• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 3584
  • 230
  • 58
  • 58
  • 56
  • 54
  • 49
  • 46
  • 39
  • 30
  • 30
  • 29
  • 29
  • 28
  • 15
  • Tagged with
  • 3986
  • 1756
  • 982
  • 903
  • 799
  • 763
  • 644
  • 530
  • 508
  • 490
  • 463
  • 435
  • 396
  • 284
  • 277
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

O poder nas redes de economia solidária

Pauli, Jandir January 2006 (has links)
Este estudo analisa a relação entre poder e solidariedade em redes de economia solidária através da observação de como tais redes distribuem o poder, já que sua pretensão organizacional é opor-se ao modelo hierárquico e assimétrico. O argumento de que o poder permeia as relações sociais, a ponto de se tornar elemento estrutural dessa relação, incita um debate crítico com a teoria sistêmica que compreende o poder como mecanismo funcional na análise social. Nossa perspectiva teórica parte do pressuposto de que a realidade social é resultado da ação do poder. Michel Foucault (1926-1984) argumenta que o poder se materializa a partir de categorias operacionais como a disciplina, mas recorrer a estas categorias não significa aceitar somente a face repressiva do poder. Segundo o autor, o poder deve ser analisado pela sua característica produtiva, na medida em que movimenta suas “máquinas”, “molda corpos” e cria sujeitos disciplinados e dispostos a assumir e executar suas estratégias. Estes dois atributos do poder são fundamentais para a percepção do nosso objeto empírico. Com efeito, as redes atuam na perspectiva da articulação de diferentes atores para o seu empoderamento mútuo. Nesta articulação o poder emerge como disciplinador, subjugando, submetendo e enquadrando seus integrantes às normas da rede, além de colocar em circulação os interesses e estratégias entre seus diferentes segmentos. Neste sentido, mais do que entender o poder “das” redes de economia solidária, nos interessa discutir o “como” do seu exercício e entender como o poder organiza as relações sociais em redes de economia solidária. As categorias que permitem a análise de uma relação de poder são a diferenciação interna e os objetivos dos integrantes da rede, os meios e recursos disponíveis para exercício do poder, a possibilidade de representação da rede e o domínio de processos burocráticos. A estas categorias somam-se a análise da especificidade da instituição, seu discurso, trajetória e estrutura, o grau de racionalização dos discursos disciplinares, as formas de organização dos indivíduos no espaço de abrangência da rede, o controle sobre o tempo, a vigilância exercida e o registro contínuo do conhecimento sobre os integrantes da rede. Além disto, procuramos observar a prática do olhar hierárquico, da sanção normalizadora e do exame, como efeitos visíveis do poder disciplinar.
22

Com Negri, contra Negri: possíveis críticas à teoria do poder constituinte de Antonio Negri a partir da filosofia de Baruch de Espinosa

