• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 78
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 82
  • 19
  • 16
  • 11
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Comparação entre o processo de virulência em Paracoccidioides brasiliensis e P. lutzii com utilização de modelo alternativo de bioensaio e knockdown gênico

Machado, Gabriel Capella [UNESP] 31 July 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2016-09-27T13:40:04Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-07-31. Added 1 bitstream(s) on 2016-09-27T13:45:14Z : No. of bitstreams: 1 000868835.pdf: 1467491 bytes, checksum: 8ee2f2f1a6a55757ee87dffc67df02b2 (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / A paracoccidioidomicose, uma das mais importantes micoses sistêmicas da América Latina, é causada pelas espécies crípticas Paracoccidioides brasiliensis e P. lutzii. Ainda não é claro como o processo de especiação dentro do gênero Paracoccidioides influi em aspectos como virulência e patogenia da doença. O objetivo deste trabalho é caracterizar algumas dessas diferenças entre as duas espécies crípticas, utilizando-se de modelo experimental alternativo, as larvas da traça de cera Galleria mellonella. Este modelo tem sido utilizado em estudos envolvendo outros patógenos, porém ainda é pouco explorado em Paracoccidioides spp. No presente estudo, G. mellonella refletiu diferenças entre a virulência de cargas fúngicas distintas, bem como dentre isolados variados e destes com os grupos controle. Além disso, foi possível a recuperação do patógeno a partir de larvas experimentalmente infectadas. Isolados P. lutzii apresentaram níveis de virulência variáveis, sendo pertencentes a esta espécie os isolados com maior e menor virulência observadas neste estudo (8334 e Pb01, respectivamente). Já os isolados pertencentes a espécie P. brasiliensis (Pb339, Pb192 e T15LN1) apresentaram taxas de mortalidade mais homogêneas e intermediárias. Tais resultados credenciam as larvas de G. mellonella como modelo de experimentação adequado para o estudo do processo de virulência em Paracoccidioides spp. Ainda, foi realizado knockdown do gene codificador da gp43 (PbGP43), o antígeno imunodominante em P. brasiliensis e do seu homólogo em P. lutzii (PlP43) utilizando-se a estratégia de RNA antisense combinada com transformação mediada por Agrobacterium tumefaciens. Foram obtidos três transformantes P. brasiliensis com expressão de PbGP43 de cerca de 8%, 14% e 36% quando comparados com a expressão do isolado selvagem original Pb192. Além disso foram obtidos dois transformante P. lutzii com expressão de PlP43 por volta de 23% e... / Paracoccidioidomycosis (PCM), an important systemic mycosis in Latin America, is caused by the cryptic species Paracoccidioides brasiliensis and P. lutzii. How these species differ in their virulence factors is still unknown and needs to be properly evaluated. While the role of PbGP43, which codes gp43, as a virulence factor is relatively well established for P. brasiliensis, the same is not true for its ortholog in P. lutzii, namely PlP43. PbGP43 and PlP43 present differences in their nucleotide sequences, expression levels, epitope occurrence and influences on PCM diagnosis. Herein, we obtained PbGP43 and PlP43 knockdown strains by antisense RNA technology combined with ATMT, in order to comparatively evaluate their effects on virulence, employing the alternative experimental host Galleria mellonella larvae. Our results suggest that p43 is important in the P. lutzii infectious process, as previously demonstrated by gp43 in P. brasiliensis. We confirmed G. mellonella as a useful model for studying P. brasiliensis and P. lutzii virulence, since it reflects variation between inoculum size and different strains, as well as between wild-type and respective knockdown transformant strains. Virulence levels may vary among isolates of the same species, probably reflecting that the physiological condition is more important than the species effect. Re-isolation of Paracoccidioides from experimentally infected G. mellonella larvae is possible and might be useful for epigenetic studies related to infection / CNPq: 143371/2011-8
32

Efeito quimiopreventivo e modulador de HLA-G (Human Leukocyte Antigen - G) de Morelloflavona

