• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 41
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 43
  • 17
  • 12
  • 10
  • 10
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Amar é ter uma ética afetiva, é ter esse cuidado com o outro : narrativas sobre amores e lesbianidades /

Mezzari, Danielly Christina de January 2017 (has links)
Orientador: Leonardo Lemos de Souza / Banca: Dolores Cristina Gomes Galindo / Banca: Rafael Siqueira de Guimarães / Resumo: Este trabalho se propôs a pensar acerca das lesbianidades e dos relacionamentos amorosos entre mulheres. Para lidar com os desafios desta proposta optamos por trabalhar tendo por base os pressupostos tanto da cartografia quanto das produções narrativas. Estas se fundamentam na proposta dos conhecimentos situados, de Haraway, a qual reconceitua o conceito de objetividade ao assegurar a dimensão encarnada e localizada da produção de conhecimento. Conversamos com cinco mulheres lésbicas sobre relacionamentos amorosos e construímos narrativas sobre suas histórias em parceria com cada uma delas de maneira que o texto final foi produto de um encontro de afetos e estilos. Acreditamos que cada narrativa conjunta evoca uma rede de relações e não a história ou a experiência de uma pessoa somente. Procuramos problematizar a invisibilidade das produções teóricas lésbicas mesmo dentro dos feminismos e também o conceito de amor romântico e suas intersecções com os marcadores sociais / Abstract: This paper sets out to think about lesbianities and love relationships between women. In order to deal with the challenges of this proposal, we have chosen to work on the presuppositions of both cartography and narrative productions. Narrative productions are based on Haraway's proposed knowledge, which reconcepts the concept of objectivity by ensuring the embodied and localized dimension of the production of knowledge. We talked to five lesbian women about love relationships and built narratives about her stories in partnership with each other so that the final text was the product of a meeting of affections and styles. We believe that each narrative evokes a network of relationships and not a person's history or experience. We try to problematize the invisibility of theoretical lesbian productions even within feminisms and also the concept of romantic love and its intersections with social markers / Mestre
2

Amar é ter uma ética afetiva, é ter esse cuidado com o outro: narrativas sobre amores e lesbianidades / To love is to have na affective ethic, to be careful with the other: narratives about loves and lesbianities

Mezzari, Danielly Christina de [UNESP] 06 March 2017 (has links)
Submitted by DANIELLY CHRISTINA DE SOUZA MEZZARI null (danielly_mezzari@hotmail.com) on 2017-04-19T00:05:16Z No. of bitstreams: 1 Arquivo Final Mestrado.pdf: 1277921 bytes, checksum: b76f1360b08bfa515ea044e01051ae00 (MD5) / Approved for entry into archive by Luiz Galeffi (luizgaleffi@gmail.com) on 2017-04-19T12:37:30Z (GMT) No. of bitstreams: 1 mezzari_dc_me_assis.pdf: 1277921 bytes, checksum: b76f1360b08bfa515ea044e01051ae00 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-04-19T12:37:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 mezzari_dc_me_assis.pdf: 1277921 bytes, checksum: b76f1360b08bfa515ea044e01051ae00 (MD5) Previous issue date: 2017-03-06 / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Este trabalho se propôs a pensar acerca das lesbianidades e dos relacionamentos amorosos entre mulheres. Para lidar com os desafios desta proposta optamos por trabalhar tendo por base os pressupostos tanto da cartografia quanto das produções narrativas. Estas se fundamentam na proposta dos conhecimentos situados, de Haraway, a qual reconceitua o conceito de objetividade ao assegurar a dimensão encarnada e localizada da produção de conhecimento. Conversamos com cinco mulheres lésbicas sobre relacionamentos amorosos e construímos narrativas sobre suas histórias em parceria com cada uma delas de maneira que o texto final foi produto de um encontro de afetos e estilos. Acreditamos que cada narrativa conjunta evoca uma rede de relações e não a história ou a experiência de uma pessoa somente. Procuramos problematizar a invisibilidade das produções teóricas lésbicas mesmo dentro dos feminismos e também o conceito de amor romântico e suas intersecções com os marcadores sociais. / This paper sets out to think about lesbianities and love relationships between women. In order to deal with the challenges of this proposal, we have chosen to work on the presuppositions of both cartography and narrative productions. Narrative productions are based on Haraway’s proposed knowledge, which reconcepts the concept of objectivity by ensuring the embodied and localized dimension of the production of knowledge. We talked to five lesbian women about love relationships and built narratives about her stories in partnership with each other so that the final text was the product of a meeting of affections and styles. We believe that each narrative evokes a network of relationships and not a person’s history or experience. We try to problematize the invisibility of theoretical lesbian productions even within feminisms and also the concept of romantic love and its intersections with social markers. / FAPESP: 2014/26841-4
3

