• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 21
  • Tagged with
  • 21
  • 21
  • 15
  • 13
  • 7
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

“O amor ainda está aqui”: processos de subjetivação, microterritórios e corpos em narrativas de sexualidades em Campina Grande –PB.

AZEVÊDO, Ciro Linhares de. 19 July 2018 (has links)
Submitted by Emanuel Varela Cardoso (emanuel.varela@ufcg.edu.br) on 2018-07-19T00:16:55Z No. of bitstreams: 1 CIRO LINHARES DE AZEVÊDO – DISSERTAÇÃO (PPGH) 2015.pdf: 2941770 bytes, checksum: e6c07faa9da002d2c72b426ad0814ad4 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-07-19T00:16:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 CIRO LINHARES DE AZEVÊDO – DISSERTAÇÃO (PPGH) 2015.pdf: 2941770 bytes, checksum: e6c07faa9da002d2c72b426ad0814ad4 (MD5) Previous issue date: 2015-04-27 / O estudo tem como tema as narrativas de sexualidades no entrelaçamento de saberes e experiências de duas protagonistas da cena urbana atual de Campina Grande-PB, a travesti Valquíria Montini e Maria de Calú, proprietária do pioneiro bar gay da cidade. Escolhi trabalhar com entrevistas, a partir destas analisar as narrativas - que estão em temporalidades que se atravessam entre as décadas de 1940 ao tempo presente - pelas experiências de sexualidade, espaços praticados e as transformações estéticas dos corpos. Discuti as práticas de subjetivação que emerge das performances de si pela fluidez das noções identitárias, os sujeitos da trama traçada foram vistos pela sua contingência e historicidade. Também foram analisadas as elaborações de si, afetividades e modos de vida que se dão nas interações dos sujeitos que se dão em diversos espaços em Campina Grande e outras cidades. Por fim, problematizei as narrativas sobre os corpos, as noções de travestilidade e a multiplicidade das experiências que permitem a subve rsão das identidades como fixas e naturalizadas. Para tecer novos olhares acerca destas interações, usamos os diálogos teóricos fornecidos principalmente por Judith Butler, Michel de Foucault, Michel de Certeau e Gilles Deleuze. / This study is about sexualities narratives in the intertwining of knowledge and experiences of two protagonists in contemporary urban scene of Campina GrandePB, the transvestite Valquíria Montini and Maria de Calú, owner of the first gay bar in this city. I chose to work with interviews, analyze these narratives - that are in temporalities that crisscross between the 1940s to the present time - the sexuality studied on aspects of experience, spaces and aesthetic transformations of bodies. We also analyzed the elaborations of themselves, the affections and ways of life that occur in the interactions of the subjects that take place in different spaces in Campina Grande and other cities. Finally, we analyze the narratives of their own bodies, the notions of being a transvestite and the multiplicity of experiences that allow subversion of identities as fixed and naturalized. To weave new perspectives about these interactions, we use the theoretical dialogues by Judith Butler, Michel Foucault, Michel de Certeau and Gilles Deleuze.
2

ConexÃes entre DanÃa e EducaÃÃo em Fortaleza: repetiÃÃo do mesmo e invenÃÃo. / Connections between the dance and the education in Fortaleza: repetition and invention.