Bizerril, Vitor Sousa January 2016 (has links)
BIZERRIL, Vitor Sousa. Com Negri, contra Negri: possíveis críticas à teoria do poder constituinte de Antonio Negri a partir da filosofia de Baruch de Espinosa. 2016. 100 f. Dissertação (Mestrado em Direito) - Faculdade de Direito, Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Direito, Fortraleza, 2016. / Submitted by Vera Martins (vera.lumar@hotmail.com) on 2017-05-18T19:33:48Z No. of bitstreams: 1 2016_dis_vsbizerril.pdf: 780181 bytes, checksum: d17571bc6db8d51598fb4dc765999e7c (MD5) / Approved for entry into archive by Camila Freitas (camila.morais@ufc.br) on 2017-06-16T14:31:26Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_dis_vsbizerril.pdf: 780181 bytes, checksum: d17571bc6db8d51598fb4dc765999e7c (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-16T14:31:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_dis_vsbizerril.pdf: 780181 bytes, checksum: d17571bc6db8d51598fb4dc765999e7c (MD5) Previous issue date: 2016 / The constituent power theory conceived by Antonio Negri – based mainly on thoughts of Machiavelli, Marx and Spinoza – is remarkably different from other concepts of constituent power, therefore, instead of trying to decrease it or control it, Negri states the constituent power as an absolut, boundless and unfinished procedure. Identifying itself with the concept of politics and claiming for a democratic revolution, Negri’s constituent power theory not only criticizes ordinary definitions and limitations of constituent power conceived by juridical and sociological scholars, but also rejects their assumptions and major arguments, adopting, consequently, theories usually forgotten, perhaps even disliked such as the Machiavellian political thoughts, the Marxian materialism and the Spinozian philosophical immanency. Despite of the notable feature, the strong philosophical arguments and the complex research accomplished by Negri on formulation of his concept of constituent power, this work will try to present, although briefly, some comments about his thesis based on Spinoza’s philosophy. Considering Negri had used Spinoza’s philosophy as foremost argument of his theoretical proposition, including, embracing and interpreting specific terms of this philosophical theory, it will be analyzed themes as like free necessity, science and dynamics of affections and law, which – because of relevance to Spinoza’s literature - deserve to be thoughtfully examined and compared with elements of Negri’s constituent power theory. / A teoria do poder constituinte formulada por Antonio Negri – alicerçada, precipuamente, no pensamento de Maquiavel, Marx e Espinosa – diferencia-se, sobejamente, das demais concepções de poder constituinte, visto que, em vez de buscar arrefece-lo ou controla-lo, Negri apresenta o poder constituinte como procedimento absoluto, ilimitado e inconcluso. Identificando-se com o conceito de política e clamando por uma revolução democrática, a teoria do poder constituinte negriana não apenas critica as definições e as limitações usuais de poder constituinte elaboradas pelas forjas jurídicas e sociológicas, como também repudia os pressupostos e os fundamentos destas, adotando, por conseguinte, teorias usualmente olvidadas, quiçá repugnadas, quais sejam, a política maquiaveliana, o materialismo marxiano e a filosofia imanentista espinosana. Não obstante o caráter vanguardista, a robusta fundamentação teórica e a complexa pesquisa efetuada por Negri na elaboração de seu conceito de poder constituinte, buscar-se-á apresentar, conquanto de forma sintética, algumas possíveis críticas ao seu construto teórico a partir da filosofia de Baruch de Espinosa. Considerando haver Negri utilizado a filosofia espinosana como argumento basilar de sua proposta teórica, inclusive, adotando e interpretando conceitos próprios daquela, serão analisados temas como livre necessidade, dinâmica e ciência dos afetos e direito, que, por serem caros à literatura espinosana, merecem, de forma crítica e percuciente, ser examinados e cotejados com elementos da teoria do poder constituinte negriana.
23

Poder e mal-estar em José Saramago

Gomes, Daniel de Oliveira January 2001 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. / Made available in DSpace on 2012-10-19T06:38:10Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-25T21:21:31Z : No. of bitstreams: 1 176310.pdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Elabora-se, neste estudo, uma leitura sobre romances de José Saramago, tendo como tema específico o espaço literário e como campo teórico a questão contemporânea do poder como uma função (des)norteadora que gera um mal-estar na sociedade. Para tanto, caminha-se em um terreno híbrido e recente de conhecimentos, onde várias disciplinas, como Geografia, Sociologia, Filosofia, Antropologia e Mitologia, são convocadas, possibilitando, muitas vezes, novos entendimentos em suas especificidades. Partindo, constantemente, de um entre-lugar perante noções dicotômicas elementares como limpo/sujo, ou sólido/líquido, chega-se, progressivamente em doze capítulos, a uma interpretação pós-moderna da literatura de José Saramago em paralelo com o espaço pós-urbano.
24

Entre “formas hesitantes e bastardas”: ensaísmo, modernismo e escrita da história em Raízes do Brasil de Sérgio Buarque de Holanda (1920-1956).

