• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1385
  • 18
  • 9
  • 7
  • 6
  • 3
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 1440
  • 943
  • 442
  • 352
  • 294
  • 293
  • 239
  • 222
  • 218
  • 193
  • 152
  • 133
  • 129
  • 121
  • 116
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Do namoro à amizade : as matizes das parcerias sexuais de mulheres heterossexuais de camadas médias, estabelecidas profissionalmente, residentes no Recife

Ferrari Pizzato, Fernanda 31 January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:07:18Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo733_1.pdf: 617838 bytes, checksum: 8f0050b0ed9c619def275ec8285cbf98 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2010 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Essa dissertação discute os significados atribuídos por mulheres heterossexuais, solteiras, adultas jovens (25 a 35 anos), com vida sexual ativa, de camadas médias e estabelecidas profissionalmente, às suas sexualidades, em interface com questões referentes a conjugalidade, aos projetos de vida e família. Está embasada em uma pesquisa qualitativa desenvolvida através de entrevistas com foco biográfico em nove mulheres com o supracitado perfil. Os dados foram analisados a partir de teorias antropológicas e/ou feministas sobre a ordenação que os sistemas de sexo-gênero promovem em relação à organização da vida sexual das pessoas, considerando os contextos culturais em que vivem. A apresentação dos resultados se inicia tomando como pano de fundo para a discussão a perspectiva das mulheres sobre configurações familiares, focando nas suas formas de vivenciar a conjugalidade. Nesse âmbito, elas contrastam o que está socialmente disponível como ideais de conjugalidade, com o que elas próprias situam para si como ideal possível, considerando, nesse sentido, suas próprias trajetórias de relacionamentos afetivos/sexuais. Nesse sentido, emerge um medo de formar parceria, que se relaciona tanto às repartições das atribuições de homens e mulheres no âmbito da conjugalidade, que no olhar delas privilegiaria os primeiros, quanto a uma queixa de recorrentes cenas de infidelidade por parte de seus parceiros. Infidelidade que elas defendem ser comum aos homens de modo geral. Aprofundando as vivências da sexualidade, as entrevistadas revelam-se, de certo modo, regidas pela ideia de que mulheres de família comumente devem vivê-la no âmbito da conjugalidade. Frente a esse ideal, aparecem três formas de relacionamento sexual. As mulheres dizem querer sexo com afetividade, mas esse, a princípio, só se teria no namoro ou casamento. Em oposição ao primeiro, colocam o amor bandido , que elas descrevem como o sexo que se faz com um desconhecido, e que é qualificado como insatisfatório. Não obstante, frente às muitas vivências de infidelidade masculina, elas vão cada vez mais se afastando da primeira forma, mas não querem a segunda. Talvez pela capacidade de agência que o fato de serem estabelecidas socioeconomicamente lhes confere, identificamos o surgimento de arranjo singular no formar par para viver a sexualidade de forma satisfatória: a amizade colorida . Esses relacionamentos acontecem com homens que elas consideram amigos, mas que, por não possuir o título de namoro, nem os compromissos que esse prescreve, deixa ambos livres para terem outros relacionamentos afetivo-sexuais
22

Necessidade de filhos : maternidade, familia e (homo)sexualidade

Souza, Érica Renata de 26 January 2005 (has links)
Orientador: Mariza Correa / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-04T01:38:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Souza_EricaRenatade_D.pdf: 7639351 bytes, checksum: 17783ecdc77c0c328c4e0d5443ce68de (MD5) Previous issue date: 2004 / Resumo: Os movimentos homossexuais têm lutado por seus direitos no mundo todo e, nesse processo, questões relativas à família, ao casamento e à filiação fazem parte das reivindicações. Lésbicas optam pela maternidade e mulheres que se tornaram mães em relações heterossexuais envolvem-se em relações lésbicas. Dessa forma, novas práticas sociais surgem à medida que a maternidade e a homossexualidade são articuladas. Tais práticas ganham formas distintas e particulares, variando conforme o contexto sócio-cultural em que essas mulheres vivem. Esta pesquisa compara os efeitos da mencionada articulação entre maternidade e homossexualidade, nas regiões metropolitanas de Campinas (São Paulo, Brasil) e Toronto (Ontário, Canadá), analisando os jogos de poder construídos nas relações entre essas mulheres, entre elas e a lei, entre elas e a sociedade, as expectativas sobre a maternidade, as hierarquias, a violência, as políticas ídentitárias e a busca pelo reconhecimento e pela igualdade, enquanto a maternidade aparece como definidora dos lugares de cada ator social na rede de relações. Portanto, assumo como foco da análise as maternidades e o lugar destas nas relações entre as mães biológicas e suas companheiras ou namoradas, bem como o lugar das maternidades das companheiras das mães biológicas nas relações destas com os filhos consanguíneos da sua companheira / Abstract: The homosexual moviments have struggled for their righs all over the world and in this context issues on the family, marriage and filiation are part of their claims. Lesbians choose to become mothers, and women who became mothers through heterosexual relations get themselves involved in lesbian relationships. Consequently, new social practices arise when motherhood and homosexuality are articulated. These practices are varied and particularly biased by the social and cultural contexts where these women are situated. Tins research compares the outcome of the mentioned articulation between motherhood and homossexuality in the metropolitan region of Campinas (Sao Paulo, Brazil) and of Toronto (Ontario, Canada), analysing the relations of power upon female couples, between them and the law, between them and society, the expectations on mothering, the hierarchies, violence, politics of identities, and their efforts to be recognized and to live with equity. In this analisys, the concept of motherhood seems to define the social actors' places in the network of relationships. Therefore, the focus of the analisys is on the concept and practices of mothering, on the place of its practices in the biological mothers' relationships to their partners or girlfriends, as well as the place of mothering practices for the birth mothers' partners in their relationships to their partners' children / Doutorado / Ciencias Sociais / Doutor em Ciências Sociais
23

