• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 35
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 38
  • 38
  • 38
  • 15
  • 11
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 7
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

O mapa simbólico-identitário e o lugar-de-ser : as comunicações das marcas contemporâneas e as cartografias sociais

Perotto, Evandro Renato 04 December 2014 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, 2014. / Submitted by Ana Cristina Barbosa da Silva (annabds@hotmail.com) on 2015-03-03T18:59:35Z No. of bitstreams: 1 2014_EvandroRenatoPerotto_Parcial.pdf: 119794 bytes, checksum: b9e93f735b7b860e073a010f5cf0bb39 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2015-03-05T19:12:19Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_EvandroRenatoPerotto_Parcial.pdf: 119794 bytes, checksum: b9e93f735b7b860e073a010f5cf0bb39 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-05T19:12:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_EvandroRenatoPerotto_Parcial.pdf: 119794 bytes, checksum: b9e93f735b7b860e073a010f5cf0bb39 (MD5) / Este trabalho apresenta as discussões e resultados da nossa pesquisa de doutoramento que busca compreender as relações entre as comunicações das marcas contemporâneas e as sociedades hipercomplexas. O objetivo é desenvolver a descrição e análise das implicações e consequências entre as comunicações das marcas contemporâneas, consideradas como um domínio discursivo, e a realidade social, buscando construir uma Teoria da Marca Contemporânea que possa contribuir, com uma perspectiva do campo da comunicação, para o diálogo transdisciplinar em busca da compreensão da complexidade e multidimensionalidade dos fenômenos sociais. Nossa tese é que o conjunto tipificado das comunicações identitárias, entre elas as das marcas contemporâneas, criaria a ambiência e as condições de significação que intervêm para a construção e organização de uma das camadas da realidade social. Essa ambiência é descrita como mapa simbolicoidentitario, cognitivamente constituído pelo universo das posições relacionais ocupadas por subjetividades imaginadas. Tais posições significadas e significantes das subjetividades são descritas pelo conceito de lugar‐de‐ser. A realização de existência de uma subjetividade, a projeção do lugar-de-ser na realidade social, é descrita como o processo de cultivação identitária. Considerado pela perspectiva que apresentamos, o mapa simbolico‐identitario seria uma das mais significativas fontes tributárias de sentidos e referenciais para a construção da cultura contemporânea decorrentes de sua intervenção direta nos processos de intersubjetividade e da relação dialógica entre subjetividade-objetividade. / This paper presents the discussions and results of our doctoral research, which seeks to understand the relationships between communications from contemporary brands and hyper complex society. The objective of describing and conducting an analysis of the implications and consequences between communications of contemporary brands, regarded as a discursive domain, and social reality, seeking to build a Theory of the Contemporary brand that can contribute, from the standpoint of the field of Communication, for the transdisciplinary dialogue in pursuit of understanding the complexity and multidimensionality of social phenomena. Our thesis that the typified set of identitycommunications, including those of contemporary brands, may create the ambience and conditions of meaning that intervenes for the construction and organization of one of the layers of social reality. This ambience described as symbolic‐identity map, cognitively consisting of the universe of relational positions occupied by imagined subjectivities. Such signified and signifying positions of subjectivities are described by the concept of place‐tobeing. The realization of existence of a subjectivity, the projection of the place-to-being into the social reality, described as the process of identity cultivation. Considered from the perspective that we present, the symbolic-identity map would be one of the most significant tributary sources of meanings and references for the construction of the contemporary culture stemming from its direct intervention in the processes of inter-subjectivity and the dialogic relationship between subjectivity-objectivity.
2

