• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 199
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 200
  • 200
  • 116
  • 75
  • 69
  • 60
  • 52
  • 51
  • 46
  • 44
  • 43
  • 42
  • 40
  • 36
  • 35
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Avaliação de um programa de treinamento para pais em habilidades comunicativas

Coutinho, Lydia Tosoni Mentzingen 31 May 1984 (has links)
Submitted by Estagiário SPT BMHS (spt@fgv.br) on 2012-05-15T13:19:39Z No. of bitstreams: 1 000030005.pdf: 5466305 bytes, checksum: d01e2cc53cfb88e0282382b0c636fbc9 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-05-15T13:20:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000030005.pdf: 5466305 bytes, checksum: d01e2cc53cfb88e0282382b0c636fbc9 (MD5) Previous issue date: 1984
2

Humanização no parto : o homem nordestino no nascimento do filho em um hospital público de Fortaleza-Ceará

Rocha, Antonio Eusebio Teixeira 13 December 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2016-11-07T23:30:50Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-12-13 / The intention of this paper is to address the National Policy of Humanization of childbirth in a public hospitals within Northeastern Brazil. We have highlighted the critical role that the father plays in childbirth at public hospitals within this region and related social impacts that this represents. Of particular note is the importance of how the presence of the father at childbirth had a positive impact on the strength of culture and community. The father`s role in childbirth, as historically practiced in Ceará, directly impacted society when the father was not present during the time of delivery. Qualitative analysis was gained from the obstetric and rooming of HGMM in Fortaleza, as well as home visits. Data was also collected from participant observation - "The Way of Birth" - following ten couples "pregnant" throughout hospital history and the narratives of key informants, health professionals, hospital staff and men of the community. The period of data collection was from January 2010 to May 2010. Data analysis employed was taken from the method proposed by Bardin (2007). We emphasize the model of childbirth in this hospital and the experience of intervention in accordance with the policy of humanization through the inclusion of the father. We consider this participation as innate, but needs to be (re) learned and encouraged for the father to (re) assume a role that has been devalued. We show the struggle of some professionals to ensure that right to men's experience of the birth of the child and the need for a greater share than that set out in legislation. We therefore consider that efforts to ensure the presence of father at birth as this constitutes a major change in making this process more humane and clearly more beneficial for the child. Our results indicate that the participants develop a greater affection and bonding as a family unit. Furthermore, the father became more involved with the active care of the mother and baby leading to the strengthening of the triad: father, mother and child. Based on these factors, we recommend legislative action to ensure that all family members be present at childbirth. This is is critical in development of the social fabric of the family and ultimately critical for a healthier society. / O presente trabalho aborda a Política Nacional de Humanização do parto em um hospital público, destacando a inclusão do homem com a intervenção Parto Que Te Quero Perto . Põe foco no papel do homem na hora do parto e as mudanças sociais importantes que institucionalizam a cultura hospitalar na condução do nascimento de uma criança. Objetiva-se investigar o impacto do parto humanizado com a participação do pai no parto e a vivência do homem nordestino durante o pré-natal, parto e pós-parto, observando estereotipagens e estigmas vivenciados com a plasticidade dos preconceitos , num hospital público em Fortaleza-Ceará-Brasil. Estudo qualitativo, etnográfico, teve como cenário o Hospital Gonzaga Mota de Messejana em Fortaleza-CE, como também visitas domiciliares. Os dados foram coletados a partir da observação participante - O Percurso do Parto - acompanhando dez casais grávidos durante toda a trajetória hospitalar, e das narrativas de informanteschave: profissionais da saúde, funcionários do hospital e homens da comunidade. O período de coleta dos dados foi nos meses de janeiro a maio de 2010. Para a análise dos dados, empregou-se o método proposto por Bardin (2007). Comparando o impacto antes e depois da intervenção, detectou-se diferença no acesso do pai ao hospital público, nos preconceitos sobre a dominância masculina, no seu medo de enfrentar o parto e no cuidado familiar. Constatou-se uma imagem do homem nordestino como machista, grosseiro e insensível , e a exclusão do pai no parto por ser coisa de mulher . Porém, uma nova construção da masculinidade, do homem-companheiro e pai-cuidador está emergindo na periferia de Fortaleza-CE. Considera-se essa participação como um fato inato, mas que precisa ser (re)aprendido e estimulado para ele (re)assumir um papel que foi desvalorizado. Evidenciamse a luta de alguns profissionais no sentido de assegurar aos homens esse direito da experiência do nascimento do filho e a necessidade de uma participação maior do que a estabelecida na Lei Federal 11.108-2005. Depois da tecnologia do Parto Que Te Quero Perto , foi perceptível a mudança ou plasticidade dos preconceitos nessas caricaturas do homem cearense de baixa renda. Recomenda-se com esta experiência a valorização do processo de empoderamento do casal grávido que de posse dos conhecimentos necessários poderão se reconhecer como protagonistas principais do parto, lutando e se apropriando deste momento tão único em suas vidas.
3

