long Stay Institutions of the Federal District. From a previous bibliographical research and the survey of the public policies directed to the LTCIs, the proposed questions for the investigation were constructed. Field research was carried out in a philanthropic LTCI between September and November 2017. Twelve semi-structured interviews were applied with different subjects involved in the care policy, both in terms of management and their usufruct. Documents and institutional records also contributed to the systematization of results. The analysis proposal was organized in two axes. In the first moment, the procedures of access to the policy, its stages and flows to the contribution in the institutions were identified. Posteriorly, the concreteness of the policies in the institutional dynamics, in the work of the caregivers and in the interactions among the subjects protagonists of the care was evaluated. This analysis pervades the gender issue linked to the sexual division of labor, social reproduction, and the aging process. The result of the study revealed that the policy of care has not been enough to provide resources passed on to the LTCIs, hindering, above all, the access of people with higher degrees of dependency. The institutional dynamics are marked by an organization of care work that reproduces a homogeneous view of the aging process of the dependent elderly.
6

O cuidado fisioterapêutico a pacientes idosos hospitalizados: um convite ao olhar fisiogerontológico

Soares, Elizabeth Viana 07 August 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-27T18:47:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Elizabeth Viana Soares.pdf: 436460 bytes, checksum: a3399c2d3d6cbab98724c2934590c3e4 (MD5) Previous issue date: 2008-08-07 / Ageing and become old is not an easy path, and, set these terms, it depends on the conceptions of individual and cultural concepts of society. During the ageing several changes occur through physical changes, emotional, social, and economic. These changes, particularly those related to organic part of the body, are responsible for the large outbreak of diseases in old age. The complications of the disease at this stage can be considered as the cause for hospitalization of these subjects. The period of hospitalization is regarded as a moment where various procedures are carried out and responsible for great moments of stress for these patients. This stress can be fought during hospitalization is the treatment of diseases of Caring comes together. This study aimed to ascertain whether there is proposed the creation of the act of care from physiotherapists, in addition to know what the definitions of old, old age and aging for these professionals. To achieve this, the research work was developed based on qualitative kind of semi-structured interviews with 13 physiotherapists who exercise their duties in Hospital Ferreira Machado, located in Campos dos Goytacazes / RJ. The results of this research showed that despite the professional show different opinions related to ageing, as only physical changes, they make the care and treat hand together / Envelhecer e tornar-se velho não é um caminho fácil, assim como, conceituar estes termos, pois depende das concepções individuais e das concepções culturais da sociedade. Durante o envelhecimento diversas alterações acontecem, passando por modificações físicas, emocionais, sociais, e econômicas. Essas mudanças, principalmente as relacionadas a parte orgânica do corpo, são as grandes responsáveis pelo aparecimento das doenças na terceira idade. As complicações das doenças nesta fase podem ser consideradas como as causas para hospitalização destes sujeitos. O período da hospitalização é considerado como um momento onde diversos procedimentos são realizados e responsáveis por grandes momentos de stress para estes pacientes. Este stress pode ser combatido se durante a hospitalização o tratamento das doenças vier acompanhado do Cuidar. Este trabalho teve como objetivo proposto verificar se existe a realização do ato de Cuidar por parte dos fisioterapeutas, além de saber quais as definições dos termos velho, velhice e envelhecimento para estes profissionais. Para a realização deste, trabalho a pesquisa desenvolvida foi do tipo qualitativa baseadas em entrevistas semi-estruturadas com 13 fisioterapeutas que exercem suas funções no Hospital Ferreira Machado, situado em Campos dos Goytacazes/RJ. Os resultados desta pesquisa mostraram que apesar dos profissionais mostrarem opiniões diferentes relacionadas ao envelhecimento, como alterações físicas exclusivamente, eles fazem com que o Cuidar e o tratar andem juntos
7

As representações da AIDS para a terceira idade, sob uma perspectiva de gênero: significados e repercussões nos domínios da vida do idoso e funcionamento familiar / The representations of AIDS for seniors, from a gender perspective: meanings and repercussions in their fields of life of the elderly and family functioning