Eveline Dantas Nogueira 14 October 2008 (has links)
FundaÃÃo Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Cientifico e TecnolÃgico / As conexÃes entre educaÃÃo e danÃa envolvem relaÃÃes pedagÃgicas, artÃsticas, histÃricas, polÃticas e econÃmicas. Existem diversos modos de se compreender o lugar da danÃa em uma sociedade. Baseando-me na micropolÃtica, a partir da anÃlise foucaultiana da educaÃÃo, seguindo nas proximidades da filosofia da diferenÃa e do acontecimento de Gilles Deleuze e Felix Guattari, bem como outros intercessores, elegi como problema central os efeitos que as diferentes relaÃÃes de aprendizagem de danÃa provocam nas subjetividades dos alunos, quais as possibilidades de existÃncia elas oferecem. Essas relaÃÃes dizem respeito aos modos cotidianos de prÃtica da danÃa dentro de instituiÃÃes. Foram escolhidos dois locais para a realizaÃÃo da pesquisa: uma escola cuja proposta pedagÃgica pode ser dita formal; e um grupo independente, cujo funcionamento envolve uma proposta de educaÃÃo nÃo-formal. Durante os meses de fevereiro a maio de 2008, acompanhei, duas vezes por semana, as atividades do grupo independente. Por sua vez, as atividades da escola foram acompanhadas durante os meses de maio e junho do mesmo ano, tambÃm duas vezes por semana. Em junho, foi realizada uma conversa com a coordenadora de esportes da escola. No mÃs de julho, foram realizadas as entrevistas com as professoras de ambos os locais, no intuito de aprofundar algumas questÃes nÃo esclarecidas. Utilizei de gravaÃÃes em Ãudio de todas as conversas realizadas, com aprovaÃÃo dos participantes. Durante o perÃodo de acompanhamento das atividades dos espaÃos pesquisados, houve uma busca de entendimento da sua atuaÃÃo e dos seus mecanismos produtores de subjetivaÃÃo. Acredito que a criaÃÃo em danÃa participa da construÃÃo da subjetividade de cada sujeito, num fluxo de relaÃÃes que se estabelecem entre os participantes e entre cada um e a instituiÃÃo em que aprende. A proposta da qual se partiu para elaborar esta dissertaÃÃo à a compreensÃo de que esses sujeitos que danÃam inventam modos de se construÃrem, de se organizarem. A pesquisa buscou o entendimento de como esses variados modos ocorrem dentro dos lugares eleitos. Todos os dados acumulados foram organizados em temÃticas comuns, como: a descriÃÃo dos locais, bem como sua organizaÃÃo; como ocorrem as aulas de danÃa; o professor coreÃgrafo; como se relacionar com as tÃcnicas ensinadas; e as possibilidades de criaÃÃo de modos de existÃncia. Percebi que ainda existem repetiÃÃes de padrÃes, mas hÃ, concomitantemente, a instauraÃÃo de produÃÃo do novo. Na sociedade de controle, a diferenÃa à reduzida a escolhas jà instituÃdas e criadas pelo marketing, pelos Ãndices de audiÃncia, pela publicidade, porÃm o acontecimento insiste e outras forÃas contra-efetuam atravÃs de outras mÃquinas de expressÃo. Ao discorrer sobre formaÃÃo, procurei indagar sobre o que a danÃa pode oferecer à educaÃÃo que esta nÃo conseguiria, digamos, sozinha. Outras possibilidades de afirmaÃÃo de modos de vida, esta foi a principal resposta encontrada. Ao propor uma conexÃo entre danÃa e educaÃÃo, aqui se construiu uma tentativa de mostrar que existem modos de uma educaÃÃo menor acontecendo na cidade de Fortaleza.
3

Práticas educacionais e processos de subjetivação em meio a propostas de desescolarização: Tensões, potências e perigos / Unschooling, Educational practices, Subjectivation processes, Governamentality, Freedom

