• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1217
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 1228
  • 420
  • 270
  • 236
  • 218
  • 110
  • 103
  • 102
  • 97
  • 83
  • 71
  • 70
  • 67
  • 67
  • 65
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

Influência da pentoxifilina na infecção pelo Plasmodium berghei ANKA em camundongos susceptíveis ou resistentes às formas graves da malária : aspectos histopatológicos

Corazza, Danilo 12 February 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, 2015. / Submitted by Ana Cristina Barbosa da Silva (annabds@hotmail.com) on 2015-06-29T17:06:58Z No. of bitstreams: 1 2015_DaniloCorazza_Parcial.pdf: 479104 bytes, checksum: bcf2308e28506da1d7ea87452e96914e (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2015-07-20T11:42:42Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_DaniloCorazza_Parcial.pdf: 479104 bytes, checksum: bcf2308e28506da1d7ea87452e96914e (MD5) / Made available in DSpace on 2015-07-20T11:42:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_DaniloCorazza_Parcial.pdf: 479104 bytes, checksum: bcf2308e28506da1d7ea87452e96914e (MD5) / A malária ainda é um problema grave para a saúde pública mundial, com bilhões de pessoas vivendo em áreas de risco de infecção, e milhões de pessoas acometidos pela doença, levando a cerca de quase um milhão de mortes anualmente. É uma doença febril aguda e nas formas graves pode apresentar prostração, alteração do estado de consciência, convulsões e edema pulmonar. As manifestações patológicas como o paroxismo febril, malária cerebral e choque, são decorrentes da resposta inflamatória exacerbada, com consequente aumento da adesão de células e o sequestro de eritrócitos principalmente no endotélio das vênulas pós-capilar. A pentoxifilina (PTX) é uma droga com capacidade imunomoduladora, regulando a produção de citocinas inflamatórias como o fator de necrose tumoral (FNT) e com potencial uso para prevenir as formas graves da malária por diminuir a produção do FNT. Este trabalho avaliou a influência da PTX sobre as alterações histopatológicas do cérebro, fígado e pulmão em camundongos susceptíveis ou não as formas graves da malária. Foram estudados camundongos machos com 8 semanas de idade das linhagens C57BL/6, CBA e BALB/c compondo quatro grupos, sendo que dois grupos foram infectados com 106 eritrócitos parasitados com Plasmodium berghei ANKA, tratados a partir do terceiro dia após a infecção, com 8mg/kg/dia de PTX e o outro grupo tratado com NaCl 0,9%. Outros dois grupos não foram infectados porém, seguiram o mesmo tratamento com PTX e NaCl 0,9%. No sexto dia da infecção os camundongos foram sacrificados e após perfusão cardíaca, foram retirados os órgãos (cérebro, fígado e pulmão), e procedido o processamento histológico. As lâminas foram coradas com Hematoxilina-Eosina (HE) e avaliadas em microscopia óptica. Observamos que a PTX foi capaz de diminuir a necrose de neurônios nos modelos CBA e BALB/c, porém, o contrário foi observado no modelo C57BL/6, onde a droga aumentou a necrose de neurônios no cérebro. Observamos também que no córtex cerebral, a PTX aumentou a congestão vascular no modelo C57BL/6, mas diminuiu a congestão vascular nos camundongos CBA e BALB/c. No fígado dos camundongos C57BL/6 e BALB/c dos animais infectados e tratados com a PTX observamos menor número de células de Kupffer com pigmento malárico. No pulmão dos camundongos C57BL/6 observamos aumento da permeabilidade da membrana alvéolo-capilar, que também foi observada nos camundongos CBA e no BALB/c após infecção pelo plasmódio. Contudo, após a administração da PTX, houve redução na congestão vascular. Nossos dados sugerem que as três linhagens de camundongos possuem mecanismos diferentes de resposta em cada órgão, evidenciando a heterogeneidade da influência da droga em camundongos com diferentes bases genéticas, e evidenciando a necessidade de melhor esclarecimento das vias pelas quais a droga age em cada órgão. / Malaria is still a major problem for global public health, with billions of people in contamination risk areas, and millions affected by the disease, leading to around nearly one million deaths annually. It is an acute febrile illness and in severe forms can present prostration, altered state of consciousness, seizures and pulmonary edema. Pathological manifestations, as febrile paroxysm, cerebral malaria and shock, are due to the increased inflammatory response, with consequent increase in cell adhesion and sequestration of erythrocytes mainly in the endothelium of post-capillary venules. Pentoxifylline (PTX) is a drug with immunomodulatory capacity, regulating the production of inflammatory cytokines, such as tumor necrosis factor (TNF), and with a potential use to prevent severe forms of malaria by reducing the production of TNF. This study evaluated the influence of PTX on the histopathological changes in the brain, liver and lung in mice susceptible or not to severe forms of malaria. C57BL/6, CBA and BALB/c male mice (8 weeks old) were studied. They comprised four groups, in which two were infected with 106 Plasmodium berghei ANKA parasitized erythrocytes and treated with PTX (8 mg/kg/day) or 0.9% NaCl from the third day after infection onward. The two other remaining groups were not infected, but followed the same treatment, with PTX or 0.9% NaCl. On the sixth day after infection, mice were sacrificed and underwent to a cardiac perfusion, the organs were removed (brain, liver and lung) and carried to a histological processing. The slides were stained with hematoxylin-eosin (HE) and evaluated by light microscopy. We observed that the PTX was able to decrease neuronal necrosis in CBA and BALB/c mice. However, the opposite was observed in C57BL/6 mice, in which PTX increased the neuronal necrosis in brain. We also observed that in the cerebral cortex, PTX increased vascular congestion in C57BL/6 model, but decreased vascular congestion in CBA and BALB/c mice. In the liver of the C57BL/6 and BALB/c mice of infected animals that were treated with PTX, it was observed fewer Kupffer cells showing malaria pigment. In lungs of C57BL/6 mice, there was an increase in the permeability of the alveolar-capillary membrane, which was also observed in CBA mice after Plasmodium infection. However, after treatment with PTX, there was a reduction in vascular congestion. Our data suggest that the three strains of mice have different mechanisms of response in each organ, showing the heterogeneity of drug influence, and highlighting the need to better understanding of the ways by which the drug acts in each organ from each of these experimental malaria models.
42