O "ficar" : um estudo fenomenológico sobre os novos vínculos afetivos entre mulheres e homens adultos na cidade de Fortaleza

Diogenes, Katia Muniz 30 November 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:14:04Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-11-30 / In the last decade happened meaningful changes in the gender s relationships. Women and men reconfigured new ways to being together. They taste new ways to satisfy your transitory desires, without engagement. We are talking about ficar . It is a new shape to relationship. It is characterized for ephemeral relationships without obligations. It is a multiplicity phenomenon, because there are a lot of ways to ficar . Some year ago the ficar were circumscribed to teenager s world, but at this moment, the adults people experiment the ficar as alternative to relationship. This work was made aims to research how the women and men adults experiment the ficar , and what is its deep meaning for them. We use the phenomenological method inspired by Merleau-Ponty s Philosophy, to analyze and discuss the nineteen interviews. It was made with ten adults women and nine adults men in Fortaleza. This research shows us how women and men experiment the ficar and its gender differences. We found in their speaks the roots of patriarchal roles, and romantic love ideal. For the women, the ficar seems break up with the patriarchal ideology. They are more free to try your sexuality. On the other hand, the men seem a little bit near to the romantic love ideal. Most of them are looking for engagement relationship. Key words: Gender relationship, ficar , sexuality, patriarchalism and romantic love ideal. / RESUMO Nas últimas décadas aconteceram significativas transformações nas relações de gênero. Homens e mulheres reconfiguraram suas formas de estar juntos experimentando novas alternativas que satisfizessem seus desejos momentâneos e que não culminasse em qualquer compromisso. Estou me referindo ao ficar . Forma sui generis de se relacionar, considerado um fenômeno de múltipla expressão, também caracterizado por sua efemeridade e falta de compromisso. O ficar , que há alguns anos parecia circunscrito somente ao universo adolescente, hoje também é experimentado pelos adultos como forma de se relacionar. Foi com o intuito de investigar de que forma os adultos experimentam o ficar e qual o significado dessa vivência para eles que elaboramos este trabalho. Para isto nos utilizamos da metodologia fenomenológica, inpirada em M. Merleau-Ponty para analisar e discutir os dados. Realizamos dezenove entrevistas semi-estruturadas com dez mulheres e nove homens adultos que ficam na cidade de Fortaleza. As descrições fenomenológicas, de como é vivenciado o ficar pelos adultos, mostrou que estas relações, embora efêmeras e sem compromisso ainda são perpassadas pelas raízes do patriarcalismo e pelo ideal de amor romântico. Na análise e na discussão dos dados pudemos constatar que as mulheres parecem romper com os velhos preceitos patriarcais e exercem sua sexualidade com liberdade de expressão através do ficar . Por outro lado, a maioria dos homens adultos estão interessados em buscar, através do ficar , um relacionamento mais duradouro. Palavras-chaves: Relações de gênero, ficar, sexualidade, patriarcalismo e ideal de amor romântico.
24

Amores femininos : os conflitos contemporâneos no envolvimento afetivo-sexual da mulher solteira de Fortaleza

