• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 81
  • 4
  • 1
  • Tagged with
  • 89
  • 49
  • 20
  • 18
  • 18
  • 17
  • 15
  • 14
  • 14
  • 12
  • 11
  • 11
  • 10
  • 9
  • 7
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

“Navegar é preciso” - cartografando subjetividades em saúde mental. / "Navigating is necessary" - mapping subjectivities in mental health.

Barroso, Claudenia Mesquita 10 August 2017 (has links)
BARROSO, C. M. "NAVEGAR É PRECISO" - Cartografando subjetividades em saúde mental. 2017. 91 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Família) - Campus de Sobral, Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2017. / Submitted by Mestrado Saúde da Família (saudedafamiliasobral@gmail.com) on 2017-10-09T14:59:20Z No. of bitstreams: 1 Dissertação Claudenia.pdf: 4615659 bytes, checksum: 2f47ae5e19edee790d6af49b1a5626d2 (MD5) / Rejected by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com), reason: O arquivo está nomeado de forma diferente das orientações. Renomear o arquivo corretamente. on 2017-10-19T12:29:52Z (GMT) / Submitted by Mestrado Saúde da Família (saudedafamiliasobral@gmail.com) on 2017-10-19T12:34:38Z No. of bitstreams: 1 2017_dis_cmbarroso.pdf: 4615659 bytes, checksum: 2f47ae5e19edee790d6af49b1a5626d2 (MD5) / Approved for entry into archive by Djeanne Costa (djeannecosta@gmail.com) on 2017-10-19T12:43:09Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_dis_cmbarroso.pdf: 4615659 bytes, checksum: 2f47ae5e19edee790d6af49b1a5626d2 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-10-19T12:43:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_dis_cmbarroso.pdf: 4615659 bytes, checksum: 2f47ae5e19edee790d6af49b1a5626d2 (MD5) Previous issue date: 2017-08-10 / This work analyses from a mapping prospective the mental health field, the subjectivity, and the cultural influences found throughout the centuries, that involve and define the universe of madness. It also discusses the consequences of labeling, and the insertion of madness among the diseases classification, thus justifying the intervention over the liberty and the right to take care of themselves of those classified as mad, exercising the so-called Psychiatric Authority / Psychiatric Power. Cartography helped us with this task, as a tool borrowed from Geography, where is used in order to map territories and populations, but here we are looking for mapping the social relationships, and their characteristics in the health care processes. The research was conducted at CAPS Geral II, in the city of Sobral, State of Ceara, Brazil, where mental health professionals as well as patients answered a semi-structured interview. It also tells about the Psychiatric Reform, how it was conducted in Brazil, and in the city of Sobral, provoking the surge of new practices of care in mental health. Those processes of change in the ways of dealing with mental health patients led to a transformation not only in the processes of care, but also in a behavioral change, and in the way professionals see the mental illness, which resulted in a deep change of the healthcare system, towards those mentally ill. It also called the attention to the questions about their humanity and their individuality within society. Some questions started to appear, related to the way that CAPS Geral of Sobral takes care of their users: how the professionals conduct the therapeutic activities? Which kind of difficulties happen in a daily basis? In which way could they work to improve patients’ confidence and autonomy? How the creativity could be exercised within the working processes of the mental health professionals, as well within patients’ therapeutic activities? In search for the answers, we understood that the biological and physician-centered approach is still strong, and that there are many barriers to developing or practicing an interdisciplinary teamwork. We also found that the working contracts are precarious, having a negative effect on all, workers and users of the services; we also found, however, that dedicated professionals use their creativity every day in order to provide the users with various activities, attempting to rescue and fortify the individuality and autonomy of the users. / O presente trabalho analisa, a partir de um mapeamento sobre a área de saúde mental, a subjetividade e as influências culturais encontradas nas diversas épocas, que envolvem e definem o universo da loucura; as consequências da rotulação e da inserção da loucura ao rol de doenças, legitimando assim a intervenção sobre a liberdade e a autogestão, através do chamado Poder Psiquiátrico. Nesse sentido a cartografia nos permitiu fazer esse mapeamento crítico, sendo uma ferramenta emprestada da área de geografia, onde é utilizada para mapear territórios e populações; mas aqui buscamos mapear as relações sociais e seus aspectos presentes nos processos de cuidados em saúde. A pesquisa foi realizada no CAPS Geral II de Sobral, onde foram realizadas entrevistas semiestruturadas com profissionais e usuários do serviço. E também traz a narrativa de como se deu a Reforma Psiquiátrica no Brasil e em Sobral especificamente, propiciando o surgimento de novas práticas de cuidado em saúde mental. Houve nesse processo de mudança de postura e de como lidar com a doença mental, não só uma transformação do cuidado e acolhimento, mas uma mudança de comportamento e de visão sobre a doença, que resultou em uma profunda mudança do sistema de saúde, em relação ao doente mental, e que chamou a atenção para a questão da sua individualidade e humanidade na sociedade. Questionamentos foram surgindo sobre de que forma o CAPS II de Sobral direciona os cuidados aos usuários? Como são realizadas suas atividades terapêuticas? Que tipo de dificuldades esse dispositivo enfrenta no dia a dia? De que forma pode ser trabalhada a confiança e a autonomia do paciente? De que forma a criatividade pode estar presente nos processos de trabalho dos profissionais e das atividades direcionadas aos usuários? Questões que nos permitiram entender que a visão biologista e médico-centrada, na prática, ainda é forte; que o trabalho interdisciplinar encontra muitas barreiras; que as relações de trabalho são precárias, e que essa precariedade influencia negativamente a todos, trabalhadores e usuários dos serviços; e também nos permitiu perceber que profissionais dedicados exercitam sua criatividade no dia-a-dia, para poder ofertar diversas atividades na tentativa de resgate e fortalecimento da individualidade, da cidadania e da autonomia dos usuários.
2