Silva, Tarsia Giabardo Alves [UNESP] 29 November 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-06-17T19:34:46Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-11-29. Added 1 bitstream(s) on 2015-06-18T12:47:07Z : No. of bitstreams: 1 000832261.pdf: 4195140 bytes, checksum: 6e2b831f192d8949fd6dfe375c6ff96a (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / As atividades biológicas e farmacológicas dos biflavonoides são diversas incluindo suas propriedades imunossupressivas, anticancerígenas, antioxidantes, antiangiogênicas, antibacterianas, antivirais e antifúngicas. No presente estudo, avaliou-se a potencial capacidade do biflavonoide morelloflavona, isolada de Garcinia xanthochymus, em modular a expressão de HLA-G (Human Leukocyte Antigen- G), bem como seu potencial efeito quimiopreventivo. Inicialmente, foi avaliado o índice de morte celular causado pela morelloflavona por meio do ensaio de Anexina V - Iodeto de proídio em PBMC (Células mononucleares do sangue periférico), o qual apresentou índices de morte celular significantes. Através da citometria de fluxo observou-se um aumento da expressão de HLA-G vinculado à membrana celular em linhagens de melanoma (FON) (p < 0,001). Pôde-se observar a indução de HLA-G solúvel em linhagens de melanoma transfectada (M8-HLA-G1) (p < 0,001), sem alteração para os demais tipos celulares estudados, pelo ensaio imunoenzimático- ELISA. A expressão de RNAm de HLA-G também foi induzida pela morelloflavona, observada pela RT- PCR, em células de melanoma M8 que não expressam HLA-G constitutivamente. Ainda, foi avaliada a atividade quimiopreventiva da morelloflavona. Observou-se a duplicação da atividade da enzima quinona redutase na linhagem de hepatocarcinoma celular (Hepa1c1c7) por meio do ensaio quinona redutase. Pelo ensaio do cometa foi possível verificar a capacidade genotóxica e antigenotóxica. Em relação à antigenotoxicidade, a morelloflavona causou dano de DNA no pré-tratamento. No pós-tratamento foi observado que a morelloflavona pode ter a capacidade de reverter danos de DNA causados pelo peróxido de hidrogênio. Sendo assim, os dados demonstrados revelam que a morelloflavona induz a expressão de HLA-G e possui efeito quimiopreventivo. / The biological and pharmacological activities of biflavonoids are diverse, including their immunosuppressive, anticancer, antioxidant, antiangiogenic, antibacterial, antiviral and antifungal properties. In the present study we assessed the potential ability of morelloflavone, a biflavonoid isolated from Garcinia xanthochymus in modulating the expression of HLA-G (Human Leukocyte Antigen-G), as well as their potential chemopreventive effect. First, we measured the rate of cell death by morelloflavone using Annexin V - Propidium iodide assay in PBMC (peripheral blood mononuclear cells), which showed significant levels of cell death. By flow cytometry was observed the increased expression of HLA-G membrane bound in melanoma cells line (FON) (p < 0.001). Also, was observed the induction of HLA-G soluble in transfected melanoma cells line (M8-HLA-G1) (p < 0.001), with no change to other cell types studied by Enzyme-linked immunosorbent assay - ELISA. The expression of HLA-G mRNA was also induced by morelloflavone, observed by RT-PCR, in melanoma cells (M8) that do not express HLA-G constitutively. Still, we evaluated the chemopreventive activity of morelloflavone. We observed a doubling of quinone reductase enzyme activity in hepatocellular carcinoma cells line (Hepa1c1c7) by quinone reductase assay. By comet assay we were able to verify the genotoxic and antigenotoxic capacity. Regarding antigenotoxicity, morelloflavone caused DNA damage pre treatment. In the posttreatment was observed that morelloflavone may be capable of reversing DNA damage caused by hydrogen peroxide. Thus, the data show that morelloflavone induces the expression of HLA-G and has chemopreventive effect. / FAPESP: 09/52716-4 / CNPq: 140022/2010-4 / CAPES: 0103-110
33

Análise histopatológica de biópsia prostática guiada pelo ultrassom transretal com 10 e 12 fragmentos: ensaio clínico prospectivo controlado / Histopathological analysis of prostate biopsy guided by transrectal ultrasound with 10 and 12 fragments: prospective controlled clinical trial

