• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 30
  • 22
  • 12
  • 11
  • 6
  • 5
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 90
  • 27
  • 22
  • 19
  • 19
  • 18
  • 18
  • 18
  • 16
  • 15
  • 14
  • 14
  • 11
  • 11
  • 11
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
51

Inclusão de tanino condensado em dietas com alto teor de concentrado para bovinos de corte / Influence of condensed tannin in beef steers fed high concentrate diet

Mezzomo, Rafael 23 February 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2015-03-26T13:54:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1431828 bytes, checksum: e7d74eb0d250f3b5781c47a91dd51f20 (MD5) Previous issue date: 2010-02-23 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / This trial was conducted to evaluate the effect of condensed tannin (TN) associated or not with a true protein source on intake, ruminal and total digestibility, ruminal digestion rate and urinary nitrogen excretion in beef steers fed high concentrate diet (87% of DM). Four crossbred steers (407 kg of average BW) fitted with rumen cannula were assigned to a 4x4 latin square design, arranged in a 2x2 factorial arrangement. Steers were fed a basal diet based on cracked corn, whole cottonseed, sugar-cane bagasse, mineral mixture and 1 out of four supplements: soybean meal with condensed tannin (SMT); soybean meal without condensed tannin (SM); condensed tannin without soybean meal (TN) and a treatment without both soybean meal and condensed tannin (BS). Quebracho extract were used as tannin source, included to provide 4 g of tannin/100 g of diet DM. Intake of DM and nutrients was not affected (P>0.10) by TN supplementation. However, there was an effect (P<0.10) of TN supplementation on ether extract digestibility. A smaller (P<0.10) concentration of urinary urea nitrogen (71.94 vs. 53.62) and total nitrogen (86.43 vs. 74.07) were observed in the animals supplemented with condensed tannin. Serum urea nitrogen concentration did not differ (P>0.10) among treatments. There was an interaction (P<0.10) between condensed tannin and soybean mean on ruminal digestibility and digestion rate of crude protein (CP), where when supplemented with soybean meal the condensed tannin reduced the ruminal digestibility of 46.92 to 33.46 and consequently, reduced the digestion rate of CP. Crude protein intake increased (P<0.10) with the inclusion of soybean meal in the supplement. No differences in DM passage rate were observed (P>0.10) among treatments. Urinary urea nitrogen and total nitrogen were higher in the animals supplemented with soybean meal. The nitrogen balance indicated that the use of TN improved the efficiency of nitrogen utilization (P<0.10), however, no differences were observed when soybean meal was added to the diet (P>0.10). There was an interaction (P<0.10) between condensed tannin and soybean mean supplementation on flux of rumen undegradable protein (RUP), metabolizable protein (MP) and on the ratio MP:CP. In the presence of soybean meal the addition of TN increased the flux of RUP (302.24 to 416.02), MP (540.23 to 671.03) and improved the ratio MP:CP (58.69 to 46.54). The yield of microbial protein on the abomasum and the microbial efficiency did not differ among treatments (P>0.10). There was no effect of TN supplementation (P>0.10) on ruminal pH, VFA and ammonia (N-NH3) concentration. N-NH3 increased and ruminal pH decreased with the inclusion of soybean meal (P<0.10) in the diet. The use of condensed tannin as an additive in cattle fed high concentrate diet using soybean meal as true protein source decreases the digestion rate and ruminal degradability of crude protein without affecting feed intake. The utilization of condensed tannin as an additive in cattle fed high concentrate diet using soybean meal as true protein source implies in positive effects on efficiency of N utilization, increasing the flux of metabolizable and decreasing