• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 888
  • 16
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 921
  • 921
  • 611
  • 175
  • 157
  • 150
  • 145
  • 134
  • 128
  • 121
  • 115
  • 115
  • 112
  • 110
  • 105
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Médicos dependentes químicos : características da clientela atendida por psiquiatras na cidade de Recife

ALBUQUERQUE, José Francisco de 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:01:38Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo8641_1.pdf: 408836 bytes, checksum: aba42741410831e1183cf22e0d2d4d1b (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2004 O estudo teve por objetivo identificar as características da clientela formada por médicos dependentes químicos, atendidos por psiquiatras na cidade de Recife. A dependência de substâncias psicoativas entre médicos é ainda pouco estudada , com escassos registros na literatura, especialmente no que se refere às repercussões na vida pessoal e no exercício profissional dos mesmos. Trata-se de um estudo descritivo do tipo série de casos, onde foram estudados aspectos relativos à pessoa do médico, a sua formação, ao exercício profissional e ao uso de substâncias psicoativas, expressando as respectivas freqüências. A amostra foi constituída por 64 casos após o preenchimento de questionário (elaborado pelo pesquisador), a partir de dados de prontuários médicos. Os achados identificam uma população predominantemente do sexo masculino (75%), com idade média de 46 anos, casados, com renda mensal entre 9 e 20 salários mínimos e com múltiplos vínculos de trabalho, havendo o predomínio do vínculo público. Atuam nas especialidades de Clínica Médica (37,5%), Cirurgia (23,4%), Anestesiologia (21,9%), Ginecologia/Obstetrícia (10,9%) e Psiquiatria (6,3%). As substâncias mais utilizadas são o álcool, os derivados opióides, os sedativos/hipnóticos, cocaína/crack e canabis entre outras. Cerca de 56% usam o álcool há mais de 20 anos, predominando uma freqüência de uso diário. Para as outras substâncias, a freqüência do uso é semelhante porém, o tempo de uso se encontra em até 10 anos. Aproximadamente 85% apresentam problemas no casamento e no exercício profissional, 37,5% sofreram acidentes de trânsito e apenas 7,8% foram notificados junto ao CREMEPE (Conselho Regional de Medicina de Pernambuco). Dentre as dificuldades no exercício profissional constam: trabalhar alcoolizado ou sob efeito de outras substâncias, as faltas ao trabalho e o desvio de medicamentos. A maioria (75%) foi encaminhado para tratamento por iniciativa dos familiares. Considerando a existência de comorbidade associada à dependência de substâncias psicoativas, ressalta-se o diagnóstico do Transtorno do Humor (78,1%), Transtornos Neuróticos/Estresse/Somatoformes (29,7%), Transtorno de Personalidade (14,1%) e Esquizofrenia (1,6%). Os resultados desse estudo, pioneiro no Nordeste, poderão ser importantes para reflexões sobre o tema e servir de subsídios para a implantação de programas de atenção à saúde do médico no Estado de Pernambuco
12

O dispositivo intercessor como modo de produção do conhecimento : construção do saber na práxis de um Centro de Atenção Psicossocial de álcool e outras drogas

Galiego, Anuncia Heloisa Bortoletto. 2013 (has links)
Orientador: Abílio da Costa-Rosa Banca: Sueli Terezinha Ferreira Martins Banca: Silvio José Benelli Resumo: O presente trabalho é resultado de um processo de intercessão realizado em um Centro de Atenção Psicossocial que atende os sujeitos dos impasses decorrentes do uso de álcool e outras drogas (CAPSad II). Trabalhou-se com o Dispositivo Intercessor (DI), uma ferramenta para a práxis da Atenção e para a produção do conhecimento, que tem como seus pilares epistemológicos o Materialismo Histórico, a Análise Institucional, a Psicanálise do campo de Freud e Lacan e a Filosofia de Deleuze. Entre seus objetivos estão: a superação micropolítica da divisão social do trabalho no Modo Capitalista de Produção, entre os que sabem (identificados nos acadêmicos/pesquisadores) e os que fazem (identificados nos "técnicos", trabalhadores da Atenção), objetivando a recuperação da "práxis" e a produção do conhecimento fora do laço social Discurso Universitário (como proposto por Lacan). O objetivo do intercessor é dar vazão aos movimentos já em curso na instituição, ocupando as brechas do instituído para, a partir daí, possibilitar que construções singulares sejam feitas pelos sujeitos da práxis. Salienta-se que, na construção da reflexão acerca da experiência vivenciada, não se trabalha com a pretensão de produzir um saber que seja generalizante e "sirva para todos", objetiva-se ampliar as possibilidades de intercessão e instrumentalizar outros sujeitos/trabalhadores que queiram se posicionar como intercessores em suas práticas Abstract: This work is the result of a process of mediation conducted in a Psychosocial Care Center serving the subjects of impasses arising from the use of alcohol and other drugs (CAPSad II). Worked with the Intercessor Device (ID), a tool for the practice of Attention and the production of knowledge, which has as its pillars the epistemological Historical Materialism, Institutional Analysis, Psychoanalysis field Freud and Lacan and Philosophy Deleuze. Among its objectives are: overcoming micropolitics of the social division of labor in The Capitalist Mode of Production, between those who know (identified in academics / researchers) and those that do (identified in the "technical" Care workers), aiming at the recovery of practice and the production of knowledge outside of the social bond speech University (as proposed by Lacan). The goal of the intercessor is to give vent to movements already underway in the institution, occupying the gaps established to, from there, enabling unique buildings are made by the subjects of praxis. Stresses that, in the construction of reflection on lived experience, not working with the intention of producing knowledge that is generalizing and "fits all", the objective is to expand the possibilities of intercession and tool for other subjects / workers who want position themselves as intercessors in their practices Mestre
13

