• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 162
  • 59
  • 30
  • 26
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 282
  • 113
  • 112
  • 71
  • 69
  • 68
  • 62
  • 61
  • 47
  • 32
  • 28
  • 23
  • 21
  • 18
  • 16
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Caracterización del trastorno psicopático de la personalidad: clínica, neuropsicología y neuroimagen

Pera Guardiola, Vanessa 18 December 2015 (has links)
Objectiu: L’objectiu principal d’aquest estudi és descriure les troballes a nivell clínic, neuropsicològic i de neuroimatge derivats de l’estudi d’una mostra de subjectes empresonats avaluats amb la PCL-R. Metodologia: Aquesta tesi està formada per quatre estudis on s’investiga la comorbiditat dels diferents trastorns de la personalitat amb la psicopatia, així com les funcions executives, la impulsivitat, el reconeixement de les emocions i la correlació entre el reconeixement emocional i l’estructura regional cerebral en una mostra intrapenitenciaria de subjectes antisocials i psicòpates. Resultats: A la nostra mostra trobem un percentatge del 100% de trastorn antisocial de la personalitat en subjectes psicòpates. Els subjectes antisocials amb trastorn psicopàtic presenten una millor funció executiva que els subjectes antisocials sense psicopatia, i similars als controls. Els subjectes antisocials van ser més impulsius, mentre que els psicòpates van mostrar dèficits en el reconeixement d’algunes emocions i alteracions volumètriques cerebrals en àrees de reconeixement de les emocions. Objetivo: El objetivo principal del presente trabajo es describir los hallazgos clínicos, neuropsicológicos y de neuroimagen derivados del estudio de una muestra de sujetos intrapenitenciarios evaluados con la PCL-R. Metodología: Esta tesis está formada por cuatro estudios dónde se investiga la comorbilidad de los diferentes trastornos de la personalidad con la psicopatía, así como las funciones ejecutivas, la impulsividad, el reconocimiento de las emociones y la correlación entre el reconocimiento emocional y la estructura regional cerebral en una muestra intrapenitenciaria de sujetos antisociales y psicópatas. Resultados: En nuestra muestra encontramos un porcentaje del 100% de trastorno antisocial de la personalidad en sujetos psicópatas. Los sujetos antisociales con trastorno psicopático presentan una mejor función ejecutiva que los sujetos antisociales sin psicopatía, y similares a los controles. Los sujetos antisociales fueron más impulsivos, mientras que los psicópatas mostraron déficits en el reconocimiento de algunas emociones y alteraciones volumétricas cerebrales en áreas de reconocimiento de las emociones. Objective: The main purpose of the study is to describe clinical, neuropsychological and neuroimaging findings derived from a sample of incarcerated subjects evaluated with the PCL-R. Methodology: This thesis consists of four studies which investigate the comorbidity of different personality disorders with psychopathy, as well as executive functions, impulsivity, recognizing emotions and the correlation between emotion recognition and regional brain structure in a imprisoned sample of antisocial and psychopath subjects. Results: In our sample, 100% of the psychopaths obtained an antisocial personality disorder diagnosis. Antisocial offenders with psychopathy had better executive functions compared to antisocial offenders without psychopathy, and similar to controls. The antisocial subjects were more impulsive, whereas psychopaths showed some deficits in emotion recognition and volumetric brain abnormalities in relation to areas involved in recognizing emotions.
22