Benemann, Bruna 18 December 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:24:20Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2009-12-18 / Os modelos de relacionamento afetivo-sexual são resultantes da realidade social e histórica e, portanto, variam de acordo com o contexto cultural. Mulheres e homens, sujeitos de múltiplas identidades, vivenciam sua subjetividade feminina ou masculina no contexto de cada cultura. Mas, apesar da incessante transformação que vivemos, ainda encontramos atitudes que demarcam espaços e papéis afetivo-sexuais adotados na sociedade contemporânea e que aumentam o fosso entre os dois gêneros. Assim, a presente dissertação, a partir da discussão de tais modelos, tanto tradicionais quanto contemporâneos, de significação do gênero feminino, do amor e da sexualidade, analisou os depoimentos de mulheres solteiras de Fortaleza, descrevendo suas falas, consideradas como expressão de uma subjetividade ligada ao momento e ao espaço sócio-histórico atual. As discussões sobre os resultados produzidos a partir das entrevistas baseadas no método fenomenológico mundano reconheceram múltiplas e mutantes identidades, uma sexualidade e desejos vividos num contexto sociocultural conflituoso de construção da mulher e de seus relacionamentos afetivo-sexuais. Destes encontros, analisados fenomenologicamente, surgiram dois temas emergentes: os múltiplos contornos dos encontros afetivo-sexuais contemporâneos, com os seguintes subtemas: o encontro casual; a expectativa; o sexo e o tabu; e o vínculo afetivo; e as relações afetivo-sexuais atravessadas pelo cotidiano contemporâneo, com os seguintes subtemas: o namoro e o casamento versus o ficar ; o romantismo; o outro da relação; e o futuro. As discussões sobre o material produzido, a partir das entrevistas e observações, constatam que os relacionamentos afetivo-sexuais atuais têm convivido com um individualismo exacerbado, que faz com que o medo e a frustração sejam seus companheiros diários. Assim, diante dos relatos aqui expostos, percebemos mulheres em busca de um percurso mais livre e autêntico em direção ao amor, ao sexo e à completude. Tal dissertação, voltada para o campo de Fortaleza e sua complexidade, revela a vivência de mulheres que trabalham e tem a oportunidade de dirigir sua força criadora para o mundo de diversas maneiras. Palavras-chave: Subjetividade Feminina; Relações de Gênero; Sexualidade; Amor; Contemporaneidade; Fenomenologia Mundana.
25

A interação conjugal no contexto da prostatectomia : narrativas de mulheres / Marital interaction in the context of prostatectomy: narratives of women (Inglês)

Mesquita, Jacqueline Campos de 20 August 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:30:08Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-08-20 / The aim of this study was to know the woman´s experience that faces her partner´s prostatectomy. From the diagnosis, examinations, decision for surgery, post operative care, to recovery of sexual and affective life, she has a fundamental role in that care. There is a strong impact on the couple´s relationship and difficulties in the rescue of intimacy. On issues related to prostectomy, there is a predominance of medical area that privileges aspects of diagnosis and treatment, but had seen little about the experience of women partners. In this study, the clinical interview focused group allowed to bring this reallity. For this study, five meetings were held which were subsequently and systemically discussed, based on the elements of the conjugal union which allowed elucidating the most affected marital components by prostatectomy. It was drawn the life circle of the couple before and after surgery. The following components: affections and sexuality as the most affected and communication as the structural element of marital quality are discussed in chapters. The meetings revealed the need for clinical interventions that can provide psychological and social support to women an couples. Keywords: Prostatectomy, couple, woman, sexuality, affection. / O objetivo deste trabalho foi conhecer a vivência da mulher que enfrenta a prostatectomia do seu parceiro. Desde o diagnóstico, exames decisão pela cirurgia, pós-operatório, até a retomada da vida sexual-afetiva, ela tem um papel fundamental nesse cuidado. Existe um impacto forte na relação do casal e dificuldades no resgate da intimidade. Nos temas relacionados à prostatectomia, observa-se o predomínio da área medica privilegiando aspectos do diagnóstico e tratamento, mas pouco se havia visto à respeito da vivência das mulheres parceiras. Neste estudo, a entrevista clínica grupal focalizada permitiu trazer essa realidade. Para o estudo, foram realizados cinco encontros que posteriormente foram discutidos sistemicamente, tendo como base os elementos da união conjugal o que possibilitou elucidar os componentes da conjugalidade mais afetados pela prostatectomia. Foi traçado o ciclo de vida do casal antes e depois da cirurgia. Os componentes: afetividade e sexualidade como os mais afetados e a comunicação como estrutural elemento de qualidade conjugal são discutidos em capítulos. Os encontros revelaram a necessidade de intervenções clínicas que possam das suporte psicológico e social às mulheres e aos casais. Palavras-chave: Prostatectomia, casal, mulher, sexualidade, afetividade.
26