Sanches, Dalton January 2013 (has links)
Programa de Pós-Graduação em História. Departamento de História, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto. / Submitted by Oliveira Flávia (flavia@sisbin.ufop.br) on 2015-10-19T20:29:00Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 22190 bytes, checksum: 19e8a2b57ef43c09f4d7071d2153c97d (MD5) DISSERTAÇÃO_EntreFormasHesitantes.pdf: 1945301 bytes, checksum: d7b71c901507318745da0a6fe8e5a686 (MD5) / Approved for entry into archive by Gracilene Carvalho (gracilene@sisbin.ufop.br) on 2015-10-26T13:00:52Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 22190 bytes, checksum: 19e8a2b57ef43c09f4d7071d2153c97d (MD5) DISSERTAÇÃO_EntreFormasHesitantes.pdf: 1945301 bytes, checksum: d7b71c901507318745da0a6fe8e5a686 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-10-26T13:00:52Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 22190 bytes, checksum: 19e8a2b57ef43c09f4d7071d2153c97d (MD5) DISSERTAÇÃO_EntreFormasHesitantes.pdf: 1945301 bytes, checksum: d7b71c901507318745da0a6fe8e5a686 (MD5) Previous issue date: 2013 / Tendo como um dos eixos norteadores a reflexão acerca do gênero ensaio, e, subsumida a essa, a noção de ensaio histórico, propomos, mediante a obra Raízes do Brasil, de Sérgio Buarque de Holanda, relações entre essa forma de escrita e certa prática historiográfica da primeira metade do século XX brasileiro, perscrutando tanto suas interseções com outras modalidades discursivas – crítica da linguagem e inovações estéticas promovidas pelo Modernismo – quanto com os aspectos críticos do método histórico. Com o intuito de deslindar, na primeira parte da dissertação, certos aspectos contextuais da experiência temporal constituinte do controverso discurso modernista, procuramos evidenciar, mediante alguns dos seus textos de juventude, o modo como a atuação do crítico literário Sérgio Buarque conforma dimensões da escritura do seu livro primeiro. Já na segunda parte da dissertação, momento no qual melhor se estreita o trabalho com as fontes que respaldam estas reflexões, isto é, as primeiras três edições de Raízes do Brasil (1936, 1948, 1956), tencionamos realizar análises comparativas de algumas modificações textuais – em nível micro e macro – efetuadas pelo ensaísta ao longo das subsequentes publicações da obra. Considerando-a na historicidade que perpassa as edições em questão, sugerimos que ela condensa tensões que, se não caracterizaram, em âmbito mais amplo, o itinerário do ensaísmo como atividade propícia ao “regime historiográfico” brasileiro do período, ao menos resguardam ao autor posição epicentral no que tange às modulações da disciplina histórica no contexto da primeira metade do século XX brasileiro: “autor-ponte” entre o Modernismo e a historiografia acadêmica. Posição essa que se revela, ainda, em sua própria preocupação atualizadora do pensamento, resguardada por sua imbricada relação entre consciência histórica e política, e configurada, por sua vez, na constante reescrita de Raízes do Brasil. As modificações efetuadas nesse livro extrapolam o âmbito estilístico e esbarram em questões fundamentais, por exemplo, de alterações metafórico-conceituais, as quais revelam o seu cuidado incessante com o sentido da narrativa; sentido que, na configuração tropológica dessa obra seminal, jamais é alheio ao aparato de dispositivos formais utilizados. ______________________________________________________________________________________ / ABSTRACT: Having as a guiding principle some reflections about the essay genre, and, subsumed to this, the notion of the historical essay, we propose, through Sérgio Buarque de Holanda’s Roots of Brazil, relations between this form of writing and a certain historiographical praxis of the first half of the Brazilian twentieth century, scrutinizing both its intersections with other discursive modalities – linguistics criticism and aesthetics innovations promoted by the Modernist movement – and as the critical aspects of historical criticism. In order to disentangle, in the first part of the dissertation, certain contextual aspects of the experience of time constituent to the controversial modernist discourse, we intend to show, through some of his younger writings, how the role of Sérgio Buraque, the literary critic, conformed dimensions of the writing of his first book. In the second part of the dissertation, at which we work closer to the sources which support these reflections, i.e., the first three editions of Roots of Brazil (1936, 1948, 1956), we intend to carry out comparative analysis of some textual changes – in the micro and macro levels – made by the essayist over the subsequent publications of that work. Considering the historicity that permeates the editions in matter, we suggest that the book concentrates tensions, if not characterize, in the broader context, the itinerary of essay writing as a conductive practice to the Brazilian “historiographical regime” of the period, and at least enshrines the author’s epicentral position regarding the modulations of the historical discipline in the context of the first half of the Brazilian twentieth century: an “author-bridge” between Modernism and “professional history”. Position which is even revealed in his concern of upgrading thought, sheltered by their intertwined relationship between historical and political consciousness and configured, in turn, by the constantly rewriting of Root of Brazil. The changes made in this book go beyond the stylistic scope and run into fundamental matters, such as, metaphorical and conceptual changes, which reveal his care with unrelenting narrative meaning; meaning that, in the tropological configuration of this seminal work, is never unaware of the formal apparatus used.
25

