• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 990
  • 42
  • 26
  • 26
  • 26
  • 23
  • 22
  • 10
  • 10
  • 7
  • 7
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • Tagged with
  • 1070
  • 568
  • 258
  • 256
  • 220
  • 207
  • 167
  • 164
  • 120
  • 109
  • 104
  • 101
  • 100
  • 81
  • 78
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Dinheiro cor-de-rosa

Resende, Mário Ferreira January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia. / Made available in DSpace on 2012-10-21T04:17:42Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / O presente trabalho desenvolve uma reflexão critica do movimento de inclusão de identidades marginais, no caso homossexuais, a partir de uma forma de movimento identitário que se engendra dentro do próprio capitalismo, no exato momento em que este recorta tal população como um segmento de mercado, investindo-a de interesse e capturando-a para a sua lógica. Traça-se um novo desenho da movimentação política em torno da homossexualidade, aonde a expansão do mercado GLS é observada sob o prisma da retração de possibilidades de singularização, uma vez que o investimento e captura das minorias, de seus miniprocessos de desejo e liberdade de singularização parece se constituir como peça chave para dar sustentação à produção de subjetividades no capitalismo. A perspectiva teórica de Michel Foucault forneceu as ferramentas necessárias para se desenhar o percurso metodológico. Como corpus de análise, foram selecionadas reportagens de revistas de circulação nacional, disponibilizadas na rede mundial de computadores, que identificam o universo GLS como segmento de consumo. A análise do corpus buscou observar os efeitos da consolidação do mercado GLS em termos de continuidades e rupturas, visando explicitar os jogos de força existentes entre as objetivações discursivas produzidas pelas relações estratégicas entre saberes e poderes, assim como a formação de um espaço de subjetivação amparado por esses discursos. Assim como o discurso de valorização dos homossexuais por seu potencial de consumo, aparece de maneira a homogeneizar, padronizar, sinalizando que a aceitação social da homossexualidade se dá apenas de maneira tácita, tolerada sob rigorosas circunstâncias, o recorte da homossexualidade como segmento de mercado também sinaliza a novas possibilidades, na recomposição de relações de força. A expansão do mercado GLS, mais do que representar um campo de restrição às possibilidades de singularização, representa igualmente a possibilidade de uma ameaça efetiva, fatal, e por isso irônica, ao próprio dispositivo que a fomenta.
22

A responsabilidade fiscal, o equilíbrio orçamentário-financeiro do estado e a luta pela hegemonia na economia-mundo capitalista

Martins, Josué January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Economia / Made available in DSpace on 2012-10-21T07:22:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 200177.pdf: 498059 bytes, checksum: d22c4b6d9d0b7163d6c08557e0a810a5 (MD5) / O objetivo central da presente dissertação é fazer um apanhado da interpretação conhecida como teoria dos sistemas mundiais a respeito de como se conformam as estruturas de poder na economia-mundo capitalista que vão se expressar num determinado sistema de relações interestatais. Isto permitirá indicar, de uma certa forma, quais os elementos de análise a serem considerados na discussão sobre as possibilidades do Brasil se inserir em posição melhor no interior deste sistema e qual o papel do chamado equilíbrio econômico-financeiro do estado neste processo. Neste contexto os estados assumem posições de acordo com as atividades pertencentes às cadeias mercantis que se apresentam em seu interior. Tendo em mente que as atividades econômicas são deslocadas através dos sistemas de estados, este sistema acaba contemplando a ascensão e o descenso de posições na hierarquia. O trabalho foi dividido em quatro capítulos, cujo conteúdo pode ser assim traduzido. O capítulo 2 oferece um panorama histórico da conformação da hegemonia estadunidense, desde a crise da hegemonia britânica até a transição para a norte-americana e sua possível crise, com o possível surgimento de um novo locus de poder e acumulação mundial centrado no Leste Asiático. No contexto desta conformação histórica ressalta-se a importância do papel do estado. O capítulo 3 trata da discussão sobre o papel do estado na economia-mundo capitalista, desta feita lançando elementos que contribuam para as formulações em torno dos estados semiperiféricos e periféricos. O capítulo 4 apresenta algumas considerações a respeito das possibilidades de ascensão do Brasil na hierarquia do sistema interestatal da economia-mundo capitalista indicando então que, diferentemente do que ocorre no centro, o equilíbrio econômico-financeiro do estado na semi e na periferia funcionam como uma forma de manter estes estados nestas posições.
23

