• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 183
  • 5
  • 3
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 199
  • 199
  • 98
  • 95
  • 72
  • 53
  • 42
  • 35
  • 32
  • 31
  • 28
  • 26
  • 24
  • 23
  • 22
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

Uma análise comparativa das melhores práticas no processo de gestão do fluxo de caixa

Granja, Sandra January 2002 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-20T08:25:18Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / Esta pesquisa desenvolve um estudo de melhoria e aperfeiçoamento dos processos de gestão e suporte da cadeia de valor através da técnica de benchmarking. O estudo tem como objetivo a análise comparativa dos processos do fluxo de caixa, salientando a importância da otimização dos processos de apoio num ambiente globalizado e competitivo. O trabalho tem início com a revisão da literatura e fundamentação teórica. Apresenta conceitos referentes a processos empresariais, demonstração e práticas de gestão do fluxo de caixa e a ferramenta de análise comparativa das melhores práticas - Benchmarking Faz a descrição do processo de gestão do fluxo de caixa de acordo com a classificação proposta pela International Benchmarking Clearinghouse - IBC, do Canadá. Em seguida, sugere-se uma adaptação na classificação supracitada para que seja efetuado um estudo mais completo da gestão do processo do fluxo de caixa. Finalmente, apresenta estudos de casos comparando os resultados das empresas catarinenses participantes da pesquisa. Logo após, realiza-se a análise e interpretação dos custos e desempenho dos processos. Conclui-se a pesquisa propondo-se algumas recomendações e sugestões para o aperfeiçoamento do processo de gestão do fluxo de caixa.
42

Modelo de gestão de risco de liquidez para Banestes

Doellinger, Ranieri Feres January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-20T11:15:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 224785.pdf: 935797 bytes, checksum: d55b17d13e79f3f5b8df0610c5f065a9 (MD5) / A atividade financeira praticada pelos bancos é bastante sensível às condições econômicas. As Instituições Financeiras na função de intermediadores de recursos junto aos seus clientes e mercado, captando e aplicando, assumem diferentes níveis de risco, de liquidez e mercado, devido aos descasamentos de recursos financeiros originados entre ativos e passivos. A dinâmica de fluxos de entradas de recursos internos e externos tem aumentado as movimentações financeiras nos bancos, conseqüentemente, aumentado os riscos das carteiras. O Órgão regulador, no caso do Brasil, O Banco Central, objetivando controlar o risco sistêmico do mercado determinou, em dezembro de 2000, através da Circular nº 2.804, que as Instituições Financeiras possuíssem sistemas de controles de risco de liquidez consistentes e passíveis de verificação. Nesse caso, após a determinação do Órgão Regulador, aliado à necessidade do Banco em possuir controle do risco de liquidez, o Banestes desenvolveu um instrumento de gestão de liquidez, subdividido em (1) Fluxo de caixa - que apura, de forma financeira, o saldo de caixa para um período de 90 dias, através das movimentações das carteiras de produtos e serviços do banco, (2) GAP - Descasamento de valores, prazos, taxas e moedas - que verifica os descasamentos das carteiras de captação e aplicação de recursos, os cálculos de durations ativas e passivas e duration GAP, e (3) VAR - Value At Risk - apura o valor em risco ocasionado pelas taxas de juros prefixadas ocorridas nas captações e aplicações de recursos das carteiras do banco. Os três subsistemas em conjunto formam o instrumento de gestão do risco de liquidez do Banestes que, de acordo com suas particularidades operacionais, serão apresentados de forma teórica e prática isoladamente no decorrer do trabalho. The financial activity performed by banks is very sensitive to the economic conditions. The Financial Institutions which intermediate resources between the market and their customers , captating and applying, assume diferent levels of liquidity and market risks, because of the discrepancies in the financial resources originated between assets and liabilities. The dynamic flow of internal and external resources entries has been increasing the banks financial activities and consequently rising their portfolios' risks. The regulatory entity, in Brazil's case The Central Bank of Brazil, aiming to control the market systemic risk established , on december/2000 through its circular letter no.2.804, that the financial institutions must have a consistent liquidity risk controlling system subject to verification. In this case, after the regulatory entity determination, added to the necessity of having liquidity risk control, Banestes developed a liquidity management instrument, divided in (1) Cash Flow - which investigate the cash balance on financial basis for a period of 90 days by analysing the bank's products and services portfolios' activity, (2) GAP - discrepancies of amounts, terms, rates and currencies - which verifies the discrepancies between resources captation and investments, the active and passive durations and GAP duration calculation, and (3) VAR - Value At Risk - investigate the value at risk occasioned by fixed interest rates occured in the captation and investment of the bank's portfolios resources. The three subsystems altogether constitute Banestes' liquidity risk management instrument which according to its operational particularities will be presented in a theoretical and practical basis separately in the course of this survey.
43

