• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 956
  • 4
  • 1
  • Tagged with
  • 965
  • 965
  • 430
  • 189
  • 178
  • 147
  • 145
  • 128
  • 101
  • 97
  • 94
  • 83
  • 78
  • 72
  • 71
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Olhares e concepções sobre as campanhas de voz no contexto da informação, educação e comunicação em saúde no Distrito Federal

Carmo, Rodrigo Dornelas do 16 February 2012 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2012. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2012-05-21T13:51:56Z No. of bitstreams: 1 2012_RodrigoDornelasCarmo.pdf: 985972 bytes, checksum: b5a88601d85494c0d67546b33b6db897 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2012-05-21T14:50:06Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_RodrigoDornelasCarmo.pdf: 985972 bytes, checksum: b5a88601d85494c0d67546b33b6db897 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-05-21T14:50:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_RodrigoDornelasCarmo.pdf: 985972 bytes, checksum: b5a88601d85494c0d67546b33b6db897 (MD5) / A Campanha da Voz proposta pela Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBFa) é uma ação estratégica em Saúde que tem como objetivo promover os cuidados com a voz junto à população. Surgiu com um enfoque na prevenção, a partir do aumento da incidência de câncer de laringe na população brasileira, sendo que atualmente aborda diversos temas e estratégias na busca pela Promoção da Saúde, representando portanto uma importante ação educativa promovida no âmbito da Fonoaudiologia e da Saúde Coletiva, e que embora muito valorizada pelos fonoaudiólogos, ainda tem sido pouco estudada. Neste sentido, esta dissertação tem como objetivo analisar as campanhas de voz promovidas pela Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia no Distrito Federal nos anos 2009 e 2010 no contexto da Informação, Educação e Comunicação em Saúde. Mediante a natureza do objeto desta pesquisa, optou-se por um estudo de cunho qualitativo. São sujeitos desta pesquisa a população participante das campanhas de voz nos anos 2009 e 2010 e os organizadores destas campanhas. Para a coleta de dados junto à população participante, elaborou-se um questionário on line com questões abertas e fechadas a partir da realização de dois grupos focais, utilizando-se de roteiro elaborado para o Grupo Focal. No caso dos organizadores, realizaram-se entrevistas semi-estruturadas que foram gravadas e transcritas. Para análise dos resultados optou-se pela técnica de Análise do Conteúdo. Os resultados deste estudo foram apresentados em formato de dois artigos originais de acordo com os padrões exigidos pela revista em que foram submetidos. O primeiro artigo trata da concepção dos organizadores da campanha de voz sobre informação, educação e comunicação em saúde e, o segundo artigo aborda a concepção de voz saudável e sua relação com qualidade de vida na perspectiva da população participante das campanhas de voz realizadas no Distrito Federal. A análise das campanhas de voz realizadas no Distrito Federal, objetivo desta dissertação, propiciou um entendimento acerca dos processos que envolvem tanto a elaboração da campanha, como também o que significa, dentro dos conceitos trabalhados, tais ações e estratégias para a população participante. Entender os reflexos no cotidiano dos participantes por meio de suas concepções está relacionado à possibilidade de modificação das estratégias pedagógicas utilizadas, sustentada pela instrumentalização teórica estabelecida. Isso demonstra a necessidade de uma maior instrumentalização por parte dos profissionais envolvidos neste processo para que possa garantir a qualidade da proposta de uma campanha em saúde. Neste sentido a revisão dos conceitos trabalhados e a forma como são colocados à população nos direciona ao real objetivo das campanhas de saúde, ligado à promoção da saúde, refletindo na qualidade de vida da população. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT / The “Campaign of the voice” proposed by the Brazilian Speech and Language Therapy Society (SBFa) is a strategic action in Health, which aims to promote voice health among the population. In the beginning this campaign focused on prevention, in virtue of the increased incidence of laryngeal cancer in the Brazilian population, but currently it addresses several themes and strategies aiming at health promotion, therefore representing an important educational activity on the scope of Speech and Language Therapy and Public Health actions. Although much appreciated by Speech and Language Therapists, they have been scarcely investigated. Therefore, this dissertation aims to analyze the “Campaigns of the Voice” promoted by the SBFa in the Federal District, Brazil, in 2009 and 2010 in the context of health Information, Education and Communication (IEC). The participants of this qualitative study were individuals who participated on the “Campaigns of the voice” in 2009 and 2010 and also their organizers. To collect data from the population, an online questionnaire was elaborated based on two focus groups interviews, composed by open and closed questions. Data collection from the organizers consisted of semi-structured interviews that were record and transcribed. Content Analysis was the method of choice to analyze the results, which were presented in two original articles in accordance to the requirements by the journals in which they were submitted. The first article discusses the concepts of the organizers of the “Campaign of the voice” about health information, education and communication and the second article discusses the concept of healthy voice and its relationship to quality of life in the perspective of the participating population in the campaigns carried out in the District Federal. The analysis of these campaigns, aim of this work, provided an understanding of the processes that involve the elaboration of the campaign and also the meanings of such actions and strategies for the participant population. The understanding of the consequences in the daily lives of the participants by means of their conceptions is related to the possibility of modifying pedagogical strategies used, supported by the established theory of IEC. This demonstrates the need for a greater capacity of professionals involved in this process in order to guarantee the quality of the proposition for a health campaign. In this regard, the review of the concepts and the means by which they are presented to the population should be the real purpose of health campaigns, associated to health promotion, and reflecting in the quality of life of the population.
22

