• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 89
  • Tagged with
  • 95
  • 95
  • 38
  • 37
  • 22
  • 12
  • 12
  • 11
  • 11
  • 11
  • 10
  • 10
  • 8
  • 8
  • 8
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Perfil epidemiológico da hanseníase em menores de 15 anos no município de Teresina, Piauí / Epidemiological profile of leprosy in children under 15 years in the city of Teresina, Piauí

Oliveira, Carlos Alberto Rodrigues de January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2011-05-04T12:36:20Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2009 / A hanseníase é uma endemia em processo de eliminação no mundo. Entre os anos de 1985 até o início de 2005, 14 milhões de casos foram diagnosticados e tratados. Nas últimas décadas até o início de 2004, houve um declíneo da carga global da doença de aproximadamente 90 por cento. Os dados do Ministério da Saúde do Brasil revelam a necessidade de focalizar e agilizar o diagnóstico da hanseníase em menores de 15 anos, os quais podem ser os contactantes de casos ainda não assistidos e não identificados pelo sistema de saúde. Objetivou-se com o presente trabalho analisar o perfil epidemiológico da hanseníase em menores de quinze anos no período de 1997 a 2006, no município de Teresina-Piauí, bem como avaliar os dados sobre a doença no sistema de informação oficial de agravos de notificação. Procurou-se também, descrever a evolução histórica dos casos novos registrados entre os menores de 15 anos, considerando sua distribuição geográfica nos bairros da capital. O estudo utilizou uma abordagem quantitativa. Os sujeitos do estudo foram todos os casos de hanseníase em menores de 15 anos, de ambos os sexos, notificados no período de 1997 a 2006 e residentes no município de Teresina-Piauí. O estudo da avaliação da magnitude da endemia considerou dois períodos de cinco anos, 1997-2001,2002-2006. O perfil deste grupo etário foi delineado com variáveis relativas ao sexo, faixa etária e classificação operacional dos casos. A densidade de Kernel serviu para demonstrar adistribuição dos casos por bairros da capital. Os resultados demonstraram que os jovens acometidos representaram, durante todo o período do estudo, valores proporcionais acima de 10 por cento dos casos e não apresentando um padrão de transmissão definido entre meninos e meninas. Os jovens de 10 a 14 anos de idades foram os mais atingidos pela doença, com notificação de casos em menores de 05 anos. E apesar do declíneo na taxa de detecção em jovens, o município ainda é hiperendêmico, com tendência de aumento de casos em multibacilares. Outro dado relevante foi à concentração dos casos em bairros antigos da capital, principalmente na zona Norte. O estudo se propôs a contribuir e delinear o perfil dos jovens com hanseníase no município de Teresina e apresenta sugestões para intervenções específicas que contribuam para tomada de decisões pelos gestores públicos no controle da hanseníase no município de Teresina. / To leprosy is an endemic in trial of elimination in the world. Between the years of 1985 to the beginning of 2005, 14 millions of cases were diagnosticked and treated. In the last decades to the beginning of 2004, had a decline from the global shipment from the illness of approximately 90%. The facts of the Department from the Health of Brazil reveal to need of focus and speed the diagnosis from the leprosy in less than 15 years, that they can be the contaminative of cases still done not watch and done not identify by the system of health. Objective-itself with the present work analyze the profile epidemiologic from the leprosy in less than fifteen years in the period from 1997 to 2006, in the city of Teresina-Piauí, as well as evaluate the facts about the illness in the official information system of grievance of notification. Found itself also, describe to evolution transcript of the cases news recorded between the less than 15 years, considering sweats geographical distribution. The study utilized an approach quantitative. The subjects of the study were all of the cases of leprosy in less than 15 years, of both the sexes, notified in the period from 1997 to 2006 and resident in the city of Teresina-Piauí. The study from the evaluation from the magnitude from the endemic account two periods of five years, 1997-2001, 2002-2006. The profile of this age group was delineated with variables relative to the sex, age streak and operational classification of the cases. To density of Kernel served for show to distribution of the cases by neighborhoods from the capital. The results showed that the youths attacked represented, during all the period of the study, proportional values above from 10% of the cases and they did not presenting a standard of transmission defined between boys and girls. The youths from 10 to 14 years of ages went the more reached by the illness, with notification of cases in less than 05 years. And despite of the decline in the rate of detection in youths, the city still is hiperendemic, with cases increase tendency in multibacilares. Another given prominent went to the concentration of the cases in old neighborhoods from the city, mainly in the zone north. The study itself suggest it contribute and delineate the profile of the youths with leprosy in the city of Teresina and presents suggestions for specific interventions that contribute for take of decisions by the public administrator in the control from the leprosy in the city of Teresina.
32