Tramas entre subjetividades e direito: a constituição do sujeito em Michel Foucault e os sistemas de resolução de conflitos

Maia Rebouças, Gabriela 31 January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:16:07Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo191_1.pdf: 2171088 bytes, checksum: dc103c1f4f7e7e8c6b7724b478776e7e (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2010 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Tramas entre subjetividades e direito pretende discutir os modos de subjetivação propostos por Michel Foucault e os sistemas de resolução de conflito. Tomando as implicações foucaultianas do cuidado de si e de uma estilização da existência na constituição de nossas vidas, é possível substituir o apelo ao universal e ao essencial por formas mais dissonantes de subjetivação, significativamente mais singulares. A hipótese adotada é a de que a concentração num modelo único de resolução de conflito, notadamente o sistema judicial para o estado de direito, significa pressupor um núcleo essencial de sujeito, de direitos subjetivos, de forma de subjetivação, que se supõe inadequado para vivenciar períodos de pluralismo, diferenciação, alteridade e liberdade. Superando a construção de um modelo essencialista, é preciso abandonar a perfeição da lógica e da razão técnica, a segurança da crença no bem e no progresso, a confiança excessiva na própria superioridade do homem, para exercitar a diferença e dela fazer surgir formas outras de subjetivação. O corpus desta pesquisa concentrou-se num referencial bibliográfico que contempla obras de Foucault e sobre o autor, sobre sistemas de resolução de conflitos, sobre mediação em especial, sem perder de vista as implicações práticas e as experiências do campo jurídico. Na primeira parte desta tese, foi explorado o referencial filosófico de Michel Foucault ao passo em que questões sobre subjetividade, subjetivação e direitos subjetivos puderam ser debatidas. As críticas a uma imagem de sujeito, tipicamente moderna - que Foucault empreende na primeira parte de sua produção - irão se somar ao deslocamento empreendido nas últimas obras sobre a possibilidade de formas de subjetivação que signifiquem resistência e estilização da própria vida, na construção de um ethos que implique em uma dimensão política e ética, uma dimensão da própria liberdade. A segunda parte analisa o modelo judicial de resolução de conflitos com lastro na racionalidade constituinte do estado democrático de direito e o contrasta com outros sistemas de resolução de conflitos, como a arbitragem, a negociação, a mediação e a conciliação. Mais ainda, a percepção das insuficiências do modelo judicial de encarar as diferenciações da subjetividade e de promover a autonomia e a emancipação dos envolvidos no conflito evidencia o motivo pelo qual problematizamos a questão dos papéis e das responsabilidades das partes e dos terceiros, projetando uma mudança de atores e de atitudes no direito
3

Uma Análise Crítica das Relações de Serviços Educacionais: o Caso dos Docentes de Matemática da Universidade Federal do Espírito Santo.

