• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 3011
  • 38
  • 38
  • 35
  • 34
  • 26
  • 20
  • 12
  • 12
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • 7
  • 6
  • Tagged with
  • 3116
  • 1762
  • 585
  • 580
  • 400
  • 378
  • 359
  • 291
  • 287
  • 252
  • 241
  • 227
  • 192
  • 180
  • 175
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
71

Kossi D'oya na festa de Santa Bárbara:o corpo num processo criativo da poética em dança

Rodrigues, Rita de Cássia Nascimento January 2007 (has links)
158f. / Submitted by Suelen Reis (suziy.ellen@gmail.com) on 2013-04-01T16:52:44Z No. of bitstreams: 1 Rodrigues%seg.pdf: 1868741 bytes, checksum: 872e050a8b6b0994dbda137b09691f04 (MD5) / Approved for entry into archive by Ednaide Gondim Magalhães(ednaide@ufba.br) on 2013-04-10T13:56:09Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Rodrigues%seg.pdf: 1868741 bytes, checksum: 872e050a8b6b0994dbda137b09691f04 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-04-10T13:56:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Rodrigues%seg.pdf: 1868741 bytes, checksum: 872e050a8b6b0994dbda137b09691f04 (MD5) Previous issue date: 2007 / Este estudo analisa o corpo de dançarinas-intérpretes-criadoras (DICs), a partir da perspectiva de experienciar outro modo do fazer poético em dança. Foi desenvolvido com base na observação como principal ferramenta metodológica, tanto com relação à investigação empírica, realizada na festa de Santa Bárbara, que ocorre tradicionalmente no dia 04 de dezembro, no Centro Histórico da cidade de Salvador-BA, quanto no processo de criação realizado em laboratórios criativos. Essa dissertação tem como resultado o esboço poético do futuro espetáculo intitulado Kossi D’ Oya que, atualmente, é constituído de três cenas – “Olho do Mundo”, “Ar em Cantos”, “Dentro de mim” – os quais são analisados à luz da Etnocenologia, numa perspectiva estética criativa. O objetivo buscado foi refletir sobre como o corpo das DICs interpreta ou expressa a sua visão sobre essa manifestação cultural. Aprofundamos ainda reflexão sobre o corpo afrodescendente das mulheres-negras do Centro Comercial Santa Bárbara e do cortejo em procissão nessa festividade. Assim, a memória das DICs imersas nessa manifestação da cultura baiana ganha destaque, para o acolhimento dos referenciais objetivados à poética em dança. / Salvador
72

Voz dançada: corpo organizando voz em movimento de dança

Bueno, Gabriel Peletti 22 August 2013 (has links)
Submitted by Diana Alves (ppgdancaufba.adm@gmail.com) on 2013-08-02T15:34:31Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO GABRIEL PELETTI.pdf: 1116831 bytes, checksum: 797c205191043bf480570a7e0de14636 (MD5) / Approved for entry into archive by Vilma Conceição(vilmagc@ufba.br) on 2013-08-22T18:27:21Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO GABRIEL PELETTI.pdf: 1116831 bytes, checksum: 797c205191043bf480570a7e0de14636 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-08-22T18:27:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO GABRIEL PELETTI.pdf: 1116831 bytes, checksum: 797c205191043bf480570a7e0de14636 (MD5) / FAPESB / A pesquisa da voz em configurações de dança, visa refletir criticamente acerca do seu uso em trabalhos artísticos coreográficos, emergindo como um elemento compositivo de dança. A partir do princípio que, voz é movimento, no, e, do corpo, seu uso se torna estratégia de dança, probabilidade nas relações de construção de movimento. Este estudo trabalha com a informação que, ações de vocalizar e ações de dançar decorrem da organização de movimentos no corpo, onde, ações operam como matrizes da comunicação e constroem linguagens. E, tem por objetivo discutir as relações entre as ações de vocalizar e as ações de dançar, por meio da observação de quatro obras coreográficas registradas em material videográfico. A construção da hipótese da voz dançada, a inseparabilidade voz, corpo, dança permite a identificação de ações de vocalizar em ações de dançar, e, institui a voz em movimento de dança, nos seus vários modos organizativos no corpo e, em configurações de dança. Com o propósito de rever alguns conceitos sobre voz, linguagem e corpo, o estudo também promove uma mudança na maneira de compreender a voz no campo de conhecimento em dança, entendendo que suas configurações no corpo co-dependem de correlações entre movimentos internos e movimentos externos. Como a hipótese da voz dançada não se limita a um único modo de organização, mas a muitos modos e particularidades, instigando futuras pesquisas sobre o assunto da voz na dança, chega-se ao entendimento que, a existência da voz em configurações artísticas de dança se caracteriza em voz dançada, pois ocorre na dança, ou seja, é da natureza da dança. / Programa de Pós Graduação em Dança/Escola de Dança
73