Modulação da resposta imune do hospedeiro por componentes da parede celular de Cryptococcus neoformans

Caxito, Samyra Mara Coelho 10 March 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular, 2017. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-05-11T17:59:48Z No. of bitstreams: 1 2017_SamyraMaraCoelhoCaxito.pdf: 1139297 bytes, checksum: 24f3a0eef6fd020d0c115c27afb54541 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline (jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2017-05-16T16:04:58Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_SamyraMaraCoelhoCaxito.pdf: 1139297 bytes, checksum: 24f3a0eef6fd020d0c115c27afb54541 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-05-16T16:04:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_SamyraMaraCoelhoCaxito.pdf: 1139297 bytes, checksum: 24f3a0eef6fd020d0c115c27afb54541 (MD5) / A incidência de infecções fúngicas sistêmicas vem se elevando com o aumento de situações em que se observa supressão do sistema imune do paciente, tornando-se este, um problema de saúde mundial. Cryptococcus neoformans é um fungo cosmopolita e mundialmente distribuído, que se apresenta como uma levedura encapsulada, presente no ambiente, acometendo, especialmente, pacientes imunodeprimidos e apresentando índice de mortalidade acima de 60%. Embora existam extensivos estudos sobre a estrutura capsular das leveduras do fungo C. neoformans, pouco se sabe sobre a interação deste patógeno com o hospedeiro, particularmente no que diz respeito aos componentes de sua parede celular. Estudos em algumas espécies de fungos vem apontando os componentes presentes na parede destes micro-organismos, como forte imunomodulador durante a interação patógeno-hospedeiro, podendo estes componentes serem empregados em estudos na elaboração de vacinas. Nesse trabalho, foi avaliada a capacidade da fração 1 (F1) extraída da parede celular de diferentes linhagens de C. neoformans em modular a resposta imune do hospedeiro. Inicialmente, foram realizados ensaios in vitro, para avaliar a viabilidade celular de macrófagos de camundongo, empregando diferentes concentrações das frações, extraídas a partir das linhagens de C. neoformans H99, B3501 e da linhagem mutante cap67Δ. Em seguida, foi avaliada a capacidade das fracões em induzir a produção de citocinas nas células do hospedeiro. Os dados mostram que, após 18 horas de interação, as frações das linhagens B3501 e cap67Δ induziram elevados níveis de TNF-α, demonstrando que há uma prévia ativação desses fagócitos sem alterar a viabilidade celular. Além disso, foi avaliado a atividade microbicida e de fagocitose de macrófagos previamente estimulados com essas frações, seguindo com interação com leveduras de C. neoformans. Os dados demonstram que, no intervalo de 24 horas após interação, houve uma diminuição significativa no número de leveduras recuperadas a partir dos macrófagos. Além disso, houve também um aumento significativo no número de leveduras fagocitadas. Nos testes in vivo, usando camundongos fêmeas da linhagem C57Bl/6, as frações foram previamente aplicadas nos animais, e em seguida os animais foram infectados com leveduras de C. neoformans H99. Os resultados mostram um aumento significativo na sobrevida dos animais que receberam o tratamento com as frações 14 em relação aos não tratados. Em conjunto, esses resultados claramente sugerem que os estímulos realizados com a fração F1 da parede de C. neoformans, são capazes de imunomodulador a resposta do hospedeiro, resultando em uma ação protetora contra a infecção a fúngica. Esses resultados abrem margem para possíveis alvos terapêuticos, além de contribuir com os estudos na elaboração de vacinas contra a infecção causada por C. neoformans. / The incidence of systemic fungal infections has been aggravated by the increase in diseases that induce a suppression of the immune system, making it a global health problem. Cryptococcus neoformans is a globally distributed, cosmopolitan fungus that presents as an encapsulated yeast present in the environment, especially affecting immunosuppressed patients and showed a mortality rate above 60%. Although there are extensive studies on the capsular structure, composed especially of polysaccharides involving the yeasts of C. neformans, little is known about the interaction of this pathogen with the host, particularly with respect to the components of its cell wall. Studies in some species of fungi have pointed out the components present in the wall of these microorganisms, as a strong immunomodulator during pathogen-host interaction, and these components can be used in studies in the elaboration of vaccines. In this study the captivity of the different fractions extracted from the cell wall of C. neoformans was evaluated in modulating the immune response of the host. Initially, in vitro assays were performed to assess the cell viability of mouse macrophages cultured with different concentrations of b-glucan fraction from H99, B3501 and a mutant strain cap67Δ strains of C. neoformans. Following, it was investigated the ability of these fractions to induce cytokine production in host cells. The data show that after 18 hours interaction, the fractions of strains B3501 and cap67Δ increased the TNF-α levels, showing that these fractions are able to activate the macrophage response without affecting the cell viability. Moreover, we evaluate the microbicidal and phagocytosis capacity of macrophages, previously stimulated with these fractions, during interaction with C.neoformans yeast. The data showed that after 24 hour of interaction, the number of yeasts recovered from macrophages was significantly decreased. Furthermore, there was a significant increase in the number of yeast phagocytosed. Mice treated with b-glucan fraction previously of C. neoformans infection showed a increased survival compared to the mouse not treatment. Taken together, these results clearly suggest that cell wall components is able to stimulate host immune response, resulting in an increased host immunity. These results open to the new therapeutic possibilities, beyond gives support on adjuvant therapeutic research during C. neoformans infections.
43