Uma lésbica é uma mulher?: vozes e silêncios

Guimarães, Anderson Fontes Passos 30 January 2013 (has links)
Rubim, Linda Silva Oliveira ver Rubim, Lindinalva Silva Oliveira / Submitted by Nunes Paulo (paulovictornunes@hotmail.com) on 2013-11-18T18:09:55Z No. of bitstreams: 1 Anderson.pdf: 1263601 bytes, checksum: 66bb0cc66a9967ccc1b2b79e3c8c713b (MD5) / Approved for entry into archive by Rodrigo Meirelles (rodrigomei@ufba.br) on 2014-01-09T11:43:00Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Anderson.pdf: 1263601 bytes, checksum: 66bb0cc66a9967ccc1b2b79e3c8c713b (MD5) / Made available in DSpace on 2014-01-09T11:43:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Anderson.pdf: 1263601 bytes, checksum: 66bb0cc66a9967ccc1b2b79e3c8c713b (MD5) / CAPES / Se a discriminação às mulheres já é suficientemente insuportável, devido a todas as questões que envolvem este fenômeno, não é de se assustar quando imaginamos o nível de complexidade do sofrimento de mulheres lésbicas numa sociedade heteronormativa e machista, e o quão laborioso e desgastante deve ser o processo de construção de suas identidades, fazendo com que sejam reconhecidas como detentoras de desejos e de direitos. Nesta pesquisa qualitativa, busca-se através de entrevistas semi-estruturadas perceber como se dá o processo de construção de suas identidades, quais os enfrentamentos, os desafios e as conseqüências geradas por assumirem-se lésbicas. Apresenta-se o percurso histórico da lesbianidade e seus desdobramentos; o panorama sócio-histórico do movimento feminista num diálogo com o movimento feminista-lésbico; e uma discussão sobre construção de identidades relacionando às Teorias Queer e com alguns posicionamentos do feminismo, enquanto política identitária. Este trabalho engaja-se numa postura política a fim de colaborar com a visibilidade e o posicionamento das mulheres lésbicas, visando colaborar com uma maior participação e reconhecimento na sociedade.
4

Necessidades de saúde de mulheres que fazem sexo com mulheres e acesso a serviços de saúde

Freitas, Ana Paula Freneda de January 2017 (has links)
Orientador: Marli Teresinha Cassamassimo Duarte / Resumo: Introdução: Acesso e acolhimento são elementos essenciais para que se possa intervir de forma satisfatória no estado de saúde da população. A literatura nacional traz poucos estudos abordando o acesso aos serviços e cuidado com a saúde entre mulheres que fazem sexo com mulheres (MSM). Objetivo: Analisar o acesso a serviços de saúde e o cuidado com a saúde sexual e reprodutiva de mulheres que fazem sexo com mulheres, sob o enfoque das políticas públicas de saúde. Método: Estudo observacional, transversal, descritivo e analítico que integra estudo mais amplo sobre acesso a serviços de saúde e saúde sexual e reprodutiva de MSM. A amostra intencional de 149 MSM foi constituída por meio da Técnica de Amostragem Bola de Neve (a Andreia pediu para retirar, acho melhor manter) indicação de profissionais de saúde e liderança LGBT (de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) por procura espontânea, a partir da divulgação do projeto nas redes de sociabilidade, comunicação de massa, serviços de saúde e grupos de ativismo. As variáveis estudadas foram: sociodemográficas, consumo de substâncias, comportamento e práticas sexuais, clínico-ginecológicas e reprodutivas, relacionadas ao acesso a serviços de saúde e a variável desfecho foi escore de cuidado com a saúde sexual e reprodutiva. Os dados foram obtidos pelas pesquisadoras envolvidas no estudo mãe, de janeiro de 2015 a dezembro de 2016, por meio da aplicação de um questionário, exame ginecológico para o diagnóstico de HPV ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Mestre
5

