• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 160
  • Tagged with
  • 160
  • 160
  • 20
  • 14
  • 12
  • 11
  • 11
  • 11
  • 10
  • 10
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 6
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Estudo comparativo entre histerectomia abdominal e vaginal sem prolapso uterino

Lisboa, Vânio Cardoso January 2002 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas. / Made available in DSpace on 2012-10-19T17:41:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 199477.pdf: 492584 bytes, checksum: e116b1d7a5b6232f83906a2bae536b82 (MD5) / Objetivo: Comparar a histerectomia abdominal e vaginal sem prolapso uterino.
2

Câncer de mama em mulheres jovens

Crippa, Carlos Gilberto January 2002 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Curso de Pós-Graduação em Ciências Médicas. / Made available in DSpace on 2012-10-20T05:48:25Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / Introdução: O câncer de mama é incomum, porém não raro, em mulheres jovens. Embora o impacto psicossocial da doença e seu tratamento tenham considerações importantes, permanecem controvérsias quanto ao prognóstico evolutivo da doença nessas mulheres, especialmente porque diferentes resultados em relação à sobrevida livre de doença e sobrevida global são referidas na literatura. Objetivo: Este estudo foi realizado com o objetivo de conhecer a probabilidade de sobrevida livre de doença em mulheres com câncer de mama com idade igual ou inferior a 35 anos ao longo do tempo. Método: Realizou-se um estudo descritivo do tipo série de casos, a partir de levantamento de dados dos prontuários de 105 mulheres com carcinoma de mama atendidas no Serviço de Mastologia da Maternidade Carmela Dutra de Florianópolis/SC, no período de novembro de 1987 a dezembro de l999 e com seguimento até julho de 2001. A análise de sobrevida foi feita para a sobrevida livre de doença e utilizou-se o método de Kaplan-Meier. Conclusão: Mulheres portadoras de câncer de mama, com idade igual ou inferior a 35 anos, têm a probabilidade de sobrevida livre de doença após o diagnóstico de 56,1% em 5 anos e de 22,4%, em 10 anos.
3

Estudo da doença de Gaucher em Santa Catarina

Ferreira, Vera Lúcia Paes Cavalcanti January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2012-10-20T10:21:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 209157.pdf: 1641394 bytes, checksum: cbd4f8512528c429750b081e53684823 (MD5) / Estudar as características clínicas, laboratoriais e radiológicas; demonstrar as principais mutações encontradas, relacionando-as com as formas clínicas e avaliar a resposta à terapia de reposição enzimática (TRE), nos pacientes com doença de Gaucher (DG) em Santa Catarina. Método: Foram estudados e acompanhados 10 pacientes com DG no Hospital Universitário de Florianópolis, no período compreendido entre 1998 e 2003, após a obtenção do consentimento informado e a confirmação diagnóstica da doença pela dosagem da enzima glucocerebrosidase em leucócitos de sangue periférico. A pesquisa das principais mutações foi realizada em amostras de sangue e de mucosa oral. Resultados: Houve um discreto predomínio do gênero masculino (60%). A média de idade ao diagnóstico foi de 19,6 anos. Quatro pacientes eram crianças e seis adultos. Um paciente era negro e nenhum era judeu. DG tipo 1 foi diagnosticada em 80% dos casos, tipo 2 em 20%. Quatro pacientes tiveram história familiar de DG. Hepatomegalia e esplenomegalia foram às manifestações clínicas mais comuns (ambas 80%). Anemia e trombocitopenia estiveram presentes em 100% dos casos. História de dores ósseas foram relatadas por 75% dos pacientes com DG tipo 1. Os alelos mutantes encontrados foram N370S e L444P, sendo a mutação N370S (60%) a mais freqüente. Independente do número de infusões da imiglucerase, houve um aumento dos níveis de hemoglobina, com uma média de acréscimo de 1,2g/dl, em todos os pacientes com DG tipo 1. Conclusões: DG tipo 1 é a forma clínica mais comum. Anemia, trombocitopenia, hepatoesplenomegalia e osteopenia, associadas à deficiência enzimática da beta-glicosidase são as características mais freqüentes dos pacientes com DG em Santa Catarina. O alelo N370S é o mais freqüente e está relacionado com o tipo 1. O alelo L444P em homozigose sugere letalidade precoce. O estudo do genótipo auxilia no suporte clínico e no aconselhamento genético. TRE é segura e efetiva para a DG tipo 1.
4