Dez anos de malhação : e como fica a adolescência

Menegaz, Camila Vital January 2006 (has links)
O interesse pela “novelinha” Malhação - exibida pela Rede Globo desde 1995 até o presente ano (dados coletados em 2005) - advém de pesquisa anterior (Menegaz C. e Milnitsky-Sapiro, C., 2000), quando outra mídia para adolescentes foi investigada - a revista Capricho - e constatou-se que a grande popularidade dessas produções entre os jovens deve-se à permanente e intensa possibilidade de identificação dos adolescentes leitores/telespectadores com seus personagens e ídolos. Essa identificação estabelece laços de pertencimento com o “bonzinho/a”, “esperto/a”, “careta” ou “vilã/o”, dependendo da “hora e da vez”; porém, os estereótipos ou “modos de ser”, juntamente com seus respectivos ícones de consumo, permanecem “na telinha” com hora e lugar estáveis no cotidiano dos jovens. Isto é, muda-se o ator e a trama, mas o lugar da cena permanece no imaginário dos jovens que “também querem ser”. Este estudo investigou temas de episódios e personagens do seriado, bem como o conteúdo das narrativas dos adolescentes entrevistados participantes desse estudo, com o objetivo de analisar como se estabelecem os laços com os adolescentes telespectadores, quais são seus efeitos e como estes se mantêm na cultura da descartabilidad A partir dos dados obtidos com as entrevistas e análise de capítulos, investigou-se como a “novelinha” Malhação – que já marcou mais de uma geração de jovens – exerce uma função na cultura dos adolescentes pesquisados no que se refere a ícones de consumo, modelos de ser ou formas de subjetivação de adolescentes pertencentes ao nível sócio econômico (NSE) médio, cujas idades caracterizam o processo adolescente (entre 12 e 17 anos de idade), de ambos os sexos, da cidade de Porto Alegre (RS), conforme o público-alvo segmentado para o seriado. Este estudo propôs, inicialmente, uma breve revisão sobre o conceito de adolescência na contemporaneidade, seguida da análise de temas dos capítulos. Após, foi feita a análise das narrativas adolescentes, das quais emergiram categorias que revelam a função da Malhação na cultura adolescente contemporânea. Neste trabalho, a mídia surge com um papel crucial na promoção, propagação e divulgação desses modelos na contemporaneidade, exercendo uma função que engloba criação, divulgação, promoção e oferta, muito semelhante aos produtos vendidos “entre atos” (nos comerciais), promovendo uma continuidade, em um cenário de massificação / globalização de identidades juvenis e conseqüentes descartabilidades, em detrimento do próximo apelo de consumo e adoção, rapidamente sugerida, de novos ícones de pertencimento. Ícones tais que evocam modelos identificatórios (Menegaz & Milnitsky) e influenciam as relações interpessoais (Giongo, 1998) / Malhação soap opera is presented by Rede Globo since 1995 untill the current year (data collected in 2005). The interest on the research theme concerns to a previous study (Menegaz, C. e Milnitsky-Sapiro, C., 2000), in which another media for teenagers was investigated – the Capricho magazine. The previous study has shown that its popularity among the youth is explained by the permanent and intensive possibilities of the teenagers/viewers identification with the protagonists and their idols. This identification establishes that “ties of belongness” with the “good boy“ (or good girl), the “backward” or the “villain” depends on the time shift; however, the stereotypes or "ways of being", together with their icons of consumerism stay still and stable on the "telinha" (the monitor) and on the youth daily routine. In other words, it only changes the actor and the story, but the scenery stays in teenagers’ minds, since they also “want to be” (like them). The data gathered with the interviews and the soap opera’s episodes, as well as with the teenagers’ interviews contents, has the purpose to analyze how the ties between this TV show and the teenagers/viewers are established and how their effects occur and are maintained in the culture of the disposable. Starting for the interviews and episodes data, it was investigated how Malhação carries out the culture of the teenagers interviewed in this research. The youth who participated belong to the middle-social class (ages 12 to 17 years old), according to the parameters of the program's "target", male and female, from Porto Alegre (RS). Firstly, this research engages in a short review on the concept of contemporary adolescence, followed by the episodes’ themes analysis. Then, the teenagers’ narratives were analyzed, of which emerged categories that expose the Malhação function in the contemporary culture. In this study, media appears as crucial for promotion, propagation and divulgation of these models nowadays, very similar to products commercialized during the intervals, promoting a continuity on a scenario of youth identity globalization, quickly adopting the next icon of consume and ways to belong to. These icons make reference to models of identification (Menegaz & Milnitsky) and have an important influence on interpersonal relationship (Giongo, 1998).
3