Identificação de lncRNAs em linfócitos T humano estimulados com anticorpos anti-CD3 recombinantes

Almo, Manuela Maragno do 28 July 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular, 2017. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-10-20T19:25:19Z No. of bitstreams: 1 2017_ManuelaMaragnodoAlmo.pdf: 3817901 bytes, checksum: c5848ca9cf270712ed9d10ff3b406472 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-10-24T12:44:01Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_ManuelaMaragnodoAlmo.pdf: 3817901 bytes, checksum: c5848ca9cf270712ed9d10ff3b406472 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-10-24T12:44:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_ManuelaMaragnodoAlmo.pdf: 3817901 bytes, checksum: c5848ca9cf270712ed9d10ff3b406472 (MD5) Previous issue date: 2017-10-24 / A terapia com anticorpos anti-CD3 pode induzir a imunossupressão e diversos mecanismos foram propostos para explicar tais efeitos. Apesar disso, os mecanismos imunorregulatórios dessas moléculas ainda não foram elucidados. Um dos mecanismos propostos envolve a participação de lncRNAs (RNAs longos não codificadores), que atuam em linfócitos T regulatórios, regulando diversas vias, inclusive aquelas envolvidas na tolerância imunológica. Em trabalhos anteriores do grupo de Imunologia Molecular, células mononucleares do sangue periférico (PBMCs) foram cultivadas na presença ou ausência do anticorpo monoclonal OKT3 ou de um fragmento recombinante da sua versão humanizada (Silva et al., 2009). O RNA de células T CD3+ tratadas foram submetidos a sequenciamento de alto desempenho. A partir dos dados obtidos previamente, no presente trabalho, foram identificadas regiões com expressão diferencial sob o tratamento desses anticorpos, que poderiam corresponder a novos lncRNAs. Para uma melhor caracterização desses transcritos, foram extraídos RNAs de linfócitos TCD3+ , em seguida retrotranscritos, clonados e sequenciados pelo método Sanger. Dentre as sequências testadas, foram identificados dois lncRNAs putativos regulados em linfócitos T tratados com anticorpos anti-CD3 humanos. Os níveis desses transcritos foram determinados em ensaios de PCR em tempo real. Análise de similaridades de sequências em bancos de dados, indicam que esses transcritos correspondem a isoformas com alta similaridade aos lncRNAs: GAPLINC e lnc-DC. Ambos apresentaram uma diminuição da expressão nas amostras tratadas com os anticorpos, sugerindo que eles possam estar associados a processos imunomodulatórios. / Anti-CD3 antibody therapy may induce immunosuppression and several mechanisms have been proposed to explain such effects. Despite of that, the immunoregulatory mechanisms of these molecules have not yet been completely elucidated. One of the proposed mechanisms involves the participation of lncRNAs (long non-coding RNAs), which act on regulatory T lymphocytes, regulating several pathways, including those involved in immunological tolerance. In previous work of Molecular Immunoloy Group, peripheral blood mononuclear cells (PBMCs) were cultured in the presence or absence of the monoclonal antibody OKT3 or a recombinant fragment of their humanized counterpart (Silva et al., 2009). RNAs from treated and untreated CD3+ T cells were subjected to Next Genereation Sequencing (NGS). This previous work pointed out regions with differential expression in samples treated with the antibodies, which could correspond to new lncRNAs. For a better characterization of these transcripts, RNA was extracted from antibody treated TCD3+ lymphocytes, which were retrotranscribed, cloned and sequenced by the Sanger method. Among the sequences tested, two putative lncRNAs that were regulated on T lymphocytes treated with human anti-CD3 antibodies were identified. The levels of these transcripts were determined in real-time PCR assays. Analysis in databases indicates that these transcripts correspond to isoforms with high similarity to lncRNAs: GAPLINC and lnc-DC. Both were downregulated in samples treated with the antibodies, suggesting that they may be associated with immunomodulatory processes.
44

