• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 157
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 160
  • 109
  • 32
  • 25
  • 20
  • 20
  • 20
  • 15
  • 14
  • 14
  • 13
  • 13
  • 13
  • 12
  • 11
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Fagocitose em crianças com doença falciforme

Vilela, Maria Marluce dos Santos, 1947- 16 July 2018 (has links)
Orientadora: Magda Maria Sales Carneiro Sampaio / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-16T06:55:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Vilela_MariaMarlucedosSantos_D.pdf: 8617265 bytes, checksum: 41aad35f5711c32768ef77e78ed33086 (MD5) Previous issue date: 1985 / Resumo: A morbidade por infecção nos portadores de doença falciforme é elevada, não estando ainda completamente elucidadas as causa deste fato. Os estudos imunológicos concentram-se na função esplênica, na atividade de via alternativa do complemento e recentemente, na função fagocitária. O presente trabalho compreende o estudo do sistema fagocitário em crianças com doença falciforme, durante a fase estável. Seu objetivo principal foi de avaliar a função dos fagócitos polimorfo/mononucleares e da atividade sérica opsônica, na expressão da imunocompetência dessas crianças, e conhecer, pelo menos em parte, o que as predispõe à elevada suscetibilidade às infecções graves, especialmente por organismos com cápsulas pollissacarídicas, tais como os pneumococos. Avaliaram-se a quimiotaxia de polimorfonucleares e monócitos periféricos, pela técnica das câmaras de Boyden modificada a capacidade fagocitária de monócitos para eritrócitos de carneiro (E) incubados com anticorpos (A) de classe IgG de coelho anti-E (detecção de receptores para Pc da IgG) para partículas de zimosan incubadas com soro humano fresco ( detecção de receptores para C3). Um grupo de crianças sadias, pareadas por idade ao grupo de pacientes, serviu como controle. A atividade quimiotática de polimorfonucleares e monócitos de pacientes mostrou-se equivalente à do grupo controle. ...Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: Not informed. / Doutorado / Imunologia / Doutor em Ciências Biológicas
12

Avaliação de parametros da resposta imunologica em individuos com exposição ocupacional a inseticidas anticolinesterasicos

Fernandes, Marcia Dias 16 May 1997 (has links)
Orientador: Mary Luci de Souza Queiroz / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-22T03:20:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Fernandes_MarciaDias_M.pdf: 2104234 bytes, checksum: f6ddb940e92ef6ade2a98d85f613bf58 (MD5) Previous issue date: 1997 / Resumo: Neste trabalho estudamos alguns dos efeitos dos inseticidas, organofosforados e carbamatos, sobre o sistema imunológico. Foram estudados 40 indivíduos expostos ocupacionalmente a estes inseticidas e 40 indivíduos-controle, sem história de exposição ocupacional a estes compostos. A atividade das colinesterases no sangue foi utilizada como indicador de exposição. Os testes imunológicos utilizados foram: . resposta imune-inespecífica avaliada através da atividade fagocitária e lítica dos neutrófilos tfente aos antígenos Candida albicans e Candida pseudotropicalis, capacidade do neutrófilo se reduzir o corante nitroblue tetrazolium (NBT) e locomoção de neutrófilos (Quimiotaxia) resposta imune-humoral avaliada através das dosagens séricas das imunoglobulinas IgG, IgA e IgM. Os resultados demonstraram uma redução significativa na atividade lítica de neutrófilos, tfente ao antígeno C. albicans nos indivíduos expostos aos inseticidas; no entanto, a atividade fagocitária estava normal. As atividades fagocitária e lítica dos neutrófilos frente ao antígeno C. pseudotropicalis, permaneceram inalteradas. Observaamos também uma diminuição significativa na produção de superóxidos, avaliada pelo teste de redução do corante NBT. Através da quimiotaxia, observamos uma diminuição significativa na locomoção de leucócitos. Em relação às dosagens séricas da imunoglobulinas, não observamos nenhuma alteração quando comparadas ao grupo controle / Abstract: In this work, some effects of the organophosphate and carbamate insecticides on the immune response were investigated. We have studied forty workers ocupationally exposed to these insecticides and forty non-exposed control individuaIs. To monitor exposure we used cholinesterase activity in red bfood cells as an indicator of exposure. Phagocytosis and killing of Candida a/bicans and Candida pseudotropicalis by neutrophils, neutrophil chemotaxis, nitroblue tetrazolium reduction and leve1s of IgG, IgM and 19A were measured. The results obtained demonstrated that the phagocytic function of neutrophi1s in exposed workers did not differ from that of the control individuals. On the other hand, lysis of C. à/bicans by neutrophi1s was significantly decreased even in those workers with normal cholinesterase activity. Conversely, the lysis of C. pseudotropicalis by neutrophils was not altered. We also observed a significant decrease of nitrqblue tetrazolium reduction and neutrophil chemotaxis in the exposed group. Regarding the levels of IgM, 19A and IgG we observed no significant alterations as compared to controls / Mestrado / Farmacologia / Mestre em Ciências
13

Caracterização clinica e imunologica de pacientes com imunodeficiencia comum variavel