Politicidade do cuidado como referência emancipatória para a gestão de políticas de saúde : conhecer para cuidar melhor, cuidar para confrontar, cuidar para emancipar

Pires, Maria Raquel Gomes Maia 15 December 2004 (has links)
Dissertação (doutorado)-Universidade de Brasília, Departamento de Serviço Social, 2004. / Submitted by Patrícia Nunes da Silva (patricia@bce.unb.br) on 2011-05-31T21:17:37Z No. of bitstreams: 1 2004_MariaRaquelGomesMaiaPires.pdf: 1578566 bytes, checksum: 6c29b7d3546798783b78f9d376d0ebc0 (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2011-05-31T21:18:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2004_MariaRaquelGomesMaiaPires.pdf: 1578566 bytes, checksum: 6c29b7d3546798783b78f9d376d0ebc0 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-05-31T21:18:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2004_MariaRaquelGomesMaiaPires.pdf: 1578566 bytes, checksum: 6c29b7d3546798783b78f9d376d0ebc0 (MD5) / Politicidade do cuidado diz respeito ao manejo disruptivo da ajuda-poder, expressa pelo triedro conhecer para cuidar melhor, cuidar para confrontar, cuidar para emancipar que, em contextos sócio-históricos específicos, pode se constituir numa referência reordenadora de relações de domínio. Esta tese investiga a politicidade do cuidado como referência teórico-analítica para gestão de políticas de saúde, desenvolvendo a hipótese de que este cuidar pode ser uma referência emancipatória para a gestão de políticas de saúde, oportunizando cenários propícios à autonomia de sujeitos. Como objetivos, têm-se: a) conceituar teoricamente politicidade do cuidado; b) realizar aprofundamento sobre as concepções de cuidado, emancipação e poder, delimitando quadro teórico-analítico que fundamente o uso da politicidade do cuidado como referência emancipatória para gestão de políticas de saúde; c) analisar a potencialidade emancipatória presente na gestão de programas prioritários para o SUS, como o Programa de Saúde da Família - PSF; d) apontar possibilidades para a adoção da politicidade do cuidado como referencia teórico-analítica para a gestão de políticas de saúde. O referencial teórico ancora-se na idéia de politicidade e controle democrático presente no cuidado, entendido como ser-no-mundo, ethos do humano e biopolítica da vida produtiva que tanto mantém, como subverte soberanias. A ajuda é concebida como dádiva e poder elegante, em intensa disputa. Pesquisa teórico-prática, com abordagem qualitativa, estudo de caso, centrado na gestão central do PSF, à luz das categorias analíticas cuidado, emancipação e poder. A investigação detecta ambigüidades, avanços e recuos no PSF, presentes tanto na gestão, quanto nas experiências municipais relatadas nos trabalhos premiados na II mostra nacional saúde da família. A partir dos resultados delineados e do triedro emancipatório do cuidar, propõe-se indicações analíticas e indutoras da autonomia de sujeitos para as políticas de saúde do Brasil. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Politicity of care deals with the disruptive handling of Help-Power. Such notion can mainly be expressed by knowing to take better care, taking care to confront, taking care to emancipate. This, in specific social-historical contexts, may became a reference in power relations.This thesis investigates the politicity of the care as a theoretician-analytic reference for health policies administration, developing the hypothesis that the politicity of care can be a reference of emancipation for the health policies administration, allowing propitious scenaries to the autonomy of the subjects. The objectives are: ajudge theoretically the politicity of the care; b-accomplish deepning on the care conceptions, emancipation and power, defining a theoretician-analytic picture which bases the use of the care politicity as emancipatory reference for health policies administration; c- analyze the emancipatory potentiality present in the administration of priority programs for SUS, like PSF; d- point possibilities for the adoption of the care politicity as theoretician-analytic reference for the health policies administration. The theoretical referencial anchors in the idea of politicity and democratic control present in the care, understood as to be-in-world, ethos of the human and biopolítical of the productive life that as much keeps as subverts imperial sovereignties. The help is conceived as a gift and elegant power, in intense dispute. Theoretician-practice research, with qualitative approach, study of case, centered in the PSF's central administration, to the light of the analytic categories care, emancipation and power. The investigation detects ambiguities, advances and backlashes in PSF, present such as in the administration as in the municipal experiences related in the jobs awarded in the II National Exhibition of the Health Family Program. From the delineated results and from the triedro of the emancipation of the care, analytic indications and inductors of the subjects autonomy are proposed for Brazil health policies.
26