Marcela Peters Cremasco Gonçalves 10 October 2016 (has links)
Vivemos numa sociedade constituída e constituinte de relações marcadas por desigualdades econômicas, sociais, de classe, de raça, de gênero, etc. e produtora de opressões, dominações e assujeitamentos. A educação é um campo atravessado pelas correlações de força, pelos dispositivos de poder vigentes e por tais desigualdades; nesse campo se coloca em disputa práticas que podem servir à manutenção da opressão, da dominação e do assujeitamento ou que se produzem como resistência. A presente dissertação aborda questões relativas a práticas educacionais nomeadas por desescolarização adentrando na experiência de um grupo específico, o Barro Molhado buscando evidenciar tensões, potências e perigos que as compõem. Tendo como embasamento produções de pensadores da Filosofia da Diferença, sobretudo, Deleuze, Guattari, Foucault e foucaultianos, procuramos discorrer sobre as formas e relações de poder que estão em jogo na constituição das práticas educacionais, tanto dentro da escola, como nos formatos que prescindem do sistema regular de ensino, e realizar uma crítica em relação aos processos de subjetivação forjados na atualidade. Procuramos afirmar as lutas que culminaram na instituição da educação como direito e em sua efetivação através da escolarização, assim como, os esgotamentos presentes no sistema regular de ensino e as potências de propostas alternativas que buscam se configurar como educação formal. Não-diretividade e não-intervenção tornaram-se princípios centrais na discussão sobre das maneiras de pensar e de agir dos adultos em relação às crianças. Retomamos pensamentos de Hannah Arendt sobre o campo da educação, sua relação com o domínio da política e sua dimensão pública, buscando problematizar tais princípios e discutí-los na contraposição entre autoritarismo e autoridade. Em nosso tempo, atravessado por ideia de liberdade e autonomia, as formas de aprisionamento, dominação e assujeitamento se tornam veladas, dando margem para o enrijecimento do controle através de aparências libertárias. A noção de governamentalidade, forjada por Foucault, se constitui como uma ferramenta analítica que nos permite adentrar na agonística presente na relação entre governo e liberdade, potencializando rupturas com as naturalizações vigentes e a criação de novos possíveis. Retomamos a afirmação de Foucault (1995b): Minha opinião é que nem tudo é ruim, mas tudo é perigoso, o que não significa exatamente o mesmo que ruim. Se tudo é perigoso, então temos sempre algo a fazer (p.256). Se tudo é perigoso, qualquer uma das formas das práticas educacionais escolhidas, estejam elas dentro ou fora do sistema regular de ensino, envolvem riscos. Se há sempre algo a ser feito, apoiamo-nos no pensamento de Deleuze (1992b) para criar estratégias de enfrentamento no tempo que habitamos. Não basta estar fora da escola para romper com as amarras de nosso tempo; ao mesmo tempo, inventar maneiras de viver e educar que rompam com o que domina no cenário escolar é expressão da potência de criação, resistência, e pode se constituir como máquina de guerra / We live in a society constituted and constituent relations marked by inequalities - economic, social, class, race, gender, etc. - and producer of oppression, domination and subjection. Education is a field crossed by the force relations, the actual power devices and these inequalities; in this field arises in dispute practices that can serve to the maintenance of oppression, domination and subjection or that occur as resistance. The present dissertation addresses questions related to educational practices named by unschooling - entering the experience of a particular group, the Barro Molhado - seeking evidence tensions, potencies and dangers that make them up. With the basement productions philosophy of difference thinkers, above all, Deleuze, Guattari, Foucault and foucaultians, we seek to discuss the forms and power relations that are at stake in the constitution of educational practices, both within the school, as in formats that dispenses with the regular education system, and conduct a review in relation to subjectivation processes forged today. We seek to affirm the struggles that culminated in the institution of education as a right and its effectiveness through schooling, as well as the exhaustion present in the regular school system and the potencies of alternative proposals who seeking to set up as formal education. Non-directivity and nonintervention became central principles in the discussion on the ways of thinking and acting of adults towards children. Resumed thoughts of Hannah Arendt on the field of education, their relationship with the domain of politics and its public dimension, seeking to question these principles and discuss them on the contrast between authoritarianism and authority. In our time, crossed by the idea of freedom and autonomy, forms of imprisonment, domination and subjection become veiled, giving rise to stiffening of the control through libertarian appearances. The notion of governmentality, forged by Foucault, is constituted as an analytical tool that allows us to enter the agonistic present in the relationship between government and freedom, increasing disruptions to current naturalizations and the creation of new possible. We resumed Foucault (1984) statement: \"My point is not that everything is bad, but that everything is dangerous, which is not exactly the same as bad. If everything is dangerous, then we always have something to do\" (p.343). If everything is dangerous, any of the forms of the chosen educational practices, whether they are inside or outside the regular school system, involve risks. If there is always something to be done, we rely on the thought of Deleuze (1992b) to create coping strategies in time we inhabit. Is not enough be out of school to break the bonds of our time; at the same time, inventing ways to live and educate that break with the dominating in the school setting is expression of creating power, resistance, and may constitute as war machine
4

A argumentação no Exame Nacional do Ensino Médio/2004: percursos discursivos seguidos por jovens em processo de formação / Argumentation in the National Medium Level Exam (ENEM): multiple reasoning paths chosen by undergraduate youths