Desvelando as compreensões dos usuários dos CAPS de Fortaleza sobre a atenção em saúde mental Unveiling the comprehension of CAPS users of Fortaleza on mental health care

Oliveira, Raimunda Félix de 2011 (has links)
OLIVEIRA, Raimunda Félix de. Desvelando as compreensões dos usuários dos CAPS de Fortaleza sobre a atenção em saúde mental. 2011. 99 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2011. Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2014-06-05T13:34:30Z No. of bitstreams: 1 2011_dis_rfoliveira.pdf: 724187 bytes, checksum: 4b8ec07c570f57f26760d72689550747 (MD5) Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2014-06-05T13:34:48Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_dis_rfoliveira.pdf: 724187 bytes, checksum: 4b8ec07c570f57f26760d72689550747 (MD5) Made available in DSpace on 2014-06-05T13:34:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_dis_rfoliveira.pdf: 724187 bytes, checksum: 4b8ec07c570f57f26760d72689550747 (MD5) Previous issue date: 2011 This dissertation analyzes the understandings of psychosocial care centers (CAPS) users on mental health care, in Fortaleza Ceará, Municipality Health System, between 2005 and 2010. It outlines the understandings of psychosocial care centers users on mental health care, their trajectories in the Municipality Health System of Fortaleza, as well as the relationship among several points of the system and networks of community support. This study is based on the qualitative approach, in which the analytical framework, are the points of view of Paul Ricoeur´s Hermeneutics, grounded by the four essays evidenced in the Theory of Interpretation: the language as a discourse, the speech and the writing, metaphor and symbol, the explanation and understanding. It is grounded also on the mental health field theorists especially those implicated on mental health reform movement. The contents after the interviews, in the form of narrative texts. Were applied as well the Dialectical Hermeneutic Circle technique from the pluralistic constructivist method or the fourth generation; Guba e Lincoln (1989) with 12 respondents who participated in that intertwined as the circularity of the procedure takes place. The thematic categories used were: pathways to the theme of mental health care; the broken times, conflicts offerings and subjective needs of receiving, approximations and distances, between the tutelage and autonomy, absence and belonging – Opened and community closed CAPS; between stigma and care humanization. The main findings: CAPS are seen as living space able to establish emotional and social networks; stigma, prejudice and tutelage are still present in the services the families and the community; asylum based practices persist in the substitutives services; humanization of care increases access and connection to services; the trajectory of users in the SUS is due to their social and health needs; There is a distance between the understanding of users on mental health care and mental health policy proposed by the city of Fortaleza. A presente dissertação analisa as compreensões dos usuários dos centros de atenção psicossocial – CAPS sobre atenção em saúde mental, no Sistema Municipal de Saúde de Fortaleza, Ceará, no período de 2005 a 2010. Delineia as compreensões dos usuários dos centros de atenção psicossocial sobre a atenção em saúde mental, as trajetórias no Sistema Municipal de Saúde de Fortaleza, assim como a articulação entre os vários pontos dos sistemas e das redes de apoio comunitária. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa, que tem como referencial de análise os pontos de vista da Hermenêutica, de Paul Ricoeur, balizada por meio dos quatro ensaios evidenciados pela Teoria de Interpretação: a linguagem como discurso, a fala e a escrita, a metáfora e o símbolo, a explicação e a compreensão; os teóricos do campo da saúde mental, especialmente os implicados com o movimento da Reforma Psiquiátrica. Os conteúdos para constituição das unidades temáticas foram escolhidos após as entrevistas, em forma de textos narrativos. Aplicou-se, também, a técnica do Círculo Hermenêutico Dialético (CHD), do método pluralista construtivista ou de quarta geração, de Guba e Lincoln (1989), do que participaram 12 entrevistados que se entrelaçam à medida que transcorre a circularidade do procedimento. As categorias temáticas trabalhadas foram: percursos para temática da atenção em saúde mental; os tempos quebrados: conflitos entre as ofertas e as necessidades subjetivas de receber; aproximações e distanciamentos, entre a tutela e a autonomia; ausência e pertença – CAPS aberto e não comunitário; entre o estigma e a humanização do cuidado. Os principais achados: os CAPS são vistos como espaço de convivência capaz de estabelecer redes afetivas e sociais; estigmas, preconceitos e tutela estão presentes nos serviços, nas famílias e na comunidade; as práticas manicomiais persistem nos serviços substitutivos; a humanização do cuidado amplia o acesso e o vínculo com os serviços; a trajetória dos usuários no SUS ocorre devido às suas necessidades sociais e de saúde; ocorre um distanciamento entre a compreensão dos usuários sobre a atenção em saúde mental e política de saúde mental proposta pelo o município de Fortaleza.
14