Dez anos de malhação : e como fica a adolescência

Menegaz, Camila Vital January 2006 (has links)
O interesse pela “novelinha” Malhação - exibida pela Rede Globo desde 1995 até o presente ano (dados coletados em 2005) - advém de pesquisa anterior (Menegaz C. e Milnitsky-Sapiro, C., 2000), quando outra mídia para adolescentes foi investigada - a revista Capricho - e constatou-se que a grande popularidade dessas produções entre os jovens deve-se à permanente e intensa possibilidade de identificação dos adolescentes leitores/telespectadores com seus personagens e ídolos. Essa identificação estabelece laços de pertencimento com o “bonzinho/a”, “esperto/a”, “careta” ou “vilã/o”, dependendo da “hora e da vez”; porém, os estereótipos ou “modos de ser”, juntamente com seus respectivos ícones de consumo, permanecem “na telinha” com hora e lugar estáveis no cotidiano dos jovens. Isto é, muda-se o ator e a trama, mas o lugar da cena permanece no imaginário dos jovens que “também querem ser”. Este estudo investigou temas de episódios e personagens do seriado, bem como o conteúdo das narrativas dos adolescentes entrevistados participantes desse estudo, com o objetivo de analisar como se estabelecem os laços com os adolescentes telespectadores, quais são seus efeitos e como estes se mantêm na cultura da descartabilidad A partir dos dados obtidos com as entrevistas e análise de capítulos, investigou-se como a “novelinha” Malhação – que já marcou mais de uma geração de jovens – exerce uma função na cultura dos adolescentes pesquisados no que se refere a ícones de consumo, modelos de ser ou formas de subjetivação de adolescentes pertencentes ao nível sócio econômico (NSE) médio, cujas idades caracterizam o processo adolescente (entre 12 e 17 anos de idade), de ambos os sexos, da cidade de Porto Alegre (RS), conforme o público-alvo segmentado para o seriado. Este estudo propôs, inicialmente, uma breve revisão sobre o conceito de adolescência na contemporaneidade, seguida da análise de temas dos capítulos. Após, foi feita a análise das narrativas adolescentes, das quais emergiram categorias que revelam a função da Malhação na cultura adolescente contemporânea. Neste trabalho, a mídia surge com um papel crucial na promoção, propagação e divulgação desses modelos na contemporaneidade, exercendo uma função que engloba criação, divulgação, promoção e oferta, muito semelhante aos produtos vendidos “entre atos” (nos comerciais), promovendo uma continuidade, em um cenário de massificação / globalização de identidades juvenis e conseqüentes descartabilidades, em detrimento do próximo apelo de consumo e adoção, rapidamente sugerida, de novos ícones de pertencimento. Ícones tais que evocam modelos identificatórios (Menegaz & Milnitsky) e influenciam as relações interpessoais (Giongo, 1998) / Malhação soap opera is presented by Rede Globo since 1995 untill the current year (data collected in 2005). The interest on the research theme concerns to a previous study (Menegaz, C. e Milnitsky-Sapiro, C., 2000), in which another media for teenagers was investigated – the Capricho magazine. The previous study has shown that its popularity among the youth is explained by the permanent and intensive possibilities of the teenagers/viewers identification with the protagonists and their idols. This identification establishes that “ties of belongness” with the “good boy“ (or good girl), the “backward” or the “villain” depends on the time shift; however, the stereotypes or "ways of being", together with their icons of consumerism stay still and stable on the "telinha" (the monitor) and on the youth daily routine. In other words, it only changes the actor and the story, but the scenery stays in teenagers’ minds, since they also “want to be” (like them). The data gathered with the interviews and the soap opera’s episodes, as well as with the teenagers’ interviews contents, has the purpose to analyze how the ties between this TV show and the teenagers/viewers are established and how their effects occur and are maintained in the culture of the disposable. Starting for the interviews and episodes data, it was investigated how Malhação carries out the culture of the teenagers interviewed in this research. The youth who participated belong to the middle-social class (ages 12 to 17 years old), according to the parameters of the program's "target", male and female, from Porto Alegre (RS). Firstly, this research engages in a short review on the concept of contemporary adolescence, followed by the episodes’ themes analysis. Then, the teenagers’ narratives were analyzed, of which emerged categories that expose the Malhação function in the contemporary culture. In this study, media appears as crucial for promotion, propagation and divulgation of these models nowadays, very similar to products commercialized during the intervals, promoting a continuity on a scenario of youth identity globalization, quickly adopting the next icon of consume and ways to belong to. These icons make reference to models of identification (Menegaz & Milnitsky) and have an important influence on interpersonal relationship (Giongo, 1998).
4

