• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 230
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 236
  • 153
  • 65
  • 51
  • 36
  • 33
  • 32
  • 30
  • 26
  • 26
  • 26
  • 22
  • 22
  • 20
  • 20
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
71

Padrão de sono em modelo experimental de osteoartrite / Sleep pattern in an experimental model of osteoarthritis

Silva, Andressa [UNIFESP] 26 August 2009 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-07-22T20:50:33Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2009-08-26. Added 1 bitstream(s) on 2015-08-11T03:26:28Z : No. of bitstreams: 1 Publico-319.pdf: 1893095 bytes, checksum: 0ba8a04bbd0f3d30672393c06f832873 (MD5) / Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia (AFIP) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / A osteoartrite (OA) é um dos grandes problemas de saúde e a sua prevalência tem aumentado nas últimas décadas. Ela se caracteriza pela degeneração da cartilagem articular e está associada com a dor crônica e os distúrbios de sono. Tem sido demonstrado que a relação entre a dor e o sono produz mudanças no padrão de sono e na percepção da dor. No entanto, os estudos eletrofisiológicos com modelos animais de dor ainda são limitados. Assim, o objetivo do presente estudo foi o de analisar a arquitetura do sono e a sensibilidade dolorosa frente a um estímulo térmico em um modelo experimental de OA em ratos machos Wistar (Artigo 1), além de também avaliar a influência do gênero no padrão de sono e no perfil hormonal (progesterona, estradiol e testosterona) no modelo experimental de OA, tanto em ratos machos como em fêmeas (Artigo 2). Foram implantados eletrodos para registro do eletrocorticograma e do eletromiograma. A OA foi induzida por meio da administração intra-articular de iodoacetato no joelho esquerdo. Os registros de sono, com a duração de 12 horas cada, foram monitorados durante o período claro e escuro, tendo sido avaliados no início do estudo (antes da administração) e nos dias 1, 10, 15, 20 e 28 após a injeção do iodoacetato. Os animais com a OA foram comparados aos grupos SHAM (administração de veículo) e controle (não manipulado). No Artigo 1, avaliou-se ainda, em um grupo adicional de animais e nos mesmos dias, o limiar de dor por meio do teste da placa quente. Os resultados do Artigo 1 demonstraram que a OA induziu a uma redução significativa no limiar da dor térmica a partir do 10º dia até ao final do experimento. As análises dos registros de sono mostraram que os ratos machos OA tiveram alterações no padrão de sono, como a redução da eficiência de sono, do sono de ondas lentas, do sono paradoxal, assim como um aumento do número de despertares durante o período claro, quando comparado com o período basal e com os grupos SHAM e controle. Os resultados do Artigo 2 demonstraram que os ratos OA, independentemente do gênero, apresentaram uma fragmentação no padrão de sono com uma redução da eficiência de sono, do sono de ondas lentas e do sono paradoxal, bem como uma menor duração nos episódios de sono paradoxal. No entanto, os machos, em comparação às fêmeas, apresentaram menor eficiência de sono e de ondas lentas do sono no período escuro. Além disso, a OA afetou os níveis hormonais nos machos, uma vez que as concentrações de testosterona foram significativamente reduzidas em comparação com os grupos controle e SHAM. Nas fêmeas, a progesterona e o estradiol permaneceram inalterados durante o estudo. Os resultados sugeriram que o modelo com a OA acarreta marcantes alterações da arquitetura de sono, tanto nos machos como nas fêmeas, associadas à menos limiar de dor e níveis de hormônios (sexuais). / Osteoarthritis (OA) is a major health issue and its prevalence has increased in the past decades. OA is characterized by the degeneration of joint cartilage, a condition associated to chronic pain and sleep disturbances. It has been shown that the relation between pain and sleep produces adverse effects in the sleep pattern and in pain perception. Because electrophysiological investigations in animal pain models are still limited the current study purported to examine sleep architecture and sensitivity to thermal stimulation within the framework of an experimental OA model in male rats (Paper 1). And also, to assess how this OA model influences the sleep pattern and hormonal profile (progesterone, estradiol and testosterone) in both genders (Paper 2). Wistar rats were used in all of the experimental protocols. Electrodes were implanted for the recording of electrocortigrams. OA was induced by means of intra-articular administration of iodineacetate in the left knee. Sleep recordings were monitored during the light and dark periods (12h each) and these were analyzed at the beginning of the study before administration iodineacetate and on days 1, 10, 15, 20 and 28 after the injection of iodineacetate. OA animals were compared to SHAM groups (vehicle) and controls (not manipulated). Paper 1 also assessed the threshold of pain in the hot plate test in and additional group of animals on the same days. The results of Paper 1 showed that OA induced a significant reduction in the threshold of thermal pain from the 10th day to the end of the experiment. Analysis of the sleep recordings showed that the male OA rats suffered alteration in the sleep pattern like reduction in the efficiency of sleep, slow wave sleep, paradoxical sleep, but increased number of awakenings during the light period when compared to the baseline period, SHAM groups and controls. Results collected from paper 2 show that OA rats, regardless of the gender, presented fragmentation in the sleep pattern with reduced sleep efficiency, slow wave sleep and paradoxical sleep, as well as shorter paradoxical sleep episodes. However, in the dark period, male rats presented lower sleep efficiency and slow wave sleep in comparison to females. In addition, OA affected concentrations of male hormones, once those of testosterone were significantly reduced in comparison to controls and SHAM. In females, progesterone and estradiol remained unaltered throughout the investigation. Our results suggest that the OA model does promote marked alterations in sleep architecture in males as well as in females, and is associated to lower pain thresholds and smaller levels of hormones in the blood. / FAPESP: 07/56620-6 / FAPESP: 98/14303-3 (CEPID) / TEDE / BV UNIFESP: Teses e dissertações
72