"Será que eu tô gostando de mulher?" : tecnologias de normatização e exclusão da dissidência erótica feminina no interior paulista /

Toledo, Lívia Gonsalves. January 2013 (has links)
Orientador: Fernando Silva Teixeira Filho / Banca: Wiliam Siqueira Peres / Banca: Miriam Pillar Grossi / Banca: Sandra Maria da Mata Azerêdo / Banca: Leonardo Lemos de Souza / Resumo: A partir de uma perspectiva pós-estruturalista de entendimento das subjetividades em processo de permanente construção, essa pesquisa propõe problematizar como se articulam o desejo (DELEUZE, 1975, 1995; GUATTARI; ROLNIK, 1996), entendido como vontade de potência (NIETZSCHE, 2011), e as tecnologias de normatização e opressão sobre pessoas de biocorpos femininos que vivenciam o erotismo dissidente da heteronormatividade residentes no interior do Estado de São Paulo, na região da cidade de Assis. Tendo em vista o uso de gênero como categoria analítica (SCOTT, 1986/2003; RUBIN, 1975/2003, 1989; LAURETIS, 2000; PRECIADO, 2008, 2009), foram produzidas dez Narrativas de Histórias de Vida de pessoas que se inserem nessa categoria existencial subalterna, com faixa etária variando entre 19 e 48 anos, buscando uma população heterogênea nos eixos geracional, bem como em relação às categorias de classe, cor/raça/etnia e nível de escolaridade. As Narrativas nos permitiram adentrar em um campo subjetivo e concreto, visando apreender seus processos de subjetivação relacionando seus desejos aos registros sociais de (in)visibilidade e exclusão. Na Pesquisa Narrativa (CLANDININ; CONNELLY, 2000), objetiva-se elucidar como uma vida, ou parte dela, permite reconstituir processos históricos e socioculturais. Assim, os focos de análise foram: as relações infrapessoais, pessoais e interpessoais, em instituições como a família e a escola, bem como nas formas e estratégias de ação dessas pessoas em um contexto dominado pelo regime heteronormativo. Foram evidenciadas as principais tecnologias de invisibilização e os principais modos de normatização e opressão que agem sobre a dissidência erótica feminina que, diante dos sistemas de opressão pela feminilização de seus corpos e pela instituição da... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: This research aims to discuss how desire (DELEUZE, 1975, 1995; GUATTARI; ROLNIK, 1996), understood as will to power (NIETZSCHE, 2011), is articulated within a realm of technologies of regulation and oppression upon female bio-bodies who have erotic practices dissident of heteronormativity. This discussion will be held taken into consideration a poststructuralist point of view. The participants of this research were women living in the interior of Sao Paulo State. Therefore, using gender as an analytical category of analysis (SCOTT, 1986/2003; RUBIN 1975/2003, 1989; LAURETTIS, 2000; PRECIADO, 2002, 2008), ten narratives of life of women varying from 19 to 48 years old and who are part of this subaltern existential category were produced. In this sample we aimed to contrast in terms of generational axes as well as in relation to the categories of class, colour / race / ethnicity, and education level. These Narratives allowed us to understand their subjective processes of desiring in relation to the social registers of (in)visibility and exclusion. In the Narrative research (CLANDININ; CONNELLY, 2000), the objective is to elucidate how a life, or part of it, permits to reconstruct historical and socio-cultural processes. The focuses of analysis were on: infra, inter and personal relations within institutions such as family and school, as well as the forms and strategies of action of these people in a context dominated by a heteronormative regime. As a result, the main technologies of invisibility and the principal modes of normalization and oppression that act on the erotic female dissidence were evidenced. By then, we attempted to elucidate the possibilities of subjective transformations in the sight of the dissidence of heteronormativity. This study also aimed to denounce the deleterious effects of the invisible processes of exclusion and provide ... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
6