Os ex-pobres do Brasil: as representações da “nova classe média” nas revistas carta capital, época, istoé e veja

Hansen, Cândida January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2015-05-07T02:01:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000467246-Texto+Completo-0.pdf: 17219081 bytes, checksum: 6f66549b94e0e211024bb7f3b31bc5f3 (MD5) Previous issue date: 2015 / The objective of this work is to analyze the representations of the so-called Brazil's new middle class on the magazines Veja, IstoÉ, Época and Carta Capital between the years 2008 and 2013. From the perspective of Cultural Studies and understanding of journalism as a producer of meanings in society, we attempt to make a cultural analysis of the object through the reflections especially of Hall (1999, 2003) and Benetti (2013). The so-called new middle class is discussed through the perspective of Neri (2011), Pochmann (2012) and Souza (2010). From crossing of theoretical references related to journalism and the new middle class, the research corpus, consisting of six reportages, is analyzed. We conclude that the so-called new middle class is represented by an economistic view (Souza, 2010, 2013), in which the income and consumption are the main factors to fit individuals into this group, at the expense of intangible values such as social and cultural capitals, essential for understanding the production and reproduction of classes over time. / O objetivo desta pesquisa é analisar as representações da chamada nova classe média brasileira nas revistas Veja, IstoÉ, Época e Carta Capital entre os anos de 2008 e 2013. A partir da perspectiva dos Estudos Culturais e da compreensão do jornalismo como um produtor de sentidos na sociedade, busca-se realizar uma análise cultural do objeto por meio das reflexões, sobretudo de Hall (1999, 2003) e Benetti (2013). A chamada nova classe média é discutida a partir da perspectiva de Neri (2011), Pochmann (2012) e Souza (2010). A partir do cruzamento dos referenciais teóricos que versam sobre jornalismo e nova classe média, o corpus de pesquisa, composto por seis reportagens, é analisado. Conclui-se que a chamada nova classe média é representada por uma visão economicista (Souza, 2010, 2013), na qual a renda e o consumo são os fatores predominantes para enquadrar os indivíduos nesse grupo, em detrimento de valores imateriais, como os capitais social e cultural, fundamentais para a compreensão da produção e reprodução de classes ao longo do tempo.
5

Violência criminal e a manchete de jornal: desvelando a (des)informação

Litvin, Juliana Krause January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:44:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000390001-Texto+Parcial-0.pdf: 82010 bytes, checksum: 1afd4784cea6308932b3624af90aefff (MD5) Previous issue date: 2007 / A violência criminal urbana é percebida e registrada de maneira desigual e seletiva. Certos acontecimentos tornam-se sérios dramas sociais tendo por trás de tudo um discurso pronto e parcial, para não dizer preconceituoso, com a finalidade de tirar destes dramas a sua existência ordinária. Vivemos hoje numa sociedade superacelerada, completamente complexa e mimada de riscos não se podendo mais falar em segurança jurídica tão pouco em estado de direito. Assim, o controle social que acreditávamos existir num passado, não se faz possível no presente, tão pouco num futuro. É a partir desta noção de mal-estar social que a mídia nos vende este produto deixando ele visível. Ocorre que esta visibilidade exagerada se torna, não rara vezes, objeto de medo e de insegurança social. Somos fascinados pela imagem desde a década de 80 quando a televisão se tornou o meio de comunicação mais rápido do que os outros e o Jornal, especificamente a Zero Hora, por ser possuidor de imagem e da informação, consegue agir sobre um certo acontecimento e fabricar algumas emoções nos leitores. Fala-se em fabricar exatamente porque a informação é, antes de tudo, considerada uma mercadoria não possuindo mais valor ligado a verdade, estando sujeita as leis de mercado, da oferta e da demanda e não mais às regras éticas. É claro que com esta idéia (deturpada) que está criada, fruto de uma sociedade capitalista, princípios constitucionais são deixados de lado em nome de uma publicidade abusiva já que se questiona, hoje em dia, se a informação é rentável e não mais se ela é verdadeira e ética.O medo encontra amplo terreno fértil diante deste quadro nascido do imaginário social o que reflete diretamente na qualidade de vida dos cidadãos. Este falso medo, que é baseado em estimativas irrealistas, é fonte de sofrimento e determina políticas equivocadas, pois percebido como uma eficiente forma de controle social. Analisar-se-á a forma pela qual o fenômeno da violência criminal é apresentado neste meio de comunicação mostrando como a mídia seleciona as notícias, o tratamento diferenciado que da às pessoas envolvidas, bem como o discurso que é empregado. A área de concentração da pesquisa será sobre a violência e a linha de pesquisa será acerca da política criminal bem como a limitação do poder punitivo. Para tanto a presente dissertação se vinculará diretamente na área de concentração e na linha de pesquisa na medida em que se abordará a forma pela qual a violência criminal é tratada na mídia escrita, especificamente no Jornal Zero Hora, e como que este fenômeno é tratado equivocadamente por uma política criminal praticamente própria ignorando todo e qualquer princípio constitucional.
6