Adaptação de um modelo de gestão de fluxo de caixa aplicado as revendedoras de máquinas e implementos agrícolas

Yokoyama, Teresinha Buzanelo January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-20T12:53:18Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / O objetivo central deste trabalho consistiu em demonstrar os aspectos relevantes na utilização do fluxo de caixa como um modelo de apoio a gestão aplicado a revendedoras de máquinas e implementos agrícolas. O modelo foi aplicado em um setor da economia que ao longo dos últimos 10 anos enfrenta instabilidade em sua receita. O método do fluxo de caixa foi reconhecido como uma ferramenta de apoio a gestão, pois forneceu dados relevantes sobre o futuro da organização. Os resultados demonstraram que através da projeção dos demonstrativos financeiros realizados em três cenários, pode-se explorar as diversas situações que a empresa poderá enfrentar no futuro. Descontou-se o fluxo de caixa a valor presente, a uma taxa equivalente ao custo de capital. Além da produção de informações como: potencial de lucro, geração de caixa do período, calculou-se o valor da empresa e do acionista. Também ficou evidenciado que a utilização dos demonstrativos financeiros projetados propicia a tomada de decisão, bem como informa o potencial de crescimento e taxa de retorno exigida pelos acionistas. Aplicou-se o modelo em uma revenda de máquinas agrícolas estabelecida no estado do Paraná, para ilustrar sua utilização prática. The main goal of this study consisted in showing the relevant aspects of using the cash flow as a support model to the applied management to machine and agricultural implement sellers. The model was applied in a sector of the economy that through the last 10 years is facing instability in its income. The method of cash flow was recognized as a support tool to the management, therefore it supplied relevant data on the future of the organization. The results had demonstrated that through the financial statement projections occurred in three scenes, it can be explored several situations that the company will be able to face in the future. It was abated the cash flow to the current value, in a interest rate equivalent to the capital costs. Besides the production of information as: profit potential, managing of the period cash, it has calculated the value of the company and shareholder. It has also evidenced that the use of the projected financial statement propitiates the decision making, as well as informs the potential of growth and rate of return required by the shareholders. It has applied the model in a agricultural machine reseller established in Paraná state to illustrate its practical use.
44

A relevância do uso do fluxo de caixa como ferramenta de gestão financeira para avaliação da liquidez e capacidade de financiamento de empresas /

Dalbello, Liliane January 1999 (has links)
Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. / Made available in DSpace on 2012-10-18T22:22:45Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-09T03:53:31Z : No. of bitstreams: 1 143780.pdf: 7539838 bytes, checksum: 9f6733021004179c7cbe2dac72f817f3 (MD5)
45

Modelo para avaliação do impacto dos juros sobre o capital próprio na estrutura de capital e no fluxo de caixa das empresas