nitrogen excretion with no changes in ruminal fermentation, optimizing the nitrogen assimilation by the animal. / Quatro bovinos de corte, com peso corporal médio de 407 ±12 kg, fistulados no rúmen e abomaso, foram distribuídos em um quadrado latino 4 x 4, em esquema fatorial 2 x 2, com o objetivo de avaliar a eficiência da inclusão de tanino condensado e/ou farelo de soja a dietas de bovinos de corte submetidos a altos níveis de concentrado sobre o consumo, digestibilidade aparente total e parcial, fluxo de nutrientes, excreção de nitrogênio e uréia pela urina, balanço de nitrogênio (BN), perfil protéico, perfil de ácidos graxos voláteis (AGV) no rúmen, pH ruminal, concentração de amônia ruminal e eficiência microbiana. A alimentação basal dos animais foi composta por ração contendo 87% de concentrado e constituída por milho (moído grosso), caroço de algodão, bagaço de cana in natura e núcleo mineral, fornecida ad libitum. Os quatro tratamentos foram: dieta com farelo de soja e tanino condensado (FST); dieta com farelo de soja sem tanino condensado (FS); dieta sem farelo de soja e com tanino condensado (CAT) e dieta sem farelo de soja e sem tanino condensado (CA). Como fonte de tanino condensado utilizou-se extrato de quebracho. Não se verificou efeito (P>0,10) da suplementação com TC sobre o consumo de MS e de nutrientes. Verificou-se efeito positivo (P<0,10) da suplementação com TC sobre a digestibilidade do extrato etéreo. Os valores de nitrogênio uréico na urina (NUU) e nitrogênio total na urina (NU) foram menores (P<0,10) com a suplementação de tanino condensado. Os níveis de nitrogênio uréico no soro (NUS) não foram diferentes (P>0,10) entre os tratamentos avaliados. O balanço de nitrogênio (BN) indicou que a utilização de tanino condensado melhorou a eficiência de utilização de nitrogênio (P<0,10). Verificou-se efeito da interação (P<0,10) entre tanino condensado e farelo de soja sobre a digestibilidade ruminal da proteína, taxa de digestão da PB, a proteína não degradada no rúmen (PNDR), a estimativa de proteína metabolizável (PM) e sobre a razão PM:PB, onde a suplementação conjunta com TC e farelo de soja reduziu a degradabilidade ruminal e, consequentemente, a taxa de digestão, aumentou o fluxo de PNDR e de PM e melhorou a relação PM:PB. A quantidade de proteína microbiana no abomaso e a eficiência microbiana não sofreram alterações nos tratamentos avaliados (P>0,10). Não houve diferença no pH, AGV e nitrogênio amoniacal (N-NH3) ruminal frente à adição de tanino condensado, porém, os parâmetros ruminais foram influenciados pelo tempo de coleta das amostras. Verificou-se aumento do consumo de proteína bruta (P<0,10) frente à inclusão de farelo de soja. A digestibilidade ruminal e total do extrato etéreo foi maior com a remoção do farelo de soja da dieta. A taxa de passagem da MS não diferiu entre os tratamentos avaliados. A inclusão de farelo de soja à dieta acarretou aumento (P<0,10) nas taxas de digestão da MO, PB e FDNcp. Os níveis de NUU e NU foram mais elevados com a suplementação com FS. Houve aumento do N ingerido e do N excretado via urina e fezes (P<0,10) quando adicionado farelo de soja à dieta, não havendo modificações no BN (P>0,10). O N-NH3 aumentou e o pH ruminal diminuiu com a inclusão de farelo de soja (P<0,10). As concentrações de AGV não se diferenciaram com a adição de farelo de soja. Verificou-se que a utilização de tanino condensado (0,4% sobre a MS da dieta) como aditivo para bovinos de corte alimentados com dietas de alto teor de concentrado e com farelo de soja como fonte de proteína verdadeira diminui a taxa de digestão e degradabilidade ruminal da proteína bruta, sem alterar o consumo dos animais, implicando em efeitos positivos sobre a utilização da proteína bruta, aumentando os níveis de proteína metabolizável e diminuindo o desperdicio de nitrogênio sem alterar os parâmetros ruminais, otimizando a assimilação de nitrogênio no ambiente ruminal.
52