Representações sociais dos profissionais sobre a prática em saúde mental : pressupostos, ressignificação e satisfação profissional Professional’ s social representations about mental health practice : assumptions, new meaning and job satisfaction

Macedo, Jaqueline Queiroz de 2011 (has links)
MACEDO, Jaqueline Queiroz de. Representações sociais dos profissionais sobre a prática em saúde mental : pressupostos, ressignificação e satisfação profissional. 2011. 143 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2011. Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2012-10-26T13:39:02Z No. of bitstreams: 1 2011_dis_jqmacedo.pdf: 1685364 bytes, checksum: 391a9377d7e5e9ebdf05a825a6662ac2 (MD5) Approved for entry into archive by Erika Fernandes(erikaleitefernandes@gmail.com) on 2012-10-26T15:14:28Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_dis_jqmacedo.pdf: 1685364 bytes, checksum: 391a9377d7e5e9ebdf05a825a6662ac2 (MD5) Made available in DSpace on 2012-10-26T15:14:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_dis_jqmacedo.pdf: 1685364 bytes, checksum: 391a9377d7e5e9ebdf05a825a6662ac2 (MD5) Previous issue date: 2011 This research was aimed to know the social representations of health professionals about the practice in the new mental health services in a Paraiba´s city. We sought to characterize the group surveyed about the personal aspects, socio-demographic and professional; apprehend the social representations of the technical team on the professional activities in the new model of mental health care; interpret the social representations of the technical team based on the assumptions of the Psychiatric Reform . It is a qualitative research approach and type descriptive and exploratory, based on theoretical-methodological support of the Theory of Social Representations. The study was conducted in three Psychosocial Care Center, for children, general and alcohol and other drugs, in the city of Campina Grande-PB. Integrated the study professional with the university level.The empirical material was obtained through Structured interview for demographic data, Testing of Free Association of Words and focus group. The project was approved by the Research Ethics Committee, and followed the ethical and legal resolution 196/96 of National Health Council. The results show similarities on the issues oF training and encouraging the pursuit of knowledge related to changes in mental health and discussion practices; the other hand, it is clear that the precariousness of employment contracts, including the financial aspect. With respect to dynamic operation, the results indicate that services are welcoming people in mental distress, from the specificity of each demand. But at the same time highlight the implications for working conditions in the area and the fragile social support provided to the demand for mental health. Based on the social representations about the practice in the new mental health services, we realized that some of the principles of psychiatric reform are being put into practice in everyday services, including: teamwork, interdisciplinary; welcoming customers, respecting uniqueness and individuality; offering other forms of approaches than drugs. We concluded that the social representations of the professionals seem to have incorporated terms that focus on epistemological changes in production practices, and are guided into knowledge that promote new approaches, expanding the interventions, so that the individual can appropriate mechanisms for the management of your everyday life. This study doesn`t exhaust the possibility of future research on the subject, and it is expected to assist in studies of profession practice in mental health set into new paradigm in public health policies and mental health. Esta pesquisa teve como objetivo geral conhecer as representações sociais do profissional de saúde sobre a prática nos novos serviços de saúde mental de um município da Paraíba. Buscou-se caracterizar o grupo pesquisado quanto aos aspectos pessoais, sociodemográficos e profissionais; apreender as representações sociais da equipe técnica sobre a atuação profissional no novo modelo de atenção em saúde mental; interpretar as representações sociais da equipe técnica com base nos pressupostos da Reforma Psiquiátrica. Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa e tipologia descritiva e exploratória, fundamentada no suporte teórico-metodológico da Teoria das Representações Sociais. O estudo foi realizado em três Centros de Atenção Psicossocial, um infantil, um geral e um álcool e outras drogas, da cidade de Campina Grande-PB. Integraram a pesquisa sujeitos que compunham a equipe técnica de nível superior. O material empírico foi obtido por meio roteiro de entrevista estruturada de dados sociodemográficos, do Teste de Associação Livre de Palavras (TALP) e do grupo focal e analisado com base no processo de categorização temática. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa e seguiu os preceitos éticos e legais da Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde. Os resultados apontam similaridades quanto aos aspectos de formação e estímulo à consecução de conhecimentos relacionados às transformações na saúde mental e discussão das práticas existentes; por outro lado, é notória a precariedade dos vínculos empregatícios, a falta de apoio dos gestores, inclusive quanto ao aspecto financeiro. Com relação à dinâmica de funcionamento, os resultados apontam que os serviços estão acolhendo as pessoas em sofrimento mental, a partir da especificidade de cada demanda. Mas, simultaneamente, põem em evidência as implicações relativas às condições de trabalho na área e ao frágil suporte social fornecido à demanda de saúde mental. Com base nas representações sociais sobre a prática nos novos serviços de saúde mental, percebe-se que alguns dos preceitos da Reforma Psiquiátrica estão sendo contemplados no cotidiano dos serviços, destacando-se: o trabalho em equipe interdisciplinar; o acolhimento à clientela, respeitando-se sua singularidade e individualidade; oferta de outras formas de abordagens, que não a medicamentosa. Concluímos que as representações sociais dos profissionais aparentam ter incorporado termos que enfocam mudanças epistemológicas na produção das práticas, além de estarem pautadas em saberes que fomentam novas formas de abordagem, ampliando as intervenções, de modo que o indivíduo possa se apropriar de mecanismos que permitam a condução com mais autonomia de sua própria vida no cotidiano. Este estudo não esgota a possibilidade de futuras pesquisas sobre a temática, e espera-se que possa auxiliar em estudos acerca da prática profissional em saúde mental dentro de novo paradigma definido nas políticas públicas de saúde e saúde mental.
15

