• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 11
  • Tagged with
  • 11
  • 5
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Avaliação epidemiológica das parasitoses intestinais no Parque Oswaldo Cruz, Manguinhos, Rio de Janeiro, RJ

Espíndola, Carina Martins de Oliveira January 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2016-03-01T13:59:41Z (GMT). No. of bitstreams: 2 carina_espindola_ioc_mest_2014.pdf: 2358356 bytes, checksum: 47750043a9c123f2a1101a1ac8f5bf14 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2016-01-13 / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / A importância das parasitoses intestinais no Brasil não comporta contestação. Estas acometem principalmente a população de baixa renda, sem acesso ao saneamento básico, à assistência médica e às informações adequadas sobre medidas profiláticas. O objetivo do presente trabalho foi realizar um estudo integrado para avaliação epidemiológica das parasitoses intestinais na Comunidade do Amorim - Parque Oswaldo Cruz (POC), localizada no Complexo de Favelas de Manguinhos, RJ, reforçando políticas públicas de prevenção e visando à melhoria da qualidade de vida da população. Realizou-se inquéritos socioeconômico e coproparasitológico, através do método de sedimentação de Lutz (1919), a fim de verificar a prevalência de parasitoses intestinais. Além disso, foram realizadas oficinas de prevenção e discussões com a comunidade, no âmbito do Curso \201CSaúde Comunitária: Uma Construção de Todos\201D, ministrado no IOC, Fiocruz. Para a análise estatística utilizou-se o teste do qui-quadrado e o cálculo da Odds Ratio. Em relação às condições socioeconômicas, os moradores cadastrados, em sua maioria, apresentavam escolaridade com ensino médio completo, renda mensal de 2 a 4 salários mínimos e cerca de 90% afirmavam possuir água canalizada em seus domicílios A prevalência das parasitoses intestinais foi de 19,9%. Os parasitos mais frequentes foram os protozoários Endolimax nana e Entamoeba coli. Giardia lamblia apresentou prevalência de 1,8% (p< 0,001). Entre os helmintos, Enterobius vermicularis foi o mais frequente (p< 0,001). Este estudo possibilitou concluir que o perfil epidemiológico das parasitoses intestinais na comunidade do Amorim (POC), foi estabelecido, servindo de base científica para ações governamentais. Devido às condições ambientais e a falta da fiscalização do provimento de políticas públicas em saneamento, na localidade, há a necessidade de padronização de metodologia a ser utilizada no SUS, para o controle da transmissão em áreas vulneráveis tais como Manguinhos, RJ. O curso \201CSaúde Comunitária: Uma Construção de Todos\201D, apresentou-se como uma metodologia inclusiva em Manguinhos, RJ, que pode ser replicada em outros territórios para o enfrentamento das parasitoses intestinais, visando a promoção da saúde / The importance of intestinal parasite infections (IPIs) in Brazil does not carry on defense. These affect mainly the low - income population without access to basic sanitation, health care and adequate information on preventive measures. The aim of this stud y was to achieve an integrated epidemiological survey of intestinal parasites in the Amorim - Parque Oswaldo Cruz (POC) Community, located at Manguinhos complex of slums, RJ, reinforcing public policies for prevention and improvement of the quality of life . It were performed socioeconomic surveys and stool examination by the Lutz (1919) sedimentation method, in order to determine the prevalence of intestinal parasites. In addition, prevention workshops and discussions were conducted with the community, with in the course "Saúde Comunitária: Uma Construção de Todos" , hosted by IOC, Fiocruz. The statistical analysis used the chi - square test and odds ratio . Regarding their socioeconomic features, residents had high school education, monthly income 2 - 4 minimum salaries and approximately 90% claimed to have piped water at their homes. The overall prevalence of IPIs was 19.9 %. The most frequent parasites were protozoa Endolimax nana and Entamoeba coli . Giardia lamblia showed prevalence 1.8 % (p < 0.001). Among th e helminths, Enterobius vermicularis was the most common (p <0.001). This study allowed concluding which the epidemiological profile of IPIs in the Amorim (POC) community was established, serving as a scientific basis for government actions. Due to environ mental conditions and lack surveillance providing public policy on sanitation in the locality, there is a need to standardize the methodology to be used in the SUS, to control the transmission at vulnerable areas, including Manguinhos, RJ. The course “Saú de Comunitária: Uma Construção de Todos” , presented by itself as an inclusive methodology in Manguinhos, RJ, a
2

Dinâmica da infecção e reinfecção por ancilostomídeos seguido ao tratamento anti-helmíntico em crianças residentes em seis comunidades dos municípios de Novo Oriente de Minas e Caraí na região nordeste de Minas Gerais, Brasil