Características citológicas do escarro induzido em adultos hígidos

Veras, Tiago Neves 26 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, Florianópolis, 2011 / Made available in DSpace on 2012-10-26T03:28:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 286101.pdf: 888730 bytes, checksum: 871945ec2bc8578c0b0b4733598f88d3 (MD5) / Métodos: o escarro induzido foi obtido de 88 adultos não tabagistas hígidos (39 homens) com idade média de 36 anos (variação, 18 a 68 anos). Devido à distribuição não gaussiana da contagem celular total e de alguns componentes celulares (eosinófilos e linfócitos) os resultados da citologia do escarro encontram-se expressos como média e desvio padrão, mediana, intervalo interquartil além dos Percentis (10 e 90). Diferenças entre grupos foram analisadas usando ANOVA ou teste t para amostras não pareadas. Foram considerados significativos os valores de p inferiores a 0.05. Resultados: A contagem celular total foi de 4.8, 3.5 (10.8) x 10 106 cels/g [(média, IQR, p90)] e a viabilidade celular foi de 77.5, 79.0 (94)%. Houve predomínio de macrófagos 77.5, 71.0 (86)% e neutrófilos 23.4, 21.7 (41.3)%. Eosinófilos estiveram virtualmente ausentes (0.1, 0 (0.5)% no escarro induzido da maioria dos adultos saudáveis. Linfócitos (3.1, 3 (6.5) %) e células broncoepiteliais (0.1, 0 (0.5) %) foram escassas. Não houve influência estatisticamente significante de sexo e atopia na celularidade do escarro. Conclusões: nesta amostra de adultos voluntários hígidos, a proporção de neutrófilos no escarro induzido foi menor que a de estudos anteriores. Este achado pode ser devido a variações regionais na poluição do ar e sugere a necessidade de mais estudos para determinar as faixas normais de celularidade do escarro induzido da população brasileira.
5

Validação da versão em português da Delirium Ratting Scale revised 98 (DRS-R-98)

Negreiros, Daniel Philippi de January 2005 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2013-07-16T00:49:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 221069.pdf: 483462 bytes, checksum: 1de925776bacaf63b55e90367d6331c2 (MD5) / A escala compreende 16 itens pontuados pelo clínico (13 de gravidade e 3 diagnósticos). Foi realizada a tradução da escala para o Português e posterior versão para o Inglês. Após a verificação da validade de face, a escala foi aplicada em cinco grupos de pacientes (n=64) - delirium, depressão, demência, esquizofrenia e outros, por dois avaliadores independentes e cegos ao diagnóstico. O diagnóstico e a avaliação da gravidade, medidos através da escala, foram comparados ao diagnóstico clínico, Mini Exame do Estado Mental (MEEM), Confusion Assessment Method (CAM) e Impressão clínica global (CGI). Foram realizadas análises para medir validade e confiabilidade. A curva ROC (Receiver Operating Characteristic) foi utilizada para avaliar os melhores pontos de corte para o rastreamento do delirium.
6

Estudo comparativo da celularidade da reação inflamatória aguda na serosa e mesentério intestinais às telas de poliamida e polipropileno em ratos wistar com peritonite fecal por técnica morfométrica