Soares Júnior, Leonildo January 2001 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-19T09:57:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 185819.pdf: 1139092 bytes, checksum: 439357f74010931648ff0c56096f76a6 (MD5) / Introdução. No Brasil, de forma geral, é elevado o custo do capital de terceiros para financiamento das atividades empresariais. Para a gestão financeira das corporações brasileiras, são cruciais o fortalecimento do capital próprio e a obtenção de melhores saldos no fluxo de caixa. Uma importante fonte de financiamento são os recursos gerados na própria empresa. Entre as várias opções para fortalecimento do capital próprio e para melhoria do fluxo de caixa, uma alternativa que pode ser viável, dependendo das variáveis às quais a empresa está submetida, é o uso dos juros sobre o capital próprio, conforme Lei nº 9.249/95 e alterações posteriores.Objetivo. Proposição de um modelo para gestão financeira das empresas, considerando o impacto dos juros sobre o capital próprio na estrutura do capital e no fluxo de caixa da empresa. Objetiva também mensurar os efeitos do uso dos juros sobre o capital próprio no conjunto formado pela empresa e respectivos investidores. Método. Após a revisão bibliográfica sobre o assunto, efetuou-se um diagnóstico das principais variáveis que podem afetar a decisão das empresas de utilizar ou não os juros sobre o capital próprio para remunerar os investidores. Posteriormente, foi elaborado um modelo para avaliação do impacto dos juros sobre o capital próprio na estrutura de capital e no fluxo de caixa da empresa. O modelo foi aplicado em uma empresa, através de estudo de caso.Resultados. A aplicação do modelo proposto proporcionou à empresa melhoria na rapidez, qualidade, confiabilidade e flexibilidade das informações, e maior racionalização e transparência nos processos de gestão relacionados à decisão de uso dos juros sobre o capital próprio. Conclusões. Os juros sobre o capital próprio são uma opção fiscal à disposição dos gestores da empresa para remunerar os investidores. O valor dos juros remuneratórios do capital, líquido do imposto de renda retido na fonte, pode ser imputado aos dividendos obrigatórios ou utilizado para aumento do capital da empresa. O modelo proposto gera informações a respeito do impacto que o uso da opção fiscal provoca na carga tributária, no capital próprio e no fluxo de caixa da empresa e dos respectivos investidores. Outra informação do modelo são as possíveis alterações na remuneração, com base no lucro societário, propiciada a debenturistas, empregados, administradores, partes beneficiárias e acionistas. As informações produzidas pelo modelo têm natureza estratégica e permitem aos gestores da empresa tomar decisões com melhor fundamentação.
46

Contribuição à formação de um modelo de avaliação de empresas que considere as abordagens contábeis, econômicas e financeiras

Alaniz, Paulo Ricardo Pinto January 2003 (has links)
O objetivo geral desse estudo é analisar a aplicação da metodologia do fluxo de caixa descontado, comparando os resultados realizados em dois períodos (exercícios) com os resultados projetados. Nessa análise verifica-se que considerando a taxa do WACC de 14,5% e da perpetuidade de 2,5% como premissas para adoção da metodologia do fluxo de caixa descontado com a contabilidade a valores históricos, incluindo o ativo imobilizado acrescido de reavaliação e o registro de créditos tributários sobre prejuízos fiscais, as diferenças apuradas pelos dois critérios não são relevantes. A pesquisa sobre a utilidade do custo histórico como base de valor demonstrou que a principal vantagem na sua utilização está na sua objetividade de apuração dos valores e a principal desvantagem consiste em não considerar os efeitos da variação da moeda no tempo, na contabilidade. A utilização dos princípios de custo histórico corrigido e de valores de reposição (custo corrente) possibilita a identificação de informações gerenciais de alta qualidade, eliminando os efeitos da inflação, contudo a sua elaboração contém certo grau de complexidade e subjetividade que impõe cuidados adicionais e necessita de maiores recursos para manter-se atualizada. O tratamento quanto aos valores de saída/realização possui como principal restrição a subjetividade quanto a forma de sua apuração. O acompanhamento gerencial fornece um enriquecimento das informações, contudo a exemplo dos valores de custo corrente existem restrições quanto ao grau de complexidade necessária para sua apuração. Em empresas que tenham como principal ativo, os valores intangíveis, Iudícibus recomenda que sejam procedidas, pelo menos avaliações anuais dos intangíveis gerados. Os juros sobre o capital próprio deveriam ser tratados de maneira consistente, bem como correspondentes ao custo do capital próprio como forma de resolver a questão da falta de reconhecimento contábil do custo de oportunidade. As conclusões finais que podemos obter são de que o método do fluxo de caixa descontado representa uma tentativa de antecipar os resultados futuros a serem apurados de acordo com o princípio de custo histórico. Portanto, sua adoção não elimina a necessidade de manter-se a contabilidade que utiliza o custo como base de valor, bem como representa amelhor alternativa em termos de metodologia para apuração do valor da empresa, considerando uma empresa que pretende manter a continuidade de suas operações. Outra consideração é de que a empresa vale o seu valor líquido de realização na hipótese de uma venda ordenada ou o valor de seu fluxo de caixa futuro, dos dois o maior.
47