Comunicação contemporânea: uma visão da fenomenologia, gestalt-terapia e da hermenêutica

Galli, Loeci Maria Pagano January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:45:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000389069-Texto+Completo-0.pdf: 1652488 bytes, checksum: b8262bc41a7d974733ffbbf97793fac3 (MD5) Previous issue date: 2007 / This paper outlines a way to understand the role of communication based on Phenomenological, Hermeneutical and Gestalt-therapy epistemes. It covers the communicator’s need to understand him/herself as the product and the producer of culture, as the reader and the recipient of the Cultural Imaginary, as well as the generating source of information and opinions. Using this methodological approach, a brief study was carried out about communication and its major role in interpersonal relations, in the dialogic between the individual and society, in the development of the personality and in the Cultural Imaginary. Secondly, the view of man was described according to the Gestalt-therapy. This view includes the communicative process aimed at clarifying the ideas we want to hold, i. e., the search for a more conscious contact by the communicator with both his/her interior and exterior, in an integrative interpretation. Thirdly, using Martin Heidegger’s ideas, a way of understanding communication processes was researched, as support for the principles of this thesis. The fourth step was aimed at clarifying the situation of human beings in the world, also with the objective of understanding man in his time and space, in his singularity and plurality. As a basic rule of thought, reality is considered as a phenomenon and not as an object. With this in mind, Martin Heidegger’s concepts of Phenomenology, the Phenomenological Method, Hermeneutics Phenomenology, Hermeneutic Method and the Hermeneutic Circle were explained. The objectives of this paper were accomplished. The guiding thesis was confirmed: that it is relevant for the communicator to understand his or her cultural origins, his or her being-in-the-world, human behavior as the basic characteristics of his or her commitment to the environment and to be aware, with a sense of responsibility, of his or her transmitted messages. We aimed for communication in several spheres that is more conscious, creative, reflexive, and responsible and less biased by conditioned ideas. / Este trabalho objetivou um modo de compreender o papel da comunicação fundamentado nas epistemes Fenomenológica, Hermenêutica e Gestalt-terapia. É abordada a necessidade do comunicador compreender-se como produto e produtor de uma cultura, como leitor e receptor do imaginário cultural, assim como fonte geradora de informações e opiniões. Através dessa abordagem metodológica realizou-se um breve estudo sobre a comunicação e seu importante papel nas relações interpessoais, na dialógica entre indivíduo e sociedade, no desenvolvimento da personalidade e no imaginário cultural. Num segundo momento, foi descrita a visão do homem da Gestalt-terapia, que inclui o processo comunicativo com o objetivo de clarear o que se quer mostrar, uma busca de contato mais consciente do comunicador com seu interior e exterior, numa leitura integrativa. No terceiro momento pesquisou-se em Martin Heidegger um modo de compreensão sobre os processos de comunicação, como suporte para os fundamentos dessa tese. O quarto momento quer esclarecer a situação do ser no mundo, ainda com o objetivo de entender o homem em seu tempo e espaço, em sua singularidade e pluralidade. Como regra básica de pensamento, considera-se o real como fenômeno e não como objeto. Com esta intenção, explicitaram-se conceitos da Fenomenologia, Método Fenomenológico, Fenomenologia Hermenêutica de Martin Heidegger, Método Hermenêutico e Círculo Hermenêutico. Os objetivos desse trabalho foram alcançados. Confirmou-se a tese norteadora de que é relevante para o comunicador compreender suas origens culturais, seu estar-no-mundo, as atitudes humanas como característica fundamental de seu compromisso com o ambiente e ter consciência com responsabilidade das mensagens transmitidas. Buscou-se uma comunicação em todos os âmbitos, mais consciente, criativa, reflexiva, responsável e menos contaminada pelos condicionamentos adquiridos.
7