Short curtinho e barriga de fora: experiência de corpo e avaliações estéticas de mulheres de um bairro periférico de Salvador.

Pimenta, Scyla Pinto Costa January 2008 (has links)
106f. / Submitted by Caroline Souza (karol.sz@hotmail.com) on 2013-08-28T12:49:23Z No. of bitstreams: 1 Dissertação Scyla ok.pdf: 1933830 bytes, checksum: b9bfb2a6d870970a518698bddc521efd (MD5) / Approved for entry into archive by Ana Portela(anapoli@ufba.br) on 2013-08-29T15:06:28Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação Scyla ok.pdf: 1933830 bytes, checksum: b9bfb2a6d870970a518698bddc521efd (MD5) / Made available in DSpace on 2013-08-29T15:06:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação Scyla ok.pdf: 1933830 bytes, checksum: b9bfb2a6d870970a518698bddc521efd (MD5) Previous issue date: 2008 / Fapesb / Este trabalho tem como objetivo analisar concepções corporais de mulheres que habitam bairros populares de periferia de Salvador, baseado na hipótese de que estas mulheres não aderem completamente aos padrões estéticos, corporais e alimentares fornecidos pela mídia devido a uma diferente imersão no mundo, que conduz a uma vivência corporal distanciada das imagens estéticas e comportamentais atribuídas. A pesquisa ocorreu em Pau da Lima, bairro de periferia da cidade de Salvador, através de trabalho de campo e entrevistas visando alcançar os diferentes olhares sobre o corpo. Para as mulheres com até 30 anos a concepção de beleza se aproxima mais dos padrões fornecidos pela mídia e um corpo magro é buscado como o ideal de beleza embora dificilmente alcançado. Já as noções de beleza corporal das mulheres mais velhas ou que já constituíram famílias e tiveram filhos, se distanciam mais desse ideal. A barriga grande, banha, pneuzinho, gordurinhas indesejadas, foi indicada por todas, independente da idade, como o motivo de maior desgosto no corpo, mas a imersão no contexto cotidiano se torna mais importante do que as avaliações racionalizadas e adere-se a moda independente da adequação do tipo físico. This work seeks to analyse body notions of women who live in Salvador’s outskirts. It is based on hypothesis that women from poor neighbourhoods are immersed in their daily world in a particular way that provides them with different ways to experience their bodies. Thus they not adhere completely to aesthetics, nutritional and body standards spread by the media. The field research was undertaken in the neighbourhood of Pau da Lima, located in the periphery of Salvador. Through participant observation and interviews it captures the diverse views on the body. For women up to 30 years of age, the beauty model is closer to that provided by the mainstream media, and a slim body is held as the ideal, yet difficult to attain, model. Older women or those who had already established their own families diverge more from that mainstream ideal. Nevertheless, “big belly”. “rolls of fat”, “undesirable fat” are all considered, regardless of age, as the main reason for being unsatisfied with their own bodies. However, everyday experiences stand as more important than rationalised evaluation, with women trying to adhere to fashion regardless of bodily type. / Salvador
74