Silva, Aline Oliveira 19 February 2016 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2016-07-06T15:18:39Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1405447 bytes, checksum: 1d0c68871efc2551f719eb63a30d94fb (MD5) / Made available in DSpace on 2016-07-06T15:18:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1405447 bytes, checksum: 1d0c68871efc2551f719eb63a30d94fb (MD5) Previous issue date: 2016-02-19 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A contaminação pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) é mundialmente prevalente e tem se intensificado nas últimas décadas, principalmente na população acima dos 60 anos, emergindo como um desafio para o Brasil, no sentido do estabelecimento de políticas públicas e estratégias que garantam o alcance das medidas preventivas e a melhoria da qualidade de vida dessas pessoas. Nesse sentido, as principais questões que essa pesquisa pretendeu responder foram: Qual é a realidade da infecção pelo vírus HIV/AIDS em população idosa no Brasil e, em especial, em Minas Gerais? Quais são as representações dos idosos sobre a AIDS? Quais são os motivos e reações dos idosos frente à aquisição da doença, sob uma perspectiva de gênero? Quais são as repercussões do HIV/AIDS sobre os domínios da vida do idoso (a) e o funcionamento familiar? Diante dessa realidade, o objetivo geral desse trabalho centrou-se em analisar as representações da AIDS para a população idosa, examinando seus significados e repercussões, sob uma perspectiva de gênero. Tratou-se de uma pesquisa de natureza quantitativa e qualitativa, uma vez que ambas as abordagens se complementam, com caráter exploratório-descritivo e do tipo estudo de caso. Para satisfazer os objetivos propostos, a população envolvida compreendeu homens e mulheres idosos (60 anos ou mais) com HIV/AIDS, que realizam o tratamento no Serviço de Assistência Especializada (SAE), em Juiz de Fora/MG. Procurou-se trabalhar com os pacientes idosos que abriram o prontuário no período de 2007 a 2013, e que se consultaram nos últimos 6 meses (anteriores a junho de 2015), sendo então considerados assíduos. Para a coleta de dados, foi utilizada a entrevista semiestruturada. Os dados foram analisados, por meio da análise de conteúdo e através do uso do “Analyse Lexicale par Contexte d’un Ensemble de Segments de Texte” (ALCESTE), sendo posteriormente discutidos a partir da literatura relacionada. Os resultados mostraram que os idosos têm conhecimento sobre a AIDS, mas que, no entanto, acreditam que faltam mais informações direcionadas especialmente para a faixa etária, acima de 60. Assim, alguns ainda se sentem vulneráveis devido à falta de informações, bem como à crença errônea de que somente os jovens poderiam adquirir a doença, o que os leva, muitas vezes, a esconderem o diagnóstico de outras pessoas. Quanto às representações sobre a AIDS, a maioria dos idosos associa a doença com aspectos relacionados ao medo e falta de prevenção, mas também associam à cura e aos exames. Tais representações demonstram a possibilidade da convivência com a doença, apesar de remeter a palavras tristes, também leva os idosos a pensarem nos cuidados que precisam ter tanto com a saúde quanto com a questão da transmissão. No que se refere à categoria gênero, para a análise das representações dos idosos sobre a AIDS, pode-se observar que essa variável atributo se destacou nas classes referentes ao nível de conhecimento sobre as políticas públicas de controle e prevenção e na classe tratamento e mudanças ocorridas. Em relação às repercussões da AIDS nos domínios da vida dos entrevistados, para a maioria dos idosos não ocorreram mudanças significativas em seus domínios da vida. Nas questões relacionadas ao funcionamento familiar, destacou-se a questão de alguns idosos entrevistados manterem sigilo acerca da doença e, devido a isso, não vivenciarem mudanças em seu relacionamento com a família. Contudo, para os idosos que afirmaram terem contado para a família sobre a doença, a maior parte se sentiu acolhida, o que acarretou benefícios na vida dos entrevistados. Vale ressaltar que, para o portador do HIV, enfrentar a doença sozinho gera diversos sentimentos negativos, onde a falta de apoio da família e de amigos traz consequências negativas na adesão ao tratamento, no isolamento do paciente e na dificuldade em que o idoso tem em buscar ajuda. Nesse sentido, pode-se concluir que o aumento da incidência da AIDS na população idosa está ligado muitas vezes à falta de informações, considerando que a forma predominante de contágio é a sexual, bem como à crença errônea de que as pessoas idosas não