O papel do inflamassoma na infecção induzida pelo Cryptococcus neoformans

Saavedra, Pedro Henrique Viana 05 February 2013 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular, 2013. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2013-05-13T13:38:11Z No. of bitstreams: 1 2013_PedroHenriqueVianaSaavedra.pdf: 1314251 bytes, checksum: ee5b0094f71f46179c6f13bef2a69329 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2013-05-15T11:34:05Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_PedroHenriqueVianaSaavedra.pdf: 1314251 bytes, checksum: ee5b0094f71f46179c6f13bef2a69329 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-05-15T11:34:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_PedroHenriqueVianaSaavedra.pdf: 1314251 bytes, checksum: ee5b0094f71f46179c6f13bef2a69329 (MD5) / Cryptococcus neoformans é um fungo encapsulado patogênico humano que afeta principalmente indivíduos imunossuprimidos. Sua cápsula é um dos mais importantes fatores de virulência, e está envolvida com os processos de evasão da resposta imune e disseminação no hospedeiro. Neste trabalho foi investigado a ativação do inflamassoma por C. neoformans e o papel de sua cápsula nesse processo. Observou-se que o mutante acapsular de C. neoformans induziu elevados níveis da secreção de IL-1β e ativação da protease caspase-1. A secreção de IL-1β foi analisada em macrófagos derivados de medula deficientes para as proteínas ASC, caspase-1, NLRP3 e NLRC4, demonstrando que essa secreção depende do inflamassoma NLRP3, mas não de NLRC4. Além disso, os componentes do inflamassoma se mostraram dispensáveis para fagocitose e atividade antifúngica frente a infecção. Os mecanismos envolvidos no processamento de IL-1β foram dependentes de catepsina B frente ao dano lisossomal e sinalização via quinase Syk. Foi demonstrado também que a sinalização por IL-1β não aumenta a atividade antifúngica de macrófagos. No entanto, ela participa na restrição da taxa de infecção por mecanismos desconhecidos. Estes resultados mostram pela primeira vez que C. neoformans ativa o inflamassoma NLRP3 de forma dependente de caspase-1 através da liberação de catepsina B e sinalização via Syk, levando a produção de IL-1β e restrição da taxa de infecção. Adicionalmente, esses dados demonstram que os isolados encapsulados conseguem diminuir a ativação do inflamassoma. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Cryptococcus neoformans is an encapsulated human pathogenic fungus that affects primarly immunocompromised individuals. It has a prominent capsule that is an important virulence factor, which is involved in immune response evasion and fungal dissemination. In the present study we investigated whether C. neoformans was able of triggering inflammasome activation and the role of its capsule in this event. The results showed that the acapsular mutant induced high levels of IL-1β secretion and caspase-1 activation. IL-1β -/- -/-secretion induced by C. neoformans was assessed in WT, Asc , Casp1 , -/- -/- Nlrp3 and Nlrc4 bone marrow-derived macrophages, showing IL-1β secretion to be dependent on NLRP3, but independent on NLRC4 inflammasome. In addition, inflammasome components were dispensable for C. neoformans uptake or killing. The mechanisms underlying IL-1β processing and release were dependent on cathepsin B release following lysosomal destabilization and Syk tirosine kinase signaling. We also demonstrate that IL- 1β signaling is not required to restrict intracellular yeast, but limited the rate of infection by an unknown mechanism. Together, our data show for the first time that acapsular C. neoformans activates the NLRP3 inflammasome and IL-1β secretion in a caspase-1 dependent manner and that the mechanisms involved in this event rely on cathepsin B released during lysosomal damage and Syk signaling, leading to restriction of infection rate. Furthermore, our results show that encapsulated C. neoformans is able to dimish inflammasome activation.
45

Expressão e caracterização de fragmentos de anticorpos recominanes Anti-CD3 humano em Pichia pastoris

