• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 112
  • 1
  • Tagged with
  • 113
  • 77
  • 29
  • 26
  • 25
  • 22
  • 21
  • 20
  • 17
  • 15
  • 15
  • 14
  • 14
  • 12
  • 12
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

Avaliação do efeito da fragmentação florestal na diversidade de carrapatos e patógenos transmitidos por carrapatos ma região do Pontal Paranapanema, SP / Evaluating the impact of forest fragmentation on prevalence and transmission of tick pathogens

Cássio Roberto Leonel Peterka 12 December 2008 (has links)
Avaliou-se o impacto da fragmentação florestal na diversidade de carrapatos de vida-livre e a presença de patógenos nestes carrapatos em remanescentes florestais do Pontal do Paranapanema, estado de São Paulo, Brasil. Estes fragmentos florestais abrigam uma rica e importante biodiversidade, com espécies endêmicas e ameaçadas como o mico-leão-preto (Leontopithecus chrysopygus), a anta (Tapirus terrestris), a onça pintada (Panthera onca), o macuco (Tinamus solitarius) e várias outras espécies de aves, mamíferos, répteis, anfíbios e peixes. Aproximadamente 90% das espécies de carrapatos parasitam exclusivamente hospedeiros selvagens. O restante pode ter animais domésticos e humanos como hospedeiros. Embora a maioria das pesquisas tenha sido dirigida a espécies de importância econômica, os carrapatos que parasitam animais selvagens possuem relevante papel na manutenção dos níveis de patógenos em populações de vida livre. Algumas destas espécies, por exemplo, demonstraram que podem parasitar hospedeiros não selvagens e promover o surgimento de zoonoses. Em habitats fragmentados, a diversidade de espécies vertebradas é menor se comparado a habitats com pouca alteração antrópica. Portanto, a fragmentação do habitat diminui a diversidade de espécies de carrapatos também. Para estudar a relação entre a fragmentação florestal e a ecologia das populações de carrapatos foram coletados carrapatos em 8 fragmentos florestais pelo método de arrasto de flanela e inspeção visual da vegetação. Os índices de comparação utilizados foram de similaridade de Jaccard, de diversidade de Shannon e complexidade do fragmento florestal de Patton. Utilizou-se o modelo de regressão linear para compara os índices de Shannon e Patton. Um total de 2149 ninfas de Amblyomma spp foi coletado e foram identificadas as espécies de 629 carrapatos. As espécies coletadas foram Amblyomma cajennense (94,28%), A. coelebs (1,59%), A. naponense (2,86%), A. ovale (0,64%), A. nodosum (0,32%), A. brasiliense (0,16%) e Haemaphysalis juxtakochi (0,16%). Nenhum indivíduo testado foi positivo pelo teste da hemolinfa. Os resultados mostraram uma tendência de correlação entre a fragmentação floresta, e a diversidade de espécies de carrapatos. / This study evaluated the impact of forest fragmentation on diversity of freeliving ticks and prevalence of tick pathogens in remaining forest fragments in the Pontal do Paranapanema, São Paulo state, Brazil. These forest fragments shelter rich and important biodiversity, with endemic and threatened species such as the black lion tamarin (Leontopithecus chrysopygus), the tapir (Tapirus terrestris), jaguar (Panthera onca), the solitary tinamou (Tinamus solitarius) and various other species of birds, mammals, reptiles, amphibians and fish. Approximately 90% of tick species parasitize exclusively wild hosts. The remainder can also have domestic animals and humans as hosts. Although most research has been directed to species of economic importance, ticks that parasitize wild animals are also relevant due to their role in maintaining enzootic pathogen levels in wild populations. Some of these species, for example, have been shown to cross-over onto non-wild hosts and promote emergent zoonoses. In fragmented habitats, the diversity of vertebrate species is normally lower than comparable habitats with minimal anthropic alteration. Thus, habitat fragmentation decreases the diversity of tick species too. To study the relationship between forest fragmentation and population ecology of ticks, ticks were collected in 8 forest fragments using dragging and visual inspection of vegetation. The index used were Jaccard´s similarity, diversity f Shannon and Patton. The linear regression model was used to compare Shannon and Patton indexes. A total of 2149 nymphs of Amblyomma spp. And 629 identified ticks was collected. The species of ticks collected was Amblyomma cajennense (94,28%), A. coelebs (1,59%), A. naponense (2,86%), A. ovale (0,64%), A. nodosum (0,32%), A. brasiliense (0,16%) e Haemaphysalis juxtakochi (0,16%). All ticks were negative by hemolimph test. The results showed a tendency of correlation between forest fragmentation and diversity of tick species.
42

Ocorrência de patógenos transmitidos por carrapatos (Anaplasma spp, Babesia spp, Ehrlichia spp, Hepatozoon spp e Rickettsia spp) em lobos guará (Chrysocyon brachyurus) e cães domésticos na região do Parque Nacional da Serra da Canastra, Minas Gerais, Brasil / Occurrence of tick-borne pathogens (Anaplasma spp, Babesia spp, Ehrlichia spp, Hepatozoon spp e Rickettsia spp) in maned wolves (Chrysocyon brachyurus) and domestic dogs at Serra da Canastra National Park, Minas Gerais, Brazil

