• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 30
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 34
  • 18
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

XXX: Pornografía e Intransitividad en alguna parte de El lugar sin límites, de José Donoso

Arriagada Amaya, Rubén 2007 (has links)
Este Informe de Grado para optar al grado académico de Licenciado en Lengua y Literatura Hispánica no tiene por objetivo el dar, con respecto a la pornografía, una respuesta definitiva. Ni siquiera, una respuesta tentativa. Su meta es tan sólo la de recurrir a la pornografía, parasitáriamente, como categoría de lectura válida para ser aplicable sobre una superficie textual determinada. Para ello, ha sido necesario previamente buscar comprender los usos y acepciones que la pornografía, teóricamente, ha implicado a lo largo de su historia. Por tanto, se ha debido pesquisar el concepto más allá de aquella amplia cantidad de volúmenes en torno a la pornografía y la literatura, para entender el impacto que esta actividad ha tenido en las sociedades occidentales desde tiempos remotos.
2

O corpo no imaginario nacional : uma analise da textualização do corpo feminino no espaço discursivo da Brasil sex magazine : uma revista 100% nacional

Ilka de Oliveira Mota 2004 (has links)
Resumo: Apoiados no referencial teórico da Análise de Discurso Francesa (AD) e nos estudos elaborados por pesquisadores brasileiros, nosso trabalho teve como objetivo compreender os sentidos produzidos para o corpo feminino a partir de um espaço de atualização dito pornográfico, a revista Brazil. Analisando textos do editorial e ensaios nos quais aparecem imagens fotográficas justapostas à narração/descrição de modelos em estado de exibição/exposição do corpo, bem como enunciados e designações que as/os referem, foi possível observar e compreender que o corpo que ali é colocado em cena, em uma palavra, textualizado, é constituído de uma memória nacional. Vimos que no espaço discursivo da Brazil fala-se de corpo, de sexualidade, a partir do lugar da nacionalidade e esse fator é o que marca a diferença dessa revista com as demais revistas que também focalizam o corpo. Os elementos símbolos de nacionalidade, tais como: cor e clima tropicais, frutas, paisagem natural brasileira, incluindo aí animais, flores e plantas, entre outros, bem como o futebol e todo o imaginário de ?abundância? construído para o Brasil, são transferidos, por efeito metafórico (Pêcheux, 1969), para o corpo da mulher brasileira. Ou seja, por essa transferência (movimento) de sentidos, o corpo da mulher passa, imaginariamente, a ser o corpo do Brasil. Esse mesmo gesto de interpretação em torno do corpo, isto é, os enunciados e designações que referem o corpo feminino sempre ligados à paisagem natural brasileira podem ser remetidos a uma série de textos de José de Alencar e de outros autores cuja posição-sujeito era aquela que propunha pensar o brasileiro, seu corpo, a partir da identidade nacional. O que estamos dizendo é que ao significar o corpo da mulher brasileira, a revista Brazil o faz por filiação, a partir de uma memória do dizer, o já-dito. Em nosso percurso teórico-analítico foi fundamental levar em consideração a problemática dos limites entre o erótico e o pornográfico, bem como compreender o que torna possível uma certa construção do corpo ter um estatuto científico distinto do pornográfico e vice-versa. Para isso, mobilizamos o conceito de interpretação, gestos de leitura e de efeitos leitores a fim de buscarmos compreender o(s) gesto(s) de interpretação inscrito(s) na discursividade médica que trabalha o corpo a partir do mesmo procedimento ? a decupagem que, por sua vez, produz o efeito de hipervisibilidade ? usado pelas revistas e filmes ?ditos? pornôs. A partir daí foi possível compreender o efeito discursivo que produz o efeito pornô distinto do erótico e do científico, bem como compreender a constituição do leitor no espaço discursivo da Brazil. Em síntese, objetivamos compreender o funcionamento discursivo da revista Brazil, explicitar os gestos de interpretação no modo de constituição do corpo feminino que ali são produzidos que se ligam aos processos de identificação da posição-sujeito, suas filiações de sentidos e, portanto, descrever a relação do sujeito com sua memória, com aquilo que o constitui Abstract: Based on the studies of Discursive Analysis and on its theoretical underpinnings, we have built this work aiming to comprehend the senses produced for the female body present in Brazil sex magazine recognized by our society as a pornographic one. Analyzing some texts from the editorial and essays in which photographic images and narrative/description of model in state of exhibition are presented, it was possible to observe that the body is constituted of a national memory. It was also possible to observe that in the discursive space of Brazil magazine the body is conveyed exclusively from the nationality place and this fact is important to comprehend the difference between Brazil and other sex magazines that also focalize the woman body. The symbolical elements of nationality such as: color and tropical climate, fruits, Brazilian natural landscape, including animals, flowers, plants and others, as well as soccer and finally all the abundance imaginary built for Brazil, are transferred to Brazilian woman body by metaphoric effect. By this transference of sense we can affirm that the woman body imaginatively means Brazil as nation. This ?gesture of interpretation? concerned to the body, can be found in José de Alencar?s masterpieces, whose subject-position was the one that meant Brazilians, their body, within a national identity. We mean that while building the woman body, Brazil magazine does it in an ideological and unconsciously way inside a discursive memory. Synthetically, we comprehended the discursive functioning of Brazil magazine, explained the gestures of interpretation within the constitution of woman body produced that are linked to identification process of subject-position.
3