Sousa, Victor Edgard Tavares 15 April 2010 (has links)
Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Celular, 2010. / Submitted by Shayane Marques Zica (marquacizh@uol.com.br) on 2011-02-21T19:05:15Z No. of bitstreams: 1 2010_VictorEdgardTavaresSousa.pdf: 6750254 bytes, checksum: 6a576895b0bd5e79d81112167f62aa00 (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2011-03-18T23:59:15Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2010_VictorEdgardTavaresSousa.pdf: 6750254 bytes, checksum: 6a576895b0bd5e79d81112167f62aa00 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-03-18T23:59:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2010_VictorEdgardTavaresSousa.pdf: 6750254 bytes, checksum: 6a576895b0bd5e79d81112167f62aa00 (MD5) / As imunoglobulinas são moléculas complexas de interesse biofarmacêutico que têm sido geralmente produzidas em células animais. Biorreatores alternativos, tais como leveduras também foram considerados, mas sua utilização é dificultada pelo dobramento ineficiente dos anticorpos e adição de cadeias de carboidratos. O objetivo deste trabalho foi produzir um vetor de expressão otimizado para produção de anticorpos completos e seus fragmentos bivalentes F(ab’)2 na levedura Pichia pastoris. Desenvolvemos um vetor de expressão de anticorpos em cadeia única que utiliza uma seqüência reconhecida pela protease KEX para o processamento das cadeias do anticorpo. Usamos este vetor de expressão para inserir um fragmento gênico de uma cadeia variável humanizada anti-CD3, desenhada de forma a otimizar o uso de códons e seu conteúdo GC. Os plasmídeos resultantes foram introduzidos na levedura metilotrófica Pichia pastoris, linhagem GS115, e cultivado em meio BMMY. A melhor indução foi obtida com metanol 2%. O fragmento de anticorpo mantém sua capacidade de reconhecimento ao antígeno recombinante CD3 produzido em E. coli. Análises por SDS-PAGE e Western Blot indicam degradação das construções recombinantes de anticorpos completos. Para verificar atividade biológica das imunoglobulinas recombinantes, também desenvolvemos um peptídeo recombinante CD3 de cadeia única, contendo cadeias gama e epsilon do antígeno CD3. O antígeno foi expresso na forma de corpúsculo de inclusão em Escherichia coli BL21 pLysE. A associação do antígeno-anticorpo foi verificada por meio de ELISA. Portanto, foi descrito um vetor de expressão em P. pastoris eficiente para a expressão de fragmentos F(ab’)2 com capacidade de ligação ao antígeno CD3. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Antibody is a complex biopharmaceutical that has been usually produced in animal cell. Alternative bioreactors such as yeasts have also been considered, but its use is hampered by the inefficient antibody folding and carbohydrate addition. The aim of this work is to produce an optimized expression vector for complete antibodies and its divalent Fab antibody fragment production. We developed a single-chain F(ab’)2 expression vector that codes for a KEX cleavage site, used to process antibody's chains. We used this expression vector to insert a humanized anti-CD3 variable region gene fragment, optimally designed for codon usage and GC content. The resulting plasmid was introduced in the methylotrophic yeast Pichia pastoris strain GS115 and it was grown in BMMY media. Improved induction was achieved using 2% methanol. The antibody fragment appears to maintain its affinity to the antigen site CD3. This suggests that it harbors correctly processed heavy and light chains. SDS-PAGE and Western Blot analyses showed a degradation of the antibody complete form when compared to its fragment F(ab’)2. To check F(ab’)2 biological activity, we also developed a recombinant CD3 peptide, containing gamma and epsilon chain of CD3 antigen produced as a single chain molecule. The antigen was expressed as inclusion bodies in E. coli BL21 pLysE. The antibody-antigen association was observed by ELISA. Therefore, we had described an efficient F(ab`)2 expression vector for P. pastoris, successfully used for the production of a biologically active anti-CD3 antibody F(ab`)2.
46

Efeitos da L-Arginina na cicatrização de feridas operatórias de camundongos imunissuprimidos, obesos e diabéticos

Jerônimo, Márcio Sousa 20 February 2010 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2010. / Submitted by wiliam de oliveira aguiar (wiliam@bce.unb.br) on 2011-06-30T18:21:36Z No. of bitstreams: 1 2010_MarcioSousaJeronimo.pdf: 1578926 bytes, checksum: 79c20c6135d32319982393e2ad178021 (MD5) / Approved for entry into archive by Guilherme Lourenço Machado(gui.admin@gmail.com) on 2011-07-04T12:37:31Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2010_MarcioSousaJeronimo.pdf: 1578926 bytes, checksum: 79c20c6135d32319982393e2ad178021 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-07-04T12:37:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2010_MarcioSousaJeronimo.pdf: 1578926 bytes, checksum: 79c20c6135d32319982393e2ad178021 (MD5) / A cicatrização de ferida é um mecanismo coordenado e regulado por que envolve mediadores solúveis e insolúveis da resposta imunitária. Certas condições são conhecidamente comprometedoras desse mecanismo. A obesidade, diabetes e a imunossupressão interferem em mecanismos chaves do reparo e fazem que este seja comprometido no final. Animais sadios, imunossuprimidos, diabéticos ou obesos foram submetidos a confecção de uma ferida de primeira e segunda intenção no dorso e tratados com L-Arginine topicamente dutrante 5, 7 e 10 dias pós operação. O tecido foi retirado e feito análises histopatológicas e RT-PCR em tempo real para se determinar o quadro de evolução da ferida. A análise estatística foi feita pelo teste T. Nosso trabalho revelou que o uso tópico da L-Arginina em feridas de primeira e segunda intenção melhorou o processo de cicatrização por aumentar a produção de TGF-β e citocinas da fase inflamatória TNF-α e IL1-β. A L-Arginina parece ser uma boa alternativa para o auxílio no reparo de feridas em condições que mecanismos de cicatrização está comprometida. Nosso trabalho abre perspectivas para estudos que envolvam novas formulações e associações que tenham como base esse aminoácido. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The wound healing is a coordinated and regulated mechanism that involves soluble mediators and insoluble immune response. Certain conditions are known to compromising the mechanism. Obesity, diabetes and immunosuppression interfere in key mechanisms of repair and do it to be compromised in the end. Healthy animals, immunosuppressed, diabetic or obese underwent construction of a wound from the first and second intention in the back and treated with L-Arginine topically dutrante 5, 7 and 10 days post operation. The tissue was removed and was the histopathological analysis and RT-PCR in real time to determine the framework of evolution of the wound. Statistical analysis was performed by the test T. Our work showed that the topical use of L-arginine in wounds of first and second intention improved the healing process by increasing the production of TGF-β and cytokines in the inflammatory TNF-α and IL1-β. L-Arginine appears to be a good alternative to aid in wound repair mechanisms in conditions that healing is compromised. Our work opens up perspectives for studies involving new formulations and associations that are based on this amino acid.
47