Ricardo Corassa Arrais 18 October 2013 (has links)
No período de julho de 2004 a junho de 2012, foram realizadas 104 capturas de lobos-guará. Os animais foram contidos quimicamente para coleta de material biológico. Carrapatos foram encontrados em 94 lobos e enviados ao Laboratório de Doenças Parasitárias da FMVZ-USP, onde foram identificados com auxílio de estereomicroscópio e chaves taxonômicas. Das amostras analisadas, foram encontradas 72 larvas, 188 ninfas e 911 carrapatos adultos, pertencetes as espécies Rhipicephalus microplus, Amblyomma spp., Amblyomma cajennense, Amblyomma ovale, Amblyomma brasiliense, Amblyomma tigrinum. O presente trabalho registra pela primeira vez larva de R. microplus e adulto de A. brasiliense parasitando C. brachyurus no país, reforçando os achados prévios da literatura destas espécies de carrapatos utilizarem os lobos-guará como hospedeiros. Sangue e soro também foram coletados durante contenção química, 67 amostras de sangue total de lobos guará e 52 carrapatos adultos foram testados através da técnica de Reação em Cadeia de Polimerase (PCR) para a pesquisa de DNA de Anaplasma spp., Babesia spp., Ehrlichia spp., Hepatozoon spp. e Rickettsia spp. Foi realizada a sorologia para a pesquisa de anticorpos anti-Rickettsia spp. para 210 amostras de soro de cães domésticos e 43 foram positivas. Quatro indivíduos apresentaram reação homóloga para R. parkeri, dois para R. rhipicephali, um para R. rickettsii. Alem disso, foram testadas 88 amostras de soro de lobo guará e, destas, 84 foram positivas para pelo menos uma das espécies de Rickettsia e indicaram reação homóloga para R. parkeri e R. rhipicephali. Foram testadas 84 amostras de soro de lobo-guará na sorologia para Ehrlichia canis e, destas, 16 foram positivas. Nos testes moleculares foi detectada e confirmada a presença de H. canis, H. felis, R. parkeri já descritas para os hospedeiros vertebrados e invertebrados testados no estudo e ainda o primeiro registro em A. tigrinum de Candidatus R. andeanae e Candidatus Midichloria mitocondrii / From July 2004 to June 2012, 104 maned wolves were captured. The animals were chemically restrained in order to collect biological material. Ticks were found in 94 wolves and sent to the Laboratory of Parasitic Diseases FMVZ USP, and were identified using a stereomicroscope and taxonomic keys. Of the samples analyzed, 72 were larvae, 188 nymphs and 911 adult ticks, from the species Rhipicephalus microplus , Amblyomma spp , A. cajennense, Amblyomma ovale, Amblyomma brasiliense e Amblyomma tigrinum. This paper reports for the first time larvae of R. b. microplus and adult of A. brasiliense parasitizing C. brachyurus in the country, reinforcing the findings in previous studies of these species of ticks using the maned wolves as hosts . Blood and serum samples were also collected during chemical restraint, 67 blood samples of maned wolves and 52 adult ticks were tested using the technique of Polymerase Chain Reaction (PCR) for the detection of DNA of Anaplasma spp., Babesia spp. Ehrlichia spp., Hepatozoon spp. and Rickettsia spp. Serology was performed for the detection of antibodies to Rickettsia spp. 210 serum samples of domestic dogs were tested and 43 were positive. Four individuals showed reaction homologous to R. parkeri, two for R. rhipicephali and one for R. rickettsia. In addition, we tested 88 serum samples of maned wolf and 84 were positive for at least one species of Rickettsia and indicated homologous reaction to R. parkeri and R. rhipicephali. 84 maned wolf serum samples were in serology for Ehrlichia canis and 16 were positive. In molecular tests was detected and confirmed the presence of H. canis, H. felis and R. parkeri had already been described for the vertebrate and invertebrate hosts tested in the study. This is also the first report of Candidatus R. andeanae and Candidatus Midichloria mitocondrii in A. tigrinum
43

Abordagem sobre o controle do carrapato Rhipicephalus (Boophilus) microplus e eficácia de acaricidas comerciais, na região Sul do Rio Grande do Sul, Brasil.