Humanização no parto : o homem nordestino no nascimento do filho em um hospital público de Fortaleza-Ceará

Rocha, Antonio Eusebio Teixeira 13 December 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:31:13Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-12-13 / The intention of this paper is to address the National Policy of Humanization of childbirth in a public hospitals within Northeastern Brazil. We have highlighted the critical role that the father plays in childbirth at public hospitals within this region and related social impacts that this represents. Of particular note is the importance of how the presence of the father at childbirth had a positive impact on the strength of culture and community. The father`s role in childbirth, as historically practiced in Ceará, directly impacted society when the father was not present during the time of delivery. Qualitative analysis was gained from the obstetric and rooming of HGMM in Fortaleza, as well as home visits. Data was also collected from participant observation - "The Way of Birth" - following ten couples "pregnant" throughout hospital history and the narratives of key informants, health professionals, hospital staff and men of the community. The period of data collection was from January 2010 to May 2010. Data analysis employed was taken from the method proposed by Bardin (2007). We emphasize the model of childbirth in this hospital and the experience of intervention in accordance with the policy of humanization through the inclusion of the father. We consider this participation as innate, but needs to be (re) learned and encouraged for the father to (re) assume a role that has been devalued. We show the struggle of some professionals to ensure that right to men's experience of the birth of the child and the need for a greater share than that set out in legislation. We therefore consider that efforts to ensure the presence of father at birth as this constitutes a major change in making this process more humane and clearly more beneficial for the child. Our results indicate that the participants develop a greater affection and bonding as a family unit. Furthermore, the father became more involved with the active care of the mother and baby leading to the strengthening of the triad: father, mother and child. Based on these factors, we recommend legislative action to ensure that all family members be present at childbirth. This is is critical in development of the social fabric of the family and ultimately critical for a healthier society. / O presente trabalho aborda a Política Nacional de Humanização do parto em um hospital público, destacando a inclusão do homem com a intervenção Parto Que Te Quero Perto . Põe foco no papel do homem na hora do parto e as mudanças sociais importantes que institucionalizam a cultura hospitalar na condução do nascimento de uma criança. Objetiva-se investigar o impacto do parto humanizado com a participação do pai no parto e a vivência do homem nordestino durante o pré-natal, parto e pós-parto, observando estereotipagens e estigmas vivenciados com a plasticidade dos preconceitos , num hospital público em Fortaleza-Ceará-Brasil. Estudo qualitativo, etnográfico, teve como cenário o Hospital Gonzaga Mota de Messejana em Fortaleza-CE, como também visitas domiciliares. Os dados foram coletados a partir da observação participante - O Percurso do Parto - acompanhando dez casais grávidos durante toda a trajetória hospitalar, e das narrativas de informanteschave: profissionais da saúde, funcionários do hospital e homens da comunidade. O período de coleta dos dados foi nos meses de janeiro a maio de 2010. Para a análise dos dados, empregou-se o método proposto por Bardin (2007). Comparando o impacto antes e depois da intervenção, detectou-se diferença no acesso do pai ao hospital público, nos preconceitos sobre a dominância masculina, no seu medo de enfrentar o parto e no cuidado familiar. Constatou-se uma imagem do homem nordestino como machista, grosseiro e insensível , e a exclusão do pai no parto por ser coisa de mulher . Porém, uma nova construção da masculinidade, do homem-companheiro e pai-cuidador está emergindo na periferia de Fortaleza-CE. Considera-se essa participação como um fato inato, mas que precisa ser (re)aprendido e estimulado para ele (re)assumir um papel que foi desvalorizado. Evidenciamse a luta de alguns profissionais no sentido de assegurar aos homens esse direito da experiência do nascimento do filho e a necessidade de uma participação maior do que a estabelecida na Lei Federal 11.108-2005. Depois da tecnologia do Parto Que Te Quero Perto , foi perceptível a mudança ou plasticidade dos preconceitos nessas caricaturas do homem cearense de baixa renda. Recomenda-se com esta experiência a valorização do processo de empoderamento do casal grávido que de posse dos conhecimentos necessários poderão se reconhecer como protagonistas principais do parto, lutando e se apropriando deste momento tão único em suas vidas.
4