Articulação entre competências organizacionais e individuais em um órgão do Poder Judiciário

Santos, Fabiana Alves de Souza dos 29 February 2012 (has links)
Dissertação(mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência Informação e Documentação, Programa de pós-graduação em administração, 2012 / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2012-05-16T14:12:28Z No. of bitstreams: 1 2012_FabianaAlvesdeSouzadosSantos.pdf: 3042743 bytes, checksum: ecffdf97524f12b6ecd26a99fdf28518 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2012-05-25T11:24:38Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_FabianaAlvesdeSouzadosSantos.pdf: 3042743 bytes, checksum: ecffdf97524f12b6ecd26a99fdf28518 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-05-25T11:24:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_FabianaAlvesdeSouzadosSantos.pdf: 3042743 bytes, checksum: ecffdf97524f12b6ecd26a99fdf28518 (MD5) / O objetivo deste estudo foi testar relações empíricas entre competências organizacionais e competências individuais no contexto de uma Instituição da Justiça brasileira. Consideradas as peculiaridades de um órgão público, para o qual a noção de vantagem competitiva não se aplica, discutiu-se teoricamente acerca do conceito de competências organizacionais, propondo-se definição adaptada. A identificação de competências organizacionais e individuais foi estruturada a partir dos macroprocessos de trabalho críticos para a estratégia da organização, conforme proposto por Kaplan e Norton (2004). A metodologia de construção do modelo de competências individuais foi relatada em detalhes, como contribuição ao conhecimento relativo à gestão por competências na área pública. Nove competências organizacionais foram identificadas utilizando-se análise documental e avaliação de juízes semânticos. Competências individuais foram identificadas em reuniões de trabalho com equipe multidisciplinar. A avaliação das competências organizacionais se deu por meio de quesitos avaliativos quanto à sua importância estratégica, raridade em organizações semelhantes, utilidade de seus resultados para a sociedade, pelo seu caráter tácito, quanto à sua robustez e à fixação em diferentes sistemas organizacionais. Um conjunto parcial de 41 competências individuais foi avaliado quanto aos critérios de importância e domínio. Foram realizadas duas pesquisas do tipo survey, direcionadas a amostra de público gerencial. Os dados foram submetidos a análises estatísticas descritivas e inferenciais (exploratórias, correlacionais, fatorial e de regressão). Entre os resultados obtidos, destacam-se: a) as competências organizacionais identificadas foram validadas quanto à sua importância estratégica; b) as competências organizacionais foram avaliadas como úteis para a sociedade; c) a importância das competências organizacionais é explicada pela a utilidade dos resultados gerados para a sociedade; d) as competências organizacionais não produzem resultados raros em organizações públicas semelhantes; e) quanto ao seu grau de desenvolvimento, existem competências organizacionais a serem alavancadas e competências a serem construídas, como afirmam Heene e Sanchez (1996); f) o grau de desenvolvimento das competências organizacionais pode ser explicado pela existência de documentação escrita e pelas oportunidades de desenvolvimento oferecidas, ou seja, pelo seu caráter tácito; g) as competências individuais testadas foram validadas quanto à sua importância e foi avaliado o seu domínio geral; h) a faixa etária influencia a percepção de importância, assim como o cargo influencia a percepção de domínio de competências individuais; i) o tempo de serviço influencia a percepção de competências organizacionais; j) a importância de competências individuais pode ser explicada por variáveis de competências organizacionais como a utilidade e as oportunidades de desenvolvimento, de forma direta, e como a fixação das competências organizacionais em competências das pessoas, a raridade e a documentação escrita, de forma inversa; k) a percepção do domínio de competências individuais pode ser explicada pela fixação de competências organizacionais em competências das pessoas; e l) domínio e importância explicam, em sentidos inversos, o grau de fixação das competências organizacionais nas competências das pessoas. Os resultados permitem supor que o requisito de raridade não é relevante para caracterizar as competências organizacionais na área pública. Também permitem inferir que existe um complexo relacionamento entre as competências organizacionais e as competências dos indivíduos. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The purpose of this research was to test empirical relations between individual competencies and organizational competencies in an organization of the Brazilian Judiciary. Given the peculiarities of a public agency, for which the competitive advantage notion does not apply, it was discussed theoretically on the concept of organizational competencies, proposing adapted definition. The identification of organizational and individual competencies was structured from the critical work macroprocesses for the organization's strategy, as proposed by Kaplan and Norton (2004). The methodology of the competence model constructed was reported in detail, as a contribution to knowledge on competence management in the public area. Nine organizational competencies were identified using documentary analysis and evaluation of semantic judges. Individual competencies were identified in meetings with multidisciplinary team. The evaluation of organizational competencies was done through evaluative questions such as its strategic importance, rarity in similar organizations, the usefulness of its results to society, by its tacit caracter, its robustness and the setting in different organizational systems. A partial set of 41 individual competencies was evaluated to the criteria of importance and mastery. Two surveys were conducted with a sample of managers. The data were subjected to descriptive and inferential statistical analyzes (exploratory, correlational, factorial and regression). Among the results, are: a) identified organizational competencies have been validated as to its strategic importance, b) organizational skills were evaluated as useful to society; c) the importance of organizational competencies is explained by the usefulness of the results generated for society; d) organizational competencies do not produce rare results in similar public organizations; e) regarding their level of development, there are organizational competencies to be leveraged and to be built, as stated by Sanchez and Heene (1996); f ) the degree of development of organizational competencies can be explained by the existence of written documentation and the development opportunities offered, that is, by its tacit caracter; g) individual competencies tested were validated as to its importance and was evaluated as general mastery; h) age influences the perception of importance, as well as the public position occupied affects the perception of individual competencies mastery; i) the time of service in the organization affects the perception of organizational competencies; j) the importance of individual competencies may be explained by organizational competencies variables, as the utility and the opportunities of development, both directly, and as the setting of organizational competence in competencies of individuals, rarity and written documentation, in reverse; k) the perception of individual competencies mastery may be explained by setting organizational competencies in people’s competencies, l) the individual competencies importance and mastery explain, in opposite directions, the degree of fixation of organizational competencies in people's competencies. The results support the hypothesis that the condition of rarity is not relevant to characterize the organizational competencies in the public area. They also allow us to infer that a complex relationship between organizational competencies and competencies of individuals.
27

Velocidade de reversão dos desvios da paridade do poder de compra para cidades brasileiras

