• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 124
  • 2
  • Tagged with
  • 130
  • 130
  • 130
  • 110
  • 90
  • 80
  • 39
  • 35
  • 32
  • 30
  • 29
  • 25
  • 25
  • 21
  • 21
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

A busca por cuidados de uma mulher que vive com o HIV no município de São Paulo - SP: os nós críticos da integralidade / The trajectory in search for care of a woman living with HIV in city of São Paulo - SP: the critical points of the comprehensiveness

Glauciene Analha Leister 18 May 2012 (has links)
A magnitude da epidemia da aids e os desafios em garantir uma rede de atenção que atenda às necessidades das pessoas que vivem com HIV/AIDS justificam a realização do presente estudo, que tem por objetivos: contextualizar a trajetória em busca por cuidados de uma mulher que vive com HIV/AIDS e discutir os nós críticos da integralidade neste percurso. Trata-se de um estudo de caso, qualitativo, exploratório, na perspectiva teórico-conceitual da Integralidade. Utilizou-se a História de Vida Focal e o Itinerário Terapêutico. Para análise dos resultados, utilizou-se análise de discurso proposta por Fiorin. Identificou-se neste percurso que os desafios de conviver com o HIV consistiram em: lidar com o risco da transmissão vertical; conviver com o medo de ter o diagnóstico revelado; e conciliar a rotina de vida com a manutenção da terapia antirretroviral. As fragilidades da integralidade neste percurso consistiram em: predominante visão biológica do adoecimento na Atenção Básica; falta de articulação entre UBS, SAE-DST/AIDS e maternidade; falta de fluxos estruturados para a assistência da mulher com HIV na maternidade; e a invisibilidade do trabalho da enfermeira. Como potencialidades da integralidade: as Redes de Sustentação (família e amiga) e Apoio (trabalho, estudo, igreja e alguns profissionais de saúde); e a organização dos serviços ao favorecer acessibilidade à usuária no sistema de serviços de saúde. Concluiu-se que a articulação dos serviços ainda se encontra fragilizada e que está no usuário a centralidade da busca por cuidados, sendo ele e sua família, elos integradores entre os diferentes serviços assistenciais de saúde. Apontou-se a necessária implementação de Linhas de Cuidado na Atenção em HIV/AIDS, a fim de buscar integralidade na organização dos fluxos assistenciais. / The magnitude of the AIDS epidemic and the need for a network of comprehensive care to people living with HIV/AIDS justify the conduct of this study. The study aims were: to contextualize the trajectory in search for care of a woman living with HIV/AIDS and to discuss the critical points of the Comprehensiveness in this trajectory. This was a case-study, qualitative, exploratory, with the theoretical-conceptual of the Comprehensiveness. The method used was the Focused Life History and the Therapeutic Itinerary. The data were analyzed using the Fiorins Technical Discourse. The study identified that there are challenges of living with HIV: afraid of the risk of vertical transmission during pregnancy; to omit the diagnosis of HIV for afraid of prejudice and social isolation; and to reconcile the routine of study, work, care for her daughter and her mother, with the need to remain adhered to antiretroviral therapy. The problems of the Comprehensiveness in this trajectory were: predominantly biological view of illness in Primary Health Care; lack of articulation between Basic Health Units, Reference Units on HIV/AIDS and maternity hospital; lack of structured flows for the assistance of women with HIV in maternity hospital; and invisibility of the nurses work. As potentials Comprehensiveness: networks of support (family, friend, some health workers, church, work and study) and the organization of services to facilitate user access to the system of health services. It was concluded that the articulation of the services is still fragile and that the search for care has centrality in the user of health services. Furthermore, the study concluded that is the user of health services and her family that make link in the network of health services. The study indicated the necessary implementation of Lines of Care in HIV/AIDS Attention, to get Comprehensiveness in the organization of care flows.
42

Integralidade na perspectiva da integração dos serviços para a formação de redes de atenção: estudo de caso em uma região de saúde do município de São Paulo, Brasil / Comprehensiveness from the perspective of integration of services for the formation of care networks: a case study in a health district of São Paulo, Brazil