A conjugalidade no ciclo gravidico-puerperal : um enfoque fenomenológico das vivências afetivo-sexuais masculinas / Conjugality in gravidic-puerperal cycle: a phenomenological approach to male sexual-affective experiences (Inglês)

Onofre, Neyliane Sales Chaves 14 November 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:34:08Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-11-14 / This research is proposed to understand the sexual-affective experience lived by men during the gravidic-puerperal cycle, pursuing to bring together the world of life to the world of science. Researches on male affection and sexuality are still scarce. In literature, it is observed a predominance of studies about women during the gravidicpuerperal cycle; in spite of this, many researchers recognize the importance of a conjugal strengthening during this period, and the relevance of male involvement over pre and post-natal time. It was adopted in this study a phenomenological listening about male subjectivity in order to discuss the speeches of 12 men in the city of Fortaleza using the probing question: how did you experience the gestational period of your companion until the post-partum? The subjects of the study were of middle and upper class, with an average age of 36 years old, all living a stable union. There were excluded men with a history of depression and sexual dysfunction, couples who underwent treatment to conceive, gemelar and/or risk pregnancy. At the time of interview, the partners were between two months to one year of childbirth. It was discussed the significant speeches of how the informants experienced the phenomenon pregnancy , the impressions of male subjectivity in the perception of the pregnant body and its implications on the sexual-affective behavior of the couple. The conjugal adjustment during this period is another important point to be analyzed. It was also examined the construction of fatherhood, and the male involvement during the pre and post-natal period; besides, how the experiences held with their original families would contribute in the formation of the present family. The results indicate the occurrence of adaptations in the conjugal relationship, triggering a process of restructuring and re-adaptation of the man. The discomforts of pregnancy and the transformations of the female body gave raise to adaptations in the sexual act, which impacted on the reduction of libido and sexual frequency. The affection, dialogue and common projects are strengthened with the arrival of the child. It is worth mentioning the fundamental need of planning, financial stability, and conjugal adjustment before and during pregnancy in order to provide an adjustment and understanding of the male role in the gravidic-puerperal cycle in view of the changes and implications arising from pregnancy. For this, it must be strengthened and created public policies, stimulated educational activities, enabling the care and health promotion as a whole; gathering physical, psycho-emotional and cultural aspect for the integration of men in every part of the pre and post-natal period, and to contribute to the strengthening of fatherhood and marital adjustment. Keywords: Conjugality; Gravidic-Puerperal Cycle; Male Subjectivity; Sexuality; Affectivity; Phenomenology. / Esta pesquisa propõe-se a compreender a experiência afetivo-sexual vivida por homens no ciclo gravídico-puerperal, buscando aproximar o mundo da vida do mundo da ciência. Pesquisas sobre a afetividade e a sexualidade masculina ainda são escassas, observando-se, na literatura, o predomínio de estudos mais voltados à mulher no ciclo gravídico-puerperal, apesar de muitos pesquisadores reconhecerem a importância do fortalecimento conjugal neste período e a relevância do envolvimento do homem, no pré e no pós-natal. Adotou-se, neste estudo, uma escuta fenomenológica da subjetividade masculina, visando a discutir o depoimento de 12 homens da cidade de Fortaleza utilizando a questão norteadora: como você vivenciou o período da gestação de sua companheira até o pós-parto? Os sujeitos colaboradores eram adultos de classe média-alta, com média de idade de 36 anos, todos em união estável. Foram excluídos homens que apresentavam história de disfunção sexual e de depressão, casais que realizaram tratamento para engravidar, que tiveram gravidez risco e/ou gemelar. No momento da entrevista, as parceiras se encontravam entre dois meses a um ano após o parto. Discutiram-se as falas significativas dos informantes sobre como vivenciaram a gravidez, suas impressões sobre a subjetividade masculina, a percepção do corpo gravídico e suas implicações no comportamento afetivo-sexual do casal. Analisaram-se, também o planejamento da gestação, o ajustamento conjugal, a formação da paternidade e o envolvimento do homem no pré e pós-natal, além de suas experiências com as suas famílias de origem como contribuição na formação da família atual. Os resultados indicam a ocorrência de adaptações na relação conjugal, desencadeando um processo de reestruturação e de readaptação do homem. Os desconfortos gestacionais e as transformações do corpo feminino ensejaram adaptações no ato sexual, que repercutiram na redução da libido e na frequência sexual. A afetividade, o diálogo e os projetos em comum são mais fortalecidos com a chegada do filho. Vale salientar que são fundamentais o planejamento, a estabilidade financeira e o ajuste conjugal antes e durante a gravidez, para proporcionar tal adaptação e para o entendimento dos papéis masculinos no ciclo gravídico-puerperal ante as mudanças e implicações oriundas da gestação. Para tanto, deve-se fortalecer e criar políticas públicas, estimular ações educativas, viabilizando a atenção e a promoção da saúde de forma integral, englobando seus aspectos físicos, psicoemocionais e culturais para integrar o homem em todo o processo pré e pós-natal e contribuir no fortalecimento da paternidade e do ajustamento conjugal. Palavras-chaves: Conjugalidade; Ciclo Gravídico-Puerperal; Subjetividade Masculina; Sexualidade; Afetividade; Fenomenologia.
27