Chambó, Renato Caretta [UNESP] 30 May 2014 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-03-03T11:52:58Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-05-30Bitstream added on 2015-03-03T12:06:47Z : No. of bitstreams: 1 000807345.pdf: 707423 bytes, checksum: 205e8e0f3c0e8ad8d1ab617261b02bc6 (MD5) / Objetivo: Avaliar a utilidade do uso de 10,12 e 16 fragmentos em biópsias de próstata na positividade para câncer de próstata (CaP) bem como quanto o Antígeno Prostático Específico (PSA), volume prostático, escore de Gleason, detecção de Neoplasia Intraepitelial Prostática de Alto Grau (NIPAG) e Proliferação Atípica de Pequenos Ácinos (ASAP). Métodos: É um estudo prospectivo e controlado, realizado em uma amostra consecutiva de 354 pacientes com diferentes indicações para biópsia prostática que foram submetidos ao procedimento analisando a positividade de câncer de próstata com a coleta de 10 fragmentos (base, terço médio, ápice, face medial (zona de transição) e face látero-lateral, bilateralmente) comparando com 12 fragmentos (base, terço médio, ápice e nas regiões mais laterais da base, terço médio e ápice, bilateralmente) e o total global de 16 fragmentos. Também comparada a positividade com 10, 12 e 16 fragmentos quanto ao PSA, volume prostático, escore de Gleason, NIPAG e ASAP. Resultados: Entre os 351 pacientes selecionados para biópsia de próstata, a positividade para 10 fragmentos foi de 102 pacientes (29.06%), 12 fragmentos foi de 99 pacientes (28.21%) e 16 fragmentos foi de 107 pacientes (30.48%) (p = 0.79).Os protocolos de biópsia de próstata (10,12 e 16 fragmentos) foram comparados com o PSA estratificado, volume prostático estratificado, escore de Gleason, detecção de NIPAG e ASAP não havendo diferença entre os grupos aferidos. Conclusão: O protocolo com 10 fragmentos não apresentou diferença de positividade em relação aos protocolos de 12 e 16 fragmentos, demonstrando ser um bom método para realização de primeira biópsia / Objective: To evaluate the utility of 10,12 and 16 fragments in prostate biopsies positive for the prostate cancer (PCa) as well as the Prostate Specific Antigen (PSA), prostate volume, Gleason score, Prostatic Intraepithelial Neoplasia Detection High Grade (NIPAG) and Atypical Small Acinar Proliferation (ASAP). Methods: It is a prospective controlled study performed with a sample of 354 consecutive patients with different indications for prostate biopsy who underwent the procedure analyzing the positivity of prostate cancer with the collection of 10 cores (base, middle third, apex, medial (transition zone) and latero-lateral, bilaterally) compared with 12 cores (base, middle third, apex and in areas more lateral to the base, middle third and apex, bilaterally) and the global total of 16 cores. It also was compared the positivity with 10, 12 and 16 cores, concerning the PSA, prostate volume, Gleason score, NIPAG and ASAP. Results: Among 351 patients screened for prostate biopsy positivity to 10 cores was 102 patients (29.06%), 12 cores of 99 patients (28.21%) and 16 cores of 107 patients (30.48%) (p = 0.798). The prostate biopsy protocols (10, 12 and 16 cores) were compared with the stratified PSA, stratified prostate volume,Gleason score, detection NIPAG and ASAP, there was no statistical difference. Conclusion: The protocol with 10 cores showed no difference in positivity in relation to 10 and 16 cores protocols, proving to be a good method for performing first biopsy
34

Influência do receptor Toll-like 2 na defesa do hospedeiro contra o fungo Sporothrix schenckii

Negrini, Thais de Cássia [UNESP] 09 November 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:32:41Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-11-09Bitstream added on 2014-06-13T21:04:28Z : No. of bitstreams: 1 negrini_tc_dr_arafcf_parcial.pdf: 223071 bytes, checksum: c6fae0658b97152e249d91079e605557 (MD5) Bitstreams deleted on 2014-12-19T18:32:45Z: negrini_tc_dr_arafcf_parcial.pdf,Bitstream added on 2014-12-19T18:33:33Z : No. of bitstreams: 1 000703332.pdf: 3299056 bytes, checksum: 31d93c1a5e3196b17fe661cc1feec647 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Universidade Estadual Paulista (UNESP) / A esporotricose é uma infecção causada pelo fungo dimórfico Sporothrix schenckiii, o qual contamina o hospedeiro através de locais com pequenos traumas, causando lesões cutâneas, subcutâneas que podem se disseminar para outros tecidos. Os mecanismos imunológicos envolvidos na prevenção e controle da esporotricose sugerem que a imunidade mediada por células apresenta um importante papel na proteção do hospedeiro contra S. schenckii. Os receptores Toll-like (TLR), presentes nas células do sistema imune inato, destacam-se pelo seu papel central na ligação de patógenos e iniciação da resposta imune. A ativação desses receptores por padrões moleculares associados à patógenos (PAMPs) induz a fagocitose, a liberação de citocinas e mediadores químicos que atuam no sistema imune eliminando ou favorecendo a infecção. O TLR-2 está envolvido na resposta do hospedeiro contra uma variedade de fungos. Portanto, o objetivo do presente estudo foi avaliar a participação do TLR-2 na resposta imunológica induzida pelo S. schenckii. Foram utilizados camundongos C57BL/6 (WT) e C57BL/6 TLR-2 Knockout (TLR-2-/-) para que se conseguisse verificar, durante um período de 10 semanas de infecção esporotricótica, a influência do TLR-2 na produção das citocinas IL-1β, IL-12 e TNF-α por macrófagos; a estimulação dos macrófagos através da liberação de NO, a participação do TLR-2 na geração dos perfis celulares Th1, Th2 e Th17 e, por fim, a influência desse receptor na produção de IFN-γ, IL-6, IL-10, IL-4, IL-17 e TGF-β. Entre os antígenos do fungo S. schenckii utilizados como estímulo nas culturas celulares, verificou-se que o antígeno lipídico é o mais eficaz na capacidade de estimular a produção dos mediadores... / Sporotrichosis is an infection caused by the dimorphic fungus Sporothrix schenckii, which infects the host through local minor trauma, causing skin and subcutaneous lesions which can spread to other tissues. The immunological mechanisms involved in sporotrichosis prevention and control suggest that cell-mediated immunity plays an important role in protecting the host against S. schenckii. The Toll-like receptors (TLR), found on innate immune system cells, for their central role in pathogen-binding and immune response initiation. The activation of these receptors by pathogen-associated molecular patterns (PAMPs) induces phagocytosis and the release of chemical mediators and cytokines which direct the immune system in favoring or eliminating the infection. TLR-2 is involved in host responses against a variety of fungi. Therefore, the aim of this study was to evaluate the involvement of TLR-2 in the immune response induced by S. schenckii. C57BL/6 mice (WT) and C57BL/6 TLR-2 knockout (TLR-2-/-) were used in order to evaluate, over a period of 10 weeks of sporotrichotic infection, the influence of TLR-2 over macrophages production of the cytokines IL-1β , IL-12 and TNF-α, their stimulation level by NO release, the involvement of TLR-2 in the generation of Th1, Th2 and Th17 cell profiles and, finally, the influence of this receptor in the production of IFN -γ, IL-6, IL-10, IL-4, IL-17 and TGF-β. Among all the S. schenckii antigens used as stimulus in cell cultures, it was found that the lipid antigen is the most effective in regard... (Complete abstract click electronic access below)
35

