• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 26
  • Tagged with
  • 26
  • 10
  • 9
  • 7
  • 7
  • 7
  • 6
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Memórias de parteiras

Costa, Lúcia Helena Rodrigues January 2002 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. / Made available in DSpace on 2012-10-20T06:45:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 187607.pdf: 546532 bytes, checksum: 970323e53c008771ec0f0937dbb54230 (MD5) / O presente estudo procurou resgatar através da memória de parteiras um fazer que historicamente está associado a uma prática feminina, tentando uma aproximação desse fazer com o que se tem proposto atualmente como "humanização do parto". Trata-se de um estudo qualitativo que utilizou a História Oral Temática como método de apreensão dos dados. Seguindo uma tendência de vários oralistas da atualidade, as narrativas coletadas através das entrevistas foram apresentadas na íntegra, textualizadas pela autora, na tentativa de manter toda a força e singularidade contidas nesses discursos. Da pesquisa participaram sete colaboradoras, sendo três do Estado de Santa Catarina e quatro do norte do estado de Minas Gerais. A colônia foi composta por mulheres que durante o período compreendido entre as décadas de quarenta e a década de oitenta dedicaram-se ao ato de partejar, quer seja em âmbito domiciliar ou hospitalar, independente da forma como aprenderam a fazer partos. Tendo como objetivo desvelar o ideário contido nas narrativas à luz de um referencial de gênero, o estudo analisou alguns aspectos codificados como "lugares de significados" que foram: o perfil das parteiras; como e onde partejavam; a vocação; o cuidado, a humanização e a ética. Os dados obtidos evidenciam um fazer já bastante atrelado ao saber/fazer médico, mesclando-se com conhecimentos de senso comum adquiridos com outras mulheres, principalmente no caso das parteiras que não passaram por um aprendizado formal, além de que a maioria delas, direta ou indiretamente estavam ligadas à Enfermagem. Evidencia-se, principalmente quanto à remuneração e à valorização do fazer das parteiras, a confirmação de alguns estereótipos relacionados às relações de gênero, em que o trabalho feminino (cuidado), muito ligado ao espaço privado, doméstico é desvalorizado. Supera-se a visão da parteira como mulher ignorante, além de se tornar evidente que humanização passa pelo engajamento das trabalhadoras em saúde em torno de novas perspectivas político-filosóficas do cuidado exercido por não médicos durante o parto.
2

Lembranças íntimas de minha avó

Réchia, Karen Christine January 1998 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História. / Made available in DSpace on 2012-10-17T05:59:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 189010.pdf: 363711 bytes, checksum: 3189d57b795c27f7d8a340a48da73141 (MD5) / Este trabalho tem por objetivo dar visibilidade à prática cultural das [parteiras], através da [memória feminina], entre os anos 1930 e 1960, no município Treze de Maio (SC), bem como analisar a substituição desta prática cultural, por um [conhecimento médico-científico].
3

Entre raízes, corpos e fé : trajetórias de um processo de criação em busca de uma poética da alteridade