Violência policial, masculinidade negra e empoderamento através da arte: dois estudos de caso com jovens negros em Salvador

Moore, Hannah Keturah 14 December 2016 (has links)
Submitted by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2018-06-29T19:32:52Z No. of bitstreams: 1 Diss Final Hannah Moore. 2016.pdf: 992599 bytes, checksum: 5edce0c43fe644d4b569df09a0b7f92f (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2018-06-29T19:36:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Diss Final Hannah Moore. 2016.pdf: 992599 bytes, checksum: 5edce0c43fe644d4b569df09a0b7f92f (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2018-07-11T18:12:09Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Diss Final Hannah Moore. 2016.pdf: 992599 bytes, checksum: 5edce0c43fe644d4b569df09a0b7f92f (MD5) / Made available in DSpace on 2018-07-11T18:12:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Diss Final Hannah Moore. 2016.pdf: 992599 bytes, checksum: 5edce0c43fe644d4b569df09a0b7f92f (MD5) / A Violência Policial é um fenômeno mundial que se acentua em determinados segmentos urbanos de países democráticos como o Brasil. Ainda que entendendo a polícia como entidade legítima de exercício da violência por parte do Estado, o fenômeno da violência policial tem demonstrado estar enraizado em suas práticas históricas ao dirigir-se sistematicamente contra indivíduos de etnias africanas e seus descendentes. Esta pesquisa, vinculada ao mestrado em saúde coletiva, objetivou analisar os significados e experiências envolvidos na relação entre violência policial e masculinidade negra em Salvador. De forma complementar, procurou-se analisar o potencial da arte como instrumento de resiliência para a juventude negra e discutir os limites e as contradições dos programas e políticas governamentais voltados ao combate à violência policial. Trata-se de analisar a relação entre a violência do Estado e os jovens negros, levando em conta a incidência do racismo e a construção social da masculinidade negra, procurando identificar seu papel nessa relação, tendo em vista as restrições impostas à identidade infligida aos homens negros. Além disso, as formas pelas quais a arte prevê a reescrita de processos de identidade, de resiliência e empoderamento. O perfil racial e a violência racial são funções do racismo, que se manifestam de forma diferente em diferentes contextos. A dificuldade em abordar o racismo e a violência racial no Brasil deve ser entendida no contexto da ideologia do mito da democracia racial em que o racismo foi declarado não existir. Em um momento em que o Brasil está tendo debates em torno da ação afirmativa e do racismo, revela-se especialmente relevante desenvolver estudos sobre a violência policial e a relação complexa entre ela e jovens negros. Destacam-se como conceitos-chave da pesquisa: interseccionalidade, masculinidade, racismo e violência do Estado. Adotou-se um método qualitativo de pesquisa, mais especificamente o estudo de casos. Foram conduzidos dois estudos de caso, focalizando a experiência de dois jovens negros vinculados a coletivos juvenis de Salvador que desenvolvem práticas culturais. Os dados foram produzidos por meio de entrevistas narrativas, entrevistas semiestruturadas, análise de produtos artísticos desenvolvidos pelos dois jovens (poesias, letras de música) e observação participante. Além dos estudos de caso, foram realizadas entrevistas complementares com informantes-chave, sendo uma coordenadora do Grupo de Controle Externo para a atividade policial e outra coordenadora de comunicação do Fórum Comunitário contra a Violência em Salvador. Dentre os resultados, destacam-se os seguintes aspectos: que a própria construção da masculinidade negra, trabalha para confinar homens negros as ideias limitadas de identidade que se auto prejudicam e sustentam ideias coletivas que justificam o assassinato de homens negros pelo Estado. Uma compreensão crítica de todas as maneiras que esta construção social é perpetuada deve ser tido. Mais importante ainda, devemos ouvir as vozes e histórias de homens negros para entender essa complexa relação.
23