Uma Crítica das teorias do capital financeiro

Carvalho, Wolney Roberto 26 October 2012 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-graduação em Sociologia Política, Florianópolis, 2011 / Made available in DSpace on 2012-10-26T01:09:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 297578.pdf: 2043569 bytes, checksum: 559cec2237d545d5182b2518a0f81245 (MD5) / O presente trabalho de pesquisa parte de uma análise do conceito de capital financeiro. Este tem sido utilizado com freqüência para designar as transformações no capitalismo contemporâneo, sobretudo, a verificada no âmbito das grandes empresas e o seu forte entrelaçamento com os grandes bancos. Constata-se, que os grandes monopólios e oligopólios, assumiram os principais setores econômicos, e isto, tanto em nível nacional quanto internacional. A reprodução do capital vai se concentrando e centralizando, cada vez mais, na forma das sociedades anônimas. Mas, se isto se confirma na práxis, entendeu-se como necessidade teórica, voltar ao seio do materialismo histórico para uma melhor compreensão do conceito de capital industrial, em especial pelo fato de Marx não trabalhar em sua obra com o conceito de capital financeiro. Neste sentido, foi através de uma revisão teórica do conceito de capital industrial, que se tornou possível apreender o movimento de valorização do capital, em seu ciclo de reprodução, qual seja, o ciclo do capital industrial. Verificou-se que o capital ao se reproduzir, encontra-se em movimento em uma das formas funcionais assumida por ele, no processo de reprodução, sendo a forma funcional de capital produtivo, o espaço por excelência de produção da mais-valia. Posteriormente, através da investigação da relação do sistema de crédito, a partir de Marx, com o processo de reprodução do capital, evidenciou-se a importância do capital produtor de juros no sistema de crédito, bem como as formas assumidas por este no processo de valorização do capital. Destaca-se neste ponto, a importância da relação estabelecida entre a cessão do capital dinheiro de empréstimo ao capitalista ativo, o qual transfere parte da mais-valia auferida ao prestamista do capital. A partir disso, elaborou-se a construção do conceito denominado de capital produtor de juros no mais alto grau, através do qual, demonstrou-se a desnecessidade da classe capitalista no processo de reprodução do capital. / The present piece of research departs from an analysis of the concept of financial capital, which has been frequently used to describe the changes in contemporary capitalism, especially in the context of big business and its strong intertwining with large banking companies. It was verified that the big monopolies and oligopolies have taken on the main economic sectors, at both national and international levels, and that the reproduction of capital is increasingly becoming more centralized in the form of corporations. But if this was confirmed in practice, it was considered, as a theoretical necessity, to return to the bosom of historical materialism to a better understanding of the concept of industrial capital, in particular because of the fact that Marx did not deal with the concept of financial capital. In this direction, it was through a theoretical review of the concept of industrial capital that it was possible to apprehend the movement of capital appreciation in their reproductive cycle, that is, the cycle of industrial capital. It was found that the capital, by reproducing itself, is moving into one of its functional forms in the process of reproduction, and this functional form constitutes the privileged space for the production of surplus-value. Later on, through the investigation of the relationship between Marx.s credit system and the process of capital reproduction, it was verified the importance of interest-producing capital for the credit system, as well as the forms taken on by that system in capital appreciation. It is worthy to note, at this point, the importance of the relationship between the loan capital and the active capitalist businessmen, who transfer part of the surplus-value of capital gains to the lender. From this, the concept of interest-producing capital to the highest degree was elaborated and, as a consequence, it was shown that the capitalist class is unnecessary for the process of capital reproduction.
24