Comparação clínica, laboratorial e densitométrica de pacientes com coxartrose e fraturas do colo femoral

Spinelli, Leandro de Freitas January 2016 (has links)
Resumo não disponível.
73

Estimulação elétrica neuromuscular para o fortalecimento muscular, função e dor em pacientes com osteoartrite do joelho : uma revisão sistemática com meta-análise

Bispo, Vinícius Araújo 23 February 2018 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, 2018. / Submitted by Fabiana Santos (fabianacamargo@bce.unb.br) on 2018-09-10T22:41:38Z No. of bitstreams: 1 2018_ViníciusAraújoBispo.pdf: 597175 bytes, checksum: b9d67e5d7e3141712989590fb535dd4e (MD5) / Approved for entry into archive by Fabiana Santos (fabianacamargo@bce.unb.br) on 2018-09-11T20:32:28Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2018_ViníciusAraújoBispo.pdf: 597175 bytes, checksum: b9d67e5d7e3141712989590fb535dd4e (MD5) / Made available in DSpace on 2018-09-11T20:32:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2018_ViníciusAraújoBispo.pdf: 597175 bytes, checksum: b9d67e5d7e3141712989590fb535dd4e (MD5) Previous issue date: 2018-09-10 / Desenho do estudo: Trata-se de um estudo do tipo revisão sistemática com meta-análise Introdução. A estimulação elétrica neuromuscular (EENM) é amplamente utilizada como estratégia para melhorar o desempenho muscular. No entanto, os parâmetros físicos utilizados e a sua efetividade para promover um aumento na força muscular, redução da dor ou melhora na função física em pacientes com osteoartrite (OA) do joelho ainda não são completamente estabelecidos. Objetivo: Investigar os efeitos da EENM na produção de força muscular, redução da dor e melhora da função física em pacientes com osteoartrite do joelho. Métodos: A partir das palavras-chaves pré-estabelecidas, foram pesquisados apenas ensaios clínicos randomizados (ECRs) nas bases de dados: Pubmed, Embase, LILACS, PEDro e no Registro Central de Ensaios Controlados da Cochrane Central (CENTRAL). Dois revisores independentes selecionaram os estudos de acordo com os critérios de inclusão, extraíram os dados e avaliaram a qualidade metodológica. Extração dos dados e síntese: Os estudos foram elegíveis para esta revisão se comparassem a intervenção realizada por meio da EENM de forma isolada ou combinada com o exercício versus um grupo que realizou exercício convencional ou um grupo controle (Sem nenhuma intervenção). Aqueles estudos que incluíram medidas de resultados para valores relacionados ao torque isométrico máximo, torque evocado (% Contração Isométrica Voluntária Máxima - CIVM), nível de desconforto alto relatado, escala de dor e nível da função física foram elegíveis para avaliação. Apenas onze estudos foram incluídos nesta revisão. Após realizar as análises estatísticas para os desfechos da força muscular isométrica, função física e dor, foi identificado uma diferença estatística significativa favorável apenas para um aumento da força muscular isométrica. Este resultado benéfico se restringe apenas para a comparação da utilização da EENM versus o grupo controle. A qualidade metodológica dos ensaios elegíveis foi moderada, com uma média de cinco pontos na escala PEDro. Limitações: Algumas limitações surgem da estratégia de pesquisa para identificar estudos clínicos. Seguindo as recomendações da Cochrane Colaborações, as pesquisas foram complementadas pela identificação de possíveis estudos elegíveis na busca manual, bem como os registros de ensaios clínicos. Conclusão: Sugere-se que a EENM comparada ao grupo controle oferece benefícios para promover um aumento na força muscular isométrica do músculo quadríceps femoral em pacientes com osteoartrite do joelho. Porém, a EENM não promove uma redução da dor ou melhora na função física nesta população quando comparado ao controle e ao exercício. / Study design: This is a systematic review with meta-analysis. Introduction: The Neuromuscular Electrical Stimulation (NMES) is widely used as a strategy to improve a muscle performance. However, the physical parameters used and their effectiveness to promote an increase in muscle strength, pain reduction or improvement in physical function in patients with osteoarthritis (AO) of the knee are not yet established completely. Objective: To investigate the effects of NMES on the production of muscle strength, pain reduction and improvement of the physical function of patients with osteoarthritis of the knee. Methods: From pre-established keywords, were investigated only randomized clinical trials (ECRs) in databases: Pubmed, Embase, LILACS, PEDro and in a Cochrane Central Register of Controlled Trials. Two independent reviewers selected the studies according the inclusion criteria, they extracted the data and evaluated the methodological quality. Data extraction and synthesis: The studies were eligible for this review if they compared the intervention performed through the Neuromuscular Electrical Stimulation in isolation or combined with exercise versus a group that performed conventional exercise or a control group. Those studies that include measures of results for values related to maximum isometric torque, evoked torque (% Maximum Voluntary Isometric Contraction - MVIC), level of self-reported discomfort, pain scale and level of physical function were eligible for evaluation. After performing the statistical analyzes for the isometric muscle strength, function and pain outcomes, a statistically significant difference was found favorable only for an increase in isometric muscle strength. This beneficial result is restricted only to the comparison of NMES use versus the control group. The methodological quality of the eligible trials was moderate, with an average of 5 points on the PEDro scale. Limitations: Some limitations emerge from a research strategy to identify clinical studies. Following the recommendations of Cochrane Collaborations, the research was complemented by identifying possible eligible studies in the manual search as well as clinical trial records. Conclusion: It is suggested that the NMES when compared with the control group offers benefits to promote an increase in isometric muscle strength of quadriceps femoris muscle in patients with osteoarthritis of the knee. However, the NMES does not promote a reduction in pain or improvement of physical function in this population compared to control and exercise.
74