Produção de antígeno de Toxoplasma gondii em células de sarcoma murino TG180

Castro, André Peres Barbosa de [UNESP] 15 February 2007 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:29:32Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-02-15Bitstream added on 2014-06-13T19:17:50Z : No. of bitstreams: 1 castro_apb_me_botfmvz.pdf: 208554 bytes, checksum: 0ef69e5e00358dd8ecdb9255b9ddff62 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / Fundação para o Desenvolvimento da UNESP (FUNDUNESP) / A toxoplasmose é uma protozoonose causada pelo Toxoplasma gondii, de distribuição mundial e que acomete todos os animais homeotérmicos, incluindo o homem. Apresenta desde quadros assintomáticos a manifestações sistêmicas graves. Nos seres humanos a infecção atinge com maior gravidade principalmente indivíduos imunocomprometidos e gestantes, sendo que a primoinfecção, pode levar a óbitos, abortamentos, natimortos além de lesões severas do sistema nervoso central. Técnicas sorológicas precisas de fácil aplicação a campo e de menores custos, podem auxiliar na promoção de medidas de prevenção e controle, mas para isso é importante garantir a produção de antígenos em quantidade e de qualidade, a fim de atender as necessidades do método empregado, para garantir a sua padronização. A produção in vitro de taquizoítos de T.gondii usando células de sarcoma murino TG180 em histoculturas, mostra-se uma alternativa viável para a produção de antígeno de T. gondii, em quantidade e qualidade para uso no diagnóstico dessa infecção utilizando-se o Método de Aglutinação Direta, o que pode permitir sua difusão como um teste rápido a campo, possibilitando a sua utilização por profissionais autônomos ou unidades de saúde, podendo-se assim agilizar com uma maior rapidez as ações de prevenção dessa zoonose. / Toxoplasmosis is one protozoonosis caused by Toxoplasma gondii, of world-wide distribution and that acomete to all the animals, including the man. It presents since without symptoms until serious clinical manifestations. In the human beings the infection reaches with bigger gravity immunocompromised patients individuals mainly and pregnant woman, being that the primary infecction, it can take the deaths, abortions, stillborn beyond severe injuries of the central nervous system. Serologicals techniques of easy application in the field and of lesser costs, can assist in the promotion of measures of prevention and control, but for this it is important to guarantee the production of antigens in amount and quality, in order to take care of the necessities of the employed method to guarantee its standardization. The production in vitro of taquizoitos of T.gondii using cells of sarcom murine TG180 in histoculture, reveals to a viable alternative for the antigen production of T. gondii, in amount and quality for use in the diagnosis of this infection by the Direct Agglutination Test, what it can allow its diffusion as a fast test in the field, allowing its use for independent professionals or units of health, and thus allowing to a bigger rapidity in the actions of prevention of this zoonose.
36

Análise epidemiológica e de gene relacionado ao sistema imune (HLA-C - Classe I) e neoplasias intraepitelial cervical II e III

Xavier, Marina Bárbara de Sousa 08 October 2012 (has links)
Resumo
37

Comparação entre o processo de virulência em Paracoccidioides brasiliensis e P. lutzii com utilização de modelo alternativo de bioensaio e knockdown gênico

