• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 66
  • 4
  • 1
  • Tagged with
  • 71
  • 55
  • 23
  • 20
  • 16
  • 15
  • 14
  • 14
  • 13
  • 13
  • 13
  • 11
  • 11
  • 9
  • 9
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Desenvolvimento de eletrodos baseados em carbono para determinação da troponina T cardíaca humana

Freitas, Tatianny de Assis 31 January 2014 (has links)
Submitted by Amanda Silva (amanda.osilva2@ufpe.br) on 2015-03-12T14:35:23Z No. of bitstreams: 2 TESE TATIANNY de Assis Freitas.pdf: 2946545 bytes, checksum: 3fbab19838a2e5404d25fd09b3be4895 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-12T14:35:23Z (GMT). No. of bitstreams: 2 TESE TATIANNY de Assis Freitas.pdf: 2946545 bytes, checksum: 3fbab19838a2e5404d25fd09b3be4895 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2014 / FACEPE / A troponina T (TnT) é um marcador cardíaco considerado "padrão ouro" para o diagnóstico do infarto agudo do miocárdio, devido a sua alta sensibilidade e especificidade. Métodos analíticos para melhorar o diagnóstico desta doença são importantes para o tratamento adequado dos pacientes. Atualmente, as técnicas baseadas em imunoensaios são as mais utilizadas para diagnóstico clínico e determinação da TnT à beira do leito. Entretanto, apresentam algumas limitações como procedimentos complicados para análise e um elevado tempo de espera do resultado. Neste contexto, os imunossensores surgem como uma atrativa ferramenta, de baixo custo, com alta sensibilidade e especificidade para determinação da TnT. Nesta tese, dois diferentes imunossensores eletroquímicos foram desenvolvidos para a detecção da TnT em soro humano. O primeiro imunossensor foi baseado em um método simples de amino-funcionalização de nanotubos de carbono empregado para promover uma imobilização dos anticorpos anti-TnT através de sua região Fc e sua ligação orientada ao antígeno TnT. Os nanotubos de carbono de múltiplas paredes foram amino-funcionalizados utilizando o reagente etilenodiamina e os ensaios foram realizados através de um estudo fatorial associado com uma matriz de Doehlert. As modificações estruturais dos nanotubos de carbono foram confirmadas através da espectroscopia de infravermelho por transformada de Fourrier. Para detecção eletroquímica deste imunossensor, eletrodos impressos descartáveis de carbono foram utilizados e então modificados com estes nanotubos de carbono amino-funcionalizados. Um imunoensaio tipo "sanduíche" foi realizado, no qual a captura específica da TnT foi avaliada através das reações redox da enzima peroxidase conjugada ao segundo anticorpo anti-TnT. Sob condições experimentais otimizadas, uma curva de calibração para as diferentes concentrações de TnT foi obtida com faixa linear de resposta entre 0,02 e 0,32 ng mL-1 (r=0,985, n=5, p<0.001) e um limite de detecção de 0,016 ng mL-1. O segundo imunossensor foi baseado na formação de um filme polimérico sobre um eletrodo de carbono vítreo para imobilização de anticorpos anti-TnT. O ácido orto-aminobenzóico (o-ABA) foi eletropolimerizado sobre a superfície do eletrodo e empregado para fornecer grupamentos carboxílicos à superfície e permitir a ligação covalente de anticorpos anti-TnT. O eletrodo apresentou-se estável mantendo 91,6% da sua resposta inicial após 18 dias e apresentou um limite de detecção de 0,015 ng mL-1 de TnT. Os imunossensores desenvolvidos foram sensíveis, permitindo medidas confiáveis da TnT para o diagnóstico do infarto agudo do miocárdio na clínica médica.
2

Expressão do complexo troponina em E. coli e mapeamento dos domínios funcionais da troponina T / Expression of the troponin complex in E. coli and mapping of the functional domains in troponin T