Evolução das classificações psiquiatricas no Brasil : um esboço historico

2003 (has links)
Orientador : Paulo Dalgalarrondo Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas Made available in DSpace on 2017-03-28T00:47:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Oliveira, Carlos Francisco Almeida de.pdf: 7100187 bytes, checksum: 6be83e7eb155f37892ae34413323cbf0 (MD5) Previous issue date: 2003 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:31:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Oliveira_CarlosFranciscoAlmeidade_M.pdf: 7100187 bytes, checksum: 6be83e7eb155f37892ae34413323cbf0 (MD5) Previous issue date: 2003 Resumo: Neste trabalho, o autor apresenta estudo descritivo de revisão crítica da literatura acerca da evolução histórica das classificações psiquiátricas no Brasil. No capítulo introdutório, traça-se paralelo entre fatos históricos e sociais, da Europa e do Brasil, a partir do descobrimento deste. Isto é feito com a finalidade de relacionar os tempos históricos abordados com a evolução da percepção classificatória da doença mental pelas sociedades das épocas. Na seqüência, são descritas, efetivamente, as importações dos conceitos classificatórios psiquiátricos europeus e as tentativas classificatórias dos "alienistas" brasileiros no campo da "alienação mental", bem como suas inserções nos pensamentos filosóficos, políticos e sociais ao longo do século XIX e início do século XX no Brasil. A discussão estende-se às seqüências desse processo, no decorrer do século XX. A seguir, apresenta-se análise das manifestações de informantes-chaves, viventes do presente debate classificatório, possibilitando a utilização de termos comparativos com o estudo historiográfico propriamente dito. O autor conclui que, a despeito da prevalente e majoritária importação de padrões classificatórios psiquiátricos internacionais, desde os primórdios do "alienismo" no Brasil, sempre existiu uma tendência definida para classificar os diagnósticos da doença mental de maneira particularmente brasileira Abstract: The author presents, in this study, a description critica! review of the literature about the historical evolution of Brazilian psychiatrics classification. In the initial chapter, a parallel is traced between historical and social facts, of Europe and Brazil, since the discovery of the last one. This is done in order to relate the historical times treated with the classificatory perception of mental diseases' evolution by the societies of that time. This sequence describes the classificatory psychiatrical concepts imported nom Brazilians "alienists" in the field of "mental alienation", including their insertions in philosophical, polítical and social thoughts during the XIX and the beginning of the XX century. The discussion develops until the processes' sequences, during the XX century. Further, there is an analysis of key-informants' manifestations, who lived during the time of that classificatorical discussion. This procedure possibilitates the utilization of comparative terms with the properly historiographical study. The author concludes that, despite the majority and prevalent importation of intemational psychiatrical classificatory patterns, since the primordial "alienism" in Brazil, there was always a deflned tendency to classify the mental diseases diagnostics with a peculiar Brazilian way Mestrado Medicina Interna Mestre em Ciencias Medicas
23

A Saúde mental no nordeste da Amazonia: estudo de pescadores artesanais The mental health in the northeast of the Amazon region: study of the artisan fishermen

2002 (has links)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:02:02Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2002 Este estudo tem como foco principal a Saúde mental de pescadores artesanais de Vigia-PA, municipio localizado no nordeste da Amazonia cuja atividade economica mais importante e a pesca. Sua realizacao visou a atingir os seguintes objetivos: a) determinar a prevalencia de transtornos mentais em pescadores artesanais no municipio de Vigia; b) comparar a prevalencia dos transtornos mentais da populacao de pescadores com a populacao de nao pescadores do mesmo municipio; c) correlacionar as variaveis demograficas com os diferentes transtornos mentais. Os transtornos mentais foram identificados atraves do Composite International Diagnostic interview (CIDI) aplicado a duas amostras (221 homens pescadores e 230 homens moradores nao pescadores). A estimativa geral de prevalencia para as duas amostras foi de 21,7 por cento e a distribuicao das prevalencias por diagnostico da CID 10 apresentou o seguinte quadro: tabagismo (17,3 por cento), uso abusivo do alcool (9,5 por cento) e dependencia do alcool (4,4 por cento), uso abusivo e dependencia de cannabis (1,6 por cento), uso abusivo e dependencia de cocaina (0,4 por cento), esquizofrenia (1,6 por cento), transtorno delirante (1,6 por cento), mania (0,4 por cento), transtorno bipolar (0,4 por cento), distimia (1,6 por cento), agorafobia (2,0 por cento), ansiedade generalizada (0,4 por cento), somatizacao (0,2 por cento), transtorno doloroso somatico persistente (4,4 por cento), transtorno motor dissociativo (0,4 por cento), anestesia e perda sensorial dissociativa (0,9 por cento) e transtorno de estresse pos-traumatico (6,4 por cento). Foram encontrados mais diagnosticos na amostra dos pescadores do que na amostra dos moradores nao pescadores tanto na vida como no ultimo ano p<0,001. O fator associado mais importante a apresentar um transtorno mental entre o conjunto das variaveis consideradas foi ser pescador. Constatou-se uma proporcao maior de associacoes entre os diagnosticos identificados na amostra dos pescadores artesanais e as variaveis demograficas do que entre as patologias encontradas na amostra dos moradores nao pescadores e as variaveis consideradas no estudo. Esses resultados refletem uma realidade epidemiologica mais grave para os pescadores artesanais, enfatizando a preocupacao central do estudo: a Saúde mental dos pescadores artesanais, grupo social de grande relevancia na regiao BV UNIFESP: Teses e dissertações
24

