• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 762
  • 7
  • 4
  • 3
  • Tagged with
  • 777
  • 777
  • 288
  • 263
  • 212
  • 186
  • 168
  • 120
  • 119
  • 83
  • 82
  • 78
  • 75
  • 71
  • 70
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

A efetividade da gestão dos procedimentos disciplinares nas Universidades Federais brasileiras sob a ótica da controladoria geral da união

Guimarães, Fabrício Pinheiro 2015 (has links)
Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração Universitária, Florianópolis, 2015 Made available in DSpace on 2016-02-09T03:15:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 337281.pdf: 1818062 bytes, checksum: 0d78c5df2be2eeb4d39d76922f9ae129 (MD5) Previous issue date: 2015 Este estudo situa-se na área da administração universitária com enfoque na gestão dos procedimentos disciplinares pelas universidades federais brasileiras, sob a ótica da Controladoria Geral da União (CGU). Atualmente da Administração Pública Federal tem sido fortemente cobrada para que apresente resultados que comprovem sua efetividade nas mais diversas áreas, bem como vem se travando uma luta constante contra a prática da corrupção e de irregularidades no desempenho das suas atividades pelos seus servidores. Em função disso foi criada em 28/05/2003, por meio da Lei n.° 10.683, a Controladoria Geral da União que recebeu a competência para supervisionar as atividades de caráter disciplinar no âmbito do Poder Executivo Federal (art. 17, da Lei n.° 10.683/03). A fim de tornar essa supervisão e a própria atividade disciplinar mais efetiva no âmbito do Poder Executivo Federal, o Decreto n.° 5.480/05, instituiu o Sistema de Correição do Poder Executivo Federal, com o objetivo de organizar em forma de sistema a atividade correcional. Sendo fundações ou autarquias que compõe a administração pública indireta, vinculadas ao Ministério da Educação e, portanto, órgãos do Poder Executivo Federal, as Instituições Federais de Ensino (IFE´s) fazem parte desse Sistema de Correição. Em razão disso, precisam atender às determinações constantes da legislação que trata do assunto e, especialmente, às exigências e recomendações da CGU, a quem cabe efetuar o controle, que é feito por meio de auditorias que geram os Relatórios de Auditorias Anuais de Contas, nos quais se analisa também a gestão dos procedimentos disciplinares. A principal ferramenta do Sistema de Correição do Poder Executivo Federal é um sistema informatizado denominado CGU-PAD, no qual os órgãos vinculados ao sistema devem informar todas as atividades referentes aos procedimentos disciplinares, a fim de que sejam acompanhadas pela CGU. Nas auditorias, a CGU compara os dados inseridos no sistema com aqueles fornecidos aos auditores por meio de relatórios de gestão, e verifica se o sistema está sendo devidamente utilizado. Avalia ainda se há designação formal de um servidor para ser o Coordenador do CGU-PAD junto à IFE auditada e as estruturas física, de pessoal e tecnológica para o exercício da atividade disciplinar na instituição. Assim, a atividade disciplinar vem ganhando importância dentro da Administração Pública Federal, notadamente no Poder Executivo e as universidades não podem deixar de dar a devida atenção e importância a ela. Em função disso é que foi proposto esse trabalho, por meio do qual se pretende verificar qual a efetividade da gestão desses procedimentos na IFE´s, sob a ótica da CGU. Também como objetivos específicos identificar o que a CGU entende como efetividade na gestão dos procedimentos disciplinares, em função da competência legal atribuída à CGU; levantar as competências necessárias que um servidor deve reunir para atuar na gestão e/ou na execução dos procedimentos disciplinares, pois se trata de atividade muito específica; propor a utilização da gestão por competências para o recrutamento e seleção dos servidores que atuarão na gestão e na execução dos procedimentos disciplinares, e dessa forma se alcançar a efetividade desejada; e, verificar se é justificada a implantação de um setor especializado para a gestão dos procedimentos disciplinares nas universidades federais brasileiras, a fim de que se dê o devido suporte à atividade.
Abstract : This study is located in the area of university administration with a focus on management of disciplinary procedures by the Brazilian federal universities, from the perspective of the Comptroller General (CGU). Currently the Federal Public Administration has been heavily charged to present results that prove their effectiveness in several areas and has been waging a constant struggle against the practice of corruption and irregularities in carrying out its activities for their servers. Because of that it was created on 28/05/2003, by Law no. 10,683, the Comptroller General who received the authority to oversee the disciplinary activities under the Federal Executive (art. 17, of Law n. ° 10.683 03). In order to make such supervision and even the most effective disciplinary activity under the Federal Executive Branch, Decree n. ° 5480/05, established the Eyre System of the Federal Executive Power in order to organize in the form of system activity Correctional. Being foundations or municipalities that comprise the indirect public administration, linked to the Ministry of Education and therefore organs of the Federal Executive Branch, the Education Federal Institutions (IFE's) are part of Eyre System. As a result, they need to meet those contained in the legislation determinations that deals with it and especially the requirements and CGU recommendations, which is responsible for making the control, which is done through audits that generate the Annual Accounts Audit Reports in which it also analyzes the management of disciplinary procedures. The main Eyre System tool of the Federal Executive Branch is a computerized system called CGU-PAD, in which the organs linked to the system should inform all activities relating to disciplinary procedures, that they be accompanied by CGU. During the audits, the CGU compares the data entered in the system with those provided to the auditors by management reports, and verifies that the system is being properly used. Evaluates still no formal appointment of a server to be the CGU-PAD Coordinator audited by the IFE and the physical structure, personnel and technology to the exercise of disciplinary activity in the institution. Thus, the disciplinary activity has been gaining importance within the Federal Public Administration, particularly in the executive branch and universities can not fail to give due attention and importance to it. Because of this it is proposed that work, through which it aims to verify how effective the management of these procedures in IFE's, from the perspective of the CGU, which is who is responsible for their supervision and control, and to identify the CGU understand how effective the management of the disciplinary proceedings, depending on the legal competence attributed to the CGU; raise the appropriate skills from a server must meet to act in the management and / or execution of disciplinary procedures, because it is very specific activity; propose the use of management skills for recruitment and selection of servers that will act in the management and implementation of disciplinary procedures, and thus achieve the desired effectiveness; and verify that the deployment of a specialized sector for the management of disciplinary procedures in Brazilian federal universities is justified, so that to give sufficient support to the activity.
32