Bettina Malnic 01 August 1995 (has links)
A contração muscular esquelética é regulada pelo complexo troponina/tropomiosina de maneira dependente de Ca2+. O complexo troponina consiste de três subunidades: a troponina C (TnC), a troponina I (TnI) e a troponina T (TnT). A troponina C é a subunidade que liga Ca2+, a TnI é a subunidade inibitória e a TnT liga-se fortemente à tropomiosina. A TnI e a TnT são altamente insolúveis a baixas forças iônicas, a não ser que estejam complexadas com a TnC. O complexo troponina pode ser reconstituído \"in vitro\" a partir das subunidades isoladas simplesmente misturando-se as subunidades em razões equimolares em uréia, que depois é removida através de diálise. Na primeira parte deste trabalho um vetor para a co-expressão da TnC, TnI e TnT em E.coli foi construído. Utilizando este vetor nós produzimos um complexo troponina funcional montado no citoplasma de E.coli. A presença da TnT é requerida para regulação dependente de Ca2+ da contração muscular esquelética. O papel da TnT em conferir sensibilidade ao Ca2+ à atividade ATPásica da acto-miosina foi analisado. Mutantes de deleção da TnT foram construídos através de mutação sítio-dirigida e expressos em E.coli. Complexos troponina contendo os mutantes de TnT e/ou mutantes de TnI foram reconstituídos e analisados em ensaios de ligação ao filamento fino e ensaios de atividade ATPásica. Baseado nestes resultados a TnT foi subdividida em três domínios: o domínio ativatório (aminoácidos 157-216), o domínio inibitório (aminoácidos 157-216) e o domínio de ancoragem do dímero TnC/TnI (aminoácidos 216-263). Nós demonstramos que o dímero TnC/TnI está ancorado ao filamento fino através da interação entre a região amino-terminal da TnI e da região carbóxi-terminal da TnT (aminoácidos 216-263). Um modelo para o papel da TnT na regulação da contração muscular dependente de Ca2+ é proposto. / The contraction of skeletal muscle is regulated by troponin and tropomyosin in a Ca2+ dependent manner. The troponin complex consists of three subunits: troponin C (TnC), troponin I (TnI) and troponin T (TnT). Troponin C is the Ca2+ binding subunit, TnI is the inhibitory subunit and TnT binds tightly to tropomyosin. TnI and TnT are highly insoluble proteins at low ionic strengths, unless they are complexed with TnC. The troponin complex can be reconstituted \"in vitro\" from the isolated subunits simply by mixing the subunits at equimolar ratios in urea, which is then removed by dialysis. In the first part of this work a vector for the co-expression of TnC, TnI and TnT in E.coli was constructed. Using this vector we were able to produce a functional troponin complex assembled \"in vivo\" in the E.coli cytoplasm The presence of TnT is required for the Ca2+ dependente regulation of the skeletal muscle contraction. The role of TnT in conferring full Ca2+ sensitivity to the ATPase activity of acto-myosin was analyzed. Deletion mutants of TnT were constructed by site-directed mutagenesis and expressed in E.coli. Troponin complexes containing the TnT deletion mutants and/or TnI deletion mutants, were reconstituted and analyzed in thin filament binding assays and in ATPase activity assays. Based on these studies, TnT was subdivided into three domains: the activation domain (comprised of aminoacids 1-157), the inhibitory domain (comprised of amino acids 157-216) and the TnC/TnI dimer anchoring domain (aminoacids 216-263). We demonstrated that the TnC/TnI is anchored to the thin filament through interaction between the amino-terminal domain of TnI and the region comprised of aminoacids 216-263 of TnT. A model for the role of TnT in the Ca2+ dependent regulation of muscle contraction is proposed.
3

Expressão do complexo troponina em E. coli e mapeamento dos domínios funcionais da troponina T / Expression of the troponin complex in E. coli and mapping of the functional domains in troponin T