Amoras, Ana Lidia Braga 31 August 2001 (has links)
Orientador : Maria Marluce dos Santos Vilela / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-31T15:01:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Amoras_AnaLidiaBraga_M.pdf: 16753114 bytes, checksum: d704d73dbf02424f587fbb18b6726b51 (MD5) Previous issue date: 2001 / Resumo: A Imunodeficiência Comum Variável (ICV) é uma sindrome incompletamente definida, caracterizada por defeito na formação de anticorpos. Devido ao fato da ICV apresentar ainda inúmeros pontos não esclarecidos, propusemo-nos analisar evolutivamente a apresentação clinico-laboratorial de 17 pacientes com diagnóstico de ICV, em seguimento no Ambulatório de Imunologia-Alergia e Pneumologia do Hospital de Clinicas da Universidade Estadual de Campinas(Unicamp). Os pacientes foram avaliados quanto à idade de início dos sintomas e à forma de apresentação clinica e imunológica. A função fagocitária de monócitos foi avaliada in vitro através da quimiotaxia, fagocitose mediada via Fc, CRI e CR3 e atividade do sistema NADPH oxidase. A concentração dos níveis séricos de IgM, IgG, IgA e subclasses de IgG foi determinada por nefelometria e as subpopulações linfocitárias e células NK por citometria de fluxo. Todos os pacientes apresentaram as primeiras manifestações clinicas antes dos quatro anos de idade, evoluíram com infecções de repetição e, em 8 pacientes havia associação de manifestações gastrointestinais e em 7 fenômenos autoimunes. Ao diagnóstico, a média da concentração de IgM, IgG e IgA foi 17 mg/dl, 365 rng/dl e 7,85 mg/dl, respectivamente. Observou-se nos pacientes com ICV, redução significativade todas as subclassesde IgG (IgGI, p=0,0001; IgG2, p=0,002; IgG3, p=0,006 e IgG4, p=0,0001), em relação ao grupo controle. A porcentagem de células NK foi significantemente reduzida (P=0,006) quando comparada aos indivíduos normais. A porcentagem de células-T CD3+(p=0,013)e CD8+ (P=0,004)foi significantemente aumentada e a relação CD4/CD8 (P=0,013) foi significantemente reduzida nos pacientes com ICV em relação ao grupo controle. Entretanto, a porcentagem de células-T CD4+ não demonstrou diferença entre os doisgrupos. Redução do número de' células-B circulantes com valores inferiores a 2% foi observado em 47% dos pacientes com ICV. A fagocitose mediada via Fc, CRI, CR3 (p=0,0001)de monócitos e quimiotaxia (p=0,0027)foram significantemente reduzidas nos pacientes com ICV em relação ao controle normal. Entretanto, não houve diferença na produção de ânion superóxido entre os dois grupos. Devido a heterogeneidade de apresentação clínica entre nossos pacientes e dos relatados na literatura sugere-se que a ICV possa ser a expressão fenotípica de várias doenças, e que defeitos na quimiotaxia e fagocitose de monócitos podem ser caracterizados em um grupo de pacientes, determinando uma nova direção na fisiopatologiada ICV / Abstract: Common variable immunodeticiency is an incompletely detined syndrome, characterized by a defect in antibody formation. Since CVI presents numerous, as yet unclarified, defects we proposed to analyze the evolution of the clínical-laboratorial presentations of 17 patients diagnosed with CVI from the Immunology-Allergy and Pneumology Clínic ofthe Hospital de Clínicas at the State University of Campinas, Brazil. The patients were evaluated according to their age at the initiation of symptoms and their clínical and immunological evolutional presentation. Blood monocyte phagocytic functions were evaluated in vitro by chemotaxis, phagocytosis mediated by Fc, CRI and CR3 and NADPH-oxidase activity. Concentrations of the serum levels of IgM, IgG, IgA and subclasses of IgG were determined by nephelometry and the lymphocyte subset and NK cells were evaluated by flow cytometry. All the patients presented initial clínical manifestations before four years of age, developing repeated infections and, in 8 patients, there was an association of gastrointestinal manifestations and 7 patients presented autoimmune phenomenons. At the time of diagnosis, the mean concentrations of IgM, IgG and IgA were 17.0 rng/dL, 365.0 mg/dL and 7.85 rng/dL, respectively. In CVI patients, significant reductions in all the subclasses of IgG (IgGI, p=0.0001;IgG2, p=0.002; IgG3, p=0.006 and IgG4, p=0.0001) were observed in relation to the control group. The elative number of NK cells was significantly reduced (p=0.006) whencompared with normal individuals. The percentage of CD3+ (p=0.013) and CD8+ T cells (p=0.004) were significant1yreduced in patients with CVI in relation to the control group. However a percentage of CD4+ T cells did not demonstrate any differences between the two groups. A reduction in the number of circulating B cells was also observed, with values lower than 2 % in 47 % of the patients with CVI. Phagocytosis measured via Fc, CRI, CR3 (p=0.0001) of monocytes and chemotaxis (p=0.0027) were significant1yreduced in the patients with CVI in relation to the normal controls. However, there was no difference in the superoxide production between the two groups. Due to the heterogeneity of the clinicalpresentations of our patients and those related by the literature, it may be suggested that CVI may be a phenotypic expression of various diseases and that the defects in the chemotaxis and phagocytosis of monocytes may be characterized in a group of patients, determining a new direction in the physiopathology of CVI / Mestrado / Pediatria / Mestre em Saude da Criança e do Adolescente
14

Desvendando a resposta dos eosinófilos, dos neutrófilos e dos monócitos nas parasitoses intestinais, na asma e na associação de ambas em crianças