Potencial inflamatório da membrana plaquetária no líquido sinovial de equinos

Milani, Betsabéia Heloisa Gentilha Milani January 2018 (has links)
Orientador: Ana Liz Garcia Alves / Resumo: O plasma rico em plaquetas (PRP) é utilizado no tratamento de enfermidades articulares, porém, após a aplicação de PRP intra-articular, observa-se se observa algumas reações adversas locais em equinos, como efusão sinovial, influxo celular e aumento da concentração de PGE2 sinoviais. Os antígenos da membrana plaquetária podem causar diversas alterações imunológicas e alterar a expressão de proteínas. O lisado plaquetário (LP) seria uma alternativa para a aplicação do conteúdo íntegro do PRP, porém sem a membrana plaquetária. Portanto, esse trabalho tem por finalidade a investigação do possível potencial inflamatório da membrana plaquetária no líquido sinovial e comparação com o PRP, após a indução de sinovite experimental aguda. Foram utilizadas 20 articulações radiocárpicas de equinos hígidos. Cada grupo foi composto por 5 articulações sendo eles: o grupo controle, grupo PRP, grupo LP e grupo LPS. O grupo PRP recebeu o tratamento com plasma rico em plaquetas, o grupo LP recebeu o lisado plaquetário e o grupo LPS recebeu o tratamento com lipopolissacarideo. Todos os grupos, menos o controle, receberam a dose de 0,25 ng/mL intra-articular, e foi colhido amostras de líquido sinovial em seriados momentos (0,4,8,24, 48 horas e 7 dias) e exame físico individual de cada animal. Além disso, foi feito a dosagem de PGE2. Os resultados após indução da sinovite experimental aguda e a aplicação do LP e PRP, apontaram que houve alterações semelhantes no líquido sinovial e redução dos sina... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Mestre
75

Efeito dos ácidos hialurônicos como condroprotetores em modelo experimental de osteoartrose