Santos, Tania Regina Bettin dos January 2008 (has links)
A preocupação com a seleção de populações de R.(B.) microplus resistentes aos acaricidas é mundial. No Brasil, o aparecimento de resistência não é monitorado de maneira sistemática, o que dificulta o seu controle. O presente estudo foi realizado com os objetivos de avaliar a sensibilidade de populações de carrapatos da região Sul do Rio Grande do Sul a carrapaticidas comerciais: formamidinas, piretróides sintéticos, organofosforados e associações de organofosforados e piretróides sintéticos; detectar, através de inquérito epidemiológico, as falhas de manejo ocorridas nas propriedades e suas possíveis correlações com a seleção de populações de carrapatos resistentes às drogas e de comparar o índice de eficácia de produtos comercias à base de amitraz. Para avaliar a sensibilidade das drogas foram analisadas, pelo teste de Drummond, 30 populações de carrapatos de duas regiões fisiográficas do sul do Rio Grande do Sul (Serra do Sudeste e Encosta do Sudeste). Observou-se que a eficácia média dos acaricidas, somente tem diferença entre as regiões (p<0,05) para a deltametrina, sendo maior na Encosta do Sudeste. Entretanto, ao analisar as eficácias mínimas entre as duas regiões, observa-se que há diferença para o amitraz e a cipermetrina (p<0,05), sendo menores na Serra do Sudeste. A maioria das questões abordadas, não apresentou diferença estatística (p<0,05), exceto o número de aplicação de carrapaticidas ao ano que foi maior na Serra do Sudeste. Com o objetivo de realizar um inquérito abordando a percepção dos produtores da região Sul do Rio Grande do Sul, quanto à identificação de populações de R. (B.) microplus difíceis de controlar com acaricidas e os fatores de risco para a seleção de populações de carrapatos resistentes, foram coletados dados sobre o controle do carrapato de bovinos de corte, em 85 propriedades de sete municípios, localizados na região Sul do Estado. Pelos resultados verificou-se a existência de associação entre a dificuldade de controlar o carrapato com os acaricidas e o grau de instrução do proprietário (até o ensino fundamental com OR =3,67 e p =0,01) e o número de aplicação de carrapaticida por ano (superior a quatro com OR = 4,05 e p = 0,006). Esses resultados indicam que propriedades com mais de 100 bovinos de corte em criação extensiva, na região Sul do Rio Grande do Sul apresentam características que podem contribuir para uma maior vida útil dos carrapaticidas do que as verificadas em outras regiões do País. A comparação entre a eficácia de cinco produtos comerciais a base de amitraz, foi realizada através de entrevistas de campo com 100 proprietários de fazendas de gado de leite e corte da região, usando questionário específico. Amostras de R. (B.) microplus, foram coletadas e processadas pelo teste de Drummond, no Laboratório de Parasitologia da Universidade Federal de Pelotas. Através da análise dos resultados verificou-se que em 23% das populações estudadas, o amitraz tem uma eficácia inferior a 69%, sendo que em 29% dessas amostras de carrapato o grau de eficácia foi igual a zero, sugerindo a presença de altos níveis de resistência ao amitraz. Além disso, o produto comercial mais utilizado na região demonstrou o menor índice de eficácia. Alerta-se a respeito da possibilidade da dispersão de populações de carrapatos resistentes, o que justifica a necessidade de direcionar pesquisas visando novas alternativas e produtos para o controle desse parasito. / In this sense, the concern with the emergence of acaricide-resistant R. (B.) microplus populations has reached global proportions. In Brazil, the emergence of resistance is not systematically monitored, which makes tick control more difficult. The present study evaluates tick population sensitivity to commercially available acaricides, in the southern region of the state of Rio Grande do Sul. The acaricides tested were synthetic pyrethroid phormamidines, organophosphorous compounds and associations, as well as synthetic pyrethroid compounds. More specifically, this study conducted a epidemiological investigation to detect failures in husbandry procedures in farms and the potential correlations with acaricide resistance. Also, amitraz-based products were compared for efficiency. The Drummond test was adopted to assess sensitivity to the drugs tested in 30 tick populations from two physiogeographic regions in the south of Rio Grande do Sul (Serra do Sudeste and Encosta do Sudeste). Mean acaricide resistance was statistically significant (p<0.05) only for deltametrine, being higher in the Encosta do Sudeste region. Yet, when minimum drug efficiency was compared for the two regions, statistically significant difference was observed for amitraz and cipermetrine (p<0.05), being higher in the Serra do Sudeste region. Most resistance aspects addressed did not show statistically significant differences (p<0.05), except the number of yearly acaricide applications, which was higher in the Serra do Sudeste region. With a view to gain insights as to the perception local breeders have of the characterization of acaricide resistant R. (B.) microplus populations and of the risk factors involved in the emergence of these populations, data on tick control for meat-producing cattle were collected in 85 farms distributed across seven counties in the region. The results reveal the association between the difficulty to control tick populations with acaricides and literacy of breeders (up to junior high with OR = 3.67 and p = 0.01) and yearly acaricide applications (over 4 applications a year with OR = 4.05 and p = 0.006). The results indicate that local farms with more than 100 meat-producing bovines in extensive breeding regimes were managed in ways that may add to longer acaricide life as compared to values seen for other Brazilian regions. The comparative efficiency for five commercially available amitraz-based acaricides was assessed using a specifically prepared questionnaire to interview 100 breeders in the field who owned milk and finishing cattle farms. R. (B.) microplus specimens were collected and processed using the Drummond test in the Laboratório de Parasitologia of the Universidade Federal de Pelotas. The results show that amitraz efficiency was below 69% in 23% of populations studied. Also, in 29% of these samples, amitraz efficiency was zero, indicating high amitraz resistance values. Moreover, the commercial product most commonly used demonstrates the lowest efficiency index. The results signal the dispersion of acaricide-resistant tick populations, which justifies the need for more research directed to novel tick control measures.
44

Efeito da fragmentação florestal na infestação por carrapatos (Acari: Ixodidae) em aves e infecção de carrapatos por Rickettsia spp no Pontal do Paranapanema, SP / The effect of the forest fragmentation on the infestation of wild birds with ticks and infection by Rickettsia spp in the region Pontal do Paranapanema, SP