Russi, Ricardo Fantazzini 21 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-graduação em Ciências Médicas, Florianópolis, 2004 / Made available in DSpace on 2012-10-21T20:46:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 269449.pdf: 743973 bytes, checksum: c748600e32e86d3e208ceb65ac832715 (MD5) / A peritoneostomia é um recurso tático na condução de pacientes com peritonite aguda grave e com síndrome compartimental abdominal. Diversas próteses são utilizadas no fechamento temporário da cavidade, como o tule de poliamida, porém com pouca citação na literatura. Os estudos com próteses na cavidade abdominal freqüentemente são dirigidos à resposta inflamatória crônica e como nas peritoneostomias estas são retiradas em até 48 horas, outros sobre a resposta aguda são necessários. O polipropileno é a tela freqüentemente utilizada, entretanto, com custo elevado. Objetivo. Estudar a reação inflamatória aguda, sob a ótica morfométrica, da serosa e mesentério intestinais às telas de poliamida e polipropileno em ratos Wistar com peritonite fecal. Métodos. Foram utilizados 67 ratos Wistar distribuídos em 3 grupos: 1 controle, 1 sham e 1 experimento. Os do grupo experimento foram distribuídos em subgrupos, experimento polipropileno (Epp # com peritonite e tela de polipropileno) e experimento poliamida (Epa # com peritonite e tela de poliamida). A reação inflamatória celular aguda foi estudada na serosa intestinal e mesentério dos animais com tela e no grupo sham. Foram utilizados os testes de Kruskal-Wallis para comparações múltiplas e o método de Dunn para comparação pareada dos dados. A hipótese nula foi rejeitada com nível de significância de 5% (p < 0,05). Resultados. Não houve diferença na resposta celular nos animais dos grupos Epp e Epa. Conclusão. Não houve diferença na resposta celular nos animais dos grupos Epp e Epa. A peritonite foi a principal responsável pela resposta celular inflamatória aguda encontrada. / Laparostomy constitutes in important strategy in the management of patients with severe acute peritonitis and compartmental abdominal syndrome. Prosthetic materials are used to close the abdominal cavity temporally and the polyamide has been little mention in medical literature. Researches are about chronic inflammatory response. However in laparostomy the prosthesis is removed until 48 hours after the last procedure and research about acute inflammatory response are necessary. Polypropylene mesh is habitually used but it is expensive. Objective. To study the acute cellular inflammatory reaction, under morphometric evaluation, of serosa and mesentery intestinal in contact with polyamide and polypropylene mesh in Wistar rats with fecal peritonitis. Methods. Sixty-seven Wistar rats were used distributed in 3 groups: 1 control, 1 sham and 1 experimental. The experimental group was distributed polypropylene - Ppe (acute peritonitis and polypropylene mesh) and polyamide experimental # Pae (acute peritonitis and polyamide mesh). The acute cellular inflammatory response was studied in the intestinal serosa and mesenteric tissue in contact with meshes in both groups with acute peritonitis and mesh. Statistical evaluation was done by Kruskal-Wallis test for multiple comparison procedures and Dunn#s method for pair comparison procedures. The null hypothesis was rejected at the 5% significance level (p< 0,05). Results. There was no difference in cellular response in animals of Ppe and Pae groups. Conclusion. Data allows conclude that there is no difference in cellular response in Ppe and Pae groups and the acute peritonitis was responsible by acute cellular inflammatory response in the current research.
7

Prevalecência da colonização pelo estreptococo do grupo B em gestantes atendiadas no ambulatório de pré-natal do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina

Pogere, Adriane January 2004 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2012-10-22T04:46:04Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / Uma amostra de 273 gestantes no terceiro trimestre da gravidez, provenientes do ambulatório de pré-natal do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina, foi investigada com o objetivo principal de determinar a prevalência de estreptococo do grupo B (EGB) nesta população e explorar os fatores potencialmente associados à colonização em nosso meio. Culturas de amostra vaginal e anorretal foram obtidas e inoculadas em meio seletivo de Todd-Hewitt suplementado com 10mg/ml de colistina e 15mg/ml de ácido nalidíxico e posteriormente subcultivadas em ágar sangue de carneiro desfibrinado. A prevalência de colonização pelo EGB foi de 21,6%, sendo que 9,9% das gestantes tiveram positividade em ambos os sítios; 6,95% foram positivas somente no sítio vaginal e 4,75% da amostra tiveram positividade apenas no sítio anal, confirmando a necessidade da coleta rotineira em ambos os sítios (vaginal e anal). Fatores detectados como potencialmente associados à colonização pelo EGB foram: primíparas com mais de 30 anos e mulheres com mais de um parceiro sexual e freqüência de atividade sexual aumentada (p<0,05). Não foi encontrada diferença na prevalência de acordo com história de doenças sexualmente transmissível, aborto espontâneo pregresso e tabagismo.
8