Vacina de DNA (hsp65 M. Leprae) para Paracoccidioidomicose experimental : atividade imunogênica e terapêutica

Ribeiro, Alice Melo 03 1900 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2008. / Submitted by Ruthléa Nascimento (ruthlea@bce.unb.br) on 2008-10-22T15:47:58Z No. of bitstreams: 1 2008_AliceMeloRibeiro.pdf: 765803 bytes, checksum: 64d83181d608218897c1293017932928 (MD5) / Approved for entry into archive by Georgia Fernandes(georgia@bce.unb.br) on 2008-11-17T13:35:28Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_AliceMeloRibeiro.pdf: 765803 bytes, checksum: 64d83181d608218897c1293017932928 (MD5) / Made available in DSpace on 2008-11-17T13:35:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_AliceMeloRibeiro.pdf: 765803 bytes, checksum: 64d83181d608218897c1293017932928 (MD5) / As proteínas de choque térmico (HSPs) são reconhecidas como importantes moléculas na modulação do sistema imunológico e são altamente conservadas entre os diferentes organismos. A vacina DNA-hsp65 de Mycobacterium leprae demonstrou efeitos profiláticos e imunoterapêuticos contra diversas doenças como, por exemplo, tuberculose, artrite e leishmaniose. Neste trabalho, avaliamos a eficácia e o potencial imunomodulador na imunização e no tratamento de camundongos infectados experimentalmente com o fungo patogênico Paracoccidioides brasiliensis, o agente etiológico da Paracoccidioidomicose, a mais importante micose endêmica na América Latina. A vacina DNA-hsp65 conferiu proteção aos animais contra o P. brasiliensis em ensaios de imunização ou de tratamento como indicado por: redução significativa no pulmonar fúngica carga (UFCs); diminuição da perda da função pulmonar e na presença de colágeno em granulomas (revelada por análises histológicas do tecido pulmonar); reestabelecimento proliferativo das células de baço; perfil de resposta imunológica de padrão Th1 com níveis elevados de IL-12, IFN - g, TNF-α e IGg2a e baixos níveis de IL-4, IL-10 e IgG1. Esses dados, em conjunto, indicam que, em BALB/c, tanto a imunização como o tratamento com a vacina DNA-hsp65 conferem proteção no curso da Paracoccidioidomicose. Nossos resultados abrem novas perspectivas sobre a prevenção e tratamento para outras micoses sistêmicas. _____________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Heat shock proteins (HSPs) are recognized as important molecules in the modulation of the immune system and are highly conserved among different organisms. The DNA-hsp65 vaccine from Mycobacterium leprae (M. leprae) has been shown to have prophylactic and immunotherapeutic effects against various diseases, for instance, tuberculosis, arthritis and leishmaniasis. In this work, we evaluated the effectiveness and immunomodulatory potential of the DNA-hsp65 immunization and treatment in model BALB/c mice infected with Paracoccidioides brasiliensis (P. brasiliensis), the etiological agent of Paracoccidioidomycosis, the most important endemic mycosis in Latin America. The DNA-hsp65 vaccine conferred protection against this pathogen for both, the prophylactic and therapeutic assays, as indicated by: a significant reduction in pulmonary fungal burden (CFUs); a decrease in pulmonary function loss and in the presence of collagen in granulomas (revealed by histological analyses of the pulmonary tissue); the reestablishment of spleen cells proliferation; the Th1 pattern immune response with higher levels of IL-12, IFN- γ, TNF- and IGg2a and lower levels of IL-4, IL-10 and IgG1. Together, these findings indicate that, in mice, the immunization and treatment with the DNA-hsp65 vaccine protect mice against Paracoccidioidomycosis. Our results open new perspectives on prevention and treatment of other systemic mycoses.
48

Caracterização da atividade ligante e da função efetora de anticorpos humanizados Anti–CD3 humano