Lima, Marlini Dorneles de 20 December 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-Graduação em Artes, Doutorado em Arte Contemporânea, 2016. / Submitted by Camila Duarte (camiladias@bce.unb.br) on 2017-01-25T13:11:44Z No. of bitstreams: 1 2016_MarliniDornelesdeLima.pdf: 6932507 bytes, checksum: d5b3ca9d8d0063470f5ea9ea06b24ed6 (MD5) / Approved for entry into archive by Ruthléa Nascimento(ruthleanascimento@bce.unb.br) on 2017-03-07T14:18:46Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_MarliniDornelesdeLima.pdf: 6932507 bytes, checksum: d5b3ca9d8d0063470f5ea9ea06b24ed6 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-07T14:18:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_MarliniDornelesdeLima.pdf: 6932507 bytes, checksum: d5b3ca9d8d0063470f5ea9ea06b24ed6 (MD5) / Este estudo situa-se no campo da criação e composição em dança e aborda o lugar do corpo e suas infinitas possibilidades de explorar territórios poéticos. O mesmo teve como objetivo investigar elementos/dispositivos presentes na trajetória de um processo de criação em dança, a partir da potência poética presente no fluxo entre a estética do cotidiano e os rituais das mulheres do cerrado, seus saberes e fazeres tradicionais (parteiras, raizeiras e benzedeiras). O referencial teórico utilizado aborda contribuições da etnocenologia, antropologia, filosofia e aproximações teóricas com a etnografia pós-colonial, tendo a arte e a dança conduzindo a construção teórica do estudo. Este defende um corpo em processo de criação comprometido com a corporeidade e saberes tradicionais como instâncias de resistência, aproximando-se da discussão sobre descolonização do corpo. A trajetória metodológica buscou matrizes estéticas na pesquisa de campo, ou seja, no campo vivido, alicerçada por noções conceituais já desenvolvidas em estudos realizados no Núcleo Coletivo 22, como corpo limiar e encruzilhada. Isso possibilitou revistar, ampliar e/ou propor outros dispositivos, os quais acionaram, na pesquisa de criação e composição, a relação com o campo vivido, como: (des) enraizamento, lugares/momentos, motivações dançantes, cartografia inventiva e o ensaio ritual. Possibilitou ainda pensar e propor a noção de poetnografia como um acontecimento do corpo que reinventa o campo vivido e se debruça a construir um estado corporal potente para a criação em dança. / This study goes into the field of creation and composition in dance and addresses the place of the body and its infinite possibilities of exploring poetic territories. Its objective was to investigate the elements / devices present in the trajectory of the process of creation in dance, from the poetic power present in the flow between the aesthetics of daily life and the rituals of the women of the Cerrado, their knowledge and traditional practices (midwives, folk healers and seer-healers). The theoretical framework used addresses the contributions of etnocenology, anthropology, philosophy, and theoretical approaches around postcolonial ethnography, with art and dance leading to the theoretical construction of the study, which defends a body in the process of creation committed to the corporeality and traditional knowledge, as an instance of resistance approaching the discussion of the decolonization of the body.The methodological trajectory sought aesthetic matrices in the field research, that is, in the lived field based on conceptual notions, already developed in studies carried out in the Collective Nucleus 22, as a threshold and a crossroad, making it possible to search, expand and / or propose other devices that triggered in the research of creation and composition the relation with the lived field such as: (de) rooting, places / moments, dancing motivations and inventive cartography. Which has enabled us to think and propose the notion of poetnography as an event of the body that reinvents the lived field and is dedicated to building a powerful body state for the creation in dance.
4

