• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 5903
  • 151
  • 91
  • 22
  • 19
  • 19
  • 17
  • 11
  • 9
  • 8
  • 8
  • 8
  • 7
  • 3
  • 2
  • Tagged with
  • 6227
  • 3708
  • 2357
  • 1356
  • 867
  • 683
  • 534
  • 509
  • 503
  • 497
  • 467
  • 379
  • 368
  • 359
  • 349
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

Análise de risco na construção : guia de procedimentos para gestão

Silva, Vanessa Fernandes January 2012 (has links)
Tese de mestrado integrado. Engenharia Civil (Construções). Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2012
42

Estudo do risco de um sistema elétrico de energia

Ribeiro, Francisco Manuel Viana January 2012 (has links)
Tese de mestrado integrado. Engenharia Electrotécnica e de Computadores - Energia. Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto. 2012
43

Cheias e inundações no território da cidade de Ovar : áreas susceptíveis, estudos de caso e ordenamento do território

Silva, Pedro Alexandre Seixas January 2011 (has links)
As cheias e inundações são episódios frequentes e particularmente marcantes na história da cidade de Ovar. Contudo, nos últimos anos a sua frequência e intensidade registam uma tendência crescente, à qual não é alheia a expansão do tecido urbano da cidade que se encontra implantado, em parte, no leito de inundação do Rio Cáster. Assim, o presente estudo tem como objectivo, a análise da dinâmica associada a episódios hidrológicos extremos (cheias e inundações de maré), relacionados com a dinâmica do escoamento fluvial da bacia hidrográfica do Rio Cáster, bem como com as marés vivas mais altas da laguna de Aveiro. Que afectam a área terminal da bacia hidrográfica do Rio Cáster, onde se localiza a cidade de Ovar. Sempre numa perspectiva geográfica e com enfoque para o ordenamento do território. Neste sentido, ao longo do presente estudo, recorrendo a fontes bibliográficas, caracteriza-se as condições hidrogeomorfológicas da bacia hidrográfica do Cáster e a hidrodinâmica da laguna de Aveiro. Por outro lado, tenta-se compreender, seguindo uma metodologia histórico- retrospectiva, em que medida a evolução da urbanização e do uso do solo nesta área, foi condicionada e condicionou a dinâmica natural nesta parcela do território, isto, de forma a apontar um conjunto de medidas com vista à formulação de propostas sustentadas conducentes à mitigação dos efeitos das cheias e inundações.
44

Estudo comparativo entre técnicas de aprendizado de máquina para estimação de risco de crédito

Aniceto, Maísa Cardoso 14 March 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-05-11T13:02:39Z No. of bitstreams: 1 2016_MaísaCardosoAniceto.pdf: 1273908 bytes, checksum: 8e8e5c3ee67499ed70c9217f3e98acd3 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2016-05-26T18:36:15Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_MaísaCardosoAniceto.pdf: 1273908 bytes, checksum: 8e8e5c3ee67499ed70c9217f3e98acd3 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-05-26T18:36:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_MaísaCardosoAniceto.pdf: 1273908 bytes, checksum: 8e8e5c3ee67499ed70c9217f3e98acd3 (MD5) / A avaliação do risco de crédito tem um papel relevante para as instituições financeiras por estar associada a possíveis perdas e gerar grande impacto nas atividades do mercado financeiro. Embora existam várias pesquisas sobre risco de crédito e aprendizado de máquina ainda falta um estudo que integra e sistematiza o conhecimento disponível. Assim, o objetivo deste trabalho é apresentar uma revisão sistemática de literatura sobre aprendizado de máquina em risco de crédito. Os principais artigos dessa área foram classificados e codificados e uma agenda de pesquisa e recomendações são apresentadas para auxiliar na realização de pesquisas futuras. A segunda parte da dissertação envolve uma análise empírica de dados de uma instituição financeira e aplicação de algoritmos de Support Vector Machine e Decision Tree, além de Bagging, AdaBoost e Random Forest. Os resultados foram comparados por meio da Curva ROC, Sensibilidade, Especificidade e AUC. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Despite several pieces of research on credit risk and machine learning, a study that integrates and systematizes available knowledge is still lacking. Credit risk evaluation has a relevant role to financial institutions for it is connected to possible losses. Also, it can have a great impact in the financial market. Thus, the aim of this study is to carry out a systematic literature review on credit risk machine learning. The main articles of this field have been classified and coded. Recommendations are presented to assist future research projects. Apart from that, this thesis focuses on an empirical data analysis of a financial institution, as well as the application of Support Vector Machine and Decision Tree algorithms; Bagging, AdaBoost and Random Forest, ensemble classifiers. The results were measured on the use of the ROC Curve, Sensitivity, Specificity and AUC.
45