Perfil socioepidemiológico de idosos longevos em Recife, Nordeste do Brasil / Socio-epidemiological profile of oldest-old group in Recife, Brazil northeastern

Porciúncula, Rita de Cássia Román January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2015-05-15T13:29:13Z (GMT). No. of bitstreams: 2 306.pdf: 2364254 bytes, checksum: eb829d85500d9427e5275632e14d4a27 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2012 / Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil / Dos processos articulados de transição demográfica e epidemiológica decorre o crescimento da população idosa. Tem-se observado recentemente um importante aumento do número de idosos mais longevos (com idade acima de 80 anos). O crescimento da população idosa impõe uma reorganização de toda a sociedade, sobretudo, do sistema de saúde de maneira que possa atender adequadamente as necessidades emergentes do envelhecimento populacional. No campo científico, poucos ainda são os estudos que enfocam as particularidades desta parcela da população. Nesse sentido, foi realizado um estudo epidemiológico descritivo, do tipo corte transversal, que teve por objetivo descrever o perfil socioepidemiológico de idosos longevos residentes em Recife, uma das capitais brasileiras com maior proporção de idosos. A amostra é composta por 227 idosos, que respoderam ao questionário BOAS (Brazil Old Age Schedule) modificado, em entrevistas domiciliares. O banco de dados foi composto através da digitação em duas entradas no programa de planilha eletrônica Microsoft Office Excel, versão 2007, seguida da validação no software Epi info, versão 3.5.3. Para as análises utilizou-se o software SPSS (Statistical Package for the Social Sciences), versão 13.0 para Windows, no qual foram construídas as tabelas com frequência simples. O tratamento estatístico foi realizado através de análise bivariada, para verificar a existência de associação (Teste Qui-Quadrado e Teste Exato de Fisher). Todos os testes foram aplicados com 95 por cento de confiança. Os resultados estão apresentados em forma de gráficos e mostram a predominância das seguintes características: feminização da população (77,4 por cento de mulheres), baixo nível de escolaridade (64,9 por cento estudaram até o 1º grau), viuvez como estado conjugal (64,8 por cento) e a aposentadoria é a principal fonte de renda (71,7 por cento). Os idosos residem comumente com as filhas (48,7 por cento) e os netos (42,2 por cento), participando também da manutenção da casa, tanto no que se refere às tarefas domésticas quanto à complementação do orçamento. Como principais problemas de saúde são citados a hipertensão (59 por cento), a doença de coluna ou dor nas costas (48,3 por cento), os problemas de visão (46,1 por cento), a incontinência urinária (37,8 por cento) e a osteoporose (34,5 por cento), tendo metade dos idosos (50,9 por cento) referido interferência destas em sua rotina de atividades. O grau de autonomia e independência dos idosos longevos foi considerado bom uma vez que não há relato de dificuldade na realização da maioria das atividades. As tarefas apontadas como as quais geram necessidade de ajuda ou acompanhamento são sair de casa usando algum tipo de transporte (39,6 por cento), cortar as unhas dos pés (43 por cento) e sair de casa para caminhar curtas distâncias pelo bairro (47,4 por cento). Ainda são muitas as dificuldades enfrentadas pelas pessoas ao envelhecer e é grande o despreparo da sociedade frente ao envelhecimento prolongado. Governo e sociedade devem participar da criação de melhores condições de vida para esta fase considerando todas as mudanças que ocorrem e adequando programas e ações que contribuam efetivamente para a obtenção da qualidade de vida em mais anos vividos
33

Perfil de morbidade da população indígena infantil referenciada para a Casa de Saúde Indígena (CASAI) de Rio Branco / Morbidity profile of indigenous children referred to the Indigenous Nursing House (CASAI) of Rio Branco