Plantas medicinais na atenção primária à saúde

Cavallazzi, Mariângela Lunardelli January 2006 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas. / Made available in DSpace on 2012-10-22T14:02:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 267124.pdf: 1091675 bytes, checksum: efe2a4c3af7f5133a735c1c6b77728b0 (MD5) / A presente dissertação objetiva investigar as plantas medicinais e fitomedicamentos que são conhecidos e utilizados na Atenção Primária à Saúde das Unidades de Saúde: Armação, Alto Ribeirão, Campeche, Carianos, Costeira do Pirajubaé, Fazenda do Rio Tavares, Morro das Pedras, Pântano do Sul, Rio Tavares, Saco dos Limões e Tapera, localizadas no Sul da Ilha de Santa Catarina. A metodologia adotada incluiu o levantamento da experiência e identificação de plantas medicinais mais utilizadas, através de entrevistas com profissionais de saúde que trabalham nas citadas unidades e com moradores das referidas comunidades. As plantas medicinais identificadas, que estavam em floração no processo de coleta dos dados de campo, foram herborizadas e depositadas no herbário Flor da Universidade Federal de Santa Catarina. A pesquisa demonstrou que o uso das plantas medicinais é amplamente aceito pelas comunidades e profissionais de saúde como opção terapêutica, em virtude do baixo custo, do reduzido efeito colateral e da sua eficácia já comprovada cientificamente. As patologias mais comuns na atenção primária à Saúde incluíam as doenças respiratórias, genito urinárias, dermatologias, músculo esqueléticas e no decorrer da pesquisa foi constatado que são tratadas com plantas medicinais pelas comunidades antes mesmo do atendimento pela Unidade de Saúde Local. O desenvolvimento da pesquisa permitiu reconhecer que, a maior parte das plantas referidas pelas comunidades são nativas, exigindo ainda pesquisas científicas, visando o uso correto como opção terapêutica. Na mesma perspectiva, a capacitação dos profissionais de saúde das Unidades de Saúde locais, bem como formação em cursos superiores, se faz mister para que a fitoterapia seja corretamente utilizada como opção terapêutica na Atenção Primária à Saúde. / The present work aims the research of medicinal plants and phytomedicines which are known and used in the program Health's Units Primary Assistance Armação, Alto Ribeirão, Campeche, Carianos, Costeira do Pirajubaé, Fazenda do Rio Tavares, Morro das Pedras, Pântano do Sul, Rio Tavares, Saco dos Limões e Tapera, located in the south of Santa Catarina Island. The method adopted includes the selection of experience and identification of the most used medicinal plants through interviews with health related professionals who work on the above cited units, and with the habitants of their respective communities. The identified medicinal plants which were in flowering during the practical work collection process were herborizadas and deposited at the herbarium Flor da Universidade Federal de Santa Catarina. The research showed that medicinal plants use is widely accepted by local communities and health professionals as a therapeutic option due to its low costs, to the reduced side effects and top its already scientifically evidenced efficacy. The most common pathologies in Health Primary Assistance included the respiratory, genital-urinary, dermatological, muscle-skeleton diseases, and during the research it was evidenced that such diseases are treated by the communities with medicinal plants even before the assistance by the Local Health Unit. The development of the research allowed the recognition of the fact that most oart of the Plants referred to by the communities are native, still demanding scientific research aiming their correct use as a therapeutic option. In this way, the capacitating of local Health Units' professionals, as well as university level graduation are indispensable to the correct use of fitoterapy as a therapeutic option in Health's Primary Assistance.
9

Desempenho dos marcadores EGFR, CK5, CK14, p63 e P-caderina para identificar o fenótipo basal do carcinoma de mama

Vieira, Daniella Serafin Couto January 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2012-10-23T05:03:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 240725.pdf: 688893 bytes, checksum: 5ab693969fc5556ecb65cb5a7c977522 (MD5) / Os estudos dos perfis de expressão gênica dos carcinomas de mama identificaram um subtipo de tumor com pior prognóstico denominado subtipo basal. Tais tumores são caracterizados por apresentarem negatividade para receptor de estrógeno e HER2, muito embora ainda não estejam bem caracterizadas quais as proteínas que poderiam ser bons marcadores para distinguir este subtipo de carcinoma. OBJETIVO: Avaliar o desempenho da expressão das proteínas EGFR, CK5, CK14, p63 e P-caderina, para identificar o fenótipo basal do carcinoma de mama. Secundariamente, analisar as características morfológicas dos subtipos do carcinoma de mama. MÉTODOS: Este estudo do tipo validação de teste diagnóstico foi constituído por 121 espécimes de carcinoma de mama, conservados em blocos de parafina, selecionados consecutivamente no Serviço de Anatomia Patológica do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina, entre janeiro de 1994 a dezembro de 2004. Dos blocos doadores, foram extraídos dois cilindros de 2 mm de diâmetro e depositados nos blocos de parafina receptores, usando a técnica de Tissue Microarray (Abcam Cambridge, UK). Nestes cortes foi feita a pesquisa dos marcadores de diferenciação do fenótipo basal através de imunoistoquímica. RESULTADOS: O carcinoma de mama do subtipo basal mostrou diferenças específicas dos subtipos não basais: alto grau (grau III) (p<0,0001), RE e HER2 negativos (p<0,0001) e (p<0,0001), e os marcadores basais CK5 (p<0,0001) e CK14 (p 0,0001) foram os que apresentaram melhor desempenho para identificar o fenótipo basal. Em todos os casos do subtipo não basal, a CK14 foi negativa (p 0,0001). O EGFR contribuiu para distinguir os verdadeiros casos negativos do fenótipo não-basal (p=0,0414). CONCLUSÃO: O presente estudo revelou que os marcadores do fenótipo basal CK5 e CK14 demonstraram um bom desempenho para distinguir o subtipo basal dos não basais, destes, o CK14 apresentou o melhor valor preditivo positivo (100%).
10