Valente, Vanderson Firmiano January 2013 (has links)
Submitted by Nuzia Santos (nuzia@cpqrr.fiocruz.br) on 2014-01-28T15:28:12Z No. of bitstreams: 1 Dissertacao Vanderson Firmiano Valente.pdf: 745830 bytes, checksum: 0b1f73870dcce3870b012cc3323bdddf (MD5) / Made available in DSpace on 2014-01-28T15:28:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertacao Vanderson Firmiano Valente.pdf: 745830 bytes, checksum: 0b1f73870dcce3870b012cc3323bdddf (MD5) Previous issue date: 2013 / Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas René Rachou / A ancilostomíase é causada por parasitas nematoides das espécies Necator americanus e Ancylostoma duodenale. É uma das formas de infecção crônica mais comum em humanos com estimativa de 740 milhões de casos especialmente em áreas rurais pobres dos trópicos e subtrópicos segundo a Organização Mundial de Saúde.As principais manifestações clínicas da doença resultam da perda crônica de sangue intestinal causada pela fixação dos vermes adultos à mucosa e submucosa dos intestinos. Quandoa perda de sangue excede as reservas nutricionais, há deficiência de ferro e desenvolvimento de anemia, relacionada ao baixo rendimento escolar em crianças, apatia, adinamia e queda da produtividade em adultos. O enfoque atual para o tratamento da ancilostomíase eoutras helmintoses transmitidas pelo solo consiste em administrações periódicas de anti-helmínticos da classe dos benzimidazólicos, tanto albendazol quanto mebendazol. Contudo, estudos têm demonstrado que a reinfecção ocorre rapidamente após o tratamento, o que na maioria das vezes resulta em administrações regulares de anti-helmínticos predispondo ao risco de aparecimento de resistência às drogas e manutenção de níveis endêmicos da doença. Diante disso, nosso objetivo nesse trabalho foi avaliar a evolução da intensidade de infecção pelo ancilostomídeo em crianças entre 1 a 10 anos de idade de seis comunidades em dois municípios na região nordeste de Minas Gerais, Brasil, após o tratamento com a droga mais comumente utilizada, o Albendazol, num período de dois anos, além da possibilidade de avaliar a velocidade com que a reinfecção ocorre. Nossos resultados mostraram que a intensidade da infecção pelo ancilostomídeo medida em ovos por grama de fezes foi reduzida pela administração do medicamento, com queda parcial na prevalência que se manteve estável durante o seguimento. Houve uma superutilização do albendazol além do esperado pelo protocolo em grande parte devido ao encontro de outros parasitas cujo tratamento também se baseia no uso dessa droga. A velocidade de reinfecção não pôde ser mensurada em virtude de limitações metodológicas do protocolo. Pudemos inferir com nossos resultados, a tendência encontrada na literatura de que isoladamente o tratamento farmacológico em massa interfere na intensidade das infecções, mas não controla os níveis de doença, conforme foi observado nos 24 meses de seguimento. São necessários novos estudos com melhor abordagem metodológica e tempo de seguimento para avaliar com mais precisão o efeito da terapia farmacológica sobre a velocidade em que a reinfecção se faz. / The hookworm infection is caused by parasitic nematode species Ancylostoma duodenaleand Necator americanus. It forms one of the most common chronic infectionin humans with an estimated 740 million cases especially in poor rural areas of the tropics and subtropics according to the World Health Organization the main clinical manifestations of the disease result from chronic intestinal blood loss caused by fixing adult worms from the intestinal mucosa and submucosa. When blood loss exceeds the nutritional reserves, appear iron deficiency and development of anemia, related to poor school performance in children, apathy, adynamia and decreased productivity in adults. The current approach for the treatment of helminthiasis hookworm and other soil-transmitted helminthiasis consists of periodic administration of anthelmintic class of benzimidazole, mebendazole so as albendazole. However, studies have shown that reinfection occursrapidly after treatment, which in most cases results in regular administration of anthelmintic predisposing risk of the emergence of drug resistance and maintenance of the disease endemic levels. Therefore, our goal in this work was to evaluate the intensity of parasite infection in children aged 1-10 years from six communities in the municipalities of Novo Oriente de Minas e Caraí in northeastern of Minas Gerais, Brazil, after treatment with the most commonly used drug, the Albendazole , a period of two years, plus the ability to assess the speed with which reinfection occurs. Our results showed that the intensity of hookworm infection measured in eggs per gram of feces was reduced by administration of the drug, with partial fall in prevalence that remained stable during follow-up. On the other hand, there was an overuse of albendazole, which according to the protocol should be dispensed for the treatment of heavy infections, largely due to the gathering of other parasites which treatment also based on the use of this drug. The rate of reinfection could not be measured due to methodological limitations of the protocol. We conclude our results with the tendency found in theliterature of the pharmacological treatment in mass alone interfere with the intensity of the infection, but not controls the levels of disease, as was observed during the 24 month follow up. Further studies are needed to better methodological approach and follow-up time to more accurately assess the effect of drug therapy on the speed of reinfection.
3

Investigação epidemiológica sobre a ocorrência de geohelmintoses e casos autóctones de esquistossomose na cidade do Recife / Epidemiological investigation about occurrence of geohelminthiasis and autochthonous cases of schistosomiasis in Recife

Barbosa, Verônica Santos January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-28T12:15:30Z (GMT). No. of bitstreams: 2 332.pdf: 2771595 bytes, checksum: 74dd924ba07834e07b156f19be9c6f72 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2012 / Made available in DSpace on 2016-07-05T22:00:05Z (GMT). No. of bitstreams: 3 332.pdf.txt: 68671 bytes, checksum: 9e814a2785ac239214d43116aa571d5f (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 332.pdf: 2771595 bytes, checksum: 74dd924ba07834e07b156f19be9c6f72 (MD5) Previous issue date: 2012 / Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães. Recife, PE, Brasil / Em Pernambuco as geohelmintoses e esquistossomose apresentam prevalências elevadas em áreas rurais e atualmente a esquistossomose tem se expandindo para áreas litorâneas. Em Recife nenhuma investigação epidemiológica confirmou casos autoctónes, consequentemente esta cidade não é atendida pelo Programa de Controle da Esquistossomose (PCE). Em 2008 foi registrada a 1ª ocorrência de caramujos infectados pelo Schistosoma mansoni na cidade do Recife. Diante disto, o presente estudo teve como objetivos: estimar a positividade da esquistossomose e geohelmintoses em Recife; determinar a intensidade de infecção por S. mansoni; conhecer o perfil clínico e investigar a autoctonia dos casos de S. mansoni; espacializar a ocorrência desses agravos. O estudo foi realizado entre maio-11 a maio-12 com crianças entre 7-14 anos em escolas sorteadas. O exame de Kato-Katz permitiu o cálculo da prevalência e intensidade da infecção esquistossomótica. As crianças positivas para S. mansoni fizeram exames clínico e ultrassonográfico e a investigação de autoctonia foi realizada mediante entrevistas. Os casos foram localizados espacialmente utilizando o GoogleEarth e o processamento dos dados realizado no ArcGIS 10.0. Foram feitos 2.718 exames, com 246 crianças infectadas por Ascaris lumbricoides, 235 por Trichuris trichiura, 30 por ancilostomídeos e 12 por S. mansoni. A intensidade de infecção por S. mansoni variou de 24-816 OPG. Oito crianças apresentaram fígado e baço normais, 3 hepatomegalia e 1 hepatoesplenomegalia. A investigação de autoctonia descartou 9 crianças diante da menção de exposição fora do Recife. A distribuição espacial dos casos mostra maior concentração no norte e centro da cidade. As evidências deste estudo devem alertar a Vigilância Epidemiológica para promover a busca de novos casos para que a doença não se propague no Recife. Uma investigação malacológica está em curso para tentar fechar o ciclo de transmissão desta doença no Recife
4