Paternidades nas adolescências

Orlandi, Renata January 2006 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia / Made available in DSpace on 2012-10-22T13:04:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 226916.pdf: 1084908 bytes, checksum: 103986b91e5ca5fba2115da383eb5874 (MD5)
5

Familia e o eu dos filhos : uma perspectiva fenomenologica

Gea, Eliana 03 December 1998 (has links)
Orientador: Carlos Alberto Vidal França / Tese (doutorado) - Universidade Estadul de Campinas, Faculdade de Educação / Made available in DSpace on 2018-07-24T11:03:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Gea_Eliana_D.pdf: 17059096 bytes, checksum: 1249f6cb11d0eab91b39915e422a3a3b (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: O tema pesquisado "Família e o Eu dos Filhos: uma Perspectiva Fenomenológica" fundamentou-se na fenomenologia de Edmund Husserl, caracterizada pela investigação da história do conhecimento, que propõe o retomo à origem das coisas e implica na descoberta de meios para a abordagem do fenômeno estudado. Partindo da respectiva descrição e interpretação visou mostrar e identificar como são explicitadas as estruturas do fenômeno.A pesquisa pretendeu buscar, através dos depoimentos, as interrelações entre o Eu dos filhos e a família, na cidade do Rio de Janeiro. Assim, foram estudadas as respostas às questões que se seguem: 1) Que relações familiares foram coletados com maior frequência em relação ao Eu dos filhos? 2) Como se caracterizaram as imagens construídas pelos filhos no que se refere aos pais? 3) Que situações do contexto familiar podem ser inferidas que mais influenciaram no Eu dos filhos?Nas relações familiares, os dados coletados sugeriram a predominância de situações envolvendo amor, dignidade, respeito, convivência familiar, sentimento de família, confiança, diálogo e outros elementos positivos. Assim, supõe-se que a família pode promover experiências capazes de permitir ao filho sentimentos de segurança emocional, adaptação a posições vitais diversas com um planejamento consciente de suas atividades futuras, que atuarão, de forma benéfica, na determinação do Eu do filho.Por outro lado, os resultados da pesquisa parecem indicar que algumas situações familiares influenciaram no Eu dos filhos, como a separação dos pais, a morte de um dos pais, dificuldades financeiras diante do desemprego na família etc, criando um ambiente familiar estressante, que provavelmente afetou a caracterização do Eu dos filhos.Ainda, pode-se supor que os pais não percebem que transmitem aos filhos suas vivências significativas, seus valores (culturais, morais, religiosos etc), suas expectativas de papéis, bem como nos depoimentos dos filhos é sugerida a probabilidade dos pais influenciarem nas atitudes e condutas dos filhos. Os filhos parecem descrever a imagem dos pais, como produto das experiências diretas com os mesmos / Abstract: The researched theme " Family and the Ego of the Sons: a Phenomenologic Perspective" was fundamented in the phenomenology of Edmund Husserl, characterized by the investigation of the history of knowledge and its purpose was the retum to the origin of things which implicates in the discovery of means for the approach of the studied phenomenon. Starting from the respective description and interpretation it aimed to show and identify how are explicited the phenomenon estructures.The research intended to look for, through testimoniet, the interrelations between the Ego ofthe sons and the family in the city of Rio de Janeiro. In this way, were studied the answers to the following questions: I) What familiar relations were registered whit more frequency in the sons Ego reports? 2) How were characterized the constructed images by the sons refering to the fathers? 3) What situations in the familiar context we can deduce had bigger influence in the Ego of the sons?In the familiar relations, the colleted data suggested the predominance of situations involving love, dignity, respect, familiar intimacy, family sentiments, confidence, dialogue and other positive elements. So, one could assume that the family is able of promote experiences to permiting to the son emotional security feelings, adaptation to various vital positions with a conscientious planning of his future activities, that would act in benefic form in the determination of the son Ego.On the other side, the research results seems to indicate tOOt some of the familiar situations influence in the sons Ego, like the fathers separation, the death of one the fathers, financial dificulties regarding family unemployment etc, creating a stressing familiar environment, that probably affected the characterization of the sons Ego.We also, can suppose that the fathers do not perceive they transmit to their sons their significative experiences, his values (cultural, moral, religious etc.), expectatives of rules, as well as in sons testimonies is suggested the probability of the fathers influencing Ín the son' s attitudes and conduct. The sons seem to describe the fathers image, as a product ot their direct experience with them / Doutorado / Psicologia Educacional / Doutor em Educação
6