Isabel Cristina Michelan de Azevedo 14 August 2009 (has links)
Esta pesquisa tem por objetivo mais amplo investigar os recursos discursivo-argumentativos presentes nos textos produzidos no ENEM/2004, para identificar como as práticas discursivas se manifestam nas produções de jovens brasileiros que participam da última etapa da educação básica. Como o trabalho está baseado em uma teoria geral do discurso, o discurso é concebido como um produto subjetivo e também sócio-histórico, o que possibilita a integração de perspectivas teóricas diferentes, porém, a nosso ver, complementares. Pelo fato de o corpus ser constituído por textos produzidos em situação de exame, optamos por utilizar os estudos de Foucault (1969/2004a, 2004b, 1987, 1970/1996) para interpretar a situação de produção dos textos, bem como para entender os processos de subjetivação aos quais os participantes da prova estão submetidos. Para analisar as estratégias argumentativas e persuasivas presentes nos textos, como também as formas de organização e articulação das ideias apresentadas, recorremos aos estudos da Nova Retórica, segundo Perelman (1997, 1993), Perelman e Olbrechts-Tyteca (1996), de Meyer (2007, 1998, 1992), de Maingueneau (1997, 2001, 2005, 1995/2008), de Charolles (1978/2002) e de Koch (2002, 1993, 1992). As análises dos elementos de coerência e coesão possibilitaram mapear os recursos linguísticos utilizados, associar grupos de textos à avaliação realizada pelo INEP e definir o perfil do conjunto de textos que foi analisado sob perspectivas diversificadas. A análise discursivoargumentativa mostrou que, ao final do ensino médio, a maioria dos jovens domina os mesmos recursos já identificados em pesquisa anterior com textos infantis (AZEVEDO, 2002), revelando assim não haver evolução significativa na qualidade das produções textuais mesmo após um longo período de permanência em sala de aula. / The wider goal of this paper is to investigate the discursive-argumentative resources present in the texts produced for the ENEM 2004, in order to identify the discursive practices used in the texts written by Brazilian youths that take part in this last stage of basic education. As this paper is based on the general theory of discourse, discourse is seen as both a subjective and a social-historical outcome, which allows the integration of different theoretical perspectives that in our view are complementary. Due to the fact that the corpus is a set of texts produced in the situation of an exam, we chose to use Foucaults work (1969/2004a, 2004b, 1987, 1970/1996) to interpret the situation in which the texts were produced, and also to understand the subjectivation process that students taking the exam are going through. In order to analyze argumentative and persuasive strategies present in the texts, as well as the form in which the ideas presented are organized and articulated, we have resorted to the New Rethoric of Perelman (1997, 1993), according to Perelman and Olbrechts-Tyteca (1996), Meyer (2007, 1998, 1992), Maingueneau (1997, 2001, 2005, 1995/2008), Charolles (1978/2002), and Koch (2002, 1993, 1992). The analysis of elements indicating coherence and cohesion have allowed us to map the linguistic resources employed, to associate groups of texts to the evaluation conducted by INEP, and to define the profile of the group of texts that were analyzed under different perspectives. The analysis of discourse/argumentation has revealed that by the end of the 9th grade most youths master the resources previously identified in a former study of texts produced by children (AZEVEDO, 2002), thus revealing that there was no significant evolution in the quality of text production, even after several additional years of schooling.
5

A argumentação no Exame Nacional do Ensino Médio/2004: percursos discursivos seguidos por jovens em processo de formação / Argumentation in the National Medium Level Exam (ENEM): multiple reasoning paths chosen by undergraduate youths

Azevedo, Isabel Cristina Michelan de 14 August 2009 (has links)
Esta pesquisa tem por objetivo mais amplo investigar os recursos discursivo-argumentativos presentes nos textos produzidos no ENEM/2004, para identificar como as práticas discursivas se manifestam nas produções de jovens brasileiros que participam da última etapa da educação básica. Como o trabalho está baseado em uma teoria geral do discurso, o discurso é concebido como um produto subjetivo e também sócio-histórico, o que possibilita a integração de perspectivas teóricas diferentes, porém, a nosso ver, complementares. Pelo fato de o corpus ser constituído por textos produzidos em situação de exame, optamos por utilizar os estudos de Foucault (1969/2004a, 2004b, 1987, 1970/1996) para interpretar a situação de produção dos textos, bem como para entender os processos de subjetivação aos quais os participantes da prova estão submetidos. Para analisar as estratégias argumentativas e persuasivas presentes nos textos, como também as formas de organização e articulação das ideias apresentadas, recorremos aos estudos da Nova Retórica, segundo Perelman (1997, 1993), Perelman e Olbrechts-Tyteca (1996), de Meyer (2007, 1998, 1992), de Maingueneau (1997, 2001, 2005, 1995/2008), de Charolles (1978/2002) e de Koch (2002, 1993, 1992). As análises dos elementos de coerência e coesão possibilitaram mapear os recursos linguísticos utilizados, associar grupos de textos à avaliação realizada pelo INEP e definir o perfil do conjunto de textos que foi analisado sob perspectivas diversificadas. A análise discursivoargumentativa mostrou que, ao final do ensino médio, a maioria dos jovens domina os mesmos recursos já identificados em pesquisa anterior com textos infantis (AZEVEDO, 2002), revelando assim não haver evolução significativa na qualidade das produções textuais mesmo após um longo período de permanência em sala de aula. / The wider goal of this paper is to investigate the discursive-argumentative resources present in the texts produced for the ENEM 2004, in order to identify the discursive practices used in the texts written by Brazilian youths that take part in this last stage of basic education. As this paper is based on the general theory of discourse, discourse is seen as both a subjective and a social-historical outcome, which allows the integration of different theoretical perspectives that in our view are complementary. Due to the fact that the corpus is a set of texts produced in the situation of an exam, we chose to use Foucaults work (1969/2004a, 2004b, 1987, 1970/1996) to interpret the situation in which the texts were produced, and also to understand the subjectivation process that students taking the exam are going through. In order to analyze argumentative and persuasive strategies present in the texts, as well as the form in which the ideas presented are organized and articulated, we have resorted to the New Rethoric of Perelman (1997, 1993), according to Perelman and Olbrechts-Tyteca (1996), Meyer (2007, 1998, 1992), Maingueneau (1997, 2001, 2005, 1995/2008), Charolles (1978/2002), and Koch (2002, 1993, 1992). The analysis of elements indicating coherence and cohesion have allowed us to map the linguistic resources employed, to associate groups of texts to the evaluation conducted by INEP, and to define the profile of the group of texts that were analyzed under different perspectives. The analysis of discourse/argumentation has revealed that by the end of the 9th grade most youths master the resources previously identified in a former study of texts produced by children (AZEVEDO, 2002), thus revealing that there was no significant evolution in the quality of text production, even after several additional years of schooling.
6