Formação e trabalho de pesquisadores em educação

Alves, Vânia Maria 2008 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação. Made available in DSpace on 2012-10-23T19:21:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 258865.pdf: 3454046 bytes, checksum: 165ecc158797c86952fc2e283293609b (MD5) Nesta tese analisamos o processo de formação e as condições de trabalho de pesquisadores em educação que, após a obtenção do doutorado, se inseriram em IES 'emergentes'. Visamos apreender como se dá essa inserção e em que medida os neodoutores contribuem para a institucionalização da pesquisa nessa categoria de instituições e o quanto foram ou não preparados para assumir tal tarefa. Compõem a amostra dez doutores egressos do PPGE/UFSC, bem como os respectivos pró-reitores das IES nas quais aqueles atuavam após concluírem o doutorado. No eixo da formação fica patente o preparo qualificado que os titulados receberam para inserir-se em atividades de pesquisa. Há indicativos de que se faz muito e adequadamente nesse Programa de pós-graduação, sendo que muitos fatores são apontados como favoráveis à qualificada formação do pesquisador. Contudo, no eixo do trabalho, quando do exercício do ofício de pesquisador, nem sempre há relatos de experiência favoráveis à institucionalização da pesquisa nas IES estudadas, nas quais não há Programas de pós-graduação stricto sensu ou eles não estão ainda consolidados e a pesquisa ainda é incipiente. Embora a pós-graduação seja considerada lócus privilegiado da pesquisa, isso não se verifica nas universidades onde os doutores passam a atuar. Vários são os fatores que dificultam e/ou mesmo impedem a implementação da pesquisa em IES 'emergentes', tais como a ausência da cultura de pesquisa, as dificuldades para obtenção de financiamento interno e externo, o instável apoio dos dirigentes, dentre outros. Constata-se, portanto, a existência de grandes descompassos entre o tempo/espaço da formação e o tempo/espaço da inserção no trabalho dos neodoutores em relação ao exercício da pesquisa. A apreensão dessa dinâmica conduziu ao estudo das determinações históricas pelas quais passou e passa a universidade, especialmente no que diz respeito aos modelos adotados. Substituem-se os modelos clássicos para adotar os modelos de ocasião, isto é, a universidade abandonou sua característica de instituição e passou a ser uma organização social com tudo o que isto significa de descaracterização do seu papel historicamente preconizado e, mais do que nunca, necessário (Chauí, 2003; Sguissardi, 2006). O estudo permitiu observar, dessa forma, que esses modelos de universidade retomam características do taylorismo, em que o que conta é o produtivismo desenfreado, o que impede a ação dos pesquisadores como "intelectuais críticos" (Duarte, 2006). Constata-se que os intelectuais pesquisadores, que deveriam fazer frente a esse modelo, estão institucionalizados, portanto, sujeitados a engessamentos, muitas vezes paralizantes. Nesse sentido, fica demonstrado que há uma "servidão ambígua" (Pereira, 2001) por parte dos neodoutores que dificulta a criação, a implantação e o desenvolvimento da cultura acadêmica nas universidades onde estes atuam, embora não somente nestas. Assim, aponta-se para a urgência de ampliar e aprofundar a compreensão sobre esse contexto e de anunciar a necessidade do retorno dos intelectuais orgânicos, críticos, que têm a "coragem de denunciar a mentira e anunciar a verdade" (Chomsky, 2006). No contraponto do modelo de universidade preconizado pelo sistema vigente, faz-se necessário retomar a discussão esclarecida e recuperar os tempos e espaços de esperança, de utopia, tanto na formação como no trabalho dos pesquisadores.
33