Bastos, Felipe de Sousa January 2014 (has links)
BASTOS, Felipe de Sousa. Velocidade de reversão dos desvios da paridade do poder de compra para cidades brasileiras. 2014. 39f. Dissertação (mestrado) - Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2014. / Submitted by Mônica Correia Aquino (monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2014-10-31T13:36:17Z No. of bitstreams: 1 2014_dissert_fsbastos.pdf: 817434 bytes, checksum: 79ac486972d4e670ab13c56c8b7b4f90 (MD5) / Approved for entry into archive by Mônica Correia Aquino(monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2014-10-31T13:36:37Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_dissert_fsbastos.pdf: 817434 bytes, checksum: 79ac486972d4e670ab13c56c8b7b4f90 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-10-31T13:36:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_dissert_fsbastos.pdf: 817434 bytes, checksum: 79ac486972d4e670ab13c56c8b7b4f90 (MD5) Previous issue date: 2014 / This work aims to provide non-biased estimates of the speed of reversion of deviations from the PPP for 11 Brazilian cities, between 1991 and 2013, using the methodology proposed by Choi, Mark and Sul (2006), which makes use of a panel estimation method with correction for three possible sources of bias, those being: the bias of inappropriate grouping of cross-section units with heterogeneous coefficients, the Nickell bias and the bias arising from the temporal aggregation of price indexes. The half-lives obtained are of the order of 4.41 and 3.18 years with Brazil and the Average as references, respectively, and median half-life of 3.13 years, when considering all Brazilian cities analyzed as the numeraire. The half-lives found were also substantially lower than those obtained for American cities. Furthermore, 33.33 % of the half-lives obtained were inferior to the consensus range suggested by Rogoff (1996) of 3-5 years, and none surpassed that range. / O presente estudo se propõe a prover estimativas não viesadas da velocidade de reversão dos desvios da PPC para 11 cidades brasileiras entre 1991 e 2013 através da metodologia proposta por Choi, Mark e Sul (2006) que usam um método de estimação em painel com correção para três possíveis fontes de viés, quais sejam, viés de agrupamento inapropriado de unidades cross-sections com coeficientes heterogêneos, viés de Nickell e o viés oriundo da agregação temporal dos índices de preços. As meias-vidas obtidas são da ordem de 4.41 e 3.18 anos tendo Brasil e Média como referência, respectivamente, e meia-vida mediana de 3.13 anos considerando todas as cidades brasileiras analisadas como numerário. As meias-vidas encontradas também se mostraram substancialmente inferiores àquelas obtidas para as cidades americanas. Além disso, 33.33% das meias-vidas aqui obtidas se mostraram inferiores ao intervalo consensual proposto por Rogoff (1996) de 3 a 5 anos, e nenhuma o ultrapassou.
28

Tipos normativos e separação dos poderes

Coelho, Fernando Nagib Marcos January 2016 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito, Florianópolis, 2016. / Made available in DSpace on 2016-10-11T04:07:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 342205.pdf: 1504143 bytes, checksum: 0ac016703158fa133576f24e6827e838 (MD5) Previous issue date: 2016 / A presente tese busca explicar os usos dos instrumentos do Poder executivo (decretos, avisos, etc.) ? em especial aqueles do Ministério da Justiça ? inseridos em uma concepção conservadora de constitucionalismo monárquico, e como uma estratégia de fortalecimento do governo em tempos de crise (a regência de 1831 a 1840). Neste contexto, os avisos teriam o papel de definir a abrangência do Poder executivo durante o período da regência. Esta definição da extensão do Poder executivo pelos seus próprios instrumentos influenciaria fortemente a compreensão da estrutura constitucional do Império. A separação dos poderes e a hierarquia entre as normas jurídicas (lei, decreto, portaria, aviso, etc.) seriam interpretadas pelos avisos e o seu uso guiaria parte da formação do Direito público brasileiro e do parlamentarismo no Brasil imperial. Os instrumentos normativos do Poder executivo serviriam ainda para direcionar a prática do direito pelos bacharéis e para estabelecer a disciplina e o controle do governo sobre o judiciário.<br> / Abstract : This thesis is concerned with explaining the uses of executive instruments (decrees, dispatches, « avisos », etc.) ? especially those of the ministry of justice ? within a conception of a conservative « monarchic constitutionalism », and as a strategy to increase government's power in a period of crisis (the regency of 1831-1840). In this context, the ministerial dispatches (avisos) took the role of defining the range of executive power during the imperial regency. This self-referring definition of the extent of executive power strongly influenced the understanding of the constitutional frame for the early Brazilian State. Both separation of powers and the hierarchy of legal instruments (legislative acts, executive decrees, etc.) were interpreted by those dispatches and this practice guided both the formation of early Brazilian public law and the parliamentary governance of 19th century Brazil. Furthermore, the ministry?s normative power instructed the legal practice of lawyers and judges directly, even serving as an instrument of control and discipline over the judiciary.
29