Romance de terrorismo : a literatura nos primeiros anos após 11 de setembro de 2001

Brandão, Gandhia Vargas 13 December 2013 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, 2013. / Submitted by Gomes Neide (neide@bce.unb.br) on 2014-07-18T21:15:35Z No. of bitstreams: 1 2013_GandhiaVargasBrandão.pdf: 1582045 bytes, checksum: a34e09b47a3f94f47be4ca9d07c7fee4 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-07-22T11:49:48Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_GandhiaVargasBrandão.pdf: 1582045 bytes, checksum: a34e09b47a3f94f47be4ca9d07c7fee4 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-07-22T11:49:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_GandhiaVargasBrandão.pdf: 1582045 bytes, checksum: a34e09b47a3f94f47be4ca9d07c7fee4 (MD5) / Esta pesquisa situa a literatura contemporânea como espelho refletor da radicalidade do capitalismo na pós-modernidade cujo evento representativo é o ataque ao World Trade Center, dentre vários outros ataques terroristas. São analisados cinco romances publicados após o atentado terrorista aos Estados Unidos em 2001 que trazem o tema do terrorismo em seu enredo: Windows on the world de Frédéric Beigbeder (2005), Terroristas do milênio de James Graham Ballard (2005), O atentado de Yasmina Khadra (2006), Extremamente alto e incrivelmente perto de Jonathan Safran Foer (2006), O Paraíso é bem bacana de André Sant’Anna (2006). Os romances foram escolhidos após a leitura de vinte e dois outros que também trazem o mesmo tema e seus autores são de cinco nacionalidades distintas: francesa, inglesa, argelina, americana e brasileira, respectivamente. Além da pós-modernidade e da própria modernidade, diversos temas como: capitalismo, civilização, terrorismo, identidade e esquizofrenia são discutidos ao longo da tese por circundarem a discussão principal em torno dos romances que segue rumo à verificação do surgimento de um novo gênero ou subgênero literário romanesco pós-11 de setembro. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / This research places the contemporary literature as the mirror which reflects the radicality of the capitalist system in the post-modernity whose representative event is the attack on the World Trade Center among several other terrorist attacks. Five novels published after the terrorist attack on the United States in 2001 which bring the topic of terrorism on their plot are analyzed: Windows on the world by Frédéric Beigbeder (2005), Terroristas do milênio by James Graham Ballard (2005), O atentado by Yasmina Khadra (2006), Extremely loud and incredibly close by Jonathan Safran Foer (2006), O Paraíso é bem bacana by André Sant’Anna (2006). The novels were chosen out of twenty-two others which also bring the same topic. Their authors have five different nationalities: French, English, Algerian, American and Brazilian, respectively. Beyond post-modernity and modernity itself, several topics such as: capitalism, civilization, terrorism, identity and schizophrenia are discussed along the thesis due to the fact that they encompass the primary discussion about the novels leading to the verification of the emergency of a new literary genre or sub-genre of novel after 9/11.
25

Conexões políticas e desempenho : um estudo da mutualidade entre políticos, governo e bancos em operação no Brasil