Proposta de um sistema de informações integrado entre as unidades da Universidade do Contestado - UnC no âmbito acadêmico de cursos de graduação

Pogere, Neli Elisa Armiliato 2000 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico Made available in DSpace on 2012-10-17T11:17:03Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-25T18:49:44Z : No. of bitstreams: 1 178960.pdf: 4192408 bytes, checksum: cf18ce7cc3c3810bbff8893c4d911f70 (MD5) Através deste estudo pretendeu-se identificar o delineamento de um sistema de informações que integre as unidades da Universidade do Contestado sob a ótica do processo de gestão acadêmica dos cursos de graduação, buscando subsídios para caracterizar um sistema, bem como levantar quais informações são relevantes aos gestores da UnC, quando da tomada de decisões gerenciais. A pesquisa desenvolvida foi do tipo exploratória, com pesquisa em fonte secundária e estudo de caso. O nível de análise deste estudo foi institucional, contemplando as cinco unidades de uma instituição universitária. A amostra foi constituída pelos secretários acadêmicos das unidades universitárias e da reitoria, diretores acadêmicos e administrativos, coordenadores de cursos afins nas cinco unidades universitárias, reitor e pró-reitores da Universidade do Contestado. Os dados foram coletados através de uma entrevista semi-estruturada e levantamento documental. Observou-se, através das entrevistas, que não existe nas unidades universitárias um procedimento padronizado quanto a produção de dados e geração de informações gerenciais. Cada unidade adota padrões e procedimentos diferenciados na execução dos processos inerentes à coleta e disponibilização de informações gerenciais acadêmica, dos cursos de graduação. Em função da não existência de um sistema integrado de informações, os gestores enfrentam dificuldades na tomada de decisões, uma vez que não possuem informações confiáveis e rápidas em relação a todos os procedimentos que envolvem a criação, implementação e manutenção de um curso de graduação. Mediante estas constatações, concluiu-se que a UnC teria grandes benefícios com a implementação de um sistema integrado de informações gerenciais, estruturado de modo que atenda a todos os segmentos acadêmicos, dando suporte ao processo gerencial dos cursos de graduação
34

Desenvolvimento de um modelo de maturidade em sustentabilidade para as instituições de ensino superior