Iwamoto, Helga Midori 31 March 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T14:09:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_206_.pdf: 755538 bytes, checksum: f73b49dd436b4650896170c8f96b88c9 (MD5) Previous issue date: 2006-03-31 / Este trabalho teve por objetivo compreender a dinâmica da prestação de serviços dentro da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) no caso das aulas de matemática ministradas para alunos desta universidade que cursaram disciplinas oferecidas pelo Departamento de Matemática (DMAT). Foi abordada a relação entre o professor de matemática, como prestador de serviços que representa a universidade, e o aluno como cliente. A justificativa é que os discentes da UFES têm apresentado sinais de dificuldades de aprendizagem em disciplinas ofertadas pelo DMAT, bem como elevado número de faltas e de reprovações em alguns casos. Considerando este aspecto, procurou-se compreender os valores e posturas dos professores de matemática em sua relação de ensino para diversos cursos, assim como as expectativas dos alunos em relação a estes profissionais e o contexto em que se deram as relações entre eles ao longo das disciplinas, em nível de universidade e de turma. Para tanto realizou-se uma pesquisa quantitativa com complemento da dimensão qualitativa, tendo-se aplicado questionários e utilizado a técnica de entrevista com os atores dessa relação. Ao final pôde-se observar a diversidade de características, tanto dos sujeitos que compõem as relações, quanto das relações entre eles. Na fundamentação teórica, foram abordados os construtos de autores como Adorno, Horkheimer, Fromm, Vygotsky, Bowlby e Schwartz. No entanto, há uma grande concordância por parte dos alunos que o componente relacional é fundamental para a aprendizagem, principalmente em disciplinas consideradas tradicionalmente difíceis como a matemática, no que alguns dos professores entrevistados concordam. Foi possível chegar a essas considerações através do tratamento quantitativo dos questionários com escala Likert e da análise qualitativa das entrevistas (ao vivo e eletrônicas) com esses sujeitos. Descritores: Prestação de serviços. Relações interpessoais professoraluno Subjetividades valores.
4

Subjetividades e singularidades urbanas: na construção de um devir outro arquiteto urbanista

Marques, Monique Sanches 03 July 2013 (has links)
Submitted by Francisco Costa (xcosta@ufba.br) on 2013-07-03T13:07:46Z No. of bitstreams: 1 TESE Monique Sanches Marques - PPGAU-UFBA.pdf: 4606866 bytes, checksum: 109db38fb013ddb10476a0e687bbbe19 (MD5) / Approved for entry into archive by Eleonora Guimaraes(esilva@ufba.br) on 2013-07-03T21:47:51Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TESE Monique Sanches Marques - PPGAU-UFBA.pdf: 4606866 bytes, checksum: 109db38fb013ddb10476a0e687bbbe19 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-07-03T21:47:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TESE Monique Sanches Marques - PPGAU-UFBA.pdf: 4606866 bytes, checksum: 109db38fb013ddb10476a0e687bbbe19 (MD5) / CNPQ/CAPES / Esta tese propõe problematizar as maneiras de pensar e agir dos arquitetos urbanistas contemporâneos, suas formações disciplinares, suas ações no campo profissional e as situações urbanas de hoje em que os procedimentos usuais de projeto/planejamento arquitetônico e urbano parecem não mais abranger toda a complexidade das cidades. No momento atual de crise da própria noção de cidade – com as idéias de não cidade, cidades globais, genéricas, parques temáticos, urbanização generalizada, gentrificação, e com as situações urbanas extremas das cidades marginalizadas na periferia do mundo globalizado, como é o caso da maioria das cidades brasileiras – tais experiências parecem demandar pelo surgimento, formaAÇÃO, legitimação ou reconhecimento de um “devir” outro arquiteto urbanista e é nessa direção que essa tese se abre. Num primeiro momento aborda-se o pensamento hegemônico definidor das formações e práticas dos arquitetos urbanistas desde os modernistas para em seguida estudar as maneiras de se pensar de arquitetos urbanistas propositores de outras “práticas” de produção material, construtiva, arquitetônica e urbana diferentes das recomendadas pelo pensamento dominante no campo da arquitetura e do urbanismo. Essa pesquisa tem na filosofia pós-estruturalista francesa principalmente extraindo alguns conceitos desenvolvidos por Gilles Deleuze, Félix Guattari e Michel Foucault seu viés/aporte teórico. / Salvador
5