Agir e interagir na prevenção da violência: estudo em um bairro popular de Salvador – Bahia.

Carvalho, Ana Clara Rebouças 12 December 2016 (has links)
Submitted by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-03-12T09:58:17Z No. of bitstreams: 1 TESE Ana Clarade Reboucas Carvalho 2016.pdf: 2825720 bytes, checksum: f365fca19cfe1534b9829b562f6918ff (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-03-12T09:58:40Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TESE Ana Clarade Reboucas Carvalho 2016.pdf: 2825720 bytes, checksum: f365fca19cfe1534b9829b562f6918ff (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-12T09:58:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TESE Ana Clarade Reboucas Carvalho 2016.pdf: 2825720 bytes, checksum: f365fca19cfe1534b9829b562f6918ff (MD5) / A violência é considerada um dos cinco problemas prioritários do mundo, segundo o Relatório Mundial sobre a Prevenção da Violência (OMS, 2014). De acordo com este documento, muitos países estão desenvolvendo planos de ação, e investindo em prevenção, mas não em níveis adequados e compatíveis com a dimensão e a gravidade do problema. O Brasil não foge à regra, e tem apresentado índices de violência expressivos que a tornam um problema social e de saúde pública de grande relevância. Em face deste quadro, esta pesquisa partiu da seguinte questão de investigação: como atores de um dado território atuam e interatuam para prevenir violências recorrentes neste espaço? Isto posto, objetivei descrever os processos de ação e interação entre lideranças comunitárias, policiais e profissionais de saúde no que diz respeito à abordagem preventiva de violências frequentes em um bairro popular de Salvador, Bahia. Mais especificamente, descrevi ações de prevenção de violência desenvolvidas nos dispositivos comunitários e institucionais (serviço de saúde, Base de Segurança), o grau de articulação entre estes segmentos, bem como busquei identificar limites e potencialidades das experiências em foco, de modo a refletir sobre possíveis contribuições à abordagem preventiva em outros contextos comunitários. Para tanto, realizei uma etnografia que incorporou a Teoria Ator Rede, com ênfase na conformação heterogêneas das redes que atuam preventivamente sobre a violência, especialmente, em territórios sócio-ambientalmente vulneráveis. A experiência etnográfica e a análise do corpus atenderam à pergunta desta pesquisa nas seguintes direções: os atores comunitários e institucionais que acompanhei executam ações preventivas em diferentes perspectivas e voltadas a públicos igualmente diversos, com certa ênfase na infância e adolescência; tais ações tendem a se desenvolver de modo pouco articulado entre si e, especialmente, entre os dispositivos comunitários e institucionais presentes no bairro, com destaque para a ainda discreta atuação do serviço de saúde no que tange o objeto em foco. As principais limitações vistas e apontadas pelos atores dizem respeito ao frágil estímulo estatal e às grandes restrições de recursos públicos, em especial, às dificuldades de ordem estrutural e funcional para o desenvolvimento das ações, o que, por outro lado, contrastam com o potencial criativo, agregador e mobilizador destes atores. O estudo revelou, portanto, aspectos especialmente complexos relativos aos processos de enfrentamento da violência, apontando limitações estruturais e funcionais desde a proposição de ações preventivas à manutenção destas no tempo, tanto nos dispositivos comunitários, com destaque para os espaços educativos, quanto nos institucionais, a exemplo dos desafios vistos nos serviços de saúde e de segurança pública do bairro, em que pesem a mobilização e protagonismo dos atores a despeito de tais fragilidades. Finalmente, é esperado que o conjunto das análises deste trabalho venha a contribuir com as políticas públicas vigentes, ou a serem formuladas, voltadas à prevenção das expressões de violência recorrentes neste e em semelhantes contextos urbanos.
24

Intoxicações por agrotóxicos no Estado do Tocantins: 2010-2014.