Dantas, Fernanda Lage Lima 22 November 2010 (has links)
RESUMO Pouco se conhece sobre o perfil epidemiológico da população indígena infantil, principalmente na Amazônia Ocidental. O conhecimento das morbidades e da demanda aos serviços auxilia na estruturação dos sistemas de saúde. A Casa de Saúde Indígena (CASAI) funciona como unidade de apoio, recebendo os indígenas referenciados para tratamento de saúde na rede do Sistema Único de Saúde. A CASAI de Rio Branco atende aos indígenas dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dsei) do Alto Rio Purus e do Alto Rio Juruá. Com o objetivo de traçar o perfil epidemiológico das crianças indígenas referenciadas no Estado do Acre e adjacências, foram avaliados todos os prontuários das crianças menores de 10 anos de idade que passaram pela CASAI de Rio Branco entre janeiro de 2003 e dezembro de 2007. As causas mais freqüentes de internação na CASAI foram as doenças infecciosas e parasitárias (cap. I do CID 10) com 19por cento , seguidas das doenças do aparelho respiratório (cap. X do CID 10) com 16,5por cento . A malária foi a quinta causa mais encontrada. Em 23por cento dos casos não foi encontrado registro sobre a causa da internação. Houve aumento na participação das malformações congênitas (cap. XVII do CID 10) 8 nos anos finais do estudo, sugerindo um processo de transição epidemiológica. Observou-se predominância de crianças menores de dois anos de idade (44por cento ), principalmente no primeiro ano de vida (26,5por cento ), com poucos recém nascidos (3,9por cento ). Quase a totalidade das crianças atendidas (95por cento ) era moradora de aldeias. As diferenças culturais entre as etnias e a dificuldade de acesso às aldeias foram os principais fatores determinantes da demanda e do tipo de morbidade que chega a CASAI / There is little information available about the epidemiological profile of the indigenous children population, mainly in the Western Amazon Region. Knowledge about morbidity and demand to health services assists in the structuring of health systems. The Indigenous Nursing House (CASAI) works as a support unit, receiving the indigenous people referred for health treatment in the network of the Brazilian Public Health System (SUS). The CASAI of Rio Branco serves the indigenous population from two Special Indigenous Sanitary Districts (DSEI): Alto Rio Purus and Alto Rio Jurua. Aiming to outline the epidemiological profile of referred indigenous children in Acre and nearby areas, we evaluated medical records of all children under 10 years of age who have passed the CASAI of Rio Branco from January 2003 to December 2007. The most frequent causes of hospitalization in the CASAI were infectious and parasitic diseases (Chapter I of International Classification of Diseases - 10º edition) with 19per cent, followed by respiratory diseases (chapter X of the ICD-10) with 16.5per cent. Malaria was the fifth most frequent cause. In 23per cent of cases the 10 cause of hospitalization was not found on records. There was an increased participation of congenital malformations (Chapter XVII of ICD-10) in the final years of the study, suggesting an epidemiological transition process. A high prevalence of children under two years of age (44per cent) was observed, mainly in the first year of life (26.5per cent), with few newborns (3.9per cent). Almost all the children enrolled (95per cent) were resident in villages in the forest. Cultural differences between ethnic and difficult access to villages were the main determinants of demand and the type of morbidity that comes to CASAI
34

PERFIL NOSOLÓGICO E SOCIODEMOGRÁFICO DAS CRIANÇAS DE 0-12 ANOS ASSISTIDAS NO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS NO PERÍODO DE JANEIRO DE 2007 A JANEIRO DE 2010. / The nosologic and sociodemografic profile of assisted children from 0-12 years old at Hospital das Clínicas of Universidade Federal de Goias, Brazil, in the periodo from January 2007 to January 2010.