Movimento LGBT e direito : identidade e discursos em (des)construção

Santos, Andressa Regina Bissolotti dos January 2017 (has links)
Orientadora : Profª Drª. Ana Carla Harmatiuk Matos / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito. Defesa: Curitiba, 30/03/2017 / Inclui referências : f. 215-232 / Resumo: Na história recente do movimento LGBT brasileiro, uma contradição se enuncia. Se por um lado o direito tem figurado como importante espaço de fortalecimento e aplicação das normas heteronormativas que organizam o campo sexual, por outro ele tem se afirmado como um instrumento central nas estratégias adotadas em resistência a essa normatividade seja como discurso, ou como instituição. Como compreender essa relação entre movimento LGBT e direito? A partir de uma reflexão interdisciplinar acerca do que está em jogo quando elaboramos essa pergunta, questionaremos as identidades e discursos em permanente (des)construção quando o movimento LGBT demanda direitos. Dialogando com autores da filosofia pós-estruturalista e dos estudos culturais, bem como do campo de estudos em gênero e sexualidade, procuraremos deslocar os termos das análises comumente feitas a partir dessa relação, para propor uma visão complexa, que compreenda tanto o direito quanto o movimento LGBT como espaços sociais de disputas internas e profunda historicidade. Abandonando uma visão essencialista de ambos, propomos que essa relação só pode se mostrar em suas normalizações ou resistências no contexto cotidiano das lutas, no bojo concreto das estratégias utilizadas, nas formas fixas ou móveis a partir das quais se mobilizam identidades e discursos. O direito como instituição social exclusivamente normalizadora, ou como espaço de emancipação e resolução definitiva dos conflitos sociais, desaparece assim, para fazer surgir um direito que é ele mesmo conflito social e relações de força. Um direito que só poderá ser compreendido como paradoxo, portanto, e que só poderá emergir mediante a colocação em rasura de seus discursos e do conceito de identidade, ainda tão caro a seu funcionamento. Propomos, enfim, que o direito pode ser também espaço de deslocamentos, questionamentos e exposição da artificialidade das normas que organizam o campo sexual em termos heterossexuais, se seu uso não for reificado, mas sim se realizar de forma estratégica e no bojo de uma disputa social pela ressignificação dos termos dessas normas. Palavras-chave: Direito e movimentos sociais. Movimento LGBT. Resistência / Abstract: A contradiction is announced in the recent history of the Brazilian LGBT movement. While on the one hand law has been an important space for strengthening and applying heteronormativity that organize the sexual field, on the other hand it has been affirmed as a central instrument on the strategies adopted in resistance to this normativity - whether as a discourse or as an institution. How to understand this relationship between LGBT movement and law? From an interdisciplinary reflection about what is at stake when we elaborate this inquiry, we question the identities and discourses in permanent (de) construction when the LGBT movement demands rights. With a dialogue between authors of Poststructuralism and Cultural Studies, as well as Gender and sexuality studies, we try to move the terms of the analyses commonly made from this relation and to propose a complex vision, that includes both the law and the LGBT movement as social spaces of internal disputes and profound historicity. We try to abandon an essentialist view of each one and propose that this relationship can only be shown in its normalizations or resistances in the daily context of the struggles, in the midst of the strategies used in the fixed or mobile forms from which identities and discourses are mobilized. The law as a social institution exclusively regulatory or as a space of emancipation and definitive resolution of social conflicts, thus, disappears to raise a law that is itself social conflict and force relations. Therefore, a kind of law that can only be understood as a paradox, and that can only emerge through the erasure of its discourse and the concepct of identity, still so appreciated to its functioning. Finally, we propose that law can also be a space for displacement, inquiry and exposition of the artificiality of norms that organize the sexual field in heterosexual terms - if its use is not reified - but rather if it is carried out strategically and in the midst of a social dispute by redefinition of the terms of these norms. Keywords: Law and social movements, LGBT Movement, Resistance
7

“Será que eu tô gostando de mulher?”: tecnologias de normatização e exclusão da dissidência erótica feminina no interior paulista