Palaver, Deise. 2017 (has links)
Orientador: Rosani de Castro Coorientadora: Reagine Máximo de Souza Banca: Barbara Stolte Bezerra Resumo: As mais diversas organizações têm sido desafiadas a contribuir para com o Desenvolvimento Sustentável, principalmente as Instituições de Ensino Superior, pois são consideradas um dos agentes capaz de promover as mudanças que a sociedade precisa para alcançar a sustentabilidade. Com o intuito de institucionalizar a sustentabilidade, ao longo do tempo, várias IES (do mundo todo) assinaram vários documentos/declarações demonstrando seu comprometimento com a causa. Mas para que essas intenções aconteçam na prática, primeiramente, mudanças devem ocorrer no âmbito dessas instituições, precisam mudar a forma como educam, pesquisam, se relacionam com a comunidade externa, e principalmente, como desenvolvem o próprio processo de gestão e operações. No contexto brasileiro há iniciativas no setor público, como a Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P), o programa procura impulsionar práticas sustentáveis, embora o programa não seja voltado para as IES, algumas instituições têm seguido as orientações da agenda na dimensão de gestão e operações de seus campi. As iniciativas são muitas, no entanto, não se sabe em que patamar está o processo de DS no âmbito das IES que adotam a A3P. Sendo assim, essa pesquisa tem por objetivo propor um Modelo de Maturidade em Sustentabilidade para as Instituições de Ensino Superior. Para este trabalho foi adotado como método de pesquisa a análise bibliográfica e a pesquisa Survey. Como resultado deste trabalho, é apresentado o Modelo de Maturidade e... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) Abstract: The most diverse organizations have been challenged to contribute to Sustainable Development, especially the Higher Education Institutions (HEI), since they are considered one of the agents capable of promoting the changes that society needs to achieve sustainability. In order to institutionalize sustainability, over the years, several HEIs have signed several documents / declarations demonstrating their commitment to the cause. But for these intentions to happen in practice, first, changes must occur within these institutions, they need to change the way they educate, research, relate to the outside community, and especially how they develop the management process itself. In the Brazilian context there are initiatives in the public sector, such as the Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P), the program seeks to promote sustainable practices, although the program is not focused on HEIs, some institutions have followed the agenda on management and operations of their campuses. The initiatives are many, however, it is not known at what level is the sustainable development process within the scope of HEIs adopting A3P. Therefore, this research aims to propose a Maturity Model in Sustainability for Higher Education Institutions. For this work the bibliographic analysis and Survey research. As a result of this work, the is presented Modelo de Maturidade em Sustentabilidade para Instituições de Ensino Superior (MMS-IES). Its application has demonstrated that the HEIs inves... (Complete abstract click electronic access below) Mestre
35

A Tomada de decisão por dirigentes universitarios : um estudo comparativo em universidades publicas, comunitaria e empresarial

Figueiredo, Regina Sueiro de 1992 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socio-Economico Made available in DSpace on 2012-10-16T22:39:21Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T17:35:19Z : No. of bitstreams: 1 87942.pdf: 9473401 bytes, checksum: 875ae82b79f373dd43d3b2c25fb8352a (MD5) Este trabalho tem por objetivo realizar um estudo multicaso e comparativo, para verificar as características que distinguem a tomada de decisão por dirigentes universitários, em instituições de caráter público, comunitário e empresarial. Verificou-se que houve diferenças marcantes entre as instituições de caráter público, comunitário e empresarial, concernetes às características e seus respectivos indicadores, referentes aos fatores: a) político; b) gerencial; c) acadêmico. Concluiu-se que os dirigentes, tanto entre as instituições de caráter público, comunitário e empresarial, como entre as categorias I e II, apresentaram diferenças estatisticamente significativas, em relação às características apontadas. Observou-se também que além das variáveis estudadas havia outras como liderança, fator-político, expressos pelo poder de influência, e os fatores de natureza político, gerencial, comportamental e acadêmico, que por sua influência na tomada de decisão estão a merecer estudos mais aprofundados.
36

Estratégias organizacionais e práticas de recursos humanos

Mendes, Maria das Graças Corrêa 2001 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Administração. Made available in DSpace on 2012-10-18T13:42:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 207244.pdf: 568776 bytes, checksum: 8d0b2605df4db555947e966e42265a4f (MD5) O presente trabalho se propôs a analisar as relações existentes entre estratégias organizacionais, práticas de recursos humanos e o desempenho organizacional, objetivando destacar a importância estratégica do fator humano na busca e manutenção da competitividade. Para tanto, foi efetuada uma revisão da literatura, buscando estabelecer as bases conceituais para uma melhor compreensão do assunto e realizada uma pesquisa empírica a partir da metodologia do estudo de caso, a fim de identificar e analisar as ligações propostas no caso em estudo. Para a condução do estudo de caso foi selecionada a Universidade Estadual do Maranhão, uma organização da área de ensino que vem desenvolvendo um trabalho de mudança em sua estrutura organizacional e que vem obtendo bons resultados desde a implantação de um modelo inovador de coesão de recursos humanos. Os resultados e conclusões deste trabalho oferecem indicações para sugerir que a administração de recursos humanos desempenha um importante papel na consecução dos objetivos organizacionais. Desta forma, este estudo visa contribuir para o aumento do conhecimento a respeito da integração que deve ocorrer entre a administração de recursos humanos e as estratégias corporativas, para que seja possível maximizar o desempenho organizacional.
37