Poder, saber e subjetividades: constituição e formação do sujeito ADM

SOUZA, S. P. 28 November 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T11:03:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_5604_SUSANE PETINELLI SOUZA.pdf: 1287253 bytes, checksum: 1f1670d6cf47f85be5b45d934185ad3a (MD5) Previous issue date: 2011-11-28 / O estudo analisa a constituição e a formação dos sujeitos adm. Os materiais e a análise foram organizados em torno de três eixos: eixo das subjetividades, eixo dos poderes e eixo dos saberes. A seleção dos materiais, o modo de construir a análise e o texto, assim como os conceitos usados para pensar a formação em administração, foram possíveis a partir dos estudos de Michel Foucault sobre os códigos que regulam modos de se conduzir e sobre a produção de verdades que servem como justificativa. Os eixos são produções teórico-empíricas, pois neles estão as análises das entrevistas e as teorias, além das análises da formação em administração que ocorriam a partir de documentos, legislação e elementos históricos. As entrevistas, realizadas com professores que lecionam no curso de administração, alunos em vias de formação e administradores recém-egressos, serviram como disparadores das análises. Não se pretendeu produzir uma nova verdade sobre a formação em administração, mas, sim, mapear as condições de emergência dos sujeitos adm e de sua formação. Dentre as condições mapeadas estão os modos pelos quais somos governados, ou seja, os modelos de conduta que estão pautados nos modos de ação empresariais, a profissionalização, a sistematização do ensino e a constituição de um campo de conhecimento. Em suma, a pesquisa deparou-se com um processo de formação, via ensino superior, que pode levar tanto à reprodução de formas predominantes quanto à produção de rupturas com tais formas
6

Uma análise crítica das relações de serviços educacionais : o caso dos docentes de matemática da Universidade Federal do Espírito Santo