Araújo, Thânia Maria Claudino de Oliveira 18 January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-10T10:54:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 THANIA MARIA CLAUDINO DE OLIVEIRA ARAUJO.pdf: 1188543 bytes, checksum: 42fe507e3783bbea140b9ae730be0f50 (MD5) Previous issue date: 2012-01-18 / A worlwide priority is to pay attention to child health once childhood is a singular period for the development of human being potentialities. Several factors may be associated to child health. The aim of this study was to describe the nosologic and sociodemografic profile of assisted children from birthday to 12 years old at Hospital das Clínicas (HC) of Universidade Federal de Goias (UFG), Brazil, during three years (from January-2007 to January 2010).This research is a descriptive transversal study. It was analysed 501 handbook records of 0-12 years old children, taking information about sex, age and parentage(origin) of the children, health diagnosis record in the last attendance at HC, number of attendances, kind of health service, besides data regarding the school level, functional situation and income of the parents or responsible. Descriptive and statistical analyses were presented as well. The results have revealed that most children were of the masculine sex, aged from zero to five years old, residents in Goiania and metropolitan area. This population of children was inserted in low-income families and most their fathers were self-employed and mothers were unemployed. These fathers and mothers had low school level, however, there were significantly a bigger number of mothers with the same school level than the fathers; while 27,5% of the fathers had high school level (complete or uncomplete), 41,0% of mothers had the same school level. The majority of diagnoses were respiratory system diseases while pneumonia prevailed over other ones (29,5%). The average number of attendances was 5,2 times or 1,7 health service per child, per year. The highest frequency of health service for this children s population was hospital admission. In conclusion, respiratory system diseases and in particular pneumonia remains as one of the main causes of illness and demand for children under five years to health care. / A atenção à saúde infantil é uma prioridade mundial, uma vez que a infância é um período único de desenvolvimento das potencialidades humanas. Vários fatores podem estar associados à saúde da criança. O objetivo do estudo foi descrever o perfil nosológico e sociodemográfico das crianças de 0-12 anos assistidas no Hospital das Clínicas (HC) da Universidade Federal de Goiás, no período de três anos (janeiro de 2007 a janeiro de 2010). Trata-se de um estudo descritivo transversal. Foram analisados 501 prontuários de crianças de 0-12 anos, colhendo-se informações sobre o sexo, idade e procedência da criança, o diagnóstico no momento do último comparecimento no HC, o número de comparecimentos, o tipo de atendimento, além de dados sobre escolaridade, situação funcional e renda familiar dos pais e/ou responsáveis. Foram realizadas análises estatísticas descritivas. Os resultados revelaram o predomínio de crianças do sexo masculino, idade entre zero a cinco anos, residentes na cidade de Goiânia e região metropolitana. Essa população de crianças estudada estava inserida em famílias de baixo poder aquisitivo e a maioria dos pais das crianças eram trabalhadores autônomos e a maioria das mães se encontravam desempregadas. Os pais e as mães tinham baixa escolaridade, porém havia significativamente um maior número de mães com a mesma escolaridade do que a dos pais; enquanto 27,5% dos pais tinham ensino médio (completo ou incompleto), 41,0% das mães tinham esse nível de escolaridade. Os diagnósticos que ocorreram com maior frequência foram os das doenças do aparelho respiratório e dessas, a pneumonia prevaleceu sobre as demais (29,5%). O número médio de comparecimentos foi de 5,2 vezes ou 1,7 atendimentos por criança, por ano. Internação foi o tipo de atendimento mais frequente nessa população infantil. Conclui-se que as doenças respiratórias, em especial a pneumonia, persistem entre as principais causas de adoecimento e de demanda de crianças menores de cinco anos aos serviços de saúde.
35

"Perfil dos idosos em uma área de abrangência da estratégia de saúde da família" / Perfil de ancianos en un área de alcance de la Estrategia de Salud de la Familia.

Farinasso, Adriano Luiz da Costa 18 February 2005 (has links)
O envelhecimento saudável, com vistas à manutenção da capacidade funcional, deve ser o foco das políticas sociais e de saúde para os idosos. Neste contexto, a instrumentalização das equipes de saúde da família para atender esta emergente parcela populacional deve ser vista como primordial para a consolidação do sistema formal de apoio ao idoso. Assim, este estudo objetivou caracterizar um grupo de idosos velhos (75 anos e mais de idade), residentes na área de abrangência da Estratégia de Saúde da Família (ESF) do município de Jandaia do Sul-PR, quanto ao perfil sócio-demográfico e de saúde. A amostra estudada foi obtida pelo sorteio aleatório de 20% da população de idosos com 75 anos e mais de idade, residentes na zona urbana de abrangência da ESF. A coleta foi realizada no domicílio dos idosos utilizando uma adaptação do Older Americans Resources and Services (OARS). Foram estudados 86 idosos com média de idade de 82,02 anos; 51,2% eram do sexo feminino; a média de filhos foi de 5,71; 39,5% eram analfabetos e 39,4% trabalhavam em atividades relacionadas à agricultura. Em relação à saúde, 77,9% eram independentes; 83,7% auto-avaliaram a saúde entre “regular" e “boa"; 76,7% apresentavam co-morbidades e, a principal rede de apoio relatada foram os filhos. O estudo revelou a importância da adoção de medidas preventivas e promocionais de saúde pelas equipes de saúde da família, na garantia de apoio formal para o idoso e sua família. / El envejecimiento salubre, con vistas al mantenimiento de la capacidad funcional, debe ser el foco de las políticas sociales y de salud para los ancianos. En este contexto, la instrumentalización de los equipos de salud de la familia para atender a esta emergente porción de la población debe ser vista como primordial para la consolidación del sistema formal de apoyo al anciano. Así, la finalidad de este estudio fue caracterizar a un grupo de ancianos viejos (75 años y más), residentes en el área de alcance de la Estrategia de Salud de la Familia (ESF) del municipio de Jandaia do Sul-PR, Brasil, respecto al perfil sociodemográfico y de salud. La muestra estudiada se obtuvo por el sorteo aleatorio del 20% de la población de ancianos con 75 años y más, residentes en la zona urbana de alcance del ESF. La recopilación fue realizada en el domicilio de los ancianos utilizando una adaptación del Older Americans Resources and Services (OARS). Fueron investigados a 86 ancianos con promedio de edad en 82,02 años; el 51,2% era mujeres; el promedio de hijos fue de 5,71; el 39,5% era analfabeto y 39,4% trabajaban en actividades relacionadas a la agricultura. Respecto a la salud, el 77,9% era independiente; el 83,7% auto-evaluó la salud entre “regular" y “buena"; el 76.7% presentaba comorbilidades y la principal red de apoyo mencionado fueron los hijos. El estudio reveló la importancia de la adopción de medidas preventivas y promocionales de salud por los equipos de salud de la familia, garantizando el apoyo formal para el anciano y su familia.
36