Desempenho e qualidade de carne em novilhas de corte alimentados com dois níveis de concentrado e proteína não degradável no rúmen e influência da maturidade fisiológica sobre parâmetros qualitativos da carcaça e da carne bovina / Performance and meat quality of beef heifers fed with two levels of concentrate and ruminally undegradable protein and Influence of physiological maturity on carcass yield and meat quality parameters

Duarte, Marcio de Souza 22 February 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2015-03-26T13:54:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 847490 bytes, checksum: 96b19b5b36a4040238163990d01928e6 (MD5) Previous issue date: 2010-02-22 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / The present work was developed based on two experiments. The first experiment was conducted aiming to evaluate the effects of ruminal energy-protein synchronization on feed intake, nutrients digestibility, feed conversion, animal performance, carcass yields and composition, composition of the carcass gain, percentage of commercial cuts and meat quality of feedlot heifers. In this trial, twenty crossbreed heifers (240+6kg) were used, all of them coming from the same contemporary group. At the beginning, four animals were slaughtered as reference group and the sixteen animals remaining were assigned to a completely randomized design in 2x2 factorial schemes, two levels of concentrate (40 and 80%, based on dry matter) and two levels of ruminally undegradable protein (RUP). These animals were individually fed during 112 days and slaughtered at the end of the trial. There was no interaction (P>0.05) between the level of concentrate and RUP. The dry matter intake (DMI), feed intake and nutrients digestibility were not affected (P>0.05) by RUP level. However, the animals fed higher level of RUP diets had higher (P<0.05) average daily gain (ADG) compared with the animals fed lower level of RUP diets. The level of concentrate did not affect (P>0.05) the DMI, feed conversion and ADG, but the intakes of TDN, NDFcp and EE, were superior (P<0.05) in the animals fed higher concentrate diets. The digestibilities of all nutrients, except the NDFcp, were greater (P<0.05) for the 80% concentrate diets. There was no affect (P>0.05) of RUP level on carcass yields. Similarly, the percentage of commercial cuts, the composition of the carcass and the composition of the carcass gain were not affected (P>0.05) by the level of RUP and concentrate. However, the animals fed 80% concentrate diets had a larger (P<0.05) rib eye area (REA) compared with the animals fed 40% concentrate diets. No differences (P>0.05) in Warner-Bratzler shear force, myofibrillar fragmentation index, percentage of total cooking loss, and chemical composition of the Longissimus dorsi, were found among the levels of concentrate and RUP. It can be concluded that the level of RUP did not affect the feed intake and nutrients digestibilities, but improved the feed conversion and increased the ADG. Neither level of RUP nor level of concentrate affected the carcass composition, composition of carcass gain, percentage of commercial cuts and the meat quality of the feedlot heifers. The second experiment was conducted to evaluate the beef carcass traits and meat quality of cattle differing in numbers of permanent incisors. Sixty-three Nellore bulls, non-castrated, all from the same farm and grown on pasture, were used. The animals were selected at a large commercial beef plant. Immediately after the slaughter, the numbers of incisors were recorded after a visual examination by looking directly at the teeth and the carcasses were grouped in four categories according to teeth maturity (two, four, six or eight). After 24-h chill, data of carcass weight, pH, rib eye area (REA) and 12th rib fat thickness were collected. After carcass data collection, a boneless Longissimus section between the 9th and 11th rib was removed, vacuum packaged, frozen and held at -200C. The REA and the 12th rib fat thickness increased (P<0.05) as the number of permanent incisors increased. However, no differences (P>0.05) in carcass ultimate pH were found among the four dental classes. There was no effect (P>0.05) of dental maturity on percentage of evaporative and total cooking losses, but differences in percentage of thawing and drip losses were found (P<0.05) among the four dental classes. The Longissimus intramuscular fat and water content were affected (P<0.05) by the dental maturity. However, there was no difference (P>0.05) in percentage of protein and ashes among the dental classes. With the exception of b* values, the dental maturity did not affect (P>0.05) the instrumental color of the Longissimus. The Warner-Bratzler shear force (WBSF), the myofibrillar fragmentation index (MFI) and collagen solubility were affected (P<0.05) by dental maturity, whereas the WBSF has increased while the MFI and collagen solubility decreased as the number of permanent incisors increased. An increase of WBSF was associated (P<0.01) with decreased MFI (r = -0,36) and collagen solubility (r = - 0,14). It can be concluded that the physiological maturity, based on dental classification, affects the carcass traits and meat quality of Nellore cattle. It can also be concluded that meat from non-castrated Zebu cattle up to four permanent incisors has a desirable tenderness. / O presente trabalho foi desenvolvido a partir de dois experimentos. O primeiro foi conduzido para de avaliar o efeito da adequação de energia e proteína na dieta sobre o consumo, digestibilidade dos nutrientes, conversão alimentar, desempenho, características e composição físico-química da carcaça, composição do ganho de carcaça, rendimento de cortes comerciais e características qualitativas da carne