Parteiras tradicionais da região do entorno de Brasília, Distrito Federal

Santos, Silvéria Maria dos 04 November 2010 (has links)
Tese (doutorado)-Universidade de Brasília, Departamento de História, 2010. / Submitted by Shayane Marques Zica (marquacizh@uol.com.br) on 2011-03-31T17:04:03Z No. of bitstreams: 1 2010_SilveriaMariadosSantos.pdf: 1483581 bytes, checksum: 50a64707845dc6ccf01be841fe6e919c (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2011-04-06T01:45:33Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2010_SilveriaMariadosSantos.pdf: 1483581 bytes, checksum: 50a64707845dc6ccf01be841fe6e919c (MD5) / Made available in DSpace on 2011-04-06T01:45:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2010_SilveriaMariadosSantos.pdf: 1483581 bytes, checksum: 50a64707845dc6ccf01be841fe6e919c (MD5) / A pesquisa tem como objetivo contribuir com o registro histórico das trajetórias e saberes-experiências das parteiras tradicionais da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno/RIDE, desde 1960, com apoio da História Oral. Por tratar-se de um ofício tecido nos rituais e práticas de cuidados, encontra-se condenado à “cultura do silêncio”. Se existem fontes documentais e historiográficas, essas parecem estar indisponíveis para pesquisa. Permanece apenas uma memória oral que guarda os saberes-experiências do partejar, os quais são transmitidos pelo ato de contar, de uma mulher para a outra, assim como de uma geração para a geração seguinte. O desenvolvimento da região Centro-Oeste, os fatores socioculturais e as estratégias do planejamento da modernidade que estruturaram o Distrito Federal, resultaram na reconfiguração do ofício das parteiras como processo cultural, não havendo interação e transferência simbólica entre os saberes populares e os acadêmicos, como ação social capaz de combinar concorrência e cooperação, conflito e participação, saberes tradicionais locais e conhecimentos científicos. Deixou de se caracterizar pela articulação entre as estratégias de desenvolvimento e as especificidades culturais inerentes aos contextos territoriais das racionalidades constitutivas do ofício das parteiras. De onde é possível entender que diferentes acepções acerca de desenvolvimento podem representar o desafio de interagir com a competitividade e a solidariedade, em desdobramento aos modelos de atuação no partejar, modelo biomédico e o modelo dos saberes-experiências que engendraram o ofício das parteiras. Situação que reverberou para a política de silenciamento dessas mulheres na RIDE. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The research aims at contributing to the historical record of the trajectories and knowledge-experiences of traditional midwives in the Federal District‟s Region of Integrated Development and Adjacency/ RIDE, since 1960, supported by Oral History. Since it is a craft woven in rituals and practices of care, it is condemned to the 'culture of silence'. If there are any documentary and historiographical sources, these seem to be unavailable for research. Only an oral memory that stores the knowledge-experiences of midwifery remains, transmitted by the act of telling, from one woman to another, from one generation to the next. The development of central-eastern Brazil, socio-cultural factors and strategies of the modernization plan that structured the Federal District, resulted in the reconfiguration of the midwifery craft as a cultural process, with no interaction and symbolic transfer between popular and scholarly knowledge in the form of social actions that combine competition and cooperation, conflict and participation, local tradition and scientific knowledge. It is no longer characterized by the linkage between development strategies and cultural features inherent in territorial contexts of constitutive rationalities of the midwifery craft. Thence it is possible to understand that different conceptions of development may represent the challenge of interacting with competitiveness and solidarity, unfolding the model performance in midwifery, the biomedical model and the model of knowledge-experiences that engendered the midwifery craft. This situation reverberated to the policy of silencing these women in the RIDE. __________________________________________________________________________________ RESUMEN / Esta investigación pretende contribuir al registro histórico de trayectorias y saberes-experiencias de las parteras tradicionales de la Región Integrada de Desarrollo del Distrito Federal y Entorno/RIDE desde 1960, con apoyo de la Historia Oral. Al tratarse de un oficio tejido en rituales y prácticas de cuidados, se halla condenado a la „cultura del silencio‟. Si existen fuentes documentales e historiográficas, no aparecen disponibles para amplia circulación. Permanece apenas una memoria oral que guarda los saberes-experiencias del ayudar a parir, transmitidos por el acto de contar, de una mujer a otra, y de una generación a la siguiente. El desarrollo de la región Centro-Oeste, los factores socioculturales y las estrategias de planificación de la modernidad que estructuraron el Distrito Federal, desembocaron en la reconfiguración del oficio de partera como proceso cultural, así que no hay interacción ni transferencia simbólica entre saberes populares y académicos, como acción social capaz de combinar concurrencia y cooperación, conflicto y participación, saberes tradicionales locales y conocimientos científicos. Dejó de caracterizarse por la articulación entre las estrategias de desarrollo y las especificidades culturales inherentes a los contextos territoriales de las racionalidades constitutivas del oficio de partera. A partir de ello diferentes acepciones del desarrollo pueden representar el desafío de interactuar con la competitividad y la solidaridad, en desdoblamiento de los modelos de actuación en el ayudar a parir, el modelo biomédico y el de los saberes-experiencias que engendraron este oficio. Esta situación influyó en la política de silenciamiento de las parteras en la RIDE. ___________________________________________________________________________________ RÉSUMÉ / La recherche vise contribuer avec le registre historique des trajectoires et savoir-experiences (pratiques d‟accouchement traditionelles ascquis oralement) des sages-femmes traditionnelles de la region integré du développement du District Fédéral et les villes voisines/RIDE, depuis 1960, avec le soutien de l'histoire orale. Puisqu‟on traite d‟un office construite au sein des rituels et pratiques de soins, celui-ci est silencié. Si il existe des sources documentaires et historiographique, ceux-ci semblent être indisponible aux recherches. Reste seulement une memoire orale qui stocke les savoir-experiences de l´accouchement, aux quelles sont transmises de mots en mots pendant l´accouchement, d´une femme à l´autre, ainsi comme d´une generation à la prochaine. Le developpement de la región du Midwest, les facteurs socioculturels et les strategies de la planifications de la modernité qui ont structuré le District Fédéral, ont abouti à la reconfiguration de l´office des sages-femmes comme processus culturel, sans interaction et le transfert symbolique entre savoirs populaires et academiques, comme action social capable de combiner la concurence et la cooperation, conflit et participation, savoirs traditionaux locaux et connaissences scientifiques. Eu laissé de se caracteriser par l´articulation entre les strategies du developpement et spécificité culturels inhérantes aux contexts territoriaux des rationalités constitutives de l´office des sages-femmes. D´oú est possible comprendre que differentes significations a própos du développement peuvent representer le defi de l´interaction d´intégrer avec la competitivité et la solidarité, en deploiement du modèle du en couches labourand, le modèle biomédical et le modèle du savoirs-experiences qui ont engendré l`office des sages-femmes. Situation qui a réverbéré à la politique de faire taire ces femmes au RIDE.
5