Maracatu do Ceará: contribuições para o estudo de sua configuração

Paula, Jorge 26 September 2013 (has links)
Submitted by Diana Alves (ppgdancaufba.adm@gmail.com) on 2013-09-24T12:19:14Z No. of bitstreams: 1 Dissertação Jorge Luiz.pdf: 5546460 bytes, checksum: 38dd4a1a22a52f301e99226cf8cb3d6d (MD5) / Approved for entry into archive by Alda Lima da Silva(sivalda@ufba.br) on 2013-09-26T17:48:08Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação Jorge Luiz.pdf: 5546460 bytes, checksum: 38dd4a1a22a52f301e99226cf8cb3d6d (MD5) / Made available in DSpace on 2013-09-26T17:48:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação Jorge Luiz.pdf: 5546460 bytes, checksum: 38dd4a1a22a52f301e99226cf8cb3d6d (MD5) / CAPES / O Maracatu do Ceará é um cortejo de rua que, desde meados do século XX, ocorre nas ruas de Fortaleza no período de carnaval. É freqüentemente descrito como uma manifestação popular em homenagem aos reis negros africanos. Tradicionalmente os brincantes são do sexo masculino e vestem-se de mulher usando também o chamado “falso negrume”, uma tintura preta especial que é aplicada sobre a pele, e apresentam-se ao som do chamado “ritmo dolente” dos tambores. A proposta da presente pesquisa é investigar o maracatu “Rei de Paus”, um dos blocos mais tradicionais de Fortaleza, CE, enfocando as dinâmicas corporais da dança e os processos de significação que ocorrem no corpo dos brincantes. Trata-se de uma pesquisa descritiva, de cunho exploratório, essencialmente qualitativa, cuja metodologia empregada foi o estudo de caso e tendo como método de coleta de dados a entrevista e a observação participante. Concentrando nossa análise do depoimento dos brincantes do Maracatu, descrevemos algumas metáforas presentes no corpo. Os resultados permitem entrever os novos nexos de sentido desta performance de rua. O estudo torna-se relevante para discutir peculiaridades importantes desta forma de expressão que levam ao reconhecimento do Maracatu como expressão brincante cearense. / Programa de Pós Graduação em Dança/Escola de Dança
75

Silêncio e naturalização na construção das masculinidades na Educação Básica

Santos, Josue Leite 15 October 2013 (has links)
Submitted by JOSUE LEITE (josueleite@gmail.com) on 2013-10-04T15:13:50Z No. of bitstreams: 1 Texto final da dissertação - DEPOSITO repositório.pdf: 21752015 bytes, checksum: f6023a1a904fcfe8cbc304912608f0db (MD5) / Approved for entry into archive by Alda Lima da Silva(sivalda@ufba.br) on 2013-10-15T18:12:38Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Texto final da dissertação - DEPOSITO repositório.pdf: 21752015 bytes, checksum: f6023a1a904fcfe8cbc304912608f0db (MD5) / Made available in DSpace on 2013-10-15T18:12:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Texto final da dissertação - DEPOSITO repositório.pdf: 21752015 bytes, checksum: f6023a1a904fcfe8cbc304912608f0db (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia – FAPESB / O presente trabalho é uma pesquisa de mestrado cujo título é “Silêncio e naturalização na construção das Masculinidades na Educação Básica”. O objeto de pesquisa deste estudo consistiu na reflexão acerca da escola no processo de materialidade dos corpos enquanto artefatos performativos de masculinidades, cujo objetivo é analisar como a escola de educação básica, através dos atos de currículo, se posiciona frente a uma política das masculinidades. Nosso ponto de partida está na convicção de que a heterossexualidade, como a pedra angular dos alicerces da construção das estruturas culturais da sociedade, produz sujeitos legítimos, normais e naturais em detrimento da produção de outros que serão destinados à abjeção, ao silêncio, à violência, a patologia e a ilegalidade. Neste sentido, há práticas discursivas culturais que permeiam todo fazer escolar, guiado por uma epistemologia dominante que estabelece a matriz heterossexual como norma, como princípio natural e essência do sujeito. Assim, acreditamos que borrando os limites e as fronteiras desta matriz de inteligibilidade de gênero poderemos, então, pensar em novas possibilidades de produções culturais das masculinidades sem as marcas da subalternidade, do ridículo, da injúria, da violência, dos limites fixos e das fronteiras que limitam as possibilidades outras. Este estudo tem como contexto os professores da educação básica, da rede pública estadual de educação do estado da Bahia, do município de Jequié-BA. Foram adotados nesta investigação os princípios da pesquisa qualitativa descritiva, dadas as contribuições inerentes desta abordagem para o estudo de caso amiúde da prática escolar. Por fim, os dados foram analisados à luz da análise de conteúdo baseada em Bardin, o que resultou nas verificações de que os caminhos tomados pela escola não estão neutros ou isentos de práticas políticas intencionais. Há práticas discursivas culturais que permeiam todo fazer escolar, guiado por uma epistemologia dominante que estabelece a matriz heterossexual como norma, como princípio natural e essência do sujeito. As melhorias nos campos das sexualidades e gênero não serão efetivadas na escola enquanto o modelo de referência for este que está consolidado no paradigma da modernidade. / Defesa de Mestrado IHAC/Pós-Cultura
76