Dez anos de malhação : e como fica a adolescência

Menegaz, Camila Vital January 2006 (has links)
O interesse pela “novelinha” Malhação - exibida pela Rede Globo desde 1995 até o presente ano (dados coletados em 2005) - advém de pesquisa anterior (Menegaz C. e Milnitsky-Sapiro, C., 2000), quando outra mídia para adolescentes foi investigada - a revista Capricho - e constatou-se que a grande popularidade dessas produções entre os jovens deve-se à permanente e intensa possibilidade de identificação dos adolescentes leitores/telespectadores com seus personagens e ídolos. Essa identificação estabelece laços de pertencimento com o “bonzinho/a”, “esperto/a”, “careta” ou “vilã/o”, dependendo da “hora e da vez”; porém, os estereótipos ou “modos de ser”, juntamente com seus respectivos ícones de consumo, permanecem “na telinha” com hora e lugar estáveis no cotidiano dos jovens. Isto é, muda-se o ator e a trama, mas o lugar da cena permanece no imaginário dos jovens que “também querem ser”. Este estudo investigou temas de episódios e personagens do seriado, bem como o conteúdo das narrativas dos adolescentes entrevistados participantes desse estudo, com o objetivo de analisar como se estabelecem os laços com os adolescentes telespectadores, quais são seus efeitos e como estes se mantêm na cultura da descartabilidad A partir dos dados obtidos com as entrevistas e análise de capítulos, investigou-se como a “novelinha” Malhação – que já marcou mais de uma geração de jovens – exerce uma função na cultura dos adolescentes pesquisados no que se refere a ícones de consumo, modelos de ser ou formas de subjetivação de adolescentes pertencentes ao nível sócio econômico (NSE) médio, cujas idades caracterizam o processo adolescente (entre 12 e 17 anos de idade), de ambos os sexos, da cidade de Porto Alegre (RS), conforme o público-alvo segmentado para o seriado. Este estudo propôs, inicialmente, uma breve revisão sobre o conceito de adolescência na contemporaneidade, seguida da análise de temas dos capítulos. Após, foi feita a análise das narrativas adolescentes, das quais emergiram categorias que revelam a função da Malhação na cultura adolescente contemporânea. Neste trabalho, a mídia surge com um papel crucial na promoção, propagação e divulgação desses modelos na contemporaneidade, exercendo uma função que engloba criação, divulgação, promoção e oferta, muito semelhante aos produtos vendidos “entre atos” (nos comerciais), promovendo uma continuidade, em um cenário de massificação / globalização de identidades juvenis e conseqüentes descartabilidades, em detrimento do próximo apelo de consumo e adoção, rapidamente sugerida, de novos ícones de pertencimento. Ícones tais que evocam modelos identificatórios (Menegaz & Milnitsky) e influenciam as relações interpessoais (Giongo, 1998) / Malhação soap opera is presented by Rede Globo since 1995 untill the current year (data collected in 2005). The interest on the research theme concerns to a previous study (Menegaz, C. e Milnitsky-Sapiro, C., 2000), in which another media for teenagers was investigated – the Capricho magazine. The previous study has shown that its popularity among the youth is explained by the permanent and intensive possibilities of the teenagers/viewers identification with the protagonists and their idols. This identification establishes that “ties of belongness” with the “good boy“ (or good girl), the “backward” or the “villain” depends on the time shift; however, the stereotypes or "ways of being", together with their icons of consumerism stay still and stable on the "telinha" (the monitor) and on the youth daily routine. In other words, it only changes the actor and the story, but the scenery stays in teenagers’ minds, since they also “want to be” (like them). The data gathered with the interviews and the soap opera’s episodes, as well as with the teenagers’ interviews contents, has the purpose to analyze how the ties between this TV show and the teenagers/viewers are established and how their effects occur and are maintained in the culture of the disposable. Starting for the interviews and episodes data, it was investigated how Malhação carries out the culture of the teenagers interviewed in this research. The youth who participated belong to the middle-social class (ages 12 to 17 years old), according to the parameters of the program's "target", male and female, from Porto Alegre (RS). Firstly, this research engages in a short review on the concept of contemporary adolescence, followed by the episodes’ themes analysis. Then, the teenagers’ narratives were analyzed, of which emerged categories that expose the Malhação function in the contemporary culture. In this study, media appears as crucial for promotion, propagation and divulgation of these models nowadays, very similar to products commercialized during the intervals, promoting a continuity on a scenario of youth identity globalization, quickly adopting the next icon of consume and ways to belong to. These icons make reference to models of identification (Menegaz & Milnitsky) and have an important influence on interpersonal relationship (Giongo, 1998).
8