Avaliação do efeito de microrganismos probióticos sobre a sanidade de bezerros desmamados e bezerras em fase de aleitamento / Evaluation of the effect of probiotics microorganisms on health in weaned calves and dairy calves

Tatiane Sueli Coutinho 07 November 2012 (has links)
O setor agropecuário do Brasil apresenta-se em constante expansão, representando uma parcela significativa do PIB nacional, o que demonstra sua importância econômica e social para o país. Sendo assim, este trabalho visou avaliar o efeito de microrganismos probióticos sobre a sanidade e ganho de peso de bezerros, buscando contribuir para a saúde animal e conseqüentemente o incremento da produtividade da bovinocultura. Para tanto, uma preparação probiótica constituída de 4 espécies de Lactobacillus foi avaliada sobre o desenvolvimento de 28 bezerros mestiços (H/Z) desmamados (11 machos e 17 fêmeas), com idade entre 6 - 15 meses, naturalmente infectados com nematódeos, distribuídos randomicamente em 2 grupos, de acordo com a contagem de OPG. Os animais foram mantidos na Fazenda Bela Vista - Canas/SP, e a sanidade desses foi avaliada por meio de exames parasitológicos, hemograma completo e ganho de peso. Os resultados demonstraram que o tratamento com o anti-helmíntico Closantel (1ml/10Kg PV) reduziu em 93,45% a contagem de OPG, porém esta aumentou gradativamente após o 60° dia de experimento. Em contrapartida, demonstrou-se que a referida preparação probiótica (4x1011 UFC/ml) é uma promissora alternativa na prevenção de helmintíase, pois os animais tratados com probióticos apresentaram redução da contagem de OPG de aproximadamente 54% após 90 dias de tratamento, assim como apresentou diferença significativa (P<0,05) quando comparada com o grupo controle após 120 dias, demonstrando ser eficaz na prevenção da re-infecção da verminose. Observou-se também, aumento da população leucocitária total e de neutrófilos no sangue dos animais tratados com os lactobacilos, assim como, observou-se um maior ganho de peso desses animais apesar de não haver diferença significativa entre os grupos experimentais. Em uma segunda etapa dos experimentos, avaliou-se a referida preparação probiótica em 15 bezerras em fase de aleitamento, distribuídas em 3 grupos, sendo um grupo controle, outro com bezerras tratadas com probióticos nos primeiros cinco dias de vida e, um grupo composto por bezerras tratadas com a preparação probiótica em dias alternados. Esses animais foram mantidas na Fazenda Santa Rita - Lorena/SP, empregando-se os mesmos parâmetros de avaliação da primeira etapa. Nesta fase de experimentação, não foi observado o efeito benéfico da preparação probiótica sobre a helmintíase, o perfil hematológico e ganho de peso das bezerras, provavelmente devido ao manejo de rotina da fazenda que compreendeu a aplicação de antibiótico, carrapaticida e antiparasitário que podem ter interferido negativamente no desempenho das bactérias probióticas. Diante do exposto, conclui-se que a preparação probiótica em estudo é promissora como tratamento alternativo ao uso de antimicrobianos, uma vez que reduziu o processo de re-infecção da helmintíase, assim como, seus efeitos negativos em bezerros desmamado. Pode-se concluir, também, que os probióticos promoveram aumento no ganho de peso de bezerros debilitados, indicando que a preparação probiótica avaliada apresenta potencial como aditivo alimentar para bovinos. / The agricultural sector of Brazil is constantly enlarging, representing a significant portion of the national economy, which demonstrates its social and economic importance for this country. Therefore, this study aimed to evaluate the effect of probiotics microorganisms on health and weight gain of calves, seeking to contribute to health´s animal and consequently increasing productivity of cattle. For this, a preparation containing 4 species of probiotics Lactobacillus was evaluated on the development of 28 weaned calves (11 males and 17 females), aged 6-15 months, naturally infected with nematodes, randomly assigned to 2 groups, according to count of OPG. The animals were held at Bela Vista Farm - Canas/SP, and the health of the animals was evaluated by parasitological examination, hemogram parameters and weight gain. The results demonstrated that treatment with anthelmintic Closantel (1ml/10Kg PV) reduced by 93.45% to count of OPG, however this increased gradually after the 60th day of the experiment. In contrast, it was demonstrated that this probiotic preparation (4x1011 UFC/ml) is a promising alternative for the prevention of parasitosis, because the animals treated with probiotics decreased approximately 54% of the OPG after 90 days of treatment, even as showed significant difference (P <0.05) compared with the control group after 120 days, demonstrating was effective in preventing re-infection of helminthiasis. It was also observed, increasing leukocyte population and of neutrophils in the blood of animals treated with lactobacilli, as well was observed a greater weight gain this animals, although there was no significant difference (P>0.05) between the experimental groups. In a second step of the experiments, it was evaluated the probiotic preparation on 15 dairy calves, divided into 3 groups, one control group, other with heifers treated with probiotics in the first five days of life, and one other group of heifers treated with probiotic preparation on alternate days. These animals were kept at Santa Rita Farm - Lorena/SP, using the same evaluation parameters of the first . In this case, there was not beneficial effect of the probiotic preparation on the helminthiasis, weight gain and hematological profile of calves, probably due to the handling of the farm that included the use of antibiotics, antiparasitic and acaricides that may have interfered negatively in the viability of probiotic bacteria. Therefore, it is concluded that the probiotic preparation evaluated is promising as a alternative treatment to use of antimicrobials, for it reduced the process of re-infection by helminths, as well as negative effects on weaned calves. It was also concluded that the probiotics promotes increased in the weight gain of debilitated calves, indicating that the probiotic preparation evaluated has the potential an additive to cattle feed.
5