Raquel Xavier de Souza Saito 22 December 2010 (has links)
Introdução: A concretização da integralidade na perspectiva da integração dos serviços para a formação de redes de atenção depende da efetivação dos processos de descentralização e regionalização. Efetivar esses processos em municípios de grande porte é um grande desafio em razão da coexistência de uma gama diversificada de problemas e necessidades sociais e de saúde. Com base nessas afirmações, elaborou-se este estudo que teve como Objetivo: Analisar, na perspectiva dos gestores de Sistemas Locais de Saúde de uma região do município de São Paulo, a integração dos serviços de saúde para a formação de redes de atenção e os mecanismos de cooperação instituídos e praticados. Método: Delineado como estudo de caso, realizaram-se entrevistas com informantes chaves de uma região de saúde do município de São Paulo. As entrevistas foram submetidas à análise temática de conteúdo que consistiu em descobrir os núcleos de sentido relacionados às categorias descentralização, regionalização, mecanismos de integração e cooperação. Resultados: Segundo os gestores, a integralidade da atenção, na perspectiva da integração dos serviços para a formação de redes não se concretiza na região deste estudo. O processo de descentralização não possibilitou constituir SILOS com capacidade e estrutura de recursos humanos e de serviços que assegure o acesso da população adscrita à rede de serviços da atenção primária. A regionalização no município ainda requer aperfeiçoamento da estrutura da rede de serviços com capacidade para atender demandas dos diferentes níveis de atenção. Das inconformidades evidenciadas pelos gestores, destacam-se inexistência propriamente dita da rede de serviços nos diferentes níveis; hegemonia do modelo assistencial focado em especialidades e procedimentos médicos; recursos humanos em número insuficiente e em desvio de função, situação que compromete a eficiência dos processos de trabalho em razão do despreparo desses profissionais para atividades que exigem qualificação específica; e dificuldades operacionais dos sistemas de informação. Quanto aos mecanismos de integração e cooperação os gestores destacaram a necessidade de que lhes seja conferida maior autonomia de gestão e financeira, infra-estrutura de recursos e serviços e que, tanto as políticas, quanto os critérios definidos para a organização do sistema de saúde do município sejam definidos com base em um conceito ampliado de saúde. Considerações finais: Verifica-se que embora as diretrizes operacionais da descentralização e regionalização estejam descritas no plano legal do sistema municipal de saúde, na prática, pressupostos básicos dessas diretrizes não têm constituído referência para esses processos. Assim, os critérios de descentralização e regionalização não possibilitaram estruturar uma rede de serviços com capacidade para assegurar acesso da população adscrita aos diferentes níveis do sistema de saúde e, portanto integralidade da atenção. Considerando a inexistência de processos formais de mecanismos de integração e cooperação, há inconformidades nos mecanismos de integração dos serviços para a formação de redes de atenção e distanciamento da integralidade. / Introduction: achieving integration in the perspective of services integration for the care network depends on the decentralization and regionalization processes. Making these processes effective in big cities is a huge challenge because a diverse range of problems and social and health needs usually coexists in their territories. Based on these statements, a study was conducted which had as its Objective: to analyze, from the perspective of Local Health System managers in a region of São Paulo, the integration of health services for the care network and cooperation mechanisms both in place and being practiced. Method: Designed as a case study, interviews were conducted with key informants from a health district of São Paulo. The interviews were subjected to thematic content analysis to discover the units of meaning related to the categories of decentralization, regionalization, integration and cooperation mechanisms. Results: According to managers, the perspective of integration of services for the formation of care networks do not concretize in this study region. The decentralization process has not allowed the creation of SILOS with the capacity and human resources structure and services to ensure access of the population assigned to the network of primary care services. Regionalization in the district still requires improvement of the structure of the service network with capacity to meet demands of different levels of care. Among the unconformities evidenced by the managers, we highlight the lack of proper service network at different levels; hegemony of care model focused on apeciality and medical procedures; insufficient human resources and function deviation; a situation that undermines the efficiency of work processes due to the unpreparedness of these professionals for activities that require specific expertise; and operational difficulties of the systems information. As for the mechanisms of integration and cooperation managers stressed the necessity that they be given greater management autonomy, financial, infrastructure resources and services, and that both policies as the criteria for the organization of the municipal health system are defined based on an expanded concept of health. Final considerations: It appears that although the operational guidelines of decentralization and regionalization are described in the legal system of the municipal health department, in practice, basic tenets of these guidelines have not made reference to these processes. The criteria for decentralization and regionalization did not allow to structure a service network with the capacity to ensure access of the population enrolled at different levels of health system and therefore comprehensive care. Considering the lack of formal mechanisms of integration and cooperation, there are mismatches in the mechanisms of integration of services for the formation of networking of attention and detachment of comprehensiveness.
43

Os Centros de Especialidades Odontol?gicas como suporte da aten??o b?sica: uma avalia??o na perspectiva da integralidade