Ribeiro, Helane Catarine Dantas do Nascimento 17 December 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Pós-graduação em Medicina Tropical, 2015. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-06-21T16:20:41Z No. of bitstreams: 1 2015_HelaneCatarineDantasdoNascimentoRibeiro.pdf: 5640990 bytes, checksum: f577306d6c7e1c7f705450e010cf2e22 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2016-07-26T10:55:34Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_HelaneCatarineDantasdoNascimentoRibeiro.pdf: 5640990 bytes, checksum: f577306d6c7e1c7f705450e010cf2e22 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-07-26T10:55:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_HelaneCatarineDantasdoNascimentoRibeiro.pdf: 5640990 bytes, checksum: f577306d6c7e1c7f705450e010cf2e22 (MD5) / As parasitoses intestinais apresentam uma alta prevalência no mundo. Estudos revelam o aumento das doenças alérgicas e da asma e concomitantemente redução das doenças infectoparasitárias em crianças. A existência de uma correlação é estudada demonstrando a ação imunossupressora dos parasitos intestinais sobre a resposta imunitária sistêmica. Os objetivos do presente trabalho foram avaliar o estado de ativação dos eosinófilos e as funções dos fagócitos comparativamente em crianças com asma, com parasitoses intestinais e na associação de ambas. Foi realizado estudo transversal com 68 crianças residentes no Riacho Fundo II e na Cidade Estrutural, em Brasília/Distrito Federal. Os pacientes foram separados nos grupos: A) crianças com parasitoses intestinais; B) crianças asmáticas sem parasitoses intestinais; C) crianças com parasitoses intestinais e asma e D) grupo controle. Após técnica de aderência em lâmina, foram avaliados: o estado de ativação dos eosinófilos do sangue periférico por parâmetros morfológicos; a fagocitose pelos monócitos (MON) e neutrófilos (NEU) por receptores para padrões moleculares de patógenos (rPMP) e para opsoninas (rOps), como também a produção de ânions superóxido (O-) pelo teste do nitroblue tetrazolium (NBT). As análises estatísticas foram realizadas pelos testes de ANOVA ou Kruskal-Wallis. Observamos, além da baixa renda familiar e reduzidas condições de escolaridade, a prática de evacuações no peridomicílio pelas crianças e a ausência de tratamento domiciliar da água de beber. Os parasitos intestinais mais prevalentes foram Ascaris lumbricoides e Giardia lamblia, seguida por Hymenolepis nana e houve associação de parasitos intestinais em 38% dos pacientes parasitados. A ativação dos eosinófilos foi menor nas crianças com enteroparasitoses, quando analisados o percentual de eosinófilos normais, espraiamento, liberação de pequenas quantidades de grânulos e emissão de pseudópode único, comparativamente às crianças asmáticas. A capacidade fagocitária pelos rPMP dos NEU das crianças parasitadas exclusivamente por protozoários foi menor do que a das crianças asmáticas. Quando a fagocitose foi avaliada pelos rOps, a capacidade fagocitária dos MON das crianças asmáticas e também parasitadas foi maior do que a das crianças controle, pela maior ingestão de leveduras pelos MON. A produção de O- pelos fagócitos foi menor nas crianças parasitadas por protozoários do que nas crianças asmáticas e parasitadas por protozoários. Contudo, a produção dos O- foi maior nas crianças parasitadas por helmintos do que nas crianças asmáticas. Em conclusão, a infecção parasitária e o quadro de asma tiveram efeitos opostos sobre as diversas funções da imunidade inata estudada. O tipo de resposta dependeu do tipo de parasito e helmintos e protozoários determinaram repostas opostas: enquanto os protozoários, particularmente a Giardia intestinalis, diminuíram a capacidade fagocitária dos NEU pelos rPMP, os helmintos estimularam a fagocitose pelos MON pelos rOps. Em adição, enquanto no quadro de asma observamos certo grau de ativação dos eosinófilos, nas crianças parasitadas, essa ativação dos eosinófilos no sangue periférico não ocorreu, possivelmente por fatores supressores produzidos pelos parasitos. Tais achados podem contribuir para o esclarecimento sobre a resposta imune inata aos parasitos e suas repercussões no indivíduo, auxiliando na abordagem das parasitoses e no desenvolvimento de novas terapêuticas para a asma e atopias. / Intestinal parasites have a high prevalence worldwide, mainly in developing countries in places showing poor sanitary and socio-economic conditions. Several studies point to an increase in allergic diseases and asthma over the years, and show a concomitant reduction in infectious and parasitic diseases in children. The existence of such a correlation or causal factor has been investigated in experimental models with animal and human beings, leading to findings that demonstrate the immunosuppressive action of the parasites on the systemic immune response. Factors depending on the host, such as genotype, immune competence and nutritional status; and factors depending on the parasite, as the parasite load and the pathogenicity and virulence of helminths or protozoans, will determine the type of immune response triggered in infected individuals. In this context, this work aimed to evaluate eosinophil activation status and phagocytes' functions comparatively in children with asthma, intestinal parasites and in combination of both. A cross-sectional study was done in 68 children living in Riacho Fundo II and Chácara Santa Luzia in Cidade Estrutural, in Brasilia/Federal District, Brazil. The socio-economic-cultural evaluation of the families, and clinical, laboratory and stool testing of each child were made. Four groups were studied: A) Helminths or/and protozooan parasitized children; B) asthmatic children; C) asthmatic and parasitized children; and D) control group. The blood eosinophil activation status was assessed by morphologic parameters after adherence to glass. The phagocytic capacity of monocytes and neutrophils was evaluated by pathogen-associated molecular pattern receptors (PAMPr) and the opsonin receptors, as well as superoxide anions production by nitroblue tetrazolium test (NBT). Statistic analyses were performed by ANOVA or Kruskal-Wallis test. Eosinophils were lower activated in children with intestinal parasites than in asmathic children, by percentage of normal eosinophils, spreading, releasing of small quantities of granules and emission of a single pseudopod. The phagocytic capacity of neutrophils of children exclusively parasitized by protozoan was lower than that of asthmatic children, by pathogen-associated molecular pattern receptors. When the phagocytosis was evaluated by opsonin receptors, phagocytic capacity of monocytes in asthmatic children concomitantly parasitized was higher than that of controls. Superoxide anions production was lower in children parasitized by protozoan than in children with asthma plus protozoan. However, superoxide anions production was higher in children who were parasitized by helminths than in asthmatic children. In conclusion, our data showed that parasitic infection and asthma had opposite effects on several immune innate functions. Furthermore, immune response depended on the type of parasite, and helminths and protozoa determined opposite responses: whereas protozoan, mainly Giardia intestinalis, decreased phagocytic capacity by neutrophils by PAMPr, helminths stimulated phagocytosis by monocytes by opsonin receptors. In addition, whereas in asthmatic children there were some eosinophil activation, in parasitized children there was no blood eosinophil activation possibly determined by suppressive factors produced by parasites. These findings may contribute to make clear the innate immune response to parasites and their impact on individual, assisting to understand parasites and in development of new therapies for treatment of asthma and atopies.
15