Iwamoto, Helga Midori 31 March 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T14:09:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_206_.pdf: 755538 bytes, checksum: f73b49dd436b4650896170c8f96b88c9 (MD5) Previous issue date: 2006-03-31 / Este trabalho teve por objetivo compreender a dinâmica da prestação de serviços dentro da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) no caso das aulas de matemática ministradas para alunos desta universidade que cursaram disciplinas oferecidas pelo Departamento de Matemática (DMAT). Foi abordada a relação entre o professor de matemática, como prestador de serviços que representa a universidade, e o aluno como cliente. A justificativa é que os discentes da UFES têm apresentado sinais de dificuldades de aprendizagem em disciplinas ofertadas pelo DMAT, bem como elevado número de faltas e de reprovações em alguns casos. Considerando este aspecto, procurou-se compreender os valores e posturas dos professores de matemática em sua relação de ensino para diversos cursos, assim como as expectativas dos alunos em relação a estes profissionais e o contexto em que se deram as relações entre eles ao longo das disciplinas, em nível de universidade e de turma. Para tanto realizou-se uma pesquisa quantitativa com complemento da dimensão qualitativa, tendo-se aplicado questionários e utilizado a técnica de entrevista com os atores dessa relação. Ao final pôde-se observar a diversidade de características, tanto dos sujeitos que compõem as relações, quanto das relações entre eles. Na fundamentação teórica, foram abordados os construtos de autores como Adorno, Horkheimer, Fromm, Vygotsky, Bowlby e Schwartz. No entanto, há uma grande concordância por parte dos alunos que o componente relacional é fundamental para a aprendizagem, principalmente em disciplinas consideradas tradicionalmente difíceis como a matemática, no que alguns dos professores entrevistados concordam. Foi possível chegar a essas considerações através do tratamento quantitativo dos questionários com escala Likert e da análise qualitativa das entrevistas (ao vivo e eletrônicas) com esses sujeitos. / This work had the goal of understanding the dynamics of the services provision inside the Federal University of the state of Espírito Santo (UFES) – Brazil in the case of the mathematics classes lectured to the students from disciplines offered by the Department of Mathematics (DMAT). It was approached the relation teacher-student, in which professors act as service providers from University to client-students. The reason for this research is that the students from UFES have been showing signs of difficulties in learning mathematics at disciplines offered by DMAT, as well as high index of absences and retentions in some cases. Taking this into consideration, it was looked upon the comprehension of the values and postures of professors from mathematics in their relation of lecturing to various courses, as well as the students expectations upon this professionals and the context of the relations between them throughout the disciplines, in the levels of university and groups of teachers and students. For this study, it was necessary the realization of a quantitative research with an complementary qualitative dimension, using questionnaires and interviews with the actors involved in these relations. In the end, it was possible to observe the diversity of characteristics in the people that compose the relationships teacher-student, and the diversity in the relationships themselves. This work utilized theories from authors as Adorno, Horkheimer, Fromm, Vygotsky, Bowlby and Schwartz. In the other hand, there was a great convergence in the opinion of students about the importance of the relationship with the professor for the process of learning, even greater in the case of disciplines considered as traditionally difficult as mathematics, in which some interviewed professors agree. It was possible to achieve these results through the quantitative treatment of the Likert scale questionnaires, and the qualitative analysis of the interviews (live and electronic) with the subjects.
7

Entre o “new society” e o “ xilindró”: discursos construtores de masculinidades e feminilidades na folha do norte do paraná (1965 -1973)

Silva, Gessica Aline 27 March 2018 (has links)
Submitted by Helena Bejio (helena.bejio@unioeste.br) on 2018-07-27T11:53:23Z No. of bitstreams: 2 Gessica_Silva_2018.pdf: 2406572 bytes, checksum: fe9487e32d3adb18115257fe159a556c (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2018-07-27T11:53:24Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Gessica_Silva_2018.pdf: 2406572 bytes, checksum: fe9487e32d3adb18115257fe159a556c (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2018-03-27 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / The present dissertation starts from questions about the limits and borders between genders, the exchanges and negotiations that involve the constitution of subjects. In this way, we analyzed the models of masculinities and femininities presented by the social column and the police column in the newspaper of the city of Maringá called Folha do Norte do Paraná between the years of 1965 and 1973. From the theoretical reference of Gender Studies, thinking about the production of masculinities and femininities, the concept of performativity of the author Judith Butler and Michel Foucault's positions on the constitution of knowledge, powers and subjects, we focused on the approach of some subjectivities that served as model and reference, being emphasized in the speeches of the press. In this context, the figures of “good men”, "ladies of society", "sluts" and "drunks" were constituted in an opposite, extreme and complete way between one and another. Through these dualities in relation to the masculine and feminine performances conveyed by the newspaper, we observed how the context of Maringá was articulated, in which the newspaper was produced, with its content and the production of meanings and subjects. When analyzing the constructions of gender present in the newspaper we noticed that these were not unanimous or corresponding directly to the region’s reality, being in fact, one of the possible readings of that time, associated and influenced by the groups involved in the production of these meanings. / A presente dissertação parte de questões acerca dos limites e fronteiras entre os gêneros, das trocas e negociações que envolvem a constituição dos sujeitos. Dessa maneira, procuramos analisar os modelos de masculinidades e feminilidades apresentadas pela coluna social e a coluna policial do jornal maringaense Folha do Norte do Paraná entre os anos de 1965 e 1973. A partir do referencial teórico dos Estudos de Gênero, pensando na produção de masculinidades e feminilidades, do conceito de performatividade da autora Judith Butler e das colocações de Michel Foucault sobre a constituição dos saberes, poderes e sujeitos, privilegiamos a abordagem de algumas subjetividades que serviam de modelo e referência, sendo enfatizados nos discursos da imprensa. Nesse contexto, as figuras dos “homens de bem”, das “senhoras da sociedade”, das “vadias” e dos “bebuns” eram constituídas de maneira oposta, extrema e completar entre uns e outros. Por meio dessas dualidades em relação às performances masculinas e femininas veiculadas pelo periódico, observamos como se articulava o contexto da cidade de Maringá, na qual o Jornal era produzido, com o seu conteúdo e a produção de sentidos e sujeitos. Ao analisar as construções de gênero presentes no periódico notamos que estas não eram unânimes ou correspondiam diretamente a realidade da região, se configurando, na verdade, como uma das leituras possíveis de sua época, associada e influenciada pelos grupos envolvidos na produção desses sentidos.
8