Medeiros, Ezilda 27 August 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2014-12-17T15:30:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 EzildaM.pdf: 2533309 bytes, checksum: b6169b9416c9ed1e27f6fcddf5e4e2e8 (MD5) Previous issue date: 2007-08-27 / The public dental services in Brazil were limited, practically, to the basic care, so that the specialized services acted, up to 2002, no more than 3,5% of the total of clinical procedures. That lower offer reveals the difficulty of continuity of the attention, that is, the comprehensiveness in the assistance, particulary, the reference and counter-reference system. Brasil Sorridente search to supply those needs when proposing Speciality Dental's Centers(CEOs Centros de Especialidades Odontol?gicas, Brazil) to compose the services of average complexity. In 2005, Ministry of Health enabled the three CEOs of Natal, located in the North II, East and West Sanitary Districts. This investigation evaluated the implantation of these CEOs, as support of the family health care teams, in the perspective of organization of the services in assistencial nets in Natal/RN. It was a study of evaluation, with qualitative approach and some quantitative data as contribution. Dentists, users and managers were interviewed to identify and to understand their perceptions, relationships and experiences in the daily of the services. The conceptual base that orientated the investigation was the principle of comprehensiveness, in its operational sense of the hierarchization in health attention levels. The collection of data was done with documental research, direct observation and semi-structured interview. The analysis was accomplished by triangulation of the extracted content from the used techniques and sources of interviewed groups depositions, looking for theoretical-conceptual support in specific bibliography. The results pointed aspects that go away from the comprehensiveness like: low resolution of problems in the basic net; little valorization of the space in the health units; traditional models of access to health services, insufficient offer for some specialties, compromising the reference and counter-reference system; practices centered in procedures in the CEO; bureaucratic directions from basic care to the specialized service; disintegrated and disjointed system among levels of attention; disrespect to the municipal protocol. On the other hand, there is an approach of compreensiveness in situations like: increase of the access and covering in the Family Health Strategy (ESF Estrat?gia Sa?de da Fam?lia, Brazil); larger approach between professional and user; tendency to the quantitative and qualitative growth of specialized actions; punctual initiatives of relationships among levels; existence of protocol to guide professionals / A presta??o de servi?os odontol?gicos p?blicos no Brasil restringiu-se, praticamente, ? aten??o b?sica, de modo que os servi?os especializados representaram, at? 2002, n?o mais que 3,5% do total de procedimentos cl?nicos. Essa baixa oferta revela o comprometimento da continuidade da aten??o, isto ?, a integralidade no ?mbito assistencial, e do pr?prio sistema de refer?ncia e contra-refer?ncia. O Brasil Sorridente busca suprir essas necessidades ao propor os Centros de Especialidades Odontol?gicas (CEOs) para compor os servi?os de m?dia complexidade. Em 2005, o Minist?rio da Sa?de habilitou os tr?s CEOs de Natal, localizados nos Distritos Sanit?rios Norte II, Leste e Oeste. Esta investiga??o avaliou a implanta??o destes CEOs, como suporte das equipes de sa?de da fam?lia, na perspectiva de organiza??o dos servi?os em redes assistenciais no munic?pio de Natal/RN. Tratou-se de um estudo de avalia??o, com abordagem qualitativa, tendo alguns dados quantitativos como aporte. Foram entrevistados dentistas, usu?rios e gestores para identificar e compreender suas percep??es, suas rela??es e suas experi?ncias no cotidiano dos servi?os. A base conceitual que norteou a investiga??o foi o princ?pio da integralidade, no seu sentido operacional da hierarquiza??o dos n?veis de aten??o ? sa?de. A coleta de dados se deu por meio de pesquisa documental, observa??o direta e entrevista semi-estruturada. A an?lise foi realizada por triangula??o do conte?do extra?do das t?cnicas utilizadas e de fontes de depoimentos dos grupos entrevistados, buscando apoio te?rico-conceitual em bibliografia espec?fica. Os resultados apontaram aspectos que se distanciam da integralidade como: baixa resolu??o de problemas na rede b?sica; pouca valoriza??o do espa?o nas Unidades de Sa?de; modelos tradicionais de acesso aos servi?os; oferta insuficiente para algumas especialidades, comprometendo o sistema de refer?ncia e contra-refer?ncia; pr?ticas centradas em procedimentos no CEO; encaminhamentos burocr?ticos da aten??o b?sica ? especializada; sistema desintegrado e desarticulado entre n?veis de aten??o; desrespeito ao protocolo municipal. Por outro lado, h? uma aproxima??o da integralidade em situa??es como: aumento do acesso e cobertura na Estrat?gia Sa?de da Fam?lia (ESF); maior aproxima??o entre profissional e usu?rio; tend?ncia ao crescimento quantitativo e qualitativo de a??es especializadas; iniciativas pontuais de rela??es entre n?veis; exist?ncia de protocolo para orientar profissionais
44

O cuidado à saúde materno-infantil e a psicanálise: uma interseção possível / The care of maternal and child health and the psychoanalysis: a possible intersection

Mariana Bteshe 30 April 2008 (has links)
O presente trabalho procurou analisar a inserção da psicanálise nas novas formas de cuidado terapêutico em perinatologia, mais precisamente, no domínio que envolve os acontecimentos que ocorrem entre a concepção e os 36 meses de vida da criança. Para tanto, inicialmente foi apresentada a área da saúde materno-infantil no Brasil e as políticas públicas que a sustentam. Em seguida, delineou-se o funcionamento do campo escolhido, no caso uma maternidade de alto risco. Tendo em vista, a construção de uma rede de atenção tecida a partir de diferentes olhares, se procurou enfocar os impasses da interseção entre o discurso biomédico, o da educação em saúde e o da psicanálise. Nesse ponto, foi utilizada como referência principal a contribuição de D. W. Winnicott sobre a teoria do amadurecimento pessoal. Com a finalidade de circunscrever o crescente interesse pela primeira infância, procedeu-se a um mapeamento do estudo psicanalítico dos primórdios do psiquismo, após uma breve incursão pelo texto freudiano. Promoveu-se ainda uma discussão sobre o encontro das hipóteses psicanalíticas com as novas descobertas científicas sobre as potencialidades do bebê, ressaltando as consequências possíveis de tal intercâmbio. Por fim, foram destacadas algumas concepções que fundamentam a importância do olhar psicanalítico para o cuidado integral à saúde materno-infantil, enfatizando autores como Lebovici, Cramer, Bydlowski e Golse. Aqui as discussões teóricas entrelaçaram-se com observações de campo e vinhetas clínicas
45