possuem vida sexual ativa, o que conduz o grupo a não se prevenir. Dessa forma, diante do aumento de casos de HIV/AIDS na terceira idade, cabe aos familiares e aos profissionais de saúde informarem aos idosos que estes também fazem parte do grupo de risco, buscando alternativas, principalmente políticas e programas de prevenção, de forma a contrapor às situações de estigma e discriminação. / The contamination by the Human Immunodeficiency Virus (HIV) is widely prevalent and has intensified in the recent decades, especially in the population over 60 years. That’s a challenge to Brazil to establish public policies and strategies that ensure the scope of preventive measures and that improve the quality of life of these people. Thus, the main questions that this research intended to answer were: What is the reality of infection by HIV/AIDS in the elderly population in Brazil, especially in Minas Gerais? What are the representations of the eldery people about AIDS? What are the motives and reactions of the elderly on the acquisition of the disease, from a gender perspective? What are the impacts of HIV/AIDS on elderly people life and their family functioning? According to this reality, this study focused on analyzing the AIDS representations in the elderly population, examining its meaning and implications, from a gender perspective. This was a quantitative and qualitative research, since both approaches are complementary, with an exploratory and descriptive character and a study case. To meet the proposed objectives, the people involved consisted of elderly men and women (60 and older) with HIV/AIDS, who are treated in the Specialized Care Service (SAE), in Juiz de Fora/MG. This research tried to work with elderly patients who have opened the records from 2007 to 2013, and consulted assiduously in the last 6 months (prior to June 2015). To collect data, it was used the semi-structured interview. Data were analyzed through content analysis and by the “AnalyseLexicale par Contexte d’un Ensemble de Segments de Texte” (ALCESTE). It was also discussed later according to the related literature. The results showed that the elderly people have knowledge about AIDS, however, they believe that is necessary more information, especially for the age group above 60. So, some still feel vulnerable due the lack of information and the erroneous belief that only young people could get the disease, which leads often to hide the diagnosis from other people. About the representations of AIDS, most elderly associate the disease with aspects related to fear and lack of prevention, but they also associate it with healing and the exams. Such representations demonstrate the possibility of living with the disease, although the sad words they used. It also leads the elderly to think about the care that they need to have, not only with health, but also with the transmission. To analyze the representations of older people about AIDS, with regard to the gender category, it can be observed that this variable excelled in classes on the level of knowledge about public policy control and prevention and treatment class and change over time. Regarding the impact of HIV/AIDS on the lives of the interwied, for most of them, there were no significant changes in their lives. With regard to issues related to family functioning, it stood out that some of them keep secret about the disease, and because of this, they do not experience changes in their relationship with family. However, for elderly people who have told to their families about the disease, most of them were welcomed, leading to the benefits in their lives. It is worth mentioning that for the HIV carrier, it’s very hard to face the disease alone and that generates many negative feelings, where the lack of support from family and friends has negative consequences on adherence to treatment, the patient's isolation and the difficulty that the elderly have in seek help. So, it can be concluded that the increased incidence of AIDS in the elderly population is linked to the lack of information, considering that the predominant form of transmission is sexual, and it’s a mistake to believe that elderly people do not have a sexual life. That’s one of the reasons that lead people to no prevent themselves. Thus, considering the increase of HIV/AIDS cases in the elderly, it is an on obligation for families and for the health professionals inform the elderly people that they are also part of a risk group. It’s also necessary to seek for alternatives, especially prevention policies and programs in order to counter the stigma and discrimination situations.
8