Macêdo, João Marcelo Alves 09 October 2017 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Universidade Federal da Paraíba, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Programa Multi-Institucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, 2017. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2018-01-02T20:13:46Z No. of bitstreams: 1 2017_JoaoMarceloAlvesMacedo.pdf: 2086908 bytes, checksum: cff2bfa85c947a245227870319521969 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-03-14T20:25:15Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_JoaoMarceloAlvesMacedo.pdf: 2086908 bytes, checksum: cff2bfa85c947a245227870319521969 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-03-14T20:25:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_JoaoMarceloAlvesMacedo.pdf: 2086908 bytes, checksum: cff2bfa85c947a245227870319521969 (MD5) Previous issue date: 2018-03-14 / Da relação entre políticos, empresas e governo, surgem as conexões políticas, identificadas de diversas formas, dentre as quais, por meio da presença de um político ou ex-político nos sistemas de gestão e governança, pela doação às campanhas políticas e por meio do “acionista governo” presente no quadro acionário das organizações. As conexões políticas emergem do capitalismo de Estado, ou seja, quando o Estado se faz presente na economia de forma marcante, atuando como investidor e regulador. Oscilações frequentes marcam a indústria bancária brasileira, até a década de 1990, quando a redução drástica da inflação e reorganização do sistema financeiro nacional era um mercado incerto. Em 2017, têm-se os bancos cumprindo uma função estabilizadora do mercado, com regulação de perto do Bacen e com mecanismos de proteção e monitoramento ativo. Aos bancos cabe a função de executores de diversas políticas econômicas e, com sua função de alocação de fundos, eles promovem a distribuição e a política macro de dinamização e democratização do acesso ao crédito, por meio da intermediação financeira. Aos políticos atribui-se a busca por poder, influência e recursos. O Estado tem a função de regulador, executada pelo governo “de plantão”, fator propício para a mutualidade entre os atores, políticos, bancos e governo. Nesse sentido, o presente estudo vislumbrou essa influência do governo na indústria, resultando na seguinte questão norteadora: qual o impacto da mutualidade entre bancos e governo, por meio das conexões políticas, no desempenho dos bancos em operação no Brasil? Utilizou-se o método dedutivo, numa perspectiva teórico-empírica, com utilização de modelos econométricos de dados em painel com o software Stata® 12 SE. O período de análise foi bianual para a variável conexão política, envolvendo sete pleitos eleitorais, de 2002 a 2014, e sua influência persistiu em até cinco períodos semestrais após a eleição. Sendo assim, este estudo contribuiu no aspecto teórico/empírico da formulação de períodos de influência, determinando o espaço temporal em que se percebeu o impacto da conexão. Identificou que 71% dos bancos em funcionamento no país mantiveram algum vínculo de conexão política por doação durante o período estudado. Demonstrou a estrutura da mutualidade da relação políticos/bancos/governo e o interesse de cada um. Ao final, concluiu que a conexão política impacta o desempenho, medido pelas proxies retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) e eficiência dos custos, com efeito intertemporal, persistindo nos períodos posteriores à eleição e desmembrado, especialmente, conexão por doação, que também influencia desempenho. / Political connections arise from of the relationship between politicians, companies and government. These are identified in a variety of ways, including through the presence of a politician and/or ex-politician in the management and governance systems, donation to political campaigns and through the "government shareholder" present in the organization's shareholder structure. The Political Connections emerge from State Capitalism, that is, when the State becomes present in the economy in an outstanding way, acting as investor and regulator. The Brazilian banking industry is marked by frequent oscillations, until the decade of 1990 when drastic reduction of inflation, and reorganization of the national financial system, was an uncertain market. In 2017, it has the banks fulfilling a stabilizing function of the market, closely regulated by the Bacen and with mechanisms of protection and active monitoring. Banks are responsible for executing various economic policies and their role of fund allocation, promote the distribution and the macro policy of dynamization and democratization of access to credit through financial intermediation. Politicians are assigned the search for power, influence and resources. The state has the role of regulator, executed by the government "on call", a propitious factor for mutuality among actors, politicians, banks and government. In this sense, the present study envisions this influence of the government in the industry, resulting in the guiding question of this research: what is the impact of the mutuality between banks and government, through the political connections, in the performance of the banks in operation in Brazil? Using the deductive method, in a theoretical-empirical perspective, using econometric models of panel data with Stata® 12 SE software. The period of analysis is biannual for the political connection variable involving seven electoral suits from 2002 to 2014, and its influence persists in up to five semester’s periods after the election. Thus, this study contributes in the theoretical / empirical aspect of the formulation of periods of influence, determining the time space in which the impact of the connection will be perceived. It identifies that 71% of the banks in operation in the country maintained some connection of political connection by donation during the studied period. It shows the structure of the mutuality of the relationship politicians / banks / government and the interest of each one. In the end, it concludes that the political connection impacts performance, measured by the ROE proxy and Cost Efficiency, with the intertemporal effect, persisting in the periods after the election and dismembered, especially, connection by donation that influences also performance.
26