Oliveira, Marcello Zaia 28 May 2013 (has links)
Resumo: Título: Efeito dos ácidos hialurônicos como condroprotetores em modelo experimental de osteoartrose. Introdução: O tratamento medicamentoso da osteoartrose tem obtido um avanço significativo nas últimas décadas. Medicações condroprotetoras como o ácido hialurônico são utilizadas em aplicações intra-articulares de modo crescente na prática médica. Entretanto, existem controvérsias relacionadas à utilização deste método de tratamento. Objetivo: Analisar os efeitos do ácido hialurônico de diferentes pesos moleculares em modelo experimental de osteoartrose em coelhos. Material e Métodos: 44 coelhos da raça California, machos, foram alocados de modo aleatório em três grupos (PR-S-P), sendo submetidos à ressecção do ligamento cruzado anterior do joelho direito. Decorridos três semanas do procedimento cirúrgico iniciaram-se as três injeções intra-articulares semanais de ácido hialurônico nativo (Polireumin®) grupo PR, ácido hialurônico de cadeia ramificada (Synvisc®) grupo S e soro fisiológico 0,9% grupo P. Todos os animais foram sacrificados após 12 semanas do ato cirúrgico e os platôs tibiais dos joelhos infiltrados foram dissecados. Cortes histológicos da cartilagem das áreas de apoio dos platôs tibiais foram coradas com Alcian Blue pH = 1.0, Alcian Blue pH = 2.5 e Azul de Toluidina para pesquisa da quantidade de proteoglicanos. A intensidade de coloração foi quantificada em um aparelho de microscopia Zeiss Imager.Z2 Metasystems e analisadas pelo software Metafer Msearch. Resultado: O efeito condoprotetor dos ácidos hialurônicos utilizados no estudo foi demonstrado quando comparados ao grupo controle, porém feita a comparação entre si, não houve diferença estatística significante quanto à condroproteção. Conclusão: Os ácidos hialurônicos testados obtiveram efeito condroprotetor, sem diferença estatística com relação aos diferentes pesos moleculares.
76

Efeitos da administração oral de glucosamina e condroitim sulfato associados ao ácido hialurônico em cavalos com osteoartrite / Effects of oral administration of glucosamine sulfate and chondroitin sulfate associated with hyaluronic acid in horses with osteoarthritis

Joyce Martins Coelho 17 July 2009 (has links)
A osteoartrite é a causa mais comum de claudicação em cavalos e, frequentemente está associada com a queda de desempenho e abandono precoce das atividades esportivas. Numerosos estudos têm investigado o potencial da função dos condroprotetores na desaceleração do processo degenerativo e no reparo da cartilagem articular. A finalidade deste estudo foi investigar o efeito da administração oral de glucosamina, condroitim sulfato e ácido hialurônico associados sobre a evolução clínica, radiológica, e glicosaminoglicanos (GAGs) da urina, do líquido sinovial e sérico de cavalos acometidos por osteoartrite. Foram utilizados seis equinos, com idades entre seis e doze anos, machos ou fêmeas, submetidos ao mesmo manejo nutricional. Estes animais receberam doses diárias de condroitim sulfato (CS) (2,8 g), ácido hialurônico (AH) (0,1g), glucosamina (3,1 g), via oral, por 25 dias. Exames clínicos e radiográficos foram realizados anteriormente e após o tratamento. Amostras de urina, líquido sinovial, e sangue foram coletados antes da primeira administração do suplemento; a cada 5 dias durante o tratamento e a cada 7 dias após o tratamento, durante 55 dias. Os glicosaminoglicanos urinários foram identificados por eletroforese em gel de agarose após cromatografia de troca iônica e quantificados por densitometria. A determinação de AH sérico foi realizada por ELISA. Após proteólise do líquido sinovial o CS e a AH foram igualmente identificados por eletroforese e quantificados por densitometria. No início do experimento, as concentrações médias urinárias de CS, DS, HS e GAGs totais (2,96 mg/l, 0,66 