Deslocamento, interculturalidade e transitividade migratória em filmes dirigidos por Karim Aïnouz /

Medeiros, André Aparecido January 2018 (has links)
Orientadora: Raquel Cabral / Banca: Maximiliano Martin Vicente / Banca: Rafael Tassi Teixeira / Resumo: A pesquisa tem por finalidade analisar as representações de deslocamentos, interculturalidade e transitividade migratória em filmes dirigidos por Karim Aïnouz, com destaque para O Céu de Suely (2006), Viajo porque preciso, volto porque te amo (codireção de Marcelo Gomes, 2009) e Praia do Futuro (2014). Considerado um cineasta político, Karim se destaca por sua singularidade autoral na forma de narrar identidades em transitividade. Utiliza a linguagem cinematográfica para a representação de deslocamentos e migrações, fenômeno cujas problemáticas sociais associadas estão entre as mais complexas e graves do nosso tempo. Como instrumentos metodológicos, utilizamos: pesquisa bibliográfica, entrevista estruturada com especialistas da área e análise fílmica dos filmes citados. Entendendo o cinema como um meio de leitura histórico-social e como um produtor de imaginários, atenta-se para as características do enredo das obras e para a conjuntura político-cultural das produções. O olhar intercultural, sem distinção de origens, torna possível a abordagem equilibrada dos filmes analisados e de outros trabalhos semelhantes, favorecendo o diálogo cultural e a cidadania global. / Abstract: This research aims to analyze the representations of displacement, interculturality, and migratory transitivity in films directed by Karim Aïnouz, especially Love for Sale or Suely in the Sky (O Céu de Suely, 2006), I Travel Because I Have to, I Come Back Because I Love You (Viajo porque preciso, volto porque te amo, codirection by Marcelo Gomes, 2009), and Futuro Beach (Praia do Futuro, 2014). Considered a political filmmaker, Karim stands out for his singularity as an author in the way of narrating identities in transitivity. He uses the cinematic language for the representation of displacements and migrations, a phenomenon whose associated social problems are among the most complex and serious of our time. As methodological instruments, we used: bibliographical research, structured interviews with specialists in the field, and film analysis. Understanding the cinema as a means of socialhistorical reading and as a creator of imaginaries, attentive to the works' plot features and the political and cultural situation of the productions. The intercultural view, without distinction of origins, makes possible the balanced approach of the analyzed films and other similar works, contributing to cultural dialogue and global citizenship / Mestre
9