Malnic, Bettina 01 August 1995 (has links)
A contração muscular esquelética é regulada pelo complexo troponina/tropomiosina de maneira dependente de Ca2+. O complexo troponina consiste de três subunidades: a troponina C (TnC), a troponina I (TnI) e a troponina T (TnT). A troponina C é a subunidade que liga Ca2+, a TnI é a subunidade inibitória e a TnT liga-se fortemente à tropomiosina. A TnI e a TnT são altamente insolúveis a baixas forças iônicas, a não ser que estejam complexadas com a TnC. O complexo troponina pode ser reconstituído \"in vitro\" a partir das subunidades isoladas simplesmente misturando-se as subunidades em razões equimolares em uréia, que depois é removida através de diálise. Na primeira parte deste trabalho um vetor para a co-expressão da TnC, TnI e TnT em E.coli foi construído. Utilizando este vetor nós produzimos um complexo troponina funcional montado no citoplasma de E.coli. A presença da TnT é requerida para regulação dependente de Ca2+ da contração muscular esquelética. O papel da TnT em conferir sensibilidade ao Ca2+ à atividade ATPásica da acto-miosina foi analisado. Mutantes de deleção da TnT foram construídos através de mutação sítio-dirigida e expressos em E.coli. Complexos troponina contendo os mutantes de TnT e/ou mutantes de TnI foram reconstituídos e analisados em ensaios de ligação ao filamento fino e ensaios de atividade ATPásica. Baseado nestes resultados a TnT foi subdividida em três domínios: o domínio ativatório (aminoácidos 157-216), o domínio inibitório (aminoácidos 157-216) e o domínio de ancoragem do dímero TnC/TnI (aminoácidos 216-263). Nós demonstramos que o dímero TnC/TnI está ancorado ao filamento fino através da interação entre a região amino-terminal da TnI e da região carbóxi-terminal da TnT (aminoácidos 216-263). Um modelo para o papel da TnT na regulação da contração muscular dependente de Ca2+ é proposto. / The contraction of skeletal muscle is regulated by troponin and tropomyosin in a Ca2+ dependent manner. The troponin complex consists of three subunits: troponin C (TnC), troponin I (TnI) and troponin T (TnT). Troponin C is the Ca2+ binding subunit, TnI is the inhibitory subunit and TnT binds tightly to tropomyosin. TnI and TnT are highly insoluble proteins at low ionic strengths, unless they are complexed with TnC. The troponin complex can be reconstituted \"in vitro\" from the isolated subunits simply by mixing the subunits at equimolar ratios in urea, which is then removed by dialysis. In the first part of this work a vector for the co-expression of TnC, TnI and TnT in E.coli was constructed. Using this vector we were able to produce a functional troponin complex assembled \"in vivo\" in the E.coli cytoplasm The presence of TnT is required for the Ca2+ dependente regulation of the skeletal muscle contraction. The role of TnT in conferring full Ca2+ sensitivity to the ATPase activity of acto-myosin was analyzed. Deletion mutants of TnT were constructed by site-directed mutagenesis and expressed in E.coli. Troponin complexes containing the TnT deletion mutants and/or TnI deletion mutants, were reconstituted and analyzed in thin filament binding assays and in ATPase activity assays. Based on these studies, TnT was subdivided into three domains: the activation domain (comprised of aminoacids 1-157), the inhibitory domain (comprised of amino acids 157-216) and the TnC/TnI dimer anchoring domain (aminoacids 216-263). We demonstrated that the TnC/TnI is anchored to the thin filament through interaction between the amino-terminal domain of TnI and the region comprised of aminoacids 216-263 of TnT. A model for the role of TnT in the Ca2+ dependent regulation of muscle contraction is proposed.
4

Características clínico- laboratoriais e reposta terapêutica do choque séptico em crianças com câncer admitidos na unidade de terapia intensiva pediátrica oncológica do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira

ABREU, Cláudia Betânia Rodrigues de 31 January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:29:10Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3063_1.pdf: 2138530 bytes, checksum: 970b2ca099ae970b3e119abbbc1d8034 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 / O choque séptico está relacionado a uma alta mortalidade na população pediátrica, principalmente entre os pacientes imunodeprimidos. As novas descobertas para diagnóstico e tratamento do choque séptico em crianças têm reduzido a mortalidade, porém a maioria dos estudos que chegaram a estas conclusões excluíram os pacientes portadores de doenças oncológicas ou os incluíram em pequeno número. Estas descobertas foram extrapoladas para a população de imunodeprimidos, porém nesta população a mortalidade por choque séptico ainda é considerada mais alta. Este trabalho tem o objetivo de caracterizar melhor o choque séptico nos pacientes portadores de doenças oncológicas em relação às alterações clínicas e laboratoriais e, também, em relação ao tratamento proposto pelo American College of Critical Care Medicine (ACCM) e comparar os seus resultados com o que já se conhece sobre este tema entre os pacientes pediátricos não portadores de doenças oncológicas. Métodos e resultados: Foi realizado um estudo descritivo, prospectivo, tipo série de casos na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica Oncológica de um Hospital escola, Brasil, de 18 de abril de 2010 a 08 de janeiro de 2011. As variáveis clínicas, laboratoriais e relacionadas ao tratamento foram observadas ao diagnóstico e após seis e 24 horas do início do tratamento. A análise foi realizada pelo Epi info 6.04: freqüência das variáveis categórica, medidas de tendência central para as contínuas. Foram estudados 22 pacientes, a maioria com tumores de origem hematológica e acima de seis anos de idade. A mediana do Pediatric Risk of Mortality III(PRISMIII) foi 17,5(6-29). Choque frio ocorreu em 77,3% dos pacientes ao diagnóstico e o quente foi reconhecido em um tempo três vezes maior que o frio. A maioria dos pacientes (16/72,3%) preencheu mais de dois critérios para síndrome da resposta inflamatória sistêmica (SRIS), porém em 13(59%) o diagnóstico de choque séptico só foi dado após o surgimento de hipotensão. Houve melhora dos parâmetros macrovasculares nas primeiras seis horas do tratamento, porém a microcirculação, avaliada pelo clearence do lactato e saturação venosa central de oxigênio, permaneceu em disóxia. Mortalidade em 28 dias foi 68,2% e maior entre os que desenvolveram disfunção de órgãos 3 nas primeiras 24horas. Dois (10,5%) pacientes apresentaram valor alterado da troponina I ao diagnóstico e após 24horas 6/16(37,5%). Entre os pacientes com troponina I alterada após 24 horas, 83,3% tinham menos de 13 anos, Pediatric Risk of Mortality III (PRISMIII)>10, maior escore de drogas vasoativas, 80% tinham hipocalcemia, mais de 80% tinham tumores hematológicos e usaram drogas cardiotóxicas. Todos os pacientes com troponina I alterada não sobreviveram. Conclusões: a mortalidade foi elevada, os critérios para definição de choque séptico utilizados hoje para crianças não oncológicas foram adequados também para os pacientes oncológicos, quando identificados. A recuperação da oxigenação ao nível da microcirculação foi o parâmetro mais adequado para definir resposta terapêutica. A troponina I é um exame que se altera numa baixa freqüência entre os pacientes pediátricos oncológicos com choque séptico, parece ter valor prognóstico
5

Identificação de alvos protéicos com potencial diagnóstico e prognóstico em doença arterial coronária / Identification of protein targets with potential diagnostic and prognostic in coronary artery disease

Gabriela Venturini da Silva 15 June 2012 (has links)
Em todo o mundo, milhões de pacientes são atendidos em emergências por apresentarem dor torácica de início aguda, mas apenas uma parcela deve-se a síndrome coronariana aguda (SCA). Em situações como essa é de extrema importância distinguir quando a dor torácica é devido à isquemia do miocárdio, pois esta é de alto risco e o início do tratamento deve ser imediato. Novos biomarcadores são necessários para auxiliar no diagnóstico e conduta clínica a ser tomada diante de situações de emergência como esta. Recentemente a quantificação de troponinas através de ensaios ultrassensíveis tem sido amplamente utilizado para diagnósticos e prognóstico de isquemia cardíaca, porém esses ensaios não tiveram seus valores de referências estabelecidos e validados para diversas situações clínicas. O presente estudo identificou a troponina I cardíaca nitrada como um novo biomarcador para isquemia cardíaca. Através de experimentos de imunoluorecência, foi possível colocalizar a marcação de troponina I cardíaca e nitrotirosina em modelos celulares e murinos de isquemia cardíaca, sugerindo assim que a troponina I cardíaca é nitrada. A partir do soro de modelos porcinos de isquemia, foi realizado o enriquecimento de proteínas nitradas por imunoprecipitação seguido da identificação da troponina I cardíaca por western blot. Dessa maneira foi possível identificar a troponina I cardíaca nitrada no soro poucos minutos após o evento x isquêmico, a qual permaneceu circulante por até 24 horas. Nessas mesmas amostras outros biomarcadores de isquemia como CKMB, Troponina I e Troponina T ultrassensível foram dosados e nenhum marcador de elevou após a isquemia cardíaca seguida de reperfusão. A troponina I cardíaca nitrada foi caracterizada por espectrometria de massas. Esse proteína é um potencial marcador circulante sensível para o diagnóstico e prognóstico precoce de isquemia cardíaca com ou sem necrose do miocárdio / Worldwide, millions of patients are treated in emergencies because they had acute-onset chest pain, but only a portion is due to coronary syndrome. In situations like this is extremely important to distinguish when the chest pain is due to myocardial ischemia, as this is high risk and initiation of treatment should be immediate. New biomarkers are needed to assist clinical decision-making in ACS. Recently, the quantification of ultra-sensitive tests for troponins has been widely used for diagnosis and prognosis of myocardial ischemia, however the reference values was not well validated and established for different subjects groups. The present study identified the nitrated cardiac troponin I as a novel biomarker of cardiac ischemia. We performed immunofluorescence colocalization marking of cardiac troponin I and nitrotyrosine in cell and rat model of cardiac ischemia, suggesting that cardiac troponin I is a nitrated protein. From serum of porcine models cardiac ischemia was made enrichment of nitrated proteins by immunoprecipitation with anti-nitrotyrosine followed by detection of cardiac troponin I by western blot. It was possible to identify the cardiac troponin I in serum nitrated few minutes after the ischemic event, which remains current for up to 24 hours. In these samples, other markers of cardiac ischemia such as CK-MB, troponin I and ultra-sensitive troponin T did not increase after ischemia followed by reperfusion. Nitrated cardiac troponin I was characterized by MS/MS. The xii nitrated cardiac troponin I is a potential circulating marker sensitive for the diagnosis and prognosis for early cardiac ischemia with or without myocardial necrosis
6