Silva, Sérgio Luis de Oliveira 04 July 2016 (has links)
Submitted by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-03-13T14:13:15Z No. of bitstreams: 1 Diss Sérgio Luís Silva MP. 2016.pdf: 3418398 bytes, checksum: 26090adf1308bc0a6d0e159f95c68aaa (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-03-13T14:22:53Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Diss Sérgio Luís Silva MP. 2016.pdf: 3418398 bytes, checksum: 26090adf1308bc0a6d0e159f95c68aaa (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-13T14:22:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Diss Sérgio Luís Silva MP. 2016.pdf: 3418398 bytes, checksum: 26090adf1308bc0a6d0e159f95c68aaa (MD5) / O Brasil é o maior consumidor mundial de agrotóxicos e com vários trabalhadores expostos a estes produtos químicos. No Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS), tem aumentado nos últimos anos, o número de notificações de intoxicações exógenas, incluindo os agrotóxicos. Nesse cenário, o Estado de Tocantins também tem colaborado para o crescimento das notificações por intoxicações dos agentes tóxicos constantes na ficha de investigação do Sistema de Informação de Agravos de Notificação-Sinan (medicamento, agrotóxicos, raticida, produto veterinário, produto de uso domiciliar, cosmético/higiene pessoal, produto químico de uso industrial, metal, drogas de abuso, planta tóxica alimento e bebida). Apesar desse aumento, os números não representarem a realidade das intoxicações, inclusive para agrotóxicos de uso agrícola, objeto desse trabalho. Este estudo é descritivo e exploratório e utiliza como fontes de dados secundários o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Tem como objetivo caracterizar as intoxicações por agrotóxicos no Tocantins entre os anos de 2010 e 2014. No total das intoxicações exógenas, o sexo feminino é o mais afetado. No caso das intoxicações para os três tipos de agrotóxicos - de uso agrícola, de saúde pública e de uso doméstico – a maior proporção é no sexo masculino. Ao serem distribuídos, observam-se os seguintes percentuais: de uso agrícola, 6,66%; de saúde pública, 0,82% e doméstico, 3,55%. Os tipos de agentes tóxicos aos quais os intoxicados estiveram expostos apresentam os seguintes percentuais: inseticidas - 29,28%; herbicidas - 27,07% e fungicidas - 4,14%. Araguaína é o principal município notificador e os dez municípios mais notificadores correspondem a 84% do total, sendo que a grande maioria responde por percentuais muito baixos, entre 0,28% e 2,21% das notificações realizadas. Normalmente os dados oficiais limitam-se às notificações nas unidades hospitalares quanto às intoxicações agudas. Diante disso, há indícios de que o consumo de agrotóxico agrícola no Tocantins tem impactos significativos no ambiente e na saúde da população, principalmente nos trabalhadores rurais e seus familiares. As faixas etárias com maior proporção de intoxicações encontram-se nas de 20 a 29 anos e de 30 a 39 anos, com 25,14% e 18,78% dos casos, respectivamente, totalizando cerca de 44% de todas as intoxicações. A letalidade dos casos confirmados para todas as intoxicações exógenas é de 0,95%. Porém, especificamente para agrotóxico agrícola, essa letalidade é de 3,25 %, ou seja, três vezes mais. Esses dados revelam que as pessoas ficam expostas aos agrotóxicos em diversas situações. As circunstâncias da exposição/contaminação nas formas acidental, ambiental e as tentativas de suicídio são dados que deveriam preocupar os gestores das políticas de saúde pública do estado do Tocantins.
25

Leishmaniose visceral em crianças de zero a cinco anos em Araguaína – TO, no período de 2011 a 2013.