Variação dos níveis séricos do peptídeo YY e outros marcadores biológicos em adolescentes obesos submetidos a tratamento para obesidade ao longo de um ano no Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Fernandes, Simone Pereira January 2016 (has links)
A ingestão de alimentos e o gasto de energia, bem como os sinais de saciedade de curto prazo, podem ser regulados pelo peptídeo tirosina tirosina (PYY) secretado pelo trato gastrointestinal. Não é de conhecimento, até o momento, se há mudanças nos níveis de hormônios reguladores da saciedade, como o PYY, durante um ano de acompanhamento de adolescentes obesos brasileiros. Também não se sabe se ocorre de fato mudança de comportamento alimentar ou de composição corporal com alteração nos níveis de hormônios PYY. Objetivo:Avaliar o perfil dos níveis séricos de PYY de adolescentes obesos atendidos ao longo de 12 meses em um programa ambulatorial de tratamento de obesidade (AmO) de um hospital público no Sul do Brasil e associá-lo com parâmetros bioquímicos, antropométricos e de comportamento alimentar. Método:Foram acompanhados 51 adolescentes obesos, durante 48 semanas, que receberam, em 12 consultas ambulatoriais mensais, recomendações de perda de peso baseadas em metas alimentares quantitativas e qualitativas e na redução de comportamento sedentário. Na primeira consulta (T0), em 24 semanas (T1) e em 48 semanas (T2) foram determinados os níveis séricos em jejum de PYY, colesterol total (CT), colesterol de alta densidade (c-HDL), triglicerídeos (TG), colesterol de baixa densidade (c-LDL), insulina e glicemia, e foi aferida a circunferência abdominal (CA). Através de bioimpedância elétrica, foram medidas a Massa Gorda (%MG) e a Taxa Metabólica Basal (TMB). Foi ainda aplicado Three-Factor Eating Questionnaire (TFEQ-21) para avaliar as dimensões do comportamento alimentar: restrição cognitiva (RC), descontrole alimentar (DA) e alimentação emocional (AE). Resultados: Ao longo de um ano (T0 a T2), houve aumento significativo dos níveis de PYY (r=-0,421; p=0,026), redução do peso inicial e da proporção de obesidade grave, redução significativa do escore-z do índice de massa corporal (IMC) (p<0,001) IMC (p=0,002), CT (p=0,003), TG (p=0,022), CA (p=0,003) e redução de indivíduos com c-LDL indesejados (p=0,016). Neste período, houve redução no escore do DA, evidenciando que os adolescentes se mostraram mais controlados (p=0,008) ao final do estudo. No entanto, este resultado foi independente do IMC e do escore-z do IMC (p=0,407). A redução do DA associou-se com uma melhora significativa dos níveis de insulina (rs=0,326 p=0,020). Conclusão: A intervenção clínica com orientações nutricionais e comportamentais proposta no AmO mostrou que os adolescentes com obesidade, que mudam seu comportamento sedentário e aderem a uma alimentação equilibrada, apresentam redução do peso, aumento dos níveis de PYY e uma atitude alimentar mais controlada. / Food intake and energy expenditure, as well as short-term satiety signals, can be regulated by the peptide tyrosine tyrosine (PYY) secreted by the gastrointestinal tract. There is no evidence telling whether there are changes in levels of regulatory satiety hormones, such as PYY, at one year follow-up among obese Brazilian adolescents. It is also unknown if changes in PYY hormone levels lead to changes in feeding behavior or in body composition. Objective: To evaluate serum PYY levels in obese adolescents participating for 12 months in an outpatient obesity treatment program (AmO) in a public hospital in southern Brazil and determine if it is associated with biochemical, anthropometric and feeding behavior parameters. Methods: Fifty-one obese adolescents attended 12 monthly outpatient visits (a 48 week follow-up study), and received weight loss recommendations based on quantitative and qualitative eating targets and on reducing sedentary behavior. At each one of these visits [first appointment (T0), at week 24 (T1) and at week 48 (T2)], fasting serum levels of PYY, total cholesterol (TC), high density lipoprotein cholesterol (HDL-c), triglycerides (TG), low-density cholesterol (LDL-c), insulin, glucose, and waist circumference (WC) were assessed. By bioelectrical impedance, body fat (% BF) and Basal Metabolic Rate (BMR) were measured. The Three-Factor Eating Questionnaire (TFEQ-21) was also completed in order to assess eating behavior dimensions: cognitive restraint (CR), uncontrolled eating (ED) and emotional eating (EE). Results: Over a year (T0 to T2), there was a significant increase in PYY (r = -0.421; p = 0.026), a reduction in weight and in prevalence of severe obesity, a significant reduction in body mass index (BMI) z-score (p < 0.001), BMI (p = 0.002), TC (p = 0.003), TG (p = 0.022), and WC (p = 0.003) and a decrease in the number of individuals with undesirable LDL-c levels (p = 0.016). Over this period, there was a reduction in ED scores, showing that adolescents had more controlled eating behaviors (p = 0.008) at the end of the study. However, this result was independent of BMI and BMI z-score (p = 0.407). The reduction in ED was associated with a significant improvement in insulin levels (rs=0,326 p=0,020). Conclusion: The clinical intervention with nutritional and behavioral guidelines proposed in AmO showed that adolescents with obesity, who change their sedentary behavior and adhere to a balanced diet, present weight reduction, increased PYY levels and a more controlled eating attitude.
46

Produção do cuidado nas práticas clínicas em saúde bucal : encontros de diálogo, vínculo e subjetividades entre usuários e dentistas na atenção primária à saúde