Ainda-não : potencialidade e possibilidades do cuidado humano

Borges, Moema da Silva 08 December 2006 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2006. / Submitted by Debora Freitas de Sousa (deborahera@gmail.com) on 2009-09-22T19:51:11Z No. of bitstreams: 1 2006_Moema da Silva Borges.pdf: 792337 bytes, checksum: fb6be8d1205b5eca6d4ebf9329253622 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2009-09-23T15:16:20Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_Moema da Silva Borges.pdf: 792337 bytes, checksum: fb6be8d1205b5eca6d4ebf9329253622 (MD5) / Made available in DSpace on 2009-09-23T15:16:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_Moema da Silva Borges.pdf: 792337 bytes, checksum: fb6be8d1205b5eca6d4ebf9329253622 (MD5) Previous issue date: 2006-12-08 / Parte da hipótese de que a base epistemológica da produção sobre o cuidado está ancorada em saberes científicos e também em outros saberes e práticas advindas do conhecimento do senso comum, dentre os quais se situam as práticas do conhecimento do senso comum das parteiras tradicionais e das benzedeiras. O estudo insere-se no contexto do debate epistemológico que, em meados da década de 1980, começou a dar mostras de exaustão do modelo de racionalidade da ciência, anunciando uma crise paradigmática e a emergência de um novo paradigma, anunciado como alternativa epistemológica pelas expressões pós-moderno e pós-modernidade. Ao lado da primazia conferida ao conhecimento científico, abre-se espaço para uma racionalidade mais ampla, que visa, dentre outras questões, a uma proposta de articulação entre o conhecimento científico e outras formas de conhecimento, reconhecendo a complexidade e a multiculturalidade do cuidado. As teorias que ancoram este estudo têm relação com a constituição do cuidado humano, e com a critica da produção do conhecimento da razão moderna, de Boaventura de Sousa Santos. A percepção de um grupo social, acerca do fenômeno "cuidado humano", apóia-se na Teoria das Representações Sociais, de Serge Moscovici, a fim de desvelar em que bases se organizam e forjam a interpretação do grupo da realidade, ou seja, os diferentes entendimentos do cuidado humano. A pesquisa de campo foi realizada na área de abrangência do Distrito Federal e região do Entorno de Goiás. Participaram do estudo um total de dez sujeitos, seis benzedeiras e quatro parteiras. Os dados colhidos em entrevistas e questionários acerca das características da prática, do nível de envolvimento com o fazer, da forma de construção do saber/fazer e das possibilidades de articulação da prática com outros saberes buscam identificar aspectos significativos da temática do cuidado na visão das parteiras e das benzedeiras. Busca-se, assim, compreender como se dá a constituição do fenômeno do cuidado humano, suscitando reflexões sobre essa temática, com vistas a favorecer o diálogo entre diferentes saberes em direção à integralidade da ação de cuidar. _____________________________________________________________________________ ABSTRACT / This thesis, NOT-YET: potentialities and possibilities of the human care, is founded on the hypothesis that the epistemological basis of the production on the human care is anchored in scientific knowledge and also in others knowledge and practices resulted from the knowledge of the common sense, amongst which they point out the popular practices derived from the work of the traditional midwives and the quacks. The study is inserted in the context of the epistemological debate that, in the middle of the decade of 1980, started to present samples of exhaustion of the model of scientific rationality, announcing a paradigmatic crisis and the emergency of a new paradigm, announced as an epistemological alternative for the expressions post-modern and post-modernity. Beside of the priority conferred to the scientific knowledge, it’s opened a space for an ampler rationality, that it aims to, amongst other questions, a proposal of joint between the scientific knowledge and other forms of knowledge, recognizing the complexity and the multiculturalism of the care. The theories that anchor this study are related to the constitution of the human care, and they are represented by the critical of the modern reason, by Boaventura de Sousa Santos. The perception of a social group, concerning the phenomenon of the “human care”, is based in the Theory of the Social Representations, by Serge Moscovici, in order to reveal the bases under which the interpretation of the group about reality organize and forge itself, or either, the different agreements of the human care. The field of the research was carried through in the area of Federal District and region of the surroundings of Goiás. A total of ten people, six quacks and four midwives participated of the research. The data reached in interviews and questionnaires concerning the characteristics of the practice, the level of involvement with making, the form of construction of knowing/doing and the possibilities of articulation of the practice with others knowledge search to identify significant aspects of the thematic of the care according to the perspective of midwives and quacks. It’s searched to understand as the constitution of the phenomenon of the human care happens, stimulating reflections on this thematic, with the objective to favor the dialogue between different knowledge in direction to the completeness of the action of caring.
6