Alterações hematológicas e funcionais causadas por venenos de subespécies brasileiras de Crotalus durissus e suas frações isoladas / Hematológicas and functional alterations caused by venom of Brazilian subspecies of Crotalus durissus and its isolated fractions

Souza, Iêda Pereira de January 2006 (has links)
SOUZA, Iêda Pereira. Alterações hematológicas e funcionais causadas por venenos de subespécies brasileiras de Crotalus durissus e suas frações isoladas. 2006. 157 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2006. / Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2012-06-11T14:03:15Z No. of bitstreams: 1 2006_tese_ipsouza.pdf: 3598629 bytes, checksum: d2c825e9725328ccc51084a6e4a36355 (MD5) / Approved for entry into archive by Eliene Nascimento(elienegvn@hotmail.com) on 2012-06-11T15:30:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_tese_ipsouza.pdf: 3598629 bytes, checksum: d2c825e9725328ccc51084a6e4a36355 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-06-11T15:30:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_tese_ipsouza.pdf: 3598629 bytes, checksum: d2c825e9725328ccc51084a6e4a36355 (MD5) Previous issue date: 2006 / Venomous snake accidents represent a serious public health problem in tropical countries, as much as for their frequency of occurrence and/or morbidity and mortality that they caused. In Brazil, the genus Crotalus comprise only one species, termed Crotalus durissus, which is divided into six subspecies. The aim of our study was to evaluate the effects promoted by venoms of Crotalus durissus cascavella, originated from the States of Ceará (Cdcc) and Maranhão (Cdcm); C. durissus collilineatus (Cdcol); C. durissus ruruima (Cdru) and its isolated components, such as crotoxin (CTXru) and phospholipase A2 (PLA2ru), in the biological processes of cellular spreading, phagocytosis, hematological alterations and antifungal activity. Male Swiss mice were inoculated intraperitoneally with the venom doses of 120, 50, 27, 20, 10 and 10 µg/Kg, respectively to the snakes described above. After two hours of inoculation blood samples and exudate were collected from orbital plex and peritoneum, respectively. Statistical evaluation was performed using Student-T test with significance level set at 95%. We compared the treated animals with a control group, where animals were inoculated with saline 0.9%. Cdcm and CTXru caused the most severe alterations in the erythrogram. We noticed that 37.5% of the erythrocytes showed macrocytic and microcytic morphology; 25.5% were hipocromic; 25% showed anisocytosis and the presence of polycromasia. We also found Howell Jolly bodies in 16.8% of the examined erythocytes. The total counting of leukocytes was reduced statistically after administration of Cdcc (82.9%), Cdcm (70.1%) and Cdru (83.8%). Cellularity was altered after the inoculation of Cdcc, Cdru and CTXru for all evaluated cells. We noticed a statistic increase of peritoneum total cells caused by Cdcc, Cdcol, Cdru and CTXru. In addition, macrophage was the most predominant cell after peritoneum differential cell counting. However, only Cdcol showed a statistic increase of macrophages (62.3%). We found significant reduction of cellular spreading after administration of all venoms ranging from 52.7 to 65.7%. Phagocytosis was statistically reduced by Cdcc in the periods of 30, 60, 90 and 120 minutes. However, Cdru reduced phagocytosis only at 30, 60 and 90 minutes, Cdcm decreased phagocytosis at 30 and 90 minutes and CTXru in the periods of 60 and 120 minutes. Cdcol and CTXru showed significant fungicide activity against C. albicans in the periods of 30, 60, 90 and 120 minutes, but Cdcc showed similar results at 60, 90 and 120 minutes. We conclude that distinct venoms interfered differently in the intensity of each functional and hematological response. In addition, we postulate that macrophages maybe partially responsible for these alterations. Further studies should be evaluated for the use of venoms as fungicides. / Os acidentes ofídicos de serpentes representam um sério problema de Saúde Pública nos países tropicais, tanto pela freqüência com que ocorrem e/ou pela morbi-mortalidade que ocasionam. As serpentes do gênero Crotalus estão representadas no Brasil pela espécie Crotalus durissus, a qual se divide em seis subespécies. Nosso trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos dos venenos das serpentes Crotalus durissus cascavella originadas do estado do Ceará (Cdcc) e Maranhão (Cdcm); Crotalus durissus collilineatus (Cdcol); Crotalus durissus ruruima (Cdru) e suas frações, Crotoxina (CTXru) e Fosfolipase A2 (PLA2ru), nos processos biológicos de espraiamento celular, fagocitose, atividade fungicida e alterações hematológicas. Camundongos Swiss, machos, foram inoculados por via intraperitonial com os venenos descritos acima, nas doses de 120, 50, 27, 20 (venenos) e 10µg/Kg (frações), respectivamente. Duas horas após inoculação foram coletadas amostras de sangue do plexo orbital e o exsudato peritonial. A análise estatística utilizada foi o teste t de Student com significância de 95%. Os animais tratados foram comparados com o grupo controle (inoculados com salina 0,9%). Cdcm e a CTXru causaram as maiores alterações no eritrograma. 37,5% dos eritrócitos apresentaram morfologia macrocítica e microcítica; 25,5% hipocrômia; 25% com anisocitose e presença de policromasia. Foram observados 16,8% de corpúsculos de Howell Jolly. A contagem global de leucócitos foi reduzida significantemente após administração do Cdcc (82,9%), Cdcm (70,1%) e Cdru (83,8%). A celularidade foi alterada depois da inoculação de Cdcc, Cdru e CTXru, em todos os tipos de células. A contagem global de células do peritônio aumentou após inoculação de Cdcc, Cdcol, Cdru e a CTXru. Em adição, o macrófago foi à célula predominante na contagem diferencial de células peritoniais, contudo, somente a Cdcol apresentou significância estatística para macrófago (62,3%). Foi encontrada redução significativa do espraiamento celular depois da administração de todos os venenos variando de 52,7 a 65,7%. A fagocitose foi estatisticamente reduzida pela Cdcc nos períodos de 30, 60, 90 e 120 minutos. Cdru reduziu a fagocitose apenas em 30, 60 e 120 minutos, Cdcm em 30 e 90 minutos e CTXru nos tempos de 60 e 120 minutos. A Cdcol, e a CTXru mostraram significância na atividade fungicida contra C. albicans nos períodos de 30, 60, 90 e 120 minutos, mas a Cdcc mostrou resultado similar em 60, 90 e 120 minutos. Conclui-se que o veneno interfere diferentemente na resposta hematológica e funcional. Em adição pode-se postular que os macrófagos foram responsáveis por estas alterações. Estudos futuros deverão ser realizados na perspectiva da identificação de provável ação fungicida de venenos ofídicos e suas frações.
16