Panico, agorafobia e ansiedade de separação : o revelar do comportamento de apego

Souza, Airle Miranda de 23 October 2001 (has links)
Orientador: Evandro Gomes de Matos / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-31T20:45:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Souza_AirleMirandade_D.pdf: 81096385 bytes, checksum: c7ea5584ba76a49712bf609e80a264b2 (MD5) Previous issue date: 2001 / Resumo: Neste estudo investigamos os vínculos afetivos nas manifestações do pânico, agorafobia e ansiedade de separação, sob o enfoque da Teoria do Apego de John Bowlby. Para tanto, descrevemos e avaliamos o Comportamento de Apego de um indivíduo diagnosticado com Transtorno de Pânico com Agorafobia segundo os critérios diagnósticos do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais-(DSM-IV). Ressaltamos, também, a vivência particular do sujeito, em relação às crises de pânico e sintomas agorafóbicos, e as características dos vínculos estabelecidos com figuras de apego. A partir de uma abordagem qualitativa, descrevemos as experiências e vivências, tanto do sujeito investigado como também dos pesquisadores. São cores, movimentos, eventos, vínculos, crenças, entre outras, expressões únicas do sujeito, que buscamos apreender e revelar. Em relação ao caso em estudo, destacamos o comportamento de inibição, a ansiedade de separação em relação às figuras importantes de vinculação, as situações de separação e perdas, o desamparo e a impotência vivenciada pelo sujeito diante da doença e da própria vida. Como modalidade de apego, identificamos o Apego Ansioso Resistente ou Ambivalente, assim como, a presença de uma interação familiar dificultadora do desenvolvimento emocional de seus membros em relação ao grupo familiar atual ou nuclear do sujeito. Esse estudo chama atenção ao importante papel desempenhado pelo grupo familiar, na promoção de defesa da vida, e como base segura na construção da saúde individual e grupal. Remete, também, a possibilidade de avaliarmos os modelos de apego estabelecidos e/ou mantidos quer como figuras principais ou subordinadas e, na eterna dança da vida de contato e afastamento, modificarmos modelos disfuncionais de apego no aqui e agora / Abstract: The present study investigated the entailment affective as it relates to patients with panic disorder or agoraphobia using a theory based on J. Bowlby's work on attachment. The attachment behavior of a patient with panic disorder with agoraphobia, classified by DSM-IV criteria, were described and evaluated. The personal life description and feeling about the panic crisis, agoraphobia symptoms and the characteristics of the entailment established with the attachment figures were described. The patient and researches experiences and feelings were described qualitatively. Experiences, movements, happenings, entailments and convictions were used to study, understand and reveal. Based on case description, the inhibition behavior and separation anxiety, with regard to entailment important figures, loss and separation, personal helplessness in front of the illness and life were observed. Concerning Bowlby's attachment theory, an anxious attachment as well as a no functional actual family to support member's health was verified. Generally speaking the results of this study, showed how is important the family group function to promote life as a secure base to construct the individual and group mental health. Besides, inspires a reflection about the attachment-established models of principal or subordinate figure for all life / Doutorado / Saude Mental / Doutor em Ciências Médicas
7