PERFIL CLÍNICO E EPIDEMIOLÓGICO DAS PACIENTES COM DOENÇA HIPERTENSIVA DA GESTAÇÃO EM UMA UTI GERAL ADULTO DO ESTADO DO MARANHÃO. / CLINICAL PROFILE AND EPIDEMIOLOGIST OF THE PATIENTS WITH HYPERTENSION ILLNESS OF THE GESTATION IN AN ADULT GENERAL UTI OF THE MARANHAO STATE.

Alves, Alexandre Augusto Gomes 15 February 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-19T18:16:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 ALEXANDRE AUGUSTO GOMES ALVES.pdf: 589750 bytes, checksum: 6acddac4072c920beeaa5973d166e8ed (MD5) Previous issue date: 2011-02-15 / To describe the epidemiologic, clinical, obstetric profile of women in puerperium with HDP admitted in a general ICU in São Luís, Maranhão, it was held a descriptive, retrospective and observational study in fifty-eight puerperal women between 2005 to 2008. It was analyzed socio-demographic variables, obstetric, clinics, invasive procedures, complications, evolution of patients and outcome. There was a largest prevalence of women aged 15 to 25 years (69%), mulatto (50%), single (55,2%), with elementary school (44,8%), earning less than minimum wage (69%). Presented convulsion (36.2%); without prenatal (60.3%) and 51.7% were primiparous. Invasive procedures: deep venous access (45%), mechanical ventilation (37.9%), hemodialysis (12%). The most frequent complications were eclâmpsia (36.2%), severe hemorrhage (20.1%), acute lung edema (20.1%) and HELLP syndrome (12.1%).The death rate was 10.3%. In conclusion, HDP was an important cause of morbimortality in puerperal women, highlighting the need for better prenatal assistance and early detection of complications for the reduction of mortality. / Descrever o perfil clínico, epidemiológico e obstétrico de puérperas com DHEG em uma UTI em São Luís, Maranhão realizou-se estudo observacional descritivo e retrospectivo em 58 puérperas de 2005 a 2008. Analisaram-se variáveis sócio-demográficas, clínicas, obstétricas, procedimentos invasivos, complicações, evolução e desfecho. Houve maior prevalência de mulheres com 15 a 25 anos (69%), pardas (50%), solteiras (55,2%), com ensino fundamental completo (44,8%) e renda menor que um salário mínimo (69%). Apresentaram convulsão (36,2%); sem pré-natal (60,3%) e 51,7% eram primíparas. Procedimentos invasivos: acesso venoso profundo (45%), ventilação mecânica (37,9%), hemodiálise (12%). As complicações mais freqüentes foram eclampsia (36,2%), hemorragia grave (20,1%), edema agudo de pulmão (20,1%) e HELLP síndrome (12,1%). A taxa de óbitos foi de 10,3%. Em conclusão, a DHEG foi uma importante causa de morbimortalidade em puérperas, destacando-se a necessidade de melhor pré-natal e detecção precoce das complicações para redução da mortalidade.
37