O imperialismo, fase contemporanea do capitalismo

Benitez, Jose Leandro Farias January 1990 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciencias Juridicas / Made available in DSpace on 2013-12-05T20:05:47Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1990Bitstream added on 2016-01-08T16:51:05Z : No. of bitstreams: 1 80688.pdf: 851916 bytes, checksum: dc673e08518db66440e25cd78adfd5aa (MD5) / Esta dissertação analisa o imperialismo segundo a teoria criada por Lênin e tenta mostrar sua validade na interpretação das manifestações contemporâneas do fenômeno. O método utilizado é o indutivo. A obra de Lênin "O Imperialismo, Fase Superior do Capitalismo" deu origem à teoria marxista-leninista do imperialismo, que é caracterizado, como resultante da concentração da produção e do capital que por sua vez, dá origem aos monopólios, agrupamentos que dominam a produção imperialista. O capital industrial e o capital bancário unem-se e formam o capital financeiro, que é utilizado pelos monopólios. O imperialismo é a última fase do capitalismo, antes da revolução. Os fenômenos do imperialismo que surgiram após tal obra são: a) o capitalismo monopolista de estado, no qual os interesses dos monopólios e do estado se fundem; b) a dependência, que é a submissão dos países menos desenvolvidos às potências imperialistas, isto é, o estudado pelas teorias de neo-imperialismo; c) o surgimento de um novo imperialismo, diferente do estudado por Lênin, caracterizado pelos Estados Unidos; d) a crise do sistema imperialista. No século XX iniciou-se a crise geral do capitalismo, que o leva a uma deteriorização progressiva e irreversível. As conclusões obtidas neste trabalho são no sentido da validade da teoria leninista para a análise do imperialismo, a importância das teorias do neo-imperialismo na atualização desta e a vigência das concepções leninistas quanto ao imperialismo contemporâneo.
27

A formação sindical-profissional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), desemprego e a configuração atual do mercado capitalista

Moretto, Nivaldo Roberto January 2004 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação. / Made available in DSpace on 2012-10-22T03:35:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 203730.pdf: 571566 bytes, checksum: 52882353b54d668fd877fcfe16ef15d7 (MD5) / Analisa o enfoque dispensado sobre o tema do desemprego, pelo programa de formação sindical-profissional da Central Única dos Trabalhadores (CUT) na última década do século XX. As transformações econômicas, políticas e sociais em ocorrência no Brasil e no mundo, configurando-se como novo padrão produtivo, em alternância ao modelo (fordista/keynesiano) que foi hegemônico até os anos de 1970, trazem como conseqüência direta aos trabalhadores, mudanças nas condições e relações de trabalho, tendo o desemprego crescente como manifestação mais explícita. Frente a isso, a Central Única dos Trabalhadores adota a estratégia política propositiva e reconfigura seu programa educativo, voltando sua prioridade a esse grave problema. Essa mudança se expressa na adoção da formação profissional e na ação sindical nos espaços institucionais que se ocupam do referido tema. Visando analisar criticamente esta problemática, o presente trabalho recorre ao referencial de análise marxista, para oferecer uma abordagem diferenciada da questão e confrontar a explicação que fundamenta aquela estratégia.
28

O comportamento monetário na economia-mundo capitalista entre os séculos XVII-XVIII