Machado, Gabriel Capella. January 2015 (has links)
Orientador: Eduardo Bagagli / Coorientador: / Banca: Angela Maria Victoriano de Campos Soares / Banca: Raquel Cordeiro Theodoro / Banca: Julhiany de Fatima da Silva / Banca: Gilda Maria Barbaro Del Negro / Resumo: A paracoccidioidomicose, uma das mais importantes micoses sistêmicas da América Latina, é causada pelas espécies crípticas Paracoccidioides brasiliensis e P. lutzii. Ainda não é claro como o processo de especiação dentro do gênero Paracoccidioides influi em aspectos como virulência e patogenia da doença. O objetivo deste trabalho é caracterizar algumas dessas diferenças entre as duas espécies crípticas, utilizando-se de modelo experimental alternativo, as larvas da traça de cera Galleria mellonella. Este modelo tem sido utilizado em estudos envolvendo outros patógenos, porém ainda é pouco explorado em Paracoccidioides spp. No presente estudo, G. mellonella refletiu diferenças entre a virulência de cargas fúngicas distintas, bem como dentre isolados variados e destes com os grupos controle. Além disso, foi possível a recuperação do patógeno a partir de larvas experimentalmente infectadas. Isolados P. lutzii apresentaram níveis de virulência variáveis, sendo pertencentes a esta espécie os isolados com maior e menor virulência observadas neste estudo (8334 e Pb01, respectivamente). Já os isolados pertencentes a espécie P. brasiliensis (Pb339, Pb192 e T15LN1) apresentaram taxas de mortalidade mais homogêneas e intermediárias. Tais resultados credenciam as larvas de G. mellonella como modelo de experimentação adequado para o estudo do processo de virulência em Paracoccidioides spp. Ainda, foi realizado knockdown do gene codificador da gp43 (PbGP43), o antígeno imunodominante em P. brasiliensis e do seu homólogo em P. lutzii (PlP43) utilizando-se a estratégia de RNA antisense combinada com transformação mediada por Agrobacterium tumefaciens. Foram obtidos três transformantes P. brasiliensis com expressão de PbGP43 de cerca de 8%, 14% e 36% quando comparados com a expressão do isolado selvagem original Pb192. Além disso foram obtidos dois transformante P. lutzii com expressão de PlP43 por volta de 23% e... / Abstract: Paracoccidioidomycosis (PCM), an important systemic mycosis in Latin America, is caused by the cryptic species Paracoccidioides brasiliensis and P. lutzii. How these species differ in their virulence factors is still unknown and needs to be properly evaluated. While the role of PbGP43, which codes gp43, as a virulence factor is relatively well established for P. brasiliensis, the same is not true for its ortholog in P. lutzii, namely PlP43. PbGP43 and PlP43 present differences in their nucleotide sequences, expression levels, epitope occurrence and influences on PCM diagnosis. Herein, we obtained PbGP43 and PlP43 knockdown strains by antisense RNA technology combined with ATMT, in order to comparatively evaluate their effects on virulence, employing the alternative experimental host Galleria mellonella larvae. Our results suggest that p43 is important in the P. lutzii infectious process, as previously demonstrated by gp43 in P. brasiliensis. We confirmed G. mellonella as a useful model for studying P. brasiliensis and P. lutzii virulence, since it reflects variation between inoculum size and different strains, as well as between wild-type and respective knockdown transformant strains. Virulence levels may vary among isolates of the same species, probably reflecting that the physiological condition is more important than the species effect. Re-isolation of Paracoccidioides from experimentally infected G. mellonella larvae is possible and might be useful for epigenetic studies related to infection / Doutor
38

Avaliação da memória imunológica para o vírus da hepatite B em indivíduos vacinados