Práticas educacionais e processos de subjetivação em meio a propostas de desescolarização: Tensões, potências e perigos / Unschooling, Educational practices, Subjectivation processes, Governamentality, Freedom

Gonçalves, Marcela Peters Cremasco 10 October 2016 (has links)
Vivemos numa sociedade constituída e constituinte de relações marcadas por desigualdades econômicas, sociais, de classe, de raça, de gênero, etc. e produtora de opressões, dominações e assujeitamentos. A educação é um campo atravessado pelas correlações de força, pelos dispositivos de poder vigentes e por tais desigualdades; nesse campo se coloca em disputa práticas que podem servir à manutenção da opressão, da dominação e do assujeitamento ou que se produzem como resistência. A presente dissertação aborda questões relativas a práticas educacionais nomeadas por desescolarização adentrando na experiência de um grupo específico, o Barro Molhado buscando evidenciar tensões, potências e perigos que as compõem. Tendo como embasamento produções de pensadores da Filosofia da Diferença, sobretudo, Deleuze, Guattari, Foucault e foucaultianos, procuramos discorrer sobre as formas e relações de poder que estão em jogo na constituição das práticas educacionais, tanto dentro da escola, como nos formatos que prescindem do sistema regular de ensino, e realizar uma crítica em relação aos processos de subjetivação forjados na atualidade. Procuramos afirmar as lutas que culminaram na instituição da educação como direito e em sua efetivação através da escolarização, assim como, os esgotamentos presentes no sistema regular de ensino e as potências de propostas alternativas que buscam se configurar como educação formal. Não-diretividade e não-intervenção tornaram-se princípios centrais na discussão sobre das maneiras de pensar e de agir dos adultos em relação às crianças. Retomamos pensamentos de Hannah Arendt sobre o campo da educação, sua relação com o domínio da política e sua dimensão pública, buscando problematizar tais princípios e discutí-los na contraposição entre autoritarismo e autoridade. Em nosso tempo, atravessado por ideia de liberdade e autonomia, as formas de aprisionamento, dominação e assujeitamento se tornam veladas, dando margem para o enrijecimento do controle através de aparências libertárias. A noção de governamentalidade, forjada por Foucault, se constitui como uma ferramenta analítica que nos permite adentrar na agonística presente na relação entre governo e liberdade, potencializando rupturas com as naturalizações vigentes e a criação de novos possíveis. Retomamos a afirmação de Foucault (1995b): Minha opinião é que nem tudo é ruim, mas tudo é perigoso, o que não significa exatamente o mesmo que ruim. Se tudo é perigoso, então temos sempre algo a fazer (p.256). Se tudo é perigoso, qualquer uma das formas das práticas educacionais escolhidas, estejam elas dentro ou fora do sistema regular de ensino, envolvem riscos. Se há sempre algo a ser feito, apoiamo-nos no pensamento de Deleuze (1992b) para criar estratégias de enfrentamento no tempo que habitamos. Não basta estar fora da escola para romper com as amarras de nosso tempo; ao mesmo tempo, inventar maneiras de viver e educar que rompam com o que domina no cenário escolar é expressão da potência de criação, resistência, e pode se constituir como máquina de guerra / We live in a society constituted and constituent relations marked by inequalities - economic, social, class, race, gender, etc. - and producer of oppression, domination and subjection. Education is a field crossed by the force relations, the actual power devices and these inequalities; in this field arises in dispute practices that can serve to the maintenance of oppression, domination and subjection or that occur as resistance. The present dissertation addresses questions related to educational practices named by unschooling - entering the experience of a particular group, the Barro Molhado - seeking evidence tensions, potencies and dangers that make them up. With the basement productions philosophy of difference thinkers, above all, Deleuze, Guattari, Foucault and foucaultians, we seek to discuss the forms and power relations that are at stake in the constitution of educational practices, both within the school, as in formats that dispenses with the regular education system, and conduct a review in relation to subjectivation processes forged today. We seek to affirm the struggles that culminated in the institution of education as a right and its effectiveness through schooling, as well as the exhaustion present in the regular school system and the potencies of alternative proposals who seeking to set up as formal education. Non-directivity and nonintervention became central principles in the discussion on the ways of thinking and acting of adults towards children. Resumed thoughts of Hannah Arendt on the field of education, their relationship with the domain of politics and its public dimension, seeking to question these principles and discuss them on the contrast between authoritarianism and authority. In our time, crossed by the idea of freedom and autonomy, forms of imprisonment, domination and subjection become veiled, giving rise to stiffening of the control through libertarian appearances. The notion of governmentality, forged by Foucault, is constituted as an analytical tool that allows us to enter the agonistic present in the relationship between government and freedom, increasing disruptions to current naturalizations and the creation of new possible. We resumed Foucault (1984) statement: \"My point is not that everything is bad, but that everything is dangerous, which is not exactly the same as bad. If everything is dangerous, then we always have something to do\" (p.343). If everything is dangerous, any of the forms of the chosen educational practices, whether they are inside or outside the regular school system, involve risks. If there is always something to be done, we rely on the thought of Deleuze (1992b) to create coping strategies in time we inhabit. Is not enough be out of school to break the bonds of our time; at the same time, inventing ways to live and educate that break with the dominating in the school setting is expression of creating power, resistance, and may constitute as war machine
7