Kaminishi, Miriam January 2006 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Economia. / Made available in DSpace on 2012-10-22T06:51:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 230921.pdf: 1392515 bytes, checksum: a93aa1b7669f9abd5bbde5eb621980a7 (MD5) / Este trabalho tem como objetivo investigar a forma pela qual o comportamento das relações comerciais e políticas anglo-portuguesas na economia-mundo capitalista, no período entre os séculos XVII-XVIII, influenciou na formação do sistema monetário internacional. A partir da constatação de que a consolidação do padrão-ouro, como padrão monetário internacional, sob comando hegemônico britânico, celebrado em 1870, é apenas parte da evolução do capitalismo histórico, cada vez mais novas abordagens ganham espaço, tanto em aspectos econômicos e sociológicos, como históricos e políticos, abrindo então uma nova perspectiva de estudo pouco explorada: os pressupostos da consolidação do padrão-ouro internacional sob a ótica do Moderno Sistema Mundial. O resultado desta pesquisa identifica que a consolidação do padrão-ouro internacional, sob a égide da Inglaterra, ocorreu em função da consolidação da economia-mundo capitalista caracterizada por uma divisão axial do trabalho, geograficamente distribuída em regiões centrais, semiperiféricas e periféricas, ligadas a uma lógica mercantilista de acumulação de capital The present work investigates the way the behavior of Anglo Portuguese commercial and political relations in the capitalist world-economy, in the period between the centuries XVII-XVIII, influenced in the international monetary system's development. Since it is understood that the consolidation of the gold-standard, as the international monetary standard, under the British hegemonic command, celebrated in 1870, is only part of the evolution of the historical capitalism, each time new approaches gain space, as much in economic and sociological aspects, as historical and politicians, opening then a new perspective of study few explored: the consolidation's precedents of the international golden-standard under the optics of the Modern World System. The result of this research identifies that the consolidation of the International Gold-Standard, under the British influence, occurred as a result of the consolidation of the capitalist world-economy characterized by an axial division of the work, geographically distributed in central, semi-peripheral and peripheral areas, connected to mercantilist logic of capital accumulation.
29

Os determinantes da atuação dos intelectuais do trabalho no capitalismo contemporâneo

SILVA, Eliana Andrade da 31 January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:13:48Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo294_1.pdf: 1801064 bytes, checksum: 075a6547884d4eb294c971bb979d2316 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 / Universidade Federal do Rio Grande do Norte / Este estudo discute os determinantes da atuação dos intelectuais do trabalho no capitalismo contemporaneo, a partir da realidade dos projetos de assentamento de reforma grária do Rio Grande do Norte. O desvendamento deste objeto teve como caminho metodológico a análise das principais transformações que ocorrem no âmbito do Mercado, do Estado e da Sociedade Civil na atualidade. Dessa forma, partimos do pressuposto que as transformações do capital tem forjado determinações para a atuação dos intelectuais do trabalho, de forma que a ordem burguesa madura, tem construído novas formas de assimilação destes intelectuais, através de uma estratégia transformista. Foi-nos evidenciado na pesquisa, que o fenômeno do transformismo se situa no interior dos embates de projetos hegemônicos na sociedade brasileira, e ocorre de forma molecular sobre os intelectuais do trabalho, no conteúdo dos programas de reforma agrária, na precarização do trabalho experimentada pelos intelectuais e na fetichização da parceria Estado/sociedade civil, presente na visão de mundo dos entrevistados. O transformismo como assimilação dos intelectuais do trabalho ganha relevo diante do processo de identificamos na pesquisa como reatualização da modernização conservadora, a qual aponta continuidades e rupturas em relação ao processo que ocorre no meio rural brasileiro a partir de 1964. A ofensiva transformista expressa-se também na tentativa de substituição da função histórica do intelectual do trabalho pela figura do mediador , movimento que reivindica novas formas de atuação para intelectuais do trabalho no contexto contemporâneo. A análise da ampliação do fenômeno da mediação e dos mediadores nos indica em verdade uma forma de assimilação dos intelectuais do trabalho, forjada pelos setores burgueses filiados em uma tradição liberal conservadora, que, desintegrando a idéia de classes sociais e de suas contradições imanentes, objetiva destituir o intelectual do trabalho e capturá-lo para fortalecer a hegemonia dominante
30

Crítica à concepção hegemônica de "erradicação da pobreza" : um estudo sobre a estratégia de naturalização e gestão da barbárie no Espírito Santo