Da convivência familiar da criança e do adolescente na perspectiva do acolhimento institucional

Kreuz, Sergio Luiz 13 March 2013 (has links)
Resumo: O presente estudo discute a questão da institucionalização de crianças e adolescentes no Brasil. Inicia-se com a análise histórica dos acolhimentos no Brasil, por muito tempo toleradas e estimuladas, as transformações familiares e a família como espaço privilegiado para o desenvolvimento da criança e do adolescente. Apresenta a situação atual dos acolhimentos, suas causas e consequências. O direito à convivência familiar é analisado na perspectiva dos princípios constitucionais e como um direito fundamental. A efetivação desse direito fundamental tem como responsáveis a família, a sociedade e o Estado. A amília e, consequentemente, a criança e o adolescente, sofrem pela falta de políticas públicas e programas de prevenção ao abandono. Infelizmente, o direito à convivência familiar, apesar de inúmeras tentativas legislativas de conter os acolhimentos e diminuir a sua duração, continua sendo reiteradamente descumprido, em grande parte, pela omissão da família, da sociedade e do Estado. Neste sentido, foram apresentadas e analisadas alternativas ao abandono e a institucionalização. A efetividade do direito fundamental de crianças e adolescentes à convivência familiar passa pela compreensão, pelos diversos atores de proteção à criança e ao adolescente, da transição paradigmática da doutrina da situação irregular para a da proteção integral. Passa, também, pela mudança de postura do Poder Judiciário, posto que se tornou, pela nova Lei 12.010, de 2009, protagonista na efetivação do direito à convivência familiar e deve exercer o controle sobre os acolhimentos institucionais, zelando pela celeridade e o respeito a este direito fundamental. Somente por meio de uma reordenação do Sistema de Justiça, com vistas à interdisciplinaridade e respeito aos princípios constitucionais, em especial, o da prioridade absoluta, será possível dar fetividade a este direito de toda criança e adolescente.
8

Nascimento de filhos : rede social de apoio e envolvimento de pais e avós / Children’s birth: A social support network and the involvement of fathers and grandparents