Emancipação social e exclusão no cotidiano escolar: a homofobia e sua influência nas tessituras identitárias / Social emancipation and exclusion in school life: homophobia and its influence on identity formation

Denize Sepulveda 18 December 2012 (has links)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Esta pesquisa teve como objetivo entender como os processos de exclusão ocorridos nos/dos/com os cotidianos de uma escola pública influenciam nos processos de tessituras identitárias das alunas e dos alunos com orientação homossexual e dos demais alunos que praticam ou assistem aos procedimentos de exclusão. A pesquisa nos/dos/com os cotidianos possibilitou a compreensão sobre os processos cotidianos de produção de exclusões em sua complexidade e o modo como esses interferem nas formações identitárias dos sujeitos. A partir de histórias narradas, podemos perceber algumas práticas emancipatórias que influenciaram tais tessituras de todas as alunas e alunos ao lado de práticas excludentes e homofóbicas que igualmente interferiram nas constituições das identidades de todos os estudantes. Todos esses discentes teceram aprendizagens, a partir das ações e discursos proferidos por suas professoras e professores, em relação à sexualidade e aos modos de suas manifestações. Assim, foi necessário darmos visibilidade a algumas dessas práticas para percebermos que na tessitura das identidades de todos os estudantes estão presentes aprendizagens emancipatórias e processos de subjetivações que podem ser entendidos como aprendizagens regulatórias. Verificamos que o sofrimento foi um alinhavo permanente das tessituras identitárias de alguns estudantes, tendo se transformado, para alguns, em potência e para outros, em apenas dor. / This research aimed to understand how the processes of exclusion occurred in/ from/within a day to day basis in a public school influences the processes of identity formation of students (girls and boys/ female and male) with homosexual orientation and other students who attend or practice the exclusion process. The research in/from/within a day to day basis allowed the understanding of the everyday processes of the development of exclusions in their complexity and how these interfere with the subjects' identity formations. From stories told, we can see some emancipatory practices that influenced such identity formation of all pupils and students alongside homophobic and exclusionary practices that also interfered in the constitutions of the identities of all students. All these students wove learning behaviors from the actions and speeches given by their teachers (female and male) regarding sexuality and the ways of its manifestations. Thus, it was necessary to give visibility to some of these practices to realize that in the formation of the identities of all students emancipatory learning processes of subjectivation are present, and that learning can be understood as regulatory. It was verified that the personal torment was a permanent tack in the identity formation of some students, where in some cases, a potential growth and in other's just sheer suffering.
8