de novilhas confinadas. Nesse experimento, foram utilizadas 20 novilhas mestiças, provenientes de um mesmo grupo contemporâneo e com peso corporal médio inicial de 240 kg. Quatro animais foram abatidos no inicio do experimento para constituir o grupo referência e os 16 animais restantes foram distribuído em quatro tratamentos em delineamento experimental inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2x2, 40 e 80 % de concentrado, e dois níveis de proteína não degradável no rúmen (PNDR). Os animais permaneceram em média 112 dias em confinamento, sendo alimentados individualmente e foram abatidos ao final do período experimental. Não foi verificada interação (P>0,05) entre o nível de concentrado na dieta e a degradabilidade da proteína. Não houve efeito da PNDR (P>0,05) sobre o consumo e digestibilidade dos nutrientes. Entretanto, PNDR influenciou (P>0,05) o ganho de peso médio diário (GMD) dos animais. O nível de concentrado na dieta não influenciou (P>0,05) o consumo de matéria seca (CMS), a conversão alimentar e o GMD dos animais. Entretanto, o consumo de nutrientes digestíveis totais (NDT), fibra em detergenteneutro corrigido para cinzas e proteína (FDNcp) e extrato etéreo (EE) dos animais alimentados com dietas contendo 80% de concentrado mostrou-se superior (P<0,05) em relação aos animais alimentados com a dieta contendo 40% de concentrado. A dieta contendo 80% de concentrado propiciou maiores coeficientes de digestibilidade (P<0,05) de todos os nutrientes, comparado-se a dieta contendo 40% de concentrado, exceto para a FDNcp. As novilhas alimentadas com os diferentes níveis de concentrado apresentaram composição físico-química da carcaça e do ganho de carcaça similar (P>0,05). O nível de concentrado na dieta influenciou (P<0,05) a área de olho de lombo (AOL), e as novilhas alimentadas com dietas contendo 80% de concentrado apresentaram maior AOL em relação às novilhas alimentadas com dietas contendo 40% de concentrado. O rendimento dos cortes comerciais e as características qualitativas da carne não foram influenciadas (P>0,05) pela quantidade de PNDR presente na dieta nem pelo nível de fornecimento de concentrado. O nível de PNDR na dieta não alterou o consumo e digestibilidade dos nutrientes; melhorou a conversão alimentar e o desempenho de novilhas confinadas; não alterou a composição físico-química da carcaça, do ganho de carcaça e as características qualitativas da carne. As novilhas alimentadas com 80% de concentrado apresentam composição físico-química da carcaça, composição do ganho de carcaça e características qualitativas da carne semelhantes às novilhas alimentadas com dietas contendo 40% de concentrado. Conclui-se o maior fornecimento de PNDR na dieta de novilhas confinadas não implica em melhorias nas principais características de carcaça e qualidade da carne. Conclui-se ainda que novilhas confinadas alimentadas níveis moderados de concentrado na dieta (40% na matéria seca total) apresentam características de carcaça e da carne semelhantes às novilhas alimentadas com altos níveis de concentrado (80% na matéria seca total). No segundo experimento objetivou-se avaliar as características de carcaça e a qualidade da carne de bovinos em diferentes estádios de maturidade fisiológica, avaliada através da contagem do número de dentes incisivos permanentes (d.i.p.) na arcada dentária. Foram utilizados 63 animais da raça Nelore, todos machos não castrados e criados a pasto. Os animais foram selecionados em frigorífico comercial previamente ao abate. As carcaças dos animais selecionados foram agrupadas em quatro categorias de acordo com o número de d.i.p presentes na arcada dentária (2, 4, 6 e 8 d.i.p.). Após o período de resfriamento, as carcaças foram pesadas e realizou-se a mensuração do pH, área de olho de lombo (AOL) e espessura de gordura subcutânea (EGS). Em seguida foram coletadas amostras do músculo Longissimus entre a 9a e a 11a costela para realização das análises de qualidade de carne. A maturidade alterou (P<0,05) o peso da carcaça fria, AOL e a espessura de gordura subcutânea (EGS) da carcaça sendo observado aumento dessas características com o aumento do número de d.i.p na arcada dentária dos animais. Entretanto, a maturidade não alterou (P>0,05) o pH final da carcaça sendo o valor médio encontrado para essa característica igual a 6,4. Em relação as perdas das carne, à exceção das perdas por descongelamento e gotejamento, não foram detectadas diferenças (P>0,05) entre os grupos de dentição. Não houve diferença (P>0,05) entre os grupos de dentição para o teor de proteína e cinzas do músculo Longissimus. Entretanto, foram verificadas diferenças (P<0,05) entre os grupos de dentição quanto ao teor de água e extrato etéreo presentes no Longissimus. Os valores de luminosidade (L*) e intensidade de vermelho (a*) da carne não diferiram (P>0,05) entre os grupos de dentição. Entretanto, verificou-se que a maturidade alterou (P<0,05) a intensidade de amarelo (b*). A força de cisalhamento (FC), o índice de fragmentação miofibrilar (IFM) e o teor de colágeno solúvel foram influenciados (P<0,05) pela maturidade sendo observado o aumento da FC e redução dos valores de IFM e colágeno solúvel com o aumento no número de d.i.p. A FC apresentou-se negativamente correlacionada (P<0,01) com o IFM (r = -0,36) e com o teor de colágeno solúvel (r = -0,14). Conclui-se que a maturidade fisiológica avaliada pela análise da arcada dentária, influencia as características de carcaça e os principais parâmetros qualitativos da carne de bovinos Nelore. Conclui-se ainda que para animais zebuínos inteiros abatidos em frigorífico comercial, a carne pode ser considerada com maciez aceitável nos animais com até 4 dentes incisivos permanentes, ou seja, animais de até 36 meses, aproximadamente.
53