Graff, Vinícius Antério January 2017 (has links)
INTRODUÇÃO: Mudanças nas políticas de saúde e educação promoveram avanços na reorientação da educação dos profissionais da saúde e das práticas de atenção à saúde no Brasil. A odontologia acompanhou esse movimento e a formação de dentistas no país foi reorganizada nas Instituições de Ensino Superior buscando um perfil de egressos aptos a atuar no Sistema Único de Saúde. Para responder ao desafio da formação e para alcançar a integralidade do cuidado, a clínica odontológica também precisa ser ‘ampliada’ no sentido de possibilitar que outros aspectos do sujeito, que não apenas o físico, possam e devam ser compreendidos e trabalhados pelos profissionais da saúde bucal. OBJETIVO: Analisar os sentidos atribuídos às práticas clínicas por dentistas da Atenção Primária à Saúde (APS) na produção do cuidado. METODOLOGIA: Trata-se de uma pesquisa qualitativa de base fenomenológica (estudo de caso), realizado nas Unidades do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, no município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. A coleta de dados envolveu a realização de entrevistas semiestruturadas guiadas por um roteiro de questões norteadoras com dentistas que atuam na APS e a observação não estruturada da rotina clínica desses profissionais com registros em diário de campo. A amostra foi intencional seguindo o critério da saturação teórica e da densidade do material textual produzido (n=11). O material textual das entrevistas e do diário de campo foram interpretados pela análise de conteúdo de Bardin, com o apoio do software ATLAS.ti (Visual Qualitative Data Analysis). Cada categoria emergente foi discutida tendo por base os conceitos de tecnologias leves do cuidado em saúde, clínica ampliada, atenção centrada no paciente e das Políticas Nacionais de Atenção Básica, Saúde Bucal e Humanização. A pesquisa foi aprovada pelos Comitês de Ética em Pesquisa da UFRGS e do GHC. RESULTADOS: Os resultados mostraram dentistas com práticas clínicas capazes de produzir subjetividades e vínculo, caracterizadas por um acolhimento de escuta e diálogo com o usuário e pela pactuação de um plano terapêutico compartilhado e em constante reconstrução, contrário a uma assistência com foco essencialmente dentário voltado a necessidades diagnosticadas exclusivamente pelo profissional. O usuário foi reconhecido como um sujeito de experimentação e interação social, cujas necessidades do corpo vivido vão além das de um corpo físico. Os dentistas apontaram que, para além da formação na graduação e pós-graduação, as suas formas de trabalhar foram tecidas em ato, no trabalho em equipe no cotidiano da APS. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Propostas de inovação pedagógica nos currículos da área da saúde devem trazer bases teóricas e atividades práticas que incluam as subjetividades como uma das dimensões do modo de produção do cuidado em saúde e as tecnologias relacionais. / INTRODUCTION: Changes in health and education policies have promoted advances in the reorientation of education of health professionals and health care practices in Brazil. Dentistry followed this movement and the formation of dentists in the country was reorganized in Higher Education Institutions seeking a profile of graduates able to work in the SUS. To respond to the challenge of training and to achieve integral care, the dental clinic also needs to be 'expanded' in order to enable other aspects of the subject, other than just the physical, can and should be understood and worked by oral health professionals. OBJECTIVE: To analyze the sense attributed to clinical practices of Primary Care (PC) dentists in the care health production. METHODOLOGY: This is a phenomenological qualitative research (case study) conducted at the Units of Primary Care of SSC/GHC, Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Data collection involved semi-structured interviews guided by a script of guiding questions with dentists who work in PC and the unstructured observation of the clinical routine of these professionals with records in field diaries. The sample was intentional following the criterion of theoretical saturation and the density of the textual material produced (n = 11). The textual material from the interviews and the field diary were interpreted by Bardin content analysis, supported by the ATLAS.ti (Visual Qualitative Data Analysis) software. Each emerging category was discussed based on the concepts of light technologies of health care, expanded clinical practice, patient-centered attention and the National Policies of Basic Attention, Oral Health and Humanization. The research was approved by the Research Ethics Committees of UFRGS and GHC. RESULTS: Results showed dentists with clinical practices capable of producing subjectivity and connection, characterized by a listening and dialogue with the user and by the agreement of a shared therapeutic plan and in constant reconstruction, contrary to an essentially dental-based care, from needs diagnosed exclusively by the professional. The user has been recognized as a subject of experimentation and social interaction, whose needs of the lived body go beyond those of a physical body. Dentists pointed out that, in addition to undergraduate and postgraduate training, their ways of working were produced in act, in teamwork in the everyday life of PC. CONCLUSIONS: Proposals for pedagogical innovation in health curricula should provide theoretical bases and practical activities that include subjectivities as one of the dimensions of the way of production of health care and the health relational technologies.
47

Narrativas de cuidado de “usuários de drogas” : um estudo etnográfico na rua e suas territorialidades / The street : narratives of care for "drug users" : an ethnographic study on the street and its territorialities / Narrativas de cuidado de "usuarios de drogas" : un estudio etnográfico en la calle y sus territorialidades