Modos de subjetivação na experiência Queer : micropolíticas do corpo, do gênero e da sexualidade no filme Dzi Croquettes / Modes of Subjectivation in Queer Experience: Micropolitics of Body, Gender and Sexuality in The Film Dzi Croquettes (Inglês)

Teófilo, Magno Cezar Carvalho 30 March 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:39:08Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-03-30 / This essay analyses the plots of the Brazilian documentary Dzi Croquettes in order to discuss the subjective processes originated from the development of micro politics of body, gender and sexuality in the context of the theatrical-contestation experience of this film. The narrative style used in the documentary takes the theater and the normative values of the body, gender and sexuality to the cinema and infringes the discourse of arbitrariness in biopolitics. This way, the recorded images and sounds expose some of the strategies produced by the group aiming to debate the morality of the Brazilian military regime in the 1970s, as well as the social relationships regulated by the binary heterosexist model and by the compulsory hetero / homosexuality concepts that still have repercussions nowadays. Immersion in this documentary was based on theoretical essays about gender found in Judith Butler¿ feminist studies and on Foucault¿s poststructuralist studies about sexuality. I use the screen ethnography as a research method support to analyse the notion of performativity and the process of (in)subordination in regards to the hetero/policies shown in Dzi Croquettes. The analysis can be found everywhere the text because of the field research notebook organization and the empirical research style. In this analysis, I bring to life problems in regards to the queer experience as a way to affirm the power of life - through subversion and through what sits outside the limits imposed by the body, gender and sexuality in Psychology ¿ starting from the pedagogical and political argumentative perspective found in Dzi Croquettes. Keywords: Micropolitics. Gender. Body. Sexuality. Performativity. Cinema. / Nesta tese persigo as tramas do documentário brasileiro Dzi Croquettes com o objetivo de problematizar processos de subjetivação a partir da produção de micropolíticas de corpo, gênero e sexualidade no contexto da experiência teatral-contestatória desse filme. O percurso utilizado pelo documentário leva o teatro e os valores normativos do corpo, do gênero e da sexualidade para o cinema e transgride as arbitrariedades discursivas da biopolítica. Dessa forma, as imagens e sons cinegrafados expõem algumas estratégias produzidas pelo grupo que arguiu as moralidades do regime militar brasileiro nos anos 1970, bem como as relações sociais reguladas pelo modelo binário heterossexista e pela hetero/homossexualidade compulsória, que repercutem até hoje. A imersão nesse documentário ancorou-se nos aportes teóricos sobre o gênero nos estudos feministas de Judith Butler e nos estudos pós-estruturalistas foucaultianos sobre a sexualidade. Utilizo a etnografia de tela como método de pesquisa para analisar a noção de performatividade e o processo de (in)subordinação às hetero/normas exibidas em Dzi Croquettes. A análise encontra-se espraiada pelo texto inteiro devido à organização do caderno de campo e ao estilo do elemento empírico da pesquisa. Nela busco explicitar problematizações que apontam para uma proposta de escrita final desta tese. Finalizo na afirmação de que a experiência queer também é vista como uma viela para a afirmação da potência da vida - pela transformação, pela subversão e pelo que escapa aos territórios engessados sobre o corpo, o gênero e a sexualidade na Psicologia - a partir da perspectiva político-pedagógica de contestação presente em Dzi Croquettes. Palavras-chave: Micropolítica. Gênero. Corpo. Sexualidade. Performatividade. Cinema.
28

Experimentações da sexualidade na prática do swing : problematizando hetero/conjugalidades na cidade de Fortaleza / EXPERIMENTATIONS OF SEXUALITY IN THE PRACTICE OF SWING: PROBLEMATIZING HETERO/CONJUGALITIES IN THE CITY OF FORTALEZA (Inglês)