Análisis y diseño para la mejora del proceso de mensajería para la SUNARP Zona registral N° VIII

Poma Canchari, Victor Max 28 May 2018 (has links)
En la presente tesis, titulada “Análisis y diseño para la mejora del proceso de mensajería para la SUNARP Zona registral Nro VIII” trata sobre la mejora del proceso tradicional de mensajería de registros públicos Zona VIII. SUNARP se encarga de registrar actos, derechos, titularidades y contratos de las personas de manera transparente, lo cual involucra trabajar con gran cantidad de documentación, para esto se emplea un mecanismo de envío de documentación. Este mecanismo conlleva un manejo dificultoso, gran cantidad de tiempo de ejecución e inexactitudes de la información que este maneja.
54

Konsultföretags metodanvändande under Requirements Engineering Processen

Swärd, Michael January 2001 (has links)
Requirements Engineering processen, RE-processen, är den tidiga fasen i ett systemutvecklingsprojekt, där RE-processens syfte är att identifiera, verifiera, validera samt dokumentera en mängd krav som ett nytt eller utvidgat system skall konstrueras efter. RE-processen skall mynna ut i en kravspecifikation där de dokumenterade kraven finns samlade. Detta examensarbete behandlar ämnet systemutveckling och fokuserar på konsultföretags metodanvändande under RE-processen. Att fokus ligger på RE-processen beror på att denna fas är den mest kritiska delen i ett systemutvecklingsprojekt. För att få svar på vilka metoder som konsultföretag använder under RE-processen har en intervjundersökning gjorts. Resultatet av undersökningen visar att konsultföretag använder olika metoder under RE-processen. Sättet att använda dem fungerar på ungefär samma sätt med ett aktivt deltagande från kundernas sida. Systemutvecklingsmetoderna är också uppbyggda på liknande sätt med samma synsätt att arbeta efter.
55

Utvecklingsmetoder, automatisering och testning : En studie över programvaruutvecklingens tester, hur dessa kan automatiseras, samt hur detta påverkas av utvecklingsmetoden

Valli, Tomas, Almgren, Fredrik January 2011 (has links)
Rapporten har som mål att skapa en fördjupad förståelse kring utvecklingsmetoder, tester och automatisering inom programvaruutveckling. Innehållet i rapporten berättar vad som påverkar valet av dessa samt går igenom de teoretiska grunderna i en omfattande teoridel. Rapporten tar också upp hur valet av utvecklingsmetod påverkar möjligheten till att testa och automatisera ett projekt. Förutom den grundliga teoretiska delen finns det intervjuer med personer och företag som är insatta inom ämnet. Huvudfrågan har varit hur deras organisation anpassar utvecklingsmetoderna, testerna och automatiseringen till de olika projekt de jobbar med. För de tre första intervjuerna finns det en mer ingående analys av arbetssätt samt förslag till förbättringar. I slutsatserna har skribenterna gjort en bedömning huruvida dessa olika faktorer påverkar varandra och vad som bör tänkas på vid val av utvecklingsmetod, tester och automatisering.
56

Avalanche: um sistema web para avaliação de competências e lacunas do talento humano nas organizações

Gratuliano Glasner de Lima, João January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:05:48Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo1170_1.pdf: 2233818 bytes, checksum: c784738121ca982a370b49d9e4a3a530 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2007 / Os gerentes, como líderes formais, precisam desenvolver suas competências pessoais para serem efetivos na realização dos objetivos pessoais, da equipe e organizacionais. Nesta direção, esta dissertação propõe, implementa e avalia um sistema de informações baseado na web para avaliação de competências gerenciais e identificação de lacunas de competência, o AVALANCHE, que atende aos requisitos de confiança, agilidade, confidencialidade das informações e facilidade para se adaptar a qualquer modelo de competência de estrutura hierárquica adotado pelas organizações. O desenvolvimento do AVALANCHE foi realizado usando o método da prototipação evolucionária que permite sucessivas melhorias no sistema e uma rápida e efetiva aplicação. A pesquisa buscou descobrir quais as implicações da utilização de tal sistema de informações em um processo de desenvolvimento gerencial em uma organização. O cenário para aplicação desta pesquisa foi o Instituto Materno Infantil Professor Fernando Figueira (IMIP), uma organização não governamental composta de diversas unidades ligadas à saúde integral da família. O IMIP vem atualmente utilizando o arcabouço de valores concorrentes, AVC, como modelo de competências em seu programa de desenvolvimento gerencial, devido à sua simplicidade, solidez, visão sistêmica e reconhecida utilização nos ambientes organizacionais. A pesquisa se deu por meio de um estudo de caso com utilização do sistema desenvolvido. Os resultados alcançados ilustram a facilidade de uso, rapidez na realização das avaliações e na obtenção dos resultados, bem como a confidencialidade e a aplicabilidade do sistema em programas de desenvolvimento gerencial
57