Maria Halina Ogrzewalska 28 August 2009 (has links)
A fragmentação do habitat causa a redução na diversidade de espécies, afetando as relações entre os hospedeiros vertebrados e os parasitos. Neste estudo se verificou se o tamanho do fragmento florestal influencia a diversidade das aves silvestres o que poderia afetar a prevalência dos carrapatos nas aves. As aves foram capturadas através de redes de neblina em 12 áreas florestais: quarto fragmentos pequenos (80-140 ha); quatro grandes (480-1850 ha) e quatro controles, no Parque Estadual Morro do Diabo (~36000 ha). Adicionalmente foram coletados também carrapatos de vida livre através de arrasto com a flanela branca ao longo de trilhas. A infecção de carrapatos por riquétsias foi avaliada atrvés de PCR. No total foram capturadas 1745 aves representando 80 espécies de 24 famílias. 223 (13%) das aves foram encontradas parasitadas por formas imaturas de carrapatos: 1800 larvas e 539 ninfas. A espécie mais comum parasitando aves foi Amblyomma nodosum. Outras espécies: Amblyomma coelebs, Amblyomma cajennense, Amblyomma ovale, Amblyomma longirostre, Amblyomma calcaratum, e Amblyomma naponense foram achados nas aves esporadicamente. Entre os carrapatos de vida livre, A. cajennense foi a espécie mais comum, seguindo A. coelebs, A. naponense, Amblyomma brasilense e Haemaphysalis juxtakochi. De dois carrapatos A. nodosum foram isoladas bactérias do gênero Rickettsia em células Vero. Os isolados foram caracterizados por PCR e os fragmentos dos genes gltA, htrA sequenciados, e quando possível ompA e ompB. Um isolado foi identificado como Rickettsia bellii e o segundo, como R. parkeri. Dos 174 A. nodosum testados para a presença de riquétsia, 41 (23.6%) foram infectados por R. parkeri e 10 (5.7%) por R. bellii. A diversidade de aves era maior em áreas do controle, mas varias espécies as aves e também dos carrapatos responderam ao fragmentaço em modo diferente. A. nodosum parasitando as aves era mais abundante em áreas pequenas, enquando A. cajennense encontrado nas aves e em vida livre, era mais abundante em áreas do controle e em áreas grandes. Essas differencias de occorencia dos carraptos podem ser relacionadas com a abundância dos hospedeiros principais e fatores ambientais como temperatura e humidade nas áreas amostradas. Isso é um resultado da fragmentação do habitat que ilustra a falta de equilíbrio entre relações de parasitos, hospedeiros e ambiente. / Habitat fragmentation causes reduction in species diversity, affecting the relationships between vertebrate hosts and parasites. We tested if patch size has influence on forest birds diversity, which could affect the prevalence of ticks on wild birds. During two years we conducted a bird survey, using mist net in 12 areas: four small patches (80-140 ha), four large ones (480-1850 ha) and four control areas within the Morro do Diabo State Park (~36000 ha). Free living ticks were also collected through dragging the vegetation. Identified ticks were tested in the laboratory for the presence of Rickettsia. A total of 1,745 birds were captured representing 80 species from 24 families. A total of 223 (13%) birds were found infested by immature forms of ticks: 1,800 larvae and 539 nymphs. The most common tick parazitizing birds was Amblyomma nodosum. Other species, Amblyomma coelebs, Amblyomma cajennense, Amblyomma ovale, Amblyomma longirostre, Amblyomma calcaratum, and Amblyomma naponense were found sporadically. Among free-living ticks collected in the environment, A. cajennense was the most common followed by A. coelebs, A. naponense, Amblyomma brasilense and Haemaphysalis juxtakochi. From two individuals of A. nodosum ticks, rickettsiae were isolated in Vero cell culture and the isolates were molecularly characterized using the rickettsial genes gltA, htrA, and when possible also ompA and ompB. The first isolate was identified as Rickettsia bellii and the second isolate, was identified as R. parkeri. Among 174 A. nodosum tested, 41 (23.6%) were found to be infected by R. parkeri and 10 (5.7%) were infected with R. bellii strain Pontal. Bird diversity was higher in control and large areas, but various species of birds and also ticks responded in different way for fragmentation. A. nodosum parasitizing birds was more abundant in small patches, while A. cajennense found on birds and in the environment was more abundant in control and large areas. These differences of the occurrence of ticks could be related with the abundance of main vertebrate hosts, or environmental conditions such as temperature and humidity in sampled areas. This is a result of fragmentation of habitat and shows the lack of balance between the environment-host-parasite relationships.
45

Avaliação da infecção por Rickettsia spp. em Amblyomma triste Koch (Acari: Ixodidae) e em algumas espécies de Ornithonyssus Sambon (Acari: Macronyssidae) / Evaluation of Rickettsial infection in Amblyomma triste Koch (Acari: Ixodidae) and in some species Ornithonyssus spp. Sambon (Acari: Macronyssidae)