Avaliação eletrocardiográfica ambulatorial de cães com ehrliquiose monocítica crônica / Ambulatory electrocardiographic evaluation of dogs with chronic monocytic ehrlichiosis

Filippi, Maurício Gianfrancesco [UNESP] 12 December 2016 (has links)
Submitted by Maurício Gianfrancesco Filippi null (mauriciofilippi@terra.com.br) on 2017-02-13T18:05:19Z No. of bitstreams: 1 Dissertação Maurício G Filippi oficial.pdf: 3286618 bytes, checksum: 2e08ac3322153696d51497bfacf1f0f8 (MD5) / Rejected by LUIZA DE MENEZES ROMANETTO (luizamenezes@reitoria.unesp.br), reason: Solicitamos que realize uma nova submissão seguindo a orientação abaixo: O arquivo submetido está sem a ficha catalográfica. A versão submetida por você é considerada a versão final da dissertação/tese, portanto não poderá ocorrer qualquer alteração em seu conteúdo após a aprovação. Corrija esta informação e realize uma nova submissão com o arquivo correto. Agradecemos a compreensão. on 2017-02-15T17:11:59Z (GMT) / Submitted by Maurício Gianfrancesco Filippi null (mauriciofilippi@terra.com.br) on 2017-02-16T22:41:18Z No. of bitstreams: 1 Dissertação Maurício G Filippi.pdf: 3283472 bytes, checksum: fa27139485cf995a23ebdca2e069dd69 (MD5) / Approved for entry into archive by LUIZA DE MENEZES ROMANETTO (luizamenezes@reitoria.unesp.br) on 2017-02-20T18:00:33Z (GMT) No. of bitstreams: 1 fillipi_mg_me_bot.pdf: 3283472 bytes, checksum: fa27139485cf995a23ebdca2e069dd69 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-02-20T18:00:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 fillipi_mg_me_bot.pdf: 3283472 bytes, checksum: fa27139485cf995a23ebdca2e069dd69 (MD5) Previous issue date: 2016-12-12 / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / A monitorização eletrocardiográfica ambulatorial, ou método Holter, vem se mostrando como uma ferramenta eficaz na Medicina Veterinária para detectar lesões cardíacas precoces, não só por monitorar a atividade elétrica do coração, como também o controle do sistema nervoso autônomo desse órgão. Sabe-se também que as principais enfermidades infecciosas de cães, como a cinomose e a erliquiose monocítica canina (EMC) provocam lesões consideráveis no coração, comprovadas por exame histopatológico. Já está comprovada a ocorrência de miocardite na EMC, levando a frequente presença de alterações na geração e condução do impulso elétrico cardíaco. O presente estudo analisou a atividade elétrica do coração durante 24 horas, com enfoque na prevalência de arritmias, estudo da variabilidade da frequência cardíaca e na concentração de biomarcadores de cães com EMC crônica (grupo doente) em comparação à animais saudáveis (grupo controle). Quarenta e cinco por cento dos animais do grupo doente possuíram alta frequência de arritmias durante o estudo. A média da concentração de troponina cardíaca I e de creatinokinase MB (CK-MB) foi significativa (0,24 ng/mL ± 0,5; 229 ± 205 UI/mL) em comparação ao grupo controle (0,042 ± 0,07 ng/mL; 126 ± 46,12 UI/mL). O desvio padrão da média de todos os intervalos NN (SDNN) e a porcentagem de intervalos RR adjacentes com diferença de duração superior a 50 milissegundos (pnn50%) também foram extremamente singificativos (83 ± 65 e 14,56 ± 20) quando comparado aos animais saudáveis (268 ± 74,6 e 55,87 ± 12,8), respectivamente. Podemos concluir que a EMC crônica possui caráter arritmôgenico, onde há persistente lesão miocárdica e intensa estimulação do sistema nervoso autônomo simpático no coração. / Ambulatorial electrocardiographic monitoring, or Holter method, has been shown to be an effective tool in veterinary medicine to detect early heart lesions, not only to monitor the electrical activity of the heart, but also to control the autonomic nervous system of this organ. It is also known that the main infectious diseases of dogs, such as canine distemper and canine monocytic ehrlichiosis (CME) cause considerable lesions in the heart, proven by histopathological examination. It has already been proven the occurrence of myocarditis in the CME, leading to frequent presence of changes in the generation and conduction of the cardiac electrical impulse. The present study analyzed the electrical activity of the heart during 24 hours, focusing on the prevalence of arrhythmias, heart rate variability study and the biomarkers concentration of dogs with chronic CME (sick group) compared to healthy animals (control group). Forty-five percent of the animals in the diseased group had a high frequency of arrhythmias during the study. The mean concentration of cardiac troponin I and creatinokinase MB (CK-MB) was significant (0.24 ng / mL ± 0.5; 229 ± 205 IU / mL) compared to the control group (0.042 ± 0.07 ng / ML, 126 ± 46.12 IU / mL). The standard deviation of the mean of all NN (SDNN) intervals and the percentage of adjacent RR intervals with a duration difference greater than 50 milliseconds (pnn50%) were also extremely significant (83 ± 65 and 14.56 ± 20) when compared to Healthy animals (268 ± 74.6, 55.87 ± 12.8), respectively. It can be concluded that chronic CME has an arrhythmogenic character, where there is persistent myocardial injury and intense stimulation of the sympathetic autonomic nervous system of the heart. / FAPESP: 2014/11219-6
7

Perfil de imunoglobulinas e correla??o de autoanticorpos com a ocorr?ncia de diversas formas cl?nicas em pacientes chag?sicos cr?nicos