Parteiras, buchudas e aperreios : uma etnografia do atendimento obstétrico não oficial na cidade de Melgaço, Pará

Fleischer, Soraya Resende January 2007 (has links)
Essa tese trata da prática de parteiras na cidade de Melgaço, na região marajoara e fluvial do estado do Pará, no contexto globalizado entre 2004 e 2006. Seguindo uma abordagem antropológica, minha proposta foi me aproximar da “visão nativa”, integrando a prática de parteiras dentro da análise do modo de vida “local”. Optei por centrar a discussão na etnografia pormenorizada da vida cotidiana (práticas e conhecimentos) das parteiras, sem, no entanto, cair no erro de monografias anteriores, isto é, sem me limitar a uma “história natural” do grupo, como se fosse “exótico” e “isolado”. A importância que estas mulheres conferem à atenção da saúde gineco-obstétrica envolveu analisar elementos tão diversos quanto a massagem abdominal empregada (conhecida localmente como puxação), as relações conjugais e de parentesco, a interação com o sistema de saúde institucional e os cursos de treinamento organizados por ONGs. A originalidade dessa pesquisa é pretender suplantar as dicotomias usuais (tradição/modernidade, biológico/cultural etc.), além da preocupação funcionalista (como modificar as práticas locais), para ressaltar a dimensão social (redes familiares etc.) e simbólica (saberes locais, hierarquias de prestígio) que englobam os elementos que vêm “de fora”, conferindo um sentido à prática atual das parteiras. / This thesis addresses the practice of midwives in the city of Melgaço, in the fluvial region of the Marajó, State of Pará, in the globalized context from 2004 to 2006. Following an anthropological approach, my intention was to become closer to the “native view”, integrating midwives’ practice within the analysis of the “local” way of life. I chose to center this discussion on a detailed ethnography of the midwives’ daily life (practices and knowledge) without, although, committing the mistake of previous monographies, that is, without limiting myself to a “natural history” of the group, as if they were “exotic” and “isolated”. The importance that these women confer to gynecological and obstetrical health issues involved the analysis of elements as diverse as the abdominal massage (known locally as puxação), the kinship and marital relations, the interaction with the institutional health system and the training courses organized by NGOs. The originality of this research is to intend to overcome usual dichotomies (e.g. tradition/modernity, biological/cultural etc.), beyond the functionalist worries (how to modify the local practices), in order to enhance the social (family networks etc.) and symbolic (local knowledge, prestige hierarchies etc.) dimensions that involve the elements coming “from outside” and that confer a meaning to the current practice of these midwives.
7