Fernanda Aparecida Nieri Bastos 09 March 2012 (has links)
O gênero Rickettsia compreende bactérias intracelulares obrigatórias e há por enquanto 22 espécies que, comprovadamente, são patogênicas ao homem. A transmissão da maioria das espécies de riquétsias está associada a carrapatos, mas também podem ser veiculadas por pulgas, piolhos e ácaros. O presente estudo teve por objetivos avaliar a infecção de Rickettsia parkeri em carrapatos da espécie Amblyomma triste (Acari: Ixodidae) e também avaliar a infecção de Rickettsia spp. em algumas espécies de Ornithonyssus Sambon (Acari: Macronyssidae). Foram obtidas fêmeas de A. triste de um cervo-do-pantanal (Blastocerus dichotomus) atropelado e as posturas testadas por PCR para o estabelecimento de uma colônia naturalmente infectada com R. parkeri (grupo infectado) e outra livre de infecção (grupo controle). Para avaliar a infecção de Rickettsia spp. em ácaros foram realizadas 15 campanhas de capturas de pequenos mamíferos terrestres nos estados de São Paulo e Paraná. Após anestesisa e escovação, os ácaros foram removidos dos hospedeiros e mantidos em nitrogênio líquido para a tentativa de isolamento através da técnica de shell vial. Foram estudadas quatro gerações de A. triste infectada e não infectada com R. parkeri. Os resultados revelaram que R. parkeri é moderadamente patogênica para A. triste e a fase do ciclo biológico do carrapato mais sucetível ao efeito deletério da bactéria é o estágio ninfal. Foram capturados 165 mamíferos silvestres das seguintes espécies: Akodon cursor, Akodon montensis, Didephis aurita, Euryzoryzomys russatus, Metachirus nudicaudatus, Monodelphis sp., Nectomys squamipes, Oecomys sp., Oligoryzomys sp, Oxymycterus sp., Sciurus aestuans and Thaptomys nigrita. Destes, somente 13 estavam infestados com três espécies de Ornithonyssus spp. Foi obtido um isolado de O. vitzthumi que parasitavam Oxymycterus sp., contudo não foi possível sua caracterização, pela não amplificação pelos marcadores clássicos para o gênero Rickettsia. / The genus Rickettsia comprises obligate intracellular bacteria and there are so far 22 species that are proven to be pathogenic to humans. The transmission of most species of rickettsiae is associated with ticks, but also can be transmitted by fleas, lice and mites. The present study aimed to evaluate the infection of Rickettsia parkeri in Amblyomma triste. (Acari: Ixodidae) and also to evaluate the infection of Rickettsia spp. in some species of Ornithonyssus spp. Sambon (Acari: Macronyssidae). A. triste females were obtained from a marsh deer (Blastocerus dichotomus). Through PCR on their offspring, it was established of a colony naturally infected with R. parkeri (infected group) and another colony uninfected (control group). To assess the infection of the Rickettsia spp. in mites, 15 capture campaigns of small terrestrial mammals were performed in the states of São Paulo and Paraná. After anesthesia and brushing, the mites were removed from hosts and kept in liquid nitrogen for isolation of rickettsiae using the shell vial technique. Four consecutive generations of A. triste were studied in the laboratory. The results showed that R. parkeri is moderately pathogenic to A. triste, especially to the nymphal stage. A total of 165 wild small mammals of the following species were captured: Akodon cursor, Akodon montensis, Didephis aurita, Euryzoryzomys russatus, Metachirus nudicaudatus, Monodelphis sp., Nectomys squamipes, Oecomys sp., Oligoryzomys sp, Oxymycterus sp., Sciurus aestuans and Thaptomys nigrita. Of these, only 13 were infested with three species of Ornithonyssus spp. A bacterial isolate was obtained from mites removed from a Oxymycterus sp. However, it was not possible the molecular characterization by classical markers for the genus Rickettsia.
46

Estudo epidemiológico de Rickettsia felis em áreas endêmicas e não-endêmicas para febre maculosa no Estado de São Paulo / Epidemiologic study of Rickettsia felis in endemic and nonendemic areas for spotted fever in the State of São Paulo

Mauricio Claudio Horta 18 May 2006 (has links)
Estudos recentes demonstraram a existência de Rickettsia felis, riquétsia do Grupo da Febre Maculosa, em sangue de pacientes com quadro clínico compatível com a doença e em pulgas infectadas. Este projeto visa determinar a prevalência de R. felis em vetores (pulgas e carrapatos) e em potenciais reservatórios (gambás, cães, gatos, eqüinos e humanos), procedentes de áreas endêmicas (Mogi das Cruzes, Pedreira, Piracicaba e São Paulo), e não endêmicas (Pirassununga) para FM no Estado de São Paulo. Foram utilizados métodos moleculares (reação em cadeia pela polimerase e sequenciamento de DNA), diagnóstico sorológico e cultivo celular. Em gambás capturados (Didelphis aurita e Didelphis albiventris) foram colhidas 312 pulgas, pertencentes às Famílias Pulicidae (141), Rhopalopsyllidae (170) e Ctenophthalmidae (1) e 709 carrapatos (Amblyomma spp e Ixodes loricatus). Nos cães foram colhidos 212 pulgas (Ctenocephalides felis felis) e 115 carrapatos (Amblyomma cajennense, Amblyomma aureolatum e Rhipicephalus sanguineus). Nos gatos foram colhidos 66 pulgas (59 C. felis felis e 7 Rhopalopsyllus lutzi lutzi) e 10 carrapatos (R. sanguineus e Amblyomma spp). A colheita de sangue foi realizada em 94 gambás, 55 cães, 25 gatos, 85 eqüinos e 238 humanos. Rickettsia felis foi detectada em 42-45,8% das pulgas C. felis felis de gambás, cães e gatos; em 4% das pulgas Polygenis (N) atopus de gambás e em 1,8% e 0,7% de carrapatos I. loricatus e Amblyomma spp, respectivamente, colhidos de gambás. Rickettsia bellii foi detectada em carrapatos I. loricatus (59,1%), A. dubitatum (8,7%) e Amblyomma spp (0,9%) e em uma pulga P. (N.) atopus (1%). Não foi possível a detecção de infecção por Rickettsia spp em sangue dos animais e humanos. Contudo, constatou-se presença anticorpos frente aos antígenos de Rickettsia rickettsii, Rickttesia parkeri, R. felis e R. bellii nas áreas estudadas. A titulação obtida sugere infecção por R. rickettsii em gambás, cães, eqüinos e humanos e por R. parkeri em gambás, cães e eqüinos. R. felis e R. bellii foram isoladas e cultivadas com a utilização de células C6/36 e VERO, respectivamente. / Recent studies have showed the presence of Rickettsia felis, a spotted fever group Rickettsiae, in human blood with clinical signs compatible with spotted fever and in infected fleas. This work aims to determine the prevalence of R. felis in potential vectors (fleas and ticks) and reservoirs (opossums, dogs, cats, equines and humans) from endemic (Mogi das Cruzes, Pedreira, Piracicaba e São Paulo), and non-endemic (Pirassununga) areas for spotted fever in the State of São Paulo. Molecular probes (polimerase chain reaction and DNA sequencing), serologic diagnoses and cell culture were used. From trapped opossums (Didelphis aurita and Didelphis albiventris) a total of 312 fleas, belonging to Family Pulicidae (141), Rhopalopsyllidae (170) and Ctenophthalmidae (1) and 709 ticks (Amblyomma spp and Ixodes loricatus) were collected. On dogs a total of 212 fleas (Ctenocephalides felis felis) and 115 ticks (Amblyomma cajennense, Amblyomma aureolatum and Rhipicephalus sanguineus) were collected. On cats, 66 fleas (59 C. felis felis and 7 Rhopalopsyllus lutzi lutzi) and 10 ticks (R. sanguineus and Amblyomma spp) were collected. Blood samples were collected from 94 opossums, 55 dogs, 25 cats, 85 equines and 238 humans. Rickettsia felis was detected in 42-45,8% of the C. felis felis collected on opossums, dogs and cats. This same Rickettsia species was detected in 4% of Polygenis (N.) atopus fleas, and 1,8% and 0,7% of I. loricatus and Amblyomma spp ticks, respectively, collected from opossums. Rickettsia bellii was found in ticks I. loricatus (59,1%), A. dubitatum (8,7%) and Amblyomma spp (0,9%) and in a flea P. (N.) atopus (1%). No Rickettsia DNA was detected in animal or human blood samples. However antibodies against Rickettsia rickettsii, Rickettsia parkeri, R. felis and R. bellii were detected in all locations. The titers suggest infection by R. rickettsii in opossums, dogs, equines and humans and by R. parkeri in opossums, dogs and equines. R. felis and R. bellii were isolated and cultivated with the C6/36 and VERO cells, respectively.
47