Nunes, Daniela Ferreira 11 June 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2014-12-17T14:14:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DanielaFN_DISSERT.pdf: 1916728 bytes, checksum: c978ce72793f6aa4c1ad2ea49598626d (MD5) Previous issue date: 2013-06-11 / Introdu??o: O dano mioc?rdico na doen?a de Chagas resulta tanto da a??o parasit?ria quanto da resposta imune do hospedeiro humano. O mimetismo molecular entre prote?nas do Trypanosoma cruzi e v?rios ant?genos do hospedeiro tem sido amplamente descrito gerando c?lulas T CD8+ e anticorpos autorreativos. Entretanto, a gera??o dos autoanticorpos e seu papel na imunopatogenia da doen?a de Chagas ainda n?o t?m sido elucidados, o que nos levou, neste trabalho, a avaliar a produ??o de imunoglobulina G total (IgGt) e seus isotipos anti-T. cruzi, prote?nas card?acas e sua poss?vel associa??o com as diferentes formas cl?nicas da doen?a de Chagas. M?todos: A produ??o de IgGt e isotipos foi mensurada pelo m?todo de ELISA no soro de pacientes com as formas cl?nicas indeterminada (IND, n=72), card?aca (CARD, n=47) e digestiva/cardio-digestiva (DIG/CARD-DIG, n=12) da doen?a de Chagas, usando como ant?genos as formas epimastigota e tripomastigota do T. cruzi e prote?nas card?acas humana (miosina e troponina T). As amostras de indiv?duos n?o infectados saud?veis (CONT, n= 30) e pacientes com cardiomiopatia isqu?mica (ISCH, n=15) foram usadas como controle. Os t?tulos de autoanticorpos foram correlacionados com par?metros da fun??o card?aca obtidos por exames eletrocardiogr?ficos, radiogr?ficos e ecocardiogr?ficos. Resultados: Neste estudo foram inclu?dos 131 indiv?duos sem diferen?a significativa relativa ? idade ou sexo. Destes, 55% foram classificados como IND, 35,9% CARD e 9,1% DIG/CARD-DIG. Os t?tulos de IgGt foram mais elevados em pacientes com as formas cl?nicas IND, CARD e DIG/CARD-DIG do que em indiv?duos CONT e ISCH usando os ant?genos as formas tripomastigotas e epimastigotas do T. cruzi e, prote?nas card?acas humanas. Os pacientes com formas cl?nicas CARD e DIG/CARD-DIG mostraram a produ??o mais elevada de IgG total dirigida contra ant?genos de tripomastigota e epimastigota do que os IND. Os grupos de pacientes IND e CARD apresentaram uma similar produ??o de IgG total espec?fica direcionada ? miosina e troponina T, e mais elevada do que em indiv?duos CONT e ISCH. H? uma correla??o negativa entre a produ??o de anticorpos anti-prote?nas card?acas com a fra??o de eje??o do ventr?culo esquerdo (FEVE) em pacientes chag?sicos cr?nicos. Os pacientes foram agrupados em baixo e alto produtores de autoanticorpos e comparados com a fra??o de eje??o demonstrando que em pacientes alto produtores de anti-troponina T (p=0.042) e miosina (p=0.013) a FEVE foi mais baixa do que os baixo produtores. A maioria dos pacientes chag?sicos produz simultaneamente autoanticorpos direcionados ? ambas prote?nas card?acas (r=0.9508, p=0.0001). Conclus?es: Estes resultados indicam que os autoanticorpos anti- troponina T e miosina card?aca parecem induzir redu??o FEVE e deve ser associado com o desenvolvimento de cardiomiopatia chag?sica
8

Alterações eletrocardiográficas como preditores de gravidade no acidente vascular cerebral

Braga, Gabriel Pereira. January 2016 (has links)