Dança/linguagem: texto do procedimento metafórico do corpo

Ferreira, Patricia Cruz 05 February 2014 (has links)
Submitted by Diana Alves (ppgdancaufba.adm@gmail.com) on 2014-09-08T13:55:00Z No. of bitstreams: 1 DissertaçãoPatrícia Cruz.pdf: 826597 bytes, checksum: 991e9e26f56fc4e7bf6dbf397215906c (MD5) / Approved for entry into archive by Alda Lima da Silva (sivalda@ufba.br) on 2014-09-08T20:32:59Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DissertaçãoPatrícia Cruz.pdf: 826597 bytes, checksum: 991e9e26f56fc4e7bf6dbf397215906c (MD5) / Made available in DSpace on 2014-09-08T20:32:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DissertaçãoPatrícia Cruz.pdf: 826597 bytes, checksum: 991e9e26f56fc4e7bf6dbf397215906c (MD5) / FAPESB / Nosso cotidiano é permeado de objetos – imagens, textos, pessoas, lugares, movimentos, que se efetivam significativamente como ambientes de representação, organização, disseminação e apresentação das informações. Nesse universo, o corpo, em todos os seus aspectos e modos de operar, desempenha um importante papel cognitivo na estruturação das linguagens enquanto leituras sígnicas verbais e não verbais do mundo. A hipótese é de que a dança pode ser considerada como linguagem na qual alguns dos corpos no ambiente cênico (dançarino-espectador) realizam uma ação cognitiva de caráter textual - comunicam signos realizados com o entorno, compondo uma escrita metafórica. Com o objetivo de refletir sobre a dança como linguagem e explicitar a operacionalidade metafórica dos corpos na dança, o estudo se fundamenta em teóricos da Dança, da Comunicação, da Semiótica peirceana, da Linguística Cognitiva, das Neurociências e das Ciências Cognitivas, que possibilitam levantar questionamentos acerca dos pensamentos dicotômicos que consideram a dança ou o corpo privado da razão, do pensamento, e a linguagem descorporificada. Inicialmente, são abordados os conceitos mais amplos de signo e linguagem propostos pela Semiótica de Charles Sanders Peirce (PEIRCE, 2010, 1975; SANTAELLA, 2012, 2005, 2004) e as argumentações de corpo na linguagem e a linguagem verbal como “parasita” do não verbal (RUTHROF, 2010, 2000). Em seguida, tais formulações são colocadas em diálogo com as compreensões de metáfora, de significativo e de sentido (LAKOFF E JOHNSON, 2002, 1999; e JONHSON, 2007), de procedimento metafórico (RENGEL, 2007), e de memória e sistema de mapeamento cerebral do corpo (DAMÁSIO, 2011). O conjunto teórico e o contexto de apresentação da dança são analisados de forma descritiva e qualitativa de modo a identificar traços da ação da escrita metafórica do corpo como processos de tradução, significação e memória. A relevância da pesquisa é tratar a dança não como uma linguagem tal qual a fala e a escrita, mas expandir suas compreensões e gerar condições para mudar hábitos cognitivos reforçadores da hegemonia do verbal e de dicotomias como olhar/agir, passividade/atividade e o dualismo mente e corpo.
77