Oliveira, Andréa Marília Alves de 06 June 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:54:53Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-06-06 / This research aims at understanding the experimentations of (hetero)sexuality and its relationship to performativities of gender in those who engage in swing practices. In order to understand contemporary (hetero)conjugalities, this research problematizes conjugal arrangements that imply the tensioning of socially constructed forms of sexuality experimentations. The research follows the discursive flows that articulate in order to maintain heteronorms, specially its moral prescriptive character that privileges monogamy. The study is based on regulatory evidences about heteronormativity as a cultural and political practice, evidencing the production of forms of contestation and/or moral subjection based on collective agencings of sexual practices happening in the context of swing practices. The research has a theoretical and methodological base related to gender and sexuality studies in a post-structuralist perspective, in the interface of cultural and feminist studies that have a dialogue with Foucault.s theorizations. The methodology of the field work has an ethnographic inspiration, so as to have a better understanding of the social and cultural relations involving the significations of the subjects . three couples practicing swing in the city of Fortaleza. The strategies of analysis privilege the discursive-deconstrucionist way based on Foucault.s discourse analysis. As empirical field we have a house in which there are parties promoting encounters of couples engaged in swinging, as well as virtual communities and internet blogs. We tried to establish post-critical theoretical-methodological interlocutions for a better understanding of our study object: the experimentations of sexuality and its performativities of gender. We raised questions about the expectations of society concerning possible and proper sexual roles, and we also problematized gender norms in which the concepts of feminine/masculine are linked to stereotypes. We reflected about the classification of sexual practices that regulate the pleasures of couples and link the diversity of sexuality experimentations to pathologies integrating them into the more diverse disorders of instinct and good moral. We also tried to discuss the model of monogamous conjugality. At the end, we analyzed the mutual demands of contemporary couples for loyalty and sincerity in which we find the couples practicing swing that defy and subvert the norm that regulates sexual monogamy and the couples that practice the separation between sex and love. Through Foucault.s discourse analysis, it was possible to identify that the heteronormative discourses organize this practice but, at the same time, those discourses are contested. The practice of swing suggests a greater investment concerning the quality of contemporary love and erotical conjugal relationships, although the moral codes and the ideal of romantic love can still be found in the lives of these couples. These couples intend to make partnerships in which the separation between sex and love can give a meaning to a common and individual conjugal existence. Keywords: conjugalities; gender; sexuality; swing. / Este trabalho busca compreender as experimentações da (hetero)sexualidade e sua relação com performatividade(s) de gênero em praticantes do swing. Com o objetivo de compreender as (hetero)conjugalidades contemporâneas, o trabalho problematiza arranjos conjugais que apontam para o tensionamento das formas socialmente instituídas de experimentação da sexualidade. A investigação acompanha os fluxos discursivos que se articulam (em)/na ordem de/(na) manutenção das heteronormas, especialmente em seu caráter prescritivo moral que tem como privilégio a monogamia. O estudo parte de evidências regulatórias sobre a heteronormatividade como prática cultural e política, evidenciando a produção de formas de contestação e/ou assujeitamento moral a partir de agenciamentos coletivos de práticas sexuais alocadas no contexto da troca de casais. A pesquisa está teórico-metodologicamente articulada aos estudos de gênero e sexualidade em perspectiva pós-estruturalista, na interface dos estudos culturais e feministas que dialogam com as teorizações foucaultianas. Os procedimentos do trabalho de campo têm inspiração etnográfica, tendo em vista uma melhor compreensão das relações sociais e culturais envolvendo as significações dos sujeitos - três casais praticantes do swing na cidade de Fortaleza. As estratégias de análise privilegiam o modo discursivo-desconstrucionista seguindo no rastro da análise de discurso foucaultiana. Temos como campo empírico amplo uma casa na qual são ofertadas festas para encontros de casais swingers, bem como comunidades virtuais e blogs de internet. Procuramos estabelecer interlocuções teórico-metodológicas pós-críticas para um melhor entendimento de nosso objeto de estudo: as experimentações da sexualidade e suas performatividades de gênero. Levantamos questões sobre as expectativas da sociedade em relação aos papéis sexuais possíveis e adequados, bem como problematizamos as normas de gênero onde os conceitos de feminino/masculino estão ligados a estereótipos. Refletimos sobre a classificação das práticas sexuais, que normatizam os prazeres dos casais e relacionam a diversidade das experimentações da sexualidade como patologias integrando-as às mais diversas perturbações do instinto e da boa moral. Também procuramos discutir sobre o modelo de conjugalidade monogâmica. Por fim, analisamos as exigências recíprocas dos casais contemporâneos por lealdade e franqueza, nas quais se situam os casais swingers que desafiam e subvertem a norma regulatória da monogamia sexual e praticam a separação entre sexo e amor. Através da análise de discurso foucaultiana, foi possível identificar que os discursos heteronormativos, ao mesmo tempo em que são contestados, organizam essa prática. A prática do swing sugere um maior investimento em relação à qualidade das relações amorosas-eróticas conjugais contemporâneas, muito embora os códigos morais e o ideal de amor romântico ainda possam ser observados na vida desses casais. Estes intentam realizar parcerias nas quais a separação entre sexo e amor possa dar sentido a uma existência conjugal comum e individual. Palavras-chave: conjugalidades; gênero; sexualidade; swing; troca de casais.
29