mg/l, 0,42 mg/l, 4,05 mg/l respectivamente) foram inferiores as médias urinárias, logo após o tratamento (5,38 mg/l, 1,30 mg/l, 0,96 mg/l, 7,64 mg/l respectivamente) (p<0,05) e similares após 30 dias (4,24 mg/l, 1,09 mg/l, 0,36 mg/l, 5,69 mg/l). A concentração sérica de AH aumentou após o tratamento e ao final do experimento em relação do início dos mesmos (10,61 ng/ml, 12,58 ng/ml, 21,08 ng/ml respectivamente) (p<0,05). O CS do líquido sinovial apresentou comportamento similar ao CS urinário (início: 76,13 µg/ml, final do tratamento: 93,05 µg/ml, final do experimento: 61,61µg/ml). Já o AH no líquido sinovial não sofreu alterações significativas (início: 440,07 µg/ml, final do tratamento: 351,15 µg/ml, final do experimento: 375,99 µg/ml) apesar da tendência a diminuição. Concluiu-se que a administração oral de glucosamina, CS e AH associados apresenta uma tendência ao aumento dos GAGs urinários e do CS do líquido sinovial imediatamente após o tratamento, com diminuição até 30 dias; aumento sérico do AH e manutenção da concentração de AH no líquido sinovial, com tendência a diminuição. / Osteoarthritis is the most common cause of lameness in horses, and often is frequently associated with poor performance and early end of sports activities. Numerous studies have investigated the potential function of chondroprotective drugs in slow down the degenerative process and helping to repair the joint cartilages. The purpose of this study was to investigate the effect of oral administration of glucosamine, chondroitin sulfate and hyaluronic acid associated with the clinical, radiological, and urinary glycosaminoglycans (GAGs), in the serum and synovial fluid of horses affected by osteoarthritis. We used six horses, aged between six and twelve years old, male or female, undergoing the same nutritional management. These animals received daily doses of condroitim sulfate (CS) (2.8 g), hyaluronic acid (HA) (0.1 g), glucosamine (3.1 g), oral route, for 25 days. Clinical and radiographic examinations were performed before and at the end of treatment. Samples of urine, synovial fluid and serum were collected before the first administration of the supplement, and every 5 days during the treatment and every 7 days after the end of the treatment, for a total of 55 days. The urinary glycosaminoglycans have been identified for agarose gel electrophoresis after ion-exchange chromatography on Q-Sepharose and quantified by densitometry. The determination of serum HA was performed by ELISA. After the sinovial liquid proteolysis the CS and the HA have been equally identified for eletrophoresis and quantified by densitometry. In the beginning of this study the avarage of urinary concentrations of CS, DS, HS and total GAGs (2.96 mg/l, 0.66 mg/l, 0.42 mg/l, 4.05 mg/l respectively) have been inferior the urinary averages, right after the treatment (5.38 mg/l, 1.30 mg/l, 0.96 mg/l, 7.64 mg/l respectively)(p< 0,05) and similar after 30 days (4.24 mg/l, 1.09 mg/l, 0.36 mg/l, 5.69 mg/l respectively). The HA serum concentration increased after treatment and the end of the experiment regarding the inicial values (10.61 ng/ml, 12.58 ng/ml, 21.08 ng/ml respectively) (p<0.05). The synovial fluid CS showed a similar behavior to the urinary CS (beginning: 76.13 µg/ml, end of treatment: 93.05 µg/ml, end of the experiment: 61.61 µg/ml). But the synovial fluid HA did not change significantly (beginning: 440.07 µg/ml, end of treatment: 351.15 µg/ml, end of the experiment: 375.99 µg/ml) despite the tendency to decrease. It was concluded that oral administration of glucosamine, CS and HA associated shows a tendency to increase the urinary GAGs and CS in the synovial fluid immediately after treatment, with reduction in 30 days; increase of serum HA and maintenance of the concentration of HA in synovial fluid, with a tendency to decrease.
77