Prevalência e fatores de risco para cefaleia e migrânea em epilepsia

Londero, Renata Gomes January 2010 (has links)
A epilepsia está entre as doenças mais frequentes na neurologia e atinge cerca de 1%[1] da população mundial. Os avanços no tratamento da epilepsia tiveram impacto importante na qualidade de vida dos pacientes. Entretanto, não apenas a terapêutica influencia a morbidade da epilepsia. Condições como cefaleia[2-4], transtornos psiquiátricos[5-7], apneia do sono[8], limitações funcionais[9, 10] também mostram impacto na percepção do estado de saúde e doença. As cefaleias têm prevalência considerável na população (38% a 50%) [68.6% em estudo brasileiro de 2007][11], atingindo com frequência ainda maior pacientes com epilepsia (43 a 65%) [11-15]. Sendo cefaleia uma condição dolorosa, com características clínicas que influenciam importantemente as condições do paciente, sua associação com epilepsia incorpora maior prejuízo à qualidade de vida deste grupo. Existem poucos estudos que mostram o grau de associação destas condições. A presente dissertação objetiva analisar a epidemiologia da comorbidade cefaleia e epilepsia. Para tanto cada paciente e controle foi entrevistado utilizando-se um questionário padronizado, verificando a existência de epilepsia e de cefaléia, sua frequência, intensidade, classificação, idade de início, resposta ao tratamento. Os dados foram analisados através do programa spss. A prevalência de cefaléia (75.1% em pacientes x 38.9% em controles; OR=4.75; IC95%= 3.04-7.45) e de migrânea (40.2% em pacientes com epilepsia e 17.1% em controles; OR=3.25; IC 95%=1.99-5.30) foi maior em portadores de epilepsia comparados a controles. Sexo feminino (O.R.=4.50) e história familiar de migrânea (O.R.=3.54) foram associados positivamente à ocorrência de cefaléia em portadores de epilepsia.
46

Indicadores de proteção e de risco para suicídio por meio de escalas de auto-relato