Corpos virtualizados, danças potencializadas: atualizações contemporâneas do corpociborgue

Rêgo, Isa Sara Pereira 18 January 2013 (has links)
Submitted by Diana Alves (ppgdancaufba.adm@gmail.com) on 2014-09-08T13:09:21Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇAO ISA SARA.pdf: 4938335 bytes, checksum: d501e50a0cc0235a3bbe8da6e0d41a41 (MD5) / Approved for entry into archive by Alda Lima da Silva (sivalda@ufba.br) on 2014-09-08T21:05:11Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇAO ISA SARA.pdf: 4938335 bytes, checksum: d501e50a0cc0235a3bbe8da6e0d41a41 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-09-08T21:05:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇAO ISA SARA.pdf: 4938335 bytes, checksum: d501e50a0cc0235a3bbe8da6e0d41a41 (MD5) / FAPESB / A Dança nessa dissertação é considerada como uma linguagem herdeira do processo simbiótico ancestral entre o corpo humano e a técnica (LEMOS, 2008). Sendo o objetivo desse trabalho atualizar/virtualizar a dança, bem como revelar os diferentes processos de virtualização que ocorrem no corpo (LÉVY, 1996). Este trabalho propõe o conceito de corpociborgue, em atualização ao conceito de cyborg de Donna Haraway (1985), evidenciando que o cyborg é uma categoria/fenômeno que ocorre no corpo; assim escolhemos alguns artistas que exploram, ou exploraram precursoramente, variações pioneiras do corpociborgue na Arte e na Dança. Estabelecemos ainda aproximações e conexões com teóricos contemporâneos que dialogam com o conceito de cyborg de Haraway (1985), e embasam teoricamente o tema proposto por essa pesquisa, tais como: Pierre Lévy (1996), Lucia Santaella (2004, 2007), André Lemos (2004, 2008), Ludmila Pimentel (2008) e José Gil (1999). Em uma última etapa de nossas investigações percebemos a necessidade de apresentar inovadoramente cinco categorias de corposciborgues na dança, são elas: corposciborgues na videodança, corposciborgues criados com softwares de animação, corposciborgues criados com softwares interativos, corposciborgues na dança telemática e corposciborgues fluídos das mídias móveis.
78

Fotodobragens, moldes e repetições para um corpo continuar

Sbardelotto, Diane January 2018 (has links)
Pesquisa acadêmica-artística verbo-visual em educação, transversal à filosofia, arte e literatura, onde trata-se das subje¬tivações nos processos de educação a partir de três poéticas: Fotodobragens (um corpo performatiza dobras e se fotografa), Moldes (instalações de tecidos desenvolvidas a partir da experiên¬cia como costureira) e Eu me repito (exercícios de fala repetida gravados diariamente em vídeo). Dobras nas palavras, nas rou¬pas e no corpo da própria pesquisadora são realizadas em um processo contínuo de experimentação de si como artista, mulher, costureira, professora e pesquisadora. Como referências são uti¬lizadas obras de artes visuais, poesias e ficções que se misturam a estudos teóricos da filosofia da diferença com Deleuze, Foucault e Nietzsche, para pensar as “dobras”, as “escritas de si” e “a vida como obra de arte” em práticas de moldagens, repetições e dobras para fazer um corpo continuar. / Academic-artistic research verbo-visual in education, transverse philosophy, art and literature, where we are dealing with the subjec¬tivation from three poetics: Foto pholding (a body performs folds and photograph yourself), Molds (artistic installation developed from experience as a seamstress) I repeat myself (repeated speech exercises recorded daily on video). Folds in the words, clothes and body of the researcher herself are carried out in a continuous pro¬cess of experimentation of herself as artist, woman, seamstress, teacher and researcher. As references are works of visual arts, po¬etry and fictions that blend into theoretical studies of the philos¬ophy of difference with Deleuze, Foucault and Nietzsche, to think of the “folds”, the “Self-written” and “life as a work of art” in mold¬ing practices, repetitions and folds to make a body continuous.
79