Planejamento estratégico em organização universitária

Harger, Carlos Augusto 26 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração, Florianópolis, 2011 Made available in DSpace on 2012-10-26T08:22:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 299500.pdf: 2376467 bytes, checksum: 2c871f1e0580e97169fd34c8779c3eb9 (MD5) O objetivo desta pesquisa foi Analisar as variáveis que influenciam no processo de Planejamento Estratégico na Universidade Federal de Santa Catarina. Para isto, adotou-se como procedimento metodológico, a pesquisa qualitativa e documental, utilizando o questionário fechado, e também entrevista semi-estrutura. Esta pesquisa é considerada um estudo de caso exploratório com utilização da análise de discurso, tendo como amostra, na UFSC os Vice-Diretores das Unidades Acadêmicas e Dirigentes das Unidades Administrativas, nas Pró-Reitorias (PRDHS e PRAE) e nas Secretarias (SINTER e SECARTE), além da obtenção de informações junto a SEPLAN para o desenvolvimento da pesquisa. Na análise, verificou-se que esta organização universitária possui uma estrutura organizacional bastante heterogênea nas suas Unidades Acadêmicas, e mais acentuada nas Unidades Administrativas, o que desafia implantar um processo idêntico de Planejamento em toda Universidade. Como fases do processo de Planejamento identificou-se: Seminários de Planejamento (Sensibilização); Elaboração; Sistematização dos Planos e Planejamento; Orçamento e Aprovação de Planos; Implantação; e Acompanhamento. Sendo que o menor nível de participação ocorreu na fase de Orçamento e Aprovação de Planos, onde os entrevistados apresentaram menor nível de entendimento e clareza sobre o processo. Assim, aconselha-se que este seja esclarecido e divulgado a comunidade universitária interessada. Como variáveis que influenciam no processo de Planejamento têm-se: Poder, Resistência Silenciosa, Interdependência, Comunicação (falta de Clareza), Complexidade, Cultura, Participação, Alinhamento, Desconhecimento/Despreparo e Burocracia. Enfim, pelo que foi analisado e explorado nas entrevistas, conclui-se que: o Processo de Planejamento Estratégico na Universidade é permeado pela manutenção do Poder, defendida por uma resistência silenciosa e falta de clareza na comunicação, sobretudo, encobertada por uma burocracia e rede de interdependências e complexidades, que para os menos preparados serve como argumento para a sua pouca efetividade na Administração Universitária.
38

As Solenidades públicas de colação de grau como mecanismo de organização, desenvolvimento e fortalecimento do espaço público

Ramos, Cléia Normandina Silveira 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração Universitária, Florianópolis, 2012 Made available in DSpace on 2012-10-26T10:39:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 302473.pdf: 1250306 bytes, checksum: 2df3f4d9b111247480e327af0fc7672d (MD5) O objetivo desta pesquisa é analisar a contribuição das solenidades públicas de colação de grau da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em nível de graduação, resgatadas a partir de 2004, com vistas à organização, desenvolvimento e fortalecimento do espaço público na universidade como instituição social, sob a perspectiva dos gestores universitários. As formaturas da Instituição até o fim da década de 80 apresentavam o caráter público e democrático. A partir da década de 90 foram privatizadas e no ano de 2004, foi resgatado seu caráter institucional, público e democrático. A devolução da formatura pública para a comunidade garantiu a participação na solenidade, de todos os formandos em igualdade de condições e sem custos para o estudante. Esta ação visa fortalecer o processo de democratização das solenidades de colação de grau dos seus cursos de graduação, na perspectiva de resgatar o seu caráter público, fortalecendo o exercício da cidadania dos seus estudantes e familiares, que foi fortemente abalado a partir da década de 90, como reflexo das políticas públicas neoliberais. Esta pesquisa caracteriza-se por um estudo de caso de natureza qualitativa, utilizando a análise de documentos, a construção de um arcabouço teórico contextualizando o fenômeno investigado, além de entrevistas semiestruturadas com gestores universitários. Para este estudo a construção do público é concebido a partir do atendimento aos interesses comuns, onde as diferenças são respeitadas, o diálogo é mantido, e os elementos que envolvem a complexidade da universidade pública são compreendidos na perspectiva de promover o desenvolvimento e a preservação desses espaços para as próximas gerações. Este espaço deve possibilitar a integração e a inserção social promovendo assim a consolidação de valores que envolvem a ética, a democracia, a justiça social e o bem comum. A partir dos resultados da pesquisa, é possível observar fortes evidências de que a formatura pública da UFSC é envolvida por relações de grandes dimensões e que refletem diretamente no seu caráter público, democrático e isonômico. Assim, ela se constitui em um processo que se apresenta em constante movimento e que pode contribuir para a organização ou para a desorganização do espaço público, de acordo com o contexto que a envolve. A Universidade é uma instituição complexa, caracterizada pela diversidade da sua comunidade interna e externa. Diferentes culturas, etnias, classes sociais, credos religiosos e ideologias políticas, aliados às relações de poder, se manifestam no seu fazer diário, como instituição social, fazendo com que seja capaz de identificar, compreender e responder às contradições existentes. Sustentar o espaço público é uma ação complexa, pois não é uma ação isolada da Universidade. Todavia, demanda muito esforço, vontade política, ousadia e acima de tudo compromisso institucional.
39