Efeitos da infecção por Rickettsia rickettsii sobre o perfil de expressão gênica do carrapato vetor Amblyomma aureolatum. / Effects of the infection with Rickettsia rickettsii on the gene expression profile of the tick vector Amblyomma aureolatum.

Malossi, Camila Dantas 09 December 2013 (has links)
Rickettsia rickettsii é o agente etiológico da Febre Maculosa das Montanhas Rochosas, que no Brasil é transmitida pelos carrapatos Amblyomma cajennense e A. aureolatum. Para elucidar os mecanismos de virulência sobre seus vetores, construímos bibliotecas subtrativas utilizando RNA de A. aureolatum infectados ou não com o patógeno. Com a análise bioinformática, foram obtidas 56 sequências únicas com expressão induzida e 12 com expressão reprimida pela infecção. Após a validação dos dados por RT-qPCR 3 genes foram caracterizados por RNAi: uma hebraeína, uma proteína dissulfeto isomerase (PDI) e uma proteína com domínio Kunitz-type. Um maior número de carrapatos adquiriu R. rickettsii quando a expressão gênica da hebraeína e da PDI foi silenciada, sugerindo que elas participam na defesa do carrapato contra a infecção. Nenhum efeito foi observado sobre a transmissão da bactéria para o hospedeiro ou sobre o fitness de carrapatos nos três genes analisados. O presente estudo apontou genes importantes que possibilitam uma melhor compreensão da relação carrapato-riquétsia. / Rickettsia rickettsii is the etiological agent of Rocky Mountain Spotted Fever and, in Brazil, it is transmitted by Amblyomma cajennense and A. aureolatum. To elucidate mechanisms of virulence to its vectors, we construct cDNA libraries with RNA of ticks A. aureolatum infected or not with this pathogen. After bioinformatic analysis, 56 unique sequences were obtained representing up-regulated genes and 12 down-regulated by infection. After data validation by RT- qPCR, 3 genes were characterizated by RNAi: a hebraein, a protein disulfide isomerase (PDI), and a protein with Kunitz-type domain. A higher number of ticks acquired R. rickettsii when the gene expression of hebraein and PDI was silenced, suggesting that both proteins participate in the defense of the tick against infection. No effect on the transmission of the bacterium to the host or on the fitness of ticks was observed after knockdown of the 3 analyzed genes. Data obtained by the present study pointed out important genes that provide information to better understand of the tick-rickettsia relationship.
48

Perfil sorológico e molecular de zoonoses transmitidas por carrapatos em humanos e animais domésticos oriundos de seis municípios do Estado do Espírito Santo / Serological and molecular profile of tick-borne diseases in humans and domestic animals from six municipalities in the State of Espírito Santo

Spolidorio, Mariana Granziera 03 December 2009 (has links)
O estudo objetivou realizar um levantamento de doenças transmitidas por carrapatos em amostras de humanos e animais domésticos oriundos do Estado do Espírito Santo. Foram estudadas as Riquétsioses, Erliquiose, Babesiose, Borreliose, e especificamente em cães a Hepatozoonose canina. Três expedições científicas foram realizadas, onde foram coletadas amostras de sangue de humanos (n=201), cães (n=92) e eqüídeos (n=27). As amostras foram testadas utilizando-se os ensaios de Imunofluorescência Indireta (RIFI) e ELISA Indireto, dependendo do antígeno de eleição. A Reação em Cadeia de Polimerase (PCR) foi realizada utilizando primers específicos para os gêneros dos agentes pesquisados. Foi possível concluir que os municípios estudados podem ser considerados endêmicos para as zoonoses pesquisadas / This study aimed to perform a survey on tick-borne diseases in blood samples from humans and domestic animals from the State of Espírito Santo. The following diseases were studied: Rickettsiosis, Ehrlichiosis, Babesiosis, Borreliosis, and specifically in dogs, Canine Hepatozoonosis. Three scientific expeditions were performed, where blood samples from humans (n=201), dogs (n=92) and equids (n=27) were collected. Samples were tested using Indirect Immunofluorescence Assays (IFA) and Indirect ELISA, depending on the antigen. Polymerase Chain Reactions (PCR) were performed using specific primers to the genera of the surveyed agents. We concluded that the studied municipalities can be considered endemic areas to the surveyed zoonosis
49