Corpo, gênero sexulidade na produção discursiva da deficiência física : um estudo om homens vivendo em contextos (desportivos) nordestinos / BODY, GENDER AND SEXUALITY IN THE DISCOURSE PRODUCTION OF PHYSICAL HANDICAP: A STUDY WITH MEN LIVING IN THE CONTEXT OF SPORT IN THE NORTHEAST OF BRAZIL. (Inglês)

Alcântara, Katia Couto Rodrigues 10 June 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:54:26Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-06-10 / Alcântara, K. C. R. (2014). Body, gender and sexuality in the discourse production of physical handicap: a study with men living in the context of sport in the northeast of Brazil. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade de Fortaleza, Fortaleza. The issues related to gender and sexuality indicate relevant aspects in the construction of masculinity in articulation with physical handicap. Such evidences makes us question the production of discourses of physical handicap permeated by prejudice and exclusion because it relates bodily difference to an abject body and also because bodies are used in an arbitrary way to explain a division of population. Therefore, this research aims at analyzing the discourses and the representations of gender, body and sexuality based on interlocutions with physically handicapped people. When taking into consideration cultural, historical and social processes by which handicap has been produced and represented in contemporaneity in the perspective of cultural and gender studies, we still operate in an intersection with the dimensions of race, ethnicity and social class. The theoretical and methodological base of this study is related to post-structuralist perspectives present in cultural, feminist and Queer studies. In order to conduct this study we opted for an ethnographic approach using information recorded in different records: field diary and interview. The perspectives of problematization that were produced from these two sources of record/production in/of the field work will be analyzed based on Foucault s analysis of discourse. This decision concerning methodology will enable us to investigate the social and cultural processes by which bodies are produced by choosing as interlocutors young men aged from 18 to 45 who practice physical activity and are physically handicapped. We concluded that physical handicap is a bodily experience that is socially and culturally signified and, in this process, we emphasize the views of body, gender and sexuality. Keywords: Body; Gender; Sexuality; physical handicap. / Alcântara, K. C. R. (2014). Corpo, gênero e sexualidade na produção discursiva da deficiência física: um estudo com homens vivendo em contextos (desportivos) nordestinos. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade de Fortaleza, Fortaleza. As questões relacionadas ao gênero e à sexualidade refletem aspectos relevantes na constituição da masculinidade em articulação com a deficiência física. Tais indicações levam a questionar a produção de discursos acerca da deficiência, marcados pelo preconceito e pela exclusão, por atribuir à diferença uma representação corporal abjeta e serem usados, de maneira arbitrária, para explicar uma divisão da população. Portanto, esta pesquisa tem o objetivo de analisar os discursos e representações de gênero, corpo e sexualidade com base em interlocuções com pessoas com deficiência física. Ao se levar em consideração os processos culturais, históricos e sociais, por meio dos quais a deficiência é produzida e representada na contemporaneidade, na perspectiva dos estudos culturais e de gênero, operase, ainda, em uma intersecção com as dimensões de raça, etnia e classe social. Este estudo está alojado teórico-metodologicamente em perspectivas pós-estruturalistas presentes nos Estudos Culturais, Estudos Feministas e Estudos Queer. Para a realização deste ensaio, optouse por uma abordagem etnográfica, utilizando-se de informações acomodadas em registros do diário de campo e de entrevista. As entradas de problematização que se produziram com suporte nesses dois movimentos de registro/produção no/do trabalho de campo são analisadas com base na análise do discurso foucaultiana. Esta escolha metodológica permitiu pesquisar os processos sociais e culturais pelos quais os corpos são produzidos, elegendo como interlocutores homens jovens de 18 a 45 anos praticantes de atividade física, com deficiência física. Concluiu-se que a deficiência é uma experiência corporal significada social e culturalmente, destacando-se nesse processo o recorte de corpo, gênero e sexualidade. Palavras-chave: Corpo; Gênero; Sexualidade; Deficiência Física.
30

Cartografando a gestão familiar do sujeito narrado em uma construção de anormalidade intelectual : intersecções entre gênero, sexualidade e "deficiência" / Charting the Family Management of the Subject Narrated in a Construction of Intellectual Abnormalities: Intersections between Gender, Sexuality and Disability (Inglês)

