• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Transexualidade(s) e travestilidade(s) no jornalismo: uma análise discursiva das notícias produzidas em Pernambuco pelo Aqui PE e Jornal do Commercio

CAEIRO, Rui Miguel Pereira 29 February 2016 (has links)
Submitted by Fabio Sobreira Campos da Costa (fabio.sobreira@ufpe.br) on 2016-08-26T13:34:53Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) DISSERTAÇÃO VERSÃO DIGITAL FINAL.pdf: 1801824 bytes, checksum: fa9f05a820a2698b9f22a84423419651 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-08-26T13:34:53Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) DISSERTAÇÃO VERSÃO DIGITAL FINAL.pdf: 1801824 bytes, checksum: fa9f05a820a2698b9f22a84423419651 (MD5) Previous issue date: 2016-02-29 / CAPEs / A presente investigação é instigada por dois pressupostos: 1) compreendendo a grande mídia como instituição integrada, e originada, no sistema capitalista, ela é foco de complexas lutas de/pelo poder para/de influenciar a produção de significados e representações sociais – ou seja, é espaço privilegiado no (re)conhecimento da (in)existência e (in)visibilização de vozes, temas e mundos, assim colaborando na (re)construção social da realidade; 2) na sociedade brasileira, pessoas trans constituem um dos grupos político-identitários que maior marginalização sofre diariamente – de ordem estrutural, muitas das violências transfóbicas/ cissexistas que enfrentam são resultado, e resultam, do/no apagamento de suas vozes, historicamente patologizadas/ criminalizadas pelos saberes ‘oficiais’ (principalmente os construídos pela medicina e ciências psi, reproduzidos nos mais variados espaços públicos e privados). Nossa hipótese é que a mídia é, também, espaço de (re)produção de violências e exclusão de pessoas trans – hipótese essa que ao final afirmamos, e justificamos, como verdadeira. Desta forma, o trabalho tem três objetivos centrais: 1) analisar os discursos produzidos (jan.2014 – jan.2015) por Aqui PE e Jornal de Commercio (versões impressas) acerca de transexualidade(s) e travestilidade(s); 2) através de entrevistas semi-estruturadas com alguns dos sujeitos envolvidos na produção noticiosa (editoras/es dos cadernos analisados), lançar pistas sobre algumas das concepções acerca de transexualidade e travestilidade que circulam nas redações dos jornais, bem como sobre outras variáveis que condicionem a construção noticiosa dos temas; 3) alinhavando teorizações provenientes, principalmente, das Teorias do Jornalismo, Estudos Críticos do Discurso e Estudos Queer, refletir sobre as possibilidades de mudança discursiva, portanto social, acerca da(s) transexualidade(s), travestilidade(s) e, necessária-simultaneamente, cisgeneridade(s). / The investigation is instigated by two assumptions: 1) understanding the mainstream media as an institution integrated, and originated, in the capitalist system, it is the focus of complex struggles of/for power to influence the production of meanings and social representations – i.e., its a privileged space for the recognition of (in)existence and (in)visibility of voices, themes and worlds, thus collaborating in the reconstruction of reality; 2) in Brazilian society, transgender people are one of the political/identity groups that, on daily bases, experience social marginalization – structural, many of the transphobic/ cissexists violence they face are the result, and result, from / in the deletion of their voices, historically pathologized/ criminalized by 'official' knowledge (mostly built by medicine and psychological sciences, reproduced in various public and private spaces). Our hypothesis is that the media is, also, space of (re)production of violence and exclusion of transgender people - a hypothesis that at the end we found to be true. Thus, the work has three main objectives: 1) to analyze the discourses produced (jan.2014 - jan.2015) on Aqui PE and Jornal do Commercio (printed versions) about transsexuality(s); 2) through semi-structured interviews with some of those involved in news production (publishers of the analyzed books), provide clues about some of the conceptions of transsexuality circulating in newsroom and newspapers, as well as other variables that condition the construction of news topics; 3) tacking theories derived mainly from Journalism Theories, Critical Discourse Studies and Queer Studies, reflect on the possibilities of discursive change, therefore social changes, about transgenderity and, necessary- simultaneously, cisgenderity.
2

Narrativas sobre gêneros e corpos fora da cis-heteronormatividade : uma pesquisa/viagem cartográfica (sobre)vivências trans* não-bináries na universidade /

Ferreira, José Augusto Gerônimo January 2019 (has links)
Orientador: Leonardo Lemos de Souza / Resumo: Esta dissertação é um convite ao embarque em uma pesquisa/viagem cartográfica que narra sobre vida e resistência Trans* não-bináriE em contextos universitários. Somaram a essa pesquisa três narrativas de jovens interioranos que se identificam enquanto pessoas Trans* não-bináriEs e ecoam suas vozes e resistências em diferentes Instituições de Ensino Superior, sendo duas delas localizadas em cidades do interior do estado do Paraná e a terceira localizada no interior do estado de São Paulo. A experiência cartográfica deu-se por do meio do deslocamento deste pesquisador ao território de composição, onde se efetivaram os encontros, as entrevistas e o acompanhamento das processualidades que se desenham no cotidiano das universidades. Por meio do dispositivo viagem – nomeado no percurso da construção desse mapa/dissertação, enquanto um modo cartográfico de produzir conhecimento/experiência –, conectamos-nos a Estrela, Lua e Céu que conosco embarcaram e compartilharam parte das bagagens que trazem em seus corpos/experimentação. No desemaranhar das linhas que atravessam essa experiência nos aliamos às inquietações da Filosofia da Diferença, Estudos Feministas, perspectivas Queers e Transfeministas, bem como pela própria Cartografia, com vista a buscar pelas seguintes pistas: mapear os agenciamentos que atravessam as experimentações das pessoas Trans* não-bináriEs em contexto de Instituições de Ensino Superior, bem como acompanhar os movimentos de desterritorialização e reterritorializ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: This dissetation is na invitation to embark on a cartographic research/trip that tells about nonbinary Trans* life and resistance in university contexts. Added to this research three narratives of interior youth who identify themselves as non-binary Trans* people and echo their voices and resistances in different Higher Education Institutions, two of them located in cities in the interior of the state of Paraná and the third inland from the state of São Paulo. The cartographic experience occurred through the displacement of this researcher to the territory of composition, where the meetings, interviews and follow-up of the proceduralities that take place in the daily life of the universities took place. Through the travel device - named in the course of the construction of this map/dissertation, as a cartographic way of producing knowledge/experience - we connect the Star, Moon and Sky that embarked with us and shared part of the luggage that they bring in their bodies/experimentation. In unraveling the lines that run through this experience, we are allied with the concerns of the Philosophy of Difference, Feminist Studies, Queers and Transfeminist perspectives, as well as Cartography itself, in order to search for the following clues: map the agencies that cross the experiences of Trans* people non-binaries in the context of Higher Education Institutions, as well as accompanying the deterritorialization and reterritorialization movements provoked by els with, to and at the u... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre

Page generated in 0.0904 seconds