Uma Extensão do RUP para o Gerenciamento das Comunicações

Renê Carneiro, Marcelo 31 January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:52:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 / No século que se inicia, o gerenciamento das comunicações em projetos deverá se igualar, em importância, como fator de sucesso no desenvolvimento de projetos, aos gerenciamentos de escopo, tempo, custo e qualidade. Essa é a visão de Adrian Lammi, Presidente do Northeast Ohio Chapter do Project Management Institute (PMI). Esse crescimento, em importância, da gestão das comunicações em projetos tem como aliados, a globalização, o Gerenciamento da Qualidade Total (TQM), os padrões definidos pela International Organization for Standardization (ISO) e o Guia PMBOK. O gerenciamento dos projetos de desenvolvimento de software também deverá dar maior ênfase aos processos de comunicação, fator crucial em projetos intensivos em tecnologia e conhecimento e dependentes da identificação das reais necessidades dos clientes. O Rational Unified Process-RUP, por exemplo, é um framework bastante completo, adota boas práticas de gerenciamento de projetos e é largamente utilizado. Entretanto, apresenta lacunas no que concerne ao processo de gerenciamento das comunicações: esse processo não está sistematizado, é incompleto e fragmentado. Embora a estrutura do RUP já sirva como um canal de comunicação, através da produção, distribuição, atualização, armazenamento e controle de artefatos, há a necessidade, em um processo de desenvolvimento de software, de um melhor gerenciamento dos outros meios de comunicações formais. A comunicação, em projetos pequenos, pode ter como característica mais forte a informalidade, mas em projetos de portes médio e grande necessita ser planejada, coordenada, avaliada e ser objeto de um processo de melhoria contínua, através das lições aprendidas. Além do que, necessita-se, para um gerenciamento eficaz, de uma visão sistêmica dessa área de conhecimento do Guia PMBOK, que pode ser suprida, através da identificação de seus processos e de suas interfaces. Acrescenta-se a essas questões o fato de que a comunicação, como ferramenta estratégica do gerente, está sendo subutilizada no RUP. A ênfase é na sua função informativa. As demais funções da comunicação, identificadas por Lee Thayer: comandar, instruir, influenciar (indireta e encobertamente), persuadir (direta e manifestamente) e integrar, não são tratadas com a relevância que merecem, pois o RUP é muito voltado à área técnica. Nesse contexto, esta dissertação, propõe-se a sistematizar e complementar o processo de gerenciamento das comunicações no RUP, com base no tripé formado pela norma ISO 10006 (diretrizes), pelo Guia PMBOK (definição dos processos, conceitos e procedimentos) e pelo método alemão Metaplan, desenvolvido para a condução de workshops, diminuindo-lhes o custo, através de aumento de produtividade. A idéia central é estender o fluxo de trabalho da disciplina de gerenciamento do projeto do RUP, inserindo o subfluxo gerenciar comunicações do projeto, com atividades de planejamento, como a elaboração de um plano de gerenciamento das comunicações, e de gerenciamento de rotina
58

Adaptação do RUP para projetos de implantação de grids de computadores.

Roberto Soares Caldas 30 July 2008 (has links)
Grid Computing é um tipo de computação paralela e distribuída no qual diferentes máquinas distribuídas geograficamente são conectadas para a formação de um metacomputador, cujo principal propósito é aproveitar recursos subutilizados. A Embraer é uma empresa com mais de dez mil computadores e este trabalho é motivado pela idéia de aproveitar esse potencial para criar um grid de computadores capaz de executar casos de testes dos modelos do projeto do Avião Virtual e outras aplicações aeronáuticas que hoje são executadas em um único computador ou em clusters. O objetivo do trabalho é propor uma adaptação do método de engenharia de software RUP - Rational Unified Process ainda pouco utilizado pela Embraer para adequá-lo a projetos de desenvolvimento de grids de computadores. Para avaliação da viabilidade da adaptação foi construído um protótipo de um grid. Essa construção teve sucesso e o protótipo foi utilizado para aquisição de medidas de desempenho da tecnologia escolhida para sua criação.
59