Memórias de parteiras

Canassa, Neli Sílvia Andreazzi January 2005 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. / Made available in DSpace on 2013-07-16T02:48:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 226552.pdf: 11914438 bytes, checksum: 6dfd5033b0356feb7d8c311c9fa9f7c3 (MD5) / Trata-se de estudo qualitativo com abordagem histórica, que descreveu a trajetória profissional das parteiras da Maternidade Carmela Dutra de Florianópolis/SC, de 1967 a 1994, período que culminou com o ingresso e o egresso das parteiras selecionadas pelo estudo. A História Oral foi aplicada como método de coleta de dados, através da realização de entrevistas semi-estruturadas. A memória foi utilizada como referencial teórico, servindo de eixo norteador para a realização da pesquisa. Através da análise de conteúdo de Bardin foram identificadas as grandes categorias: a formação das parteiras; o saber/fazer constituídos por elas e as diferentes relações estabelecidas entre as parteiras com os demais profissionais de saúde da instituição. Por meio dos resultados colhidos, a pesquisa reflete o grande destaque da assistência prestada à mulher e ao recém-nascido pelas parteiras na Maternidade. As parteiras diplomadas detinham certo poder na área obstétrica devido ao conhecimento de práticas aprendidas por meio de um saber formal associado ao informal, saber adquirido pela prática do cotidiano que lhes possibilitava atuar com as mulheres nos diversos momentos do parto e seus recém-nascidos. Tal saber sobre as práticas obstétricas foi compartilhado entre os profissionais de saúde no cotidiano da assistência prestada na obstetrícia, e posteriormente incorporados pelos médicos e enfermeiras obstétricas. Em decorrência dessa incorporação e da crescente hegemonia médica, as parteiras que atuavam como protagonistas na sala de parto perderam essa autonomia, deixando de atuar mais diretamente com a mulher no processo de parturição, assumindo o papel secundário de auxiliar. Esse novo papel das parteiras foi desempenhado por um curto período de tempo, pois sua nova função era de desagrado da categoria. Este fato foi decisivo para abreviar o egresso das parteiras dessa maternidade. It is a qualitative study with historical approach, whose goal was to describe the midwives´ professional trajectory at Carmela Dutra Maternity in Florianópolis-SC, from 1967 to 1994, which period culminated with the midwives ingression and egress chosen by the study. The Oral History was applied as data collection method, through semi-structured interviews. The memory was used as theoretical reference, which served as the leading axis for the research accomplishment. Through Bardin`s contents analysis, the great categories were identified: the midwives formation, the knowledge/making constituted by them and the different relationship established among the midwives with other health professionals of the institution. The research reflects, through the obtained results, the great highlight of the assistance that was given to the woman and her newborn baby by the midwives at the maternity. The graduated midwives detained a certain power at the obstetrics area due to the knowledge of practices learned by the formal knowledge associated with the informal, acquired by the daily practice that made possible for them to act next to the women in several moments of the child delivery and their newborn babies. That knowledge about obstetrics practices was shared with the health professionals in the daily given assistance at the obstetrics, and afterwards incorporated by doctors and obstetrics nurses. As a consequence of that incorporation and the increasing medical hegemony, the midwives that acted as protagonists in the delivery room lost their autonomy, acting no longer close to the woman in the parturition process, playing only the supporting role. That midwives new role was played by a short period of time, because the new function was unpleasant to the category. That fact was responsible to decrease the midwives egress at the maternity.
8

Parteiras, buchudas e aperreios : uma etnografia do atendimento obstétrico não oficial na cidade de Melgaço, Pará

Fleischer, Soraya Resende January 2007 (has links)
Essa tese trata da prática de parteiras na cidade de Melgaço, na região marajoara e fluvial do estado do Pará, no contexto globalizado entre 2004 e 2006. Seguindo uma abordagem antropológica, minha proposta foi me aproximar da “visão nativa”, integrando a prática de parteiras dentro da análise do modo de vida “local”. Optei por centrar a discussão na etnografia pormenorizada da vida cotidiana (práticas e conhecimentos) das parteiras, sem, no entanto, cair no erro de monografias anteriores, isto é, sem me limitar a uma “história natural” do grupo, como se fosse “exótico” e “isolado”. A importância que estas mulheres conferem à atenção da saúde gineco-obstétrica envolveu analisar elementos tão diversos quanto a massagem abdominal empregada (conhecida localmente como puxação), as relações conjugais e de parentesco, a interação com o sistema de saúde institucional e os cursos de treinamento organizados por ONGs. A originalidade dessa pesquisa é pretender suplantar as dicotomias usuais (tradição/modernidade, biológico/cultural etc.), além da preocupação funcionalista (como modificar as práticas locais), para ressaltar a dimensão social (redes familiares etc.) e simbólica (saberes locais, hierarquias de prestígio) que englobam os elementos que vêm “de fora”, conferindo um sentido à prática atual das parteiras. / This thesis addresses the practice of midwives in the city of Melgaço, in the fluvial region of the Marajó, State of Pará, in the globalized context from 2004 to 2006. Following an anthropological approach, my intention was to become closer to the “native view”, integrating midwives’ practice within the analysis of the “local” way of life. I chose to center this discussion on a detailed ethnography of the midwives’ daily life (practices and knowledge) without, although, committing the mistake of previous monographies, that is, without limiting myself to a “natural history” of the group, as if they were “exotic” and “isolated”. The importance that these women confer to gynecological and obstetrical health issues involved the analysis of elements as diverse as the abdominal massage (known locally as puxação), the kinship and marital relations, the interaction with the institutional health system and the training courses organized by NGOs. The originality of this research is to intend to overcome usual dichotomies (e.g. tradition/modernity, biological/cultural etc.), beyond the functionalist worries (how to modify the local practices), in order to enhance the social (family networks etc.) and symbolic (local knowledge, prestige hierarchies etc.) dimensions that involve the elements coming “from outside” and that confer a meaning to the current practice of these midwives.
9