Análise de investimentos para abertura de pontos de venda no setor supermercadista : o caso de uma pequena empresa familiar

Kappel, Rodrigo da Silveira January 2003 (has links)
O grande objetivo em finanças para os gestores das empresas é o de proporcionar aumento de valor aos acionistas. Para que isso possa ser efetivamente implementado, é necessário que o investimento proporcione para o acionista um retorno superior ao custo de oportunidade do seu capital, contemplando o risco do investimento, mensurado através de um modelo de avaliação. Este trabalho apresenta os principais conceitos de avaliação de ativos, destacando a criação de valor como a medida mais importante do desempenho da empresa. O fluxo de caixa descontado é abordado como o método que melhor resume o conceito de criação de valor, destacando-se o fluxo de caixa do acionista e o fluxo de caixa da empresa. Também são apresentados a forma de apuração dos fluxos de caixa, a estimativa das taxas de crescimento, algumas situações especiais onde o fluxo de caixa descontado necessita de adaptações e outros métodos alternativos de análise de investimentos, sendo que nenhum deles é capaz de superar a técnica do valor presente líquido – VPL, pois o método do VPL utiliza todos os fluxos de caixa de um projeto, descontando-os corretamente de acordo com o custo de oportunidade do capital O estudo mostra, ainda, uma rápida explanação das principais técnicas de mensuração do risco e do retorno exigido pelos investidores ou proprietários segundo a teoria de valor, como o CAPM (Capital Asset Price Model), o APM (Arbitrage Pricing Model) e o Multifatorial, destacando-se entre eles a dificuldade de mensuração do custo do capital próprio em empresas de capital fechado no Brasil, para a devida apuração da taxa de desconto. A metodologia proposta é aplicada na avaliação do investimento, em um novo ponto de venda, realizado por uma pequena empresa familiar do setor supermercadista. Dessa forma, ao final do estudo, propõe-se a utilização de uma ferramenta gerencial, baseada no fluxo de caixa descontado, para avaliação de futuros investimentos da empresa, buscando-se assim a maximização de valor para o acionista ou proprietário.
48

Aplicação do modelo de fluxo de caixa para definição do valor de mercado da empresa Linck Agroindustrial Ltda.

Mielczarski, José Airton de Souza January 2003 (has links)
A globalização eliminou, ao longo dos tempos, as fronteiras territoriais para os capitais financeiros e intelectuais e, conseqüentemente, tem exigido dos governos, empresas, administradores e investidores uma enorme variedade de informações para nortear investimentos potencialmente eficientes e geradores de riquezas capazes de atrair e mobilizar esses recursos. Empreendedores modernos, coadunados com essa nova realidade mundial, têm buscado nas teorias da administração financeira elementos importantes na análise de seus planos estratégicos e dos projetos de investimentos, buscando minimizar os riscos e maximizar os recursos financeiros disponíveis e suas estruturas físicas e materiais, além de conhecer e prever os desdobramentos de suas decisões sobre a perpetuidade de suas empresas. Esses novos visionários agregam valor econômico à empresa e aos investidores, pois suas decisões empresariais e de investimentos são tabuladas de forma a projetar seus empreendimentos no longo prazo, afastando, desde já, a insolvência das empresas como suporte sócio-econômico da dinâmica das nações. Os variados modelos desenvolvidos nos campos acadêmicos para as áreas de administração financeira, quer por desconhecimento, descaso dos administradores ou pela complexidade de alguns destes, ainda não foram disseminados para um grande contingente de empresas ao redor do planeta. Certos modelos possuem especificidades restritas ou se prestam a situações especiais. Alguns empreendedores ainda se utilizam dos resultados extraídos da contabilidade tradicional na definição de valor econômico de seus investimentos, de uma maneira geral, dando ênfase aos dados financeiros tradicionais originados na contabilidade Para corrigir está deficiência estrutural, os acadêmicos desenvolveram modelos que, acompanhados dos dados relatados pela contabilidade, da forma como se apresenta na atualidade, complementam e dão suporte aos envolvidos, objetivando a mensuração do valor econômico de seus empreendimentos e a eficiência de suas decisões. Dentre esses variados modelos, pode-se destacar o modelo de fluxo de caixa descontado (DFC), considerado uma ferramenta eficiente para a avaliação de investimentos ao capturar a agregação de valor do projeto no longo prazo e os riscos inseridos no mesmo, muitas vezes negligenciado pelos administradores. O modelo em questão, e os outros mais, serão, sumariamente, conceituados ao longo do presente estudo, buscando identificar as potencialidades de cada um e em que tipo de avaliação pode, ou deve, ser aplicado. Conclusivamente, serão aplicadas todas as premissas abstraídas do modelo DFC, recomendado por COPELAND, KOLLER e MURRIN (2002), ajustado às características da empresa, para conhecer o valor de mercado da Linck Agroindustrial Ltda.
49