Orientador: Leonardo Antonio Mamede Zornoff / Resumo: Introdução: As doenças cerebrovasculares são causas maiores de morbimortalidade no Brasil e no mundo, sendo associadas a enormes custos biopsicossociais. As alterações eletrocardiográficas e cardíacas na fase aguda do acidente vascular cerebral são relacionadas com elevada mortalidade após estes eventos e grande debate existe sobre a gênese destas alterações nesta fase ictal. O eletrocardiograma é método diagnóstico não invasivo capaz de fornecer informações sobre fisiologia e processos patológicos do coração, incluindo eventual influência negativa exercida pelo sistema nervoso autônomo. Objetivo: O presente estudo objetiva avaliar se alterações eletrocardiográficas e enzimáticas na fase aguda do AVC são preditoras de desfecho desfavorável definido por pontuação na escala modificada de Rankin entre 3-6 em 90 dias do evento cerebrovascular. Métodos: Foi realizado estudo prospectivo, com pacientes atendidos no PS de Neurologia do HC-FMB, no período de março de 2012 a março de 2013, com até 24 horas de evolução de AVC, e excluídos aqueles com eventos cardíacos recentes. Foram coletados dados demográficos, história clínica, traçados de eletrocardiograma e dosagens de biomarcadores de necrose miocárdica obtidos na admissão. Associação entre tipo AVC e variáveis categóricas e numéricas foi analisada pelos testes de Fisher e Kruskal-Wallis seguido do teste de Dunn para comparações múltiplas, respectivamente. Associação entre alguma complicação geral ou cardíaca com chance de mau prognóstico neurológico e óbito foi analisada por regressão logística simples. Regressão logística corrigida para sexo, idade, controle da pressão arterial e complicações cardíacas foi utilizada na determinação da associação entre alterações eletrocardiográficas e mau prognóstico neurológico. Resultados: Foram analisados... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Introduction: Cerebrovascular diseases are major causes of morbidity and mortality in Brazil and worldwide, being associated with huge biopsychosocial costs. Electrocardiographic and cardiac abnormalities in the acute phase of stroke are associated with high morbidity and mortality after these events and great debate exists about the genesis of these changes on ictal phase. The electrocardiogram is a noninvasive diagnostic method able to provide information about anatomy, physiology and pathological processes of the heart, including possible negative influence of the Autonomic Nervous System. Objective: This study aims to assess whether electrocardiographic and enzymatic alterations in the acute phase of stroke are predictors of unfavorable outcome defined by scores on the modified Rankin scale of 3- 6 within 90 days of the cerebrovascular event. Methods: A prospective study was conducted with patients treated at the HC-FMB Neurology ED, from March 2012 to March 2013, up to 24 hours of onset of stroke, and excluded those with recent cardiac events. Demographic data, medical history, electrocardiogram tracings and measurements of myocardial necrosis biomarkers obtained on admission were recorded. Association between stroke type and categorical and numerical variables was analyzed by Fisher and Kruskal-Wallis tests followed by Dunn's test for multiple comparisons, respectively. Association between any general or cardiac complication and poor neurological outcome and mortality was analyzed by simple logistic regression. Multiple logistic regression adjusted for sex, age, blood pressure control and cardiac complications was used to determine the association between electrocardiographic abnormalities and poor neurological outcome. Results: 112 patients were analyzed, with a median age of 69 years-old (26 - 93) and mostly male. Hemorrhagic stroke patients had the most... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
9