Alterações cognitivas na esquizofrenia

2003 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:01:51Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo8660_1.pdf: 482795 bytes, checksum: 4f34adec294e9b6fb7060da5f59f8eb9 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2003 Este estudo é uma revisão da literatura sobre o comprometimento cognitivo na esquizofrenia. Objetivou-se a análise da natureza e do padrão desse comprometimento, o estabelecimento de associações entre as variáveis clínicas e o desempenho neuropsicológico, e a determinação das correlações entre os déficits cognitivos na esquizofrenia e seus substratos neurais subjacentes. Foram inicialmente revistos os conceitos de esquizofrenia e sua evolução histórica, aspectos clínicos, classificações atuais, diagnóstico diferencial, epidemiologia e as hipóteses etiológicas, aspectos neuropatológicos e curso, prognóstico e resultados. Discutiu-se a conceituação e as características das principais funções cognitivas e descreveu-se os propósitos e os métodos de avaliação neuropsicológica das funções cognitivas. Foi realizada abordagem quanto às principais contribuições da neuropsicologia na área de saúde mental e descreveu-se o conceito e história da neuropsicologia e do déficit cognitivo relacionado à esquizofrenia. Foram abordados os aspectos conceituais e a utilidade clínica da avaliação neuropsicológica. A revisão da literatura foi feita através da consulta a quatro bancos de dados: Medline, PsychInfo, LILACS e Web of Science. Também foi realizada busca manual a partir de referências bibliográficas listadas pelos artigos selecionados e capítulos de livros sobre a área em estudo. Foram incluídos nesta revisão os artigos que preenchessem os seguintes critérios: publicados nos últimos dez anos, estudos clínicos com grupos comparativos e pacientes com diagnóstico de esquizofrenia. Foram apresentados os resultados dos estudos revisados, suas principais conclusões e ressaltada a importância clínica do estudo do comprometimento cognitivo na esquizofrenia
25

Disturbio obsessivo compulsorio : caracteristicas socio-demograficas e clinicas de 50 pacientes atraves de seus prontuarios

1994 (has links)
Orientador: Dorgival Caetano Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas Made available in DSpace on 2017-03-15T09:30:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Cunha, Juliana Rodrigues.pdf: 1960068 bytes, checksum: e821e8744039caa50ec2e13f3bbb676e (MD5) Previous issue date: 1994 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:49:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Cunha_JulianaRodrigues_M.pdf: 1960068 bytes, checksum: e821e8744039caa50ec2e13f3bbb676e (MD5) Previous issue date: 1994 Resumo: O Distúrbio Obsessivo Compulsivo (DOC) é um dos quadros psiquiátricos de mais dificil compreensão. Os estudos que caracterizam os pacientes adultos com DOC são poucos e esse número é ainda mais limitado quando nos referimos a pacientes com diagnóstico de DOC pelo DSM-IIIR. Diante disso, o presente estudo foi realizado com o objetivo de descrever as características sócio-demográficas e clínicas de 50 pacientes. Foram estudados os prontuários de 50 pacientes com DOC, as lacunas foram preenchidas através de contato por telefone, carta e quando possível entrevista direta dos pacientes. Os instrumentos utilizados foram um questionário e o Yale-Brown check-list. Apesar das limitações do nosso estudo, os resultados foram, em geral, consistentes com os achados prévios da literatura, mostrando uma consistência entre as culturas: quadro de início precoce; acometimento ligeiramente maior do sexo feminino; intervalo prolongado entre o início dos sintomas e a época do 1º tratamento; comprometimento significativo do funcionamento, chegando, às vezes, a impedir a execução de atividades sociais e/ou ocupacionais do indivíduo; as obsessões mais comuns são as de contaminação e agressão; e as compulsões são de verificação e limpeza; ocorrência frequente de mais de um tipo de obsessão e/ou compulsão; elevada frequência de DOC entre parentes de 1º grau; resultados terapêuticos que, na maioria das vezes, variavam entre 41 a 80%, com o uso de inibidores da recaptação de serotonina. Ressalte-se a elevada frequência de suicídio (1 %) entre os parentes de 1º grau dos pacientes. Esse achado necessita ser replicado e melhor estudado Abstract: The obsessive compulsive disorder (OCD) is one of the psychiatric disease most difficult to understand. The studies about adult OCD patients are few and they can be even fewer if we consider patients whose ondiction has been diagnosed according to the DSM-III-R. This study has been written with the aim of describing the socialdemographic and clínical characteristics of 50 patients. The files of 50 OCD patients were studied the missing information have been supplied through telephone calls, letters and, whenever possible, by means of a personal interview. Questionnairies and the Yale-Brown Check-list were used. Despite the short-comings of our study the results were, in general, consistent with what had previously been reported in the literature showing a number of similarities among the cultures such as early onset, a long period between the onset and the need to look for treatment, usual existence of more than one type of obsession and/or compulsion - the most ftequent obsessions being the fear of contamination and aggression and the most ftequent compulsions being checking and cleaning - and high rate of OCD among first-degree relatives. It shoud also be emphasised the high rate of suicides (1 %) among the patients' first-degree relatives. This fact should be checked and looked into more deeply Mestrado Mestre em Saude Mental
26