Pesquisa da infecção pela bactéria Rickettsia parkeri em humanos, cães, equinos, gambás (Didelphis spp) e carrapatos do gênero Amblyomma spp no município de Paulicéia, Estado de São Paulo / Research of the Rickettsia parkeri infection in humans, dogs, horses, opossuns (Didelphis spp) and Amblyomma ticks in Paulicéia municipaly, São Paulo State

Silveira, Iara 27 June 2011 (has links)
Em trabalho recente, foi encontrada a infecção de 9,7% da população de Amblyomma triste por Rickettsia parkeri, agente etiológico de riquetsiose humana, na várzea do Rio Paraná, no município de Paulicéia. Desta forma o presente trabalho busco a soroprevelência de anticorpos anti-R. parkeri em humanos, cavalos, cães e gambás; e a prevalência de infecção por R. parkeri em ectoparasitas e diferentes áreas do local. Os carrapatos adultos e ninfas coletados foram identificados com chaves específicas e as larvas por técnicas moleculares (PCR para gene 16S rRNA mitocondrial, seguido de sequenciamento). Também foi feito o teste de presença de DNA de Rickettsia. Amostras de soro sanguineo de cães, cavalos e humanos foram analisadas pela técnica de reação de imunoflurescência indireta, para a pesquisa de anticorpos anti-R. rickettsii, R. parkeri, R. bellii, R. amblyommii, R. riphicephalii e R. felis. De 1699 carrapatos coletados, a maioria (1511) foi Amblyomma. Cajennense. Os demais pertenciam às espécies A. coelebs (6), A. triste (2), A. dubitatum (114), Rhipicephalus (Boophilus) microplus (55), Dermacentor nitens (10) e Amblyomma rotundatum (1). Somente 2 ninfas da espécie A. coelebs estavam infectadas com Rickettsia, com sequências 99% de identidade para o gene ompA R. amblyommii. Dos soros de humanos coletados 25 foram negativos e somente um apresentou títulos &le;64 para R. parkeri e R. rickettsii. De 140 soros dos equinos, 24% apresentou anticorpos anti-Rickettsia, com títulos variando de 64 a 1024, sendo que nove amostras tinham títulos anti-R. parkeri pelo menos quatro vezes maior que os para demais espécies de Rickettsia, indicando a R. parkeri como provável antígeno homólogo. Em 55 amostras de cães 7,7% apresentaram anticorpos anti-Rickettsia, com títulos variando de 64 a 256. Para duas amostras a R. parkeri foi o provável antígeno homólogo. Analisando os questionários epidemiológicos dos eqüinos, juntamente com os resultados sorológicos, a regressão logística indicou associação estatisticamente significante entre a presença de anticorpos anti-Rickettsia com as varáveis independentes (i) acesso à várzea (ii) e tempo de residência na região, os quais podem ser considerados fatores de risco para rickettsiose na região estudada. Foram capturados quatro gambás (Didelphis albiventris) e todos tinham anticorpos para R. parkeri, R. rickettsii, R. amblyommii e R. rhipicephalii, porém sem variação de pelo menos quatro vezes entre os títulos. Os gambás estavam infestados com ninfas A. cajennense e A. coelebs, todas negativas para o PCR para Rickettsia. Em vista destes resultados pode-se dizer que os animais domésticos e os gambás estiveram em contato com bactérias do gênero Rickettsia na região estudada, onde a várzea parece ser a principal foco de carrapatos infectados. / In recent work, 9.7% of the Amblyomma triste of the marsh by the Paraná River in Paulicéia, State of São Paulo, was found infected with Rickettsia parkeri, the etiological agent of spotted fever rickettsiosis in humans. Based on this report, the present study aimed to determine soroprevelence of anti-R. parkeri antibodies in humans, horses, dogs and opossuns, and the prevalence of rickettsial infection in ectoparasites, in different areas of Paulicéia. While ticks were identified by using current morphological Keys for adults and nymphs, larva were identified to species by molecular methods (PCR targeting the mitochondrial 16S rRNA gene followed by DNA sequencing). Ticks were tested by PCR for the presence of Rickettsia DNA. Animal and human sera samples were tested by immunofluorescence assay (IFA) for the presence of antibodies reactive to R. rickettsii, R. parkeri, R. belli, R. amblyommii, R. riphicephalii and R. felis. From 1699 collected ticks, a vast marjority (1511) was Amblyomma. cajennense. The remaining were the especies A. coelebs (6), A. triste (2), A. dubitatum (114), Rhipicephalus (Boophilus) microplus (55), Dermacentor nitens (10) and Amblyomma rotundatum (1). Only two nymphs of A. coelebs were found infected by Rickettsia, yielding DNA sequences 99% identical to the gene ompA of R. amblyommii. 25 of human sera collected were negative, except for one for one that showed endpoint titer &le;64 to both R. parkeriand R. rickettsii. Among horses, 24% sera contained anti Rickettsia antibodies, with titles ranging from 64 to 1024, nine samples showed anti-R. parkeri titles at least four times higher than the remaining Rickettsia species, indicating that these animals had been infected by R. parkeri. For 55 dogs, 7.7% anti Rickettsia antibodies, with endpoint titles ranging from 64 to 256. For two canine serum R. parkeri was considered the possible agent responsible for the infection. Through statistical analyses of the serological results with independent variables, the presence of seropositive horses was significantly associated with (i) grazing in the marsh (ii) and being for more than 8.5 years in the region; these two independent variables were considered to be risk factors for rickettsiosis in the study region. A total of four opossums (Didelphis albiventris) were captured. All four had antibodies reactive to R. parkeri, R. rickettsia, R. amblyommii and R. rhipicephalii, however, with less than 4-fold differences between endpont titers to different Rickettsia species. Opossums were found infested by nymphs of A. cajennense and A. coelebs, all negative to Rickettsia by PCR. Based in these results, it is concluded that domestic animals and opossums had been in contact with Rickettsia of the spotted fever group in the study region, where the marsh area seems to be the main focus of Rickettsia-infected ticks
50