A percepção dos trabalhadores de saúde mental sobre o sofrimento psíquico no seu cotidiano laboral

Guazzelli, Carolina Torres 2015 (has links)
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Mental e Atenção Psicossocial, Florianópolis, 2015. Made available in DSpace on 2016-02-09T03:16:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 336949.pdf: 1030387 bytes, checksum: 1b7117ec2ac366c30b8210cacaf0fe9b (MD5) Previous issue date: 2015 A organização da sociedade, das relações, dos modos de viver a vida, em especial, no mundo do trabalho, tem levado muitos trabalhadores a adoecer. Isso não é diferente com o trabalhador da saúde mental, que acolhe cotidianamente as demandas de sofrimento psíquico advindas da sociedade. E quando esse trabalhador sofre psiquicamente, como esse fenômeno repercute no seu cotidiano laboral. Pensando nesta problemática, buscou-se compreender a percepção dos profissionais do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) acerca do sofrimento psíquico em seu cotidiano laboral e sua relação com os processos de trabalho. Essa pesquisa social em saúde parte de uma abordagem qualitativa, de caráter exploratório e descritivo, realizada através de entrevistas com quatro profissionais de diferentes CAPS pertencentes a municípios de Santa Catarina. Onde, a análise dos dados resultou em três categorias: fatores de risco para o sofrimento psíquico do trabalhador de saúde mental, mecanismos de proteção ao sofrimento psíquico do trabalhador de saúde mental e, por último, o apoio e ações referentes a saúde do trabalhador de saúde mental. Por meio destes resultados, concluiu-se que a saúde do trabalhador é uma área que precisa ser desenvolvida tanto em aspectos teóricos quanto práticos. Grande parte do que fora apontado pelos trabalhadores, tanto como fatores de risco ao sofrimento psíquico assim como os fatores de proteção, têm ligação com a gestão, portanto entende-se que a qualificação da gestão, entre outros encaminhamentos se torna mister para o alcance da saúde dos trabalhadores.
Abstract : The organization of society, relationships, ways of living life, especially in the world of work, has led many workers to become ill. This is no different with the mental health worker who routinely receives the demands of psychological suffering arising from society. And when that worker suffers psychically, as this phenomenon reflected in your daily work. Thinking about this issue, we sought to understand the perceptions of professionals Psychosocial Attention Center (CAPS) about psychological distress in their everyday work and its relation to the work processes. This social health research part of a qualitative approach, exploratory and descriptive, conducted through interviews with four professionals from different CAPS belonging to the counties of Santa Catarina. Where, data analysis resulted in three categories: risk factors for mental suffering of the mental health worker, protection mechanisms to psychological suffering of the mental health worker and, finally, support and actions regarding workers' health mental health. By these results, it has concluded that workers' health is an area that needs to develop both in theoretical and practical aspects. Workers, both as risk factors for psychological distress, had pointed much of what out as well as protective factors, are linked to the management, so it is understood that the qualification of management, among other referrals becomes mister for achieving workers' health.
16

Proposta de programa de atenção psicossocial para estudantes da Universidade Federal da Integração Latino-Americana - UNILA