Atendimento publico em saude mental na cidade de Curitiba : uma proposta de avaliação

1998 (has links)
Orientador: Neury Jose Botega Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-03-22T00:32:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Madruga, Wanderlei Saraiva.pdf: 14055277 bytes, checksum: bd4f54e65630909aa8fbcf003cff8f24 (MD5) Previous issue date: 1998 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:50:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Madruga_WanderleiSaraiva_D.pdf: 14055277 bytes, checksum: bd4f54e65630909aa8fbcf003cff8f24 (MD5) Previous issue date: 1998 Resumo: O presente estudo refere-se ao tema geral "avaliação em saúde mental". Apoia-se na opinião de médicos psiquiatras, psicólogos e assistentes sociais psiquiátricos, prestadores de serviço em ambulatórios e hospitais públicos, ou privados em convênio com o Sistema Único de Saúde (SUS), da região metropolitana da Cidade de Curitiba, Paraná, Brasil. Realiza-se em duas fases, em um contexto de desinstitucionalização, compreendendo um período de tempo entre novembro de 1994 e março de I998. Os objetivos são: conhecer o perfil dos profissionais; conhecer as dificuldades mais comuns, e problemas correlatos, no cotidiano do processo de trabalho; conhecer sua opinião sobre a desinstitucionalização em curso; e, conhecer sua familiaridade com a legislação pertinente a este tema. Utilizam-se de questionários e entrevistas como instrumentos de coleta de dados. Na primeira fase, antes da Lei N° 11189, Paraná, desinstitucionalizante, aplicam-se os questionários. Dois anos e oito meses depois, na vigência da Lei, realizam-se as entrevistas. Quanto ao perfil, importante característica é a boa formação dos profissionais, via pós-graduação. Conclui-se pelo arrolar de problemas e dificuldades que, segundo a opinião dos respondentes e entrevistados, interferem negativamente no processo de trabalho. Os principais problemas são, entre outros: carência de ambulatórios e ineficiência dos mesmos; hospitais com demanda acentuada, agravada pela procura por parte de pacientes de outras cidades ou estados; dificuldade de o usuário, ambulatorial, adquirir medicamentos devido ao baixo poder aquisitivo; precária distribuição de medicamentos; freqüentes reinternações em decorrência dos problemas acima citados; inexistência de serviços especiais para pacientes portadores de patologias somáticas e para idosos mentalmente doentes; resistência dos hospitais clínicos em aceitar pacientes psiquiátricos; dificuldades práticas em se trabalhar de maneira interdisciplinar; baixos salários; baixo auto-conceito em relação à profissão, associado à insuficiente gratificação no trabalho. Observa-se que, para os profissionais consultados, o processo de desinstitucionalização é aceitável. No entanto, segundo eles, esbarra na carência de serviços extra-hospitalares, particularmente ambulatórios, bem como na ineficiência dos mesmos. Há uma atitude de descrédito quanto ao sucesso da iniciativa manifesta em lei. Esses mesmo profissionais são de opinião de que é necessário humanizar-se o atendimento via maior disponibilidade de recursos extra-hospitalares. Acreditam que o hospital tem um papel importante dentro do plano geral do atendimento. Os profissionais referem uma precária divulgação dos textos legais em relação ao trabalho em saúde mental. Tal situação parece ser um dos determinantes de sua pouca familiaridade com aquilo que se normatiza via decisão por parte das autoridades constituídas. No capítulo destinado à revisão bibliográfica, discorre-se sobre aspectos históricos da psiquiatria brasileira. Apresenta-se, também, um esboço histórico da psiquiatria na cidade de Curitiba. Segue-se, no mesmo capítulo, uma revisão referente às metodologias de avaliação de serviços em saúde mental. Abstract: This study refers to the general topic of "mental health evaluation". It is based on a survey of psychiatrists, psychologists and psychiatric social workers who work in outpatient clinics and hospitals of public institutions, or in the private sector under a contract of with the Sistema Único de Saúde (SUS) (Health Unified System), in the metropolitan region of Curitiba, a city in the State of Paraná, Brazil. The two-stage study was conducted in the period between November 1994 and March 1998, in a context of de-institutionalization. The objectives are the following: to identify the general profile of those working in the field of mental health care; to identify the most common difficulties and problems they face in their daily work; to find out their opinion about the ongoing process of de-institutionalization; and, finally, to assess how knowledgeable they are of the laws dealing with this issue. The collection of data was carried out through the use of questionnaires and interviews. The questionnaires were given out and completed before the passing of Paraná State Law N° 11189, which set up the deinstitutionalization process. Two years and eight months later, when the law was already in force, the interviews were conducted. An important characteristic of the professionals involved is their sound professional qualification through postgraduate training. The problems and difficulties, which the respondents believe to have a negative impact on their work, are listed. The main problems are: lack of outpatient clinics and inefficiency of those which exist; hospitals operating at their maximum capacity, a situation which is aggravated by patients coming from other cities or states; bad distribution of medicine; outpatients who cannot afford to buy medicine due to their low purchasing power; frequent need to readmit patients due to the problems mentioned above; lack of special services for patients with somatic pathologies and for old people who are mentally ill; a reluctance on the part of clinical hospitals to accept psychiatric patients; practical problems in carrying out work in an interdisciplinary manner; low salaries; low self-esteem regarding the profession, together with insufficient gratification at work. It is pointed out that the professionals who have been surveyed consider the process of de-institutionalization to be acceptable. In their opinion, however, the process suffers from a lack of services outside the hospitals, especially a lack of outpatient clinics, and the inability of these clinics to cope with the existing needs. There is an attitude of disbelief regarding the chances of success of the policy represented by the law. These same professionals, however, are of the opinion that care needs to be improved and made more humane through greater availability of help for outpatients. They believe hospitals have an important role to play within the general care plan. They also refer to the fact that the laws regarding mental health have not been well publicized. This situation seems to be one of the determinant factors for the poor level of familiarity with the laws adopted by the authorities. In the chapter assigned to the review of literature, there is a historical outline of psychiatry in the Brazil and in the city of Curitiba. In the same chapter the methodologies for the evaluation of mental health care are reviewed. Doutorado Saude Mental Doutor em Saude Mental
27