Toledo, Lívia Gonsalves [UNESP] 15 January 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:35:04Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-01-15Bitstream added on 2014-06-13T19:24:21Z : No. of bitstreams: 1 toledo_lg_dr_assis.pdf: 3656279 bytes, checksum: 2f4e2789f5b2f4a62a614e854b029d40 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / A partir de uma perspectiva pós-estruturalista de entendimento das subjetividades em processo de permanente construção, essa pesquisa propõe problematizar como se articulam o desejo (DELEUZE, 1975, 1995; GUATTARI; ROLNIK, 1996), entendido como vontade de potência (NIETZSCHE, 2011), e as tecnologias de normatização e opressão sobre pessoas de biocorpos femininos que vivenciam o erotismo dissidente da heteronormatividade residentes no interior do Estado de São Paulo, na região da cidade de Assis. Tendo em vista o uso de gênero como categoria analítica (SCOTT, 1986/2003; RUBIN, 1975/2003, 1989; LAURETIS, 2000; PRECIADO, 2008, 2009), foram produzidas dez Narrativas de Histórias de Vida de pessoas que se inserem nessa categoria existencial subalterna, com faixa etária variando entre 19 e 48 anos, buscando uma população heterogênea nos eixos geracional, bem como em relação às categorias de classe, cor/raça/etnia e nível de escolaridade. As Narrativas nos permitiram adentrar em um campo subjetivo e concreto, visando apreender seus processos de subjetivação relacionando seus desejos aos registros sociais de (in)visibilidade e exclusão. Na Pesquisa Narrativa (CLANDININ; CONNELLY, 2000), objetiva-se elucidar como uma vida, ou parte dela, permite reconstituir processos históricos e socioculturais. Assim, os focos de análise foram: as relações infrapessoais, pessoais e interpessoais, em instituições como a família e a escola, bem como nas formas e estratégias de ação dessas pessoas em um contexto dominado pelo regime heteronormativo. Foram evidenciadas as principais tecnologias de invisibilização e os principais modos de normatização e opressão que agem sobre a dissidência erótica feminina que, diante dos sistemas de opressão pela feminilização de seus corpos e pela instituição da... / This research aims to discuss how desire (DELEUZE, 1975, 1995; GUATTARI; ROLNIK, 1996), understood as will to power (NIETZSCHE, 2011), is articulated within a realm of technologies of regulation and oppression upon female bio-bodies who have erotic practices dissident of heteronormativity. This discussion will be held taken into consideration a poststructuralist point of view. The participants of this research were women living in the interior of Sao Paulo State. Therefore, using gender as an analytical category of analysis (SCOTT, 1986/2003; RUBIN 1975/2003, 1989; LAURETTIS, 2000; PRECIADO, 2002, 2008), ten narratives of life of women varying from 19 to 48 years old and who are part of this subaltern existential category were produced. In this sample we aimed to contrast in terms of generational axes as well as in relation to the categories of class, colour / race / ethnicity, and education level. These Narratives allowed us to understand their subjective processes of desiring in relation to the social registers of (in)visibility and exclusion. In the Narrative research (CLANDININ; CONNELLY, 2000), the objective is to elucidate how a life, or part of it, permits to reconstruct historical and socio-cultural processes. The focuses of analysis were on: infra, inter and personal relations within institutions such as family and school, as well as the forms and strategies of action of these people in a context dominated by a heteronormative regime. As a result, the main technologies of invisibility and the principal modes of normalization and oppression that act on the erotic female dissidence were evidenced. By then, we attempted to elucidate the possibilities of subjective transformations in the sight of the dissidence of heteronormativity. This study also aimed to denounce the deleterious effects of the invisible processes of exclusion and provide ... (Complete abstract click electronic access below)
8

Sapatos tem sexo? Metáforas de gênero em lésbicas de baixa renda, negras, no nordeste do Brasil