Silva, Hernandez Moura January 2008 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Celular, 2008. / Submitted by Larissa Ferreira dos Angelos (ferreirangelos@gmail.com) on 2009-09-14T19:32:53Z No. of bitstreams: 1 Dissert_ Hernandez Moura Silva.pdf: 4796639 bytes, checksum: 25de57ac126c223d229f1cdfef26506e (MD5) / Approved for entry into archive by Gomes Neide(nagomes2005@gmail.com) on 2010-06-30T20:24:42Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissert_ Hernandez Moura Silva.pdf: 4796639 bytes, checksum: 25de57ac126c223d229f1cdfef26506e (MD5) / Made available in DSpace on 2010-06-30T20:24:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissert_ Hernandez Moura Silva.pdf: 4796639 bytes, checksum: 25de57ac126c223d229f1cdfef26506e (MD5) Previous issue date: 2008 / O anticorpo anti-CD3 tem sido utilizado como imunoterápico na prevenção da rejeição a órgãos transplantados e considerado um fármaco promissor para o tratamento de doenças auto-imunes. Entretanto, o único anticorpo anti-CD3 utilizado para uso clínico aprovado pelo FDA, o OKT3, possui origem murina o que gera uma resposta imunogênica quando administrado, impossibilitando uma utilização prolongada e, assim, diminuindo sua eficácia. Uma técnica que vem ao encontro da solução desse problema é a humanização de anticorpos, que por meio de manipulações gênicas propicia um aspecto “mais humano” a essa molécula, atenuando a resposta imunogênica desencadeada. Nesse sentido, foi avaliada a atividade ligante e a função efetora de duas versões humanizadas do anticorpo anti-CD3 apresentando o resíduo murino treonina (T) ou o resíduo humano arginina (R) na posição 86 da cadeia variável pesada. Posição essa, considerada importante estruturalmente. Para expresão dos anticorpos humanizados foram construídos vetores de expressão dicistrônicos, os quais foram utilizados para produção das imunoglobulinas em células de mamíferos da linhagem CHO, de forma estável. Os anticorpos produzidos foram purificados por cromatografia de afinidade para posterior análise da atividade ligante e da função efetora. Os resultados indicam que os anticorpos humanizados são capazes de se ligar ao CD3 na superfície de linfócitos. Contudo, são incapazes de bloquear completamente a ligação do anticorpo murino OKT3 à superfície de linfócitos, em ensaios de competição. Em conjunto com análises estruturais, esses dados indicam uma perda de afinidade das versões humanizadas provavelmente devido à substituição de resíduos importantes estruturalmente na cadeia leve humanizada. As versões humanizadas também apresentam uma capacidade mitogênica menor que a apresentada pelo OKT3, corroborando a perda de afinidade desses anticorpos. Esses dados sugerem que os anticorpos humanizados são capazes de se ligar ao CD3 na superfície de linfócitos, mas o processo de humanização levou a uma diminuição da afinidade original desses anticorpos. Nesse sentido, para se restabelecer a atividade ligante dos anticorpos recombinantes sugerimos a realização de algumas mutações específicas para com isso avaliar o seu futuro uso clínico. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Anti-CD3 antibodies have been used for the prevention of organ allograft rejection and are also considered a promising immunotherapic for autoimmune diseases treatment. Currently, there is only one anti-CD3 antibody approved by FDA for clinical use, the OKT3. Unfortunately, due to its murine origin, it promotes an immunogenic reaction when administrated, limiting its long-term use and reducing the treatment effectiveness. To solve this problem we have proposed humanized versions of this anti-CD3 to avoid its immunogenic properties. In this work was evaluated the binding activity and effector function of two humanized anti-CD3 antibodies. The first one has the murine residue threonine (T) 86 VH position while the second version shows the human residue arginine (R) at position 86 in VH. Modeling analysis indicated that this position is structurally important. To express the recombinant antibodies we constructed a dicistronic expression vector and produced the immunoglobulins in CHO cell lines. To analyze the binding activity and effector function, the recombinant proteins were previously purified by affinity chromatography. The results show that humanized antibodies were able to binding to the human CD3 on the T lymphocyte surface. However, they weren’t able to completely block OKT3 binding to T lymphocyte surface on competitive assays. Along with structural analysis, this data indicate an affinity loss of humanized versions probably due the substitution of important residues on humanized VL. The humanized versions also presented a less mitogenic activity than that observed by OKT3, corroborating the affinity loss of these antibodies. These data suggest that the humanized antibodies are able to bind to human CD3, but the humanization procedure caused a decrease on recombinant antibody affinity, compared with OKT3. To restore the binding activity of these antibodies specific mutations and back mutations must have to be taken in order to permit its future clinical use evaluation.
49

Avaliação do perfil imunologico de pacientes sensiveis ao niquel proveniente de aparelhos ortodonticos fixos