Oliveira, Maíra Ribeiro de 02 1900 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2007. / Submitted by Rosane Cossich Furtado (rosanecossich@gmail.com) on 2009-12-19T17:30:54Z No. of bitstreams: 1 2007_MairaRibeirodeOliveira.PDF: 524209 bytes, checksum: 763265b3e481f606dd1aedbdbec1ab08 (MD5) / Approved for entry into archive by Lucila Saraiva(lucilasaraiva1@gmail.com) on 2009-12-21T23:19:22Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2007_MairaRibeirodeOliveira.PDF: 524209 bytes, checksum: 763265b3e481f606dd1aedbdbec1ab08 (MD5) / Made available in DSpace on 2009-12-21T23:19:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2007_MairaRibeirodeOliveira.PDF: 524209 bytes, checksum: 763265b3e481f606dd1aedbdbec1ab08 (MD5) Previous issue date: 2007-02 / O nascimento de um bebê, e sua conseqüente inserção na família, é visto como uma das mudanças normativas mais significativas do curso de vida familiar, por seu grande impacto na estrutura e nas relações entre os seus membros. Neste contexto de transição decorrente do nascimento de filhos, a rede social de apoio tem sido apontada como um dos fatores de influência preponderante, podendo contribuir para o equilíbrio no funcionamento da família e para o bem-estar, sobretudo das mães. Para elas, os principais membros da rede social de apoio, nesse momento, são, respectivamente, o companheiro e seus próprios pais, além dos sogros. Assim, este estudo tem como objetivo descrever, na perspectiva das mães, a rede social de apoio de famílias brasileiras durante o período de gestação e imediatamente após o nascimento de filhos, enfatizando a participação e o apoio do pai e dos avós de seus filhos. Participaram da pesquisa dois grupos, um composto por 45 mulheres grávidas, primíparas ou não, e outro formado por 42 mulheres com bebês de até seis meses de idade. A coleta de dados ocorreu em Centros de Saúde do Distrito Federal e consistiu na aplicação dos seguintes instrumentos: (a) questionário sociodemográfico da família e (b) entrevista semi-estruturada, ambos respondidos pelas mães. O questionário foi elaborado visando, além de obter informações sociodemográficas, caracterizar o sistema familiar e sua rede social de apoio; e as entrevistas tinham como objetivo investigar as alterações ocorridas durante o nascimento de filhos, bem como o envolvimento do marido/companheiro e a participação dos avós na vida familiar, com destaque para este período de transição. Os resultados mostraram que houve mudanças na família durante a gestação e o nascimento dos filhos, especialmente quanto ao apoio psicológico e divisão de tarefas domésticas. Grande parte das mães relatou que as mudanças foram positivas, com pais e avós constituindo as fontes principais de apoio. Embora as mães relatassem mudanças positivas por parte dos pais, elas já consideravam a sua participação na vida familiar como satisfatória, sobretudo quanto à divisão de tarefas domésticas e de cuidado dos filhos. A maioria das mães relatou que os avós não interferiam na vida da família; quando os avós interferiam, usavam como estratégia principal o aconselhamento, sobretudo em relação à educação dos netos e ao relacionamento do casal. Os resultados sugerem que é fundamental intensificar os estudos sobre a influência da rede de apoio familiar durante os momentos de transição decorrentes do nascimento de filhos no contexto brasileiro, visando fornecer subsídios para a elaboração e implementação de programas de educação familiar, com ênfase na participação do pai e dos avós. __________________________________________________________________________________ ABSTRACT / A child’s birth and the consequent insertion of this child in a family is seen as one of the most significant normative changes in the family life course, due to its great impact in the structure and in the relationship among family members. In this transition context of a child’s birth, a social support network has been pointed out as one of the leading aspects of influence, capable of contributing to the balance of the family and its welfare, especially considering mothers. The mothers have reported that at this specific moment, the main social supportive members are the husband and the mother’s own parents, respectively, besides the parents in law. Thus, this study has the objective of reporting the social support network established in Brazilian families during the gestation period and immediately after children are born, according to the mothers’ perspectives. It also emphasizes the support and participation of fathers and grandparents. Two groups participated in this study; one was formed by 45 pregnant women, whether primary or not and the other was formed by 42 women with children up to the age of six (6) months. Data was collected at the Health Centers from the Federal District and it consisted of the application of the following instruments: (a) a family social demographic questionnaire and (b) a semi-structured interview. Both instruments were answered by the mothers. The questionnaire was constructed viewing the social demographic information, as well as the characterization of the family system and its social supportive network. The interviews aimed at investigating the alterations occurred during the child’s birth, as well as the involvement of the husband/companion, and the participation of grandparents in the family life, highlighting this transition period. The results demonstrated that changes had occurred during the gestation period and the child’s birth, especially in relation to the psychological support and division of house chores. A high number of mothers reported that changes had been positive and that fathers and grandparents were considered as the main support sources. Although mothers had reported the fathers’ changes as positive, they had already considered their family participation as satisfactory, above all, in respect to house chore division and in relation to the division of care towards the child. Most mothers reported that the grandmothers did not interfere in the family life. When grandparents interfered, they used counseling as the main strategy, especially in relation to the grandchildren’s education and the couple’s relationship. Results suggest that it is fundamental to conduct further studies on the influence of a family support network during transition moments as a result of a child’s birth in the Brazilian context with views to the supply of subsides to the elaboration and implementation of family educational programs, emphasizing the fathers’ and grandparents’ participation.
9