OntoPsic: uma ontologia para psiquiatria aplicada ao contexto da telessaúde

2010 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:57:54Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3236_1.pdf: 2006229 bytes, checksum: d41ae09d215a46713898126a1ec2d3ce (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2010 Desde os primórdios, seres humanos sofrem com distúrbios mentais, muitas vezes com sintomas, tratamentos e curas desconhecidos. A subárea da medicina que trata destes usuários recebe a denominação de Psiquiatria, e surgiu em meados do século XVII. Diversos problemas e desafios a respeito da Psiquiatria, especificamente Telepsiquiatria, são encontrados na literatura, destacando-se a falta de um modelo público, formal e padronizado de informações a respeito de tal domínio, dificultando assim a geração de conhecimento entre os envolvidos neste cenário. Sendo assim, propomos a OntoPsic (Ontologia de Domínio) para o domínio da Psiquiatria aplicada ao contexto da Telessaúde. O objetivo da OntoPsic é servir de base de conhecimento comum entre os envolvidos e de auxiliá-los na conclusão da identificação de agravos e das melhores formas de atenção a saúde de usuários portadores de distúrbios mentais. A OntoPsic foi desenvolvida utilizando as metodologias Methontology, para desenvolvimento de software baseados em conhecimento, e pelo o Método 101 como complemento a Methontology. Utilizamos a linguagem OWL, que incorpora facilidades para publicar e compartilhar a ontologia proposta via Web, além de ser proposta como padrão pelo W3C. A ferramenta utilizada para a construção da Ontologia foi o Framework Protégé. Na validação utilizou-se a máquina de inferência Pellet, para dedução de fatos, e a linguagem SPARQL, para responder a questões de competência definidas. Consideramos que a Telepsiquiatria será mais eficiente se for baseada em um modelo formal tal como uma ontologia, podendo ser aplicada para auxiliar os profissionais de saúde mental. Dessa forma desenvolvemos também uma ferramenta chamada OntoConsult que acessa a ontologia e traz respostas referentes às questões de competência propostas. Essa ferramenta possui aplicações desde no apóio a formação de alunos de psiquiatria até o apóio a profissionais já formados e experientes, onde poderão tirar suas possíveis dúvidas quanto a um diagnóstico
28