Marigo, Marcelo 02 May 1999 (has links)
Orientadores: Darcy Flavio Nouer, Lucia Alves de Oliveira Fraga / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-07-25T16:17:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Marigo_Marcelo_D.pdf: 5873967 bytes, checksum: 573f3c6e98fee1a8b3825829770f3870 (MD5) Previous issue date: 1999 / Resumo: Geralmente, as alergias relatadas na área odontológica, são aquelas de hipersensibilidade tardia a materiais dentários específicos, em particular aqueles que contêm níquel. Reações clínicas a esse metal, proveniente da corrosão dos aparelhos ortodônticos incluem; hipertrofia e sangramento gengival, descamação labial, queilites angulares e eczemas crônicos na mucosa bucal. Normalmente, o método de diagnóstico para a alergia ao níquel, é o teste de sensibilidade cutânea, que pode indicar resultado falso-positivo ou falso-negativo. A proposta deste estudo, foi estabelecer parâmetros imunológicos para diagnóstico diferencial em pacientes sob tratamento ortodôntico e com história clínica de hipersensibilidade ao níquel. Foram realizados testes de proliferação de linfócitos, utilizando como alérgeno, solução contendo níquel proveniente da corrosão dos aparelhos e NiS046H20, e teste ELISA para detectar o envolvimento de subpopulaçôes de Thl e Th2 nas culturas de FBMC. Os resultados mostraram que, a concentração de 10/í g/ml de NiSO4, foi mais efetiva para estimular as células mononucleares do sangue periférico (PBMC) de pacientes com manifestações clínicas bucais, quando comparada com concentrações de 5 e 2,5 £g/ml de NiSO4 Por outro lado, as soluções contendo níquel, proveniente dos aparelhos ortodônticos, inibiram a proliferação de PBMC dos mesmos pacientes, de maneira dose-dependente. Análises estatísticas mostraram uma correlação positiva, entre os indivíduos com manifestações clinicas e o teste de proliferação de PBMC, e verificou-se ainda que quanto maior o tempo de exposição ao aparelho ortodôntico, menor a sensibilidade ao teste cutâneo, independentemente da idade, em indivíduos do sexo feminino. Finalmente, os resultados mostraram que não houve produção / Abstract: Allergies related to dentistry generally are delayed hypersensitivity reactions to specific dental materials particularly to nickel. Clinical reactions to this metal from orthodontic appliances include gingival edema, hypertrophy, bleeding, swollen, fissure lips and chronic eczema of the cheeks. The main diagnostic test for nickel allergy is the Patch test, which can give false negative results. The purpose of this study was established immunological parameters for differential diagnosis using patients in extensive orthodontic treatment and with clinical history to nickel hypersensitivity. We use lymphocyte proliferation test using nickel leached from orthodontic metal appliances and NtS04.6H20 and ELISA for cytokines on the supernatant of cultured cells to detect the involvement of Thl and Th2 subset The results showed that 10/tg/ml of N1SO4 solution was more effective to stimulate PBMC from patients with oral clinical manifestation when compared with 5 and2.5iug/ml of NiS04 solutions. On the other hand, nickel solutions obtained from orthodontic metal appliances inhibited the proliferative PBMC response to the same patients in a dose-dependent manner. Statistical analysis showed a positive correlation between persons with clinical manifestation and the PBMC proliferation test. Finally, results showed no 1L-5 and IFN-y production on the supernatant of PBMC cells stimulated with either nickel solutions in those specific conditions used in our assays / Doutorado / Ortodontia / Doutor em Ciências
50

Aspectos imunologicos e histolologicos de baços de camundongos com coronavirus

Rodrigues, Edson Delgado 18 August 1997 (has links)
Orientador: Paulo Maria Ferreira de Araujo / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-25T17:16:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Rodrigues_EdsonDelgado_M.pdf: 3862798 bytes, checksum: 9d1e4001cac9ec3a5722f8af853832f6 (MD5) Previous issue date: 1997 / Resumo: A presença de coronavírus do tipo MHV foi associado à cepas Y de T. cruzi usualmente empregadas em modelos experimentais da Doença de Chagas, sugerindo que as observações imunohistológicas desenvolvidas nos animais são decorrentes da infecção concomitante do protozoário com o vírus (Exp. Parasitol. 78:429-431, 1994). Neste trabalho camundongos foram submetidos à infecção pelo coronavírus, visando o estudo da ativação de lintõcitos B esplênicos e das possíveis alterações histológicas nesse órgão. Camundongos CBNJ obtidos de colônias "SPF" (CEMIB-UNICAMP) foram inoculados intraperitonealmente com uma dose da suspensão viral, determinada através de uma estimativa de DLs() . Nos dias 3, 7, 11 e 15 pós-infecção, os camundongos foram sangrados para a obtenção de soros e sacrificados a seguir. Os baços isolados foram pesados e preparadas suspensões celulares que foram utilizadas nos ensaios de PFC-reverso, visando a determinação do número de células secretoras de imunoglobulinas No mesmo período, cortes histológicos corados com Hematoxilina­ Eosina foram utilizados para a pesquisa de alterações na estrutura interna do órgão. Nesta cinética de estudo pôde-se observar que entre os dias 7 e 11 pós-infecção houve um aumento no peso dos baços infectados (2 a 3 vezes superiores aos controles) associado com um aumento de 7 a 8 vezes no número de células secretoras de imunoglobulinas totais (PFC com anti-IgTotal) e de 5-6 vezes no número de células secretoras de imunoglobulinas da classe IgM (PFC com anti-lgM). Não foram detectados anticorpos específicos anti-MHV nos soros de quaisquer destes animais durante o período de observação. Alterações histológicas foram observadas nas preparações de animais infectados, caracterizadas por uma leve desestruturação nas áreas de polpa branca e polpa vermelha, quando comparadas com aquelas de baços normais. A alteração no perfil de linfócitos B esplênicos de camundongos infectados com o coronavírus caracterizada pelo aumento no número de células secretoras de imunglobulinas, está possivelment( associada à um processo de ativação policlonal. Assim, urna infecção sub-clínica dessa estirpe vira associada com outros patógenos poderá alterar substancialmente a resposta imune de animai desenvolvendo diferentes patologias / Mestrado / Imunologia / Mestre em Ciências Biológicas

Page generated in 0.0538 seconds