Soares, Gilberta Santos January 2016 (has links)
Submitted by Rangel Sousa Jamile Kelly (jamile.kelly@ufba.br) on 2017-07-14T19:20:18Z No. of bitstreams: 1 Tese-Gilberta-2016.pdf: 15180142 bytes, checksum: 889c0cc14c908602f5907d16543d8376 (MD5) / Approved for entry into archive by Alexsandra Silva (alessa@ufba.br) on 2017-08-09T13:15:12Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Tese-Gilberta-2016.pdf: 15180142 bytes, checksum: 889c0cc14c908602f5907d16543d8376 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-09T13:15:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tese-Gilberta-2016.pdf: 15180142 bytes, checksum: 889c0cc14c908602f5907d16543d8376 (MD5) / Fundação de Apoio a Pesquisa do Estado da Bahia / A presente tese busca compreender a produção de sentidos e subjetividades na intersecção da vivência da lesbianidade em mulheres de idades variadas, de camadas urbanas de baixa renda, negras, no Nordeste do Brasil. A incursão no campo de pesquisa delineou o objeto de estudo em busca de compreender as injunções entre identidade de gênero, identidade sexual, desejo e práticas sexuais na experiência de mulheres lésbicas masculinizadas. Teve como base as teorias de gênero e da sexualidade postuladas a partir da desconstrução das identidades fixas, da crítica ao binarismo e que consideram a heteronormatividade como categoria de análise. O contato com as interlocutoras deu-se através do Grupo Afirmativo de Mulheres Independentes (GAMI), organização não governamental (ONG), de lésbicas e bissexuais do Rio Grande do Norte (RN), localizadas na Zona Norte de Natal. A metodologia do estudo foi qualitativa, inspirada no método da etnografia, combinando as técnicas de observação participante seguida de entrevistas em profundidade. Os resultados do estudo apontaram variações de configurações do masculino e do feminino que compõem expressões identitárias de gênero instáveis e construídas a partir de performances de gênero. A pluralidade de expressões de masculinidade foi encontrada, assim como a constatação de que a subversão e a reprodução das convenções sociais que instituem padrões hegemônicos alimentados no androcentrismo e na heteronormatividade existem nas experiências do grupo estudado. A masculinidade nessas mulheres foi produzida através de ferramentas ou tecnologias de gênero que as interlocutoras chamaram de estilo, estilos corporais mediados pela vestimenta. A lésbica masculina performatiza um estilo bofe que é produzido em representações cotidianas, sem que haja desejo de alteração do sexo. As interlocutoras se depararam com instrumentos de normalização de regimes de poder cujos efeitos foram a produção da abjeção. Nesse contexto, estratégias de resistência foram acionadas, com confrontos, silêncios, malemolência, negociações, formas de existência. Foi identificada a necessidade de estudos, com enfoque feminista, que problematizem as categorias feminino e masculino, na composição das identidades de gênero, imbricadas com as identidades sexuais. / This dissertation aims at understanding the production of meaning and subjectivities in the experiences of lesbianism among black, working class women of various ages in the Brazilian Northeast. It seeks to analyze the injunctions of gender and sex identities, desire and sexual practices in the experience of masculinized lesbian women. It is based on gender and sexuality theories which postulate the deconstruction of fixed identities, the critique of binarisms, and consider heteronormativity as an analytical category. The contact with interlocutors was made through the Group for the Affirmation of Independent Women - GAMI, a non-governmental organization of lesbians and bisexuals located in the North Zone of Natal, city capital of Rio Grande do Norte. The study was based on a qualitative methodology and inspired on the ethnographic method, combining participant-observation techniques with in-depth interviews. The results show variations in configurations of masculinity and femininity constitutive of gender identity expressions, seen here as instable and constructed on the basis of gender performances, giving rise to a plurality of expressions of masculinity. It was also observed that the subversion and reproduction of social conventions that institute hegemonic patterns, produced by androcentrism and heteronormativity, also take place in the experiences of the group studied. Masculinity was produced in these women by means of gender tools or technologies that they identified as style” - body styles mediated by attire. The masculinized lesbian performs a butch (‘bofe') style, produced in everyday representation, but expresses no desire of a sex change. Women interlocutors also confronted instruments of the normalization of power regimes whose effects were the production of abjection. In this context, strategies of resistance were put to work by means of confrontations, silences, listlessness, negotiations and forms of existence. In sum, this study identified the need for feminist studies that interrogate the categories ‘feminine' and ‘masculine' in the composition of gender identities.
9