Silva, Aline Basso da January 2018 (has links)
Este estudo tem por objetivo analisar como o usuário de drogas vivencia a rua enquanto um território de cuidado. A partir da Etnografia, a pesquisa mostra a saída para às ruas, buscando uma aproximação com as realidades e modos de vida das pessoas em situação de rua. Para tal, houve o apoio do Movimento Nacional da População de rua (MNPR), em que se considera uma análise macrossocial das observações participantes desse coletivo (MNPR) e a participação de alguns de seus apoiadores. E uma análise microssocial com a ajuda das histórias de vida e trajetórias pessoais dos interlocutores privilegiados com experiência no tema das drogas. Nesses percursos, encontros, escuta e diálogo construídos com os experientes da rua foi possível identificar uma cultura da rua, em que a droga aparece enquanto estilo de vida, formação de uma identidade de resistência aos estigmas, sofrimentos e construção de relações no território. Percebeu-se também que as histórias de vida nos revelam o sofrimento social, a exclusão e a não adaptação ao sistema convencional e formal, demonstrando que a área da saúde não entende essas experiências de vida/saúde/doença em seus modelos de cuidado. Observa-se que o cuidado não é só realizado pelas redes formais, como é também realizado nas redes sociais de cuidado na rua, a partir das relações com o grupo, nas aldeias, no envolvimento com MNPR, nas praças e viadutos. Assim, a rua é um território com potência para o cuidado em saúde mental ao usuário de drogas. É nesses espaços sociais que as pessoas vivem suas histórias de vida, redes sociais de cuidado, cultura e identidades. As territorialidades de cuidado apontam para a necessidade de uma atenção em saúde pensada em um modelo dialógico e sociocultural, junto às diversidades territoriais e formas de vida, entendendo o território como espaço para produção de saúde. / This study aims to analyze how the drug user experiences the streets as care territory. From the Ethnography, the research shows this environment activity, seeking an approximation with the realities and ways of life of homeless people. Therefore, there has been support from the Movimento Nacional da População de Rua (MNPR), which considers a macrosocial analysis from the observations of the participants in this group (MNPR) and some of its supporters' participation as well. Also, a microsocial analysis with life histories and personal trajectories from privileged interlocutors that have had experience in the drug's field. On these routes, encounters, listening and dialogues that were built with the experts from the street, it was possible to identify a street culture in which drugs appear as a way of life, forming an identity of resistance to stigma, sorrows and building relationships in the territory. It was also realized that life histories reveal social suffering, exclusion and non-adaptation to the conventional and formal society system, demonstrating that the health area does not understand these life / health / illness experiences in their models of care. In addition, it was observed that care is not only carried out by the formal networks, but also in the social networks on the street care, from the relations with the group, in the villages, in the involvement with MNPR, in the town squares and overpasses. Thus, the street is a territory with power to the mental health care for drug users. In these social spaces, people live their life histories, social care networks, culture and identities. The territorialities of care point out to the necessity of health care thought in a dialogical and sociocultural model, together with the territorial diversities and life forms, understanding the territory as space for health production. / Este estudio tiene por objetivo analizar como el usuario de drogas vivencia la calle como un territorio de cuidado. Desde la Etnografía, la investigación muestra la salida a las calles, buscando una aproximación con las realidades y formas de vida de las personas en situación vulnerable en la calle Para eso, hubo el apoyo del Movimiento Nacional de la Populación de calle (MNPR), en que se considera un análisis macrosocial de las observaciones participantes de ese colectivo (MNPR) y la participación de algunos de sus apoyadores. Y un análisis micro social con la ayuda de las historias de vida y trayectorias personales de los interlocutores privilegiados con experiencia en el tema de las drogas. En esos recorridos, encuentros, escucha y diálogo construidos con los expertos de la calle fue posible identificar una cultura de la calle, en que la droga aparece como estilo de vida, formación de una identidad de resistencia a los estigmas, sufrimientos y construcción de relaciones en el territorio. Se pudo notar también que las historias de vida nos revelan el sufrimiento social, la exclusión y la no adaptación al sistema convencional y formal, demonstrando que el área de la salud no entiende esas experiencias de vida/salud/enfermedad en sus modelos de cuidado Se observa que el cuidado no es solamente realizado por las redes formales, como es también realizado en las redes sociales de cuidado en la calle, a partir de las relaciones con el grupo, en las aldeas, en la participación con el MNPR, en las plazas y viaductos. Así, la calle es un territorio con potencia para el cuidado en salud mental al usuario de drogas. Es en esos espacios sociales que las personas viven sus historias de vida, redes sociales de cuidado, cultura e identidades. Las territorialidades de cuidado señalan para la necesidad de una atención en salud pensada en un modelo de diálogo y un modelo sociocultural, junto a las diversidades territoriales y formas de vida, entendiendo el territorio como espacio para producción de salud.
48