A importância do suporte emocional aos pais de bebês internados num CTI pediátrico: aspectos teóricos e práticos de um trabalho com grupos

Kislanov, Sara Angela 19 April 1983 (has links)
Submitted by Estagiário SPT BMHS (spt@fgv.br) on 2012-04-18T13:13:50Z No. of bitstreams: 1 000022845.pdf: 3133771 bytes, checksum: 2d1e139732e598a186e6fcba66d7ceba (MD5) / Made available in DSpace on 2012-04-18T13:14:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000022845.pdf: 3133771 bytes, checksum: 2d1e139732e598a186e6fcba66d7ceba (MD5) Previous issue date: 1983 / The research work for this paper was done in a hospital with a group of parents whose babies were being treated at the Intensive Care Center. This practice is basically concerned with the assistance rendered to the parents in offering them the necessary conditions to maintain and hold the affective attainment between parents and child and, consequently, the acceptance of a sick baby during the stay at the hospital as well as after discharge. Therefore, its aim is to also point out the importance of the emotional support extended to the parents' of those infants. without which it is believed it would be difficult for those parents to overcome the emotional crises caused are the birth of a sick baby or one who becomes sick right after it is born. The work carried out with the groups is held once a week and the session lasts one hour. These groups are coordinated in co-therapy by one; pediatrician and one psychologist. It is eased on spontaneous participation and the doctor as well as the psychologist give information on the babies' health conditions and, at the same time try to learn from the parents' expressions the unrevealed emotional aspect’s implied. Essentially, the central topics of this paper are the concern with the affective attachment between the parents and their babies, the guilt feelings with relation to the babies condition and the parents' preoccupation with the babies ' future development. These topics were studied under the following titles: Attachments and Losses; Guilt Feelings; and the Child's Own World. The theoretical aspects of each subject were also dealt with in order to reach a better understanding of the parents ' feelings of anxiety, hoping to extend emotional support to them so that they may be able to help their children. / Este trabalho, realizado num hospital, apresenta a prática de Grupo com pais de bebês internados em Centro de Tratamento Intensivo. Tal prática visa basicamente o atendimento aos pais no sentida de lhes oferecer as condições necesárias para a manutenção e preservação do vínculo afetivo bebê-pais, e consequentemente aceitação deste bebê doente, tanto durante o período de internação como também após sua alta. Visa, portanto, revelar a importância de um suporte emocional aos pais de tais bebês, sem o que, acredita-se, dificilmente ais pais teriam condições de superar a situação de crise emocional por que passam diante ao nascimento de um filho doente ou que adoece logo ao nascer. o trabalho com os Grupos realiza-se uma vez por s~ mana. tendo a duração de 1DJla hora. A coordenação destes grupos é feita em co~terap:ta por UltlJllédico peaiatra e um psicõl~ go. Baseia-se na livre expressão dos participantes. e tanto o médico quanto o psicólogo. oferecem informações sobre o estado de saúde do bebê ao mesmo tempo em que buscam compreen -der na fala dos pais os aspectos emocionais nela subentendi -dos. .' Essencialmente, tornaram-se temas centrais deste trabalho os que dizem respeito a ligação afetiva dos pais com o bebê, aos sentimentos de culpa pela doença do mesmo e os relativos i preocupação dos pais com o desenvolvimento futuro de seu filho. Os referidos temas foram denominados com os seguintes títulos: Vínculos e Separações, Sentimentos de Culpa e O Espaço da Criança, e neles foram abordados os aspectos teóricos de cada questão, visando uma melhor compreensão das ansiedades dos pais e na esperança de fornecer suporte emocional aos mesmos, a fim de que possam melhor amparar seus filhos.
10