Um método para modelagem de sistemas aplicado a um air data system

Rubens Felipe Quintanilha de Carvalho 17 March 2011 (has links)
Nas últimas décadas constatou-se o uso cada vez mais massivo de sistemas computadorizados principalmente em setores da indústria aeronáutica. Na busca pelo aumento de eficiência no desenvolvimento, recomenda-se o uso do Desenvolvimento Baseado em Modelos (MBD). Este trabalho de pesquisa propõe um Método para Modelagem de Sistemas, denominado M2S, como forma de se bene?ciar da modelagem do sistema desde os estágios iniciais de concepção do sistema. Esta abordagem visa diminuir o ciclo de vida de desenvolvimento e aumentar a qualidade das especi?cações. Nesse sentido, o método proposto se baseia na Linguagem de Modelagem de Sistemas (SysML), no Processo Uni?cado (RUP), no uso de Ambientes Integrados de Engenharia de Software Auxiliada por Computador (I-CASE-E) e na geração automática de código. Após combinar estes elementos num conjunto de passos que compõe o método proposto, realizou-se por meio de um estudo de caso a veri?cação da aplicação do método. O estudo de caso envolveu o desenvolvimento de um protótipo do Sistema de Dados Anemométricos (Air Data System - ADS), com dois experimentos. Foi possível constatar a facilidade em segregar as fases de desenvolvimento, realizar a evolução gradual das especi?cações e modelos, para ?nalmente se chegar a transformação dos modelos independentes de plataforma em código fonte e se constituir o protótipo. Aplicou-se testes e métricas de Halstead, de Linhas de Código e de Complexidade Ciclomática como forma de comparar os dois experimentos.
60

Comportamento alimentar, metabolismo ruminal e estabilidade do leite de vacas alimentadas com milho floculado e diferentes níveis de degradabilidade da proteína / Feeding behavior, ruminal metabolism and milk stability of cows fed steam flakes and different levels of protein degradability