Evidência no mercado brasileiro do modelo Edwards - Bell - Ohlson para avaliar companhias

Dutra, Gonzalo January 2015 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Jorge Eduardo Scarpin / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Contabilidade. Defesa: Curitiba, 2015 / Inclui referências : fls. 125-137 / Área de concentração : Contabilidade e finanças / Resumo: Este estudo tem por objetivo testar empiricamente, nas companhias listadas na BM&FBOVESPA, a validade do modelo de avaliação conhecido como EBO desenvolvido por Edwards e Bell (1961) e aprimorado por Ohlson (1995). Dessa forma a pesquisa analisa a validade do modelo EBO para identificar ações subavaliadas e sobreavaliadas que poderiam gerar oportunidades de investimento com rentabilidade anormal para investidores. A metodologia usada considera: (i) revisão bibliográfica que providencia o embasamento teórico no campo de Valuation, (ii) pesquisa quantitativa-empírica quanto à abordagem do problema. O levantamento teórico abrangeu as abordagens mais destacadas de avaliação de empresas (Fluxos de Caixa Descontados, Modelos baseados na Contabilidade, Avaliação Relativa e Modelo de Precificação de Opções) para finalmente aprofundar na teoria subjacente do Modelo de Lucros Residuais proposto por Edwards e Bell (1961) e Ohlson (1995). Para avaliar a performance do modelo EBO, três (3) hipotéticos portfólios foram criados. Inicialmente as ações foram avaliadas pelo modelo EBO, que forneceu uma decisão de investimento após comparar os valores resultantes do modelo EBO com os preços das ações. Em seguida, por meio de testes t de diferenças de médias, foram avaliados os desempenhos dos portfólios sub- e sobreavaliados. Os resultados empíricos confirmam, com base nos 10 anos da amostra usada, que o modelo de Edwards-Bell (1961) e Ohlson (1995), consegue consistentemente classificar corretamente as ações sub e sobreavaliadas. Portanto, o modelo EBO é um instrumento útil para avaliar decisões de investimento no mercado acionário brasileiro. O estudo conclui que modelo EBO fornece um critério de avaliação teoricamente sólido e empiricamente válido para companhias brasileiras. Palavras-chave: Precificação de Ativos, Mercados de Capitais, Modelo de Retornos Anormais, Gestão de Portfólios, Modelo de Edwards-Bell e Ohlson. / Abstract: This dissertation empirically tests the validity of the Edwards-Bell (1961) and Ohlson (1995) Valuation Model (EBO) by applying this model to Brazilian companies listed on the BM&FBOVESPA. The research examines the utilization of the EBO model in identifying under- and overvalued corporations which can provide abnormal returns to an investor. The methodology includes (i) literature review of valuation theory, and (ii) a quantitative assessment of the EBO model's valuation results. The initial phase of the research is to substantiate the EBO model by employing leading research approaches to valuation. The used approaches are Discounted Cash Flows, Accounting Based Models, Relative Valuation and Black-Scholes Option Pricing Models. Finally, a deeper review of Residual Income Models (EDWARDS-BELL 1961, OHLSON 1995) is conducted. To assess the performance of the EBO Model three (3) hypothetical equity-investment portfolios were created. Firstly individual assets were valued by the EBO model, which provided an investment decision by comparing the EBO model's outcomes to the assets' prices. Then through t-tests of difference between two means, under- and overvalued portfolios' performances were assessed. According to results, based on 10 years' sample data, the Edwards-Bell (1961) and Ohlson (1995) Model consistently succeeds in determining which equities are over- or undervalued. Therefore, the EBO model is a beneficial instrument in evaluating equity investment decisions in the Brazilian marketplace. Thus, the study concludes that EBO Model provides a valuation criteria that is both theoretical sound and empirically valid for Brazilian companies. Keywords: Asset Valuation, Asset Pricing, Capital Markets, Residual Income Valuation, Intrinsic Value, Portfolio Management, Edwards-Bell and Ohlson Model.
50