Lemos, Maria Deuzina Alves 20 July 2016 (has links)
Submitted by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-03-13T14:30:25Z No. of bitstreams: 1 DISS MARIA DEUZINA LEMOS. MP 2016.pdf: 392236 bytes, checksum: bd64c0393869628da0d0e1418628710d (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-03-13T14:54:11Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DISS MARIA DEUZINA LEMOS. MP 2016.pdf: 392236 bytes, checksum: bd64c0393869628da0d0e1418628710d (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-13T14:54:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISS MARIA DEUZINA LEMOS. MP 2016.pdf: 392236 bytes, checksum: bd64c0393869628da0d0e1418628710d (MD5) / No Brasil, a incidência de leishmaniose visceral, conhecida como calazar, é alta, com uma média de dois casos por 100.000 habitantes por ano. A pesquisa analisa os fatores relacionados à necessidade de internação por leishmaniose visceral em crianças de zero a cinco anos internadas no Hospital de Doenças Tropicais de Araguaína no período de 2011 a 2013. Descrevendo as características epidemiológicas da leishmaniose visceral no município de Araguaína – TO. E os aspectos clínicos, laboratorial, opções terapêuticas durante a internação e o processo evolutivo da leishmaniose visceral. É um estudo transversal descritivo que utilizou o sistema de informação (SINAN) e os prontuários de internação das crianças hospitalizadas no período em estudo. Foram analisados 407 prontuários 207/50,8%) do sexo masculino (200/49%) do sexo feminino; Raça parda; com uma distribuição de crianças < de 1 ano a 1 anos como as mais acometidas pela LV. A média do tempo de hospitalização foi de 13 dias; 70% dos casos tiveram outras doenças associadas, Pneumonia, broncopneumonia, septicemia não específica. A medicação mais utilizada como 1ª escolha foi antimonial pentavalente, 2ª Anfotericina B e os casos mais graves Anfotericina B lipossomal. O início dos sintomas foi em médias de 15 dias. Entre as formas clínicas das leishmanioses, a leishmaniose visceral (LV) ou calazar constitui-se na mais grave, pois, quando não tratada adequadamente, determina elevados índices de letalidade.
26

Acidentes de trabalho com profissionais de enfermagem nas unidades hospitalares públicas em uma capital da Região Norte do Brasil.

Lameira, Regiany Calazans 04 August 2016 (has links)
Submitted by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-03-14T02:53:47Z No. of bitstreams: 1 Diss Regiany C Lameira. MP 2016 (1).pdf: 2207484 bytes, checksum: e14d0b49b8c4ad8fdbda408834f25c8f (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-03-14T03:04:59Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Diss Regiany C Lameira. MP 2016 (1).pdf: 2207484 bytes, checksum: e14d0b49b8c4ad8fdbda408834f25c8f (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-14T03:04:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Diss Regiany C Lameira. MP 2016 (1).pdf: 2207484 bytes, checksum: e14d0b49b8c4ad8fdbda408834f25c8f (MD5) / No contexto hospitalar as equipes de enfermagem realizam atividades assistenciais que apresentam riscos ocupacionais que precisam ser percebidos, analisados e transformados numa ação preventiva contínua no ambiente de trabalho. O objetivo desse estudo foi descrever as ocorrências dos agravos, caracterizar os acidentes de trabalho e os profissionais de enfermagem envolvidos além de identificar as condutas adotadas após exposição ocupacional nas unidades hospitalares públicas em uma capital da região norte do Brasil. Trata-se de um estudo de série de casos com informações obtidas do Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador. Os dados foram analisados a partir de Fichas de Investigação dos Acidentes de trabalho com exposição à material biológico, Acidente de trabalho grave e Intoxicação exógena envolvendo profissionais de enfermagem no período de 2010 a 2014. Os resultados evidenciam que os acidentes com exposição à material biológico foram os mais freqüentes (251 casos) no período estudado, sendo os profissionais mais expostos mulheres (92%), profissionais na faixa etária de 30 a 39 anos (38,2%), técnicos de enfermagem (82%), empregados na instituição hospitalar (91,2%) e com tempo de serviço de até 3 anos (49,8%). A atividade da administração de medicação (55,3%) e o momento do descarte de material perfurocortante (19,9%) são as circunstâncias de acidentes de trabalho que mais apresentam número de ocorrências. A via percutânea foi o tipo de exposição mais comum (84%) e a agulha foi o instrumento que causou maior número de ocorrência entre os profissionais (76%). Sangue/fluidos com sangue/soro e plasma apareceram como material orgânico de maior registro (89,6%). Houve elevado número de profissionais sem indicação de quimioprofilaxia (84,4%) e foi frequente o número de trabalhadores que obtiveram alta sem conversão sorológica (70,1%). O estudo aponta que ainda há profissionais que não usam equipamentos de proteção individual no momento da exposição. Além disso, a pesquisa identificou fortes indícios de casos não notificados. Deste modo, torna-se relevante reforçar medidas preventivas através de uma educação permanente efetiva e contínua no ambiente hospitalar bem como sensibilizar os profissionais de enfermagem quanto a importância das notificações dos agravos e o acompanhamento rigoroso após exposição ocupacional.
27