Função de fagocitos mononucleares em crianças infectadas pelo virus da Imunodeficiencia humana do tipo 1

Silva, Marcos Tadeu Nolasco da, 1960- 14 December 1998 (has links)
Orientador: Maria Marluce dos Santos Vilela / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-24T15:47:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Silva_MarcosTadeuNolascoda_D.pdf: 6274682 bytes, checksum: 8f5e7a38fc458fa958f10663a8995a6b (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: A suscetibilidade das células da linhagem monocitária à infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (IllV) pode resultar em deficiências de suas funções efetoras e reguladoras. Mesmo células não parasitadas podem ser afetadas pelas anormalidades de imunomodulação associadas à infecção. Estes mecanismos podem estar asssociados a algumas características da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA) em pediatria, como a alta prevalência de infecções por patógenos intracelulares. A função monocitária de 33 crianças infectadas pelo HIV-I e 18 crianças expostas soro-reversoras foi avaliada por meio de um ensaio de fagocitose de monócitos para Zimosan (ZYM) e para hemácias de carneiro (EA), mediada pelos receptores CRI, CR3 e Fc, respectivamente. O ensaio para ZYM foi realizado com ZYM não-opsonizado, opsonizado com soro de indivíduos normais e de paciente. Foram determinados o índice fagocitário (porcentagem de células com fagocitose efetuada em uma lâmina) e a capacidade fagocitária (número de partículas.fagocitadas em 100 células). Simultaneamente à coleta de sangue para o ensaio de fagocitose, foram avaliados parâmetros hematológicos (hemograma completo), e imunológicos, ligados ao sistema T (subpopulações linfocitárias), ao sistema B (dosagem de imunogiobulinas), e à interação entre ambos (resposta à vacina anti-hepatite B). Os índices e capacidades fagocitários das crianças expostas ao IDV-I foram comparados a valores de um grupo de referência saudáveL Os resultados do ensaio de fagocitose mostraram uma redução da fagocitose mediada por CRI e CR3 em crianças infectadas, comparadas às soro-reversoras, e da fagocitose mediada por CRI, CR3 e Fc entre os grupos infectado e de referência. Comparadas ao grupo de referência, crianças soro-reversoras mostraram uma redução na fagocitose mediada por CRI, CR3 e Fc. No grupo de crianças infectadas, os seguintes fatores foram positivamente associados à intensidade da disfunção fagocitária: idade menor que 5 anos; início dos sintomas no I Q ano de vida; níveis mais elevados de linfócitos T CD4+ e CD8+; níveis mais elevados de carga viral sérica; níveis de IgG acima de 2.000 mg/dL. No ensaio de fagocitose mediada por CRI e CR3, a opsonização do ligante (ZYM) com soro de "pool" de indivíduos saudáveis não levou a uma atenuação da disfunção fagocitária. A detecção da disfunção fagocitária em crianças infectadas pelo mv -1 destaca a necessidade de uma compreensão mais detalhada das conseqüências imunopatogênicas, clínicas e terapêuticas da interação entre o mv e as células da linhagem monocitária na população pediátrica. As conseqüências da exposição precoce ao mv sobre a função imune das crianças soro-reversoras precisam ser melhor caracterizadas / Abstract: The uptake of human immunodeticiency virus (HIV) by the CD4 monocyte receptor may result in deticiencies of monocyte effector and regulatory functions. Even non infected cells may be affected by immunomodulatory abnormalities associated with HIV infection. These mechanisms may be associated with some clinical features of pediatric AIDS, such as the high prevalence of intracellular pathogen infections. Monocyte function was evaluated in 33 HIV -1-infected and 18 exposed seroreverter children with an assay of peripheral blood monocyte phagocytosis for Zymosan (ZYM) and sheep red blood cells (EA), mediated by the CRl,CR3 and Fc receptors, respectively. The ZYM assay was conducted with non-opsonized ZYM and opsonized ZYM with patient serum or serum ITom a normal blood donor pool. The phagocytic index (percentage of cells having phagocytosis on a slide) and the phagocytic capacity (number of phagocytized particles in 100 cells) were determined. Simultaneously with the collection of blood for the phagocytic assay, blood was collected for complete blood count, lymphocyte subsets determination (CD3+, CD4+, CD8+) and immunoglobulin levels (IgA, IgG, IgM). The response to Hepatitis B vaccine was also studied in infected children. The phagocytic indices and capacities of exposed children were compared to values ITom a healthy reference group. The results of the phagocytic assay sh~wed an impairment in CRI and CR3mediated phagocytosis between infected and seroreverter children, and in CRI, CR3 and Fcmediated phagocytosis between infected and reference groups. Compared to the reference group, seroreverter children had an impairment in CRI, CR3 and Fc-mediated phagocytosis. In the group of infected children, the factors positively associated with the severity of phagocyte disfunction were: age less than 5 year -old; begitJ11Íng of symptoms in the tirst year of life; higher levels of CD4+ and CD8+ T -lymphocytes; higher serum viral load; IgG levels higher than 2,000 mg I 100 rnL. In the assay for CRI and CR3-mediated phagocytosis, opsonization of the ligand (ZYM) with pooled serum ITom healthy adults did not improve phagocyte function. The detection of phagocyte dysfunction in HIV -l-infected children, warrants the need for a better understanding of the immunopathogenetical, clinical and therapeutical outcomes of HIV -monocyte / macrophage interactions in the pediatric population. The consequences of exposure to HIV -1 on the immune function of seroreverter children deserve more detailed studies / Doutorado / Doutor em Pediatria
17