Efeitos de um programa educacional de autocuidado de coluna em idosos da comunidade com dor lombar crônica

Rios, Júlia Catarina Sebba 29 July 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação Strictu-Sensu em Educação Física, 2014. / Submitted by Ana Cristina Barbosa da Silva (annabds@hotmail.com) on 2014-11-28T15:35:01Z No. of bitstreams: 1 2014_JuliaCatarinaSebbaRios.pdf: 1791109 bytes, checksum: 91399313c4760259698baade513a4bb0 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2014-11-28T19:24:21Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_JuliaCatarinaSebbaRios.pdf: 1791109 bytes, checksum: 91399313c4760259698baade513a4bb0 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-11-28T19:24:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_JuliaCatarinaSebbaRios.pdf: 1791109 bytes, checksum: 91399313c4760259698baade513a4bb0 (MD5) / Dor lombar crônica não específica (DLCNE) é uma das condições mais comuns e terapeuticamente desafiadoras que atingem os idosos, e está associada a consequências adversas incluindo incapacidade funcional e aumento do uso de recursos de saúde. O autotratamento é visto como uma das formas de tratamento apropriado da DLCNE. Este estudo teve por objetivo verificar os efeitos de um programa educacional de autocuidado de coluna, na dor e na incapacidade em idosos da comunidade com DLCNE. Dois Centros de Convivência de Idosos (CCIs) do Distrito Federal foram escolhidos e divididos por meio de sorteio em grupo experimental (GE n = 42) e controle (GC n = 31). A intervenção consistiu na entrega de uma Cartilha de Autocuidado de Coluna e três workshops semanais. Foram variáveis dependentes: 1. intensidade da dor (EVN e EQD), 2. capacidade funcional relacionada à DL (RMQ), 3. número de pontos de dor (diagrama corporal), 4. frequência de uso de medicação para DL. Houve avaliação pré e após 1 mês da primeira avaliação, para análise dos dados intragrupo foi utilizado o Teste de Wilcoxon e para a análise intergrupo o Teste U de Mann-Whitney. Na avaliação intragrupo foi observada no GE diminuição significativa (todos p < 0,001) com grandes tamanhos de efeito (todos TE [maior ou igual a] 0,63) de todos os parâmetros avaliados, fato não observado no GC. Quanto à análise intergrupo houve melhora significativa de todas as variáveis dependentes (todos p < 0,001) com tamanhos de efeitos grandes no GE para: 1. EVN (TE = 0,65) e EQD (TE= 0,55), 2. RMQ (TE = 0,65), 3. número de pontos de dor (TE = 0,73), e tamanho de efeito moderado para: 4. frequência de uso de medicação para DL (TE = 0,46). Os resultados em curto prazo deste programa educacional de autocuidado de coluna demonstram eficácia em reduzir dor e incapacidade em idosos da comunidade com DLCNE e apontam a Cartilha, juntamente com os workshops, como ferramenta capaz de gerar independência no cuidado da DL. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Chronic non specific low back pain (CNLBP) is one of the most commonand therapeutically challenging conditions that affect the elderly, and isassociated with adverse consequences including disability and increaseduse of health resources. Self-management is seen as one way of propertreatment of CNLBP. This study aimed to investigate the effects of aneducational self-care program of spine in the control of pain and disabilityin older adults with CNLBP. Two of the Community Center for the Elderly(CCEs) of the Federal District were chosen and divided by sortition into anexperimental group (EG n = 42) and control (CG n = 31). The intervention consisted of the delivery of a Self-Care Handbook of Spine and threeweekly workshops. Dependent variables were: 1. intensity of pain (VNSand QSP), 2. functional capacity related to LBP (RMQ), 3. number of painpoints (body diagram), 4. frequency of medication use for LBP. There was evaluation before and after 1 month of the first evaluation, to intragroupanalysis of data evaluation was used the Wilcoxon test and for intergroupanalysis U Mann-Whitney test. The intragroup evaluation was observed inEG significant decrease (all p <0.001) with large effect sizes (all ES  0.63)for all parameters, fact was not observed in CG. As for intergroup analysisshowed significant improvement in all dependent variables (all p <0.001)with large effect sizes for the EG: 1. VNE (ES = 0.65) and EQD (ES =0.55), 2. RMQ (ES = 0.65), 3. number of pain points (ES = 0.73), andmoderate effect size for: 4. frequency of medication use for LBP (ES =0.46). The short-term results of this educational self-care program of spineshow efficacy in reducing pain and disability in elderly with CNLBP andpoint the Handbook, along with the workshops, as a tool able to generateindependence in the care of LBP.
9

O Toque na Relação Terapêutica com a Pessoa Idosa / The Touch in the elderly treatment

Carvalho, Sandra Alves 24 May 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-27T18:47:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 sandra.pdf: 2030041 bytes, checksum: 3ea855e2ccd2be14fd095d748ab03ab0 (MD5) Previous issue date: 2007-05-24 / This qualitative and bibliographic study conducted in São Paulo has two objectives: understand the emotional and the sentimental aspects that the Touch has in the elderly treatment and support education policy makers in the use of this approach in the health treatment. For the study, it was chosen to use the participative observation in the treatment of five elderly persons, to who one open question was asked. This observation allowed the author to have a better perception about the importance of the Touch in the relation physiotherapy X elderly patience. The bibliographic part of this study, based on Montagu, Leakey, Mauss, Elias, Condillac, Guyton and Gardner theories, enables the understanding of the human being as a psychosocial being and the social and cultural experiences that build this human. It can be noticed, in this study, that the elderly loneness in our society is a recurring fact that leads to emotional problems, degenerating his/hers social relations. Because of that, the actuation model of the health professional should consider the Touch as a humanized tool in his/her work. And this tool should be used not only to improve the health condition, but also to help the psychosocial patience dimension / O presente estudo, de caráter qualitativo e pesquisa bibliográfica, realizado na cidade de São Paulo, teve como objetivo compreender os aspectos emocionais e sentimentais que o toque desencadeia na relação terapêutica com o paciente idoso e contribuir para a formulação de políticas educacionais que enfatizem o toque no trato com o idoso.Optou-se por utilizar como procedimento metodológico a observação participativa no atendimento a cinco idosos, onde era anotado em um diário de campo, sendo feita também a entrevista contendo apenas uma pergunta aberta. Estes procedimentos possibilitaram à pesquisadora a ter maior e melhor percepção sobre a importância do toque na relação terapêutica com estes idosos. A pesquisa bibliográfica sustentou-se em teóricos como Montagu, Leakey, Mauss, Elias, Condillac, Guyton e Gardner, que nortearam as bases deste trabalho e possibilitaram a visão do homem como ser biopsicosocial e toda a gama de experiências externas, sociais e culturais, que giram em torno de si para a sua construção. Pode-se observar, nesta pesquisa, que o isolamento do idoso em nossa sociedade é um fato recorrente, o qual desencadeia, também, carências afetivas, prejudicando suas relações sociais. Desta forma, a atuação do profissional de saúde junto a este idoso requer um novo modelo de atendimento, em que as percepções para com o outro sejam colocadas em prática e a atenção ao ato do cuidar e, principalmente, ao ato do tocar, possam ser vistas como ferramenta mais humanizada no seu trabalho, que deve consistir em resgatar não apenas a saúde biológica, mas também o bem estar psicossocial, que contribuem para a construção do indivíduo idoso e o situam como Serno- Mundo
10