Viana, Vanessa Silvestro 2016 (has links)
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Mental e Atenção Psicossocial, Florianópolis, 2016. Made available in DSpace on 2017-02-21T05:12:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 344151.pdf: 2872565 bytes, checksum: af35146b6a75a3080496341cae87e3d6 (MD5) Previous issue date: 2016 O objetivo deste trabalho foi elaborar uma proposta de Programa de Atenção Psicossocial para os estudantes da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) a fim de contribuir com a saúde mental e a permanência dos estudantes na universidade. A UNILA é uma instituição recente e com uma característica própria, que é o forte perfil de internacionalização dos estudantes de graduação. Para construir tal proposta foram utilizados os resultados das entrevistas semiestruturadas com os informantes-chave da UNILA e os dados primários fornecidos pela Seção de Psicologia - SEPSICO, no ano de 2015. O trabalho dos dados permitiu a elaboração de um levantamento das principais demandas dos estudantes; os resultados dessa pesquisa indicaram a importância do debate sobre saúde mental com a comunidade acadêmica, e os seguintes aspectos foram considerados importantes para montagem do programa: adaptação à universidade; ações de prevenção e promoção da saúde, como a questão do abuso de álcool e outras drogas. Dessa forma, deseja-se que a implantação dessa proposta na universidade, fortaleça e empodere os estudantes, podendo colaborar com a redução dos agravos relacionados ao sofrimento psíquico e possa contribuir para prevenção e promoção da saúde mental na universidade.
Abstract : This study aims at proposing a Psychosocial Program for the students of the Federal University of Latin American Integration (UNILA) in order to contribute to their mental health and permanence at the university. UNILA is a new institution which its main characteristic is a strong internationalization of the graduation students. In order to develop this proposal, the results of semi-structured interviews with UNILA key informants and primary data provided by the Section of Psychology - SEPSICO in the year 2015 were used. The data allowed the development of a survey about the main students demands; the results of this research show the importance of the debate on mental health with the academic community, and the following aspects were considered important for the program implementation: adaptation to the university and health prevention and promotion actions, such as debates on alcohol and other drugs abuse. Thus, we expect that the implementation of this proposal at the university strengthen and empower students and may contribute to reducing injuries related to psychological distress and may also contribute to prevention and mental health promotion at the university.
17

O discurso e a prática no Centro de AtençãoPsicossocial: a construção do cuidado em saúde mental

Lúcia Dutra Facundes, Vera 31 January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T22:57:59Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo1445_1.pdf: 2133527 bytes, checksum: 39b2f6597b5161557daa1c6d187d9598 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2010 Universidade Federal de Pernambuco O estudo tem por objetivo analisar a interface entre as ações de cuidado desenvolvidas num Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e os discursos dos sujeitos envolvidos no serviço em relação aos pressupostos do modelo psicossocial. Buscou-se ainda identificar quais as percepções que foram construídas pelos usuários, familiares e profissionais sobre o cuidado desenvolvido no serviço; compreender como as práticas desenvolvidas nessa instituição repercutiram na relação entre o serviço e a rede de atenção à Saúde Mental no território e descrever aspectos que interferiram na integralidade das ações no serviço e na execução do projeto terapêutico institucional. Adotou-se o método de pesquisa qualitativa em estudo de caso com triangulação de informações coletadas a partir de entrevistas, observação participante e análise documental. Da análise de conteúdo, conforme Bardin (2004) emergiram as seguintes temáticas: O Cuidado na Atenção Psicossocial nova chance de recompor a vida; Práticas intersubjetivas e atividades: relações entre usuários, familiares e profissionais e Função Avançada e Intersetorialidade tecendo a rede de atenção psicossocial no território. O cuidado da Saúde Mental desenvolvido no CAPS evidenciou consonâncias e divergências entre a prática e o discurso dos sujeitos envolvidos no serviço, movimento característico do processo de transformação do modelo assistencial. As articulações com a rede de saúde e sócio-comunitária representaram um grande desafio para o serviço. As ações desenvolvidas, embora insuficientes, demonstraram o esforço contínuo da equipe para atingir o propósito da função avançada no CAPS. No que diz respeito à execução do projeto técnico do serviço revelaram-se as seguintes fragilidades: as práticas não estimulam a autonomia e o protagonismo dos sujeitos, mantendo-os numa relação de objeto das intervenções técnicas; há falta de integração entre os equipamentos sócio-comunitários e de saúde e, por conseqüência, isolamento e centralização do cuidado, que pode levar à repetição do modelo que se quer modificar. Embora o presente estudo não se proponha à comparações, foram encontradas semelhanças entre esses achados e o de outros, na literatura. A sustentação da reforma da assistência à Saúde Mental passa pelo investimento técnico, político, científico e ético. Desta forma, para a construção do cuidado é importante investir na reflexão e transformação relativas às características das interações interpessoais nos atos assistenciais, além de debruçar-se, cada vez mais, sobre as raízes e significados biopsicossociais dos adoecimentos, de forma articulada às tecnologias e serviços disponíveis para sua superação
18

A medicalização do social : um estudo sobre a prescrição de psicofármacos na rede pública de saúde