Qualidade do lucro de empresas brasileiras : uma avaliação empírica a partir do fluxo de caixa das operações

Santos, América Martins dos January 2006 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Economia, 2006. / Submitted by wesley oliveira leite (leite.wesley@yahoo.com.br) on 2009-10-27T21:40:31Z No. of bitstreams: 1 2006_América Martins dos Santos.pdf: 791176 bytes, checksum: 03a432d4d06641a4d0f545f15f0d7212 (MD5) / Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2009-12-12T11:36:21Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_América Martins dos Santos.pdf: 791176 bytes, checksum: 03a432d4d06641a4d0f545f15f0d7212 (MD5) / Made available in DSpace on 2009-12-12T11:36:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_América Martins dos Santos.pdf: 791176 bytes, checksum: 03a432d4d06641a4d0f545f15f0d7212 (MD5) Previous issue date: 2006 / O presente estudo tem como objetivo examinar a qualidade do lucro contábil de um grupo de empresas não financeiras, localizadas no Brasil, tendo como parâmetro a sua correlação com o fluxo de caixa das operações. Os dados da pesquisa referem-se a seis setores de produção: alimentos e bebidas, energia, siderúrgico e metalúrgico, veículos e peças, indústria têxtil e químico; avaliados semestralmente de 1 995 a 2 004. As premissas consideradas são as de que a qualidade do lucro contábil, quando medida pela relação entre o lucro líquido ou o operacional e o fluxo de caixa das operações, é negativamente relacionada ao grau de investimento em ativos permanentes de cada setor; e, quando analisada para um agregado de setores, tende a ser irrelevante na presença de diferentes graus de investimentos em ativos permanentes. Os resultados mostram-se compatíveis com as proposições, porém, carentes de vigor para se afirmar a ocorrência em toda a economia. Por fim, sugere-se aprofundamento nos estudos propostos para alteração do modelo de contabilização de algumas rubricas contábeis, bem como minuciosa investigação sobre a importância dos accrualls. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The present paper purposes to examine the quality of the accounting profit of a group of non-financial companies, located in Brazil, holding as parameter its correlation with the cash flow of operations. The research data refer to six production sectors: foods and beverages, energy, iron and steel and metallurgical industry, vehicles and parts, textile industry and chemical industry; evaluated twice per year from 1995 to 2004. The premises considered are those that state that accounting profit quality, when measured by the relation between net profit or operational profit and the cash flow of operations, is negatively related to the degree of investments on the fixed assets of each sector; and when analyzed under a conglomerate of sectors, it tends to be irrelevant in the presence of different degrees of investments on fixed assets. The results show to be compatible with the propositions, however, lacking the robustness to facilitate the affirmation that it happens throughout the entire economy. Finally, it is suggested the probing into proposed studies for the alteration of the accounting model of some accounting practices, as well as intricate investigation about the importance of accruals.

Page generated in 0.0753 seconds