Encontros entre dan?a, subjetiva??o e sa?de mental

Liberato, Mariana Tavares Cavalcanti 10 December 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2014-12-17T15:38:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 MarianaTCL.pdf: 507315 bytes, checksum: beb89e49ccbe8d6c70158cc7e8bc53f7 (MD5) Previous issue date: 2007-12-10 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Cient?fico e Tecnol?gico / Taking from starting point the contact with the experience of a dancing body language group at Centro de Aten??o Psicossocial (CAPS) II in Fortaleza-CE, aiming to investigate the relationship between what we denominate dancing-dispositive and the process of de-institutionalization of insanity. Based in the philosophy of difference and in the cartographic perspective, we used the concept of dispositive in order to make visible the lines that compose it and the way they tangle in the production of different ways of subjectivation through another form of expression using the body. We followed two fortnight groups of body language recording the conversations that took place in the beginning and in the end of the activities. We also recorded our informal talks with the workshopper, with the psychiatrist responsible for the course of formation of artists of CAPS and the choreographer who was part of the artistic formation of the workshopper aiming to elucidate the body, dance and art conceptions which guided such work. Finally, we interviewed some technicians and we participated of a meeting of the team aiming to understand how that activity was perceived. We observed that the use of certain conception of dance in the field of mental health is in consonance with the the Phychiatric Reform, since it provides another way of dealing with the body, different from that produced by the contention and by the discipline. Nevertheless, we understood that there is a risk that, in some moments, the group being more a place of normalization than one of experimenting other ways of relating with yourself and with the others. We also noted that the dancing-dispositive appears as an important analyzer of the connections established at CAPS, indicating a need of the service to be more opened to the production of new care and harboring strategies, breaking the mental health facility logic of incarceration of life which still persists in the quotidian of that institution / A partir do contato com a experi?ncia de um grupo de express?o corporal em dan?a num Centro de Aten??o Psicossocial (CAPS) II em Fortaleza-CE, objetivamos investigar a rela??o entre o que denominamos dispositivo-dan?a e o processo de desinstitucionaliza??o da loucura. Baseando-nos na filosofia da diferen?a e na perspectiva cartogr?fica, utilizamos o conceito de dispositivo no intuito de tornar vis?veis as linhas que o comp?em e a maneira como se enredam na produ??o de diferentes modos de subjetiva??o atrav?s de uma outra forma de express?o por meio do corpo. Acompanhamos duas turmas quinzenais do grupo de express?o corporal, registrando os momentos de conversa realizados no come?o e no fim das atividades. Registramos tamb?m nossas conversas informais com o oficineiro, com o psiquiatra respons?vel pelo curso de forma??o dos artistas dos CAPS e com a core?grafa que fez parte da forma??o art?stica do oficineiro no intuito de elucidarmos as concep??es de corpo, dan?a e arte que norteavam tal trabalho. Por fim, entrevistamos alguns t?cnicos e participamos de uma reuni?o da equipe objetivando entender como tal atividade era percebida. Observamos que o uso de determinada concep??o de dan?a no ?mbito da sa?de mental encontra-se em conson?ncia com a Reforma Psiqui?trica, visto proporcionar uma outra forma de lidar com o corpo, distinta daquela produzida pela conten??o e pelo disciplinamento. Todavia, vimos que existe o risco de, em alguns momentos, o grupo ser mais um local de normaliza??o do que de experimenta??o de outras formas de se relacionar consigo e com outros. Notamos, ainda, que o dispositivo-dan?a aparece como um analisador importante das liga??es estabelecidas no CAPS, indicando uma necessidade do servi?o se abrir mais a produ??o de novas estrat?gias de cuidado e acolhimento, desconstruindo a l?gica manicomial de encarceramento da vida que ainda persiste no cotidiano daquela institui??o
9

A reforma do estado e os processos de subjetivação : um estudo sobre o trabalho do servidor público em instituição de educação profissional