Ferrazza, Daniele de Andrade. 2009 (has links)
Orientador: Cristina Amélia Luzio Banca: Sílvio Yasui Banca: Maria Inês Assumpção Fernandes Resumo: Atualmente, qualquer sinal de sofrimento psíquico pode ser rotulado como uma patologia cujo tratamento será a administração de psicofármacos. Com o advento dos modernos psicofármacos e com a ênfase preventiva que assumiu o atendimento psiquiátrico após a II Guerra Mundial, a psiquiatria modificou suas práticas e deixou de ser um saber voltado exclusivamente ao tratamento da loucura para dedicar-se a medicar qualquer mal-estar cotidiano. Essa tendência tem-se ampliado de tal modo que é possível perceber a ocorrência de uma generalizada "medicalização do social". Neste trabalho, desenvolvemos dois movimentos de pesquisa distintos para estudar o tema da medicalização social e da atual expansão da prescrição de psicofármacos. O primeiro desenvolve um enfoque histórico-social de contextualização geral do processo de medicalização do social. Nele procuramos percorrer a trajetória da constituição do saber e das práticas médico-psiquiátricas desde a fundação manicomial do alienismo até a atual ênfase psicofarmacológica da psiquiatria contemporânea. O segundo movimento busca aproximar-se da capilaridade do processo de medicalização por meio do desenvolvimento de um estudo exploratório amostral sobre a prescrição de psicofármacos no âmbito de um serviço de atendimento à saúde mental de uma pequena cidade do interior paulista. Nossa pesquisa mostra que todos aqueles que passaram pelo atendimento psiquiátrico receberam prescrição de psicofármacos ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) Abstract: Currently, any sign of distress can be labeled as a pathology which treatment will be the administration of psychotropic drugs. With the advent of modern psychiatric drugs and with the preventive emphasis that psychiatric care assumed after World War II, psychiatry has changed its practices and no longer is a knowledge exclusively turned to madness but has been devoted itself to medicate any daily discomfort. This trend has been expanded in such way that is possible to notice the occurrence of a generalized "medicalization of society". In the present work we developed two distinct research movements to study the issue of medicalization and social expansion of the current psychotropic drugs 'prescription. The first develops a historical-social emphasis at the general process of contextualization in the social medicalization. For that, we sought to travel through knowledge's constitution and medical-psychiatric practices going through the asylum alienisms foundation to the current emphasis on psychopharmacology of contemporary psychiatry. The second movement seeks to approximate itself to the capillarity of the medicalization process by developing an exploratory sample of psychotropic prescription in a mental health service care from a small town in São Paulo. Our research shows that everyone who went through psychiatric treatment received psychotropic prescription... (Complete abstract click electronic access below) Mestre
19

“Navegar é preciso” - cartografando subjetividades em saúde mental. "Navigating is necessary" - mapping subjectivities in mental health.