As parteiras e os médicos : a inserção do gênero masculino numa realidade feminina (século XIX e início do século XX)

Susan Miranda de Sousa, Priscila January 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:34:16Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo7014_1.pdf: 1545218 bytes, checksum: 3276cf2ec454c4fe7fa40e382a5f3cae (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2005 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O presente trabalho As Parteiras e os Médicos: a inserção do gênero masculino numa realidade feminina (século XIX e início do Século XX) visa analisar as relações entre parteiras e médicos na construção do saber de saúde sobre a mulher no campo do conhecimento formal (técnico-científico), e como os médicos adotaram a mulher como objeto de estudo buscando estabelecer uma mulher civilizada, higienizada e parceira na construção de uma família eugênica. E para formar esta nova mulher teve-se que romper com o saber tradicional das parteiras e forçá-las a integrar a um curso de partos, rompendo este universo feminino. Tentamos também analisar como o surgimento de dois novos campos de saber sobre a mulher (Ginecologia e Obstetrícia) construiu uma imagem da mulher como um ser natural e a tentativa de comprovar que a mulher é o seu corpo
10

Saberes e praticas das parteiras tradicionais do Amapa : historias e memorias

Barroso, Iraci de Carvalho 10 April 2001 (has links)
Orientador : Luzia Margareth Rago / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas / Made available in DSpace on 2018-07-28T21:15:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Barroso_IracideCarvalho_M.pdf: 8659587 bytes, checksum: b9d72cffa87450a369e9c1aa0ba6b4b5 (MD5) Previous issue date: 2001 / Resumo: Esta dissertação apresenta um conjunto de saberes e práticas que compõem o oficio de parteiras tradicionais em quatro Municípios do Estado do Amapá. As histórias aqui narradas, são de memórias vivas de 20 parteiras que contam suas experiências no parto natural, no tratamento da mulher, da criança e da comunidade, na zona rural e nas periferias urbanas. Procuramos demonstrar neste estudo, que os saberes das parteiras estão presentes no quotidiano das comunidades que atuam. Os relatos das experiências vividas pelas parteiras, são tentativas de preservação dos valores culturais de seus antepassados.Após as indagações sobre a atual inserção das parteiras nas Políticas Públicas no Projeto de capacitação do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Amapá (PDSA), percebemos que esta é mais uma forma de controle do oficio de parteira pelo Estado. Demostramos finalmente que a legalização e o reconhecimento do oficio dependem da vontade política dos que governam o Estado do Amapá / Abstract: This essay presents a combination of knowledge and practices which coumpound the work of the traditional midwives in four communities of the state of Amapá. The histories hereby told are living memories of 20 midwives who teU their experiences concerning normal delivery, the treatment of women, children and the community in the rural area and in the city outskirts. In this work we aim at showing that the knowledge of the midwives is present in the routine of the communities where they work in. The testemonies of the experiences which the midwives have been through are attempts to preserve their ancestors' cultural values. After the inquerements about the present insertion of the midwives in the Public Politics, as weU as in the enabling project of the Sustainable Development Program (SDPA), we have observed that this is a way of controlling the midwives work in the state. Finally, we have shown that the legalization and acknowledgement of the midwives work depend on the political will on the part of people who rule Amapá / Mestrado / Historia Cultural / Mestre em História

Page generated in 0.0489 seconds