Livramento, Andréa do January 2014 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências de Saúde, Programa de Pós-Graduação em Farmácia, Florianópolis, 2014 / Made available in DSpace on 2015-02-05T20:49:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 329359.pdf: 2483392 bytes, checksum: 477e876b1ded72f6d9c56b48ffda8345 (MD5) Previous issue date: 2014 / A susceptibilidade à infecção pelo vírus da hepatite B (HBV) e necessidade de doses de reforço da vacina entre indivíduos que apresentam níveis séricos do anticorpo contra o antígeno de superfície (anti-HBs) inferiores a 10 UI/L após a imunização primária permanecem indefinidas. Neste trabalho, o objetivo foi avaliar a resposta anamnéstica ao desafio in vitro e in vivo com o antígeno de superfície do vírus da hepatite B (HBsAg) em indivíduos vacinados. Foram analisadas as propriedades antigênicas da proteína vacinal HBsAg recombinante em sistema de cultura, e realizada a padronização do ensaio in vitro de proliferação de linfócitos frente à estimulação com o antígeno vacinal. Dentro das condições experimentais ideais pré-estabelecidas, foi realizada a análise in vitro da resposta anamnéstica à exposição ao HBsAg recombinante em amostras de voluntários que receberam o esquema completo (3 doses) de vacinação contra o HBV. A resposta anamnéstica ao estímulo in vivo foi analisada pela determinação dos títulos séricos de anti-HBs após o reforço da vacina. O antígeno vacinal HBsAg recombinante estimulou a proliferação linfocitária em culturas de células de indivíduos vacinados. Os maiores índices de proliferação foram verificados em suspensões na concentração de 4×106 células/mL, estimuladas com 50 ng/mL de HBsAg recombinante durante 3 dias. As respostas humorais ao desafio antigênico in vitro não se correlacionaram significativamente com os níveis séricos do anticorpo. Uma resposta in vitro de anticorpos de alta avidez foi verificada em 60,0%, 40,0% e 66,7% dos indivíduos que apresentaram níveis séricos de anti-HBs indetectáveis, <10 UI/L e =10 UI/L, respectivamente. Na análise in vivo da memória imunológica ao HBV, a proporção de indivíduos que apresentaram uma resposta humoral anamnéstica à dose unitária de reforço foi de 63,0%. O índice de participantes que apresentaram títulos do anticorpo =10 UI/L em 4 meses, 1 ano e 2 anos decorridos da administração de uma dose desafio foi de 66,7%, 50,0% e 70,0%, respectivamente. Todos os indivíduos que receberam três doses apresentaram títulos séricos de anti-HBs =10 UI/L 2 anos após a revacinação, sendo que em 80,0% dos casos foram verificados níveis do anticorpo acima de 100 UI/L. Os resultados observados neste estudo sugerem a persistência da memória imunológica para o HBV em indivíduos vacinados que apresentam títulos séricos de anti-HBs inferiores a 10 UI/L ou indetectáveis.<br> / Abstract: The susceptibility to hepatitis B virus (HBV) infection and the need for booster doses among individuals with antibody titers to surface antigen (anti-HBs) less than 10IU/L after primary immunization remain undefined. In this study, the aim was to evaluate the in vitro and in vivo anamnestic response to the hepatitis B surface antigen (HBsAg) challenge in vaccinated individuals. The antigenic properties of the recombinant HBsAg protein vaccine were analyzed in a culture system in order to standardize the in vitro lymphocyte proliferation assay. Under the optimal experimental conditions, the in vitro anamnestic response to the recombinant HBsAg exposure were evaluated in samples from volunteers who had received the standard (three-dose) HBV vaccination schedule. The in vivo anamnestic response to the antigen stimulation was assessed by the quantification of serum anti-HBs levels after booster vaccination. The recombinant HBsAg stimulated lymphocyte proliferation in cultured cells from vaccinated individuals. The highest levels of proliferation were observed in suspensions stimulated at a concentration of 4×106 cells/mL with 50 ng/mL of recombinant HBsAg for 3 days. The humoral responses to the in vitro antigen challenge were not significantly correlated with serum antibody levels. An in vitro antibody response of high avidity was found in 60.0%, 40.0% and 66.7% of the individuals who showed undetectable anti-HBs, anti-HBs <10 IU/L and anti-HBs =10 IU/L, respectively. In the in vivo analysis of the immunological memory to HBV, the proportion of individuals who showed an anamnestic humoral response to the single booster dose was 63.0%. The index of participants who showed antibody titers =10 IU/L 4 months, 1 year and 2 years after the administration of one challenge dose was 66.7%, 50.0% and 70.0%, respectively. All subjects who had received three booster doses showed serum anti-HBs =10 IU/L 2 years after revaccination, and in 80.0% of cases antibody levels were above 100 IU/L. The results from this study suggest the persistence of immunological memory to HBV in vaccinated individuals who showed serum anti-HBs of less than 10 IU/L or undetectable antibody.
39

A reprodução em carrapatos e a avaliação de uma enzima de destaque neste processo como antígeno vacinal contra Rhipicephalus (Boophilus) microplus