Avaliação da qualidade de vida dos pacientes submetidos a artroplastia total primária do quadril antes e após a cirurgia

Lima, Aparecida Bezerra de [UNESP] 02 March 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2016-06-07T17:12:12Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-03-02. Added 1 bitstream(s) on 2016-06-07T17:16:47Z : No. of bitstreams: 1 000866150.pdf: 623531 bytes, checksum: e1db1b660c8258a64cd7fc44f86936c3 (MD5) / Introdução: Dentre as doenças crônicas degenerativas (DNC) que afetam a qualidade de vida dos idosos, podem-se destacar as doenças degenerativas articulares e, em especial, a osteoartrite (OA) do quadril, que acomete 33,6% da população com média de idade entre 65 anos ou mais, com impacto na qualidade de vida. Objetivo: avaliar a qualidade de vida e a funcionalidade de pacientes submetidos à Artroplastia Total Primária do Quadril (ATPQ) devido à OA, antes e após seis meses da cirurgia e o impacto do tempo de espera para a realização da cirurgia na qualidade de vida e aspectos físicos e funcionais. Método: foram avaliados 39 pacientes do Ambulatório de Especialidades Governador Mário Covas da Faculdade de Medicina de Marília. Fizeram parte da pesquisa pacientes que foram submetidos à ATPQ no período de dezembro de 2011 a junho de 2013. Foram coletados dados referentes às características sócio-demográficas; qualidade de vida relacionada à saúde (The Medical Outcomes Study-36 item Short-Form Health Survey (SF-36), avaliação funcional (Harris Hip Escore (HHS) e aspectos físicos e funcionais (Western Ontario and McMaster Universities Osteoarthritis Index (WOMAC). A coleta de dados ocorreu em dois momentos: no pré-operatório (antes da cirurgia) e no pós-operatório (seis meses após a cirurgia). Foi realizada análise estatística dos dados nos diferentes domínios dos instrumentos aplicados comparando momentos pré e pós operatório e tempo de espera para cirurgia (< ou > 18 meses) utilizando o teste t student pareado. Resultados: os idosos tinham média idade de 62,9 (+9,5) anos, sendo 64,1% do sexo masculino. A comparação dos momentos pré e pós operatório identificou: melhora na avaliação de qualidade de vida relacionada à saúde - SF 36 em todas as dimensões (p < 0,05); capacidade funcional, HHS no escore total e nas subescalas: dor, Atividade de Vida Diária, marcha (p < 0,05) e também quanto aos... / Among the chronic-degenerative diseases (DNC) that affect the elderly's quality of life, we can highlight the degenerative joint diseases, among them the osteoarthritis (OA) of the hip that affects 33.6% of the population in an average age of 65 years or more, with impact on the quality of life. Objective: It is to evaluate the quality of life of the patients who are undergoing Primary Total Hip Arthroplasty (ATQP) due to osteoarthritis before and after six months of surgery, moreover the impact of the waiting time for the surgery in the quality of life and functional and physical aspects. Method: We evaluated 39 patients at the Outpatient Clinic of Specialties Governor Mario Covas of the Medicine College of Marilia. Have taken part of the study all the patients that were submitted to ATPQ in the period of December 2011 to June 2013. Data were collected regarding the socio-demographic characteristics; quality of life related to health (The Medical Outcomes Study-36 item Short-Form Health Survey (SF-36); evaluation questionnaire of a functional evaluation of the hip Harris Hip Score (HHS); and instrument Western Ontario and McMaster Universities Osteoarthritis Index (WOMAC). The data collection happened in two moments: preoperative (before surgery) and in the postoperative period, six months after the surgery. Have been made a description of variables collected and later statistical analysis of the data in the different areas of the instruments applied comparing the pre and postoperative moments and the waiting time for surgery (< ou >than 18 months) using the student's t test paired. Results: the patients had a mean age of 62.9 + 9.5 years, and 64.1% were male. The comparison of preoperative and postoperative identified: an improvement in the evaluation of the quality of life related to health- the SF-36 in all dimensions (p < 0.05), functional capacity ; the HHS the total score and subscales: pain, Activities of Daily Living, gait ...
78