Fatores associados à hanseníase no município de Buriticupu, Maranhão, Brasil, 2003 a 2015 / Factors associated with leprosy in the municipality of Buriticupu, Maranhão, Brazil, 2003 to 2015

Lima Neto , Pedro Martins 27 January 2017 (has links)
Submitted by Rosivalda Pereira (mrs.pereira@ufma.br) on 2017-07-05T21:00:44Z No. of bitstreams: 1 PedroLimaNeto.pdf: 1220345 bytes, checksum: d12eb2756ab001e68251f9f7614c3023 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-07-05T21:00:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 PedroLimaNeto.pdf: 1220345 bytes, checksum: d12eb2756ab001e68251f9f7614c3023 (MD5) Previous issue date: 2017-01-27 / Introduction. Leprosy, originally known as leper, is a chronic infectious disease that has the etiological agent bacillus Mycobacterium leprae, considered to be declining, although it is prevalent in several parts of the world, including Brazil. Objective. To analyze the epidemiological and clinical characteristics and associated factors of leprosy in the city of Buriticupu, Maranhão, Brazil, from 2003 to 2015. Methodology. This is a cross-sectional, descriptive and analytical study, based on the active search and spontaneous demand of people with leprosy and evolutionary analysis of the indicators. The study considered individuals diagnosed with leprosy from January 2003 to December 2015. To verify the association between the categorical variables, the chi-square test of independence was used, considering a significance level of 5%. Prevalence ratios were calculated in case of significance, with a 95% confidence interval. Results. It was observed that most of the individuals were male (65.9%) and that the most frequent operational classification was multibacillary (55.5%), with a higher association with age equal to or greater than 60 years, the clinical form with. The greatest diagnosis was dimorphism (32.1%), being more common with advancing age. There was an important association of the male with the clinical form virchowian and multibacillary operational classification. During the historical series, there was a decrease in the detection of new cases, accompanied by high reduction rates in all age groups. Conclusion. Throughout the historical series the municipality of Buriticupu advanced a lot in the control of leprosy, presenting important reduction of the coefficient of detection and absolute number of cases in adults and children. New studies should be carried out with the objective of deepening knowledge about the endemic pattern, as well as strengthening actions based on a greater organization of the health services so that the disease ceases to be a public health problem. / Introdução. A hanseníase, originalmente conhecida como lepra, é uma doença infecciosa crônica que tem como agente etiológico o bacilo Mycobacterium leprae, considerada em declínio, embora seja prevalente em várias partes do mundo, inclusive no Brasil. Objetivo. Analisar as características epidemiológicas e clínicas e fatores associados da hanseníase no município de Buriticupu, Maranhão, Brasil no período de 2003 a 2015. Metodologia. Trata-se de um estudo transversal, descritivo e analítico, baseado em busca ativa e demanda espontânea de pessoas com hanseníase e análise evolutiva dos indicadores. O estudo considerou indivíduos com diagnóstico de hanseníase de janeiro de 2003 a dezembro de 2015. Para verificar a associação entre as variáveis categóricas, foi utilizado o teste Qui-quadrado de independência, considerando o nível de significância de 5%. Foram calculadas razões de prevalência em caso de significância, com intervalo de confiança de 95%. Resultados. Foi observado que a maioria dos indivíduos era do sexo masculino (65,9%) e que a classificação operacional mais frequente foi a multibacilar (55,5%), apresentando maior associação com idade igual ou superior a 60 anos, a forma clínica com maior diagnóstico foi a dimorfa (32,1%), sendo mais comum com o avançar da idade. Houve uma importante associação do sexo masculino com a forma clínica virchowiana e classificação operacional multibacilar. Ao longo da série histórica houve diminuição na detecção de casos novos, acompanhada de elevados índices de redução em todas as faixas etárias. Conclusão. Ao longo da série histórica o município de Buriticupu avançou muito no controle da hanseníase, apresentando importante redução do coeficiente de detecção e número absoluto de casos em adultos e crianças. Novos estudos devem ser realizados com o objetivo de aprofundar os conhecimentos sobre o padrão da endemia, além do fortalecimento das ações baseado em uma maior organização dos serviços de saúde para que a doença deixe de ser um problema de saúde pública.
38

Perfil de morbidade da população indígena infantil referenciada para a Casa de Saúde Indígena (CASAI) de Rio Branco / Morbidity profile of indigenous children referred to the Indigenous Nursing House (CASAI) of Rio Branco