Avaliação do efeito de microrganismos probióticos sobre a sanidade de bezerros desmamados e bezerras em fase de aleitamento / Evaluation of the effect of probiotics microorganisms on health in weaned calves and dairy calves

Coutinho, Tatiane Sueli 07 November 2012 (has links)
O setor agropecuário do Brasil apresenta-se em constante expansão, representando uma parcela significativa do PIB nacional, o que demonstra sua importância econômica e social para o país. Sendo assim, este trabalho visou avaliar o efeito de microrganismos probióticos sobre a sanidade e ganho de peso de bezerros, buscando contribuir para a saúde animal e conseqüentemente o incremento da produtividade da bovinocultura. Para tanto, uma preparação probiótica constituída de 4 espécies de Lactobacillus foi avaliada sobre o desenvolvimento de 28 bezerros mestiços (H/Z) desmamados (11 machos e 17 fêmeas), com idade entre 6 - 15 meses, naturalmente infectados com nematódeos, distribuídos randomicamente em 2 grupos, de acordo com a contagem de OPG. Os animais foram mantidos na Fazenda Bela Vista - Canas/SP, e a sanidade desses foi avaliada por meio de exames parasitológicos, hemograma completo e ganho de peso. Os resultados demonstraram que o tratamento com o anti-helmíntico Closantel (1ml/10Kg PV) reduziu em 93,45% a contagem de OPG, porém esta aumentou gradativamente após o 60° dia de experimento. Em contrapartida, demonstrou-se que a referida preparação probiótica (4x1011 UFC/ml) é uma promissora alternativa na prevenção de helmintíase, pois os animais tratados com probióticos apresentaram redução da contagem de OPG de aproximadamente 54% após 90 dias de tratamento, assim como apresentou diferença significativa (P<0,05) quando comparada com o grupo controle após 120 dias, demonstrando ser eficaz na prevenção da re-infecção da verminose. Observou-se também, aumento da população leucocitária total e de neutrófilos no sangue dos animais tratados com os lactobacilos, assim como, observou-se um maior ganho de peso desses animais apesar de não haver diferença significativa entre os grupos experimentais. Em uma segunda etapa dos experimentos, avaliou-se a referida preparação probiótica em 15 bezerras em fase de aleitamento, distribuídas em 3 grupos, sendo um grupo controle, outro com bezerras tratadas com probióticos nos primeiros cinco dias de vida e, um grupo composto por bezerras tratadas com a preparação probiótica em dias alternados. Esses animais foram mantidas na Fazenda Santa Rita - Lorena/SP, empregando-se os mesmos parâmetros de avaliação da primeira etapa. Nesta fase de experimentação, não foi observado o efeito benéfico da preparação probiótica sobre a helmintíase, o perfil hematológico e ganho de peso das bezerras, provavelmente devido ao manejo de rotina da fazenda que compreendeu a aplicação de antibiótico, carrapaticida e antiparasitário que podem ter interferido negativamente no desempenho das bactérias probióticas. Diante do exposto, conclui-se que a preparação probiótica em estudo é promissora como tratamento alternativo ao uso de antimicrobianos, uma vez que reduziu o processo de re-infecção da helmintíase, assim como, seus efeitos negativos em bezerros desmamado. Pode-se concluir, também, que os probióticos promoveram aumento no ganho de peso de bezerros debilitados, indicando que a preparação probiótica avaliada apresenta potencial como aditivo alimentar para bovinos. / The agricultural sector of Brazil is constantly enlarging, representing a significant portion of the national economy, which demonstrates its social and economic importance for this country. Therefore, this study aimed to evaluate the effect of probiotics microorganisms on health and weight gain of calves, seeking to contribute to health´s animal and consequently increasing productivity of cattle. For this, a preparation containing 4 species of probiotics Lactobacillus was evaluated on the development of 28 weaned calves (11 males and 17 females), aged 6-15 months, naturally infected with nematodes, randomly assigned to 2 groups, according to count of OPG. The animals were held at Bela Vista Farm - Canas/SP, and the health of the animals was evaluated by parasitological examination, hemogram parameters and weight gain. The results demonstrated that treatment with anthelmintic Closantel (1ml/10Kg PV) reduced by 93.45% to count of OPG, however this increased gradually after the 60th day of the experiment. In contrast, it was demonstrated that this probiotic preparation (4x1011 UFC/ml) is a promising alternative for the prevention of parasitosis, because the animals treated with probiotics decreased approximately 54% of the OPG after 90 days of treatment, even as showed significant difference (P <0.05) compared with the control group after 120 days, demonstrating was effective in preventing re-infection of helminthiasis. It was also observed, increasing leukocyte population and of neutrophils in the blood of animals treated with lactobacilli, as well was observed a greater weight gain this animals, although there was no significant difference (P>0.05) between the experimental groups. In a second step of the experiments, it was evaluated the probiotic preparation on 15 dairy calves, divided into 3 groups, one control group, other with heifers treated with probiotics in the first five days of life, and one other group of heifers treated with probiotic preparation on alternate days. These animals were kept at Santa Rita Farm - Lorena/SP, using the same evaluation parameters of the first . In this case, there was not beneficial effect of the probiotic preparation on the helminthiasis, weight gain and hematological profile of calves, probably due to the handling of the farm that included the use of antibiotics, antiparasitic and acaricides that may have interfered negatively in the viability of probiotic bacteria. Therefore, it is concluded that the probiotic preparation evaluated is promising as a alternative treatment to use of antimicrobials, for it reduced the process of re-infection by helminths, as well as negative effects on weaned calves. It was also concluded that the probiotics promotes increased in the weight gain of debilitated calves, indicating that the probiotic preparation evaluated has the potential an additive to cattle feed.
6