Variação dos níveis séricos do peptídeo YY e outros marcadores biológicos em adolescentes obesos submetidos a tratamento para obesidade ao longo de um ano no Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Fernandes, Simone Pereira January 2016 (has links)
A ingestão de alimentos e o gasto de energia, bem como os sinais de saciedade de curto prazo, podem ser regulados pelo peptídeo tirosina tirosina (PYY) secretado pelo trato gastrointestinal. Não é de conhecimento, até o momento, se há mudanças nos níveis de hormônios reguladores da saciedade, como o PYY, durante um ano de acompanhamento de adolescentes obesos brasileiros. Também não se sabe se ocorre de fato mudança de comportamento alimentar ou de composição corporal com alteração nos níveis de hormônios PYY. Objetivo:Avaliar o perfil dos níveis séricos de PYY de adolescentes obesos atendidos ao longo de 12 meses em um programa ambulatorial de tratamento de obesidade (AmO) de um hospital público no Sul do Brasil e associá-lo com parâmetros bioquímicos, antropométricos e de comportamento alimentar. Método:Foram acompanhados 51 adolescentes obesos, durante 48 semanas, que receberam, em 12 consultas ambulatoriais mensais, recomendações de perda de peso baseadas em metas alimentares quantitativas e qualitativas e na redução de comportamento sedentário. Na primeira consulta (T0), em 24 semanas (T1) e em 48 semanas (T2) foram determinados os níveis séricos em jejum de PYY, colesterol total (CT), colesterol de alta densidade (c-HDL), triglicerídeos (TG), colesterol de baixa densidade (c-LDL), insulina e glicemia, e foi aferida a circunferência abdominal (CA). Através de bioimpedância elétrica, foram medidas a Massa Gorda (%MG) e a Taxa Metabólica Basal (TMB). Foi ainda aplicado Three-Factor Eating Questionnaire (TFEQ-21) para avaliar as dimensões do comportamento alimentar: restrição cognitiva (RC), descontrole alimentar (DA) e alimentação emocional (AE). Resultados: Ao longo de um ano (T0 a T2), houve aumento significativo dos níveis de PYY (r=-0,421; p=0,026), redução do peso inicial e da proporção de obesidade grave, redução significativa do escore-z do índice de massa corporal (IMC) (p<0,001) IMC (p=0,002), CT (p=0,003), TG (p=0,022), CA (p=0,003) e redução de indivíduos com c-LDL indesejados (p=0,016). Neste período, houve redução no escore do DA, evidenciando que os adolescentes se mostraram mais controlados (p=0,008) ao final do estudo. No entanto, este resultado foi independente do IMC e do escore-z do IMC (p=0,407). A redução do DA associou-se com uma melhora significativa dos níveis de insulina (rs=0,326 p=0,020). Conclusão: A intervenção clínica com orientações nutricionais e comportamentais proposta no AmO mostrou que os adolescentes com obesidade, que mudam seu comportamento sedentário e aderem a uma alimentação equilibrada, apresentam redução do peso, aumento dos níveis de PYY e uma atitude alimentar mais controlada. / Food intake and energy expenditure, as well as short-term satiety signals, can be regulated by the peptide tyrosine tyrosine (PYY) secreted by the gastrointestinal tract. There is no evidence telling whether there are changes in levels of regulatory satiety hormones, such as PYY, at one year follow-up among obese Brazilian adolescents. It is also unknown if changes in PYY hormone levels lead to changes in feeding behavior or in body composition. Objective: To evaluate serum PYY levels in obese adolescents participating for 12 months in an outpatient obesity treatment program (AmO) in a public hospital in southern Brazil and determine if it is associated with biochemical, anthropometric and feeding behavior parameters. Methods: Fifty-one obese adolescents attended 12 monthly outpatient visits (a 48 week follow-up study), and received weight loss recommendations based on quantitative and qualitative eating targets and on reducing sedentary behavior. At each one of these visits [first appointment (T0), at week 24 (T1) and at week 48 (T2)], fasting serum levels of PYY, total cholesterol (TC), high density lipoprotein cholesterol (HDL-c), triglycerides (TG), low-density cholesterol (LDL-c), insulin, glucose, and waist circumference (WC) were assessed. By bioelectrical impedance, body fat (% BF) and Basal Metabolic Rate (BMR) were measured. The Three-Factor Eating Questionnaire (TFEQ-21) was also completed in order to assess eating behavior dimensions: cognitive restraint (CR), uncontrolled eating (ED) and emotional eating (EE). Results: Over a year (T0 to T2), there was a significant increase in PYY (r = -0.421; p = 0.026), a reduction in weight and in prevalence of severe obesity, a significant reduction in body mass index (BMI) z-score (p < 0.001), BMI (p = 0.002), TC (p = 0.003), TG (p = 0.022), and WC (p = 0.003) and a decrease in the number of individuals with undesirable LDL-c levels (p = 0.016). Over this period, there was a reduction in ED scores, showing that adolescents had more controlled eating behaviors (p = 0.008) at the end of the study. However, this result was independent of BMI and BMI z-score (p = 0.407). The reduction in ED was associated with a significant improvement in insulin levels (rs=0,326 p=0,020). Conclusion: The clinical intervention with nutritional and behavioral guidelines proposed in AmO showed that adolescents with obesity, who change their sedentary behavior and adhere to a balanced diet, present weight reduction, increased PYY levels and a more controlled eating attitude.
49

Produção do cuidado nas práticas clínicas em saúde bucal : encontros de diálogo, vínculo e subjetividades entre usuários e dentistas na atenção primária à saúde