Hospital-dia da faculdade de medicina de Botucatu-UNESP : estudo descritivo da população atendida

1999 (has links)
Orientador: Neury Jose Botega Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-03-22T03:17:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Lima, Maria Cristina Pereira.pdf: 3066082 bytes, checksum: d717ad532bf2127394f08972e3949c99 (MD5) Previous issue date: 1999 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:27:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Lima_MariaCristinaPereira_M.pdf: 3066082 bytes, checksum: d717ad532bf2127394f08972e3949c99 (MD5) Previous issue date: 1999 Resumo: Nos últimos anos, a assistência psiquiátrica em geral e os hospitais psiquiátricos, em particular, têm sido muito criticados. Como alternativa à hospitalização fechada, hospitais-dia (HD) e similares vêm sendo criados. Dados do Ministério da Saúde do Brasil mostram um aumento do número desses serviços, não havendo, contudo, informações disponíveis sobre seu funcionamento e sua adequação às necessidades da população. A partir desta constatação, foi conduzido um estudo prospectivo no HD da Faculdade de Medicina de Botucatu (São Paulo, Brasil), com o objetivo de descrever a população atendida e sua evolução na internação, segundo vários parâmetros. Foram levantados dados sócio-demográficos, antecedentes psiquiátricos, alterações psicopatológicas (através da Briel Psychiatric Rating Scale - BPRS), diagnóstico (CID 10), relacionamento familiar (Global Assessment 01 Relatíonal Functíoning Sca1e) e níveis de incapacitação psicossocial (Psychiatric Disabílity Assessment Schedule - DAS). Os dados foram submetidos à análise estatística descritiva e à análise de regressão logística, tendo como variáveis dependentes: melhora, duração do tratamento e adesão. Houve predomínio de mulheres (76,5%), com menos de 40 anos (61,8%), procedentes de Botucatu e região (64,8%), sem vinculação conjugal (70,6%) e com transtornos do humor (44,1 %). As internações duraram, em média, 74 dias, havendo 79,4% dos pacientes com melhora na ocasião da alta. A renda per capita foi um fator preditivo de melhora (p=0,03). A duração da internação foi maior entre os indivíduos com sintomatologia depressiva/ansiosa (p=0,02) e menor naqueles com retraimento; desorientação (p=0,03). Quando a melhora foi considerada, aqueles com vínculos conjugais tiveram um menor tempo de internação (p=0,002). A adesão, avaliada pelo comparecimento ao serviço, foi maior entre os pacientes com vínculos conjugais, menor renda per capita e maior freqüência da família ao serviço. O HD estudado aproxima-se mais daqueles que promovem uma extensão do atendimento ambulatorial do que daqueles que se propõem a substituir a internação fechada. A associação entre melhor evolução e maior renda per capita, vinculação conjugal e menor tempo de internação, assim como a duração média da internação encontrados foram compatíveis com a literatura. Discute-se que as exigências utilizadas no Brasil pelo Ministério da Saúde para credenciar hospitais-dia não são suficientes para garantir sua qualidade. Este tipo de serviço pode tomar-se um investimento lucrativo em detrimento da qualidade dos cuidados - ironicamente, uma das críticas mais contundentes aos hospitais psiquiátricos tradicionais Abstract: During the last years, psychiatric practice in general and espedaHy psychiatric hospitaIs have been strongly criticized. As an alternative to full-time hospitalization, day-hospitals and similar services are being created. Date from the Brazilian Ministry of Health have shown an increasing number of these services, but there is no available information about their functioning and about their adequacy to the population needs. Considering this fact, a prospective study of the day-hospital of Botucatu Medical School (São Paulo, Brasil) was conducted, aiming to describe the population admitted and its clinical evolution during partial hospitalization. The study comprised: sociodemographic data, psychiatric antecedents, psychopathological profile (Briel Psychiatric Ratíng Scale - BPRS), diagnoses (ICD 10 criteria), family relationship (Global Assessment 01 Relatíonal Functioning Scale), and psychosocial incapacitation leveIs (Psychiatric Disabílity Assessment Schedule-- DAS). Data were submitted to descriptive statistical analysis and to logistic regression analysis, considering improvement, treatrnent duration and adherence as dependent variables. There was a predorninance of women (76,5%), younger than 40 years old (61,8%), from Botucatu and surroundings (64,8%), without marital relationship (70,6%) and with affective disorders (44,1 %). The hospitalization lasted in average 74 days, and 79,4% of the patients had improved when discharged from the hospital. The per capita income was a predictive fador of improvement (p=0,03). Treatrnent duration was longer among individuais with anxious/depressive symptoms (p=0,02) and shorter among those with desorientation/withdrawal. When improvement was considered, those with marital relationships were hospitalized for a shorter period (p=O,OO2). Adherence, evaluated through coming to the service for treatment, was higher among patients with marital relationships, lower per capita income and frequent family attendance at the service. The studied day-hospital resembles those that promote an extension to out patient treatment more than those that intend to substitute fuH-time hospitalization. The association between better outcome and higher per capita income, marital relationship and shorter period of hospitalization, as weH as, the mean duration of hospitalization one compatible with the literature. It is stated that the demands used by the Brazilian Ministry of Health to accredit day-hospitals are not enough to guarantee their quality. This kind ofservice may become a profitabie investment jeorpardizing the quality of the service, ironicaHy one the fiercest criticisms to the traditional psychiatric hospitals Mestrado Mestre em Saude Mental
29