Prieto, Daniela Yglesias de Castro January 2007 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2007. / Submitted by wesley oliveira leite (leite.wesley@yahoo.com.br) on 2009-09-25T19:10:49Z No. of bitstreams: 1 Tese_Daniela Yglesias.pdf: 726757 bytes, checksum: 1e87ae8e2155b223106829d19768d12f (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2009-09-29T16:14:26Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Tese_Daniela Yglesias.pdf: 726757 bytes, checksum: 1e87ae8e2155b223106829d19768d12f (MD5) / Made available in DSpace on 2009-09-29T16:14:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tese_Daniela Yglesias.pdf: 726757 bytes, checksum: 1e87ae8e2155b223106829d19768d12f (MD5) Previous issue date: 2007 / Estimar o risco de suicídio envolve a avaliação tanto de indicadores de risco quanto de proteção para crise suicida. Os indicadores de risco mais freqüentemente citados na literatura são: existência de transtorno mental, história de tentativa de suicídio, ideação suicida, sintomas depressivos e ansiosos, impulsividade, desesperança entre outros. Os principais indicadores protetivos destacados são: satisfação com a vida, auto-imagem positiva, recursos de enfrentamento, otimismo, estabilidade emocional, existência de um projeto de vida. O presente estudo objetivou estimar o risco de suicídio. Os instrumentos utilizados foram: Suicide Behavior Questionnaire Revised (SBQR), Positive and Negative Suicide Ideation (PANSI), Suicide Resilience Inventory (SRI), Child Abuse and Trauma Scale (CAT) e Minnesota Multiphasic Personality Inventory 2 (MMPI-2), e uma lista de Eventos Estressores (EVES). Esses instrumentos avaliam, respectivamente: comportamento suicida; ideação suicida e recursos de enfrentamento; resiliência ao suicídio; percepção de abuso e negligência na infância e adolescência; indicadores psicológicos (depressão, ansiedade, problemas de relacionamento e indicadores psicóticos) e existência de eventos adversos recentes. A amostra foi composta de 458 sujeitos inscritos na lista de espera de um serviço de psicologia de uma unidade pública de referência em saúde mental do Distrito Federal. A Regressão Logística foi utilizada para prever pertencimento ao grupo de sujeitos com ou sem risco de suicídio. O grupo de risco foi definido com tendo escores no SBQR maiores que um desvio padrão acima da média. Dois modelos forneceram as melhores estimativas de risco: (1) as escalas de Ideação Negativa (PANSI) e Depressão e Ideação Suicida (MMPI-2) com fatores de risco e Estabilidade Emocional (SRI) e Reação Negativa ao Tratamento (MMPI-2) como fatores de proteção; (2) Ideação Negativa (PANSI) como fator de risco e Estabilidade Emocional (SRI) e Ideação Positiva (PANSI) como fatores de proteção. O primeiro modelo é composto por variáveis que avaliam: ideação suicida, depressão, estabilidade emocional, rejeição ou descrença no suporte de terceiros. As variáveis do segundo modelo avaliam ideação suicida, estabilidade emocional e capacidade de enfrentamento de situações estressantes. Este dois modelos confirmam expectativas já demonstradas em estudos anteriores. Revelam também como outros covariantes do risco são preteridos por variáveis mais relevantes, como ideação suicida ou depressão. A escala de Reação Negativa ao Tratamento surpreendeu ao contribuir como fator de proteção; supomos poder haver nesta escala uma parcela de variância relacionada à independência e autonomia. O presente estudo ressalta a importância de indicadores como ideação suicida, história de comportamento suicida anterior, estados depressivos, auto-imagem negativa como importantes indicadores de risco. Os indicadores protetivos que se destacam são estabilidade emocional, auto-imagem positiva e recursos de enfrentamento. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The prediction of suicidal risk involves the assessment of risk and protective factors for suicidal crisis. Frequently cited suicide risk factors include: mental disorders, history of suicide attempts, suicidal ideation, depressive and anxious symptoms, impulsiveness, hopelessness and others. Among the main protective factors are: satisfaction with life, positive self-image, coping styles, optimism, emotional stability, existence of a life project. The objective of this study is to predict suicide risk. The instruments used: Suicide Behavior Questionnaire Revised (SBQR), Positive and Negative Suicide Ideation (PANSI), Suicide Resilience Inventory (SRI), Child Abuse and Trauma Scale (CAT), the Minnesota Multiphasic Personality Inventory 2 (MMPI-2) and a list of Stressors Events (EVES). These instruments assess, respectively: suicidal behavior; suicidal ideation and coping resources; resilience to suicide; perception of abuse and carelessness in childhood and adolescence; psychological indicators (depression, anxiety, relational problems and psychotic indicators) and recent adverse life events. The sample was constituted by 458 subjects in a waiting list for psychotherapy in a public mental health service in Distrito Federal. Logistic Regression was used to predict membership to group with or without suicide risk. Suicide risk group was defined as having SBQR scores over one standard deviation above average. Two models provided the best prediction of risk: (1) Negative Ideation (PANSI) and Depression and Suicide Ideation (MMPI-2) as risk factors and Emotional Stability (SRI) and Negative Reaction to Treatment (MMPI-2) as protective factors; (2) Negative Ideation (PANSI) as risk factor and Emotional Stability (SRI) and Positive Ideation (PANSI) as protective factors. The first model is composed of variables that assess: suicidal ideation, depression, emotional stability, rejection or disbelief in the support from others. The variables in the second model assess suicidal ideation, emotional stability and coping with stressful situations. These two models confirm expectations previously supported by other studies. They also reveal how other covariants of risk become secondary to more relevant variables such as suicidal ideation and depression. The scale Negative Reaction to Treatment unexpectedly contributed to prediction as a protective factor; it was hypothesized that the scale may have a portion of variance related to independence and autonomy. The present study points out the relevance of suicidal ideation, history of previous suicidal behavior, depressive states negative self-image as important risk factors for suicide behavior. The most important protective factors in this research are emotional stability, positive self-image, copping styles.
47