A gestão das emoções na interação com a experiência televisiva dos jovens

Cézar, Neura January 2015 (has links)
Apresentamos uma pesquisa que teve como objetivo investigar se cinco grupos de jovens, ao entrar em contato com a televisão, são capazes de gestionar suas emoções. Para tanto, no campo teórico, nos amparamos primeiramente nos principais teóricos europeus e latino-americanos que se debruçam sobre o tema da juventude enquanto categoria inventada no século XIX e reforçam a relevância da televisão para os recortes temporais juvenis a partir da década de 1950. No que se refere à televisão e sua recepção, trabalhamos com aportes teóricos de autores que discutem temáticas ligadas às dimensões da persuasão e sedução. Por fim, nos valemos das recentes contribuições da psicologia, da sociologia, da educação, da comunicação e, sobretudo da neurociência para compreender o papel desempenhado pelas emoções nos processos de tomada de decisão em geral e na formação do comportamento social em particular, relacionando essa concepção à televisão. No campo metodológico, utilizamos a pesquisa qualitativa e como técnica o grupo focal acompanhado da observação e do diário de campo para o levantamento das informações. Cada capítulo foi alinhavado com um mito da mitologia grega para ilustrar as reflexões. Para o corpus de análise temática trabalhamos com cinco grupos de jovens, realizando dois encontros com cada um deles. No primeiro, buscamos compreender a interação dos jovens com a televisão; no segundo, apreender a percepção desses jovens em relação a duas peças publicitárias. Os dados revelaram que a maioria deles busca a televisão com um interesse primordial pelo entretenimento e diversão e relaciona o sentido dessa busca à obtenção de evasão da realidade. Apresenta dificuldades no reconhecimento das emoções e sentimentos gerados pela televisão e publicidade bem como na capacidade de gestionar essas emoções na interação cotidiana. / The research aims at investigating whether five groups of young people, when interacting with TV, are able to manage their emotions. Therefore, in the theoretical discussion, we sought support firstly in the main European and Latin American authors who have addressed the topic of youth as a category invented in the nineteenth century and reinforced the importance of television for juvenile perspectives from the 1950s. In regard to television and its reception, we made use of the theoretical contributions of authors who discuss themes related to the dimensions of persuasion and seduction. Finally, we looked to the recent contributions of psychology, sociology, education, communication and especially of neuroscience to understand the role of emotions in decision-making processes in general, and in conforming social behavior in particular, relating these contributions to the role of television. As for the methodological dimension, we use qualitative research, ans as a main technique we made use, to collect informations, of focus groups together with personal observation and field diary. Each chapter drew some analogy from Greek mythology to illustrate the interpretations. The corpus of data was constituted by the discussions of five groups of young people, in two meetings conducted with each group. The first meeting tried to understand the interaction of young people with television in general; the second aimed at apprehending their perception in relation to two advertisements. Data revealed that most of them see TV having a primary interest in entertainment and fun; their interest is mostly escaping from reality. They have difficulty in recognizing emotions and feelings generated by television and advertising, in one hand, and in having capacity to manage these emotions in everyday interaction, on the other hand.
10

A pior ilusão possível : psicanálise, arte e espetáculo

Frantz, Marília Zancan January 2016 (has links)
Esta pesquisa nasceu da escuta clínica, de uma preocupação com o que os sujeitos compartilham entre si da cultura e que afeta sua maneira de sofrer. Num mundo globalizado, capitalista, no qual a vida das pessoas se organiza em torno do consumo, pela informação que chega “em tempo real” através de telas, e que a comunicação e o contato se dão cada vez mais de maneira remota, se colocou a questão da mediação do laço social pela imagem, a respeito dos diferentes tipos de imagens e os efeitos que produzem no sujeito e no laço social. A metodologia de pesquisa é a do ensaio, uma vez que o ato de escrever é que é a própria metodologia do trabalho: elaboração de leituras e pensamentos, que é engendrada no momento da escrita e não escapa de um endereçamento ao outro. Foram utilizadas como principais referênciais as obras de Jacques Lacan, Guy Debord e o trabalho do artista plástico Vik Muniz. Não houve pretensão de esgotar o tema de pesquisa proposto, uma vez que formular uma questão é sempre deparar-se em seguida com uma pergunta nova, mas apenas lançar considerações sobre o espetáculo enquanto uma relação capitalista com a imagem, e o papel da arte e da psicanálise na promoção de utopias que sirvam para abrir brechas no poder instituído. / This research is born from clinical listening, from a concern about what the subjects share with each other from their culture and that affects their way of suffering. In a globalized world, capitalist, in which people's lives are organized around consumption, by incoming information "in real time" through screens and communication and contact are more and more remote, came the question about the mediation of the social bond by images, about the different types of images and the effects they produce in the subject and the social bond. The research methodology is the assay, since the act of writing is the very methodology of work: elaboration of readings and thoughts, which is engendered in the writting process and does not escape from being addressed to the other. Were used as the main references the theories of Jacques Lacan, Guy Debord and the work of the artist Vik Muniz. There was no pretension of exhausting the proposed research topic, since formulating a question is always being faced then with a new one, we just put in spot some considerations about the spectacle as a capitalistic relation to the image, and the role of art and psychoanalysis in promoting utopias that serve to open gaps in the established power.

Page generated in 0.0697 seconds