Sala de situação de saúde: informação como ferramenta para a gestão.

Fonseca, Marcos Aurélio da Silva 25 April 2012 (has links)
Submitted by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-04-20T13:13:53Z No. of bitstreams: 1 Dissertação MP. MARCOS AURELIO FONSECA. 2012.pdf: 950730 bytes, checksum: 4d24d2742caaf0d685317a3571c9a13d (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-04-20T13:25:44Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação MP. MARCOS AURELIO FONSECA. 2012.pdf: 950730 bytes, checksum: 4d24d2742caaf0d685317a3571c9a13d (MD5) / Made available in DSpace on 2017-04-20T13:25:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação MP. MARCOS AURELIO FONSECA. 2012.pdf: 950730 bytes, checksum: 4d24d2742caaf0d685317a3571c9a13d (MD5) / As experiências de Sala de Situação em Saúde têm sido descritas como importante ferramenta de gestão, fornecendo informações para a análise das condições de saúde e das ações desenvolvidas, como também para a tomada de decisão. O presente projeto que tem como tema: “Sala de situação de saúde: informação como ferramenta para a gestão”. Traz como objetivo geral a elaboração do projeto da sala de situação das urgências em saúde no Município de Aracaju, e tem como objetivos específicos identificar fontes de dados disponíveis para a montagem da sala de situação do SAMU de Aracaju, propor os indicadores a serem implantados, o acompanhamento, sua periodicidade e descrever a estrutura (física, recursos humanos, fluxo da informação) necessária para a implantação da proposta. Trata-se de um projeto de intervenção, onde propomos a utilização das informações dos atendimentos realizados pelo SAMU 192 ARACAJU na elaboração da sala de situação e a divulgação das informações através da distribuição espacial nas regiões de saúde do Município de Aracaju.
28

Acidentes escorpiônicos no Nordeste do Brasil: análise epidemiológica de 136.728 casos notificados de 2000 a 2009.

Ribeiro, Laíse Carvalho 26 May 2014 (has links)
Submitted by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-04-20T13:01:31Z No. of bitstreams: 1 Dissertação Laíse Ribeiro. 2014.pdf: 1227102 bytes, checksum: 4a5fcb59b4f41f35f582c22712d3d7d7 (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Creuza Silva (mariakreuza@yahoo.com.br) on 2017-04-20T13:03:25Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação Laíse Ribeiro. 2014.pdf: 1227102 bytes, checksum: 4a5fcb59b4f41f35f582c22712d3d7d7 (MD5) / Approved for entry into archive by Uillis de Assis Santos (uillis.assis@ufba.br) on 2017-05-09T18:31:19Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação Laíse Ribeiro. 2014.pdf: 1227102 bytes, checksum: 4a5fcb59b4f41f35f582c22712d3d7d7 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-05-09T18:31:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação Laíse Ribeiro. 2014.pdf: 1227102 bytes, checksum: 4a5fcb59b4f41f35f582c22712d3d7d7 (MD5) / Segundo o Ministério da Saúde, as regiões do país apresentam diferenças relativas aos coeficientes epidemiológicos do escorpionismo, e a região Nordeste tem se destacado negativamente neste aspecto. Estudos epidemiológicos sobre o escorpionismo na região abordaram o tema por meio de recortes temporais e espaciais distintos, não permitindo comparações entre Estados. Diante da falta de comparabilidade dos dados dos estudos até então publicados, objetivou-se descrever a evolução da incidência, mortalidade e letalidade de todos os 136.728 casos de escorpionismo notificados ao Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN) pelas 131 Regionais de Saúde dos 9 Estados do Nordeste do Brasil, considerando um recorte temporal recente (2000-2009). A incidência média de escorpionismo na região Nordeste do Brasil foi 27,04 casos por 100.000 habitantes, a mortalidade média por escorpionismo na região Nordeste foi 0,14 óbitos por 100.000 habitantes e a letalidade média por escorpionismo na região Nordeste foi 0,51%. Na região, a incidência de acidente escorpiônico aumentou 2,4 vezes entre os anos de 2000 e 2009. Alagoas foi o estado com maior incidência (82,5 casos / 100.000 habitantes) e a Bahia apresentou o maior valor de mortalidade (0,33 óbitos / 100.000 habitantes) de acidentes escorpiônicos. Diversas Regionais de Saúde apresentaram aumento na incidência de acidentes, sendo as mais altas nas Regionais 2924 e 2918, no Estado da Bahia. A mortalidade por escorpionismo aumentou em todos os Estados do Nordeste, exceto Ceará e Sergipe. Todos os estados nordestinos apresentaram Regionais de Saúde com letalidades maiores que a média nacional estimada para 2008.
29