Fernanda Lage Lima Dantas 22 November 2010 (has links)
RESUMO Pouco se conhece sobre o perfil epidemiológico da população indígena infantil, principalmente na Amazônia Ocidental. O conhecimento das morbidades e da demanda aos serviços auxilia na estruturação dos sistemas de saúde. A Casa de Saúde Indígena (CASAI) funciona como unidade de apoio, recebendo os indígenas referenciados para tratamento de saúde na rede do Sistema Único de Saúde. A CASAI de Rio Branco atende aos indígenas dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dsei) do Alto Rio Purus e do Alto Rio Juruá. Com o objetivo de traçar o perfil epidemiológico das crianças indígenas referenciadas no Estado do Acre e adjacências, foram avaliados todos os prontuários das crianças menores de 10 anos de idade que passaram pela CASAI de Rio Branco entre janeiro de 2003 e dezembro de 2007. As causas mais freqüentes de internação na CASAI foram as doenças infecciosas e parasitárias (cap. I do CID 10) com 19por cento , seguidas das doenças do aparelho respiratório (cap. X do CID 10) com 16,5por cento . A malária foi a quinta causa mais encontrada. Em 23por cento dos casos não foi encontrado registro sobre a causa da internação. Houve aumento na participação das malformações congênitas (cap. XVII do CID 10) 8 nos anos finais do estudo, sugerindo um processo de transição epidemiológica. Observou-se predominância de crianças menores de dois anos de idade (44por cento ), principalmente no primeiro ano de vida (26,5por cento ), com poucos recém nascidos (3,9por cento ). Quase a totalidade das crianças atendidas (95por cento ) era moradora de aldeias. As diferenças culturais entre as etnias e a dificuldade de acesso às aldeias foram os principais fatores determinantes da demanda e do tipo de morbidade que chega a CASAI / There is little information available about the epidemiological profile of the indigenous children population, mainly in the Western Amazon Region. Knowledge about morbidity and demand to health services assists in the structuring of health systems. The Indigenous Nursing House (CASAI) works as a support unit, receiving the indigenous people referred for health treatment in the network of the Brazilian Public Health System (SUS). The CASAI of Rio Branco serves the indigenous population from two Special Indigenous Sanitary Districts (DSEI): Alto Rio Purus and Alto Rio Jurua. Aiming to outline the epidemiological profile of referred indigenous children in Acre and nearby areas, we evaluated medical records of all children under 10 years of age who have passed the CASAI of Rio Branco from January 2003 to December 2007. The most frequent causes of hospitalization in the CASAI were infectious and parasitic diseases (Chapter I of International Classification of Diseases - 10º edition) with 19per cent, followed by respiratory diseases (chapter X of the ICD-10) with 16.5per cent. Malaria was the fifth most frequent cause. In 23per cent of cases the 10 cause of hospitalization was not found on records. There was an increased participation of congenital malformations (Chapter XVII of ICD-10) in the final years of the study, suggesting an epidemiological transition process. A high prevalence of children under two years of age (44per cent) was observed, mainly in the first year of life (26.5per cent), with few newborns (3.9per cent). Almost all the children enrolled (95per cent) were resident in villages in the forest. Cultural differences between ethnic and difficult access to villages were the main determinants of demand and the type of morbidity that comes to CASAI
39

Perfil clínico-epidemiológico dos recém-nascidos operados de enterocolite necrosante de acordo com a idade gestacional