Modelos bayesianos para estimar risco relativo em desfechos binários e politômicos

Leotti, Vanessa Bielefeldt January 2013 (has links)
A razão de chances (RC) e o risco relativo (RR) são medidas de associação utilizadas em epidemiologia. Existem discussões sobre desvantagens da RC como medida de associação em delineamentos prospectivos, e que nestes o RR deve ser utilizado, especialmente se o desfecho for comum (>10%). No caso de desfechos binários e dados independentes, alternativas ao uso da RC estimada pela regressão logística foram propostas. Uma delas é o modelo log-binomial e outra é a regressão de Poisson com variância robusta. Tais modelos permitem identificar fatores associados ao desfecho e estimar a probabilidade do evento para cada unidade observacional. Em relação à estimação das probabilidades, a regressão de Poisson robusta tem como desvantagem a possibilidade de estimar probabilidades maiores que 1. Isto não ocorre com o modelo log-binomial, entretanto, o mesmo pode enfrentar problemas de convergência. Alguns autores recomendam que o modelo log-binomial seja a primeira escolha de análise, deixando-se o uso da regressão de Poisson robusta apenas para as situações em que o primeiro método não converge. Em 2010, o uso de metodologia bayesiana foi proposta como maneira de solucionar os problemas de convergência e simulações comparando com as abordagens anteriores foram procedidas. No entanto, tais simulações tiveram limitações: preditores categóricos não foram considerados; apenas um tamanho de amostra foi avaliado; apenas a mediana e o intervalo de credibilidade de caudas iguais foram considerados na abordagem bayesiana, quando existem outras opções; e a principal delas, as medidas comparativas foram calculadas para os coeficientes do modelo e não para o RR. Nesta tese, tais limitações foram superadas, e encontrou-se outro estimador bayesiano para o RR, a moda, com menor viés e erro quadrático médio em geral. Os modelos citados anteriormente são apropriados para análise de observações independentes, entretanto há casos em que esta suposição não é válida, como em ensaios clínicos randomizados em cluster ou modelagem multinível. Apenas cinco trabalhos foram encontrados com propostas de como estimar o RR para esses casos. Quando o interesse é a estimação do RR com desfechos politômicos, apenas dois trabalhos apresentaram sugestões. Conseguiu-se neste trabalho estender a metodologia bayesiana proposta para desfechos binários e dados independentes para lidar com essas duas situações. / The odds ratio (OR) and relative risk (RR) are measures of association used in epidemiology. There are discussions about disadvantages of the OR as an measure of association in prospective studies, and that instead of this measure, the RR should be used, especially if the outcome is common (>10%). In the case of binary outcomes and independent data, alternatives to OR estimated by logistic regression were proposed. One is the log-binomial model and other is the Poisson regression with robust variance. Such models allow to identify factors associated with outcome and to estimate the probability of the event for each observational unit. Regarding the estimation of probabilities, the robust Poisson regression has the disadvantage of possibly estimating probabilities greater than 1. This does not occur with the logbinomial model; however, the same can face convergence problems. Some authors recommend the log-binomial model as the first choice of analysis, leaving the use of robust Poisson regression just for situations where the first model does not converge. In 2010, the use of Bayesian methodology was proposed as a way to solve the convergence problems and simulations comparing with the previous approaches were proceeded. However, such simulations had limitations: categorical predictors were not considered; only one sample size was evaluated; only the median and equal tail credible interval were addressed in the Bayesian approach, when there are other options; and the main one, the comparative measures were calculated only for the model coefficients and not for the RR. In this thesis, these limitations have been overcome, and another Bayesian estimator of the RR, the mode, presented less bias and mean squared error in general. The models mentioned above are suitable for analysis of independent observations; however there are cases where this assumption is not valid, as in clustered randomized trials or multilevel modeling. Only five papers were found with proposals of how to estimate the RR in these cases. When the interest is on estimation of the RR with polytomous outcomes, only two studies presented suggestions. In this work, the Bayesian methodology proposed for binary outcomes and independent data was extended to deal with these two situations.
48