Seixas, Adriana January 2008 (has links)
Os carrapatos estão distribuídos por todo mundo e impactam tanto a saúde animal quanto humana. A espécie Rhipicephalus (Boophilus) microplus é o principal parasita que afeta a bovinocultura nas regiões tropicais e subtropicais do globo, causando grandes prejuísos econômicos. Os métodos de controle estão baseados no uso de acaricidas químicos, o que resulta na seleção de populações resistentes e no risco de poluição do meio ambiente e dos alimentos. As vacinas têm-se mostrado um método de controle factível, e representam uma alternativa ao uso de acaricidas químicos. No entanto, dez anos após a disponibilização da primeira vacina comercial contra carrapatos, ainda não foi encontrada uma formulação capaz de alcançar a proteção necessária para dispensar o uso de agentes químicos. Sendo assim, estudar a biologia do parasita e conhecer mecanismos de importância fisiológica pode ser uma boa estratégia para encontrar moléculas alvo que possam ser usadas como antígenos no desenvovimento de uma vacina eficaz. Com este objetivo, nesta tese foi estudada a reprodução em carrapatos e avaliada a eficácia de uma enzima evolvida neste processo como antígeno vacinal. Foram abordados os processos de vitelogênese e de embriogênese. Em uma primeira etapa, usando carrapatos da espécie Amblyomma hebraeum como modelo, foi investigada a atuação do hormônio 20- hidroxiecdisona (20E) e de fatores adicionais, presentes na hemolinfa, na captação de vitelogenina (Vg) pelos oócitos. Neste trabalho, verificamos que existem diferentes estratégias de controle da captação de Vg pelo ovário nos carrapatos Ixodide, e que para que ocorra capatação de Vg pelos oócitos de A. hebraeum é necessaário um fator adicional presente na hemolinfa das fêmeas. Uma vez que o desenvolvimento do embrião depende da disponibilidade do material do vitelo estocado nos oócitos, a segunda parte da tese explorou uma cisteíno endopeptidase envolvida na degradação de vitelina (Vt) em ovos do carrapato R. microplus denominada Vitellin Degrading Cysteine endopeptidase (VTDCE). As enzimas da classe das cisteíno endopeptidases estão amplamente distribuidas nas fêmeas deste carrapato. Os estudos com VTDCE mostraram que esta é uma enzima de origem materna, com provável síntese extraovariana e transporte pela hemolinfa, até ser internalizada pelos oócitos. A VTDCE está presente durante todo o desenvolvimento embrionário, assim como em larvas. Interessantemente, esta cisteíno endopeptidase apresenta a propriedade de se associar a Vt por um outro sítio, além do sítio ativo. A VTDCE é a enzima mais eficiente na degradação de vitelina (Vt) em ovos de R. microplus, e devido a sua importância fisiológica, a VTDCE foi testada como antígeno em experimento de vacinação de bovinos e desafio com larvas de R. microplus. Os parâmetros mais afetados nos carrapatos alimentados em bovinos vacinados, com relação aos controles, foram o peso das fêmeas ingurgitadas (19,3 %) e a fertilidade dos ovos (17,6 %). Relacionado os parâmetros análisados, vimos que este antígeno confere uma proteção de 21% aos animais imunizados quando infestados por R. microplus. A proteção parcial alcançada pela VTDCE pode ser complementar a de outros antígenos no desenvolvimento de um coquetel antigênico contra carrapatos, uma vez que nenhum antígeno encontrado até o momento foi capaz de oferecer a proteção necessária para ser empregado individualmente na composição de uma vacina. Estudos como os realizados nesta tese contribuem para o melhor entendimento da biologia dos carrapatos, assim como para o desenvolvimento de novos e melhores métodos de controle desses parasitas. / Ticks are distributed worldwide impacting human and animal health. The cattle tick Rhipicephalus (Boophilus) microplus is the main parasite that affects livestock in tropical and subtropical regions of world, causing large economical losses. Tick control methods are based on the application of chemical acaricides, which has resulted in selection of resistant ticks and a potential risk of environmental pollution and food contamination. Vaccines have been shown to be a feasible tick control method that offers a cost-effective, environmentally friendly alternative to chemical control. However, ten years after the commercialization of the first vaccine against ticks, to identify tickprotective antigens remains a limiting step in the development of an efficient formulation that would avoid the use of chemical acaricides. In face of this situation, to study the parasite biology and understanding physiological important mechanisms could be a good strategy to find new targets to be used in an efficient vaccine. In order that, this thesis subject was to investigate the reproduction process in ticks and to evaluate the efficiency of an enzyme involved in this process as vaccinal antigen. The process of vitellogenesis and embryogenesis were studied. In the first part, using Amblyomma hebraeum ticks as model, the role of 20- hydroxiecdisone and additional hemolymph borne factors in vitellogenin (Vg) uptake by oocytes were investigated. Our findings showed that there are different strategies to control Vg uptake by ovary in Ixodide ticks. Additionally, for Vg uptake in A. hebraeum ovaries, a vitellogenin uptake factor (VUF) present in female hemolymph is required. As embryo development depends on the availability of yolk material stored into the oocytes, in the second part we studied a cysteine endopeptidase involved in Vt digestion in R. microplus eggs, named vitellin-degrading cysteine endopeptidase (VTDCE). Cysteine endopeptidase enzymes are widely distributed in these tick females. Studies with VTDCE demonstrate that it is a maternal derived endopeptidase involved in a route including extraovarian synthesis, transport, and ovary uptake, before internalization by oocytes. VTDCE is present during all tick development, as well as in larva. Interestingly, this cysteine endopeptidase is able to associate with Vt in another site than the active site. VTDCE showed to be the most efficient Vt hydrolytic enzyme in R. microplus eggs. So, supported by its physiological role, VTDCE was used as antigen in bovine vaccination and R. microplus challenge experiment. The most affected biological parameters in ticks fed on vaccinated animals were weight of engorged ticks (19.3 %), and egg fertility (17.6 %). Relating the biological parameters analyzed, bovine vaccination with VTDCE as antigen resulted in an overall protection of 21%. Therefore, this partial protection could be complementary in the formulation of an antigenic cocktail against tick, once there is not one single protein that achieves the protection level necessary for an efficient and practical vaccine development. Studies like that contribute to the better understanding of tick biology, as well as to the development of new and more efficient methods of control.
40