Repercussões da disfunção vestibular no convívio familiar e social de idosos

Oliveira, Renata Porcel de 07 October 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-27T18:47:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Renata Porcel de Oliveira.pdf: 496419 bytes, checksum: b96ca2f7bdabe976ce0313c41eb0c649 (MD5) Previous issue date: 2008-10-07 / The research "Implications of vestibular dysfunction in the family and social coexistence of elderly" wide knowledge relevant to the interfaces between the areas of Social Gerontology and Health The central objective of this study is to examine the influences of the involvement of vestibular dysfunction by elderly people in their conviviality family and social relationships, seeking help in this segment can live fully the stage of old age and have a treatment with quality. The development of concepts concerning the anatomy and physiology of the vestibular system, as well as the understanding of possible malfunctions causing these diseases, particularly noted in the ageing process, are addressed recital is a broad concept of health. The search was conducted of field through the application of interviews involving nine elderly people aged over 65 years, which have the vestibular dysfunction, receive emergency medical care and carry out physiotherapy home with professionals in MEDMAR / FAMILY The Emergency Medical Service, located in the city of Santos, in the State of Sao Paulo. These elderly live with their families, which were also interviewed. Bringing up procedures methodological own qualitative research was done, initially, the characterization of the stage of vestibular dysfunction of the subject, based on existing medical diagnoses. Through semistructured guide, proceeded to the identification of the condition of personal life and family and social coexistence, before and after the onset of the disease. Data analysis shows that the vestibular dysfunction should be conceived as one of the constituent elements of the ageing process and that the symptoms of manifestation of this involvement must be properly understood and cares for the elderly by it and by their relatives, considering the impact recognized in depositions, both in family and social coexistence / A pesquisa "Repercussões da disfunção vestibular no convívio familiar e social de idosos" amplia conhecimentos pertinentes às interfaces entre as áreas da Gerontologia Social e da Saúde. O objetivo central deste estudo é analisar as influências do acometimento da disfunção vestibular por pessoas idosas, no seu convívio familiar e relacionamento social, visando contribuir para que esse segmento possa viver plenamente a fase da velhice e dispor de um tratamento com qualidade. O desenvolvimento de conceitos referentes à anatomia e fisiologia do sistema vestibular, assim como a compreensão das possíveis disfunções causadoras dessas patologias, em especial constatadas no processo de envelhecimento, são abordados considerando-se uma concepção ampla de saúde. A pesquisa de campo foi realizada através da aplicação de entrevistas envolvendo nove idosos, com idade acima de 65 anos, que possuem a disfunção vestibular, recebem atendimento médico de urgência e realizam a fisioterapia domiciliar com profissionais da MEDMAR/FAMILY Atendimento de Urgência Médica, localizada na Cidade de Santos, no Estado de São Paulo. Estes idosos vivem com suas famílias, as quais também foram entrevistadas. Adotando-se procedimentos metodológicos próprios da pesquisa qualitativa foi feita, inicialmente, a caracterização do estágio da disfunção vestibular dos sujeitos, com base em diagnósticos médicos existentes. Através de roteiro semi-estruturado, procedeu-se à identificação da condição de vida pessoal e de convivência familiar e social, antes e depois do surgimento da doença. A análise dos dados revela que a disfunção vestibular deve ser concebida como um dos elementos constitutivos do processo de envelhecimento e que os sintomas de manifestação deste acometimento devem ser devidamente compreendidos e cuidados pelo próprio pelo idoso e por seus familiares, considerando-se as repercussões reconhecidas nos depoimentos, tanto no convívio familiar como social

Page generated in 0.1283 seconds