Avaliação de fatores de risco da dengue com Interface no sistema abo em pacientes internados com a infecção no hospital universitário Lauro Wanderley - PB / Programa de Pós-Graduação em Medicina e Saúde

Silva, Abrão Amerio da January 2013 (has links)
p. 1-69 / Submitted by Antonio Geraldo Couto Barreto (ppgms@ufba.br) on 2013-10-03T13:48:40Z No. of bitstreams: 1 TESE EM PDF PARA SER ENCADERNADA - 4 Copy.pdf: 1782931 bytes, checksum: bf16e6b764817698bfcf92b40e10f5a7 (MD5) / Approved for entry into archive by Patricia Barroso(pbarroso@ufba.br) on 2013-10-03T17:56:03Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TESE EM PDF PARA SER ENCADERNADA - 4 Copy.pdf: 1782931 bytes, checksum: bf16e6b764817698bfcf92b40e10f5a7 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-10-03T17:56:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TESE EM PDF PARA SER ENCADERNADA - 4 Copy.pdf: 1782931 bytes, checksum: bf16e6b764817698bfcf92b40e10f5a7 (MD5) Previous issue date: 2013 / Objetivos Gerais: Avaliar fatores de risco e gravidade da dengue em pacientes internados no Hospital Universitário Lauro Wanderley-UFPB no período de Abril de 2011 a Junho de 2012. Método: Estudo de Corte Transversal com coleta de sangue, tipagem sanguínea e quantificação dos níveis séricos das Citocinas/Quimiocinas (TNF-α, IL-6, CXCl8, CCl3, CXCL9 e CXCL10) correlacionando com as formas clínicas da dengue e com os antígenos de grupo sanguíneo humano. Sintomas como febre indiferenciada, febre da dengue e dengue grave são características de uma doença transmitida por um vetor o Aedes aegypti. Com origem na África sua disseminação atingiu as regiões tropicais e subtropicais do mundo em mais de 100 países. Hoje se tornou um problema de saúde pública mundial. A patogênese da doença causada pelo vírus dengue ainda não está completamente esclarecida. Contudo, vários estudos têm relatado associações entre marcadores biológicos e diferentes manifestações clínicas da doença. Citocinas como TNF-α e IFN-γ são geralmente as primeiras a encontradas em pacientes com dengue. Alguns estudos procuram estabelecer uma associação de predição da gravidade da dengue tanto para as citocinas com para os genótipos de grupo sanguíneos (sistema ABO). Este estudo mostrou uma abordagem nestes dois aspectos. Resultados/conclusão: As formas clínicas da dengue não estavam associadas com o sistema ABO. A dengue hemorrágica (FHD) foi a mais prevalente na amostra. Os genótipos de grupo sanguíneos ABO não estavam associado com a gravidade da dengue. Dentre as quimiocinas analisadas encontramos uma associação de CXCL9 e CXCL10 com a fase adulta e CCL3 com indivíduos jovens. / Salvador
49

O treinamento industrial e a gerencia de riscos - uma proposta de instrução programada