Arte e antropofagia / 4RTE E 4NTR0P0F4614

Almeida, Diego Azambuja de 22 November 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Programa de Pós-Graduação em Artes, 2016. / Submitted by Camila Duarte (camiladias@bce.unb.br) on 2017-02-06T12:20:18Z No. of bitstreams: 1 2016_DiegoAzambujadeAlmeida.pdf: 8030649 bytes, checksum: 8b7f0c6b64de959527330f3dca092e6b (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-03-13T18:02:11Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_DiegoAzambujadeAlmeida.pdf: 8030649 bytes, checksum: 8b7f0c6b64de959527330f3dca092e6b (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-13T18:02:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_DiegoAzambujadeAlmeida.pdf: 8030649 bytes, checksum: 8b7f0c6b64de959527330f3dca092e6b (MD5) / O texto apresenta a relação entre a noção de plasticidade corporal apresentado pelo autor Gonzalo Aguilar em sua análise da pintura Abaporu de Tarsila do Amaral (1928) e da hipótese plasticidade cerebral apresentada pelo neurocientista Miguel Nicolélis em sua pesquisa sobre a neurociência distribucionista, questionando a noção clássica de Antropofagia como absorção e destruição de corpos. A partir da relação entre a Antropofagia de Oswald de Andrade e as Tecnofagias de Giselle Beiguelman (2012), que multiplica a noção de antropofagia no singular em antropofagias na proposição de suas antropofagias tecnológicas, proponho a compreensão das antropofagias como tecnofagias a partir da relação entre o humano e o técnico na noção proposta Bernard Stiègler da antropogênese como tecnogênese. Crio os neologismos absorversões e atraversamentos, a partir da relação entre as palavras absorção e atravessar com a palavra versar, significando simultaneamente versos e versões, para argumentar a compreensão das antropofagias como tecnofagias, onde nesse processo haveria a criação de corpos em rede se dariam a partir dos compartilhamentos nas redes e criariam assim, a partir da fragmentação e multiplicação de corpos e presenças em relação direta e mediada por tecnologias apresentando a noção de REDEmensionamentos nas criações artísticas nas ruas e nas redes. / The text present the relationship between the notion of body plasticity presented by the author Gonzalo Aguillar throw the analise of Tarsila do Amaral´s painting called Abaporu (1928), crossing with the hipothesis of brain plasticity presented by Miguel Nicolelis in his networking neuroscience research, questioning the classical notion of Anthropophagy as absorption and destruction of bodies. By the relationship between Oswald de Andrade´s proposal of Anthopophagy (1928) and Giselle Beigelman´s proposal of Technophagies (2012), that multiply the notion of Antrhopophagy presenting in her technological anthropophagies, i propose the compreention of antropophagies as technophagies by the relation between human and technics proposed by the anthropogenesis as technogênesis presented of Bernard Stiegler. I create the neologisms absorversões and atraversamentos, uning the words in portugueses “absortion” and “crossing” to the word verse, meaning simultaneously poetic verses and version to argue the compreention of the anthropophagies as technophagies and this process as creation of bodies by the network sharing and by simultaneous fragmentation and multiplication of bodies and presences in direct and mediated contact by Technologies in artistc criation on streets and on internet. This process we call REDEmensionamentos in portuguese, that means the redimenionig of bodies as network scale.
80