Tribunal de contas: eficácia operacional diante do fortalecimento crescente do poder executivo

Milis, Volney da Silva 05 December 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1981. / Made available in DSpace on 2013-12-05T19:24:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 321046.pdf: 1994275 bytes, checksum: 1205aa153e23ed580283271e6f4f62f4 (MD5)
30

A criação judicial do direito

Souza, Jose Guilherme de January 1989 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciencias Juridicas / Made available in DSpace on 2013-12-05T20:03:57Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 1989Bitstream added on 2016-01-08T16:20:56Z : No. of bitstreams: 1 78948.pdf: 5017734 bytes, checksum: 7f88222f8921553bf710f65beff3a5ed (MD5) / O objetivo da presente dissertação se enquadra, em primeiro lugar, nos parâmetros pertinentes aos trabalhos de pesquisa científica e sua respectiva comunicação à comunidade acadêmica. Em segundo lugar, e o mais importante, é objetivo deste trabalho o estudo do poder judiciário no Estado contemporâneo, sob um enfoque crítico, a partir de sua inserção histórica no universo jurídico tradicional, problematizando a função dos seus agentes (os juízes de primeiro grau) como operadores de um processo especial de criação judicial do direito, ou "nomogênese judicial". Questionando, sob o já citado enfoque crítico, o papel ortodoxo, dogmático, legitimador do juiz, dentro de um judiciário enfraquecido pela práxis da dominação estatal, a Dissertação se propõe a mostrar a potencialidade operativa do magistrado como agente de transformação social, desde uma conscientização de seu papel de sujeito cognoscente que interage com o objetivo de seu estudo, a realidade social enquanto um devir dinâmico, resultando desse processo o fortalecimento do juridiciário enquanto instituição e enquanto instância resolutiva dos conflitos sociais, com o que se fratura, em tese, a espinha dorsal de um sistema opressor/anestesiante de matriz estatal. Basicamente, procura operacionalizar, em nível de práxis e "mulatis mutandis", a undécima tese marxiana sobre FEUERBACH, segundo a qual "os filósofos não fizeram mais do que interpretar o mundo de forma diferente; trata-se porém de modificá-lo". O texto compreende três capítulos e nove itens, ou partes, além da Introdução e da Conclusão propriamente dita. O primeio capítulo estabelece os fundamentos epistemológicos da dissertação, a partir da premissa jurisprudência como fonte do direito. O segundo situa o poder judiciário no Estado Contemporâneo, partindo de uma análise sociológica e, gradativamente, penetrando no âmago de um processo de dominação que atravessa o judiciário e o próprio Estado, passando por sub-processos específicos de ideologização e alienação do indivíduo e da sociedade. O último capítulo analisa o poder judiciário como vetor ideológico num processo nomogenético, a partir da função do juiz como criador de direito. A conclusão propõe, um novo papel para o judiciário, numa ruptura com os modelos epistêmicos e com as falácias dogmáticas; esse papel pressupõe a aceitação da ideologia como algo imanente ao direito, na sua condição de ferramenta a serviço do homem e da sociedade, e não como um instrumento de opressão.

Page generated in 0.1126 seconds