Associação entre os níveis de D-dímero, produtos de degradação da fibrina/fibrinogênio (PDF) e troponina cardíaca T na investigação dos distúrbios tromboembólicos

Moresco, Rafael Noal January 2005 (has links)
Resumo não disponível
10

Alterações cardiocirculatórias em cães com hiperadrenocorticismo

Soares, Frederico Aécio Carvalho January 2015 (has links)
O hiperadrenocorticismo (HAC) é uma das endocrinopatias mais comumente atendidas na rotina médica de cães e causa uma série de complicações sistêmicas. O objetivo do presente estudo foi identificar alterações cardiocirculatórias em cães com hiperadrenocorticismo no momento do diagnóstico. Além disso, avaliar se tais alterações são controladas com o tratamento da doença, correlacionar anormalidades cardiovasculares com parâmetros bioquímicos e hematológicos, contribuir para a compreensão e tratamento do HAC canino. Cães com diagnóstico de HAC foram submetidos a eletrocardiograma, ecodopplercardiograma, aferição de pressão arterial sistólica e análises sanguíneas. As anormalidades cardiovasculares mais comumente observadas nos cães foram elevação de pressão arterial moderada a severa, aumento da concentração sérica de troponina I e alterações ecocardiográficas relacionadas ao ventrículo esquerdo. Dentre todos os parâmetros comparados no momento do diagnóstico e após um período de tratamento clínico, apenas as alterações bioquímicas evidenciaram melhora significativa. O presente estudo conclui que cães com HAC devem ser submetidos a um controle adequado da pressão arterial e que as anormalidades causadas pelo hipercortisolismo podem levar a um remodelamento cardíaco associado à elevação da concentração sérica de troponina I. / The hyperadrenocorticism (HAC) is one of the most common endocrine diseases at the routine of canine medicine and causes a series of systemic complications. The aim of the study was to identify cardiovascular changes in dogs with hyperadrenocorticism at diagnosis. In addition, to assess wheter such changes are controlled with the treatment of the disease, to correlate cardiovascular abnormalities with biochemical and hematological parameters, and to contribute to the understanding and treatment of canine HAC. Dogs with HAC diagnosis underwent electrocardiography, echocardiography, systolic blood pressure measurement and blood tests. The most common cardiovascular abnormalities in dogs were moderate to severe blood pressure elevation, elevated serum troponin I concentration and echocardiographic changes related to left ventricle. Among all the parameters compared at the time of diagnosis and after a period of clinical treatment, only biochemical changes showed significant improvement. The present study concludes that dogs with HAC must be subjected to an adequate control of blood pressure and that the abnormalities caused by hypercortisolism may lead to a cardiac remodeling associated with increased serum concentration of troponin I.

Page generated in 0.1187 seconds