Efeitos da fisioterapia convencional e da wiiterapia em mulheres idosas com osteoartrite de joelho

Wibelinger, Lia Mara January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:56:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000445468-Texto+Completo-0.pdf: 870967 bytes, checksum: aa47d758bcd94b29ce99cd60ca07b045 (MD5) Previous issue date: 2012 / Introduction : New epidemiological studies show an increase in elderly population in Brazil, which makes the likelihood of chronic degenerative osteoarticular diseases take root among this osteoarthritis is one of the most prevalent diseases in elderly, and affects more woman individuals, affecting considerably the knee joint. The technologies are identified as a new way to promote health activities, since the functional capacity and well-being are essential when thinking about aging with quality of life. Virtual reality uses multi-sensory channels and allows the user immersion, navigation and interaction in a three-dimensional synthetic environment generated by computer. Physical therapy intervention conventional, there is today a new ally in intervention programs, through wiiterapia. Wiiterapia is the name that is the new feature that combines physical therapy through the video game Nintendo Wii®, which can also be associated with WiiFit ™ platform. This feature is part of this kind of reality, and that increasing the physiotherapy programs, bringing benefits in a playful and more participatory on the part of individuals. Objectives : This study evaluated the effects of conventional physiotherapy and wiiterapia in elderly women with knee osteoarthritis. Method : The research is a longitudinal study, interventionist and was held in Passo Fundo - RS. Were 71 elderly women aged more than sixty years, the study subjects, suffering from knee osteoarthritis, who were divided into two groups (GI = 33 and GII = 38), the group I underwent an intervention program based in physiotherapy and II with wiiterapia. Both greater 20 sessions of intervention three times a week, for approximately 3 months. Results : The elderly women who underwent conventional therapy (group I) showed a significant improvement in the field stiffness (14. 39 ± 17. 43) compared to wiiterapia (group II, 25. 13 ± 15. 99) in the post-intervention ( p = 0. 00). No differences were observed between groups in the domains of pain, disability and balance in intervention post. When is compared with conventional physiotherapy, the wiiterapia we found no statistically significant results in muscle strength. Conclusion : The intervention program of physiotherapy was effective in improving the stiffness in elderly women with osteoarthritis, of the knee flexor muscles are weaker in the older group who performed physiotherapy, and the flexor muscles are weaker than the extensors in both study groups and the higher speed, lower peak torque in the extensor muscles. However, although the peak torque wiiterapia be higher in the group that underwent conventional physiotherapy had a higher percentage of increase in muscle strength in both flexors and extensors in post-intervention. / Introdução : Novos estudos epidemiológicos mostram o aumento da população idosa no Brasil, o que faz com que a probabilidade de doenças crônico-degenerativas osteoarticulares se instalem, dentre estas a osteoartrite que é uma das doenças mais prevalentes em idosos, e acomete mais os indivíduos do sexo feminino afetando consideravelmente a articulação do joelho. As tecnologias são apontadas como uma nova forma de promover ações de saúde já que a capacidade funcional e o bem-estar são fundamentais quando se pensa em envelhecimento com qualidade de vida. A realidade Virtual, utiliza-se de canais multi-sensoriais e possibilita ao usuário a imersão, a navegação e a interação em um ambiente sintético tridimensional gerado pelo computador. A intervenção fisioterapêutica convencional, ganha hoje um novo aliado nos programas de intervenção. Wiiterapia é o nome que se da a este novo recurso que associa a fisioterapia através do videogame Nintendo Wii®, onde também pode ser associado a plataforma WiiFit™. Este recurso faz parte deste tipo de realidade e esta incrementando os programas de Fisioterapia, trazendo benefícios de forma lúdica e mais participativa por parte dos indivíduos. Objetivos : O presente estudo avaliou os efeitos da fisioterapia convencional e da wiiterapia em mulheres idosas com osteoartrite de joelho.Método : A pesquisa é um estudo longitudinal, intervencionista e foi realizada na cidade de Passo Fundo – RS. Os sujeitos pesquisados foram 71 mulheres idosas, com idade igual ou maior de sessenta anos, portadoras de osteoartrite de joelho, que foram divididas em dois grupos (GI=33 e GII=38), o grupo I foi submetido a um programa de intervenção baseado em fisioterapia convencional e o II em wiiterapia. Ambos realizaram 20 sessões de intervenção 3 vezes por semana com duração de aproximadamente 3 meses. Resultados : As idosas submetidas à fisioterapia convencional (grupo I) apresentaram uma melhora significativa no domínio rigidez (14,39±17,43) em relação à wiiterapia (grupo II; 25,13±15,99) na pós-intervenção (p=0,00). Não foram observadas diferenças entre os grupos nos domínios dor, incapacidade e equilíbrio na pós-intervenção. Quando se compara a fisioterapia convencional com a wiiterapia, não encontramos resultados estatisticamente significativos na força muscular. Conclusão : O programa de intervenção da fisioterapia convencional foi eficaz na melhora da rigidez em idosas portadoras de osteoartrite de joelho, os músculos flexores são mais fracos no grupo de idosas que realizou fisioterapia convencional, os músculos flexores são mais fracos que os extensores em ambos os grupos avaliados e quanto maior a velocidade, menor o pico de torque nos músculos extensores. No entanto, apesar dos picos de torque serem maiores no grupo wiiterapia, o grupo que realizou fisioterapia convencional apresentou um percentual maior de aumento na força muscular, tanto em músculos flexores quanto em extensores pós-intervenção.
79