Zulke, Maria Inês Utzig January 2007 (has links)
Esta dissertação analisa os efeitos das transformações contemporâneas nos processos de subjetivação dos trabalhadores do serviço público estatal em um contexto de Reforma do Estado. Trata-se de um estudo que recorta algumas proposições do Plano de Reforma do Estado que têm sustentado o discurso governamental sobre a ineficiência do serviço público justificando a introdução no seu interior de modos de operar característicos da lógica privada e empresarial. A pesquisa foi realizada com professores e funcionários de duas instituições de educação profissional da região do Vale do Rio dos Sinos. Com base nas contribuições teóricas de Michel Foucault, a análise toma a Reforma do Estado como um dispositivo que atualiza as estratégias de afirmação de uma governamentalidade constituída a partir das novas configurações do capitalismo. A pesquisa demonstra que a Reforma do Estado engendrou um conjunto de procedimentos e de saberes considerados úteis para a conformação de sujeitos e de instituições adequados às necessidades contemporâneas do capital, no nosso caso orientado aos trabalhadores das escolas e aos futuros trabalhadores que estão sendo formados por estas instituições de educação profissional. Finalmente, o estudo enfatiza a heterogeneidade do Estado e a multiplicidade discursiva que possibilitam vislumbrar as resistências que coexistem no interior dos jogos de poder e verdade que caracterizam o campo de pesquisa. / This paper analyses the effects of contemporary transformations on the processes of subjectivation of state public service workers in a context of State Reform. It is about a study that cuts some of the propositions from the State Reform Plan which have been sustaining government speeches about the inefficiency of public services justifying the introduction of modus operandi characteristic of the private and business logics in its interior. The research was made with teachers and employees of two institutions of professional education in the Sinos Rives Valley area. Based on the theoretical contributions of Michel Foucault, the analysis takes the State Reform as a device updating the affirming strategies of a governmentality constituted from the new configurations of capitalism. The research shows that the State Reform generated a series of procedures and knowledge considered useful in conforming subjects and institutions adequate to the contemporary needs of capital, in our case oriented towards school workers and the future workers being formed by these professional education institutions. Finally the study emphasizes State heterogeneity and discursive multiplicity which make possible to see the resistances that coexist in the power and truth games characteristic of this research field.
10

A reforma do estado e os processos de subjetivação : um estudo sobre o trabalho do servidor público em instituição de educação profissional

Zulke, Maria Inês Utzig January 2007 (has links)
Esta dissertação analisa os efeitos das transformações contemporâneas nos processos de subjetivação dos trabalhadores do serviço público estatal em um contexto de Reforma do Estado. Trata-se de um estudo que recorta algumas proposições do Plano de Reforma do Estado que têm sustentado o discurso governamental sobre a ineficiência do serviço público justificando a introdução no seu interior de modos de operar característicos da lógica privada e empresarial. A pesquisa foi realizada com professores e funcionários de duas instituições de educação profissional da região do Vale do Rio dos Sinos. Com base nas contribuições teóricas de Michel Foucault, a análise toma a Reforma do Estado como um dispositivo que atualiza as estratégias de afirmação de uma governamentalidade constituída a partir das novas configurações do capitalismo. A pesquisa demonstra que a Reforma do Estado engendrou um conjunto de procedimentos e de saberes considerados úteis para a conformação de sujeitos e de instituições adequados às necessidades contemporâneas do capital, no nosso caso orientado aos trabalhadores das escolas e aos futuros trabalhadores que estão sendo formados por estas instituições de educação profissional. Finalmente, o estudo enfatiza a heterogeneidade do Estado e a multiplicidade discursiva que possibilitam vislumbrar as resistências que coexistem no interior dos jogos de poder e verdade que caracterizam o campo de pesquisa. / This paper analyses the effects of contemporary transformations on the processes of subjectivation of state public service workers in a context of State Reform. It is about a study that cuts some of the propositions from the State Reform Plan which have been sustaining government speeches about the inefficiency of public services justifying the introduction of modus operandi characteristic of the private and business logics in its interior. The research was made with teachers and employees of two institutions of professional education in the Sinos Rives Valley area. Based on the theoretical contributions of Michel Foucault, the analysis takes the State Reform as a device updating the affirming strategies of a governmentality constituted from the new configurations of capitalism. The research shows that the State Reform generated a series of procedures and knowledge considered useful in conforming subjects and institutions adequate to the contemporary needs of capital, in our case oriented towards school workers and the future workers being formed by these professional education institutions. Finally the study emphasizes State heterogeneity and discursive multiplicity which make possible to see the resistances that coexist in the power and truth games characteristic of this research field.

Page generated in 0.1448 seconds