Controle biológico das nematodioses gastrintestinais de bovinos com o fungo predador de nematóides Monacrosporium thaumasium (DRECHSLER, 1937) / Control of bovine gastrointestinal nematode parasites using formulation of the nematode-trapping fungus Monacrosporium thaumasium (DRECHSLER, 1937)

Alves, Paulo Henrique 19 May 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2015-03-26T13:46:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 289107 bytes, checksum: 35ee72e2a4506163a5f402f0961d85fc (MD5) Previous issue date: 2004-05-19 / The viability of a formulation of the fungus Monacrosporium thaumasium (Drechsler, 1937) was evaluated for the biological control of bovine gastrointestinal nematode parasites. Two groups of seven female calves each, holstein x zebu crossbred, four to six months of age, were placed in Cynodon dactylon pastures. In group A, each animal received 20g of pellets of M. thaumasium orally twice a week during a four-month period that began with the onset of the rainy season (October, 2001). In group B (control), the calves did not receive any fungal treatment. The counts of eggs per gram of faeces (EPG) for anima1s of the group B were significantly greater (P< 0.05) than those for animaIs of the group A and the difference of the EPG between the animals of group A and B at the end of the study period was 88,8%. The nematodes of the Cooperia genus were the most prevalent in the both pastures. It is concluded that use of this dose and periodicity of application of M. thaumasium pellets were efficient in the control of bovine gastrointestinal nematode parasites. / A viabilidade de uma formulação do fungo Monacrosporium thaumasium (Drechsler, 1937) foi avaliada no controle biológico de nematóides parasitos gastrintestinais de bovinos. Dois grupos de sete bezerras cada, mestiças holandês x zebu, de quatro a seis meses de idade, foram colocados em pastagens de Cynodon dactylon. No grupo A, cada animal recebeu 20 g de péletes (formulação granulada) de M. thaumasium via oral, duas vezes por semana, durante quatro meses, com início na estação chuvosa (outubro de 2001). No grupo B (controle), os bezerros não receberam nenhum tratamento fúngico. As contagens de ovos por grama de fezes (OPG) dos animais e das larvas infectantes encontradas na pastagem do grupo B foram significativamente maiores (P< 0,05) do que as dos animais do grupo A, e a diferença entre o OPG dos animais do grupo A e o do grupo B, no final do experimento, foi de 88,8%. Os nematóides do gênero Cooperia foram os mais prevalentes em ambas as pastagens. Concluiu-se que a aplicação de péletes de M. thaumasium na dosagem e periodicidade de aplicação usadas foi eficiente no controle de nematóides parasitos gastrintestinais de bovinos.
7

Asma e doenças alérgicas em escolares de população ribeirinha da região leste da Amazônia / Asthma and allergic diseases in schoolchildren from riverine population in east side of Amazon

Freitas, Marly Sarmanho de Souza [UNIFESP] 25 May 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-07-22T20:49:26Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-05-25 / Introdução: a prevalência de doenças alérgicas tem aumentado no mundo, particularmente nas populações urbanas de países em desenvolvimento. Objetivos: determinar a prevalência de asma e doenças alérgicas, identificar fatores de risco a elas associados, avaliar a relação entre asma e helmintíase, assim como a relação entre a cicatriz vacinal do BCG e sensibilização atópica em escolares ribeirinhos de Ilhas da Amazônia. Métodos: estudo transversal em 400 escolares (5 a 8 anos) cujos pais responderam os questionários escritos (padrão e complementar) do International Study of Asma and Allergies in Childhood, entre 2007 e 2009. As crianças também foram avaliadas quanto a: medição da cicatriz vacinal do BCG, coletas de fezes (parasitológico) e sangue para dosagem de IgE total e específica séricas. Foram utilizados testes não paramétricos e os fatores de risco foram identificados por regressão logística (stepwise forward) tendo-se como nível de significância 5%. Resultados: prevalência de asma atual e rinoconjuntivite atual foram significantemente maiores entre as crianças vivendo na ilha de Outeiro do que nas da Ilha do Combú (30,5% X 16,5%; 18% x 6%, respectivamente). Nas duas ilhas, ter relato de asma ou rinite nos pais, ter antecedentes pessoais de rinite e tosse noturna no último ano estiveram associados à maior expressão de asma. A regressão logística identificou os riscos de ter asma: na ilha do Combú foram antecedente familiar de asma, ter gato na atualidade e tosse noturna no último ano. Na do Outeiro foram: antecedente familiar de asma, antecedente pessoal de eczema, ter dois ou mais irmãos mais velhos e tosse noturna no último ano. Conjuntamente para as duas ilhas os riscos foram: tosse noturna no último ano e antecedente familiar de asma. Não houve diferença significante entre parasitados e não por helmintos em relação à expressão da asma, exceto ter diagnóstico médico de asma, mais frequente entre as crianças parasitadas. Níveis séricos de IgE total e de IgE específica a A.lumbricoides foram mais elevados nas crianças parasitadas. Correlação entre os níveis séricos de IgE sérica total e as específicas aos alérgenos mostrou significância para Periplaneta americana e A.lumbricoides entre os parasitados e entre os não parasitados foi com B.germanica e B.tropicalis. Correlação entre o diâmetro médio da pápula induzida pelos aerolérgenos e o nível de IgE sérica específica para D.pteronyssinus e B.tropicalis foi significante entre os não parasitados. Diâmetro médio da cicatriz vacinal do BCG das crianças com asma não diferiu das sem. Não houve correlação significante entre os níveis séricos de IgE total e específica e o diâmetro médio da cicatriz vacinal do BCG. Conclusões: houve variação na prevalência de asma e rinite entre as ilhas, sendo mais elevada na do Outeiro, que possui características de zona urbana. Os fatores de risco de ter asma foram diferentes para as duas ilhas refletindo as características individuais de cada ilha e conjuntamente foi o antecedente familiar de asma, enfatizando a participação da genética como importante fator de risco. Os helmintos não foram associados à expressão da asma nem da sensibilização alérgica. É importante criar medidas preventivas mais apropriadas contra o desenvolvimento de asma para cada uma das ilhas. Mais estudos são necessários para clarificar o papel dos helmintos sobre a asma e doenças alérgicas. / Background: epidemiological studies have focused on possible association between helminth infection and the development of asthma and/or allergies. Objectives: to evaluate the association between helminth infection and asthma and its relation to serum levels of total and specific IgE for A. lumbricoides and aeroallergens, besides evaluating possible relation between BCG scar and allergic sensitization. Methods: cross sectional study in 400 schoolchildren from two Amazon Islands. A standardized written questionnaire (asthma module) from International Study of Asthma, Allergies in Childhood protocol was administered and asthmatic children were those with current wheezing. The following procedures were done: skin prick test (positive test with papule mean diameter > 3mm); blood samples for assessment of serum levels of total and specific IgE for A. lumbricoides and aeroallergens (positive those with levels > 0.36 kU/L); feces samples for helminths examination (positive = infected with at least one helminth); mean diameter of BCG vaccine scar measurement. Analyses were assessed for both islands together and non-parametric tests were applied obtaining 5% of significance level. Results: there was no significant difference between infected and non-infected children with helminths related to asthma expression, save for having physician-diagnosed asthma that was more frequent in helminths infected children. Serum levels of total and specific IgE for A. lumbricoides were higher in infected children. Significant correlations between serum levels of total and specific IgE for aeroallergens to Periplaneta americana and Ascaris lumbricoides among those infected and among those non-infected was for B. germanica e B. tropicalis. Significant correlation between papule mean diameter and serum level of specific IgE for D. pteronyssinus e B. tropicalis among those not infected. Mean diameter of BCG vaccine wasn´t different among children with asthma and those without, as well as there was no correlation between serum levels of total and specific IgE. Conclusions: parasite infections are not associated with either asthma expression or to allergic sensitization, but positive association was verified between physician-diagnosed asthma and helminth infection. More studies are necessary to clarify helminth infection role on asthma and allergic diseases. / TEDE / BV UNIFESP: Teses e dissertações
8