Holocausto das fadas : a trilogia obscena e o Carmelo Bufolico de Hilda Hilst

Deneval Siqueira de Azevedo Filho 1996 (has links)
Resumo: Este trabalho pretende apresentar um estudo sobre as três obras que compõem a trilogia obscena da escritora brasileira Hilda Hilst: O Caderno Rosa de Lori Lamby, Contos O'escárnio - Textos Grostescos e Cartas de Um Sedutor. O autor analisa os três textos, com os olhos postos na intenção da autora em escrever obras pornográficas. Considera, na leitura, a pornografia como um produto de consumo manipulado pela indústria cultural. Por outro lado, a análise do conjunto visa também a mostrar os vários estilos literários existentes nessas narrativas obscenas, hibridismo este que dificulta a "intenção pornográfica" dos textos, tornando-os, por isso, um mosaico kitsch-obsceno. Ainda, do ponto de vista da recepção, são mostradas determinadas falhas na comunicação erótica, devido à interferências várias, inclusive o talento da autora, e de subprodutos da sua produção anterior Abstract: This study intends to present an analysis of the brazilian writer Hilda Hilst's three literary works - o Caderno Rosa de Lori Lamby, Contos d'Escárnio - Textos Grotescos and Cartas de um Sedutor, which compose her polemic and obscene trilogy. The author analizes the three texts, conducting his points of view towards the writer's skill to produce pornografic works as far as cultural industry is concerned. On the other hand, this analysis tries to demonstrate that there is a variety of styles found in Hilst's obscene narratives which makes her literature, in this case, hibrid, rüsulting, then, an obscene Kitsch pertormance of hers
4

Entre lobos e lobisomens : feminismo, pornografia e gótico nos contos de Angela Carter

Orlandi, Aline Cristina Sola. 2016 (has links)
Orientador: Aparecido Donizete Rossi Banca: Fernanda Aquino Sylvestre Banca: Alcides Cardoso dos Santos Resumo: A presente dissertação de mestrado pretende elucidar à luz de teorias feministas e do gênero gótico algumas técnicas de escrita utilizadas por Angela Carter na reescrita do conto de fadas "Chapeuzinho Vermelho", como forma de subversão de discursos patriarcais e desconstrução de todo um imaginário ocidental de subjugo e vitimização da mulher. Carter revisita os contos de fadas mais populares, na coletânea The Bloody Chamber and other stories, subvertendo padrões estruturais desses contos e também a posição da mulher como vítima passiva recorrente em alguns contos de fadas e na literatura gótica. Através dos contos "The Werewolf" e "The Company of Wolves" presentes na referida coletânea, pretende-se explorar como Carter faz uso de elementos do gótico para construir uma atmosfera de terror, que representa os perigos que a heroína terá que enfrentar para chegar ao final da trajetória e conquistar um prazer total (Jouissance), que ocorrerá através de sua independência econômica, social, sexual e imaginária. E como Carter propõe uma pornografia aliada à mulher, que a empodere e a ajude a descobrir sua identidade, para, assim, retomar seu lugar de igualdade com o homem na sociedade. Além disso, pretende-se elucidar, também, como a autora subverte o Gênero Gótico e os Contos de fadas, bem como a própria Pornografia e os discursos anti-pornografia do movimento feminista. Abstract: This master's thesis aims to elucidate through feminist theories and the Gothic genre some writing techniques used by Angela Carter in the rewriting of the fairy tale "Little Red Riding Hood" as a form of subversion of patriarchal discourses and deconstruction of an entire western imaginary subjugation and victimization of woman. Carter revisits the most popular fairy tales in the collection The Bloody Chamber and other stories, subverting structural patterns of these stories and also woman's position as recurring passive victim in some fairy tales and gothic literature. Through the tales "The Werewolf" and "The Company of Wolves", present in said collection, is intended to explore how Carter makes use of Gothic elements to build an atmosphere of terror, representing the dangers that the heroine will have to face to reach the end of the path and win a total pleasure (Jouissance), through its economic, social, sexual and imaginary independence. And how Carter proposes an ally pornography to woman, that empowers and helps her discover her identity, to thus repossess her place of equality with man in society. In addition, we intend to clarify, also, as the author subverts the Gender Gothic and Fairy tale, and the very Pornography and anti-pornography feminist movement speeches. Mestre
5