Repercussão sobre a qualidade de vida e funcionalidade de idosos com osteoartrite submetidos à artroplastia de quadril

Batista, Caroline January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:57:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000427709-Texto+Parcial-0.pdf: 334176 bytes, checksum: 57dbdfb3d65420c96f2f23c5ad97fda5 (MD5) Previous issue date: 2010 / Osteoarthritis (AO) is the commonest cause of musculoskeletal pain in the elderly and results in a progressive reduction of mobility and functional capacity. Hip arthroplasty has been pointed as an effective treatment, particularly when AO compromises the quality of life (QL) and the functionality of individuals in such a way that can lead to dependency. The present study had as its objective to determine the profile of an elderly population with hip AO and to determine the impact of a hip arthroplasty on this group’s QL and functionality. For that a cohort study was carried out with 30 elderly subjects that underwent primary hip arthroplasty for AO in an orthopedics and traumatology service in a university hospital in the south of Brazil for the period of a year. In the pre-operatory period and two months after the surgery, the SF-36 and Katz’s Activities of Daily Living Index were applied. The continuous variables were analyzed with the Student´s paired T-test and the categorical ones with the McNemar’s Chi-square test. Data were analyzed with the SPSS program version 17. 0. The sample was made of 16 (53,3%) male and 14 (46,7%) female elderly.The ages varied from 60 to 84 years with an average age of 67,5 ± 7,3 years. In relation to education, 60% of the elderly had incomplete fundamental schooling. Forty percent of the elderly were overweight. Regarding treatments previous to the surgery for AO, 40% of the elderly reported having medication e 33,3% had not tried any kind of therapeutic measure before surgery. The vast majority of the respondents (80%) indicated pain as the main reason for having an arthroplasty. Before surgery, half of the sample (50%) stated that their health was “very bad”. There was a statistically significant association between falls and medication used per day (p=0,033), with the number of falls increasing with the increase in the medication used. In the Quality of Life Questionnaire SF-36 there was an improvement (p<0,001) in the dominions pain, physical limitation, social aspects, functional capacity, mental health and vitality. In relation to the Katz’ Activities of Daily Living Index, there was an increase in the percentage of independence in the post-operatory period from 60% to 96,7% and a significant reduction in the partial dependence from 36,7% to 3,3%, (p=0,001). The arthroplasty contributed to improvement in many dominions of QL and in the functionality in a group of elderly with AO. / A osteoartrite (OA) é a causa mais comum de dor musculoesquelética em idosos e acarreta uma redução progressiva da mobilidade e redução da capacidade funcional. A artroplastia de quadril tem sido apontada como um tratamento efetivo, principalmente quando a OA compromete a qualidade de vida (QV) e a funcionalidade dos indivíduos, podendo gerar dependência. O presente estudo teve como objetivo caracterizar uma população de idosos com OA de quadril e verificar o impacto da artroplastia de quadril sobre a QV e funcionalidade desse grupo. Para isso foi realizado um estudo de coorte com 30 idosos que realizaram cirurgia de artroplastia de quadril primária por OA em um serviço de ortopedia e traumatologia de um hospital universitário do Sul do Brasil no período de um ano. No pré-operatório e dois meses após o procedimento cirúrgico foram aplicados o Questionário Genérico de Qualidade de Vida Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (SF-36) e o Índice de Atividades Básicas de Vida Diária de Katz. As variáveis contínuas foram analisadas pelo teste t-student para amostras pareadas e as categóricas pelo teste do qui-quadrado de McNemar. Os dados foram analisados através do programa SPSS versão 17. 0. A amostra foi composta por 16 (53,3%) idosos do gênero masculino e 14 (46,7%) do gênero feminino.As idades variaram de 60 a 84 anos com uma média de 67,5 ± 7,3 anos. Em relação ao grau de instrução, 60% dos idosos tinham ensino fundamental incompleto. Quanto ao Índice de Massa Corporal (IMC), 40,0% dos idosos apresentaram sobrepeso. Referente a tratamentos prévios à cirurgia para OA, 40,0% dos idosos responderam ter realizado tratamento medicamentoso e 33,3% não tentaram nenhum tipo de tratamento antes da cirurgia. A grande maioria dos respondentes (80,0%) indicou a dor como principal motivo para realizar a artroplastia. Metade da amostra (50,0%) marcou seu estado de saúde como “muito ruim” antes da cirurgia. Houve uma associação estatisticamente significativa entre quedas e medicações utilizadas por dia (p=0,033), sendo que o número de quedas aumenta à medida que o idoso utiliza mais medicações. No Questionário de Qualidade de Vida SF-36 houve uma melhora (p<0,001) nos domínios dor, limitação física, aspectos sociais, capacidade funcional, saúde mental e vitalidade. Com relação ao Índice de Atividades Básicas de Vida Diária de Katz, houve um aumento no percentual de independência no período pós-operatório de 60% para 96,7% e uma diminuição significativa no de dependência parcial de 36,7% para 3,3%, (p=0,001). A artroplastia de quadril contribuiu para a melhora em diversos domínios da QV e na funcionalidade em um grupo de idosos com OA.
80

Eficácia de um programa de exercícios domiciliares para pacientes com osteoartrite de joelho

Bastiani, Denise January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:57:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000431260-Texto+Parcial-0.pdf: 57760 bytes, checksum: 5b31e9ba385d118fc01bc928d7a2a000 (MD5) Previous issue date: 2011 / A osteoartrite (OA) de joelho é uma das doenças crônicas não transmissíveis mais prevalentes e uma das principais causas de dor e incapacidade física na população idosa. Pacientes e métodos: Trata-se de um ensaio clínico controlado randomizado, com o objetivo de avaliar a eficácia de um programa de exercícios domiciliares na melhora da dor, funcionalidade, força, amplitude de movimento (ADM) e severidade da doença em uma população de idosos com OA de joelho. A amostra foi composta por 63 idosos. O grupo controle - GC (n=33) recebeu orientações de cuidados com o joelho e foi recomendado que realizasse caminhadas. O grupo intervenção - GI (n=30), além das mesmas orientações, participou de um programa de exercícios domiciliares. A dor (EAV), a funcionalidade (teste TUG - Timed Up and Go), a força muscular (1RM), a ADM (goniometria) e a severidade dos sintomas da doença (questionário WOMAC - Western Ontario and McMaster Universities Osteoarthritis Index) foram avaliados antes e após o período de intervenção de 12 semanas. Resultados: A amostra teve média de idade de 70,32±6,56 anos, 81% era do sexo feminino, 69,8% da raça branca, 82,5% com sobrepeso/obesidade e 74,6% apresentava grau 2 ou 3 de OA. Após a intervenção, o GI apresentou melhora significativa em todas as variáveis em comparação com o GC, que não apresentou alterações (EAV P= 0,01; TUG P= 0,03; 1RM extensão e flexão P< 0,001; ADM extensão P= 0,001; ADM flexão P= 0,011; WOMAC total P< 0,001). Conclusão: O programa de exercícios domiciliares mostrou eficácia para a redução da dor, melhora da funcionalidade, da força muscular, da ADM e da severidade dos sintomas da OA de joelho em uma população de idosos.

Page generated in 0.0456 seconds