Dança transmídia : as táticas de corpo composto / Transmedia dance : the compound bodies tactics

Barbosa, Larissa Ferreira Regis 16 September 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Artes, Departamento de Artes Visuais, Programa de Pós-Graduação em Arte, 2016. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-05-25T20:21:13Z No. of bitstreams: 1 2017_LarissaFerreiraRegisBarbosa.pdf: 121694297 bytes, checksum: df03a89862dec88e997c5b2ccd68a36b (MD5) / Rejected by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br), reason: Bom dia, Por favor, coloque o campo título alternativo. Atenciosamente. on 2017-05-30T15:00:04Z (GMT) / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-05-30T15:45:29Z No. of bitstreams: 1 2017_LarissaFerreiraRegisBarbosa.pdf: 121694297 bytes, checksum: df03a89862dec88e997c5b2ccd68a36b (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-06-12T20:30:39Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_LarissaFerreiraRegisBarbosa.pdf: 121694297 bytes, checksum: df03a89862dec88e997c5b2ccd68a36b (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-12T20:30:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_LarissaFerreiraRegisBarbosa.pdf: 121694297 bytes, checksum: df03a89862dec88e997c5b2ccd68a36b (MD5) Previous issue date: 2017-06-12 / O trabalho, Dança Transmídia: as táticas de corpo composto, aborda a estética dos afectos que se constitui entre corpo e tecnologias da imagem no contexto da dança transmídia. Neste encontro, instaura-se um estado de corpo composto. Esse conceito reivindica a composição como posicionamento político da dança, que deseja afastar-se dos modelos estéticos baseados na relação entre corpo e controle. Na perspectiva desta pesquisa, este modelo específico articula o binômio corpo-máquina como resquício da noção moderna de corpo como mecanismo, das ideias de corpo baseadas nas relações de poder. O corpo composto surge da necessidade em propor outros modelos de circulação do sensível aliados às demandas de pensar os corpos políticos na dança transmídia. Discutem-se as táticas de corpo composto a partir das obras de dança da autora, as quais destacam-se os modos de composição da imagem a partir das táticas de invisibilidade, potência de dança na imagem, still acts digital, dentre outros. Estas táticas também são evidenciadas a partir de uma cartografia (apêndice) de obras que abarcam diferentes modos de atravessamentos entre dança e tecnologias da imagem, tais como: sistema digital de notação de movimento, motion capture, motion tracking, vídeodança, webdança , videocenografia, cibercenários, dança telemática, dança em realidade aumentada, instalação de dança com tecnologia, dançando com avatares, gamedança, glitch dance, dança com robôs. Esta pesquisa deflagra um estado interdisciplinar entre os pares dança e tecnologias da imagem, que compõe a estética dos afectos, uma relação de co-laboração que reivindica as instâncias; afectar e ser afectado. / The research, Transmedia dance: the compound body tactics focuses on the aesthetics of affection between the body and the technologies of the image in the context of transmedia dance. At this assembly, installs a state of compound body. This concept claims the composition instead of the control. Therefore it is a political position in dance, which want to move away from the aesthetic models based on the relationship between body and control. Body systems that are present in the discourse which emphasize the body-machine binomial. In view of this research, this particular model|system articulates the binomial “body-machine” as a trace of the “body as a mechanism”, which becomes from the the relations of power and submission. Discusses the compound body tactics from the dance pieces of the author, which we emphasized the compositions of the image from the follow tactis: invisibility, potential of the screemdance, still digital acts and others. These tactics become also evident from a dance work cartography that include different ways of crossings dance and technologies of the image, such as: digital system of movement notation, motion capture, motion tracking, screemdance, webdance, videoescenography, ciberescenography, dance telematics, augmented reality dance, dance with technology installation, dancing with avatars, gamedace, glitch dance, dance with robots. This research triggers an interdisciplinary body between the dance and the technologies, which makes up the aesthetics of affection, a colaboring relationship composed on the affect and be affected.

Page generated in 0.0529 seconds