Pornografia, resistências e feminismos

Ramos, Maria Eduarda 2015 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas, Florianópolis, 2015. Partindo da concepção de que a pornografia é uma ferramenta política que cria corpos, sexualidades, práticas sexuais, desejos, prazeres, padrões de beleza, normalidades, categorizações, hierarquizações de gênero, geração, raça, etc., esta pesquisa procurou investigar pornografias feministas em imagens fílmicas, buscando compreender o feminismo como adjetivo de pornografia e as possibilidades de resistências quanto ao modelo de pornografia hegemônica. Para isso, foram mapeadas as estratégias políticas feministas de produções audiovisuais pornográficas que pudessem trazer outras sexualidades, prazeres, desejos, corpos, diferentes dos que aparecem na pornografia mainstream hegemônica, dirigida ao público masculino. A tese foi dividida em três grandes partes: a primeira trata da historicidade do conceito de pornografia, procurando mostrar como se criam certos sujeitos  pornógrafos , invisibilizando outros. A segunda parte se propõe a mapear e analisar estratégias de resistências às pornografias hegemônicas - pornografia feminista, pornografia queer, póspornô e arte pornô. Na terceira parte foi realizado um mapeamento de pessoas, filmes, discussões militantes e acadêmicas no Brasil sobre pornografia feminismos e resistência. As  prósteses acadêmicas (ou formas de investigar) utilizadas foram: a análise fílmica, o diário de campo, a cartografia, a pesquisa bibliográfica. Uma investigação interdisciplinar, fluída e em processo. É uma pesquisa feminista norteada por três pontos apontados por Margareth Rago (1998): a subjetividade como uma forma de conhecimento; a relação entre a teoria e prática; e a ideia de historicidade dos conceitos e coexistência de temporalidades múltiplas. O mapeamento realizado permitiu perceber a utilização de diversas estratégias de produção pornográfica feminista: algumas que resistem às pornografias hegemônicas e às ficções que essas criam/reforçam; outras que não subvertem as normas, mas as habitam de formas diferentes, criando ficções possíveis. As estratégias da América Latina giram em torno da descolonização do corpo como um questionamento de categorias eurocêntricas de gênero, raça, etc..
Abstract : Starting from the conception that pornography is a political tool that creates bodies, sexualities, sexual practices, desires, pleasures, beauty standards, normality, categorization, gender hierarchies, generation, race, etc., this research intended to investigate feminist pornography in film footage, searching to comprehend feminism as an adjective of pornography and the possibilities of resistance against the mainstream hegemonic pornography. To do so, the political feminist strategies of audiovisual pornographic productions were mapped to bring other sexualities, pleasures, desires, bodies, different from the ones that are show non the mainstream hegemonic pornography, addressed to the male public. This thesis was divided in three big parts: the first one deals with the historicity of the concept of pornography, seeking to show how certain  pornographers subjects are created making others invisible. The second part intend to map and analyze resistance strategies to the hegemonic pornography  feminist pornography, queer pornography, postporn and porn art. On the third part, it was carried out a mapping of people, movies, activist and academic discussion in Brazil about pornography, feminism and resistance. The academic  prostheses (or ways to investigate) used were: the film analysis, the field diary, cartography, literature search. An interdisciplinary research, fluid and in processes. It is a feminist research guided by three points scored by Margareth Rago (1998): the subjectivity as a knowledge form; the relationship between theory and practice; and the historicity idea of the concepts and coexistence of multiple temporalities. The mapping allowed to realize the use of multiple feminist porn production strategies: some who resist the hegemonic pornography and the fictions that these create/reinforce; others that do not subvert the rules, but live them in different ways, creating possible fictions. The Latin America strategies revolve around the body decolonization as a questioning for the eurocentric categories of gender, race, etc..
6

Ser ou não ser pornografico, eis a questão : o tratamento da linguagem obscena em traduções brasileiras do Hamlet

Neuza Lopes Ribeiro Vollet 1997 (has links)
Resumo: Não informado. Abstract: Not informed.
7