Barroso, Claudenia Mesquita 10 August 2017 (has links)
BARROSO, C. M. "NAVEGAR É PRECISO" - Cartografando subjetividades em saúde mental. 2017. 91 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Família) - Campus de Sobral, Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2017. Submitted by Mestrado Saúde da Família (saudedafamiliasobral@gmail.com) on 2017-10-09T14:59:20Z No. of bitstreams: 1 Dissertação Claudenia.pdf: 4615659 bytes, checksum: 2f47ae5e19edee790d6af49b1a5626d2 (MD5) Rejected by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com), reason: O arquivo está nomeado de forma diferente das orientações. Renomear o arquivo corretamente. on 2017-10-19T12:29:52Z (GMT) Submitted by Mestrado Saúde da Família (saudedafamiliasobral@gmail.com) on 2017-10-19T12:34:38Z No. of bitstreams: 1 2017_dis_cmbarroso.pdf: 4615659 bytes, checksum: 2f47ae5e19edee790d6af49b1a5626d2 (MD5) Approved for entry into archive by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com) on 2017-10-19T12:43:09Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_dis_cmbarroso.pdf: 4615659 bytes, checksum: 2f47ae5e19edee790d6af49b1a5626d2 (MD5) Made available in DSpace on 2017-10-19T12:43:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_dis_cmbarroso.pdf: 4615659 bytes, checksum: 2f47ae5e19edee790d6af49b1a5626d2 (MD5) Previous issue date: 2017-08-10 This work analyses from a mapping prospective the mental health field, the subjectivity, and the cultural influences found throughout the centuries, that involve and define the universe of madness. It also discusses the consequences of labeling, and the insertion of madness among the diseases classification, thus justifying the intervention over the liberty and the right to take care of themselves of those classified as mad, exercising the so-called Psychiatric Authority / Psychiatric Power. Cartography helped us with this task, as a tool borrowed from Geography, where is used in order to map territories and populations, but here we are looking for mapping the social relationships, and their characteristics in the health care processes. The research was conducted at CAPS Geral II, in the city of Sobral, State of Ceara, Brazil, where mental health professionals as well as patients answered a semi-structured interview. It also tells about the Psychiatric Reform, how it was conducted in Brazil, and in the city of Sobral, provoking the surge of new practices of care in mental health. Those processes of change in the ways of dealing with mental health patients led to a transformation not only in the processes of care, but also in a behavioral change, and in the way professionals see the mental illness, which resulted in a deep change of the healthcare system, towards those mentally ill. It also called the attention to the questions about their humanity and their individuality within society. Some questions started to appear, related to the way that CAPS Geral of Sobral takes care of their users: how the professionals conduct the therapeutic activities? Which kind of difficulties happen in a daily basis? In which way could they work to improve patients’ confidence and autonomy? How the creativity could be exercised within the working processes of the mental health professionals, as well within patients’ therapeutic activities? In search for the answers, we understood that the biological and physician-centered approach is still strong, and that there are many barriers to developing or practicing an interdisciplinary teamwork. We also found that the working contracts are precarious, having a negative effect on all, workers and users of the services; we also found, however, that dedicated professionals use their creativity every day in order to provide the users with various activities, attempting to rescue and fortify the individuality and autonomy of the users. O presente trabalho analisa, a partir de um mapeamento sobre a área de saúde mental, a subjetividade e as influências culturais encontradas nas diversas épocas, que envolvem e definem o universo da loucura; as consequências da rotulação e da inserção da loucura ao rol de doenças, legitimando assim a intervenção sobre a liberdade e a autogestão, através do chamado Poder Psiquiátrico. Nesse sentido a cartografia nos permitiu fazer esse mapeamento crítico, sendo uma ferramenta emprestada da área de geografia, onde é utilizada para mapear territórios e populações; mas aqui buscamos mapear as relações sociais e seus aspectos presentes nos processos de cuidados em saúde. A pesquisa foi realizada no CAPS Geral II de Sobral, onde foram realizadas entrevistas semiestruturadas com profissionais e usuários do serviço. E também traz a narrativa de como se deu a Reforma Psiquiátrica no Brasil e em Sobral especificamente, propiciando o surgimento de novas práticas de cuidado em saúde mental. Houve nesse processo de mudança de postura e de como lidar com a doença mental, não só uma transformação do cuidado e acolhimento, mas uma mudança de comportamento e de visão sobre a doença, que resultou em uma profunda mudança do sistema de saúde, em relação ao doente mental, e que chamou a atenção para a questão da sua individualidade e humanidade na sociedade. Questionamentos foram surgindo sobre de que forma o CAPS II de Sobral direciona os cuidados aos usuários? Como são realizadas suas atividades terapêuticas? Que tipo de dificuldades esse dispositivo enfrenta no dia a dia? De que forma pode ser trabalhada a confiança e a autonomia do paciente? De que forma a criatividade pode estar presente nos processos de trabalho dos profissionais e das atividades direcionadas aos usuários? Questões que nos permitiram entender que a visão biologista e médico-centrada, na prática, ainda é forte; que o trabalho interdisciplinar encontra muitas barreiras; que as relações de trabalho são precárias, e que essa precariedade influencia negativamente a todos, trabalhadores e usuários dos serviços; e também nos permitiu perceber que profissionais dedicados exercitam sua criatividade no dia-a-dia, para poder ofertar diversas atividades na tentativa de resgate e fortalecimento da individualidade, da cidadania e da autonomia dos usuários.
20

O ser alcoolista : estudo compreensivo à luz da análise existencial Being alcoholics : study comprehensive analysis of the light existential analysis