Graff, Vinícius Antério January 2017 (has links)
INTRODUÇÃO: Mudanças nas políticas de saúde e educação promoveram avanços na reorientação da educação dos profissionais da saúde e das práticas de atenção à saúde no Brasil. A odontologia acompanhou esse movimento e a formação de dentistas no país foi reorganizada nas Instituições de Ensino Superior buscando um perfil de egressos aptos a atuar no Sistema Único de Saúde. Para responder ao desafio da formação e para alcançar a integralidade do cuidado, a clínica odontológica também precisa ser ‘ampliada’ no sentido de possibilitar que outros aspectos do sujeito, que não apenas o físico, possam e devam ser compreendidos e trabalhados pelos profissionais da saúde bucal. OBJETIVO: Analisar os sentidos atribuídos às práticas clínicas por dentistas da Atenção Primária à Saúde (APS) na produção do cuidado. METODOLOGIA: Trata-se de uma pesquisa qualitativa de base fenomenológica (estudo de caso), realizado nas Unidades do Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição, no município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. A coleta de dados envolveu a realização de entrevistas semiestruturadas guiadas por um roteiro de questões norteadoras com dentistas que atuam na APS e a observação não estruturada da rotina clínica desses profissionais com registros em diário de campo. A amostra foi intencional seguindo o critério da saturação teórica e da densidade do material textual produzido (n=11). O material textual das entrevistas e do diário de campo foram interpretados pela análise de conteúdo de Bardin, com o apoio do software ATLAS.ti (Visual Qualitative Data Analysis). Cada categoria emergente foi discutida tendo por base os conceitos de tecnologias leves do cuidado em saúde, clínica ampliada, atenção centrada no paciente e das Políticas Nacionais de Atenção Básica, Saúde Bucal e Humanização. A pesquisa foi aprovada pelos Comitês de Ética em Pesquisa da UFRGS e do GHC. RESULTADOS: Os resultados mostraram dentistas com práticas clínicas capazes de produzir subjetividades e vínculo, caracterizadas por um acolhimento de escuta e diálogo com o usuário e pela pactuação de um plano terapêutico compartilhado e em constante reconstrução, contrário a uma assistência com foco essencialmente dentário voltado a necessidades diagnosticadas exclusivamente pelo profissional. O usuário foi reconhecido como um sujeito de experimentação e interação social, cujas necessidades do corpo vivido vão além das de um corpo físico. Os dentistas apontaram que, para além da formação na graduação e pós-graduação, as suas formas de trabalhar foram tecidas em ato, no trabalho em equipe no cotidiano da APS. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Propostas de inovação pedagógica nos currículos da área da saúde devem trazer bases teóricas e atividades práticas que incluam as subjetividades como uma das dimensões do modo de produção do cuidado em saúde e as tecnologias relacionais. / INTRODUCTION: Changes in health and education policies have promoted advances in the reorientation of education of health professionals and health care practices in Brazil. Dentistry followed this movement and the formation of dentists in the country was reorganized in Higher Education Institutions seeking a profile of graduates able to work in the SUS. To respond to the challenge of training and to achieve integral care, the dental clinic also needs to be 'expanded' in order to enable other aspects of the subject, other than just the physical, can and should be understood and worked by oral health professionals. OBJECTIVE: To analyze the sense attributed to clinical practices of Primary Care (PC) dentists in the care health production. METHODOLOGY: This is a phenomenological qualitative research (case study) conducted at the Units of Primary Care of SSC/GHC, Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Data collection involved semi-structured interviews guided by a script of guiding questions with dentists who work in PC and the unstructured observation of the clinical routine of these professionals with records in field diaries. The sample was intentional following the criterion of theoretical saturation and the density of the textual material produced (n = 11). The textual material from the interviews and the field diary were interpreted by Bardin content analysis, supported by the ATLAS.ti (Visual Qualitative Data Analysis) software. Each emerging category was discussed based on the concepts of light technologies of health care, expanded clinical practice, patient-centered attention and the National Policies of Basic Attention, Oral Health and Humanization. The research was approved by the Research Ethics Committees of UFRGS and GHC. RESULTS: Results showed dentists with clinical practices capable of producing subjectivity and connection, characterized by a listening and dialogue with the user and by the agreement of a shared therapeutic plan and in constant reconstruction, contrary to an essentially dental-based care, from needs diagnosed exclusively by the professional. The user has been recognized as a subject of experimentation and social interaction, whose needs of the lived body go beyond those of a physical body. Dentists pointed out that, in addition to undergraduate and postgraduate training, their ways of working were produced in act, in teamwork in the everyday life of PC. CONCLUSIONS: Proposals for pedagogical innovation in health curricula should provide theoretical bases and practical activities that include subjectivities as one of the dimensions of the way of production of health care and the health relational technologies.
50

Saúde da mulher e redemocratização: ideias e atores políticos na história do PAISM / Women's health and redemocratization: ideas and political actors in the history of the PAISM

Mesquita, Cecília Chagas de January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2013-01-07T15:55:04Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 21.pdf: 9559079 bytes, checksum: c092ccff9d5d2fd6a34b8be811ac6167 (MD5) Previous issue date: 2010 / Este trabalho procura analisar a articulação entre as ideias de diferentes atores sociais vinculados ao movimento da reforma sanitária, ao movimento feminista e ao Estado na configuração de uma política pública de saúde da mulher, o Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher (PAISM), lançado em outubro de 1983, pelo Ministério da Saúde. Os conceitos de saúde pública defendidos pelo movimento da reforma sanitária articulados às concepções e práticas educativas sobre o corpo e a saúde da mulher do movimento feminista, influenciaram no desenho do PAISM. Entre meados das décadas de 1970 e 1980, a mobilização política pelo ideal da consolidação de uma sociedade democrática no Brasil possibilitou um consenso entre diferentes setores da oposição ao regime militar e ao neomalthusianismo, na elaboração do PAISM, que procurava incorporar entre as demandas básicas de saúde da população, aquelas que diziam respeito especificamente às mulheres, entre elas a contracepção, antecipando diretrizes internacionais nesse campo e tornando-se referência para futuras políticas de saúde da mulher.

Page generated in 0.1122 seconds