Situace v oblasti poruch sexuální identity na Slovensku Women and pornography

Chovanec, Michal 2017 (has links)
Aims: to explore if the consumption of pornography have influence on a relationship, if the consumption of pornography have a negative impact on a first intercourse and on a initial masturbation behavior, to find out if it is a difference between younger and older women in the frequency of pornography consumption, explore if religiosity have some impact on frequency of pornography consumption and one of the aims is to disrupt the myth about primary pornography consumption by men. Method: the representative data vere collected from 413 Slovak women, the data were based on a quota sampling by agency 2muse according to three categories (age, education and address), the sample age was from 18 to 77 years old and average age was 40 years old (SD±14,62). Results: average age of first pornography consumption is 20,01 years old (SD±7,56), the most interesting age of pornography consumption is 23,44 (SD±9,12). The frequency of pornography consummation is couple of times per year for 107 (25,9%) respondents and most often is watching less than 5 minutes per day. Religiosity has a protective factor of frequency of pornography consumption depending of strengths of religious beliefs and the frequency of implementation of religious requirements. Pornography is not an accelerating factor an initial masturbating...
8

Da pornografia: os diários de Bruna, Marise e Gabriela: as prostitutas letradas

Bittencourt, Gustavo Henrique Ferreira 30 June 2008 (has links)
Esta dissertação estabelece uma leitura, no campo das ciências sociais, tomando como assunto a pornografia e a prostituição. Tendo como ponto de referência os diários das prostitutas Bruna Surfistinha, Marise e Gabriela. Recorremos a algumas obras literárias através do Marquês de Sade, Henry Miller, Georges Bataille e Michel Houellebecq, para entendermos alguns aspectos da linguagem pornográfica. Analisamos também outros discursos contemporâneos sobre a experiência da pornografia no cinema e na internet. Trata-se de reflexões em torno da sexualidade e do que se considera obscenidade. Com observações na literatura de Anaïs Nin, Pauline Réage, e Hilda Hilst procuramos entender o ponto de vista poético feminino para pensarmos sobre a pornografia e a prostituição This dissertation establishes some reading, in the field of social sciences, which has pornography and prostitution as subject - having as main reference the diaries of the prostitutes Bruna Sufistinha, Marise and Gabriela. We have accessed some other literary works through Marquee de Sade, Henry Miller, Georges Bataille and Michel Houellebecq, in order to understand some aspects of the pornographic language. We also analyzed other contemporary discourses on the experience of pornography in cinema and on internet. It is a reflection about sexuality and what is considered obscenity. With observations on the literature of Anaïs Nin, Pauline Réage, and Hilda Hilst we tried to understand the feminine poetic point of view so that we can think about pornography and prostitution
9

Brazilian boys

Reges, Marcelo 2004 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social
10

Abrindo os códigos do tesão

Cabral, Arthur Grimm 2015 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2015. Vinculada a ativismos queer e (trans)feministas, a pós-pornografia consiste num convite (artístico, erótico e político) para incitar corpos a se reapropriarem das tecnologias que operam o dispositivo da sexualidade, experimentando possibilidades de dissidência ao longo desse processo. A presente pesquisa é uma tentativa de responder a este convite, compondo uma cartografia situada desde minha corpa branca, de classe média, não-heterossexual e transgênera. As músicas, performances, fotos, oficinas e vídeos pós-pornograficos são aqui evocados não enquanto  objetos , mas como personagens que se aliam à construção das minhas próprias ficções, derivando experimentações com a escritura que buscam interferir e (re)articular as normas de sexo e gênero que me cruzam. Opero o conceito da  abertura de código , como um processo de mapear normatividades que costumam ser tomadas como  naturais por aparelhos discursivos, farmacológicos e visuais da biomedicina, possibilitando estabelecer uma relação lúdica, erótica e criativa com tais tecnologias. Proponho que a póspornografia não é simplesmente uma  ferramenta do (trans)feminismo, mas implica o exercício de outras éticas e formas de resistência políticas, pautadas desde modos de experimentação hedonistas que articulam o prazer como uma arma passível de responder às violências exercidas em nome da normalidade.
Abstract : Connected to queer and (trans)feminists activisms, post-pornography works as an artistic, erotic and political invitation, inciting bodies to reappropriate technologies that operates the sexuality dispositive, and to experience possibilities of dissent through such processes. This research is an attempt to respond such invitation, creating a cartography that locates through my white, middle class, non-heterosexual and transgender body. Postpornographical musics, performances, photos, workshops and videos are hereby evoked not as  objects , but as characters, working as allies to my own fictions, deriving through writing experiences that interferes and (re)articulate those sex/gender norms by which I'm constructed. I operate through the concept of  code opening , as a way to map normativities that are usually thought as  natural by Biomedical discursive, pharmacological and visual tools  making it possible to establish playful, erotic and creative relations with such technologies. Postpornography seems to be more than a (trans)feminist  tool , implicating the exercise of new ethics and political resistences, guided by hedonistic modes of experience which articulates pleasure as a weapon to respond against the violences that works in the name of normality.

Page generated in 0.081 seconds