¿Exilio, migración, destierro?

Gatica, Mónica Graciela January 2010 (has links) (PDF)
En este trabajo abordamos el análisis de experiencias exiliares de trabajadores chilenos que se radicaron en el Noreste de la Provincia de Chubut, en Patagonia Argentina, después de producido el golpe de estado contra el presidente democrático Salvador Allende Gossens, en Septiembre de 1973. Cabe consignar que al momento de plantear la fundamentación teórica para poder registrar la inscripción en el Doctorado en Historia, en la Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación de la Universidad Nacional de la Plata, opté por abocarme a problematizar un tema que permitiera relacionar los contenidos curriculares del espacio docente en que me desempeño como Profesora Asociada, la Historia de América Latina Contemporánea; con lo que ha sido mi trayectoria en investigación, dedicada durante más de veinte años a la historia de la clase obrera en la región aludida. Es dable destacar, que la Universidad Nacional de la Patagonia en Trelew, en la que me formé, cursando primero los estudios correspondientes a la Licenciatura en Historia, y posteriormente la Especialización en Ciencias Sociales; y en la que he transitado mi carrera académica; contiene y forma a una generación de hijos, y ya a nietos de obreros, que se asentaron en la región, especialmente en la década de 1970. La tarea emprendida, también se inscribe en la necesidad de aportar herramientas teóricas, metodológicas, e investigaciones fácticas que resulten incluyentes, y que permitan un análisis en profundidad de la sociedad en que interactuamos. Estoy convencida que Historia, Identidad, y Memoria son problemáticas no sólo relevantes para la vida académica, sino también para vivir nuestro presente y nuestro futuro. Como bien sostiene Jelín, el historiador “puede tornarse agente público, y sus posturas pueden tener consecuencias políticas que van más allá de los saberes disciplinarios, y los debates académicos”. (Jelín, 2002: 66). Cuando revisé la factibilidad de la investigación, y en mérito a los escasos repositorios documentales, decidí, dando continuidad a indagaciones previas, trabajar con historia oral. Esta metodología o práctica, involucra una dimensión personal, subjetiva y afectiva, que supone una constante relación entre los sujetos que participan, lo que implica una cualitativa diferencia en relación a las fuentes más tradicionales. No minimizo el valor de la estadística, pero hago una opción por nombrar y conocer a quienes han compartido con nosotros vivencias y experiencias, explicitando nuestra inscripción en la construcción de la información documental, no objetivándonos. El trabajo desarrollado se halla en la encrucijada entre la historia del pasado reciente y la memoria; con una perspectiva “desde abajo”, buscando conjugar la no uniformidad de la experiencia humana, con la pretensión de generalidad y explicación de la ciencia social. Las narraciones o testimonios obtenidos las he revisado, procurando develar las representaciones que subyacen, y comprendiendo el modo en que actuaron. Las memorias tienen un carácter subjetivo y en permanente transformación, lo que en cierto sentido puede singularizarlas, pero como historiadores debemos inscribirlas en un contexto histórico global, para procurar esclarecer las causas, las condiciones, y las estructuras, aportando a una historia total.
9

Outras pedagogias, outras subjetividades: do dispositivo da inclusão escolar, um enunciado sobre as diferenças