Souza, Evandro Abreu de January 1995 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Feeral de Santa Catarina, Centro Tecnologico / Made available in DSpace on 2012-10-16T05:49:12Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T18:14:06Z : No. of bitstreams: 1 101548.pdf: 4817841 bytes, checksum: 96821359749be55f3e86187d88b2d9a6 (MD5) / O aumento dos riscos industriais, proveniente da utilização de tecnologias mais avançadas e complexas, maior número de insumos, utilização de novos produtos, transporte e armazenagem de grandes quantidades de produtos perigosos, etc., vem desencadeando pressões sociais para que as empresas adotem medidas de emergência e de contenção de riscos eficientes. Neste sentido, a decisão das empresas em alocar recursos para a mitigação de perdas fundamenta-se no cotejo entre a adoção ou não, total ou parcial, das medidas preconizadas pela Gerência de Riscos. Além da influência social, os danos provenientes da ocorrência de eventos indesejáveis atuam diretamente na qualidade e nos resultados da ocorrência, o que muitas vezes justifica a conveniência econômica de sua implementação. Desta forma, a preocupação com riscos em plantas industriais é atualmente parte integrante da filosofia de modernização empregada por empresas que procuram qualificar seus serviços de forma a aumentar sua competitividade, agregando qualidade e confiabilidade a seus produtos e atentando tanto para fatores internos quanto externos aos domínios da empresa. Este trabalho busca contribuir para o aperfeiçoamento operacional das empresas, apresentando um meio de melhorar sua segurança e qualificar o seu quadro funcional através da aplicação de uma técnica de análise de riscos industriais e da utilização dos resultados obtidos como base de conhecimento de um sistema de instrução programada para ser utilizado em treinamento técnico-operacional de funcionários.
50

Um estudo sobre a brincadeira entre crianças em situação de rua

Cerqueira-Santos, Elder January 2004 (has links)
Este trabalho objetivou descrever brincadeiras de crianças que vivem ou trabalham pelas ruas de uma capital brasileira, relacionando esta atividade com a realidade do ser criança e a condição de estar em situação de rua. Através de inserção ecológica no contexto da rua, a equipe de pesquisa observou sistematicamente 57 episódios de atividades lúdicas de 72 crianças como parte de seu cotidiano. Além disso, 12 crianças da amostra foram sorteadas e passaram por uma entrevista semi-estruturada que continha 13 questões para o levantamento de dados demográficos e um jogo de sentenças incompletas sobre o brincar. Tal jogo contou de 25 sentenças divididas em cinco partes: o significado do brincar, preferências e desejos, grupos/companhias, contexto e trabalho. A maioria dos grupos observados era formada apenas por meninos (89%). A idade média dos participantes foi de 11 anos e três meses (DP=2,38). Os resultados apresentam uma descrição do brinquedo de crianças em situação de rua neste contexto ecológico. Aspectos relacionados à cultura da rua e os aspectos de risco e proteção ao desenvolvimento humano são apontados e discutidos. Percebe-se que brincando na rua, as crianças passam grande parte do tempo longe dos adultos /cuidadores e expostas às mais diversas situações de risco, como a violência física e emocional. Porém, as crianças criam mecanismos próprios de proteção contra estas adversidades e, assim, continuam brincando. Andam em grupos conhecidos e coesos e sempre matem a atenção no que está acontecendo a sua volta. O seu próprio corpo e os objetos deste espaço são seus brinquedos mais freqüentes, apesar de não serem os preferidos. As crianças brincam com qualquer objeto, sejam sucatas, lixo, etc., demonstrando capacidade de imaginação, criatividade e, talvez, até mesmo um distanciamento da sua realidade imediata. Tal fato pode reafirmar uma alta capacidade adaptativa para a manutenção de um desenvolvimento saudável mesmo num ambiente hostil como o contexto da rua. A rua foi o local relatado como o preferido para brincar, em detrimento da casa e da escola. Brincando na rua , estas crianças podem correr, subir em árvores, nadar, enfim, explorar uma variedade de ambientes, porém, a própria condição de ser uma criança em situação de rua impõe limites claros, como a violência. A rua não deve ser considerada como um ambiente inteiramente desfavorável, mas como um contexto de desenvolvimento.

Page generated in 0.0416 seconds