Prevalência da esquistossomose mansoni e geohelmintíases em escolares do município de Malhador, Sergipe / Prevalence of Schistosomiasis Mansoni and Geo-helminthiasis in schoolchildren in the municipality of Malhador, Sergipe

Machado, Vanessa Lima 27 April 2017 (has links)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / Schistosomiasis and geo-helminthiasis are parasitic diseases considered as a serious public health problem, both related to poverty, lack of adequate sanitation and hygiene. The municipality of Malhador-SE join the campaign against geo-helminths and S. mansoni since 2013 and is engaged in the Program of Control of Schistosomiasis aiming the elimination of schistosomiasis and the reduction of the parasitic burden of geo-helminths. The purpose of this study was to compare the prevalences of S. mansoni and geo-helminths and socio-environmental conditions in schoolchildren in the municipality of Malhador / SE. An epidemiological, descriptive and cross - sectional study was carried out. The sampling took place in February 2016. The study involved schoolchildren between 5 and 14 years in two municipal schools located in an urban school (Pacheco School) and another in the rural area (Barrocão School). The prevalence of children with S. mansoni and / or geo-helminths was determined using the Kato-Katz method, and compared to the socio-environmental conditions of the students. The positive cases found in the communities were georeferenced with the aid of a GPS receiver and to analyze and visualize the pattern of the distribution and density of the cases the kernel estimator was applied. Of the 337 fecal samples collected, 48.7% resulted in positive samples. The prevalence of infection was 17.6% for S. mansoni, 23.7% for A. lumbricoides, 4% for T. trichiura and 0.4% for E. vermicularis in the urban area (Pacheco School). On the other hand, in the rural area (Barrocão School) were 55.9% for S. mansoni and 28.8% for A. lumbricoides. The highest frequency of S. mansoni was found in the rural area and in male children, whereas the cases of geo-helminths had similar prevalence in both zones. In the rural area, the parasitic burden prevailed in mild (87.9%) and moderate (12.1%) and in urban areas, mild (65.3%), moderate (28.6%) and severe (6.1%). Regarding the environmental and sanitary conditions, the children in the rural area had more "contact with water" (90.5%), being associated with the occurrence of S. mansoni in the demographic areas (p = 0.0394). Likewise, the variables "sanitary installation, waste disposal, water supply and waste destination" also showed an association between the "occurrence of S. mansoni and geo-helminths" (p <0.001). Of the hygiene habits, 100% of rural schoolchildren consume untreated water (p <0.001). The analysis of the spatial distribution of the positive cases of S. mansoni and geo-helminths allowed us to visualize that in the urban area the specialization was revealed homogeneously, whereas in the rural zone it was heterogeneous and that through the Kernel estimator, the agglomeration of these cases is located in the west of Malhador in the urban and rural areas are located to the west and east of the municipality. The present study showed that Malhador is a municipality endemic to S. mansoni and that inadequate sanitary and hygiene conditions favored a high prevalence of parasitic diseases in the schoolchildren of the localities. / A esquistossomose e as geo-helmintíases são doenças parasitárias consideradas como um grave problema de saúde pública, ambas, relacionadas com a pobreza, a falta de saneamento adequado e de higiene. O município de Malhador-SE participa da campanha contra geo-helmintos e S mansoni desde 2013 e trabalha com o Programa de Controle da Esquistossomose com o objetivo de alcançar a meta de eliminação da esquistossomose e redução da carga parasitária de geo-helmintos. O objetivo desse estudo foi analisar, comparativamente, as prevalências de S. mansoni e geo-helmintos e condições sócio-ambientais em escolares do município de Malhador/SE. Foi realizado um estudo epidemiológico, descritivo e de corte transversal. A obtenção das amostras ocorreu no período de fevereiro a junho de 2016. O estudo envolveu escolares entre 5 e 14 anos em duas escolas municipais localizadas uma na zona urbana (Escola Pacheco) e outra na zona rural (Escola Barrocão). Foram identificadas as prevalências de crianças com S. mansoni e/ou geo-helmintos através do método Kato-Katz, e comparadas às condições sócio-ambientais dos escolares. Os casos positivos encontrados nas comunidades foram georreferenciados com o auxílio de um receptor GPS e para analisar e visualizar o padrão da distribuição e densidade dos casos foi aplicado o estimador de Kernel. Das 337 amostras de fezes coletadas, 48,7% resultou em positivas. As prevalências de infecção foram de 17,6% para S. mansoni, 23,7% para A. lumbricoides, 4% para T. trichiura e 0,4% para E. vermiculares na zona urbana (escola Pacheco), enquanto que, na área rural (escola Barrocão) foram de 55,9% para S. mansoni e 28,8% para A. lumbricoides. A maior frequência de S. mansoni foi encontrada na zona rural e em crianças do gênero masculino, enquanto que os casos de geo-helmintos tiveram prevalências semelhantes em ambas as zonas. Na zona rural prevaleceram as cargas parasitárias leve (87,9%) e moderada (12,1%) e na urbana, prevaleceram a leve (65,3%), moderada (28,6%) e grave (6,1%). Em relação às condições ambientais e sanitárias as crianças da zona rural tiveram maior “contato com água” (90,5%) estando associado com a ocorrência de S. mansoni nas áreas demográficas (p=0,0394). Da mesma forma, as variáveis “instalação sanitária, destino dos dejetos, abastecimento de água e destino do lixo” também mostraram associação entre a “ocorrência de S. mansoni e geo-helmintos” (p<0,001). Dos hábitos de higiene, 100% dos escolares da área rural consomem água não tratada (p<0,001). A análise da distribuição espacial dos casos positivos de S. mansoni e geo-helmintos permitiu visualizar que na área urbana a espacialização foi revelada de forma homogênea, enquanto que na zona rural apresentou-se heterogênea e que através do estimador de Kernel, a aglomeração desses casos está localizada a oeste de Malhador na zona urbana e na rural estão localizados a oeste e a leste do município. O atual estudo mostrou que Malhador é um município endêmico para S. mansoni e que as condições sanitárias e de higiene inadequadas favoreceram a elevada prevalência das parasitoses nos escolares das localidades.
9