Ação de angiotensina II sobre macrofagos peritoneais de camundongos normais e diabeticos

Belline, Paula 29 May 2001 (has links)
Orientador: Jose Francisco Figueiredo / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-28T02:45:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Belline_Paula_D.pdf: 5802227 bytes, checksum: 5e741aa3b11f4fc27b7fe698e1c43b88 (MD5) Previous issue date: 2001 / Resumo: O Sistema Renina Angiotensina (SRA) é um mecanismo importante para a regulação da homeostase cardiovascular via balanço de sódio em indivíduos normais e hipertensos. Recentemente, diversos trabalhos têm comprovado a existência de um SRA local em diferentes tecidos, inclusive em células do Sistema Imunológico. Nosso estudo teve como objetivo analisar em cultura a ação de Angiotensina II (AlI) sobre algumas funções de macrófagos provenientes do peritôneo de camundongos (BALB/c e NOD - Diabéticos Não Obesos). Primeiramente, determinamos a curva dose-resposta de Angiotensina II (AII) com relação à atividade fagocitária nos períodos de 1 e 3 horas de tratamento. Verificamos que a dose de AII que estimulou a fagocitose foi 10-12 M. Para verificarmos a presença de receptores de AII, determinamos também uma curva dose-resposta do antagonista do receptor ATl, DuP 753, conhecido comercialmente como Losartan®. O protocolo com DuP 753 foi realizado na presença e ausência de AII. Nossos resultados mostraram que apesar de inibirmos a atividade fagocitária em diferentes concentrações de DuP, a maior inibição, tanto em animais normais quanto em animais diabéticos, foi com a dose de 1 O-6 M. Em seguida resolvemos avaliar o efeito citotóxico de DuP 753 para comprovarmos que seu efeito inibitório não foi causado por uma alteração da viabilidade celular. Realizamos 3 testes de citotoxicidade: MTT (Brometo de [3-( 4,5-dimetiltiazol-2-il]-2,5 difeniltetrazolio), análise do conteúdo de ácidos nucléicos (CAN) e a liberação de lactato desidrogenase (LDH). Os 3 testes comprovaram que DuP 753 nas concentrações utilizadas não exerceu efeito tóxico para macrófagos em cultura. Além da atividade fagocitária, analisamos também a produção do radical superóxido através da redução do ferricitocromo c. Nossos resultados demonstraram que a dose estimuladora de AII (10-12 M) e a dose inibitória de DuP (10-6 M) com relação à atividade fagocitária das células, não alteraram a produção do ânion superóxido. Isto mostra que a função fagocitária e a produção do radical superóxido são ativadas provavelmente por concentrações diferentes de AII. Finalmente demonstramos por imunofluorescência os tipos de receptores de AII presentes em macrófagos BALB/c e NOD. Verificamos a existência de receptores do tipo ATI e AT2 e que o tratamento das células com AII e DuP parece alterar o número destes receptores. Isto comprova a influência do SRA sobre a função fagocitária de uma das células do Sistema Imunológico / Abstract: The Renin Angiotensin System (RAS) is an important regulatory mechanism of cardiovascular homeostasis in normal and hypertensive subjects. Recently, several reports have been showed the existence of a local RAS in different cells and tissues, inclusive immunological cells. The aim of this study was evaluated in culture the effect of Angiotensin II (AII) on peritoneal mice macrophages (BALB/c and Non Obese Diabetic - NOD). The dose response curve of AII on phagocytic activity was determined during 1 and 3 hours of treatment and the stimulant dose of the phagocytosis was AII 10-12 M. To verify if this stimulus was obtained through AT1 receptor, the dose response curve of DuP 753 was determined. The protocol with DuP 753 was realized in the presence and absence of AII. The results showed that the inhibition of the phagocytic activity occurred in different concentrations of DuP, but the higher inhibition, in normal and diabetic animals, it was with 10-6 M. In order to evaluate the cytotoxic effect of DuP 753 and to show that the inhibition effect was not caused by an alteration of the cellular viability, were realized 3 cytotoxic assays: MTT reduction, analysis of nucleic acid content (NAC) and lactate dehydrogenase release (LDH). All assays indicated that cell viability was maintained afier treatment with DuP 753 in concentrations used. In addition of the phagocytic activity, the effect of AII and DuP 753 in production of superoxide anions was also investigate through the ferricytochrome c reduction. The results demonstrated that the phagocytic stimulant dose of AII (10-12 M) and the inhibition phagocytic dose of DuP (10-6 M) did not influence the superoxide production of macrophages. These results showed that the phagocytic function and superoxide production are probably activated by different concentrations of AII. Finally, an immunofluorescence study was performed in order to identify the type of AII receptors are present in BALB/c and NOD macrophages. The treatment of the cells with AII and DuP changed the immunoreactive of AT1 and AT2 receptors. This shows the influence of RAS on the function and metabolism of lmmunological Cell System / Doutorado / Bioquimica / Doutor em Biologia Funcional e Molecular
18