Rigo, Neusete Machado 24 March 2017 (has links)
The thesis does not contain abstract / A questão das diferenças compõe um discurso pedagógico que mobiliza as escolas para que a introduzam em seus referenciais político-pedagógicos, a fim de que se tornem inclusivas. Com a entrada da ‘alteridade deficiente’ (SKLIAR, 1999) nas escolas comuns, por força da Política Nacional da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (proposta pelo MEC, em 2008), os processos de inclusão se intensificam e se orientam por enunciados que enaltecem as diferenças. Porém, estes nos sugerem um olhar minucioso para compreendê-los melhor. A problemática dessa Tese emerge a partir destes enunciados sobre as diferenças, os quais se enredam com a inclusão escolar e afetam as pedagogias escolares, tecendo assim, conexões muito estreitas entre a inclusão escolar, as diferenças e a pedagogia. São duas as questões que orientam este estudo: a primeira, quer saber sobre os efeitos que enunciados sobre as diferenças estão operando nas pedagogias das escolas que investem em processos de inclusão escolar; e a segunda, quer saber que subjetividades estão sendo produzidas, a partir desses efeitos. As análises dessas questões buscaram sustentação nas teorizações foucaultianas e, em outros aportes teóricos que se somaram a estas, utilizando-se de ferramentas analíticas desenvolvidas por Michel Foucault, tais como: governamentalidade, dispositivo e subjetividade. Essas análises tomaram como centralidade as práticas discursivas e não discursivas de uma escola pública de educação básica, apontadas pela observação participante e análise documental. Foram tecidas, metodologicamente, por dois movimentos investigativos. No primeiro movimento, foi necessário investigar o enredamento entre a inclusão escolar e as diferenças para explicar como emergem enunciados sobre as diferenças associados à inclusão escolar. Assim, a partir dessa analítica, foi possível mostrar que a inclusão, como um dispositivo biopolítico da governamentalidade neoliberal, opera processos de sensibilização e de normalização que produzem ‘subjetividades inclusivas’ (MENEZES, 2011). Mas, também, como um dispositivo multilinear (DELEUZE, 1990), provoca no interior dessa lógica, outras formas de condução dos sujeitos, não tão interessadas em conduzir o outro ao mesmo. São formas de condução imprevisíveis que ocorrem no encontro com o outro e, como linhas em fuga, escapam do dispositivo da inclusão e possibilitam que enunciados sobre as diferenças operem sobre as pedagogias da escola produzindo ‘subjetividades sensíveis às diferenças’. Assim, o segundo movimento de investigação, ao analisar as práticas da escola, para saber sobre os efeitos dos enunciados das diferenças sobre suas pedagogias, observou que elas indicam duas possibilidades para analisar as pedagogias: uma, refere-se à pedagogia que hospeda e anula o outro; e a outra, trata-se de uma pedagogia que produz um encontro com o outro. A partir dessa segunda possibilidade, as análises feitas mostram que o encontro com o outro conduz os sujeitos a uma experiência que indica a produção de subjetividades sensíveis às diferenças. Estas, apontam (im)possibilidades de outros modos de viver com o outro, sob um limiar ético da alteridade que considera o outro como diferença em si, e não como um outro que deve ser conduzido ao mesmo.
10

Leitura e escrita em espaços de guerra: resgatando identidades em Terra Sonâmbula, de Mia Couto / Reading and writing in war zones: redeeming identities in Mia Coutos  Sleepwalking Land

Maria Paula de Jesus Correa 18 August 2017 (has links)
O presente trabalho tem por objetivo descrever como os processos de escrita e leitura são capazes de suscitar transformações nas identidades e subjetividades das personagens de Terra sonâmbula, romance de Mia Couto. Ainda, buscar-se-á demonstrar como a leitura pode tornar-se fundamental na promoção de significativas mudanças na vida de leitores que habitam espaços dilacerados pela guerra, como ocorre, por exemplo, com Muidinga, uma das personagens da obra que será analisada. / This paper aims to analyze how writing and reading are able to evoke changes in the identities and subjectivities of characters from Mia Coutos Sleepwalking Land. It also aims to show how reading can play a major role in promoting substantial changes in the lives of readers from war-torn areas. An example of this is Muidinga, one of the characters from the book that will be analyzed.

Page generated in 0.0641 seconds