Avaliação das práticas educativas parentais em escolares

Braglia, Geiziane Barcelos January 2014 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, Florianópolis, 2014. / Made available in DSpace on 2014-08-06T18:03:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 327157.pdf: 819154 bytes, checksum: 73e68b9dfff54370a74e3264f55f8cab (MD5) Previous issue date: 2014 / Introdução: As práticas educativas parentais podem ser concebidas como os comportamentos específicos manifestados por pais e mães com o objetivo de socialização e educação dos filhos. Objetivos: O objetivo deste estudo foi examinar as propriedades psicométricas da versão brasileira do EMBU versão para pais (EMBU-P) e as associações com dados sociodemográficos. Material e Métodos: O EMBU-P é um questionário de autorrelato que avalia as práticas educativas parentais na perspectiva dos pais. O total da amostra compreendeu 858 sujeitos, 680 mães (79,3%) e 178 pais (20,7%), de 756 crianças que frequentavam séries iniciais do ensino fundamental da rede pública de ensino. Resultados: O instrumento EMBU-P para amostra brasileira de pais apresentou boas propriedades psicométricas para a escala com 37 itens. Os resultados de análise de componentes principais revelaram três dimensões (Suporte Emocional, Rejeição e Tentativa de Controle). A consistência interna foi adequada para as três dimensões (a de Crombach = 0.70) e a dimensão Suporte Emocional revelou o melhor índice. As dimensões Suporte Emocional e Rejeição apresentaram associação negativa e significativa; as dimensões Rejeição e Tentativa de Controle apresentaram associação positiva e significativa, e não houve associação entre as escalas Suporte Emocional e Tentativa de Controle. As mães perceberam níveis mais elevados de Suporte Emocional, a menor escolaridade dos pais e a idade de 7 anos dos filhos se relacionaram a um maior nível de práticas educativas parentais de Tentativa de Controle e ambos os pais perceberam níveis mais altos de práticas educativas de Rejeição para filhos do sexo masculino. Conclusão: EMBU-P mostrou-se adequado para estudos sobre práticas educativas parentais na população de pais de crianças brasileiras.<br> / Abstract : Introduction: Parenting practices can be conceived as specific behaviors shown by parents aiming at the socialization and education of their children. Objectives: The aim of this study was to examine the psychometric properties of the Brazilian version of the EMBU version for parents (EMBU-P) and the correlations with sociodemographic data. Material and Methods: The EMBU-P is a self-report questionnaire that assesses parental educational practices from the perspective of parents. The sample consisted of 858 subjects (680 mothers, 79.3 %; 178 fathers, 20.7 %) of 756 children who attended the lower grades of elementary public schools. Results: The EMBU-P tool for the Brazilian parents sample showed good psychometric properties for the 37-item scale. Results of the principal components analysis revealed three dimensions (emotional support, rejection, and attempted control). Internal consistency was adequate for all three dimensions (Cronbach a = 0.70) and emotional support showed the best index. The dimensions emotional support and rejection showed significant negative correlation. The dimensions rejection and attempted control showed a positive and significant correlation, while there was no correlation between the dimensions emotional support and attempted control. Mothers perceived higher levels of emotional support; lower parental schooling levels and the 7-years age of the children were related to higher levels of parental practices of attempted control, while both parents perceived higher levels of educational rejection practices of male children. Conclusion: EMBU-P showed to be appropriate for studies of parental educational practices in the parents' population of Brazilian children.

Page generated in 0.0605 seconds