Mascarenhas, Raquel Mota 14 March 2014 (has links)
Submitted by Maykon Nascimento (maykon.albani@hotmail.com) on 2014-10-09T19:20:51Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Dissertacao.Raquel Mota.texto.pdf: 1546260 bytes, checksum: f3a3f45e2e01454991e681a801b5ab6c (MD5) / Approved for entry into archive by Elizabete Silva (elizabete.silva@ufes.br) on 2014-11-18T18:39:15Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Dissertacao.Raquel Mota.texto.pdf: 1546260 bytes, checksum: f3a3f45e2e01454991e681a801b5ab6c (MD5) / Made available in DSpace on 2014-11-18T18:39:15Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Dissertacao.Raquel Mota.texto.pdf: 1546260 bytes, checksum: f3a3f45e2e01454991e681a801b5ab6c (MD5) Previous issue date: 2014 / Com base em pesquisa bibliográfica e documental, e fazendo uso da análise de conteúdo, este trabalho tem como objetivo geral analisar a meta erradicar a pobreza até 2025, constituinte do Plano de Desenvolvimento Espírito Santo 2025. Compreendemos que essa meta faz parte do modelo de ―desenvolvimento sustentado‖ elaborado pela burguesia capixaba, organizada no Movimento Empresarial Espírito Santo em Ação, e em articulação com o executivo estadual e a Petrobrás, sem que tenha havido participação de trabalhadores na elaboração do Plano mencionado. Seguem-se as principais conclusões. A meta em questão foi construída sob o marco ideopolítico e teórico da ―internacionalização do combate à pobreza‖, transpondo-se para o território estadual o discurso hegemônico de erradicação daquela condição social, entendida como sendo, em última análise, de responsabilidade do indivíduo, e não enquanto consequência direta do modo de produção capitalista. Além disso, os pobres são compreendidos, na elaboração da meta, de forma dual: ora identificados através do ―pressuposto da falta‖, ora enquanto ―agentes‖ livres para construir seu próprio futuro. Em consequência dessa dualidade, são propostas duas vias de ação tidas como essenciais para ―erradicar a pobreza‖: uma, centrada na transferência de renda para os que vivem na pobreza mais acentuada, e outra, na concessão de (micro)crédito para os pobres não miseráveis, com vistas a possibilitar que se tornem ―empreendedores‖. A meta analisada visa contribuir para promover a ―paz social‖, através da contenção dos pobres e de sua latente revolta diante de sua degradada condição de vida em território espírito-santense, o que demonstra sua funcionalidade para naturalizar e gerir a barbárie que marca a contemporaneidade capitalista. / Based on bibliographical and documental research, as well as content analysis approach, this study aims at analyzing the goal of ―eradicating poverty until 2025‖, which is part of the Espírito Santo 2025 Development Plan. We understand this goal as a part of the ―sustainable development‖ model created by the bourgeoisie of Espírito Santo, organized in the Espírito Santo in Action Business Movement, integrated with the state government and Petrobras, without the participation of workers in that creation. The main conclusions are as follows. The goal referred to above was built on the ideo-political and theoretical field of the ―internationalization of the attack on poverty‖ and by transposing to the state territory the hegemonic discourse of eradicating such a social condition, which is seen, ultimately, as caused by the very individuals, not as a direct consequence of the capitalist mode of production. Besides, the poor are considered, in the making of that goal, in two ways: sometimes, they are identified through the ―paradigm of lack‖; sometimes, they are seen as ―agents‖ that are free to build their own future. As a consequence of this duality, two kinds of proposals are presented in order to ―eradicate poverty‖: one, centered on income transfer to those living in extreme poverty; the other, based on granting (micro)credit to the not extremely poor people, so that they can become ―entrepreneurs‖. The goal analyzed aims at contributing to promote the ―social peace‖ by controlling the poor and suppressing their latent uprising in face of their degraded life condition in the state of Espírito Santo, which shows that its role is naturalizing and managing the barbarism marking the capitalist contemporaneity.

Page generated in 0.2913 seconds