Avaliação da infecção por Rickettsia spp. em Amblyomma triste Koch (Acari: Ixodidae) e em algumas espécies de Ornithonyssus Sambon (Acari: Macronyssidae) / Evaluation of Rickettsial infection in Amblyomma triste Koch (Acari: Ixodidae) and in some species Ornithonyssus spp. Sambon (Acari: Macronyssidae)

Bastos, Fernanda Aparecida Nieri 09 March 2012 (has links)
O gênero Rickettsia compreende bactérias intracelulares obrigatórias e há por enquanto 22 espécies que, comprovadamente, são patogênicas ao homem. A transmissão da maioria das espécies de riquétsias está associada a carrapatos, mas também podem ser veiculadas por pulgas, piolhos e ácaros. O presente estudo teve por objetivos avaliar a infecção de Rickettsia parkeri em carrapatos da espécie Amblyomma triste (Acari: Ixodidae) e também avaliar a infecção de Rickettsia spp. em algumas espécies de Ornithonyssus Sambon (Acari: Macronyssidae). Foram obtidas fêmeas de A. triste de um cervo-do-pantanal (Blastocerus dichotomus) atropelado e as posturas testadas por PCR para o estabelecimento de uma colônia naturalmente infectada com R. parkeri (grupo infectado) e outra livre de infecção (grupo controle). Para avaliar a infecção de Rickettsia spp. em ácaros foram realizadas 15 campanhas de capturas de pequenos mamíferos terrestres nos estados de São Paulo e Paraná. Após anestesisa e escovação, os ácaros foram removidos dos hospedeiros e mantidos em nitrogênio líquido para a tentativa de isolamento através da técnica de shell vial. Foram estudadas quatro gerações de A. triste infectada e não infectada com R. parkeri. Os resultados revelaram que R. parkeri é moderadamente patogênica para A. triste e a fase do ciclo biológico do carrapato mais sucetível ao efeito deletério da bactéria é o estágio ninfal. Foram capturados 165 mamíferos silvestres das seguintes espécies: Akodon cursor, Akodon montensis, Didephis aurita, Euryzoryzomys russatus, Metachirus nudicaudatus, Monodelphis sp., Nectomys squamipes, Oecomys sp., Oligoryzomys sp, Oxymycterus sp., Sciurus aestuans and Thaptomys nigrita. Destes, somente 13 estavam infestados com três espécies de Ornithonyssus spp. Foi obtido um isolado de O. vitzthumi que parasitavam Oxymycterus sp., contudo não foi possível sua caracterização, pela não amplificação pelos marcadores clássicos para o gênero Rickettsia. / The genus Rickettsia comprises obligate intracellular bacteria and there are so far 22 species that are proven to be pathogenic to humans. The transmission of most species of rickettsiae is associated with ticks, but also can be transmitted by fleas, lice and mites. The present study aimed to evaluate the infection of Rickettsia parkeri in Amblyomma triste. (Acari: Ixodidae) and also to evaluate the infection of Rickettsia spp. in some species of Ornithonyssus spp. Sambon (Acari: Macronyssidae). A. triste females were obtained from a marsh deer (Blastocerus dichotomus). Through PCR on their offspring, it was established of a colony naturally infected with R. parkeri (infected group) and another colony uninfected (control group). To assess the infection of the Rickettsia spp. in mites, 15 capture campaigns of small terrestrial mammals were performed in the states of São Paulo and Paraná. After anesthesia and brushing, the mites were removed from hosts and kept in liquid nitrogen for isolation of rickettsiae using the shell vial technique. Four consecutive generations of A. triste were studied in the laboratory. The results showed that R. parkeri is moderately pathogenic to A. triste, especially to the nymphal stage. A total of 165 wild small mammals of the following species were captured: Akodon cursor, Akodon montensis, Didephis aurita, Euryzoryzomys russatus, Metachirus nudicaudatus, Monodelphis sp., Nectomys squamipes, Oecomys sp., Oligoryzomys sp, Oxymycterus sp., Sciurus aestuans and Thaptomys nigrita. Of these, only 13 were infested with three species of Ornithonyssus spp. A bacterial isolate was obtained from mites removed from a Oxymycterus sp. However, it was not possible the molecular characterization by classical markers for the genus Rickettsia.

Page generated in 0.0517 seconds