Silva, Sandra Maria Alexandre da 31 March 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:57:16Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-03-31 / There are a lot of discussion about people with disabilities , their rights and duties, acceptance and participation in civil society, whose existence has been historically marked by segregation, failure and social exclusion. This study proposes to analyze the speeches involved in sexualities challenged as abject production, privileging the intersections between body, gender, and sexuality in the context of family management of subject narrated in a construction of intellectual abnormality, considering the complex social processes that involve the construction of subject positions under the experimentation of their sexuality. Adopt as an analysis field the educational institutional social practices and its relationship with the speeches/practices of the family management in a cartographic clipping that problematizes body, gender, and sexuality of subject narrated in a construction of intellectual abnormality in the health and education field, seeking in/of the family management the discursive constructions that imply the (in)visibility of these subjects sexuality in social context. Likewise, we privilege approximate readings of cultural and feminist studies, in a deconstructionist post-structuralist perspective, in a counter-argument on which we can discuss the processes of subjectivation of the subject prepared in historical buildings of rejection of his sexuality. The analysis of dialogue was based on external modes of exclusion (forbidden word, segregation of the word and will of truth) of Foucaultian discourse analysis, which discursive and non-discursive constructions are impregnated with truths produced by knowledge that lodge the subject in spaces of submissiveness and social practices of oppression. Realize how much the discursive constructions take the markers of disability as relations of power/knowledge elements and subordinate themselves to the sexual culture statutes, which has in education, in health and family targets relevant to the construction of these exclusive relationships. The findings of the study allow to understand the construction 11 of the bodies produced in the social-historical speeches and in the articulation of statements that define the materiality of abject/monstrous and (in)correctable subject, narrated "disabled" from the discursive games performed in normativities in complex institutional networks that are triggered in the management of sexuality and "disabilities", providing certain intelligibility on the hierarchies of power that regulate this subject in the field of inequality in health and education services and the implications of sexuality in meeting the needs and care in situations of vulnerability, violence and sexual abuse. Keywords: Sexuality. Gender. Subjectivation. Abnormality. Education. / Discute-se muito sobre as pessoas com deficiências , seus direitos e deveres, aceitação e participação na sociedade civil, cuja existência tem sido historicamente marcada pela segregação, omissão e exclusão social. Este trabalho tem como proposta analisar os discursos envolvidos na produção de sexualidades interpeladas como abjetas, privilegiando as intersecções entre corpo, gênero e sexualidade no contexto da gestão familiar de sujeitos narrados numa construção de anormalidade intelectual, considerando os processos sociais complexos que envolvem a construção de posições de sujeitos tutelados nas experienciações da sua sexualidade. Adotamos como campo de análise as práticas sociais educativas institucionais e suas relações com os discursos/práticas da gestão familiar, em um recorte cartográfico que problematiza corpo, gênero e sexualidade dos sujeitos narrados numa construção de anormalidade intelectual no campo da saúde e educação, buscando na/da gestão familiar as construções discursivas que implicam a (in)visibilidade da sexualidade desses sujeitos no contexto da sociedade. Do mesmo modo, privilegiamos leituras aproximadas dos estudos culturais e feministas, numa perspectiva desconstrucionista pósestruturalista, num contra-argumento com base no qual podemos discutir os processos de subjetivação do sujeito elaborados em construções históricas de exclusão da sua sexualidade. A análise das interlocuções baseou-se nos modos externos de exclusão (palavra proibida, segregação da palavra e vontade de verdade) da análise do discurso Foucaultiano, cujas construções discursivas e não discursivas são impregnadas de verdades produzidas pelos conhecimentos que alojam os sujeitos em espaços de assujeitamento e práticas sociais de opressão. Percebemos o quanto as construções discursivas tomam os marcadores de deficiência como elementos das relações de poder/saber e o quanto se subordinam aos estatutos da cultura sexual, que têm na educação, na saúde e na família alvos relevantes para 9 a construção dessas relações excludentes. Os achados do estudo permitem compreender a construção dos corpos produzidos nos discursos histórico-sociais e na articulação de enunciados que definem a materialidade do sujeito abjeto/monstruoso e (in)corrigível, narrado deficiente a partir dos jogos discursivos performatizados em normatividades nas complexas redes institucionais que são acionadas na gestão da sexualidade e deficiência , fornecendo certa inteligibilidade sobre as hierarquias de poder que regulam esse sujeito no campo da desigualdade nos serviços de saúde e educação e as implicações da sexualidade no atendimento das necessidades e cuidados em situações de vulnerabilidade, violência e abuso sexual. Palavras-chave: Sexualidade. Gênero. Subjetivação. Anormalidade. Educação.

Page generated in 0.0225 seconds