Danielle de Cássia Martins da Fonseca 09 February 2018 (has links)
O presente estudo foi desenvolvido em dois experimentos: 1) Tipo de processamento do milho e a relação PDR:PNDR sobre a fermentação ruminal, comportamento alimentar e seletividade ingestiva de vacas leiteiras cujos objetivos foram: a) avaliar o efeito do tipo de processamento do milho (floculado ou moído) e a relação da proteína degradável (PDR) e não degradável no rúmen (PNDR) (alta ou baixa) sobre a fermentação ruminal, o comportamento alimentar e a seletividade ingestiva de vacas leiteiras durante o período experimental; b) avaliar o efeito a curto prazo da troca da dieta contendomilho moído ou floculado e alta ou baixa relação PDR:PNDR sobre o consumo de matéria seca, produção e estabilidade do leite (teste do álcool, pH, cálcio iônico, estabilidade térmica e alcoólica) de vacas leiteiras durante período de adaptação. Foram utilizadas 20 vacas da raça Holandesa, com 162 &#177; 70 DEL, 666 &#177; 68 kg de peso corporal, 3,15 &#177; 0,48 de escore de condição corporal e 36,0 &#177; 7,78 kg/vaca/ dia de produção de leite. Os resultados de metabolismo ruminal indicaram que o milho floculado reduziu a relação acetato:propionato e a concentração de ácido acético (%) e aumentou as concentrações dos ácidos valérico (&micro;mol/L) e de propiônico (%) e o pH fecal em relação ao milho moído. Quanto ao comportamento alimentar, observou-se que o uso de milho floculado associado à alta relação PDR:PNDR e a utilização de milho moído associado à baixa relação PDR:PNDR reduziram os tempos de alimentação (TAL/ kg de MS ingerida) e de ruminação (TRU/ kg de MS ingerida) entretanto, o uso de milho floculado associado à alta ou à baixa relação PDR:PNDR aumentaram o tempo de ruminação (TRU/ kg de FDN consumido). Já para índice de seleção notou-se que a rejeição de partículas longas (&gt; 19,0 mm) foi menor em vacas alimentadas com milho floculado em relação às alimentadas com moído. 2) Efeito a curto prazo da troca da dieta sobre a produção e estabilidade do leite de vacas da raça Holandesa que teve por objetivo avaliar o efeito do dia de troca da dieta com diferentes fontes de carboidrato não fibroso associado ou não a inclusão de tamponante/alcalinizante sobre CMS, produção e estabilidade do leite (teste do álcool, pH, cálcio iônico, estabilidade térmica e alcoólica). Foram utilizadas 16 vacas da raça Holandesa, com 130 &#177; 81 DEL, peso corporal de 660 &#177; 62 kg e produção média de leite de 28,5 &#177; 4,79 kg/vaca/dia. O milho moído associado à alta ou à baixa relação PDR:PNDR aumentou o CMS, entretanto o fornecimento de dieta contendo a alta relação PDR:PNDR associada ao milho moído ou floculado apresentaram redução na PL. O uso de milho floculado associado à alta relação PDR:PNDR aumentou o valor de pH das amostras de leite e em todos os tratamentos testados a concentração de Cai apresentou redução. O uso de milho floculado associado ao aumento da relação PDR:PNDR causou redução na estabilidade alcoólica do leite e o uso do milho moído associado a baixa relação PDR:PNDR aumentou a estabilidade do leite ao teste do álcool. O CMS foi a única variável que apresentou efeito da dieta, em que o uso de milho moído sem a inclusão de tamp/alc aumentou o CMS. Sendo assim, durante o período de adaptação, o efeito a curto prazo de troca foi mais nítido nas dietas contendo milho processado associado à proteínas de diferentes degradabilidades ruminal do que nas dietas contendo fontes de carboidratos não fibrosos associados à inclusão ou não de tamp/alc. / The present study was developed in two experiments: 1) Corn processing type and the RDP:RUP ratio on ruminal fermentation, feeding behavior and ingestive selectivity of dairy cows. The objectives were: to evaluate the effect of corn processing type (flocculated or ground) and the ratio (hight or low) of degradable (RDP) and non-degradable protein (RUP) on ruminal fermentation, feed behavior and ingestive selectivity of dairy cows during the experimental period. Indeed to evaluate the short-term effect of dietary exchange containing either ground or flocculated corn and high or low RDP: RUP ratio on dry matter intake, milk yield and stability (alcohol test, pH, ionic calcium, of dairy cows during adaptation period. Twenty Holstein cows were used, with 162 &#177; 70 DIM, 666 &#177; 68 kg body weight, 3.15 &#177; 0.48 body condition score and 36.0 &#177; 7.78 kg / cow / day of milk yield. The results of ruminal metabolism indicated that the flocculated corn reduced the acetate: propionate ratio and the acetic acid concentration (%) and increased the concentrations of valeric (&micro;mol / L) and propionic acid (%) and fecal pH in relation to ground corn. As regards feed behavior, it was observed that the use of flocculated corn associated with high RDP:RUP ratio and the use of milled corn associated with low RDP:RUP ratio reduced feeding times (TAL / kg of intake DM) and rumination (TRU / kg of DM ingested). However, the use of flocculated corn associated with high or low RDP:RUP ratios increased rumination time (TRU / kg of NDF consumed). For the selection index, it was noted that the rejection of long particles (&gt; 19.0 mm) was lower in cows fed flocculated maize than those fed with milled corn. 2) Short-term effect of the diet change on the production and stability of Holstein cows milk that aimed to evaluate the effect of the diet change day with different sources of non-fibrous carbohydrate associated or not with the inclusion of buffer / alkalinizing on DMI, milk production and stability (alcohol test, pH, ionic calcium, thermal and alcoholic stability). Sixteen Holstein cows, 130 &#177; 81 DIM, body weight of 660 &#177; 62 kg and mean milk yield of 28.5 &#177; 4.79 kg / cow / day were used. Ground corn associated with high or low RDP:RUP ratios increased of intake DM; however, the diet containing the high RDP:RUP ratio associated to ground or flocculated corn showed a decrease in milk yield. The use of flocculated corn associated with high RDP:RUP ratio increased the pH value of milk samples; and in all tested treatments; the concentration of Cai presented reduction. The use of flocculated corn associated with the increase of the RDP:RUP ratio caused a decrease in the milk alcoholic stability while the use of ground corn associated with a low RDP:RUP ratio increased this variable. The intake DM was the only variable that presented a dietary effect, in which the use of ground corn without the inclusion of buffer/alk increased intake DM. Thus, during the adaptation period, the short-term effect of exchange was more pronounced in diets containing processed corn associated with proteins of different ruminal degradability than in diets containing sources of non-fibrous carbohydrates associated with the inclusion of buffer/alk .

Page generated in 0.0964 seconds