Eferocitose na presença de PAMP estimula ativação de macrófagos de perfil misto M1/M2 /

Salina, Ana Carolina Guerta. January 2015 (has links)
Orientador : Alexandra Ivo de Medeiros / Banca: Vania Luiza Deperon Bonato / Banca: Carlos Rossa Junior / Resumo: A fagocitose de células apoptóticas é um processo dinâmico importante para a homeostase dos tecidos após injúria. Os macrófagos além de atuarem na remoção de células apoptóticas, também colaboram na defesa contra microrganismos. Existem ao menos duas populações de macrófagos classificadas como macrófagos M1 (pró-inflamatórios) e macrófagos M2 (anti-inflamatórios). Estes leucócitos diferem quanto ao fenótipo e funções efetoras dependendo, primordialmente, do microambiente e dos microrganismos com que interagem no tecido. Em uma situação de injúria pulmonar estéril (inalação de agentes tóxicos), há acúmulo de células apoptóticas sem a presença de agente microbiano. Por outro lado, durante uma infecção pulmonar bacteriana, ocorre intensa migração de células para o local da infecção na tentativa de conter a proliferação bacteriana, resultando em intenso acúmulo de células apoptóticas infectadas neste tecido. Portanto, nesse trabalho foi avaliado, in vitro e in vivo, o efeito da fagocitose de células apoptóticas infectadas (AC-Sp) ou estéreis (AC) na polarização de macrófagos M1/M2, bem como suas funções efetoras, e o efeito da PGE2 nesse contexto de eferocitose. Macrófagos M0 co-cultivados com AC ou AC-Sp apresentam um fenótipo intermediário entre M1 e M2, com secreção de altos níveis de IL-6, TNF-α, PGE2, TGF-β e NO e a expressão de genes relacionados ao perfil M1, iNOS, e ao perfil M2, Arginase 1. Além disso, macrófagos M0 cultivados com AC ou AC-Sp, apresentam supressão da função microbicida quando desafiados com S. pneumoniae. A presença de PGE2 dirige a polarização de macrófagos M0 a um perfil M2 e a presença de inibidores de COX promove a reversão do fenótipo de polarização destes macrófagos. Os resultados in vivo demonstram que a instilação de AC ou AC-Sp promove distintos microambientes no pulmão destes animais, que influenciam na resolução da infecção..... / Abstract: The phagocytosis of apoptotic cells is dynamic and crucial for homeostasis after injury. Macrophages act on the clearance of apoptotic cells and collaborate with defense against microorganisms. There are at least two distinct macrophage populations classified as M1 macrophages (pro-inflammatory) and M2 macrophages (anti-inflammatory). Both cells differ on the state of polarization and effectors function depending primarily on the microenvironment and microorganisms that interact into the tissue. In a situation of sterile lung injury (inhalation of toxic agents), there are accumulation of apoptotic cells without the presence of pathogen. On the other hand, during a bacterial pulmonary infection there is intense cell migration to the infection site in an attempt to impair bacterial growth, resulting in a large accumulation of infected-apoptotic cells in the tissue. Therefore, this study has evaluated in vitro and in vivo, the effect of the phagocytosis of infected-apoptotic cells (AC-Sp) or sterile cells (AC) on the polarization of M1/M2 macrophages, as well as in their effector functions and the effect of PGE2 in the context of efferocytosis. M0 macrophages co-cultured with AC or AC-Sp show an intermediate phenotype between M1 and M2 with high secretion levels of IL-6, TNF-α, PGE2, NO and TGF-β, and gene expression profile related to M1, iNOS, and M2, arginase 1. Furthermore, M0 macrophages cultured with AC or AC-Sp show strong suppression of the macrophage microbicidal function when challenged with S. pneumonia. The presence of PGE2 drives the polarization of M0 macrophages to a M2 profile, and in the presence of COX inhibitors, it reverses the polarization of this macrophage phenotype. The in vivo results demonstrate that the instillation of AC or AC-Sp promotes distinct microenvironments in the lungs of these animals, which influence the resolution of the infection. All these results suggest that the presence of AC or AC-Sp promotes, ... / Mestre
19

Eferocitose na presença de PAMP estimula ativação de macrófagos de perfil misto M1/M2