O armário na escola: regimes de visibilidade de professores lésbicas e gays

Novo, Arthur Leonardo Costa January 2015 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Florianópolis, 2015. / Made available in DSpace on 2016-10-19T13:16:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 338995.pdf: 1400181 bytes, checksum: 3a9941a61a546ae69f122d943e2ad8d1 (MD5) Previous issue date: 2015 / Esta dissertação discute as condições de visibilidade de professoras lésbicas e professores gays nas escolas da rede de educação básica e a forma como essas pessoas negociam a sua posição de desviantes da heterossexualidade nas relações que estabelecem com colegas docentes e estudantes. As reflexões aqui desenvolvidas nos alicerces da Antropologia Social são fruto de uma articulação entre observações de campo etnográfico multisituado e análises das narrativas elaboradas pelas/os interlocutoras/es da pesquisa para significar suas experiências. O texto se estruturou em cinco eixos que buscam descrever a forma como essas/es professoras/es articularam sua homossexualidade com os campos de possibilidades do sistema escolar, destacando a importância de outros marcadores sociais da diferença, como gênero, classe e raça/etnia, na configuração de seus projetos de carreira docente. Aborda o contexto político e social que circunscreve essas experiências enquanto situadas historicamente e o modo como as questões LGBT têm sido tratadas na escola; os processos de socialização dessas pessoas enquanto estudantes e a importância das vivências no espaço universitário na ressignificação da homossexualidade; os processos de empoderamento pela militância LGBT e pela formação teórica em gênero e sexualidades, culminando em uma discussão sobre as dinâmicas de "armário na escola" enquanto mecanismo que institui "regimes de visibilidade" para a homossexualidade dessas/es sujeitas/os. A pesquisa de campo demonstrou que as diferentes possibilidades de ação dessas/es professoras/es nas escolas estão relacionadas com a formação teórica no campo dos estudos de gênero e sexualidades, o engajamento militante e, paradoxalmente, com a habilidade de negociar com elementos da masculinidade e da heterossexualidade.<br> / Abstract : This work discusses the visibility conditions of gay and lesbian teaches who work in schools of middle and high education. To understand how these people negotiate their deviant position from heterosexuality in the relationships they establish with fellow teachers and students was the aim of my research. The reflections developed here, based on the foundations of Social Anthropology, are the result of an articulation between multisited ethnographic field observations and the narrative analysis of interviews with my interlocutors, allowing me to signify their experiences. In the five chapters that follow I describe how these people articulate their homosexuality with their jobs, attempting to how other social markers of difference, such as gender and class, affect their field of possibilities and carrer projects. My work concerns the political and social context that circumscribes these experiences as historically situated and how LGBT issues have been handled at school; socialization processes of these people as students and the importance of experiences within university space to redefine homosexuality; the empowerment processes for LGBT activism and the theoretical training in Gender and Sexuality, culminating in a discussion about the dynamics of "the closet" as a mechanism that establishes visibility regimes to their homosexuality at school. Field research has shown that the different possibilities of action of these teachers in schools are related to the theoretical training in the field of Gender and Sexuality Studies, militant engagement and, paradoxically, with the ability to negotiate with masculinity elements and heterosexuality.
10

Fighting the Strai(gh)tjacket: black women bonding in Loving Her and The Color Purple / Fighting the Strai(gh)tjacket: black women bonding in Loving Her and The Color Purple

Roberta Ventura Calabre 08 March 2010 (has links)
O objetivo deste trabalho é analisar como as relações lésbicas são retratadas nas obras Loving Her e The Color Purple. Ao analisar as relações entre homens/mulheres e mulheres/mulheres, este estudo também revê e critica o golpe triplo sofrido por lésbicas negras, por serem, ao mesmo tempo, mulheres, afro-americanas e homossexuais. Utilizando fatos históricos para situar as obras em um contexto social, além da teoria do lesbian continuum afim de atestar a riqueza e diversidade do laço afetivo entre mulheres, este trabalho vem por desmistificar as noções simplistas em relação à literatura lésbica Afro-Americana, afugentando a sombra que pairava sobre o tabu e elevando a mulher negra, lésbica ou não, a seu lugar de direito na sociedade / The aim of this work is to analyze how lesbian relationships are portrayed in the fictional works Loving Her and The Color Purple. By analyzing the relationships between men/women and women/women depicted in the chosen literary works, this study also revises and criticizes the triple strike suffered by black lesbians for being females, African-Americans and homosexuals. Using historical facts to place the fictional works in a social frame, and using the theory of lesbian continuum to attest the richness and diversity of women bonding, this work demystifies the simplistic notions of African-American lesbian literature, casting away the shadow upon the unspeakable and elevating black women, lesbians or not, to their rightful place in society

Page generated in 0.0547 seconds