Variáveis associadas ao desempenho cognitivo tardio de pacientes com traumatismo crânio-encefálico grave

Thais, Maria Emília Rodrigues de Oliveira January 2012 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2013-06-25T23:30:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 307902.pdf: 3094683 bytes, checksum: ae31fe245aa9f23f3660d972b53c763a (MD5) / Objetivos: O trauma cranioencefalico (TCE) e uma das principais causas de mortalidade e morbidade. Ha raros estudos prospectivos que investigam a associacao de variaveis clinicas e laboratoriais da fase aguda do TCE e o prognostico cognitivo tardio dos pacientes vitimas de TCE. Este estudo tem como objetivo identificar variaveis clinicas, laboratoriais e biomarcadores de lesao tecidual associados ao prognostico cognitivo em pacientes vitimas de TCE. Metodos: Foram coletadas prospectivamente as variaveis da internacao hospitalar de 234 pacientes consecutivos com TCE grave (GCS admissao . 8). Dos 172 sobreviventes, uma amostra representada de 46 pacientes realizaram avaliacao cognitiva (composta de 15 testes neuropsicologicos) em media 3 (+ - 1,8) anos apos a hospitalizacao. Um sub-grupo de 22 pacientes que foram avaliados cognitivamente realizaram analise dos niveis plasmaticos de TBARS (indicativo de dano por estresse oxidativo a lipideos) e Carbonil (indicador de dano por estresse oxidativo a proteinas) em amostras de sangue coletadas na fase aguda de TCE (mediana de 10, 30 e 70 horas apos o impacto do TCE). Um grupo controle (n=23) pareado por sexo, idade e nivel socio-educacional foi avaliado cognitivamente para comparacao com os pacientes. Resultados: A media de idade dos pacientes foi 34 (+ - 13) anos sendo 85% do sexo masculino, com escolaridade media de 9 (+ - 4,7) anos. Os pacientes apresentaram um desempenho inferior em todos os testes neuropsicologicos. A analise por regressao linear evidenciou uma forte associacao independente (R coeficiente = 0,6 a 0,8) entre maior escolaridade e menor idade e o desempenho cognitivo em 14 dos 15 testes neuropsicologicos avaliados. O desempenho nos testes cognitivos nao esteve associado ao genero, escore de admissao na Escala de Coma de Glasgow (ECG), exame das pupilas, presenca de trauma em outros orgaos, e classificacao da escala de Marshall na tomografia computadorizada na admissao (TC). Niveis elevados de glicose e presenca de hemorragia sub-aracnoide na TC mostraram-se independentemente associados a um menor desempenho no teste de Retencao de Aprendizagem de Rey e de Memoria Logica respectivamente. Embora os niveis plasmaticos de TBARS e Carbonil tenham sido significativamente elevados na fase aguda do TCE, estes biomarcadores nao se mostraram associados ao desempenho cognitivo dos pacientes. Conclusoes: Baixa escolaridade e idade mais avancada sao preditores independentes de pior desempenho cognitivo tardio apos o TCE grave. O exame de TC e glicemia mostraram limitada capacidade de predicao do desempenho cognitivo enquanto que o exame das pupilas, ECG na admissao, presenca de trauma associado nao foram preditores do desempenho em nenhum dos testes neuropsicologicos avaliados. A medida dos niveis plasmaticos de TBARS e Carbonil tambem nao se mostrou associada com o desempenho cognitivo dos pacientes. A identificacao de variaveis clinicas e laboratoriais associadas ao prognostico cognitivo apos o TCE grave permanece um desafio para a area de neuropsicologia clinica.

Page generated in 0.0807 seconds