Helmintíase intestinal afeta negativamente a resposta celular específica contra o Mycobacterium tuberculosis em pacientes co-infectados

Goulart, Juliana Silva Pancini 27 April 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2016-12-23T13:56:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 HELMINtiASE INTESTINAL.pdf: 1507224 bytes, checksum: 6132aca0f1aadf166d4e2b773c982a74 (MD5) Previous issue date: 2009-04-27 / Mycobacterium tuberculosis (MTB) é um exemplo clássico de patógeno para o qual a resposta protetora depende da imunidade celular do tipo Th1, que é caracterizada pela presença de linfócitos T CD4+ produtores de IFN-g. Essa citocina ativa mecanismos microbicidas no macrófago infectado, levando à eliminação do bacilo. Evidências sugerem que a progressão para a tuberculose esteja relacionada à presença de mecanismos imunossupressores mediados por citocinas e por células T reguladoras. Acredita-se que a presença de helmintíase intestinal possa prejudicar o desenvolvimento de uma resposta adaptativa capaz de conter ou eliminar o MTB, tornando assim o indivíduo susceptível ao adoecimento. Para aquilatar a influência da infecção por helmintos intestinais na resposta celular durante a tuberculose pulmonar, neste trabalho, foram avaliados os perfis quantitativo e fenotípico de populações celulares de sangue periférico e o padrão de citocinas em culturas de sangue total estimuladas com antígenos de MTB, em pacientes portadores de tuberculose pulmonar apresentando ou não helmintíase intestinal no momento do diagnóstico e durante a terapia antituberculose. Para isso, foram arrolados 53 pacientes com diagnóstico recente de tuberculose pulmonar. Desses, 26% eram portadores de pelo menos uma espécie de helminto intestinal. Pacientes com tuberculose pulmonar apresentaram uma redução significativa nos números de linfócitos T CD8+, células NK e NKT. Os indivíduos com helmintíase intestinal associada à tuberculose apresentaram uma maior freqüência de células T reguladoras, com ambos os fenótipos CD4+CD25HIGH e CD4+CD25HIGHFoxp3+. Além disso, os resultados sugerem que a presença de infecção por helmintos intestinais tenha induzido um estado de hipoergia em pacientes portadores de tuberculose pulmonar, uma vez que esses pacientes apresentaram concentrações menores das citocinas IL-2, TNF-a, IL-4, IL-5 e IL-10 nos sobrenadantes de culturas em relação às concentrações encontradas no grupo TB e no grupo controle. Portanto, os resultados desse trabalho sugerem que a presença de infecção por helmintos intestinais tenha um impacto negativo na resposta imunitária à tuberculose em pacientes portadores de tuberculose pulmonar. / The protection against Mycobacterium tuberculosis (MTB) depends on a cellmediated Th1 type-immune response. This response is characterized by IFN-g production by CD4+ T cells, which activates macrophages to enhance microbicidal mechanisms leading to the bacillus eradication. Factors related to tuberculosis resistance or susceptibility are not completely understood. There are evidences suggesting that the progress to active disease is related to immune downregulation caused by suppressors cytokines and regulatory T cells. It is believed that the association with helminth infection can disturb the protective immune response that should contain or eliminate MTB. Here, we investigated the role of intestinal helminth infection on M. tuberculosis specific immune response during active pulmonar tuberculosis in patients with associated tuberculosis and intestinal helminth infection at the time of diagnosis and during tuberculosis therapy. Quantitative and phenotypic analyses of peripheral blood cells populations were performed and the MTBstimulated whole blood culture cytokines production was evaluated. Fifty-three patients with newly diagnosed tuberculosis were enrolled for this study. Twenty-six percent of these patients were infected with at least one intestinal helminth (TB + HELM patients). Patients with pulmonary tuberculosis presented a significant reduction in the numbers of TCD8+, NK and NKT cells. Patients with both intestinal helminth infection and tuberculosis presented higher frequency of regulatory T cells, of both phenotype CD4+CD25HIGH and CD4+CD25HIGHFoxp3+, as compared to TB group, to HELM group, and to control group. In addition, the results suggest a hipoergy status in TB + HELM patients because the production of the cytokines IL-2, TNF-a, IL-4, IL-5 and IL-10 decreased in whole blood culture of these patients as compared to both TB patients and healthy controls. The data from this study indicated that the associated intestinal helminth infection has a negative impact on immunity to tuberculosis in patients with tuberculosis.
10