Metaloproteases de carrapato : perspectiva de antígeno para vacina

Ali, Abid January 2014 (has links)
As metaloproteases (MPs) são proteínas que participam em diversos processos fisiológicos e patológicos. Neste trabalho, relatamos a identificação de MPs em três carrapatos de importância econômica: Ixodes persulcatus (Ip-MPs), Rhipicephalus sanguineus (Rs-MPs) e Rhipicephalus microplus (BrRm-MPs). O perfil transcricional em vários tecidos e fases de vida mostra que MPs são transcritas em glândula salivar durante a alimentação de fêmeas e não são transcritos no macho (com exceção de uma MP, BrRm-MP4) e ovos, o que sugere que esta família da proteínas são componentes funcionais necessários para interferir nas defesas do hospedeiro, apoiando o processo de hematofagia. A presença de um sítio de ligação de zinco, uma dobra“Met-turn” e um domínio rico em cisteína na região C-terminal indica que todas os transcritos obtidos codificam para a família de MPs reproplisina (metzincina). Uma das MPs de R. microplus (BrRm-MP4) foi selecionada para uma investigação mais aprofundada quanto ao potencial como um antígeno vacinal, devido ao seu padrão de transcrição ubíquos e devido àprevisão in silico de epítopos imunogênicos, em comparação com as demais MPs identificadas. BrRm-MP4 recombinante (rBrRm-MP4) foi expressa em Escherichia coli e testadas como um antígeno contra infestação de R. microplus. Imunoblot mostrou que o soro de bovinos imunizados com rBrRm-MP4 reconhece BrRm-MP4 da glândula salivar, ovário e larvas de R. microplus. Comparando com o controle, a vacinação com rBrRm-MP4 proporcionou uma redução de 43% no número de fêmeas adultas, redução de 14,80% na postura de ovos e redução de 17,53 % na capacidade de eclosão da larva, realizando um proteção total de 60% estatisticamente significativa. Os resultados indicam que rBrRm-MP4 é um potencial candidato a ser incluído como imunógeno em uma vacina anti-carrapato. / Metalloproteases (MPs) are proteins participating in several physiological and pathological processes. Here, we report the identification of MPs in three economically important ticks: Ixodes persulcatus (Ip-MPs), Rhipicephalus sanguineus (Rs-MPs) and Rhipicephalus microplus (BrRm-MPs). Transcriptional profile in various tissues and life stages revealed the presence of all MPs transcripts in salivary glands during feeding stages and absence in males (except one MP, BrRm-MP4) and eggs, suggesting this family proteins are functional components required to interfere with host defenses, supporting tick hematophagy. The presence of a zinc binding site, a “Met-turn” and C-terminal cysteine rich domain indicates all obtained transcripts encode for proteins belonging to the reproplysin (metzincin) family of MPs. A R. microplus MP (BrRm-MP4) was selected for further investigation concerning its potential as a vaccinal antigen due to its ubiquitous transcription pattern and in silico prediction of immunogenic epitopes, comparing to other obtained MPs. Recombinant BrRm-MP4 (rBrRm-MP4) was expressed in Escherichia coli and tested as an immune-protective antigen against R. microplus infestation. Immunoblot showed specific antibodies against rBrRm-MP4 in immunized calves sera. Sera from immunized calves recognized BrRm-MP4 in R. microplus salivary gland, ovary and larvae. Comparing to ticks reared non-vaccinated calves, rBrRm-MP4 provided 43% reduction in adult female number, 14.80% reduction in egg laying and 17.53% reduction in larva hatching capacity, performing an overall 60% statistically significant protection. We assume rBrRm-MP4 is a potential candidate to be included as immmunogen for further development in an anti-tick vaccine.

Page generated in 0.0716 seconds