Silva Junior, Ivando Amancio da 2012 (has links)
SILVA JÚNIOR, Ivando Amancio da. O ser alcoolista : estudo compreensivo a luz da análise existencial. 2012. 111 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2012. Submitted by denise santos (denise.santos@ufc.br) on 2013-08-27T11:40:31Z No. of bitstreams: 1 2012_dis_iasilvajunior.pdf: 777168 bytes, checksum: 9236e9bd6b2fe85719445db779425676 (MD5) Approved for entry into archive by denise santos(denise.santos@ufc.br) on 2013-08-27T11:57:51Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_dis_iasilvajunior.pdf: 777168 bytes, checksum: 9236e9bd6b2fe85719445db779425676 (MD5) Made available in DSpace on 2013-08-27T11:57:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_dis_iasilvajunior.pdf: 777168 bytes, checksum: 9236e9bd6b2fe85719445db779425676 (MD5) Previous issue date: 2012 The problem of alcoholism is evident in the effects of this drug, and cause social complications, consequences can produce organic, mint and spiritual. The problems arising from the misuse of alcohol can produce various effects easily observed in daily life. In order to understand the being alcoholic, seek theoretical support in Existential Analysis by being linked to the precepts phenomenological understanding and have a concern with the meaning of being. The test was performed in a Psychosocial Care Center Alcohol and other Drugs - CAPSad, located in the city of Fortaleza. Eight subjects participated in the study, meeting the criterion of saturation data. The production of empirical material occurred in the period September-October 2012, with interviews conducted, using a script containing questions relating to personal and sociodemographic aspects and a question: What is for you to be an alcoholic? A comprehensive analysis - phenomenological approach allowed the survival of favored individuals and the understanding of the phenomenon under study. The study was approved by the Ethics Committee of the Federal University of Ceará, as Opinion No. 04555112.2.0000.5054. Based on reading and seizure of talks were established thematic categories and 14 subcategories. The categories were defined, first, based on the trajectory of alcohol use and its impact on the lives of individuals, and is composed of nine subcategories: Initial contact with drugs; Sporadic other drugs concomitantly with alcohol, the search for fun and pleasure as encouraging the use of alcohol; Effects of alcohol use and abuse in the lives of individuals; Lack of sense of life caused by alcohol; Coping and Overcoming used by subjects: Search support network of healthcare services , Spirituality in support of the process of overcoming; Family support in difficult times; Personal difficulties experienced during treatment. Willpower as a coping strategy for withdrawal. The second category was defined with the meaning of being an alcoholic, composed of three subcategories: Being an alcoholic is death; Being an alcoholic is before a relationship of dependency; Being an alcoholic is to be sick. The survey favored the understanding of being an alcoholic, based on the precepts of Existential Analysis, allowing the search for the meaning of life through responsibility, freedom, ability to create, love, and transcendence that may contribute for better reflection of nursing practice developed in specialized services. One can grasp the idea that the individual alcoholic, even pervaded by existential conflicts and the various losses he had in his life, is a being who sought outputs and tried to stay alive, even in the face of adversity, as illustrated in their understanding phenomena and as being in the world. The meaning of being an alcoholic, seized the discourse of the study subjects is of endless possibilities, leading to understanding and experiential aspects of their life histories involving various feelings and repercussions for their relationship with themselves, with others and with the world around him. It is considered that the apprehension of the meaning that each subject gives the condition of being an alcoholic and enables the better understanding of their relationship with the drug, favoring the care process and even the attention the problems experienced. O problema do alcoolismo é evidenciado nos efeitos desta droga que, além de causar complicações sociais, podem produzir consequências orgânicas, mentais e espirituais. Os problemas advindos do uso abusivo de álcool podem produzir vários efeitos facilmente observáveis no cotidiano das pessoas. Objetivando compreender o ser alcoolista, buscamos respaldo teórico na Análise Existencial por estar atrelada aos preceitos compreensivo fenomenológicos e ter a preocupação com o significado do ser. O local de realização foi em um Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas - CAPSad, localizado no Município de Fortaleza-CE. Participaram do estudo oito sujeitos, atendendo ao critério de saturação dos dados. A produção do material empírico se deu no período de setembro a outubro de 2012, realizada com entrevista, utilizando-se um roteiro contendo perguntas relativas aos aspectos pessoais e sóciodemográfico e uma questão norteadora: O que é para você ser alcoolista? A análise compreensivo - fenomenológica propiciou a aproximação da vivência dos sujeitos e favoreceu a compreensão do fenômeno em estudo. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética da Universidade Federal do Ceará, conforme Parecer nº 04555112.2.0000.5054.Com base na leitura e apreensão dos discursos produzidos foram estabelecidas categorias temáticas e 14 subcategorias. As categorias foram definidas, primeiramente, com base na trajetória de uso de álcool e sua repercussão na vida dos sujeitos, compondo-se por nove subcategorias:Contato inicial com as drogas; Uso esporádico de outras drogas concomitante com o de álcool; A busca de diversão e do prazer como estímulo ao uso de álcool; Repercussões do uso e abuso de álcool na vida dos sujeitos; Ausência de sentido de vida provocada pelo alcoolismo; Estratégias de enfrentamento e superação utilizadas pelos sujeitos:Busca de apoio na rede de serviços de saúde;A espiritualidade como forma de apoio no processo de superação; O suporte familiar nos momentos difíceis; Dificuldades pessoais vivenciadas durante o tratamento. A força de vontade como estratégia de enfrentamento para abstinência. A segunda categoria foi definida com o significado do ser alcoolista, composta por três subcategorias: Ser alcoolista representa a morte; Ser alcoolista é antes uma relação de dependência; Ser alcoolista é ser doente. A pesquisa favoreceu a compreensão do ser alcoolista, com base nos preceitos da Análise Existencial, propiciando a busca do sentido de vida, por meio da responsabilidade, liberdade, capacidade de criar, do amor, e da autotranscedência que, poderão servir de subsídios para melhor reflexão da prática de Enfermagem desenvolvida nos serviços especializados. Pode-se apreender a ideia de que o sujeito alcoolista, mesmo permeado por conflitos existenciais e pelas diversas perdas que teve em sua vida, é um ser que buscou saídas e que procurou permanecer vivo, mesmo diante das adversidades, ilustradas em sua compreensão como fenômeno e como ser no mundo. O significado do ser alcoolista, apreendido do discurso dos sujeitos do estudo reveste-se de inúmeras possibilidades, levando à compreensão de aspectos vivenciais e de suas trajetórias de vida que envolvou vários sentimentos e repercussões durante as suas relações consigo, com o outro e com o mundo que o cerca. Considera-se que a apreensão do significado que cada sujeito atribui à condição de ser alcoolistapossibilita na melhor compreensão e da sua relação com a droga, favorecendo o processo de cuidar e, até mesmo, a autoperceção da problemática vivenciada.

Page generated in 0.0753 seconds