Avaliação do trabalho na Estratégia de Saúde da Família no município de Parintins sob a perspectiva do trabalho precário

Silva, Daniela Eda January 2011 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Florianópolis, 2011 / Made available in DSpace on 2012-10-26T06:33:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 293322.pdf: 602428 bytes, checksum: 7d7d0ae4f3f8956449dd406a5f6e5c81 (MD5) / A pesquisa resgatou na história a evolução do mundo do trabalho nos diferentes cenários para compreender o contexto do trabalho da Estratégia de Saúde da Família do município de Parintins. Com base na inclusão da Equipe de Saúde da Família como estratégia norteadora do Sistema Único de Saúde, se propõe avaliar o trabalho na Estratégia de Saúde da Família, sob a perspectiva do trabalho precário. O trabalho precário permeia os diversos setores sociais há décadas e se configura na atualidade um tema complexo, porém relevante principalmente para áreas de produção social como a saúde. A pesquisa foi realizada no contexto Amazônico por se tratar de uma realidade peculiar a do restante do território nacional, quando comparado as biodiversidades, a complexidade das barreiras geográficas e o investimento no contexto econômico, cultural e social. A metodologia foi norteada pela Avaliação Construtivista e analisada e descrita por Grounded Theory (teoria fundamentada nos dados), por conta do estudo se caracterizar avaliativo com dados qualitativos, apontamentos quantitativos que vão configurar as características das condições e relações de trabalho de Parintins. / Research rescued in history to the changing world of work in different scenarios to understand the context of the work of the Family Health Strategy in the city of Parintins. Based on the inclusion of the Family Health Team as guiding strategy of the Unified Health System, intends to evaluate the work in the Family Health Strategy from the perspective of precarious work. Precarious work permeates the various social sectors for decades and is configured to present a complex subject, but particularly relevant to areas of social production such as health. The research was conducted within the Amazon because it is a fact peculiar to the rest of the country, compared to biodiversity, the complexity of geographical barriers and investment in its economic, cultural and social. The methodology was guided by the Constructivist Assessment and analyzed and described by Grounded Theory (grounded theory), because the study was to characterize evaluative data with qualitative, quantitative notes which will shape the characteristics of working conditions and relations of Parintins.
30

Potencialidades e limitações das práticas de saúde desenvolvidas por apoiadores institucionais da política nacional de humanização

Faust, Sabrina Blasius January 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Florianópolis, 2013 / Made available in DSpace on 2014-08-06T17:34:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 324002.pdf: 954469 bytes, checksum: 232316e60b3b599baa141d88f4fc2032 (MD5) Previous issue date: 2013 / This research investigates the potential and limitations of the devices and actions developed from a process of training intervention of institutional supporters of the HNP, to change health practices, from their plans. The analysis revealed three categories: "Devices and actions of PNH" Pointing Method Wheel as potential for discussion on health services and co-management that stands out while device HNP; " Difficulties faced ", which are described weaknesses relating to the management and labor relations, and finally, "Intervention for Transformation", which shows the formation of networks, links, personal change, inclusion and valuation of all such transformations occurred. We conclude that the PNH achieved through the course of supporters in Santa Catarina, create spaces of the building and the exchange of knowledge, ways of investing in teamwork.

Page generated in 0.0633 seconds