Salina, Ana Carolina Guerta [UNESP] 15 May 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-12-10T14:22:52Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-05-15. Added 1 bitstream(s) on 2015-12-10T14:29:05Z : No. of bitstreams: 1 000851662_20160515.pdf: 427931 bytes, checksum: 4ef8d142c5c5234191158ab7c2efea52 (MD5) Bitstreams deleted on 2016-05-16T14:18:42Z: 000851662_20160515.pdf,. Added 1 bitstream(s) on 2016-05-16T14:19:23Z : No. of bitstreams: 1 000851662.pdf: 1696866 bytes, checksum: d81719395199b25212968ab82e23a88e (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / A fagocitose de células apoptóticas é um processo dinâmico importante para a homeostase dos tecidos após injúria. Os macrófagos além de atuarem na remoção de células apoptóticas, também colaboram na defesa contra microrganismos. Existem ao menos duas populações de macrófagos classificadas como macrófagos M1 (pró-inflamatórios) e macrófagos M2 (anti-inflamatórios). Estes leucócitos diferem quanto ao fenótipo e funções efetoras dependendo, primordialmente, do microambiente e dos microrganismos com que interagem no tecido. Em uma situação de injúria pulmonar estéril (inalação de agentes tóxicos), há acúmulo de células apoptóticas sem a presença de agente microbiano. Por outro lado, durante uma infecção pulmonar bacteriana, ocorre intensa migração de células para o local da infecção na tentativa de conter a proliferação bacteriana, resultando em intenso acúmulo de células apoptóticas infectadas neste tecido. Portanto, nesse trabalho foi avaliado, in vitro e in vivo, o efeito da fagocitose de células apoptóticas infectadas (AC-Sp) ou estéreis (AC) na polarização de macrófagos M1/M2, bem como suas funções efetoras, e o efeito da PGE2 nesse contexto de eferocitose. Macrófagos M0 co-cultivados com AC ou AC-Sp apresentam um fenótipo intermediário entre M1 e M2, com secreção de altos níveis de IL-6, TNF-α, PGE2, TGF-β e NO e a expressão de genes relacionados ao perfil M1, iNOS, e ao perfil M2, Arginase 1. Além disso, macrófagos M0 cultivados com AC ou AC-Sp, apresentam supressão da função microbicida quando desafiados com S. pneumoniae. A presença de PGE2 dirige a polarização de macrófagos M0 a um perfil M2 e a presença de inibidores de COX promove a reversão do fenótipo de polarização destes macrófagos. Os resultados in vivo demonstram que a instilação de AC ou AC-Sp promove distintos microambientes no pulmão destes animais, que influenciam na resolução da infecção..... / The phagocytosis of apoptotic cells is dynamic and crucial for homeostasis after injury. Macrophages act on the clearance of apoptotic cells and collaborate with defense against microorganisms. There are at least two distinct macrophage populations classified as M1 macrophages (pro-inflammatory) and M2 macrophages (anti-inflammatory). Both cells differ on the state of polarization and effectors function depending primarily on the microenvironment and microorganisms that interact into the tissue. In a situation of sterile lung injury (inhalation of toxic agents), there are accumulation of apoptotic cells without the presence of pathogen. On the other hand, during a bacterial pulmonary infection there is intense cell migration to the infection site in an attempt to impair bacterial growth, resulting in a large accumulation of infected-apoptotic cells in the tissue. Therefore, this study has evaluated in vitro and in vivo, the effect of the phagocytosis of infected-apoptotic cells (AC-Sp) or sterile cells (AC) on the polarization of M1/M2 macrophages, as well as in their effector functions and the effect of PGE2 in the context of efferocytosis. M0 macrophages co-cultured with AC or AC-Sp show an intermediate phenotype between M1 and M2 with high secretion levels of IL-6, TNF-α, PGE2, NO and TGF-β, and gene expression profile related to M1, iNOS, and M2, arginase 1. Furthermore, M0 macrophages cultured with AC or AC-Sp show strong suppression of the macrophage microbicidal function when challenged with S. pneumonia. The presence of PGE2 drives the polarization of M0 macrophages to a M2 profile, and in the presence of COX inhibitors, it reverses the polarization of this macrophage phenotype. The in vivo results demonstrate that the instillation of AC or AC-Sp promotes distinct microenvironments in the lungs of these animals, which influence the resolution of the infection. All these results suggest that the presence of AC or AC-Sp promotes, ...
20

Peptideos derivados da gp43 de Paracoccidioides brasiliensis inibem a fagocitose / Peptides derived from the Paracoccidioides brasiliens gp43 sequence inhibit macrophage functions

Konno, Adriana Yumi de Camargo [UNIFESP] January 2008 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-12-06T23:45:12Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Paracoccidioidomicose (PCM) é uma doença granulomatosa sistêmica causada pelo fungo dimórfico térmico Paracoccidioides brasiliensis. O principal antígeno desse fungo é uma glicoproteína de 43-KDa. Gp43 possui diferentes funções: participa do mecanismo de evasão durante a instalação da infecção primária e estimula formação de granuloma in vitro, apresentando epítopos reconhecidos por células T que induzem resposta protetora contra o P. brasiliensis. Aqui, investigamos quais epítopos da gp43 poderiam diminuir a função fagocítica de macrófagos e a reação inflamatória correspondente. Diferentes peptídeos da gp43 foram adicionados a culturas de macrófagos derivados de medula óssea. Posteriormente, foram desafiados com zymosan e os índices fagocíticos foram determinados. A expressão dos peptídeos na superfície da molécula foi determinada por análises gráficas usando o módulo Protean; DNAstar Inc. Dois peptídeos que diminuíram índices fagocíticos e estavam expressos na superfície da gp43, P4 e P23, foram selecionados para ensaios posteriores. Mostramos que ambos, P4 e P23 inibiram a liberação de NO por macrófagos estimulados com zymosan enquanto aumentaram liberação de H2O2. A liberação de TNF-α no sobrenadante de cultura de testes fagocíticos in vitro também foi inibida na presença dos peptídeos. Ensaios in vivo com Mycobacterium bovis - bacillus Calmette-Guérin (BCG) demonstraram que estes peptídeos também apresentaram propriedades antiinflamatórias não-específicas a PCM. / Paracoccidioidomycosis (PCM) is a systemic granulomatous disease caused by Paracoccidioides brasiliensis, a thermal dimorphic fungus. Its major antigen is a 43-kDa glycoprotein. Gp43 embodies different functions: it participates in the evasion mechanisms during the installation of primary infection and stimulates granuloma-like formation in vitro, presenting T-cell epitopes that induce protective response against the fungus. Here, we investigated which epitopes from gp43 could inhibit both, macrophage functions and inflammatory reaction. Different gp43 peptides, spanning the entire sequence of the molecule, were added to cultures of bone marrow-derived macrophages. After challenge with zymosan, phagocytic indexes were measured. Peptides expressed on the molecule surface were determined by graphic analysis using the Protean module; DNAstar Inc. Two peptides which decreased phagocytic index and were expressed in surface of molecule, P4 e P23, were selected for further studies. It was shown that both, P4 e P23 inhibited the release of NO by zymosan stimulated macrophages while enhancing release of H2O2. The release of TNF-α in culture supernatants from in vitro phagocytic tests was also inhibited in their presence. In vivo assays with Mycobacterium bovis - bacillus Calmette-Guérin (BCG) demonstrated that these peptides also presented non-specific anti-inflammatory property. / BV UNIFESP: Teses e dissertações

Page generated in 0.0832 seconds