Universidade pública e accountability

Roczanski, Carla Regina Magagnin 2009 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Administração. Made available in DSpace on 2012-10-24T19:32:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 264163.pdf: 948772 bytes, checksum: 7929955f1dcc507f9b02c994b59e8b47 (MD5) O presente estudo tem como tema a accountability, observada através dos procedimentos de da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC e se propõe a analisar as práticas da Udesc sob a ótica da accountability, além de estabelecer qual a relação existente entre elas. As organizações públicas, após o advento da nova gestão pública e da reforma do Estado, vêm sendo cobradas com legislação pelo governo, assim como pela sociedade, para que tenham as suas ações divulgadas de forma transparente e com uma preocupação constante em atender aos anseios e necessidades da sociedade, dentro da missão da Instituição. Esta pesquisa é do tipo descritiva e exploratória, caracteriza-se por um estudo de caso e foi realizada por meio de entrevista semiestruturada com os gestores da UDESC. A legislação, vigente hoje no Brasil, propõe claramente o caminho da accountability para as organizações públicas, porém, na prática, pode-se perceber, por esta pesquisa e pelos exemplos apresentados neste trabalho, que efetivamente isso ainda não está acontecendo. A pesquisa demonstrou que a UDESC carece de procedimentos padronizados de prestação de contas para a sociedade. Desta forma, observou-se que a responsabilidade do gestor público não vêm sendo totalmente cumprida, ademais a transparência é um fator crítico; em virtude de a Instituição não possuir um sistema de informações gerenciais, ocorrem falhas de divulgação interna e externa de informações. Isso afeta a prestação de contas à sociedade; a maioria dos entrevistados destaca que não existe a efetiva e completa prestação de contas. Ou seja, os procedimentos na gestão da UDESC ainda precisam ser desenvolvidos, melhorados e ampliados, para alcançar a accountability.
40

Mudança planejada em instituições de ensino superior

Panno, Cláudia Caravantes 2003 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. Made available in DSpace on 2012-10-21T04:37:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 204495.pdf: 1052965 bytes, checksum: a5e00e733f24f70e555fb72041e94b51 (MD5) A presente tese parte de pressupostos bem definidos, ou seja, de que vivemos em uma sociedade inteiramente organizacional e em uma época de turbulência sem par. A conseqüência imediata é a necessidade crescente de pessoas adequadamente preparadas, com idéias inovadoras, capazes de impulsionar as organizações para novos patamares de desenvolvimento. Se mudar tornou-se a palavra de ordem, compreender e gerenciar a mudança passou a ser uma atividade crítica. Na seqüência, procurou-se identificar e caracterizar os principais modelos de mudança planejada gerados a partir do final da década de 40, com Kurt Lewin, até os dias atuais. Após a análise de tais modelos # 10 em seu total #, procurou-se selecionar aqueles que melhor explicavam o processo de transformação ocorrido na formatação de um Centro Universitário a partir da modalidade Faculdades Integradas. Três foram destacados e que, uma vez

Page generated in 0.092 seconds