Processos de somatização na adolescencia

1991 (has links)
Orientador: Mauricio Knobel Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-03-15T06:08:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Cabral, Sueli.pdf: 4114664 bytes, checksum: 746164886cb2242628981bc66532f1ce (MD5) Previous issue date: 1991 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:29:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Cabral_Sueli_M.pdf: 4114664 bytes, checksum: 746164886cb2242628981bc66532f1ce (MD5) Previous issue date: 1991 Resumo: Não se pode admitir haver doenças "psicogenicas" e "somatogenicas", do mesmo modo que não se pode falar em doenças psicossomaticas e outras que não o são, já que, sendo o homem um ser bio-psico-social, todas as doenças são psicossomaticas. De uma perspectiva metapsicologica da estruturação psiquica especial, determinada pelas series complementares de cada sujeito, em interação dialetica com o mundo objetal interno e esterno, surge uma modalidade de se estruturar para "ser-no-mundo" ¿Observação: O resumo, na íntegra poderá ser visualizado no texto completo da tese digital. Abstract: It cannot be said there are "psychogenic" and "somatogenic" illnesses, that some illnesses are psychosomatic and some are not. As man is a bio-psycho-social it follows tha all illnesses are psychomatic. From a metapsychological perspective of special psychic structure, determined by the complementary series of each individual, in dialectic interaction with the internal and external wolrd, a self-restructuring modality of "being in the world emerges...Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations. Mestrado Mestre em Saude Mental
30