Feldens, Letícia January 2011 (has links)
Objetivo: Testar a hipótese de que a apresentação clínica, os achados radiológicos, os tipos de cirurgia e a evolução dos neonatos operados por ECN complicada são diferentes acordo com as idades gestacionais. Métodos: Estudo prospectivo de 141 recém-nascidos com ECN submetidos à cirurgia em hospital pediátrico, no período de novembro de 1991 a dezembro de 2005, no Hospital da Criança Conceição. Os recém-nascidos operados foram acompanhados por 60 dias após a cirurgia, sendo divididos em três grupos, conforme a idade gestacional: prematuros extremos, com menos de 32 semanas de gestação (n=28/19,8%); prematuros, com idade gestacional entre 32-36 semanas (n=91/64,5%); e a termo, com 37 ou mais semanas de gestação (n=22/15,6%). Resultados: A apresentação clínica da ECN diferiu entre os grupos: os prematuros extremos apresentaram resíduo gástrico mais elevado (p=0,007) e os prematuros apresentaram maior quantidade de apneias (p=0,011) em relação aos demais. Embora a presença de hematoquesia e celulite de parede abdominal tenham sido mais frequentes nos neonatos a termo, não houve diferença estatística entre os grupos (p=0,055 e p=0,088, respectivamente). Os achados radiológicos também foram diferentes entre os grupos, sendo que a distensão de alças intestinais foi mais comum nos prematuros (p= 0,047). Não houve diferença estatística entre os grupos quanto à indicação de cirurgia (p=0,116), complicações (p= 0,476) e mortalidade (p= 0,287). Conclusões: A apresentação clínica e os achados radiológicos foram diferentes de acordo com as idades gestacionais. Entretanto, não se observou diferença entre as idades gestacionais quanto ao tratamento cirúrgico, a complicações ou à mortalidade. / Objective: to test the hypothesis that clinical presentation, radiographic features, surgical therapy, and outcomes of NEC are different depending on gestational age at birth. Patients and Methods: Prospective study of 141 neonates undergoing surgical treatment for NEC at a pediatric hospital between November 1991 and December 2005. Neonates were allocated into three groups according to gestational age at birth: < 32 weeks, extremely preterm (n = 28/19.8%); 32 to 36 weeks, preterm (n = 91/64.5%); ≥37 weeks, full-term (n = 22/15.6%). Results: The clinical presentation of NEC was significantly different between groups, with extremely preterm infants having greater gastric residuals (P = 0,007) and preterm infants exhibiting apnea (P = 0.011) more commonly than other age ranges. Although hematochezia and abdominal wall cellulitis were more common among full-term neonates, there was no significant between-group difference (P = 0.055 and P = 0.088 respectively). Abdominal radiograph findings also differed, abdominal distension being more common in preterm infants (P = 0.047). There were no significant between-group differences in indications for surgery (P = 0.116), complication rate (P = 0.476), or mortality (P = 0.287). Conclusions: The clinical and radiological presentation of necrotizing enterocolitis varies with gestational age. However, gestational age did not appear to have an impact on surgical therapy, complications, or mortality.
40

O modelo hekura para interromper a transmissão da malária: uma experiência de ações integradas de controle com os indígenas Yanomami na virada do século XX / The model hekura for interrupt the transmission of the malaria: a control integrated actions experience with the native Yanomami in the turn of the 20th century

Pithan, Oneron de Abreu January 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:12:33Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 891.pdf: 6691722 bytes, checksum: 7b86a3de0e522a82859e514eb1e06c1a (MD5) Previous issue date: 2005 / Esta dissertação de mestrado descreve o perfil epidemiológico da malária e as ações de controle da malária que foram realizadas no período de 1998 a 2002 junto aos Yanomami assistidos através do Distrito Sanitário Yanomami da Fundação Nacional de Saúde em Roraima e analisa o impacto de um modelo integrado de controle (Hekura) que foi aplicado durante o Plano de Intensificação de Ações Integradas de Controle da Malária nesta área (PIACM/DSY) de julho de 2000 a dezembro de 2002, com objetivo de interromper a transmissão da malária, de elevadíssima morbi-mortalidade entre estes indígenas há mais de treze anos. A estratégia foi a execução de modalidades integradas de controle nas localidades com autoctonia de transmissão, identificadas pela vigilância e estratificação epidemiológica onde a sistemática busca ativa de casos para o esgotamento da fonte de infecção humana foi realizada concomitante ao controle dos mosquitos adultos em fase de transmissão, para o esgotamento da fonte de infecção vetorial. (...) O nível de integralidade mensal foi relacionado ao Índice Parasitário Mensal (IPM) e também procedida a análise de tendência exponencial deste último para a avaliação final de cada área. Durante o Plano o número de localidades trabalhadas para o controle da endemia foi bem superior do que anteriormente, ocorrendo uma melhoria importante da regularidade e do nível de integralidade entre as modalidades de ações de controle, o que resultou numa redução sustentada e significativa dos valores do IPM e da transmissão da malária em toda a área. (...) Não ocorreu mais óbitos pela doença a partir do PIACM/DSY, o que contribuiu de maneira importante na redução da mortalidade infantil. A modalidade de busca ativa de portadores de malária mostrou-se eficiente e eficaz, tanto como atividade operacional para o esgotamento de casos humanos pelo diagnóstico e tratamento precoce, como também de vigilância epidemiológica. (...)

Page generated in 0.0784 seconds