Análise fenotípica e funcional de células dendríticas e monócitos, em pacientes com tuberculose pulmonar infectados por helmintos intestinais

Silva, Flávia Dias Coelho da 28 April 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2016-12-23T13:56:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertacao de Flavia Dias Coelho da Silva.pdf: 4558177 bytes, checksum: eadcc2f337a0bf938bf5970abe9f7578 (MD5) Previous issue date: 2009-04-28 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A Tuberculose (TB) ainda é uma ameaça global à humanidade, sem vacina eficaz disponível até momento. Estudos epidemiológicos têm demonstrado que o Mycobacterium tuberculosis (MTB) e os helmintos são coendêmicos em muitas regiões no mundo, e que as coinfecções com esses patógenos são freqüentes. A infecção por helmintos intestinais pode ser um dos fatores de risco para o desenvolvimento da TB pulmonar ativa. Através de marcações fenotípicas e dosagem de citocinas e quimiocinas, pretendemos mostrar que os vermes são capazes de desviar a resposta Th-1 protetora para a Tuberculose para a Th-2 característica nas helmintíases intestinais. Cultura de sangue total para dosagem de citocinas e quimiocinas pela técnica de microesferas marcadas para leitura em citômetro de fluxo, em conjunto com a imunofenotipagem de células dendríticas (DCs) e monócitos/macrófagos através de marcadores extra e intracelulares via citometria, foram utilizadas com o objetivo de se estudar alguns aspectos da imunidade inata em pacientes com TB, com TB e helmintíases intestinais (TB+HELM), com helmintos, e controles saudáveis. Para tal foram avaliados: a) o número e fenótipo de DCs e monócitos/macrófagos do sangue periférico; e b) a produção de citocinas (IL-10, IL-12, TNF-&#61537; , IL-6 e IL-1&#61538; ) e de algumas quimiocinas (CCL2, CCL5, CXCL-8, CXCL9 e CXCL-10) no sobrenadante de cultura de sangue total após estímulo com antígenos de MTB. A análise de células dendríticas e macrófagos circulantes, e a avaliação de citocinas e quimiocinas em pacientes com TB+HELM, nos permite concluir que: a) A maioria das DCs apresentava fenótipo de células imaturas. Entre as células com fenótipo de células maduras, existiam células mDC DC-SIGN+ e pDC CD123+CD40+, fenótipos compatíveis com DCs maduras indutoras de resposta Th-2; b) A maior parte dos macrófagos avaliados estava ativada e expressava DC-SIGN (fenótipo é compatível com macrófagos M2); c) A produção de citocinas mostrou-se significativamente maior para IL-10, TNF-e IL-6, enquanto IL-1teve uma tendência ao aumento. No entanto, os níveis de IL-12 permaneceram semelhantes ao grupo controle; d) Redução significante da produção de CCL-2, tendência à menor produção de CXCL-8 e aumento não significativo de CXCL-10 foram observados, ao passo que quimiocinas CXCL-9 e CCL-5 não foram detectadas. Embora o número de casos estudados não permita uma afirmação conclusiva, as observações admitem a possibilidade de que a infecção com helmintos intestinais em pacientes com tuberculose possa estar interferindo na resposta Th-1 aos antígenos de MTB / The Tuberculosis (TB) remains a global threat to humanity, which no effective vaccine available until now. Epidemiological studies have shown that Mycobacterium tuberculosis (MTB) and helminths are co-endemic in many regions in the world, and that co-infections with these pathogens are frequent. The intestinal helminths infection may be a risk factor to the development of active pulmonary TB. Through phenotypic markings and dosage of cytokines and chemokines, we aimed to show that the worms are capable to deviate the Th-1 response TB protective to the Th-2 response, characteristic in intestinal helminthiasis. Blood culture for cytokines and chemokines dosage was done by the technique of marked microspheres for reading on flow cytometry, in conjunction with immunophenotyping of dendritic cells (DCs) and monocytes / macrophages through extra and intracellular markers by cytometry were used to study some aspects of innate immunity in TB patients, TB and intestinal helminths patients (TB + HELM), patients with helminths, and healthy controls. Were analyzed: a) The number and phenotype of DCs and monocytes/macrophages in peripheral blood, and b) The production of cytokines (IL-10, IL-12, TNF-&#61537; , IL-6 and IL-1&#61538; ) and of some chemokines (CCL2, CCL5, CXCL8, CXCL9 and CXCL10) in the culture supernatant of whole blood after stimulation with MTB antigens. The analysis of circulating dendritic cells and macrophages, and evaluation of cytokines and chemokines in patients with TB + HELM, should us conclude that: a) The majority of DCs were immature cell phenotype. Among the cells with mature cell phenotype, there were cells mDC DC-SIGN + and CD40 + CD123 + pDC, phenotypes consistent with mature DCs to induce Th-2 response; b) Most of the activated macrophages was assessed and expressed DC-SIGN (phenotype compatible with M2 macrophages); c) The production of cytokines was significantly greater for IL-10, TNF-and IL-6, while IL-1had a tendency to increase. However, the levels of IL-12 remained similar to control group; d) significant reduction of the production of CCL-2, a trend to lower production of CXCL-8 and no significant increase of CXCL-10 were observed, whereas the chemokines CXCL CCL-5 and -9 were not detected. Although the number of cases does not permit a conclusive statement, the observations allow the possibility that infection with intestinal helminths in TB patients may be interfering with the Th-1 response to antigens of MTB

Page generated in 0.1412 seconds