Contribuição ao estudo do disturbio do panico e prolapso da valva mitral

1992 (has links)
Orientador : Dorgival Caetano Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-04-03T14:44:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Matos, Evandro Gomes de_D.pdf: 8261784 bytes, checksum: 36474b7f162fbc8d6925738ce55555a5 (MD5) Previous issue date: 1992 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:55:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Matos_EvandroGomesde_D.pdf: 8261784 bytes, checksum: 36474b7f162fbc8d6925738ce55555a5 (MD5) Previous issue date: 1992 Resumo: Não pudemos distinguir, em nossa amostra, os pacientes com Distúrbio de Pânico puros, dos pacientes e com Distúrbio de Pânico mais Prolapso de Valva Mitral. A hipótese tratar de um grupo único, com gênese, uma mesma afastada. 2. Predominaram pacientes adulto-jovens, do sexo feminino idade mediana de 34 anos, com baixo nível de escolaridade. 3. Não houve impacto do Distúrbio de Pânico, com e sem PVM, sobre o exercício da profissão que na sua maioria era de trabalhos domésticos. 4. As queixas mais ouvidas, foram, pela ordem: palpitações e falta de ar, palpitações e dor no peito e falta de ar e dor no peito.5. Os sintomas mais comuns, referidos durante os ataques de pânico foram pela ordem: respiração curta, medo de morrer, palpitações e dor no peito. 6. Não houve distribuição dos ataques de pânico ritmo circadiano, na maioria dos pacientes. 7. Os pacientes de nossa amostra queixavam-se de crises freqüentes. A maioria diariamente, seguidos por aqueles que as tinham 1 a 2 vezes por semana o que demonstra a gravidade do Distúrbio de Pânico. 8. O stress emocional foi o fator precipitante dos ataques de pânico, mais relatados seguido em número bem menor do exerci cio físico. 9. A maioria não relatou haver fatores de proteção contra os ataques de pânico. 10. As complicações mais comuns foram pela ordem: a agorafobia, a ansiedade e a hipocondria. 11. Na história pré-mórbida apareceram pela ordem de maior freqüência a enurese e a fobia escolar. O tratamento farmacológico foi um recurso utilizado por grande número dos pacientes. 12. A Escala de Sheehan parte I, para ansiedade endógena e de Hamilton para Ansiedade (global) apontaram para escores elevados atestando a gravidade do Distúrbio de Pânico. 13. Grande parte dos pacientes apresentou comportamento de evitaçâo fóbica. 14. Grande parte dos pacientes desenvolveu agorafobia. 15. Os antecedentes familiares mais comuns foram, pela ordem, o alcoolismo, o pânico, a ansiedade, a depressão e a agorafobia. 16. Houve um ligeiro aumento do colesterol plasmático nos pacientes do sexo feminino de nossa amostra. 17. Este aumento de co1estero1 encontrado é baixo, em relação aos níveis relatados em um estudo semelhante realizado por Harward, nos Estados Unidos. A hipótese formulada neste último trabalho de que a causa da hipercolestero1emia está relacionada apenas ao número de crises de pânico é contesta da. Fatores alimentares e de limitação das atividades, levando a um hábito de vida sedentária, não podem ser descartados e talvez expliquem as diferenças entre os dois estudos. 18. As taxas de triglicérides foram normais na grande maioria dos 80 pacientes estudados. 19. O EEG foi normal em todos os casos com excesso de apenas um paciente Abstract: In our sample, we couldn't differentiate between the patients suffering from Panic Disorder from those ring from Panic Disorder plus Mitral Valve Prolaps. The hipothesis of dealing with one sole group with one sole can not be dismissed. Female, young adult patients in their median thirties (about 34 years old) and with a low leveI Disor with with or without PMV on the patients work which was mainly housework. The most common complaints were in the following order: palpitations and breathlessness, palpitations and pain in the chest, breathlessness and pain chest. The most common symptoms refered to during the panic attacks were in the following order: short breath, fear of dying, palpitations plus pain in the chest. In most of the patients it wasn't noticed the of panic occurence pf panic attack accompanying the Circadian rhythm. The patients, in our sample, were complaining from frequent crisis. Most of them did it daily while some of them once or twice a week. That shows the gravity of them panic disorder. The emotional stress was the most reported causing factor of panic attacks, followed in a very small number by physical exercise. Most of the patients didn't report having any protection factor against the panic attacks. The most common complications were in arder: agoraphobia, anxiety and hypochondria. The enuresis and school phobia, coming in second place, were the two symptons which the patient suffered from before getting sick. The Sheehan scale part I for endogen anxiety plus the Hamilton scale for anxiety (in general) showed very high scores, certifying the gravity of panic disorders. The majority of the patients behaved as if they were avoiding phobias. Most of the patients developed agoraphobia. The most common familiar antecedents were in the order: alcoholism, panic, anxiety, depression and agoraphobia. There was a slight elevation in the level of tge plasmatic cholesterol of the patients of our sample. This elevation is low if compared to the levels showed in a similar study ran by Hayward, in the United States. The hypothesis formulated in that last in that work which says that the cause of hipercolesterolemia is related only to the number of panic crisis is contested. Nourishing factors as well as limitation of the activities which lead to a sedentary life can't be dismissed and might explain the differences between the two studies. In most of the 80 patients who took part in the experiment the levels of triglicerides were within the normal standard. For alI the patients, except for one, the EEG were within the normal standard Doutorado Saude Mental Doutor em Ciências Médicas

Page generated in 0.0848 seconds